Você está na página 1de 15

PRODUÇÃO TEXT

PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

TEMOS PRONTO
38 99826 6952

CURSO: Engenharia Mecânica


PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Engenharia Mecânica
Curso: Engenharia Mecânica Semestre: 5º flex / 6º reg
Disciplinas: x Manufatura Mecânica: Conformação dos metais;
x Dinâmica de Corpos Rígidos;
x Eletrotécnica Geral;
x Mecânica dos Fluidos;
x Metrologia e Controle Geométrico;
x Seminário Interdisciplinar VI.
Professores x Diego Ruben Martin;
x Rennan Otavio Kanashiro;
x Lucas Dos Santos Araujo Claudino;
x Keila Tatiane Boni;
x Rafael Misael Vedovatte.
Competências: x Aplicar os conceitos de conformação mecânica dos metais
no desenvolvimento de um novo produto/processo.
x Aplicar os conhecimentos que em mecânica geral sobre
corpos rígidos em problemas realistas de engenharia.
x Aplicar os conhecimentos adquiridos em Eletrotécnica Geral
para poder escolher e dimensionar uma máquina DC
funcionando como geradora, e assim simular o
funcionamento de uma Pequena Central Hidrelétrica (PCH),
também conhecida como micro usina hidrelétrica.
x Aplicar conceitos de Mecânica de Fluidos, mediante o uso de
equações básicas, na análise de movimentos dos fluidos e de
suas implicações no funcionamento de turbinas de geração
distribuída.
x Aplicar os conceitos de Metrologia e Controle Geométrico no
desenvolvimento de equipamentos, ferramentas e produtos.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Engenharia Mecânica
Habilidades: Ao concluir as etapas propostas neste desafio, você
terá desenvolvido as seguintes competências e habilidades:
x Possibilitar o desenvolvimento de trabalhos em grupo,
promovendo a capacidade de adaptação, comunicação e
integração do espírito de equipe.
x Fornecer sólida formação humanística e visão global que
habilite o acadêmico a compreender os meios social,
político, cultural e econômico.
x Promover formação teórico-prática possibilitando a vivência
concreta nas organizações, estimulando uma postura
investigativa e de análise crítico-reflexiva.
x Formar profissionais com visão integral, capacidade de
adaptação e flexibilidade, que atuem de forma
interdisciplinar.
x Capacitar para que os indivíduos possam tomar decisões
complexas com ética e responsabilidade.
x Permitir que os indivíduos consigam ampliar sua visão de
forma competitiva, promovendo melhorias nas
organizações.
Objetivos da
A produção textual é um procedimento metodológico de ensino
Aprendizagem: aprendizagem que tem por objetivos:
• Favorecer a aprendizagem.
• Estimular a corresponsabilidade do aluno pelo
aprendizado eficiente e eficaz.
• Promover o estudo dirigido a distância.
• Desenvolver os estudos independentes, sistemáticos e o
auto aprendizado.
• Oferecer diferentes ambientes de aprendizagem.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Engenharia Mecânica
• Auxiliar no desenvolvimento das competências
requeridas pelo Catálogo Nacional de Cursos Superiores
em Tecnologia do Ministério da Educação.
• Promover a aplicação da teoria e conceitos para a
solução de problemas práticos relativos à profissão.
• Direcionar o estudante para a busca do raciocínio crítico
e a emancipação intelectual.

Prezados alunos,
Sejam bem-vindos a este semestre!
A proposta de Produção Textual Interdisciplinar em Grupo (PTG) terá como temática
Desenvolvimento de uma turbina para geração distribuída, ou seja, desenvolver e implantar
o projeto para a construção de uma turbina, utilizada em uma micro usina hidrelétrica, para a
geração de energia. Escolhemos esta temática para possibilitar a aprendizagem interdisciplinar dos
conteúdos
desenvolvidos nas disciplinas desse semestre.

ORIENTAÇÕES DA PRODUÇÃO TEXTUAL

1. Formação dos grupos


x O trabalho será realizado em grupos composto por no mínimo 2 e, no máximo, 7
integrantes. x A formação dos grupos é de responsabilidade dos alunos; no entanto,
solicitamos que sigam as orientações passadas pelo tutor sobre a formação dos grupos.
x A produção textual é um trabalho original e, portanto, não poderá haver trabalhos idênticos
ao de outros alunos ou grupos.
x É importante que você leia os materiais disponíveis das disciplinas do semestre;
x A Produção Textual deverá ser desenvolvida inteiramente dentro das Normas da ABNT (Capa,
Folha de rosto, Sumário, Desenvolvimento, Conclusão, Referências, etc).
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Engenharia Mecânica
x Todos os alunos deverão participar da apresentação dos trabalhos e serão avaliados
individualmente pelo tutor presencial. Tempo de apresentação: cada grupo terá no mínimo 10 e no
máximo 20 minutos para apresentar os trabalhos.

2. Leitura e interpretação da SGA


Na Produção Textual em Grupo (PTG) vocês deverão, em um primeiro momento, conhecer a
Situação Geradora de Aprendizagem (SGA).
Num segundo momento, vocês deverão se envolver com a Situação Geradora de
Aprendizagem (SGA), inserindo-se nesse contexto para realizar as tarefas previstas. Para
realizar essas tarefas, sigam as orientações fornecidas nesse material e em fundamentações teóricas
diversas (livros das disciplinas, tele aulas, web aulas e outros materiais complementares,
sejam estes indicados pelos professores ou pesquisados por vocês).

Situação Geradora de Aprendizagem (SGA)

Situação-problema: Desenvolvimento de uma turbina para geração distribuída.


Atualmente, a utilização de energia elétrica está relacionada diretamente com as necessidades
humanas. Ou seja, o consumo é determinado pela demanda referente ao bem-estar da sociedade,
tais como áreas da saúde, habitação, alimentação, transporte e desenvolvimento tecnológico. Dessa
forma, dia após dia, cresce o consumo de energia elétrica.
Para suprir os diversos tipos de consumo de energia elétrica, a geração deve ser
ampliada, priorizando a utilização de técnicas de geração de energia renovável. Lembrando
que a energia gerada no Brasil é, em sua maioria, proveniente de usinas hidrelétricas, usando
o potencial energético da água. Porém a energia elétrica pode ser produzida também em
usinas eólicas, termoelétricas, solares, nucleares, entre outras.
Contudo, é possível a obtenção de energia elétrica através de diferentes matrizes energéticas,
através de fontes alternativas que atuem ao mesmo tempo otimizando recursos disponíveis e novas
tecnologias, com o objetivo de produção de energia com menor custo, respeitando o meio
ambiente.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Engenharia Mecânica
Dentre as possibilidades de fontes alternativas de energia, destacam-se as Pequenas Centrais
Hidrelétricas (PCH). Nessa situação, pequenas usinas geradoras de energia são instaladas em rios ou
canais de pequeno e médio porte, com desníveis em seus leitos capazes de conceber
potência hidráulica satisfatória para acionar os reatores das turbinas.
Unidades do tipo PCH, diferem das hidrelétricas comuns devido à dimensão do reservatório e
pela capacidade de geração conforme descrito nos Artigos 2º e 3º da Resolução nº 394/1998
da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL):
x Potência igual ou superior a 1 MW e igual ou inferior a 30MW;
x A capacidade do conjunto turbina-gerador entre 1MW a 5MW;
x Máxima área de reservatório: 3 km2;
x Cota d’água associada à vazão de cheia com tempo de recorrência de 100
anos.
Comparando as PCHs com as hidrelétricas, algumas vantagens são apresentadas, tanto
no âmbito sócio econômico quando ambiental:
x Maior adaptabilidade a pequenos cursos d’agua, já que possuem características
menores,
proporcionando projetos mais simples;
x Menor prazo de implantação;
x Impactos ambientais reduzidos;
x Construção e operação dependem apenas da ANEEL.
É importante frisar que, no Brasil, o incentivo a construção de PCHs se deu a partir do ano de
1997, quando foi extinto o monopólio do Estado no setor energético. Dessa época, até os dias
atuais, foram aplicados nesse setor mais de um bilhão de reais por investidores.
Diante desse cenário, apresentamos a Indústria de Motores de Combustão à Diesel para
Veículos. O diretor dessa indústria verificou uma possibilidade na redução de custos relacionados à
energia elétrica, com o desenvolvimento e implantação de uma PCH, cujo foco principal é a
fabricação da turbina do sistema de geração de energia, aproveitando o leito do rio que corre no
interior da propriedade da Indústria. Sendo assim, ele solicitou à equipe de engenheiros, da qual
você faz parte, a desempenhar algumas tarefas na elaboração e implantação do projeto.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Engenharia Mecânica
Dessa forma, sua equipe deverá aplicar os conceitos de conformação mecânica na fabricação dos
componentes que constituem o sistema, aliado à compreensão dos fenômenos
mecânicos associados ao funcionamento da turbina, verificando, assim, todos os requisitos de
projeto.
Agora, é com vocês!

TAREFAS

O desafio é elaborar e implantar o projeto de uma PCH (Pequena Central Hidrelétrica) na


Indústria de Motores de Combustão à Diesel para Veículos, cujo objetivo principal é diminuir
os gastos com energia elétrica da empresa. Para isso, são necessárias soluções para as tarefas
propostas pelo diretor da indústria, considerando os aspectos pertinentes às disciplinas do semestre.
Agora que vocês já sabem desta missão, elaborem um relatório dessa análise a ser entregue
a seu superior, em que deverá ser apresentado obrigatoriamente os passos descritos a seguir, nessa
sequência.

Tarefa 1
Durante o processo de fabricação do modelo de turbina adotado, você e sua equipe
identificaram a necessidade de construir uma tampa com aba flangeada para proteger a
extremidade exposta do eixo. O modelo da tampa que deverá ser elaborada segue as dimensões
apresentadas através da Figura1.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Engenharia Mecânica
Figura 1. Modelo da tampa a ser fabricada.

Fonte: Adaptado de Pedro Donizete Bolanho (2017, p. 178)

Considere que a peça é constituída de chapa aço carbono SAE 1045, espessura #16, cujo

limite de resistência apresenta valor de σ t = 56 kgf/mm2 e as dimensões da peça são: d 1 = 250 mm; d2
= 300 mm; h = 120 mm. Sabendo que a peça será fabricada pelo processo de estampagem
profunda, determine os seguintes parâmetros:
x Desenvolvimento do blank.
x Definição do número de estágios necessários.
x Cálculo de força de repuxo.
x Cálculo da força do sujeitador.
x Cálculo da folga entre punção e matriz.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Engenharia Mecânica
Tarefa 2
Sua equipe decidiu ampliar os conhecimentos da turbina Francis (Figura 2) e calcular o seu
momento de inercia.
Figura 2. Turbina Francis.

Fonte: https://images.app.goo.gl/f4WmDuLHh9AgUMWf8, acesso em 15/07/2019.

Para facilitar os cálculos, considera-se que a turbina seja aproximada por um disco, conforme
a Figura 3, onde o corpo da turbina com diâmetro de 90 cm, representado em cinza, é feito de aço
inox e as pás, com diâmetro 90 a 100 cm, representada em vermelho, é feita de fibra de carbono. A
espessura da rurbina apresenta um valor de 30 cm.

Figura 3. Vista superior da turbina Francis.

Fonte: elaborada pelos autores.


PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Engenharia Mecânica
Sua equipe deve calcular o momento de inércia da turbina, sabendo que a densidade do inox
é de 7,85 g/cm³ e a densidade da fibra de carbono é de 1,76 g/cm³ e, também, considerando que o
eixo de rotação coincide com o eixo da turbina.

Tarefa 3
Toda usina de geração de energia elétrica possui algum tipo de máquina elétrica configurada
como gerador. Porém, cada tipo de usina utiliza uma máquina específica e componentes diferentes
para fazer o acionamento e controle dessa máquina.
Com a PCH que você está projetando, não será diferente. Basicamente, as PCHs possuem
uma máquina de corrente contínua configurada como gerador. Ao eixo dessa máquina está acoplado
um sistema de pás, responsável por captar o movimento da água canalizada e transferi-lo ao rotor
do
motor.
Esse movimento, como consequência das características construtivas da máquina, irá
produzir uma determinada tensão nos terminais e instaladas. Essa tensão é então ajustada e
utilizada para acionar cargas ou alimentar baterias. A figura 4 ilustra o posicionamento dessa turbina
acoplada ao eixo de um motor e captando a energia cinética provinda do movimento da água.

Figura 4. turbina e eixo do motor.

Fonte: adaptada de https://images.app.goo.gl/seZMToXiW1D9D7ko6, acesso em


15/07/2019.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Engenharia Mecânica
Seu desafio nesta etapa será construir um sistema que possua um tipo de hélice acoplada ao
eixo de um motor DC, de tal forma que, quando inserido no sistema de captação do movimento de
água, irá ter suas hélices girando a uma velocidade suficiente para acender os LEDs escolhidos como
carga para o gerador.
Para isso, você deverá seguir os seguintes passos:
1 – Escolher um motor DC de imã permanente, preferencialmente de baixa rotação,
pois assim será mais fácil fazer o eixo do rotor atingir sua rotação nominal, e então obter a
tensão desejada na saída. Um motor simples e eficaz para ser utilizado nesta aplicação é o motor DC
de passo utilizado em diversas impressoras. Esse produto pode ser facilmente encontrado na
internet ou em locais que vendam peças usadas de equipamentos eletrônicos.
2 – Descrever as características construtivas do motor escolhido, evidenciando número de
polos, rotação nominal, corrente nominal e qualquer outra informação necessária para descrever o
motor escolhido;
3 – A partir da tensão nominal na armadura e da velocidade nominal da máquina DC
escolhida, calcular a tensão de armadura ea para a velocidade estimada que a hélice construída por
você irá

atingir;
4 – A partir do motor escolhido, inserir um circuito com resistores e LEDs para simular a carga
da PCH. A quantidade de LEDs a serem acionados vai variar de acordo com o motor escolhido, pois
cada motor possui uma especificação de corrente e tensão.

Tarefa 4
Os engenheiros mecânicos utilizam princípios de Mecânica dos Fluidos em
diversas aplicações, como em projetos de bombas, compressores, turbinas, equipamentos de
calefação e resfriamento.
Em Usinas Hidrelétricas, inclusive em PCH (Pequena Central Hidrelétrica), as turbinas
elétricas são projetadas para transformar a energia hidráulica (pressão e cinética) de um fluxo de
água em energia mecânica, especificamente em torque e velocidade de rotação.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Engenharia Mecânica
As turbinas podem ser classificadas em diferentes tipos. A mais comum de ser utilizada para
energia hidrelétrica é a turbina Francis, cujo escoamento pode ser radial ou uma mistura de
escoamento radial e axial e, por isso, pode ser projetada para diversas vazões e cargas
piezométricas.
Para a elaboração e implantação do projeto de uma PCH (Pequena Central Hidrelétrica) na
Indústria de Motores de Combustão à Diesel para Veículos, decidiu-se que palhetas guia de uma
turbina Francis direcionarão a água para as pás do rotor a um ângulo. As pás girarão a 35 rev/min,
descarregando água a 5 m³/s na direção radial, ou seja, perpendicularmente para o centro da
turbina. a. Pesquise a equação do torque para turbina Francis e relacione a potência
produzida pela
turbina com o torque.
b. Sabendo que as componentes tangenciais da velocidade da água para cada pá (considere) e
da borda de fuga do rotor são, respectivamente, 4,594 m/s e 0 m/s, determine a potência
desenvolvida pela turbina. Explique o significado do resultado obtido.
c. Sabendo que unidades do tipo PCH, diferem das hidrelétricas comuns devido à dimensão do
reservatório e pela capacidade de geração conforme descrito nos Artigos 2º e 3º da
Resolução nº 394/1998 da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), a qual afirma que a
potência deve ser igual ou superior a 1 MW e igual ou inferior a 30MW, estime o número
máximo de turbinas necessárias para adequar-se a essa limitação.
Atenção: todos os procedimentos de cálculo devem ser apresentados.

Tarefa 5 - Metrologia e Controle Geométrico


A metrologia pode ser definida como a ciência que abrange todos os processos teóricos e
práticos relativos às medições, em quaisquer campos da ciência ou da tecnologia. Sob essa temática,
sua equipe foi convocada para realizar a inspeção final da turbina recém-fabricada a fim de verificar
se o perfil hidráulico, milimetricamente estudado, calculado e fabricado, atende os requisitos para a
obtenção do melhor aproveitamento do fluxo de água que, consequentemente, afeta o desempenho
da turbina. O modelo final é demonstrado na Figura 5.
Com intuito de verificar as geometrias finais dos componentes da turbina, sua equipe está
discutindo a forma mais adequada de colher esses dados. Lembre-se que, o relatório técnico
proveniente da inspeção final, habilitará ou não o uso do equipamento.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Engenharia Mecânica
Figura 5. Modelo da Turbina

Fonte: elaborada pelos autores.

Com base na Figura 5, e no conhecimento técnico de sua equipe em Metrologia e Controle


Geométrico, responda:
1. Quais equipamentos/ferramentas podem ser utilizados para efetuar a inspeção visando
obter medidas de precisão? Descreva cada ferramenta e as formas pelas quais pode(m) ser
empregada(s).
2. O rotor e suas pás são componentes essenciais para o funcionamento da turbina. Sobre
eles, exemplifique quais parâmetros geométricos podem ser mensurados, com uso
dos equipamentos/ferramentas listados na resposta anterior.
3. Um de seus colegas de inspeção ficou com uma dúvida em relação a uma das leituras encontradas
em um das pás do rotor, a Figura 6 mostra a medida encontrada. Com intuito de auxiliar seu colega
você informou que a leitura encontrada é: . Explique como você chegou a esse resultado.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Engenharia Mecânica
Figura 6. Medida.

Fonte: adaptada de Alessandra Cristina Santos Akkari (2017, p. 173).

ORIENTAÇÕES
Para nortear o desenvolvimento do que está sendo proposto, indicamos, que sejam
apresentados no relatório um conjunto de tópicos a serem apresentados na seguinte
sequência, segundo as normas da ABNT:
1. Título: Título do trabalho.
2. Introdução: Façam uma introdução envolvendo uma fundamentação teórica com os itens
mais importantes referentes ao nosso tema: análise da qualidade do produto em uma fábrica
de autopeças e como as disciplinas estudadas auxiliam na resolução das tarefas. (mínimo
uma página)
3. Desenvolvimento: Nesta seção deve-se realizar as tarefas descritas acima, com
detalhamento dos cálculos (sempre indique as equações utilizadas), gráficos, etc.
4. Conclusões: Nesta seção você fará a ligação entre os objetivos e os resultados alcançados,
fazendo uma discussão dos resultados, dos métodos de medida utilizados, tendo em vista o
objetivo do trabalho. De um modo geral, a conclusão deve ser redigida de tal modo que a
ideia central do relatório se revele e se fixe claramente ao leitor.
5. Referências bibliográficas: Toda a bibliografia utilizada para elaborar o relatório deverá ser
citada. Utilize a norma ABNT para a colocação das referências.
6. Anexos (se necessário): Os anexos são utilizados para colocar alguma dedução que seja
importante e tenha sido utilizada nos cálculos das grandezas físicas da experiência, fotos do
experimento, etc.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
EM GRUPO – PTG

Engenharia Mecânica
NORMAS PARA ELABORAÇÃO E ENTREGA DA PRODUÇÃO TEXTUAL
A resolução da situação-problema deverá ser registrada em forma de um relatório descritivo
que deverá ser postado em seu ambiente virtual. Neste texto você deverá obedecer às normas a
seguir:
a) Abra um documento no Word seguindo as normas da ABNT. Acesse a Biblioteca Digital,
clique em “Padronização” e escolha as opções “Trabalhos acadêmicos – Apresentação” e
“Modelo para elaboração de Trabalho Acadêmico”;
b) Este relatório deverá ser redigido na seguinte estrutura: capa de abertura, descrição
separada de cada um dos itens solicitados na SP, acompanhada do detalhamento solicitado
para cada um desses itens.
c) A Produção Textual Interdisciplinar em Grupo deverá, obrigatoriamente, ser apresentada à
turma no momento da aula atividade da disciplina de Seminário Integrador. Esta
apresentação terá peso no conceito das Atividades Web.
d) Ao definir quem serão os participantes do grupo, informe seu tutor presencial. Isto é
importante para ele acompanhar e saber quem são os grupos que já estão formados.
Lembre- se que é responsabilidade do aluno acompanhar o cadastro do grupo pelo
aluno responsável (aluno líder), bem como acompanhar a inserção da atividade.
e) Quando o aluno responsável pelo cadastro do grupo e pelo cadastro de atividade não realiza
os procedimentos dentro do prazo devido, todo o grupo fica prejudicado.
f) A postagem do arquivo final relacionado a PTG no AVA deve ser em um único arquivo,
preferencialmente no formato PDF, pelo aluno líder.
g) Salientamos que todos os alunos devem acompanhar a formação do grupo e a inserção da
atividade direta de sua área restrita.
h) Em caso de dúvida para elaboração do trabalho, você deverá buscar orientações com o tutor
presencial e o seu tutor à distância.
i) Atenção aos prazos de postagens!

Um ótimo trabalho!
Equipe de professores.