Você está na página 1de 3

1

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ


UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ
UNIVERSIDADE ABERTA DO PIAUI
NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
COORD. DO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO EM
ADMINISTRAÇÃO – PERÍODO 2018.2
PROFESSORA MS. FRANCISCA CARDOSO
DISCIPLINA: PSICOLOGIA APLICADA À ADMINISTRAÇÃO

ALUNO Gabriel Frechiani de Oliveira


POLO Alto Longá

ATIVIDADE 2

Conforme Spector (2012), a motivação apresenta várias teorias, aponte os conceitos e


exemplos de cada teoria da motivação que o autor apresenta em sua obra.

R:. De acordo com Spector (2012) a motivação apresenta várias teorias da motivação, que
podemos enumerar abaixo:
1) TEORIA DA HIERARQUIA DAS NECESSIDADES: Esta teoria da motivação do
psicólogo Abraham Harold Maslow (1943): esta teoria postula a realização das necessidades
humanas é fundamental para saúde física e mental das pessoas, destarte, as necessidades
humanas estariam organizados de forma hierárquicas de necessidades de físicas, psicológicas e
humanas. O primeiro nível está relacionado as necessidades fisiológicas, como a necessidade
de autopreservação como ingestão de água, alimento e respiração. O segundo nível está
relacionado a instinto de autopreservação, de existência como ser vivo e perpetuação da espécie.
O terceiro nível está relacionado ao campo amoroso e dos relacionamentos, a necessidade de
afeto, amor e empatia das pessoas. O quarto nível está relacionado as necessidades de estimas,
onde envolve questões de respeito e autoestima para as pessoas. A teoria da hierarquia das
necessidades tentar explicar os mecanismos de funcionamento das motivações humanas, nem
sempre a satisfação das necessidades é importante dentro organizações;
2) TEORIA DOS DOIS FATORES: esta teoria foi elaborado por Frederick Irving Herzberg
que a motivação estaria relacionada a natureza do trabalho, não tendo correspondência direta
com o ambiente do trabalho ou as recompensas, destarte, as necessidades são divididas em duas
categorias: a primeira, oriundas de natureza humana como as necessidades fisiológicas e o
crescimento psicológico que são considerados fatores motivacionais(intrínsecos) que levam a
satisfação do indivíduo; a segunda, de natureza higiênica (extrínsecos) são oriundos do
ambiente de trabalho, estando condicionados a questão salarial, o ambiente de trabalho, o tipo
2

de organização. A melhor maneira para motivar os trabalhadores por Frederick Irving Hezberg
é motivar os funcionários e satisfazer suas necessidades, deixando sempre motivados e
produtivos.
3) TEORIA DO REFORÇO: esta teoria postula que reforços positivos e negativos tem o
poder de motivar os funcionários dentro de uma organização, destarte, influenciando o
comportamento das pessoas. O princípio fundamental é a lei efeito, onde postula que um reforço
de um determinando comportamento pode influenciar o comportamento de uma pessoa,
gerando uma efeito sobre as atitudes das pessoas, tanto reforços positivos como gratificação,
aumento de salário e promoções; quanto um reforço negativo, no sentido de corrigir um
comportamento errado como multa, advertência ou demissão.
4) TEORIA DA EXPECTATIVA: esta teoria tenta explicar as recompensas como forma de
motivar as pessoas para a realização das atividades numa organização, postulando que os
estados cognitivos internos que acarretam o processo motivacional. Logo, o pressuposto básico
que a expectativa de recompensa futura motivam as pessoas a trabalhar melhor e ficarem em
estado de motivados para o trabalho, a teoria do Vroom pautada na seguinte fórmula Força=
Expectativa x E (Valência x Instrumentalidade). Dentro desse contexto, a força é o nível de
motivação da pessoa, enquanto a valência é o resultado da recompensa de uma pessoa motivada.
5) TEORIA DA AUTO EFICIÊNCIA: esta teoria postula que a motivação e o desempenho
são determinadas pela extensão e eficácia das pessoas, assim as pessoas com um alto nível
autenticidade são aquelas pessoas motivadas e tem que grande possibilidade alcançar os
resultados esperados. Destarte, as pessoas que depositam uma alto nível de expectativa e
autêntico tem a maior possibilidade alcançar a realização das tarefas almejadas, assim gerando
impactos no desempenho do ambiente de trabalho, motivação e desempenho estão intimamente
ligados dentro da teoria da expectativa.
6) TEORIA DA JUSTIÇA: esta teoria postula que as pessoas valorizam o sentimento de
justiça dentro da organizações, assim valorizando o cumprimento das leis e normas, sendo um
fator de motivação dentro das organizações. Dentro desse contexto a desigualdade é um estado
psicológico de comparação entre os membros de uma organização, sendo nociva ao processo
motivacional, onde deve ser observados os resultados e as contribuições de cada colaborador
de uma organização. Os resultados seriam as recompensas que o trabalhador obtém a partir do
seu trabalho, enquanto contribuições sua importância para o funcionamento de uma
organização.
7) A TEORIA DE DETERMINAÇÃO DE METAS: esta teoria relacionado que fundamenta
o comportamento de básico das pessoas é a motivação por alcançar intenções, objetivos e metas
3

internas no sentido de alcançar resultados pessoais e dentro das organizações. Dentro desse
contexto, a meta é um objetivo a ser alcançado de forma consciente, sendo que essas metas
podem ser especificas ou gerais, no sentido de estar relacionado com o contexto das pessoas
que estão envolvidos, assim quatro principais influenciam o comportamento das pessoas: 1) as
metas que direcionam a atenção e ação das pessoas; 2) as metas que visam a elevar as pessoas
seus desempenho profissional, acadêmico e pessoal; 3) as metas que estão relacionadas a
persistência em alcançar algum objetivo, tipo fazer uma maratona; 4) as metas que visam
motivar as pessoas a elaborar uma estratégia para uma situação, como passar no vestibular.
8) TEORIA DO CONTROLE: esta teoria fundamenta-se que as pessoas determinam suas
metas antes e depois do trabalho realizado a partir de instrumentos de analises e
retroalimentação, o controle de processo motivacional contribui na cumprimento ou falhas de
metas de uma indivíduo dentro de uma organização. A diferença entre o processo real e os
instrumentos de avaliação (controle) vão determinar os resultados desse teoria da motivação
dos indivíduos nas organizações.
9) A TEORIA DA AÇÃO: esta teoria relaciona-se com o postulado que o comportamento do
trabalho está relacionado a um processo vinculado metas e intenções aos comportamentos, onde
deve se focalizar em comportamentos orientados e volitivos que são ações de produto de
intenção consciente para alcançar um objetivo, destarte, o principal foco desse processo são os
mecanismos de auto alimentação no processo motivacional. Dentro desse contexto a
importância de fixação de planos, metas e a elaboração do passo a passo dentro uma
organização para os indivíduos.

REFERÊNCIA

SPECTOR, Paul. Psicologia nas organizações. 4 ed. São Paulo: Saraiva, 2012.