Você está na página 1de 4

A IMPORTÂNCIA DO PSICOLOGO NO TRATAMENTO DA DEPRESSÃO

A depressão é uma doença como outra qualquer, não da em arvore.

Dá em gente. Em qualquer tipo de gente.

Deprimidos disfarçam. Tentam enganar que estão bem. Porque não querem dar trabalho.

Porque tem vergonha. Se escondem.

Deprimidos também riem, conversam, contam piadas. Sabe Deus a que preço e de onde

tiram essa força. Mas conseguem. Só por fora. Por dentro a depressão come solta.

A depressão começou e a pessoa se roi de angustia. Numa aflição que paralisa. Que inutiliza.

As pessoas não são o que a gente imagina. Nem o que a gente espera que sejam. As

pessoas são o que conseguem ser. É preciso levantar a capa de preconceito que a gente tem com

o suicídio.

A ideia de que a pessoa era fraca. Molenga. Sem fé na vida. Sem Deus no coração. Frescura.

Ingratidão. Mimimi. Gente, ele tem tudo!

Como é que pode ter depressão? Ai, eu no lugar ia estar é Bem feliz. NÃO! Nada disso...

Você, no lugar dele, ia estar bem infeliz também. Não importa dinheiro, corpo bonito, boas

parcerias. AMOR. Se fosse assim, depressão não dava em padres cheios de Deus no coração.

Depressão da em quem ESTÁ VIVO. E ninguém é menos ou pior por que tem depressão.

E ninguém está livre de ter um dia. Sofre, entre outras coisas, pela solidão. Pela

incompreensão.

Pelos olhares e dedos apontados de quem julga o que não entende. As mesmas pessoas

piedosas que amparam rapidamente quem tem câncer, jogam para o lado quem tem depressão.

O que é a depressão senão um maldito câncer na alma?

Só sabe quem passou. Ou quem teve a coragem de acompanhar de perto.

A depressão, ela vai tomando conta do seu dia a dia. Dormir é difícil. Acordar também é. Uma

dor tão infinita que parece que não vai passar. A pessoa se mata para se livrar da dor.

Porque viver ficou INSUPORTÁVEL. A impressão é de que não tem volta. MAS TEM!

Tem terapia. Tem medicação. Se for seu caso, procure ajuda. NÃO DESISTA!

Enquanto há vida, há esperança. Enquanto houver esperança, VALE A LUTA!


Olá, eu sou Juliano Mello, sou Psicologo, e trabalho com a terapia Cognitiva
Comportamental.

Vim conversar com você sobre como posso ajudar uma pessoa que está em depressão?

É muito comum no nosso dia a dia termos momentos de tristeza, de empatia, diante de algo

ruim que nos acontece ali. Mais a depressão ela transcende a tudo isso. E a depressão ela trás

sintomas ali que são de fatos LIMITANTES e que incapacita a gente de estar no nosso dia a dia

executando tarefas das mais simples, como ate mesmo tomar um banho e as mais complexas de

uma execução de um trabalho ou de uma atividade.

Só que quem nunca teve depressão não consegue compreender o que que acontece na

cabeça de uma pessoa deprimida.

E a pessoa deprimida ela tende a pensar de um jeito muito diferente do que aquela que não

tem depressão pensa. Nós temos ali uma tria cognitiva de que é a visão que a gente tem da gente

mesmo, a visão que a gente tem do outro e a visão que a gente tem do Futuro.

Uma pessoa q tem depressão ela costuma ter essa tria cognitiva muito distorcida e

geralmente a visão q ela tem dela mesmo, do outro e do futuro ela vem carregada de crenças ali

totalmente catastróficas distorcidas e que vão abalando ali toda a sua alto imagem, sua alto estima

e toda a sua vontade de viver.

Esse vídeo é exatamente pra esclarecer um pouco sobre o que é depressão? Você que

nunca viveu por isso e nunca passou por isso e difícil realmente compreender. Porque na maioria

das vezes rotulamos uma pessoa deprimida, como preguiçosa, incapaz, frágil, quando na verdade

nós temos ali uma doença grave, que acarreta inúmeras pessoas principalmente nos dias de hoje.

A primeira coisa que vc precisa saber a ajudar alguém que esta proximo de vc com depressão

é entender sobre essa patologia, porque assim vc vai parar de recriminar e de rotular aquela

pessoa, como alguém fraco, alguém que não dar conta, alguém que como se fosse assim a que

isso tudo é da sua cabeça, e na verdade não são esses sintomas não são tão simples assim.

Então incentive a pessoa q esta ali do seu lado com depressão, a procurar por tratamento,

quebre esse preconceito, de que psiquiatra e psicólogo são coisas para loucos, “que não sou louco

então não preciso ir”, rompe esse preconceito e busque por tratamento. Esse é o primeiro passo.
O outro passo que vc pode fazer auxiliar a pessoa q esta com depressão é estimula La a

fazer alguma atividade física, no inicio tende a ser realmente muito difiicl ali a se levantar pra poder

fazer algo, mais como tempo a atividade física que tem ali um exercício euróbico que vai aumentar

o batimento cardioco, ela produz no organismo uma substancia como endorfina, e a topa mina que

vão ali dar aquela estimulada e aquela sensação de prazer.

O outro ponto que vc pode ajudar a pessoa deprimida é tentar junto com ela a identificar quais

são esses pensamentos que ela esta tendo ali que esta causando, ou ate mesmo pode esta

acentuando tudo isso. E não necessariamente esses pensamentos são reais, esses pensamentos

podem estar vindo distorcidos da realidade carregado dessas distorções cognitivas, de leitura da

mente, algo que realmente so vai direcionar aquela pessoa para q de tudo errado na vida e que as

coisas não estão boas.

E alem de vc incentivar aquela pessoa de estar buscando e compreendendo quais são os

seus pensamentos cognitivos que a TCC trabalha arduamente no consultório é vc também junto

com essa pessoa construir ali talvez uma lista de GRATIDÃO, e um convite que essa pessoa olhe

pra vida dela de uma forma diferente com o que ela tem visto, é como se a gente pegasse ali no

palco do teatro que ta tudo escuro, a gente pode jogar o holofote aonde a gente tem interesse de

jogar.

A pessoa deprimida esta jogando o holofote ali apenas nas perdas, e em tudo que ficou pra

trás. Já vc pode auxiliar essa pessoa a caminhar esse holofote e a conseguir com que ela olhe tudo

bem, tem essas coisas ruim, mais o que q tem de bom na minha vida?

E a pergunta que pode ajudar muito a isso seria aquela, o que vc gostaria que tivesse

que permanecer na sua vida? Imagina que vc amanhecesse amanha sem tudo aquilo que vc não

agradeceu hoje? E a pessoa começa a observar pequenas coisas, pequenos situações da vida,

pontos que ele tem na vida dele, ai sim q ele começa o despertar...

opa isso é bom pra mim.

E outra coisa também que percebo pode não ser tão simples assim essa pessoa conseguir

buscar como uma atividade física, fazer todo esse pensamento ali, anotar e por si só conseguir

compreender o que q esta gerando, quais são esses pensamentos que esta gerando toda aquela

cadeia.
O psiquiatra é necessário para dar toda aquela mediação pra dar aquela levantada e então

conseguir a caminhar, e o psicólogo vai poder caminhar junto nessa busca ali por todos os

pensamentos e por todas essas crenças limitantes que esta fazendo com que ele não consiga

realmente levar uma vida saudável.

Então é isso...