Você está na página 1de 55

Contabilidade Avançada

CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

CPC 00

01. (VUNESP/Pref Itapevi/2019) Em conformidade com as normas de contabilidade


aplicáveis, CPC 00-R1, o alcance de sua estrutura conceitual aborda: o objetivo da elaboração
e divulgação de relatório contábil-financeiro; a definição, o reconhecimento e a mensuração
dos elementos a partir dos quais as demonstrações contábeis são elaboradas; os conceitos
de capital e de manutenção de capital e:

a) as características quantitativas do balanço e demonstração do resultado.


b) o objetivo da elaboração do relatório contábil-financeiro somente para fins gerenciais.
c) elaboração do relatório contábil-financeiro para captação de recursos.
d) elaboração das demonstrações financeiras para gerenciamento do negócio.
e) as características qualitativas da informação contábil- financeira útil.

02. ( IBFC - Tec /MGS/Contábil/2017) Analise as afirmativas abaixo e assinale a


alternativa correta sobre finalidades da Estrutura Conceitual da Contabilidade.

I. É dar suporte ao desenvolvimento de novas normas, interpretações e comunicados


técnicos e à revisão dos já existentes, quando necessário.
II. É dar suporte aos órgãos reguladores nacionais.
III. É dar suporte à promoção da harmonização das regulações, das normas contábeis e dos
procedimentos relacionados à apresentação das demonstrações contábeis, provendo uma
base para a redução do número de tratamentos contábeis alternativos permitidos pelas
normas, interpretações e comunicados técnicos.

a) Estão corretas a I, II e III


b) Estão corretas a I e II
c) Estão corretas a I e III
d) Estão corretas a II e II

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

03. (NC-UFPR - Tec/UFPR/Contabilidade/2018) A finalidade da Contabilidade,


segundo o CPC 00 (Estrutura Conceitual Básica da Contabilidade), é fornecer informações
que sejam úteis na tomada de decisões econômicas e avaliações por parte de seus usuários.
Assinale a alternativa que apresenta uma finalidade da Estrutura Conceitual.

a) Dar suporte aos órgãos reguladores nacionais.


b) Efetuar Escrituração, Demonstração, Auditoria e Análise de Balanços.
c) Examinar, fiscalizar, planejar e controlar o patrimônio de uma determinada empresa,
mediante registro e comentários dos fatos ocorridos.
d) Elaborar Demonstrações Contábeis: Balanço Patrimonial, DRE, DFC, DOAR e DLPA como
obrigatórias e DVA como demonstração acessória, assim como Notas Explicativas.
e) Elaborar Diário e Razão, efetuar lançamentos, elaborar Balancetes, Demonstrações,
Inventários e Análise de Balanço.

04. (VUNESP - Cont)/Pref Registro/2018) Em consenso com a legislação contábil e os


pronunciamentos contábeis, a Estrutura Conceitual estabelece os conceitos que
fundamentam a elaboração e a apresentação de demonstrações contábeis destinadas a
usuários externos. A finalidade dessa Estrutura Conceitual, além de dar suporte ao
desenvolvimento de novos pronunciamentos técnicos, interpretações e orientações e à
revisão dos já existentes, bem como dar suporte aos órgãos reguladores nacionais, é auxiliar:

a) as instituições financeiras na interpretação do relatório de auditoria.


b) os auditores internos a formar opinião sobre a conformidade das demonstrações contábeis
com os Pronunciamentos Técnicos.
c) os executivos das organizações a interpretar as informações nela contidas, mediante o
parecer de auditoria.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

d) auditores a fundamentar as características qualitativas da informação contábil-financeira


útil no relatório de auditoria.
e) os responsáveis pela elaboração das demonstrações contábeis na aplicação dos
Pronunciamentos Técnicos, Interpretações e Orientações e no tratamento de assuntos que
ainda não tenham sido objeto desses documentos.

05. (CESPE - TRE BA /Contabilidade/2017) A estrutura conceitual do CPC, que


estabelece os conceitos fundamentais da elaboração e apresentação de demonstrações
contábeis destinadas a usuários externos, visa:

a) prover uma base para o aumento do número de tratamentos contábeis alternativos.


b) subsidiar os órgãos reguladores nacionais e internacionais na elaboração de normas
contábeis.
c) auxiliar os responsáveis pela auditoria das demonstrações contábeis, melhorando a
qualidade da auditoria feita nas empresas.
d) proporcionar aos interessados informações sobre o enfoque adotado na formulação dos
pronunciamentos técnicos, das interpretações e das orientações.
e) subsidiar o Congresso Nacional no desenvolvimento de novas leis.

06. (IBFC –EBSERH/Contabilidade/2017) Com base na NBC TG Estrutura Conceitual –


Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro, assinale
a alternativa incorreta:

a) Esta Estrutura Conceitual não é uma norma propriamente dita e, portanto, não define
normas ou procedimentos para qualquer questão particular sobre aspectos de mensuração
ou divulgação. Nada nesta Estrutura Conceitual substitui qualquer norma, interpretação ou
comunicado técnico.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

b) Esta Estrutura Conceitual aborda: o objetivo da elaboração e divulgação de relatório


contábil-financeiro; as características qualitativas da informação contábilfinanceira útil; a
definição, o reconhecimento e a mensuração dos elementos a partir dos quais as
demonstrações contábeis são elaboradas; e os conceitos de capital e de manutenção de
capital.
c) O objeto do relatório contábil-financeiro de propósito geral é fornecer informações
contábil-financeiras acerca da entidade que reporta essa informação (reporting entity) que
sejam úteis a investidores existentes e em potencial, a credores por empréstimos e a outros
credores, quando da tomada decisão ligada ao fornecimento de recursos para a entidade.
d) Relatórios contábil-financeiros de propósito geral não são elaborados para se
chegar ao valor da entidade que reporta a informação; a rigor, fornecem informação para
auxiliar investidores, credores por empréstimo e outros credores, existentes e em potencial,
a estimarem o valor da entidade que reporta a informação.
e) A administração da entidade que reporta a informação está também interessada em
informação contábilfinanceira sobre a entidade. Contudo, a administração não precisa apoiar-
se em relatórios contábil-financeiros de propósito geral uma vez que é capaz de obter a
informação contábil-financeira de que precisa internamente.

07. (COPEVE UFMG - Contabilidade/2015) De acordo com o CPC 00, Estrutura


Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil- Financeiro, a afirmação
CORRETA sobre o objetivo do relatório contábil-financeiro de propósito geral é:

a) Dar suporte à promoção da harmonização das regulações, das normas contábeis e dos
procedimentos relacionados à apresentação das demonstrações contábeis, provendo uma
base para a redução do número de tratamentos contábeis alternativos permitidos pelos
Pronunciamentos, Interpretações e Orientações.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

b) Fornecer informações contábil-financeiras acerca da entidade que reporta essa informação


que sejam úteis a investidores existentes e em potencial, a credores por empréstimos e a
outros credores, quando da tomada de decisão ligada ao fornecimento de recursos para a
entidade.
c) Abordar o objetivo da elaboração e da divulgação de relatório contábil-financeiro, as
características qualitativas da informação contábil-financeira útil, a definição, o
reconhecimento e a mensuração dos elementos a partir dos quais as demonstrações
contábeis são elaboradas e os conceitos de capital e de manutenção de capital.
d) Apresentar as características qualitativas fundamentais e as características qualitativas
de melhoria, altamente desejáveis para elaboração de demonstrações financeiras.

08. (IBFC /MGS/Contábil/2017) Com base na estrutura conceitual da contabilidade


assinale a alternativa incorreta:

a) As demonstrações contábeis são mais comumente elaboradas, segundo modelo baseado


no custo histórico recuperável, e no conceito da manutenção do capital financeiro nominal.
b) Esta Estrutura Conceitual estabelece os conceitos que fundamentam a elaboração e a
apresentação de demonstrações contábeis, destinadas a usuários internos.
c) Esta Estrutura Conceitual não é uma norma propriamente dita e, portanto, não define
normas ou procedimentos para qualquer questão particular sobre aspectos de mensuração
ou divulgação.
d) Pode haver um número limitado de casos em que seja observado um conflito entre esta
Estrutura Conceitual e uma norma, uma interpretação ou um comunicado técnico.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

09. (VUNES /IPSM SJC/Contabilidade/2018) Sobre as Demonstrações Contábeis,


conforme estrutura conceitual do CFC, é correto afirmar que:

a) objetivam fornecer informações que sejam úteis na tomada de decisões econômicas e


avaliações por parte dos usuários em geral, não tendo o propósito de atender finalidade ou
necessidade específica de determinados grupos de usuários.
b) objetivam atender ao conjunto de necessidades decisórias dos seus possíveis usuários,
em termos operacionais, financeiros, patrimoniais, políticos e econômicos.
c) se compõem de ativos, passivos, patrimônio líquido, receitas e despesas e juros diferidos.
d) se compõem de reservas de capital, reservas de lucros, fluxo de caixa e notas explicativas.
e) objetivam o fornecimento de bancos de dados específicos, de acordo com as necessidades
de diversos grupos de possíveis usuários, como: governo; sindicatos; comunidade;
investidores.

10. (VUNESP/CM/Tatuí/2019) As demonstrações contábeis são elaboradas e


apresentadas para usuários externos em geral, com finalidades distintas e necessidades
diversas. No entanto, demonstrações contábeis servem necessidades comuns, como, por
exemplo,

a) regulamentar as atividades das entidades sindicais.


b) fiscalizar a lisura dos atos administrativos.
c) determinar políticas econômicas.
d) decidir o plano estratégico das entidades.
e) determinar a distribuição entre lucros e dividendos

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

11. (SUGEP/UFRPE/Contabilidade/2018) São finalidades das demonstrações contábeis,


EXCETO:

a) avaliar a administração da entidade quanto à responsabilidade que lhe tenha sido


conferida e quanto à qualidade de seu desempenho e de sua prestação de contas.
b) determinar políticas tributárias.
c) elaborar e usar estatísticas da renda nacional.
d) avaliar a capacidade de a entidade pagar seus empregados e proporcionar-lhes outros
encargos.
e) regulamentar as atividades das entidades.

12. (VUNESP /CM /Serrana/2019) Entre outras finalidades, as demonstrações contábeis


servem para os usuários tomarem as seguintes decisões:

a) fiscalizar a lisura dos atos administrativos.


b) avaliar a capacidade de pagar seus empregados e fornecer benefícios.
c) determinar políticas de distribuição de renda.
d) decidir quando e quanto irá aplicar no mercado imobiliário.
e) fazer parte de uma concorrência pública.

13. ( VUNESP/IPSM SJC/Contabilidade/2018) Assinale a alternativa correta. De


acordo com Conselho Federal de Contabilidade,

a) as informações contábeis são produzidas obrigatoriamente com base no custo histórico.


b) demonstrações contábeis podem ser usadas para elaborar e usar estatísticas da renda
nacional; ou regulamentar as atividades das entidades.
c) o objetivo do relatório contábil-financeiro de propósito geral é fornecer informações
contábil-financeiras específicas para cada tipo de usuário, acerca da entidade que reporta
essa informação e dos seus sócios, de forma unificada.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

d) os relatórios contábeis de propósito geral são direcionados, primariamente, a grupos


como órgãos reguladores e membros do público que não sejam investidores, credores por
empréstimo e outros credores.
e) os relatórios contábil-financeiros são baseados em cálculos aritméticos, matemáticos,
exatos. Não comporta julgamentos.

14. (FGV ALERO/Técnico em Contabilidade/2018) Assinale a opção que indica um dos


objetivos da Contabilidade e do relatório contábil-financeiro de propósito geral em relação à
entidade que reporta a informação.

a) Determinar o valor da entidade.


b) Indicar quando há evasão fiscal.
c) Prever as receitas e as despesas nos exercícios seguintes.
d) Ajudar os acionistas a avaliar a produtividade de cada funcionário.
e) Apresentar os resultados da atuação da Administração na gestão da entidade e sua
capacidade na prestação de contas quanto aos recursos que lhe foram confiados.

15. (FEPESE/Pref Criciúma/2017) Identifique as afirmativas abaixo que estão em acordo


com a NBC TG ESTRUTURA CONCEITUAL.

1. O objetivo do relatório contábil-financeiro de propósito geral é fornecer informações


contábil- financeiras acerca da entidade que reporta essa informação (reporting entity) […].

2. Decisões a serem tomadas por investidores existentes e em potencial relacionadas a


comprar, vender ou manter instrumentos patrimoniais e instrumentos de dívida dependem
do retorno esperado dos investimentos feitos nos referidos instrumentos, […].

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

3. Para avaliar as perspectivas da entidade em termos de entrada de fluxos de caixa futuros,


investidores existentes e em potencial, credores por empréstimo e outros credores
necessitam de informação acerca de recursos da entidade, reivindicações contra a entidade,
e o quão eficiente e efetivamente a administração da entidade e seu conselho de
administração têm cumprido com suas responsabilidades no uso dos recursos da entidade.

4. Muitos investidores, credores por empréstimo e outros credores, existentes e em potencial,


não podem requerer que as entidades que reportam a informação prestem a eles diretamente
as informações de que necessitam, devendo desse modo confiar nos relatórios contábil-
financeiros de propósito geral, para grande parte da informação contábil-financeira que
buscam. Consequentemente, eles são os usuários secundários para quem relatórios contábil-
financeiros de propósito geral são direcionados.

5. Relatórios contábil-financeiros de propósito geral são elaborados para se chegar ao valor


da entidade que reporta a informação; a rigor, fornecem a informação sobre o valor da
entidade para investidores, credores por empréstimo e outros credores, existentes e em
potencial.

Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas corretas.


a) São corretas apenas as afirmativas 1 e 4.
b) São corretas apenas as afirmativas 4 e 5.
c) São corretas apenas as afirmativas 1, 2 e 3.
d) São corretas apenas as afirmativas 1, 3 e 5.
e) São corretas apenas as afirmativas 3, 4 e 5.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

16. (FAURGS/HCPA/Coordenadoria de Gestão Contábil/2018) Considere as


seguintes afirmações.

I - Relatórios contábil-financeiros de propósito geral, a rigor, fornecem informações para


auxiliar investidores, credores por empréstimo e outros credores, existentes e em potencial,
a estimarem o valor da entidade não sendo, esses relatórios, elaborados com a finalidade de
chegar ao valor da entidade que reporta a informação.

II - O objetivo do relatório contábil-financeiro de propósito geral é fornecer informações


contábil-financeiras acerca da entidade, que sejam úteis a investidores existentes e em
potencial, a credores por empréstimos e a outros credores, quando da tomada de decisão
ligada ao fornecimento de recursos para a entidade.

III - Os usuários primários individuais do relatório contábil-financeiro sempre têm desejos e


necessidades de informação semelhantes e, possivelmente, convergentes em relação à
entidade.

Quais estão corretas?


a) Apenas I.
b) Apenas III.
c) Apenas I e II.
d) Apenas II e III.
e) I, II e III.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

17. (PUC PR/RG/2018) A respeito dos elementos das demonstrações contábeis, julgue
as afirmações a seguir.

I. As demonstrações contábeis retratam os efeitos financeiros e não financeiros das


transações por meio do agrupamento de elementos em classes amplas de acordo com as
suas características econômicas comuns.
II. Os elementos diretamente relacionados à mensuração da posição patrimonial e financeira
no balanço patrimonial são os ativos, os passivos e o patrimônio líquido.
III. Os elementos diretamente relacionados com a mensuração do desempenho na
demonstração do resultado são as receitas e as despesas.
IV. A demonstração das mutações na posição financeira usualmente reflete somente os
elementos da demonstração do resultado.

Está CORRETO o que ser afirma apenas em:


a) I e II.
b) I, II e III.
c) II e III.
d) III e IV.
e) I, II, III e IV.

18. (FCC /TRT11/ /Contabilidade/2017) O objetivo da elaboração e divulgação de


relatório contábil-financeiro de propósito geral é:

a) atender a todas as informações de que investidores, credores por empréstimo e outros


credores, existentes e em potencial, necessitam para a tomada de decisão.
b) determinar o valor de mercado da entidade que reporta a informação para que
investidores existentes e em potencial, credores por empréstimos e outros credores, possam
tomar decisão ligada ao fornecimento de recursos para a entidade.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

c) fornecer informações contábil-financeiras acerca da entidade que reporta essa


informação que sejam úteis a investidores existentes e em potencial, a credores por
empréstimos e a outros credores, quando da tomada de decisão ligada ao fornecimento
de recursos para a entidade.
d) fornecer informações contábil-financeiras acerca da entidade que reporta essa
informação que sejam úteis à tomada de decisão pelos administradores da entidade, já que
estes são incapazes de obter a informação no formato que necessitam.
e) fornecer uma descrição ou retrato exato da situação econômico-financeira da entidade
para que investidores existentes e em potencial, credores por empréstimos e outros credores,
possam tomar decisão ligada ao fornecimento de recursos para a entidade.

19. ( FGV /ALERO/Técnico em Contabilidade/2018) O Pronunciamento Conceitual


Básico (R1) - Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-
Financeiro determina quais são os usuários primários, para quem os relatórios contábil
financeiros de propósito geral são direcionados.

Entre os usuários primários estão:


a) o governo e as agências reguladoras.
b) os investidores e os credores por empréstimo.
c) os diretores e os administradores.
d) os clientes e os fornecedores.
e) os empregados e os consumidores.

20. (FGV/COMPESA/Contador/2016) De acordo com o Pronunciamento Conceitual


Básico (R1) – Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-
Financeiro, a administração não precisa apoiar-se em relatórios contábeis-financeiros de
propósitos gerais, uma vez que:

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

a) necessita de informações precisas e não de estimativas que existem nesses relatórios.


b) eles não são elaborados para determinar o valor da entidade que reporta a informação.
c) é avaliada de acordo com estes relatórios.
d) é capaz de obter a informação contábil-financeira de que precisa internamente.
e) nem sempre pode requerer as informações de que necessita diretamente de outras áreas
da empresa.

21. (FGV//PGE RO/Contador/2015) O relatório contábil-financeiro de propósito geral


fornece aos usuários primários informações contábil-financeiras acerca da entidade. De
acordo com o texto da Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório
Contábil-Financeiro, uma informação NÃO diretamente fornecida pelo relatório contábil-
financeiro de propósito geral refere-se a:

a) posição patrimonial da entidade;


b) posição financeira da entidade;
c) reivindicações contra a entidade;
d) recursos econômicos da entidade;
e) valor da entidade.

22. (VUNESP/IPSM SJC/Contabilidade/2018) Assinale a alternativa correta. O que


ocorre do ponto de vista do objetivo da informação contábil, com os relatórios contábil-
financeiros de propósito geral?

a) Caso corretamente trabalhados têm o objetivo de informar no Patrimônio Líquido o valor


de mercado da entidade.
b) Não são elaborados para informar o valor da entidade que reporta a informação.
c) Não incorporam conceitos de valor econômico.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

d) A rigor, medem e informam o valor econômico da entidade para investidores, credores


por empréstimo e outros credores, existentes e em potencial; que, sem ela, precisariam
estimar esse valor.
e) A rigor, medem e informam o valor da entidade para os investidores, mas, não para
credores, fornecedores e clientes.

23. (VUNESP/CM Serrana/2019) De acordo com a Estrutura Conceitual Básica da


Contabilidade, abordada pela Norma Brasileira de Contabilidade, assinale a alternativa que
apresenta o conceito contábil: “retrata os efeitos de transações e outros eventos e
circunstâncias sobre os recursos econômicos e reivindicações da entidade que reporta a
informação nos períodos em que ditos efeitos são produzidos, ainda que os recebimentos e
pagamentos em caixa derivados ocorram em períodos distintos”.

a) Características qualitativas fundamentais.


b) Regime misto de caixa.
c) Materialidade.
d) Tempestividade.
e) Regime de competência.

24. (FGV/COMPESA/Contador/2016) De acordo com o Pronunciamento Conceitual


Básico (R1) – Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-
Financeiro, assinale a opção que indica os elementos diretamente relacionados à mensuração
da posição patrimonial e financeira de uma sociedade empresária.

a) Receitas, despesas e resultado do período.


b) Caixa e equivalente a caixa, clientes e contas a receber.
c) Ativos contingentes, passivos contingentes e patrimônio líquido.
d) Ativo não circulante, passivo não circulante e patrimônio líquido.
e) Ativos, Passivos e Patrimônio Líquido.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

25. (FGV/COMPESA/Contador/2016) De acordo com o Pronunciamento Conceitual


Básico (R1) – Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-
Financeiro, o Regime de Competência representa:

a) um postulado contábil.
b) uma premissa subjacente da contabilidade.
c) um elemento para a definição da performance financeira da empresa.
d) uma característica qualitativa fundamental da informação contábil-financeira útil.
e) uma característica qualitativa de melhoria da informação contábil-financeira útil.

26. (NC-UFPR/FPMA/2019) A Norma Brasileira de Contabilidade NBC TG ESTRUTURA


CONCEITUAL – Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-
Financeiro – elenca as Características Qualitativas da Informação Contábil-Financeira, útil,
subdividindo-as em Características Qualitativas Fundamentais e Características Qualitativas
de Melhoria.

Com base no exposto, numere a coluna da direita de acordo com sua correspondência com
a coluna da esquerda.

1. Características Qualitativas Fundamentais.


2. Características Qualitativas de Melhoria.

( ) Comparabilidade.
( ) Compreensibilidade.
( ) Tempestividade.
( ) Verificabilidade.
( ) Relevância.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

Assinale a alternativa que apresenta a numeração correta da coluna da direita, de cima


para baixo.
a) 1 – 1 – 1 – 2 – 2.
b) 1 – 1 – 2 – 2 – 1.
c) 1 – 2 – 2 – 1 – 2.
d) 2 – 2 – 1 – 1 – 2.
e) 2 – 2 – 2 – 2 – 1.

27. (FGV/ALERO/Contabilidade/2018) De acordo com o Pronunciamento Conceitual


Básico (R1)- Estrutura Conceitual para elaboração e divulgação de relatório contábil-
financeiro, as características qualitativas da informação contábil- financeira podem ser
divididas em fundamentais e de melhoria.

Assinale a opção que indica as características qualitativas fundamentais.


a) Confiabilidade e materialidade.
b) Relevância e representação fidedigna.
c) Essência sobre a forma e neutralidade.
d) Comparabilidade e tempestividade.
e) Compreensibilidade e verificabilidade.

28. (CFC - Per Cont/CFC/2017) De acordo com a NBC TG ESTRUTURA CONCEITUAL,


sobre fidedignidade da informação contábil-financeira (QC12), aprovada pela Resolução
CFC 1.374/2011, assinale a opção CORRETA.

a) A informação contábil representa um fenômeno. Para ser fidedigna, a realidade retratada


precisa ter três atributos. Ela tem que ser relevante, justa e livre de erro. É claro, a perfeição
é rara, se de fato alcançável. O objetivo é maximizar referidos atributos na extensão que
seja possível.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

b) Para que a informação contábil-financeira seja fidedigna é necessário que ela seja
relevante e represente o fenômeno declarado. Para ser representação perfeitamente
fidedigna, a realidade retratada precisa ter dois atributos: completude e confiabilidade. É
claro, a perfeição é possível, e de fato é alcançável.
c) Para ser útil, a informação contábil-financeira não tem só que representar um fenômeno
relevante, mas tem também que representar com fidedignidade o fenômeno que se propõe
representar. Para ser representação perfeitamente fidedigna, a realidade retratada precisa
ter quatro atributos. Ela tem que ter completude, neutralidade, relevância e tempestividade.
d) Para ser útil, a informação contábil-financeira não tem só que representar um fenômeno
relevante, mas tem também que representar com fidedignidade o fenômeno que se propõe
representar. Para ser representação perfeitamente fidedigna, a realidade retratada precisa
ter três atributos. Ela tem que ser completa, neutra e livre de erro. É claro, a perfeição é
rara, se de fato alcançável. O objetivo é maximizar referidos atributos na extensão que seja
possível.

29. (INAZ do Pará/CORE PE/2019) As características qualitativas fundamentais da


Informação Contábil-Financeira são relevância e representação fidedigna. Diante das
informações qualitativas fundamentais, assinale a alternativa correta:

a) Informação contábil-financeira relevante é aquela que não possui poder de influenciar


as decisões que possam ser tomadas pelos usuários.
b) Para ser útil, a informação contábil-financeira não tem só que representar um fenômeno
relevante, mas tem também que representar com fidedignidade o fenômeno que se propõe
representar.
c) Representação fidedigna, por si só, pode resultar necessariamente em informação útil.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

d) A informação precisa concomitantemente ser irrelevante e representar com fidedignidade


a realidade reportada para ser útil.
e) A informação contábil-financeira precisa ser uma predição ou uma projeção para que
possua valor preditivo.

30. (VUNESP /Pref Registro/2018) Informação contábil-financeira é aquela capaz de


fazer diferença nas decisões que possam ser tomadas pelos usuários. A informação pode ser
capaz de fazer diferença em uma decisão mesmo no caso de alguns usuários decidirem não
a levar em consideração.

Considerando as características qualitativas da informação contábil-financeira útil, abordadas


pela Norma Brasileira de Contabilidade – NBC TG, é correto afirmar que o texto trata da
informação contábil-financeira:

a) tempestiva.
b) compreensiva.
c) relevante.
d) fidedigna.
e) comparável.

31. (CESPE/TRE/PE/2017) De acordo com a NBC TG Estrutura Conceitual, assinale a


opção correta, acerca das características qualitativas da informação contábil.

a) Uma informação contábil é relevante se privilegia a essência contábil sobre a forma legal.
b) Uma informação contábil possui os atributos de melhoria se pode ser utilizada por todos
os usuários da informação.
c) A informação contábil relevante pode ser capaz de fazer diferença na tomada de decisões
pelos usuários, mesmo que eles não a levem em consideração.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

d) A representação fidedigna determina que uma informação contábil deve ser passível de
comparação com outras demonstrações contábeis.
e) São características qualitativas fundamentais da informação contábil a comparabilidade, a
compreensibilidade e a essência sobre a forma.

32. (IBADE/IPM JP/Contador/2018) De acordo com o CPC – Estrutura Conceitual, uma


informação se justifica como relevante, pelos dois seguintes aspectos:

a) natureza e comparabilidade.
b) natureza e materialidade.
c) materialidade e tempestividade.
d) compreensibilidade e materialidade.
e) compreensibilidade e natureza.

33. (VUNESP - CI (UNIFAI)/UNIFAI/2019) Na hipótese de omissão ou divulgação


distorcida de valores e de informações que venham a influenciar decisões que os usuários
tomam com base na informação contábil -financeira acerca de entidade específica que
reporta a informação, tal fato será classificado, diante das características qualitativas
fundamentais, como:

a) relevância.
b) fraude.
c) item extraordinário.
d) materialidade.
e) representativo.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

34. (CFC - Per Cont/CFC/2017) De acordo com a NBC TG ESTRUTURA CONCEITUAL,


sobre materialidade da informação (QC11), aprovada pela Resolução CFC 1.374/2011,
assinale a opção CORRETA.

a) A informação é material se a sua omissão ou sua divulgação distorcida (misstating)


puder influenciar decisões que os usuários tomam com base na informação contábil-
financeira acerca de entidade específica que reporta a informação.
b) A informação é material ainda que a sua omissão ou sua divulgação distorcida
(misstating) não influencie as decisões que os usuários internos tomam com base na
informação divulgada nas demonstrações contábeis.
c) A informação é material para qualquer contexto das demonstrações contábil-financeiras
porque o usuário interno toma decisão com base na informação parcial que é divulgada.
d) Toda informação divulgada nas demonstrações contábeis cujo valor seja de pelo menos
10% (dez por cento) do total do grupo econômico a que pertence é informação material.

35. (FGV/TJ BA /Contabilidade/2015) Quando, ao divulgar suas demonstrações


financeiras, uma entidade omite uma informação ou realiza uma divulgação distorcida, de
forma a influenciar decisões que os usuários tomam com base na informação contábil-
financeira, pode-se dizer que há uma referência à característica qualitativa da:

a) compreensibilidade;
b) confiabilidade;
c) materialidade;
d) objetividade;
e) verificabilidade.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

36. (CESGRANRIO/PETROBRAS /2018) O entendimento da importância da elaboração


das demonstrações contábeis em IFRS passa pelo pronunciamento da estrutura conceitual
para a elaboração das demonstrações contábeis, conhecido na prática por CPC 00,
correspondente ao framework, do IFRS. Nesse entendimento são reportadas, dentre os
aspectos técnico-conceituais, características qualitativas das demonstrações contábeis.
Nesse contexto das características qualitativas das demonstrações contábeis e de acordo
com o IFRS 8, uma informação da empresa sobre seus segmentos operacionais, que permita
a potenciais usuários identificar quais são suas áreas de atuação e negócios, é um exemplo
prático da característica qualitativa da:

a) relevância
b) materialidade
c) verificabilidade
d) comparabilidade
e) compreensibilidade

37. (FCC/HEMOBRAS/2013) O Pronunciamento Conceitual Básico (R1) emitido pelo


Comitê de Pronunciamentos Contábeis apresenta no capítulo 3, item Q7, a seguinte
afirmativa: A informação contábil-financeira é capaz de fazer diferença nas decisões se tiver
valor preditivo, valor confirmatório ou ambos. Pode-se afirmar que uma informação tem valor
preditivo, se o valor apresentado

(A) corresponde a uma predição do que vai acontecer.


(B) corresponde a uma projeção do que vai acontecer.
(C) corresponde a uma estimativa do valor que vai ocorrer.
(D) permitir aos usuários fazerem suas predições.
(E) corresponde, exatamente, ao que vai ocorrer.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

38. (CONSULPLAN /TRF 2/Contadoria/2017) A Resolução CFC nº 1.374/2011


apresenta, entre outros, os conceitos das características qualitativas da informação contábil-
financeira útil; uma destas características é a relevância. Sobre esta característica, a
Resolução afirma que uma informação, para ser relevante, deve ter valor preditivo, valor
confirmatório ou ambos. De acordo com a Resolução CFC nº 1.374/2011, a informação
contábil-financeira tem valor preditivo se:

a) Somente for uma predição ou uma projeção.


b) For confirmada pela informação confirmatória.
c) Retroalimentar – servir de feedback – avaliações prévias (confirmá-las ou alterá-las).
d) Puder ser utilizada como dado de entrada em processos empregados pelos usuários
para predizer futuros resultados.

39. (AOCP - Per Of Crim/PC ES/Área 1/2019) Conforme a Estrutura Conceitual para
Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro, a característica qualitativa da
confiabilidade foi redenominada para:

a) verificabilidade.
b) compreensibilidade.
c) comparabilidade.
d) representação fidedigna.
e) relevância.

40. (FGV – AFTE/SEFIN RO/2018) Na última versão do Pronunciamento Técnico CPC00


- Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro, a
característica “essência sobre a forma” foi formalmente retirada da condição de componente
separado da representação fidedigna.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

Assinale a opção que indica o motivo porque a “essência sobre a forma” foi retirada.
a) Sua presença, junto à representação fidedigna, foi considerada uma redundância.
b) Ela foi considerada inconsistente à característica qualitativa da neutralidade.
c) Ela foi considerada inconsistente à característica qualitativa da tempestividade.
d) As normas contábeis norte-americanas não incluem a essência sobre a forma em sua
estrutura conceitual.
e) Sua presença deixou de ser exigida nas normas internacionais.

41. (FAUEL/AGEPAR/Contador/2018) De acordo com as Normas Brasileiras de


Contabilidade, se a informação contábil-financeira é para ser útil, ela precisa ser relevante e
representar com fidedignidade o que se propõe a representar, e a utilidade da informação
contábil-financeira é melhorada se ela for comparável, verificável, tempestiva e
compreensível. Com base nisso, considere as afirmativas a seguir sobre as características
qualitativas da informação contábil-financeira útil:

I - As características qualitativas de melhoria, quer sejam individualmente ou em grupo, não


podem tornar a informação útil se a dita informação for irrelevante ou não for representação
fidedigna.

II - A aplicação das características qualitativas de melhoria é um processo iterativo que


segue uma ordem preestabelecida, garantindo-se, preferencialmente, a verificabilidade
seguida da tempestividade, e finalmente a compreensibilidade seguida da comparabilidade.

III - A informação precisa concomitantemente ser relevante e representar com fidedignidade


a realidade reportada para ser útil. Nem a representação fidedigna de fenômeno irrelevante,
tampouco a representação não fidedigna de fenômeno relevante auxiliam os usuários a
tomarem boas decisões.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

a) Somente a afirmativa I está correta.


b) Somente as afirmativas I e II estão corretas.
c) Somente as afirmativas I e III estão corretas.
d) Todas as afirmativas estão corretas.

42. (FUMARC/CEMIG/Contábil I/2018) As demonstrações contábeis são elaboradas e


apresentadas para usuários externos em geral, tendo em vista suas finalidades distintas e
necessidades diversas. Portanto, as informações contábeis devem ser úteis para os seus
usuários. A característica qualitativa de melhoria das demonstrações contábeis, que ajuda a
assegurar aos usuários que a informação representa fidedignamente o fenômeno econômico
que se propõe representar, denomina-se:

a) Compreensibilidade.
b) Relevância.
c) Tempestividade.
d) Verificabilidade.

43. (FGV /MPE AL/2018) O Pronunciamento Conceitual Básico (R1) - Estrutura Conceitual
para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro apresenta as características
qualitativas da informação contábil-financeira útil.

Assinale a opção que indica a característica qualitativa que permite que os usuários
identifiquem e compreendam as similaridades dos itens e as diferenças entre eles.

a) Representação fidedigna.
b) Comparabilidade.
c) Verificabilidade.
d) Tempestividade.
e) Compreensibilidade.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

44. (CESPE - Per Crim (Contábeis/2016) As decisões dos usuários da informação


contábil implicam, muitas vezes, a escolha entre alternativas, como vender ou manter um
investimento, ou, ainda, investir em uma entidade ou em outra. Conforme a NBC TG
1.374/2011, essa necessidade dos usuários reforça, em especial, a importância da
característica qualitativa de melhoria denominada:

a) comparabilidade.
b) compreensibilidade.
c) representação fidedigna.
d) relevância.
e) verificabilidade.

45. (IADES/PC DF/Ciências Contábeis/2016) O arcabouço conceitual da contabilidade


brasileira, definido na NBC TG – Estrutura Conceitual, tem como um dos seus focos
estabelecer as características qualitativas que a informação contábil deve apresentar.

Acerca dessas características, assinale a alternativa correta.

a) A fim de garantir a compreensibilidade da informação, temas complexos devem ser


excluídos das demonstrações financeiras por serem de difícil compreensão para alguns
usuários, sem que isso represente prejuízo para as informações.
b) A materialidade permite que se determine um limite quantitativo específico abaixo do
qual a informação se torna irrelevante.
c) A comparabilidade permite que o usuário identifique e compreenda a similaridade ou
diferença que existe entre itens distintos.
d) Para ser útil, uma informação deve estar representada fidedignamente nos relatórios
contábil-financeiros, isto é, ela deve ser completa, neutra e livre de erros.
e) A tempestividade pressupõe que a informação esteja sempre disponível para os
tomadores de decisão, portanto, quanto mais antiga uma informação, mais útil ela se torna.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

46. (CFC - Per Cont (CFC)/CFC/2017) De acordo com a NBC TG ESTRUTURA


CONCEITUAL, sobre aplicação das características qualitativas fundamentais (QC22),
aprovada pela Resolução CFC 1.374/2011, assinale a opção CORRETA.

a) Consistência, embora esteja relacionada com a comparabilidade, não significa o mesmo.


Consistência refere-se ao uso dos mesmos métodos para os mesmos itens, tanto de um
período para outro considerando a mesma entidade que reporta a informação, quanto para
um único período entre entidades. Comparabilidade é o objetivo; a consistência auxilia a
alcançar esse objetivo.
b) Consistência, embora esteja relacionada com a confiabilidade, significa coisas diferentes.
Consistência refere-se ao uso dos mesmos métodos para os mesmos itens, tanto de um
período para outro, considerando a mesma entidade que reporta a informação, quanto para
entre diversos períodos de entidades semelhantes. Confiabilidade é o objeto; a consistência
é o resultado desse objetivo.
c) Consistência só se relaciona com confiabilidade se as declarações de propósitos forem as
mesmas. Assim, consistência refere-se ao uso dos mesmos métodos para os mesmos itens,
tanto de um período para outro, considerando a mesma entidade que reporta a informação,
quanto para entre diversos períodos de entidades semelhantes. Confiabilidade é o objeto; a
consistência é o resultado desse objetivo.
d) Consistência e comparabilidade são as mesmas coisas, exceto que a primeira é contínua
no tempo e a segunda é o momento da oportunidade. Quando consistência refere-se ao uso
dos mesmos métodos para os mesmos itens, comparabilidade pode ser utilizada para objetos
distintos. Consistência é o objeto; comparabilidade é o resultado das ações.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

47. (AOCP/UEFS/Ciências Contábeis/2018) As demonstrações contábeis serão úteis


para os usuários se forem de boa qualidade. A demora indevida na divulgação de uma
informação poderá fazê-la perder sua relevância. A característica qualitativa de melhoria da
informação que deve ser observada aqui é:

a) comparabilidade.
b) a tempestividade.
c) a verificabilidade.
d) a compreensibilidade.
e) o equilíbrio entre características qualitativas

48. (FGV/ALERO/Contabilidade/2018) As demonstrações contábeis normalmente são


elaboradas tendo como premissa que a entidade está em atividade e irá manter-se em
operação por um futuro previsível.
De acordo com o Pronunciamento Conceitual Básico (R1) - Estrutura Conceitual para
elaboração e divulgação de relatório contábil financeiro, essa premissa é chamada de:

a) continuidade.
b) entidade.
c) essência sobre a forma.
d) comparabilidade.
e) tempestividade.

49. (CFC/2º Exame de Suficiência/2017) De acordo com o que define a NBC TG


ESTRUTURA CONCEITUAL – ESTRUTURA CONCEITUAL PARA ELABORAÇÃO E DIVULGAÇÃO
DE RELATÓRIO CONTÁBIL-FINANCEIRO, em relação às características qualitativas de
melhoria das informações contábeis, assinale a alternativa INCORRETA.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

a) A Comparabilidade permite que os diferentes usuários das informações contábeis


identifiquem e compreendam similaridades dos itens e diferenças entre eles.
b) A Verificabilidade indica que a entidade deve fornecer informações exclusivas aos
diferentes usuários da informação contábil, de acordo com os seus interesses.
c) Compreensibilidade consiste em classificar, caracterizar e apresentar a informação com
clareza e concisão tornando-a compreensível.
d) Tempestividade significa ter informação disponível para tomadores de decisão a tempo
de poder influenciá-los em suas decisões.

50. (CEFETBAHIA - Tec (IF Baiano)/IF Baiano/Contabilidade/2017) Associe as


colunas, relacionando as características qualitativas da informação contábil aos seus
conceitos.

Características

1- Relevância
2- Representação fidedigna
3- Comparabilidade
4- Verificabilidade
5- Tempestividade
6- Compreensibilidade

( ) Estabelece que as informações contábeis devem representar a realidade econômica e ser


completas, neutras e livres de erro.

( ) Significa que diferentes observadores, cônscios e independentes, podem chegar a um


consenso, embora nem sempre num completo acordo quanto ao retrato de uma realidade
econômica, em particular, ser uma representação fidedigna.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

( ) Significa ter informação disponível para tomadores de decisão a tempo de poder


influenciá-los.

( ) Representa uma característica qualitativa que permite aos usuários identificarem e


compreenderem as similaridades dos itens e as diferenças entre eles.

( ) Corresponde a uma característica que exige a classificação, a caracterização e a


apresentação da informação com clareza e concisão.

( ) Indica a característica da informação de ser capaz de influenciar a tomada de decisão


dos diversos usuários externos.

A sequência correta dessa associação é:


a) 1, 2, 3, 6, 5, 4.
b) 1, 3, 2, 4, 6, 5.
c) 2, 4, 5, 3, 6, 1.
d) 2, 4, 6, 1, 3, 5.
e) 3, 2, 1, 4, 5, 6.

51. (FUNDEP/Pref Uberaba/2016) As características qualitativas da informação contábil-


financeira útil identificam os tipos de informação que muito provavelmente são reputadas
como as mais úteis para uma série de usuários externos das informações contábeis.

Sobre as referidas características, é CORRETO afirmar:

a) Informação contábil-financeira relevante é aquela capaz de fazer diferença nas decisões


que possam ser tomadas pelos usuários, mesmo que alguns usuários decidam não levá-la
em consideração.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

b) Comparabilidade, verificabilidade, tempestividade e compreensibilidade são consideradas


características qualitativas da informação contábil-financeira, independentemente de sua
relevância.
c) Para que a informação contábil-financeira seja considerada útil, ela precisa ser relevante
ou representar com fidedignidade o que se propõe a representar.
d) Um retrato neutro da realidade econômica (essencial para que ela seja uma representação
fidedigna) é provido de viés na seleção ou na apresentação da informação contábil-financeira.

52. (FCC - AJ TRT20/TRT 20/2016) Considere as assertivas abaixo.

I. A característica qualitativa confiabilidade foi redenominada de representação fidedigna na


estrutura conceitual vigente.

II. A característica essência sobre a forma foi formalmente retirada da condição de


componente separado da representação fidedigna na norma estrutura conceitual vigente,
por ser considerado isso uma redundância. A representação pela forma legal que difira da
substância econômica não pode resultar em representação fidedigna, conforme citam as
bases para conclusões. Assim, essência sobre a forma continua, na realidade, bandeira
insubstituível nas normas do IASB.

III. A característica prudência (conservadorismo) foi também retirada da condição de


aspecto da representação fidedigna na estrutura conceitual vigente, por ser inconsistente
com a neutralidade. Subavaliações de ativos e superavaliações de passivos, segundo os
Boards mencionam nas Bases para Conclusões, com consequentes registros de desempenhos
posteriores inflados são incompatíveis com a informação que pretende ser neutra.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

Está correto o que se afirma em:


a) I, II e III.
b) I e III, apenas.
c) III, apenas.
d) II e III, apenas.
e) II, apenas.

53. (COPEVE/UFMG/Contabilidade/2015) De acordo com o CPC 00, Estrutura


Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil- Financeiro, no que diz
respeito às características qualitativas, avalie as afirmativas a seguir e marque a opção
INCORRETA:

a) Verificabilidade significa que diferentes observadores podem chegar a um consenso,


embora não cheguem necessariamente a um completo acordo, quanto ao retrato de uma
realidade econômica em particular ser uma representação fidedigna.
b) Tempestividade é uma característica qualitativa de melhoria, que significa ter informação
disponível para tomadores de decisão a tempo de poder influenciá-los em suas decisões.
c) Classificar, caracterizar e apresentar a informação com clareza e concisão torna-a
compreensível.
d) Comparabilidade é uma característica qualitativa fundamental, que permite que os
usuários identifiquem e compreendam similaridades dos itens e diferenças entre eles.

54. (FCC – AP/MANAUSPREV/Contabilidade/2015) Sobre as características


qualitativas fundamentais da informação contábil-financeira, considere:

I. Informação contábil-financeira relevante é aquela capaz de fazer diferença nas decisões


que possam ser tomadas pelos usuários.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

II. Comparabilidade, verificabilidade, tempestividade e materialidade são características


qualitativas que melhoram a utilidade da informação que é relevante e que é representada
com fidedignidade.

III. Comparabilidade refere-se ao uso dos mesmos métodos para os mesmos itens, tanto de
um período para outro considerando a mesma entidade que reporta a informação, quanto
para um único período entre entidades.

IV. Verificabilidade significa que diferentes observadores, cônscios e independentes, podem


chegar a um consenso, embora não cheguem necessariamente a um completo acordo,
quanto ao retrato de uma realidade econômica em particular ser uma representação
fidedigna.

Está correto o que se afirma APENAS em:


a) I, III e IV.
b) I e II.
c) II e III.
d) I e IV.
e) III e IV.

55. (VUNESP/IPSM SJC/Contabilidade/2018) Considerando-se a relevância da


informação contábil, do ponto de vista de sua geração, assinale a alternativa correta.

a) O custo de gerar a informação é uma restrição sempre presente no processo de


elaboração e divulgação de relatório contábil. O processo de elaboração e divulgação de
relatório contábil impõe custos, sendo importante que tais custos sejam justificados pelos
benefícios gerados pela divulgação da informação.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

b) O benefício de toda a informação é sempre maior do que seu custo. A informação útil à
tomada de decisão tem valor econômico. É um ativo, objeto de gestão. Observa-se, então,
que toda informação deve ser disponibilizada.
c) Com a moderna tecnologia da informação, o custo de se gerar uma informação a mais é
irrelevante, Deste ponto de vista, a emissão de relatórios contábeis não gera custos e,
portanto, todo relatório contábil deve ser gerado, com objetivo de atender qualquer eventual
necessidade de controle.
d) O custo de gerar uma informação está sempre presente no processo de elaboração dos
relatórios financeiros. O mesmo não ocorre com os relatórios contábeis que, não têm custos
associados a eles. Nesse caso, não há necessidade de se analisar o resultado gerado por ela,
na forma de uma comparação de seus benefícios com o valor dos recursos sacrificados para
gerá-la.
e) A informação é algo intangível e, portanto, não tem custo. Assim, toda informação pode
ser gerada, desde que possibilite algum controle.

56. (FGV – AFTRM/Pref Cuiabá/2016) De acordo com o pronunciamento técnico CPC


00 (R1) – Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil- Financeiro,
não é possível que relatórios contábil-financeiros de propósito geral forneçam toda e qualquer
informação que todo usuário repute ser relevante.

Assinale a opção que indica a restrição presente no processo de elaboração e divulgação de


relatório financeiro de uma entidade de acordo com a estrutura conceitual.

a) O custo de gerar a informação.


b) A subjetividade da contabilidade.
c) A complexidade das transações contábeis.
d) O número de páginas das demonstrações contábeis.
e) A intenção da administração em não apresentar informações estratégicas.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

57. (FUNCAB/EBTT/RR/2013) A informação é vital para um mercado mais eficiente e


para a redução do custo do capital para a economia como um todo, mas o custo está sempre
presente na geração da informação. Assim, não é possível a geração de toda a informação
considerada relevante para o usuário. Esse aspecto extraído da NBC TG –Estrutura Conceitual,
está intimamente relacionado:

A) aos benefícios efetivamente esperados.


B) à correta mensuração dos elementos das demonstrações contábeis.
C) à relação custo benefício.
D) à observância da essência sobre a forma.
E) à performance refletida pelo regime de competência.

58. (VUNESP/CETESB/2013)“Os elementos diretamente relacionados com a mensuração


da posição patrimonial e financeira são os ativos, os passivos e o patrimônio líquido” (Banco
Central do Brasil). Com relação à afirmativa apresentada, assinale a alternativa correta.

(A) Ativo é um recurso controlado pela Entidade como resultado de eventos passados e do
qual se espera que fluam futuros benefícios econômicos para a entidade.
(B) Patrimônio Líquido é uma obrigação presente da Entidade, derivada de eventos passados,
cuja liquidação se espera que resulte na saída de recursos da entidade.
(C) Passivo é o interesse residual nos ativos da Entidade depois de deduzidos todos os seus
passivos.
(D) Ativo é a entrada ou aumento de recursos, que resultam em aumentos do patrimônio
líquido.
(E) Passivo é a redução de recursos que resultam em decréscimo do patrimônio líquido.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

59. (FCC/TJ/PE/2012) Analise as alternativas abaixo, em relação a ativo e passivo, e


assinale a alternativa que NÃO está correta.

a) Ao avaliar-se um item se enquadra na definição de ativo ou passivo, deve-se atentar para


a sua essência e realidade econômica e não apenas sua forma legal.
b) Ativo é um recurso controlado pela entidade como resultado de eventos passados e do
qual se espera que resultem futuros benefícios econômicos para a entidade.
c) Passivo é uma obrigação presente da entidade, derivada de eventos já ocorridos, cuja
liquidação se espera que resulte em saída de recursos capazes de gerar benefícios
econômicos.
d) As definições de ativo e passivo identificam os seus aspectos essenciais, bem como
especificam os critérios que precisam ser atendidos para que possam ser reconhecidos no
balanço patrimonial.
e) Substância física não é essencial à existência de um ativo.

60. (UECE/ AFTM /Pref Sobral/Auditoria Fiscal/2018) Segundo as Normas Brasileiras


de Contabilidade, os recursos controlados pela entidade como resultado de eventos passados
e dos quais se espera que fluam futuros benefícios econômicos para a entidade são
denominados de:

a) ativos.
b) capitais.
c) investimentos.
d) receitas.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

61. (CESPE/TER/TO/2017) De acordo com a estrutura conceitual para elaboração e


divulgação de relatório contábil-financeiro, emitida pelo Comitê de Pronunciamentos
Contábeis (CPC), todo e qualquer elemento patrimonial que se enquadre na definição de
ativo deve:

a) ter a forma legal de um bem ou direito.


b) ter custo ou valor mensurável monetariamente.
c) estar associado a um direito de propriedade.
d) resultar de transações ou eventos passados.
e) E ter forma física.

62. (FUNDEP /CODEMIG/AUDITOR/2018) Analise as seguintes afirmativas sobre


elementos constituintes das demonstrações financeiras (contábeis) obrigatórias e assinale
com V as verdadeiras e com F as falsas.

( ) A forma física é essencial para a existência de itens do ativo. Ao determinar a existência


do ativo, o direito de propriedade não é essencial.
( ) Há uma forte associação entre incorrer em gastos e gerar ativos, mas ambas as
atividades não são necessariamente indissociáveis.
( ) Uma exigibilidade é um dever ou responsabilidade de agir ou de desempenhar uma dada
tarefa de certa maneira.
( ) Os itens que compõem o passivo não podem ser mensurados por meio do emprego de
significativo grau de estimativa.
Assinale a sequência CORRETA.

a) VFVF
b) FVFV
c) VFFV
d) FVVF

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

63. (IESES /GASBRASILIANO/2017) Indique V para as afirmações Verdadeira e F para


as afirmações falsas.

( ) Há uma forte associação entre incorrer em gastos e gerar ativos, mas ambas as atividades
não são necessariamente indissociáveis. Assim, o fato de a entidade ter incorrido em gasto
pode fornecer uma evidência de busca por futuros benefícios econômicos, mas não é prova
conclusiva de que um item que satisfaça à definição de ativo tenha sido obtido. De modo
análogo, a ausência de gasto relacionado não impede que um item satisfaça à definição de
ativo e se qualifique para reconhecimento no balanço patrimonial. Por exemplo, itens que
foram doados à entidade podem satisfazer à definição de ativo.

( ) O benefício econômico futuro incorporado a um ativo é o seu potencial em contribuir,


direta ou indiretamente, para o fluxo de caixa ou equivalentes de caixa para a entidade. Tal
potencial pode ser produtivo, quando o recurso for parte integrante das atividades
operacionais da entidade. Pode também ter a forma de conversibilidade em caixa ou
equivalentes de caixa ou pode ainda ser capaz de reduzir as saídas de caixa, como no caso
de processo industrial alternativo que reduza os custos de produção.

( ) Uma característica essencial para a existência de passivo é que a entidade tenha uma
obrigação presente. Uma obrigação é um dever ou responsabilidade de agir ou de
desempenhar uma dada tarefa de certa maneira. As obrigações podem ser legalmente
exigíveis em consequência de contrato ou de exigências estatutárias. Esse é normalmente o
caso, por exemplo, das contas a pagar por bens e serviços recebidos. Entretanto, obrigações
surgem também de práticas usuais do negócio, de usos e costumes e do desejo de manter
boas relações comerciais ou agir de maneira equitativa. Desse modo, se, por exemplo, a
entidade que decida, por questão de política mercadológica ou de imagem, retificar defeitos
em seus produtos, mesmo quando tais defeitos tenham se tornado conhecidos depois da
expiração do período da garantia, as importâncias que espera gastar com os produtos já
vendidos constituem passivos.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

a) F, V, F.
b) V, V, V.
c) V, F, F.
d) V, V, F.

64. (FGV/CM Caruaru/Contabilidade/2015) Assinale a opção que indica o item


essencial para a existência de um ativo.

a) Forma física
b) Direito de propriedade
c) Controle legal
d) Intenção de compra
e) Geração de benefícios

65. (AOCP/CM Maringá/Administrativo/2017) Um ativo deve ser reconhecido no


balanço patrimonial quando:

a) for provável que benefícios econômicos futuros dele provenientes fluirão para terceiros.
b) representar uma obrigação para com os sócios.
c) não puder ser mensurado.
d) for provável um benefício econômico passado para a entidade.
e) for provável que benefícios econômicos futuros dele provenientes fluirão para a entidade
e seu custo ou valor puder ser mensurado com confiabilidade.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

66. (VUNESP/CM Sertãozinho/2019) A estrutura conceitual da contabilidade define que


uma característica essencial para a existência de passivo é que a entidade tenha:

a) uma obrigação presente.


b) um contrato assinado.
c) uma obrigação futura.
d) uma saída de recurso.
e) uma despesa incorrida

67. (PUC PR /Pref Faz RG/2018) Os benefícios econômicos incorporados a um ativo


podem influir para a entidade de diversas maneiras. O ativo pode ser:

I. usado isoladamente ou em conjunto com outros ativos na produção de bens ou na


prestação de serviços a serem vendidos pela entidade.
II. usado para liquidar um passivo.
III. trocado por outros passivos.
IV. trocado por caixa ou por outros recursos.

Está CORRETO o que ser afirma apenas em:


a) I e II.
b) II e III.
c) III e IV.
d) I, II e IV.
e) I, II, III e IV.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

68. (VUNESP/SPTRANS/2012) A liquidação de uma obrigação presente geralmente


implica a utilização, pela entidade, de recursos incorporados de benefícios econômicos a fim
de satisfazer a demanda da outra parte. A liquidação de uma obrigação presente pode ocorrer
de diversas maneiras, como, por exemplo, por meio de:

I. conversão da obrigação em item do patrimônio líquido.


II. transferência de outros ativos.
III. prestação de serviços.
IV. substituição da obrigação por outra.
V. pagamento eXm caixa.Está correto o que se afirma em

(A) I, II, III, e V, apenas.


(B) I, II, III, IV e V.
(C) II, III, IV e V, apenas.
(D) II, III, e V, apenas.
(E) I, II, e V, apenas.

69. (FCC/AFAP/Contador/2019) A empresa Ágil S.A. entregou um terreno ao banco


para liquidação de um empréstimo. Pode-se afirmar que o evento evidencia:

a) a fruição de benefício econômico futuro.


b) um aumento patrimonial, pela redução do passivo.
c) uma redução na demonstração dos fluxos de caixa.
d) uma perda do valor recuperável do ativo.
e) uma operação de hedge accounting.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

70. (VUNESP /Pref Itapevi/2019) A entidade geralmente emprega os seus ativos na


produção de bens ou na prestação de serviços capazes de satisfazer os desejos e as
necessidades dos consumidores. Os benefícios econômicos futuros incorporados a um ativo
podem fluir para a entidade de diversas maneiras.

Dessa forma, o ativo pode ser:

a) trocado por outros ativos; conversão da obrigação em item do patrimônio líquido.


b) usado para liquidar um passivo; substituição da obrigação por outra.
c) usado para transferência de ativos não correntes para liquidação de obrigação futura;
distribuído aos sócios da entidade.
d) usado isoladamente ou em conjunto com outros ativos na produção de bens ou na
prestação de serviços a serem vendidos pela entidade; distribuído aos proprietários da
entidade.
e) convertido em caixa para pagamentos de obrigações a serem assumidas após o
encerramento do exercício contábil; trocado por ativos de empresas ligadas sem relevância.

71. (VUNESP /Pref Itapevi/2019) A definição de despesas abrange tanto as perdas


quanto as despesas propriamente ditas que surgem no curso das atividades usuais de uma
entidade e incluem, por exemplo, o custo de vendas, salários e depreciação. Geralmente,
essas despesas tomam a forma de, segundo as normas contábeis vigentes,

a) redução de passivo e aumento do patrimônio líquido.


b) desembolso ou redução de ativos como caixa e equivalentes de caixa, estoques e ativo
imobilizado.
c) ingresso de passivo e aumento do patrimônio líquido.
d) aumento de ativo, aumento de passivo e variação positiva líquida do patrimônio líquido.
e) diminuição de ativo, aumento de passivo e aumento do patrimônio líquido.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

72. (DIRPS /UFU/Contabilidade/2019) De acordo com o Pronunciamento CPC 00 (R1)


- Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro - do
Comitê de Pronunciamentos Contábeis, assinale a alternativa correta.

a) As despesas são reconhecidas na demonstração do resultado quando surge um


decréscimo, que possa ser determinado em bases confiáveis, nos futuros benefícios
econômicos provenientes da diminuição de um ativo ou do aumento de um passivo.
b) A receita surge no curso das atividades usuais da entidade e é designada por uma série
de nomes tais como: vendas, honorários, juros, dividendos, royalties, aluguéis. Nesse sentido,
a definição de receita abrange receitas propriamente ditas, provisões e reservas.
c) Um passivo é reconhecido no balanço patrimonial quando houver certeza sobre uma
saída de recursos detentores de benefícios econômicos exigida em liquidação de obrigação
presente e o valor pelo qual essa liquidação se dará puder ser mensurado com confiabilidade.
d) Um ativo é reconhecido no balanço patrimonial quando houver certeza de que benefícios
econômicos futuros dele provenientes fluirão para a entidade e seu custo ou valor puder ser
mensurado com confiabilidade.

73. (VUNESP - CI (UNIFAI)/UNIFAI/2019) Os decréscimos nos benefícios econômicos


durante o período contábil, sob a forma de saída de recursos ou da redução de ativos ou
assunção de passivos, que resultam em decréscimo do patrimônio líquido são considerados,
segundo a norma contábil que rege a estrutura conceitual para elaboração do relatório
contábil, como:

a) prejuízos.
b) provisões.
c) reservas.
d) redução de recursos.
e) despesas.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

74. (NUCEPE UESPI - Per (PC PI)/PC PI/Criminal/Contabilidade/2018) Segundo a


NBC TG Estrutura Conceitual – Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de
Relatório Contábil-Financeiro, os elementos diretamente relacionados com a mensuração do
desempenho na demonstração do resultado são as receitas e as despesas e os diretamente
relacionados à mensuração da posição patrimonial e financeira no balanço patrimonial são
os ativos, os passivos e o patrimônio líquido. De acordo com a norma, é INCORRETO afirmar:

a) O montante pelo qual o patrimônio líquido é apresentado no balanço patrimonial depende


da mensuração dos ativos e passivos. Normalmente, o montante agregado do patrimônio
líquido somente por coincidência corresponde ao valor de mercado agregado das ações da
entidade ou da soma que poderia ser obtida pela venda dos seus ativos líquidos numa base
de item-por-item, ou da entidade como um todo, tomando por base a premissa da
continuidade (going concern basis).
b) Despesas são decréscimos nos benefícios econômicos durante o período contábil, sob a
forma da saída de recursos ou da redução de ativos ou assunção de passivos, que resultam
em decréscimo do patrimônio líquido, e que não estejam relacionados com distribuições aos
detentores dos instrumentos patrimoniais.
c) O benefício econômico futuro incorporado a um ativo é o seu potencial em contribuir,
direta ou indiretamente, para o fluxo de caixa ou equivalentes de caixa para a entidade.
d) Passivo é uma obrigação presente da entidade, derivada de eventos passados, cuja
liquidação se espera que resulte na saída de recursos da entidade capazes de gerar benefícios
econômicos.
e) Ganhos representam itens que se enquadram na definição de receita e surgem sempre
no curso das atividades usuais da entidade, representando aumentos nos benefícios
econômicos, porém diferem, em natureza, das receitas.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

75. (FUNDEP /Pref Uberaba/2016) O Pronunciamento Conceitual Básico apresenta uma


série de informações sobre Receitas e Despesas.

Sobre esses dois conceitos, analise as afirmativas a seguir.

I. A definição de despesas abrange tanto as perdas quanto as despesas propriamente ditas


que surgem no curso das atividades usuais da entidade.

II. As despesas devem ser reconhecidas na demonstração do resultado quando resultarem


em decréscimo nos benefícios econômicos futuros, relacionado com o decréscimo de um
ativo ou o aumento de um passivo, e puderem ser mensurados com confiabilidade.

III. Na prática, o reconhecimento da receita ocorre simultaneamente com o reconhecimento


do aumento nos ativos ou da diminuição nos passivos.

Está(ão) CORRETA(S) a(s) afirmativa(s):


a) I, apenas.
b) I e II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) I, II e III.

76. ( FUNDEP/INB/2018) Analise as afirmativas a seguir relativas ao reconhecimento das


despesas.

I. As despesas devem ser reconhecidas na demonstração do resultado com base na


associação direta entre elas e os correspondentes itens de receita. Entretanto, as despesas
não devem ser reconhecidas nessa demonstração nos casos em que um passivo é incorrido
sem o correspondente reconhecimento de um ativo.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

II. Quando se espera que os benefícios econômicos sejam gerados ao longo de vários
períodos contábeis e a associação com a correspondente receita somente possa ser feita de
modo geral e indireto, as despesas devem ser reconhecidas na demonstração do resultado
com base em procedimentos de alocação sistemática e racional.

III. As despesas devem ser reconhecidas imediatamente na demonstração do resultado


quando o gasto não produzir benefícios econômicos futuros ou quando, e na extensão em
que, os benefícios econômicos futuros não se qualificarem, ou deixarem de se qualificar, para
reconhecimento no balanço patrimonial como ativo.

Tomando como base os preceitos da NBC TG Estrutura Conceitual, estão corretas as


afirmativas:

a) I e II, apenas.
b) I e III, apenas.
c) II e III, apenas.
d) I, II e III.

77. (VUNESP/Pref SJC/Ciências Contábeis/2018) O significado de despesas abrange


tanto as perdas quanto as despesas propriamente ditas que surgem no curso das atividades
usuais da entidade, tais como o custo das vendas, salários e depreciação. Em regra, essas
despesas tomam a forma de:
a) desembolso ou redução de ativos como caixa e equivalentes de caixa, estoques e ativo
imobilizado.
b) gastos e podem ou não surgir no curso das atividades usuais da entidade, representando
decréscimos nos benefícios econômicos futuros.
c) gastos e não podem surgir no curso das atividades usuais da entidade, representando
acréscimos nos benefícios econômicos.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

d) pagamentos ou redução de ativos como caixa e equivalentes de caixa e consequente


impacto nas contas patrimoniais.
e) pagamentos e redução de caixa e equivalentes de caixa e consequente impacto no
resultado.

78. (VUNESP/Pref SJC/Ciências Contábeis/2018) A definição de receita abrange tanto


receitas propriamente ditas quanto ganhos. Ganhos representam outros itens que se
enquadram na definição de receita e podem ou não:

a) gerar expectativas de benefícios vincendos.


b) ser exploradas por uma variedade de nomes, tais como vendas, honorários, juros,
dividendos, royalties, aluguéis.
c) gerar base de cálculo tributável.
d) levar em conta a natureza da entidade e suas operações.
e) surgir no curso das atividades usuais da entidade, representando aumentos nos benefícios
econômicos.

79. (VUNESP/EMPLASA/2014) Segundo o Pronunciamento Técnico Contábil –CPC 00 R1,


a mensuração dos elementos das demonstrações contábeis é o processo que consiste em:

(A) avaliar os montantes pagos em caixa ou equivalentes de caixa ou pelo valor justo dos
recursos entregues para adquiri-los na data da aquisição.
(B) determinar os montantes monetários por meio dos quais os elementos das
demonstrações contábeis devem ser reconhecidos e apresentados no balanço patrimonial e
na demonstração do resultado.
(C) avaliar os montantes dos recursos recebidos em troca da obrigação ou, em algumas
circunstâncias (como, por exemplo, imposto de renda), pelos montantes em caixa ou
equivalentes de caixa, que se espera, serão necessários para liquidar o passivo no curso
normal das operações.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

(D) determinar os montantes de liquidação, isto é, os montantes em caixa ou equivalentes


de caixa, não descontados, que se espera, serão pagos para liquidar as correspondentes
obrigações no curso normal das operações.
(E) determinar se os ativos são mantidos pelo valor presente, descontados, dos fluxos futuros
de entradas líquidas de caixa, que se espera, sejam gerados pelo item no curso normal das
operações.

80. (FGV/COMPESA/Contador/2016) De acordo com o Pronunciamento Conceitual


Básico (R1) – Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-
Financeiro, um número variado de bases de mensuração é empregado em diferentes graus
e em variadas combinações nas demonstrações contábeis.

Nesse sentido, assinale a afirmativa correta.

a) De acordo com o custo histórico, os ativos são registrados pelos montantes pagos em
caixa ou equivalentes de caixa ou pelo valor justo dos recursos entregues para adquiri-los na
data da aquisição.
b) De acordo com o custo corrente, os ativos são mantidos pelos montantes em caixa ou
equivalentes de caixa que poderiam ser obtidos pela sua venda em forma ordenada.
c) De acordo com o valor realizável, os ativos são mantidos pelos montantes em caixa ou
equivalentes de caixa que teriam de ser pagos se esses mesmos ativos ou ativos equivalentes
fossem adquiridos na data do balanço.
d) De acordo com o valor presente, os passivos são reconhecidos pelos montantes em caixa
ou equivalentes de caixa, não descontados, que se espera seriam necessários para liquidar
a obrigação na data do balanço.
e) De acordo com o custo corrigido, os passivos são registrados pelos montantes dos
recursos recebidos em troca da obrigação ou, em algumas circunstâncias, pelos montantes
em caixa ou equivalentes de caixa que serão necessários para liquidar o passivo no curso
normal das operações.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

81. ( FUNDATEC/CM Ituporanga/2019) De acordo com o Pronunciamento Conceitual


Básico, um número variado de bases de mensuração é empregado em diferentes graus e em
variadas combinações nas demonstrações contábeis. Com base nesse pronunciamento,
relacione a Coluna 1 à Coluna 2.

Coluna 1

1. Custo Corrente.
2. Valor Presente.
3. Custo Histórico.
4. Valor Realizável.

Coluna 2

( ) Os ativos são registrados pelos montantes pagos em caixa ou equivalentes de caixa ou


pelo valor justo dos recursos entregues para adquirí-los na data da aquisição. Os passivos
são registrados pelos montantes dos recursos recebidos em troca da obrigação ou, em
algumas circunstâncias (como, por exemplo, imposto de renda), pelos montantes em caixa
ou equivalentes de caixa que, se espera, serão necessários para liquidar o passivo no curso
normal das operações.

( ) Os ativos são mantidos pelos montantes em caixa ou equivalentes de caixa que teriam
de ser pagos se esses mesmos ativos ou ativos equivalentes fossem adquiridos na data do
balanço. Os passivos são reconhecidos pelos montantes em caixa ou equivalentes de caixa,
não descontados, que, se espera, seriam necessários para liquidar a obrigação na data do
balanço.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

( ) Os ativos são mantidos pelos montantes em caixa ou equivalentes de caixa que poderiam
ser obtidos pela sua venda em forma ordenada. Os passivos são mantidos pelos seus
montantes de liquidação, isto é, pelos montantes em caixa ou equivalentes de caixa, não
descontados, que, se espera, serão pagos para liquidar as correspondentes obrigações no
curso normal das operações.

( ) Os ativos são mantidos pelo valor presente, descontado, dos fluxos futuros de entradas
líquidas de caixa que, se espera, seja gerado pelo item no curso normal das operações. Os
passivos são mantidos pelo valor presente, descontado, dos fluxos futuros de saídas líquidas
de caixa que, se espera, serão necessários para liquidar o passivo no curso normal das
operações.

A ordem correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

a) 1 – 2 – 3 – 4.
b) 3 – 1 – 4 – 2.
c) 2 – 1 – 3 – 4.
d) 4 – 3 – 2 – 1.
e) 3 – 2 – 4 – 1.

82. (NC-UFPR/Pref Matinhos/Contabilidade/2019) De acordo com o CPC 00 (R1), as


demonstrações contábeis empregam um número variado de bases de mensuração. Entre
essas bases, há uma que considera que “os ativos são mantidos pelos montantes em caixa
ou equivalentes de caixa que teriam de ser pagos se esses mesmos ativos ou ativos
equivalentes fossem adquiridos na data do balanço. Os passivos são reconhecidos pelos
montantes em caixa ou equivalentes de caixa, não descontados, que se espera seriam
necessários para liquidar a obrigação na data do balanço”. Esse texto se refere a qual base
de mensuração empregada nas demonstrações contábeis?

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

a) Valor histórico.
b) Valor justo.
c) Custo corrente.
d) Custo padrão.
e) Valor atual.

83. (IESES/FUNDESJ/Contabilidade/2019) É a estimativa do valor corrente de um


fluxo de caixa futuro, no curso normal das operações da entidade. Tal fluxo de caixa pode
estar representado por ingressos ou saídas de recursos. Estamos falando do:

a) Valor Justo.
b) Valor Presente.
c) Valor Real.
d) Valor Futuro.

84. (CESPE/SEFAZ RS/2018) Conforme a NBC TG Estrutura Conceitual aprovada pela


Resolução CFC n.º 1.374/2011, o valor realizável é a base de mensuração que implica avaliar
o ativo de acordo com o:

a) valor presente descontado dos fluxos futuros de entradas líquidas de caixa esperados do
ativo no curso normal das operações.
b) montante de caixa ou equivalentes de caixa que poderiam ser obtidos pela sua venda em
forma ordenada.
c) montante de caixa ou equivalentes de caixa a serem pagos se esse mesmo ativo ou um
ativo equivalente for adquirido na data do balanço.
d) maior montante entre o seu valor justo líquido de despesa de venda e o seu valor em uso.
e) valor justo dos recursos entregues para adquiri-lo na data de aquisição.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

85. (CESGRANRIO)/LIQUIGÁ /2018) Segundo a NBC TG ESTRUTURA CONCEITUAL,


aprovada pela Resolução CFC nº 1.374/2011, a mensuração é o processo que consiste em
determinar os montantes monetários, por meio dos quais os elementos das demonstrações
contábeis devem ser reconhecidos e apresentados no balanço patrimonial e na demonstração
do resultado, feito de acordo com a seleção de uma base específica.
Nesse contexto, considere o reconhecimento de um passivo pelo montante de equivalentes
de caixa, não descontado, que era esperado como necessário para liquidar uma obrigação
na data do balanço

A base de mensuração adotada, nesse caso, para o reconhecimento, foi a do:

a) custo corrente
b) custo histórico
c) valor justo
d) valor presente
e) valor realizável

86. (CESPE/TRE/TO/2017) O gerente comercial de uma empresa, querendo informações


acerca do estoque de mercadorias, recorre ao seu contador a fim de obter respostas para as
seguintes questões:

I - Quanto de recursos financeiros será necessário para a empresa repor os estoques?


II - Quanto gastou a empresa para adquirir os bens que se encontram atualmente em
estoque?
III - Quanto arrecadaria a empresa com a venda ordenada dos seus estoques?
IV - Quanto teria a empresa de desembolsar caso queira quitar hoje a dívida de longo prazo
que tem com os seus fornecedores de mercadorias?

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

A partir dessa situação hipotética, assinale a opção que apresenta, na ordem em que
aparecem, as bases de mensuração que o contador deve observar para responder cada
questionamento, considerando o disposto na estrutura conceitual para elaboração e
divulgação de relatório contábil-financeiro, emitida pelo CPC.

a) custo corrente; custo histórico corrigido; valor presente; valor justo


b) custo corrente; custo histórico; valor realizável; valor presente
c) custo histórico corrigido; custo corrente; equivalente corrente de caixa; valor presente
d) valor realizável; custo histórico; custo corrente; valor presente
e) valor realizável; custo histórico; valor justo; valor de liquidação

87. (VUNESP/ AMCI/Pref SP/Geral/2015) As demonstrações contábeis objetivam,


seguindo a abordagem dada pela Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de
Relatório Contábil e Financeiro, fornecer informações úteis na tomada de decisões
econômicas, bem como avaliações, por parte dos usuários em geral, dessas informações.
As demonstrações contábeis não têm um propósito específico único e são mais comumente
elaboradas segundo modelo baseado:

a) no custo de reposição e no conceito de manutenção do capital financeiro ajustado.


b) no custo histórico recuperável e no conceito da manutenção do capital financeiro nominal.
c) no valor justo, bem como no conceito de fluxo de caixa descontado.
d) no valor justo e no conceito de manutenção de capital financeiro ajustado.
e) no valor de reposição, bem como no conceito de manutenção do capital ajustado.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

88. ( VUNESP/CM Registro/2016) O conceito de manutenção do capital físico, segundo


a estrutura conceitual básica da contabilidade, requer a adoção do:

a) princípio da Continuidade, evidentemente na própria manutenção do PL.


b) custo corrente como base de mensuração.
c) critério de Impairment como base de ajuste patrimonial.
d) valor justo líquido de ativos e passivos como base de avaliação.
e) princípio da Essência sobre a Forma ou Existência.

89. (UFRR/2018) Julgue os itens a seguir:

I. Manutenção do capital e determinação do lucro – CPC 00. O Conceito financeiro de


manutenção de capital requer a adoção do custo corrente como base de avaliação

II. Pronunciamento conceitual básico – R1. A característica qualitativa da comparabilidade é


obtida quando são usados os mesmos métodos para os mesmos itens, pressupondo-se que
as características qualitativas de melhoria tenham sido satisfeitas.

III. A estrutura conceitual estabelecida pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis não


constitui uma norma propriamente dita nem define normas ou pronunciamentos de qualquer
espécie.

A) Errada; Errada; Certa.


B) Errada; Certa; Certa.
C) Certa; Errada; Certa.
D) Certa; Certa; Errada.
E) Errada; Errada; Errada.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

90. (NC-UFP/)/FOZPREV/Ciências Contábeis/2018) Considerando a Estrutura


Conceitual da Contabilidade, as demonstrações contábeis são elaboradas e apresentadas
para usuários externos em geral tendo em vista suas finalidades distintas e necessidades
diversas. A respeito do assunto, considere as seguintes afirmativas:

1. A informação contábil-financeira é capaz de fazer diferença nas decisões se tiver valor


preditivo, valor confirmatório ou ambos.

2. O benefício econômico futuro que é incorporado em um passivo é o seu potencial de


contribuir para o fluxo de caixa da empresa.

3. Comparabilidade, tempestividade e compreensibilidade são características qualitativas que


melhoram a utilidade da informação que é relevante.

4. Lucro é considerado auferido somente se o montante financeiro dos ativos líquidos exceder
o seu montante antes de excluídas as distribuições aos proprietários e seus aportes de capital
no período.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente a afirmativa 1 é verdadeira.


b) Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.
e) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br
Contabilidade Avançada
CPC’s Esquematizados
Professor: Silvio Sande

91. (FCC/TRE/PR/2012) Sobre a estrutura conceitual para a elaboração e apresentação


das demonstrações contábeis, considere:

I. A estrutura conceitual aplica-se à forma e não conteúdo das informações adicionais


fornecidas para atender às necessidades da administração da empresa.

II. O objetivo das demonstrações contábeis é fornecer informações que sejam úteis a um
grande número de usuários em suas avaliações e tomadas de decisão econômica.

III. As demonstrações contábeis são preparadas com base no pressuposto de que a entidade
não tem a intenção nem a necessidade de entrar em liquidação, nem reduzir materialmente
a escala das suas operações.

IV. As informações sobre assuntos complexos que dificultam a compreensibilidade para


alguns usuários da contabilidade devem ser excluídas das demonstrações contábeis.

Está correto o que se afirma APENAS em:

a) I e II.
b) II e III.
c) I, II e III.
d) II, III e IV.
e) III e IV.

Professor: Silvio Sande


www.silviosande.com.br