Você está na página 1de 8

ELETRÔNICA ANALÓGICA APLICADA

CONVERSÃO LINEAR CORRENTE-TENSÃO

Relatório realizado como forma de


documentação de aula prática
ministrada pelo Prof. Dr. Carlos Reis.

Felipe Wagner Bízio 21044912

Santo André – SP
2019
Sumário

1 – Metodologia ............................................................................................................................ 3
1.1- Materiais utilizados ....................................................................................................... 3
2- Procedimento Experimental ................................................................................................. 4
2.1- Espelho de corrente + conversor tensão corrente........................................................ 4
2.2- Condicionador do sinal de foto-transistor .................................................................... 6
3- Conclusão .............................................................................................................................. 8

2
1 – Metodologia

1.1- Materiais utilizados

• Protoboard;
• Placa de circuito impresso (montada pelo aluno)
o Resistor 10KΩ;
o Resistor 470Ω;
o 3 Circuito Integrado CD4007;
o Transistor bipolar PNP BC327;
o Transistor bipolar NPN BC337;
o Capacitor 10nF;
• Fios de conexão;
• CI CA3046;
• Foto-Transistor TIL-78;
• LED;
• Multímetro;
• Gerador de funções;
• Fonte de alimentação variável.

3
2- Procedimento Experimental

2.1- Espelho de corrente + conversor tensão corrente

A primeira parte do experimento, foi utilizado o circuito montado no


experimento anterior, visto na figura 1, alterando algumas conexões de entrada
e saída e adicionando um espelho de corrente com o CI CA3046. Para melhor
representação, o circuito será demonstrado em sua forma de bloco.

Figura 1: Circuito Amp-Op

Figura 2: Espelho de corrente + conversor tensão corrente

4
Primeiramente, foi necessário calcular o valor de R1 junto com o valor do
trimpot (ligado em série) para que a tensão de saída Vo varie entre 1 e 5V.
Esse cálculo é mostrado abaixo.

1
𝐼𝑑1 = = 21𝑢𝐴
47𝐾Ω

8
𝐼𝑑2 = = 106𝑢𝐴
47𝐾Ω

8 − 0,7
𝑅1 = = 347𝐾Ω
21𝑢𝐴

8 − 0,7
𝑅2 = = 68𝐾Ω
106𝑢𝐴

Foi adotado um valor de Trimpot de 330KΩ e R1 de 70KΩ. Em seguida,


foi levantada a curva experimental relacionando Vo com R1, neste caso, foi
medido a corrente que flui através do trimpot e do R1, junto com a saída. Os
valores podem ser observados na tabela 1 e na figura 3.

5
Tabela 1: Valores de Corrente e
6,0
tensao de saida

5,0
Corrente
Vo [V]
[uA] 4,0
23,5 0,9

Vo [V]
3,0
27,8 1,0
37,8 1,5 2,0
48,7 2,0
1,0
58,0 2,5
70,4 3,0 0,0
93,0 4,0 0,0 20,0 40,0 60,0 80,0 100,0 120,0 140,0
Corrente [uA]
100,9 4,4
114,3 5,0 Figura 3: Gráfico Corrente x Vo

2.2- Condicionador do sinal de foto-transistor

Na segunda parte do experimento, foi necessário alterar o circuito, adicionando


em sua entrada um foto-transistor TIL-78, exposto á luz produzida pela fonte de
luz LED1, situado à uma distância D. Como pode ser visto na figura 4.

Figura 4: Condicionador do sinal de um foto-transistor

6
Foi necessário determinar graficamente a relação entre a tensão de
saída e a distância D, ou seja, Vo deve variar no intervalo de 0 até a máxima
amplitude do sinal aplicado. No caso, foi anotado experimentalmente entre a
distância 2cm até 6cm, o resultado pode ser observado na tabela e gráfico
abaixo.

Tabela 2: Valores de D e Vo
Relação Distancia e tensão
D(cm) Vo(mV) 80,0
70,0
2,0 74,8
60,0
3,0 46,7
50,0
Vo [mV]

4,0 40,8 40,0


5,0 21,0 30,0
6,0 13,4 20,0
10,0
0,0
1,5 2,5 3,5 4,5 5,5 6,5
Distância [cm]

Figura 5: Relação DxVo

Pode-se observar no gráfico, que os valores não decaem de forma


linear, ou seja, eles sofrem interferência com a luz do laboratório. Um meio
para eliminar parte dessa interferência, seria isolar o circuito em um ambiente
escuro, ou também direcionar o feixe de luz diretamente ao receptor. Dessa
forma, os resultados obtidos poderiam ser mais precisos.

7
3- Conclusão

Esse experimento possibilitou a observação do comportamento de um


circuito conversor de corrente-tensão, e também avaliar o comportamento de
um condicionador do sinal de um foto-transistor. Foi possível observar como
um ambiente não controlado por interferir nos resultados da segunda parte do
experimento. De todo modo, o experimento foi concluído de forma satisfatória.