Você está na página 1de 66

Sumário

xercícios Nivel 1

Unidade 1: lnteragindo em Portuqué:

lnteracáo

Pontos de Partida (Ceneros textuois: leitura, compreenSOO oral, Análise Linguistica


produfdo oral e esaita)

A história do telefone. Texto informativo. Vocabulário: Relativo ós

situa,;oes iniciais de 'ntertlci:t

Códigos de área das Capitais e Áudio. expressoes do cotidiano

Estados Brasileiros. cumptirnentos, votos,

despedidas, apresenta,;óes.

O rádio apaixonado. Crónica de Moacyr Sc/iar. fettcttacoes, informa,;oes

pessoais.famiíia.

Internet e melos de comunicafÓO Programa de rádio.

de massa. CD Artigas, preposi,;oes e


cont,afóes.

Pombos-correio. Texto informativo (jornalístico).

CD Números, Estados e Capitais


Árvore Genealógica. tmaqem (organograma). brasileiras.

Ratina e mundo tecnológico. Vídeo - Reportagem do Jornal CD Pronomes Possessivos.


da Record.

CD Conjunp3es: e, mas, por isso,

Situafóes comunicativas.
Seteciio de informacáes (lista). quando, porque e ou.

CD Produtiio Textual.

Unidade z: Quebrando a Ratina

Festival Internacional de Inverno Texto informativo. Vocabulário: Expressoes do

de Campos de Jordáo. cotidiano, dios da semana,

meses do ano, datas

Meses e esta,;óes do ano. Cruzadinha. comemorativas, esta,;oes do

ano, horas, países e

• Ratina no casamento. Texto informativo. nacionalidades, refei,;oes,

alimentos efalsos cognatos..

SituafiiO no restaurante. Seleciio de informacoes (lista).

• Verbos no Presente do

Sábado ó noite, Cidade Negra. Música. A Indicativo relacionados ó

W ratina.

Ratinas diferentes. Texto informativo e setecáo de

informacdo. CD Uso das contra,;oes.

Horas. Áudio. • Produiiio Textual

Virada Cultural. Reportagem.

fmagem.
Nacionalidades de famosos.
lnteracáo

os de Partida {Géneros textuais: leitura: compreensao oral, Análise Linguística


prod� oro/ e e,crita)

� inesquecivels. Depoimentos. Vocabulário: Relativo a tipos

de hospedaqens, viaqens,

comidas, atividades de lazer.

Áudio.

Selecáo de informarao. Verbos no Pretérito Perfeito do

Selecdo de informacao.
I Indicativo.

Como se preparar bem antes de Texto informativo (revista). C, Fonética: [ a J e [a].

ronhecer novos Jugares.

Diálogo (informal) . 4D Comparativos: tqualdade,


• Destino e mala adequada. Superioridade e lnferioridade.

Selecáo de informaiiio.

• Um palácio para a cultura. G) Produ,ao Textual.

Texto informativo (Almanaque

• Aniversário do Cristo Redentor. Brasil) . C, Fonética: [ s] e [ z ].

• Garata de tpanema, Tom Jobim. Vídeo .

• Fonética [ s J e [ z J. Música.
Exercícios Nível i

tnteracáo

Pontos de Partida {Ceneros textuois: leitura.� compreensiio oral, C a


produ9]o oral e escrita) -
Última palavra. leca Baleiro - Matéria da Vaca s.--.
Revista lsto É. brinqueGOS � ::,
n :e
,,.
,
Clll!!l
­

Fonética: [b ) e [ v ). populares no 3-=-

Futuro do Presente. Tirinha. C, Verbos: Presente, = e.?""' ,

Perfeito e tmperjeito:

Atividades para completar a lmagens.

agenda das aianeas. Ci) Fonética:{b}e[v].

Bonecos Playmobil. Vídeo. Ci) Prodtuiio Textual.

Campanha entrega brinquedos a Jornal Diário da Manha. C, Produfoo Textual.

enancas da comunidade.

Brinquedos de ateneas que Vídeo - Reportagem do Jornal

viraram manía de adultos. da Band.

Como consumir sem culpa: Dicas. Vocabulário: Referente ao

Um roteiro com 9 dicas práticas. consumo, precos de produtos,

animais e medidas.

C, Fonética: [ I Je [ 3 J. Áudio.

Verbos no Presente e Futuro

C, Desejos de consumo. Vídeo - Reportagem. do Presente do Indicativo.

C, O império do consumo. Artigo de Eduardo Galeano. • Expressoes idiomáticas sobre

animais.

C, lago dos sete erras. lmagens.

C, Fonética: [ I J e [ 3 J.
G Expressoes idiomáticas sobre Seleaio de informotiio.

animais. • ProdUfOO Textual.

G Río recebe fe iras de animais de Reportagem do Jornal O Globo. • Produfao Textual.

estimafOO.

Rece ita. • Verbos no Imperativo .


• Strogonoff de carne.
Leía o texto abaixo e complete com artigas, preposkóes e contracñes.

A história telefoneé tao antiga quanto a de seus bisavós. Faz mais de cem anos que ele foi crioác. _

escoces Alexander Graham Bel/ (1847-1922), que morava Estados Unidos. O que ele conseguiu [oi ;e::--

de transmitir voz distancia. Para isso, ele fez um dparelho que transforma o som em sinaís elétrícos. Essess·"'Gis

corriam um fío até chegar á outra pon ta, e viravam som outra vez.

Graham Bel/ se ínspírou telégrafo, de 1835, que conseguía transmitir mensagens entre pontos distantes por

meío de sínaís. Mas eles vínham como códigos, e nao como voz. Por tsso Bel/ [oi tao importante para o mundo ···········-·-

tecnología. Ele virou "poi" do telefone. O primeiro apare/ha, de 1876, era muí to rudimentar. Nao dava parafa/ar

e ouvir mesmo tempo, como de hoje. Outros cientistas comecaram a melhorá-lo. /sso acontece em

out ros ramos da tecnología. Basta alguém inventar alguma

coisa, que logo aparecem outras pessoas que aperjeicoam a

ideio.

Naque/e mesmo ano, . americano Thomas A/va

Edison conseguiu inventar um apare/ha que ouvía efalava.

0
ara isso elefez dezenas de tentativas. Mas conseguíu.

O que demorou faí ligar a longa distancia. Agora parece

:do simples, mas só 1914 que foi realizada .

igafao telefónica de um continente a outro. O telefone sem

f5o demorou mais atnda. só foí inventado em 1967- Entao o

rádio entro u jogada.

Disponível em www.canalkids.com.br (Acessado em moio de :1on).

' --
.. � H:,• ;•. � " :,

·
� :;,o
.:;..
e Para efetuar urna liga;ao de longa distancia nacional (DDD), vecé deve discar:

o + código da operadora + código nacional da /oca/idade + número de telefone

a) Escute os códigos de área das ca pita is dos estados do Brasil e complete a tabela abaixo.

Capitais Brasileiras Código de Área

Aracaju ..

Belém ................................................................................................................... ..

Befo Horizonte . ..

l
Boa Vista ..

l
Campo Grande ...
l
Cuiabá ..

l
Curitiba ..

Florianópolis ..

Fortaleza ..

)
Goiiinia ..

Joiio Pessoa ..

Macapá ..

1 )
Maceió


Manaus

Natal

Palmas ..

Porto Alegre .•••••••.•••••••••••.•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••• d•••••••••••••••••••••• -•• -..

Porto Velho ..

1
Recife ...

1
l
RioBranco ...

)
1

Ria de Janeiro ...

)
1

Salvador ...

)
1

Siio Luís ...

)
1

Siio Paulo ...

1 )
Teresina ...

1 )
V"rtória ...

e nos espa;os abaixo as capitais dos estados do Brasil, soletradas no áudio.

·-------·······························
sl

6)
------·····································

7)

L....-�===----··-··-········
O Leia um trecho da crónica "O rádio apaixooado", de Moacyr Sdiar, e complete as lacunas

com pronomes possessivos.

O rádio apaixonado

MINHA QUERIDA DONA, sei que vocé anda se queixando de - oode imaginar o

sofrimento que isto me causa, mesmo porque vocé provaveimenze xn,¡; :;

própria. Ao contrário do que vocé pensa, tenho sentimentos, terro errocoes.. É em

emo�oes que /heJalo agora, tanto em AM como em FM. Na verdode, eu nem tinna torraoo 'Ol!JM::Ji!r,e,:;:;:;- �

própria existencia, até quefui instalado em carro. Voeé estova muitofeliz; ttnnarr e:; 7J marra

é ótima, e que vocé canta ria com um som maravilhoso para /he ajudar no estresse que é esse tráns: o[_J_ aci,"ez se ·m

um ser vivo. Vivo e apaixonado. Daquele momento em diante, possei a ansiar por presenfa. Era para wucé

que eu quería transmitir as me/odias que recebia por meio de tantas can,oes. Voce ao volante, felicidadeera

completa.

Acontece que vocé náo se deu canta disso. L á pelas tantas eu tinha ciúmes até do MP4.

Agora: o que pode ria euJazer? Humanos tem como demonstrar ciúmes, tém como descarreqar a[rusiracdo.

�as eu sou um rádio, um bom rádio, mas rádio, de qualquer maneira. Recorrí, entüo, áquilo que estava a .

slcance: o som.

Quando vocé estova com aiquém de quem eu náo qostava, eu aumentava vo/ume até chegar a níveis

suportáveis. E ai, subitamente me ca lava. Para lembrar a

axe que o silencio também Jala, especialmente o silencio

s traídos[. .. ].

derradeiras palavras,

es de sair definitivamente do ar, antes do silencio final.

-- última mensagem é esta: nunca brinque comos

2<1timentos de um rádio apaixonado. vocé vai ter, no

·mo, surpresas desoqradáveis.

:iCUAR, Moocyr. Fo/ha de sao Paulo, 10 de morfo de 2008.


O Agora, leia o texto abaixo e conheca um pouco mais sobre o radia lista William Petd. ..

Em seguida, preencha a ficha com os dados apresentados.


'

Wi/liam Pereira (13 de dezembro de 1975)

�ado em Comunicacáo Social, comefa a carreira de radialista (locutor de rádio) aos

=, anos na rádio Difusora em Taubaté /SP, sua cid ad e natal.

falo ingles, espanhof efranci!s. Tem como hobby fer, escrevercrónicas ejoqarténis.

Cé casado e tem trésfilhos. Adora assistir a documentários e ira o teatro.

e torcedor do Esporte Clube Taubaté e qosta de música sertaneja e pop rock.

Nome:

Ida de:

Local de nascimento: Nacionalidade: .

Idiomas· .

Sobre ele: .

O Voce vai ouvir um programa de rádio sobre internet e meios de comunlcacáo de massa �

(midia). A partir das lnformacóes a presentadas, marque verdadeiro ou falso, �

corrigindo as frases incorretas.

V F

a) O programa fa/a sobre os grandes acontecimentos que tiveram impacto no rádio. OO

b) Rodoffo achaque a internet e os meios de comunicaoio de massa nos permitem vivencia, a história. oo
e O entrevistado cita a queda do muro de Berfim como principal acontecimento retratado

pela mídia nos últimos dez anos. 00

":lm Rodoffo, a história está sendo registrada a partir de vários meios como a

.:. r+Lffnet, o rádio, os jornais e as revistas.


nr,
00
-----·······································································································································

:. �do cita a Copa do Mundo de 2006 como o piar acontecimento dos últimos tempos.
00

--------··-··························································································································································
e Leia a reportagem abaixo e complete com os seguintes conectores:

���-e���-Pº_'_'_ss_º���-m_a_s���q_u_a_nd_º��-º-u��-p_o_rq_u_e���) �

Pombos-correio
antia Vegas

'\/a era da internet, da TV a cabo do telefone celular, ainda existem pessoas que manti!m o hábito de criar

oombos-correio , se antigamente o pássaro era utilizado como um importante meio de comunicaiiio,

atualmente representa um hobby na vida de seus criadores.

:Jomingos Ferreira Neto, que cria pombos desde a infancia e hoje é proprietário de oitenta animais ressalta que os

oombos-correio comecaram a ser usados como meio de comurucoiño há muito tempo, na Grécia, no Egito e em quase

todo o Oriente Médio. No passado, sem rádio, telefonee tetevisáo, os moradores de diversos vilarejos utilizavam os

oombos queriam mandar recados e convites de festas de aniversário avisar sobre o casamento a

:amiliares e amigos que viviam em outras regii5es. Eles criavam os animais e, os mesmos desenvolviam um

senso de orientacáo, comecavam a trocá-los entre si.

..................... , uma determinada pessoa dava um de seus

!IOmbos a um familiar que morava em local mais distante

zara que, em caso de necessidade, este pudesse enviar-lhe

roticias. Hoje os pombos-correio sao treinados unicamente

zara participar de competkoes de voo", explica Domingos .

. VEGAS, Cíntia. Pombos-correio. Disponível em www.paranoonline.com.br- 24/ 11/2006- Texto adoptado


O Complete as árvores genealógicas a seguir.
um

� Rita de Cássia


'

b) Leandra

Carlos Madalena Marcos Catarina

..................................

Bárbara Antonia

-··-····························

; ..-.-·-�-
•\, • 1'
�--·-.,.
--­
Voce vai assistir a urna reportagem do Jornal da Record, poden do fazer anotacóes

enquanto assiste. A seguir, responda:

a) Como é a rotina da familia de Liliane Ferrari?



b) O que o publicitário Daniel Zanetti gosta de [azer quando está sozinho em ars,:;]

-···················································································· .. ····•·································· ··················-·-----------

e) Por que a cidade de Pedreiro, no interior de Siio Paulo, éfamosa? Que órgiiodisrék:u - a ·�:; se ..:"'et nessa

cidade?

-·············································································································································································------------

) De que maneira interagir na web facilita a educacáo de enancas em Siio Paulo?

····································-· -----
!) Como as familias brasileiras estiio educando seus filhos?

-···························································· .

A partir de quantos anos afamilia tenta educar a garotada no mundo tecnológico e qua/ é o tempo estipulado

pelos país para as enancas poderem ficar na internet?

Na condicáo de pai/ rnáe, depois de assistir a reportagem e ciente da importancia do assunto lj


apresentado, vecé decide criar urna lista com regras da casa para o uso da internet por seus/ ,�

suas filhos(as). Em seu texto, vocé deverá estipular o número de horas que podem passar na

internet por dia, bem como chamar a atencáo para algumas questóes apontadas no vídeo.

, O que vocé diria nas seguintes situacñes? Relacione as col unas.

Seu irmáo vai viajar. Boas férias!

2) Voceé apresentado a alguém.


Aló!

3) Seu melhor amigo está fazendo aniversário.


Boa sorte!
4) Voce atende ao telefone.

(Muito) Prazer!
sl Quando vecé chega de manhá ao seu trabalho.

6) Um amigo vai sair de férias. Feliz aniversário!/ Parabéns!

7) Voce se despede de um colega de trabalho no Parabéns!


final do expediente.

Bom d i a !
Na sexta-feira, vocé se despede do seu professor

do curso de portugués.
Tchau!/Até a m a n h á l

Seu amigo está concorrendo a urna vaga de

emprego. Boa viagem!

) Seu amigo se formou na faculdade. Bom fim de semana!


o O Brasil possui um importante festival de inverno que reúne os mais renomados nomes

da música clássica. Aprendamos mais sobre esse festival, lendo o texto abaixo e

conjugando os verbos entre parénteses no Presente do Indicativo.

Festival I n t e r n a c i o n a l de Inverno de C a m p o s do Jordáo

Em mais de 40 anos de história, o Festival Internacional de Inverno de Camposdolordiio (estar)

consolidado como o maior e mais importantefestival de músicaclássica da América Latina.

Conhecido e respeitado internacionalmente, o Festival --------··················· (ser) passaqem obrigatória de

importantes artistas de todo o mundo. Afém da opreseniacáo em concertos, os artistas do Festival também

s (fazer) parte da proqramacáo pedagógica, dando aulas ajovens músicos.

Anualmente, estudantes de música de diferentes partes do mundo - sobretudo da América Latina e da América

do Norte· (esca/her) o Festival de Campos do Iordáo para se aperfeicoarem.

A quafidade do Festival niio se (restringir) á proqramacáo. O evento .

{oferecer) também aten�iio especial para a comunidade de Campos do Iordiio, por meio de seus projetos de

'º responsabilidade social: [ormacáo musical para a/unos e projessores das escalas públicas da reqiáo, apresentaiiies

musicais em asilos da reqiiio, inqressos gratuitos ou com descanto para moradores da cidade, entre outros.

Hoje, o Festival (ter) público direto de dezenas de mifhares de pessoas. Por seus palcos

.................................... (passar) mais de 3 mil artistas, mais de uma

centena de músicos do primeiro escaláo mundial

,5 .....•....•......................... (ministrar) suas aulas.

O Governo do Estado de Siio Paulo, a Tom Jobim

(Escala de Música do Estado de Siio Paulo} e a Santa

Marcelina Cultura (realizar) anualmente o

sesttvat de Campos dolordiio.

Fonte: Olsponivel em festivalcamposdojordao.or9.br -Acessado em mareo de 2011-Texto adoptado.


'
8r.1síliñt� .... e t11111111A � :wr .. -;--...��'1:"
_.__.___.
_ ,.. ....: ::... =-� �,ez

f) Relacione as palavras extraídas do texto com suasdefii · - eealla••..­


falso cognato em relacáo a sua língua.

1) aula bilhete que dá direito á entra=

2) ingresso parte do teatro onde os atores re

3) morador conhecimentos compartilhados eru>: _

4) palco pessoa que habita um determinado -V

e Complete a cruzadinha abaixo com as estacóes e os meses do ano.

Vertical: Horizontal:

1) O ano novo se comemora no mes de ... 6) O carnaval geralmente acontece no més ce.;

2) O d i a dos professores se comemora no mes de... 7) Tiradentes se comemora no mes de ...

3) A estacáo mais fria do ano é o... 8) A independencia do Brasil se comemora no +és .ie_

4) A estacáo mais m a i s quente do ano é o... 9) A Proclarnacáo da República se come mora no mes =.e-

s) A estacáo das flores é a... 10) A estacáo das frutas é o...

5 3

8

O Complete o texto abaixo com os verbos no tempo adequado.

Ratina no c a s a m e n t o

Vamos Jalar serio. Quando................................ (dar) certo, o casamento _ rse,J QD5 melbores

coisos que (poder) acontecer na vida de um homem. E de urna mu/her, claro. Oprob ema é zarcerto.

w'oce (saber) que seu casamento deu certo se ele /he (fornecer) mais; :no mais, que a

simples [uniiio tradicional de "constituirfamilia". Em pleno século 21, o que nós (querer. éa felicidade. f

s se isso (ir) colaborarcom a sociedade e coma perpeiuatiio da especie, ótimo.

Entao vamos concordar: seu casamento deu certo quando ele é fonte de felicidade, e e/a emana da relarao que vecé

_ (ter) com sua mu/her ou seu marido, e nao da seguran,a, dos filhos, do patrimonio, das aparéncias.

Casa mento é urna relacáo, nao urna institutcáo, e urna retatiio que vale a pena nao é coisa de amadores. Se deu certo, ou

voces (ter) muita sorte ou fizeram urna opcáo bem pensada, adulta. É isso mesmo, o casamento, em

"' primeiro lugar, depende da esca/ha certa da pessoa que (ir) viverao seu lado, misturando a vida dela com

asua.

O casamento (alimentar-se) da ratina, masé envenenado pela monotonía. Repetir as a,oes é o

único modo de aprlmorá-las e chegar á excelencia, no dizer de Aristóteles, que amava a sabedoria. O problema nao

_ (estar) na ratina, mas na monotonía. Ainda que hoja Jorte conexiio entre ambos, esses substantivos que

, se adjetivam com [requéncia nao sao sinónimos. A ratina monótona (diferir) da monotonía rotineira. A

primeira precisa de aiitude, a segunda de tratamento. Se a ·ratina está monótona, (dever) estar

precisando de novas temperos. Se a monotonía já virou ratina, é possivel que precise de novos ingredientes.

Se seu casamento está monótono apesar de ter componentes construtivos, que (valer) a pena,

basta que aiqumas iniciativas sejam colocadas em prática. Por que nao mandar flores para sua mu/her sem motivo

x atqum, ou Jazer urna massagem relaxante em seu marido-executivo-estressado em plena quorta-feirat Ou entáo

preparar um romántico jantar a dois? Esses sao exemplos de temperos que (dar) sabor, .

ifazer) a dijerenca e (impedir) a deterioraiiio da relacdo. Amanha a vida , (seguir), mas

earece que o sol está mais brilhante e o transito está fluindo melhor.

M:zs' se o desencanto se instalou, e nao (haver) mais

atar, melhor que prolongara agonía é ser honesto e enfrentar

- � sempre acompanha as grandes detisoes, e partir para outra.

?f em
� .ASpOl'I , http:Ilmdemulher.abril.com.brlamor- sexolreportogemlre/ocionamentolrotina-casamento-503750.sh tmf - Texto adoptado
Mara e Carlos resolveram fugir da rotina e em vez de jantar em casa como todos os dias,

decidiram jantar no Restaurante Casa Nova. Ordene o diálogo a seguir e observe o


'
cardápio escolhido pelo casal.

E para beber?

Para duas pessoas, porfavor.

Nao fumantes.

Eu quero uma salada de frutas com sorvete de chocolate.

Por aqui, por favor!

Pois nao!

{ Aceitamos todo tipo de cartao, senhor.

( De entrada, queremos uma salada de maionese e outra de atjace e tomate. De prato principal, um file

grelhado bem passado e um bife á milanesa.

Eu vou tomar um suco de abacaxi. E vocét

f Os senhores aceitam uma sobremesa?

Boa noite, mesa para quantas pessoas?

Garrom, o cardápio por favor!

E eu, um pudim.

Gar�om, a conta por favor! Aceitam cartiiot

Ótimo!

Fumantes ou nao fumantes?

O que os senhores gostariam de comer?

Eu vou querer uma cerveja estupidamente gelada.

Agora, organize o pedido de Mara e Carlos e aproveite para relembrar o vocabulário dos alimentos.

Entrada:

Ptato Principal: .

Sobremesa: .

- .
= ·
- "'" .s '
• .¿_.·.._. ,._'
G) Ou9I a música e, a seguir, faca a atividade proposta.

Sábado a noite

-odo mundo espera alquma coisa Minha vida está congelada Quando o oo .iltimo dia

:Je um sábado á noite Desde a última vez que /he vi Ameafa se des:,edír

Bem no fundo todo mundo Só me interessa voltar É que o po,-a póe uma roupa

Querzoar Ao ponto de onde partí... E sai prá sed strair.:

Todo mundo sonha em ter Passa segunda, terra

Umavidaboa E quarta-feira

Sábado á noite Nem aí!

Tudo pode mudar... izx} E na quinta e na sexta

A semana passou O tempo parece

Num piscar de olhos Repetir! ...

Eu nao vi!

E o tempo que voa

Como um vento

Náo sentí!

Voce já reparou que os dias da semana sao normalmente introduzidos pela ccntracáo NA ou NO?

Observe: Na quinta e na sexta o tempo parece repetir.

Na segunda vou comprar minha passaqem para o Brasil.

No sábado vou saircom minhas amigas.

Agora, a partir dessa lnformacáo, observe que os meses do ano e os anos nao podem ser introduzidos

por essas contracóes, a nao ser que utilizemos um substantivo. Exemplos:

Em janeiro vou á praia.

Em julho vou a Bariloche.

No mes de fevereiro vou me reunir com os diretores da Coca-Cola.

Em 2011 vou me casar.

Em 2014 vai ser a próxima Copa do Mundo.

No ano de 2012 comprarei meu apé.

Combase nas lnformacóes a presentadas, escreva um pequenotexto sobre o que vecé


vaifazer no próximofim de semana. '

---······························································································································································································································

----···········"···························································································································• .

-----······························································································································································································································

-------················--·--·--·--·············································--································································································--·······································
José Paulo e Pedro José sao lrmáos gémeos, m a s c a d a umpossuiumar · diferente.

Leia as informacóes abaixo e, em seguida, tasa a atividade subsequent:e.



José Paulo Souza

Sou professor de nata¡:cio. Todos os dios acordo c:is moo. tomo café da manhii, escavo os der.a: <' -p,;..r,; o :rabalhoás

.L es:::. trsoa rando


7h40. Chego na academia onde dou aulas exatamente ás 8h30. Adoro meu traba/ha! Atoo -.ec-

com enancas e estou muito satisfeito com os resultados. Almo¡:o quase sempre c:is 12h30 e apos

retomo minhas atividades na academia. Saio do traba/ha c:is 17h30 e, nas segundas, vou dtretar-ersz ::,am .; � de

ingles. Depois, vou correndo para casa ejanto enquanto assisio á televisiio. Ás 23h30 me deito, poro..ese' '<""' ne :x.--::ro

dia come¡:a tudo de novo.

Pedro losé Souza

Sou advogado, recém-formado. Todos os dias acordo ás 9hoo e me

evanto c:is 9h30. Enquanto tomo o café da manhii, /eio ojornal para

ficar sabendo dos acontecimentos do dia. Saio para o trabalho ás

ioboo e chego no escritório ás 1oh30. Normalmente, almoco ás

unoo com meus colegas. Costo muito de sair do trabalho e ir beber

um chopinho com eles. Estudo francés nas ter¡:as e quintas e tento ir

:10 cinema, no mínimo, duas vetes por mes. Janto ils 23hoo e pego no

son o quase sempre ás zhoo.

Agora que vocé já conhece a rotina de José Paulo e Pedro José, complete o quadro abaixo com as asoes

desempenhadas por eles ao longo da semana, seguindo o exemplo.

Rotina José Paulo Pedro José

Acordar Zé Paulo acorda ás moo. Pedro acorda ás 9hoo.

Sair para o trabalho

Comecar a trabalhar

Almocar

Fazer atividades extras

Jantar
--

- =- .... e-���-1ea

O Que horas sao? Escute o áudio e anote os horários nos relógios abaixo.

�'. ,,
'
1

C)
(1)
Vocé vai assistir a urna reportagem sobre a Virad-���;����:-���ao P��:�·:··· -� �

Com base nas lnformacóes apresentadas no vídeo, escreva um texto de

dlvulgacáo sobre a Virada, para ser publicado em seu Facebook. Em seu - ; 11


texto, vocé deverá mencionar: .,

A durafaa da Virada; As principais atrap'ies; As navidades desta ediroo.

O Qual é a nacionalidad e e o país de origem dos famosos abaixo?


'

País País País Pais País

·······························

Nacionalidade Nacionalidade Nacionalidade Nacionalidade Nacionalidade

----·····················

Pals País País País País

lii.idonafidade Nacionalldade Nacionalidade Nacionalidade Nacionalidade


Leia o depoimento de alguns famosos brasileiros, sobre os lugares inesq eóveis que

conheceram e complete os espacos comos verbos no Pretérito Perfeito.


CJ
�������
/�----'----'-----------li
..
&•
:t J
Devido ó sua rica biodiversidade e natureza exuberante, a Costa Rica, antigo destino de

mochileiros, agora faz parte do circuito turístico comum. Voce pode optar entre fazer

um trekking rumo a um vulciio ou cachoeira, praticar raftinq ou surfar. Niio deixe de

conhecer o vu/ciio Arenal e relax ar em suas águas terma is. "É um país bonito, que tem

um clima ótimo e onde eu niio (terj aqueta sensa¡:iio de ser mais um

turista. ...... (cruzar) do Pacífico ao Atlóntico e , (achar) tudo

muito legal."

Londres (Reino Unido}: Por tobiio, cantor e apresentador de TV

Como bem (afirmar) Lobiio, dificil é niio se divertir em Londres. É só

chegar ó cidade e as atra¡:óes viio se desenrolando diante dos olhos até do turista mais

desatento. De quolquer forma, niio deixe de visitar monumentos como o Big Ben,

passar um día no Tate Modern e beber algo em um dos inúmeros pubs da

cidade. "Londres é demais. N ii


o consigo nem selecionar um local espec ífi co de Londres ,

p ois a cidade toda (valer) mui t o a pena p ara mim."

Cab o S an Lu ca s (Méx ico }: Por Gus ta v o ieiio, ato ,

Lo c alizada no noroeste do Mé xico , C abo San Lucas nii o t


em nada do estereótip o

m xi a o P
e c n . ortanto , n ii
o p
es ere encontrar por á
l os famosos sombreros , nem mesmo

em f j
o as de suvenires. T odos os meses , pelo menos 70 cru z eiros s ii o recebidos de vá rias

p artes do mundo . Al é m das praias exuberantes , notéis de luxo e campos de go lf ,


e Cabo

San L u cas ainda tem u rn a vida noturna agitada. "É um dos lugares mais lindos q ue eu

já ( ir) n a vida (g ostar) de ir at é o Arco , que se p ara o G lf


o o

da Cal if órnia do O ceano Pac ífi


co , (p g e ar) um bar c o e .

(descer ) do porto para admirar o cruzamento dos oceanos (ser)

ines q uecíve l"

Fonte: Disponívef em: www.te"o.com.brJturismoAcessodo em 08 de dezembro de 2011. Texto adoptado..


----- ..... e - - p;113 � - Uwo de Ex eádm - 1 e •

O Escute algumas palavras extraídas do texto e i n d i q u e se elas possuem o foc11ema /M la/.

r
1 2 3 4 s 6 7 8

/al

/al
,
'-

O Aofazer urna viagem, um dos primeiros passos é escolher o lugar onde se hospedar.

Relacione os estabelecimentos com as descrlcóes abaixo e descubra qual é a melhor

hospedagem para vocé.

Hospedagem

1) Acampamento (camping)

2) Albergue (hoste!)

3) Apart-hotel

4) Cama e café (bed and breakfast)

sl Hotel

6) Pausada

7) Resort

É um estabelecimentocomercial, em geral, modesto e administrado de mane ira familiar.

Meio de hospedagem com servico de recepcáo e com cobranca por meio de diárias.

É um local com infraestrutura de lazer e entretenimento que oferece servícos de atividades físicas, recreacá­

e convívio coma natureza no próprio empreendimento.

Meiode hospedagem em que o visitante se hospeda na casa de um habitante local, que !he oferece, todos o

días, umcaféda m a n ha, i n c l u í d o n a d i á r í a .

É um local onde se estabelecem barracas, geralmente com proximidade á natureza. O campista é responsáv,

por levartudo o que considerar indispensável para a sua estadía.

É um meio de hospedagem com quartos coletivos, dotados de camas ou beliches. Geralmente há um

cozinha coletiva equipada e banheiros coletivos.

É um aparta m ento mobiliado com servícos de hotelaria, tais como limpeza de quarto, café da man ha, ent

outros.
C, Júlio Barel está organizando sua viagem de férias e, por isso, fez urna pesquisa

principais hotéis, cabanas e pausadas de ltaimbezinho, lugar para o qual preten e

Leía as informacóes abaixo e depois estabeleca comparacñes entre elas:

ltaimbezinho

Morada dos Canyons: Chalés confortáveis, seguros e térmicos equipados com lareira, sala de estar.frtqobar �

hidro com café da manhii. Valor da diária: a partir de R$220,oo.

Estalagem da Colina: Ca banas com calefariio com cama king size, tenco! térmico, TV,frigobar. Área social qranae

com sala de leitura,jacuzzi gigante para seis pessoas, sala dejogos e restaurante.

Tarifas: Cabana Standard-baixa temporada: R$177,oo; alta temporada: R$ 207,00.

Pausada Cafundó: Oito befas suites com befa vista panorómica, hidromassagem, sem calefariio, com ótima

comida. Valor da diária: R$68o,oo para duas pessoas (- com direito á café da manhii, lanche da tarde ejantar).

Hotel Village da Serra: Siio 32 apartamentos: Com TV, wireless, catefaeao, apare/ha de som.friqobar, telefone,

senda 6 suites com lareira e banheira de hidromassaqem. O café da manhii é delicioso, todos os produios siio

Jeitos por nós com toda a atenriio que vocé merece! Diárias a partir de R$ 220,00.

Albergue Nativas dos Canyons: Capacidade para 20 pessoas, com cozinha comunitária, sala de estar, sala de

leitura, quarto de casal elou familia (4 pessoas), um quarto coletivo. Banheiros, churrosqueiro, estacionamento

com área para camping. Café da manhii opcional. Tarifas: de R$90,oo a R$no,oo para duas pessoas.

a
• N -,----ioe- ·-- por., estr.,ngeiros - 1.lm, de - - e e 2

Para fazer as cemparacóes, vecé pode usar as seguintes estruturas:

mais {do} que menos {do) que tanto (s)_ '-

tanta (s) quanto tao quanto tao _-

a O albergue Nativos dos Canyons é acessivel ······································- o ho.e-1 r, ge da Serra e

oferece atividades os demais lugares.

b) A Pousada Cafundó é cara , todos as outras op,;óes de hospedagem.

Oferece servicos os outros.

e) A Estalagem da Colina apresenta opcáes de entretenimento o hotel Vil/age da

Serra.

d} O hotel Vi/lag e da Serra é caro...................... a Morada dos Canyons.

e) O albergue Nativo dos Canyons apresenta opcoes para quem qosta de fer.............................. de acampar.

O Escreva as atividades feitas durante as ferias abaixo das seguintes imagens.

ir a museus I pegar sol na praia I fazer trekking I sutfar I danfar nas boates

ir a um parque temático I Jazer compras no shopping I praticar rafting

conhecer os monumentos históricos I assistir a uma pera de teatro

Atividades para as férias

----························ .

dezoito
Q Leia a reportagem concedida por Thomas Kohnstamn a revista "Trip" e complete com os

verbos no tempo adequado.

Como se p r e p a r a r bem antes de c o n h e c e r

novas l u g a r e s
Diogo Rodrlguei

O americano Thomas Kohnstamm (surpreender-se) quando foi convidado a escrever um g.. a :.I!.

viagem sobre o Brasil. Niio (ter) dúvida ao ser confrontado coma decisiio de largar um emprego oe....

pago para conhecer lugares novos, comer bem e conhecer gente nova. E isso era trabalho, niio férias. Mas, o aue

- (encontrar) foi algo diferente. Em "Autores de Guias de Viagem Viio Para o lnferno?", Tñotrcs

revela as dificuldades enfrentadas para se fazer um livro desses. O resultado final niio é o guia definitivo soare

determinado lugar, mas sim, a experiencia que o autorteve durante sua viagem. De Seattle, onde mora atualmente cor:

sua esposa carioca, Thomas (contar) ó Trip em bom portuqués detalhes de seu livro e

- (dar) dicas de como se preparar bem antes defazer urna viagem e conhecer no vos lugares.

Por que vocé . . (resolver) escrever um livro tiio, digamos, sincero sobre guias de viagem?

"1uitas pessoas acham que o traba/ha de ser escritor de viagem é um paraíso, um trabalho dos sonhos, masé muito dificil.

�tes, especialmente coma Lonely Plan et, muitos mochi/eiros, muitos turistas, estavam tratando esse guia como a única

oformacáo verdadeira, seguindo cada reccmendtuiio de restaurante, hotel. Foi a Biblia de viagem. Na verdade, essa

rformaiiio é bem subjetiva, é o trabalho de urna só pessoa que tem pouco tempo, pouco dinheiro. O guia pode ser usado

oora aprender algumas coisas, mas niio é a Biblia.

Voce teve que pagarcoisas com seu próprío dínheiro?

-····································· (ter). Falo no livro que no primeiro projeto de um autor de guia ele perde dinheiro, paga com crédito,

9ega dinheiro emprestado dos pais. Depois ele percebe que isso niio é sustentável e procura outro traba/ha. A maioria faz

urn ou dois livros.

Depois de publicar seu livro teve algum problema coma Lonely Planet?

Vários. Eles ameararam me processar, mas náo (fazer) nada (talar) com vários

outros escritores. Os mais velhos, com mais experiencia estavam do meu lado. Ao mesmo tempo, vários outros novas,

- (ficar) com muita raiva. Eles (pensar) que eu estova tentando estragar os

sonhos deles.

Chamaram vocé parafazer mais guias depois disso?

Niio estou fazendo guias, mas estou escrevendo para revistas de vioqem, livros, roteiros. Meu livro está senda adaptado

como série de televisiio. Está no processo. O canal Showtimejá......................................... (comprar) o livro.

Onde vecé procura informafóes para viajar?

A coisa mais importante é fa/ar com pessoas que moram no lugar. Sei que nem sempre é possivel, especialmente por

causa do idioma. Mas é muito melhor do que ter a informacáo de um gringo que mora do outro lado do mundo e

_ (passar) cinco semanas visitando o Pernambuco e o Maranhiio. É muito superficial. A interner :"'"'

muita informaciioboa, mas multa coisa ruim também.

Voce escreveu um guia sobre o Brasil ejá (vir) para cá alqumas vezes. A cha que -----

(conseguir)conhecer bem o país?

Posso passar o resto da minha vida conhecendo o Brasil. Tem um pouco de tudo. O Brasil tem muitas coisas pa.n'!.'.»Z

comos Estados Unidos: o tamanho, a história de cotonizacáo e escravidiio, mesma idade, mu ita variedade de �

Mas agora estou trabalhando e tenho menos tempo para viajar.

Fonte: RODRIGUEZ, Diogo. Revisto Trip, 19 de agosta de 2010 - Texto adoptado.


e o que levar na bagagem quando o destino da viagem é praia, acampamento e int:erc:;jmbio? ld'll
Coloque os objetos abaixo na mala adequada.

canga / barraca I lanterna / protetor solar I

lembrancinha do país de origem / repelente / kit de

primeiros socorros / maió ou biquini I passaqem

aérea I sunga I saco de dormir I passaporie I boia /

guia / bronzeador / adaptador de tomadas


O Complete o texto abaixo c o m o s verbos solicitados e aproveñe

da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.

U m p a l á c i o para a c u l t u r a

Foi das cinzas que (nascer) a biblioteca da familia real portuquesa-a r,,esm;: z _

parar no Brasil e (dar) origem á maior cotecáo de lívros da América Latina e á -=.,
;,w,:
:.:,
i::,

remontada com cuidado. Era o grande xodó de domloiio. Tanto que, mesmo na apressada tra=,�-'ai�-,o,;:.;.r..

para o Brasil, praticamente uma fuga, o imperador (expedir) um decreto ordena

viesse com elejá na primeira esquadra.

Na confusiio da partida, as caixas (acabar) esquecidas no porto. Os livros só _

ao Ria de Janeiro tres anos depois de dom Joiio e sua turma. Eram 60 mil volumes. Por falta de maioc i,,,.:-=,,x=e-::::::,

-------------------------- (ficar)armazenados na sala do hospital de um convento.

Como o convento niio era o local apropriado para manteros livros, o imperador .

construcáo para a Real Biblioteca. A data em que as obras e objetos (ir) para iá, 24 de outubro ae

-------------------------- (ficar) marcada como Dia Nacional do Lívro. Quando pressionado por seus conterriineos, dom Joiio w,.-;x,

oora Portugal, (tentar) acalmar a poputacáo brasiteira: "Deixo aqui a minha biblioteca e meu[itho".

Depois da Independencia, a Imperial Biblioteca (passar) a ter prédio próprio, que lago -------------------------

ser)considerado pequeno, devido a doacoes e aauistcoes. No centenário da biblioteca, no Diado livro, ela ..

19anhar) nova casa. Durante 140 dias, um carro comum (fazer) mais de 1.100 viagens para levar cerca de

oito mil caixas e outros volumes para a avenida Rio Branca, onde estiio até hoje. Nas palavras do historiador Amo

Nehling, é um verdadeiro "palácio da cultura", que recebe cerca de tres mil visitantes por mes.

Como segundo centenário recém-completo, a biblioteca niio para de crescer. Siio mais de nove milhi5es de voiumes,

entre acervo comum, obras raras, periódicos, manuscritos, documentos, iconografía e cartografía. E/a recebe as

oubiicacoes produzidas no País inteiro, além de colecoes cedidas por especialistas. Depois da Proclamacáo da República,

--------------------------.(trocar) o "real" e "imperial" do nome por "nacional". Parece pouco, mas muito significa: da propriedade

de alquns, (passar) a ser de toda a populaiiio.

Fonte: PESC/OTTA, Natália. Um palácio para a cultura..

Disponíve/ em: www.almonaquebrosif.com.br

Acessodo em 08 de dezembro de '20í1

Texto odaptDt:l,o-
O Voce assistirá a urna reportagem sobre o aniversário do Cristo Redentee, ¡ 7 1 fuer

anotacóes enquanto assiste. A seguir, escreva um e-mail para algum(a) a

membro da familia, comentando como estáo sendo suas férias no Rio e


-, W e tou
dtz¡d,¡¡ illgu a
m
curiosidade a presentada no vídeo.

fflPara: ... ,

_I

�I

mee:

Assunto:

_ ,
S ó.
LIe_al�b
i_r_
i ===-�"'v"'I DJ �. N I

< �I

vinteedois
• Ouca a música "Garata de lpanema", de Tom

Jobim, e a seguir, classifique os sons destacados

de acordo com a fonética correspondente [s] e

[z]:

Garota de l p a n e m a
TomJobim

O/ha que coisa mais linda

'li!ais cheia de grafa

É e/a menina

Que vem e que palla

o dore bataneo, a caminho do mar

lifofa do corpo dourado

Do so! de lpanema

O seu bataneado é mais que um paema

É a coisa mais linda que eu já vi pallar

Ah, porque estou tiio sozinho

Ah, porque tudo é tiio triste

Ah, a beleza que existe

A belezo que niio é !Ó minha

Que também Pª!!ª sogjnha

4h, se e/a soubesse

Que quando e/a Pª!!ª

O mundo inteirinho se enche de grafa

Efica mais lindo

Por cauS_a do amor

[s] [z]
O Leía o texto abaixo e complete-o com os verbos no tempo adequado.

Ú l t i m a Palavra
ac.a Bafeiro

Matéria publicada nesta revista em outubro s o b o título "Grandes antes da hora" discorria sobre a "agenda" de

criani;as com menos de dais anos, já divididas entre aulas de ingles, teatro e música, isso tuda "para auxiliar o

desenvo/vimento". Profissionais especializados como psicanalistas, psicólogos e psiquiatras ouvidos pela reportagem

.................................. (alertar) para o perigo que tal precocidade pode trazer á infiincia e para o evidente fato de que, nessa

s idade, quanto mais espontáneas as atividades, melhor.

Certo é que (haver) hoje um sem-número de ofertas de servicos e cursos destinados a enancas

peque nas, algo que já se configura como uma tendencia e, porconseguinte, um crescente mercado em que, certamente,

nem todos os profissionais (dever) ter a formaiiio e experiencia devidas para tratar com matéria tiio

literalmente delicada. Admitindo que o buraco é ainda mais embaíxo. me pergunto: o que leva país a gesto tiio

"' notoriamente absurdo? Ausencia - e entiio as atividades seriam uma forma de compensó-la? Uma ansiosa expectativa

de competitividade na vida adulta dofilho? Transferencia de suas próprias asplracoes e desejosi fmaturidade? Ou a boa e

ve/ha /oucura que (assolar) o mundo neste novo século? Fico coma última alternativa.

Niio é de hoje que noto pais e máes ansiosos com o Jugar dos filhos no mercado de traba/ha. Lembro de, numa

reuniáo á qua/ (ir) certa vez em uma escala mais conservadora onde meusfilhos niio viriam a estudar, ter

•s visto um pai pedir a palavra e perguntar á coordenadora, em alto e bom som: "O que a escala faz para preparar as

enancas para o mercado de traba/ha?". Um silencio desconcertante tomou conta da sala, e, ieitosamente, a moi;a

.................................. (tentar) explicar áquele apressado sujeito qué escalas fundamentais niio (ter) essa

[uncáo, que siio responsáveis por um ensino mais elementar, etc. Detalhe: as enancas em questiio eram pirralhos de seis

anos de idade prestes a entrar para o primeiro ano do ensinofundamental.

"" O torta questionamento desse poi, infelizmente, deixa claro que esse é um pensamento mais comum do que a nossa

viifilosofia pode imaginar, e a existencia de escolinhas destinadas a ensinar ingles a enancas de seis meses atesta isso [.. .].

Assim, deixa-se de lado o que de mais precioso a infiincia pode ter, a própria infiincia · a fantasía, o lúdico e a

ignoriincia (se é que me foco entender) dando /ugarao compromisso, ao desempenho, á obriqacáo, atributos do mundo

adulto (dizer) a matéria que as escolinhas em questiio "associam o aprendizado a recursos lúdicos".

,s Quando me (ver) em dúvida sobre o sentido das palavras, como agora, recorro ao dicionário. Diz o

Houaiss sobre lúdico - "que sefaz por gasto, sem out ro objetivo que o próprio prazer de[azé-lo, atividade que vise mais ao

divertimento que a qualquer outro objetivo". Curiosamente, o mesmo dicionário explica a origem latina do vocábulo

·rrfancia: "Dificuldade ou incapacidade de fa/ar; mudez". Niio deixa de ser irónico pensar em criancas em sua primeira

-aade, o ida de da mudez, estudando um idioma que nem seu é.

� Diante disso, niio há como niio perquntar. para que serve mesmo a infancia? De minha parte, .

�erir) um mundo povoado por cidadiios monolíngues, mas com repertório afetivo e lúdico, que por profissionais

zxxnoetitivos, poliglotas e sem alma.

Fon te: 8ALEIRO, leca. Ú�imo polovro. Revista lsto É nº 2038, 26 de novembro de 2008. Texto adoptado.
� �11:: •• 1 i,. 1r

Relacione as palavras ou expressóes extraídas do texto com outras que apresent

o mesmo sentido.

"Matéria publicada nesta revista em outubro s o b o título "Grandes antes da hora" discorria sobre a 3_?=

de enancas com menos de dais a n o s [ ... ]" - (linha 1)

2) "Admitindo que o buraco é ainda mais embaixo, me pergunto: o que leva pais a gesto tao notoriamer.::e

absurdo?" - ( l i n h a 9)

3) "Um silencio desconcertante tomou contada s a l a [ ... ]" - (linha 16)

4) "[ ] ieitosamente, a moca tentou e x p l i c a r [ ... ]" - (linha 16)

s) "[ ]as e n a n c a s em questáo eram pirralhos de seis anos de idade [ ... ]" - ( l i n h a 18)

6) "Assirn, deixa-se de lada o que de mais precioso a infancia pode ter, a própria infancia - a fantasía, o lúdico e a

lgnoráncia ]... ]" - (linha 22)

"Quando me vejo em dúvida sobre o sentido das palavras, como agora, recorro ao dicionário. · ( l i n h a 25)

"[ ... ] atividade q u e vise mais ao divertimento que a q u a l q u e r outro objetivo". - (linha 26)

9) "De m i n h a parte, prefiro um mundo povoado por ddadáos monolingues [ .. .]" - (linha 31)

dominar, apoderar-se
delicadamente
objetivar
habitado
moleques
talar, abordar
o problema é mais complicado
ignorar
servir-se de

Após ler o texto, assinale verdadeiro, falso ou nao informado nas aflrmacóes a seguir.

Nao

V f Informado

a) Segundo leca Baleiro, por haver urna grande demanda de serviros voltados ao público

infantil, as instituiroes

atendera este público.


só contratam profissionais experientes e especializados para
0 0 0

) leca Baleiro condena a existencia de cursos voltados a ensinar ingli!s para bebés.
0 0 0
e Um dos motivos apontados por leca para explicar o aja dos pois em /otar a agenda de seus o o
filhos é o de deixar a enanco distraída para que ela nao perceba que os pais nao estdo tao O
presentes em suas vidas como deveriam.

: Baleiro considerou prudente o questionamento Jeito pelo pai que frequentava a mesma O O O
reuniiio que ele.

• lecaBaleirotemquatrofilhos. O O

vintee-
�-�..,��· "S,

. . !'
� �-.. · ��, . . -· -., .
_ .......... lngsa e cultura brasileini para estrangeiros - Uvro � Exercidos Niwis, e 1

o Escute algumas palavras extraídas do texto e escreva-as nas colunasabaixo, de acordo com

a pronúncia de cada urna delas. Siga o exemplo.

/
[ b 1 [v]
'
poy,aado

"

Combase na tirinha abaixo e no texto de Zeca Baleiro, lido anteriormente, escreva para a

se�ao E-mails & Cartas da Revista "lsto É", expressando sua opiniáo sobre a infáncia e o


'
brincar nos días de hoje.

Futuro do Presente

•------• QUAL SERÁ O NOME

AS CRIAN<;AS DA E5Ca.A PRA EU

SAO M-"JCA MATRICU.AR

VA! PREPARÁ-LA PARA AS MEU-ORES TRATADAS M:U FILHO?


MJ1ll,iA FILHA
U'IIVERSIOADES DESOE O JARDIM DE COMO MINI­
ESTU)A NA

ESCOLA MAJS
Jt,,f'ANCJA, ADU.TOS •
CARA DA CIOAOE,

Fon te: Disponível em http:llultralafa.wordpress.com/2009/03/30/infancia-perdidal Ace55ada em outubro de 2011 .

..te e seis
e Veja algumas atividades escolhidas pelos pais para completar a agenda �seusfilhos.

Aseguir, escreva, pelo menos, um beneficio que a enanca terá aopratia essasatividades.

Praticar espartes
........................................................................ _

···································································································-----------

Estudar idiomas
................................................................................................................... _

···························································································································------

Fazer teatro

Tocar um instrumento

Aprender informática

................................................................................................................................ -----

.................................................................................................................... ----�
8 V0<e assistirá a um vídeo, podendo fazer anotacóes enquanto assiste. A segu· responda [I
as seguintes perguntas.

a) fm que ano nasceram os bonecos Playmobil?

b) Segundo o contador Alexandre ieite, que beneficio ele tem ao brincarcom o Playmobil?

e) Onde nasceu o Playmobil e a partir de qua/ ideia?

d) Qua/ é a opiniiio dojornalista Carlos Alberto Guimardes sobre o Playmobil?

O Veja agora outros brinquedos bastante populares entre as enancas.

Qual é o nome de cada um deles?

G) Leia o texto abaixo e, a seguir, faca o que se pede.

C a m p a n h a entrega b r i n q u e d o s a e n a n c a s da c o m u n i d a d e

Os brinquedos arrecadados na campanha "Brincar está na moda, doe um brinquedo", promovida durante um desfile dos

a/unos do curso de Design de Moda da Universidade de Pass o Fundo (UPF) foram doados a enancas da comunidade na

última terca-feira, 11 de outubro, em comemoracáo ao diadas enancas. A doaiiio foi recolhida pelo público participante

da Semana Academica do curso de Odontología. O materialfoi destinado a Es cola Municipal Nossa Sen hora Aparecida.

Participaram da entrega os a/unos Élin de Godóis,Jomara Amantino, tucas Ribeiro e Ali ne Kochen.

Fonte: Jornal Diário do Manhri, 18 de marro de 2011. Texto adoptado.

Vocé é um(uma) dos(das) estudantes que foi até a Escola Municipal Nossa Sen hora Aparecida para doar os

brinquedos arrecadados durante a Semana Academica do curso de Odontología. Voce gostou tanto da

ex:periencia que decidiu escrever um e-mail para um(uma) amigo/a, contando:

vinteeoito
• quais foram os brinquedos doados;

• como foi a recepsiio das enancas,

• que brincadeiras os estudantes fizeram com as crianfas para comemorar o seu dia.

De:

fflPara:

mee:

Assunto:

�e
¡ _a_b
il -,�
i =="""'"""�-v=I � -.
== N I � 6.

O Vocévai assistir a urna reportagern da Band sobre brinquedosde enancas quevirararn rnania •

entre adultos. A seguir, responda as perguntas:

a) Que brinquedo viro u manía entre adultos em Nova York e por que os norteamericanos o utilizam no dia a dia?

b) Quanto custa esse novo meio de transporte e quais sao as regras que devem ser seguidas para poder se

locomover com ele pela cidade?

Vocé sabe quais sao os brinquedos de criancas que tarnbérn virararn rnania de adultos ern seu

país? Faca urna pesquisa e a presente-a a seus/suas colegas e professor(a).


O Leia o texto abaixo e complete-o comos verbos no tempo adequado.

Como c o n s u m i r sem c u l p a :

u m roteiro com g dicas práticas!

, 1) Compre como dinheiro que vecé tem. A palavra-chave aqui é planejamento. E o que significa se planejar? Prepare-se

financeiramente para a compra de bens e servicos, principalmente daqueles cujo valoré bastante alto, considerando sua

renda mensa/ e seu or,amento doméstico. Preferencia/mente, compre á vista.

2) Estabele�a um teto para suas despesas mensais. A imposiiiio de limites sobre sua própria forra de voniade é um

5 exercicio que (exigir) controle e perseveran�a. mas é o único meio de se certificar de que vocé

............................................. (estar) no dominio de sua própria situacáofínanceira.

3) Nao compre em estado de abalo emocional. Se vocé tiver acabado de terminar um relacionamento, nao vá ao

snoppinq. As compras sempre (ser) compras desastrosas, quando o raciocinio sobre a utilidade e a

necessidade delas é negativamente influenciado sob emoroes adversas. Evite, portan to, comprar coisas para compensar

,o carencias afetivas.

4) Vá empurrando os "desejo:" mais para o final do mes. Essa é urna dica essencialmente técnica. Todos nós ternos

nossas cantas mensais a pagar, e despesas de categorías [ixas, tais como alimentaiiio, mercado e transporte. O seqredo

de ter um or�amento doméstico bem Jeito é o controle do dinheiro que sai. Tendo as despesas debaixo de pulsos firmes,

vecé (ver) q ue.............................. . ...... . . . . . .. . (gastar) nao menos do que qanba, mas provavelmente

•s muito menos do que qonha. Entao evite comprar os "desejos" /090 no cornero do mes, pois efes,

............................................. (atrapafhar) seus planos com despesos mensa is já fixas e /he (impedir) de

fazer boas compras com fiquidarao. Além disso, se vocé percebe, que (ir}fechar o mes com sobras

e "fo/gas" orcamentários, (poder)gastar parte dessas sobras para consumirsem culpa!

s) Um chocolatinho de vez em quando nao (fazer) ninquém mais pobre. Qua/ é a utifidade de se

20 privar de pequenos prazeres, se efes nao (repercutir) negativamente na [ormacáo de seu

patrimonio? Nenhuma. Siio os pequenos prazeres que diio sabor e colorido especial ás nossas vidas. Perceba as sutilezas e

armadilhas do poo-durismo. O que val repercutir mais negativamente em sua vida sao vicios de consumo, bem como

aquetas grandes despesas mensais e anuais sobre as quais vecé nao fez planejamento adecuado, tais como

financiamentos de casa propria, carro, e viaqens, por exempfo. Saber gastaré tiio importante quanto saber investir.

zs Pontofinal.

6} Registre no papel os seus desejos de consumo (e enumere os motivos para adquirí-los). Escreva no papel os seus

desejos de consumo, e também anote as razoes pelas quais vecé quer adquirí-los. A vantaqem de colocar no papel os

desejos de consumo é tornara compra um ato de consumo racional, mesmo em se tratando de um item enquadrávef na

categoría de "desejos de consumo".

trinta
7) Crie e utilize a contada diversiio. A cria,ao da "canta" serve para

que o dinheiro possa ser gasto sem arrependimento, sem o remorso

de estar atrapalhando o plano de independencia financeira. lsso

também nao deixa de ser uma maneira de racionalizar o consumo

deitens.

8) Crie um sistema de metas e associe recompensas a cada meta

cumprida. Essa é uma das ateas rnais valiosas, porque o consumo

com culpa está associado ao prejuízo causado a diversas áreas de

sua vida. O ato de consumo atrelado ao cumprimento de metas de

vida vai na contromüo de todos os [atores negativos, pois faz

associar as compras a um estado emocional positivo, e, além dlsso,

racionalmente justificado por conquista de objetivos propostos.

Agindo assim, vocé (estar) tornando o

consumo um objetivo a ser perseguido, e nao um comporta mento a

ser evitado.

g) Gaste uma parcela dos extras de sua renda ativa com luxo.

llecebeu o décima terceira?

A empresa (ir) distribuir um bónus que nao

era esperado? Está comas cantas em dia? Ntia tem dividas? Entáo,

nao há problema em gastar uma parte des ses e de out ros extras com

bens e servicos que, na sua categoria salarial e para seus padroes de

consumo, se enquadre na categoría de luxo. Asslm, vocé


Fonte: Dísponível em:

-.............................. (sentir-se) bem consigo mesmo e também http:llwww.yupeeblo9.com.brl1011/o8/04icomo-ronwm,r-u-m­

cu/pa-um-roteiro-com-9-0,ars-praticm

-.......................................... (consumir) sem culpa. Acessodo em novembro de 20n. Tt:Xto adaptado.

e Após a leitura do texto "Como consumir sem culpa", relacione as palavras abaixo com as N
que apresentam o mesmo sentido: �

a) orcamento - (linha 3) ) pequena parte, fracáo

b) páo-durlsrno - (linha 22) ) perturbando

e) atrapalhando - ( l i n h a 32) ) cálculo das despesas

d) parcela - (li n ha 45) ) salário extra

e) décimoterceiro - ( l i n h a 46) ) avareza

O Escute algumas palavras extraídas do texto e indique se elas possuem o fonema [ J Jou [ 3 J. r�
J'
1 2 3 4 5 6 7 8

[ J]

[ 3]
,
'
O v o c é v a l assistir a urna reportagem da "Band"sobredesejos de consumo.

A seguir, responda as perguntas:

1) Qua/ é o sonhode consumo de Sérgio Coutinho?

.................................................................................................................................................................................... -··------··························

2) De acordo com Renato, como se dá a interatividade dentro de casa?

·································································································································································································-·-·---·························

3) Qua/ é o objeto de desejo da vez? Cite alqumas características e o valordesse produto.

4) Porque o tab/et nao substituí o notebook?

s) Segundo pesquisa realizada em 16 regióes metropolitanas do Brasil, quaís sao os eletrónicos mais desejados pelos

brasileiros?

G Quanto custam os produtos abaixo? Escreva por extenso o preco e o nome de cada produto.


'

R$1.122,oo R$ 870, oo R$30,oo R$ 0,15

./

R$18,90 R$ 20,50 R$1,oo R$ 99,99


e Leia o texto abaixo, reflita sobre as ideias a presentadas e, a seguir, fa�a oque se pede..

O i m p é r i o do c o n s u m o

Eduardo Goleono

A explosdo do consumo no mundo atua/ faz mais barulho do que todas as guerras e mais atqazarra do que t� :is

carnavais [.. .]. O sistemaJala em nome de todos, dirige a todos suas imperiosas ordens de consumo, entre todos espa ra a

febre compradora; mas nao temjeito: para quase todo o mundo esta aventura come,a e termina na telinha da TV[_j.

A cultura do consumo, cultura do efémero, condena tudo á descartabilidade midiática. Tudo muda no ritmo vertiginoso

da moda, colocada á servico da necessidade de vender. As coisas envelhecem num pisca, de olhos, para serem

substituidas por outras coisas de vida fugaz[. . .]. As mercadorias.fabricadas para nao durar, sao tao voiáteis quanto o

capital que as financia e o trabalho que as gera. O dinheiro voa na velocidade da luz: ontem estova lá, hoje está aqui,

amanhii quem sabe onde, e todo traba/hadaré um desempregado em potencial[. .. ].

Fonte: GALEANO, Eduardo. O império do consumo. Disponível em: http:llwww.sociolismo.org.brlportallquestoes-ideofogicos/83-ortigo/469-o-imperio·do-consumo -

Acessodo em setembro de 2011.

Seu amigo, que é fanático pelas novas tecnologias, o convidou para ir ao Feirao de Tecnologia nesta

s e m a n a . C o m b a s e na leitura do texto, mandeum e-mail para ele a fimde:

• confirmarou nao a ida ao Feirao;

• dizerqual éo seu sonho de consumo e porqué;

• alertá-lo sobre o caráterefémero de muitos produtos.

fflPara:

mee:

Assunto:

t= := +� +S:
ILjC:::
a ;..:
bil;..:
r
=
i �=�,,...-'
v cc<J
_j ---=-
1..
I v �j =. N l � 6. �- ·- =: =:

< i

trinta ....
O Analise o jogo dos 7 erras abaixo. A seguir, descreva cada erro encontrado.

1) .

sl .
2) .

6) .
3) .

7) .
4) .
O Vamos ver se vocé se lembra de algumas expressóes idiomáticas compostas a partir de

nomes de animais? Encaixe-as nas frases, fa zendo as adaptacóes necessárias.

ser mtio-de-vaca engolir sapo comprar gato por lebre

dizer cobras e lagartos pensar na marte da bezerra

Encaixe as expressñes nas frases abaixo, fazendo as modlflcacóes necessárias.

a) Madafena foi á casa de seu ex-marido e lhe..... . , pois hó d meses e e niio

paga a pensiio alimenticia dosfilhos.

b) Todos comentam que o chefe da empresa nunca d á urna cesta básica para ninguém. Como ele niio quer gastar,

dizem que ele .

e) Ao fazer urna pergunta para José, Ttinia percebeu que efe niio prestou aten�iio em nenhuma pafavra que e/a

disse, porque efe estava .

d) Quando Efoísa recebeu sua máquina fotográfica, após a haver comprado on-line, percebeu que o produto era de

qua/idade inferior aoque novia comprado. E/a .

e) Juca nao fica calado nunca. Quando nao gasta de algo, fa/a imediatamente, ou seja, ele nunca

G) Leia a reportagem do Jornal "O Globo" e, a seguir, faca o que se pede.

Rio recebe feiras de a d o c á o de a n i m a i s de e s t l m a c á o


• •

R/0- Tres[eiras de adodio de gatos e cachorros acontecem na cidade do Rio de Janeiro nestefim de semana. Neste sábado,

, Sociedade Uniiio Internacional Protetora dos Animais (Suipa) está na Glória, nas proximidades do Hotel Glória.

ló o Grupo Estimariio, de Teresópolis, está no Largo do Machado, no shopping Zona Su/, e, em Copacabana, está

acontecendo desde cedo mais urna edirao do "Adote um Bichinho e Salve uma Vida", na Rua Almirante Goncotves, foja 4,

altura do pasto 5.

Os eventos acontecem, de 10 ás 16h, e para adotaré importante fevarCPF, /De comprovante de residencia.

É recomendávef fevarcaixa de transporte no caso de adociio de gatos.

s feiras de adociio sao promovidas por grupos

iferenciados de protetoras dos animais, que ainda

recebem, nos locais, doaroes como rarao (seca e úmida),

as de AID, jornais (precisa muito), artigas veterinários,

udo para dar suporte aos demais anirnais resgatados por

· da projeto.

Fonte: Jornal O Globo, 28 de malo de 2011. Texto adaptado.

trinta e cinco
Após ler a reportagem, v o c é se solidarizou com a campanha de a d o c á o de animais e, por isso, 11
decidiu fazer um folheto explicativo para ser entregue em seu bairro. Em seu folheto, vocé: J#.

• explicará quais animais de estlmacáo podem ser adotados;

• apontará os beneficios de adotar animais de estlmacáo,

• ressaltará as responsabilidades que deveter o dono do animal.

O Strogonoff e um prato muito apreciado no Brasil. Leía a receita, complete os ingredientes

c o m a s medidas adequadas e o modo de preparo comos verbos conjugados adequadamente.

Strogonoff de c a r n e

Rendimento: 5 a 6 porp3es

Ingredientes

1 kg de carne
.......................................... (picar) a carne em tirinhas finas .

.......................................... -(derreter) 3 co/heres de manteiqa em uma

4 / de sopa de manteiqa frigideiragrandee (ir) [ritando a came aos

poucos sem deixar juntar suco .

2 cebo/as picadas .................................................. (retirar) a carne da frigideira e reserve.

.................................................. (colocar) na friqideira uma colher de

manteiga efrite a cebo/a.


........................... de chá de conhaque

.................................................. (por) a carne novamente na frigideira

..................................... (adicionar) o conhaque e .


200 gramas de cogumelos frescos

(deixar) aquécer.

1 11 de mo/ho de tomate
........................................... (inclinar)

conhaque incendeie,
levemente afrigideira para que o

(deixar) [tambar até

acabar a chama.

2 / de sopa de catchup
........................................... (juntar) os coqurnetos, _

(tampar) a frigideira e (deixar) por

.................. de creme de leite sem soro


alguns minutos.

(acrescentar) os tomates ou o pure de tomate,

de sopa de mostarda
(tornar) a tampar por mais 5 minutos.

(acrescentar) a mostarda e o catchup e

............................... de pimenta (mexer) bem, deixando no fogo baixo .

No momento de servir, (despejar) o creme deleite

............................... de salsinha e (mexer) bem.

(picar) a salsinha e................................ ljogar) por

cima do prato ao servir.


Sol agosto

........................... (retirar) dofogoantes de comeraraferver.

trinta e seis
O Leia o texto abaixo e faca as atividades a seguir.

Mostra p o p u l a r tem pecas feitas com sucata


Simone Magno

O Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular inauqurou esta semana no Salo do Artista Populara exposi,ao •Aferro e

[oqo. arte na Paraiba", com venda de traba/has dos artistas Ioiio José do Nascimento Neto, da cidade de ttabalana, Joiio

de Deus Cava/cante e Humberto Heleno da Silva, moradores de Iodo Pessoa; e Jaaquim David da Silva Neto, de Arafagi.

A mostrafica em cartaz até 10 de abril. Os artistas utilizam restas e sucatas da aco.jtandres eferro, que se transformam

em brinquedas, luminárias em miniatura e esculturas, entre autras críacoes. O vasto repertório desse artesanato de

reciclagem é criado a partir da própria experiencia de vida das artistas. Eximias carpinteiras, marceneiros, mecánicos e

serrolheiros, descobrem-se também como artesaas, escultores de

figuras, imaqens e outras invencoes da cotidiana. Aa utilizarem

materiais que seriam descartados. e cama a reciclagem de materíaís

está na ardem do dio, as artistas cantribuem á sua maneira para uma

política de autassustentabilidade, fata que inclusive agrega valor e

pramave suas abras. A exposicáo pode ser vista de ter,a a sexta-feira

das nh ás 18h e sábados, domingos eferiadas das 1sh ás18h.

Entrada franca.

Fon te: MAGNO, Simone. Mostra popular tem pe,;os Jeitos com sucata.

Disponivel em http:llcolunas.cbn.9/oborodio.globo.comlplotblbomprograma/2011/03/02/mostra-populor-tem-pecosJeitas-<om-sucato.

Acessado em dezembro de 2011.

O Relacione as expressóes grifadas no texto com outras que apresentem o mesmo sentido: ��

a) Os artistas utilizam restos e (1) sucatas do ) livre, a berta

aco] ... ]. - (linha 4)

b) O (2) vasto repertório desse (3) artesanato de ) ferro velho

reciclagem é criado a partir da própria experiencia de

) artesanía
vida dos artistas. - ( l i n h a s)

e) Ao utilizarem materiais que seriam (4) descartados,

) amplo. abrangente
os artistas contribuem a sua maneira para urna política

de autossustentabilidade[ ... ] - (linha g)

) jogados no lixo
Entrada (s) franca. - (linha 14)

trinta e sete
.: : , _ _ , . ar1,:. u __:_ _ ,...,\,..

- � lingua e cuftur.iil br.lsile!ra para estrangeiros - �i'!'o df:: Exercicios N"


M!is 1 e 2 ·

C, Leia nova mente o trecho abaixo e associe cada proflssáo a sua descrlcáo.

"Eximios carpinteiros, marceneiros, mecéinicos e serralheiros, descobrem-se também

como arteséios, escultores de figuras, imagens e outras invenroes do cotidiano."

a) carpinteiro

b) marceneiro

e) meccinico

d) serralheiro

e) artesáo

f) escultor

individuo que utiliza técnica predominantemente manual para realizar seu traba/ha;

profissional que corta e lavra a madeira em pecas para ser utilizada em construt;oes;

profissional dedicado a darforma e montarosferros para-os elementos construtivos;

artista que esculpe efaz esculturas;

individuo que traba/ha com madeira, construindo e reparando móveis, obras de arte e pecas decorativas;

profissional que cuida da manuteniiio de veiculos desmontando, reparando, ajustando e lubrificando o motor e

pet;as.

O Na condicáo de secretário do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, vocé -

deverá elaborar o cartaz da Mostra popular "A ferro e a fogo: arte na Paraíba",


'
para ser divulgado em sua cidade. Com base nas lnformacées do texto acima,

explique qual é o objetivo da Mostra e de que maneira os artistas contribuem

c o m a politica de autossustentabilidade.
O O Guaraná Jesus é urna bebida de grande sucesso no estado brasileirodoMaranhao.

Leia o texto, complete-o com os verbos adequadamente e aprenda qual é a fórmula do

sucesso do inventor do guaraná rosa.

O sucesso nos projetos de Jesus Gomes

, Iesus Norberto Comes (nascer) no Maranhiio, no final do século XIX e deixou como legado o guaraná

Je sus, oque/e refrigerante de um cor-de-rosa que quase brilha no escuro. Mas a bebida niio é apenas urna cor inesperada e

um nome insólito: Jesus é o segundo refrigerante mais consumido no Maranhiio e os maranhenses o tratam como

patrimonio. A trajetória rumo a esse sucesso e ojeito de trabalhar do inventor da bebida está, em parte, descrito no livro

s "lesus Comes. Sua Vida, seu sonho", de E/ir Iesus Comes,filho do criador do guaraná cor-de-rosa.

O relato de E/ir (possuir) ingredientes defilme, confira:

1) O observador -Jesus come,ou a traba/ha, numo farmácia onde limpava vidrgs,................................. (fazer) entregas

em domicilio e outros serviros básicos, mas (manter) um caderno com anota,oes sobre fórmulas de

medicamentos receitados por médicos. Ele aprendeu observando.

to 2) O aprimarador- depois de aprender copiando, Iesus comerou a estudar, por canta própria, as biblias da farmacología

da época e, logo (passar) a produzir novas medicamentos . Ele já traba/hav o como farmacéutico

....................................... (haver) mais de dez anos quando resolveu cuidar de um detalh e: seformarem Farmácia.

3) O criativo - Jesús importou da Alemanha uma m áquina ga seificadora, por conselho de um ami go. Foi um mau

conselho (tesus niio (conseguir ) a ticenca para produ zir o medicamento que quer a í } com um bom

•s re sultado: ele reapro veitou o equipamento para fazeráguas gasosas e refrigerantes.

4) O ouvinte - nos anos 30 n á o era /á muito comum que patráo desse bola para o que empregad o [alava. Mas lesus

... .................................... (percebes} que ouvir era bom para os ne g_ócios. Os funcionários pa rticipavam na discussiio das

atividades da empresa etamb ém nos lucros , queeram divididos.

5) O vended or- ofrequesia ficou encantada como slo gan "O sonho cor-de-rosa da s enancas", a e mpresa resceu
c e Jesus

20 .....................•....•......•...•. (ter) de se mudar várias vetes. Num o delas , separou o interior da f ábrica e a rua por apenas rna
u

vitrine , o que (permitir ) ao p úblico conferir a higiene e acompanhar a [obricacáo do produto - h á mais

de 8oanos!

Fonte: GIFFONI, Carlos. Dicos de Jesus Comes para o sucesso nos projetos.

Oisponivel em:

http:llcolunas.epoca.9/obo.comltrobalhoevida/2010!09!09/dicos-de-jesus­

gomes-poro-o-sucesso-nos-projetos/Acessado em 10/12/11.

Texto adaptado.

qua renta
Unidacle 3
Nível II

Após l e r a história do criador do Guaraná Jesus, escolha um dos produtos abaixo e invente a

trajetória de seu idealizador.

1 natura

Coca- Cola
''Havaianas Produtos Natura Havanna

-················"·"································································································· _

!-·····················

quarentae1.m1
G) Leia algumas dicas para se ter sucesso no trabalho e conjugue os verbos corretamente.

Dicas para ter sucesso no t r a b a l h o

A cada dia um grande contingente de jovens inqressa no mercado de traba/ha. Muitos tém ótima [ormacño, com

múltiplos conhecimentos. Mas a[ormaciio técnica nao é garantía de crescimento na carreira e nem diminui o risco de

perda de emprego, principalmente nestes tempos de trises.

Além disso, é importante que os jovens siqam as sequintes dicas em seu traba/ha:

1) (chegar) cedo, se o expediente comei;:a ás o8hoomin, aparece ao menos 10 minutos antes;

2)................................. (cumprimentar) todos os colegas com alegria, (dizer) bom diado porteiro até o

presidente, se vocé conseguir ve-lo;

3) (cumprir) suas tarefas com disposicáo, nao (reclamar) da quantidade de traba/ha.

Quanto mais tarefas vocé tiver, mais seguro está;

4) Nao (discriminar) seus colegas que /he pedem parafazer urna tarefa, (receber) o

encargo com alegria, nao importando que quem /he pass a é um esiaqiário ou o chefe do departamento;

5) (fer) com atenfao todas as normas e procedimentos da empresa e[aca os cursos recomendados, nao

................................. {dizer) que atha boboqem ou que nao (precisar}desseconhecimento;

6} (estar) disponível para colaborar em atquma filial quando far necessário, mesmo que /he

................................. (causar) alqum transtomo,

7) (atender) todos os clientes com cortesía, tanto os externos como os internos. lsso vai criar urna marca

para o seu desempenho,

8) Ao término do expediente, nao ..!sair) correndo, (ver) se

alqum colega está em dificu/dade e se vecé pode ajudar.

As dicas acima podem parecer muito simples, mas na hora de esca/her um funcionário para

promoverou demitiros itens acima seriio levados em consideracáo pelos chefes.

Fon te: Dlsponivel em: http:llseu-emprego.blogspot.com/2009/05/dicas-pora-ter-sucessó·no-troba/ho.html

Acessodo em 10/12/11. Texto adaptado.

O Para treinar a fonética da letra x, escute algumas palavras e indique se elas possuem o

fonema [ I ], [ z ], [ s ] ou [ ks ).

<,
/ [ I] [zl [ S] [ ks]

,10
O Leia o poema de Mário Quintana e faca a atividade a seguir.

O Tempo
Mário Quintana

, A vida é o � que nós trouxemos para fazer em casa.

Quando se ve.já sao seis horas!

Quanda se vé.já é sexta-fetrat

Quando se vi!,já é Natal...

s Quando se vé, já terminou o ano ...

Quando se ve. perdemos o a�mor da nossa vida.

<
Quando se ve, ,lassa(am 50 anos!

Agora é tarde demais para ser reprovado ...

'° Se me fosse dado um dio, outra oporiunidade, eu nem o/havo o relógio.

Seguiría sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil

das horas ...

Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo ...

E tem mais: nao deixe de [azer algo de que gasta devido áfalta de tempo.

,s Náo deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de serfeliz.

A única falta que ierá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voftará.

Fonte: QUINTANA, Mário. O tempo.Disponível em http:llwww.bilibio.oom.br/poemahgg/Ottempo+de+Morio+Quintana.htmf. Acessado em dezembro* llDm.


Agora, relacione as palavras ou expressóes retiradas do poema com outras que apresentem o

mesmo sentido.

ta] "A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa."- ( l i n h a 1) l cua ce se percebe/ quando se

da co-rta
b) "Ouando se ve. já sao seis horas!"- ( l i n h a 2)

) po r s m o �
c) Se me fosse dado um dla, outra oportunidade.

[ ... ]seguiría sempre em frente[ ... ] - (linha 11) ) tOG1r para frente/ continuar o

seu G1JT1inho
d) Seguraria o amor que está a m i n h a frente e diría q u e

eu o amo. - ( l i n h a 13)
) li,;ao, tarefa

e) Nao deixe de ter pessoas ao seu lado por puro ) agarrar

medo de ser feliz. - ( l i n h a 15)

O Escute o poema e transcreva nas colunas as palavras abaixo, de acordo com a sua

pronúncia:

casa deixe [azer infelizmente pessoas seguraria sexta-feira trouxemos

[ J ] [ z l [s l

-,

O Encaixe as expressóes nas frases seguintes.

Na hora h I Marcar hora I Um dio é da cofa o outro do caeador I No tempo das vacas gordas

No dio de sao Nunca I Hora do aperto I Do tempo da onca I Na hora do rush

a) Bruna está com dorde dente, por isso vai como Dr. Roque Scheleter.

b) Jú/io conheceu Madalena em um site de relacionamento e, depois de conversarem durante seis meses virtualmente,

decidiram marcarum encontro real. Mas, quandochegou na , Madalena desistiu e n á o apareceu.

c) Meu avo odeia MP3, ele só es cut a música como toca-discos, por isso minha avó, que é super antenada, dizque ele é do

d) Gilberto está desempregado e se viu sem dinheiro para pagar a escala de seus Ji/has. Eniiio,

................................................................• ele vendeu o carro para quitar suas dividas.

e) Minha consulta no médico é ás 9hooda manhii, vou ter que pegara transito .

f) Hoje em dio, Cláudio nao tem dinheiro nem para pagara passagem do trem, mas , ele

só ia para o traba/hodetáxi.

g) Meu time de futebo/ perdeu o jogo de ontem e todos os meus amigos flamenguistas riram de mim, mas. se o

Flamengo perder ojogo de hoje, eu vou rirde todos eles, afina/ .

h) Elisama pensa que pode ser promovida a quaiquer momento, mal sabe e/a que seu chefe a odeia e que e/asó será

!HOmovida

quarenta e quatro
O Leia o texto abaixo e complete-o comos verbos no tempo adequado.

L u l a lacra c á p s u l a do tempo com relatório sobre

s l t u a c á o a t u a l da m u l h e r para ser l i d o em 50 a n o s

Urna cápsula do tempo com um relatório sobre a situaiiio atual da mu/her no Brasil. (ser}fechada no dia 8

de mar,o de 2010, no Ria de Janeiro, para ser aberta em 50 anos. O documento, assinado por ativistas do movimento

feminista.foi lacrado na cápsula pelo presidente da República, iuiz lnácio Lula da Silva, e pela ministra da Secretaria

Especial de Políticas para as Mulheres, Nilcéa Freire, durante o evento de comemora,iio ao Dia

Internacional da Mu/her, no Ria de Janeiro.

O objetivo da cápsula do tempo é servir de documento histórico para que as pessoas, no futuro,

..................................... (conhecer) a situariio atuai da mu/her no Brasil , (poder)

comparar se houve avan,os na igualdade de género no país e (refletir) sobre essas

mudancas. A cápsula (ficar) sob a guarda do Arquivo Nacional e

................................... (ser) exposta, posteriormente, no futuro Memorial da Mu/her Brasileira. "Essa

cápsula (permanecer) no Memorial da Mu/her Brasileira, para que nós

..................... (lembrar-se) que, a cada dio, (construir) um pedaco a

mais da nossa historia", (dizer)a ministra Ni/céa Freire.

Fon te: ABDALA, Vítor. Secretoria de Políticas para as Mulheres, 9 de morfo de 2010. Disponível em http:llwww.sepm.gov.brlnoticias!ultimas _notidos/201o/ojl

not_lulo_locro_ capsula_ mulher-Aceuado em dezembro de 2011.

9 Voce foi contratado pelo site cineclick.com.br para escrever a sinopse do filme "O Homem

do Futuro". Após l e r a ficha técnica e o cartaz do filme, imagine como seria o seu roteiro e

críe sua sinopse, nao esquecendo que vocé deverá persuadir mil ha res de telespectadores

como seu texto.

•• •Unea es •.& ··�··· 1••11l•1L•

,, 1Mocw . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ·································-------························································

.!IMHlc, ·························-··········--------------·····························································

--·o-6-

Ficha Técnica

r
Diretor: Gáudio Torres País: Brasil '
Roteiro: Clóudio Torres cenero: Comédia

Durapio: 106 min. Distribuidora: Paramount Pictures Brasil

Ano: 2011 Classifica,iío: 10 anos

quarenta e cinco
Q Leia o texto e acentue quando necessário.

B r a s i l completa 70 a n o s de p a i s do futuro

A terra que fomos e a terra que seriamos na visiio do austriaco Stefan Zweig, que cunhou a vcpressiio ha

exatas sete decadas

Em 1941, o Brasil tinha pouco mais de 40 mñnñes de habitantes - e 56% deles eram analfabetos. Quase 70% da

popuiacáo vivía em areas rurais, e praticamente metade das exportacáes do País restringía-se o produtos agrícolas - o

cafe respondía, entao, por um ter,o de todos as vendas ao exterior. A[oixa etaria dos zero aos 14 anos representava 43%

da pooulacoo, e perta de um ter,odas pessoas de setea 14 anos estava Jora da escala. Nada quediminuisse o otimismode

5 Stefan Zweig: ha exatamente 70 anos o escritor austriaco encasquetou que o Brasil, aque/e país pobre, pouco

industria/izado e analfabeto de 1941- e que vivia sob uma ditadura-, seria o pais dofuturo.

Zweiq, um renomado escritor, publicou naque/e ano "Brasil, País do Futuro", o livro que deu ao Brasil um

sobrenome. A obra e um exercicio de empotqacáo, assombro e ufanismo com o país que recebera Zweig em 1940, um

ufantsmo tao ardente que chegou a ser encarado por criticas da obra como uma evidencia de simpatía do austriaco pela

'° ditadura de Getulio Vargas.

"Fiquei fascinado e, ao mesmo tempo, comovido, pois me deparei nao so com uma das mais magnificas

poisaqens do mundo, nesta combinacáo sem igual de mar e montanha, cidade e natureza tropical, mas tambem com

uma especie inteiramente nova de civtlizoeáo", diz o escritor sobre sua chegada ao Ria de Janeiro. E nao foi um

desembarque quatquer. "Ele me causou urna das mais[ortes tmpressoes de minha vida", afirmou.

•s E asslm segue o texto, entre descricées embosbocodos sobre a imensidáo do territorio, as possibilidades de

extraiiio de riqueza do solo, o espirito leve e desarmado das pessoas que o austriaco encontrou em suas viaqens e

contextuotttacoes historicas sobre o descobrimento e a cotonizaeiio do País. "ouem visita o Brasil niio gasta de o deixar",

diz o texto. "Beleza e colsa rara e beleza perfeiia e quase um sonho. O Ria, essa cidade soberba, torna-o realidade nas

horas mais tristes. Niio ha cidade mais encantadora na terra."

20 Ainda que seja uma coletanea de louvacoes, "Brasil, País do Futuro" niio esta livre de senso critico sobre seu

objeto de estudo. Zweig observa, por exemplo, que a saude publica era um calcanhar de Aquiles do País. "O periqo oculto

e perverso para a completa manifestaeiio de suas energías esta no estado de saude da popuiacáo", diz o texto. "O inimigo

principal ainda continua a sera tubercutose, que rouba ao país anualmente duzentas mil pessoas". A pobreza no interior

do País, em lugares distantes de estradas de ferro e grandes centros, e outra das maretas atestadas pelo austriaco. Esse

25 cenario impedía que muitos traba/hadares recebessem o salario mínimo, novidade que cneqara ávida nacional em 1940.

O onipresente otimismo de "Brasil, País do Futuro"torna dificil crerque, apenas 15 meses depois de desembarcar

no Río de Janeiro para escrever o livro (o autortinha estado no País tambem em 1936), Stefan Zweig ten ha decidido tirar a

propria vida. Amargurado com o andamento da guerra na Europa, a solidiio do exilio e a decepiiio com as criticas que

recebera de quem cria que ele simpatizava com a ditadura de Getulio Vargas, o judeu Zweig e sua esposa, iotte,

10 suicidaram-se em Petropolis em 22 defevereiro de 1942, na casa que ele escolhera para morar apenas cinco meses antes.

"Brasil, País do Futuro" via possibilidodes infinitas de o Brasil se desenvolver economica e socialmente, mas o

tema central do livro e outro, segundo o proprio autor: o da possibilidade de um pais se desenvolver sem guerras. "(...) O

Brasil resoiveu este problema duma maneira que, na minha opiniiio, requer niio so a aten,iio, mas tambem a admiracáo

do mundo".

Fon te: CRUZ, Potrick. Brasil completa 70 anos de pois do futuro, 28 de janeiro de 2011. Disponível em

http.-lleconomia.ig.com.br!Acessodo em dezembro de 2011.


O Agora, escreva um breve parágrafo, comentando como vecé imagina que estará o seu
!¡/

país daqui a 70 anos.


'

-············· .. ····· _

································ ························-·-------·-··-·············

.............................................................................. ·······································-··-·----·

-··································································································································································································-·------

·························································································································································································---------

Q Para treinar os heterotónicos, escute algumas palavras, escreva-as e sublinhe a sílaba

tónica de cada urna delas.

1) 6)

2) 7)

3) 8)

4) ··············································································· 9) ... ··········································································

sl 10) ·························································-······-··-·······

€) Veja os acessórios abaixo e escolha para quem vocé darla de presente cada um deles (pai,

máe, colega de turma, etc.). A seguir, faca um cartáo de presente, justificando o porque de

ter escolhido tal presente para cada pessoa. Nao se esquera de escrever o nome de cada

objeto, conforme o exemplo:


'

(>....J..._, e.si-e,.... QI,.¿ ck.,.Jo e.s{-e. �42

� $,'& vod � ..-.d


5 � e.

c.h&jC<L � """15 "'-o55o5

�- e-,_ """'-"" e. �.

quarenta e sete
.......................................... _, .

G Voce vai assistir a uma reportagem sobre como as roupas devem ser usadas para destacar o •

que cada pessoa tem de melhor. A seguir, responda as perguntas:

1) Porque a consultora de imagem, Janiny Almeida, recomenda utilizar um acessório colorido?

2) Que tipo de estampas devem ser evitadas? Que pera do armário Janinyfaz a modelo usar para quebrar a imagem das

estampas?

3) Qua/ é a sensariio que transmite o sapato de bico arredondado? Que tipo de sapato deve ser utilizado?

4) Com que pera do armáriose deve usarum sapato corda pele, que permita o peito do péficar livre?

uarenta e oito
O do - pelo - nos - um - á - por - no - da - o - ao - os - o - em - a - na

Aracaju ..
79

Belém 91
..

Be/o Horizonte 31
..

1
Boa Vista ..
95

Campa Grande 67
..

Cuiabá 65
..

Curitiba 41

Florianópolis 85

Fortaleza
48

Goiánia
62

1
Jaao Pessoa
83

1
96
Mocapá ..

1
82
Maceió

92 1
Manaus

84 1
Natal

l
63
Palmas ..

51 l
Porto Alegre ..

69 1
Porto Ve/ho ...

81 1
Recife

68 )
Ria Branca

( )
21
Rio de Janeiro ..

( .,., )
Salvador ...

(
98
Sao Luís ...

( 11 )
Sao Paulo ...

( 86
Teresina ...

( 27
Vitória ...

b)

Rio de Janeiro .................. florianópolis ..


1) . sl
Be/o Horizonte
6) Ioiio Pessoa
2) .

Manaus
3¡ Recife . 7) ·······················································----

Fortaleza .

C) minha - seu - sua - minha - seu - seus - meu - meu - minhos - minha

Nome: William Pereira

23 anos
ldade:

Taubatél Siio Paulo brasiieira


Local de nascimento: Nacionalidade:

casado Profissáo: Jocutor de rádio_ (radialista) .


Estado civil:

inglés, _espanho/ efranciis


Idiomas:.

Sobre ele: Traba/ha.na rádio_Difusora em_ Taubaté,Jala3 idiomas, tem_como_hobb_y_ler, escrever ..................•

.................................. aiinicas_ ejogar,_ torce para_ o_ esparte_ Clube Taubaté,_ adora_ assistir_a _documentários ....

V F

Fa/a sobre os acontecimentos em todos os meios de comunicaciio de massa


a) ' .

__ (_TV,_ rádio,_internet, _etc.J .


O@
b)
00
e) Cita_a_queda_ das forres giimeas_no _ataque_terrorista_ de_nde setembro .
O@
d)
00
e) Para_ele um dos_maiores impactos_registrado_pela internet_e pelos meios de comunicafiiº ..

.Joi_afinal_da_ Copa do_Mundo de_1998_em_que_a_seleriio_brasileira perdeu de_3_a _O .


O@

e e - mas - porque - ou - quando - por isso

Joáo '
a) Rita de Cássia:
• - Rita de Cássia
marido
,--································/

1 1
/ / / / -,

Janete Geraldo ' Pamela ' André


. .

nora - filho - genro


'- ·························
.............................. ,¡ , ..... . .... filha ........... ........................ ,¡

/
/ '
Jo nas ' Caroline J

neto neta
'- .
\_·································

cinquenta
b) leandra:

Carlos Madalena Marcos

ovó
···············-··········-··-·

Ronaldo Joelma Antonia

moe tia

............. Pªi··············
·---··················

Cibele Luiz

primo
.......... prima .
. .

Leandra

Giselle

cunhada
Ali ne Augusto

sobrinha sobrinho

a) Todos ficam. no_computador:_a filha_de 4 anos_com. os joguinhos,. ª· moe_conversa_com_as_amigas e_abastece

º. blog e. opai, _trabalhando .. Eles. se _comunicampela_ internet_mesmo estando.na mesma. casa .

b) Convesar com. amigos. e jogar. video game .

e) Pedreira_ é _urna cidadeJamosa,pois_vocíi pode. se sentar no_banco. da_pra�a .e. acessar_internet,. sempagar .

nada. _Basta _andar pelas_ruaspara_ ver pessoas. navegando .


. O_sinal é_distribuidopelapre[eitura.

d) f\/_Cis e.�C.<>.I'1.5.. CJ C.CJ"'Pll tCI_cf_CJ(gi<J.IJ_ IJ_tr.1je.i! '>.. ".CJV.CJ d.e.. e,P!�n_liJ!O.ti.'>.· .J.\�. �.e.5.5
e'.iC1."f'1.5..O. .0.."'.. C.CJ_n__t�Ílci<J.� cl_a_

Universidade de_Campinasparapesquisa .

e) OspaisJazemparte _de.redes. sociais. somente para_acompanhar ospassos. dos filhos e_sempre _esto o .

vigiando_ owmportamento_ dosfilhos .

f) Desde os.seis e_sete_anos que_afamilia tenta_educar_a_mo/ecada_no mundo_tecnológico_e o.tempo .

estipuladaé de 3_horas .

l/VRE

6) - 4) - 9) - 2) - 3) - 10) - 5) - 7) - 1) - 8}

cinquenta e um
O está - é - fazem - escolhem - restringe - oferece - tem - passam - ministram - realizam

O b} - d} - a) - c)

A B R

1 N


N o V E M B R o

E V E R E R o

R o u

4
N
V T
8

s R o E u

R
R B

A 47n
¡_.;.; A R

�¡; u T o N o

C, dá - é - podem - sabe - fornece - queremos - vai - tem - ti!m - vai - se alimenta - está - dijere - deve

valem - diio - [azem - impedem - segue - há

o 70 - 2 - 4 - 14 - 5 - 7 - 17 - 9 - 11 - 13 - 1 - 6 - 15 - 16 - 18 - 3 - 8 - 12

Entrada: Salada de maionese e outra de atface e tomate.


......................................................................................................................................................................................................

Prato Principal: Um filé qrelbado bem passado e um bife á milanesa.


........................................................................................................................................................................................................

Sobremesa: Salada de frutas com sorvete de chocolate e pudim.


........................................................................................................................................................................................................

Bebidas: Suco de abacaxi e uma cerveja estupidamente qelada.


...............................................................................................

cinquenta e dois,---:;:;;;=======================--'======;;:;;,
Rotina José Paulo Pedro José

Acordar Zé paulo acorda cls 7hoo. Pedro acorda ás 9hoo.

Sair para o trabalho Sai ás roh

Comecar a trabalhar Comefa a traba/ha, ás Bh30 Chega no esaitório ás 1oh30

Almo�ar A/mofa ás 12h30 Normalmente, almoea ás J4h comos colegas.

Gasta de beber um chopinho, estuda francés


Fazer atividades extras Faz aulas de inglés
e vai ao cinema duas vezes por mes.

Jantar Janta enquanto asslste á tetevisáo Janta ás 23h.

Dormir Pega no sono ás 2h.

........ deze.meia . . Y.'!J.?..h.<J!:g_........ quatro. e .vinte e. cinco

- ,-

cinco para as nove ........ duas. e .cinco .... . sete e_vinte . tres e trinta e cinco
······································

e LIVRE

Cuba México india Peru Alemanha

País Pais País País País

cubana mexicana indiana peruana alema

Nacionalidade Nacionalidade Nacionalidade Nacionalidade Nacionalidade

.......... Ar9entina . Estados Unidos Franca


.......... Jspanha . ........................ • .
Pais País Pais País

espanho/a argentina americana colombiana francesa

Nacionalidade Nacionalidade Nacionalidade Nacionalidade Nacionalidade


O tive - cruzei - achei - afirmou - valeu - fui - gostei - peguei - desci - Joi

o
1 2 3 4 5 6 7 8

/al natureza optar cid ad e

antigo oceanos exuberantes Portanto campos

'ª'
'

o 6) - 5) - 7) - 4) - 1) - 2) - 3)

o
a) O albergue Nativos dos Canyons é ___rrl_Cl_i�-------- .......• . acessivei d.a...9.u_e__ . o hotel Village da Serta e

oferece '!'.€_fl_CJ_s atividades d_c,__c¡_LJ_�----·-· os demais lugares.

b) A Pausada Cafundó é '!'.'1.i.s cara <i."..'iU..e. todos as outras aproes de hospedagem.

Oferece .''.'"."."'. servicos <i."..'iU..e. os out ros.

e) A Estalagem da Colina apresenta "'.(J_ÍS. opcoes de entretenimento d.°...9."." o hotel Village da

Serta.

d) O hotel Vi/lag e da Serra é _ ___t;;_c,_ __ caro '1.".'1.".�"....... a Morada dos Canyons.

e) O albergue Nativo dos Canyons apresenta opcoes para quem qosta .t.'1.!?.�". de fer '!.':'°..".t.°......... de acampar.
fazer trekking praticar rafting surfor ir a um parque ira museus

temático

conheceros pegar sol na praia assistir a uma donear nas boates


_.f°.���C"_'!'P.�°.5. .....
noshopping monumentos históricos pera de teatro

se surpreendeu - teve - encontrou - contou - deu - resolveu - tive - fizeram - [alaram - ficaram -

pensaram - comprou - passou - veio - conseguiu

barraca - lanterna - repelente - kit de primeiros socorros - saco de dormir

� canga - protetor solar - maió ou biquini - sunga - boia - bronzeador

I.J.e..-c.�: lembrancinha do país de origem - passagem aérea - passaporte - guia

adaptador de tomadas

nasceu - veio - deu - arruinou - expediu - acabaram - chegaram - ficaram - autorizou - foram - ficou

tentou - passou - foi - ganhou - fez - trocaram - passou

L/VRE

r �
[s] [z]

grara coisa

passa sozínho

doce
be/e za
balance
existe
fflOfQ

sol sozinha

seu causa
bataneado

pass ar

se

soubesse

cinquenta e cinco
O alertavam - há - devem - assola - fui - tentau - tém - diz - vejo - prefiro

o 4) - 5) - 10) - 1) - 7) - 3) - 9) - 6} - 2) - 8)

Nao
V F V F V F V F Informado

b)00 d)00
-o« -oo

o
/

[ b I [V]

11.oa povoado

ol!.riga�iio di!!.ididas

atributos ouvidos

aiertavam

eyjdente

sery_i�os

deyem

responsá�eis
-,
a) 1974

b) Como o seu traba/ha é estressante, ao montaras peras do Playmobif, ele consegue se desligar de tudo.

e) Nasceu na Alemanha, a ideia era tancar no mercado um boneco que reproduzisse os traros dos desenhos

infantis.

d) Segundo Carlos, o Playmobil é um brinquedo pacifico.feito para crian ras e adultos relembrarem dos seus

melhores momentos.
····················································································································································································-·----·-·-·········

bola pipa piiio bichinho de pelúcia bola degude boneca

LIVRE

) O patinete virou manta entre adultos porque é utilizado como meio de transporte.
a .

Custa entre 200 e 300 dólares. As reqras a serem seguidas sdo: evitar circular na contramiio e em
b)

ziguezague e sempre utilizar capacete.

cinquenta e sete
O exigelvai exigir/exigirá - estálvai estar/estará - siio/viio ser/seriio - vai ver/verá - vai gastar/gastará - viio

atrapalharlatrapalhariio - viio impedirlimpediriio - vail irá - vai poder/ poderá -fazlvai fazer!fará - viio

repercutirlrepercutiriio - vai estar/estará - vail irá - vai se sentir/se sentirá - vai consumir/consumirá

e 4) - 3) - 1) - s) - 2)

,
,
2 4 6 8 "
3 5 7

[ !] debai15p dei!<_a IU!<_O

[3] pianejamento desejos registre prejuizo agindo

O 1) Um super home iheater, tela grande e urna sala com acústica apropriada.
··························································································································································································································-

2) A través da TV.

3) .Os objetmde_desejo da_vez siio_os tablets_ que s.iio leves,finos_efáceis de transportar .

4) O tablet é um_recurso a mais para ver vídeos,_se_atualizar em notícias,.mas nunca para escrever .

5) 47% quer um computador, 16%televisiio LCD, 8% telefone celular.

ar condicionado máquina fotográfica rariio bala

mil, cento e vinte e dais reais oitocentos e setenta reais trinta reais quinze centavos

/

.

'' chine/o

dezoito reais e noventa centavos


relógio

vinte reais e cinquenta centavos


···································································
ca neta

um real
mala

noventa e nove reais

e noventa centavos

cinquenta e oito
....................... disse_cobras_e lagartos . d) compro u gato por lebre ··-··-················

é miio de vaca
e) engole_sapo ··-··--·--·············

e) pensando na_morte da_bezerra .

C!) LIVRE

1 / /
co/heres xícara lata co/heres caixa colher pitada
- ma�o
···················· ················-··

Modo de Preparo

............ .f!'!.."�·-·············· (picar) a carne em tirinhas finas .

............. Derreta (derreter) 3 colheres de manteiqa em uma frigideira grande e


(ir) fritando a carne aos poucos sem deixar juntar suco.

Retire
.......................................... re titrar) a carne
( d
afing,
· id et·ra e reserve .

............ coloque (colocar) na frigideira uma ca/her da manteiqa efrite a cebo/a .

............ .P..°..".�". (pór) a carne novamente na frigideira

......... "°.d.!C.i'!"..e. (adicionar) o conhaque e deixe (deixar) aquecer.

..............lfl_c.li'.'.". (inclinar) levemente a fr igideira para que o con haque incendei e,

............... d.".i".e. (deixar ) flambar até aca bar a chama.

Junte
... ljuntar) os coqumelos, �11."'P.e. (tam par) a fri gideira e

deixe
.. (deixar} por aiquns minu tos .

........ A.c.re.s.c.�'.'��---······· (acrescentar) os toma tes o u o pure de toma te, .Jqm� (tornar)

a tampar por mais 5 minutos .

mexa
.......... A.:�'.e.��.e.".t.e. (acre scentar) a mostarda e o ca tchup e (mexar) bem ,

deixando no fa go baixo.

No momento de servir , despeje .. (des pejar) o creme de /eite e


mexa

(mexar) bem .

............. fique (picar) a salsinha e ../'!!J.11_� ljogar) por cima do prato ao servir.

..............R.".t!'.e. (retirar ) do fago antes de come�ar afe rver.


• LIVRE

o 5) - 1) - 3) - 2) - 4)

C, e) - a) - d) - f} - b) - c)

C,eC, LIVRE

e 1) _Beta Barbosa erncarregador no Mercado Municipal._Comerou carregando pedra,_latinhas, etc. .

2) _Belém_do_Pará. _Teve uma infdncia_muito simples, humilde ao_ladoda_mae e da irma .

3) _Elefoi adotado pelo tio porque a máe nao tinhawndifoes de criá-lo .

4) Raimundo Roberto e abandono u a cidade natal para tentara sorte como cantor .

5)
Elefoi consagrado como rei da lambada .

6} Ele teve que lidarcom o assédio de senhoras,jovens e marmanjos que nao esquecem o sucesso do cantor e

_também teve que mostrar que é bom no molejo_(que sabia danrar lambadaJ .

f) nasceu - possui - fazia - manteve - passou havia conseguiu - percebeu - teve - permitiu

o LIVRE

Chegue - Cumprimente - diga - Cumpra - reclame - discrimine - receba - Leia - diga -


G
precisa - Esteja - precise - cause - Atenda - saia - veja

[ I] I z I Is I [ ks]

1
egaqerar

2 ji15.ar

máximo
3

4 en15.ugar

5 !5_i!5_i

6 excelente

7 e15.ibir

8 egemplo

9 bo15.e

fa 15.
"-'º

sessenta
b} - e) - c) - a) - d)

/
I II [zl [ s]

dei/S_e CQ!_Q infeli�mente

Ja�er pessoas

sequraria

se/S_taJeira

trouxemos

a) marcar hora e) nahoradorush

b) nahoraH f) no tempo das vacas gordas


............................................................................................

e) do_tempo da onfª . g) um día é da cafa e o outro do cacador


····························································································

d) horadoaperto . h) no día de sao Nunca

C, Joi - conhecam - possam - reflitam - vai ficar !Jicará - vai ser! será - vai permanecer !permanecerá -

nos lembremos - construimos - diz

o L/VRE

B r a s i l c o m p l e t a 70 a n o s de país do futuro

4 terra que Jomos e a terra que seríamos na vlsiio do austríaco Stefan Zweig, que cunhou a expressáo há exatas sete

décadas

Em 1941, o Brasil tinha pouco mais de 40 milhiies de habitantes- e 56% deles eram analfabetos. Quase 70% da

oopularao vivía em áreas rurais, e praticamente metade das exportacáes do País restringía-se a produtos agrícolas - o

r;gft respondía, entiio, por um terro de todos as vendas ao exterior. A [aixa etária dos zero aos 14 anos representava 43%

da populacdo, e perta de um terro das pessoas de set e a 14 anos esta va Jora da escala. Nada que diminuísse o otimismo de

Stefan Zweiq. há exatamente 70 anos o escritor austríaco encasquetou que o Brasil, aque/e país pobre, pouco

'ndustnatizado e analfabeto de 1941-e que vivia sob uma ditadura-, seria o país dofuturo.

Zweig, um renomado escritor, pub/icou naque/e ano "Brasil, País do Futuro", o livro que deu ao Brasil um

sobrenome. A obra g_ um exercícío de empolqacdo, assombro e ufanismo como país que recebera Zweig em 1940, um

.,janismo tao arden te que cheqou a ser encarado por críticos da obra como uma evidencia de simpatía do austríaco pela

ditadura de Getúlio Vargas.


"ñqueifascinado e, ao mesmo tempo, comovido, pois me deparei niio só uma das mais magníficas paisaqens d

mundo, nesta combinaiiio sem igual de mar e montanha, cidade e natureza tropical, mas também com uma espécie

inteiramente nova de civiliraoio", diz o escritor sobre sua chegada ao Rio de Janeiro. E niiofoi um desembarque qualquer

"Ele mecausou uma das maisfortes impressiies de minha vida", ofirmou.

E assim segue o texto, entre descricoes embasbacadas sobre a imensidiio do território. as possibilidades de

extrariio de riqueza do solo, o espirito leve e desarmado das pessoas que o austríaco encontrou em suas viagens e

contextuatízocoes históricas sobre o descobrímento e a coíonizacoo do País. "Quem visita o Brasil niio gosta de o deixar",

diz o texto. "Belezo f coisa rara e belezo perfeita f quase um sonho. O Rio, essa cidade soberba, torna-o realidade nas

horas mais tristes. Niio há cidade rnais encantadora na terra."

Ainda que seja uma coletánea de touvacoes, "Brasil, País do Futuro" niio está livre de senso critico sobre seu

objeto de estudo. Zweig observa, por exempio, que a saúde pública era um calcanhar de Aquiles do País. "O perigo oculto

e perverso para a completa manifestacáo de suas enerqias está no estado de saúde da populacáo", diz o texto. "O inimigo

principal ainda continua a ser a tuberculose, que rouba ao país anualmente duzentas mil pessoas". A pobreza no interior

do País. em lugares distantes de estradas de ferro e grandes centros. f outra das mazelas atestadas pelo austríaco. Esse

cenário impedía que muitos traba/hadares recebessem o salário mínimo. novidade que chegara ávida nacional em 1940.

O onipresente otimismo de "Brasil. País do Futuro" torna dificil crer que, apenas 15 meses depois de desembarcar

no Rio delaneiro para escrevero livro (o autortinha estado no País também em 1936}, Stefan Zweig tenha decidido tirara

própria vida. Amargurado como anda mento da guerra na Europa, a solidiio do exilio e a deceptiio comas críticas que

recebera de quem cria que ele simpatizava com a ditadura de Getúlio Vargas, o judeu Zweig e sua esposa. iotte,

suicidaram-se em Petrópolis em 22 defevereiro de 1942. na casa que ele escolhera para morar apenas cinco meses antes.

"Brasil, País do Futuro" vía possibilidades infinitas de o Brasil se desenvolver económica e socialmente, mas o

tema central do livro f outro, segundo o próprio autor: o da possibilidade de um país se desenvolver sem guerras. "(.. .) O

Brasil resolveu este problema duma maneira que, na minha opiniáo, requer niio só a aten,iio, mas também a admiracáo

do mundo".

o LIVRE

o 1) Pámela 6) Idiossincrasja

2) Nestor
7) elogio .

3) magia . 8) limite .

4) he@J . 9) oxigg_nio .

5) _epidemia . 10) !1lve1 .

Cl) L/VRE

1)
Para atraira aten,iio do olharpara outro_lugar do_corpo .

2) As estampas horizontais devem ser evitadas. Para quebrar a imagem das estampas, Janine pediu que a

modelo usasse um colete.

3) Que a pessoa está mais "cheinha", ou seja, qordinha. O sapato de bico fino deve ser usado, porque ele

alonga .
.................. ,.............................. . , ,

4) Com uma saia.

sessenta e dois
Dire�ao Geral:
ISBN 978-987-27201-2-4

Fabricio Müller

Luiz Carlos Folster

CASA.ooBRASIL
9 7 8 9 8 7 2 7 2 0 1 2 4
ESCOLA DE LÍNGUAS www.casadobrasil.com .ar

Interesses relacionados