Você está na página 1de 10

UNIVERSIDADE CATÓLICA DO SALVADOR – UCSAL

CURSO DE TEOLOGIA

JACSON VICENTE OLIVEIRA COSTA

PROJETO DE PASTORAL: PASTORAL LITURGICA

SALVADOR – BAHIA
2018
1
UNIVERSIDADE CATÓLICA DO SALVADOR – UCSAL
CURSO DE TEOLOGIA

JACSON VICENTE OLIVEIRA COSTA

PROJETO DE PASTORAL: PASTORAL LITURGICA

Trabalho apresentado ao Curso de Teologia da


Universidade Católica do Salvador (UCSAL), solicitado
pelo Professor Manoel Filho, como Avaliação parcial da
disciplina de Planejamento Pastoral e Comunicação.

SALVADOR – BAHIA
2018
2
PROJETO DE PLANEJAMENTO PASTORAL PARA A LITURGIA
PARÓQUIA CONVERSÃO DE SÃO PAULO SALVADOR - BA
ARQUIDIOCESE DE SÃO SALVADOR - BA

1 INTRODUÇÃO

A paróquia Conversão de São Paulo, foi fundada no ano 2005, seu primeiro pároco
chamava-se Pe. Alfonso Pacciani, um Missionário enviado da região de Florença na Itália.
Está localizada na cidade de Salvador-Ba, no bairro Fazenda Grande do Retiro. Sua extensão
territorial compreende ao norte o bairro San Martin, ao sul estão os bairros do Bom Juá e
Jaqueira do Carneiro. A área da nossa paróquia contém aproximadamente 10 mil km2 e a
população gira em torno de 110 mil habitantes. A população é, basicamente, classe média
baixa.
A paroquia está organizada geográfica e pastoralmente em 5 comunidades, no bairro de
San Martin (Comunidade São Pedro e São Paulo), bairro de Bom Juá (comunidade Senhora
Sant`Ana), bairro Jaqueira do Carneiro (comunidade São José Operário), bairro Fazenda
Grande, (comunidades Conversão de São de Paulo que é a matriz e a comunidade Natividade
do menino Jesus, (vila natal)). Além das comunidades estarem dividas nesta extensão
paroquial, existem algumas pastorais e movimentos que contribuem para a evangelização da
paróquia: pastoral da criança, pastoral do acolhimento, pastoral da família, pastoral da
juventude, pastoral litúrgica, pastoral catequética, assim como os movimentos: Renovação
Carismática Cátolica, Apostolado da oração, terço dos homens, MEJ, Legião de Maria,
Apostolado do Coração de Jesus, Ministério Jovem.

1
2 JUSTIFICATIVA

“A ação litúrgica e a participação ativa da assembleia são servidas por ministérios e


serviços multiformes, que o Espirito suscita em sua Igreja.” (Guia-liturgico pastoral- CNBB).
É mister a importância de um planejamento para facilitar a ação da graça de Deus, por meio
de seus sacramentos por Ele mesmo instituído através de seu Filho Jesus Cristo, para que os
ministros de Deus ordenados pela Igreja, integrem na espiritualidade litúrgica do santo culto,
a vivencia do mistério salvífico.

2.1 Fundamentação Bíblica

A liturgia é o ato de celebrar com o povo, é a manifestação comunitária do dialogo de


Deus com seu povo. É onde se concretiza em plenitude toda a misericórdia, na vivencia do
mistério da encarnação morte e ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, que é a
cumprimento das promessas feitas por Deus ao seu povo Israel. O culto é algo presente desde
a instituição dos ministérios a partir de Moisés e Aarão no êxodo dos israelitas do Egito para a
terra prometida. “Ali virei e me encontrar com os israelitas, e o lugar ficará consagrado por
minha gloria. Consagrarei a tenda da reunião e o altar. Consagrarei também Aarão e so seus
filhos para que exerçam o meu sacerdócio. Habitarei no meio dos israelitas e serei o seu
Deus” Ex 29, 43-46.

2.2 Fundamentações no Guia Litúrgico-Pastoral

A intenção da Arquidiocese de São Salvador é ajudar na organização, e na animação das


celebrações, tendo em vista a participação ativa e consciente do povo na liturgia, a
valorização da vida, culturas e da tradição litúrgica da Igreja. Há muito tempo vem sido
solicitado, pelas paroquias esse guia, que “inspirado na tradição da Igreja e nas orientações do
Magistério, apoia-se nas práticas celebrativas da Igreja e na caminhada das comunidades”
(Guia litúrgico-pastoral, p.3).

2
3 OBJETIVO GERAL E OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Objetivo geral:
Realizar a formação litúrgica para os leigos da paroquia.

Objetivos específicos.
• Desenvolver a espiritualidade litúrgica dos fieis.
• Promover a participação mais ativa dos leigos nas celebrações.
• Inserir o senso de responsabilidade dos fieis para o culto e demais ações litúrgicas.
• Fomentar a pratica do oficio divino como uma das primordiais tarefas da vivencia
espiritual cristã.
• Conscientizar do zelo por tudo que compõe o ambiente celebrativo e litúrgico.
• Inspirar os fieis à contemplação dos mistérios a partir das Santas Missas.

3
4 METODOLOGIA

O caminho metodológico que iremos percorrer consiste na realização das seguintes


atividades, com o intuito de atingir toda a área paroquial. Será executado em módulo
semestral, a começar pelo primeiro de 2019, e neste período buscaremos:
✓ Apresentar este documento ao conselho paroquial, composto pelos coordenadores de
pastorais e movimentos, o conselho administrativo (cap) e líderes de comunidade.
✓ Fazer uma análise, litúrgica da participação dos fiéis nas Missas.
✓ Promover formações sobre gestos e posturas na Santa Missa.
✓ Promover encontros de formação a cerca dos tempos e suas peculiaridades.
o Explicar sobre os objetos litúrgicos e as vestes de acordo com as normas do IGMR
o Apresentar o IGMR, para aqueles que forem ocupar função de acólitos.
o Ensinar quanto ao manuseio dos mesmos instrumentos para a preparação da Missa.
✓ Fazer um mapeamento de alfabetização na área paroquial.
o Para que facilite uma dinamicidade das leituras dos documentos da Igreja e
interpretação das rubricas.
✓ Promover oficina de leitura e escrita e depois curso de ordens sacras como leitor,
salmista e canto.
✓ Contratar um professor de musica para formar um coral, para as solenidades que
servirá sempre a nível paroquial.
✓ Apresentar a história e importância da liturgia através do documento Sacrossantum
Concilium que será a material base de toda a formação.
✓ Resgatar crianças que estejam na catequese para aspirarem ao serviço de coroinhas e
seus pais que estejam adimplentemente casados para compor o serviço de ministros
extraordinários.
✓ Formação para Ministro Extraordinários da Sagrada Comunhão, onde serão escolhidos
um membro de cada grupo, movimento e pastoral.
✓ Dispor de oficina para Ministro da Palavra.
✓ Passar a fazer uso constante do diretório litúrgico inclusive do guia litúrgico-pastoral.
✓ Contratação de um professor de liturgia para explicar a cerca das diferenças entre
festa, memoria, solenidade, Missa móvel, Missa votiva.
✓ Definir uma lista de cantos oficiais correspondentes a cada tempo e ocasião e esse será
o modelo para toda a extensão paroquial.

4
✓ Aprofundar sobre os ritos específicos em cada celebração, desde festa de padroeiros,
dedicações, consagrações e sacramentos.
✓ Com um professor de arte sacra, dar noções de como ornamentar de forma correta e
harmoniosa o presbitério.
✓ Formação para aprofundamento da espiritualidade devocional.

5
5 CRONOGRAMA

Atividade Paroquial Período de realização


Convocação para Assembleia. 27/12 de 2018
Assembleia. 10/01 a 13/01 de 2019
Início das atividades: mapeamento de alfabetização no 16/01 a 20/01 de 2019
território paroquial e levantamento da participação dos fiéis na
Missa.
Prazo para entrega dos dados sendo no último dia avaliação 22/01 a 27/01 de 2019
destes mesmos dados.
Inscrições dos membros de pastorais. Líderes e coordenadores. 31/01 a 02/02 de 2019
Período de Inscrições para a paroquia em geral. 03/02 a 12/02 de 2019
Início da oficina de leitura e escrita para os que são 15/02 a 28/02 de 2019
semianalfabetos.
Formação com o documento Sacrossanctum Concilium. 07, 10, 13 e 14/03 de
2019
Formação com o IGMR. 19, 20 e 23/03 de 2019
formação de música para os grupos de animação e formação do Todos os sábados do mês
coral. de abril durante todo o
dia.
Formação para Salmista. 03,10 e 17/04 a partir das
19:00 às 21:00.
Formação para leitores. 07,14 e 21/04 de 2019
Formação para Ministros extraordinários da sagrada 26, 27 e 28/04 de 2019
comunhão, reciclagem dos atuais.
Oficina para Ministros da Palavra. 24/04, 01 e 08/05 de
2019
Formação geral sobre a liturgia, espaço, objetos litúrgicos (com 11 e 12/05 de 2019
o Prof. de Arte Sacra).
Investidura dos novos ministros extraordinários e renovação 12/05 na Santa Missa das
dos atuais. 07:00.
Inscrição para instituição de novos coroinhas. A partir do dia 04/05 até
25/05 de 2019
Investidura dos novos ministérios de leitor, salmista e ministro 19 e 26/05 de 2019 no
da palavra. horário das Missas
dominicais.
Assembleia avaliativa das formações e planejamento para o 1 e 8/06 de 2019
segundo semestre.
Retiro da pastoral litúrgica. 15 e 16/06 de 2019
Fechamento do semestre e confraternização da pastoral 22/06 de 2019
litúrgica.

Todas as formações serão realizadas a nível paroquial, no auditório do centro comunitário da


comunidade matriz, mas as atividades ordinárias permanecem como o costume em cada
comunidade.

6
6 ORÇAMENTO

Atividade Paroquial Valor

Divulgação das Inscrições das formações. R$ 200,00


Materiais das formações. R$ 980,65
Alimentos consumidos nas formações. R$ 1.500,00
Contratação dos formadores:
Maestro R$ 750,00
Prof. Arte Sacra R$ 500,00
Pro. Liturgia R$0 - caridade R$200,00 de bonificação.
Formador dos ministros da palavra e R$ 670,00
extraordinários da comunhão e leitores.

Vestes para ministros, do coral e coroinhas. R$ 2000,00

Retiro da pastoral. R$ 2.500,00


Confraternização. R$ 1.800,00

7
7 AVALIAÇÕES

As avaliações serão feitas no período proposto no cronograma, mediante assembleia e


arquivada em Ata assinada por todos os membros participantes.
A modalidade da avalição será a partir deste esquema:

Nome: Atingiu o Foi positivo Sentiu falta Em que Dê


Comunidade: objetivo? ou de algo? pode sugestões.
Movimento/pastoral: negativo? melhorar?
Por quê?
Em quais
aspectos?