Você está na página 1de 3

Qual a função de um acoplamento elástico?

O acoplamento elástico é muito utilizado pelas indústrias pois sua principal função é
unir dois eixos. Essa união faz com que haja uma transferência de potência que se
movimenta a partir da rotação que ocorre nos eixos e no motor.
A partir disso, esses acoplamentos são utilizados com o objetivo de transferir potência
e torque do lado do motor para o lado da máquina acionada.
Eles são aptos a compensar os seguintes desalinhamentos:

 Desalinhamento radial;
 Desalinhamento axial;
 Desalinhamento angular.

Portanto, como eles são muito utilizados pelas indústrias e possuem o objetivo de suprir
determinadas necessidades que aparecem no decorrer de uma operação industrial, eles
são constituídos por diferentes materiais e componentes, tais como:
 Aço;
 Ferro fundido;
 Cubos;
 Flanges;
 Borracha (elemento elástico).
A partir dessas configurações, esses modelos conseguem atender as mais variadas
operações industriais.
Além disso os acoplamentos elásticos permitem que veios rígidos sejam unidos com
desalinhamentos axiais. Assim, é possível manter transferências ininterruptas dos
fluxos, o que é extremamente útil quando as saídas do eixo mudam de direção ou não se
alinham com precisão.
Esse tipo de acoplamento também permitem que a substituição do elemento elástico
seja feita sem a necessidade da sua remoção no motor ou máquina acionada. Com
isso é possível evitar perda de tempo e garantir maior produtividade e eficiência para
seu processo.

Onde posso aplicá-los?


Os acoplamentos elásticos possuem o objetivo de transmitir rotação, movimento de
torção e amortecer choques e ruídos provenientes das máquinas.
Portanto, eles são altamente utilizados em equipamentos acionados por um motor
elétrico. Mas o seu uso não se restringe à esses motores, eles também são aplicados em
diversos tipos de equipamentos e dentre os mais comuns, estão:
 Bombas;
 Compressores;
 Ventiladores;
 Agitadores;
 Secadores;
 Transportadores de cargas;
 Elevadores de cargas;
 Gerador;
 Laminador;
 Dentre outros.
Esse tipo de acoplamento trás inúmeras vantagens e benefícios para a sua operação.

1. Preço
A primeira vantagem que podemos citar é em relação ao preço desse tipo de
acoplamento. Como agente já viu, eles podem ser feitos de ferro, aço ou até borracha.
Assim, é possível escolher dentre as opções mais caras até as mais baratas, tudo de
acordo com a sua necessidade industrial.
Porém, o preço do acoplamento está ligado diretamente com a qualidade do material.
Então, para maior durabilidade, qualidade e segurança, pesquise por fabricantes e
fornecedores renomados, que já possuem um nome de confiança no mercado.

2. Instalação e manutenção
A segunda vantagem dos acoplamentos flexíveis é a fácil instalação e manutenção que
ele proporciona.
Portanto, tal vantagem diminui possíveis custos que você pode ter ao longo dos dias

3. Absorve vibrações, choques e compensam desalinhamentos


Além disso, com a aplicação dos acoplamentos elásticos, você aumentará o tempo
de vida útil de redutores e máquinas acionadas ligadas diretamente à ele, pois
ele absorve vibrações, choques e, como já vimos, suporta
os desalinhamentos angulares, axiais e radiais.
É importante ressaltar também que eles suportam um pico de operação de até 2x maior
que seu torque contínuo.

Acoplamento elástico de garra


Os acoplamentos elásticos de garras são muito utilizados pelas empresas pois
possuem ótimas características de unir peças e conduzir potência.
Além disso, eles possuem um elemento de borracha que é resistente à poeira, água e
óleo, dispensam lubrificação e são de fácil instalação e inspeção.
Portanto, os dois principais modelos de acoplamentos de garras disponíveis no mercado,
são:
 B-TORQ;
 N-TORQ.

Elásticos maperflex ou pneu: conhecidos por acoplamentos super elásticos. Os discos do


acoplamentos são unidos perifericamente por uma borracha apertada por anéis de pressão.Permite
maior desalinhamento que os convencionais.
Existem vários tipos de acoplamentos e eles recebem uma
classificação de acordo com a forma que trabalham, assim, podem
ser chamados de fixos, elásticos ou móveis.

Os fatores fundamentais para o dimensionamento de um acoplamento


são a potência e a rotação do motor de acionamento.

Os acoplamentos fixos não permitem qualquer movimentação dos


eixos que estão sendo unidos.

se este tipo de acoplamento trabalhar desalinhado acontece um


aquecimento elevado de todo o conjunto motor, acoplamento e
máquina movida.

Dentre os acoplamentos fixo vou destacar dois tipos. Um deles é este


que você observa ao lado. Tratá-se do acoplamento com flanges
parafusados. Este modelo tem os dois flanges presos através de
parafusos, fazendo com que todo o conjunto ficque muito rígido e pouco
tolerante à desalinhamentos. Em contrapartida consegue-se transmissão
de grandes forças.

Acoplamento com luva de compressão. Este tipo é formado por uma


luva partida ao meio. Para desmontá-lo devemos desapertar os oito
parafusos que você pode ver na imagem ao lado. Os eixo ficam
firmemente presos por este acoplamento que pode ter a ajuda de uma
chaveta na transmissão de movimento. A grande vantagem deste
acoplamento é a facilidade de manutenção que ele proporciona, uma vez
que é muito facil desmontar todo o conjunto.

Algumas máquinas apresentam tendências à desalinhar seus eixo


durante o funcionamento. Este desalinhamento pode ser gerado por
dilatação ou até mesmo pelo peso de conponentes sobre os eixos. Se
forem utilizados acoplamentos rígidos, poderá ocorrer desgastes e
quebras de componentes, principalmente nos mancais, que são as
partes mais prejudicadas pelos desalinhamentos. Para evitar este
problema existem os acoplamentos flexíveis.