Você está na página 1de 18

REGULAMENTO

DO TRABALHO DE
CONCLUSÃO DO
CURSO (TCC)
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

APRESENTAÇÃO

Este documento apresenta um conjunto geral de normas e orientações sobre a realização do Trabalho de
Conclusão do Curso (TCC) da Universidade Virtual do Estado de São Paulo – Univesp – e tem por finalidade
orientar os alunos e as equipes de apoio para o desenvolvimento e acompanhamento de tais atividades, de
acordo com o estabelecido no Projeto Pedagógico do Curso.

DAS CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES

Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) constitui-se em componente curricular constante e obriga-
tória conforme definido nos Projetos Pedagógicos dos Cursos ofertados pela Univesp.

Art. 2º O TCC tem como objetivo a elaboração e a defesa de um trabalho de natureza científica, procuran-
do estimular a pesquisa por meio da elaboração de trabalho individual, escrito e apresentado de maneira
formal perante uma banca.

DA DEFINIÇÃO

Art. 3º No TCC I será elaborado o projeto de pesquisa individual pelos estudantes, prevendo a definição do
problema de pesquisa e a estruturação conceitual e metodológica, bem como as pesquisas preliminares
para a construção do referencial teórico e do cronograma.

Art. 4º No TCC II o projeto de pesquisa será executado conforme a proposta elaborada no TCC I, cujo pro-
duto final para avaliação do discente será a versão escrita do texto final.

Art. 5º Existem formas de equivalência previstas neste regulamento que poderá substituir o trabalho obje-
to desta resolução.

Art 6º O tema do TCC deve ser desenvolvido, obrigatoriamente, no âmbito das áreas dos cursos, guardando
relação com as áreas e subáreas descritas no ANEXO I.
§ 1º. O TCC consiste de um trabalho individual, desenvolvido na área do curso, de escolha do aluno, com a
aprovação do orientador.
§ 2º. Cabe aos alunos definir o tema e o objeto do trabalho, considerando sua viabilidade na situação real
da instituição ou em parcerias com outras entidades.

DA COMISSÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (CTCC)

Art 7º A Comissão de Trabalho de Conclusão de Curso será constituída por 3 (três) professores, nomeados
pela Diretoria Acadêmica da Univesp com total autonomia, sendo assim composta:

a.  01 (um) coordenador;


b.  01 (um) vice coordenador;
c.  01 (um) membro adjunto.

Parágrafo Único: cada curso terá uma comissão nomeada pela Diretoria Acadêmica.

Art. 8º Compete à Comissão de Trabalho de Conclusão de Curso:

2
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

I.  Estabelecer e divulgar as normas e procedimentos do TCC, bem como os critérios de ava-
liação dos trabalhos;
II.  Elaborar e divulgar o Cronograma de Atividades de TCC;
III.  Administrar, quando for o caso, o processo de substituição do orientador;
IV.  Avaliar e aprovar a lista de nomes para composição das bancas examinadoras de TCC;
V.  Alterar a composição das bancas examinadoras, caso evidencie-se conflito de interesses;
VI.  Assinar os documentos relativos ao TCC, de acordo com as normas vigentes na instituição;
VII.  Deliberar e decidir sobre a equivalência de outras formas de trabalho ao TCC de acordo
com o Projeto Pedagógico de cada curso;
VIII.  Deliberar e decidir sobre os casos omissos relacionados aos TCC;
IX.  Tomar medidas necessárias para o cumprimento do presente regulamento.

Parágrafo Único: o orientador do TCC deve manter a CTCC informada quanto ao cumprimento ou não, por
parte do discente, das atividades por ele elencadas, bem como as dificuldades enfrentadas no processo
de orientação.

DA ORIENTAÇÃO DO TCC

Art. 9º São atribuições do orientador de TCC:

I.  Agendar, pelo menos, duas reuniões (presenciais ou virtuais) com cada orientado ao longo
de cada bimestre, por meio dos canais oficiais de comunicação da Univesp;
II.  Organizar o cronograma das atividades a serem desenvolvidas pelo discente;
III.  Respeitar o Cronograma de Atividades e os prazos estabelecidos pela Comissão de Traba-
lho de Conclusão de Curso;
IV.  Garantir que o desenvolvimento de TCC esteja relacionado às áreas indicadas no Anexo I;
V.  Comunicar à CTCC a ocorrência de problemas ou dificuldades relativas ao processo de
orientação;
VI.  Sugerir os nomes de membros para compor a(s) banca(s) examinadora(s) sob sua respon-
sabilidade por ocasião da solicitação de defesa, dentro dos prazos estabelecidos pela
referida Comissão;
VII.  compor e convocar a banca examinadora, após anuência dos nomes pela Comissão de
Trabalho de Conclusão de Curso;
VIII.  Presidir a(s) banca(s) examinadora(s) dos trabalhos sob sua orientação;
IX.  Orientar o(s) discente(s) nas correções e adequações sugeridas pela banca examinadora.

§ 1º. A orientação no Trabalho de Conclusão de Curso será exercida por um acadêmico, que passará a ser
designado “orientador”.
§ 2º. A cada início de período letivo será definido pela Diretoria Acadêmica o número máximo de orienta-
dos por orientador nesse ciclo, podendo, em casos excepcionais, definir um novo número máximo.
§ 3º. O orientador poderá ser auxiliado, na sua tarefa, por co-orientadores, desde que devidamente justifi-
cado.
§ 4º - Se por qualquer motivo o orientador vier a se afastar ou se desligar da instituição, o orientado será
transferido para outro indicado pela Diretoria Acadêmica, que reúna condições para dar continuidade ao
trabalho.

3
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

§ 5º - O orientado terá um conteúdo no Ambiente Virtual de Aprendizagem um guia para o desenvolvimento


do TCC.

DO ALUNO ORIENTADO

Art. 10º São atribuições do aluno orientado:

I.  Propor o tema do trabalho em conformidade com as diretrizes estabelecidas neste docu-
mento e em comum acordo com o orientador;
II.  Cumprir o cronograma proposto pelo orientador;
III.  Redigir o trabalho de acordo com as normas estipuladas neste instrumento, bem como aos
princípios éticos e morais de pesquisa;
IV.  Comparecer às reuniões de orientação conforme data e hora estipuladas de comum acor-
do com o orientador;
V.  Agendar a apresentação e defesa do TCC, mediante solicitação por escrito com assinatura
do orientador à CTCC;
VI.  Postar a versão final do trabalho no Ambiente Virtual de Aprendizagem;
VII.  Providenciar as adequações necessárias do trabalho final em caso de aprovação do tra-
balho junto à banca examinadora e entregar a versão final no prazo máximo de sete (7) dias
após a análise da banca examinadora;
VIII.  Providenciar as adequações necessárias do trabalho final, em caso de aprovação condi-
cionada a reformulação, e entregar a versão final no prazo máximo de trinta (30) dias após a
análise da banca examinadora;
IX.  Comunicar ao docente orientador e à CTCC quaisquer alterações das atividades previstas
no cronograma aprovado;
X.  Respeitar os prazos e normas estabelecidos pelo Cronograma de Atividades do ano vigente.

Parágrafo Único - Fica expresso que copiar trabalhos já publicados, parcial ou integralmente, é plágio em
conformidade com a Lei nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998 e implicará na reprovação imediata do estudan-
te, cabendo ao mesmo apresentar outro tema, com a próxima turma de concluintes do curso sob pena de
não integralização do curso.

DO DESENVOLVIMENTO E APRESENTAÇÃO DO TCC

Art. 11º O projeto de pesquisa durante o TCC deverá conter os itens descritos no ANEXO II e no Manual de
Elaboração de Trabalhos de Conclusão que estará disponível no Ambiente Virtual de Aprendizagem.

Art. 12º A apresentação do TCC I consistirá na entrega de um projeto de pesquisa escrito ao orientador,
que será o responsável pela sua avaliação junto com o professor responsável pela disciplina, de acordo
com os seguintes critérios:

a.  25% da nota: redação, capacidade de síntese, clareza, objetividade e linguagem;


b.  25% da nota: adequação da linguagem científica no tratamento do tema;
c.  50% da nota: Aspectos técnicos, relevância do tema, atualização da revisão bibliográfica e
consecução dos objetivos.

4
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

Art. 13º O produto final do TCC II deverá estar consonante com o Manual de Elaboração de Trabalhos de
Conclusão de Curso, sendo executado e elaborado conforme a proposta formulada no TCC I, a ser entre-
gue na forma escrita.
§ 1. Serão considerados como trabalhos equivalentes ao TCC:

I.  Artigo publicado durante o período de integralização do curso em periódico científico vali-
dado junto à CTCC e, preferencialmente, orientado por um docente da Univesp;
II.  Premiações de destaque em eventos científicos ou profissionais da área, para os cursos de
Engenharias;
III.  Outros formatos não previstos nestas normas serão propostos pelo(s) aluno(s) e avaliados
pela CTCC, após concordância do orientador, que deverá equivaler-se ao TCC em termos de
exigência e complexidade.

§ 2º. A CTCC realizará a análise e deliberará sobre a solicitação, com base nos seguintes documentos a
serem entregues pelo aluno:

I.  Requerimento de equivalência do trabalho ao TCC, com justificativa e assinatura do aluno e


do orientador.
II.  Declaração do orientador de que o trabalho é derivado de projeto de pesquisa desenvolvido
pelo aluno, seja no âmbito de estágio curricular ou de iniciação científica, executado no
período de vínculo do discente ao curso da Univesp.
III.  No caso de artigo, deverá ser apresentado o manuscrito em versão final aceito para publi-
cação, sendo esta última situação comprovada por comunicação por escrito do editor do
periódico ou evento.

§ 3º. A Comissão de Trabalho de Conclusão de Curso reunir-se-á para deliberar sobre a solicitação de
equivalência e comunicará por escrito o deferimento ou indeferimento, apresentando sua justificativa.
Caso julgue necessário, a comissão poderá solicitar ao(s) discente(s) documentos e/ou esclarecimentos
adicionais.

Art. 14º O trabalho escrito deve ser entregue para a publicação, após a defesa pública, em versão final
digitalizada.

Parágrafo Único - Os membros da comissão avaliadora deverão receber cópia da monografia no mínimo
20 (vinte) dias corridos antes do período reservado para a apresentação.

Art. 15º A entrega da versão escrita do texto final após o período de correções sugeridas pela banca é con-
dição obrigatória para a conclusão do curso e obtenção do diploma.

Art. 16º Após a entrega do texto escrito, o TCC deve ser conduzido a uma apresentação pública oral por
parte do aluno, junto à banca examinadora constituída pelo orientador e por, pelo menos, um membro con-
vidado com experiência profissional ou estudos relacionados à temática proposta pelo aluno com critérios
descritos no ANEXO I.

Art. 17º O resultado da avaliação pela Banca Examinadora será definido pela média das notas dos membros
participantes de acordo com os critérios definidos no ANEXO III.

5
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

BANCA EXAMINADORA

Art. 18º As bancas serão compostas por, pelo menos, dois docentes, sendo no mínimo, um com título de
doutor.
Parágrafo único - Deverá por ocasião da composição da banca ser indicado um membro suplente, que
substituirá qualquer um dos membros integrantes da banca, em caso de impedimento.

Art. 19º O agendamento da apresentação seguirá o cronograma de atividades da CTCC.

Parágrafo Único – O aluno, caso haja agenda disponível e previamente autorizado pelo CTCC, poderá rea-
lizar defesa de TCC em dias ou horários diferentes do seu curso regular, desde que haja disponibilidade de
horários no período desejado.

Art. 20º As apresentações serão em sessões públicas, presenciais ou virtuais, com duração de aproxima-
damente 20 (vinte) minutos para a apresentação do discente.

Parágrafo Único – A CTCC definirá as regras para a apresentação dos trabalhos.

Art. 21º O aluno que não entregar a versão escrita no Ambiente Virtual de Aprendizagem antes da banca no
prazo estipulado, ou não se apresentar para a sua defesa oral no prazo estipulado, estará automaticamen-
te reprovado.

Art. 22º A versão final escrita aprovada de cada aluno se tornará disponível digitalmente a toda a comuni-
dade acadêmica e não acadêmica.

Art. 23º Caso seja detectada fraude por plágio, falsificações de dados, falsidade ideológica ou qualquer
outro tipo de vício legal, estando o trabalho disponível na forma digital será retirado da veiculação pública.

6
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

ANEXO I
ANEXO A ÁREAS TEMÁTICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO
DE CURSO

ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

1. COMPUTAÇÃO GRÁFICA
Refere-se a área da computação responsável pela geração de imagens, seja em forma de representação de da-
dos e informação, ou em forma de recriação do mundo real ou simulado.
1.1. Algoritmos de primitivas gráficas
1.2. Representação e estruturação de informação gráfica
1.3 Aplicações gráficas

2. INTERFACES HUMANO-COMPUTADOR
Refere-se ao estudo do relacionamento das ferramentas computacionais e sua interação com usuários. Tem
como objetivo entender os modelos, características intrínsecas e formas de interação com diferentes modelos
de sistemas computacionais.
2.1. Aspectos humanos
2.2. Aspectos tecnológicos
2.3. Métodos e técnicas de design
2.4. Ferramentas de suporte

3. CONTROLE E AUTOMAÇÃO
Refere-se à aplicação de teorias de Sistemas de controle à sistemas elétricos e mecânicos. Sendo assim, bus-
ca-se conhecer a estrutura, programação e operação de controladores programáveis, bem como os sistemas
atualmente disponíveis.
3.1. Estrutura hierárquica dos diversos níveis de automação industrial
3.2. Lógica programada e Hardware do PLC
3.3. Linguagem de programação para PLC
3.4. Esquemas Elétricos a Relé
3.5. Técnicas de programação para PLC usando a lógica booleana na resolução de comandos automáticos
3.6. Controle regulatório
3.7. Controle PID
3.8. Métodos de sintonia de PIDs
3.9. Nível de supervisão: Sistemas SCADA, Softwares Supervisórios e programação de telas

4. ELETRÔNICA EMBARCADA
Refere-se aos conceitos básicos de comunicação móvel veicular, os componentes e sistemas que a suportam
bem como as questões envolvidas na manutenção deste tipo de comunicação.
4.1. Espectro de frequências
4.2. Sistemas de posicionamento GPS
4.3. Telefonia celular
4.4. Sistemas de mediação eletrônica
4.5. Sensores, transdutores e micro-eletromecanismos
4.6. Ruído em dispositivos semicondutores
4.7. Compatibilidade eletromagnética
4.8. Circuitos e sistemas de interface
4.9. Instrumentação inteligente
4.10. Sistemas periféricos

7
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

5. ENGENHARIA DE INFORMAÇÃO
Refere-se aos princípios que caracterizam os atuais modelos de segurança da informação bem como as ferra-
mentas e técnicas e mecanismos atualmente em uso na área.
5.1. Definição de serviços de segurança da informação
5.2. Modelos de segurança
5.3. Política de segurança
5.4. Caracterização da segurança como um processo e não como um produto
5.5. O ciclo contínuo de uma política de segurança: Análise de risco, requisitos de segurança, definição da políti-
ca, implantação da política, acompanhamento e auditoria
5.6. Mecanismos criptográficos de segurança
5.7. Criptografia de chaves públicas: seu uso em certificação Digital
5.8. ICP-Brasil
5.9. Mecanismo de autenticação: senhas e segredos, tokens e cartões, Biometria
5.10. Vírus e sistemas Antivírus
5.11. Sistemas de detecção de intrusão (IDS)
5.12. Arquitetura de sistemas de Firewall
5.13. Redes Privadas Virtuais (VPN)

6. ENGENHARIA DE SOFTWARE
Refere-se ao conjunto de conceitos, métodos e tecnologias para a especificação, o desenvolvimento, a criação
e manutenção de sistemas de software, bem como as melhores técnicas e práticas para a gerência de projetos
de software.
6.1. Paradigmas da Engenharia de Software
6.2. Levantamento de Dados
6.3. Técnicas e ferramentas de especificação dos requisitos do usuário e do sistema
6.4. Métodos de análise e projeto de sistemas de informação
6.5. Implementação de sistemas de informação

7. INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL
Refere-se aos princípios e técnicas atuais de heurísticas usadas para a representação de conhecimento e reso-
lução de problemas.
7.1. Fundamentos e aplicações de Inteligência Artificial
7.2. Histórico e princípios de IA
7.3. Resolução de problemas
7.4. Representação de conhecimento

8. NEGÓCIOS ON-LINE
Refere-se ao estudo dos aspectos sociais, econômicos, computacionais, jurídicos e gerenciais da proposição,
operação e gestão de negócios atualmente realizados pela internet.
8.1. Os novos paradigmas da sociedade de informação
8.2. O impacto da evolução tecnológica na área da tecnologia da informação e comunicação na forma de se fazer
negócios
8.3. Aspectos tecnológicos relevantes à nova economia (EDI, Segurança, Meios de pagamento, Certificação, Si-
gilo, Assinatura digital, Multimídia, Interatividade)
8.4. Desenvolvimento de plano de negócios (BP)

9. PROJETO DE SISTEMAS COMPUTACIONAIS


Refere-se ao estudo de conceitos, tecnologias, unidades e características relativas à arquitetura e organização de
processadores bem como sua inter-relação com demais dispositivos componentes de sistemas computacionais.

8
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

9.1. Arquitetura e organização de computadores


9.2. Tecnologias e perspectiva histórica
9.3. Medidas de desempenho
9.4. Conjunto de instruções
9.5. Memória
9.6. Unidades de aritmética e lógica
9.7. Projeto básico de um processador
9.8. Pipeline
9.9. Hierarquia da memória: cache e memória virtual
9.10. Dispositivos de I/O

10. PROJETO E DESENVOLVIMENTO DE JOGOS


Refere-se ao estudo do planejamento, desenvolvimento e manutenção de jogos digitais.
10.1. Conceitos de jogo e regras
10.2. Projeto de Jogos
10.3. Documentação de um jogo
10.4. Organização de um jogo digital
10.5. Estruturas de controle para jogos digitais
10.6. Estruturas de dados para jogos digitais
10.7. Projeto e desenvolvimento de jogos digitais

11. REDES DE COMPUTADORES E SISTEMAS DISTRIBUÍDOS


Refere-se ao estudo dos modelos, conceitos, equipamentos e técnicas de gerenciamento e segurança de redes
de computadores.
11.1. Rede de Computadores e a Internet
11.2. Modelo OSI
11.3. Protocolo TCP/IP: Camada de aplicação
11.4. Camada de transporte
11.5. Camada de rede
11.6. Camada de enlace e redes locais
11.7. Redes sem fio e redes móveis
11.8. Tecnologias xDSL
11.9. Equipamentos e cabeamento de uma rede de computadores
11.10. Planejamento e Metodologia de Projeto de Rede de Computadores
11.11. Requisitos e Avaliação de um Estudo de Caso. Seleção de Infraestrutura
11.12. Gerenciamento e Segurança de Rede. Prova de conceito e revisão do projeto
11.13. Plano de implementação
11.14. Atividades práticas envolvendo o projeto, a operação, a configuração e o gerenciamento de redes de com-
putadores

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

1. ENGENHARIA DE OPERAÇÕES E PROCESSOS DA PRODUÇÃO


Refere-se aos projetos, operação e melhorias dos sistemas que criam e entregam os produtos e serviços primá-
rios da empresa.
1.1. Gestão de Sistemas de Produção e Operações
1.2. Planejamento, Programação e Controle da Produção
1.3. Gestão da Manutenção
1.4. Projeto de Fábrica e de Instalações Industriais: organização industrial, layout/arranjo físico

9
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

1.5. Processos Produtivos Discretos e Contínuos: procedimentos, métodos e sequências


1.6. Engenharia de Métodos

2. LOGÍSTICA
Refere-se às técnicas apropriadas para o tratamento das principais questões envolvendo o transporte, a mo-
vimentação, o estoque e o armazenamento de insumos e produtos, visando a redução de custos, a garantia da
disponibilidade do produto, bem como o atendimento dos níveis de exigências dos clientes.
2.1. Gestão da Cadeia de Suprimentos
2.2. Gestão de Estoques
2.3. Projeto e Análise de Sistemas Logísticos
2.4. Logística empresarial
2.5. Transporte e Distribuição física
2.6. Logística reversa

3. PESQUISA OPERACIONAL
Refere-se à resolução de problemas reais envolvendo situações de tomada de decisão, através de modelos
matemáticos habitualmente processados computacionalmente. Esta subárea aplica conceitos e métodos de
outras disciplinas científicas na concepção, no planejamento ou na operação de sistemas para atingir seus obje-
tivos. Procura, assim, introduzir elementos de objetividade e racionalidade nos processos de tomada de decisão,
sem descuidar dos elementos subjetivos e de enquadramento organizacional que caracterizam os problemas.
3.1. Modelagem, Simulação e Otimização
3.2. Programação Matemática
3.3. Processos Decisórios
3.4. Processos Estocásticos
3.5. Teoria dos Jogos
3.6. Análise de Demanda
3.7. Inteligência Computacional

4. ENGENHARIA DA QUALIDADE
Área da engenharia de produção responsável pelo planejamento, projeto e controle de sistemas de gestão da
qualidade que considere o gerenciamento por processos, a abordagem factual para a tomada de decisão e a
utilização de ferramentas da qualidade.
4.1. Gestão de Sistemas da Qualidade
4.2. Planejamento e Controle da Qualidade
4.3. Normalização, Auditoria e Certificação para a Qualidade
4.4. Organização Metrológica da Qualidade
4.5. Confiabilidade de Processos e Produtos

5. ENGENHARIA DO PRODUTO
Esta área refere-se ao conjunto de ferramentas e processos de projeto, planejamento, organização, decisão e
execução envolvidos nas atividades estratégicas e operacionais de desenvolvimento de novos produtos, com-
preendendo desde a fase de geração de ideias até o lançamento do produto e sua retirada do mercado com a
participação das diversas áreas funcionais da empresa.
5.1. Gestão do Desenvolvimento de Produto
5.2. Processo de Desenvolvimento do Produto
5.3. Planejamento e Projeto do Produto

6. ENGENHARIA ORGANIZACIONAL
Refere-se ao conjunto de conhecimentos relacionados com a gestão das organizações, englobando em seus

10
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

tópicos o planejamento estratégico e operacional, as estratégias de produção, a gestão empreendedora, a pro-


priedade intelectual, a avaliação de desempenho organizacional, os sistemas de informação e sua gestão, e os
arranjos produtivos.
6.1. Gestão Estratégica e Organizacional
6.2. Gestão de Projetos
6.3. Gestão do Desempenho Organizacional
6.4. Gestão da Informação
6.5. Redes de Empresas
6.6. Gestão da Inovação
6.7. Gestão da Tecnologia
6.8. Gestão do Conhecimento

7. ENGENHARIA ECONÔMICA
Esta área envolve a formulação, estimação e avaliação de resultados econômicos para avaliar alternativas para
a tomada de decisão, consistindo em um conjunto de técnicas matemáticas que simplificam a comparação eco-
nômica.
7.1. Gestão Econômica
7.2. Gestão de Custos
7.3. Gestão de Investimentos
7.4. Gestão de Riscos

8. ENGENHARIA DO TRABALHO
É a área da Engenharia de Produção que se ocupa com o projeto, aperfeiçoamento, implantação e avaliação de
tarefas, sistemas de trabalho, produtos, ambientes e sistemas para fazê-los compatíveis com as necessidades,
habilidades e capacidades das pessoas visando a melhor qualidade e produtividade, preservando a saúde e in-
tegridade física. Seus conhecimentos são usados na compreensão das interações entre os humanos e outros
elementos de um sistema. Pode-se também afirmar que esta área trata da tecnologia da interface máquina –
ambiente – homem – organização.
8.1. Projeto e Organização do Trabalho
8.2. Ergonomia
8.3. Sistemas de Gestão de Higiene e Segurança do Trabalho
8.4. Gestão de Riscos de Acidentes do Trabalho

9. ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE
Refere-se ao planejamento da utilização eficiente dos recursos naturais nos sistemas produtivos diversos, da
destinação e tratamento dos resíduos e efluentes destes sistemas, bem como da implantação de sistema de
gestão ambiental e responsabilidade social.
9.1. Gestão Ambiental
9.2. Sistemas de Gestão Ambiental e Certificação
9.3. Gestão de Recursos Naturais e Energéticos
9.4. Gestão de Efluentes e Resíduos Industriais
9.5. Produção mais Limpa e Ecoeficiência
9.6. Responsabilidade Social
9.8. Desenvolvimento Sustentável

10. EDUCAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO


Refere-se ao universo de inserção da educação superior em engenharia (graduação, pós-graduação, pesquisa
e extensão) e suas áreas afins, a partir de uma abordagem sistêmica englobando a gestão dos sistemas educa-
cionais em todos os seus aspectos: a formação de pessoas (corpo docente e técnico administrativo); a organiza-

11
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

ção didático pedagógica, especialmente o projeto pedagógico de curso; as metodologias e os meios de ensino/
aprendizagem. Pode-se considerar, pelas características encerradas nesta especialidade como uma “Engenha-
ria Pedagógica”, que busca consolidar estas questões, assim como, visa apresentar como resultados concretos
das atividades desenvolvidas, alternativas viáveis de organização de cursos para o aprimoramento da atividade
docente, campo em que o professor já se envolve intensamente sem encontrar estrutura adequada para o apro-
fundamento de suas reflexões e investigações.
10.1. Estudo da Formação do Engenheiro de Produção
10.2. Estudo do Desenvolvimento e Aplicação da Pesquisa e da Extensão em Engenharia de Produção
10.3. Estudo da Ética e da Prática Profissional em Engenharia de Produção
10.4. Práticas Pedagógicas e Avaliação do Processo de Ensino-Aprendizagem em Engenharia de Produção
10.5. Gestão e Avaliação de Sistemas Educacionais de Cursos de Engenharia de Produção

Fonte: http://portalabepro.educacao.ws/a-profissao/, Acesso em 28/01/2019

PEDAGOGIA

1. FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO
1.1 Filosofia da Educação
1.2 História da Educação
1.3 Sociologia da Educação
1.4 Psicologia Educacional

2. PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO EDUCACIONAL


2.1 Política Educacional
2.2 Planejamento Educacional
2.3 Avaliação de Sistemas, Instituições, Planos e Programas Educacionais

3. ENSINO-APRENDIZAGEM
3.1 Teorias da aprendizagem
3.2 Métodos e Técnicas de Ensino
3.3 Tecnologia Educacional
3.4 Avaliação da Aprendizagem

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA

1. MATEMÁTICA NO ENSINO BÁSICO


1.1 História da Matemática e sua importância para a cidadania
1.2 Teorias da Aprendizagem para o ensino de Matemática
1.3 Matemática na escola

O Ensino da Matemática com Significação nos Anos Iniciais da Educação Básica

2. MATEMÁTICA LÚDICA
2.1 Didática da Matemática: reflexões psicopedagógicas
2.2 Recreação com jogos de Matemática
2.3 Oficinas de Matemática
2.4 A ludicidade e o ensino da Matemática
2.5 A Tecnologia em Favor da Educação
2.6 Didática da resolução de problemas em Matemática

12
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

3. O ENSINO DA MATEMÁTICA
3.1 Vygotsky e a Educação Matemática
3.2 Matemática na pré-escola
3.3 A Matemática na Educação para adultos
3.4 Currículo de Matemática na rede municipal de ensino em São Paulo
3.5 Ensino-aprendizagem com modelagem matemática
3.6 Reforço escolar: uma realidade que traz frutos
3.7 Matemática: O Processo de Ensino-Aprendizagem
3.8 Os Desafios da Aprendizagem Matemática
3.9 Dislexia e Matemática

13
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

ANEXO II
ESTRUTURA DO PROJETO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

O Projeto deverá ser entregue postado no Ambiente Virtual de Aprendizagem da Univesp e de maneira geral,
deverá conter a seguinte estrutura:

1. Medidas de formatação do TCC

As medidas padrões para a formatação de cada lauda do TCC são:

–– Margem superior: 3,0 cm


–– Margem inferior: 2,0 cm
–– Margem direita: 2,0 cm
–– Margem esquerda: 3,0 cm
–– Citações: espaço simples (justificado à direita)
–– Entre linhas (espaço): duplo
–– Fonte do texto: Times ou Arial - tamanho 12
–– Fonte da citação: Times ou Arial - tamanho 10
–– Formato de papel: A4

2. Elemento pré-textuais:

Capa Obrigatório
Folha de rosto Obrigatório
Folha de aprovação Obrigatório
Dedicatória Opcional
Agradecimentos Opcional
Epígrafe Opcional
Resumo Obrigatório
Sumário Obrigatório
Lista de ilustrações
Opcional
(gráficos, quadros, tabelas, etc.)
Listas de abreviaturas e siglas Opcional

3. Capa
Deve conter o nome do autor ao alto da folha, o título do trabalho ao centro e, na parte inferior o nome da
cidade e o ano de apresentação. Tudo deve ser datilografado ou digitado em caixa alta sem sublinhar nem
utilizar aspas e centrado na folha.

4. Folha de rosto
Vem imediatamente após a capa e nela aparece o nome completo do autor; no centro da folha o título do
trabalho desenvolvido, sendo que logo abaixo, da metade da folha para a direita, aparece uma explicação

14
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

rápida mais clara acerca dos objetivos institucionais, seguida da instituição a que se destina a pesquisa.
Na parte inferior escreve-se o nome da cidade e o ano. Aqui apenas as iniciais são maiúsculas e não as
todas as palavras como na capa.

5. Folha de aprovação
Página que deve conter:
a.  Nome do autor;
b.  título e subtítulo (se houver);
c.  número do volume (caso haja mais de um);
d.  natureza e objetivo do trabalho;
e.  nome da instituição a que é submetido e área de concentração;
f.  data de aprovação;
g.  nome e espaço para assinatura dos membros da banca examinadora, e indicação das insti-
tuições a que eles pertencem.

6. Páginas preliminares
Páginas que antecedem ao sumário. Podem ser incluídas as seguintes partes, devendo constar cada uma
em página separada.
–– Dedicatória: essa folha não é obrigatória, mas contém texto, geralmente curto, no qual o
autor dedica seu trabalho a alguém.
–– Agradecimentos: essa folha não é obrigatória, e visa agradecer a pessoas que tenham
contribuído para o sucesso do trabalho, prestar homenagem a pessoas que não estiveram
diretamente relacionadas com sua realização, a entes queridos.
–– Epígrafe: trata-se de um pensamento de algum outro autor e que de preferência, mas não
necessariamente, tenha alguma relação com o tema.
–– Resumo: trata-se de uma síntese dos pontos mais relevantes do texto, com o máximo de
500 palavras.
––
7. Listas
Rol de elementos ilustrativos ou explicativos. Podem ser incluídas as seguintes listas:
–– Listas de ilustrações: relação de tabelas, gráficos, fórmulas, lâminas, figuras (desenhos,
gravuras, mapas, fotografias), na mesma ordem em que são citadas no TCC, com indicação
da página onde estão localizadas.
–– Listas de abreviaturas e siglas: relação alfabéticas das abreviaturas e siglas utilizadas na
publicação, seguidas das palavras a que correspondem escritas por extenso.
–– Listas de notações: relação de sinais convencionados, utilizados no texto, seguidos dos
respectivos significados.

8. Sumário
É onde aparecem as divisões do trabalho, os capítulos e seções com a indicação das páginas onde se
iniciam cada uma delas. Não se deve confundir com índice, para designar esta parte. Havendo mais de um
volume, deve-se incluir um sumário completo do trabalho em cada volume.

15
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

9. Texto
Como todos os trabalhos científicos, a organização do texto deve obedecer a sequência:

1.  Introdução
2.  Revisão bibliográfica
3.  Objetivos (geral e específico)
4.  Material e Métodos
5.  Cronograma
6.  Orçamento (optativo)

10. Considerações finais


Espera-se que com esta proposta, possamos então, padronizar os TCCs da Biblioteca, e aproveitar os
recursos oferecidos para melhorias das publicações. Além da padronização física do TCC, acreditamos
também padronizar a entrada correta dos autores e dos assuntos, através da elaboração da ficha catalo-
gráfica, tarefa realizada também pela Biblioteca da Faculdade de Educação/UNICAMP.

11. Referências bibliográficas


É a listagem, em ordem alfabética, numerada sequencialmente, das publicações utilizadas para elabora-
ção do trabalho, podendo esta ser numerada ou não. Caso deseje indicar uma bibliografia para aprofunda-
mento do assunto, a mesma deverá aparecer em lista separada sob o título: Bibliografia Recomendada.

12. Anexos ou Apêndices


Documentos complementares e/ou comprobatórios do texto, com informações esclarecedoras, tabelas
ou dados colocados à parte, para não quebrar a sequência lógica da exposição. Quando há mais de um,
cada anexo contém ao alto da página a indicação ANEXO, em letras maiúsculas, seguida do número cor-
respondente em algarismo arábico, devem ser citados no texto entre parênteses.

16
UNIVESP - Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

ANEXO III
CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE MONOGRAFIA

Aluno (a):__________________________________________________________________________________________________

Título da Monografia:______________________________________________________________________________________

Atribuir 1,0 (um) como valor máximo em cada item avaliado


1 - TRABALHO ESCRITO (70% da nota)
1.1 - Clareza e objetividade das ideias (argumentação / teoria-prática):______________________________________
1.2 - Fundamentação teórica pertinente ao texto: __________________________________________________________
1.3 - Estruturação textual (coesão e coerência, ortografia): ________________________________________________
1.4 - Estruturação lógica (introdução/ desenvolvimento e conclusão):______________________________________
1.5 - Cumprimento das normas da ABNT:___________________________________________________________________
1.6 – Relevância do Tema:__________________________________________________________________________________
1.7. - Contribuição da Pesquisa:____________________________________________________________________________
Total Atribuído:______________

2 - APRESENTAÇÃO ORAL (30% da nota)


2.1 - Domínio do conteúdo e articulação teórica:_____________________________________________________________
2.2 - Apresentação oral pública – desempenho:____________________________________________________________
2.3 - Técnicas audiovisuais:________________________________________________________________________________
Total Atribuído:______________

3 - LOCAL
Trabalho apresentado de forma presencial ou virtual:
( ) presencial
( ) virtual

Sendo presencial (colocar o local e endereço):______________________________________________________________

São Paulo, _____ de ___________________ de __________.


Horário:

Orientador (a): ____________________________________________________________________________________________

Examinador 1: ____________________________________________________________________________________________

Examinador 2:____________________________________________________________________________________________

17