Você está na página 1de 1

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM PERNAMBUCO

SUPERINTENDÊNCIA DAS CAMPANHAS EVANGELIZADORA


Pr. Presidente Ailton José Alves
PROJEFÉRIAS 2020.1 – DEGRAUS PARA O CRESCIMENTO ESPIRITUAL

Estudo 02 - Virtude: a excelência da conduta cristã


TEXTO BASE: 2 Pe 1.5-8

INTRODUÇÃO. A segunda carta de Pedro tem como tema principal o conhecimento espiritual. A palavra conhecer ou
conhecimento aparece 13 vezes nesta pequena carta. Trata-se do conhecimento espiritual revelado por Deus, que produz a
salvação e a santificação do crente (Mt 11.25-27; 16.16,17; Jo 17.3). Primeiro, observamos a FÉ como a base deste
crescimento espiritual, e agora, veremos a virtude como a excelência da conduta cristã.
VIRTUDE: qualidade do que se conforma com o considerado correto e desejável; uma qualidade moral particular.
CONDUTA: modo de agir, de se portar, de viver, procedimento.

1. O PROGRESSO DO CONHECIMENTO. A vida cristã começa com o Novo Nascimento, através da fé salvadora.
Mas, após o nascimento, precisamos crescer. Nos vv. 3,4 do capítulo que estamos estudando, Pedro nos apresenta o plano
para o crescimento, com três detalhes importantes:
1.1. Ele é para todos. Ele usa os verbos na primeira e na segunda pessoa do plural. Todo cristão deve crescer no
conhecimento espiritual.
1.2. Ele tem uma meta. Assim como o recém-nascido participa da natureza dos pais, todo crente nascido de novo
compartilha da natureza divina, buscando uma vida piedosa, nutrindo-se da Palavra e mantendo a comunhão com Deus. O
propósito de Deus é fazer-nos conforme a imagem de Jesus (Rm 8.29; 1 Jo 3.1-3).
1.3. Ele fornece os recursos. Deus nos dá tudo que precisamos para uma vida de piedade e santidade (Dn 1.8,9; 1 Tm 2.1),
munindo-nos do Seu poder e das Suas preciosas e grandiosas promessas (2 Tm 1.7).

2. ASSOCIANDO A FÉ À VIRTUDE. A expressão associar significa: suprir com generosidade, ou seja, não devemos
medir esforços afim de que as oito qualidades apresentadas no texto venham nos levar ao pleno conhecimento de Cristo.
2.1. Revelando as virtudes de Cristo (1 Pe 2.9). Neste texto somos exortados a anunciar as virtudes daquele que nos
chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. Portanto, não podemos descuidar em manter uma qualidade moral
particular, seguindo o conselho bíblico: "tendo o vosso viver honesto entre os gentios, para que, naquilo que falam mal de
vós, como de malfeitores, glorifiquem a Deus no Dia da visitação, pelas vossas boas obras que em vós observem " (1 Pe
2.12).
2.2. As virtudes que demonstramos glorificam a Deus (Mt 5.16). “Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de
Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo ” (Fp
2.15). As nossas virtudes demonstrarão que somos filhos de Deus e discípulos de Jesus (Jo 13.35).

3. A EXCELÊNCIA DA CONDUTA CRISTÃ. Em Mt.5.16, lemos:"Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens,
para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso pai,que está nos céus." O Senhor Jesus ainda diz em Jo 15.8:
"Nisto é glorificado meu Pai: que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos." Ainda lemos em 1 Pe 1.15-17: "mas,
como é santo aquele que vos chamou,sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver, porquanto escrito está:
Sede santos porque eu sou santo. E, se invocais por Pai aquele que, sem acepção de pessoas julga segundo a obra de cada
um, andai em temor, durante o tempo da vossa peregrinação."
Diante do exposto, nos citados textos bíblicos, entendemos claramente a nossa responsabilidade de nos
comportarmos dignamente como cristãos, pois a palavra virtude também significa: DIGNIDADE!!!
CONCLUSÃO
Se desejamos crescer no conhecimento espiritual de nosso Senhor Jesus Cristo, e sermos frutíferos para glória de
Deus, acrescentemos à nossa fé a virtude.