Você está na página 1de 16

ENCONTROS DE FORMAÇÃO PARA

PAIS E PADRINHOS DE BATISMO

1
Coleção Sacramento do batismo

• Batismo: para uma compreensão bíblico-teológica, Márcio Pinheiro almeida


• Encontros de formação para pais e padrinhos de batismo: guia prático de
organização e realização, José Carlos Pereira

2
José Carlos Pereira

ENCONTROS
DE FORMAÇÃO PARA
PAIS E PADRINHOS
DE BATISMO
Guia prático de organização e realização

3
Direção editorial: Pe. Claudiano Avelino dos Santos
Coordenação editorial: Pe. Sílvio Ribas
Coordenação de revisão: Tiago José Risi Leme
Projeto editorial: Mateus Leal
Impressão e acabamento: PAULUS

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)


Angélica Ilacqua CRB-8/7057

Pereira, José Carlos


Encontros de formação para pais e padrinhos de batismo: guia prático de or-
ganização e realização / José Carlos Pereira. - 2a. ed. - São Paulo: Paulus, 2018.
Coleção Sacramento do batismo.

ISBN 978-85-349-4866-1

1. Batismo 2. Sacramentos 3. Igreja Católica I. Título II. Série

CDD 234.1612
18-1907 CDU 265.1

Índice para catálogo sistemático:


1. Igreja Católica: Sacramentos: Batismo

Seja um leitor preferencial PAULUS.


Cadastre-se e receba informações sobre nossos lançamentos e nossas
promoções: paulus.com.br/cadastro

Televendas: (11) 3789-4000 / 0800 16 40 11

2a edição, 2018

© PAULUS - 2018

Rua Francisco Cruz, 229 • 04117-091 – São Paulo (Brasil)


Tel: (11) 5087-3700
paulus.com.br • editorial@paulus.com.br
ISBN 978-85-349-4866-1
4
SUMÁRIO
Prefácio ...................................................................................................... 7
Apresentação.............................................................................................. 9
Introdução ................................................................................................ 11
Itinerário para a formação de agentes da pastoral do batismo ................. 17
Orientações práticas sobre o itinerário ..................................................... 29

Preparação de pais e padrinhos de batismo em domicílio .................. 45


1. Estreitamento de laços eclesiais ........................................................... 46
2. Despertar novo ardor missionário ........................................................ 47
3. Colocar a paróquia “em saída”............................................................. 47
4. Despertar o compromisso .................................................................... 48
5. Passar a ter mais conhecimento eclesiológico...................................... 48
6. Melhorar a assimilação do conteúdo .................................................... 48
7. Ajudar a formar comunidades .............................................................. 49
8. Renovar a paróquia .............................................................................. 49

Preparação passo a passo ...................................................................... 51


1. Capacitação de agentes da pastoral do batismo ................................... 51
2. Organização prévia dos encontros
de preparação de pais e padrinhos ....................................................... 52
3. Inscrição dos participantes ................................................................... 52
4. Agendamento do primeiro encontro ..................................................... 53
5. Temas dos encontros ............................................................................ 53
6. Modelo simplificado de roteiro para os encontros em família ............. 56
7. Conclusões ........................................................................................... 57

Tema 1 - O Batismo na Bíblia ............................................................... 59


Objetivo ................................................................................................... 59
Apontamentos para orientar quem assessora ........................................... 60
Dicas e questionamentos para motivar a participação do grupo .............. 65

Tema 2 - A Igreja e o sacramento do batismo ...................................... 71


Objetivo ................................................................................................... 71

5
Apontamentos para orientar quem assessora .............................................. 72
Dicas e questionamentos para motivar a participação do grupo ................. 78

Tema 3 - O papel dos pais e dos padrinhos


na vida da criança batizada .................................................... 87
Objetivo ...................................................................................................... 87
Apontamentos para orientar quem assessora .............................................. 88
Dicas e questionamentos para motivar a participação do grupo ................. 91

Tema 4 - A cerimônia do batismo ............................................................ 97


Objetivo ...................................................................................................... 97
Apontamentos para orientar quem assessora .............................................. 98
Dicas e questionamentos para motivar a participação do grupo ............... 104

Modelos de fichas a serem usadas no encontro .................................... 115


Ficha de inscrição para os encontros de preparação para o batismo......... 116
Ficha de avaliação dos encontros de preparação para o batismo .............. 117
Modelo de comprovante de participação nos encontros
de preparação para o batismo.............................................................. 118
Ficha de cadastro dos assessores dos temas ............................................. 119
Lista dos documentos necessários para a inscrição para o batismo .......... 120

Esclarecimentos básicos sobre o batismo ............................................. 123


Sobre os Sacramentos............................................................................... 124
Sobre a recepção do sacramento do batismo ............................................ 124
Sobre a missão dos padrinhos .................................................................. 125
Sobre o local onde a criança deve ser batizada ........................................ 126
Sobre o nome da criança .......................................................................... 127
Orientações pastorais sobre o batismo ..................................................... 128

Considerações finais ............................................................................... 137


Bibliografia ............................................................................................. 141

6
PREFÁCIO
Alegro-me em apresentar esta obra, sobre o sacramento do ba-
tismo, onde o autor nos oferece uma riqueza de dados, conteúdos e
orientações, que ampliam a nossa visão na compreensão deste sacra-
mento e, ao mesmo tempo, nos responsabiliza no ato de formar bem
as pessoas para recebê-lo e vivenciá-lo.
O “batismo é o fundamento da vida cristã, o pórtico da vida no
Espírito e a porta que abre o acesso aos demais sacramentos” (CIC
1213), isto significa que sem o batismo não há seguimento de Jesus
Cristo, e a graça santificante não poderá ser experimentada. O batismo
é o único acesso à novidade proclamada por Jesus: Deus é Pai e “seu
amor foi derramado em nossos corações” (Rm 5,5), por isso, enquanto
porta, é preciso atravessá-la para experimentar o manancial prometido
por Jesus e saborear os frutos do Espírito, que também se darão nos
demais sacramentos.
O termo batismo é de origem grega e significa “mergulho”, “banho”.
Como o ato de mergulhar é parte essencial do rito, o sacramento foi
chamado assim desde a Igreja primitiva. Outros nomes também bus-
caram traduzir a experiência batismal na sua particularidade, no en-
tanto, o significado mais pleno é que o batismo nos imerge no mistério
pascal de Cristo (cf. Rm 6,3-4), libertando-nos do pecado, tornan- do-
nos membros de Cristo, inseridos na Igreja e na sua missão.
Antes de voltar ao Pai, Jesus deu um mandato: “Ide e fazei discípu-
los meus todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do
Espírito Santo” (Mt 28,19). Com isso, o Mestre assinalou três etapas
fundamentais na evangelização: o envio (dos discípulos missionári-
os), a catequese (para formar novos discípulos) e o sacramento (como
adesão à sua pessoa e à salvação).
O Papa Francisco descreveu essas etapas já no início da Exortação
Apostólica Evangelli Gaudium, como: “A alegria do Evangelho enche
o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus”, e

7
mais adiante diz, “quem acolheu este amor que lhe devolveu o sentido
da vida, não contém o desejo de o comunicar aos outros”.
Dessa forma, esta obra, ao propor três módulos: Encontros de for-
mação para pais e padrinhos do Batismo; Esclarecimentos básicos
sobre o batismo e Preparação em domicílio, busca auxiliar os dis-
cípulos missionários na preparação daqueles que levarão seus filhos
e afilhados à pia batismal, como pede a Igreja do Brasil, particular-
mente na segunda urgência da Ação Evangelizadora: Igreja: casa da
iniciação à vida cristã.
Trata-se de um material que contempla a inspiração catecumenal,
acompanhamento em vista da iluminação da vida a partir da fé cristã;
a mistagogia, favorecendo o encontro com a pessoa de Jesus Cris-
to e o comprometimento com as exigências do Reino e o querigma,
proporcionando decisão e amadurecimento no itinerário formativo do
cristão, conforme pedem as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizado-
ra da Igreja no Brasil (cf. DGAE/2015-2019), e o Documento 107,
da CNBB, que é uma das urgências da Igreja hoje, ou seja, que as
nossas paróquias sejam casas de iniciação à vida cristã. Em suma,
este subsídio vem contribuir enormemente com as propostas da Igreja
no tocante à pastoral batismal e à formação de pais e padrinhos, bem
como à preparação dos agentes dessa pastoral. Com um conteúdo afi-
nado com os documentos da Igreja e uma metodologia inovadora, esta
obra poderá suprir uma lacuna que existe em muitas paróquias sobre a
preparação para a iniciação à vida cristã.
Fica em aberto, para os membros da pastoral batismal, enriquecer ain-
da mais este conteúdo com a criatividade, viabilizando aos pais e pa-
drinhos e, quando necessário, aos catecúmenos, momentos agradáveis
de formação e partilha. Tudo isso, juntando-se ao testemunho da
alegria, dirá que somente o Evangelho é capaz de transformar vidas e
revolucionar o mundo, por isso vale a pena CRER!

Dom Amilton Manoel da Silva, CP


Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Curitiba - PR

8
APRESENTAÇÃO
É com grande alegria e satisfação que apresento este novo
guia prático a todos os interessados e envolvidos nos encontros
de formação para pais e padrinhos de batismo em nossas
paróquias.
O batismo, como primeiro sacramento da iniciação cristã,
constitui a porta de entrada para a vida nova em Cristo. É, pois,
sacramento da acolhida por excelência. Todos os demais sacra-
mentos, cada um a seu modo, atualizam, renovam e aprofun-
dam, nas diversas circunstâncias da vida do cristão, a vida nova
recebida no batismo. O batismo não pode ser, portanto, um ato
isolado e passageiro, mas deve se situar num processo que, de
algum modo, começa com a preparação, alcança um momento
culminante na celebração do sacramento e continua no cresci-
mento da fé, até chegar à plena maturidade cristã.
Infelizmente, observa-se hoje que o sacramento do batismo
vem sendo celebrado mais como um gesto de identidade socio-
cultural do que como adesão de fé a Cristo e a sua Igreja. Essa
situação exige com urgência, entre outras coisas, a atualização do
método pedagógico utilizado nos encontros de formação para pais
e padrinhos por nossas equipes paroquiais da pastoral do batismo.
O presente subsídio, de um modo criativo e didático, facilita
a organização e o desenvolvimento desses encontros, favore-
cendo momentos de reflexão, diálogo, partilha de experiências
e oração. Fundamentado na riqueza da Palavra de Deus e nas
diretrizes da Igreja, o modelo empregado contribui também
para despertar a consciência dos pais e responsáveis, ajudan-
do-os a descobrir a Igreja em suas comunidades, pastorais e
movimentos, e a pôr-se a caminho.

9
Este guia prático deixa transparecer que é muito importante
que os encontros sejam bem preparados, acolhedores e sirvam
para criar laços entre os participantes e demais cristãos que se
reúnem em torno da Palavra de Deus e celebram os sacramen-
tos. Nada substitui o contato pessoal e caloroso na evangeliza-
ção. Todos querem se sentir únicos, esperados e importantes.
Daí a importância de uma bem formada equipe de agentes da
pastoral do batismo, que trabalhe em conjunto com outros se-
tores da pastoral paroquial, que seja dinâmica e participativa,
pois a distribuição de funções e serviços valoriza as pessoas e
desperta o interesse.
Enfim, a qualificação humana, pastoral e técnica das equipes
de preparação e celebração do batismo é de inestimável valor e
não pode ser, de forma alguma, descuidada. Ao mesmo tempo,
esse ministério não pode ser exercido como uma simples tare-
fa, mas impulsionado por uma verdadeira mística, que alimenta
a perseverança e fecunda a ação dos agentes de pastoral, pois
nada substitui a “ação discreta” do Espírito Santo, que faz arder
o coração de todo seguidor do Ressuscitado.

Pe. Luciano Pontes


Assessor diocesano da pastoral do batismo
Diocese de Marília (São Paulo)

10
INTRODUÇÃO
Este subsídio tem como finalidade ser um guia prático de
organização, implantação e realização de um programa de for-
mação para pais e padrinhos de batismo, oferecendo, passo a
passo, todas as dicas para sua montagem e realização. Para que
tudo concorra para a boa preparação dos pais e padrinhos que
assumirão o sacramento do batismo para seus filhos e afilhados,
pensamos em oferecer um material que fosse, ao mesmo tem-
po, objetivo e prático, sem deixar de ser completo e profundo.
Para tanto, pensamos primeiramente nos temas a serem tra-
tados no encontro, ou nos encontros de pais e padrinhos, já
que aqui propomos duas modalidades de preparação: uma na
Igreja, com duração de um dia, com várias equipes atuando ao
mesmo tempo, e outra nas famílias, em domicílio, com uma
equipe mais reduzida, distribuída em vários encontros.
Quanto aos temas, eles foram escolhidos com base naquilo
que é essencial conhecer antes de assumir tal sacramento, e
servem para ambas as modalidades de preparação aqui propos-
tas. São temas amplos, dos quais podem e devem se desdobrar
outros temas, dando assim possibilidade de ampliar a reflexão
acerca do batismo e de tudo o que ele envolve.
Os temas foram pensados e dispostos, no decorrer da pro-
gramação e desenvolvimento deste itinerário, partindo do geral
para o particular, isto é, seguindo uma lógica formal que faci-
lita a compreensão desse sacramento inserido numa realidade
maior, diferente daquela a que, comumente, boa parte dos pais
e padrinhos estão acostumados. Assim sendo, propomos que o
primeiro tema a ser refletido seja “o batismo na Bíblia”. Quem
assessora essa reflexão deve abordar de modo claro e dinâmi-

11
co como o batismo aparece nas Sagradas Escrituras (Antigo e
Novo Testamento). Com essa fundamentação bíblica, o grupo
vai poder entender melhor os passos seguintes, tendo assim as
respostas para muitas perguntas que surgem acerca do batismo.
Para ajudar nessa reflexão, foram sugeridos diversos textos bí-
blicos, porém, quem aborda o tema poderá buscar outros textos
que venham a complementá-la ainda mais. O mais importante
é que pais e padrinhos tenham, com esse primeiro tema, funda-
mentos bíblicos sobre o batismo.
O segundo tema é “a Igreja e o sacramento do batismo”.
São, na verdade, dois temas, porém, estão intrinsecamente li-
gados. Nos encontros em domicílio, sugerimos que esse tema
seja dividido em duas partes, ou dois encontros: num primei-
ro encontro, tratar do tema “Igreja”, buscando oferecer co-
nhecimento eclesiológico aos participantes; e, num encontro
seguinte, tratar o tema do “sacramento do batismo” propria-
mente dito, devido a sua importância. Com esses temas, os
participantes entenderão o batismo não como um ato isolado,
desvinculado da comunidade, mas como ato de comprome-
timento, como sacramento, algo fundamental para a vida da
Igreja e daqueles que estão a ela vinculados.
Quem assessora esses temas deve falar com clareza e ob-
jetividade sobre a Igreja e sua estrutura eclesial, mostrando a
importância da participação na comunidade de todos os que
foram batizados. E, por outro lado, trazer para o debate o tema
do sacramento do batismo. Sugerimos, para esse momento de
reflexão, a apresentação de um filme que trata do sacramento
do batismo. É importante que quem assessora dê tempo para
que os participantes façam perguntas acerca dos temas trata-
dos. Para motivar a participação, sugerimos alguns questiona-
mentos a serem feitos. Fica a critério dos assessores usarem
essas e outras perguntas para interagir com o grupo.

12
O terceiro tema a ser refletido tem como objetivo trazer a re-
flexão do batismo para o nível dos participantes, isto é, abordar
“o papel dos pais e dos padrinhos na vida da criança batizada”.
Com esse tema, o encontro toca naquilo que está diretamente
ligado à vida dos participantes. É hora de ser direto e objetivo,
pontuando, sem muitas divagações teóricas, sobre o compro-
misso que se está assumindo quando se batiza um filho ou um
afilhado. Para ajudar nessa reflexão e debate, sugerimos textos
bíblicos, documentos da Igreja e questionamentos. Se for ne-
cessário, recorra a eles para responder às dúvidas dos partici-
pantes.
O quarto e último tema deste itinerário propõe refletir so-
bre “a cerimônia do batismo propriamente dita”. É momento
para explicar e dissipar dúvidas acerca da mesma. Depois de
uma breve explanação teórica, deixe um tempo para perguntas,
colocações e outras manifestações sobre o dia do batismo que
sejam do interesse dos participantes. Prepare, para esse mo-
mento, uma lista de informações a serem passadas para o gru-
po, bem como a explicação, passo a passo, do ritual do batismo.
No encontro único, se possível, encerre com uma missa ou
celebração da Palavra, explicando alguns símbolos nela usados.
No encontro em domicílio, propor que esse dia seja feito no lo-
cal do batismo, a igreja, e mostre os símbolos e espaço a serem
usados no dia do batismo, elucidando dúvidas acerca da ceri-
mônia e dos símbolos. Caso não seja feito na igreja esse último
encontro, levar para o local do encontro, na família, alguns des-
ses objetos (bacia e jarra, óleo do batismo e crisma, velas etc.).
Desse modo, temos aqui, como já dito, dois modelos de
preparação para pais e padrinhos de batismo: um, nos moldes
tradicionais, previsto para ser ministrado em apenas um dia,
levando em consideração a conjuntura pastoral da Igreja e da
paróquia, e não apenas o sacramento do batismo, isolado de um

13
contexto eclesial e comunitário; e outro modelo com a forma-
ção em domicílio, isto é, na casa dos pais e padrinhos. Escolha
o que mais se adapta a sua realidade. Lembramos apenas que
diante dos apelos de renovação que vêm sendo pedidos a nos-
sas paróquias, o modelo de preparação em domicílio é mais
inovador e alcança mais as pessoas do que as preparações mais
tradicionais.
Em ambas as modalidades de preparação para o batismo,
buscamos, com os temas aqui propostos, abarcar toda a vida e
missão da Igreja, na qual está inserido o sacramento do batis-
mo, bem como aqueles que vão assumi-lo.
O objetivo desses modelos de encontro de preparação é ser
uma semente na vida dos pais e padrinhos, fazendo com que
seja despertado neles o interesse pela comunidade paroquial da
qual fazem parte. Quando pais e padrinhos se sentem membros
atuantes da comunidade, os filhos e afilhados serão, natural-
mente, orientados nessa mesma fé.
Neste itinerário formativo, tanto o de um único dia, na igre-
ja, quanto o de vários encontros em família, propomos uma
sequência de temas primordiais para entender o que de fato
significa o batismo no seu contexto eclesial, de comunidade,
em que os participantes e os agentes da pastoral do batismo
possam dialogar de modo informal e descontraído, sem deixar
de ser algo sério e profundo.
Pensamos para encontro único os moldes de “círculos de re-
flexão”, onde cada tema é tratado, simultaneamente, por vários
grupos. Cada grupo, ou “círculo de reflexão”, terá um assessor,
que conduzirá a reflexão de acordo com o tema proposto. Cabe a
cada assessor encontrar a melhor maneira de conduzir a reflexão.
Para isso, é necessário que eles estejam devidamente preparados
quanto ao conteúdo a ser tratado e usem, além de um método di-
dático, dinâmicas que ajudem a assimilar o que se está refletindo.

14
Os encontros em domicílio, isto é, na casa das famílias,
também devem ser similares aos círculos de reflexão, ou, mais
especificamente, aos círculos bíblicos, de modo que todos par-
ticipem, interagindo com os agentes da pastoral do batismo.
Nesses encontros de preparação familiar, cuidar do tempo de
cada encontro, evitando se alongar muito, pois isso pode se tor-
nar um incômodo para a família. Os encontros em casa não
devem ultrapassar uma hora e meia de duração. Se for preciso
fazer mais encontros além dos previstos, façam, mas sempre
tendo em conta a realidade de cada caso, de cada família.
Ambas as modalidades são eficazes se forem preparadas e
aplicadas com seriedade e fidelidade aos propósitos de uma
preparação de pais e padrinhos do batismo. Cabe a cada paró-
quia, com sua equipe da pastoral do batismo, fazer as devidas
adaptações a esses roteiros e sugestões aqui propostos.

15
16