Você está na página 1de 2

CONTRATO PARTICULAR DE

HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS

CONTRATANTE

Nome: XXXX XXXX, brasileiro(a), estado civil, profissão, CPF XXX.XXX.XXX-XX, residente e
domiciliado(a) na rua XXXXXXXXXXXXXX, nº XXX – Apto. XXXX, bairro Xxxxxxx Xxxxxxx, na cidade de
XXXXXXXXXX/Estado, CEP XXXXX-XXX.

E-mail: XXXXXX@XXXXXXX
Tel. Res: (XX) XXXX.XXXX
Celular: (XX) XXXX.XXXX

CONTRATADO(S)
XXXXXXXXXX XXXXXXXXX, advogado(s) regularmente inscrito(s) na OAB/Estado sob o nº, doravante
denominado(s) simplesmente CONTRATADO(S).

As partes acima qualificadas, de comum acordo, estabelecem as seguintes cláusulas e


condições contratuais:

Cláusula Primeira: O (a) CONTRATANTE acima qualificado, por intermédio deste


instrumento particular de contrato de honorários advocatícios, contrata os serviços profissionais dos
CONTRATADOS especialmente para ajuizar AÇÃO ORDINÁRIA DE CORREÇÃO DOS SALDOS DO FUNDO DE
GARANTIA POR TEMPO DE SERVIÇO (FGTS).

Cláusula Segunda: São obrigações do (a) CONTRATANTE:

I - ressarcir os CONTRATADOS das despesas realizadas em função das demandas judiciais


e/ou administrativas que lhes forem solicitadas ou que se tornem imprescindíveis a juízo desta para o
cumprimento das obrigações deste contrato, considerado o seu objeto;
II – fornecer, tempestivamente, todos os meios para o bom desempenho das atividades
dos(as) advogados(as) CONTRATADOS; principalmente documentos, provas, informações, assessoramento
técnico quando necessário, isentando-se os CONTRATADOS de qualquer responsabilidade pelo atraso,
negligência, caso fortuito ou força maior, que impliquem no não cumprimento das obrigações processuais
fora do prazo estabelecido em lei, principalmente quando se tratar do pagamento de custas, despesas
judiciais, ou com cálculos do contador, autenticações, cópias, reconhecimento de firma, depósitos judiciais
e outros;
III - pagar os honorários devidos aos CONTRATADOS, nos termos do disposto neste
contrato e nos prazos nele fixados.
IV - informar os CONTRATADOS de qualquer fato superveniente que seja importante para
a solução do litígio judicial ou administrativo, ou do seu interesse em efetuar transação, acordo
extrajudicial ou outra forma de composição amigável da lide.
V – será considerada má-fé a transação administrativa ou a solução do litígio diretamente
pelo(a) CONTRATANTE sem prévia comunicação aos CONTRATADOS, importando tal conduta em multa de
R$ 500,00 (quinhentos reais), sem prejuízo do pagamento dos honorários advocatícios ora pactuados.
Parágrafo único. Ficam desautorizadas pelo (a) CONTRATANTE a realização de despesas
superiores a R$ 200,00 (duzentos reais), sem prévia autorização, exceto o pagamento de custas judiciais
ou outras despesas imprescindíveis a continuidade do processo judicial.

Cláusula Terceira. Pelos serviços prestados o(a) CONTRATANTE pagará aos CONTRATADOS
honorários advocatícios fixados da seguinte forma:

I - Ao final da ação, em caso de êxito:


- XX% (XXXX por cento) quando a ação for concluída, incidente sobre o montante da
condenação e/ou dos créditos a que fizer jus o contratante;
Parágrafo Único: Nos casos em que restar determinado pelo juízo o depósito integral do
valor da condenação na conta vinculada do FGTS do autor, impossibilitando a dedução
antecipada do percentual definido no item “I” desta cláusula, o contratante efetuará o
pagamento dos honorários ora contratados em X vezes de igual valor, mensalmente, a iniciar da
data da efetivação do depósito do valor arbitrado pelo juízo na conta vinculada do FGTS do
autor.

II - Improcedência da ação – no caso de improcedência da ação, não serão devidos


honorários advocatícios aos CONTRATADOS, exceto ressarcimento de custas judiciais antecipadas, se for o
caso.
Parágrafo primeiro. O pagamento dos honorários previstos no item I desta cláusula serão
feitos diretamente aos advogados.
Parágrafo segundo: Os honorários fixados no item I desta cláusula são devidos a partir da
data da assinatura do presente contrato e são irretratáveis.
Parágrafo terceiro. Os honorários de sucumbência ou fixados por arbitramento judicial,
quando forem definidos, reverterão em favor dos CONTRATADOS.
Parágrafo quarto. Os honorários advocatícios estabelecidos com base neste contrato são
devidos a partir do ajuizamento da ação, mesmo no caso de solução administrativa, pagamento voluntário
por parte da Administração ou do empregador, transação ou acordo.
Parágrafo quinto. No caso de desistência da ação por parte do(a) autor(a), os honorários
advocatícios são fixados em um salário mínimo vigentes na data do protocolo da petição de desistência.
Parágrafo sexto. A procuração outorgada ao(s) advogados(s) CONTRATADO(S) é
irrevogável no curso do processo judicial ou administrativo, podendo o(s) CONTRATADO(A)
substabelecer(em) os poderes que lhe(s) for(em) conferidos a outros advogados, ou transferir a ação para
outros advogados a pedido do(a) CONTRATANTE, desque que seus honorários sejam ressalvados.

Cláusula Quarta. Qualquer tolerância dos CONTRATADOS quanto as sanções previstas


neste contrato ou flexibilização de suas condições, não implicará em novação ou repactuação das
condições ora ajustadas.

Cláusula Quinta. A vigência deste contrato é indetermindada, resolvendo-se com o


pagamento integral dos honorários devidos, podendo ser rescindido mediante acordo entre as partes.

Cláusula Sexta. O(a) CONTRATANTE se compromete a manter seu endereço e telefones


atualizados.

Cláusula Sétima. Fica eleito o Foro da cidade de Porto Alegre para dirimir qualquer dúvida
oriunda da aplicação ou interpretação das cláusulas constantes do presente contrato, renunciando as
partes a qualquer outro por melhor que seja. E assim, por estarem justos e contratados, firmam o
presente contrato em quatro vias de igual teor e forma na presença de duas testemunhas.

Município, XX de XXXXXXXXXX de 201_.

Contratante: _______________________________________________

Contratados: _______________________________________________
Nome do Advogado/Escritório