Você está na página 1de 474

GARANTIA

A Samsung Medison fornece a seguinte garantia para o comprador deste equipamento. Esta garantia é válida pelo
prazo de um ano a partir da data de instalação e cobre todos os problemas causados por falhas de fabricação ou de
materiais. A Samsung Medison irá, como única e exclusiva solução e sem nenhum custo, substituir qualquer unidade
com defeito que retornar para a Samsung Medison dentro do prazo de garantia designado.
A garantia não cobre danos e perdas causados por fatores externos, incluindo, mas sem limitar-se a incêndios,
inundações, tempestades, maremotos, raios, terremotos, furtos, condições anormais de operação e destruição
intencional do equipamento. Não estão cobertos danos causados pelo deslocamento do equipamento.
A garantia é anulada em casos onde o equipamento foi danificado como resultado de um acidente, uso impróprio,
excesso de força, queda, ou tentativa de modificar ou alterar qualquer parte ou o conjunto do equipamento.
Não serão substituídas partes com defeitos cosméticos ou deterioração.
Esta garantia não cobre a reposição de baterias, materiais de treinamento e suprimentos.
A Samsung Medison não será responsável por danos incidentais ou consequentes de qualquer tipo resultantes ou
vinculados ao uso do equipamento.
A Samsung Medison não será responsável por qualquer perda, dano ou lesão resultante do atraso devido a serviços
efetuados sob a garantia.
Esta garantia limitada substitui todas as outras garantias expressas ou implícitas, inclusive as garantias de
comercialização, capacidade ou aptidão para qualquer uso em particular.
Nenhum representante ou qualquer outra pessoa está autorizada a representar ou assumir pela Samsung Medison
qualquer obrigação de garantia além do que se encontra aqui estabelecido.
O equipamento com defeito transportado até a Samsung Medison deve ser empacotado nas caixas de papelão de
reposição. Os custos de seguro e transporte são de responsabilidade do cliente. Para devolver materiais com defeitos
para a Samsung Medison, contate o Departamento de Atendimento ao Consumidor da Samsung Medison
A Samsung Medison ou um distribuidor local disponibilizarão, sob solicitação, diagramas de circuitos, listas
de componentes, descrições, instruções de calibração e outras informações que ajudarão seu pessoal técnico
apropriadamente qualificado a consertar essas partes do equipamento que serão designadas pela Samsung Medison
como reparáveis.
CUIDADO: A legislação federal dos Estados Unidos restringe a venda deste dispositivo para ou por solicitação de um
médico.

FABRICADO POR SAMSUNG MEDISON CO., LTD.


3366, Hanseo-ro, Nam-myeon, Hongcheon-gun, Gangwon-do, Korea

Serviço de Atendimento ao Cliente SAMSUNG MEDISON CO., LTD.


TEL: 82-2-2194-1234 FAX: 82-2-2194-1071
Site: www.samsungmedison.com

Representante EC
SAMSUNG ELECTRONICS (UK) LTD.
Blackbushe Business Park, Saxony Way, Yateley, Hampshire, GU46 6GG, UK

Representante Brasil
SAMSUNG MEDISON BRASIL COMÉRCIO IMPORTAÇÃO EXPORTAÇÃO DE EQUIPAMENTOS MÉDICOS LTDA.
AVENIDA MARIA COELHO AGUIAR, 215 - 4º ANDAR - BLOCO C - Jardim São Luiz - SÃO PAULO - SP - CEP: 05804-900
TEL: 55-11-3747-7000 FAX: 55-11-3747-7050
Equipamento de ultrassom para diagnóstico

Manual de operação
Versão 1.01.00
Português
INFORMAÇÕES DE PROPRIEDADE E LICENÇA DE SOFTWARE
O Cliente deverá manter confidenciais todas as informações de propriedade, fornecidas ou reveladas
pela Samsung Medison ao Cliente, a menos que essas informações se tornem parte do domínio
público por algum motivo não relacionado ao Cliente. O Cliente não deverá usar essas informações de
propriedade, sem o consentimento prévio por escrito da Samsung Medison, para qualquer finalidade
senão a manutenção, o conserto ou a operação dos bens.

Os equipamentos da Samsung Medison contêm o software de propriedade da Samsung Medison


original por máquina. A Samsung Medison retém todos os seus direitos, títulos e interesses no software,
exceto se a compra deste equipamento incluir uma licença para uso do software original por máquina
nele contido. O Cliente não deverá copiar, localizar, desmontar ou modificar o software. A transferência
deste equipamento pelo Cliente deverá constituir uma transferência desta licença que não é transferível
de nenhum outro modo. Em caso de cancelamento ou encerramento deste contrato ou devolução
dos bens por razões diferentes das do reparo ou da modificação, o Cliente deverá devolver à Samsung
Medison todas as informações de propriedade correspondentes.
Exigências de segurança
Classificações:
„„

Tipo de proteção contra choque elétrico: classe I


XX

Grau de proteção contra choque elétrico (conexão do paciente):Peça aplicada do tipo BF ou CF


XX

Grau de proteção contra entrada prejudicial de água: equipamento comum


XX

Grau de segurança de aplicação na presença de um material anestésico inflamável com ar,


XX
oxigênio ou óxido nitroso: equipamento não adequado para uso na presença de uma mistura
anestésica inflamável com ar, oxigênio ou óxido nitroso

Modo de operação: operação contínua


XX

Os padrões de segurança eletromecânicos atendem a:


„„

Equipamento Eletromédico, Parte 1: requisitos gerais para segurança básica e desempenho


XX
essencial [IEC 60601-1:2005]

Equipamento Eletromédico, Partes 1-2: requisitos gerais para segurança básica e desempenho
XX
essencial - padrão colateral: compatibilidade eletromagnética - requisitos e testes [IEC 60601-
1-2:2007]

Equipamento Eletromédico, Partes 1-6: requisitos gerais para segurança básica e desempenho
XX
essencial – padrão colateral: usabilidade [IEC 60601-1-6:2006]

Equipamento Eletromédico, Partes 2-37: requisitos específicos para segurança básica


XX
e desempenho essencial do equipamento de diagnóstico médico ultrassônico e de
monitoramento [IEC60601-2-37:2007]

Equipamento Eletromédico, Parte 1: requisitos gerais para segurança [IEC 60601-1:1988 com
XX
A1:1991 e A2:1995]

Equipamento Eletromédico, Parte 1: requisitos gerais de segurança – 1 padrão colateral:


XX
Exigências de segurança para equipamentos eletromédicos [IEC 60601-1-1:2000]

Equipamento Eletromédico, Parte 1: requisitos gerais de segurança - 2 padrão colateral:


XX
compatibilidade eletromagnética - exigências e teste [IEC 60601-1-2:2001, A1:2004]

Equipamento Eletromédico, Parte 1: requisitos gerais de segurança - 4 padrão colateral:


XX
Equipamentos eletromédicos programáveis [IEC 60601-1-4: 1996, A1:1999]
Equipamento Eletromédico, Parte 2: requisitos particulares para segurança - 37 Equipamento
XX
de diagnóstico médico ultrassônico e de monitoramento [IEC60601-2-37: 2001 com A1:2004,
A2:2005]

Dispositivos médicos – Aplicação de gerenciamento de riscos a dispositivos médicos [ISO


XX
14971:2007]

Equipamento Eletromédico, Parte 1: requisitos gerais para segurança [UL60601-1:2003]


XX

Equipamento Eletromédico - Parte 1: requisitos gerais para segurança [CAN/CSA 22.2


XX
Nº.601.1-M90:1990, com R2003, com R2005]

Avaliação biológica de dispositivos médicos [ISO10993: 2009]


XX

Meios padrão para relato da saída acústica do equipamento ultrassônico de diagnóstico médico
XX
[IEC61157:2007]

Declarações
„„

Este é o símbolo da CSA para o Canadá e os Estados Unidos da América.

Esta é a declaração do fabricante da conformidade do equipamento com a(s)


diretiva(s) da CEE aplicáveis e o órgão europeu de notificação.

Esta é a declaração do fabricante da conformidade do equipamento com a(s)


diretiva(s) da CEE aplicável(eis).

Este é o símbolo de GMP (Good Manufacturing Practice) do regulamento de


equipamento de qualidade de Boas Práticas de Produção da Coreia.
Antes do uso deste equipamento
Você deve estar familiarizado com todas estas áreas antes de usar este manual ou seu equipamento de
ultrassom.

Mantenha este manual de operação próximo do equipamento como referência ao usar o


„„
equipamento.

O Capítulo 1. Segurança e o Capítulo 8. Manutenção, em especial, apresentam informações


„„
importantes sobre segurança e precisam ser totalmente compreendidos.

Este manual não inclui resultados de diagnóstico ou opiniões. Em todos os diagnósticos, também
„„
verifique as informações de referência para a área medida do corpo antes de usar os resultados de
medida da aplicação.

Este equipamento é um dispositivo de diagnóstico ultrassônico e não pode ser usado a partir
„„
do PC do usuário. Não nos responsabilizamos por erros que ocorram devido à execução do
equipamento no PC de um usuário.

Só médicos ou pessoas supervisionadas por médicos devem usar este equipamento. Pessoas não
„„
qualificadas não devem operar este equipamento.

O fabricante não se responsabiliza por nenhum dano causado neste equipamento devido a
„„
descuido e/ou negligência por parte do usuário.

Os conteúdos e as especificações descritas neste manual podem ser alterados sem aviso prévio.
„„

Nomes de equipamentos que não sejam da Samsung Medison podem ser marcas comerciais de
„„
seus respectivos proprietários.

Os termos a seguir são usados para destacar as precauções de segurança às quais o usuário deve
„„
prestar atenção:

PERIGO: Ignorar um aviso de PERIGO poderá colocar a vida em risco.

AVISO: É necessário seguir as informações que acompanham o equipamento para evitar acidentes
graves e/ou danos à propriedade.

CUIDADO: As informações que acompanham o equipamento ajudam a evitar acidentes graves e/


ou danos à propriedade.
NOTA: As informações incluídas cobrem um procedimento de instalação, operação ou
manutenção que exige que o usuário tenha muita atenção, mas apresenta poucas chances de
resultar em uma situação perigosa de forma direta.

Se você precisar de assistência


Se você precisar do manual de manutenção ou de qualquer tipo de assistência com o equipamento,
entre em contato com o Departamento de atendimento ao cliente da Samsung Medison ou com um
dos representantes regionais imediatamente.
Histórico de revisão
Segue abaixo o histórico de revisão deste manual.

VERSÃO DATA NOTA

v1.01.00-00 2012-08-28 Versão inicial

Atualizações do equipamento e atualizações dos ajustes de


forma manual
Uma atualização deste equipamento se refere a uma atualização do hardware e/ou do software. Quando
este equipamento for atualizado, será publicado um manual de operação também atualizado com as
alterações feitas no equipamento.

Certifique-se de que a versão revisada deste manual seja compatível com a versão de manual que
acompanha o equipamento. Caso não seja, entre em contato com o Departamento de serviço ao
consumidor da Samsung Medison.
FABRICADO POR SAMSUNG MEDISON CO., LTD.
3366, Hanseo-ro, Nam-myeon, Hongcheon-gun, Gangwon-do, Korea

EXPORTADO POR SAMSUNG MEDISON CO., LTD.


42, Teheran-ro 108-gil, Gangnam-gu, Seoul, Korea

Serviço de Atendimento ao Cliente SAMSUNG MEDISON


Tel: 82-2-2194-1234 Fax: 82-2-2194-1071 Site: www.samsungmedison.com

Representante EC
SAMSUNG ELECTRONICS (UK) LTD.

Blackbushe Business Park, Saxony Way, Yateley, Hampshire, GU46 6GG, UK

Representante Brasil
SAMSUNG MEDISON BRASIL COMERCIO IMPOTACAO EXPORTACAO DE EQUIPAMENTOS MEDICOS LTDA

AVENDIDA MARIA COELHO AGUIAR, 215 -4Andar, BLOCO C - Jardim São Luiz – SÃO PAULO – SP, CEP 05804-900

Tel: 55-11-3747-7000 Fax: 55-11-3747-7050


Índice

Índice
Capítulo 1 Segurança
Indicação de uso............................................................................................................................................1-3
Contraindicações ............................................................................................................................................................... 1-3

Informações de segurança.........................................................................................................................1-4
Símbolos de segurança.................................................................................................................................................... 1-4
ETIQUETA............................................................................................................................................................................... 1-6

Segurança elétrica.........................................................................................................................................1-7
Prevenção de choque elétrico....................................................................................................................................... 1-7
Informações relacionadas ao ECG................................................................................................................................ 1-8
ESD (Descarga Eletrostática)........................................................................................................................................... 1-9
EMI (Interferência Eletromagnética)..........................................................................................................................1-10
EMC (Compatibilidade Eletromagnética) ...............................................................................................................1-10

Segurança mecânica.................................................................................................................................. 1-17


Observações de segurança...........................................................................................................................................1-17
Transporte do equipamento........................................................................................................................................1-18

Segurança biológica.................................................................................................................................. 1-19


Princípio ALARA.................................................................................................................................................................1-19

Proteção ambiental.................................................................................................................................... 1-33


Bateria.............................................................................................................................................................. 1-34

Capítulo 2 Introdução
Especificações.................................................................................................................................................2-3
Configuração do equipamento ...............................................................................................................2-6
Monitor................................................................................................................................................................................... 2-7
Painel de controle............................................................................................................................................................... 2-9
Unidade básica .................................................................................................................................................................2-15
Dispositivos periféricos...................................................................................................................................................2-17
Bateria....................................................................................................................................................................................2-19
Transdutores.......................................................................................................................................................................2-21
Carrinho do MySono U6 (vendido separadamente)...........................................................................................2-22
Acessórios............................................................................................................................................................................2-23
Funções opcionais............................................................................................................................................................2-23
17
Manual de operação

Capítulo 3 Início do diagnóstico


Fonte de alimentação...................................................................................................................................3-3
Conexão do adaptador de CA........................................................................................................................................ 3-3
Como ligar ............................................................................................................................................................................ 3-4
Como desligar...................................................................................................................................................................... 3-4

Monitor e áudio .............................................................................................................................................3-5


Ajuste do brilho do monitor........................................................................................................................................... 3-5
Ajuste de volume................................................................................................................................................................ 3-5

Transdutores e aplicações .........................................................................................................................3-6


Conexão do transdutor..................................................................................................................................................... 3-7
Seleção de aplicação......................................................................................................................................................... 3-8
Alteração de ajuste do transdutor................................................................................................................................ 3-8

Informações do paciente ...........................................................................................................................3-9


Entrada de informações básicas do paciente.......................................................................................................... 3-9
Informações do paciente específicas para uma aplicação................................................................................3-11
Pesquisa de informações do paciente......................................................................................................................3-20
Gerenciamento de exames de pacientes................................................................................................................3-23
Alteração de medidas......................................................................................................................................................3-29

Modo de economia de energia ............................................................................................................ 3-32

Capítulo 4 Modos de diagnóstico


Informações.....................................................................................................................................................4-3
Tipos de modo de diagnóstico...................................................................................................................................... 4-3
Instruções básicas de operação .................................................................................................................................... 4-4

Modo básico....................................................................................................................................................4-7
Modo 2D................................................................................................................................................................................. 4-7
Modo M ................................................................................................................................................................................4-15
Modo Doppler colorido .................................................................................................................................................4-18
Modo Doppler de potência ..........................................................................................................................................4-22
Modo Doppler Pulsado (PW) .......................................................................................................................................4-25
Modo Doppler Contínuo (CW) ....................................................................................................................................4-32
Modo Imagem Doppler Tissular (TDI).......................................................................................................................4-34
Modo Doppler Tissular Espectral (TDW) .................................................................................................................4-36

18
Índice

Modo combinado....................................................................................................................................... 4-38


Modo 2D/C/PW..................................................................................................................................................................4-38
Modo 2D/PD/PW...............................................................................................................................................................4-38
Modo 2D/C/CW.................................................................................................................................................................4-38
Modo 2D/PD/CW..............................................................................................................................................................4-39
Modo 2D/C/M ....................................................................................................................................................................4-39
Modo 2D/C em tempo real...........................................................................................................................................4-39

Modo Duplo.................................................................................................................................................. 4-41


Modo 3D/4D................................................................................................................................................. 4-42
3D Stand by (3D em espera).........................................................................................................................................4-43
3D View-MPR (MultiPlanar Rendering) (Visualização 3D-MPR (Reconstrução MultiPlanar))...............4-47
3D XI (eXtended Imaging) - Recursos Estendidos................................................................................................4-63

Capítulo 5 Medidas e cálculos


Precisão da medida.......................................................................................................................................5-3
Causas de erros de medida............................................................................................................................................. 5-3
Otimização de precisão da medida............................................................................................................................. 5-5
Tabela de precisão da medida....................................................................................................................................... 5-7

Medidas básicas..............................................................................................................................................5-8
Medida da distância.........................................................................................................................................................5-11
Medida de circunferência e área.................................................................................................................................5-17
Medida de volume............................................................................................................................................................5-19

Cálculos por aplicação ............................................................................................................................. 5-22


Coisas a observar...............................................................................................................................................................5-22
Métodos de medida comuns ......................................................................................................................................5-26
Cálculos OB..........................................................................................................................................................................5-31
Cálculos ginecológicos ..................................................................................................................................................5-41
Cálculos cardíacos.............................................................................................................................................................5-45
Cálculos da carótida.........................................................................................................................................................5-63
Cálculos da artéria extremidade inferior..................................................................................................................5-71
Cálculos da artéria da extremidade superior ........................................................................................................5-73
Cálculo da veia da extremidade inferior .................................................................................................................5-75
Cálculos da veia da extremidade superior..............................................................................................................5-77
Cálculos de eco fetal........................................................................................................................................................5-79
Cálculos de urologia........................................................................................................................................................5-84
Cálculos do abdômen ....................................................................................................................................................5-88
Cálculos de pequenas partes ......................................................................................................................................5-92

19
Manual de operação

Cálculos de TCD (Doppler Transcraniano) ..............................................................................................................5-97


Cálculos musculoesqueléticos.....................................................................................................................................5-99
Cálculos de quadris pediátricos............................................................................................................................... 5-100

Relatório.......................................................................................................................................................5-102
Visualização de relatórios .......................................................................................................................................... 5-102
Edição de relatórios....................................................................................................................................................... 5-104
Adição de comentários................................................................................................................................................ 5-106
Impressão de relatórios............................................................................................................................................... 5-107
Exportar relatórios......................................................................................................................................................... 5-107
Transferência de relatórios......................................................................................................................................... 5-109
Tela Graph (Gráfico)....................................................................................................................................................... 5-109
Sair de relatórios............................................................................................................................................................. 5-114

Capítulo 6 Gerenciamento de imagens


Cine/Loop.........................................................................................................................................................6-3
Anotação...........................................................................................................................................................6-7
Texto ........................................................................................................................................................................................ 6-7
Marcador de corpo...........................................................................................................................................................6-11
Indicador .............................................................................................................................................................................6-13

Gravação e reprodução de imagens.................................................................................................... 6-15


Salvar imagens...................................................................................................................................................................6-15
Reproduzir imagens.........................................................................................................................................................6-16

Transferência e impressão de imagens.............................................................................................. 6-17


Transferência de imagens..............................................................................................................................................6-17
Impressão de imagens....................................................................................................................................................6-18

SONOVIEW..................................................................................................................................................... 6-19
Modo de exame.................................................................................................................................................................6-20
Modo de comparação.....................................................................................................................................................6-22
Gerenciamento de imagens de exame ...................................................................................................................6-24

20
Índice

Capítulo 7 Utilitários
Utilities (Utilitários) .......................................................................................................................................7-3
ECG......................................................................................................................................................................7-5
Biopsy (Biópsia)...............................................................................................................................................7-7
Histogram (Histograma) .............................................................................................................................7-9
Post Curve (Pós-processamento da curva) ....................................................................................... 7-11
Monitor Calibration (Calibração do monitor).........................................................................................................7-11
Gamma (Gama)..................................................................................................................................................................7-14
2D Post (Pós 2D)................................................................................................................................................................7-14
Color Map (Mapa de cores)...........................................................................................................................................7-16
D Post (Pós D).....................................................................................................................................................................7-17
M Post (Pós M)....................................................................................................................................................................7-17

Setup (Ajuste) .............................................................................................................................................. 7-18


General (Geral)...................................................................................................................................................................7-19
Display (Exibição)..............................................................................................................................................................7-22
Annotate (Anotação).......................................................................................................................................................7-27
Peripherals (Periféricos)..................................................................................................................................................7-32
User Defined Key (Tecla definida pelo usuário)....................................................................................................7-34
Miscellaneous (Diversos)................................................................................................................................................7-36
Option (Opcionais)...........................................................................................................................................................7-39
DICOM...................................................................................................................................................................................7-41
AutoCalc (Cálculo automático)....................................................................................................................................7-57
About (Sobre).....................................................................................................................................................................7-58

Measurement Settings (Configurações de medida) ..................................................................... 7-59


General (Geral)...................................................................................................................................................................7-60
OB............................................................................................................................................................................................7-70
Cardiac (Cardíaco).............................................................................................................................................................7-78
Vascular.................................................................................................................................................................................7-80
Urology (Urologia)............................................................................................................................................................7-82
Fetal Heart (Coração fetal).............................................................................................................................................7-84

Storage Manager (Gerenciador de armazenamento)................................................................... 7-86


Menu Edit (Editar Menu).......................................................................................................................... 7-88

21
Manual de operação

Capítulo 8 Manutenção
Ambiente operacional.................................................................................................................................8-3
Manutenção do equipamento..................................................................................................................8-4
Limpeza e desinfecção...................................................................................................................................................... 8-4
Verificação da precisão..................................................................................................................................................... 8-6

Gerenciamento da bateria..........................................................................................................................8-7
Substituição da bateria..................................................................................................................................................... 8-7
Recarregamento da bateria............................................................................................................................................ 8-8
Armazenagem da bateria................................................................................................................................................ 8-9
Descarte da bateria............................................................................................................................................................ 8-9

Gestão de dados.......................................................................................................................................... 8-10


Backup das configurações do usuário......................................................................................................................8-10
Backup das informações do paciente.......................................................................................................................8-10
Software...............................................................................................................................................................................8-10

Capítulo 9 Transdutores
Transdutores....................................................................................................................................................9-3
Gel de transmissão do ultrassom................................................................................................................................9-11
Uso de preservativo.........................................................................................................................................................9-12
Precauções de segurança do transdutor.................................................................................................................9-13
Limpeza e desinfecção do transdutor.......................................................................................................................9-15

Biópsia............................................................................................................................................................. 9-24
Componentes do kit de biópsia..................................................................................................................................9-24
Uso do kit de biópsia.......................................................................................................................................................9-25
Limpeza e desinfecção do kit de biópsia.................................................................................................................9-27
Montagem do kit de biópsia........................................................................................................................................9-29

Manual de Referência

A Samsung Medison fornece um Manual de Referência do MySono U6 adicional (versão em inglês).

22
Capítulo 1
Segurança

‹‹Indicação de uso...............................................1-3
Contraindicações .....................................................................1-3

‹‹Informações de segurança..............................1-4
Símbolos de segurança..........................................................1-4
ETIQUETA.....................................................................................1-6

‹‹Segurança elétrica............................................1-7
Prevenção de choque elétrico.............................................1-7
Informações relacionadas ao ECG......................................1-8
ESD (Descarga Eletrostática)................................................1-9
EMI (Interferência Eletromagnética)...............................1-10
EMC (Compatibilidade Eletromagnética) .....................1-10

‹‹Segurança mecânica..................................... 1-17


Observações de segurança.................................................1-17
Transporte do equipamento..............................................1-18

‹‹Segurança biológica...................................... 1-19


Princípio ALARA......................................................................1-19

‹‹Proteção ambiental....................................... 1-33

‹‹Bateria............................................................. 1-34
Capítulo 1 Segurança

Indicação de uso
O equipamento de ultrassom para diagnóstico MySono U6 e os transdutores foram projetados para o
diagnóstico por imagem de ultrassom e a análise de fluídos do corpo humano.

As aplicações clínicas incluem: fetal, abdominal, pediatria, pequenas partes, transfontanela,


transcraniano, transretal, transvaginal, músculo-esquelético (convencional, superficial), cardio adulto,
cardio pediátrico e vaso periférico.

Contraindicações
O equipamento MySono U6 não deve ser usado para fins oftalmológicos ou de qualquer outra natureza
pelo qual o feixe acústico atravesse os olhos.

CUIDADO:
XX
A legislação federal restringe a venda deste dispositivo por ou a pedido de um médico.
XX
O método de aplicação ou uso do dispositivo é descrito no "Capítulo 3. Início do diagnóstico" e
no "Capítulo 4. Modos de diagnóstico" do manual.

1-3
Manual de operação

Informações de segurança
Leia as informações de segurança a seguir antes de usar este equipamento. Elas são relevantes ao
equipamento de ultrassom, aos transdutores, aos dispositivos de gravação e aos equipamentos
opcionais.

O MySono U6 deve ser usado por, ou com a ordem de, e sob supervisão de um médico qualificado para
o uso direto de um dispositivo médico.

Símbolos de segurança
A International Electro Technical Commission (IEC) estabeleceu um conjunto de símbolos para os
equipamentos médicos eletrônicos, os quais classificam uma conexão ou avisam sobre perigos
potenciais. As classificações e os símbolos são mostrados abaixo.

Símbolos Descrição Símbolos Descrição

Fonte de alimentação de CA
Porta USB
(corrente alternada)

Fonte de alimentação de CC
Entrada de microfone
(corrente contínua)

Risco de choque elétrico Porta de áudio

Conexão de paciente isolado


Proteção contra os efeitos da imersão
(peça aplicada do tipo BF)

Chave de alimentação Proteção contra respingos

AVISO:Siga estas instruções para


evitar um acidente grave ou danos à Porta do transdutor
propriedade.

CUIDADO:Siga estas instruções para


Cuidado com a ESD (descarga
evitar um acidente de pequeno porte
eletrostática)
ou danos à propriedade.

1-4
Capítulo 1 Segurança

Símbolos Descrição Símbolos Descrição

Consulte o manual de operação Não se apoie sobre o equipamento

Indica tensões perigosas acima de


Não empurre o equipamento
1.000 VCA ou de 1.500 VCC.

Porta de vídeo (DVI-I) Siga o manual de operação

Porta de rede Não sente sobre o painel de controle

1-5
Manual de operação

ETIQUETA
As etiquetas de aviso e cuidado com informações e instruções sobre a proteção do equipamento estão
localizadas na parte externa do equipamento.

[Etiqueta 1. Etiqueta de identificação]

[Etiqueta 2. Cuidados localizados na parte inferior do exterior do equipamento]

1-6
Capítulo 1 Segurança

Segurança elétrica
Este equipamento foi verificado como sendo um dispositivo de Classe I com peças aplicadas do Tipo BF.

Prevenção de choque elétrico


AVISO:
XX
Poderá haver choques elétricos se este equipamento, incluindo todos os seus dispositivos de
monitoramento e gravação montados externamente, não estiver adequadamente aterrado.
XX
Nunca remova a tampa do equipamento. Este equipamento usa níveis de tensão
potencialmente perigosos. Todos os reparos em componentes internos e reposições de peças
deverão ser realizados pelo departamento de atendimento ao cliente da Samsung Medison.
XX
Verifique sempre se existe dano no gabinete do equipamento, cabos, fios, tomada, etc. antes
do uso. Não use e desconecte a fonte de alimentação se alguma superfície estiver quebrada,
lascada ou rachada, se o gabinete estiver danificado ou se o cabo estiver gasto.
XX
Desconecte sempre o equipamento da tomada da parede antes de limpar o equipamento.
XX
Todos os dispositivos de contato com o paciente, como o transdutor, devem ser removidos
antes de usar um desfibrilador de alta tensão.
XX
O uso de gás anestésico inflamável ou de gases oxidantes deve ser evitado. Isso poderá causar
uma explosão.
XX
Evite instalar o equipamento de forma que fique difícil para o operador desconectá-lo da fonte
de alimentação.
XX
Use apenas adaptadores CA recomendados pela Samsung Medison.
XX
Não use junto com equipamentos cirúrgicos de HF (High Frequency – Alta Frequência).
O equipamento cirúrgico de HF pode ser danificado, o que poderá resultar em incêndio.
XX
Para evitar choques elétricos, este produto deve ser conectado a uma fonte de alimentação
aterrada.

CUIDADO:
XX
Um transformador de isolamento protege o equipamento contra picos de energia. O
transformador de isolamento continua funcionando quando o equipamento está em espera.
XX
Não mergulhe o cabo em líquidos. O cabo de alimentação não é à prova d'água.
XX
Não toque no terminal SIP/SOP na parte traseira do equipamento durante a realização do
diagnóstico do paciente. Há um risco de choque elétrico devido à corrente de fuga.

1-7
Manual de operação

Os equipamentos adicionais conectados a equipamentos elétricos médicos devem obedecer aos


padrões IEC correspondentes (por exemplo, IEC 60950/EN60950 para equipamentos de processamento
de dados e IEC 60601-1/EN60601-1 para dispositivos médicos). Além disso, todas as configurações
devem atender aos requisitos de equipamentos elétricos médicos (consulte o IEC 60601-1-1/EN60601-
1-1). Qualquer pessoa que conectar um equipamento adicional para sinalizar a porta de entrada e de
saída de um equipamento elétrico médico deverá verificar se o equipamento está em conformidade
com o IEC 60601-1-1/EN60601-1-1.

Informações relacionadas ao ECG


AVISO:
XX
Este dispositivo não foi projetado para fornecer uma função de monitoramento ECG. Portanto,
ele não tem como indicar um eletrocardiógrafo inoperante.
XX
Não use eletrodos ECG para equipamento cirúrgico de HF (Alta Frequência). Qualquer
mau funcionamento do equipamento cirúrgico de HF (Alta Frequência) pode resultar em
queimaduras no paciente.
XX
Não use eletrodos ECG durante procedimentos de marcapasso ou nenhum outro procedimento
que envolva outros tipos de estimulantes elétricos.
XXNão use cabos e eletrodos ECG em uma sala de cirurgia.

1-8
Capítulo 1 Segurança

ESD (Descarga Eletrostática)


A descarga eletrostática (ESD), comumente conhecida como choque estático, é um fenômeno que
ocorre naturalmente. A ESD é mais predominante durante condições de baixa umidade, inclusive
durante o uso de aquecedor ou ar-condicionado. O choque estático ou ESD é uma descarga de energia
elétrica acumulada de uma pessoa carregada em outra pessoa ou objeto com pouca ou nenhuma
carga. Uma ESD ocorre quando uma pessoa com energia elétrica acumulada entra em contato com
objetos condutores, como maçanetas metálicas, armários, computadores e até mesmo outras pessoas.

CUIDADO:
XX
O nível de energia elétrica descarregada de um usuário do equipamento ou paciente para
um equipamento de ultrassom pode ser significativo o suficiente a ponto de causar danos ao
equipamento ou aos transdutores.
XX
Sempre realize o procedimento preventivo de ESD (DESCARGA ELETROSTÁTICA) antes de usar
conectores indicados com o símbolo de aviso de ESD.
−− Aplique spray antiestático em carpetes ou linóleo.
−− Use tapetes antiestáticos.
−− Fixe o equipamento à mesa ou à cama do paciente.
XX
É altamente recomendável que o usuário tenha treinamento nos símbolos de aviso relacionados
à ESD e nos procedimentos preventivos.

1-9
Manual de operação

EMI (Interferência Eletromagnética)


Embora este equipamento tenha sido fabricado em conformidade com os requisitos de EMI
(interferência eletromagnética) existentes, o uso deste equipamento na presença de um campo
eletromagnético pode causar a degradação da imagem de ultrassom ou danos ao equipamento.

Se isso ocorrer com frequência, a Samsung Medison sugere uma revisão do ambiente onde o
equipamento está sendo usado para identificar possíveis fontes de emissões radiadas. Essas emissões
podem ser geradas por dispositivos elétricos usados dentro da mesma sala ou em uma sala próxima.
Dispositivos de comunicação, como telefones celulares e pagers, podem causar essas emissões. A
existência de rádios, TVs ou equipamentos de transmissão de microondas nas proximidades também
pode causar interferência.

CUIDADO: indica a presença de um risco que pode causar danos ao equipamento.

EMC (Compatibilidade Eletromagnética)


O teste de EMC (COMPATIBILIDADE ELETROMAGNÉTICA) deste equipamento foi realizado de acordo
com o padrão internacional para EMC em dispositivos médicos (IEC60601-1-2). Na Europa, o padrão IEC
foi adotado como a norma europeia (EN60601-1-2).

 Guia e declaração do fabricante – emissão eletromagnética


Este equipamento deve ser usado no ambiente eletromagnético especificado abaixo. O usuário
deverá verificar se o equipamento é usado nos ambientes a seguir.

Teste de emissão Conformidade Ambiente eletromagnético - orientação

O equipamento de ultrassom usa a energia de RF apenas


Emissão de RF para suas funções internas. Portanto, suas emissões
Grupo 1
CISPR 11 de RF são muito baixas e não devem causar nenhuma
interferência em equipamentos eletrônicos próximos.

Emissão de RF
Classe B
CISPR 11 O equipamento de ultrassom é apropriado para uso
em todos os estabelecimentos, além dos domésticos
Emissão harmônica
Classe A e os conectados diretamente à rede de energia
IEC 61000-3-2
elétrica pública de baixa tensão que abastece edifícios
Emissão oscilante residenciais.
Em conformidade
IEC 61000-3-3

1-10
Capítulo 1 Segurança

 Cabos, transdutores e acessórios aprovados para EMC

Cabo aprovado para conformidade eletromagnética


„„
Os cabos usados neste equipamento podem afetar os níveis de emissão. Dessa forma, use apenas
os cabos dos tipos e comprimentos especificados abaixo:

Cabo Tipo Comprimento

DVI Blindado Normal

USB Blindado Normal

LAN(RJ45) Par trançado Qualquer um

MIC Não blindado Qualquer um

Impressora remota Não blindado Qualquer um

Áudio D/E Blindado Normal

Transdutores
„„
Os transdutores listados no "Capítulo 9. Transdutores" estão em conformidade com os requisitos
da classe B do grupo 1 do padrão CISPR 11.

Acessórios aprovados para conformidade eletromagnética


„„
Os acessórios usados com este equipamento podem afetar suas emissões.

CUIDADO: Antes de conectar este dispositivo médico a um de seus próprios acessórios, é


necessário verificar a compatibilidade eletromagnética entre este dispositivo e o acessório. Use
somente dispositivos em conformidade com CLASSE B, CISPR 11 ou CISPR 22.

AVISO: o uso dos cabos, transdutores e acessórios diferentes dos especificados pode resultar em
maior emissão ou menor imunidade do equipamento de ultrassom.

1-11
Manual de operação

Ambiente eletromagnético
Teste de imunidade Nível de teste IEC 60601 Nível de conformidade
- orientação

Os pisos devem ser de


madeira, concreto ou
Descarga azulejo de cerâmica.
Contato ±6 KV Contato ±6 KV
eletrostática (ESD) Se os pisos estiverem
cobertos com material
Ar ±8 KV Ar ±8 KV
IEC 61000-4-2 sintético, a umidade
relativa deve ser de pelo
menos 30%.

±2 KV ±2 KV
Teste de transiente para linhas da rede para linhas da rede A qualidade da rede
rápido/rajada elétrica elétrica elétrica deve ser igual à de
±1 KV ±1 KV um ambiente comercial ou
IEC 61000-4-4 para linhas de entrada/ para linhas de entrada/ hospitalar comum.
saída saída

A qualidade da rede
Pico ±1KV modo diferencial ±1KV modo diferencial
elétrica deve ser igual à de
um ambiente comercial ou
IEC 61000-4-5 ±2KV modo comum ±2KV modo comum
hospitalar comum.

A qualidade da rede
<5% Uт para 0,5 ciclo
<5% Uт para 0,5 ciclo elétrica deve ser igual à de
(>95% de queda em Uт)
(>95% de queda em Uт) um ambiente comercial
Quedas,
ou hospitalar comum.
interrupções e 40% de Uт para 5 ciclos
40% de Uт para 5 ciclos Se o usuário deste
variações de tensão (60% de queda em Uт)
(60% de queda em Uт) equipamento precisar de
em linhas de
funcionamento contínuo
entrada de energia 70% de Uт para 25
70% de Uт para 25 ciclos durante interrupções da
elétrica ciclos
(30% de queda em Uт) rede elétrica, recomenda-
(30% de queda em Uт)
se que este equipamento
IEC 61000-4-11
<5% Uт para 5 s seja alimentado por uma
<5% Uт para 5 s
(<95% de queda em Uт ) fonte de alimentação
(<95% de queda em Uт)
ininterrupta ou bateria.

Os campos magnéticos
Frequência de da frequência de potência
potência (50/60Hz) devem estar nos níveis
campo magnético 3 A/m 3 A/m característicos de um local
comum em um ambiente
IEC 61000-4-8 comercial ou hospitalar
normal.

OBSERVAÇÃO: Uт é a tensão da rede de CA antes da aplicação do nível de teste.

1-12
Capítulo 1 Segurança

Teste de IEC 60601 Nível de Ambiente


imunidade Nível de teste conformidade eletromagnético - orientação

Os equipamentos de comunicação de RF
portáteis e móveis devem ser separados do
equipamento de ultrassom, inclusive cabos,
a uma distância recomendada calculada da
equação aplicável à frequência do transmissor.

Distância de separação recomendada


3 Vrms
RF conduzida
150 kHz 0,01V
IEC 61000-4-6
até 80MHz

80 MHz a 800 MHZ

800 MHz a 2,5 GHz

Em que P é a potência máxima de saída nominal


do transmissor em watts (W) de acordo com o
fabricante do transmissor e d é a distância de
separação recomendada em metros (m).

As intensidades de campo dos transmissores


de RF fixos, conforme determinação por uma
3 V/m avaliação de campo eletromagnético, devem
RF radiada
80 MHz 3 V/m ser menores que os níveis de conformidade em
IEC 61000-4-3
a 2,5 GHz cada faixa de frequência. b

Talvez haja interferência nas proximidades


de equipamentos marcados com o seguinte
símbolo:

OBSERVAÇÃO 1: A 80 MHz e 800 MHz, aplica-se a faixa de frequência mais elevada.


OBSERVAÇÃO 2: Essas diretrizes podem não ser aplicáveis a todas as situações. A propagação
eletromagnética é afetada pela absorção e reflexo de estruturas, objetos e pessoas.
a
 s intensidades de campo de transmissores fixos, como estações base para radiotelefones
A
(celulares/telefones sem fio) e rádios móveis terrestres, radioamadores, transmissão televisiva
e de rádio AM e FM não podem ser previstas com precisão teoricamente. Deve ser considerada
uma avaliação eletromagnética para estimar o ambiente eletromagnético correspondente aos
transmissores de RF fixos. Se a intensidade de campo medida no local onde o equipamento de
ultrassom é usado ultrapassar o nível de conformidade de RF aplicável mencionado acima, o
equipamento de ultrassom deve ser observado para verificar o funcionamento normal. Se for
observado um desempenho anormal, poderá ser necessário tomar medidas adicionais, como a
reorientação ou a relocação do equipamento de ultrassom ou o uso de um local blindado com
eficiência maior de blindagem de RF e atenuação de filtro.
b
Na faixa de frequência de 150 kHz a 80 MHz, as intensidades de campo devem ser inferiores a [V1] V/m.

1-13
Manual de operação

 Distâncias de separação recomendadas entre os equipamentos de


comunicação portáteis e móveis de RF (Rádio frequência) e o MySono
U6
Este equipamento foi projetado para uso em um ambiente eletromagnético onde as interferências
de RF (Rádio frequência) emitidas estejam controladas. O cliente ou o usuário deste equipamento
pode ajudar a prevenir a interferência eletromagnética mantendo uma distância mínima entre
este equipamento e os equipamentos de comunicação portáteis e móveis de RF (transmissores),
conforme a recomendação abaixo, de acordo com a potência máxima de saída do equipamento de
comunicação.

Distância da separação dependendo da frequência do transmissor [m]

Potência máxima de 150 kHz a 80 MHz 80 MHz a 800 MHz 800 MHz a 2,5 GHz
saída do transmissor
[W]

V1=0,01 Vrms E1=3 V/m E1=3 V/m

0,01 35,00 0,11 0,23

0,1 110,68 0,36 0,73

1 350,00 1,16 2,33

10 1106,80 3,68 7,37

100 3500,00 11,66 23,33

Para transmissores medidos à potência de saída máxima não listada acima, a distância de separação
recomendada d em metros (m) pode ser estimada usando-se a equação aplicável à frequência do
transmissor, em que p é a medida de potência máxima de saída do transmissor em watts (W) de acordo com
o fabricante do transmissor.

OBSERVAÇÃO 1: a 80 MHz e 800 MHz, aplica-se a distância de separação para a faixa de frequência mais
elevada.
OBSERVAÇÃO 2: essas diretrizes podem não ser aplicáveis a todas as situações. A propagação
eletromagnética é afetada pela absorção e reflexo de estruturas, objetos e pessoas.

1-14
Capítulo 1 Segurança

 Ambiente eletromagnético – Orientação


Equipamentos de ultrassom devem ser usados apenas em locais blindados com um nível mínimo
de eficiência de blindagem de RF e em que todos os cabos presentes também estejam blindados.
O campo de força fora do local blindado proveniente de transmissores de RF fixos, conforme
determinação de uma avaliação eletromagnética em campo, deve ser inferior a 3 V/m.
É essencial que a eficiência da blindagem real e o filtro de atenuação do local blindado sejam
verificados para assegurar que atendam às especificações mínimas.

CUIDADO: se você conectar o equipamento a uma LAN ou qualquer outro dispositivo remoto,
a Samsung Medison não será responsável por nenhum problema decorrente da presença de um
campo eletromagnético.

 Impedimento da interferência eletromagnética


A interferência normal em equipamentos de diagnóstico por imagem de ultrassom varia de acordo
com o fenômeno eletromagnético. Consulte a tabela a seguir:

Modo de diagnóstico
ESD1 RF2 Linha de potência3
por imagem

2D ou 3D Alteração Com transdutores de diagnóstico Pontos brancos, traços, linhas


do modo de por imagem setoriais, faixas diagonais, linhas diagonais
operação, radiais brancas ou piscadas nas próximas ao centro da
configurações do linhas centrais da imagem. imagem.
equipamento ou Com transdutores lineares, faixas
redefinição do verticais brancas, algumas vezes
equipamento. mais pronunciadas nas laterais da
imagem.
Piscadas rápidas
M Aumenta o ruído na imagem ou Pontos brancos, traços, linhas
na imagem
as linhas brancas no modo M. diagonais ou aumento do
exibida ou
ruído de fundo na imagem.
gravada.
Cor Pontos coloridos, faixas radiais ou Pontos coloridos, pontos,
verticais, aumento do ruído de traços ou alterações no nível
fundo ou alterações na imagem de ruído colorido.
colorida.
Doppler Linhas horizontais em exibições Linhas verticais em
ou tons espectrais, ruído anormal exibições ou tons espectrais,
no áudio ou ambos. estampidos no áudio ou
ambos.
1. ESD causada pela descarga da carga elétrica que se estabelece em superfícies ou pessoas isoladas.
2. A energia de RF de equipamento transmissor de RF, como fones portáteis, rádios portáteis, dispositivos sem-fio,
rádio e TV comerciais etc.
3. A interferência conduzida em linhas de alimentação ou cabos conectados, causada por outros equipamentos
como fontes de alimentação com interruptores, controles elétricos ou fenômenos naturais, como raios.

1-15
Manual de operação

Um dispositivo médico pode gerar ou receber interferência eletromagnética. Os padrões EMC


descrevem testes para interferências emitidas e recebidas.

Os equipamentos de ultrassom da Samsung Medison não geram interferência eletromagnética além


dos níveis padrões mencionados para os dispositivos.

Um equipamento de ultrassom é projetado para receber sinais de radiofrequência e, por isso,


é suscetível à interferência gerada por fontes de energia de RF. Exemplos de outras fontes de
interferência são dispositivos médicos, equipamentos de tecnologia da informação e torres de
transmissão de rádio e televisão. O rastreamento da fonte de interferência radiada pode ser uma
tarefa difícil. Os clientes devem considerar o seguinte ao tentar localizar a fonte:

A interferência é intermitente ou constante?


XX

A interferência aparece somente com um transdutor operando na mesma frequência ou com


XX
vários transdutores?

Dois transdutores diferentes que operam na mesma frequência apresentam o mesmo


XX
problema?

A interferência está presente quando o equipamento é deslocado para um local diferente do


XX
estabelecimento?

As respostas para essas perguntas ajudarão a determinar se o problema está no equipamento ou no


ambiente da varredura. Responda todas as perguntas e entre em contato com o departamento de
atendimento ao cliente da Samsung Medison em sua região.

1-16
Capítulo 1 Segurança

Segurança mecânica

Observações de segurança
CUIDADO:
XX
Não aplique força excessiva ao equipamento.
XX
Instale e use o equipamento em um local estável. O uso do carrinho da Samsung Medison
(vendido separadamente) é recomendado.
XX
Não use o equipamento com ele apoiado em seu colo. Você poderá se queimar.
XX
Jamais tente modificar o equipamento de forma alguma.
XX
Leia as instruções sobre a operação segura do equipamento ao usá-lo depois de um longo
período sem uso.
XX
Garanta que nenhum outro objeto, como pedaços de metal, entre no equipamento.
XX
Não bloqueie as aberturas de ventilação.
XX
Não armazene o equipamento dentro de uma bolsa ou nenhum outro espaço confinado
enquanto ele estiver ligado.
XX
Não puxe o cabo de alimentação para desconectar o equipamento. Isso pode danificar o cabo
e causar um curto circuito no equipamento ou o rompimento do próprio cabo. Desconecte o
cabo segurando o pino da tomada pelo corpo.
XX
Entortar ou torcer excessivamente os cabos nos transdutores pode causar falhas ou
funcionamento intermitente do equipamento.
XX
A limpeza ou a esterilização inadequada do transdutor pode causar dano permanente.
XX
A manutenção do equipamento, incluindo reparos e reposição de peças, deve ser executada
pela equipe técnica qualificada da Samsung Medison.Assumindo que o equipamento seja
usado em conformidade com as diretrizes contidas neste manual e com a manutenção realizada
pela equipe de manutenção qualificada, a vida útil esperada para o equipamento é de cerca de
7 anos.

Consulte o "Capítulo 8. Manutenção" para obter informações detalhadas sobre proteção, limpeza e
desinfecção do equipamento.

1-17
Manual de operação

Transporte do equipamento
Use a alça na parte traseira do equipamento para movê-lo lentamente. Você também pode usar o
carrinho da Samsung Medison (vendido separadamente).

CUIDADO: desligue o equipamento e desconecte todos os cabos antes de movê-lo.

NOTA: ao usar o carrinho recomendado, evite deixá-lo sem supervisão ou em uma superfície
irregular. Se for necessário manter o carrinho em uma superfície irregular, acione os freios das rodas.

1-18
Capítulo 1 Segurança

Segurança biológica
AVISO:
XX
As ondas de ultrassom podem ter efeitos prejudiciais nas células e, portanto, podem ser
perigosas para o paciente. Se não houver benefício médico, minimize o tempo de exposição e
mantenha baixo o nível de saída de onda de ultrassom. Consulte o princípio ALARA.
XX
Não use o equipamento se aparecer uma mensagem de erro no visor indicando que há uma
condição perigosa. Anote o código de erro, desligue o equipamento e entre em contato com o
departamento de atendimento ao cliente da Samsung Medison em sua região.
XX
Não use um equipamento que exiba atualização errada ou inconsistente. Descontinuidades na
sequência de varredura são indicações de falha de hardware que deve ser corrigida antes do
uso.
XX
O equipamento limita a temperatura máxima de contato em 43 graus Celsius, e a saída de
ondas ultrassônicas cumpre os regulamentos da FDA norte-americana.

Princípio ALARA
A realização de diagnósticos usando um dispositivo de ultrassom é definida pelo princípio "ALARA" (as
low as reasonably achievable), tão reduzido quanto razoavelmente possível. A decisão sobre o que é
razoável deve ser deixada a critério e percepção de pessoas qualificadas. Não é possível formular um
conjunto de regras completo o suficiente para ditar a reação correta a cada circunstância. Ao reduzir ao
mínimo possível a exposição ao ultrassom durante a aquisição de imagens de diagnóstico, os usuários
podem minimizar os bioefeitos ultrassônicos.

Já que o limite para os bioefeitos de ultrassom no diagnóstico é indeterminado, é da responsabilidade


do sonografista controlar a energia total transmitida para o paciente. O sonografista deve ajustar
o tempo de exposição com a qualidade da imagem de diagnóstico. Para assegurar a qualidade da
imagem de diagnóstico e limitar o tempo de exposição, o equipamento de ultrassom fornece controles
que podem ser manipulados durante o exame para melhorar os resultados do exame.

É importante a capacidade do usuário de agir de acordo com o princípio ALARA. Os avanços no


ultrassom de diagnóstico não somente em tecnologia, mas também nas aplicações da tecnologia,
resultaram na necessidade de mais e melhores informações para orientação do usuário. Os índices de
saída são projetados para fornecer essas informações importantes.

Há diversas variáveis que afetam a maneira pela qual os índices de exibição de saída podem ser usados
para implementar o princípio ALARA. Essas variáveis incluem massa, tamanho corporal, localização do
osso em relação ao ponto focal, atenuação no corpo e tempo de exposição ao ultrassom. O tempo de

1-19
Manual de operação

exposição é uma variável especialmente útil, porque o usuário a controla. A capacidade de limitar os
valores de índice ao longo do tempo está de acordo com o princípio ALARA.

 Aplicação do ALARA
O modo de geração de imagens do equipamento usado depende das informações necessárias. A
geração de imagens nos modos 2D e M fornece informações anatômicas, enquanto a geração de
imagens Doppler, potência e coloridas fornece informações sobre o fluxo sanguíneo. Os modos de
varredura, como 2D, potência ou colorido, dispersam ou dissipam a energia ultrassônica em uma
área, enquanto modos sem varredura, como M ou Doppler, concentram essa energia ultrassônica. A
compreensão da natureza do modo de geração de imagens usado permite ao sonografista aplicar
o princípio ALARA com fundamentação. A frequência do transdutor, os valores de configuração
do equipamento, as técnicas de varredura e a experiência do operador ajudam o sonografista a
respeitar a definição do princípio ALARA. A decisão quanto à quantidade de saída acústica fica, na
análise final, a critério do operador do equipamento. Essa decisão deve ser baseada nos seguintes
fatores: tipo de paciente e de exame, histórico do paciente, facilidade ou dificuldade de obter
informações diagnosticamente úteis e o aquecimento localizado potencial do paciente devido
às temperaturas da superfície do transdutor. O uso prudente do equipamento ocorre quando a
exposição do paciente é limitada à leitura mais baixa do índice pelo menor período necessário para
se obter resultados diagnósticos aceitáveis.

Embora uma leitura alta do índice não signifique a ocorrência de um bioefeito, ela deve ser levada
em consideração com seriedade. Devem ser feitos todos os esforços para reduzir os efeitos possíveis
de uma leitura alta do índice. Uma maneira eficaz de atingir essa meta é limitar o tempo de
exposição.

O operador pode usar vários controles do equipamento para ajustar a qualidade da imagem e
limitar a intensidade acústica. Esses controles são relacionados às técnicas que podem ser usadas
pelo operador para implementar o ALARA. Esses controles podem ser divididos em três categorias:
controles direto, indireto e do receptor.

 Controles diretos
A seleção da aplicação e o controle da intensidade de saída afetam diretamente a intensidade
acústica. Há faixas diferentes de saída ou intensidade admissível com base na seleção. Uma das
primeiras coisas necessárias durante qualquer exame é a seleção da faixa correta de intensidade
acústica para a aplicação. Por exemplo, os níveis de intensidade vascular periférica não são
recomendados para exames fetais. Alguns equipamentos selecionam automaticamente a faixa
apropriada para um procedimento em particular, enquanto outros exigem seleção manual. No final,

1-20
Capítulo 1 Segurança

o usuário assume a responsabilidade pelo uso clínico apropriado. Este equipamento da Samsung
Medison fornece ambas as configurações automática e definíveis pelo usuário.

A saída tem impacto direto na intensidade acústica. Depois de estabelecer a aplicação, o controle de
saída pode ser usado para aumentar ou reduzir a saída de intensidade. O controle de saída permite
selecionar os níveis de intensidade inferiores ao máximo definido. A forma prudente de uso ocorre
quando o usuário seleciona a intensidade de saída mais baixa consistente com a boa qualidade de
imagem.

 Controles indiretos
Os controles indiretos são aqueles que possuem um efeito indireto na intensidade acústica. Esses
controles afetam o modo de geração da imagem, a frequência de repetição do pulso, a profundidade
do foco, o comprimento do pulso e a seleção de transdutor.

A escolha do modo de aquisição de imagem determina a natureza do feixe de ultrassom. O modo 2D


é um modo de varredura, Doppler é um modo estacionário ou sem varredura. Um feixe de ultrassom
estacionário concentra a energia em um único local. Um feixe de ultrassom móvel ou de varredura
dispersa a energia em uma área ampla e o feixe é concentrado somente em uma área dada em uma
fração do tempo necessário no modo sem varredura.

A frequência ou taxa de repetição do pulso refere-se ao número de emissões de ultrassom em um


período específico. A frequência de repetição do pulso é diretamente proporcional à quantidade de
pulsos de energia em um determinado período. Vários controles afetam a frequência de repetição de
pulso: controles de profundidade focal, de exibição e de volume da amostra, a sensibilidade da cor, o
número de zonas focais e a largura do setor.

O foco do feixe de ultrassom afeta a resolução da imagem. A manutenção ou redução da resolução


em uma zona focal diferente requer o ajuste de várias saídas da zona focal. Esse ajuste de saídas
é um dos recursos otimizados do equipamento. Exames diferentes exigem profundidades focais
diferentes. A configuração do foco a uma profundidade apropriada melhora a resolução da estrutura
de interesse.

O comprimento do pulso é o tempo durante o qual a emissão de ultrassom está ativada. Quanto
maior for o pulso, maior será o valor da intensidade da média de tempo. Quanto maior for a
intensidade da média de tempo, maior será a probabilidade da temperatura subir e gerar cavitações.
O comprimento do pulso, o comprimento da emissão e a duração do pulso correspondem à duração
do pulso de saída no modo Doppler pulsado. Aumentar o volume da amostra do Doppler aumenta o
comprimento do pulso.

1-21
Manual de operação

A seleção de transdutor afeta indiretamente a intensidade. A atenuação do tecido muda com a


frequência. Quanto maior for a frequência de operação do transdutor, maior será a atenuação da
energia ultrassônica. Frequências maiores de operação do transdutor exigem intensidade de saída
mais alta a uma profundidade maior para varredura. Para realizar a varredura mais profunda na
mesma intensidade de saída, é exigida uma frequência menor do transdutor. Usar mais ganho ou
saída além de um certo ponto, sem o aumento correspondente na qualidade da imagem, pode
significar que um transdutor de frequência mais baixo é necessário.

 Controles do receptor
Os controles do receptor são usados pelo operador para melhorar a qualidade da imagem. Esses
controles não têm efeito na saída. Os controles de receptor afetam apenas como o eco do ultrassom
é recebido. Esses controles incluem ganho, TGC, faixa dinâmica e processamento de imagem. É
importante lembrar, com relação à saída, que os controles do receptor devem ser otimizados antes
de aumentá-la. Por exemplo, antes de aumentá-la, otimize o ganho para melhorar a qualidade da
imagem.

 Considerações adicionais
Mantenha o tempo de varredura mínimo e veja se apenas a varredura necessária do ponto de vista
médico foi feita. Nunca comprometa a qualidade apressando um exame. Um exame ruim exigirá um
segundo, o que no final aumentará o tempo gasto. O ultrassom de diagnóstico é uma ferramenta
importante na medicina e, como qualquer ferramenta, deve ser usado com eficiência e efetividade.

 Recursos de exibição de saída


A exibição da saída do equipamento consiste em dois índices básicos: um índice mecânico e um
índice térmico. O índice térmico consiste nos seguintes índices: tecido mole (ITpm), osso (ITo) e
craniano (IToc). Um desses três índices térmicos será sempre exibido. A exibição depende do ajuste
do equipamento ou da escolha do usuário, que depende da aplicação em mãos.

O índice mecânico é exibido continuamente em uma faixa de 0,0 a 1,9 com incrementos de 0,1.
O índice térmico consiste em três índices e apenas um deles é exibido por vez. Cada aplicação do
transdutor possui uma seleção padrão apropriada para essa combinação. ITo ou ITpm é exibido
continuamente na faixa de 0,0 até a saída máxima, com base no transdutor e na aplicação, em
incrementos de 0,1.

A natureza específica da aplicação da configuração padrão também é um fator importante do


comportamento do índice. Uma configuração padrão é um estado de controle do equipamento,

1-22
Capítulo 1 Segurança

ajustado previamente pelo fabricante ou operador. O equipamento possui configurações de índice


padrão para a aplicação do transdutor. As configurações padrão são executadas automaticamente
pelo equipamento de ultrassom quando ele é ligado, quando dados de um novo paciente são
inseridos no banco de dados do equipamento ou quando ocorre uma alteração da aplicação. A
decisão sobre qual dos três índices térmicos será exibido deve se basear nos seguintes critérios:

Índice apropriado à aplicação: ITpm é usado para diagnóstico por imagem de tecido mole e ITo para
focar um osso ou suas proximidades. Alguns fatores, como a presença de fluido ou osso ou o fluxo
sanguíneo, podem criar leituras artificialmente altas ou baixas do índice térmico. Um caminho de
tecido altamente atenuante, por exemplo, causará a possibilidade do aquecimento da zona local ser
inferior aos índices térmicos exibidos.

Os modos de varredura em comparação com os modos de operação sem varredura afetam o índice
térmico. Para os modos de varredura, o aquecimento tende a ocorrer próximo à superfície; para os
modos sem varredura, o potencial de aquecimento tende a ser mais profundo na zona focal.

Sempre limite o tempo de exposição ao ultrassom. Não apresse o exame. Assegure-se de que os
índices sejam mantidos a um mínimo e que o tempo de exposição seja limitado sem comprometer a
sensibilidade do diagnóstico.

Exibição do Índice mecânico (IM)


„„
Os bioefeitos mecânicos são fenômenos de limite que ocorrem quando um determinado nível
de saída é excedido. No entanto, o nível de limite varia com o tipo de tecido. O potencial de
bioefeitos mecânicos varia com o pico de pressão e a frequência do ultrassom. O IM responde
por esses dois fatores. Quanto maior for o valor do IM, maior será a probabilidade de ocorrer
bioefeitos mecânicos. No entanto, não há valor específico de IM que signifique que ocorrerá um
efeito mecânico de fato. O IM deve ser usado como um guia para a implementação do princípio
ALARA.

Exibição de IT (Índice térmico)


„„
O IT informa ao usuário sobre o potencial de aumento de temperatura na superfície do corpo,
dentro do tecido corporal ou no ponto de foco do feixe de ultrassom no osso. O IT é uma
estimativa do aumento de temperatura em tecidos corporais específicos. A quantidade atual de
qualquer elevação de temperatura é influenciada por fatores como tipo de tecido, vascularidade e
modo de operação. O IT deve ser usado como um guia para a implementação do princípio ALARA.
O índice térmico do osso (ITo) informa ao usuário sobre o aquecimento potencial no foco ou
próximo a ele depois que o feixe de ultrassom passar pelo tecido mole ou líquido; por exemplo,
osso fetal em torno do segundo ou terceiro trimestre. O índice térmico do osso craniano (IToc)
informa ao usuário sobre o potencial de aquecimento do osso na superfície ou próximo dela,

1-23
Manual de operação

por exemplo, osso craniano. O índice térmico do tecido mole (ITpm) informa ao usuário sobre
o potencial de aquecimento dentro do tecido mole homogêneo. IToc é exibido quando você
seleciona uma aplicação transcraniana.

Precisão e exatidão da exibição de índices mecânico e térmico


„„
Os índices mecânico e térmico no equipamento têm a precisão de 0,1 unidade.
As estimativas de precisão da exibição de IM e IT do equipamento são informadas no manual
Acoustic Output Tables (Tabelas de saída acústica). Essas estimativas de precisão se baseiam na
faixa de variabilidade de transdutores e equipamentos, erros inerentes de modelagem de saída
acústica e variabilidade de medida, conforme descritos abaixo.
Os valores exibidos devem ser interpretados como informações relativas para ajudar o operador
do equipamento a conseguir o princípio ALARA por meio do uso prudente do equipamento.
Os valores não devem ser interpretados como tecidos ou órgãos investigados de valores físicos
verdadeiros. Os dados iniciais usados para dar suporte à exibição de saída derivam de medidas de
laboratório com base no padrão de medida do AIUM. Em seguida, as medidas são colocadas em
algoritmos para calcular os valores de saída exibidos.
Muitas das pressuposições usadas no processo de medida e cálculo são conservadoras por
natureza. A superestimação da exposição in situ efetiva, para a grande maioria das trajetórias
de tecido, é incorporada ao processo de medida e cálculo. Por exemplo, os valores medidos do
tanque de água são corrigidos por um coeficiente conservador de atenuação padrão da indústria
de 0,3 dB/cm-MHz.
Os valores conservadores para as características do tecido são selecionados para uso nos modelos
de IT. Os valores conservadores para as taxas de absorção de tecido ou ossos, taxas de perfusão
sanguínea, capacidade de calor sanguíneo e condutividade térmica do tecido foram selecionados.
A elevação constante da temperatura é pressuposta nos modelos de IT padrão da indústria,
pressupondo-se que o transdutor do ultrassom esteja bem firme em uma posição por um período
suficiente para alcançar a constância.
Vários fatores são considerados quando se estima a exatidão dos valores de exibição: variações
de hardware, estimativa de exatidão do algoritmo, variabilidade da medida e variabilidade entre
transdutores e equipamentos são fatores significativos. A variabilidade do transdutor é o resultado
das eficiências do cristal piezelétrico, das diferenças de impedância relacionadas ao processo e das
variações no parâmetro de foco com lentes sensíveis. Também contribuem para a variabilidade as
diferenças nas eficiências e controle da tensão do pulso do equipamento. Há incertezas inerentes
aos algoritmos usados para estimar os valores de saída acústica diante de várias condições
possíveis de funcionamento do equipamento e tensões de pulso. As imprecisões nas medidas de
laboratório estão relacionadas a diferenças na calibração e no desempenho do hidrofone, além de
tolerâncias de posicionamento, alinhamento e digitalização e variabilidade entre os operadores
de teste.

1-24
Capítulo 1 Segurança

As pressuposições conservadoras dos algoritmos de estimativa de saída da propagação linear,


em todas as profundidades, por meio de um meio de atenuação de 0,3 dB/cm-MHz, não são
levadas em consideração no cálculo da estimativa da precisão exibida. Nem a propagação linear
nem a atenuação uniforme na taxa de 0,3 dB/cm-MHz ocorrem nas medidas do tanque de água
ou na maioria das trajetórias de tecido no corpo. No corpo, os tecidos e os diferentes órgãos
têm características de atenuação diferentes. Na água, quase não há atenuação. No corpo e,
especialmente nas medidas do tanque de água, as perdas de saturação e propagação não lineares
ocorrem na medida em que as tensões de pulso aumentam.
As estimativas de precisão da exibição levam em conta as faixas de variabilidade de transdutores
e equipamentos, erros inerentes de modelagem de saída acústica e variabilidade de medidas. As
estimativas de exatidão da exibição são medidas de acordo com os padrões AIUM de medida,
mas não consideram os erros causados durante a medição. Elas também são independentes dos
efeitos de perda não linear nos valores medidos.

 Efeitos do controle - controle que afeta os índices


À medida que vários controles do equipamento são ajustados, os valores de IT e IM podem mudar.
Isso será mais aparente quando o controle POWER (POTÊNCIA) for ajustado. No entanto, outros
controles do equipamento afetarão os valores de saída na tela.

Potência
„„
A potência controla a saída acústica do equipamento. Dois valores de saída em tempo real estão
na tela: um IT e um IM. Eles mudam à medida que o equipamento responde aos ajustes de POWER
(POTÊNCIA).
Nos modos combinados, como Colorido, 2D e Doppler pulsado simultâneos, cada modo
individual adiciona ao IT total. Um modo será o contribuinte dominante para esse total. O IM
exibido virá do modo com o maior pico de pressão.

 Controles do modo 2D

Tamanho do modo 2D
„„
Estreitar o ângulo da área pode aumentar a taxa de quadros. Isso aumentará o IT. A tensão do
pulso pode ser ajustada para baixo automaticamente com os controles do software para manter o
IT abaixo dos máximos do equipamento. Uma redução na tensão do pulso reduzirá o IM.

1-25
Manual de operação

Zoom
„„
Aumentar a ampliação do zoom pode aumentar a taxa de quadros. Isso aumentará o IT. O número
de zonas focais também pode aumentar automaticamente para melhorar a resolução. Essa ação
pode alterar o IM porque o pico de intensidade pode ocorrer em uma profundidade diferente.

Persistência
„„
Uma persistência mais baixa diminuirá o IT. A tensão do pulso pode ser aumentada
automaticamente. Um aumento na tensão do pulso aumentará o IM.

Número focal
„„
Mais zonas focais podem mudar o IT e o IM alterando automaticamente a taxa de quadros ou a
profundidade focal. Taxas de quadros mais baixas reduzem o IT. O IM exibido corresponderá à
zona com o maior pico de intensidade.

Focus (Foco)
„„
A alteração da profundidade focal irá mudar o IM. Normalmente, valores de IM mais altos
ocorrerão quando a profundidade focal estiver próxima do foco natural do transdutor.

 Controles de cor e potência

Sensibilidade da cor
„„
Aumentar a sensibilidade da cor pode elevar o IT. Mais tempo é gasto fazendo a varredura de
imagens coloridas. Os pulsos coloridos são o tipo de pulso dominante nesse modo.

Largura do setor colorido


„„
Uma largura menor do setor colorido aumentará a taxa de quadros coloridos e o IT aumentará.
O equipamento pode reduzir automaticamente a tensão do pulso para ficar abaixo do máximo
do equipamento. Uma queda na tensão do pulso diminuirá o IM. Se também estiver ativado, o
Doppler pulsado permanecerá como o modo dominante e a alteração de IT será pequena.

Profundidade do setor colorido


„„
A profundidade maior do setor colorido pode reduzir automaticamente a taxa de quadros
coloridos ou selecionar uma nova zona focal colorida ou o comprimento de pulso colorido. O IT
mudará devido à combinação desses efeitos. Geralmente, o IT aumentará com a profundidade
maior do setor colorido. O IM corresponderá ao pico da intensidade do tipo de pulso dominante,
que é um pulso colorido. Porém, se também estiver ativado, o Doppler pulsado permanecerá
como o modo dominante e a alteração do IT será pequena.

1-26
Capítulo 1 Segurança

Escala
„„
Usar o controle SCALE (Escala) para aumentar a faixa de velocidade da cor pode aumentar o IT. O
equipamento ajustará automaticamente a tensão do pulso para permanecer abaixo dos máximos
do equipamento. Uma redução na tensão do pulso também diminuirá o IM.

Largura do setor
„„
Uma largura do setor no modo 2D menor na geração do diagnóstico por imagem colorida
aumentará a taxa de quadros coloridos. O IT aumentará. O IM não mudará. Se estiver ativado, o
Doppler pulsado permanecerá como o modo primário e a alteração do IT será pequena.

 Controles do modo M e Doppler

Velocidade
„„
Os ajustes de velocidade de varredura do modo M e Doppler afetarão o IM. Quando a velocidade
de varredura no modo M muda, o IT é alterado.

Método de atualização e simultâneo


„„
O uso dos modos de combinação afeta o IT e o IM pela combinação dos tipos de pulso. Durante o
modo simultâneo, o IT é cumulativo. Durante a atualização automática e duplex, o IT exibirá o tipo
de pulso dominante. O IM exibido virá do modo com o maior pico de pressão.

Profundidade do volume da amostra


„„
Quando a profundidade do volume de amostra do Doppler aumentar, a PRF do Doppler poderá
ser reduzida automaticamente. Uma redução na PRF reduzirá o IT. O equipamento também pode
reduzir automaticamente a tensão do pulso para permanecer abaixo do máximo do equipamento.
Uma redução na tensão do pulso reduzirá o IM.

 Controles Doppler (PW e CW), modo M e diagnóstico por imagem


colorida
Quando um novo modo de diagnóstico por imagem é selecionado, o IT e o IM mudam para as
configurações padrão. Cada modo possui uma frequência de repetição de pulso correspondente
e um ponto de intensidade máxima. Nos modos combinados ou simultâneos, o IT é a soma das
contribuições dos modos ativados, e IM é o IM da zona focal e o modo com a maior intensidade
corrigida. Se um modo for desligado e selecionado novamente em seguida, o equipamento
retornará às configurações selecionadas anteriormente.

1-27
Manual de operação

Transdutores
„„
Cada modelo de transdutor disponível possui especificações únicas para a área de contato, forma
de feixe e frequência centralizada. As configurações são inicializadas quando você seleciona
um transdutor. Os padrões de fábrica variam de acordo com o transdutor, a aplicação e o modo
selecionado. Os padrões foram escolhidos abaixo dos limites da FDA para o uso desejado.

Profundidade
„„
Um aumento na profundidade do modo 2D diminuirá a taxa de quadros do modo 2D
automaticamente. Isso diminuiria o IT. O equipamento também pode escolher automaticamente
uma profundidade focal maior no modo 2D. Uma alteração da profundidade focal pode alterar o
IM. O IM exibido é o da zona com maior pico de intensidade.

Aplicação
„„
Os padrões de saída acústica são determinados quando você seleciona uma aplicação. Os padrões
de fábrica variam de acordo com o transdutor, a aplicação e o modo. Os padrões foram escolhidos
abaixo dos limites da FDA para o uso desejado.

 Documentos de orientação relacionados


Para obter mais informações sobre os bioefeitos ultrassônicos e os tópicos relacionados, consulte o
seguinte:

1. AIUM Report, 28 de janeiro de 1993, "Bioeffects and Safety of Diagnostic Ultrasound"

2. Bioeffects Considerations for the Safety of Diagnostic Ultrasound, J Ultrasound Med., setembro de
1998: Vol. 7, No. 9 Suplemento

3. Acoustic Output Measurement Standard for Diagnostic Ultrasound Equipment. (AIUM, NEMA.
1998)

4. Acoustic Output Labeling Standard for Diagnostic Ultrasound Equipment (AIUM, 1998)

5. Second Edition of the AIUM Output Display Standard Brochure, Dated March 10, 1994. (Uma cópia
deste documento acompanha cada equipamento.)

6. Information for Manufacturer Seeking Marketing Clearance of Diagnostic Ultrasound Systems and
Transducers. FDA. Setembro de 1997. FDA.

7. Standard for Real-Time Display of Thermal and Mechanical Acoustic Output Indices on Diagnostic
Ultrasound Equipment. (Revisão 1, AIUM, NEMA. 1998)

1-28
Capítulo 1 Segurança

8. WFUMB. Symposium on Safety of Ultrasound in Medicine: Conclusions and Recommendations


on Thermal and Non-Thermal Mechanisms for Biological Effects of Ultrasound, Ultrasound in
Medicine and Biology, 1998: Vol. 24, Suplemento1.

 Intensidades in situ, corrigidas e de valor na água


Todos os parâmetros de intensidade são medidos na água. Como a água não absorve a energia
acústica, essas medidas na água representam um valor do pior caso possível. O tecido biológico
não absorve a energia acústica. O verdadeiro valor da intensidade em qualquer ponto depende da
quantidade e do tipo de tecido, além da frequência do ultrassom que passa pelo tecido. O valor da
intensidade no tecido e o valor in situ foram estimados através da fórmula a seguir:
in situ = água [e - (0,23 alf)]
em que: in situ = valor da intensidade in situ
Água = valor da intensidade na água
e = 2,7183
a = Fator de atenuação
Tecido a(dB/cm-MHz)
Cérebro .53
Coração .66
Rim .79
Fígado .43
Músculo .55
l = linha da pele até a profundidade de medida (cm)
f = frequência central da combinação transdutor/equipamento/modo (MHz)

Como o caminho ultrassônico durante um exame deve passar por vários comprimentos e tipos de
tecido, é difícil estimar a verdadeira intensidade in situ. É usado um fator de atenuação de 0,3 para
fins de relatórios gerais. Portanto, o valor in situ que costuma ser informado usa a fórmula:
in situ (corrigido) = água [e -(0,069 lf)]
Como esse valor não corresponde à verdadeira intensidade in situ, o termo "corrigido", é usado.

O valor corrigido máximo e os valores máximos na água nem sempre ocorrem nas mesmas
condições operacionais. Por isso, os valores máximos na água e corrigidos talvez não estejam
relacionados à fórmula in situ (corrigido). Por exemplo, um transdutor de várias zonas com as maiores
intensidades de valor na água em sua zona mais profunda: o mesmo transdutor pode ter sua maior
intensidade corrigida em uma de suas zonas focais mais fracas.

1-29
Manual de operação

 Saída acústica e medida


Desde o primeiro uso do ultrassom de diagnóstico, têm sido estudados, por inúmeras instituições
médicas e científicas, os possíveis efeitos biológicos (bioefeitos) humanos decorrentes da exposição
ao ultrassom. Em outubro de 1987, o American Institute of Ultrasound in Medicine(AIUM) ratificou
um relatório preparado pelo Bioeffects Committee (Bioeffects Considerations for the Safety of
Diagnostic Ultrasound, J Ultrasound Med., setembro de 1988: Vol.7, No.9 Suplemento), às vezes
conhecido como o Relatório Stowe, que revisou os dados disponíveis sobre os possíveis efeitos da
exposição ao ultrassom. Um outro relatório, "Bioeffects and Safety of Diagnostic Ultrasound", de 28
de janeiro de 1993, oferece informações mais atualizadas.

A saída acústica deste equipamento foi medida e calculada de acordo com o "510(K) Guide for
Measuring and Reporting Acoustic Output of Diagnostic Ultrasound Medical Devices", de dezembro
de 1985, exceção feita ao cumprimento dos requisitos de “Acoustic Output Measurement Standard
for Diagnostic Ultrasound Equipment” (NEMA UD 2-1992) do hidrofone.

Os termos e símbolos usados nas tabelas de saída acústica são definidos nos parágrafos a seguir.

ISPTA.3  intensidade média temporal corrigida de pico espacial (miliwatts por centímetro
A
quadrado).

ISPPA.3 A intensidade média temporal corrigida do pulso de pico espacial (watts por
centímetro quadrado). O valor de IPA.3 na posição do IM máximo global (IPA.3@MI)
pode ser informado em lugar do ISPPA.3 caso o IM máximo global seja informado.

IM O índice mecânico. O valor de IM na posição de ISPPA.3, (MI@ISPPA.3) pode ser


informado em lugar do IM (valor máximo global) caso ISPPA.3 seja 190 W/cm2.

Pr.3 A pressão de rarefação de pico corrigida (megapascais) associada ao padrão de


transmissão que origina o valor de IM informado.

WO A potência ultrassônica (miliwatts). Para as condições operacionais que originam


ISPTA.3, WO é a potência média temporal total. Para condições operacionais sujeitas
ao relatório sob ISPPA.3, WO é a potência ultrassônica associada ao padrão de
transmissão que origina o valor informado em ISPPA.3.

Fc A frequência centralizada (MHz). Para IM e ISPPA.3, Fc é a frequência central


associada ao padrão de transmissão que origina o valor máximo global do respectivo
parâmetro. Para ISPTA.3, para modos combinados envolvendo tipos de feixe de
frequência central desigual, Fc é definido como a faixa geral de frequências
centralizadas dos respectivos padrões de transmissão.

ZSP A distância axial na qual o parâmetro informado é medido (centímetros).

1-30
Capítulo 1 Segurança

x-6,y-6 são, respectivamente, o azimute (no plano) e a elevação (fora do plano) -6 dimensões
no plano x-y, em que ZSP se encontra (centímetros).

PD A duração do pulso (microssegundos) associada ao padrão de transmissão que


origina o valor informado do respectivo parâmetro.

PRF A frequência de repetição do pulso (Hz) associada ao padrão de transmissão que


origina o valor informado do respectivo parâmetro.

EBD As dimensões do feixe de entrada para os planos azimute e de elevação


(centímetros).

EDS As dimensões de entrada da varredura para os planos azimute e de elevação


(centímetros).

 Precisão e incerteza da medida acústica


A precisão e a incerteza da medida acústica são descritas abaixo.

Quantidade Precisão Incerteza total

PII.3 (integral de intensidade corrigida do pulso) 3,2% +21% a -24%

Wo (potência acústica) 6,2% +/- 19%

Pr.3 (pressão de rarefação corrigida) 5,4% +/- 15%

Fc (frequência centralizada) < 1% +/- 4,5%

Incertezas sistemáticas.
„„
Para a integral da intensidade de pulso, a pressão de rarefação corrigida Pr.3, a frequência central e
a duração do pulso, a análise inclui considerações dos efeitos da exatidão de:
Deslocamento ou erros da calibração do hidrofone.
Hidrofone/resposta da frequência Amp.
Média espacial.
Erros de alinhamento.
Precisão da medida de tensão, inclusive:
Precisão vertical do osciloscópio.
XX
Precisão da compensação do osciloscópio.
XX
Precisão do relógio do osciloscópio.
XX
Taxas de digitalização do osciloscópio.
XX
Ruído.
XX
1-31
Manual de operação

As incertezas sistemáticas das medidas de potência acústica usando uma força de radiação são
medidas pelo uso de fontes de potência acústica NIST calibradas.
Também fazemos referência à análise de setembro de 1993, feita por um grupo de trabalho do
comitê técnico IEC 87 e preparado por K. Beissner, como primeiro suplemento à publicação IEC
1161.
O documento inclui a análise e a discussão de fontes de erro/efeitos de medidas por conta de:
Calibração do equipamento de equilíbrio.
XX
Absorção (ou reflexo) de mecanismos de suspensão alvo.
XX
Linearidade do equipamento de equilíbrio.
XX
Extrapolação no momento de troca do transdutor ultrassônico (compensação para toque e
XX
deslocamento térmico).
Imperfeições do alvo.
XX
Absorção (reflexo) da geometria alvo e tamanho do alvo finito.
XX
Desalinhamento do alvo.
XX
Desalinhamento do transdutor ultrassônico.
XX
Temperatura da água.
XX
Atenuação ultrassônica e transmissão acústica.
XX
Propriedades de lâminas de acoplamento ou blindagem.
XX
Pressuposição de onda plana.
XX
Influências ambientais.
XX
Medida da tensão de excitação.
XX
Temperatura do transdutor ultrassônico.
XX
Efeitos devido à propagação não linear e perda de saturação.
XX
As descobertas gerais da análise dão um número de exatidão aproximado da Potência acústica de
+/- 10% para a faixa de frequência de 1 - 10 MHz.

 Treinamento
Os usuários deste equipamento de ultrassom devem familiarizar-se com o equipamento de
ultrassom para otimizar o desempenho do dispositivo e para detectar possíveis defeitos.
Recomenda-se que todos os usuários passem por um treinamento apropriado antes do uso do
equipamento. O treinamento para o uso do produto pode ser ministrado pelo Departamento de
serviço ao cliente da Samsung Medison ou por um dos centros de suporte ao cliente no mundo
todo.

1-32
Capítulo 1 Segurança

Proteção ambiental
CUIDADO:
XX
Para descarte do equipamento ou dos acessórios que chegam ao final do ciclo de vida, entre em
contato com o fornecedor ou siga os procedimentos adequados de descarte.
XX
Você é responsável pela conformidade com as normas pertinentes de descarte de resíduos.
XX
A bateria de íon/lítio usada no equipamento deve ser substituída por um engenheiro de serviço
da Samsung Medison ou um revendedor autorizado.

1-33
Manual de operação

Bateria
Familiarize-se com as instruções abaixo antes de usar a bateria:

AVISO:
XX
Siga todas as instruções relacionadas à carga e à descarga da bateria e à temperatura em que ela
deve ser armazenada. Para obter mais informações sobre a faixa de temperatura recomendada,
consulte "Capítulo 8. Manutenção".
XX
Ao conectar a bateria, tenha cuidado com a polaridade dos eletrodos. Trocar a polaridade pode
causar um curto-circuito na bateria.
XX
Não deixe que os eletrodos da bateria entrem em contato com objetos metálicos.
XX
Não desmonte ou modifique a bateria.
XX
Não exponha a bateria ao calor ou ao fogo.
XX
Não armazene ou use a bateria nas proximidades de um dispositivo gerador de calor ou de uma
chama aberta. Lembre-se de não sujeitar a bateria a temperaturas acima de 60°.
XX
Não deixe a bateria exposta diretamente à luz do sol.
XX
Não manuseie a bateria usando objetos afiados.
XX
Não exponha a bateria a impacto. Não pise na bateria.
XX
Se a bateria for danificada, não a utilize.
XX
Não tente soldar ou reparar a bateria.
XX
Não conecte a bateria a uma tomada elétrica.
XX
Se você planeja não usar sua unidade MySono U6 por mais de um mês, remova a bateria da
unidade e armazene-a separadamente.

CUIDADO: A bateria pode danificar o equipamento se ela explodir, pegar fogo ou começar a
produzir fumaça. Veja abaixo para obter mais informações.
XX
Não submerja a bateria na água nem deixe que ela se molhe.
XX
Não coloque a bateria dentro de um microondas, forno elétrico ou contêiner pressurizado.
XX
Se a bateria começar a vazar, liberar odor ou gerar calor, não a utilize ou a armazene nas
proximidades de um material ou substância inflamável.
XX
Não utilize a bateria ao perceber sinais suspeitos, como odor, calor ou deformação.

Para obter mais informações sobre cuidados com a bateria, consulte "Capítulo 8. Manutenção".

1-34
Capítulo 2
Introdução

‹‹Especificações...................................................2-3

‹‹Configuração do equipamento ......................2-6


Monitor.........................................................................................2-7
Painel de controle....................................................................2-9
Unidade básica .......................................................................2-15
Dispositivos periféricos........................................................2-17
Bateria.........................................................................................2-19
Transdutores.............................................................................2-21
Carrinho do MySono U6 (vendido separadamente).2-22
Acessórios..................................................................................2-23
Funções opcionais..................................................................2-23
Capítulo 2 Introdução

Especificações

Altura: 75,4 mm
Dimensões físicas
Largura: 360 mm
Profundidade: 291 mm
Peso: mais de 4,8 kg (sem a bateria)

Modo de diagnóstico por imagem 2D


Modo de diagnóstico por imagem M
Modo de diagnóstico por imagem Doppler colorido (Color)
Modo de diagnóstico por imagem Doppler por potência (Potência)
Modo de diagnóstico por imagem Doppler de Potência Direcional (DPDI)
Modo de diagnóstico de imagem Doppler espectral por Doppler pulsado (PW)
Modo de diagnóstico de imagem Doppler por Doppler de onda contínua (CW)
Modos de imagem Modo de diagnóstico por imagem Doppler tissular (TDI)
Modo Tissue Doppler Wave (Onda de doppler tissular, ODT)
Modo de diagnóstico por imagem 3D
Modo de diagnóstico por imagem 4D
Modos Dual
Modos combinados
Modo simultâneo
Modo Zoom

Escala de cinza 256 (8 bits)

Focalização de transmissão, máximo de oito pontos (quatro pontos selecionáveis


Focalização simultaneamente)
Focalização de recepção dinâmica digital (contínua)

Convexo: C2-5, C2-8, C4-9, CF4-9


Linear: LN5-12
Transdutores Phased Array: P2-4, P3-7AC, SP3-8
(Tipo BF/IPX7) Endocavitário: EVN4-9
Volumétrico: 3DC2-6, 3D4-9
CW: CW2.0

Conexões do Porta para um transdutor


transdutor Portas para dois transdutores, opcional

Altura: 23,5 mm
Bateria
Largura: 224,5 mm
Profundidade: 78,5 mm
Peso: menos de 700 g

Monitor Monitor de LCD de 15 polegadas (unidade com luz de fundo em LED, conector de LED)

ECG Tipo CF

2-3
Manual de operação

Porta de vídeo (DVI-I)


Porta de rede
Conexões de entrada/
saída Porta USB
Entrada de microfone
Porta de áudio

Máximo de 2.621 quadros para a memória CINE


Armazenagem da
imagem Máximo de 8.192 linhas para a memória LOOP
Equipamento de arquivamento de imagem

Aplicação
Abdômen, Obstetrícia, Ginecologia, Músculo-esquelético, Pequenas partes, Vascular,
Cardíaco, Pediátrico, Transcraniano, Urologia

Parâmetros elétricos
Entrada: 100-240 VCA, 0,7-1,63 A, 47-63 Hz
Saída: 19 VCC, 7,9 A, 150 W Máx.

Obstetrícia, Ginecologia, Cardiologia, Carótida, Eco fetal, Artéria extremidade superior,


Artéria extremidade inferior, Veia Extremidade Superior, Veia extremidade Inferior,
Pacotes de medida Radiologia, Transcraniano, Tireoide, Mama, Testículo, Superficial, Quadris pediátricos,
MSK (músculo-esquelética)
* Consulte o Capítulo 5 para obter informações adicionais

Controle de TGC
Controle de ganho independente de modo
Controle de potência acústica (ajustável)
Processamento do
sinal
Abertura dinâmica
(Pré-processamento) Apodização dinâmica
Controle de faixa dinâmica (ajustável)
Controle da área de visualização da imagem
Controle de velocidade de varredura do modo M

Média de quadros
Controle de realce/Desfocalização
Processamento do
sinal
Janelas da escala de gamas
(Pós-processamento) Orientação de imagem (esquerda/direita e acima/abaixo, rotação)
Branco em preto/preto em branco
Zoom

Operação da esfera de Rolagem (Trackball) de vários cursores


Medida
Modo 2D: medidas lineares e de área usando aproximação elíptica ou traçado
M Mode (Modo M): leitura contínua da distância, do tempo e de inclinação
Modo Doppler: velocidade e traçado

USB ECG
Pedal USB (IPX1)
Monitor externo
Auxiliar
DVD-Multi externo
Impressora de vídeo USB
Impressora USB a laser
Unidade de disco rígido USB
Mídia de memória flash USB

2-4
Capítulo 2 Introdução

Interface do usuário Inglês, alemão, francês, espanhol, italiano, russo, português

Limites de pressão
Operação: 700 ~ 1060 hPa
Armazenagem: 700 ~ 1060 hPa

Limites de umidade
Operação: 30 ~ 75%
Armazenagem e transporte: 20 ~ 90%

Limites de Operação: 10 ~ 35°C


temperatura Armazenagem e transporte: -25 ~ 60°C

2-5
Manual de operação

Configuração do equipamento
Este equipamento consiste em monitor, painel de controle, unidade básica, dispositivos periféricos e
transdutores.

1 1 Monitor

2 Painel de controle

3 Unidade básica
2
4 Porta do transdutor

5 Alça

5
3
4

[Figura 2.1 Componentes do equipamento]

Princípios de funcionamento
DICAS!
Imagens de ultrassom médico são criadas por computador e memória digital pela transmissão e
recepção de ondas de alta frequência aplicadas através de um transdutor. As ondas de ultrassom
mecânicas disseminam-se através do corpo, produzindo um eco onde há uma mudança de
densidade. Por exemplo, no caso de tecidos, cria-se um eco onde o sinal passa de uma região de
tecido adiposo a uma de tecido muscular. Os ecos retornam ao transdutor onde são reconvertidos
em sinais elétricos.
Esses sinais de eco são extremamente amplificados e processados por circuitos analógicos e
digitais. Os circuitos têm filtros com muitas frequências e opções de resposta de tempo, que
transformam os sinais elétricos de alta frequência em uma série de sinais de imagem digital,
armazenados na memória. Uma vez na memória, a imagem pode ser exibida em tempo real no
monitor de imagem. Todas as características de transmissão, recepção e processamento do sinal
são controladas por computador.

2-6
Capítulo 2 Introdução

Monitor
Imagens de ultrassom e outras informações são exibidas no monitor LCD a cores.

 Layout da tela
A tela do monitor exibe imagens de ultrassom, menus de operação e várias outras informações. A
tela é dividida em cinco áreas: 1 área de título, 2 área de imagem, 3 área de miniatura, 4 área de
informações do usuário e 5 menu de programação.

4
5
[Figura 2.2 Exibição do monitor]

Área de título
„„
Exibe nome do paciente, nome do hospital, aplicação, taxa de quadros, profundidade,
informações do transdutor, informações de saída acústica, além de data e hora.

Área de imagem
„„
É o local em que a imagem de ultrassom é exibida. Informações da imagem, anotações e
informações da medida também são exibidas.

2-7
Manual de operação

Área de miniatura
„„
São exibidas até cinco imagens salvas. Para salvar, pressione o botão Save (Salvar). Clique em uma
miniatura para ampliar.
No modo BodyMarker (Marcador de corpo), os marcadores de corpo são exibidos.

Área de informações do usuário


„„
A área de informações do usuário fornece várias informações necessárias para o uso do
equipamento. São exibidas informações como o status atual do equipamento, as informações da
imagem e os itens selecionáveis, entre outras.

Status atual do equipamento


DICAS!
Mostra o status da conexão do Pedal.

Exibe o nível da bateria. Para obter mais informações, consulte a seção "Bateria"
deste capítulo.

Exibe o estado da rede.

Exibe o status de conexão do dispositivo USB. Clique duas vezes no ícone para
carregar a tela Storage Manager (Gerenciador de armazenamento).

Mostra o espaço de disco total e o espaço de disco disponível do equipamento.

Exibe o status da conexão LAN sem fio.

Menu de programação
„„
As opções de menu exibidas mudam de acordo com o status do equipamento. Para adicionar ou
remover uma opção do menu de programação, pressione o botão correspondente no painel de
controle.

 Ajuste do brilho da tela


Use as teclas de seta para a direita e para a esquerda no teclado. No entanto, não é possível ajustar o
brilho da tela no modo de texto.

2-8
Capítulo 2 Introdução

Painel de controle
O painel de controle é usado para operar o equipamento.

1 2 3 4 5 6

User SONOVIEW Dual Single BPD AC FL CRL GS Print 2

Patient Probe 2D
PW C Focus Zoom

Report CW PD

M 3D/4D
Q
Scan
Ext.Menu

Active Mode
Gain/Ref.Slice

Angle Freeze Save Print 1

[Figura 2.3 Painel de controle]

O painel de controle consiste em teclado, menus de programação, botões, botões giratórios, botões
seletores, controles deslizantes e uma esfera de Rolagem (Trackball).

O botão seletor pode ser usado como um seletor ou um botão.

2-9
Manual de operação

 Funções do painel de controle


Veja a seguir as descrições e instruções dos controles do painel de controle. Para obter mais
informações sobre os controles com várias funções, consulte o Capítulo 3 e posteriores deste manual.

Botão Liga/desliga o equipamento.


On/Off (Ligado/
Desligado)

Patient Exibe a tela Patient Information (Informações do paciente) da seleção


Botão
(Paciente) do paciente e da entrada de informações.

Probe Exibe a tela Probe Selection (Seleção de transdutor), que permite que
Botão
(Transdutor) você selecione ou altere o transdutor ou a aplicação.

End Exam (Fim Encerra o exame do paciente selecionado e redefine os dados


Botão
do Exame) relacionados.

Report Exibe a tela Report (Relatório) que mostra os resultados de medida da


Botão
(Relatório) aplicação atual e outras informações.

M Botão Pressione o botão seletor para iniciar/parar o modo M.

Pressione o botão seletor para iniciar/parar o modo Doppler espectral


CW Botão contínuo CW.
Disponível somente com o transdutor de arranjo por fase.

PW
Pressione o botão seletor para iniciar/parar o modo Doppler espectral
Botão
pulsado (PW).

2D Botão Pressione o botão seletor para iniciar/parar o modo 2D.

C Botão Pressione o botão seletor para iniciar/parar o modo Doppler colorido.

PD
Pressione o botão seletor para iniciar/parar o modo do Doppler de
Botão
potência.

3D/4D Botão Inicia ou encerra o Modo 3D/4D.

No modo combinado, se você pressionar esse botão, o menu de


Active Mode programação será alterado. Sempre que você pressionar o botão, o
Botão
(Modo ativo) menu de programação será alterado para o que estiver relacionado ao
próximo modo de diagnóstico do conjunto.

XX
Ext. Menu (Menu ext.): Pressionar o botão seletor altera a página
do menu de programação. Pressione o botão enquanto o menu
Ext. Menu/ do utilitário ou o menu de medida estiver em exibição. Ext. Menu
Angle (Menu (Menu ext.) é a abreviação para menu extendido.
Botão seletor
Extendido /
Ângulo) XX
Angle (Ângulo): Ajusta o ângulo da amostra de volume no Modo
Spectral Doppler. É também usado para ajustar o ângulo indicador
ou o cursor do transdutor do marcador corporal.

2-10
Capítulo 2 Introdução

Depth
Botão Ajusta a profundidade de varredura da imagem.
(Profundidade)

Focus (Foco) Botão Você pode ajustar o ponto de foco.

Zoom Botão É possível ampliar uma imagem.

Q Scan (Varredura rápida): Pressionar o botão ativa a varredura rápida.


Q Scan / Gain Uma marca é exibida na parte superior da imagem. Ela só pode ser
(Varredura Botão seletor usada em aplicações específicas com transdutores específicos.
Rápida/Ganho) Ganho: Girar o botão seletor ajusta o ganho sob o modo de diagnóstico
atual.

Botão Sai da função em uso no momento e retorna para a função anterior.


Exit (Sair)

Quando pressionado, é exibido um marcador de seta para indicar as


Botão partes da imagem exibida e recupera imagens da área de miniatura
Pointer (Cursor) para realizar o pós processamento.

Exclui texto, indicador, marcador de corpo. resultado de medida, etc. da


Botão
Clear (Limpar) imagem.

Isso é usado para alterar a função atual da esfera de Rolagem


Botão
Change (Alterar) (Trackball).

Calculator Botão Inicia as medidas por aplicação.


(Calculadora)

Botão Começa a medir distância, circunferência, área e volume.


Caliper

Botão Seleciona um item ou um valor usando a esfera de Rolagem (Trackball).


Set (Confirmar)

Freeze Botão Pausa/reinicia a varredura.


(Congelar)

Botão Salva a imagem ou o relatório exibido no banco de dados.


Save (Salvar)

Imprime uma imagem na tela usando a impressora conectada ao


equipamento. A função desse botão pode ser definida em Utility
Botão
Print 1 (Utilitário) > Setup (Configuração) > User Defined Key (Tecla definida
(Impressão 1) pelo usuário).

2-11
Manual de operação

Trackball Esfera de
(Esfera de Rolagem Move o cursor na tela. Também navega por imagens Cine.
rolagem) (Trackball)

Permite que você ajuste os valores TGC para cada profundidade usando
Controle
TGC 6 controles deslizantes. TGC é a abreviação de Time Gain Compensation
deslizante
(Compensação de ganho pelo tempo).

CUIDADO: uma diferença muito grande nas configurações do valor de ganho dos botões
deslizantes TGC pode levar à geração de linhas em uma imagem.

Menu de programação
„„

Executa a função atribuída para o número correspondente no menu


Menu de
programação Botão seletor
de programação atual. As opções de menu exibidas mudam de
1~6 acordo com o status do equipamento.
Pressione o botão ou gire-o para alterar a opção.

Uso dos botões do menu de programação


DICAS!
O meu de programação consiste em um menu superior um menu inferior na parte inferior da tela.
XX
Menu superior (1): Gire o botão para selecionar uma opção.
XX
Menu inferior (2): Pressione o botão para selecionar a opção.

2
[Figura 2.4 Menu de programação]

Botões [4] a [6] do menu de programação


DICAS!
Os botões [4] a [6] do menu de programação possuem as seguintes funções na visualização 3D:
XX
Botão [4] do menu de programação: gira a imagem na direção do eixo X.
XX
Botão [5] do menu de programação: gira a imagem na direção do eixo Y.
XX
Botão [6] do menu de programação: gira a imagem na direção do eixo Z.

2-12
Capítulo 2 Introdução

Teclado
„„
O teclado permite que o usuário insira texto e use teclas de função para executar várias funções
de forma direta.
User SONOVIEW Dual Single BPD AC FL CRL GS Print 2

[Figura 2.5 Teclado]

Este botão é usado para executar as funções especiais que você definiu
User anteriormente. A função desse botão pode ser definida em Utility
ESC
(Usuário) (Utilitário) > Setup (Configuração) > User Defined Key (Tecla definida
pelo usuário) > User Key Setup (Configuração de tecla do usuário).

F1 Exibe o Help Manual (Manual de ajuda) na tela.


Help (Ajuda)

F2 Exibe o menu Utility (Utilitário) na tela.


Utility
(Utilitário)

F3 Indicator Inicia o modo de indicador.


(Cursor)

Ativa o modo de texto. No entanto, com a caixa de seleção em Utility


F4
(Utilitário) > Setup (Configuração) > Annotate (Anotação) > Text Setup
Text (Texto) (Configuração de texto) > Quick Text (Texto rápido) selecionada, você
pode inserir um texto diretamente sem pressionar esse botão.

F5 BodyMarker Inicia o modo de marcador de corpo.


(Marcador
de corpo)

F6 SONOVIEW Executa o SONOVIEW, um programa de arquivamento de imagens.

2-13
Manual de operação

F7 Dual (Duplo) Usado para o modo duplo.

Single
F8 Muda para o modo único. Disponível no modo duplo.
(Único)

F9 BPD (DBP)

F10 AC (CA) Esses botões são usados para atribuir funções de medida definidas pelo
usuário.
F11 FL (F) A função de cada botão pode ser definida em Utility (Utilitário) > Setup
(Configuração) > User Defined Key (Tecla definida pelo usuário) >
F12 CRL (CCN) Measure Key Setup (Configuração da tecla de medida).
Prt Scr SysRq GS (SG)

Pause Break Print 2 A função desse botão pode ser definida em Utility (Utilitário) > Setup
(Pausa) (Impressão 2) (Configuração) > User Defined Key (Tecla definida pelo usuário).

Sempre que você pressionar a barra, os itens na tela serão removidos na


ordem: informações de imagem  barra de escala cinza/barra colorida
Barra de espaço  CGT (TGC). Quando todos os itens tiverem sido removidos da tela, se
você pressionar a barra de espaço mais uma vez, todos os itens serão
recarregados na tela.

, Usado para ajustar o nível de brilho do monitor.

, Usado para ajustar o volume no modo Doppler espectral.

2-14
Capítulo 2 Introdução

Unidade básica
A unidade básica consiste basicamente em componentes de imagem de ultrassom na parte interna e
em vários conectores e uma alça na parte externa.

As seções e os componentes da unidade básica são descritos abaixo:

Esquerdo

Traseiro

Direito

[Figura 2.6 Unidade básica]

2-15
Manual de operação

 Unidade básica - lado esquerdo

Porta da trava de segurança (trava


Kensington)

Porta USB

Porta de microfone

Porta de áudio

 Unidade básica - lado direito

Porta do transdutor

Trava do transdutor

Porta USB

 Unidade Básica - parte traseira

Porta de vídeo (DVI-I)

Porta de rede

Porta de alimentação

NOTA: para obter mais instruções sobre como conectar um adaptador de CA à porta de
alimentação, consulte "Capítulo 3. Início do diagnóstico".

2-16
Capítulo 2 Introdução

Dispositivos periféricos
Dispositivos periféricos podem ser conectados a suas portas correspondentes no lado esquerdo ou na
parte traseira do equipamento.

CUIDADO: somente introduza dispositivos periféricos relacionados neste manual no ambiente do


paciente. Caso introduza dispositivos não relacionados, eles podem ocasionar um risco elétrico.

N

N N
N


[Figura 2.7 Ambiente do paciente]

CUIDADO: durante o uso de um dispositivo periférico em uma porta USB, sempre desligue-o antes
de conectar/desconectar o dispositivo. A conexão/desconexão de dispositivos USB em meio ao
funcionamento pode levar ao mau funcionamento do equipamento e dos dispositivos USB.

NOTA: para obter instruções sobre como usar um dispositivo periférico específico, consulte o
manual de operação do dispositivo.

Os seguintes equipamentos são recomendados:

DVD-Multi
„„
DVD+R, DVD-R, DVD+RW, DVD-RW, CD-R, CD-RW

2-17
Manual de operação

Impressora de vídeo USB


„„

Cor: Mitsubishi CP30DW, SONY UP-D23MD, SONY UP-D25MD


XX

Preto e branco: Mitsubishi P93DW, Mitsubishi P95DE, SONY UP-D897


XX

CUIDADO:
XX
Você deve instalar uma impressora e um driver compatível com Microsoft Windows XP™ ou
posterior. Entre em contato com o Departamento de serviço ao cliente da Samsung Medison, se
tiver dúvidas sobre a instalação do driver da impressora.
XX
Para conectar uma impressora, certifique-se de que a impressora esteja configurada de acordo
com o Microsoft Windows™ ou a configuração do equipamento, e que foi selecionada como
impressora padrão.

Conversor USB/serial (RS-232C)


„„
Conversor USB/serial (RS-232C) com chipset FTDI (compatível com FTDI FT232BM)

Foot Switch (Pedal)


„„
Para configurar a função de pedal, vá para Utility (Utilitário) > Setup (Configuração) > User
Defined Key (Tecla definida pelo usuário) > Foot Switch (Pedal). Selecione entre Freeze
(Congelar), Update (Atualizar), Print 1 (Impressão 1), Print 2 (Impressão 2), Save (Salvar), Store Clip
(Armazenagem de Clipe) e Volume Start (Início do volume).

Outras
„„
Mídia de memória flash

NOTA:
XX
O equipamento não reconhece a memória flash USB 1.1. Remova a memória flash da unidade
básica e do equipamento novamente com o dispositivo apropriado.
XX
Para remover um dispositivo de armazenagem USB do equipamento, vá para Utility (Utilitário) >
Storage Manager (Gerenciador de armazenamento).
XX
Sobre formatos de arquivo que não são normalmente salvos: verifique antes para ver se é
possível salvar o formato de arquivo em um computador desktop antes de tentar salvar o
arquivo em uma memória flash.

2-18
Capítulo 2 Introdução

Bateria
Este equipamento utiliza baterias de íon/lítio. Use essa bateria se você não estiver usando um
adaptador de CA para alimentar o equipamento ou se a fonte de alimentação não for confiável.

AVISO:
XX
Se a mensagem de bateria fraca for exibida durante a utilização do equipamento, salve as
informações do diagnóstico imediatamente e conecte o adaptador AC assim que possível. Se
você continuar usando o equipamento sem conectar a uma fonte de alimentação CA, será
exibido um aviso e o equipamento será desligado imediatamente.
XX
Se a fonte de alimentação CA não for confiável ou se o equipamento não tiver sido aterrado de
forma adequada, use a bateria.
XX
O MySono U6 possui requisitos específicos de bateria e adaptador de CA. Sempre use uma
bateria recomendada pela Samsung Medison.

O número de horas pelas quais a bateria pode alimentar o MySono U6 varia de acordo com a seleção do
modo de diagnóstico e dos tipos de periféricos usados.

Se o nível da bateria ficar baixo enquanto o equipamento estiver sendo usado, conecte-a a uma fonte
de alimentação CA para recarregá-la. Se você tiver uma bateria reserva e quiser substituir a bateria
vazia, desligue o equipamento antes de fazer a substituição.

NOTA:
XX
O modo 4D só pode ser usado quando houver conexão com uma fonte de alimentação CA.
XX
Antes de utilizar a bateria, leia as informações de segurança da bateria em "Capítulo 1.
Segurança".
XX
A bateria continuará a ser descarregada mesmo depois de desligar o equipamento. Portanto,
remova a bateria do equipamento ou conecte-o a uma fonte de alimentação CA quando ele
não estiver em uso.
XX
Para obter mais informações sobre a substituição e manutenção da bateria, consulte "Capítulo 8.
Manutenção".

2-19
Manual de operação

 Ícones da bateria
Os ícones indicam o status da bateria e aparecem na área de informações do usuário da tela. Ao usar
a bateria como fonte de alimentação, observe os ícones para verificar o nível de carga restante da
bateria.

Leia as informações abaixo para saber mais sobre os ícones da bateria:

Ícone Status Observações

Conectado a uma fonte de alimentação CA. A bateria está sendo carregada.

O nível da bateria está entre 75% e 100%.

O nível da bateria está entre 50% e 75%.


O adaptador de CA não está
conectado.
O nível da bateria está entre 25% e 50%.

O nível da bateria está abaixo de 25%.

Indica que nem a bateria nem o adaptador de CA estão


conectados ou que há um erro relacionado à bateria.

2-20
Capítulo 2 Introdução

Transdutores
Os transdutores são dispositivos que geram ondas de ultrassom e processam os dados de ondas
refletidas para formar imagens.

NOTA: para obter mais informações sobre transdutores, consulte "Capítulo 9. Transdutores" e o
manual de referência.

Conecte ou desconecte os transdutores quando a energia estiver desligada para assegurar a segurança
do equipamento e dos transdutores.

1. Levante a chave de trava do transdutor e desconecte-o.

2. Conecte o transdutor na porta do transdutor.

3. Abaixe a chave de trava do transdutor para travá-lo em sua posição.

2-21
Manual de operação

Carrinho do MySono U6 (vendido separadamente)


O carrinho do MySono U6 pode ser usado como uma estação base para seu MySono U6 ou para movê-
lo. Para obter mais informações sobre o uso e a configuração do carrinho do MySono U6, consulte o
manual do equipamento.

[Figura 2.8 Carrinho do MySono U6]

Conector para dois transdutores (vendido separadamente)


DICAS!
Usar um conector para dois transdutores permite que você conecte dois transdutores ao mesmo
tempo.
1. Desligue a unidade principal.
2. Insira o conector para dois transdutores na parte inferior da bandeja superior do carrinho.
3. Fixe o conector em sua posição usando dois parafusos [RH Sem’s MS4*10(Ni)*3EA].
4. Conecte o conector para dois transdutores com a porta do transdutor da unidade principal.
Conecte os transdutores da mesma forma que você faria com um único transdutor.

[Figura 2.9 Conector para dois transdutores]

2-22
Capítulo 2 Introdução

Acessórios
Uma caixa de acessórios contendo os itens abaixo é fornecida com o equipamento.

GEL
FUSÍVEL

CABO DE
ATERRAMENTO

MANUAL

CABO DE FORÇA

ADAPTADOR DVI2RGB
ETIQUETA WINDOWS XP

[Figura 2.10 Acessórios]

Funções opcionais
Este equipamento tem as seguintes funções opcionais:

4D
XX DICOM
XX

3D XI
XX Spatial Compound (Composição espacial)
XX

CW Function (Função CW)


XX DynamicMR+
XX

Cardiac Measurement (Medida cardíaca)


XX Auto IMT (Esp.Med-Int. automático)
XX

Para obter mais informações sobre as funções opcionais, consulte os capítulos correspondentes neste
manual.

2-23
Capítulo 3
Início do diagnóstico

‹‹Fonte de alimentação......................................3-3
Conexão do adaptador de CA.............................................3-3
Como ligar ..................................................................................3-4
Como desligar............................................................................3-4

‹‹Monitor e áudio ................................................3-5


Ajuste do brilho do monitor.................................................3-5
Ajuste de volume......................................................................3-5

‹‹Transdutores e aplicações ...............................3-6


Conexão do transdutor..........................................................3-7
Seleção de aplicação...............................................................3-8
Alteração de ajuste do transdutor.....................................3-8

‹‹Informações do paciente ................................3-9


Entrada de informações básicas do paciente................3-9
Informações do paciente específicas para uma
aplicação....................................................................................3-11
Pesquisa de informações do paciente............................3-20
Gerenciamento de exames de pacientes......................3-23
Alteração de medidas...........................................................3-29

‹‹Modo de economia de energia .................... 3-32


Capítulo 3 Início do diagnóstico

Fonte de alimentação
Ligue o equipamento para usá-lo.

CUIDADO: não se esqueça de conectar os transdutores e os dispositivos periféricos que serão


usados antes de ligar o equipamento. Se tentar conectá-los durante o uso do equipamento, poderá
haver lesão no paciente ou dano fatal à unidade básica.

NOTA: a Samsung Medison recomenda que você use uma fonte de alimentação CA sempre que
possível.

Conexão do adaptador de CA
Use a porta de alimentação localizada na parte traseira do equipamento. A conexão do adaptador de
CA iniciará a recarga da bateria automaticamente.

AVISO: antes de conectar o adaptador de CA, verifique se ele está conectado com a direção certa.
Forçar o adaptador no equipamento e na direção errada pode danificar o equipamento.

NOTA:
XX
Ao alimentar o equipamento com uma bateria, não conecte o adaptador de CA.
XX
Para obter mais informações sobre a substituição e manutenção da bateria, consulte "Capítulo 8.
Manutenção".

3-3
Manual de operação

Como ligar
Pressione o botão On/Off (Ligado/desligado) quando o equipamento estiver desligado. A inicialização
começará e o logotipo do equipamento será exibido na tela. Quando a inicialização estiver concluída, a
tela do modo 2D será exibida com o status End Exam (Encerrar exame).

CUIDADO: antes de começar o diagnóstico, você deve registrar as informações do paciente.

Como desligar
Pressione o botão On/Off (Ligado/Desligado) quando estiver usando o equipamento para iniciar o
desligamento.

CUIDADO: pressionar o botão On/Off (Ligado/Desligado) por quatro segundos ou mais forçará o
equipamento a se desligar e poderá danificar o disco rígido.

NOTA:
XX
Não pressione teclas no teclado ou botões durante a inicialização. Isso pode causar problemas
de funcionamento no equipamento.
XX
Se você ligar a energia depois de um desligamento forçado, o equipamento poderá ligar
e desligar em seguida. Essa é uma característica da placa mãe PC Intel®, não um erro do
equipamento.

3-4
Capítulo 3 Início do diagnóstico

Monitor e áudio
Você pode ajustar as configurações de áudio e do monitor durante a realização de um diagnóstico.

Ajuste do brilho do monitor


Use as teclas de seta para a direita e para a esquerda no teclado para ajustar o brilho do monitor.
Pressione  para diminuir o brilho e  para aumentá-lo.

Ajuste de volume
Use as teclas de seta para cima e para baixo no teclado para ajustar o volume. Pressione  para
aumentar o volume e  para diminuí-lo. Esses controles são usados para ajustar o nível de som do
Doppler no modo Doppler espectral.

NOTA: para obter informações sobre diversas configurações, consulte "Capítulo 7. Utilitários".

3-5
Manual de operação

Transdutores e aplicações
Antes de fazer a varredura, é necessário selecionar um transdutor e uma aplicação.

NOTA: consulte o "Capítulo 9. Transdutores" para obter mais informações sobre os transdutores e
aplicações compatíveis com este equipamento.

[Figura 3.1 Seleção de transdutor]

3-6
Capítulo 3 Início do diagnóstico

 Tela Probe Selection (Seleção de transdutor)


Pressione o botão Probe (Transdutor) no painel de controle para carregar a tela Probe Selection
(Seleção de transdutor). Nessa tela, é possível selecionar uma aplicação e alterar as configurações do
transdutor. A tela Probe Selection (Seleção de transdutor) consiste em:

1 Connected probe (Transdutor conectado)

2 Application list (Lista de aplicações)

3 Preset list (Lista de ajustes)

4 Userset list (Configuração do usuário)

Conexão do transdutor
Conecte ou desconecte os transdutores quando a energia estiver desligada para assegurar a segurança
do equipamento e dos transdutores.

1. Levante a chave de trava do transdutor e desconecte-o.

2. Conecte o transdutor na porta do transdutor.

3. Abaixe a chave de trava do transdutor para travá-lo em sua posição.

NOTA: detritos presos entre o transdutor e a porta podem provocar problemas de conexão. Se
você passar por um problema de conexão, tente remover todos os detritos e tente novamente.

3-7
Manual de operação

Seleção de aplicação
Selecione uma aplicação na lista de aplicações da tela Probe Selection (Seleção de transdutor).

1. Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para selecionar uma aplicação.

2. Pressione o botão seletor OK. Clique em Cancel (Cancelar) para cancelar.

Alteração da aplicação usando o menu de programação.


DICAS!
Pressione Utility (Utilitário). O ajuste atual do transdutor é mostrado no menu de programação 1.
Gire o botão até que a aplicação desejada seja exibida. Para aplicar a nova seleção de aplicação,
pressione o botão seletor.

Alteração de ajuste do transdutor


Altere o ajuste do transdutor na lista de ajustes e ajustes do usuário da tela Probe Selection (Seleção de
transdutor).

O ajuste ideal do transdutor e a aplicação selecionada são carregados por padrão. No entanto, o usuário
pode optar por alterar o ajuste.

1. Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para selecionar um ajuste de
transdutor.

Cada ajuste pode ter vários ajustes de usuário (usuário 1, usuário 2...). Os ajustes de usuário disponíveis
XX
são exibidos abaixo do ajuste.

Userset (Configuração do usuário)


DICAS!
Selecionar uma configuração do usuário exibirá o nome do ajuste na área de título.
Por exemplo, configurar Cardiac (Cardíaco) como a aplicação e User1 (Usuário 1) como o ajuste
exibirá Cardiac/User1 (Cardíaco/Usuário 1) na área de título.

2. Pressione o botão seletor OK. Clique em Cancel (Cancelar) para cancelar.

Alteração do ajuste do transdutor usando o menu de programação.


DICAS!
Clique em Utility (Utilitário). O ajuste atual do transdutor é exibido no menu de programação [2]
e [3]. Gire o botão até que o ajuste desejado seja exibido. Para aplicar as novas seleções de ajuste,
pressione Pre. Load (Carregar ajustes).

NOTA: para obter instruções sobre como renomear um ajuste do usuário para um transdutor,
consulte "Capítulo 7. Utilitários".

3-8
Capítulo 3 Início do diagnóstico

Informações do paciente
Pressione a tecla Patient (Paciente) no painel de controle e a tela Patient Information (Informações do
paciente) será exibida.

Nessa tela, você pode inserir, pesquisar ou alterar as informações do paciente. As informações do
paciente incluem informações básicas como ID, nome, data de nascimento e sexo do paciente, além de
informações adicionais sobre aplicações.

NOTA: o ID e os campos de nome são obrigatórios.

Entrada de informações básicas do paciente


Você pode inserir ou alterar dados básicos do paciente na parte superior da tela Patient Information
(Informações do paciente).

Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para selecionar o campo desejado. Como
alternativa, use o botão seletor Ext. Menu (Menu extendido) para navegar pelos campos.

ID (Identificação)
„„
Insira o ID do paciente.

Para inserir o ID de um paciente manualmente, digite o ID adequado no campo ID.


XX

Para inserir o ID de um paciente automaticamente, selecione Auto ID Creation (Criação de ID


XX
autom.) e clique em New (Novo). O ícone ao lado do campo ID é alterado para .

Se você inserir um ID já existente, o ícone próximo ao campo ID será alterado para


XX .

Name (Nome)
„„
Insira o nome completo do paciente.

Last Name (Sobrenome): Insira o sobrenome do paciente.


XX

First Name (Nome): Insira o primeiro nome do paciente.


XX

Middle (Nome do meio): Insira o nome do meio do paciente.


XX
O nome inserido será exibido na área de título e nos relatórios.

3-9
Manual de operação

Birth (Nascimento)
„„
Insira a data de nascimento do paciente no formato especificado.

Age (Idade)
„„
Digite a idade do paciente no formato “aa-mm”. Quando uma data de nascimento for especificada
no campo Birth (Nascim.), essas informações serão calculadas e exibidas automaticamente.

Gender (Sexo)
„„
Selecione o sexo do paciente.

Accession (Acesso)
„„
Ao visualizar a lista de trabalho para um paciente por meio do servidor DICOM, essas informações
serão exibidas automaticamente nos campos apropriados.

[Figura 3.2 As informações do paciente]

3-10
Capítulo 3 Início do diagnóstico

Informações do paciente específicas para uma aplicação


Você pode adicionar ou mudar informações do paciente específicas para uma aplicação.

1. Na tela Patient Information (Informações do paciente), pressione a guia Study Information


(Informação do estudo).

2. Selecione uma aplicação em Category (Categoria).

3. Insira as informações adicionais necessárias para um diagnóstico.

Para excluir todos os valores de medidas anteriores, clique em Clear Measure (Limpar medida) na
XX
tela.

 General (Geral)
Em Category(Categoria), selecione General (Geral). Insira as informações adicionais. Os itens em
General (Geral) também estão incluídos na tela de informações do paciente para outras aplicações.

Height (Altura)
„„
Insira a altura do paciente. A altura pode ser especificada em polegadas (in.) ou em centímetros
(cm). Clique no botão unit (unidade) para alterar a unidade. Quando a unidade é alterada, o
número inserido é automaticamente recalculado e exibido na nova unidade de medida.

Weight (Peso)
„„
Insira o peso do paciente. As unidade suportadas são onças (oz), libras (lb) ou quilogramas (kg).
Clique no botão da unidade correspondente para alterar a unidade de medida.

BSA - Body Surface Area (ASC, Área da Superfície Corporal)


„„
Quando o peso e a altura são inseridos, a BSA (A. Superf. Corporal - ASC) é automaticamente
calculada e exibida.

HR (Batimento cardíaco)
„„
Insira uma frequência cardíaca.

BP (PS)
„„
Insira a pressão sistólica/diastólica (pressão sanguínea).

3-11
Manual de operação

Diag. Physician (Diagnóstico médico)


„„
Insira o nome do médico que diagnosticou o paciente. Quando houver mais de um médico
envolvido, você pode usar o botão Combo para fazer uma seleção.

Ref. Physician (Médico ref.)


„„
Digite o nome do médico da solicitação. Quando houver mais de um médico envolvido, você
pode usar o botão Combo para fazer uma seleção.

Sonographer (Sonografista)
„„
Digite o nome do ultrassonografista que fez a varredura no paciente. Quando houver mais de um
sonografista envolvido, você pode usar o botão Combo para fazer uma seleção.

Description (Descrição)
„„
Insira uma descrição do diagnóstico. Se uma descrição for inserida, ela poderá ser pesquisada e
visualizada em Description (Descrição) no SONOVIEW.

[Figura 3.3 Informação do estudo - Geral]

3-12
Capítulo 3 Início do diagnóstico

 OB
Selecione OB em Category (Categoria). Insira as informações adicionais de obstetrícia.

[Figura 3.4 Informação do estudo - OB]

LMP (DUM)
„„
Insira a data da última menstruação de uma paciente. É possível inseri-la manualmente ou fazer
com que ela seja calculada e exibida automaticamente com a IG inserida.

GA (LMP) (IG (DUM))


„„
Indica a idade gestacional de uma paciente. É possível inseri-la manualmente ou fazer com que
ela seja calculada e exibida automaticamente com a DUM inserida.

EDD (LMP) (DDP (DUM))


„„
Com a DUM ou a IG inseridas, a DDP (Data prov. parto) é calculada e exibida.

Cálculo da Data prov. parto (DUM)


DICAS!
A Data prov. parto pode ser calculada inserindo a DUM ou a IG.
XX
Quando a DUM é inserida: a IG e a Data prov. parto são calculadas automaticamente e exibidas
na tela.
XX
Quando a IG é inserida: a DUM e a Data prov. parto são calculadas automaticamente e exibidas
na tela.

Estab. Due Date (Data provável do parto)


„„
Insira a data provável do parto usando o formato adequado. Quando a data prevista do
parto é inserida, a DUM, a IG (DUM) e a Data prov. parto (DUM) são calculadas e exibidas
automaticamente.

3-13
Manual de operação

Ovul. Date (Data da ovulação)


„„
Insira uma data da ovulação no formato especificado. A DUM, a IG e a Data prov. parto serão
automaticamente calculadas e exibidas.

Cálculo da DUM e da Data prov. parto (DUM) com a data da ovulação


DICAS!
As fórmulas a seguir são usadas:
XX
DUM = data da ovulação - 14
XX
Data prov. parto = (280 - 14) + data da ovulação

NOTA: Os valores que foram calculados e inseridos não podem ser alterados.

Number of Fetuses (Número de fetos)


„„
Insira o número de fetos. Até 4 podem ser inseridos.

Day of Cycle (Dia do ciclo)


„„
Insira um período menstrual em número de dias (dd).

Para
„„
Insira o número de partos.

Gravida (Gravidez)
„„
Insira o número de gestações.

Aborta (Aborto)
„„
Insira o número de abortos espontâneos.

Ectopic (Ectópica)
„„
Insira o número de gestações ectópicas.

New Pregnancy (Nova gravidez)


„„
Exclui as informações obstétricas existentes do paciente.

3-14
Capítulo 3 Início do diagnóstico

 Gynecology (Ginecologia)
Em Category (Categoria), selecione Gynecology (Ginecologia).

NOTA:
XX
Na tela de entrada de informações ginecológicas, mesmo que Ovul. Date (Data da ovulação)
esteja inserida, a LMP (DUM) e a EDD (Data prov. parto) não serão calculadas automaticamente.
XX
Para obter informações ginecológicas, consulte a seção OB.

[Figura 3.5 Informação do estudo - Ginecologia]

 Adult Echo (Eco adulto)


Em Category (Categoria), selecione Adult Echo (Eco adulto). Insira as informações adicionais para
Cardiac (Cardíaco).

BP (PS)
„„
Insira a pressão sistólica/diastólica (pressão sanguínea).

Additional Information (Informações adicionais)


„„
Selecione as caixas de seleção aplicáveis.

Smoker (Fumante) Hypertension (Hipertensão)

Diabetes Hyperlipidemia (Hiperlipidemia)

Family History (Hist. familiar) Surgery History (Hist. cirúrgico)

Murmur (Murmúrio) Heart Failure (Insuf. card.)

Coronary Heart Disease (Ateroscl. Coronariana) Angina

Jugular Venous Distension (Distensão venosa


Myocardial Infarction (Infarto do miocárdio)
jugular)

Dyspnea (Dispneia) Syncope (Síncope)

Arrhythmia (Arritmia) Rheumatic Heart Disease (Cardiopatia reumática)

Congenital Heart Disease (Cardiopatia congênita) Heart Valve Disease (Valvulopatia)

3-15
Manual de operação

[Figura 3.6 Informação do estudo - Eco adulto]

 Ped. Echo (Eco pediátrico)


Em Category (Categoria), selecione Ped Echo (Eco pediátrico). Insira as informações cardíacas
pediátricas.

Additional Information (Informações adicionais)


„„
Selecione as caixas de seleção aplicáveis.

Murmur (Murmúrio) Dyspnea (Dispneia)

Palpitation (Palpitação) Fever (Febre)

Cyanosis (Cianose) Paroxysm (Paroxismo)

Fainting (Desmaio) Chest Pain (Dor no peito)

Cardiomegaly (Cardiomegalia) Dextrocardia (Dextrocardia)

Pacemaker (Marcapasso) Family History (Hist. familiar)

VSD (Defeito Septal Ventricular) ASD (Defeito Septal Atrial)

PDA (Ducto Arterioso Patente) COA (Coartação da Aorta)

TOF (Tetralogia de Fallot) PS (Estenoso Pulmonar)

AS (Estenose Aórtico) TGA (Transposição dos Grandes Vasos)

[Figura 3.7 Informação do estudo – Eco pediátrico]

3-16
Capítulo 3 Início do diagnóstico

 Fetal Heart (Coração fetal)


Em Category (Categoria), selecione Fetal Heart (Coração fetal). Insira as informações relacionadas
ao coração fetal.

[Figura 3.8 Informação do estudo – Coração Fetal]

 Vascular
Em Category (Categoria), selecione Vascular. Insira as informações vasculares.

Additional Information (Informações adicionais)


„„
Selecione as caixas de seleção aplicáveis.

Smoker (Fumante) Hypertension (Hipertensão)

Diabetes Hyperlipidemia (Hiperlipidemia)

Family History (Hist. familiar) Surgery History (Hist. cirúrgico)

Dizziness (Vertigem) Headache (Dor de cabeça)

Migraine (Enxaqueca) Stroke (AVC)

Peripheral Neuropathy (Neuropatia periférica)

[Figura 3.9 Informação do estudo – Vascular]

3-17
Manual de operação

 TCD (Doppler Transcraniano)


Em Category (Categorias), selecione TCD (DTC). Insira as informações adicionais para doppler
transcraniano (TCD).

Additional Information (Informações adicionais)


„„
Selecione as caixas de seleção aplicáveis.

Smoker (Fumante) Hypertension (Hipertensão)

Diabetes Family History (Hist. familiar)

Dizziness (Vertigem) Vertigo (Vertigem)

Migraine (Enxaqueca) Headache (Dor de cabeça)

Diplopia Disartria

Disfagia Zumbido

Stroke (AVC) Peripheral Neuropathy (Neuropatia periférica)

TIA - Transient ischemic attack (Isquemia) Numbness (Entorpecimento)

Paralysis (Paralisia)

[Figura 3.10 Study Information (Informação do estudo) – DTC]

3-18
Capítulo 3 Início do diagnóstico

 Urology (Urologia)
Em Category (Categoria), selecione Urology (Urologia). Insira as informações adicionais para
Urology (Urologia).

PSA
„„
Insira o valor PSA (Antígeno prostático específico).

[Figura 3.11 Informação do estudo – Urologia]

3-19
Manual de operação

Pesquisa de informações do paciente


Na tela Patient Information (Informações do paciente), selecione a guia Search (Pesquisa).

É possível pesquisar as informações do paciente usando os dois métodos a seguir.

 Pesquisa local
Pesquise dentre as informações armazenadas no equipamento.

1. Selecione Local em Search Source (Pesquisar fonte).

2. Em Search By (Pesquisar por), selecione uma condição de pesquisa.

Selecione o Patient ID (ID do paciente) para pesquisar a ID ou selecione o nome do paciente em


XX
Patient Name (Nome do paciente) para pesquisar por nome.

3. Insira o ID ou o nome no campo de pesquisa e clique em Search (Pesquisar). A lista dos pacientes
correspondentes aos critérios será exibida.

XX
Para exibir uma lista de todos os pacientes disponíveis no equipamento, clique em Search All
DICAS! (Pesquisar todos).
XX
Clicar em itens como ID ou Name (Nome) classifica as entradas em ordem alfabética ou
numérica para os critérios selecionados.

4. Selecione uma lista de pacientes e toque no botão Apply(Aplicar). Isso aplica as informações
sobre o paciente selecionado ao equipamento.

Para excluir o ID e todas as outras informações do paciente selecionado, clique em Delete (Excluir).
XX

Para selecionar todos os pacientes na lista, clique em Select All (Selecionar tudo).
XX

AVISO: se o ID de um paciente for excluído, todos os dados e imagens relacionados a ele e


armazenados no SONOVIEW serão apagados.

3-20
Capítulo 3 Início do diagnóstico

[Figura 3.12 Pesquisa local]

 Pesquisa de lista de trabalho


Execute uma pesquisa conectando-se ao servidor da lista de trabalho da modalidade do DICOM na
rede do hospital.

NOTA: a pesquisa de lista de trabalho está disponível apenas quando DICOM está habilitado. O
servidor do worklist pode ser especificado em Utility (Utilitário) > Setup (Configuração) > DICOM.
Consulte a seção "Configuração do DICOM" do "Capítulo 7. Utilitários"

1. Selecione Worklist (Lista de trabalho) em Search Source (Pesquisar fonte).

2. Depois de inserir pelo menos um item entre Patient ID (ID do paciente), Last Name (Sobrenome),
Accession # (Número de acesso) (número da lista de trabalho) e Procedure ID (ID do
procedimento), clique em Search (Pesquisar). A lista dos pacientes correspondentes aos critérios
será exibida.

Clicar em itens como Date/Time (Data/Hora) ou Patient Name (Nome do paciente) classifica as
DICAS!
entradas em ordem alfabética ou numérica para os critérios selecionados.

3. Selecione uma lista de pacientes e toque no botão Apply (Aplicar). Isso aplica as informações
sobre o paciente selecionado ao equipamento.

3-21
Manual de operação

[Figura 3.13 Pesquisar - lista de trabalho]

3-22
Capítulo 3 Início do diagnóstico

Gerenciamento de exames de pacientes


Na tela Patient Information (Informações do paciente), selecione a guia Exam View (Visualização do
exame). Uma lista dos exames realizados no paciente cujo ID foi inserido em Search (Pesquisar) será
exibida.

NOTA: a lista de exames é exibida apenas depois que uma informação do paciente por pesquisada
e as informações relacionadas ao paciente forem carregadas no equipamento.

Além do ID do paciente, nome, idade e sexo, a lista de exames contém as seguintes informações:

Exam Date: a data do exame.


XX

Images: número de imagens no registro.


XX

Measurements: status das medidas.


XX

SR: status do relatório estruturado.


XX

SE: status do exame de eco de estresse.


XX

SC: status da transferência do exame (armazenagem usada).


XX

Lock Status: status do bloqueio.


XX

Clicar em itens como Patient ID (ID do paciente) ou Name (Nome) classifica as entradas em ordem
DICAS!
alfabética ou numérica para os critérios selecionados.

[Figura 3.14 Visualização do exame]

3-23
Manual de operação

 Executing Exam (Execução do exame)


Selecione um exame e clique em Review Exam (Rever exame) ou Continue Exam (Continuar
exame) na tela. Para um exame que está sendo executado no momento, o botão é exibido como
Current Exam (Exame atual) e desativado.

NOTA: se o exame selecionado tiver sido executado nas últimas 24 horas, o botão no canto inferior
esquerdo será mostrado como Continue Exam (Continuar exame). Se o exame foi executado antes
disso, o botão é exibido como Review Exam (Rever exame).

Continue Exam (Continuar exame)


„„
Além de usar a função Resume Exam (Continuar exame), você pode atualizar a varredura atual
com o exame executado anteriormente.
O exame selecionado é exibido na tela e a varredura fica disponível. A data em que o exame foi
retomado (Exam Resumed, Continuação do exame) é exibida na área de feedback.
Se você clicar duas vezes em uma imagem armazenada na área de miniaturas no lado direito da
tela, recuperará a imagem e exibirá as informações de imagens armazenadas. Na página do exame
recuperado, você pode executar medidas ou inserir texto, marcadores de corpo ou indicadores.

Review Exam (Rever exame)


„„
O exame selecionado é exibido na tela. Se você clicar duas vezes em uma imagem armazenada na
área de miniaturas no lado direito da tela, recuperará a imagem e exibirá a data em que o exame
foi revisto (Exam Reviewed, Revisão do exame) e as informações da imagem armazenada. Na
página do exame recuperado, você pode executar medidas ou inserir texto, marcadores de corpo
ou indicadores.

 Exibição de um exame
Selecione um ou mais exames e clique em Review (Rever) na tela. Alterne para a tela SONOVIEW.

NOTA: para obter informações sobre o uso do SONOVIEW, consulte o "Capítulo 6. Gerenciamento
de imagem".

 Exclusão de um exame
Depois de selecionar um exame, pressione Delete (Excluir) na tela. Todas as imagens do exame serão
excluídas. No entanto, um exame em andamento ou um exame bloqueado não podem ser excluídos.

3-24
Capítulo 3 Início do diagnóstico

NOTA: uma vez excluídos, os exames não podem ser restaurados.

Para selecionar mais de uma imagem, pressione o botão Set (Confirmar) enquanto mantém
DICAS!
pressionada a tecla Ctrl no teclado.

 Envio de exames via DICOM

NOTA: antes de usar este recurso, certifique-se que o DICOM está configurado corretamente. Para
obter informações sobre a configuração do DICOM, consulte o "Capítulo 7 Utilitários".

Execute as seguintes etapas para enviar o exame selecionado via DICOM:

1. Selecione um ou mais exames e clique em Send (Enviar) na tela. A janela DICOM Storage
(Armazenagem DICOM) será exibida.

Para selecionar mais de uma imagem, pressione o botão Set (Confirmar) enquanto mantém
DICAS!
pressionada a tecla Ctrl no teclado.

2. Selecione uma imagem ou um relatório a ser enviado. Você pode selecionar as imagens em
Storage Image (Imagem de armazenagem) e os relatórios em Storage SR (Armazenagem SR).

3. Clique em Transfer (Transferir). A transferência será iniciada, e seu progresso (%), exibido. Clique
em Close (Fechar) para cancelar.

Clique em Test (Testar) para verificar a conexão DICOM com o servidor.

[Figura 3.15 Armazenagem DICOM]

3-25
Manual de operação

 Impressão de exames via DICOM

NOTA: antes de usar este recurso, certifique-se que o DICOM está configurado corretamente. Para
obter informações sobre a configuração do DICOM, consulte o "Capítulo 7 Utilitários".

[Figura 3.16 Impressora DICOM]

Execute as seguintes etapas para imprimir o exame selecionado via DICOM:

1. Depois de selecionar um exame, clique em Print (Imprimir) na tela. A janela DICOM Printer
(Impressora DICOM) será exibida.

Para selecionar mais de uma imagem, pressione o botão Set (Confirmar) enquanto mantém
DICAS!
pressionada a tecla Ctrl no teclado.

2. Clique em Transfer (Transferir). A transferência será iniciada, e seu progresso (%), exibido. Clique
em Close (Fechar) para cancelar.

Clique em Test (Testar) para verificar a conexão DICOM com o servidor.

 Exportar um exame
Execute as seguintes etapas para exportar o exame selecionado para um dispositivo de
armazenagem externa:

NOTA: o equipamento é compatível apenas com dispositivos de armazenagem USB.

1. Depois de selecionar um exame, clique em Export (Exportar) na tela. A janela Image Export
(Exportar imagem) será exibida.

3-26
Capítulo 3 Início do diagnóstico

Para selecionar mais de uma imagem, pressione o botão Set (Confirmar) enquanto mantém
DICAS!
pressionada a tecla Ctrl no teclado.

2. Em Drive (Unidade), selecione o dispositivo em que o exame será salvo.

3. Em File Name (Nome do arquivo), especifique o nome do arquivo. O mesmo nome de arquivo
é atribuído a todas as imagens de um exame. Quando um exame contém várias imagens, um
número de série é adicionado automaticamente ao final do nome do arquivo.

4. Em File Format (Formato do arquivo), selecione o formato em que os arquivos serão salvos. Você
pode selecionar BMP, JPEG, TIFF ou DICOM.

5. Em Export Option (Opção de exportar), selecione as opções a serem aplicadas aos arquivos. É
possível selecionar várias opções.

3D Volume Data: exporta os dados de volume 3D junto com a imagem.


XX

2D Cine: exporta as imagens do Cine armazenadas depois de convertê-las em arquivos de vídeo


XX
(arquivos AVI).

3D and Live Cine (3D e Cine em tempo real): exporta as imagens 3D e Cine depois de convertê-las
XX
em arquivos de vídeo (arquivos AVI).

Hide Patient Information: exporta as imagens de onde a ID (Identificação) do paciente e o nome


XX
foram excluídos.

6. Em Directory (Diretório), selecione o local em que deseja salvar o exame. Para criar um novo
diretório, clique em e especifique o nome. Para excluir um diretório, clique em . Em Files
(Arquivos), os arquivos atualmente salvos no diretório selecionado são exibidos.

7. Clique em Export (Exportar) para iniciar a exportação. Clique em Close (Fechar) para cancelar.

[Figura 3.17 Exportar imagem]

3-27
Manual de operação

 Backup de um exame
Você pode fazer o backup dos exames selecionados em um dispositivo de armazenagem externa.

NOTA: o equipamento é compatível apenas com dispositivos de armazenagem USB.

1. Conecte o dispositivo de armazenagem que você deseja usar para fazer backup dos dados.

2. Selecione um ou mais exames e clique em Backup na tela.

Para selecionar mais de uma imagem, pressione o botão Set (Confirmar) enquanto mantém
DICAS!
pressionada a tecla Ctrl no teclado.

3. A janela Confirmation (Confirmação) será exibida perguntando se você deseja continuar o backup.
Clique em Yes (Sim) para continuar. Clique em No (Não) para cancelar.

4. A janela Back-up aparecerá. Em Drive (Unidade), selecione a mídia onde os exames selecionados
serão salvos.

5. Clique em OK para começar o backup. Clique em Cancel (Cancelar) para cancelar.

[Figura 3.18 Backup de um exame]

3-28
Capítulo 3 Início do diagnóstico

Alteração de medidas
Na tela Patient Information (Informações do paciente), pressione a guia Measure Data (Dados de
medida). Na guia Measure Data (Dados de medida), você pode inserir as medidas da obstetrícia ou
verificar as medidas existentes.

NOTA:
XX
Aparece somente quando um ID de paciente for selecionado.
XX
Se dados de obstetrícia tiverem sido alterados com o uso de New Pregnancy (Nova gravidez)
em Patient Information (Informações do Paciente) > Study Information (Informações do
Estudo) > OB, insira LMP (DUM) como dados de obstetrícia antes de alterar os dados de medida.

 A tela Insert (Inserir)


Clique em Insert>> (Inserir) na tela para exibir a tela Insert (Inserir). Você pode inserir as medidas da
obstetrícia existentes.

Exam. Date (Data do exame)


„„
Insira a data da medida.

NOTA: se os dados de OB foram alterados com o uso de New Pregnancy (Nova gravidez), você
poderá inserir uma data apenas entre o DUM recém-inserido e ontem.

Fetus (Feto)
„„
Se houver vários fetos, identifique cada um. Até quatro fetos (A, B, C, D) podem ser especificados.

Exam No. (Número do exame)


„„
Até oito números de exame podem ser inseridos para cada data. Um número de exame é exibido
próximo ao campo Fetus (Feto).

New Data (Novos dados)


„„
Exclui todos os dados de medida inseridos para todos os exames e insere novos dados de medida.

Clear (Limpar)
„„
Cancela a inserção dos dados de medida.

3-29
Manual de operação

Insert (Inserir)
„„
Conclui a inserção dos dados de medida.

Page Browse (Pesquisa na página)


„„
Use os botões >> ou << para navegar pelas páginas.

View (Visualização)
„„
Alterne para a tela View (Visualização).

[Figura 3.19 Dados de medida - Inserir]

 Tela View (Visualizar)


Clique em View >> (Visualizar) na tela para exibir a tela View (Visualizar). Você pode ver as medidas
inseridas ou salvá-las em um arquivo do Excel. O símbolo * próximo a Exam Date (Data do exame)
indica que os dados são os dados de medida atuais.

Package (Pacote)
„„
Selecione um pacote de medida para ser exibido na tela.

Refresh
„„
Atualizar os dados de medidas. Novas medidas calculadas ou as medidas inseridas são
adicionadas.

3-30
Capítulo 3 Início do diagnóstico

Save (Salvar)
„„
A janela Save To Excel (Salvar em Excel) é exibida, permitindo que você salve as informações da tela
em um arquivo Excel. Por padrão, o nome de arquivo Excel é definido como o ID da medida.
Depois de especificar o caminho de destino e o nome de arquivo, clique em Save (Salvar) para
salvar as informações. Clique em Close (Fechar) para cancelar.

NOTA: marcar a caixa de seleção HTML salva as informações como um arquivo HTML em vez de
como um arquivo em Excel.

Insert (Inserir)
„„
Alterne para a tela Insert (Inserir).

[Figura 3.20 Dados de medida - Visualizar]

3-31
Manual de operação

Modo de economia de energia


Esse modo reduz o consumo de energia quando a tampa estiver fechada.

Alternar para o modo de economia de energia


„„
Depois que a tampa for fechada, o modo de economia de energia é ativado automaticamente.

O modo de economia de energia habilita automaticamente o modo Freeze (Congelar).


XX

A luz de fundo do monitor e do painel de controle está desligada.


XX

Desabilitar o modo de economia de energia


„„
Depois que a tampa for aberta, o estado anterior será recuperado imediatamente.

A luz de fundo do monitor e do painel de controle está ligada.


XX

3-32
Capítulo 4
Modos de diagnóstico

‹‹Informações.......................................................4-3
Tipos de modo de diagnóstico...........................................4-3
Instruções básicas de operação .........................................4-4

‹‹Modo básico......................................................4-7
Modo 2D......................................................................................4-7
Modo M .....................................................................................4-15
Modo Doppler colorido ......................................................4-18
Modo Doppler de potência ...............................................4-22
Capítulo 4
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Informações

Tipos de modo de diagnóstico


Os modos Básico, Combinado, Duplo e 3D/4D estão disponíveis.
Modo básico: consiste em modos diferentes, cada um com uma função e um uso específicos. Inclui o modo 2D.
„„
Modo combinado: fornece dois ou três modos básicos para uma única imagem ao mesmo tempo. Inclui o
„„
modo 2D.
Modo Duplo: divide a tela em dois, permitindo que você visualize suas imagens ao mesmo tempo.
„„
Como cada subtela pode exibir uma imagem diferente, esse pode ser um recurso muito útil, permitindo
visualizações multilaterais de um órgão.
Modo 3D/4D: podem ser obtidas imagens 3D e 4D
„„

Os tipos do modo de diagnóstico disponíveis com o equipamento são mostrados abaixo:

Mode (Modo) Type (Tipo)

Modo 2D
Modo Doppler Colorido
Modo Doppler de Potência
Modo M
Modo básico
Modo Doppler Pulsado (PW)
Modo Doppler Contínuo (CW)
Modo Imagem Doppler Tissular (TDI)
Modo Doppler Tissular Espectral (TDW)

Modo 2D/C/PW
Modo 2D/PD/PW
Modo 2D/C/CW
Modo combinado
Modo 2D/PD/CW
Modo 2D/C/M
Modo 2D/C em tempo real

Modo Duplo Modo Duplo

Modo 3D
Modo 3D/4D
Modo 4D (opcional)

NOTA: as funcionalidades de cada modo podem ser restritas pelo transdutor selecionado.

4-3
Manual de operação

Instruções básicas de operação


Os itens que são mais usados em cada modo de diagnóstico são mostrados abaixo:

 Uso do painel de controle


Os itens que podem ser usados em cada modo de diagnóstico são fornecidos como itens de menu.
Você pode alterar o formato da imagem ou otimizar uma imagem para facilitar seu diagnóstico.

Q Scan/Gain (Varredura Rápida/ganho)


„„
Q Scan (Varredura rápida): Pressionar o botão correspondente ativa a varredura rápida. A marca
será exibida na parte superior da imagem.
No modo 2D, ela é usada para otimizar o contraste e o brilho de uma imagem ajustando Gain
(Ganho) e TGC (CGT) automaticamente. No modo Doppler espectral pulsado (PW), ela é usada
para otimizar o espectro ajustando a Escala e a Linha de base automaticamente.

NOTA: a função Quick Scan (Varredura rápida) está disponível apenas com transdutores e
aplicações específicos.

Gain (Ganho): Gire este botão para ajustar o ganho. O botão Gain (Ganho) muda de acordo com
XX
o modo de diagnóstico. Esse botão normalmente está na forma de um botão seletor usado
para selecionar o modo de diagnóstico.
É possível ajustar o brilho de uma imagem. Se você girar o botão Gain (Ganho) no sentido horário,
seu valor aumentará.

Angle (Ângulo)
„„

NOTA: disponível somente no modo 2D e Doppler espectral.

Ao girar o botão no modo Doppler espectral, o ângulo da amostra de volume será ajustado em
incrementos de 1. No modo 2D, girar o botão fará a imagem ir para a esquerda e para a direita se a
Scan Area (Área de varredura) não estiver a 100%.

4-4
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

CGT - TGC (Compensação de ganho pelo tempo)


„„
Use os controles deslizantes TGC no painel de controle.
Em geral, a penetração do ultrassom fica mais fraca com a profundidade. O CGT pode ser usado
para compensar esse efeito.
O equipamento fornece seis slides deslizantes TGC (CGT) para profundidades variadas, o que
permite ajustar Gain (Ganho) por área. Entre os seis controles deslizantes, o controle superior
representa a área mais superficial, enquanto os controles inferiores representam as áreas mais
profundas.
Mova o controle deslizante para a direita (+) a fim de aumentar o ganho, clareando a imagem.

Depth (Profundidade)
„„
Use o botão Depth (Profundidade) no painel de controle para ajustar a profundidade de
varredura de uma imagem.
Pressionar a parte superior do botão diminui a profundidade e pressionar a parte inferior do
botão aumenta a profundidade.
A faixa permissível para ajuste varia de acordo com o transdutor selecionado.

Focus (Foco)
„„
Use o botão Focus (Foco) no painel de controle para ajustar o ponto do foco.
Pressione a parte superior do botão para elevar o ponto do foco.

Zoom
„„
Usado para aproximar ou afastar a imagem. As instruções de uso são:

1. Pressione Zoom. Pressione a parte superior do botão para aproximar e a parte inferior do botão
para afastar. A posição atual da caixa de zoom é mostrada na caixa de navegação do zoom,
localizada à esquerda da tela.

2. Reposicione a caixa de zoom com a esfera de Rolagem (Trackball).


Examine a imagem aproximada/afastada. Continue a pressionar as partes correspondentes do
botão para aproximar ou afastar a imagem ainda mais.

4-5
Manual de operação

 Uso do menu de programação


O menu de programação consiste das opções e funções mais usadas para cada modo de diagnóstico.
Essas opções e funções podem ser selecionadas e executadas usando os botões correspondentes do
menu de programação.

Se o menu de programação abranger mais de uma página, gire o botão Ext. Menu (Menu
extendido) para navegar pelas páginas.

4-6
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Modo básico

Modo 2D
Este modo básico, também conhecido como modo B (modo de brilho), fornece os planos de varredura
dos órgãos. Ele é usado para exibir imagens anatômicas bidimensionais na direção da varredura em
tempo real.

[Figura 4.1 Modo 2D]

4-7
Manual de operação

 Entrada do modo 2D
Pressione o botão 2D no painel de controle.

Se você pressionar o botão 2D em outros modos de diagnóstico, ele mudará para o modo 2D básico.

NOTA: como o modo 2D é aplicado por padrão para todos os modos de diagnóstico, ele não pode
ser encerrado.

 Menu de programação do modo 2D


O menu de programação do modo 2D consiste em:

NOTA: o menu de programação neste manual pode ser acessado as configurações padrões em
Utility (Utilitário) > Menu Edit (Editar Menu).

1 2 3 4 5 6

Frame Avg Reject Level Edge Enhance


Dynamic Range DMR+ Index
(Média de (Nível de (Realce de Focus (Foco)
(Faixa dinâmica) (Índice DMR+)
quadros) rejeição) contornos)

Write Zoom
Frequency Harmonic M Line (Linha 2D/C em
(Zoom de DMR+
(Frequência) (Harmônica) M) tempo real
escrita)

Frame Rate Line Density


Rotation Power SRF Index
(Taxa de (Densidade da
(Rotação) (Potência) (Índice SRF)
quadros) linha)

U/D Flip
L/R Flip Virar Pulse Inversion
(Inverter para
Direita/ Trapezoidal (Inversão de Tissue (Tecido) SRF
cima/para
Esquerda) pulso)
baixo)

Frame Avg (Média de quadros)


„„
Quando uma imagem é atualizada, é feita uma média das imagens prévia e atual. Defina a
média de quadros entre 0 e 15 girando o botão [1] abaixo do menu de programação. Ao fazer
a varredura do mesmo local de diagnóstico várias vezes, poderão aparecer pontos na imagem
atualizada. Frame Avg (Média de quadros) é usada para minimizar esses pontos.

4-8
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Frequency (Frequência)
„„
Usado para alterar a frequência do transdutor. Selecione Res (Resolução), Pen (penetração) ou Gen
(Geral) girando o botão [1] abaixo do menu de programação.

Res (Resolução): frequência alta


XX

Gen (Geral): frequência geral


XX

Pen. (Penetração): frequência baixa


XX
A frequência selecionada é exibida na área de título, permitindo que você determine o estado da
frequência em uso com facilidade.

Dynamic Range (Faixa dinâmica)


„„
Ajuste o contraste da imagem alterando os valores mínimo e máximo do sinal de entrada. Gire o
botão [2] do menu de programação e selecione um valor entre 50 e 200. Se você aumentar a faixa,
a imagem ficará mais suave.

Harmonic (Harmônica)
„„
Ao pressionar o botão [2] do meu de programação, a marca HAR será adicionada às informações
da imagem. Este equipamento fornece a função OHI (Optimal Harmonic Imaging, Diagnóstico por
imagem harmônica ótima) que otimiza uma imagem com frequências altas.

NOTA: a função Harmonic (Harmônica) está disponível apenas com transdutores específicos.

Reject Level (Nível de rejeição)


„„
Limpa a imagem eliminando ruído e eco. Defina um valor entre 1 e 32 girando o botão [3] abaixo
do menu de programação.

M Line (Linha M)
„„
Uma linha M é exibida na imagem. Pressione o botão [3] do menu de programação para ligar ou
desligar a linha M. A linha M indica onde a imagem de observação está localizada na imagem 2D
quando o Modo M ou PW é usado em conjunto com o Modo 2D.

Edge Enhance (Realce de contornos)


„„
Permite visualizar imagens mais nítidas dos limites dos órgãos ou tecidos. Gire o botão [4] do
menu de programação e selecione um valor entre -3 e 3. Um valor mais alto fornece imagens mais
precisas dos limites.

4-9
Manual de operação

Write Zoom (Zoom de escrita)


„„
Essa função permite aumentar e fazer a varredura de uma imagem em tempo real.

1. Pressione o botão seletor. A caixa Write Zoom (Zoom de escrita) será exibida na tela.

2. Amplia e faz a varredura da imagem. Use o botão Change (Alterar) para mover e redimensionar
a caixa Zoom. Sempre que você pressiona o botão Change (Alterar), o estado atual da caixa
Zoom é exibido no canto inferior esquerdo da tela.

XXPreZoom position (Posição pré-zoom): Permite que a caixa Zoom seja movida. Você pode mover
a caixa de zoom usando a esfera de Rolagem (Trackball).

PreZoom size (Tamanho pré-zoom): você pode redimensionar a caixa Zoom. Use a esfera de
XX
Rolagem (Trackball) para redimensionar a caixa Zoom.
Ao usar o Write Zoom (Zoom de escrita), alterar a Depth (Profundidade) finaliza automaticamente
o modo Zoom.

Focus (Foco)
„„
Essa função é usada para definir o número de pontos de foco. Gire o botão [5] do menu de
programação e defina um valor entre 1 e 4.

2D/C em tempo real


„„
Pressione o botão [5] do menu de programação. A imagem 2D e a imagem colorida do Doppler
para a área de varredura podem ser exibidas simultaneamente em tempo real.

DMR+
„„

NOTA:
XX
DMR+ é um recurso opcional deste equipamento.
XX
DMR+ não ficará disponível se SFR estiver ativado.

Pressione o botão [6] do menu de programação. Remove o ruído em imagens e intensifica as


linhas das bordas para tornar as imagens mais vívidas. Acionar DMR+ exibe no lado direito da
tela e cria a opção DMR+ Index (Índice DMR+) no menu de programação.

DMR+ Index (Índice DMR+)


„„
Essa opção só será exibida no menu de programação quando DMR+ estiver acionado. Estão
disponíveis três índices predefinidos. Defina um valor entre 1 e 3 girando o botão [6] abaixo do
menu de programação.

4-10
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Rotação
„„
Girar o botão [1] do menu de programação no sentido horário fará a imagem girar no mesmo
sentido. Cada rotação gira a imagem em 90 graus.

L/R Flip (Virar Direita/Esquerda)


„„
Ao pressionar o botão [1] do meu de programação, a imagem é invertida horizontalmente. A
marca M na parte inferior da imagem indica a direção atual da imagem.

Frame Rate (Taxa de quadros)


„„
A taxa de quadros se refere à frequência com que a imagem é atualizada no período de um
segundo. Gire o botão [2] do menu de programação e escolha entre Fast (Rápido), Normal e Slow
(Lento).
Uma taxa de quadros maior é mais adequada para a varredura de órgãos que se movimentam
rápido.

U/D Flip (Inverter para cima/para baixo)


„„
Pressione o botão [2] do menu de programação. Sempre que você pressionar o botão a imagem
será invertida verticalmente.

Line Density (Densidade da linha)


„„
Defina a Densidade Máx. da varredura. Selecione entre Medium (Médio), High (Alto) e Low (Baixo)
girando o botão [3] abaixo do menu de programação.
Selecionar High (Alto) aumenta o número de linhas de varredura e melhora a resolução da
imagem. No entanto, a taxa de quadros diminui, neste caso.

Trapezoidal
„„

NOTA: Trapezoidal aparecerá no menu somente quando um transdutor linear for utilizado.

Pressione o botão [3] do menu de programação para ligar ou desligar essa opção. Em geral, o
quadro retangular fornecido por um transdutor linear é alterado para um quadro trapezoidal
quando essa opção é ativada. Isso permite uma visualização mais larga de uma imagem.
A função Trapezoidal pode não estar disponível em certas profundidades. Além disso, o botão
Zoom não pode ser usado enquanto a função Trapezoidal estiver sendo usada.

4-11
Manual de operação

Pulse Inversion (Inversão de pulso)


„„
Pressione o botão [4] do menu de programação para ligar ou desligar a inversão de pulso. Se
estiver ativada, os pulsos serão invertidos para deixar mais nítida a imagem exibida.

NOTA: Pulse Inversion (Inversão de pulso) está disponível somente para transdutores específicos.

Power (Potência)
„„
Usado para ajustar a saída do ultrassom. Gire o botão [5] do menu de programação e defina um
valor entre 10 e 100.

Tissue (Tecido)
„„
Otimiza a imagem selecionando a configuração ideal de frequência e velocidade para o tipo de
tecido da varredura. Gire o botão [5] do menu de programação e escolha entre Solid (Sólido),
Normal, Adipose (Adiposo) e Cystic (Cístico).

SRF
„„
SRF é uma sigla para Speckle Reduction Filter (filtro de redução de ruídos).

NOTA: SFR não ficará disponível se DMR+ estiver ativado.

Pressione o botão [6] do menu de programação para otimizar uma imagem minimizando o
ruído e ajustando o brilho dos limites automaticamente. Acionar SRF pressionando o botão
seletor exibe a marca no lado direito da tela e cria a opção SRF Index (Índice SRF) no menu de
programação.

SRF Index (Índice SRF)


„„
Essa opção só será exibida no menu de programação quando SRF estiver acionado. Estão
disponíveis dois índices predefinidos. Selecione entre 1 e 2 girando o botão [6] abaixo do menu
de programação.

Ext. Res. (Res. ext.)


„„
Pressione o botão do menu de programação para ligar ou desligar a resolução ampliada. Quando
ligada, essa função aumenta o número de canais e, consequentemente, a resolução. No entanto, a
taxa de quadros diminui, neste caso. Res. ext. é uma abreviação de resolução ampliada.

4-12
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Scan Area (Área de varredura)


„„
Usado para especificar a largura da imagem. Defina um valor entre 40% e 100% pressionando o
botão seletor do menu de programação. Aumentar a largura da imagem reduz a taxa de quadros.

2D Image Size (Tamanho da imagem 2D)


„„
Usado para especificar o tamanho da imagem 2D. Defina um valor entre 80 e 100 girando o botão
do menu de programação.

FSI
„„
Sintetiza as imagens usando os dados medidos em frequências diferentes no modo 2D.
Profundidades de observação superficiais produzem uma resolução maior e profundidades de
observação maiores produzem uma maior penetração.
Selecione entre 1 e 3 girando o botão do menu de programação. FSI é a abreviação de Full
Spectrum Imaging (Diagnóstico por imagem do espectro completo).

Gray Map (Mapa de Cinza)


„„
Altera o mapa de cinza. Defina um valor entre 1 e 13 girando o botão do menu de programação.

Post Curve (Pós-processamento da curva)


„„
Isso altera o pós-processamento da Curva 2D. Defina um valor entre 1 e 9 girando o botão do
menu de programação.

Spatial Compound (Composição espacial)


„„

NOTA:
XX
Spatial Compound (Composição espacial) é um recurso opcional deste equipamento.
XX
Esse item só será exibido no menu quando um transdutor linear for utilizado.
XX
Spatial Compound (Composição espacial) não ficará disponível se Ext. Res. (Res. ext.) estiver
ativado.

Pressione o botão do menu de programação para ligar ou desligar a composição espacial.


A marca é exibida no lado direito da tela se a função de composição espacial estiver ligada.

4-13
Manual de operação

Needle Mate (Encaixe da agulha)


„„
O Needle Mate (Encaixe da agulha) detecta automaticamente uma agulha inserida no corpo
humano e exibe uma imagem visualmente melhorada da agulha na tela. Pressione o botão do
menu de programação para ligar ou desligar essa função.

Needle Enhance (Realce da agulha): Gire o botão do menu de programação para selecionar
XX
Low (Baixo), Medium (Médio) ou High (Alto).

Needle ROI (ROI da agulha): Gire o botão do menu de programação para ajustar a profundidade
XX
de remoção do ruído.

NOTA:
XX
Adicione Needle Enhance (Realce da agulha) e Needle ROI (ROI da agulha) em Utility (Utilitário)
> Menu Edit (Menu Editar) > Needle Mate (Encaixe da agulha).
XX
O Needle Mate (Encaixe de agulha) só estará disponível nas seguintes condições:
−− Transdutor: Transdutor linear
−− Aplicação: Musculoskeletal (Músculo-esquelético)
−− Modo de diagnóstico: Modo 2D
XX
Isso não está disponível no modo Dual (Duplo).

4-14
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Modo M
O modo M é usado para especificar uma área de observação em uma imagem 2D com a linha M e exibir
as mudanças ao longo do tempo.

Esse modo é apropriado para a observação de órgãos com muitos movimentos, como as valvas
cardíacas. A imagem do modo 2D também é mostrada, o que permite marcar e ajustar uma área de
observação dentro de toda a imagem.

[Figura 4.2 Modo M]

 Entrada e saída do Modo M


Pressione o botão M no painel de controle. Pressione o botão novamente. O modo M será encerrado
e o modo será alterado para 2D.

4-15
Manual de operação

 Tela M Mode (Modo M)

M Line (Linha M)
„„
Use a esfera de Rolagem (Trackball) no painel de controle para mover a linha para a esquerda ou
para a direita. A linha M indica a posição relativa da imagem do modo M na imagem 2D. Dessa
forma, você pode mover a linha M para alterar a área de observação.

 Menu de programação do modo M

NOTA: o menu de programação neste manual pode ser acessado as configurações padrões em
Utility (Utilitário) > Menu Edit (Editar Menu).

O menu de programação do modo M consiste em:

1 2 3 4 5 6

Display Format Loop Size Chroma Map Type M Edge Enhance


Speed Power
(Formato de (Tamanho (Tipo de mapa de (Realce de
(Velocidade) (Potência)
exibição) do loop) cores) contornos M)

Negative Chroma Map Anatomical M (M


(Negativo) (Mapa de cores) anatômico)

Display Format (Formato de exibição)


„„
Usado para configurar o layout de imagem do modo M e 2D. Gire o botão [1] do menu de
programação e escolha entre Top/Bottom (Superior/Inferior) e Side By Side (Lado a lado).

Top/Bottom (Superior/Inferior): Coloca a imagem M na parte inferior da imagem 2D.


XX

Side By Side (Lado a lado): A imagem 2D é exibida à esquerda e a imagem M é exibida à direita.
XX

Speed (Velocidade)
„„
Usado para ajustar a velocidade da imagem M. Selecione 60Hz, 120Hz, 180z, 240Hz, 300Hz ou
360Hz girando o botão [2] do menu de programação.

Negative (Negativo)
„„
Inverte as cores da imagem M. Pressione o botão [2] do menu de programação para ligar ou
desligar essa função.

4-16
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Loop Size (Tamanho do loop)


„„
Usado para ajustar o tamanho da imagem M. Defina um valor entre 30 e 70 girando o botão [3]
abaixo do menu de programação.

Chroma Map (Mapa de cores)


„„
Pressione o botão [4] do menu de programação para ligar ou desligar essa função. Depois de ligá-
la, gire o botão [4] do menu de programação e defina a cor da imagem para tipo 1 a 13 ou usuário
1 a 3.

NOTA: os tipos de usuário podem ser alterados em Utility (Utilitário) > Post Curve (Pós-
processamento da curva) > M Post (Pós M) > Chroma Map (Mapa de cores). Para obter mais
informações, consulte "Capítulo 7. Utilitários", especificamente a seção "Pós-processamento da
curva).

M Edge Enhance (Realce de contornos M)


„„
Usado para selecionar o valor de realce de contornos da imagem M. Defina um valor entre -3 e 3
girando o botão [6] abaixo do menu de programação. Valores mais altos proporcionam imagens
de limites mais precisas.

Anatomical M (M anatômico)
„„

NOTA: disponível apenas com o transdutor phased array ou a aplicação cardíaca.

Pressione o botão [6] do menu de programação para ligar ou desligar o M anatômico. Depois
de ligar essa função você pode alterar a extensão da linha M. Use o botão Change (Alterar) para
reposicionar M Point 1 e M Point 2.

NOTA: para obter informações sobre outras opções e funções do menu de programação, consulte
a seção "Modo 2D".

4-17
Manual de operação

Modo Doppler colorido


Este modo exibe uma caixa com o padrão do fluxo sanguíneo dentro da imagem 2D.

Ele é apropriado para examinar a presença do fluxo sanguíneo, sua direção e velocidade média. A
imagem em modo 2D também é mostrada, permitindo a marcação e o ajuste da caixa dentro da
imagem inteira.

[Figura 4.3 Modo Doppler colorido]

 Entrada e saída do Modo C


Pressione o botão C no painel de controle para entrar no modo C. Pressione o botão C mais uma vez
para sair do modo C e voltar para o modo 2D.

4-18
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

 Tela Modo Doppler Colorido

Caixa ROI
„„
ROI é a abreviação de Region Of Interest (região de interesse). Essa caixa define a área da imagem
2D na qual as informações coloridas (fluxo sanguíneo) são exibidas no modo Doppler colorido.
Use o botão Change (Alterar) para mover e redimensionar a caixa. Sempre que você clicar no
botão Change (Alterar), o status atual da caixa ROI aparecerá no canto inferior esquerdo da tela.

ROI Position (Posição da caixa): Nesse estado, a posição da caixa pode ser alterada. Você pode
XX
mover a caixa usando a esfera de Rolagem (Trackball).

ROI size (Tamanho da caixa): Neste estado, o tamanho da caixa pode ser alterado. Pressione o
XX
botão Change (Alterar) para designar o tamanho.

 Menu de programação do modo C

NOTA: o menu de programação neste manual pode ser acessado as configurações padrões em
Utility (Utilitário) > Menu Edit (Editar Menu).

O menu de programação do modo C consiste em:

1 2 3 4 5 6

Frame Avg Color Map


Steer Sensitivity Balance
(Média de (Mapa de Scale (Escala)
(Inclinação) (Sensibilidade) (Equilíbrio)
quadros) cores)

Write Zoom
Color Invert Harmonic M Line (Linha 2D/C em
(Zoom de
(Inverter cores) (Harmônica) M) tempo real
escrita)

Color Format Line Density


Color Mode Baseline (Linha Power Frequency
(Formato (Densidade da
(Modo de cor) de base) (Potência) (Frequência)
colorido) linha)

Filter (Filtro) TDI (IDT)

4-19
Manual de operação

Steer (Inclinação)
„„
A perda de informações sobre cor resultantes do ajuste do ângulo do feixe de ultrassom é
minimizada. Gire o botão [1] do menu de programação e defina ROI para Left (Esquerda), None
(Nenhum) ou Right (Direita).

NOTA: a função Steer (Inclinação) fica disponível apenas quando um transdutor linear é usado.

Color Invert (Inverter cores)


„„
Ao pressionar o botão [1] do meu de programação, a barra de cores é invertida. A inversão da
barra de cores também inverte as cores exibidas na imagem.

Color Map (Mapa de cores)


„„
Usado para configurar o pós-processamento da curva em uma imagem colorida. Escolha tipo de 1
a 14 girando o botão [3] abaixo do menu de programação.

Sensitivity (Sensibilidade)
„„
Usado para ajustar a sensibilidade da imagem colorida. Gire o botão [4] do menu de programação
e defina um valor entre 8 e 31. Quando esse valor aumenta, a sensibilidade de uma imagem a
cores melhora, mas a taxa de quadros fica menor.

Balance (Equilíbrio)
„„
A faixa de exibição da imagem colorida é ajustada ao se comparar os níveis de cinza de imagens
2D com os valores de sinal do Doppler das imagens coloridas. Gire o botão [5] do menu de
programação e defina um valor entre 1 e 16.
Quando o valor de equilíbrio aumenta, a imagem colorida também aparece na parte onde o nível
de cinza de uma imagem 2D é alto (a parte clara), aumentando a faixa da imagem colorida.

Scale (Escala)
„„
Use o botão [6] do menu de programação para ajustar a escala. Girar o botão no sentido horário
aumenta a PRF (Frequência de repetição do pulso), exibindo uma faixa mais ampla de velocidade
do fluxo sanguíneo. Girar o botão no sentido anti-horário diminui a PRF, exibindo uma faixa mais
restrita de velocidade do fluxo sanguíneo.

4-20
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Color Format (Formato colorido)


„„
Selecione o modo C a ser utilizado. Gire o botão [1] do menu de programação e selecione entre
Color + B/W (Cor +P/B) e B/W Only (Apenas P/B).

Color Mode (Modo de cor)


„„
Usado para especificar o método de exibição no Modo Color Doppler. Gire o botão [2] do menu
de programação e selecione entre Velocity (Velocidade) e Vel + Var. Vel é uma abreviação de
velocidade e Var é uma abreviação de variância.

Filter (Filtro)
„„
Elimina os sinais do Doppler de baixa frequência causados pelos movimentos das paredes
vasculares. Ajuste a frequência de corte para remover os sinais do Doppler cuja frequência seja
inferior à da frequência de corte.
Defina um valor entre 0 e 3 pressionando o botão [3] abaixo do menu de programação.

Baseline (Linha de base)


„„
Girar o botão [4] do menu de programação no sentido horário aumenta a linha de base.
No modo Doppler colorido, a barra colorida indica a direção e a velocidade do fluxo sanguíneo.
Em relação à linha de base no meio, a cor vermelha indica a direção e a velocidade do fluxo
sanguíneo no sentido do transdutor. Por outro lado, a cor azul indica a direção e a velocidade do
fluxo sanguíneo se afastando do transdutor.

TDI (IDT)
„„

NOTA:
XX
Isso só poderá ser usado quando a aplicação cardíaca for selecionada em Phased Array Probe
(Transdutor phased array).
XX
Para obter mais informações sobre IDT, consulte "Modo IDT".

Selecionar essa função ativa o modo IDT. TDI significa Tissue Doppler Imaging (Diagnóstico por
imagem Doppler tissular).

NOTA: para obter informações sobre outras opções e funções do menu de programação, consulte
a seção "Modo 2D".

4-21
Manual de operação

Modo Doppler de potência


Este modo exibe a intensidade da cor do fluxo sanguíneo dentro da caixa na imagem 2D.

Ele é apropriado para examinar a presença e a quantidade de fluxo sanguíneo. A imagem em modo 2D
também é mostrada, permitindo a marcação e o ajuste da caixa dentro da imagem inteira.

[Figura 4.4 Modo do Doppler de potência]

4-22
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

 Entrada e saída do Modo PD


Pressione o botão PD no painel de controle para entrar no modo PD. Pressione o botão novamente.
O modo PD será encerrado e o modo será alterado para 2D.

 Modo PD

Barra colorida
„„
No modo PD, a barra de cores exibida varia dependendo do método de exibição do modo do
Doppler de potência usado.

Modo PD: A barra colorida indica a presença e a quantidade de fluxo sanguíneo. A área acima
XX
da linha de base é a seção mais clara, na qual a quantidade do fluxo sanguíneo é mais alta.

DPDI Mode (Modo DPDI): a barra colorida indica a força e a direção do fluxo sanguíneo. Em
XX
relação à linha de base no meio, a cor vermelha indica a força e a direção do fluxo sanguíneo no
sentido do transdutor. Por outro lado, a cor azul indica a força e a direção do fluxo sanguíneo se
afastando do transdutor.

ROI Box (Caixa)


„„
A caixa (região de interesse) define a área da imagem 2D onde as informações coloridas (fluxo
sanguíneo) são exibidas no modo do Doppler de potência.

4-23
Manual de operação

 Menu de programação do modo PD

NOTA: o menu de programação neste manual pode ser acessado as configurações padrões em
Utility (Utilitário) > Menu Edit (Editar Menu).

O menu de programação do modo PD consiste em:

1 2 3 4 5 6
Frame Avg Color Map Sensitivity Balance
Steer (Inclinação) Scale (Escala)
(Média de quadros) (Mapa de cores) (Sensibilidade) (Equilíbrio)
Write Zoom
Color Invert Harmonic 2D/C em
M Line (Linha M) (Zoom de
(Inverter cores) (Harmônica) tempo real
escrita)

Color Format Line Density


PD Mode (Modo Baseline (Linha Power Frequency
(Formato (Densidade da
PD) de base) (Potência) (Frequência)
colorido) linha)
Filter (Filtro)

Modo PD
„„
Gire o botão [2] do menu de programação e selecione entre PD Mode (Modo PD) e DPDI Mode
(Modo DPDI).

PD Mode (Modo PD): Mostra apenas elementos da intensidade do fluxo sanguíneo.


XX

DPDI Mode (Modo DPDI): Sigla para Directional Power Doppler Imaging (Diagnóstico por
XX
imagem de doppler de potência direcional). Exibe informações sobre a intensidade e a direção
do fluxo sanguíneo.

NOTA: para obter informações sobre outras opções e funções do menu de programação, consulte
as seções "Modo 2D" e "Modo Doppler colorido".

4-24
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Modo Doppler Pulsado (PW)


PW significa Doppler pulsado. Este modo exibe a velocidade do fluxo sanguíneo em um local
específico no vaso sanguíneo durante um intervalo de tempo específico. As informações de distância
(profundidade) também podem ser obtidas com a transmissão de pulsos em intervalos de tempo.

Esse modo é útil para a medida do fluxo sanguíneo de baixa velocidade, como nos vasos do abdômen
e periféricos. A imagem do modo 2D também é mostrada, o que permite marcar e ajustar uma área de
observação dentro de toda a imagem.

[Figura 4.5 Modo Doppler Pulsado (PW)]

 Entrada e saída do modo Doppler espectral pulsado (PW)


Pressione o botão PW no painel de controle para entrar no modo Doppler espectral pulsado (PW).
Pressione-o novamente para voltar ao modo 2D.

Pressione o botão Set (Confirmar) no painel de controle para obter a imagem do doppler espectral.

4-25
Manual de operação

 Tela Modo Doppler Espectral Pulsado (PW)

Volume da amostra
„„
O doppler espectral será exibido quando o volume da amostra estiver localizado acima do fluxo
sanguíneo em uma imagem 2D. O tamanho e a profundidade do volume da amostra são exibidos
em unidades mm. Sua posição é alterada com a esfera de Rolagem (Trackball) e exibida no
formato xx.xx@yy.yy mm. A informação é formatada para indicar o volume de uma amostra tem
"xx.xx" mm de tamanho e está localizado a uma profundidade de "yy.yy" mm.
Por exemplo, 2.00@16.70 mm significa que um volume de amostra de tamanho 2,0 mm está
localizado a 16,70 mm de profundidade.

Movimentação do volume da amostra: use a esfera de Rolagem (Trackball) no painel de


XX
controle.

Redimensionamento do volume da amostra Depois de pressionar o botão Change (Alterar)


XX
no painel de controle, ajuste o tamanho do volume da amostra usando a esfera de Rolagem
(Trackball). Pressione o botão Change (Alterar) novamente para retornar à tela Sample Volume
Position Control (Controle de posição do volume da amostra). Aqui, um ícone é exibido no canto
superior esquerdo da tela para indicar se a esfera de Rolagem (Trackball) está definida como
SV Position (Posição do volume da amostra) ou SV Size (Tamanho do volume da amostra).

Ajuste do ângulo do volume da amostra: Use o botão Angle (Ângulo) no painel de controle
XX
para ajustar o ângulo do volume da amostra. Girar o botão Angle no sentido horário aumenta
o ângulo dentro de uma faixa de –70 a +70.

HPRF (AFRP)
„„

NOTA:
XX
Ative/desative HPRF (AFRP) em Utility (Utilitário) > Setup (Configuração) > General (Geral) >
Scan Mode (Modo de varredura) > Option (Opção).
XX
HPRF (AFRP) não é ativado no modo simultâneo. Além disso, HPRF (AFRP) não poderá ser
ativado se 200% da PRF (FRP) for maior que 23 KHz.

Ajusta o fluxo sanguíneo acima do limite de velocidade em uma profundidade específica. O uso
dessa função duplica a escala atual e ela está disponível apenas no modo Doppler espectral
pulsado (PW). HPRF (High Pulse Repetition Frequency) significa Alta Frequência Repetição de
Pulso.

4-26
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Ativação da AFRP (Alta Frequência Repetição de Pulso)


XX

Aumentar a escala a uma determinada profundidade até certo ponto ativará AFRP
automaticamente. Nesse momento, o Phantom Gate aparecerá na linha D em uma posição
mais alta que a do volume da amostra. Depois do início da AFRP, a FRP não aumenta, mesmo
que você aumente o valor da escala.

Finalização da AFRP
XX

Enquanto a AFRP estiver sendo usada, diminua o valor da escala um grau para finalizar a AFRP.
O valor de PRF nesse ponto será o valor máximo no Modo Doppler Pulsado (PW) atual.

Movimentação do volume da amostra


XX

Para mover a posição do volume da amostra no estado apenas D, o equipamento calcula os


valores de FRP e a posição do Phantom Gate e os atualiza na imagem do Doppler Pulsado (PW).
A HPRF é finalizada quando não pode ser ativada.

Quando o volume da amostra for movido no estado somente 2D, os valores de FRP não mudarão.

CUIDADO:
XX
No estado de zoom, a posição do Phantom Gate pode chegar até fora da área da imagem 2D.
XX
Verifique se o volume da amostra e o Phantom Gate não estão juntos na área de medida. Se
mais de dois volumes de amostra estiverem nos vasos, todos os componentes do Doppler serão
exibidos no espectro, o que causa ruído.

4-27
Manual de operação

 Menu de programação Modo Doppler Espectral Pulsado PW

NOTA: o menu de programação neste manual pode ser acessado as configurações padrões em
Utility (Utilitário) > Menu Edit (Editar Menu).

O menu de programação do modo (PW) consiste em:

1 2 3 4 5 6
SV Size (Tamanho
Steer Speed Angle (Ângulo) Baseline
do volume da Scale (Escala)
(Inclinação) (Velocidade) (etapa 10) (Linha de base)
amostra)
Doppler Invert Simultaneous Angle (Ângulo) Auto Calc (Cálculo Mean Trace
(Inverter (PW)) (Simultâneo) (etapa 60) automático) (Traçado médio)

Display Format Spectrum AutoCalc Direction


Dynamic Range Frequency
(Formato de Ehn. (Realce (Direção do cálculo Power (Potência)
(Faixa dinâmica) (Frequência)
exibição) Espectro) automático)
Doppler Avg.
Filter (Filtro) TDW (ODT)
(Méd. Doppler)

Doppler Invert (Inverter (PW))


„„
Pressione o botão [1] do menu de programação. Cada vez que o botão for pressionado, o
indicador de velocidade (+ / –) de um espectro será invertido.

Simultaneous (Simultâneo)
„„
Pressione o botão [2] do menu de programação para ativar ou desativar a opção Simultaneous
(Simultâneo).

NOTA: essa opção aparece no menu (PW) apenas quando Utility (Utilitário) > Setup
(Configuração) > General (Geral) > Scan Mode (Modo de varredura) > Simultaneous Mode (Modo
simultâneo) estiver definido como Allow (Permitir).

Se a função simultânea estiver ativada, você poderá visualizar a imagem 2D e a imagem do


Doppler espectral simultaneamente ao mesmo tempo. No entanto, se a opção não for ativada,
você só será capaz de ver a imagem em um dos modos.
A função simultânea diminui a FRP do Doppler, o que reduz a faixa de velocidade mensurável.

4-28
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Angle (Ângulo)
„„
O ajuste do ângulo do volume da amostra permite medir a velocidade com precisão.
Gire o botão [3] do menu de programação para ajustar o ângulo em incrementos de 10º.
Pressionar o botão [3] do menu de programação altera o ângulo na ordem: –60˚, 0˚ e 60˚.

SV Size (Tamanho do volume da amostra)


„„
Usado para especificar o tamanho do volume da amostra. Gire o botão [4] do menu de
programação e defina um valor entre 0.5 e 15.

Auto Calc (Cálculo automático)


„„
Pressione o botão [4] do menu de programação para ligar ou desligar o cálculo automático.
Se estiver ligado, o traçado do Doppler será realizado e os resultados serão exibidos. Até 6
cálculos podem ser definidos em Utility (Utilitário) > Setup (Configuração) > AutoCalc (Cálculo
automático). Se estiver ativado, o botão Mean Trace (Traçado médio) estará habilitado.
Para obter informações sobre a seleção de cálculos, consulte a seção "Configuração de medidas"
no "Capítulo 7. Utilitários".

CUIDADO: as medidas feitas por Auto Trace (Traçado automático) em medida e traçado Doppler
automático em tempo real (cálculo automático) podem ser diferentes umas das outras. Isso
acontece porque os algoritmos desses dois métodos são diferentes. É recomendável usar o traçado
automático em medida para obter medidas mais precisas.

Informações importantes sobre o traçado Doppler automático em tempo real


DICAS! 1. O aliasing ocorre porque a PRF (FRP) está muito baixa em comparação à velocidade da imagem, ou
o espectro está agrupado em torno da linha de base porque a PRF (FRP) está muito alta.
2. O pico é indistinto ou intermitente como nas ondas espectrais para veias.
3. A distinção entre espectros significativos se torna difícil porque o ganho do Doppler está definido
como muito alto ou muito baixo.
4. Um índice é exibido durante o tempo de transição depois que o volume da amostra é movido com
a esfera de Rolagem (Trackball).
5. Os maiores sinais espectrais são cortados porque a definição do filtro Doppler da parede está
muito alta.
6. O traçado de pico é interrompido devido a ruídos ou artefatos anormais do Doppler. A frequência
cardíaca fica acima de aproximadamente 140 bpm.
Se algum dos casos acima se aplicar, o traçado Doppler automático em tempo real poderá não
gerar um traçado ou resultados precisos. Além disso, os resultados não serão exibidos durante os
cálculos automáticos se a função Freeze (Congelar) for executada com valores imprecisos.

4-29
Manual de operação

Baseline (Linha de base)


„„
Use o botão [5] no menu de programação. Gire o botão e ajuste a posição do eixo horizontal da
imagem Doppler.

Mean Trace (Traçado médio)


„„

NOTA: aparece no menu de programação quando AutoCalc (Cálculo automático) for ativado.

Realiza um traçado Doppler e exibe o valor médio. Pressione o botão [5] do menu de
programação para ligar ou desligar.

Display Format (Formato de exibição)


„„
Usada para configurar o modo de reprodução de imagem 2D e o layout de imagem DP. Gire o
botão do menu de programação [1] e escolha uma opção.

Doppler Average (Média Doppler)


„„
Pressione o botão [2] do menu de programação para ligar ou desligar. Depois de ligar, você pode
usar FDRP (DRP rápido) para aumentar a qualidade da imagem do Doppler espectral.

Spectrum Ehn (Realce Espectro)


„„
Usado para ajustar os níveis de brilho e de sensibilidade das imagens do doppler espectral. Defina
um valor entre 1 e 4 girando o botão [3] abaixo do menu de programação. Spectrum Ehn significa
Spectrum Enhancement (realce do espectro).

AutoCalc Direction (Direção do cálculo automático)


„„
Usado para especificar a parte do espectro a ser calculado ao usar o cálculo automático. Gire o
botão [5] abaixo do menu de programação e selecione entre Up (Para cima), Down (Para baixo) e
All (Todos).

4-30
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

TDW (ODT)
„„

NOTA:
XX
Isso só poderá ser usado quando a aplicação cardíaca for selecionada em Phased Array Probe
(Transdutor phased array).
XX
Para obter mais informações sobre ODT, consulte "Modo ODT".

Pressione o botão [6] do menu de programação para mudar para o modo ODT. TDW significa
Tissue Doppler Wave (Onda Doppler por Tecido, ODT).

Spectrum Type (Tipo de espectro)


„„
Selecione o tipo de espectro. Escolha do tipo 1 a 3 girando o botão do menu de programação.

NOTA: para obter mais informações sobre outras opções e funções do menu de programação,
consulte as seções "Modo 2D" e "Modo Doppler colorido".

4-31
Manual de operação

Modo Doppler Contínuo (CW)


CW significa onda contínua. Este modo exibe a velocidade e a direção do fluxo sanguíneo em um local
específico no vaso sanguíneo durante um intervalo de tempo específico. Diferentemente do modo
Doppler espectral pulsado (PW), ele não fornece volume de amostra.

NOTA:
XX
O modo Doppler espectral contínuo (CW) é um recurso opcional deste equipamento.
XX
Esse botão seletor pode ser usado com o transdutor phased array ou (CW) estático.

[Figura 4.6 Modo Doppler espectral contínuo]

Modo Doppler Espectral Contínuo Inclinado (CW)


„„
Esse modo pode ser usado apenas se o transdutor de arranjo em fases for usado. A imagem do
modo 2D também é mostrada, o que permite marcar e ajustar uma área de observação dentro de
toda a imagem.

4-32
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Modo Doppler Espectral Contínuo Estático (CW)


„„
Esse modo está disponível apenas com um transdutor (CW) (contínuo) Estático. A imagem 2D não
é exibida.

 Entrada e saída do modo Doppler espectral contínuo (CW)


Pressione o botão (CW) no painel de controle para entrar no modo Doppler Contínuo. Pressione-o
novamente para voltar ao modo 2D.

 Menu de programação Modo Doppler Espectral Contínuo (CW)

NOTA: o menu de programação neste manual pode ser acessado as configurações padrões em
Utility (Utilitário) > Menu Edit (Editar Menu).

O menu de programação do modo (CW) consiste em:

1 2 3 4 5 6

Speed Angle (Ângulo) Baseline (Linha Scale


(Velocidade) (etapa 10) de base) (Escala)

Doppler Invert Angle (Ângulo) Auto Calc (Cálculo Mean Trace


(Inverter (CW)) (etapa 60) automático) (Traçado médio)

AutoCalc
Loop Size Spectrum
Dynamic Range Direction (Direção Power
(Tamanho do Ehn. (Realce
(Faixa dinâmica) do cálculo (Potência)
loop) Espectro)
automático)
Doppler Avg.
Filter (Filtro)
(Méd. Doppler)

NOTA: para obter mais informações sobre o menu de programação, consulte a seção "Modo
Doppler Pulsado (PW)".

4-33
Manual de operação

Modo Imagem Doppler Tissular (TDI)


NOTA: aparece no menu de programação apenas quando o transdutor phased array e a aplicação
cardíaca forem usados.

TDI significa Tissue Doppler Imaging (Diagnóstico por imagem Doppler tissular). O modo IDT representa
movimentos de tecidos como o coração.

No modo Doppler colorido, o TDI (IDT) mostra os tecidos cardíacos em cores.

[Figura 4.7 modo IDT]

4-34
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

 Entrada e saída do Modo IDT


O modo IDT pode ser ativado dentro do modo Doppler colorido pressionando o botão [6] do menu
de programação. Pressione o botão uma vez para passar do modo IDT para o modo C.

 Menu de programação do modo IDT

NOTA: o menu de programação neste manual pode ser acessado as configurações padrões em
Utility (Utilitário) > Menu Edit (Editar Menu).

O menu de programação no modo IDT consiste em:

1 2 3 4 5 6

Frame Avg
Color Map Sensitivity Balance
(Média de Scale (Escala)
(Mapa de cores) (Sensibilidade) (Equilíbrio)
quadros)
Write Zoom
Color Invert Harmonic 2D/C em tempo
M Line (Linha M) (Zoom de
(Inverter cores) (Harmônica) real
escrita)

Color Format Line Density


Baseline (Linha Power Frequency
(Formato (Densidade da
de base) (Potência) (Frequência)
colorido) linha)
Filter (Filtro) TDI (IDT)

NOTA: para obter mais informações sobre o menu de programação, consulte a seção "Modo
Doppler colorido".

4-35
Manual de operação

Modo Doppler Tissular Espectral (TDW)


TDW significa Tissue Doppler Wave (Onda Doppler por Tecido, ODT). O Modo ODT representa
movimentos de tecidos como o coração. O Modo ODT está disponível no Modo Doppler Pulsado (PW).
Se ele for usado no Modo de Doppler espectral junto com o modo Doppler colorido, as alterações nos
tecidos cardíacos ao longo do tempo poderão ser observadas.

NOTA: isso só poderá ser usado quando a aplicação cardíaca for selecionada em Phased Array
Probe (Transdutor phased array).

[Figura 4.8 modo ODT]

 Entrada e saída do Modo ODT


O modo ODT pode ser ativado dentro do modo Doppler espectral pulsado (PW) pressionando o
botão [6] do menu de programação. Pressione o botão uma vez para passar do modo ODT para o
modo Doppler espectral pulsado (PW).

4-36
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

 Menu de programação do modo ODT

NOTA: o menu de programação neste manual pode ser acessado as configurações padrões em
Utilitário > Editar Menu.

O menu de programação do modo ODT consiste em:

1 2 3 4 5 6

SV Size (Tamanho
Speed Angle (Ângulo) Baseline (Linha Scale
Steer (Inclinação) do volume da
(Velocidade) (etapa 10) de base) (Escala)
amostra)
Doppler Invert Angle (Ângulo) Auto Calc (Cálculo Mean Trace
(Inverter (PW) (etapa 60) automático) (Traçado médio)

AutoCalc
Loop Size Spectrum
Dynamic Range Direction (Direção Frequency
(Tamanho do Ehn. (Realce Power (Potência)
(Faixa dinâmica) do cálculo (Frequência)
loop) Espectro)
automático)
Doppler Avg.
Filter (Filtro) TDW (ODT)
(Méd. Doppler)

NOTA: para obter mais informações sobre o menu de programação, consulte a seção "Modo
Doppler Pulsado (PW)".

4-37
Manual de operação

Modo combinado
No modo combinado, três modos diferentes são combinados, inclusive o Modo 2D padrão. Observe
que no modo 2D/C em tempo real, somente dois modos são combinados: 2D e Doppler colorido.

Modo 2D/C/PW
Os modos Doppler colorido e Doppler Pulsado (PW) são exibidos simultaneamente.

No modo Doppler colorido, pressione o botão PW no painel de controle. Ou, no modo Doppler
espectral pulsado (PW), pressione o botão C no painel de controle.

Modo 2D/PD/PW
O modo do Doppler de potência e o modo Doppler espectral pulsado (PW) são exibidos
simultaneamente.

No modo do Doppler de potência, pressione o botão PW no painel de controle. Ou, no modo Doppler
espectral pulsado (PW), pressione o botão PD no painel de controle.

Modo 2D/C/CW
O modo Doppler colorido e o modo Doppler espectral contínuo (CW) são exibidos simultaneamente.
Esse modo está disponível apenas em alguns transdutores.

No modo Doppler colorido, pressione o botão CW no painel de controle. Ou, no modo Doppler
espectral contínuo (CW), pressione o botão C no painel de controle.

4-38
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Modo 2D/PD/CW
O modo do Doppler de potência e o modo Doppler espectral contínuo (CW) são exibidos
simultaneamente. Esse modo está disponível apenas em alguns transdutores.

No modo Doppler de potência, pressione o botão CW no painel de controle. Ou, no modo Doppler
espectral contínuo (CW), pressione o botão PD no painel de controle.

Modo 2D/C/M
O modo Doppler colorido e o modo M são exibidos simultaneamente.

No modo Doppler colorido, pressione o botão M no painel de controle. Ou, no modo M, pressione o
botão C no painel de controle. Esse modo é ativado para aplicações diagnósticas específicas apenas
com transdutores específicos.

Modo 2D/C em tempo real


O modo 2D e o modo Doppler colorido são exibidos simultaneamente. No modo 2D, selecione o botão
[5] 2D/C Livedo menu de programação.

 Alteração do formato do modo combinado

Alteração do modo de imagem ativo


„„
Pressione o botão Set (Confirmar) no painel de controle. O modo da imagem ativa atual, como "D
Only" (Somente D) ou "2D Only"’ (Somente 2D), é mostrado na tela acima do menu.
No modo combinado, mais de dois modos de imagem são usados ao mesmo tempo. O modo de
imagem em uso é chamado de "Modo de imagem ativo". Por exemplo, se o volume da amostra for
movido pela esfera de Rolagem (Trackball) no modo 2D/C/PW, o modo Doppler espectral pulsado
(PW) será o modo de imagem ativa atual.
Como as opções de botão e menu variam dependendo do modo de imagem ativo, você pode
usar o botão Set (Confirmar) para mudar o modo de imagem ativo.
Observe que o modo de imagem ativo não poderá ser alterado com o botão Set (Confirmar)
quando a função Freeze (Congelar) estiver ativada.

4-39
Manual de operação

Alteração do menu
„„
Pressione o botão Active Mode (Modo ativo) no painel de controle.
Isso altera o menu e o menu de programação sem afetar o modo de imagem ativo. As funções dos
botões no painel de controle variam dependendo do modo de imagem ativo.
Por exemplo, pressionar o botão Active Mode (Modo ativo) no modo 2D/C/PW com o menu de
programação do modo 2D carregado na tela carrega o menu de programação do modo Doppler
colorido.

NOTA: para obter mais informações sobre a otimização de uma imagem no Modo combinado,
consulte o "Modo básico".

4-40
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Modo Duplo
Pressione o botão Dual (Duplo) do teclado. Isso permite que você compare imagens de dois modos de
diagnóstico diferentes ou do modo combinado.

Cada vez que você pressionar o botão Dual (Duplo), uma das duas imagens será ativada. A
imagem ativa é identificada com uma linha laranja. A operação do painel de controle e do menu de
programação depende do modo de diagnóstico ativado.

Para sair do Modo Duplo, pressione o botão Single (Único) do teclado.

[Figura 4.9 Modo Duplo]

Change Window (Alterar janela)


„„
A imagem ativa é alterada cada vez que você pressionar o botão do menu de programação. A
imagem em varredura no momento será exibida com um contorno amarelo na parte superior.

4-41
Manual de operação

Modo 3D/4D
Esses modos mostram imagens 3D da região examinada. O MySono U6 possui os modos 3D e 4D
(opcional).

NOTA:
XX
Transdutores padrão não podem ser usados para os Modos 3D/4D.
XX
O modo 4D e 3D XI são recursos opcionais neste equipamento.

3D Mode (Modo 3D)


„„
Você pode obter imagens 3D usando um transdutor 3D.

4D Mode (Modo 4D, opcional)


„„
No Modo 4D, as imagens 3D poderão ser obtidas em tempo real com transdutores 3D. Esse modo
também é chamado de modo 3D em tempo real.

 Entrada e saída do modo 3D/4D


Pressione o botão 3D/4D no painel de controle. Isso carregará a tela 3D standby (3D em espera).
Pressione o botão novamente para sair do modo 3D/4D e voltar para o modo 2D.

 Tela 3D/4D Mode (Modo 3D/4D)

ROI Box (Caixa)


„„
No modo 3D/4D, a caixa ROI também é chamada de caixa de volume. A caixa é usada para indicar
as áreas de conversão 3D/4D.
Você pode ajustar a posição e o tamanho de uma caixa pelo botão Change (Alterar) no painel
de controle. Sempre que o botão Change for pressionado, o estado da caixa ROI será exibido no
meio da tela, como mostrado abaixo:

ROI Position (Posição da caixa): Nesse estado, a posição da caixa pode ser alterada. Você pode
XX
mover a caixa usando a esfera de Rolagem (Trackball).

ROI size (Tamanho da caixa): Neste estado, o tamanho da caixa pode ser alterado. Depois de
XX
redimensionar a caixa ROI com a esfera de Rolagem (Trackball), pressione o botão Change
(Alterar) para confirmar o novo tamanho.

4-42
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

3D Stand by (3D em espera)


Essa tela será exibida quando o modo 3D/4D for ativado. Aqui você configura o método de aquisição da
imagem 3D.

[Figura 4.10 3D em espera]

 Menu de programação do modo 3D em espera

Scan Mode (Modo de varredura)


„„
Selecione o modo 3D que você deseja usar. Selecione entre 3D e 4D girando o botão [1] abaixo
do menu de programação.

View Mode (Modo de visualização)


„„
Selecione um modo de visualização a ser usado depois de as imagens 3D serem adquiridas.
Selecione entre MPR, MSV (VMC) e Oblique View (Visualização oblíqua) girando o botão [2] do
menu de programação. Para obter informações sobre os modos de visualização, consulte a seção
"Visualização 3D-MPR" ou "3D XI".

4-43
Manual de operação

Load Preset (Carregar o ajuste)


„„
Selecione um ajuste para a imagem 3D. Selecione Default (Padrão) ou de User1 (Usuário 1) a
User5 (Usuário 5) girando o botão [3] do menu de programação. Para obter mais informações,
consulte as informações de ajuste contidas na seção "Visualização 3D-Modo MPR".

Scan Quality (Qualidade da varredura)


„„
Defina a qualidade da imagem 3D. Selecione entre Low (Baixa), Medium (Média), High (Alta) e
Extreme (Extrema) girando o botão [5] do menu de programação.

Extreme (Extrema): fornece uma qualidade superior de imagem. Use para analisar uma imagem
XX
extremamente detalhada.

High (Alta): fornece uma velocidade de captura (ou de reconstrução) da imagem 3D mais
XX
rápida do que a configuração Extrema, em detrimento da qualidade da imagem.

Middle (Média): fornece uma velocidade melhor de captura da imagem e uma qualidade de
XX
imagem inferior à configuração Alta.

Low (Baixa): fornece a maior velocidade de captura de imagens 3D e a menor qualidade de


XX
imagem.

Auto ROI (Caixa Automática)


„„

NOTA: Auto ROI (Caixa automática) aparecerá no menu quando a aplicação do transdutor 3D for
OB.

Pressione o botão [5] do menu de programação para ligar ou desligar a caixa automática. Depois
de ativada, a caixa de volume será automaticamente colocada sobre uma área que será convertida
em uma imagem 3D.

Considerações sobre a caixa automática


DICAS!
Quando a caixa automática for usada, o seguinte deve ser levado em conta:
XX
Somente as imagens do corpo obstétrico podem ser adquirida.
XX
O recurso Auto ROI (Caixa automática) é afetado pelo brilho ou contraste das imagens 2D.
XX
Quando a caixa automática estiver ativada, a posição ou o tamanho da caixa de volume não
poderão ser alterados.

4-44
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Scan Angle (Ângulo de varredura)


„„
Usado para ajustar o ângulo de varredura. Gire o botão [6] do menu de programação para
ajustar o ângulo de varredura. A faixa do ângulo de varredura disponível varia de acordo com o
transdutor usado.

 Aquisição de imagens 3D/4D


1. Pressione o botão 3D/4D no painel de controle. Isso carregará a tela 3D standby (3D em espera).

2. Selecione o modo 3D desejado usando o botão [1] do menu de programação.

3. Especifique o contraste e o tamanho da caixa automática conforme desejado.

4. Defina as configurações usando os botões [2] a [6] do menu de programação.

5. Pressione o botão Freeze (Congelar) ou Set (Confirmar) no painel de controle. O equipamento


começará a adquirir imagens 3D.

6. Depois que a aquisição da imagem 3D for concluída, a tela 3D View (Visualização 3D) será exibida
(se configurada para isso).

Se o botão [2] do menu de programação estiver definido como MPR, a visualização 3D será
XX
exibida. Se estiver definido como MSV (VMC) ou Oblique View (Visualização oblíqua), 3D XI
será exibido.

Se uma imagem 3D revertida no sentido esquerda/direita for obtida, a imagem também será
XX
exibida revertida no sentido esquerda/direita em 3D View (Visualização 3D) ou 3D XI.

7. Otimize as imagens adquiridas conforme o necessário para o diagnóstico. Pressione o botão


3D/4D para adquirir novamente as imagens 3D.

4-45
Manual de operação

Como melhorar a qualidade da imagem 3D


DICAS! XX
Leve em consideração a direção, o tamanho e a seção do ponto de exibição, bem como a
visibilidade do objeto.
XX
Antes de adquirir imagens 3D, ajuste o contraste no modo 2D.
XX
Quanto maior for a caixa, mais lenta será a velocidade da renderização. Portanto, defina um
tamanho da caixa ROI apropriado.
XX
Para ver a imagem 3D de um feto na visualização frontal, posicione a cabeça do feto na direção
da "Direction Mark" (Marca de direção), colocando-a no plano sagital. Em seguida, faça a
varredura do feto de um lado a outro lado da face.
XX
A imagem 3D da face obstétrica pode ser localizada mais facilmente no plano sagital do que no
plano coronal.
XX
Para determinar o contorno de superfície, itens, como líquido amniótico, que não geram ecos,
devem ser isolados com texturas hipo-ecoicas.
XX
Quando a aquisição da imagem 3D for concluída, você poderá ajustar o nível do filtro baixo
para limpar a imagem. A regra geral é não ajustar High Threshold (Filtro alto); defina-o como, no
máximo, 255.

4-46
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

3D View-MPR (MultiPlanar Rendering) (Visualização 3D-MPR


(Reconstrução MultiPlanar))
Esse modo de visualização será exibido quando uma imagem for adquirida do modo em espera 3D
com o modo de visualização definido como MPR. Como alternativa, você pode selecionar a guia MPR
no menu do modo de visualização.

 O básico do modo de visualização 3D

Layout da tela
„„

1
2 3

4 5

6
[Figura 4.11 Visualização 3D - MPR]

1 Menu do modo de visualização: especifique um modo de visualização, otimize a imagem 3D e


realize o diagnóstico e obtenha medidas.
2 Plano A: imagem da seção sagital.
3 Plano B: imagem da seção axial.
4 Plano C: imagem da seção coronal.
5 Imagem 3D

4-47
Manual de operação

6 Indicação do status da esfera de Rolagem (Trackball): O estado atual da esfera de Rolagem


(Trackball) é exibido na parte inferior da tela de monitor. Você pode selecionar Pointer (Cursor),
Move (Mover) ou ROI (Caixa) para a esfera de Rolagem (Trackball). Pressione o botão Change
(Alterar) no painel de controle para alterar o estado da esfera de Rolagem (Trackball). O estado
da esfera de Rolagem (Trackball) muda em sequência cada vez que o botão é pressionado.

Cursor: a esfera de Rolagem (Trackball) é usada como um cursor nesse estado. Use a esfera de
XX
Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para selecionar ícones na tela. Ao pressionar o
botão Pointer (Cursor), o cursor será ativado imediatamente.

Move (Mover): você pode mover as imagens 3D com a esfera de Rolagem (Trackball). A imagem
XX
3D adquirida o move à medida que você movimenta a esfera de Rolagem (Trackball).

ROI (Caixa): Você pode redimensionar a caixa com a esfera de Rolagem (Trackball). A caixa na
XX
imagem 3D é redimensionada conforme você move a esfera de Rolagem (Trackball). Disponível
apenas com Display (Exibição) na guia MPR definida como ROI 3D (Caixa 3D).

Aplicação/retirada de zoom de uma imagem


„„
Pressione o botão Zoom no painel de controle para aplicar/remover zoom das imagens. O fator
atual do zoom aparece no canto inferior direito da tela.

Redimensionamento da caixa
„„
Com a esfera de Rolagem (Trackball) no estado ROI (Caixa), você pode movê-la para ajustar os
limites da caixa. Com a esfera de Rolagem (Trackball) no estado de cursor, posicione o cursor na
caixa e use a esfera de rolagem e o botão Set (Confirmar) para ajustar os limites.

Movimentação de imagens
„„
Posicione o indicador da esfera de Rolagem (Trackball) sobre a imagem a ser movida e mova-a
pressionando o botão Set (Confirmar). Você também pode movê-la usando a esfera de Rolagem
(Trackball) no estado Move (Mover).

Botão Set (Confirmar): gira a imagem ao redor do centro.


XX

Botão Exit (Sair): move a imagem para cima, para baixo, para a esquerda ou para a direita.
XX

Giro da imagem no eixo X


„„
Use o botão [4] no menu de programação. Você também pode mover a esfera de Rolagem
(Trackball) no estado Cursor na lateral da imagem do Plano A pressionando o botão Set
(Confirmar).

4-48
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Giro da imagem no eixo Y


„„
Use o botão [5] no menu de programação. Você também pode mover a esfera de Rolagem
(Trackball) no estado Cursor na parte inferior da imagem do Plano B pressionando o botão Set
(Confirmar).

Giro da imagem no eixo Z


„„
Use o botão [6] do menu de programação. Você também pode mover a esfera de Rolagem
(Trackball) no estado Cursor sobre a imagem do Plano C pressionando o botão Set (Confirmar).

Mostrar/ocultar o menu
„„
Para exibir o menu na tela, pressione o botão Ext. Menu (Menu extendido) no painel de controle.
Pressione o botão Exit (Sair) para ocultar o menu.

Seleção de itens
„„
Use o botão Ext. Menu (Menu extendido) para selecionar um item.

Voltar para o menu anterior


„„
Pressione o botão Return (Voltar) ou Exit (Sair) do menu para voltar para o menu anterior. Como
alternativa, você pode usar o botão Exit (Sair) do painel de controle.

Alteração do modo de visualização


„„
Use o botão Active Mode (Modo ativo) para alterar o modo de visualização. Você também
pode usar a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) do painel de controle para
selecionar uma guia do menu do modo de visualização. No entanto, no modo 4D, a guia de menu
só pode ser alterada no estado de congelamento.

Medidas por aplicação:


„„

NOTA:
XX
As medidas só podem ser feitas para imagens em MPR, MSV (VMC) ou Modo 4D.
XX
Somente os botões Sonoview, Patient (Paciente) e Report (Relatório) estão disponíveis
durante a medida.

Pressione o botão Calculator (Cálculo) no painel de controle. Os métodos para tirar medidas são
idênticos aos descritos no "Capítulo 5. Medidas e cálculos"”.

4-49
Manual de operação

Medida básica
„„
Pressione o botão Caliper (Medida) no painel de controle. Para obter mais informações, consulte
"Capítulo 5. Medidas e cálculos", especificamente a seção "Medida básica".

Inserção de texto
„„
Pressione o botão Text (Texto) do teclado. Se o texto rápido estiver ativado, pressionar qualquer
tecla do teclado ativará o modo de inserção de texto automaticamente. Para obter mais
informações, consulte "Capítulo 6. Gerenciamento de imagens", especificamente "Inserção de
texto".

Inserção de indicadores
„„
Pressione o botão Indicator (Cursor) do teclado. Para obter mais informações, consulte "Capítulo
6. Gerenciamento de imagens", especificamente "Inserção de indicadores".

Salvar imagens
„„

NOTA: se os dados de volume contiverem imagens Cine 4D e 3D, selecione 4D ou 3D para salvar.

1. Pressione o botão Save (Salvar) no painel de controle. Isso abrirá a janela 3D Data Save (Salvar
dados 3D).

2. Especifique configurações como Save Type (Tipo de dados), Select Item (Selecionar item) e
Volume Format (Formato de volume).

3. Para salvar usando as configurações especificadas, clique no botão Save (Salvar) na tela. Clique
em Cancel (Cancelar) para cancelar.

3D Volume Data (Dados de volume 3D):


DICAS! 1. Se os dados de volume contiverem uma imagem Cine, ela será gravada ao mesmo tempo.
2. Se as imagens forem salvas com dados de volume, elas poderão ser convertidas em novas imagens
de reconstrução 3D com o Sonoview.

4-50
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

[Figura 4.12 Salvar dados 3D]

Impressão de imagens
„„
Pressione o botão Print 1 (Impressão 1) (ou Print 2 (Impressão 2)) no painel de controle.

 Menu de programação do modo MPR

Mix
„„
Defina uma combinação de Modo de Reconstrução 1 e 2. Gire o botão [1] do menu de
programação para definir um valor de mix entre 0 e 100. Para obter mais informações sobre os
modos de reconstrução, consulte a seção "Configuração da reconstrução".

NOTA: Mix está disponível apenas com os modos 2D/3D, ROI 3D (Caixa 3D) e Fixed 3D (3D fixo).

Init (Início)
„„
Pressione o botão [1] do menu de programação. Isso restaurará a imagem 3D adquirida para seu
estado e configuração originais.

Th.Low (Filtro baixo)


„„
Use o botão [2] do menu de programação e defina Th.Low (Filtro baixo) para um valor entre 0 e
254.

Threshold (Filtro)
DICAS!
Esta opção permite que você ajuste o valor do filtro para eliminar dados desnecessários das
imagens. À medida que o número aumenta, os elementos do cisto vão ficando mais aparentes. À
medida que o número diminui, os elementos ósseos vão ficando mais aparentes.

4-51
Manual de operação

NOTA: Th.Low (Filtro baixo) está disponível apenas com 2D/3D, ROI 3D (Caixa 3D) e Fixed 3D (3D
fixo).

Full (Tela inteira)


„„
Pressione o botão [2] do menu de programação. Ao pressionar esse botão, a imagem 3D será
exibida no modo de tela inteira. Ao pressionar esse botão novamente, o visor retornará para a tela
anterior.

Transparency (Transparência)
„„
Defina a transparência de uma imagem 3D. Defina um valor entre 20 e 250 girando o botão [3]
abaixo do menu de programação.
O valor mais baixo (20) é para transparência completa, e o valor mais alto (250) é para opacidade
completa.

NOTA: Transparency (Transparência) está disponível apenas com 2D/3D, ROI 3D (Caixa 3D) e Fixed
3D (3D fixo).

U/D Flip (Inverter para cima/para baixo)


„„
Pressione o botão [3] do menu de programação. Isso inverterá a imagem verticalmente.

Rotate X/Y/Z (Girar X/Y/Z)


„„
Gira a imagem na direção do eixo selecionado. Use os botões [4], [5] e [6] do menu de
programação para girar a imagem na direção dos eixos X, Y e Z, respectivamente.

Gain to Ref. Slice (Ganho para o corte de referência)/Ref. Slice to Gain (Corte de ref.
„„
para o ganho)
Pressione o botão [4] do menu de programação de use o botão Gain (Ganho) do painel de
controle para ajustar essas configurações.

NOTA: essas opções estão disponíveis apenas no modo 4D.

Gain to Ref. Slice (Ganho para o corte de referência): Use o botão Gain (Ganho) para ajustar o
XX
corte de referência.

4-52
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Ref. Slice to Gain (Corte de referência para o ganho): Use o botão Gain (Ganho) para alterar o
XX
ganho da imagem 3D.

Next Page (Página seguinte)


„„
Pressione o botão [6] do meu de programação para passar para a página seguinte.

Select (Selecionar)
„„
Gire o botão [1] e escolha o pós-processamento da curva que deseja alterar.

NOTA: Select (Selecionar) está disponível apenas com 2D/3D, ROI 3D (Caixa 3D) e Fixed 3D (3D
fixo).

Position (Constraste)
„„
Usado para reposicionar o pós-processamento da curva selecionado em Select (Selecionar). Gire
o botão [2] do menu de programação e defina um valor entre 0 e 100.

Bias (Brilho)
„„
Usado para alterar o brilho do pós-processamento da curva selecionado em Select (Selecionar).
Defina um valor entre -100 e 100 girando o botão [3] abaixo do menu de programação.

Zoom
„„
Use o botão [4] do menu de programação para definir o zoom para um valor entre 25 e 400.

Prev Page (Página anterior)


„„
Pressione o botão [6] do menu de programação para passar para a página anterior.

 Display (Exibição)
Selecione Display (Exibição) no menu e selecione um formato adequado.

2D
„„
Mostra imagens nos planos sagital, axial e coronal.

O modo 2D é apenas para diagnósticos com o uso de imagens multiplanares. Ao usar a opção Full
DICAS!
do menu de programação, você pode examinas as imagens com mais detalhes.

4-53
Manual de operação

2D/3D
„„
As imagens de plano sagital, axial ou coronal são exibidas na tela, em conjunto imagens 3D.

DICAS! Use o botão Dual (Duplo) do painel de controle para ativar o modo 2D/3D.

ROI 3D (Caixa 3D)


„„
As imagens de plano sagital, axial ou coronal são exibidas na tela, em conjunto imagens 3D. Nesse
formato de exibição, você pode manipular a caixa.

Fixed 3D (3D Fixo)


„„
As imagens de plano sagital, axial ou coronal são exibidas na tela, em conjunto com a imagem 3D
de dento da caixa que foi configurada no modo de caixa 3D. A caixa não é indicada.

 Ref. Image (Imagem de referência)


Selecione A, B ou C como a imagem de referência. A direção da seta muda dependendo de sua
seleção.

 3D Orientation (Orientação 3D)


Selecione 0, 90, 180 ou 270˚. O equipamento de coordenadas gira na direção do eixo Z no
equipamento 3D de coordenadas de referência.

 VCE (Realce Contraste Volume)


Pressione esse botão para ativar ou desativar. Se estiver ligado, o contraste de uma imagem 3D
será melhorado. VCE é uma abreviação para Volume Contrast Enhancement (Realce de contraste de
volume).

NOTA: VCE (Realce Contraste Volume) está disponível apenas com os modos 2D/3D, ROI 3D (Caixa
3D) e Fixed 3D (3D fixo).

Disponível apenas com os modos 2D/3D, ROI 3D (Caixa 3D) e Fixed 3D (3D fixo).

4-54
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

 Auto Contour (Contorno automático)


Esse recurso identifica automaticamente a área facial do feto em imagens com varredura em plano
sagital. Pressione esse botão para ativar ou desativar. Uma vez ativado, uma linha de contorno será
desenhada na caixa do Plano A e a imagem 3D será contornada.

NOTA: compatível apenas no modo ROI 3D (Caixa 3D) em que a configuração Render Direction
(Direção de reconstrução) em Render Setup (Configuração de reconstrução) é definido como C+.

 3D Cine (Cine 3D)


Pressione esse botão para abrir a tela 3D Cine Define (Definir Cine 3D).

3D Cine Define (Definir Cine 3D)

Especifique as configurações necessárias para criação de uma imagem de cine.

Rotation Angle (Ângulo de giro)


„„
Usado para especificar o ângulo total de rotação da imagem. Defina para 30, 45, 60, 90, 180 ou
360˚ girando o botão [1] abaixo do menu de programação.

Step Angle (Grau do ângulo)


„„
Usado para especificar o ângulo de giro por etapa. Defina para 1, 3, 5 ou 15˚ girando o botão [2]do
menu de programação.

A diferença entre ângulo de giro e grau do ângulo


DICAS!
A imagem Cine gira até o ângulo especificado em Rotation Angle (Ângulo de giro). Durante
esse processo, cada etapa do giro é equivalente ao ângulo especificado em Step Angle (Grau
do Ângulo). Por exemplo, se Rotation Angle (Ângulo de giro) estiver definido como 360˚ e Step
Angle (Grau do Ângulo) estiver definido como 15˚, uma imagem de 3D Cine (Cine 3D) será girada
360˚ em 22 etapas, cada uma exigindo uma rotação de 15˚.

Rotate Axis (Girar eixo)


„„
Usado para especificar o ângulo de giro da imagem. Gire o botão [3] do menu de rotação e
selecione entre X e Y.

4-55
Manual de operação

Start Angle (Ângulo de início)


„„
Usado para definir o ângulo de início de uma imagem Cine. Gire o botão [4] do menu de
programação e defina para um valor entre -180° e -1°. Quando Start Angle (Ângulo de início) for
definido, Rotation Angle (Ângulo de giro) será cancelado.

End Angle (Ângulo final)


„„
Usado para definir o ângulo final de uma imagem Cine. Gire o botão [5] do menu de programação
e defina para um valor entre 1° e 180°. Ao configurar End Angle (Ângulo final), a configuração
Rotation Angle (Ângulo de giro) será cancelada.

Mix
„„
Usado para especificar o mix de reconstrução. Defina um valor entre 0 e 100 girando o botão [6]
abaixo do menu de programação.

Calculate (Calcular)
„„
Pressione o botão [6] do menu de programação. Para gerar as imagens de Cine, é necessário
aplicar as configurações atuais. Uma vez geradas, a tela 3D Cine (Cine 3D) será exibida.

3D Cine (Cine 3D)

Especifique as configurações necessárias para rever uma imagem de cine.

Play Mode (Modo de reprodução)


„„
Usado para especificar o método de reprodução da imagem Cine 3D. Selecione entre Loop e Yoyo
(Iô-iô) girando o botão [1] abaixo do menu de programação.

Loop: Repete a reprodução em uma direção.


XX

Yoyo (Iô-iô): Reproduz até o fim em uma direção e, em seguira, reproduz na direção contrária.
XX

Speed (%) (Velocidade)


„„
Defina a velocidade na qual as imagens do Cine serão reproduzidas. Defina para 25, 50, 100, 200,
300 ou 400% girando o botão [2] do menu de programação.

Cine Frame (Quadro de cine)


„„
Usado para selecionar uma imagem Cine específica para visualização. Selecione um quadro
girando o botão [3] do menu de programação.
Essa opção aparecerá no menu apenas quando a reprodução Cine parar. O número do quadro
atual em relação ao número total de quadros é exibido no menu.

4-56
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Mix
„„
Usado para especificar o mix de reconstrução. Gire o botão [4] do menu de programação para
definir um valor entre 0 e 100.

Cine Playback (Reprodução Cine)/Pause (Pausa)


„„
Para pausar ou reproduzir, pressione o botão [4] abaixo do menu de programação.

New Cine (Novo Cine)


„„
Pressione o botão [5] do menu de programação para definir um novo modo Cine. O equipamento
voltará para a tela 3D Cine Define (Definir Cine 3D).

Clear Cine (Limpar Cine)


„„
Pressione o botão [6] do menu de programação para excluir a imagem Cine atual. Isso encerrará o
Cine 3D.

[Figura 4.13 Cine 3D]

4-57
Manual de operação

 4D Cine (Cine 4D)


As imagens 4D gravadas temporariamente no equipamento podem ser analisadas. Pressione esse
botão para abrir a tela 4D Cine (Cine 4D).

NOTA: você também pode pressionar o botão Freeze (Congelar) no Modo 4D para executar o Cine
4D.

A barra Cine é exibida na tela. A barra Cine inclui o número do quadro de Cine atual/o número total
de quadros do Cine.

[Figura 4.14 Cine 4D]

NOTA: para obter informações sobre itens do menu de programação no modo Cine 4D, consulte
"Cine 3D".

4-58
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

 Preset (Ajuste)
Usado para selecionar ou editar um ajuste do modo 3D. Pressione esse botão para abrir a tela Preset
(Ajuste).

Preset (Ajuste)
„„
Selecione Default (Padrão) ou de User1 (Usuário 1) a User5 (Usuário 5) como o ajuste a ser usado.
Pressione Default (Padrão) para carregar o ajuste geral do transdutor.

Load Preset (Carregar ajuste)


„„
Carrega o ajuste selecionado e sai da tela Preset (Ajuste).

Save Preset (Salvar ajuste)


„„
Salva a curva atual.

Rename (Renomear)
„„
Altere o nome do Rendering Preset (Ajuste de renderização) selecionado. Pressione esse botão
para abrir a tela Name (Nome). Depois de alterar o nome, clique em OK para salvar o nome
alterado. Clique em Cancel (Cancelar) para cancelar a alteração.

 Render Setup (Configuração da reconstrução)


Especifique o método de reconstrução da imagem. Pressione esse botão para abrir a tela Gray Render
Mode (Modo de reconstrução de cinza). O modo de reconstrução de cinza é usado para especificar
como os dados do volume adquiridos com o método cinza devem ser reconstruídos em imagens 3D.

Render Mode 1 (Modo de reconstrução 1)


„„
Usado para configurar o modo de reconstrução 1.

Surface (Superfície): Representa imagens 3D no método Ray Casting, que mostra o contorno de
XX
uma imagem com superfícies curvas.

Smooth (Liso): Representa imagens 3D mais lisas que Surface (Superfície).


XX

Max (Máx.): Representa imagens 3D em intensidade máxima. Isso pode ser útil para observação
XX
de estruturas ósseas em um corpo humano.

4-59
Manual de operação

Min (Mín.): Representa imagens 3D em intensidade mínima. Isso pode ser útil para a
XX
observação de vasos ou partes ocas do corpo humano.

X-Ray (Raio X): Representa imagens 3D em termos de intensidade média. Mostra imagens
XX
semelhantes a imagens de raio X.

Render Mode 2 (Modo de reconstrução 2)


„„
Usado para configurar o modo de reconstrução 2. As opções são as mesas do modo de reconstrução
1.

Render Direction (Direção de reconstrução)


„„
Usado para especificar a orientação da reconstrução. O símbolo "+" indica a direção frontal e "-"
indica o oposto da direção frontal.

TH. High (Filtro alto)


„„
Usado para especificar a faixa do limite máximo. Você pode selecionar um intervalo entre 0 e 255.

 MagiCut (Corte mágico)


O corte mágico corta seções de imagem 3D sem o objetivo de diagnosticar o paciente. Pressione
esse botão para abrir a tela MagiCut (Corte mágico).

NOTA:
XX
Disponível somente no Modo MPR.
XX
Não compatível com o modo 4D.
XX
Depois de a MagiCut ser habilitada, se o equipamento for alternado para um modo diferente do
Modo MPR, o MagiCut será desativado.

4-60
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

[Figura 4.15 Corte mágico]

CutMode (Modo de corte)


„„
Usado para selecionar um modo de corte.

Inside Contour (Contorno interno): corta a parte interna da área selecionada.


XX

Outside Contour (Contorno externo): corta a parte externa da área selecionada.


XX

Inside Box (Dentro da caixa): corta a parte interna da caixa.


XX

Outside Box (Fora da caixa): Corta a parte externa da caixa.


XX

Small Eraser (Borracha pequena): corta a linha de contorno selecionada.


XX

Big Eraser (Borracha grande): corta a linha de contorno selecionada. Usa uma linha de contorno
XX
mais espessa do que Small Eraser (Borracha pequena).

4-61
Manual de operação

Depth (Profundidade)
„„
Usado para especificar a profundidade do corte.

Full (Tela inteira): corta a área inteira, toda a profundidade.


XX

Define (Confirmar): corta uma área definida pelo usuário. Para definir uma área, faça o seguinte:
XX

1. Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para selecionar a área.

2. Pressione Depth (Profundidade) e especifique a profundidade do corte. Você pode selecionar


uma profundidade entre 1 e 100.

3. Pressione Apply (Aplicar) para concluir. Para cancelar ou recomeçar, use os comandos Undo
(Desfazer), Undo All (Desfazer todos) e Redo (Refazer) do menu de programação.

−− Undo (Desfazer): cancela o corte.

−− Redo (Refazer): reaplica o corte.

−− Undo All (Desfazer todos): cancela todos os cortes.

 Palette (Paleta)
Usado para configurar as cores de imagens 2D/3D. Pressione esse botão para abrir a tela Palette
(Paleta).

2D Palette (Paleta 2D)


„„
Usado para especificar a cor da imagem 2D. Selecione uma paleta entre as opções 0 a 9 girando o
botão [1] abaixo do menu de programação.

3D Palette (Paleta 3D)


„„
Usado para especificar a cor da imagem 3D. Selecione uma paleta entre as opções 0 a 9 girando o
botão [2] abaixo do menu de programação.

4-62
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

3D XI (eXtended Imaging) - Recursos Estendidos

NOTA: 3D XI é um recurso opcional deste equipamento.

Esse modo de visualização é ativado se View Mode (Modo de visualização) tiver sido definido como
MSV (VMC - Vista com Múltiplos Cortes) ou Oblique View (Visualização oblíqua) em 3D Standby
(Espera em 3D). Como alternativa, você pode selecionar as guias MSV (VMC) ou Oblique View
(Visualização oblíqua) no menu do modo de visualização.

MSV Mode (Modo VMC)


A imagem pode ser exibida em vários cortes. Pressione a guia MSV (VMC) no menu do modo de
visualização para abrir a tela MSV (VMC). MSV é abreviação de Multi-Slice View (Visualização multicorte).

[Figura 4.16 Visualização multicorte]

4-63
Manual de operação

Tela MSV (VMC)


„„
As imagens cortadas na espessura definida em Slice Thickness (Espessura do corte) são exibidas
na tela. O número do corte/o número total de cortes será exibido na parte inferior de cada
imagem de corte. A imagem do corte selecionado no momento é indicada por um contorno
laranja.

NOTA: as opções disponíveis são Calculator (Cálculo), Caliper, Text (Texto) e Indicator (Cursor).

 Menu de programação do Modo VMC (VMC)

Slice Thickness (Espessura do corte)


„„
Defina a profundidade do corte das imagens. Defina para 0,5, 1, 2, 3, 4 ou 5 mm girando o botão
[1] abaixo do menu de programação. Dependendo de sua seleção, o número de cortes e páginas
poderá variar.

NOTA: a espessura do corte representa um espaço de corte nos dados de volume e, dessa forma,
não representa o local anatômico real.

Selected Slice (Corte selecionado)


„„
Selecione uma imagem do corte para observar. Use o botão [2] no menu de programação para
selecionar um corte. O corte selecionado será realçado com bordas cor de laranja.

Page Change (Mudança de página)


„„
Se houver várias páginas de imagens, você pode usar o botão [3] do menu de programação para
alterar a página.

Rotate X/Y/Z (Girar X/Y/Z)


„„
Gira a imagem na direção do eixo selecionado. Use os botões [4], [5] e [6] do menu de
programação para girar a imagem na direção dos eixos X, Y e Z, respectivamente.

Orientation Dot (Ponto de orientação)


„„
Clique no botão [4] do menu de programação para ligar ou desligar essa opção. Quando a opção
estiver ativada, será exibido um ponto no centro da imagem.

4-64
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Init (Início)
„„
Pressione o botão [5] do menu de programação. Isso fará com que você volte para a tela inicial do
Modo VMC (VMC).

Next Page (Página seguinte)


„„
Pressione o botão [6] do menu de programação. Isso abrirá a próxima página do menu de
programação.

Ruler (Régua)
„„
Usado para posicionar a régua na tela. Use o botão [1] do menu de programação e selecione
None (Nenhum), Right (Direita), Left (Esquerda), Top (Superior), Bottom (Inferior) ou All (Todas).

Bias (Brilho)
„„
Usado para definir o brilho do pós-processamento da curva. Use o botão [2] do menu de
programação para definir um valor entre -100 e 100.

Position (Constraste)
„„
Usado para ajustar o constraste do pós-processamento da curva. Defina um valor entre 0 e 100
usando o botão [3] abaixo do menu de programação.

Zoom
„„
Use o botão [4] do menu de programação e defina um valor entre 25 e 400.

L/R Flip Virar Direita/Esquerda)


„„
Use o botão [4] no menu de programação. Sempre que você pressionar o botão a imagem será
invertida horizontalmente.

U/D Fip (Inverter para cima/para baixo)


„„
Use o botão [5] no menu de programação. Sempre que você pressionar o botão a imagem será
invertida verticalmente.

Prev Page (Página anterior)


„„
Pressione o botão [6] do menu de programação. Isso abrirá a página anterior do menu de
programação.

4-65
Manual de operação

 Layout
Defina o layout das imagens do corte. Selecione 1x1, 2x1, 3x2, 3x3 ou 4x3. O número de cortes que
podem ser exibidos simultaneamente na tela varia dependendo dessa configuração. Se o layout for
alterado, a imagem do corte selecionado irá para a posição inicial na tela.

 Ref. Image (Imagem de ref.)


Selecione A, B ou C como a imagem de referência.

 Orientation Dot (Ponto de orientação)


Possui a mesma função que o botão [4] no menu de programação. Quando a opção estiver ativada,
será exibido um ponto no centro da imagem.

 Pós-processamento
O pós-processamento é usado para processar imagens de corte. Clique nesse botão para abrir a tela
Post Processing (Pós-processamento).

Invert (Inverter)
„„
Clique nesse botão para ativar ou desativar essa opção. Ao ativá-la, o brilho da imagem de corte
será invertido.

Auto Contrast (Contraste automático)


„„
Clique nesse botão para ativar ou desativar essa opção. Ao ativá-la, o nível de contraste da
imagem de corte será ajustado automaticamente.

Thres. (Filtro)
„„
Alterar o filtro elimina os níveis de brilho desnecessários para a imagem. Clique nesse botão para
ativar ou desativar essa opção. Ao ativá-la, as opções Th. Low (Filtro baixo) e Th. High (Filtro alto)
aparecerão no menu.

Th. Low (Filtro baixo): Use o botão [3] do menu de programação para selecionar a função.
XX

Th. High (Filtro alto): Use o botão [4] do menu de programação para selecionar a função.
XX

4-66
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Sharp (Nitidez)
„„
Usado para ajustar os limites da imagem de corte. Clique nesse botão para ativar ou desativar essa
opção. Ao ativá-la, a opção Sharp (Nitidez) aparecerá no menu de programação.

(Sharp) Nitidez: Defina a nitidez dos limites da imagem de corte para um valor entre 100 e 400
XX
usando o botão [6] do menu de programação. Quanto maior for o número, maior será a nitidez
dos limites.

3D CI (CI 3D)
„„
Esse recurso combina imagens para eliminar ruídos e aumentar a qualidade da imagem. Ao ativá-
lo, a opção CSI Offset (Compensação de CSI) aparecerá no menu de programação. 3D CI (CI 3D) é
uma abreviação de 3D Compound Imaging (Diagnóstico por imagem composta em 3D).

CSI Offset (Compensação de CSI): O CSI, ou diagnóstico por imagem composta em 3D,
XX
sobrepõe imagens para criar uma imagem de melhor qualidade no plano C. Selecione a
distância entre imagens usadas para 3D CI (CI 3D) de 1 a 10 usando o botão [5] do menu de
programação.

Gradient Mask (Gradiente)


„„
Usado para ajustar o nível de brilho em uma área específica de uma imagem de corte. Selecione
Top (Superior), Bottom (Inferior), Left (Esquerda) ou Right (Direita). O nível do brilho na área
selecionada será aumentado.

NOTA: para obter mais informações sobre Preset (Ajuste) e Palette (Paleta), consulte a seção
"Visualização 3D-MPR".

4-67
Manual de operação

Oblique View (Visualização oblíqua)


Depois de desenhar uma linha reta ou curva na imagem selecionada do Modo VMC, observe a imagem
oblíqua relacionada. Pressione a guia Oblique View (Visualização oblíqua) no menu do modo de
visualização para abrir a tela Oblique View (Visualização oblíqua).

Direção da exibição da imagem oblíqua


DICAS!
O observador está localizado perpendicularmente à seção de uma imagem de referência. Veja a
direção de visualização abaixo:

Direção de
visualização

Ponto Ponto de
final início

Ponto de início Ponto final Direção de


visualização

Tela Oblique View (Visualização oblíqua)


„„
A imagem de referência selecionada no Modo VMC é exibida na tela. A imagem de referência é
realçada com bordas amarelas e sempre posicionada no canto esquerdo superior da tela.
Quando for usada mais de uma linha para observação, cada uma delas será indicada por uma cor
e um número diferentes.

NOTA: apesar de Calculator (Cálculo) e Caliper não estarem disponíveis, Text (Texto) e Indicator
(Cursor) estão.

 Menu de programação do modo de visualização oblíqua

Selected Slice (Corte selecionado)


„„
Use o botão [1] no menu de programação para selecionar uma linha. Disponível apenas se Multi
Line (Linha múltipla) ou Multi Contour (Múltiplos contornos) tiver sido selecionado no menu do
modo de visualização oblíqua.

4-68
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

Rotate Line (Linha rotativa)


„„
Use o botão [2] do menu de programação para girar a linha selecionada em Selected Slice (Corte
selecionado). Não disponível se Contour (Contorno) ou Multi Contour (Múltiplos contornos) tiver
sido selecionado no menu do modo de visualização oblíqua.

Slice Thickness (Espessura do corte)


„„
Use o botão [3] no menu de programação para ajustar o espaço entre as linhas paralelas.
Disponível apenas se Multi Parallel (Múltiplos Paralelos) ou Multi Plumb (Múltiplas
Perpendiculares) tiver sido selecionado no menu do modo de visualização oblíqua.

Rotate X/Y/Z (Girar X/Y/Z)


„„
Gira a imagem na direção do eixo selecionado. Use os botões [4], [5] e [6] do menu de
programação para girar a imagem na direção dos eixos X, Y e Z, respectivamente.

Auto Increase (Incremento automático)


„„
Clique no botão [4] do menu de programação para ligar ou desligar essa opção. Ao ativar essa
opção, o número de linhas em Multi Line (Linha Múltipla), Multi Contour (Múltiplos Contornos),
Multi Parallel (Múltiplos Paralelos) ou Multi Plumb (Múltiplas Perpendiculares) aumentará
automaticamente para um máximo de quatro.

Orientation Dot (Ponto de orientação)


„„
Pressione o botão [5] do menu de programação para ligar ou desligar essa função. Quando a
opção estiver ativada, será exibido um ponto no centro da imagem.

Next Page (Página seguinte)


„„
Pressione o botão [6] do menu de programação. Isso abrirá a próxima página do menu de
programação.

Position (Constraste)
„„
Usado para ajustar o contraste do pós-processamento da curva. Use o botão [2] do menu de
programação e defina um valor entre 0 e 100.

Bias (Brilho)
„„
Usado para definir o brilho do pós-processamento da curva. Use o botão [4] do menu de
programação e defina um valor entre -100 e 100.

4-69
Manual de operação

Prev Page (Página anterior)


„„
Pressione o botão [6] do menu de programação. Isso abrirá a página anterior do menu de
programação.

[Figura 4.17 Visualização oblíqua]

 Single Static Line (Linha Estática Individual)


Usada para examinar a imagem da intersecção em um ângulo perpendicular à linha padrão
mostrada na imagem. Use o botão [2] do menu de programação para girar a linha padrão.

 Linha dinâmica
Usado para examinar a imagem da intersecção em um ângulo perpendicular a uma linha desenhada
pelo usuário.

Desenhe uma linha usando a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar). O ponto
XX
inicial é marcado com S e o ponto final é marcado com um E.

Para alterar o ângulo da linha, use o botão [2] do menu de programação Rotate Line (Linha
XX
rotativa).

4-70
Capítulo 4 Modos de diagnóstico

 Contour (Contorno)
Usado para examinar a imagem da intersecção em um ângulo perpendicular a curva desenhada pelo
usuário.

 Multi Line (Linha múltipla)


Usado para examinar a imagem da intersecção em um ângulo perpendicular a uma linha desenhada
pelo usuário. As instruções para desenhar, mover e ajustar as linhas são iguais as do Dynamic Line
(Linha dinâmica).

NOTA: com Multi Line (Linha múltipla) e Multi Contour (Múltiplos contornos), você só pode
desenhar duas ou mais linhas se Auto Increase (Incremento Automático) estiver ativado.

 Multi Contour (Múltiplos contornos)


Usado para examinar a imagem da intersecção em um ângulo perpendicular a curva desenhada pelo
usuário. Permite desenhar múltiplos contornos na imagem analisada.

 Multi Parallel (Múltiplos paralelos)


Depois que o usuário desenhar uma linha reta, essa opção aplicará quatro linhas na referência
paralelas à linha original e exibirá a imagem oblíqua.

Clique em Multi Parallel (Múltiplos paralelos) e desenhe a linha de referência usando a


XX
esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar). As linhas paralelas serão inseridas
automaticamente.

Para ajustar o espaço entre as linhas paralelas, use o botão [3] Slice Thickness (Espessura do
XX
corte).

4-71
Manual de operação

 Multi Plumb (Múltiplas perpendiculares)


Depois que o usuário desenhar uma linha reta, essa opção aplicará quatro linhas na referência
perpendiculares à linha original e exibirá a imagem oblíqua.

Clique em Multi Plumb (Múltiplas perpendiculares) e desenhe a linha de referência usando a


XX
esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar). As linhas perpendiculares serão inseridas
automaticamente.

Para ajustar o espaço entre as linhas paralelas, use o botão [3] Slice Thickness (Espessura do
XX
corte).

NOTA: para obter mais informações sobre Palette (Paleta) e Post Processing (Pós-processamento),
consulte a seção "Visualização 3D-Modo MPR".

4-72
Capítulo 5
Medidas e cálculos

‹‹Precisão da medida..........................................5-3
Causas de erros de medida...................................................5-3
Otimização de precisão da medida...................................5-5
Tabela de precisão da medida.............................................5-7

‹‹Medidas básicas................................................5-8
Medida da distância..............................................................5-11
Medida de circunferência e área......................................5-17
Medida de volume.................................................................5-19

‹‹Cálculos por aplicação ................................. 5-22


Coisas a observar....................................................................5-22
Métodos de medida comuns ............................................5-26
Cálculos OB...............................................................................5-31
Cálculos ginecológicos ........................................................5-41
Cálculos cardíacos..................................................................5-45
Cálculos da carótida..............................................................5-63
Cálculos da artéria extremidade inferior.......................5-71
Cálculos da artéria da extremidade superior ..............5-73
Cálculo da veia da extremidade inferior .......................5-75
Cálculos da veia da extremidade superior....................5-77
Cálculos de eco fetal..............................................................5-79
Cálculos de urologia..............................................................5-84
Cálculos do abdômen ..........................................................5-88
Cálculos de pequenas partes ............................................5-92
Capítulo 5
Cálculos de TCD (Doppler Transcraniano) ....................5-97
Cálculos musculoesqueléticos..........................................5-99
Cálculos de quadris pediátricos.....................................5-100

‹‹Relatório....................................................... 5-102
Visualização de relatórios ................................................5-102
Edição de relatórios............................................................5-104
Adição de comentários.....................................................5-106
Impressão de relatórios.....................................................5-107
Exportar relatórios..............................................................5-107
Transferência de relatórios...............................................5-109
Tela Graph (Gráfico)............................................................5-109
Sair de relatórios..................................................................5-114
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Precisão da medida
Os valores de medida podem variar, dependendo da natureza do ultrassom, da resposta do órgão ao
ultrassom, das ferramentas de medida, dos algoritmos, das configurações do equipamento, do tipo de
transdutor e da operação do usuário.

Antes de usar este equipamento, leia e compreenda as seguintes informações relativas às causas de
erros de medida e à otimização das medidas.

Causas de erros de medida

 Resolução da imagem
A resolução das imagens de ultrassom pode ser limitada pelo espaço disponível no disco rígido.

Os erros devido a uma faixa do sinal podem ser minimizados ajustando as configurações do foco.
XX
A otimização das configurações do foco aumenta a resolução dos dados medidos.

Em geral, a resolução lateral é mais baixa do que a resolução axial. Por isso, as medidas devem ser
XX
realizadas ao longo do eixo do feixe do ultrassom para obter valores precisos.

O ganho tem um impacto direto sobre a resolução. O ganho pode ser ajustado usando-se o botão
XX
Gain (Ganho) para cada modo.

Em geral, o aumento da frequência do ultrassom melhora a resolução.


XX

 Tamanho do pixel
Imagens de ultrassom consistem em pixels.
XX

Considerando que um único pixel representa a unidade básica de uma imagem, permita uma
XX
margem de erro de aproximadamente 1 pixel entre o tamanho da imagem original e o resultado
da medida.

No entanto, esse erro só é significativo quando se mede uma área estreita em uma imagem.
XX

5-3
Manual de operação

 Velocidade do ultrassom
A velocidade do ultrassom usada durante a medida costuma ser de 1.540 m/s em média.
XX

A velocidade do ultrassom pode variar dependendo do tipo de célula.


XX

A possível faixa de erro é de aproximadamente 2 a 5% dependendo da estrutura das células (cerca


XX
de 2% para células típicas e 5% para células de gordura).

 Ajuste do sinal do Doppler


Durante a medida de velocidade, pode ocorrer um erro, dependendo do ângulo cosseno entre o
XX
fluxo sanguíneo e o feixe de ultrassom.

Para as medidas de velocidade do Doppler, os resultados mais precisos poderão ser garantidos
XX
quando o feixe de ultrassom estiver alinhado em paralelo com o fluxo sanguíneo.

Se isso não for possível, o ângulo entre eles deverá ser ajustado usando-se a opção Angle
XX
(Ângulo).

 Aliasing
O modo PW (pulsado) Spectral Doppler (Doppler Pulsado) usa uma técnica de amostragem do
XX
sinal para calcular o espectro de frequência (ou velocidade).

Ajuste a linha de base ou a escala da velocidade para minimizar o aliasing. Um transdutor de baixa
XX
frequência também pode ser usado para reduzir o aliasing.

O aliasing é drasticamente reduzido no modo CW (contínuo) Spectral Doppler (Doppler contínuo).


XX

 Equação de cálculo
Algumas das equações de cálculo usadas para finalidades clínicas partem de hipóteses e
XX
aproximação.

Todos as equações de cálculo se baseiam em boletins e artigos médicos.


XX

5-4
Capítulo 5 Medidas e cálculos

 Erro humano
O erro humano pode ocorrer devido ao uso inadequado ou à falta da experiência.
XX

Isso pode ser minimizado pela conformidade e a plena compreensão dos manuais.
XX

Otimização de precisão da medida

 Modo 2D
A resolução é proporcional à frequência do transdutor.
XX

A penetração é inversamente proporcional à frequência do transdutor.


XX

A resolução maior pode ser obtida no foco do transdutor em que o feixe de ultrassom é mais
XX
estreito.

As medidas mais precisas podem ser obtidas na profundidade do foco. A precisão diminui
XX
conforme aumenta a distância do foco, o que aumenta a largura do feixe.

O uso da função de zoom ou a minimização da exibição de profundidade aumenta a precisão da


XX
distância ou das medidas da área.

 M Mode (Modo M)
A precisão das medidas de tempo poderá ser aumentada quando forem definidos valores altos
XX
para a velocidade de varredura e o formato de exibição.

A precisão das medidas de distância poderá ser aumentada quando o formato de exibição for
XX
definido com valores altos.

 Modo Doppler
É recomendável usar a frequência de ultrassom mais baixa para a medida de fluxos sanguíneos
XX
mais rápidos.

O tamanho do volume da amostra é limitado pela direção axial do ultrassom.


XX

O uso da frequência de ultrassom mais baixa aumenta a penetração.


XX

5-5
Manual de operação

A precisão das medidas de tempo poderá ser ampliada quando a velocidade de varredura for
XX
aumentada.

A precisão das medidas de velocidade poderá ser ampliada quando a escala vertical for definida
XX
com valores menores.

É muito importante usar um ângulo do Doppler ideal para aumentar a precisão das medidas de
XX
velocidade.

 Modo Color / Power Doppler


Um protocolo não é especificado para imagens nos modos Color (Cor) ou de Power Doppler
XX
(Doppler de Potência). Por isso, as mesmas limitações impostas quando forem tomadas as
medidas em imagens P/B serão aplicadas à exatidão das medidas tomadas nesses modos.

Não é recomendável usar imagens no modo Color/Power Doppler (Cor/Doppler de potência) para
XX
uma medida precisa da velocidade do fluxo sanguíneo.

A quantidade do fluxo sanguíneo é calculada com base na velocidade média, e não na velocidade
XX
de pico.

Em todas as aplicações, a quantidade do fluxo sanguíneo é medida no modo PW/CW Spectral


XX
Doppler (Doppler Pulsado/Contínuo).

 Posição do cursor
Todas as medidas são afetadas por dados de entrada.
XX

Para assegurar o posicionamento preciso do cursor:


XX

Ajuste as imagens na tela para que elas sejam mostradas com a granularidade máxima.

Use a extremidade dianteira ou o ponto de bordas de um transdutor para diferenciar os pontos


inicial e final de um objeto de medida.

Verifique se a direção do transdutor está sempre alinhada durante a medida.

5-6
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Tabela de precisão da medida


As tabelas a seguir mostram a precisão das medidas disponíveis ao usar o equipamento. Verifique se
os resultados das verificações de precisão da medida são mantidos dentro das faixas especificadas
nas tabelas. Com exceção de certas aplicações ou transdutores, as faixas de precisão descritas a seguir
devem ser mantidas para medida de uma distância reta.

NOTA: para garantir medidas precisas, deve ser realizada uma verificação da precisão pelo menos
uma vez ao ano. Se a precisão da medida estiver fora das faixas especificadas na tabela a seguir,
entre em contato com o departamento de manutenção da Samsung Medison.

 Modo 2D

Precisão do sistema Teste Precisão


Medidas Faixa
(o que for maior) Metodologia com base em

Distância axial < ± 4% ou 1 mm Phantom Aquisição Tela cheia

Distância lateral < ± 4% ou 2 mm Phantom Aquisição Tela cheia

 Modo M

Tolerância do equipamento Teste Precisão


Medidas Faixa
(o que for maior) Metodologia com base em

Profundidade < ± 5% ou 3 mm Phantom Aquisição 1 ~ 25 cm

Gerador de
Time (Hora) < ± 5% Aquisição 0,01 - 11,3 s
sinal

 Modo PW/CW Spectral Doppler (Doppler Pulsado/Contínuo)

Medida do Tolerância do equipamento Teste Precisão


Faixa
Doppler (o que for maior) Metodologia com base em

PW:0,1 cm/s - 8,8 m/s


Velocidade < ± 15% Phantom Aquisição
CW:0,1 cm/s - 19,3 m/s

Gerador de
Time (Hora) < ± 5% Aquisição 10 ms - 9,44 s
sinal

5-7
Manual de operação

Medidas básicas
Pressione o botão Caliper (Medida) no painel de controle.

NOTA: essa função realiza uma medida simples, como distância e área, independentemente
de aplicações. Para obter informações sobre medidas de cada aplicação, consulte "Medidas por
aplicação" neste capítulo.

As classificações de medida disponíveis variam, dependendo do modo de diagnóstico atual. Consulte a


seguinte tabela:

Medida Modos de diagnóstico Métodos de medida

Distância
Line Trace (Linha em forma de traço)
2D, M, D
Angle (Ângulo)
%StD

Distância M M Distance (Distância M)

D Velocity (Velocidade D)
D A/B
D
D Trace (Traçado D)
D time (Tempo D)

Ellipse (Elipse)
Medida de circunferência e
2D, M, D Trace (Traçado)
área
%StA

3 Distance (3 Distâncias)
1 Distance (1 Distância)
Medida de volume 2D, M, D Distance + Ellipse (Distância + elipse)
Ellipse (Elipse)
MOD

[Tabela 5.1 Medidas básicas por modo de diagnóstico]

5-8
Capítulo 5 Medidas e cálculos

 Operações de medida básica


Estas são as informações sobre operações de botões comuns para medidas básicas:

[Figura 5.1 Menu de programação de medidas básicas]

Alteração/seleção do método de medida


„„
Para selecionar ou alterar o método de medida, você pode usar os botões [1] a [3] do menu de
programação. Os itens do menu de programação variam de acordo com o modo de diagnóstico
usado. A classificação de medida selecionada é mostrada na área de informações do usuário.

Definição da posição de exibição dos resultados de medida


„„
Use o botão [4] do menu de programação.

Move (Mover): Altera a posição de exibição dos resultados de medida. Altere a posição dos
XX
resultados de medida com a esfera de Rolagem (Trackball) e pressione o botão Set (Confirmar).

Reset (Redefinir): Quando se pressiona o botão, a posição de exibição dos resultados da medida
XX
é redefinida.

NOTA: quando há várias páginas de resultados de medida, você pode encontrar o resultado
desejado usando Move (Mover).

Cancelamento dos resultados da medida


„„
Use o botão [5] no menu de programação.

Delete (Excluir): exclui uma parte da curva que está sendo traçada.
XX

NOTA: a função Delete (Excluir) só pode ser usada para Line Trace (Linha em forma de traço), Area
Trace (Área de traçado) e MOD.

Undo (Desfazer): pressione o botão para cancelar a medida anterior e fazê-la novamente.
XX

NOTA: Undo (Desfazer) só pode ser usado apenas para 3 Distance (3 Distâncias) e
Distance+Ellipse (distância + elipse) entre os itens de medida de volume.

5-9
Manual de operação

Excluir resultado de medida


„„
Pressione o botão Clear (Limpar) no painel de controle. O resultado da medida é excluído da tela.

Imprimir resultado de medida


„„
Pressione o botão Print 1 (Impressão 1) (ou Print 2 (Impressão 2)) no painel de controle.

Saída de medidas básicas


„„
Pressione o botão Exit (Sair) no painel de controle.

NOTA: para alterar configurações, como unidades de medida, selecione Utility (Utilitário) >
Measure Setup (Configuração de medida) > General (Geral). Para obter mais informações,
consulte o "Capítulo 7. Utilitários".

5-10
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Medida da distância

 Distância
Esta é uma medida básica disponível em todos os modos de diagnóstico. Você pode especificar dois
pontos em uma imagem 2D e medir a distância entre eles em linha reta.

1. Pressione Caliper (Medida) e selecione Distance (Distância) no menu de programação [1].


"Distance" (Distância) será exibido na área de informações do usuário.

2. Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para designar os dois pontos de
extremidade da área de medida.

Use a esfera de Rolagem (Trackball) para colocar o cursor na posição desejada e pressione o
XX
botão Set (Confirmar).

Reposicionamento do ponto
DICAS!
Em vez de pressionar o botão Set (Confirmar) para confirmar a posição de ponto, você pode
pressionar o botão Change (Alterar) para redefini-lo.

3. Se você especificar ambos os pontos de extremidade, a distância entre eles será calculada
automaticamente.

4. Ao finalizar a medida, seu resultado será mostrado na tela.

 Line Trace (Linha em forma de traço)


Esta é uma medida básica disponível em todos os modos de diagnóstico. É possível especificar um
ponto em uma imagem 2D e traçar uma curva desse ponto para um segundo ponto na imagem. É
possível medir a distância entre os dois pontos.

1. Pressione Caliper (Confirmar) e selecione Line Trace (Traçado) no menu de programação [1].
"Line Trace" (Traçado) é exibido na área de informações do usuário.

2. Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para especificar o ponto inicial da
área de medida.

Use a esfera de Rolagem (Trackball) para colocar o cursor na posição desejada e pressione o
XX
botão Set (Confirmar).

3. Use a esfera de Rolagem (Trackball) para desenhar a curva desejada e pressione o botão Set
(Confirmar) para definir o ponto final.

5-11
Manual de operação

Edição da curva
DICAS!
Antes de especificar o ponto final pressionando o botão Set (Confirmar), você pode excluir parte da
curva sendo traçada girando o botão [5] Delete (Excluir) do menu de programação.

4. Se você especificar ambos os pontos de extremidade, o comprimento da curva será medido


automaticamente.

 Angle (Ângulo)
Esta é uma medida básica disponível em todos os modos de diagnóstico. É possível especificar duas
linhas retas em uma imagem 2D e medir o ângulo entre elas.

1. Pressione Caliper (Medida) e selecione Angle (Ângulo) no menu de programação [1]. "Angle"
(Ângulo) será exibido na área de informações do usuário.

2. Desenhe duas linhas retas. Para obter instruções sobre como desenhar linhas, consulte ‘Distância’.

3. O ângulo entre duas linhas será calculado e exibido na tela.

Quando forem calculados dois ângulos, o menor será exibido.


XX

 % Estenose pelo diâmetro.


StD é a abreviação de distância da estenose, que é a medida básica disponível em todos os modos
de diagnóstico. Na imagem 2D, o diâmetro de um vaso é medido e a relação de estenose é calculada.

1. Pressione Caliper (Medida) e selecione %StD (% Estenose pelo diâmetro) no menu de


programação [1]. "%StD" (% Estenose pelo diâmetro) será exibido na área de informações do
usuário.

2. Meça o diâmetro total de um vaso usando a classificação de medida de distância.

3. Quando for exibido um novo cursor, meça o diâmetro da parede interna do vaso com estenose.

4. Calcule %StD com a seguinte equação:


%StD = (Distância externa – distância interna)/distância externa x 100

5-12
Capítulo 5 Medidas e cálculos

 M Distance (Distância M)
Esta é uma medida básica disponível somente no Modo M. É possível especificar dois pontos em
uma imagem M e medir a distância, o tempo decorrido e a velocidade entre eles.

1. Selecione M Distance (Distância M) no menu de programação flexível [1]. "M Distance" (Distância
M) será exibido na área de informações do usuário.

2. É possível especificar dois pontos e medir a distância entre eles em linha reta. O método de
medida é idêntico a "Distance" (Distância).

3. Quando a medida for terminada, seu resultado será mostrado na tela.

 D Velocity (Velocidade D)
Esta é uma medida básica disponível apenas no modo Spectral Doppler (Doppler Espectral). É
possível especificar dois pontos em uma imagem de Doppler espectral e medir a distância entre eles,
além da velocidade em cada ponto para calcular a variação de velocidade, a mudança de tempo e a
aceleração.

NOTA: em uma imagem de Doppler Espectral, os eixos X e Y representam o tempo e a velocidade,


respectivamente.

1. Pressione Caliper (Medida) e selecione D Velocity (Vel. D) no menu de programação [1]. "D
Velocity" (Vel. D) será exibido na área de informações do usuário.

2. É possível especificar dois pontos e medir a distância entre eles em linha reta. O método de
medida é idêntico a "Distance" (Distância).

3. Ao finalizar a medida, seu resultado será mostrado na tela.

V1: velocidade no ponto 1.


XX
Time (Tempo): tempo de aceleração.
XX
V2: velocidade no ponto 2.
XX
Acc: aceleração.
XX
PGmax (GPmáx.): Max Pressure
XX
RI: índice de resistência
XX
Gradient (Gradiente de pressão máxima)
S/D: relação sístole pela diástole
XX
V2-V1: alteração de velocidade.
XX

5-13
Manual de operação

As equações usadas para a medida Velocidade D são as seguintes:

XX

XX

XX

NOTA: se a opção Application (Aplicação) em Utility (Utilitário) > Measure Setup (Configuração
da medida) > General (Geral) > Caliper (Medida) estiver definida como Cardiac (Cardíaco), os
resultados de Vmáx, PGmáx, V2-V1, Time, Acc etc. serão exibidos na tela.

 D A/B
Esta é uma medida básica disponível apenas no modo Spectral Doppler (Doppler Espectral). É
possível especificar dois pontos em uma imagem de Doppler espectral e medir a velocidade em
cada ponto para calcular a relação da velocidade entre eles.

1. Pressione Caliper (Medida) e selecione D A/B no menu de programação [1]. "D A/B" será exibido
na área de informações do usuário.

2. Especifique dois pontos para os quais medir a velocidade.

Use a esfera de Rolagem (Trackball) para colocar o cursor na posição desejada e pressione o
XX
botão Set (Confirmar).

3. Ao terminar a medida, seu resultado será mostrado na tela.

PGmax (GPmáx.): Max Pressure Gradient


XX
V1: velocidade no ponto 1
XX
(Gradiente de pressão máxima)
V2: velocidade no ponto 2
XX
V1/V2: relação de velocidade
XX

NOTA: se a opção Application (Aplicação) em Utility (Utilitário) > Measure Setup (Configuração
da medida) > General (Geral) > Caliper (Calibrador) estiver definida como Cardiac (Cardíaco), os
resultados de Vmáx, PGmáx, V2-V1 etc. serão exibidos na tela.

5-14
Capítulo 5 Medidas e cálculos

 D Trace (Traçado D)
Esta é uma medida básica disponível apenas no modo Spectral Doppler (Doppler Espectral). É
possível especificar um ponto em uma imagem de Doppler espectral e traçar uma curva desse ponto
para calcular a velocidade, o valor integral e a velocidade média do fluxo sanguíneo.

1. Pressione Caliper (Medida) e selecione D Trace (Traçado D) no menu de programação [1]. "D
Trace" (Traçado D) é exibido na área de informações do usuário.

2. Trace uma curva. O método de traçado é idêntico a "Line Trace" (Traçado).

3. Ao terminar a medida, seu resultado será mostrado na tela.

PSV: Peak Systolic Velocity (Pico


XX
de velocidade sistólica) PI (IP): Pulsatility Index (Índice de pulsatilidade)
XX

EDV (VDF): End Diastolic Velocity


XX S/D: taxa de PSV para EDV
XX
(Velocidade diastólica final)
Vmean (Vmédia): velocidade média.
XX
RI: índice de resistência
XX

As equações usadas para a medida do traçado D são as seguintes:

XX

XX

XX

XX

NOTA: se a opção Application (Aplicação) em Utility (Utilitário) > Measure Setup (Configuração
da medida) > General (Geral) > Caliper (Medida) estiver definida como Cardiac (Cardíaco), os
resultados de Vmáx, Vmédia, PGmáx, GPmédio, VTI, TMP, Aceleração, Temp. Aceleração, Desac.,
TDesac. etc. serão exibidos na tela.

5-15
Manual de operação

 D Time (Tempo D)
Esta é uma medida básica disponível apenas no modo Spectral Doppler (Doppler Espectral). É
possível especificar duas barras em uma imagem Doppler Espectral e calcular o tempo entre elas.

1. Pressione Caliper (Medida) e selecione D Time (Tempo D) no menu de programação 1. "Time"


(Tempo) será exibido na área de informações do usuário.

2. Defina duas barras no espectro com a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar).

3. Quando a medida for terminada, seu resultado será mostrado na tela.

5-16
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Medida de circunferência e área

 Ellipse (Elipse)
Esta é uma medida básica disponível em todos os modos de diagnóstico. Você pode medir a
circunferência e a área de um objeto circular (elíptico) em uma imagem 2D.

1. Pressione Caliper (Medida) e selecione Ellipse (Elipse) no menu de programação [2]. "Ellipse"
(Elipse) será exibido na área de informações do usuário.

2. Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para especificar o diâmetro (eixo)
da área de medida.

Use a esfera de Rolagem (Trackball) para colocar o cursor na posição desejada e pressione o
XX
botão Set (Confirmar).

Reposicionamento do ponto
DICAS!
Em vez de pressionar o botão Set (Confirmar) para confirmar a posição de ponto, você pode
pressionar o botão Change (Alterar) para redefini-lo.

3. Especifique o tamanho do círculo (elipse).

Ajuste o tamanho usando a esfera de Rolagem (Trackball) e pressione o botão Set (Confirmar).
XX

4. Quando a medida for terminada, seu resultado será mostrado na tela.

A equação a seguir é usada para a medida "Ellipse" (Elipse):

(A: (A: Eixo longo, B: Eixo curto)

Área (a, b: Eixo)

5-17
Manual de operação

 Trace (Traçado)
Esta é uma medida básica disponível em todos os modos de diagnóstico. É possível medir a
circunferência e a área de um objeto irregular em uma imagem 2D.

1. Pressione Caliper (Medida) e selecione Trace (Traço) no menu de programação [2]. "Trace" (Traço)
é exibido na área de informações do usuário.

2. Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para especificar o ponto inicial do
traçado sobre o contorno da área de medida.

Use a esfera de Rolagem (Trackball) para colocar o cursor na posição desejada e pressione o
XX
botão Set (Confirmar).

3. Trace a curva de forma que o cursor de medida retorne ao ponto inicial e, em seguida, pressione o
botão Set (Confirmar).

NOTA: as linhas de traçado devem ser fechadas. Se você pressionar o botão Set (Confirmar) antes
da conclusão do traçado, o traçado poderá ser feito sobre uma linha reta entre o ponto atual e o
ponto inicial, o que resulta em um erro significativo.

4. Ao terminar a medida, seu resultado será mostrado na tela.

As equações usadas para a medida de traçado são as seguintes:

soma (N = 1,2… último ponto)

Área soma (N = 1,2… último ponto)

 %StA
StA é a abreviação de área da estenose, que é a medida básica disponível em todos os modos de
diagnóstico. Na imagem 2D, a área de um vaso é medida para calcular a relação de estenose (%).

1. Pressione Caliper (Medida) e selecione %StA (% Estenose pela Área) no menu de programação
[2]. "%StA" (% Estenose pela Área) será exibido na área de informações do usuário.

2. Meça a área da parede exterior do vaso usando a classificação de medida de área.

3. Quando o segundo cursor for exibido, meça a área da parede interna dos vasos com estenose.

4. Calcule %StA com a seguinte equação:


%StA = (Área externa – área interna)/área externa x 100

5-18
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Medida de volume
NOTA: já que o Modo Duplo exibe simultaneamente duas imagens na tela, você não precisa voltar
ao modo de diagnóstico para medir o volume no Modo Duplo.

 3 Distance (3 Distâncias)
Esta é uma medida básica disponível em todos os modos de diagnóstico. É possível medir o volume
de um objeto em uma imagem 2D usando 3 linhas retas.

1. Pressione Caliper (Medida) e selecione 3 Distance (3 Distâncias) no menu de programação [3]. "3
Distance" (3 Distâncias) será exibido na área de informações do usuário.

2. É possível especificar dois pontos e medir a distância entre eles em linha reta. O método de
medida é idêntico a "Distance" (Distância).

3. Meça o comprimento das duas linhas retas remanescentes como acima.

4. Ao terminar a medida, seu resultado será mostrado na tela. O volume do objeto e o comprimento
da linha reta são calculados.

Pressionar Undo (Desfazer) na tela de toque enquanto a medida está em andamento cancela a
XX
medida anterior e reinicia a medida atual.

As equações usadas para a medida 3 Distance (3 Distâncias) são as seguintes:

(D: distância)

 1 Distance (1 Distância)
Esta é uma medida básica disponível em todos os modos de diagnóstico. É possível medir o volume
de um objeto em uma imagem 2D usando uma única linha reta.

1. Pressione Caliper (Medida) e selecione 1 Distance (1 Distância) no menu de programação [3]. "1
Distance" (1 Distância) será exibido na área de informações do usuário.

2. É possível especificar dois pontos e medir a distância entre eles em linha reta. O método de
medida é idêntico a "Distance" (Distância).

5-19
Manual de operação

3. Ao terminar a medida, seu resultado será mostrado na tela. O volume do objeto e o comprimento
da linha reta são calculados.

As equações usadas para a medida 1 Distance (1 Distância) são as seguintes:

(D: distância)

 Dist. + Elipse
Esta é uma medida básica disponível em todos os modos de diagnóstico. É possível medir o volume
de um objeto em uma imagem 2D usando uma linha reta e um círculo (elipse).

1. Pressione Caliper (Medida) e selecione Dist. + Ellipse (Distância + Elipse) no menu de


programação [3]. "Distance + Ellipse" (Distância + Elipse) será exibido na área de informações do
usuário.

2. É possível especificar dois pontos e medir a distância entre eles em linha reta. O método de
medida é idêntico a "Distance" (Distância).

3. Especifique o tamanho do círculo (elipse). O método de medida é idêntico a "Ellipse" (Elipse).

4. Ao terminar a medida, seu resultado será mostrado na tela.


D: comprimento da linha reta
XX Area (Área): área de um círculo
XX

Long (Longo): comprimento do eixo longo em


XX Vol.: Volume
XX
uma elipse

Short (Curto): comprimento do eixo curto em


XX
uma elipse

As equações usadas para a medida Distance + Ellipse (Distância + Elipse) são as seguintes:

(a: Eixo curto, b: Eixo longo, d: Distância)

5-20
Capítulo 5 Medidas e cálculos

 Ellipse (Elipse)
Esta é uma medida básica disponível em todos os modos de diagnóstico. Em uma imagem 2D, o
volume do objeto cônico é medido usando uma elipse.

1. Pressione Caliper (Medida) e selecione Ellipse (Elipse) no menu de programação 3. "Ellipse"


(Elipse) será exibido na área de informações do usuário.

2. Especifique o tamanho do círculo (elipse). O método de medida é idêntico a "Ellipse" (Elipse).

3. Ao terminar a medida, seu resultado será mostrado na tela.

A equação a seguir é usada para a medida "Ellipse" (Elipse):

 MOD
Esta é uma medida básica disponível em todos os modos de diagnóstico. Em uma imagem 2D, a área
de um objeto irregular e o comprimento de seu eixo longo são obtidos para calcular o volume. MOD
é abreviação de "Method of Disk" (Método de disco).

1. Pressione Caliper (Medida) e selecione MOD no menu de programação 3. "MOD" será exibido na
área de informações do usuário.

2. Desenhe um contorno que deseja medir. O método de medida é idêntico a "Trace" (Traço).

3. Meça o comprimento do eixo longo. O método de medida é idêntico a "Distance" (Distância).

4. Ao terminar a medida, seu resultado será mostrado na tela.

Edição da curva
DICAS!
Antes de especificar o ponto final pressionando o botão Set (Confirmar), você pode excluir parte da
curva que está sendo traçada girando o botão [5] Delete (Excluir) do menu de programação.

5-21
Manual de operação

Cálculos por aplicação


Pressione o botão Calculator (Cálculo) no painel de controle.

Coisas a observar

 Antes de iniciar a medida

Registrar paciente
„„
Verifique se as informações do paciente registrado atualmente estão corretas. Se o paciente não
estiver registrado, pressione o botão Patient (Paciente) no painel de controle.
A respeito do menu Patient Information (Informações do paciente) e da classificação de entrada,
consulte ‘Patient Information’ (Informações do paciente) no Capítulo 3. "Início do diagnóstico".

Verificar transdutor, aplicação e ajuste


„„

Verifique o nome do transdutor e da aplicação exibidos na barra de título. Pressione o botão


XX
Probe (Transdutor) no painel de controle para usar um outro transdutor ou aplicação.

Verifique as configurações de ajuste na tela Probe Selection (Seleção do transdutor).


XX

Configurações do menu de medida


„„
É possível personalizar o menu de medida para incluir somente os itens selecionados. Consulte a
seção "Configuração de medidas" no "Capítulo 7. Utilitários" para obter mais informações sobre
como personalizar o menu de medida.

 Operações de medida
Estas são informações sobre as operações de botão comuns para as medidas:

Selecionar item de medida


„„
Use a esfera de Rolagem (Trackball) ou o botão Ext. Menu (Menu extendido) para mover o cursor
e pressione o botão Set (Confirmar) ou o botão Ext. Menu (Menu extendido).
Para configurar os itens do menu de medida, vá até Utility (Utilitário) > Measure Setup (Config.
de medida) > General (Geral) > Calc Menu (Cálc. menu).

5-22
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Alterar método de medida


„„
Pressione o botão Change (Alterar) no painel de controle. Se o item de medida atual puder ser
medido de mais de uma maneira, a classificação de medida será alterada. O método de medida
atual é mostrado na área de informações do usuário. Depois que a medida for iniciada, o método
não poderá ser alterado.

Alteração de unidade de medida


„„
Encerre a medida atual e selecione a unidade desejada em Utility (Utilitário) > Measure Setup
(Config. de medida) > General (Geral) > General (Geral) > Display (Exibição) > Measurement
Unit (Unidade de medida).

Excluir linha de traçado


„„
Exclua a linha movendo a esfera de Rolagem (Trackball) na direção oposta. O traçado pode ser
excluído apenas ao medir o espectro do Doppler usando o traçado manual.

Excluir resultado de medida


„„
Pressione o botão Clear (Limpar) no painel de controle.

NOTA: os resultados da medida são excluídos da tela, mas ainda são mostrados no relatório da
aplicação correspondente.

Imprimir resultado de medida


„„
Pressione o botão Print 1 (Impressão 1) (ou Print 2 (Impressão 2)) no painel de controle.

Sair da medida
„„
Pressione o botão Exit (Sair) no painel de controle.

Terminar diagnóstico
„„
Pressione o botão End Exam (Terminar exame) no painel de controle. O diagnóstico do paciente
atual termina e todos os resultados da medida são salvos.

NOTA: para obter informações sobre várias configurações relacionadas a aplicações, consulte
"Capítulo 7. Utilitários".

5-23
Manual de operação

 Menu de programação
As seguintes opções de menu de programação estão disponíveis para cada aplicação enquanto uma
medida está em andamento:

[Figura 5.2 Menu de programação de medida média por aplicação]

HR Cycle (Ciclo HR)


„„
Ativado ao medir a frequência cardíaca no modo M ou D. Gire o botão do menu de programação
[1] e ajuste o ciclo de frequência cardíaca entre 1 e 20.

Package (Pacote)
„„
Selecione um pacote de medida pressionando o botão [1] abaixo do menu de programação. Cada
pressionamento do botão altera a aplicação.

Trace Direction (Direção do traçado)


„„
Usado para alterar a direção do traço do espectro de Doppler. Gire o botão [2] abaixo do menu de
programação e selecione entre Up (Para cima), Down (Para baixo) e All (Todos). Isso é habilitado
somente após Auto (Automático) ou Limited Trace (Traçado limitado) ser executado no modo
Spectral Doppler (Doppler espectral).

Up (Para cima): Somente a parte "+" da forma de onda do Doppler é traçada.


XX

Down (Para baixo): Somente a parte "-" da forma de onda do Doppler é traçada.
XX

All (Todos): Todos as partes da forma de onda do doppler são traçadas.


XX

Guia
„„
Selecione um pacote de medida girando o botão [2] abaixo do menu de programação. Cada
pressionamento do botão altera a guia de menus na aplicação atual.

Threshold (Filtro)
„„
Defina girando o botão [3] do menu de programação. Isso é habilitado somente após Auto
(Automático) ou Limited Trace (Traçado limitado) ser executado no modo Spectral Doppler
(Doppler espectral). Ajustar o valor de limite facilita o contorno de um espectro de Doppler.

5-24
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Lateralidade
„„
Selecione se deseja medir o lado esquerdo ou direito de um objeto pressionando o botão [3]
abaixo do menu de programação. Esta opção será exibida no menu somente com algumas
aplicações.

Result Action (Ação de resultado)


„„
Defina um local para um resultado de medida girando o botão [4] abaixo do menu de
programação.

Move (Mover): Altera a posição de exibição dos resultados de medida. Altere a posição com a
XX
esfera de Rolagem (Trackball) e pressione o botão Set (Confirmar).

Reset (Redefinir): Quando se pressiona o botão, a posição de exibição dos resultados da medida
XX
é redefinida.

Quando há várias páginas de resultados de medida, você pode encontrar o resultado desejado
DICAS!
clicando no botão Move (Mover).

Delete (Excluir)
„„
Ativado enquanto o traçado está em andamento. Girar o botão [5] do menu de programação exclui
uma parte da curva que está sendo traçada.

Undo (Desfazer)
„„
Pressionar o botão [5] cancela a última medida.

RAP
„„
Girar o botão [6] do menu de programação ajusta o nível de pressão do átrio direito. Esta opção só
está disponível com a aplicação cardíaca.

Apply RAP (Aplicar PAD)


„„
Pressione o botão [6] do menu de programação para salvar o valor de PAD selecionado no
relatório.

5-25
Manual de operação

Métodos de medida comuns


Esta seção fornece informações sobre as classificações de medida comuns usadas em aplicações.

 Medidas no modo Doppler Espectral


Em geral, se traçar um espectro do Doppler, você poderá obter resultados automaticamente para
vários itens de medida. Há 3 modos de traçado de um espectro do Doppler.

Além disso, você pode selecionar um item específico no menu de medida e fazer medidas
individualmente sem traçar um espectro de Doppler.

Auto Trace (Traçado automático)


„„
Um espectro é traçado automaticamente. Esta função é ativada no menu de medida no modo
Spectral Doppler (Doppler espectral).

1. Pressione Auto Trace (Traçado automático) no menu de medida.

2. O equipamento traça um espectro automaticamente.

3. Quando o traçado estiver completo, serão mostrados na tela os resultados da medida.

5-26
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Coisas a serem levadas em consideração para o traçado automático espectral do Doppler


DICAS!
O status de um espectro do Doppler pode afetar resultados da medida. Veja o seguinte:
Causas de falha do traçado
XX
Se o ganho for alterado para uma imagem do Doppler no status Freeze (Congelar), Contour
Trace (Traçado de contorno) e Peak Trace (Traçado do pico) não funcionarão.
XX
Se houver um pequeno ruído ou nenhum em uma imagem sem um espectro, o traçado de
contorno não funcionará.
XX
Se houver um ruído grave em uma imagem, o traçado de contorno não funcionará.
XX
Caso o filtro Clutter (Interferência) esteja muito alto, Auto Trace (Traçado automático) ou Limited
Trace (Traçado semiautomático) talvez não funcionem.
Causas do traçado de pico impreciso
XX
Se PRF (Frequência de repetição de pulso) for inferior à velocidade da área de observação,
poderá ocorrer aliasing. Se os sinais originais estiverem separados do aliasing, o traçado poderá
ser feito, mas a medida do pico talvez não seja precisa.
XX
Se o pico de uma onda espectral não estiver claro ou ocorrer intermitentemente, o traçado
poderá ser feito, mas a medida do pico talvez não seja precisa.
XX
Se o Doppler Gain (Ganho do Doppler) for configurado como alto ou baixo, será difícil distinguir
os espectros. Isso pode resultar em erro(s) de medida.
XX
Se o filtro de parede for muito alto, só será exibida parte do espectro. Nesse caso, pode ser feito
o traçado, mas a medida do pico talvez não seja precisa.
XX
Se ocorrer ruído ou artefato abdominal, o traçado poderá ser feito, mas a medida do pico talvez
não seja precisa.
Outras
XX
O uso do transdutor CW (contínuo) pode resultar em erro(s) de medida.
XX
O Limited Trace (Traçado semiautomático) só é suportado para espectros de dois picos, como
o Mitral Valve Inflow (Fluxo de entrada da valva mitral) e Tricuspid Valve Inflow (Fluxo de entrada
da valva tricúspide) na aplicação de cardiologia.

Limited Trace (Traçado semiautomático)


„„
Se você especificar uma faixa de medida, um espectro será traçado automaticamente. Esta função
é ativada no menu no modo Spectral Doppler (Doppler espectral).

1. Selecione Limited Trace (Traçado semiautomático) no menu de medida. Será exibida uma
barra que lhe permite especificar uma área de medida.

2. Especifique a faixa de medida.

Coloque a barra na posição desejada com a esfera de Rolagem (Trackball) e pressione o botão
XX
Set (Confirmar).

5-27
Manual de operação

3. O equipamento traça espectros automaticamente dentro da faixa especificada.

4. Quando o traçado estiver completo, serão mostrados na tela os resultados da medida.

Manual Trace (Traçado manual)


„„
Um espectro pode ser traçado manualmente. Esta função é ativada no menu no modo Spectral
Doppler (Doppler espectral).

1. Selecione Manual Trace (Traçado manual) no menu de medida. Um cursor de medida é


exibido sobre um espectro.

2. Trace o espectro. A classificação de medida é o mesmo de “D Trace” (Traçado D).

3. Quando o traçado estiver completo, serão mostrados na tela os resultados da medida.

Itemized Measurement (Medida detalhada)


„„
No menu Measurement (Menu de medida), selecione um item individual e faça uma medida.

1. Pressione o botão Calculator (Calculadora) depois de obter a imagem desejada.

2. Selecione um item desejado no menu de medida. O cursor "+" é exibido sobre uma forma de
onda espectral.

3. Posicione o cursor "+" e pressione o botão Set (Confirmar).

4. São mostrados na tela os resultados da medida para o item selecionado.


As seguintes medidas são obtidas nos espectros de Doppler:

Item Tipo Unidade Equação

PSV (Pico de velocidade sistólica) Velocidade cm/s ou m/s

EDV (Velocidade diastólica final) Velocidade cm/s ou m/s

TAMV (Velocidade média do tempo médio) Velocidade cm/s ou m/s

TAPV (Velocidade de pico do tempo médio) Velocidade cm/s ou m/s

PGmean (Gradiente de pressão médio) Cálculo mmHg

PGmax (Gradiente de pressão máxima) Cálculo mmHg 4 × PSV2

S/D (relação de PSV para EDV) Cálculo Taxa VPS/VDF

D/S (relação de EDV para PSV) Cálculo Taxa EDV/PSV

RI (Índice de resistência) Cálculo Taxa (PSV – EDV) / PSV

PI (Índice de pulsatilidade) Cálculo Taxa (PSV – EDV) / TAPV

5-28
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Fazendo medidas via Auto Calc (Cálculo automático)


DICAS!
Você pode usar Auto Calc (Cálculo automático) para medir itens predeterminados.
Para obter informações sobre como configurar essas medidas, consulte a seção "Auto Calc (Cálculo
automático)" no "Capítulo 7. Utilitários".

 Medida do volume de fluxo


Selecione Volume Flow (Volume de Fluxo) no menu de medida.

Volume Flow (Volume de fluxo) permite a você medir e calcular uma área ou distância. Para obter
informações sobre medidas de distância ou área, consulte “Medidas básicas”. O valor de TAMV (Time
Avg. Mean Velocity, Velocidade média do tempo médio) é medido automaticamente.

Vesl. Area (Área do vaso)


„„
Meça a área de um vaso sanguíneo e calcule a VMTM e o Volume de fluxo.

Vesl. Dist.(Diâmetro do vaso)


„„
Meça a largura de um vaso sanguíneo e calcule a VMTM e o Volume de fluxo.

 Medida de estenose
É possível medir a estenose de cada equipamento de vasos sanguíneos examinando e calculando
uma área ou distância.

% StA
„„
Meça a área das paredes internas e externas de um vaso sanguíneo. StA é a sigla para área de
estenose.

1. Selecione o menu %StA (% Estenose pela Área) e o primeiro cursor será exibido no Modo 2D.

2. Meça a área da parede exterior do vaso usando o método de medida de Circunferência/área.

3. Quando o segundo cursor for exibido, meça a área da parede interna do vaso com estenose.

%StA = (Área externa – área interna)/área externa x 100

5-29
Manual de operação

% StD
„„
Meça o diâmetro de um vaso sanguíneo. StD é a sigla para distância de estenose.

1. Selecione o menu %StD e o primeiro cursor será exibido no Modo 2D

2. Meça o diâmetro total de um vaso usando a classificação de medida de distância.

3. Quando for exibido um novo cursor, meça o diâmetro da parede interna do vaso com estenose.

%StD = (Distância externa – distância interna)/distância externa x 100

 Medida de frequência cardíaca

HR (Frequência cardíaca)
„„
É possível calcular frequências cardíacas durante um determinado período.

1. Selecione HR (Frequência cardíaca) no menu de medida. Será exibida uma barra que lhe
permite especificar uma área de medida.

2. Especifique a faixa de medida.

Coloque a barra na posição desejada com a esfera de Rolagem (Trackball) e pressione o botão
XX
Set (Confirmar).

3. O equipamento mede a frequência cardíaca automaticamente dentro da faixa especificada.

5-30
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Cálculos OB
NOTA:
XX
Ductus Venosus (Ducto venoso) e Fetal HR (Frequência cardíaca obstétrica) só podem ser
medidos no Modo de Doppler.
XX
Para obter informações sobre métodos de medidas básicas, consulte as seções "Medidas
básicas" e "Classificações de medida comuns" neste capítulo.
XX
Para obter referências sobre itens de medida, consulte o "Manual de Referência - Parte 1".

 Antes de fazer as medidas OB

Informações básicas de OB
„„
Insira as informações necessárias para o diagnóstico OB na janela Patient Information (Informações
do paciente). As informações básicas de OB incluem DUM (Último período menstrual) e Gestações.
Quando a DUM for inserida, a Data prov. parto e a IG (Idade Gestacional) serão automaticamente
calculadas. O DUM é obrigatório para o cálculo de valores como EDD e SD na medida obstétrica.

Data prov. parto (DUM) = DUM + 280 dias


XX

GA(LMP) = Data atual do equipamento - LMP


XX
Independentemente da DUM, digite o EDD com uma opinião do médico em Estab. Due Date
(Data provável do parto). Se a DUM não estiver disponível, quando a Data prov. parto for
modificada, a DUM será calculada automaticamente e a marca "C" será exibida ao lado das
informações da DUM.
Podem ser inseridos no máximo quatro fetos no menu Gestations (Gestações). O valor padrão é ‘1’.
Em caso de gêmeos, digite ‘2’.
Para obter mais informações sobre menus de informações do paciente e sobre como inserir as
informações do paciente, consulte a seção Inserção de dados do paciente no “Capítulo 3. Início do
diagnóstico”.

5-31
Manual de operação

Configurações do menu de medida OB


„„

NOTA:
XX
A atribuição de medidas OB às teclas de função do teclado facilita muito a realização
de medidas. A função de cada botão pode ser definida em Utility (Utilitário) > Setup
(Configuração) > User Defined Key (Tecla definida pelo usuário) > Measure Key Setup
(Configuração da tecla de medida).
XX
Para gêmeos, diferencie fetos especificando-os como Fetus A (Feto A) e Fetus B (Feto B) no
menu Measurement (Menu de Medida). Para alternar entre os fetos para fazer a medida,
pressione o botão Change (Alterar).

Configure os menus GA Equation (Equação de IG), GA Table (Tabela IG) e OB que são usados nas
medidas obstétricas. O usuário pode escrever, fazer backup ou restaurar Tabelas IG manualmente.
Para obter mais informações sobre a Tabela e a Equação IG, consulte o Manual de Referência.
Consulte a seção "Configuração de medidas" no Capítulo 7. "Utilitários" para obter mais
informações.

 Menu de medida de OB Gestação Inicial


Quando as medidas para os itens selecionados estiverem completas, serão mostradas as medidas e
a idade gestacional na tela. O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Os itens
medidos são automaticamente registrados em um relatório.

[Figura 5.3 Menu de medida de OB Inicial]

5-32
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

GS (SG) - Todos Distância cm, mm

YS (VV) - Todos Distância cm, mm

CRL (CCN) - Todos Distância cm, mm

NT (TN) - Todos Distância mm

NB (ON) - Todos Distância cm, mm

BPD (DBP) - Todos Distância cm, mm

FL (Compr. Fem.) - Todos Distância cm, mm

Circunferência ou cálculo
AC (CA) - Todos cm, mm
automático

EFW (PFE) - Todos

Duct V All (Ducto PW cm/s, m/


Velocidade
Venoso Tudo) (pulsado) s

Duct V S Vmax (Ducto PW cm/s, m/


Velocidade
Venoso V sist máx) (pulsado) s
Duct Venosus
(Ducto Venoso)
Ducto Venoso V diast PW cm/s, m/
Velocidade
máx (pulsado) s

Duct V A Vmax (Ducto PW cm/s, m/


Velocidade
Venoso V A máx) (pulsado) s

Fetal HR
(Frequência M, PW
- Frequência cardíaca bpm
cardíaca (pulsado)
obstétrica)

 Cálculo automático
Alguns itens do menu de medidas são calculados automaticamente com base nas medidas de outros
itens.

CC (circunferência cefálica)
„„
É calculado automaticamente usando-se a seguinte fórmula, desde que existam valores DBP e
DOF medidos.

5-33
Manual de operação

Exceção: quando você usa a referência Merz,

AC (CA - Circunferência Abdominal)


„„
É calculado automaticamente usando-se a seguinte fórmula, desde que existam valores DAP e
DTA medidos.

Exceção: quando você usa a referência Merz,

ATF (Área Torácica Fetal)


„„
É calculado automaticamente usando-se a seguinte fórmula, desde que existam valores DAP e
DTA medidos.

DAM (Diâmetro Abdominal Médio)


„„
É calculado automaticamente usando-se a seguinte fórmula, desde que existam valores DAP e
DTA medidos.

Circ. Torácica
„„
É calculado automaticamente usando-se a seguinte fórmula, desde que existam valores DAPT e
DTT medidos.

DAPT (Diâmetro Torácico ântero-posterior) x DTT (Diâmetro Torácico transverso)


„„
É calculado automaticamente, desde que existam valores DAPT e DTT medidos.

NOTA: para referência, as classificações das universidades de Osaka e Tóquio são usadas
principalmente na Ásia, a classificação Merz na Europa e as classificações Shepard/Hadlock no
continente americano.

5-34
Capítulo 5 Medidas e cálculos

 Menu de medida geral


Quando as medidas para os itens selecionados estiverem completas, serão mostradas as medidas e
a idade gestacional na tela. O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Os itens
medidos são automaticamente registrados em um relatório.

[Figura 5.4 Menu de medida de OB geral]

Menu de medida Item Modo Método Unidade

BPD (DBP) - Todos Distância cm, mm

CC (circunferência Circunferência ou cálculo


- Todos cm, mm
cefálica) automático

CA (Circunferência Circunferência ou cálculo


- Todos cm, mm
Abdominal) automático

FL (Compr. Fem.) - Todos Distância cm, mm

Lat Vent (Ventr. lat.) - Todos Distância cm, mm

CEREB - Todos Distância cm, mm

5-35
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

CM - Todos Distância cm, mm

NF (PN) - Todos Distância cm, mm

OFD (DOF) - Todos Distância cm, mm

Comprimento do
- Todos Distância cm, mm
colo uterino

HUM (ÚMERO) - Todos Distância cm, mm

APD (DAP) - Todos Distância cm, mm

TAD (DTA) - Todos Distância cm, mm

EFW (PFE) - Todos

Todos Todos Distância cm, mm

Q1 Todos Distância cm, mm

AFI (ILA) Q2 Todas Distância cm, mm

Q3 Todas Distância cm, mm

Q4 Todos Distância cm, mm

MVP - Todos Circunferência cm, mm

5-36
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Auto Trace (Traçado PW


Traçado de espectro do Doppler
automático) (pulsado)

Limited Trace (Traçado PW


Traçado de espectro do Doppler
semiautomático) (pulsado)

Manual Trace (Traçado PW


Mid Cereb A (Artéria Traçado de espectro do Doppler
manual) (pulsado)
cerebral média)
Umbilical A PW
(Artéria Umbilical) VPS Velocidade cm/s, m/s
(pulsado)
Lt. Uterine A (A.
Uterina Esq) PW
EDV (VDF) Velocidade cm/s, m/s
Rt. Uterine A (A. (pulsado)
Uterina Dir)
%StA Todos Cálculo após medida de área %

%StD Todos Cálculo após medida da distância %

Vesl. Area (Área do vaso) Todos Área cm2, mm2

Vesl. Dist (dist. do vaso) Todos Distância cm, mm

Fetal HR (Frequência M, PW
- Frequência cardíaca bpm
cardíaca obstétrica) (pulsado)

5-37
Manual de operação

 AFI (Índice de líquido amniótico)


Mede o índice de líquido amniótico. As medidas são realizadas dividindo-se o abdômen da gestante
em quatro partes. É medida a distância entre o feto e o ponto mais distante de cada área. Para obter
a imagem específica de cada plano do quadrante, pressione o botão Freeze (Congelar) a fim de
alternar para o modo de diagnóstico. Depois de obter a imagem, pressione novamente o botão
Freeze (Congelar) para retornar ao modo de medida.

 Cálculo do peso fetal estimado (PFE)


Quando estiverem concluídas as medidas dos itens a seguir, o equipamento usará os resultados
para calcular o peso fetal estimado automaticamente. Para uma equação de cálculo do peso fetal,
consulte "Fórmula do peso fetal estimado" na Parte 1 do Manual de Referência.
BPD, AC
XX AC, FL
XX

BPD, FL, FTA


XX BPD, AC, FL
XX

BPD, APTD, TTD, FL


XX HC, AC, FL
XX

BPD, APTD, TTD, SL


XX DBP, CC, CA, F
XX

BPD, TTD
XX AC
XX

 Medida contínua para cálculo de PFE (Peso Fetal Estimado)


Você pode medir os itens OB continuamente para cálculo PFE.

Antes de iniciar a medida:


DICAS! XX
A atribuição da tecla do usuário à medida PFE facilita muito a realização da medida. Atribua a
tecla em Utility (Utilitário) > Setup (Configuração) > User Defined key (Tecla definida pelo
usuário) > User Key Setup (Configuração da tecla do usuário). Para obter mais informações,
consulte a seção "Teclas definidas pelo usuário" no "Capítulo 7. Utilitários".
XX
Verifique a referência de EFW (Estimated Fetal Weight- Peso Fetal Estimado). Você pode
selecionar ou alterar isso em Utility (Utilitário) > Measure Setup (Configuração da medida) >
OB > Tables (Tabelas).

NOTA: essa função não está disponível no modo 3D.

5-38
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Métodos de medida
„„
1. Selecione PFE no menu de medida. Como alternativa, clique na tecla User (Usuário) se tiver
atribuído a tecla User (Usuário) a EFW Measure (Medida PFE). As medidas OB são realizadas.
2. Meça os itens para cálculo PFE usando a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set
(Confirmar).
3. O resultado da primeira medida é exibido na tela e a próxima medida é realizada.
4. Depois de obter todas as medidas, o PFE será exibido na tela.
Medidas PFE e suas sequências são as seguintes:

Referência Item da medida (por ordem)

Campbell AC

Hadlock BPDAC

Hadlock1 ACFL

Hadlock2 BPDACFL

Hadlock3 ACFLHC

Hadlock4 BPD, HCACFL

Hansmann BPDTTD

Merz BPDAC

Osaka BPDFTAFL

Shepard BPDAC

Shinozuka1 BPDACFL

Shinozuka2 BPDAPTD, TTDSL

Shinozuka3 BPDAPTD, TTDFL

Ferrero ACFL

Higginbottom AC (CA)

Thurnau BPDAC

Warsof BPDAC

Weiner1 ACHC

Weiner2 ACFLHC

Woo BPDACFL

5-39
Manual de operação

Alteração da sequência de medidas


DICAS!
Para alterar a sequência de medidas, vá para Utility (Utilitário) > MeasureSetup (Configuração da
medida) > OB > Tables (Tabelas) > EFW Sequential Measurement (Medida Sequencial PFE).

Nova visualização do resultado do cálculo de PFE


DICAS!
Quando a tecla User (Usuário) for atribuída a EFW Result (Resultado PFE), clique nela para exibir o
resultado do cálculo de PFE na tela. Se a tecla não for atribuída a essa função, pressione Calculator
(Calculadora) e verifique o resultado no menu da medida OB.

CUIDADO:
XX
Para calcular GA (IG) e EFW (PFE) medindo uma parte específica de um feto, uma referência
precisa deve ser selecionada.
XX
Se a referência EFW (PFE) do MySono U6 tiver sido alterada, o EFW (PFE) existente será
recalculado com a nova referência e depois será apresentado no relatório.Por isso, recomenda-se
não alterar a referência EFW (PFE) de um paciente.
XX
Uma vez que são fornecidas varias referências de GA (IG) e EFW (PFE), o especialista deve fazer
uma escolha com base no seu julgamento clinico.A escolha de uma referência inadequada
pode resultar em medidas incorretas.
XX
Ao realizar um exame, é necessário ter em mente que as medidas podem variar de acordo com
a posição do feto.
XX
No caso de múltiplos fetos, não deixe de verificar a Fetus ID (ID do feto) para evitar confusão.
XX
A referência de GA (IG) e EFW (PWF) tem características nacionais e regionais que devem ser
levadas em consideração ao selecionar a referência.

5-40
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Cálculos ginecológicos
NOTA:
XX
Para obter informações sobre métodos de medidas básicas, consulte as seções "Medidas
básicas" e "Classificações de medida comuns" neste capítulo.
XX
Para obter referências sobre itens de medida, consulte o "Manual de Referência - Parte 2".

 Antes de fazer as medidas ginecológicas


Digite as informações exigidas para diagnóstico GYN na janela Patient Information (Informações do
Paciente). Informações básicas para ginecologia inclui Gravida (No de Gravidez), Para (Paridade),
Aborta (Abortos), Ovul.Date (Data da ovulação), Day of Cycle (Dia do ciclo) e Ectopic (Ectópica).

 Menu de medida geral


O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Os itens medidos são
automaticamente registrados em um relatório.

[Figura 5.5 Menu de medida ginecológica geral]

5-41
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Uterus All Cálculo após medida da


Todos ml
(Todas as medidas do útero) distância

Uterus L (Compr. útero) Todos Distância cm, mm

Uterus H (Alt. útero) Todos Distância cm, mm

Uterus W (Larg. útero) Todos Distância cm, mm

Útero Espessura Thick


Todos Distância cm, mm
(Espess. endométrio)

Colo uterino todos Todos Medida de volume ml

Comprimento do colo uterino Todos Distância cm, mm

Altura do colo uterino Todos Distância cm, mm

Largura do colo uterino Todos Distância cm, mm

Cálculo após medida da


Todos Todos ml
distância

L Todos Distância cm, mm

H Todos Distância cm, mm

W Todos Distância cm, mm

Tumor uterino 1 Auto Trace Traçado de espectro do


PW (pulsado)
Cervical Tumor (Traçado automático) Doppler
(Tumor cervical)
Limited Trace Traçado de espectro do
PW (pulsado)
(Traçado semiautomático) Doppler

Manual Trace Traçado de espectro do


PW (pulsado)
(Traçado manual) Doppler

VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

5-42
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Auto Trace Traçado de espectro do


PW (pulsado)
(Traçado automático) Doppler

Rt. Uterine A Limited Trace Traçado de espectro do


PW (pulsado)
(A. Uterina Dir) (Traçado semiautomático) Doppler
Lt. Uterine A
Manual Trace Traçado de espectro do
(A. Uterina Esq) PW (pulsado)
(Traçado manual) Doppler
Endometrial
VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

Cálculo após medida da


Todos Todos ml
distância

L Todos Distância cm, mm

H Todos Distância cm, mm


Rt. Ovary
(Ovário Dir) W Todos Distância cm, mm
Massa ovariana
Auto Trace Traçado de espectro do
dir. PW (pulsado)
(Traçado automático) Doppler
Lt. Ovary
(Ovário Esq) Limited Trace Traçado de espectro do
Massa ovariana PW (pulsado)
(Traçado semiautomático) Doppler
esq.
Manual Trace Traçado de espectro do
PW (pulsado)
(Traçado manual) Doppler

VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

Rt. Follicles
(Folículos Dir) Volume calculado após cm, mm
1 ~ 12 Todos
Lt. Follicles medida da distância e ml
(Folículos Esq)

Rt. / Lt. Cyst All Cálculo após medida da


Todos ml
(Todo cisto dir./esq.) distância

Rt. / Lt. L
Todos Distância cm, mm
Cisto (Comprimento dir./esq.)

Rt. / Lt. H (Altura dir./esq.) Todos Distância cm, mm

Rt. / Lt. W (Largura dir./esq.) Todos Distância cm, mm

5-43
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Auto Trace Traçado de espectro do


PW (pulsado)
(Traçado automático) Doppler

Limited Trace Traçado de espectro do


PW (pulsado)
(Traçado semiautomático) Doppler
Pericystic
(Pericístico) Manual Trace Traçado de espectro do
PW (pulsado)
(Traçado manual) Doppler

VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

A maioria das medidas de ginecologia é de distância e de volume com base nos resultados de
medida da distância. Se forem necessárias várias imagens, como imagens de eixo transversal e
longitudinal, pressione o botão Freeze (Congelar) a fim de alternar para o Modo de varredura e obter
imagens de uma outra perspectiva.

5-44
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Cálculos cardíacos

NOTA: a medida cardíaca é um item opcional.

O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Os itens medidos são automaticamente
registrados em um relatório.

NOTA:
XX
Para obter informações sobre métodos de medidas básicas, consulte as seções "Medidas
básicas" e "Classificações de medida comuns" neste capítulo.
XX
Para obter referências sobre itens de medida, consulte o "Manual de Referência - Parte 2".

Dist 20
„„
Traça a circunferência cardíaca e desenha o eixo cardíaco. O equipamento desenha
automaticamente 20 linhas restas perpendiculares ao eixo e calcula o volume cardíaco.

NOTA:
XX
No Modo 2D Dual, podem ser exibidas duas imagens simultaneamente.
XX
Para RVAWd (PAVDd), RVIDd (DIVDd), RVAWs (PAVDs) e RVIDs (DIVDs), consulte o método de
medida.
XX
MPA Diam (Dia. APP), RPA Diam (Dia. APD) e LPA Diam (Dia. APE) são medidos em Aortic
Valve Level (Nível da válvula aórtica) no Parasternal Short Axis (Eixo curto parasternal).
XX
O Modo C é usado principalmente na medida do fluxo sanguíneo cardíaco reverso.
XX
Como as medidas PISA-Radius (Raio PISA) ou PISA-Alias Vel. (Vel.Aliasing PISA) exigem valores
de Velocidade, você precisa selecionar cores de exibição para Velocidade ou Vel + Var no Modo
Cor. Para obter mais informações, consulte a seção "Modo Color Doppler" (Doppler colorido) no
"Capítulo 4. Modo de diagnóstico".
XX
O doppler de tecido pode ser medido no modo TDI.

5-45
Manual de operação

Eco adulto - Menu de medida de câmara

[Figura 5.6 Eco adulto - Menu de medida de câmara]

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Todos LVd (2D) Todos Medida contínua

SIVd Todos Distância cm, mm

LVIDd Todos Distância cm, mm

PPVEd Todos Distância cm, mm


LV (2D)
Todos LVs (2D) Todos Medida contínua

SIVs Todos Distância cm, mm

LVIDs Todos Distância cm, mm

PPVEs Todos Distância cm, mm

Todos LV (M) M Medida contínua

SIVd M Distância cm, mm

LVIDd M Distância cm, mm

PPVEd M Distância cm, mm

LV (M) SIVs M Distância cm, mm

LVIDs M Distância cm, mm

PPVEs M Distância cm, mm

LVET M Time (Hora) ms

LVPEP M Time (Hora) ms

5-46
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

LVEDV A4C Todos Dist 20 ml

LVESV A4C Todos Dist 20 ml

LVEDV A2C Todos Dist 20 ml

LVESV A2C Todos Dist 20 ml


LV Vol. (Simpson)
LVEDV A4C AL Todos Dist 20 ml

LVESV A4C AL Todos Dist 20 ml

LVEDV A2C AL Todos Dist 20 ml

LVESV A2C AL Todos Dist 20 ml

Todos Todos Medida contínua

LVAd SAX PM Epi Todos Área cm2, mm2

LVAd SAX PM Todos Área cm2, mm2


Massa VE
LVLd Apical Todos Distância cm, mm

LV TE a Todos Distância cm, mm

LV TE d Todos Distância cm, mm

Todos Todos Cálculo após medida da distância ml

LA Major Todos Distância cm, mm

LA Minor Todos Distância cm, mm

LA Diam (2D) Todos Distância cm, mm

LA/Ao (2D) Todos Distância cm, mm

LA LA/Ao (M) M Distância cm, mm

LA Diam (M) M Distância cm, mm

LAAd A2C Todos Área cm2, mm2

LAAs A2C Todos Área cm2, mm2

LAAd A4C Todos Área cm2, mm2

LAAs A4C Todos Área cm2, mm2

5-47
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

RVAWd Todos Distância cm, mm

RVIDd Todos Distância cm, mm

RVAd Todos Área cm2, mm2

RVAWs Todos Distância cm, mm


RV (2D)
RVIDs Todos Distância cm, mm

RVAs Todos Área cm2, mm2

RV Major Todos Distância cm, mm

RV Minor Todos Distância cm, mm

Todos Todos Medida contínua

RVAWd M Distância cm, mm

RVIDd M Distância cm, mm

RV (M) RVAWs M Distância cm, mm

RVIDs M Distância cm, mm

RVPEP M Time (Hora) ms

RVET M Time (Hora) ms

RA Major Todos Distância cm, mm

RA Minor Todos Distância cm, mm

RAAd Todos Área cm2, mm2


RA
RAAs Todos Área cm2, mm2

RAEDV Todos Dist 20 Ml

RAESV Todos Dist 20 Ml

5-48
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Ao Diam (2D) Todos Distância cm, mm

Ao Diam (M) M Distância cm, mm

Asc Ao Diam Todos Distância cm, mm

Desc Ao Diam Todos Distância cm, mm


Aorta
Ao Arch Diam Todos Distância cm, mm

Ao Isth Diam Todos Distância cm, mm

Ao ST Junct Diam Todos Distância cm, mm

Ao Sinus Diam Todos Distância cm, mm

M, PW
HR - Frequência cardíaca bpm
(pulsado)

5-49
Manual de operação

 Eco adulto - Menu de medida de valva

[Figura 5.7 Eco adulto - Menu de medida de válvula]

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Traçado limitado VEOT PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler

Traç. manual VSVE PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler

LVOT Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s


LVOT
LVOT VTI
(Integral de tempo de PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm
velocidade)

LVOT Diam Todos Distância cm, mm

5-50
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

AV Cusp Todos Distância cm, mm

VA cúspide (M) M Distância cm, mm

AV Diam (Dia VAo) Todos Distância cm, mm

AVA Planimetry Todos Área cm2, mm2

AV Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traço manual Vao)

AV Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

AV PHT PW (pulsado) Time (Hora) ms

AV VTI PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm

AV AccT (T.Ac. VAo) PW (pulsado) Time (Hora) ms

AV AV ET PW (pulsado) Time (Hora) ms

AV DecT (T. Desac. VAo) PW (pulsado) Time (Hora) ms

AR VCW Todos Distância cm, mm

AR Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traço manual Rao)

AR Vmax (Vmáx Reg.Ao) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

AR ed Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

AR PHT PW (pulsado) Time (Hora) ms

AR VTI PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm

AR AccT (T.Ac. Reg.Ao) PW (pulsado) Time (Hora) ms

AR DecT (T. Desac. Reg.Ao) PW (pulsado) Time (Hora) ms

5-51
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Todos MV (M) M Distância cm, mm

VM Vp M Distância cm, mm

MV Diam 1 (Diam1 VM) Todos Distância cm, mm

MV Diam 2 Todos Distância cm, mm

MVA Planimetry Todos Área cm2, mm2

MV Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traço manual VM)

Medida de tempo-velocidade-
MV E-DT-A PW (pulsado) ms e m/s
tempo

MV E/A (VM E-A) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

MV Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

MV PHT PW (pulsado) Time (Hora) ms

MV AccT PW (pulsado) Time (Hora) ms


MV
MV DecT (T.Desac. VM) PW (pulsado) Time (Hora) ms

MV A Dur. PW (pulsado) Time (Hora) ms

MV ET PW (pulsado) Time (Hora) ms

M, PW
Interv. R-R Frequência cardíaca bpm
(pulsado)

MR VCW (contínuo) PW (pulsado) Distância cm, mm

Raio PISA Reg.VM C PISA-Radius cm, mm

MR Alias Vel.
C Velocidade cm/s, m/s
(Vel. Alias Reg.VM)

MR Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traço manual Reg.VM)

MR Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

MR VTI (contínuo) PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm

5-52
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

RVOT Manual Trace


PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado manual VSVD)

RVOT Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s


RVOT
RVOT VTI
(Integral de tempo de PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm
velocidade)

RVOT Diam Todos Distância cm, mm

PV Ann Diam Todos Distância cm, mm

PVA Planimetry Todos Área cm2, mm2

PV Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado manual VP)

PV Vmax (Vmáx. VP) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

PV PHT PW (pulsado) Time (Hora) ms

PV VTI PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm

PV AccT PW (pulsado) Time (Hora) ms

PV ET PW (pulsado) Time (Hora) ms

PV DecT (T. Desac. VP) PW (pulsado) Time (Hora) ms

M, PW
Interv. R-R Frequência cardíaca bpm
(pulsado)
PV
PR VCW PW (pulsado) Distância cm, mm

Raio PISA PR C PISA-Radius cm, mm

Velocidade aliasing PR C Velocidade cm/s, m/s

PR Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traço manual Reg.VP)

PR Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

MPA Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

PR PHT PW (pulsado) Time (Hora) ms

PR VTI PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm

PR AccT PW (pulsado) Time (Hora) ms

PR DecT PW (pulsado) Time (Hora) ms

5-53
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

TV Ann Diam Todos Distância cm, mm

TV Diam 1 Todos Distância cm, mm

TV Diam 2 Todos Distância cm, mm

TVA Planimetry Todos Área cm2, mm2

TV Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado manual VT)

TV Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

TV E/A PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

TV PHT PW (pulsado) Time (Hora) ms

TV VTI PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm

TV AccT PW (pulsado) Time (Hora) ms


TV
TV DecT (T.Desac. VT) PW (pulsado) Time (Hora) ms

TV A Dur. PW (pulsado) Time (Hora) ms

M, PW
Interv. R-R Frequência cardíaca bpm
(pulsado)

TR VCW PW (pulsado) Distância cm, mm

Raio PISA RT C PISA-Radius cm, mm

TR Alias Vel. C Velocidade cm/s, m/s

TR Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traço manual Reg.VT)

TR Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

TR VTI PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm

RAP PW (pulsado) RAP mmHg

M, PW
HR - Frequência cardíaca bpm
(pulsado)

5-54
Capítulo 5 Medidas e cálculos

 Eco adulto - Menu de medida de equipamento

[Figura 5.8 Eco adulto - Menu de medida de equipamento]

Menu de medida Item Modo Método Unidade

S/D PW (pulsado) Medida contínua

Pulm. Veins (Veias S Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s


pulmonares)
D Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
Hepatic Veins (Veias
hepáticas) A Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

A Dur PW (pulsado) Time (Hora) ms

MPA Diam Todos Distância cm, mm

LPA Diam Todos Distância cm, mm

RPA Diam Todos Distância cm, mm

PEd Todos Distância cm, mm

Shunts PEs Todos Distância cm, mm

SVC S/D PW (pulsado) Medida contínua

SVC S Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

SVC D Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

SVC A Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

5-55
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

SVC A Dur PW (pulsado) Time (Hora) ms

CVI S/D PW (pulsado) Medida contínua

CVI S Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s


Shunts
CVI D Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

CVI A Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

CVI A Dur PW (pulsado) Time (Hora) ms

VTI sistêmica PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm

VTI pulmonar PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm


Rel. fluxo pulm/sist
LVOT Diam Todos Distância cm, mm

RVOT Diam Todos Distância cm, mm

Todos LV TDI PW (pulsado) Medida contínua

LV Peak E’ PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

LV Peak A’ PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

LV Peak S’ PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

LV AccT PW (pulsado) Time (Hora) ms

LV DecT PW (pulsado) Time (Hora) ms


Tissue Doppler
(Doppler tissular)
Todos RV TDI PW (pulsado) Medida contínua

RV Peak E’ PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

RV Peak A’ PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

RV Peak S’ PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

RV AccT PW (pulsado) Time (Hora) ms

RV DecT PW (pulsado) Time (Hora) ms

5-56
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Todos (Índice Tei LV) PW (pulsado) Medida contínua

LV TST PW (pulsado) Time (Hora) ms

LV ET PW (pulsado) Time (Hora) ms

LV CVIT PW (pulsado) Time (Hora) ms

LV IVRT PW (pulsado) Time (Hora) ms


Tei Index (Índice Tei)
Todos
PW (pulsado) Medida contínua
(Índice Tei RV)

RV TST PW (pulsado) Time (Hora) ms

RV ET PW (pulsado) Time (Hora) ms

RV CVIT PW (pulsado) Time (Hora) ms

RV IVRT PW (pulsado) Time (Hora) ms

HR - M, PW (pulsado) Frequência cardíaca bpm

5-57
Manual de operação

 Menu de medida pediátrica

[Figura 5.9 Menu de medida de eco pediátrico]

5-58
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Todos LVd (2D) Todos Medida contínua

RVIDd Todos Distância cm, mm

SIVd Todos Distância cm, mm

LVIDd Todos Distância cm, mm

PPVEd Todos Distância cm, mm

Todos LVs (2D) Todos Medida contínua

SIVs Todos Distância cm, mm


LV (2D)
LVIDs Todos Distância cm, mm

PPVEs Todos Distância cm, mm

RVAWd Todos Distância cm, mm

LVEDV A4C Todos Dist 20 ml

LVESV A4C Todos Dist 20 ml

LVEDV A2C Todos Dist 20 ml

LVESV A2C Todos Dist 20 ml

Todos LV (M) M Medida contínua

RVIDd M Distância cm, mm

SIVd M Distância cm, mm

LVIDd M Distância cm, mm

LV (M) PPVEd M Distância cm, mm

SIVs M Distância cm, mm

LVIDs M Distância cm, mm

PPVEs M Distância cm, mm

RVAWs M Distância cm, mm

5-59
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Todos LV TDI PW (pulsado) Medida contínua

LV Peak E’ PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

LV Peak A’ PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

LV Peak S’ PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s


Tissue Doppler
(Doppler tissular)
Todos RV TDI PW (pulsado) Medida contínua

RV Peak E’ PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

RV Peak A’ PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

RV Peak S’ PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

LA Diam (2D) Todos Distância cm, mm

MV Diam 1
Todos Distância cm, mm
(Diam1 VM)

Lt. Inflow MV E-DT-A PW (pulsado) Medida contínua


(Fluxo de entrada
esquerdo) MV Dect
(T.Desac. VM)

MR Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

MR dp / dt PW (pulsado) Cálculo após medida de tempo mmHg/s

5-60
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

LVOT Diam Todos Distância cm, mm

Ao Sinus Diam Todos Distância cm, mm

Ao Diam (2D) Todos Distância cm, mm

Ao ST Junct Diam Todos Distância cm, mm

Asc Ao Diam Todos Distância cm, mm

Ao Arch Diam Todos Distância cm, mm


Lt. Outflow
(Fluxo de saída esq.)
Ao Isth Diam Todos Distância cm, mm

Desc Ao Diam Todos Distância cm, mm

AV Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

AR DecT PW (pulsado) Time (Hora) ms

AR ed Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

AR PHT PW (pulsado) PHT ms

S/D PW (pulsado) Medida contínua

Pulm. Veins S Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s


(Veias pulmonares)
D Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
Hepatic Veins
(Veias hepáticas) A Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

A Dur PW (pulsado) Time (Hora) ms

5-61
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

VTI sistêmica PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm

VTI pulmonar PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm

LVOT Diam Todos Distância cm, mm

RVOT Diam Todos Distância cm, mm

SVC S/D PW (pulsado) Medida contínua

SVC S Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

SVC D Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s


Rel. fluxo pulm/sist
SVC A Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

SVC A Dur PW (pulsado) Time (Hora) ms

CVI S/D PW (pulsado) Medida contínua

CVI S Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

CVI D Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

CVI A Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

CVI A Dur PW (pulsado) Time (Hora) ms

RA Major Todos Distância cm, mm

TV Diam 1 Todos Distância cm, mm


Rt. Inflow
(Fluxo de entrada TR Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
direito)
RAP PW (pulsado) RAP mmHg

TV E/A PW (pulsado) Medida contínua

RVOT Diam Todos Distância cm, mm

PV Ann Diam Todos Distância cm, mm


Carótida Fluxo de
PV AccT PW (pulsado) Time (Hora) ms
saída
PR DecT PW (pulsado) Time (Hora) ms

PR Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

M, PW
HR - Frequência cardíaca bpm
(pulsado)

5-62
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Cálculos da carótida
O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Os itens medidos são registrados
automaticamente em um relatório.

NOTA:
XX
Para obter informações sobre métodos de medidas básicas, consulte as seções "Medidas
básicas" e "Classificações de medida comuns" neste capítulo.
XX
Para obter referências sobre itens de medida, consulte o "Manual de Referência - Parte 2".

 Menu de medida geral

[Figura 5.10 Menu de medida de carótida geral]

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Auto Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado automático)
Prox dir./esq.
Média dir./esq VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
Distal dir./esq.
Bulbo EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
ECA
Prox. dir./esq. %StA Todos Área %
Média dir./esq.
ACI distal %StD Todos Distância %

IMT Todos Distância cm, mm

5-63
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Auto Trace Doppler spectrum Trace


PW (pulsado)
(Traçado automático) (Traçado de espectro do Doppler)

Limited Trace Doppler spectrum Trace


PW (pulsado)
(Traçado semiautomático) (Traçado de espectro do Doppler)

Manual Trace Doppler spectrum Trace


PW (pulsado)
(Traçado manual) (Traçado de espectro do Doppler)

Vertebral A VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s


General (Geral)
EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

%StA Todos Área %

%StD Todos Distância %

Vesl. Area. Todos Área cm2, mm2

Vesl. Dist. (Dist. do vaso) Todos Distância cm, mm

Volume Flow
PW (pulsado) Cálculo automático ml/m
(Volume do fluxo)(Auto)

Volume Flow
PW (pulsado) Cálculo automático ml/m
(Volume do fluxo)(D)
Vol. Flow
Doppler spectrum Trace
(Volume de fluxo) VMTM PW (pulsado) cm/s, m/s
(Traçado de espectro do Doppler)

Vesl. Dist.
Todos Distância cm, mm
(Dist. do vaso)

Vesl. Area. Todos Área cm2, mm2

M, PW
HR - Frequência cardíaca bpm
(pulsado)

5-64
Capítulo 5 Medidas e cálculos

 Auto IMT (IMT automático - opcional)


Essa função permite fazer medidas de IMT com facilidade e rapidez.

NOTA:
XX
Auto IMT (Esp.Med-Int. automático) está disponível apenas nas condições a seguir:
−− Probe (Transdutor): Transdutor linear
−− Application (Aplicação): Vascular
−− Modo de diagnóstico: Modo 2D, C ou PD

5-65
Manual de operação

Tela Auto IMT (IMT automático)

[Figura 5.11 Auto IMT (IMT automático)]

Barra colorida de risco


„„
A barra colorida de risco é exibida em cores com base na espessura de IMT. Se a espessura for
<= 0,5 mm, a barra inteira será exibida em verde. Se a espessura for >= 1,1 mm, a barra inteira
será exibida em vermelho. Para uma espessura entre esses valores, a barra será exibida na cor
correspondente.

Barra de régua e faixa


„„
Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para especificar o local e o intervalo
nos quais o IMT será medido.

Ruler (Régua): A unidade da régua tem 10mm. Essa opção será usada quando um vaso estiver
XX
na posição lateral. No local de medida, pressione o botão Set (Confirmar) para fazer a medida
de IMT em um intervalo de 10 mm.

5-66
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Range Bar (Barra de faixa): Esta opção será usada quando um vaso não estiver na posição lateral
XX
ou for medido o comprimento de um segmento específico. Pressione e segure o botão Set
(Confirmar) no ponto inicial e arraste a esfera de Rolagem (Trackball) para especificar o ponto
final.

Intima and Adventitia Pair (Par íntimo e adventício)


„„

Entre as zonas Near (Próxima) e Far (Distante), aquela com o QI mais elevado será
XX
automaticamente selecionada como valor de medida e será representada pela cor da barra
colorida de risco.

Um par com QI menor é representado por azul escuro.


XX

Pressione o botão Change (Alterar) para alternar entre as zonas Near (Próxima) e Far (Distante)
XX
que foram selecionadas automaticamente usando o valor de QI. O valor de medida e a
apresentação de cores também serão alterados. No entanto, se QI for 0, o valor da medida e a
apresentação da cor não serão alterados.

Tabela de resultado de medida


„„

Max (Máx.): A espessura máxima do par Intima/Adventitia (Íntima/adventícia).


XX

Mean (Média): A espessura média do par Intima/Adventitia (Íntima/adventícia).


XX

SD: Desvio-padrão
XX

QI: A relação de distância do ponto medido em uma distância para a medida do Índice de
XX
qualidade.

Points (Pontos): O número total dos pares medidos de Íntima/adventícia.


XX

5-67
Manual de operação

Auto IMT Measurement (Medida de esp. med. íntima automática)


1. Depois de verificar o transdutor, a aplicação e o preset, inicie a medida carótida.

2. Se as imagens desejadas forem obtidas, clique em Freeze (Congelar). Use a esfera de Rolagem
(Trackball) para selecionar uma imagem para a medida de IMT.

3. Pressione Auto IMT (IMT automático). Isso carregará a tela Auto IMT (IMT automático).

Se a varredura for realizada quando o centro do vaso estiver alinhado ao centro da área de
XX
imagem, a medida de IMT será iniciada automaticamente.

4. Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para definir um local para a medida
de esp. med. íntima.

Selecione um ponto entre Near (Próximo) e Far (Distante).


XX

Se a qualidade de imagem do vaso for baixa, selecione uma área próxima à Íntima a ser
XX
medida.

Se for necessário selecionar uma área detalhada, use a barra de faixa.


XX

XXPressione a barra de espaços no teclado para ativar/desativar o marcador de íntima e


adventícia.

5. Depois de o local da medida ser definido, os valores de medida serão listados em uma tabela.

5-68
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Análise das medidas automáticas de IMT


1. Pressione Analysis (Análise) para acessar a tela Analysis (Análise).

2. Selecione a análise desejada de Framingham/CHD, Risk Factor (Fator de risco), Normal IMT (IMT
normal) e User Graph (Gráfico do usuário) usando a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set
(Confirmar).

Uma barra que corresponde ao resultado da medida é exibida em cada gráfico. No entanto,
XX
nenhuma barra será exibida se o resultado da medida for menor que Framingham/CHD ou o
fator de risco.

Gráfico do usuário
DICAS!
É possível usar User Graph (Gráfico do usuário) para ajustar e analisar os resultados da medida da
forma desejada.

3. Para concluir a análise, pressione Analysis (Análise) novamente.

Os materiais a seguir foram mencionados ao analisar as medidas de IMT automático.

Framingham/CHD
„„
Correlação entre o escore de risco de Framingham e a espessura média da íntima: estudo Paroi
Arterielle et Risque Cardio-vasculair (PARC).
Pierre-Jean Touboul, EricVicaut, Julien Labreuche, Jean-Pierre Belliard, Serge Cohen, Serge
Kownator, Jean-Jacques Portal, Isabelle Pithois-Merli, Pierre Amarenco. Em nome dos médicos
participantes no Estudo PARC.

Risk Factor (Fator de risco)


„„
Consenso de espessura íntima média da carótida de Mannheim (2004~2006)
P.-J. Touboul, M.G. Hennerici, S.Meairs, H.Adams, P.Amarenco, N.Borstein, L.Csiba, M.Desvarieux,
S.Ebrahim, M.Fatar, R.Hermandez Hernandez, M.Jaff, S.Kownator, P.Prati, T.Rundek, M.Sitzer,
U.Schiminke, J.-C. Tardif, A.Taylor, E.Vicaut, K.S.Woo, F.Zannad, M.Zureik

TMI normal (Espessura Médio Intimal)


„„
Simon A, Gariepy J, Chironi G, Megnien JL, Levenson J: Intima-media thickness: a new tool for
diagnosis and treatment of cardiovascular risk. Journal of Hypertension 20:159-169, 2002

5-69
Manual de operação

[Figura 5.12 Analysis (Análise)]

Gravação de valores automáticos de medida de IMT


1. Selecione a direção do local da medida usando o botão Direction (Direção).

2. Selecione a posição do local da medida usando o botão Position (Posição).

3. Selecione o nome que corresponde ao local da medida usando os botões do menu de


programação de [3] a [5]. Quando você pressiona o botão, os valores de medida são salvos, e
o modo de medida Auto IMT (IMT automático) é finalizado. Os detalhes são exibidos no lado
esquerdo da tela.

5-70
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Cálculos da artéria extremidade inferior


Realiza medidas da artéria da extremidade inferior.

O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Os itens medidos são registrados
automaticamente em um relatório.

NOTA:
XX
É prático calcular cada valor de medida na imagem do Doppler espectral.
XX
Para obter informações sobre métodos de medidas básicas, consulte as seções "Medidas
básicas" e "Classificações de medida comuns" neste capítulo.
XX
Para obter referências sobre itens de medida, consulte o "Manual de Referência - Parte 2".

 Menu de medida geral

[Figura 5.13 Menu geral de medida de artéria da extremidade inferior]

5-71
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Auto Trace (Traçado


AIC PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
automático)
AII
AIE Limited Trace (Traçado
AFC PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
semiautomático)
SFA
DFA Manual Trace (Traçado
Popliteal A PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
manual)
(A poplíteo)
ATA VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
PTA
Peroneal A EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
(A peroneal)
DPA %StA Todos Área %
MPA
LPA %StD Todos Distância %
A metatársica
A digital Vesl. Area (Área do vaso) Todos Área cm2, mm2
General (Geral)
Vesl. Dist (dist. do vaso) Todos Distância cm, mm

Vol. Flow (Volume do


PW (pulsado) Cálculo automático ml/m
fluxo)(Auto)

Vol. Flow (Volume do


PW (pulsado) Cálculo automático ml/m
Vol. Flow fluxo) (D)
(Volume de fluxo)
VMTM PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm/s, m/s

Vesl. Area (Área do vaso) Todos Área cm2, mm2

Vesl. Dist (dist. do vaso) Todos Distância cm, mm

HR - M, PW (pulsado) Frequência cardíaca bpm

5-72
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Cálculos da artéria da extremidade superior


Realiza medidas da artéria da extremidade superior.

O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Os itens medidos são registrados
automaticamente em um relatório.

NOTA:
XX
É prático calcular cada valor de medida na imagem do Doppler espectral.
XX
Para obter informações sobre métodos de medidas básicas, consulte as seções "Medidas
básicas" e "Classificações de medida comuns" neste capítulo.
XX
Para obter referências sobre itens de medida, consulte o "Manual de Referência - Parte 2".

 Menu de medida geral

[Figura 5.14 Menu geral de medida de artéria da extremidade superior]

5-73
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Auto Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado automático)

Limited Trace
(Traçado PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
semiautomático)

Subclavian A (A Manual Trace


PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
subclávia dir/esq) (Traçado manual)
A Auxiliar
A Braquial VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
A Radial
EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
Ulnar A (A Ulnar)
SPA %StA Todos Área %
General (Geral)
%StD Todos Distância %

Vesl. Area
Todos Área cm2, mm2
(Área do vaso)

Vesl. Dist
Todos Distância cm, mm
(dist. do vaso)

Volume Flow
(Volume do fluxo) PW (pulsado) Cálculo automático ml/m
(Auto)

Volume Flow
PW (pulsado) Cálculo automático ml/m
(Volume do fluxo)(D)
Vol. Flow
(Volume de fluxo) VMTM PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm/s, m/s

Vesl. Area
Todos Área cm2, mm2
(Área do vaso)

Vesl. Dist
Todos Distância cm, mm
(dist. do vaso)

HR - M, PW (pulsado) Frequência cardíaca bpm

5-74
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Cálculo da veia da extremidade inferior


Realiza medidas da veia da extremidade inferior.

O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Os itens medidos são registrados
automaticamente em um relatório.

NOTA:
XX
É prático calcular cada valor de medida na imagem do Doppler espectral.
XX
Para obter informações sobre métodos de medidas básicas, consulte as seções "Medidas
básicas" e "Classificações de medida comuns" neste capítulo.
XX
Para obter referências sobre itens de medida, consulte o "Manual de Referência - Parte 2".

 Menu de medida geral

[Figura 5.15 Menu geral de medida de veia da extremidade inferior]

5-75
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

CIV Auto Trace


PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
IIV (Traçado automático)
EIV
CFV Limited Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
PFV (Traçado semiautomático)
SFV
GSV Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
Popliteal V
(V poplíteo) Dur T PW (pulsado) Time (Hora) ms
LSV
ATV
PTV Vesl. Dist.
Todos Distância cm, mm
Peroneal V (Dist. do vaso)
(V peroneal)

Auto Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado automático)

Limited Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado semiautomático)

Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
General (Geral) (Traçado manual)

Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

Dur T PW (pulsado) Time (Hora) ms

Vesl. Area (Área do vaso) Todos Área cm2, mm2

Vesl. Dist (dist. do vaso) Todos Distância cm, mm

Vol. Flow
PW (pulsado) Cálculo automático ml/m
(Volume do fluxo)(Auto)

Vol. Flow
PW (pulsado) Cálculo automático ml/m
Vol. Flow (Volume do fluxo) (D)
(Volume de fluxo)
VMTM PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm/s, m/s

Vesl. Area (Área do vaso) Todos Área cm2, mm2

Vesl. Dist (dist. do vaso) Todos Distância cm, mm

M, PW
HR - Frequência cardíaca bpm
(pulsado)

5-76
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Cálculos da veia da extremidade superior


Realiza medidas da veia da extremidade superior.

O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Os itens medidos são registrados
automaticamente em um relatório.

NOTA:
XX
É prático calcular cada valor de medida na imagem do Doppler espectral.
XX
Para obter informações sobre métodos de medidas básicas, consulte as seções "Medidas
básicas" e "Classificações de medida comuns" neste capítulo.
XX
Para obter referências sobre itens de medida, consulte o "Manual de Referência - Parte 2".

 Menu de medida geral

[Figura 5.16 Menu geral de medida de veia da extremidade superior]

5-77
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Internal Jugular V Auto Trace Doppler spectrum trace


PW (pulsado)
(V jugular interna) (Traçado automático) (Traçado de espectro do Doppler)
Innominate V
(V inominada) Limited Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
Subclavian A (Traçado semiautomático)
(V subclávia)
V auxiliar Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
V braquial
Cephalic V (V cefálica)
V basílica Dur T PW (pulsado) Time (Hora) ms
V radial
A ulnar

Auto Trace Doppler spectrum trace


PW (pulsado)
(Traçado automático) (Traçado de espectro do Doppler)

Limited Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado semiautomático)

Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado manual)
General (Geral)
Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

Dur T PW (pulsado) Time (Hora) ms

Vesl. Dist.
Todos Distância cm, mm
(Dist. do vaso)

Vesl. Area
Todos Área cm2, mm2
(Área do vaso)

Vol. Flow
PW (pulsado) Cálculo automático ml/m
(Volume do fluxo)(Auto)

Vol. Flow
PW (pulsado) Cálculo automático ml/m
(Volume do fluxo) (D)
Vol. Flow
VMTM PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm/s, m/s
(Volume de fluxo)
Vesl. Area
Todos Área cm2, mm2
(Área do vaso)

Vesl. Dist.
Todos Distância cm, mm
(Dist. do vaso)

M, PW
HR - Frequência cardíaca bpm
(pulsado)

5-78
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Cálculos de eco fetal


O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Além disso, os itens de medida são
semelhantes aos do cálculo cardíaco. Os itens medidos são automaticamente registrados em um
relatório.

NOTA:
XX
Para obter informações sobre métodos de medidas básicas, consulte as seções "Medidas
básicas" e "Classificações de medida comuns" neste capítulo.
XX
Para obter referências sobre itens de medida, consulte o "Manual de Referência - Parte 2".

 Menu de medida geral

[Figura 5.17 Menu geral de medida de eco fetal]

Menu de medida Item Modo Método Unidade

LVEDV A2C Todos Dist 20 ml

LVESV A2C Todos Dist 20 ml


LV Vol. (Simpson)
LVEDV A4C Todos Dist 20 ml

LVESV A4C Todos Dist 20 ml

5-79
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Asc Ao Todos Distância cm, mm

MPA Diam Todos Distância cm, mm

Duct Art Todos Distância cm, mm

LA Diam Todos Distância cm, mm

RA Diam Todos Distância cm, mm

Dia. VD Todos Distância cm, mm


2D Echo (Eco 2D)
IVS (SIV) Todos Distância cm, mm

LVIDd Todos Distância cm, mm

LVIDs Todos Distância cm, mm

PPVE Todos Distância cm, mm

HrtC Todos Distância cm, mm

ThC (Circ. torácica) Todos Distância cm, mm

CTAR All (RACT todos) (D) Todos Medida contínua %

Diâmetro Torácico Apical Todos Distância cm, mm

Diâmetro Torácico
Todos Distância cm, mm
Transverso

Diâmetro Apical Cardíaco Todos Distância cm, mm


CTAR (RACT)
Diâmetro Transverso
Todos Distância cm, mm
Cardíaco

cm2,
ThA Todos Área
mm2

cm2,
HrtA Todos Área
mm2

5-80
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Fetal M-mode
M Medida contínua cm, mm
(Modo M fetal) (todos)

SIVd M Distância cm, mm

LVIDd M Distância cm, mm

Fetal M-mode (Modo PPVEd M Distância cm, mm


M fetal)
SIVs M Distância cm, mm

LVIDs M Distância cm, mm

PPVEs M Distância cm, mm

RVDd (DVDd) M Distância cm, mm

Fetal HR (Frequência
- M, PW (pulsado) Frequência cardíaca bpm
cardíaca obstétrica)

CTAR (Relação da área cardiotorácica)


„„
Esta medida serve para comparar os tamanhos do tórax e do coração do feto. Essa comparação
é feita obtendo-se os valores ThD ap (Diâmetro Torácico Apical), ThD trans (Diâmetro Torácico
Transverso), HrtD ap (Diâmetro Apical Cardíaco) e HrtD trans (Diâmetro Transverso Cardíaco).

5-81
Manual de operação

 Menu de medida do Doppler

[Figura 5.18 Menu de medida de eco fetal do Doppler]

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Auto Trace Doppler spectrum trace


PW (pulsado)
(Traçado automático) (Traçado de espectro do Doppler)

Limited Trace
MPA Doppler spectrum trace
(Traçado PW (pulsado)
Ducto Arterioso (Traçado de espectro do Doppler)
semiautomático)
Asc Aorta (Aorta asc)
Dsc Aorta (Aorta dsc) Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
CVI (VCI) (Traçado manual)

VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

Todos PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

Duct Venosus S Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s


(Ducto Venoso)
PLI D Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

A Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

MV E/A (VM E-A) PW (pulsado) Velocidade %

E VM PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s


MV
A VM PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

MR Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

5-82
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

TV E/A PW (pulsado) Velocidade %

E VT PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s


TV
A. VT PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

TR Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

Todos PW (pulsado) Cálculo após medida contínua

Tei Index (Índice Tei) TST PW (pulsado) Time (Hora) ms

ET PW (pulsado) Time (Hora) ms

Fetal HR
M, PW
(Frequência cardíaca - Frequência cardíaca bpm
(pulsado)
obstétrica)

5-83
Manual de operação

Cálculos de urologia

 Antes de realizar as medidas urológicas


Defina os menus relacionados à medida desejada.

Você pode selecionar o método de volume para medida. Existem quatro tipos de método de volume.
O valor do fator pode ser definido manualmente para a fórmula que precisar dele.

Consulte a seção "Configuração de medidas" no Capítulo 7. "Utilitários" para obter mais informações.

 Menu de medida geral


O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Os itens medidos são
automaticamente registrados em um relatório.

[Figura 5.19 Menu de medida de urologia geral]

NOTA:
XX
As classificações de medida de cada menu variam de acordo com o método de volume definido
em Utility (Utilitário) > Measure Setup (Configuração de medida) > Urology (Urologia).
XX
Se o método da medida de volume for alterada, o menu da medida deverá ser reconfigurado de
forma correspondente.
XX
Para obter informações sobre métodos de medidas básicas, consulte as seções "Medidas
básicas" e "Classificações de medida comuns" neste capítulo.
XX
Para obter referências sobre itens de medida, consulte o "Manual de Referência - Parte 2".

5-84
Capítulo 5 Medidas e cálculos

3Distancia (3 distâncias)
„„
É possível calcular um volume ao medir três distâncias.

Menu de medida Item Modo Método Unidade

WG Prostate Vol. Todos Todos Cálculo após medida da distância ml


(Vol. da próstata WG)
L Todos Distância cm, mm
T-Zone Vol.
(Vol. zona T)
H Todos Distância cm, mm
Bladder Vol. (Vol.
vesical) W Todos Distância cm, mm

Todos prévio Todos Cálculo após medida da distância ml

Comprimento prévio Todos Distância cm, mm

Altura prévia Todos Distância cm, mm

Largura prévia Todos Distância cm, mm


Residual Vol.
(Vol. residual) Pós-todos Todos Cálculo após medida da distância ml

Comprimento posterior Todos Distância cm, mm

Altura posterior Todos Distância cm, mm

Largura posterior Todos Distância cm, mm

Todos Todos Cálculo após medida da distância ml

L Todos Distância cm, mm


Rt. Vol. renal
H Todos Distância cm, mm
Vol. renal esq.
W Todos Distância cm, mm

Pélvis Todos Distância cm, mm

5-85
Manual de operação

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Auto Trace PW
Traçado de espectro do Doppler cm, mm
(Traçado automático) (pulsado)

Limited Trace PW
Traçado de espectro do Doppler cm, mm
(Traçado semiautomático) (pulsado)

Manual Trace PW
Traçado de espectro do Doppler cm, mm
(Traçado manual) (pulsado)

PW
VPS Velocidade cm/s, m/s
(pulsado)
General (Geral)
PW
EDV (VDF) Velocidade cm/s, m/s
(pulsado)

%StA Todos Cálculo após medida de área %

%StD Todos Cálculo após medida da distância %

Vesl. Area
Todos Área cm2, mm2
(Área do vaso)

Dist. vaso Todos Distância cm, mm

Os métodos de medida Volume da próstata da zona transicional, Volume da bexiga, Volume renal
esquerdo e Volume renal direito são iguais às do Volume da próstata.

3 Distance * Factor (3 distâncias * fator)


„„
O método de medida é idêntico a "3 Distance" (3 Distâncias). O volume é calculado com o uso do
valor do fator.
Volume (ml) = Fator x Distância 1 x Distância 2 X Distância 3

Ellipsoid (Elipsoide)
„„
Calcule um volume usando os valores de Main Diameter (Diâmetro principal) e Beside (Lateral).

5-86
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

WG Prostate Vol.
(Vol. da próstata WG)
T-Zone Vol. (Vol. zona T) Todos Todos Cálculo após medida da distância ml
Bladder Vol.
(Vol. vesical)

Pre Vol. (Volume prévio) Todos Cálculo após medida da distância ml


Residual Vol. (Vol.
residual) Post Vol.
Todos Cálculo após medida da distância ml
(Volume posterior)

Todos Todos Cálculo após medida da distância ml


Rt. Vol. renal
Vol. renal esq.
Pelve renal Todos Distância cm, mm

Auto Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm
(Traçado automático)

Limited Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm
(Traçado semiautomático)

Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm, mm
(Traçado manual)

General (Geral) VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

%StA Todos Cálculo após medida de área %

%StD Todos Cálculo após medida da distância %

Vesl. Area (Área do vaso) Todos Área cm2, mm2

Dist. vaso Todos Distância cm, mm

Soma de 20 discos
„„
Depois de medir a circunferência da próstata, use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set
(Confirmar) para calcular o volume ao medir o eixo da próstata.

5-87
Manual de operação

Cálculos do abdômen
O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Os itens medidos são registrados
automaticamente em um relatório.

NOTA:
XX
É prático calcular cada valor de medida na imagem do Doppler espectral.
XX
Para obter informações sobre métodos de medidas básicas, consulte as seções "Medidas
básicas" e "Classificações de medida comuns" neste capítulo.

 Menu de medida geral

[Figura 5.20 Menu de medida abdominal geral]

5-88
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Todos Todos Cálculo após medida da distância ml


Fígado
Baço L Todos Distância cm, mm
Rt. Kidney (Rim direito)
Lt. Kidney (Rim H Todos Distância cm, mm
esquerdo)
W Todos Distância cm, mm

GBD Todos Distância cm, mm

Wall (Parede) Todos Distância cm, mm

Todos Todos Cálculo após medida da distância ml


Vesícula biliar
L Todos Distância cm, mm

H Todos Distância cm, mm

W Todos Distância cm, mm

Cabeça Todos Distância cm, mm

Corpo Todos Distância cm, mm


Pâncreas
Cóccix Todos Distância cm, mm

Duto Todos Distância cm, mm

Parede do
Todos Distância cm, mm
estômago

Parede do
Bowel (Intestino) intestino Todos Distância cm, mm
delgado

Parede do
Todos Distância cm, mm
intestino grosso

5-89
Manual de operação

 Menu medida vascular do abdômen

[Figura 5.21 Menu de medida vascular do abdômen]

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Auto Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado automático)

Limited Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado semiautomático)

V portal M Manual Trace


V hepática M PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado manual)
V esplênica
VIC méd. Vmax PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
V Renal dir.
V Renal esq. Dur T PW (pulsado) Time (Hora) ms

Vesl. Area
Todos Área cm2, mm2
(Área do vaso)

Vesl. Dist.
Todos Distância cm, mm
(Dist. do vaso)

5-90
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Auto Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado automático)
A hepática C
A hepática D Limited Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
A hepática E (Traçado semiautomático)
Splenic A (A
esplênica) Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
Mid Aorta (Traçado manual)
(Aorta méd.)
Rt. A Renal VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
(A renal dir.)
EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
Lt. Renal A
(A renal esq.) %StA Todos Cálculo após medida de área %
AMS méd.
AMI %StD Todos Cálculo após medida da distância %
Celiac A
(A. celíaca) Vesl. Area (Área do vaso) Todos Área cm2, mm2

Vesl. Dist (Dist. do vaso) Todos Distância cm, mm

5-91
Manual de operação

Cálculos de pequenas partes


O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Os itens medidos são automaticamente
registrados em um relatório.

NOTA:
XX
É prático calcular cada valor de medida na imagem do Doppler espectral.
XX
Para obter informações sobre métodos de medidas básicas, consulte as seções "Medidas
básicas" e "Classificações de medida comuns" neste capítulo.

 Menu de medida de Tireóide

[Figura 5.22 Menu de medida de tireoide geral]

5-92
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Todos Todos Cálculo após medida da distância ml

L Todos Distância cm, mm


Massa 1~5
D Todos Distância cm, mm

W Todos Distância cm, mm

Todos Todos Cálculo após medida da distância ml

L Todos Distância cm, mm


Volume tireoide
H Todos Distância cm, mm

W Todos Distância cm, mm

Auto Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado automático)

Limited Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado semiautomático)

Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado manual)

VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

Fluxo da tireoide EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

%StA Todos Cálculo após medida de área %

%StD Todos Cálculo após medida da distância %

Vesl. Area (Área do vaso) Todos Área cm2, mm2

Vesl. Dist (Dist. do vaso) Todos Distância cm, mm

Vel. A PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

Vel. B PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

5-93
Manual de operação

 Menu de medida de mama

[Figura 5.23 Menu de medida de mama geral]

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Todos Todos Cálculo após medida da distância ml

L Todos Distância cm, mm


Massa 1~8
D Todos Distância cm, mm

W Todos Distância cm, mm

Auto Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado automático)

Limited Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado semiautomático)

Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado manual)

VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

Fluxo da mama EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

%StA Todos Cálculo após medida de área %

%StD Todos Cálculo após medida da distância %

Vesl. Area (Área do vaso) Todos Área cm2, mm2

Vesl. Dist. Todos Distância cm, mm

Vel. A PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

Vel. B PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

5-94
Capítulo 5 Medidas e cálculos

 Menu de medida testicular

`
[Figura 5.24 Menu de medida testicular geral]

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Todos Todos Cálculo após medida da distância ml

Massa 1~5 L Todos Distância cm, mm


Testis Vol. (Vol.
testículo) H Todos Distância cm, mm

W Todos Distância cm, mm

Auto Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado automático)

Limited Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado semiautomático)

Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado manual)

VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

Fluxo de testículo EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

%StA Todos Cálculo após medida de área %

%StD Todos Cálculo após medida da distância %

Vesl. Area (Área do vaso) Todos Área cm2, mm2

Vesl. Dist. Todos Distância cm, mm

Vel. A PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

Vel. B PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

5-95
Manual de operação

 Menu de medida superficial

[Figura 5.25 Menu de medida superficial geral]

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Todos Todos Cálculo após medida da distância ml

Massa 1~5 L Todos Distância cm, mm


Volume superficial H Todos Distância cm, mm

W Todos Distância cm, mm

Auto Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado automático)

Limited Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado semiautomático)

Manual Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado manual)

VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s


Fluxo superficial
%StA Todos Cálculo após medida de área %

%StD Todos Cálculo após medida da distância %

Vesl. Area
Todos Área cm2, mm2
(Área do vaso)

Vesl. Dist. Todos Distância cm, mm

Vel. A PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

Vel. B PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s

5-96
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Cálculos de TCD (Doppler Transcraniano)


NOTA:
XX
É prático calcular cada valor de medida na imagem do Doppler espectral.
XX
Para obter informações sobre métodos de medidas básicas, consulte as seções "Medidas
básicas" e "Classificações de medida comuns" neste capítulo.

 Menu de medida geral


O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Os itens medidos são
automaticamente registrados em um relatório.

[Figura 5.26 Menu de medida DTC geral]

5-97
Manual de operação

Menu de medida Subitem Modo Método Unidade

Auto Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado automático)

Limited Trace
PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado semiautomático)
ACA
MCA (ACM) Manual Trace
ACP (P1) PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler
(Traçado manual)
ACP (P2)
Distal Basilar A (A VPS PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
basilar distal)
Mid Basilar A (A EDV (VDF) PW (pulsado) Velocidade cm/s, m/s
basilar média)
Prox Basilar A (A %StA Todos Cálculo após medida de área %
basilar prox.)
General (Geral) %StD Todos Cálculo após medida da distância %

Vesl. Area
Todos Área cm2, mm2
(Área do vaso)

Vesl. Dist (Dist. do vaso) Todos Distância cm, mm

Vol. Flow
PW (pulsado) Cálculo automático ml/m
(Volume do fluxo)(Auto)

Vol. Flow
PW (pulsado) Cálculo automático ml/m
(Volume do fluxo) (D)
Vol. Flow
(Volume de fluxo) VMTM PW (pulsado) Traçado de espectro do Doppler cm/s ou m/s

Vesl. Dist.
Todos Distância cm, mm
(Dist. do vaso)

Vesl. Area. Todos Área cm2, mm2

5-98
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Cálculos musculoesqueléticos

 Menu de medida geral


O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Os itens medidos são
automaticamente registrados em um relatório.

NOTA: Para obter informações sobre métodos de medidas básicas, consulte as seções "Medidas
básicas" e "Classificações de medida comuns" neste capítulo.

[Figura 5.27 Menu de medida musculoesquelética geral]

Menu de medida Subitem Método Unidade

Ombro
Punho
1~10 Distância cm, mm
Knee (Joelho)
Tornozelo

5-99
Manual de operação

Cálculos de quadris pediátricos

 Menu de medida geral


O método de medida de cada item é igual ao da medida básica. Os itens medidos são
automaticamente registrados em um relatório.

NOTA: Para obter informações sobre métodos de medidas básicas, consulte as seções "Medidas
básicas" e "Classificações de medida comuns" neste capítulo.

[Figura 5.28 Menu geral de medida dos quadris pediátricos]

Menu de medida Item Modo Método Unidade

Rt. Hip Angle


(Ângulo do quadril
direito) Hip Angle (Ângulo Cálculo do ângulo após medida de
Todos
Lt. Hip Angle do quadril) três linhas diretas
(Ângulo do quadril
esquerdo)

5-100
Capítulo 5 Medidas e cálculos

 Métodos de medida
1. Especifique a primeira linha reta usando a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set
(Confirmar).

Use a esfera de Rolagem (Trackball) para colocar o cursor na posição desejada e pressione o
XX
botão Set (Confirmar).

Reposicionamento do ponto
DICAS!
Em vez de pressionar o botão Set (Confirmar) para confirmar a posição de ponto, você pode
pressionar o botão Change (Alterar) para redefini-lo.

2. Repita o processo acima para especificar outras duas linhas retas.

3. O ângulo entre elas será calculado automaticamente.

α: o ângulo feito pela primeira e pela segunda linha reta.


XX

β: o ângulo feito pela primeira e pela terceira linha reta.


XX

4. Ao finalizar a medida, seu resultado será mostrado na tela.

Consulte a tabela abaixo para obter informações sobre o Tipo de articulação coxo-femoral:

Tipo α β

1a 60 ≤ α < 90 0 < β < 55

1b 60 ≤ α < 90 55 ≤ β < 180

2a/b 50 ≤ α < 60 0 < β < 180

2c 43 ≤ α < 50 77 ≤ β < 180

d 43 ≤ α < 50 0 < β < 77

3/4 0 < α < 43

[Tabela 5.2 Tipos de articulação coxo-femoral]

5-101
Manual de operação

Relatório
Os resultados da medida estão resumidos por aplicação e são exibidos na tela no formato de relatório.

Visualização de relatórios
Pressione o botão Report (Relatório) no painel de controle. A tela Ultrasound Report (Relatório de
ultrassom) será exibida.

NOTA: somente os relatórios das aplicações que têm resultados de medida são mostrados.

Se houver muitos resultados de medida e eles não couberem em uma única tela, use a barra de
rolagem no lado direito da tela ou o botão Ext. Menu (Menu extendido) para rolar a tela para cima e
para baixo.

Clique em Next App. (Próxima aplicação) para visualizar relatórios para outros itens de diagnóstico.
Cada clique do botão Next App. (Próxima aplicação) acessa outros relatórios de aplicação na sequência.

SonoReport
DICAS!
Com a caixa de seleção Use SonoReport (Utilize SonoReport) marcada em Utility (Utilitário) >
Measure Setup (Configuração da medida) > General (Geral) > Report (Relatório), pressionar
Report (Relatório) acessa a tela SonoReport. Para usar um relatório fornecido pelo equipamento,
pressione a tecla Ins do teclado enquanto uma medida estiver sendo realizada.
Além disso, o único botão disponível na tela SonoReport é o botão Exit (Sair).

5-102
Capítulo 5 Medidas e cálculos

[Figura 5.29 – Relatório]

5-103
Manual de operação

Edição de relatórios
Clicar em Edit (Editar) na tela Ultrasound Report (Relatório de ultrassom) permite editar o relatório. Você
pode editar os resultados de medida ou alterar a forma como os valores medidos são exibidos.

Clicar no botão OK da tela ou pressionar o botão Exit (Sair) do painel de controle salva as alterações
e fecha a tela de edição. Se quiser fechar a tela de edição sem salvar as alterações, clique em Cancel
(Cancelar).

 Modificar medidas
Altere os valores medidos usando a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar). Os
valores serão exibidos em cinza, indicando que foram modificados.

 Método de visualização da medida


O equipamento permite que você meça um item várias vezes. No entanto, somente os três primeiros
resultados da medida são gravados em um relatório.

Ao medir o mesmo item mais de uma vez, as medidas poderão ser exibidas de quatro formas. Na tela
Edit Report (Editar relatório), você pode especificar ou alterar o método de visualização da medida.

Avg. (Média)
„„
Obtém a média das medidas e a exibe na tela.

Last (Última)
„„
Exibe a última medida na tela.

Max (Máx.)
„„
Exibe o maior valor das medidas na tela.

Min (Mín.)
„„
Exibe o menor valor das medidas na tela.

5-104
Capítulo 5 Medidas e cálculos

[Figura 5.30 Edit Report (Editar relatório)]

5-105
Manual de operação

Adição de comentários

[Figura 5.31 Comentário]

Clicar em Comment (Comentário) na tela Ultrasound Report (Relatório de ultrassom) permite inserir
texto. Assim, você pode inserir opiniões ou descobertas. Como alternativa, você pode editar os
comentários existentes.

Clicar no botão OK da tela ou pressionar o botão Exit (Sair) do painel de controle salva o comentário
e fecha a tela de edição. Se quiser fechar a tela de edição sem salvar as alterações, toque em Cancel
(Cancelar).

5-106
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Impressão de relatórios
Selecione o botão Print (Imprimir) da tela Ultrasound Report (Relatório do ultrassom). O botão só será
ativado se houver uma impressora conectada ao equipamento.

NOTA: as configurações de impressão dos relatórios de medida podem ser configuradas em


Utility (Utilitário) > Setup (Configuração) > Peripherals (Periféricos) > Print Setup (Configuração
da impressão) > Measure Report Print (Impressão do relatório de medida). Para obter mais
informações, consulte "Capítulo 7. Utilitários", especificamente a seção "Periféricos".

Exportar relatórios
Selecione o botão Write to file (Gravar para arquivo) da tela Ultrasound Report (Relatório do ultrassom).
Isso salva o relatório como um arquivo.

NOTA: esse botão só será ativado se Utility (Utilitário) > Measure Setup (Configuração da medida)
> General (Geral) > Data Transfer (Transferir dados) > Measurement Data (Dados de medida)
estiver definido como Write to file (Escrever em arquivo).

Quando a janela Write to file (Gravar para arquivo) for exibida, especifique o diretório, a unidade, o nome
e o formato do arquivo.

Clique em OK na tela se quiser salvar o relatório. Clique em Cancel (Cancelar) para cancelar.

5-107
Manual de operação

[Figura 5.32 Exportar relatório]

NOTA: para remover um dispositivo de armazenagem USB do equipamento, vá para Utility


(Utilitário) > Storage Manager (Gerenciador de armazenamento).

5-108
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Transferência de relatórios
Clique no botão Transfer (Transferir) da tela Ultrasound Report (Relatório do ultrassom). Isso transfere os
dados do relatório pelo cabo RS232C. O botão é ativado após a conclusão da medida.

Tela Graph (Gráfico)


Clique em Graph (Gráfico) na tela Ultrasound Report (Relatório do ultrassom) para visualizar gráficos e o
histórico.

NOTA: a função de gráfico só pode ser usada somente em relatórios obstétricos.

Para voltar à tela do relatório, clique em Report (Relatório).

 Graph (Gráfico)
Uma lista de itens medidos é exibida no lado esquerdo da tela. Se você selecionar um item, será
exibido um gráfico para o item selecionado na tela.

5-109
Manual de operação

[Figura 5.33 Gráfico]

NOTA:
XXPara exibir um gráfico, a DUM ou a Data prov. parto) deverão ser gravadas em Patient
Information (Informações do paciente) e as tabelas IG e Fetal Growth (Crescimento fetal)
deverão estar habilitadas.
XX
É criado um gráfico com base no ID do paciente, DUM e data de medida.

Selecione um gráfico
„„
Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para selecionar um item da lista.

Display Graph (Visualizar gráfico)


„„
Se a caixa de seleção 2 x 2 estiver marcada, serão exibidos 4 gráficos em uma tela.
Especifique um gráfico desejado ao marcar a caixa de seleção para um item da medida.

5-110
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Percentile Criteria (Critério de percentil)


„„
Selecione entre LMP, EstabDD e Avg.US GA.

GA by LMP (IG por DUM): a IG é calculada com base na DUM materna.


XX

Estab. Due Date (Data provável do parto): a IG é calculada com base na Data prov. parto nas Patient
XX
Information (Informações do paciente).

Average US GA (GA pela média do US): a IG é calculada ao usar os valores médios de várias
XX
medidas de ultrassom.

GA View (Visualização GA): marque esta caixa de seleção para substituir a data atual pela IG em
XX
History (Histórico).

Histórico
„„
As medidas atual e anterior de um feto são exibidas em formato conciso.

5-111
Manual de operação

 Histórico
Clique no botão History (Histórico) da tela Ultrasound Report (Relatório do ultrassom). Os valores
anterior e atuais do feto são exibidos no formato de tabela. Você pode alterar e revisar os critérios de
percentil.

[Figura 5.34 Histórico]

5-112
Capítulo 5 Medidas e cálculos

Desvio padrão e percentil


DICAS!
Entre as informações de OB, a tabela Growth (Crescimento) e a distribuição fetal típica para o
mesmo número de semanas são usadas para determinar as seguintes informações:
XX
A curva de distribuição normal.
XX
As medidas de um feto real ou uma posição na distribuição de EFW.
XX
Se o ponto de distribuição está dentro do intervalo normal.
O número de semanas de referência para a tabela Growth (Crescimento) pode ser definido como
LMP (DUM), Estab. DD (Data de parto prevista) ou Average US GA (GA pela média do US) em Pctl.
Criteria (Critério de percentil). A configuração típica é DUM.
Quando LMP não for conhecido ou for incerto, ou quando a diferença entre LMP e Average US GA
(GA pela média do US) for substancial, deve-se tomar cuidado, pois a seleção de um Pctl.Criteria
diferente pode ocasionar uma diferença significativa.
A distribuição da tabela Growth (Crescimento) para o número de semanas da referência
selecionada é uma distribuição normal. Ela é lateralmente simétrica em torno de 50% (a média) e
mostra a distância da média como um desvio. O desvio pode ser representado por desvio-padrão
(SD) ou percentil.

[Figura 5.35 A distribuição da tabela Growth (Crescimento) para o número de


semanas selecionado (m: Average (Média), s: Desvio-padrão)]

5-113
Manual de operação

Quando representado por SD, um ponto próximo à média indica um valor próximo de ±0 SD e um
ponto longe da média indica um valor próximo ao valor máximo ou mínimo. A maior parte da faixa
se encaixa em ±3 SD, e ±1 SD representa 68,3% da faixa inteira. Por isso, pode-se dizer que a maioria
das medidas fetais está amplamente centrada no valor médio.
O Percentile (Percentil) representa um ponto na distribuição entre 0 e 100 (inclusive). Portanto, o
ponto médio é representado como 50 percentis.
Conforme exibido na figura, o ponto médio corresponde a 0 SD (ou seja, 50 percentis). Se um
ponto estiver na faixa entre -1 SD e +1 SD, ele cairá em 68,3% centrais da faixa inteira. Isso significa
que o ponto cai dentro da faixa entre 16 e 84.
Além disso, se um ponto estiver na faixa entre -2 SD e +2 SD, ele cairá em 95,5% da faixa inteira.
Assim, o ponto cai na faixa entre 3 e 97.
SD e Percentile (Percentil) são intercambiáveis. O percentil pode ser usado quando for desejada
uma classificação da medida fetal, e SD pode ser usado quando se buscar a distância entre as
medidas fetais reais e a medida média.
Apesar de a faixa de referências da tabela Growth (Crescimento) ser usada principalmente com
dados de medida OB variar dependendo do usuário, a faixa típica aceita pela maioria dos usuários é
a abaixo:
1) Quando as referências forem criadas com base em SD:
XX
-2,0 SD ~ +2,0 SD (quando convertido em percentil: 2,28 percentis ~ 97,72 percentis)
XX
-1,5 SD ~ +1,5 SD (quando convertido em percentil: 6,68 percentis ~ 93,32 percentis)
XX
-1,0 SD ~ +1,0 SD (quando convertido em Percentil:15,87 percentil ~ 84,13 percentil)
2) Quando as referências forem criadas com base em percentil:
XX
2,5 percentis ~ 97,5 percentis (quando convertido em SD: -1,96 SD ~ 1,96 SD)
XX
5,0 percentis ~ 95,0 percentis (quando convertido em SD: -1,645 SD ~ 1,645 SD)
XX
10,0 percentil ~ 90,0 percentil (quando convertido em SD: -1,288 SD ~ 1,288 SD)

Sair de relatórios
Clique no botão OK na tela Ultrasound Report (Relatório do ultrassom) ou pressione os botões Exit (Sair)
ou Report (Relatório) no painel de controle. A tela será alternada para a tela Diagnosis Mode (Modo de
diagnóstico) que foi exibida antes do carregamento do relatório.

5-114
Capítulo 6 Gerenciamento de
imagens

‹‹Cine/Loop...........................................................6-3

‹‹Anotação...........................................................6-7
Texto .............................................................................................6-7
Marcador de corpo................................................................6-11
Indicador ...................................................................................6-13

‹‹Gravação e reprodução de imagens........... 6-15


Salvar imagens........................................................................6-15
Reproduzir imagens..............................................................6-16

‹‹Transferência e impressão de imagens....... 6-17


Transferência de imagens...................................................6-17
Impressão de imagens.........................................................6-18

‹‹SONOVIEW...................................................... 6-19
Modo de exame......................................................................6-20
Modo de comparação..........................................................6-22
Gerenciamento de imagens de exame .........................6-24
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

Cine/Loop
As imagens são salvas automaticamente no equipamento durante a varredura. As imagens salvas
podem ser usadas para diagnosticar o paciente ou para fins de revisão.

As imagens salvas podem estar em Cine ou Loop, dependendo do modo de diagnóstico.

Cine: imagens salvas em todos os modos, exceto no modo M e no modo Doppler.


XX

Loop: imagens salvas no modo M e no modo Doppler.


XX

[Figura 6.1 Cine/Loop]

NOTA: as funções a seguir não são suportadas nas imagens Cine: Alterar transdutor, Alterar
aplicação e Alterar ajuste.

6-3
Manual de operação

 Início e término de revisão da imagem


Durante a varredura, pressione o botão Freeze (Congelar) no painel de controle. Isso interrompe a
varredura e muda a unidade para a tela do modo de revisão da imagem.

Pressione o botão Freeze (Congelar) novamente para voltar ao modo de varredura.

 Como rever imagens


Mova o cursor na barra Cine ou Loop na área de informações do usuário para revisar uma imagem.
É possível pesquisar em imagens salvas movendo o cursor com a esfera de Rolagem (Trackball). O
número total de imagens salvas e o número da imagem que está sendo revisada atualmente são
mostrados perto da barra.

 Menu de programação Cine/Loop


O menu de programação é alterado quando as imagens são revisadas.

NOTA: o menu de programação neste manual pode ser acessado as configurações padrões em
Utility (Utilitário) > Menu Edit (Editar Menu).

Cine Speed (Velocidade de cine)


„„
Usado para ajustar a velocidade de reprodução automática de Cine ou Loop. Ajuste a velocidade
entre 10% e 200% girando o botão [2] abaixo do menu de programação. O ajuste é feito em
incrementos de 10%.

Cine Play (Reprodução de cine)


„„
Ao pressionar o botão [2] do menu de programação, a reprodução é iniciada/pausada.

Cine/Loop
„„
Usado para alternar entre as barras de cine e loop para revisão da imagem. Ativado somente
quando Cine e Loop estão disponíveis, como nos modos M ou Doppler espectral.
Pressione o botão [3] do menu de programação e selecione Cine ou Loop. Pressionar o botão
exibe o tipo de barra selecionado na área de informações do usuário.

6-4
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

Selecione Cine/Loop
DICAS!
Você também pode selecionar uma barra pressionando o botão Change (Alterar) do painel de
controle.

Trim First (Primeiro corte)


„„
É possível especificar o primeiro quadro do intervalo que deseja salvar como parte do Cine ou
Loop. Gire o botão [4] do menu de programação ou use a esfera de Rolagem (Trackball) para
posicionar o quadro.

Trim First Pos (Posição inicial de corte)


„„
Pressionar o botão [4] do menu de programação salva a posição selecionada como o primeiro
quadro.

Trim Last (Fim do corte)


„„
É possível especificar o último quadro do intervalo que deseja salvar como parte do Cine ou Loop.
Gire o botão [5] do menu de programação ou use a esfera de Rolagem (Trackball) para posicionar
o quadro.

Trim Last Pos (Última posição de corte)


„„
Pressionar o botão [5] do menu de programação salva a posição selecionada como o último
quadro.

CINE Save (Salvar CINE)


„„
Pressionar o botão [6] do menu de programação salva a imagem no intervalo definido.
A imagem salva aparece na lista de miniaturas na tela e pode ser recarregada ou executada no
modo de varredura ou SONOVIEW.

Auto IMT (Esp.Med-Int. automático)


„„
Ao pressionar o botão do menu de programação, a medida de Auto IMT (Esp.Med-Int. automático)
é iniciada. Para obter mais informações, consulte “Cálculos da carótida” no "Capítulo 5. Medidas e
cálculos".

6-5
Manual de operação

NOTA:
XX
Auto IMT (Esp.Med-Int. automático) é um recurso opcional deste equipamento.
XX
Quando Auto IMT (INTIMA MEDIUM THICKNESS automático - opcional) estiver disponível nas
seguintes condições:
−− Transdutor: Transdutor linear
−− Application (Aplicação): Vascular
−− Modo de diagnóstico: Modo 2D, C ou PD

 Visualização de imagens no modo multi-imagem


Somente as imagens em uma área ativa podem ser revistas. Para revisar imagens de outra área, altere
a área ativa usando a tecla Dual (Duplo) do teclado. Como alternativa, você pode pressionar o botão
Pointer (Ponteiro) do painel de controle, posicionar o cursor na área que deseja ativar e pressionar
Set (Confirmar).

6-6
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

Anotação

Texto
Permite que o usuário coloque texto em uma imagem. Essa função poderá ser útil quando a área de
diagnóstico for diferenciada ou exibida.

 Início da inserção de texto


Pressione a tecla Text (Texto) no teclado. O modo de inserção de texto será ativado.

NOTA: se o texto rápido estiver ativado, pressionar qualquer tecla do teclado ativará o modo de
inserção de texto automaticamente.

[Figura 6.2 Modo de inserção de texto]

6-7
Manual de operação

 Inserção e exclusão de texto

Digitação de texto
„„
Use o teclado. Para mover o cursor, use a esfera de Rolagem (Trackball) ou as teclas de seta no
teclado.

Exclusão de texto
„„
Pressione o botão Clear (Limpar) no painel de controle. Todo o texto inserido na tela será excluído.

 Menu de programação do modo de inserção de texto


O menu de programação é alterado no modo de inserção de texto.

Font Size (Tamanho da fonte)


„„
Selecione o tamanho da fonte a ser usada. Selecione um tamanho entre 10 e 30 girando o botão
[1] abaixo do menu de programação.

Default size (Tamanho padrão)


„„
A fonte é redefinida para o tamanho padrão (11) quando o botão [1] abaixo do menu de
programação é pressionado.

Home Position (Posição inicial)


„„
A posição inicial é a posição padrão do cursor no modo de inserção de texto. Você pode optar por
Load (Carregar) ou Set (Confirmar) uma posição inicial girando o botão [2] abaixo do menu de
programação.

Load/Set (Carregar/Confirmar)
„„
Realize a função selecionada para Home Position (Posição inicial) pressionando o botão [2]
abaixo do menu de programação. Quando Load (Carregar) é selecionado e o botão [2] é
pressionado, o cursor aparece na posição padrão. Quando Set (Confirmar) é selecionado e o botão
[2] é pressionado, um novo local padrão para o cursor é definido.

Text (Texto)
„„
Usado para selecionar o texto que deseja inserir. Selecione uma opção entre Text 1 (Texto 1) a
10 girando o botão [3] abaixo do menu de programação. Essas opções podem ser acessadas ou
editadas em Text Edit (Edição de texto).

6-8
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

Input (Entrada)
„„
Insira o texto selecionado pressionando o botão [3] abaixo do menu de programação.

Edit (Editar)
„„
Pressionar o botão [4] do menu de programação acessa a tela Text Edit (Edição de texto). Digite o
novo texto nos campos de texto de 1 a 10 ou edite o texto existente.
Clique em OK para concluir. Clique em Cancel (Cancelar) para cancelar.

[Figura 6.3 Text Edit (Edição de texto)]

6-9
Manual de operação

 Autotext (Texto automático)


Essa função permite inserir o texto automaticamente por meio de uma abreviação. Dessa forma, é
possível inserir o texto fácil e rapidamente. Quando Autotext (Texto automático) estiver ativado, a
lista será mostrada na tela.

[Figura 6.4 Lista Autotext (Texto automático)]

NOTA: ative/desative Autotext (Texto automático) em Utility (Utilitário) > Setup (Configuração) >
Annotate (Anotar) > Text Setup (Configuração de texto). Para obter mais informações, consulte o
"Capítulo 7. Utilitários".

 Como sair do modo de inserção de texto


Pressione o botão [6] do menu de programação ou a tecla Text (Texto) de teclado novamente. Se
desejar, pressione o botão Exit (Sair) no painel de controle.

6-10
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

Marcador de corpo
Coloca marcadores de corpo em cima das imagens. Essa função poderá ser útil quando a área de
diagnóstico for diferenciada ou exibida.

[Figura 6.5 Modo de inserção de marcador de corpo]

 Início do modo de inserção de marcador de corpo


Pressione a tecla BodyMarker (Marcador de corpo) do teclado. O modo de inserção de marcador de
corpo é ativado e os marcadores de corpo são exibidos na área de miniatura.

NOTA: se Utility (Utilitário) > Setup (Configuração) > General (Geral) > Scan Mode (Modo de
varredura) > Freeze Action (Congelar ação) estiver definido como BodyMarker (Marcador de
corpo), pressionar o botão Freeze (Congelar) ativará imediatamente o modo de inserção de
marcadores de corpo.

6-11
Manual de operação

 Inserção de marcadores de corpo


1. Pressionar a tecla BodyMarker (Marcador de corpo) exibe a lista de marcadores de corpo na área
de miniatura.

A lista de marcadores de corpo exibida na área de miniatura varia dependendo da aplicação


XX
selecionada.

São exibidos na tela, no máximo, 5 marcadores de corpo a qualquer momento. Se mais de


XX
cinco marcadores de corpo forem fornecidos, pressione várias vezes a tecla BodyMarker
(Marcador de corpo) ou gire o botão [1] do menu de programação para navegar pelas páginas.

2. Pressione o botão do menu de programação que corresponde ao marcador de corpo desejado. O


marcador de corpo será inserido na imagem.

3. Ajuste a posição e o ângulo do cursor do transdutor do marcador de corpo.

Posicionamento do cursor do transdutor: use a esfera de Rolagem (Trackball) no painel de


XX
controle.

Ajuste do ângulo do cursor do transdutor: use o botão Angle (Ângulo) do painel de controle.
XX
Gire o botão [6] do menu de rotação e selecione entre 15°C e 45°C.

4. Quando terminar, pressione o botão Set (Confirmar) no painel de controle. Para cancelar,
pressione o botão Exit (Sair) do painel de controle ou o botão [6] do menu de programação.

 Reposicionamento do marcador de corpo


1. Pressione o botão Change (Alterar) no painel de controle.

2. Mova o marcador de corpo até a posição desejada usando a esfera de Rolagem (Trackball).

3. Pressione o botão Change (Alterar) novamente para confirmar a nova posição.

 Exclusão do marcador de corpo


Pressione o botão Clear (Limpar) no painel de controle.

 Término do modo de inserção de marcador de corpo


Pressione o botão [6] Exit (Sair) do menu de programação. Se desejar, pressione o botão Exit (Sair)
no painel de controle.

6-12
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

Indicador
É possível colocar um indicador sobre uma imagem. Essa função poderá ser útil quando a área de
diagnóstico for diferenciada ou exibida. É possível inserir até 50 indicadores.

[Figura 6.6 Modo de entrada do indicador]

6-13
Manual de operação

 Início do modo de entrada do indicador


Pressione a tecla Indicator (Cursor) no teclado. O modo de inserção de indicador será ativado.

 Inserção de indicadores
1. Pressionar a tecla Indicator (Cursor) do teclado faz com que o indicador seja exibido na tela.

2. Para mover o indicador até a posição desejada, use a esfera de Rolagem (Trackball).

3. Use o botão Angle (Ângulo) do painel de controle para ajustar a direção do indicador.

4. Pressione o botão Set (Confirmar) para encerrar. Pressione Exit (Sair) para cancelar.

 Exclusão de indicadores
Quando você pressionar o botão Clear (Limpar) no painel de controle, todos os indicadores inseridos
na tela serão apagados. Se desejar excluir somente o último indicador inserido, pressione o botão [1]
Erase Last Indicator (Apagar último indicador) do menu de programação.

6-14
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

Gravação e reprodução de imagens

Salvar imagens
AVISO: você deve sempre inserir o ID do paciente porque todas as imagens são salvas de acordo
com esse ID. A não inserção do ID do paciente pode resultar em perda e/ou erros críticos em
imagens salvas anteriormente.

As imagens salvas são exibidas na área de miniaturas. As imagens salvas podem ser editadas e
gerenciadas com o SONOVIEW.

 Salvar imagens fixas


Pressione o botão Save (Salvar) no painel de controle.

 Salvar imagens de vários quadros

NOTA: no Modo Duplo, somente o Cine na área ativa será salvo.

Dependendo do estado atual (congelado ou em movimento), as imagens com vários quadros


podem ser salvas de duas formas:

Estado de congelamento
„„
Use a esfera de Rolagem (Trackball) ou o botão [6] CINE Save (Salvar cine) do menu de
programação para definir a faixa de imagens que deseja salvar. Consulte a seção "Cine/Loop"
deste capítulo, Modo Tempo real

Modo Tempo real


„„
Salve imagens com o botão Usuário1 no painel de controle ou com a função Store Clip (Clipe de
Armazenagem) do pedal.

6-15
Manual de operação

Configurações do Clipe de Armazenagem


DICAS!
Para alterar as configurações do Store Clip (Clipe de Armazenagem), entre em Utilitário >
Configuração > Geral > Configuração do Clip de Armazenagem.
Para configurar a função Store Clip (Clipe de Armazenagem), vá para Utilitário > Configuração >
Ch def usuár > Configuração de tecla do usuário >
Tecla do Usuário > Usuário 1 ou Utilitário > Configuração > Ch def usuár > Pedal. Para obter
uma descrição mais detalhada, consulte ‘Capítulo 7. Utilitários’.

Reproduzir imagens
As imagens salvas podem ser reproduzidas no SONOVIEW ou em um modo de diagnóstico.

 Visualização de imagens no SONOVIEW

NOTA: consulte a seção "SONOVIEW" neste capítulo.

 Visualização de imagens no modo de diagnóstico


Use o botão Pointer (Cursor) no painel de controle. Observe que essa função está disponível somente
quando há imagens salvas na lista de miniaturas.

1. Pressione o botão Pointer (Cursor) e o cursor aparecerá na tela.

2. Selecione uma imagem que deseja visualizar na lista de miniaturas. A imagem é exibida na área
de imagens.

No Modo Duplo, é possível visualizar as imagens especificando um local. A Visualização 3D é


carregada para imagens 3D.

6-16
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

Transferência e impressão de imagens

Transferência de imagens
Este equipamento permite transferir imagens para equipamentos PACS compatíveis com DICOM.
É possível transferir todas as imagens salvas automaticamente ou selecionar a imagem desejada e
transferi-la manualmente. Para obter informações sobre as configurações do servidor DICOM e as
operações de DICOM, consulte "DICOM) no "Capítulo 7. Utilitários".

 Transferência de imagens no modo de diagnóstico


Este equipamento permite transferir imagens automaticamente. As imagens são transferidas usando
o método de transmissão do servidor de armazenagem.

Configurações DICOM
DICAS!
Para configurar um servidor DICOM, vá para Utilitário > Configuração > DICOM. Para obter uma
descrição mais detalhada, consulte ‘Capítulo 7. Utilitários’.

 Transferência de imagens do SONOVIEW


Este equipamento também permite transferir imagens manualmente. Estão disponíveis os dois
métodos a seguir:

Envio do exame
„„
Envie todas as imagens de um exame.

1. Selecione um exame na Exam List (Lista de exames).

2. Clique no botão Send (Enviar) na parte inferior da tela. Todas as imagens do exame selecionado
serão enviadas.

6-17
Manual de operação

Envio de imagens selecionadas


„„
Permite selecionar as imagens de exame que deseja transferir.

1. Pesquise um exame na tela SONOVIEW.

2. Selecione uma imagem.

3. Pressione o ícone Send Image to DICOM Storage (Enviar imagem para armazenagem DICOM)
na parte inferior da tela. As imagens selecionadas serão enviadas.

Impressão de imagens
Pressione o botão Print 1 (Impressão 1) ou Print 2 (Impressão 2). As imagens são impressas por uma
Vídeo Printer. Para obter informações sobre a configuração da impressora, consulte o "Capítulo 7.
Utilitários".

6-18
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

SONOVIEW
SONOVIEW é um programa de gerenciamento de imagens integrado ao MySono U6. Ele oferece
funções de gravação, referência e exclusão de imagens, bem como compatibilidade de intercâmbio de
dados com computadores normais.

Os tipos de arquivo de imagem usados nesse equipamento seguem o padrão internacional DICOM
(Digital Imaging and Communication in Medicine ou comunicação de imagens digitais em medicina).
Como resultado, o PACS (Picture Archiving Communication System ou equipamento de comunicação e
arquivamento de imagens) pode ser implementado, sendo fácil trocar arquivos de imagem com outros
hospitais ou partes de equipamentos.

Esse equipamento oferece suporte para o formato de arquivo bitmap (.bmp), que costuma ser usado
em PCs padrão, garantindo uma troca mais fácil de dados de imagem.

 Inicialização do SONOVIEW
Pressione a tecla SONOVIEW no teclado. Alterne para a tela SONOVIEW.

Se houver imagens salvas disponíveis para o exame atual, as informações e as imagens salvas do
exame serão exibidas durante a inicialização do SONOVIEW.

AVISO:
Não se esqueça de registrar as informações do paciente antes de salvar imagens ou usar o
SONOVIEW.
Todas as informações do diagnóstico no equipamento são salvas e gerenciadas para cada ID do
paciente. Assim, o salvamento de imagens sem a inserção do ID do paciente pode resultar em
perda de e/ou erros críticos nas imagens salvas anteriormente.

6-19
Manual de operação

Modo de exame
Pressione Exam (Exame) no canto superior direito da tela. O botão aparecerá em amarelo.

No modo de exame, você pode rever o exame atual ou exames salvos.

 Tela do modo de exame


Os exames de cada ID do paciente são exibidos por data em uma lista no lado esquerdo da tela.
Os números entre parênteses representam o número de imagens salvas. Para mostrar ou ocultar
exames, use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para selecionar um ID.

 Rolagem de imagem
A imagem da página seguinte ou da página anterior é exibida na tela. Use o botão [2] Image Scroll
(Rolagem de imagem) do menu de programação ou o botão Ext. Menu (Menu extendido). Gire o
botão para a esquerda para exibir a imagem da página anterior ou gire para a direita para exibir a
imagem da página seguinte.

No entanto, esse botão não poderá ser usado quando o número de exames salvos for menor que o
número de imagens que aparecem em uma página no layout atual.

 Seleção do exame
Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para selecionar o exame desejado na
lista do lado esquerdo da tela. O exame selecionado será marcado na lista em amarelo. A imagem
gravada também será exibida na tela.

6-20
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

[Figura 6.7 Modo de exame]

6-21
Manual de operação

Modo de comparação
Clique em Compare (Comparar) no canto superior direito da tela. O botão aparecerá em amarelo.

O modo de comparação é usado para comparar imagens durante um exame.

[Figura 6.8 Modo de comparação]

 Tela do modo Compare (Comparar)


Assim como no modo de exame, os exames para cada ID aparecem na tela e as imagens do exame
selecionado são exibidas em formato de miniatura.

6-22
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

 Botão de rolagem
A imagem da página seguinte ou da página anterior é exibida na lista de miniaturas.

Use o botão [3] Thumb Scroll (Botão de rolagem) do menu de programação. Girar o botão para
a esquerda exibe as imagens da página anterior na lista de miniaturas. Girar o botão para a direita
exibe as imagens da página seguinte na lista de miniaturas.

 Selecione uma imagem


Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para selecionar uma imagem da lista
de miniaturas. A imagem selecionada é destacada em amarelo na lista. Selecione um local na tela
onde a imagem será exibida e a imagem selecionada aparecerá.

6-23
Manual de operação

Gerenciamento de imagens de exame


Use os ícones na tela ou os botões do menu de programação. Existem várias funções disponíveis para
avaliar imagens.

 Revisão do exame atual


Pressione Current Exam (Exame atual) na tela. O exame atual e suas imagens são exibidos na tela.

 Revisão do exame mais recente


Pressione Continue Exam (Continuar exame) na tela. Os exames feitos nas últimas 24 horas e suas
imagens são exibidos. A data inicial do exame (Continuação do exame) para cada exame também
será exibida na área de feedback.

Na tela do exame carregado, você pode fazer medidas e inserir um texto, marcadores de corpo ou
indicadores.

Mostrar na área de imagens


„„
As imagens armazenadas para um exame são exibidas na área de miniaturas no lado direito da
tela. Para rever uma imagem, na área de miniaturas, acione o POINTER e clique duas vezes na
imagem desejada com o SET (Confirmar).

Use os botões de seta abaixo da área de miniaturas para ir para a página anterior ou seguinte
XX
na área de miniaturas.
As informações da imagem armazenada são exibidas na área de feedback.

NOTA: somente dados de varredura podem ser recuperados na área da imagem.

Sair de Continue Exam (Continuar exame)


„„
Pressione o botão End Exam (Terminar exame) no painel de controle.

 Fechamento da revisão do exame


Pressione Close (Fechar) na tela. Para fechar todos os exames na lista, clique no botão Close All
(Fechar todos).

6-24
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

 Layouts
É possível ajustar o número de imagens exibidas na tela. Use o botão [1] Layout do menu de
programação ou os botões na tela. É possível comparar, no máximo, 16 imagens (4 X 4) ao mesmo
tempo.

Os números mostrados na seção de layout indicam a coluna e a linha de uma imagem a ser exibida
na tela. Você pode alterar os números exibidos na seção layout para configurar vários layouts.

 Exibição em tela inteira


Coloque o cursor sobre uma imagem e pressione duas vezes o botão Set (Confirmar) para exibir a
imagem em tela inteira.

 Seleção de várias imagens


Use a esfera de rolagem e o botão Set (Confirmar) para selecionar imagens. A imagem selecionada é
destacada em amarelo.

 Seleção de todas as imagens


Clique no ícone Select All Images (Selecionar todas as imagens) na tela. Todas as imagens salvas
para o exame atual são selecionadas e destacadas em amarelo.

 Cancelamento da seleção de todas as imagens


Clique no ícone Deselect All Images (Desmarcar todas as imagens) na tela. Todas as imagens são
desmarcadas e não estão mais em destaque.

 Pós-processamento
Clique no botão localizado no canto inferior esquerdo de uma imagem para exibir o menu de
pós-processamento. Use o menu para ajustar a imagem para o diagnóstico. A imagem não será
gravada com os efeitos de pós-processamento.

NOTA: imagens de CINE só podem ser reproduzidas no layout 2 x 2 ou inferior.

6-25
Manual de operação

 Revisão de imagens 3D
Se a imagem salva estiver em 3D, a indicação 3D ( ) aparecerá na parte inferior da imagem. Clique
em 3D para a tela 3D View (Visualização 3D) ser exibida, permitindo que você revise a imagem.

 Revisão do cine
Se a imagem salva estiver em CINE, uma barra de reprodução e pesquisa aparecerá na parte inferior
da imagem. É possível reproduzir, pausar, parar ou pesquisar para frente ou para trás um ponto com
a barra de rolagem.

[Figura 6.9 Barra de rolagem Cine]

NOTA: imagens de CINE só podem ser reproduzidas no layout 2 x 2 ou inferior.

6-26
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

 Pesquisa de exame
1. Clique no ícone Exam Search (Pesquisa de exame) ( ) na tela. A tela Exam List (Lista de exames)
aparecerá.

2. Selecione um exame e clique em Review (Revisar) para acessar a janela SONOVIEW e visualizar o
exame selecionado.

 Distância
Clique no ícone Distance Caliper (Medida de distância) na tela. É possível medir a distância entre
dois pontos em uma imagem. Os resultados da medida não são salvos.

1. Coloque o cursor sobre uma imagem e pressione o botão Set (Confirmar). A imagem será
redimensionada até seu tamanho original.

2. Meça a distância desejada. Os métodos de medidas são idênticos aos descritos no "Capítulo 5.
Medidas e cálculos".

3. Clique no ícone mais uma vez para concluir.

 Medida de circunferência e área


Clique no ícone Ellipse Caliper (Medida de elipse) na tela. É possível medir a circunferência e a
área da região desejada em uma imagem. Os resultados da medida não são salvos.

1. Coloque o cursor sobre uma imagem e pressione o botão Set (Confirmar). A imagem será
redimensionada até seu tamanho original.

2. Meça a circunferência e a área da região desejada. Os métodos de medidas são idênticos aos
descritos no "Capítulo 5. Medidas e cálculos".

3. Clique no ícone de medida mais uma vez.

6-27
Manual de operação

 Digitação de texto
Clique no ícone Text Annotation (Anotação de texto) na tela. É possível inserir texto em uma
imagem.

1. Coloque o cursor sobre uma imagem e pressione o botão Set (Confirmar). A imagem será
redimensionada até seu tamanho original.

2. Posicione o cursor na área desejada e insira o texto.

Botão [4] Color (Cor) do menu de programação: altera a cor da fonte.


XX

Botão [5] Size (Tamanho) do menu de programação: altera o tamanho da fonte.


XX

3. Pressione o botão Set (Confirmar) para confirmar o texto. Para sair do modo de inserção de texto,
pressione o ícone mais uma vez.

 Impressão de imagens
1. Clique no ícone Print Image (Imagem para impressão) na tela. A janela Image Print (Impressão
de imagem) aparecerá.

2. Defina as opções de configuração e comentário.

3. Clique no botão Print (Imprimir) para imprimir a imagem. Clique em Close (Fechar) para cancelar.

[Figura 6.10 Image Print (Impressão de imagem)]

6-28
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

 Transferência de imagens via DICOM


Este equipamento permite transferir as imagens selecionadas via DICOM. O ícone é habilitado
somente quando uma imagem é selecionada. O ícone será desabilitado em um equipamento no
qual o DICOM não estiver habilitado.

1. Depois de selecionar uma imagem, pressione o ícone Send Image to DICOM Storage (Enviar
imagem para armazenagem DICOM) na tela. A janela DICOM Storage (Armazenagem DICOM)
será exibida.

2. Pressione o botão Transfer (Transferir) para transferir a imagem selecionada para o servidor
DICOM. Clique em Close (Fechar) para cancelar.

[Figura 6.11 Armazenagem DICOM]

6-29
Manual de operação

 Impressão via DICOM


É possível imprimir as imagens selecionadas via DICOM. O ícone é habilitado somente quando uma
imagem é selecionada. O ícone será desabilitado em um equipamento no qual o DICOM não estiver
habilitado.

1. Depois de selecionar uma imagem, clique no ícone Send Image to DICOM Print (Enviar imagem
para impressora DICOM) na tela. A janela DICOM Printer (Impressora DICOM) será exibida.

2. Clique no botão Transfer (Transferir) para transferir a imagem selecionada para o servidor DICOM
e imprimi-la. Clique em Close (Fechar) para cancelar.

[Figura 6.12 Impressora DICOM]

6-30
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

 Transferência de imagens

NOTA: a transferência de imagem não será executada se houver espaços no nome do arquivo ou
diretório.

1. Pressione o ícone Export Image (Exportar imagem) na tela. A janela Image Export (Exportar
imagem) será exibida.

2. Especifique vários parâmetros, como diretório, unidade, nome do arquivo e formato do arquivo.

3. Clique no botão Export (Exportar) para iniciar uma transferência. Clique em Close (Fechar) para
cancelar.

[Figura 6.13 Exportar imagem]

6-31
Manual de operação

 Envio de e-mail
1. Clique no ícone Send E-mail (Enviar e-mail) . A janela E-mail aparecerá.

2. Especifique parâmetros, como remetente e destinatário.

3. Verifique as imagens que você deseja conectar na lista de miniaturas e digite o texto do corpo.

4. Clique no botão Enviar para transferir a imagem selecionada. Clique em Close (Fechar) para
cancelar.

Se não for possível transferir o e-mail apesar de o servidor de e-mail estar funcionando
DICAS! corretamente, verifique o seguinte:
XX
A conexão do cabo da LAN
XX
Configurações em Utility (Utilitário) > Setup (Configuração) > Miscellaneous (Diversos)
XX
Status ICMP (ping) para o servidor de e-mail afetado (deve estar aberto). Se ICMP (ping) estiver
fechado, a função de e-mail talvez não funcione corretamente.

[Figura 6.14 E-mail]

6-32
Capítulo 6 Gerenciamento de imagens

 Exclusão de imagens
Clique no ícone Delete Image (Excluir imagem) na tela. Pressione OK para excluir a imagem
selecionada. Observe que não é possível excluir imagens de um paciente que esteja sendo
diagnosticado.

 Gerenciador de armazenamento
Clique no ícone Device (Dispositivo) na tela. A janela Storage Manager (Gerenciador de
armazenamento) aparecerá. Para obter mais informações sobre o Gerenciador de armazenamento,
consulte o ‘Capítulo 7. Utilitários’.

 Sair de SONOVIEW
Clique no ícone Exit (Sair) da tela. Se preferir, pressione a tecla SONOVIEW do teclado ou o botão
Exit (Sair) do painel de controle para sair do SONOVIEW.

6-33
Capítulo 7
Utilitários

‹‹Utilities (Utilitários) ..........................................7-3

‹‹ECG.....................................................................7-5

‹‹Biopsy (Biópsia).................................................7-7

‹‹Histogram (Histograma) .................................7-9

‹‹Post Curve (Pós-processamento da curva) .7-11


Monitor Calibration (Calibração do monitor)..............7-11
Gamma (Gama).......................................................................7-14
2D Post (Pós 2D)......................................................................7-14
Color Map (Mapa de cores).................................................7-16
D Post (Pós D)...........................................................................7-17
M Post (Pós M).........................................................................7-17

‹‹Preset (Ajuste) ................................................ 7-18


General (Geral).........................................................................7-19
Display (Exibição)...................................................................7-22
Annotate (Anotação).............................................................7-27
Peripherals (Periféricos)........................................................7-32
User Defined Key (Tecla definida pelo usuário)..........7-34
Miscellaneous (Diversos).....................................................7-36
Option (Opcionais).................................................................7-39
DICOM.........................................................................................7-41
Capítulo 7
AutoCalc (Cálculo automático).........................................7-57
About (Sobre)...........................................................................7-58

‹‹Measurement Settings

(Configurações de medida) .......................... 7-59


General (Geral).........................................................................7-60
OB.................................................................................................7-70
Cardiac (Cardíaco)..................................................................7-78
Vascular......................................................................................7-80
Urology (Urologia)..................................................................7-82
Fetal Heart (Coração fetal)...................................................7-84

‹‹Storage Manager

(Gerenciador de armazenamento)...............7-86

‹‹Menu Edit (Editar Menu)............................... 7-88


Capítulo 7 Utilitários

Utilities (Utilitários)
Pressione a tecla Utility (Utilitário) no teclado. O menu Utility (Utilitário) e os menus de programação
associados são exibidos na tela. Com esses menus, é possível configurar o equipamento e usar as
funções Biopsy (Biópsia) e Histogram (Histograma).

 Menu Utility (Utilitário)


Use o botão Ext. Menu (Menu extendido) do menu Utility (Utilitário) para selecionar a opção
desejada.

[Figura 7.1 Menu Utility (Utilitário)]

7-3
Manual de operação

 Menu de programação Utility (Utilitário)


Usado para alterar a aplicação ou o ajuste.

[Figura 7.2 Menu de programação Utility (Utilitário)]

Aplicações
„„
Uma lista das aplicações compatíveis com o transdutor atual é exibida. Gire o botão [1] do menu
de programação para selecionar a aplicação que deseja alterar.

App. Load (Carregar aplicação)


„„
Pressione o botão [1] do menu de programação para carregar a aplicação selecionada.

Presets (Ajustes)
„„
Exibe os ajustes permitidos para a aplicação atual. Selecione um ajuste girando o botão [2] abaixo
do menu de programação.

Usersets (Configurações do usuário)


„„
Exibe as configurações de usuário permitidas para a aplicação atual. Gire o botão [3] para
selecionar uma configuração do usuário.

Pre. Load (Carregar ajuste)


„„
Pressionar o botão [3] do menu de programação aplica a configuração do usuário selecionada ao
equipamento.

Save (Salvar)
„„
Aparece no menu somente quando a configuração do usuário selecionada não é uma
configuração padrão. Pressione o botão [4] do menu de programação para salvar as configurações
atuais.

Rename (Renomear)
„„
Pressionar o botão [5] do menu de programação acessa a janela Name (Nome), na qual é possível
renomear a configuração do usuário atual.

7-4
Capítulo 7 Utilitários

ECG
Selecione ECG no menu Utility (Utilitário). A imagem de pulsação cardíaca será exibida; ela será
exibida no menu somente se o aplicativo estiver configurado como Cardiac (Cardíaco). No modo Multi
Image (Multi-imagem), como Dual (Duplo) ou Quad (Quádruplo), o ECG Cine pode ser usado para cada
imagem.

 Entrada e saída do Modo ECG


Pressione o botão do menu de programação [1] para ligar ou desligar o ECG.

 Configuração de ECG

Speed (Velocidade)
„„
Gire o botão do menu de programação [1] para selecionar um valor entre 60 e 360.

Trigger (Acionador)
„„
Gire o botão do menu de programação [2] para selecionar um valor entre 0 e 5.

Trigger Time (Tempo do acionador)


„„
Para selecionar um valor entre 0 e 1000 ms, gire o botão [3] do menu de programação.

Size (Tamanho)
„„
Para selecionar um valor entre 50 e 200, gire o botão [4] do menu de programação.

Invert (Inverter)
„„
Pressione o botão do menu de programação [4] para ligar ou desligar Invert (Inverter).

Position (Posição)
„„
Gire o botão do menu de programação [5] para alterar a posição; selecionar um valor mais alto
colocará o ECG mais alto na tela.

7-5
Manual de operação

Loop
„„
No modo Loop, você pode pressionar o botão do menu de programação [5] para ir a Loop e
ajustar as configurações.

Gain (Ganho)
„„
Ajuste o brilho de uma imagem. Girar o botão no sentido horário aumenta o ganho.Gire o botão
do menu de programação [6] para selecionar um valor entre 10 e 100.

Auto Gain (Ganho automático)


„„
Pressione o botão do menu de programação [6] para configurar.

CUIDADO:
XX
Se o ECG for inferior a 30 Hz, a frequência cardíaca (HR/FC) poderá não ser exibida.
XX
No Modo CW (DC), quando o ECG estiver ativo, a relação de erro da frequência cardíaca (HR/FC)
deverá estar dentro de 2%.

7-6
Capítulo 7 Utilitários

Biopsy (Biópsia)
Selecione Biopsy (Biópsia) no menu Utility (Utilitário).

NOTA: a opção de biópsia não está disponível com o transdutor de arranjo por fase.

 Edição da linha guia da biópsia


Antes de usar a opção de biópsia, você deve especificar a linha guia da biópsia. Isso garante a
precisão dos resultados.

NOTA:
XX
Observe que a linha guia da biópsia não pode ser editada quando a função Trapezoidal está
sendo usada pelo transdutor linear.
XX
Se o equipamento for reiniciado, será restaurado o padrão das configurações da linha guia da
biópsia.

1. Pressione o botão [2] do menu de programação. Será exibida uma mensagem de aviso.

2. Selecione OK para acessar a tela de configuração da linha guia.

3. Defina a linha guia da biópsia usando a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar).

4. Pressione o botão [3] Save (Salvar) do menu de programação para salvar as configurações. Será
exibida uma mensagem de confirmação.

Se desejar reconfigurar as configurações, pressione o botão [2] Edit (Editar) do menu de


XX
programação.

5. Selecione OK para aplicar a nova linha guia da biópsia. Para cancelar a gravação, clique em Cancel
(Cancelar).

7-7
Manual de operação

 Início e término da biópsia

NOTA: ajuste a linha guia da biópsia antes de usar o recurso de biópsia.

1. Pressione o botão [1] Biopsy On/Off (Biópsia ativada/desativada) do menu de programação. Será
exibida uma mensagem de aviso.

2. Clique em OK e a linha guia da biópsia será exibida na tela.

Se a linha guia exibida na tela não estiver correta, pressione o botão [2] do menu de
XX
programação para alterá-la.

3. Insira uma agulha ao longo da linha guia. Em seguida, realize a biópsia conforme desejado.

4. Quando você tiver concluído a biópsia, pressione o botão [1] Biopsy On/Off (Biópsia ativada/
desativada) do menu de programação novamente. A biópsia estará concluída.

[Figura 7.3 Biópsia]

7-8
Capítulo 7 Utilitários

Histogram (Histograma)
O histograma é um tipo de gráfico que representa a distribuição de ecos.

1. Selecione Histogram (Histograma) no menu Utility (Utilitário).

2. Especifique a área de cobertura do histograma. Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set
(Confirmar) para selecionar a área.

3. O histograma é exibido no lado esquerdo da tela.

[Figura 7.4 Histograma]

7-9
Manual de operação

 Configurações do histograma
É possível especificar a posição do histograma e o tipo de histograma que deseja usar.

Move Hist. (Mover histograma)


„„
Pressione o botão [1] do menu de programação e altere a posição do histograma usando a esfera
de Rolagem (Trackball). Pressione Set (Confirmar) para mover o histograma para a nova posição.

Histogram Type (Tipo de histograma)


„„
Gire o botão [6] do menu de programação e selecione o tipo de histograma. Selecione Ellipse
(Elipse) ou Rectangle (Retângulo).

7-10
Capítulo 7 Utilitários

Post Curve (Pós-processamento da


curva)
Selecione Post Curve (Pós-processamento da curva) no menu Utility (Utilitário). Aqui, é possível definir
vários valores de pós-processamento de mapa e gama.

[Figura 7.5 Pós-processamento da curva]

Monitor Calibration (Calibração do monitor)


Selecione Monitor Calibration (Calibração do monitor) no menu Post Curve (Pós-processamento da
curva) para acessar as configurações relacionadas.

 Brightness (Brilho)
Usado para ajustar o brilho da tela. Use o botão Ext. Menu (Menu extendido) para definir um valor
entre 0 e 100. O valor selecionado se aplica somente à imagem exibida na tela.

 Contrast (Contraste)
Usado para ajustar o contraste da tela. Use o botão Ext. Menu (Menu extendido) para definir um
valor entre 0 e 100. O valor selecionado se aplica somente à imagem exibida na tela.

7-11
Manual de operação

 Padrão
Pressione o botão Ext. Menu (Menu extendido) para redefinir as configurações como Type 1 (Tipo
1).

 Edit (Editar)
Usado para ajustar a curva tipo RGB do usuário.

NOTA: ativado somente quando a opção Curve (Curva) está configurada em User1 – 3 (Usuário 1 a
3).

Selecionar essa opção altera o menu de programação.

Picker Pos (Pós-selecionador)


„„
Usado para especificar um ponto na curva. Gire o botão [1] do menu de programação para
reposicionar o ponto. O ponto tem a cor amarela.

Insert (Inserir)
„„
Pressionar o botão [2] do menu de programação insere um novo ponto entre o ponto atual e o
próximo ponto.

Delete (Excluir)
„„
Pressionar o botão [3] do menu de programação exclui o ponto selecionado.

Save (Salvar)
„„
Pressionar o botão [4] do menu de programação salva a curva RGB atual.

Color (Cor)
„„
Seleciona uma curva. Gire o botão [5] do menu de programação para selecionar Red (Vermelho),
Green (Verde) ou Blue (Azul).

Exit (Sair)
„„
Pressionar o botão [6] do menu de programação finaliza a tarefa atual e encerra a tela de edição.

7-12
Capítulo 7 Utilitários

 Curve (Curva)
Usado para especificar o tipo de curva. Use o botão Ext. Menu (Menu extendido) para definir a curva
como Tipo 1 a 5 ou como Usuário 1 a 3. É possível editar as curvas de tipo do usuário usando a opção
Edit (Editar) do menu.

[Figura 7.6 Calibração do monitor]

7-13
Manual de operação

Gamma (Gama)
Selecione Gamma (Gama) no menu Post Curve (Pós-processamento da curva).

Use o botão Ext. Menu (Menu extendido) para ajustar os níveis de brilho e contraste. Selecione Off
(Desligado), Weak (Fraco), Medium (Médio) ou Hard (Forte). Weak (Fraco) deixa a tela mais brilhante e
Hard (Forte) deixa a tela mais escura.

2D Post (Pós 2D)


Selecione 2D Post (Pós 2D) no menu Post Curve (Pós-processamento da curva).

[Figura 7.7 Pós 2D]

 Pós-processamento da curva
Selecione um pós-processamento da curva. Use o botão Ext. Menu (Menu extendido) para selecionar
de 1 a 9.

 Chroma Map (Mapa de cores)


Pressione o botão Ext. Menu (Menu extendido) para ativar ou desativar o mapa de cores. Quando
ativado, as cores da imagem exibida na tela podem ser alteradas de acordo com as preferências
individuais.

7-14
Capítulo 7 Utilitários

 Chroma Map (Mapa de cores)


Usado para configurar o mapa de cores. Use o botão Ext. Menu (Menu extendido) para selecionar
entre o tipo 1 a 13 ou o usuário 1 a 3. Selecionar um tipo de usuário ativa a opção Chroma Edit
(Edição cromática) no menu 2D post (Pós 2D).

 Chroma Edit (Edição cromática)


Usado para personalizar as cores.

Para ajustar as cores, use os botões [2], [3] e [4] do menu de programação. Você pode selecionar um
valor entre 0 e 255.

 Return (Voltar)
Retorna para a etapa anterior do menu atual após a conclusão da configuração Post Map (Pós-
processamento de mapa).

7-15
Manual de operação

Color Map (Mapa de cores)


Selecione Color Map (Mapa de cores) no menu Post Curve (Pós-processamento da curva).

[Figura 7.8 Mapa de cores]

 Color Map (Mapa de cores)


Selecione um tipo de mapa de cores. Use o botão Ext. Menu (Menu extendido) para definir um valor
entre 0 e -15.

 Tag (Etiqueta)
Pressione o botão Ext. Menu (Menu extendido) para ligar ou desligar essa função. Quando ativado,
as cores em uma parte específica (etiqueta) da imagem exibida na tela podem ser alteradas de
acordo com as preferências individuais.

 Tag Pos (Posição da etiqueta)


Usado para reposicionar a etiqueta. Use o botão Ext. Menu (Menu extendido) para definir um valor
entre 0 e 248. A opção Tag Pos (Posição da etiqueta) afeta a Tag Width (Largura da etiqueta).

 Tag Width (Largura da etiqueta)


Usado para especificar a largura da etiqueta. Use o botão Ext. Menu (Menu extendido) para definir
um valor entre 8 e 256. A opção Tag Width (Largura da etiqueta) afeta a Tag Pos (Posição da
etiqueta).

7-16
Capítulo 7 Utilitários

D Post (Pós D)
Selecione D Post (Pós D) no menu Post Curve (Pós-processamento da curva). As opções de
configuração são as mesmas de 2D Post (Pós 2D).

[Figura 7.9 Pós D]

M Post (Pós M)
Selecione M Post (Pós M) no menu Post Curve (Pós-processamento da curva). As opções de
configuração são as mesmas de 2D Post (Pós 2D).

[Figura 7.10 Pós M]

7-17
Manual de operação

Setup (Ajuste)
Este modo é usado para as configurações do equipamento. Ele não afeta a saída da imagem. A
configuração pode ser modificada dependendo das preferências ou necessidades específicas.

1. Selecione Setup (Configuração) no menu Utility (Utilitário).

2. A tela Setup (Configuração) é exibida. Selecione uma guia que tenha itens a serem especificados.

Seleção de uma guia


DICAS!
Você pode selecionar a guia desejada de duas maneiras. Selecione o método adequado para você.
XX
Gire o botão Ext. Menu (Menu extendido) para selecionar uma guia.
XX
Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para selecionar uma guia.

3. Especifique as configurações de cada item.

4. Quando terminar, pressione Exit (Sair).

7-18
Capítulo 7 Utilitários

General (Geral)
Selecione a guia General (Geral) na tela Setup (Configuração). Nessa guia, é possível definir as
configurações gerais do equipamento.

[Figura 7.11 Configuração – Geral]

 Modo Scan (Varredura)

Simultaneous Mode (Modo simultâneo)


„„
Você pode decidir se deseja habilitar o Modo simultâneo no Modo de Doppler Espectral usando
as três opções a seguir:

Off (Desligado): selecione caso você não queira usar o modo simultâneo.
XX

Allow B/PW (Permitir B/PW): Selecione se você não quiser usar o modo simultâneo nos modos
XX
2D/C/PW, mas quiser usá-lo no modo 2D/PW.

Allow B/C/PW (Permitir B/C/PW): Selecione se você quiser usar o modo simultâneo para 2D/PW
XX
e 2D/C/PW, ou seja, o modo triplex.

Ação Freeze (Congelar)


„„
Selecione uma função a ser executada quando o botão Freeze (Congelar) do painel de controle
for pressionado. As opções disponíveis são BodyMarker (Marcador de corpo), Caliper (Medida),
Measure (Cálculo) e None (Nenhum).

7-19
Manual de operação

Ação End Exam (Fim do exame)


„„
Usado para atribuir uma tarefa ao botão End Exam (Fim do exame) do painel de controle.

End Exam Only (Fim do exame somente): Pressionar o botão End Exam (Fim do exame) sai do
XX
modo Exam (Exame) e muda para a tela B Mode Scan (Varredura modo B).

Fim do exame + Paciente: Pressionar o botão End Exam (Fim do exame) alterna para a tela
XX
Patient Information (Informações do paciente).

Dual Operation (Operação dual)


„„
Selecione se a área selecionada deve ser ativada no Modo Duplo. Quando você seleciona Auto
Unfreeze (Descongelamento automático), a tela selecionada é sempre ativada no Modo Duplo.

2D/C em tempo real


„„
Selecione a posição do modo doppler colorido no modo 2D/C em tempo real.

Left (Esquerda): O modo Color Doppler (Doppler colorido) é posicionado à esquerda.


XX

Right (Direita): O modo Color Doppler (Doppler colorido) é posicionado à direita.


XX

Option (Opção)
„„
Usado para determinar as opções que serão usadas no modo de varredura. Selecione um item
com a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para marcá-lo ou desmarcá-lo.

Auto Freeze (Congelamento automático): Se o equipamento não for usado por 10 minutos, o
XX
modo de varredura será automaticamente congelado.

NOTA: no modo 4D, Auto Freeze (Congela automático) será ativado se o equipamento não for
usado por 20 minutos.

HPRF (AFRP): Selecione se deseja ativar AFRP (Alta Frequência de Repetição de Pulso),
XX
suportada no modo pulsado PW de Doppler Espectral. Marque a caixa de seleção para usar a
função AFRP.

Color Map Auto Invert (Inverter mapa de cores automaticamente): Marque esta caixa de
XX
seleção para selecionar automaticamente Mapa de cores. Isso se aplica apenas quando você
alterar Inclinação nos modos 2D/C/D, C ou IPDD/IDAD no modo PD.

Width Rescale (Redimensionamento de escala): Ajuste automaticamente o tamanho da


XX
imagem em relação ao tamanho da tela quando a profundidade de uma imagem 2D for
ajustada. Essa função só pode ser usada com o transdutor linear.

7-20
Capítulo 7 Utilitários

 Store Clip Setting (Configuração de armazenagem do clipe)

Método de armazenar o clipe


„„
Especifique o método e a faixa nos quais a imagem é adquirida e gravada.
Você pode selecionar ECG Beat (Batimento ECG), Time (Tempo) ou Manual. Observe que ECG
Beat (Batimento ECG) pode ser selecionado apenas quando ECG está ativo.

ECG Beat (Batimento ECG): Especifique o batimento cardíaco como 1 – 8 batimentos.


XX

Tempo: Especifique como 1 – 4 segundos.


XX

Manual: Salva automaticamente quatro segundos adicionais de imagens depois do


XX
pressionamento do botão Save (Salvar).

Período de loop de cine


„„

Prospective (Prospectivo): Quando o botão Save (Salvar) no painel de controle for pressionado
XX
durante a varredura, as imagens subsequentes serão gravadas.

Retrospectiva: Quando o botão Save (Salvar) no painel de controle for pressionado durante a
XX
varredura, as imagens anteriores serão gravadas.
NOTA: para configurar a função Store Clip (Clipe de armazenagem) para o pedal, vá até Utility
(Utilitário) > Setup (Configuração) > User Defined Key (Chave definida pelo usuário) > Foot
Switch (Pedal).

7-21
Manual de operação

Display (Exibição)
Selecione a guia Display (Exibição) na tela Setup (Configuração) para especificar opções relacionadas à
exibição.

 Display (Exibição)

Option (Opção)
„„
Selecione os itens que deseja exibir na tela. Selecione um item com a esfera de Rolagem
(Trackball) e o botão Set (Confirmar) para marcá-lo ou desmarcá-lo.

Name + Age (Nome + idade): Selecione se deseja exibir o nome e a idade abaixo da ID do
XX
paciente.

XXName + Birthday (Nome + Nascimento): Selecione se deseja exibir o nome e a data de


nascimento abaixo da ID do paciente.

TGC Line (Linha CGT): Define se a linha CGT será ou não exibida. Quando a linha CGT estiver
XX
desativada, ela aparecerá quando você a definir, mas desaparecerá após três segundos.

Image Info (Informações da imagem): Mostra ou oculta as informações da imagem. Se as


XX
informações da imagem parecerem invasivas, desative essa opção para ocultá-las.

TI (Thermal Index) Display (Exibição de TI [Índice térmico]): Especifica o IT a ser exibido na


XX
tela como ITpm (Índice térmico das partes moles), ITo (Índice térmico do osso) ou IToc (Índice
térmico do osso craniano).

Doppler Axis (Eixo do doppler)


„„
Selecione as unidade de medida para a escala do eixo no modo Doppler espectral.

Velocidade: Especifique a escala do eixo do Doppler em cm/s (m/s).


XX

Frequency (Frequência): Especifique a escala do eixo do Doppler em KHz.


XX

7-22
Capítulo 7 Utilitários

LMP / GA / EDD Display (Exibição de DUM/IG/DPP)


„„
Especifique como DUM, IG e DPP inseridos na tela Patient Information (Informações do paciente)
devem ser exibidos na tela do monitor. Selecione duas opções entre DUM, IG e DPP.

Information Bar (Replace ID) (Barra de informação (Substituir ID)): Substitua o ID na área do
XX
título.

Information Bar (Replace Name) (Barra de informação (Substituir nome)): Substitui o nome do
XX
paciente na área do título.

Information Bar (Replace App.) (Barra de informação (Substituir apl.)): Substitui o aplicativo na
XX
área do título.

Measure Result (Resultado de medida): Exibe o resultado da medida junto com o valor
XX
selecionado de DUM, IG ou DPP.

None (Nenhum): Nenhuma das opções é exibida na tela.


XX

 Font (Fonte)

Font (Fonte)
„„
Especifique o destino para o qual deseja definir a fonte. Escolha entre Document Font (Fonte do
documento) e Measure Result Font (Fonte do resultado da medida).

Font Name (Nome da fonte)


„„
Selecione o tipo de fonte a ser usada.

Font Size (Tamanho da fonte)


„„
Selecione o tamanho da fonte a ser usada.

Font Color (Cor da fonte)


„„
Selecione a cor da fonte a ser usada.

Preview (Pré-visualização)
„„
Visualiza a seleção da fonte.

Default (Padrão)
„„
Usa as fontes padrão do equipamento. As configurações padrão são as seguintes:

7-23
Manual de operação

Fonte do documento Fonte do Resultado de medida

Font Name (Nome da fonte) Helvetica Verdana

Font Size (Tamanho da fonte) 11 11

Font Color (Cor da fonte) White (Branca) Yellow (Amarela)

NOTA: certas fontes podem não ser exibidas corretamente na tela.

 Title (Título)
Você pode especificar as informações exibidas na área de título da tela.

Institute (Instituição)
„„
Digite o nome do hospital/instituição onde o equipamento está instalado.

NOTA: estes caracteres especiais não podem ser inseridos: # [ “ : ? | ₩

Date (Data)
„„
É exibida a data atual. Para alterar a data, clique em .

NOTA:
XX
Você não pode alterar a data e a hora em que o ID de um paciente estiver registrado. Para alterar
a data e a hora, é preciso encerrar o exame atual pressionando o botão End Exam (Finalizar
exame) no painel de controle.
XX
Você pode selecionar o ano de 2006 a 2027.

7-24
Capítulo 7 Utilitários

Como definir a data e hora


DICAS!
1. Clique em ao lado do campo Data (ou Hora).
2. Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para configurar data e hora.
3. Depois de configurar a data e a hora corretamente, clique em Apply (Aplicar) para aplicar as
alterações. Clique em OK para fechar a janela Date and Time (Data e hora). Clique em Cancel
(Cancelar) ou no botão Exit (Sair) para cancelar.

[Figura 7.12 Data e Hora]

7-25
Manual de operação

Date Format (Formato de data)


„„
Usado para configurar o formato de data. Selecione um formato usando o botão de combinação.
O formato especificado será aplicado a vários campos de data em Patient Information
(Informações do paciente).

Time (Hora)
„„
É exibida a hora atual.

Time Format (Formato de hora)


„„
Especifique o formato da hora. Selecione um formato usando o botão de combinação.

[Figura 7.13 Configuração – Exibição]

7-26
Capítulo 7 Utilitários

Annotate (Anotação)
Selecione a guia Annotate (Anotação) na tela Setup (Configuração). Especifique as opções relacionadas
ao Display (Exibir).

[Figura 7.14 Configuração – Anotação]

 BodyMarker (Marcador de corpo)

Size (Tamanho)
„„
Usado para especificar o tamanho da imagem do marcador de corpo. Selecione Small (Pequeno),
Medium (Médio) ou Large (Grande).

Option (Opção)
„„

BodyMarker Auto Active (Marcador de corpo ativo automaticamente): Especifique se deseja


XX
ativar o modo de marcador de corpo automaticamente quando a região de imagem ativa for
alterada.

7-27
Manual de operação

BodyMarker Edit (Edição do marcador de corpo)


„„

1 2

[Figura 7.15 Edição do marcador de corpo]

1 BodyMarker list (Lista de marcadores de corpo): a lista varia dependendo do grupo selecionado
em Group (Grupo). Current page/Total pages (Página atual/total de páginas) é exibido abaixo
da lista. Se o total de páginas for dois ou mais, você poderá mover para outras páginas usando
 ou .
2 Lista de marcadores de corpo do transdutor ou ajuste em uso. Current page/Total pages
(Página atual/total de páginas) é exibido abaixo da lista. Se o total de páginas for dois ou mais,
você poderá mover para outras páginas usando  ou .

NOTA: é possível adicionar ou salvar entre 1 a 100 marcadores de corpo em cada lista.

Adição de um marcador de corpo


XX

Selecione e clique duas vezes sobre um marcador de corpo na lista à esquerda (1). O marcador
de corpo selecionado é adicionado à lista à direita (2). A lista à direita não pode ter marcadores
de corpo duplicados. Se isso ocorrer, uma mensagem de alerta será exibida.

Remoção de um marcador de corpo


XX

Selecione e clique duas vezes sobre um marcador de corpo na lista (2) à direita.

7-28
Capítulo 7 Utilitários

Gravação e cancelamento da lista do marcador de corpo


XX

Clique em Save (Salvar) para salvar a lista. Clique em Close (Fechar) para cancelar.

Redefinição da lista de marcadores de corpo


XX

Clique em Reset (Redefinir). As configurações padrão do equipamento são restauradas.

 Text Setup (Configuração de texto)


Usado para configurar as opções relacionadas à inserção de texto.

Quick Text (Texto rápido)


„„
Se a caixa de seleção estiver marcada, a função de texto rápido estará habilitada. Se o texto
rápido estiver ativado, pressionar qualquer tecla do teclado ativará o modo de inserção de texto
automaticamente.

NOTA:
XX
A caixa de seleção Quick Text (Texto rápido) fica marcada como padrão pelo equipamento.
XX
Com a opção Quick Text (Texto rápido) desativada, pressionar o botão Text (Texto) do teclado
ativa o modo de inserção de texto.

Auto Text Erase (Apagar texto automaticamente)


„„
Se essa caixa de seleção for marcada, todo o texto inserido será excluído de uma vez quando você
voltar ao modo de varredura pressionando o botão Freeze (Congelar).

Boot up Caps Lock on (Maiúsculas acionadas na inicialização)


„„
Se essa caixa de seleção estiver marcada, Boot up Caps Lock On (Maiúsculas acionadas na
inicialização) estará ativado. Isso significa que, quando o texto for inserido, serão utilizadas letras
maiúsculas.

Autotext (Texto automático)


„„
Se for inserida uma abreviação, o equipamento deverá reconhecê-la e inserir automaticamente
uma palavra completa. Quando essa opção estiver selecionada, você conseguirá digitar texto com
maior facilidade e rapidez. Por exemplo: se você inserir “CA”, o equipamento pesquisará a palavra
inteira e a exibirá na tela como “Circunferência abdominal”.
Para habilitar o texto automático, marque a caixa de seleção AutoText (Texto automático) com a
esfera de Rolagem (Trackball). Caso contrário, desmarque a caixa de seleção.

7-29
Manual de operação

Se essa opção estiver selecionada, a lista de abreviação será exibida na tela quando o texto for
inserido.

[Figura 7.16 Lista de abreviações]

O equipamento contém uma lista de palavras abreviadas para esta função. Você pode adicionar
uma nova abreviação ou editar a existente, conforme desejado.

Edição de lista de abreviação


DICAS!
Para habilitar a lista de abreviação armazenada no equipamento, pressione o botão Edição de
texto automático. O equipamento alternará para a tela Autotext Edit (Editar texto automático).
Para salvar as alterações e finalizar a edição, clique no botão Close (Fechar).
XX
Modificação de uma palavra
1. Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão SET (Confirmar) para selecionar uma palavra a
ser modificada na lista. Uma abreviação para a palavra selecionada e sua versão completa são
exibidas em Abbreviation (Abreviação) e Full Word (Palavra completa) na parte inferior da tela.
2. Modifique a palavra nas colunas Abbreviation (Abreviação) e Full Word (Palavra completa). A
lista de abreviação será modificada em tempo real.
XX
Adição de uma palavra
1. Clique no botão New (Novo).
2. Digite as palavras que deseja adicionar nos campos Abbreviation (Abreviação) e Full Word
(Palavra completa) na parte inferior da tela. A palavra será adicionada à lista de palavras
abreviadas.
XX
Exclusão de uma palavra
1. Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para selecionar uma palavra a ser
excluída da lista. Uma abreviação para a palavra selecionada e sua versão completa são exibidas
em Abbreviation (Abreviação) e Full Word (Palavra completa) na parte inferior da tela.
2. Clique no botão Excluir. Será exibida a seguinte mensagem de aviso
3. Para excluir a palavra selecionada, clique em OK. A palavra selecionada será removida da lista de
palavras abreviadas. Clique em Cancel (Cancelar) para cancelar.
XX
Definição do tempo de atraso de entrada de palavras
Especifique o tempo que leva para o equipamento converter automaticamente uma abreviação
em palavra por completo e depois exibi-la na tela. Defina o tempo de atraso entre 0,1 e 5
segundos em Autotext Delay Time (Tempo de atraso para completar o texto automático) na
parte inferior da tela.

7-30
Capítulo 7 Utilitários

[Figura 7.17 Edição do texto automático]

Clear Annotation (Limpar anotação)


„„
Marque essa caixa de seleção para excluir a anotação inserida quando você altera o modo.

7-31
Manual de operação

Peripherals (Periféricos)
Selecione a guia Peripherals (Periféricos) na tela Setup (Configuração). Você pode configurar teclas,
botões e dispositivos periféricos conectados ao equipamento.

 Print Setup (Configuração de impressão)

Printer Orientation (Orientação da impressora)


„„

NOTA: essa opção só estará disponível para uma impressora que use papel em rolo (vídeo printer).

Defina o tipo e a orientação de página da Impressora (vídeo printer).

Printer Settings (Configurações da impressora): Selecione a impressora usando o botão de


XX
combinação.

Portrait (Retrato): Quando impressa, o lado longo da página estará vertical.


XX

Landscape (Paisagem): Quando impressa, o lado longo da página estará horizontal.


XX

Print Key (Tecla de impressão)


„„
Usado para atribuir impressoras aos botões Print 1 (Impressão 1) e Print 2 (Impressão 2) do painel
de controle.

Measure Report print (Medir impressão de relatório)


„„
Marque a caixa de seleção relevante para imprimir o relatório de medida no formato A4/ Letter
(A4/Carta).

Local Printing Area (Área de impressão local)


„„
Define a área a ser impressa.

Full Screen (1024*768) (Tela cheia): Imprime a tela cheia do monitor (1024*768).
XX

Image Only (Somente imagem): Imprime somente a área da imagem.


XX

7-32
Capítulo 7 Utilitários

Printing Image Adjustment (Ajuste da Impressão de imagem)


„„
Usado para ajustar a qualidade de impressão da imagem. Selecione o tipo de imagem e ajuste
gama, brilho e contraste.

NOTA: isso é suportado apenas por algumas impressoras digitais.

[Figura 7.18 Configuração – Periféricos]

7-33
Manual de operação

User Defined Key (Tecla definida pelo usuário)


Selecione a guia User Defined Key (Tecla definida pelo usuário) na tela Setup (Configuração). Você
pode configurar as funções das teclas e os botões conectados ao equipamento.

 Set / Exit Key Setup (Configuração de tecla Set [Confirmar]/Exit [Sair])

Set / Exit Key Switch (Troca de Tecla Confirmar/Sair)


„„
Defina as funções dos botões para a esquerda e para a direita da esfera de Rolagem (Trackball) no
painel de controle.

Exit/Set (Sair/Confirmar): O botão esquerdo é definido como Exit (Sair) e o direito, como Set
XX
(Confirmar).

Set/Exit (Confirmar/Sair): O botão esquerdo é definido como Set (Confirmar), e o direito, como
XX
Exit (Sair).

 Foot Switch (Pedal)


Defina as funções dos pedais esquerdo e direito. As funções que podem ser definidas são mostradas
abaixo: Freeze (Congelar), Update (Atualizar), Print1 (Impressão 1), Print2 (Impressão 2), Save (Salvar),
Store Clip (Armazenar clipe) e Volume Start (Início do volume).

 User Key Setup (Configuração de tecla do usuário)

User Key (Tecla do usuário)


„„
Usado para atribuir uma função ao botão User (Usuário) do teclado. As funções que podem ser
definidas são mostradas abaixo: None (Nenhum), Update (Atualizar), EFW Measure (Medida PFE),
EFW Result (Resultado PFE), BPD (DBP), HC (CC), AC (CA), FL (CF), APTD (DAPT), TTD (DTT), FTA
(ATF), GS (SG), CRL (CCN), TDI (IDT), Probe Change (Alterar transdutor), Application Change (Alterar
aplicação), Simultaneous (Simultâneo), 2D/C em tempo real, Biopsy (Biópsia) e Change Window
(Alterar janela)

7-34
Capítulo 7 Utilitários

 Measure Key Setup (Configuração de tecla de medida)

Measure Key Setup (Configuração de tecla de medida)


„„
Usado para atribuir uma tarefa de medida à tecla de função do teclado. As funções que podem ser
definidas são mostradas abaixo: HC (CC), AC (CA), FL (CF), APTD (DAPT), TTD (DTT), FTA (ATF), GS
(SG), CRL (CCN) e BPD (DBP).

[Figura 7.19 Configuração – Tecla definida pelo usuário]

7-35
Manual de operação

Miscellaneous (Diversos)
Selecione a guia Miscellaneous (Diversos) na tela Setup (Configuração). Você pode definir E-mail, Texto,
Estado da rede, etc.

[Figura 7.20 Configuração – Diversos]

 E-mail
Insira os detalhes do servidor que este equipamento deve usar para enviar/receber e-mails.

Mail (SMTP) Server (Servidor de e-mail (SMTP))


„„
Defina o servidor de e-mail.

Port No. (Número da porta)


„„
Insira o número da porta.

ID (Identificação)
„„
Define a ID de conexão do servidor de e-mail a ser usado.

Password (Senha)
„„
Define a senha de conexão do servidor de e-mail a ser usado.

 Buzzer Control (Controle de alarme)


Gera um som de alarme quando um botão está em uso.

7-36
Capítulo 7 Utilitários

Buzzer Sound (Som do alarme)


„„
Configure como On (Lig.) ou Off (Desl.) usando a esfera de Rolagem (Trackball). Quando essa
opção estiver ativa, o alarme soará sempre que um botão for usado.

 Control (Controle)

Velocidade da esfera de Rolagem (Trackball) para o modo de varredura


„„
Usado para especificar a velocidade da esfera de Rolagem (Trackball) no modo de varredura.
Selecione entre Slow (Lento), Normal e Fast (Rápido).

Track Ball Speed for Measurement (Velocidade da esfera de Rolagem (Trackball)


„„
para medida)
Usado para especificar a velocidade da esfera de Rolagem (Trackball) durante a medida. Selecione
entre Slow (Lento), Normal e Fast (Rápido). Velocidades menores permitem medidas mais precisas.

 Export Image Compensation (Compensação de imagem a ser


exportada)
Defina o pós-processamento da curva da imagem para usar o serviço DICOM. Clique no botão
Compensation (Compensação) para exibir a janela Compensation (Compensação).

Ajuste Gamma (Gama), Brightness (Brilho) e Contrast (Contraste) usando o controle deslizante de
cada opção. Se a opção Default (Padrão) estiver clicada, as configurações padrão do equipamento
serão restauradas.

Compensação
DICAS!
Ajustar as configurações do pós-processamento da curva para as imagens permite que outros
monitores as exibam da forma mais fiel possível às imagens originais, o que é de diagnóstico
conveniente.

[Figura 7.21 Compensação]

7-37
Manual de operação

 Configuração de rede
Pressione o botão Network Configuration (Configuração de rede); a janela TCP/IP Properties
(Propriedades de TCP/IP) abrirá para permitir a configuração do endereço IP.

[Figura 7.22 Configuração de rede]

7-38
Capítulo 7 Utilitários

Option (Opcionais)
Selecione a guia Option (Opcionais) na tela Setup (Configuração). Define ou libera o uso de software ou
hardware opcional.

[Figura 7.23 Configuração – Opcionais]

* As opções reais podem variar.

7-39
Manual de operação

 Opções(Opcionais)
A lista de softwares opcionais será exibida.

NOTA: para comprar o software opcional, entre em contato com o distribuidor de software.

Option (Opcionais)
„„
Mostra os tipos de softwares opcionais que podem ser instalados no equipamento.

Status
„„
Mostra o estado atual do software opcional.

Not Installed (Não instalado): O hardware não está conectado.


XX

Unregistered (Não registrado): A licença do software ainda não está registrada.


XX

Installed (Instalado): O hardware está instalado, mas ainda não pode ser usado.
XX

Permanent (Permanente): O hardware ou software pode ser usado por um período ilimitado.
XX

Restricted (Restrito): O hardware ou software só pode ser usado por determinado período de
XX
tempo.

Expired (Expirado): O uso do software fica restrito e ele não pode ser usado, pois um período
XX
especificado de uso expirou.

HW Configuration (Configuração de HW)


„„
A lista de hardwares opcionais será exibida. Atualmente, apenas ECG é suportado.
Selecione um item de hardware usando a caixa de seleção. Reinicie o equipamento para concluir
as configurações.

7-40
Capítulo 7 Utilitários

DICOM
Selecione a guia DICOM na tela Setup (Configuração). Usado para configurar a operação do DICOM
(Digital Imaging and Communication in Medicine - Comunicação de Imagens Digitais em Medicina) e o
servidor.

NOTA:
XX
DICOM é um recurso opcional deste equipamento.
XX
Para obter mais informações, consulte o manual do usuário do servidor ou a Declaração de
conformidade DICOM.

[Figura 7.24 Configuração – DICOM]

 Configuração do DICOM
As informações sobre o servidor DICOM usadas pelo equipamento são exibidas.

Você pode alterar as informações ou adicionar ou excluir um servidor. As informações do servidor


são usadas para identificar o DICOM para o equipamento em uma rede. Isso também é usado para
transferir dados para outros servidores DICOM.

NOTA: para as configurações IP Address (Endereço IP), AE Title (Título da entidade) e Port No.
(No. porta), entre em contato com o administrador de rede de sua organização.

7-41
Manual de operação

AE Title (Título da entidade)


„„
Digite o nome da entidade da aplicação (AE, Application Entity) DICOM. O título é usado para
verificar dispositivos que usam DICOM em uma rede. (por exemplo, US1, US2 etc.)

Station Name (Nome da estação)


„„
Insira o nome do equipamento. Junto com o título da entidade, muitas vezes se usa identificar o
equipamento na rede DICOM. (por exemplo, Q31, Q32 etc.)

Port No. (Número da porta)


„„
Digite o número da porta no servidor em uso.

 DICOM Send Format (Formato de envio DICOM)


Especifique o formato de armazenagem para as imagens dos modos 2D ou Cores para as quais serão
utilizados serviços DICOM. Selecione Color (Cor) ou Gray (Cinza) usando o botão de combinação. Se
você selecionar Gray (Cinza), as imagens serão gravadas somente em formato de escala de cinza.

NOTA: as configurações de formato de envio DICOM começam a ser aplicadas no momento em


que uma imagem é gravada. Por exemplo, quando a opção estiver configurada como Gray(Cinza),
a imagem será gravada em imagem em escala de cinza.

 DICOM Compression (Compressão DICOM)


Selecione se você deseja compactar as imagens fixas do serviço DICOM. Selecione Uncompressed
(Descomprimido) ou JPEG Baseline (Linha de base JPEG) usando o botão de combinação. Quando
a opção Uncompressed (Descomprimido) estiver selecionada, as imagens serão salvas sem
compactação.

NOTA: a configuração de compressão DICOM é aplicada no momento em que uma imagem


é gravada. Ou seja, se JPEG Baseline (padrão JPEG) estiver definida, a imagem será compactada
quando for salva.

 Store SR at End of Exam (Armazenagem SR no fim do exame)


Selecione se deseja armazenar SR no fim do exame. Quando você marca a caixa de seleção, SR é
automaticamente armazenado no final do exame. Caso contrário, ele não é armazenado.

7-42
Capítulo 7 Utilitários

 Adição de serviços DICOM


Clique em Add (Adicionar) na tela. Será exibida uma tela na qual você poderá inserir um serviço
DICOM. Depois de adicionar o serviço, clique em Salvar para gravar as informações. Clique em
Cancel (Cancelar) para cancelar.

Services (Serviços)
„„
Selecione o tipo de serviço a ser usado via DICOM. Os servidores DICOM suportados são Storage
(Armazenagem), Print (Impressão), Worklist, PPS, SC e Storage SR (Armazenagem SR).

Alias
„„
Digite o nome do servidor DICOM.

AE Title (Título da entidade)


„„
Digite o título da entidade do servidor DICOM. Consulte o administrador da rede antes de
especificar essa opção.

Transfer Mode (Modo de transferência)


„„
Selecione um método de transferência:

Batch (Lote): Envie todas as imagens gravadas ao clicar na tecla End Exam (Encerrar exame).
XX

Send As You Go (Enviar como prossegue): Envie a imagem sempre que pressionar o botão Save
XX
(Salvar) para gravá-la.

Manual: Envie a imagem selecionada na lista de exames ou no SONOVIEW.


XX

Connect Timeout (Tempo limite da conexão)


„„
A conexão deverá expirar se não houver resposta dentro do período configurado. Você pode
especificar esse período em segundos.

IP Address (Endereço IP)


„„
Digite o endereço IP do servidor em uso. Consulte o administrador da rede antes de especificar
essa opção.

Port No. (Número da porta)


„„
Digite o número da porta no servidor em uso. Consulte o administrador da rede antes de
especificar essa opção.

7-43
Manual de operação

Retry Interval (Intervalo para nova tentativa)


„„
Especifique quanto tempo o equipamento aguardará antes de tentar novamente quando houver
falha da transmissão. Você pode especificar esse período em segundos.

Maximum Retries (Máximo de novas tentativas)


„„
Especifique quantas vezes o equipamento tentará novamente quando a transmissão falhar.

Informações do servidor de armazenagem


Selecione STORAGE (ARMAZENAGEM) em Services (Serviços). Configure o Serviço de armazenagem
de imagem usando DICOM.

[Figura 7.25 Configuração do DICOM – Armazenagem]

Storage Options (Opções de armazenagem)


„„

Send Cine Loops (Enviar loops de cine): Marque esta caixa de seleção para enviar loops de cine.
XX

Include Pixel Spacing (Incluir espaçamento de pixel): além das informações de área usadas em
XX
ultrassonografia, as informações de área usadas em CT ou radiografia também são incluídas. As
medidas podem ser obtidas em um equipamento PACS que não suporta informações de área
ultrassônica.

7-44
Capítulo 7 Utilitários

NOTA: entretanto, somente as imagens nos modos 2D e cor 2D são suportadas. Nos modos dual e
quad, as profundidades das imagens incluídas devem ser idênticas.

Inclui volume 3D: Selecione se devem ser enviados os dados de volume 3D junto com as
XX
imagens 3D.

NOTA: selecione essa opção somente se você usar um serviço de armazenagem que seja
compatível com o formato de dados de volume 3D usado pela Samsung Medison.

VOI LUT Setup (Configuração VOI LUT)


„„
Configure a VOI LUT (Tabela de busca de valor de interesse). Ajuste o brilho e o contraste de uma
imagem DICOM ao salvá-la. A imagem gravada pode ser visualizada com qualquer dispositivo
PACS com o DICOM VOI LUT implementado.

Window Center (Centro da janela): Digite um valor para a configuração da etiqueta DICOM
XX
(0028, 1050). O valor da configuração indica o brilho da imagem exibida pelo serviço de
armazenagem. A imagem ficará mais escura se o valor for definido como 128 ou mais. Observe
que esta função só poderá ser usada quando houver suporte do serviço de armazenagem.

Window Width (Largura da janela): Digite um valor para a configuração da etiqueta DICOM
XX
(0028, 1051). O valor da configuração indica o contraste de uma imagem exibida pelo serviço
Storage (Armazenagem). Em relação a 256, valores mais elevados resultam em menor
contraste. Observe que esta função só estará disponível quando houver suporte do serviço de
armazenagem.

7-45
Manual de operação

Informações do servidor de impressão


Selecione PRINT (IMPRIMIR) em Services (Serviços). Configure o Serviço de impressão usando DICOM.

NOTA:
XX
Só é possível configurar uma impressora conectada à rede DICOM.
XX
Dependendo da impressora, algumas das funções descritas a seguir talvez não estejam
disponíveis. Antes de configurar um serviço de impressão, consulte o manual do usuário da
impressora ou a Declaração de conformidade DICOM.

Color (Cor)
„„
Especifique se é necessário usar cores. Selecione Grayscale (Escala de cinza) ou RGB.

Format (Formato)
„„
Especifique o layout do papel. Selecione uma destas opções 1x1, 1x2, 2x2, 2x3, 3x3, 3x4, 3x5, 4x4,
4x5 e 4x6.

Orientation (Orientação)
„„
Especifique a orientação do papel. Selecione Landscape (Paisagem) ou Portrait (Retrato).

Magnification (Ampliação)
„„
Ao redimensionar uma imagem a ser impressa, especifique a interpolação. Selecione Replicate
(Replicar), Bilinear, Cubic (Cúbico) ou None (Nenhum).

Border Density (Densidade da margem)


„„
Especifique a cor da margem de uma imagem a ser impressa. Selecione Black (Preto) ou White
(Branco).

Empty Density (Densidade vazia)


„„
Especifique a cor de fundo de uma imagem a ser impressa. Selecione Black (Preto) ou White
(Branco).

Min Density (Densidade mín.)


„„
Especifique o brilho mínimo de uma imagem a ser impressa. Se esta opção não for especificada,
será aplicado o valor padrão.

7-46
Capítulo 7 Utilitários

Max Density (Densidade máx.)


„„
Especifique o brilho máximo de uma imagem a ser impressa. Se esta opção não for especificada,
será aplicado o valor padrão.

Medium Type (Tipo de mídia)


„„
Especifique o tipo de material para impressão. Selecione uma destas opções: Papel, Limpar filme,
Filme azul, Filme transp. mamo e Filme azul mamo.

Film Size (Tamanho do filme)


„„
Especifique o tamanho do papel. Selecione entre 8 pol x 10 pol, 5 pol x 11 pol, 10 pol x 12 pol, 10
pol x 14 pol, 11 pol x 14 pol, 11 pol x 17 pol, 14 pol x 14 pol, 14 pol x 17 pol, 24 cm x 24 cm, 24 cm x
30 cm, A4 e A3.

Destination (Destino)
„„
Especifique o caminho do papel. Selecione Magazine (Revista) ou Processor (Processador).

Smoothing Type (Tipo de suavização)


„„
Esta opção só estará disponível quando Magnification (Ampliação) estiver definida como
CUBIC (CÚBICA). Digite um valor para a impressora que está especificado na Declaração de
conformidade DICOM.

Priority (Prioridade)
„„
Especifique uma prioridade para o comando de impressão. Selecione High (Alta), Med (Média) e
Low (Baixa).

Copies (Cópias)
„„
Digite o número de cópias entre 1 e 99.

Configuration Info (Info de configuração)


„„
Insira as informações da impressora. Consulte a Declaração de conformidade DICOM para o valor
da impressora.

7-47
Manual de operação

[Figura 7.26 Configuração do DICOM – Imprimir]

7-48
Capítulo 7 Utilitários

Informações do servidor do Worklist


Selecione WORKLIST (LISTA DE TRABALHO) em Services (Serviços). Configure o Serviço Worklist da
modalidade usando DICOM.

Show
„„ Worklist first when the patient screen opens (Mostrar lista de trabalho
primeiro quando a tela do paciente abrir)
Quando você marcar essa caixa de seleção, a janela Worklist (Lista de trabalho) será exibida
quando você pressionar o botão Patient (Paciente) do painel de controle. Caso contrário, a janela
Study Information (Informações de estudo) será exibida.

Update Method (Método de atualização)


„„
Especifique o método de atualização do Worklist.

Somente sob solicitação do usuário: Atualiza somente quando solicitado pelo usuário.
XX

Para atualizar uma lista de trabalho, na guia Search (Pesquisa) da tela Patient Information
DICAS! (Informações do paciente), selecione Worklist (Lista de trabalho) em Search Source (Pesquisar
fonte) e clique em Search (Pesquisar)

On Startup and Every (Na inicialização e a cada): Atualiza a lista de trabalho quando o
XX
equipamento é iniciado e, depois, regularmente em intervalos específicos.

Scheduled Station AE Title (Título da entidade de aplicação programada)


„„
Especifique a faixa do títulos da entidade de aplicação a ser recuperado no servidor do Worklist
em um hospital.

Any (Qualquer um): recupera a lista de pacientes armazenada em todos os títulos de entidade
XX
do servidor.

This System (Este equipamento): recupera a lista de pacientes no título de entidade


XX
especificada na guia DICOM.

Another (Outro): recupera a lista de pacientes armazenada no título de entidade especificado


XX
pelo usuário.

NOTA: essa opção só estará disponível quando o Servidor do worklist for habilitado.

7-49
Manual de operação

Start Date (Data inicial)


„„
Especifique a faixa de datas a ser pesquisada.

Today (Hoje): recupera a lista de pacientes para a data atual.


XX

Range (Período): recupera a lista de pacientes de 'n' dias antes e 'n' dias depois da data atual.
XX

Past Week (Semana anterior): recupera a lista de pacientes por 7 dias antes da data atual.
XX

Past Month (Mês passado): recupera a lista de pacientes um mês antes da data atual.
XX

Custom Date (Data personalizada): especifica uma certa data e recupera a lista de pacientes
XX
para ela.

[Figura 7.27 Configuração do DICOM – Lista de trabalho]

7-50
Capítulo 7 Utilitários

Informações do servidor PPS


Selecione PPS (Performed Procedure Step, ou etapa do procedimento executado) em Services
(Serviços). Configure o serviço da etapa do procedimento executado da modalidade usando DICOM.

As opções de configuração são as mesmas do servidor de armazenagem.

Always complete exams (Sempre exames completos)


„„
Quando esta caixa de seleção é marcada, os exames são sempre relatados em condição completa.
Se você pressionar o botão Cancel (Cancelar) sem marcar esta caixa de seleção, a mensagem de
cancelamento será enviada ao servidor RIS.

[Figura 7.28 Configuração do DICOM – PPS]

Informações do servidor SC
Selecione SC (Storage Commitment, ou comprometimento de armazenagem) em Services
(Serviços). Configure o Serviço de comprometimento de armazenagem usando DICOM. O serviço de
comprometimento de armazenagem é usado após ser finalizado um diagnóstico e todos os relatórios e
imagens gravados serem transferidos.

Associated Storage Server (Servidor de armazenagem associado)


„„
Selecione um servidor de armazenagem de imagem para se conectar a ele.

[Figura 7.29 Configuração do DICOM – CA]

7-51
Manual de operação

Informações do servidor Armazenagem SR


Selecione Storage SR (Relatório estruturado de armazenagem) em Services (Serviços). Configure o
Serviço de armazenagem do relatório usando DICOM.

As opções de configuração são as mesmas do servidor de armazenagem.

[Figura 7.30 Configuração do DICOM – Armazenagem SR]

 Edição de informações DICOM


Selecione um serviço e clique em Edit (Editar) na tela. Serão exibidas as informações sobre o serviço
selecionado.

Depois de alterar a informação, clique em Save (Salvar) para gravar as alterações. Clique em Cancel
(Cancelar) para cancelar.

 Exclusão do serviço DICOM


Selecione um serviço e clique em Delete (Excluir) na tela. Será exibida uma mensagem de
confirmação. Clique em OK para excluir o serviço selecionado. Clique em Cancel (Cancelar) para
cancelar.

 Teste dos Servidores DICOM


Selecione um serviço e clique em Test (Teste) na tela. A conexão com o serviço selecionado é testada
e os resultados são exibidos nos itens Ping e Verify (Verificar). Se o resultado for Normal, isso
indicará que a conexão está funcionando como deve.

7-52
Capítulo 7 Utilitários

 Gerenciamento de DICOM
Clique em Queue (Fila) na tela para alternar para a tela DICOM Job Status (Status do trabalho do
DICOM). Você pode revisar o status do trabalho atual usando o Job ID (ID do trabalho), Patient ID (ID
do paciente) etc.

A seguir estão descritos os elementos da tela DICOM Job Status (Status do trabalho do DICOM).

1 2 3 4 5 6 7

[Figura 7.31 Status do trabalho do DICOM]

1 Job ID (ID do trabalho): exibe o ID do trabalho.

2 Patient ID (ID do paciente): exibe o ID do paciente.

3 Alias: exibe o alias definido na tela de Configuração do DICOM.

4 Type (Tipo): exibe o tipo de trabalho. Os tipos de trabalho disponíveis são Armazenagem,
Impressão, Armazenagem SR, Início MPPS, Fim MPPS e CMT Armazenagem.

5 Instances (Instâncias): exibe o número de instâncias. Isso denota coisas diferentes dependendo
do tipo de trabalho. Para Armazenagem e Impressão, significa o número de imagens. Para
Armazenagem SR, significa a quantidade de dados da medida. Para MPPS Start (Início MPPS),
será sempre exibido como 0.

7-53
Manual de operação

6 Date/Time (Data/Hora): exibe a data e a hora quando o trabalho foi criado.

7 Status: exibe o estado atual do trabalho.

Status Descrição

Fail (Falha) O trabalho falhou.

Transfer
O trabalho está em andamento.
(Transferência)

Imperfect Trabalho suspenso enquanto está sendo processado. O status será alternado para o
(Imperfeito) estado Ready (Pronto) imediatamente.

Wait (Espera) O trabalho está aguardando execução.

Wait Resp
(Aguarda O trabalho está aguardando resposta.
resposta)

O trabalho está aguardando uma nova tentativa. Isso ocorre quando o trabalho falhou,
Hold (Suspensão)
mas o número máximo de novas tentativas ainda não foi alcançado.

Ready (Pronto) O trabalho está aguardando execução. Isso ocorre quando a rede não está conectada.

O estado de pronto não está concluído. Isso ocorre quando o término de MPPS
Not Ready (Não (Modality Performed Procedure Step, etapa do procedimento executado da
está pronto) modalidade) ocorre antes do início de MPPS. Ou quando um trabalho de Armazenagem
ou Impressão em lote não tiver sido concluído.

Network Status (Status da rede)


„„
Exibe o status de conexão da rede. Quando conectada, será exibido ‘Connected’ (Conectado).
Quando desconectada, será exibido ‘Disconnected’ (Desconectado).

Number of Jobs (Número de trabalhos)


„„
Exibe o número de trabalhos listados na tela DICOM Job Status (Status do trabalho do DICOM).

Log (Registro)
„„
Exibe a janela DICOM Log (Registro do DICOM).

Retry (Repetir)
„„
Executa o trabalho selecionado novamente. Este botão só será habilitado quando o status do
trabalho selecionado for Falha ou Aguarde resp.

7-54
Capítulo 7 Utilitários

Retry All (Repetir todos)


„„
Tenta novamente todos os trabalhos para os quais o status seja Falha.

Delete (Excluir)
„„
Exclui o trabalho selecionado. Este botão só será ativado quando o status do trabalho selecionado
for Fail (Falha), Imperfect (Imperfeito), Wait Resp (Aguarde resp.) ou Not Ready (Não pronto).

Clear (Limpar)
„„
Exclui todos os trabalhos.

 DICOM Log (Registro do DICOM)


Clique em Log (Registrar) na janela DICOM Job Status (Status do trabalho do DICOM) para exibir a
janela DICOM Log (Registro do DICOM). Isso serve para gerenciar o histórico de todos os serviços
DICOM realizados neste equipamento.

Log Settings (Configurações de registro)


„„
Usado para especificar o método de gerenciamento de arquivos de log.

Delete Archived Log Afterwards (Exclui o arquivo de registro compactado após): Usado para
XX
especificar quanto tempo o arquivo de log deve ser mantido. Digite um número de dias. Se o
tempo especificado tiver decorrido depois de o arquivo de registro ser criado, o arquivo será
excluído do equipamento.

Log File Maximum Size (Tamanho máximo do arquivo de registro): Especifique o tamanho
XX
máximo de um arquivo de registro que pode ser arquivado. Insira um número de kilobytes. Um
arquivo de registro maior que o tamanho especificado não será arquivado no equipamento e
excluído imediatamente.

DICOM Log (Registro do DICOM)


„„
Exibe uma lista de arquivos de registro com suas respectivas informações.

Select All (Selecionar todos): seleciona todos os arquivos de registro.


XX

Delete Selected Files (Excluir arquivos selecionados): exclui os arquivos de registro


XX
selecionados.

Copy Selected Files (Copiar arquivos selecionados): copia o arquivo de registro selecionado a
XX
uma mídia de armazenagem externa.

7-55
Manual de operação

View Selected File (Exibir arquivo selecionado): exibe os detalhes do arquivo de registro
XX
selecionado na tela.

Refresh (Atualizar): atualiza as informações de um arquivo de registro.


XX

[Figura 7.32 DICOM Log (Registro do DICOM)]

7-56
Capítulo 7 Utilitários

AutoCalc (Cálculo automático)


Selecione a guia AutoCalc (Cálculo automático) na tela Setup (Configuração). A função AutoCalc
(Cálculo automático) é um recurso do modo Spectral Doppler (Doppler espectral) que realiza cálculos
específicos automaticamente com base nos valores medidos.

NOTA: os itens especificados só serão exibidos na tela quando o botão AutoCalc (Cálculo
automático) do menu de programação for pressionado no modo Spectral Doppler (Doppler
espectral).

[Figura 7.33 Configuração – Cálculo automático]

 AutoCalc. Settings (Configurações de cálculo automático)


Adicione ou remova cálculos automáticos usando as caixas de seleção. Você pode selecionar até seis
valores.

Quando os valores de Peak Systolic Velocity (Pico de velocidade sistólica) e End Diastolic Velocity
(Velocidade diastólica final) forem 0, nem todos os resultados serão exibidos na tela. Além disso, o
valor do resultado para Time Averaged Mean Velocity (Velocidade média do tempo médio) só será
exibido quando a opção Mean Trace (Traçado médio) estiver em ativada.

7-57
Manual de operação

About (Sobre)
Selecione a guia About (Sobre) na tela Setup (Configuração). Serão exibidas as informações sobre a
versão do software do equipamento.

Clique em Detail (Detalhado) para exibir informações mais detalhadas sobre a versão do equipamento.

Clique em View (Visualizar) para ver as informações sobre a licença.

[Figura 7.34 Configuração – Informações]

* A versão do S/W exibido acima pode ser diferente da versão real do equipamento.

7-58
Capítulo 7 Utilitários

Measurement Settings
(Configurações de medida)
Selecione Measure Setup (Configuração de medida) no menu Utility (Utilitário). Especifique
várias opções de configuração para medida. A configuração pode ser modificada dependendo das
preferências ou necessidades específicas.

1. Selecione Measure Setup (Configuração de medida) no menu Utility (Utilitário).

2. Quando a tela Measure Setup (Configuração de medida) for exibida, selecione a guia que contém
a configuração que deseja configurar.

3. Especifique as configurações de cada item.

4. Pressione Close (Fechar) ou Exit (Sair) para concluir.

Seleção de uma guia


DICAS!
Você pode selecionar a guia desejada de duas maneiras. Selecione o método adequado para você.
XX
Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para selecionar uma guia.
XX
Use o botão Ext. Menu (Menu extendido) ou Page (Página) para selecionar uma guia.

7-59
Manual de operação

General (Geral)
Selecione a guia General (Geral) na tela Measure Setup (Configuração da medida). Você pode especificar
as opções básicas de medida.

General (Geral)
Selecione a subguia General (Geral) na guia General (Geral). Você pode especificar as opções básicas
de medida.

[Figura 7.35 Geral - Geral]

 Cursor & Method (Cursor e método)

Line Marker Type (Tipo de marcador de linha)


„„
Especifique a forma do cursor do caliper exibida na tela. As seleções possíveis são Cross Hair (Cruz)
ou Arrow Head (Ponta da seta).

Circ. and area method (Método circunferência e área)


„„
Especifique o método para medir a circunferência e a área. As seleções possíveis são Ellipse
(Elipse) ou Trace (Traço).
Por padrão, o método selecionado será exibido quando o botão Caliper for pressionado. Portanto,
você pode iniciar a medida com mais facilidade ao especificar o método de medida usado com
maior frequência. Para obter mais informações sobre Elipse e Traço, consulte a seção “Medida de
circunferência e área” no "Capítulo 5. Medidas e cálculos".

7-60
Capítulo 7 Utilitários

Apply Auto Resizing Line Marker (Aplicar marcador da linha de redimensionamento


„„
automático)
Selecione se deseja reduzir automaticamente o tamanho do cursor de marcador quando a
distância entre o ponto inicial e o ponto de movimentação é de 50 pixels ou menos no momento
da medida.

 Line Type (Tipo de linha)


Entre as três opções a seguir, selecione o padrão de linha a ser usado ao medir uma distância.

Dotted Line (Linha pontilhada)


„„
Exibe uma linha pontilhada.

Hidden Dotted Line (Linha pontilhada oculta)


„„
Exibe somente os pontos inicial e final da linha.

Hidden Dotted line after SET (Linha pontilhada oculta após SET (Confirmar))
„„
Exibe uma linha pontilhada ao medir e, depois de a linha ser finalizada com o botão Set
(Confirmar), ela desaparecerá.

Seleção do tipo de linha


DICAS!
Se você selecionar Hidden Dotted Line (Linha pontilhada oculta) ou Hidden Dotted Line
after SET (Linha pontilhada oculta após SET (Confirmar)), poderá evitar que as imagens sofram
interferência pela linha de medida.

 Start Point of Measurement (Ponto inicial da medida)


Defina um local indicado pelo cursor. Defina um ponto inicial para a medida.

End Point of the Last (Ponto final da última): o cursor aparece no ponto final da última medida.
XX

Start Point of the Last (Ponto inicial da última): o cursor aparece no ponto inicial da última
XX
medida.

Center of the Region (Centro da região): o cursor aparece no centro da região da imagem.
XX

7-61
Manual de operação

 Display (Exibição)
Especifique os itens a serem exibidos durante a medida. Marque as caixas de seleção dos itens que
você deseja usar.

Show Measured Value in Menu (Mostrar valor medido no menu)


„„
Permite mostrar ou ocultar os valores medidos no menu de medida.

Guideline (Linha guia)


„„

Exibe a linha de guia do Doppler: Define se a linha cruzada será ou não exibida ao medir vários
XX
itens no espectro do estado congelado. Essa função é útil para estimar grosseiramente o valor.

Exibe a linha guia do modo M: Define se a linha cruzada será ou não exibida ao medir vários
XX
itens no estado congelado do modo M. Essa função é útil para estimar grosseiramente o valor.

Clear Function on UnFreeze (Limpar função após o descongelamento)


„„

Clear Measured 2D Mode Results On UnFreeze (Apagar resultado de medida do modo 2D após
XX
o descongelamento da imagem): Especifique se os resultados da medida devem ser removidos
da tela ao alternar para o modo de varredura após executar as medidas no modo 2D.

Clear Measured M/D Mode Results On UnFreeze (Apagar resultado de medida do modo M/D
XX
após o descongelamento da imagem): Define se o resultado da medida da tela será ou não
excluído ao trocar para o modo de varredura depois de executar as medidas no modo M e
Doppler.

Measurement Unit (Unidade de medida)


„„
Especifique as unidades de medida. Para um objeto pequeno, é mais conveniente usar ‘mm’ em
Dist. Quando o fluxo sanguíneo é rápido, é melhor usar ‘m/s’ em Vel.

Dist.: Selecione uma escala em cm ou mm para a unidade de distância, área e volume.


XX

Vel.: Seleciona as unidades de velocidade – cm/s ou m/s.


XX

NOTA: todos os valores de resultado que foram medidos até agora serão excluídos se as unidades
de medida forem alteradas.

7-62
Capítulo 7 Utilitários

Measurement Results (Resultados da medida)


„„

Transparent BK color (Cor de fundo transparente): Define uma cor de fundo transparente.
XX

Quantidade de resultados exibidos: Especifique o número de medidas exibidos na caixa de


XX
resultados. Isso se aplica aos resultados da medida básicos para todas as aplicações, exceto
para obstetrícia, cardíaco, vascular, urologia e coração fetal.

NOTA: use a guia Setting (Configuração) de cada aplicativo para definir o número de resultados da
medida exibidos para obstetrícia, cardíaco, vascular, urologia e eco fetal.

Calc Menu (Cálc. menu)


Selecione a subguia Calc Menu (Cálc. menu) na guia General (Geral). Nessa guia, é possível personalizar
o menu de cálculo.

NOTA:
XX
Você pode criar até quatro novas guias de menu.
XXOs menus de guia padrão não podem ser excluídos nem alterados.

A tela Calc Menu Designer (Criador do menu de cálculo) consiste no seguinte:

Select Calc Package (Selecionar pacote de cálculos)


„„
Os pacotes de cálculo são mostrados na lista suspensa. Selecione o pacote de cálculos que deseja
editar.

Check Calc Tabs (Verifique guias de Cálc.)


„„
Exibe as guias de menu do pacote de cálculo que foi selecionado em Select Calc Package
(Selecionar pacote de cálculos).
Quando uma guia de menu é selecionada, uma borda laranja é colocada ao redor dela.

Calc Menu Preview (Visualizar menu Cálc.)


„„
Exibe os cálculos que estão atualmente disponíveis na guia de menu que foi selecionada em
Check Calc (Verificar cálculo). Clique em + para exibir todos os itens de submedida.

7-63
Manual de operação

Available Menu List (Lista de menu disponível)


„„
Exibe todos os cálculos que são suportados pelo pacote de cálculos selecionado. Clique em + para
exibir os itens de submedida.
Configure o menu de cálculo da seguinte maneira:

1. Selecione uma aplicação em Select Calc Package (Selecionar pacote de cálculo).

2. Selecione uma guia de menu em Check Calc Tabs (Verifique guias de Cálc.). Uma borda
amarela é colocada ao redor da guia de menu selecionada. O conteúdo da guia de menu
selecionada é mostrado em Calc Menu Preview (Visualizar menu Cálc.).

3. Configure a guia de menu.

Alteração da ordem de guias de menu: Selecione uma guia de menu e altere a ordem usando os
XX
botões e à direita da lista.

Mostrar/ocultar guia de menu: Marque as caixas de seleção das guias de menu que deseja usar.
XX
Selecione pelo menos uma guia de menu.

New Menu Tab (Nova guia de menu): Para criar uma cópia da guia de menu selecionada, clique
XX
em Copy (Copiar). Para criar uma nova guia de menu, clique em New (Novo).

Rename Menu Tab (Renomear guia de menu): Clique em Rename (Renomear).


XX

Delete Menu Tab (Excluir guia de menu): clique em Delete (Excluir).


XX

Factory (Fábrica): Restaura as configurações padrão de fábrica.


XX

4. Configure os cálculos.

Alteração da ordem de cálculos: Use os botões


XX e à direita.

Add Calculation (Adicionar cálculo): Selecione um cálculo em Available Menu List (Lista de
XX
menus disponíveis) e clique em .

Delete Calculation (Excluir cálculo): Selecione um cálculo e clique em


XX .

Selecionar um cálculo na Available Menu List (Lista de menus disponíveis) que tem o símbolo ‘+’
DICAS! também seleciona todos os subcálculos que pertencem ao cálculo em questão. No entanto, você
não pode adicionar o pacote de cálculos inteiro.

7-64
Capítulo 7 Utilitários

[Figura 7.36 Geral – Cálc. menu]

7-65
Manual de operação

Report (Relatório)
Selecione a guia Report (Relatório) na guia General (Geral). Aqui, é possível definir os itens
relacionados ao relatório de medida e imprimir.

[Figura 7.37 Geral - Relatório]

 Use SonoReport (Usar SonoReport)


O formato fornecido pelo SonoReport é usado em vez do formato de relatório fornecido pela
Samsung Medison. Quando a caixa de seleção está marcada, pressionar o botão Report (Relatório)
do painel de controle ao realizar uma medida obstétrica ou ginecológica acessa a tela SonoReport.

NOTA: é preciso ter um programa fornecido pela SonoReport para usar esta função. Para obter
informações detalhadas, entre em contato com o departamento de atendimento ao cliente da
Samsung Medison de sua região.

 Report Header (Cabeçalho do relatório)


Especifique as opções de cabeçalho para os relatórios. Você pode especificar vários itens, que serão
exibidos em todos os relatórios de medidas.

Hospital Info. (Informações do hospital)


„„
São informações sobre o hospital em que o equipamento está instalado.

Patient Info. (Informações do paciente)


„„
Informações sobre o paciente.

Others (Outros)
„„
Estas informações estão relacionadas a outros comentários.

7-66
Capítulo 7 Utilitários

 Measurement Result (Resultado da medida)

Measurement Result Type (Tipo de resultado da medida)


„„
Usado para especificar o método de cálculo de valores de medida nos relatórios.

Average (Média): Gera a média das três últimas medidas mais recentes.
XX

Last (Última): Mostra o último valor de medida.


XX

Max (Máx.): Mostra o maior valor de medida.


XX

Min (Mín.): Mostra o menor valor de medida.


XX

 OB / FH Header Layout (Layout do cabeçalho de OB/FH)


Especifique os itens a serem exibidos no cabeçalho dos relatórios de medida de Eco fetal ou
obstétricos. É possível selecionar vários itens.

7-67
Manual de operação

Data Transfer (Transferência de dados)


Selecione a subguia Data Transfer (Transferência de dados) na guia General (Geral). Aqui, você pode
definir o método de transferência de dados etc.

[Figura 7.38 Geral – Transferência de dados]

 Serial Transfer (Transferência serial)


Especifique o formato nos quais eles serão transferidos. Selecione Text Format (Formato de texto)
ou XML Format (Formato XML).

Esse equipamento usa um cabo serial USB RS-232C para transferir dados. Selecione o formato XML
para transferir dados com ferramentas de criação de relatórios, como Astraia, Sonoultra e ViewPoint.

 User Table Backup and Restore (Backup e restauração da tabela do


usuário)
Usado para fazer backup de uma tabela criada pelo usuário ou restaurar uma tabela cujo backup
foi feito anteriormente no equipamento. Clique em Backup ou Restore (Restaurar) e especifique as
opções desejadas.

 DICOM SR Format (Formato de SR DICOM)


General Report (Relatório padrão): Esse é o formato padrão.
„„

ViewPoint (Ponto de exibição): Esse é o formato de dados de ViewPoint (Ponto de exibição).


„„

7-68
Capítulo 7 Utilitários

Caliper (Medida)
Selecione a subguia Caliper (Medida) na guia General (Geral).

Especifique se as informações adicionais serão exibidas em conjunto com valores de medida


básicos quando estes forem acionados ao se pressionar o botão Caliper (Medida). Se essa opção for
selecionada, as informações adicionais também serão gravadas e apresentadas junto com os resultados
da medida.

Se a opção Application (Aplicação) estiver definida em Cardiac (Cardíaca), os itens D Velocity (D


velocidade), D A/B e D Trace (D Traço) serão alterados.

NOTA: a configuração Cardiac (Cardíaco) só poderá ser usada quando o ajuste do transdutor for
Cardiac (Cardíaco) ou Pediatric Cardiology (Cardiologia pediátrica).

Display (Exibição)
„„
Usado para especificar o número de linhas a serem usadas para exibir resultados de medida na
tela quando medidas básicas forem realizadas no modo 2D, M ou D.

[Figura 7.39 Geral - Medida]

7-69
Manual de operação

OB
Selecione a guia OB na tela Measure Setup (Configuração de medida) e defina as configurações
relacionadas a medidas obstétricas.

General (Geral)
Selecione a subguia General (Geral) na guia OB. Você pode especificar as opções básicas de medida OB.

[Figura 7.40 OB – Geral]

 Percentile Information (Informações de percentil)

Show Percentile Information (Mostrar as informações de percentil)


„„
Marque a caixa de seleção se desejar usar as informações de percentil.

Percentile Criteria (Critério de percentil)


„„
Selecione um valor que será usado para cálculo do percentil.
GA by LMP (IG por DUM): a IG é calculada com base na DUM materna.
XX
Estab. Due Date (Data prov. parto): a IG é calculada com base na Data prov. parto nas Patient
XX
Information (Informações do paciente).
USA (US Average): a IG é calculada ao usar os valores médios (IG média do US) de várias
XX
medidas de ultrassom.

7-70
Capítulo 7 Utilitários

Rank Information Method (Método de informações de classificação)


„„
Especifique como as informações da faixa de crescimento serão exibidas. As informações da faixa
de crescimento podem ser usadas para observar anormalidades e o desenvolvimento fetal.

Standard Deviation (Desvio padrão): o desvio-padrão internacional é usado para indicar o


XX
desenvolvimento fetal. O desenvolvimento fetal e a anormalidade são observados com base
em SD = 0, que indica o desenvolvimento padrão.

Percentil: O desenvolvimento fetal é indicado em percentil. O desenvolvimento fetal e a


XX
anormalidade são observados com base em 50%, que indica o desenvolvimento padrão.

Barra (gráfico): O percentil é exibido em um gráfico de barras. Essa opção está disponível
XX
somente com relatórios OB. A cor verde indica faixa normal de desenvolvimento, enquanto a
cor vermelha indica faixa de desenvolvimento anormal.

 Fetal Weight Unit (Unidade de peso fetal)


Especifique as unidades para medida do peso fetal. É possível selecionar a unidade principal e a
unidade secundária para exibir resultados de medida. A unidade primária pode ser Gramas [g] ou lb
+oz (libra + onça), à esquerda. A unidade secundária pode ser selecionada à direita. Uma unidade já
especificada como unidade principal não pode ser usada.

"lb +oz" é uma unidade que combina libra e onças, e "Nenhuma" indica que não foi usada nenhuma
unidade.

 Clear Function on UnFreeze (Limpar função após o descongelamento)


Esta função é aplicada à obstetrícia apenas.

Clear
„„ Measure 2D Mode Result On Unfreeze (Apagar resultado de medida do
modo 2D após o descongelamento da imagem)
Marque a caixa de seleção para excluir os resultados do modo 2D quando Unfreeze
(Descongelamento) estiver selecionado.

Clear
„„ Measure M/D Mode Result On UnFreeze (Apagar resultado de medida do
modo M/D após descongelar a imagem)
Marque a caixa de seleção para excluir os resultados do modo M ou D quando UnFreeze estiver
selecionado após a medida.

7-71
Manual de operação

 Number of Measure Results Displayed (Número de resultados exibidos)

Number of Results Displayed (Número de resultados exibidos)


„„
Especifique o número de linhas de medidas OB exibidos na tela de resultados.

 OB Doppler Results (Resultados de Doppler OB)


Especifique os resultados de medida de Doppler a serem exibidos quando a medida OB for realizada
no modo Doppler. Use as caixas de seleção para marcar suas opções. No entanto, PSV (VPS) e EDV
(VDF) não podem ser desmarcados.

 OB Measurement Result (Resultado da medida OB)

Measurement Result Type (Tipo de resultado da medida)


„„
Usado para especificar o tipo de resultado de medidas. Selecione o valor Avg (Méd.), Last (Último),
Max (Máx.) ou Min (Mín.).

EDD (DPP)
„„
Marcar a caixa de seleção exibirá a DPP ao medir um item OB.

7-72
Capítulo 7 Utilitários

Tables (Tabelas)
Selecione a subguia Tables (Tabelas) na guia OB. Você pode especificar referências, como tabelas e
equações de referência que cada item de medida usará.

[Figura 7.41 OB - Tabelas]

Items (Itens)
„„
Esta configuração é destinada para medida da idade gestacional (IG) e tamanho fetal
(Crescimento). Selecione os itens na seguinte ordem:

1. Selecione um item de medida na lista à esquerda.

2. Selecione um tipo de referência da tabela IG e da tabela de Crescimento.

3. Selecione uma referência na lista à direita.

Fetal Weight (Peso fetal)


„„
Esta configuração é destinada para medida do Peso fetal estimado (PFE). Selecione os itens na
seguinte ordem:

Selecione o método de medida de PFE pela equação e pelo crescimento do peso fetal
XX
estimado.

Selecione uma referência na lista.


XX

7-73
Manual de operação

Adicionar referência
„„

NOTA:
Observe as instruções a seguir ao adicionar uma referência de tabela. Se essas condições não forem
atendidas, será exibida uma mensagem de advertência e a referência não será gravada.
XX
Insira pelo menos três tipos de dados.
XX
Se não houver valores mínimo e máximo, selecione Value Only (Somente valor) para Table
Type (Tipo de tabela).

1. Pressione . Será exibida a janela User Reference (Referência do usuário).

2. Digite um nome e uma descrição para uma nova referência.

3. Especifique o tipo de referência como Table (Tabela) ou Equation (Equação).

NOTA: a EFW Equation (Equação PFE) só pode definir a Equation (Equação), e o EFW Growth
(Crescimento PFE) só pode definir a Table (Tabela) como tipo de referência.

4. Clique em OK para seguir à próxima etapa. A tela Editor aparecerá. Clique em Cancel (Cancelar)
para cancelar.

5. Digite uma referência.

6. Clique em Save (Salvar) para salvar as informações. Clique em Cancel (Cancelar) para cancelar.

7. Clique em OK para concluir. Clique em Cancel (Cancelar) para cancelar.

[Figura 7.42 Referência do usuário]

7-74
Capítulo 7 Utilitários

Adicionar tabela de referência


DICAS!
Se você clicar no botão de ponto de interrogação, as fontes das referências serão exibidas. Clicar no
botão com o ponto de interrogação uma segunda vez para ocultar as fontes novamente.

[Figura 7.43 Tabela do usuário]

Unit Information (Informação de unidade)


A Unit (Unidade) da referência selecionada, como Input (Entrada), Output (Saída), SD (DP), entre
outras, é exibida.
Table type (Tipo de tabela)
Selecione o tipo de tabela da referência selecionada. Para Growth Table (Tabela crescimento), o SD
(DP) (Desvio-padrão) é exibido.
XX
Range Type (Tipo de faixa): defina os valores mínimo e máximo da referência selecionada
e exiba-os em uma tabela. O valor de SD (DP) varia de acordo com a faixa selecionada pelo
usuário.
XX
Value Only (Somente valor): somente os valores de medida inseridos pelo usuário são exibidos,
independentemente da faixa de valor mínimo, máximo e DP.
Other (Outro)
XX
Show In Days (Mostrar em dias): quando a caixa de seleção estiver marcada, a unidade da tabela
será alterada de ds (dia útil) para d (dia).
XX
Cursor Movement for the Enter key (Movimento do cursor para a tecla Enter): especifique a
direção do movimento do cursor quando a tecla Enter do teclado for pressionada enquanto a
tabela estiver sendo editada. Selecione entre Right (Direita), Down (Para baixo) e Edit (Editar).

7-75
Manual de operação

Adição da equação de referência


DICAS!
Se uma referência for exibida em uma equação, o seguinte deverá ser inserido:
Equation (Equação)
Digite uma equação de referência. Use a calculadora de medida exibida no canto direito inferior.
Input Value Ranges (Faixas de valores de entrada)
Digite as faixas mínima (Baixo) e máxima (Alto) da referência selecionada.
Tolerance Information (Informação de tolerância)
Selecione a tolerância entre w ou d.

[Figura 7.44 Equação do usuário]

Exibir e modificar referências


„„

1. Em Selection (Seleção), selecione um ajuste.

2. Pressione . A tela Editor será exibida.

3. Visualize ou edite referências.

Medida Sequencial PFE (Peso Fetal Estimado)


„„

NOTA: essa configuração é necessária quando você define EFW Measure (Medida de PFE) para
User Key (Tecla de usuário) em Utility (Utilitário) > Setup > (Configuração) > (Tecla definida pelo
usuário) > User Key Setup(Configuração de tecla do usuário). As configurações são aplicadas
quando PFE é medido pressionando-se o botão User (Usuário).

Configure a ordem das medias de PFE a serem realizadas quando o botão User (Usuário) for
pressionado. Selecione uma medida usando a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set
(Confirmar) e altere sua posição usando as setas.

7-76
Capítulo 7 Utilitários

Calc & Graph (Cálculo e gráfico)


Selecione a subguia Calc & Graph (Cálc. & Gráfico) na guia OB. Você pode especificar as configurações
de cálculo e gráficos.

Auto calculations (Cálculos automáticos)


„„
Especifique um item que será calculado automaticamente. Por exemplo, se a caixa de seleção
MAD (Diâmetro Abdominal Médio) estiver marcada quando APD (Diâmetro Ântero-Posterior) e
TAD (Diâmetro Abdominal Transverso) forem medidos, as medidas serão usadas para calcular o
MAD automaticamente e exibir o resultado na tela. Os resultados do cálculo automático podem
afetar as informações de IG e EDD.

Ratio calculations (Cálculos de relação)


„„
Especifique um item de medida para o qual a relação será calculada. Por exemplo: se a caixa
de seleção FL/BPD for selecionada, quando FL e BPD forem medidos, a relação entre eles será
calculada e exibida na tela. Essa relação também é exibida no relatório.

Trend graph (Gráfico de evolução)


„„
Especifique se você deseja incluir um gráfico para determinado item ou relação em um relatório
obstétrico. Pressione , e a tela Editor (Editor) do gráfico selecionado será exibida.

[Figura 7.45 Calc & Graph (Cálculo e gráfico)]

7-77
Manual de operação

Cardiac (Cardíaco)
Selecione a guia Cardiac (Cardíaco) na tela Measure Setup (Configuração de medida) e defina as
configurações relacionadas a medidas cardíacas.

 Cursor & Method (Cursor e método)

Circ. and area method (Método circunferência e área)


„„
Especifica como uma circunferência e uma área são medidas em uma imagem cardíaca 2D. As
seleções possíveis são Ellipse (Elipse) ou Trace (Traço).

LV Volume Method (Método de volume LV)


„„
Selecione o método de medida para o volume do ventrículo esquerdo entre Teichholz, Cubed (Em
cubo) e Gibson. Para obter mais informações sobre a fórmula de cálculo, consulte o manual de
referência.

 Cardiac Measurement Result (Resultado de medida cardíaca)

Measurement Result Type (Tipo de resultado da medida)


„„
Usado para especificar o tipo de resultado de medidas. Selecione o valor Avg (Méd.), Last (Último),
Max (Máx.) ou Min (Mín.).

 Number of Measure Results Displayed (Número de resultados exibidos)

Number of Results Displayed (Número de resultados exibidos)


„„
Especifique o número de medidas exibidos na caixa de resultados.

7-78
Capítulo 7 Utilitários

 Type of Derived Calc Results Displayed (Tipo de resultados de cálculo


derivado exibidos)
Usado para especificar o método de exibição do resultado de medidas. Selecione Brief (Breve) para
uma exibição breve e Detailed (Detalhado) para uma exibição detalhada.

[Figura 7.46 Configuração cardíaca]

7-79
Manual de operação

Vascular
Selecione a guia Vascular na tela Measure Setup (Configuração da medida). Você pode especificar
configurações vasculares para a medida vascular.

[Figura 7.47 Configuração vascular]

 A/B Ratio (Relação A/B)


Especifique cada velocidade de pico individual para a qual será calculada uma relação entre A e B.

 ICA/CCA Ratio (Relação ACI/ACC)


Especifique cada item de medida individual que será usado para a relação ACI/ACC.

 Doppler Results (Resultados Doppler)


Defina os itens de medida do doppler que serão exibidos com os resultados da medida.

7-80
Capítulo 7 Utilitários

 Vascular Measurement Result (Resultado da medida vascular)

Measurement Result Type (Tipo de resultado da medida)


„„
Especifique o método de medida. Selecione o valor Avg (Méd.), Last (Último), Max (Máx.) ou Min
(Mín.).

 Number of Measure Results Displayed (Número de resultados exibidos)

Number of Results Displayed (Número de resultados exibidos)


„„
Defina o número de linhas em que devem ser exibidas os resultados da medida.

7-81
Manual de operação

Urology (Urologia)
Selecione a guia Urology (Urologia) na tela Measure Setup (Configuração de medida). Você pode
especificar configurações urológicas para a medida urológica.

[Figura 7.48 Configuração de urologia]

 Volume Method (Método de volume)


Especifique uma equação que será usada para cálculo do volume.

3 Distances (3 Distâncias): o valor de volume é calculado usando-se três diâmetros nos planos
XX
longitudinais e transversais. (4 / 3 x π x A/2 x B/2 x C/2)

3 distâncias x fator: O volume é calculado usando-se três diâmetros dos planos longitudinais e
XX
transversais, além de um valor de fator (F) inserido pelo usuário. (A x B x C x Fator)

Ellipsoid (Elipsoide): O valor do volume é calculado usando-se o comprimento dos eixos principal
XX
e lateral. (4/3 x π x Principal/2 x (Lateral/2)2)

Sum of 20 Disks (Soma de 20 discos): O valor do volume é calculado somando-se as áreas nos 20
XX
planos paralelos. (d/20 x (A1 + A2 + ... A20), d: a soma das distâncias entre os discos)

7-82
Capítulo 7 Utilitários

NOTA: 3 Distances (3 Distâncias): A = 1st Dia. (1º diâm.) ; B = 2nd Dia. (2º diâm.) ; C = 3rd Dia. (3º diâm.)
O valor do fator é definido como "0,523" por padrão. Quando o valor precisar ser alterado,
recomenda-se um valor entre 0 e 1 (0 < fator <= 1).

 Predicted PSA correction factor (Fator de correção previsto do PSA)


Especifique o fator de correção previsto do antígeno específico da próstata (AES) para a medida do
volume de WG e Zona T. O valor padrão é 0,12.

 Urology Measurement Result (Resultado de medida de urologia)

Measurement Result Type (Tipo de resultado da medida)


„„
Especifique o método de medida. Selecione o valor Avg (Méd.), Last (Último), Max (Máx.) ou Min
(Mín.).

 Number of Measure Results Displayed (Número de resultados exibidos)

Number of Results Displayed (Número de resultados exibidos)


„„
Defina o número de linhas em que devem ser exibidos os resultados da medida de urologia na
tela.

7-83
Manual de operação

Fetal Heart (Coração fetal)


Selecione a guia Fetal Heart (Coração fetal) na tela Measurement Setup (Configuração da medida). Aqui,
é possível definir os itens relacionados à medida de coração fetal.

[Figura 7.49 Configuração do coração fetal]

 Cursor & Method (Cursor e método)

Circ. And area method (Método circ/área)


„„
Especifica como uma circunferência e uma área são medidas em uma imagem cardíaca fetal 2D.
As seleções possíveis são Ellipse (Elipse) ou Trace (Traço).

LV Volume Method (Método de volume LV)


„„
Especifique como o volume do ventrículo esquerdo é medido. Para obter mais informações sobre
a fórmula de cálculo, consulte o manual de referência.

7-84
Capítulo 7 Utilitários

 FH Measurement Result (Resultado da medida Frequência Cardíaca)

Measurement Result Type (Tipo de resultado da medida)


„„
Especifique o método de medida. Selecione o valor Avg (Méd.), Last (Último), Max (Máx.) ou Min
(Mín.).

 Number of Measure Results Displayed (Número de resultados exibidos)

Number of Results Displayed (Número de resultados exibidos)


„„
Especifique o número de medidas exibidos na caixa de resultados.

7-85
Manual de operação

Storage Manager (Gerenciador de


armazenamento)
Selecione Storage Manager (Gerenciador de armazenamento) no menu Utility (Utilitário). Serão
exibidas todas as unidades de disco habilitadas no equipamento. São exibidos o tipo de unidade, o
espaço disponível e o espaço total.

O Gerenciador de armazenamento é um programa que lhe permite gerenciar vários dispositivos de


armazenagem conectados ao equipamento. Você pode remover, formatar ou atualizar um disco, se
você marcar a caixa de seleção na frente do símbolo da unidade.

NOTA: você não pode remover, formatar ou atualizar uma unidade habilitada no computador
dentro do equipamento.

Clique em Exit (Sair) na tela ou pressione Exit no painel de controle para sair de Storage Manager
(Gerenciador de armazenamento).

[Figura 7.50 Gerenciador de armazenamento]

7-86
Capítulo 7 Utilitários

Refresh (Atualizar)
„„
Atualiza a exibição na tela de toque para mostrar as unidades atualmente conectadas ao
equipamento.

NOTA: ao usar o Gerenciador de armazenamento, clique em Refresh (Atualizar) para atualizar as


informações.

Eject / Remove (Ejetar / remover)


„„
Desconecta a unidade selecionada.

NOTA: antes de desplugar uma unidade de memória USB Flash, não deixe de desconectá-la
usando o botão Eject/Remove (Ejetar / remover).

Format (Formatar)
„„
Inicializa a unidade selecionada. Na janela Format (Formatar), você pode inicializar várias
configurações. Clique em Start (Iniciar) para iniciar. Clique em Close (Fechar) para cancelar.

NOTA: no caso de DVD+RW ou DVD-RW, o espaço livre pode ser exibido como ‘O bytes’ após a
formatação. Este é um erro do Windows™ e não significa que a mídia inserida atualmente não pode
ser usada.

7-87
Manual de operação

Menu Edit (Editar Menu)


Selecione Menu Edit (Editar Menu) no menu Utility (Utilitário). A tela Menu Edit (Editar Menu) será
exibida. Nessa tela, é possível configurar o layout do menu de programação de cada modo.

 Tela Menu Edit (Editar Menu)


A tela Menu Edit (Editar Menu) consiste no seguinte:

4
[Figura 7.51 Menu Edit (Editar Menu)]

1 Guia Mode (Modo): Os modos configuráveis são exibidos no formato de guia. Selecione a guia
que deseja configurar usando a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) no
painel de controle. A guia selecionada é destacada em amarelo.

2 Menu Item List (Lista de itens de menu): Exibe as opções de menu que estão disponíveis
no modo selecionado. Use a esfera de Rolagem (Trackball) e o botão Set (Confirmar) para
selecionar um item da lista. O item selecionado é destacado em amarelo. Os seguintes itens
podem ser selecionados para cada modo.

7-88
Capítulo 7 Utilitários

Mode (Modo) Item

2D Image Size (Tamanho da Needle Mate (Encaixe de DMR+


imagem 2D) agulha) Ext. Res. (Res. ext.)
Ângulo (10 etapas) Needle Enhance (Realce da Frequency (Frequência)
Chroma Map (Mapa de agulha) Harmonic (Harmônica)
cores) Needle ROI (ROI da agulha) Inverter direita/esquerda
DMR+ Index (Índice DMR+) Post Curve (Pós- M Line (Linha M)
Dynamic Range (Faixa processamento da curva) Pulse Inversion (Inversão de
dinâmica) Power (Potência) pulso)
Edge Enhance (Realce de Reject Level (Nível de Spatial Compound
contornos) rejeição) (Composição espacial)
Modo 2D
Focus (Foco) Rotation (Rotação) SRF
Frame Avg (Média de Scan Area (Área de Trapezoidal
quadros) varredura) U/D Flip (Inverter para
Frame Rate (Taxa de SRF Index (Índice SRF) cima/para baixo)
quadros) Tissue (Tecido) Write Zoom (Zoom de
FSI 2D/C em tempo real escrita)
Mapa cinza Change Window (Alterar Página ant./seg.
Line Density (Densidade da janela)
linha) Chroma Map (Mapa de
cores)

Balance (Equilíbrio) Line Density (Densidade da Filtro


Baseline (Linha de base) linha) Harmonic (Harmônica)
Color Format (Formato Power (Potência) M Line (Linha M)
colorido) Escala IDT
C Mode
Color Map (Mapa de cores) Sensibilidade Write Zoom (Zoom de
(Modo C)
Color Mode (Modo de cor) Steer (Inclinação) escrita)
Frame Avg (Média de 2D/C em tempo real Página ant./seg.
quadros) Color Invert (Inverter cores)
Frequency (Frequência)

Balance (Equilíbrio) Line Density (Densidade da Color Invert (Inverter cores)


Baseline (Linha de base) linha) Filtro
Color Format (Formato Power (Potência) Harmonic (Harmônica)
colorido) Escala M Line (Linha M)
PD Mode
Color Map (Mapa de cores) Sensibilidade IDT
(Modo PD)
Color Mode (Modo de cor) Steer (Inclinação) Write Zoom (Zoom de
Frame Avg (Média de PD Mode (Modo PD) escrita)
quadros) 2D/C em tempo real Página ant./seg.
Frequency (Frequência)

7-89
Manual de operação

Mode (Modo) Item

Balance (Equilíbrio) Color Mode (Modo de cor) Filtro


Baseline (Linha de base) Power (Potência) Harmonic (Harmônica)
Frame Avg (Média de Escala M Line (Linha M)
quadros) Sensibilidade IDT
TDI Mode Frequency (Frequência) Steer (Inclinação) Write Zoom (Zoom de
(Modo IDT) Line Density (Densidade da 2D/C em tempo real escrita)
linha) Color Invert (Inverter cores) Página ant./seg.
Color Format (Formato
colorido)
Color Map (Mapa de cores)

Ângulo (10 etapas) Post Curve (Pós- Auto Calc (Cálculo


AutoCalc Direction (Direção processamento da curva) automático)
do cálculo automático) Power (Potência) Chroma Map (Mapa de
Baseline (Linha de base) Escala cores)
Chroma Map (Mapa de Spectrum Ehn. (Realce Doppler Avg (Méd.
cores) Espectro) Doppler)
PW Mode
Display Format (Formato de Spectrum Type Doppler Invert (Inverter DP)
(Modo PW
exibição) Steer (Inclinação) Filtro
(pulsado))
Dynamic Range (Faixa Velocidade Mean Trace (Traçado
dinâmica) SV Size (Tamanho do médio)
Frequency (Frequência) volume da amostra) Simultaneous (Simultâneo)
Mapa cinza Ângulo (60 etapas) TDW (ODT)
Loop Size (Tamanho do Página ant./seg.
loop)

Ângulo (10 etapas) Escala Doppler Invert (Inverter DP)


AutoCalc Direction (Direção Spectrum Ehn. (Realce Filtro
do cálculo automático) Espectro) Mean Trace (Traçado
Baseline (Linha de base) Spectrum Type médio)
Chroma Map (Mapa de Velocidade TDW (ODT)
CW Mode cores) Ângulo (60 etapas) Página ant./seg.
(Modo CW Display Format (Formato de Auto Calc (Cálculo
(contínuo)) exibição) automático)
Dynamic Range (Faixa Chroma Map (Mapa de
dinâmica) cores)
Loop Size (Tamanho do Doppler Avg (Méd.
loop) Doppler)
Power (Potência)

7-90
Capítulo 7 Utilitários

Mode (Modo) Item

Ângulo (10 etapas) Power (Potência) Chroma Map (Mapa de


AutoCalc Direction (Direção Escala cores)
do cálculo automático) Spectrum Ehn. (Realce Doppler Avg (Méd.
Baseline (Linha de base) Espectro) Doppler)
Chroma Map (Mapa de Spectrum Type Doppler Invert (Inverter DP)
cores) Steer (Inclinação) Filtro
Modo ODT Display Format (Formato de Velocidade Mean Trace (Traçado
exibição) SV Size (Tamanho do médio)
Dynamic Range (Faixa volume da amostra) TDW (ODT)
dinâmica) Ângulo (60 etapas) Auto Calc (Cálculo
Frequency (Frequência) automático)
Loop Size (Tamanho do Página ant./seg.
loop)

Chroma Map (Mapa de M Edge Enhance (Realce de Anatomical M (M


cores) contornos M) anatômico)
Display Format (Formato de Post Curve (Pós- Chroma Map (Mapa de
exibição) processamento da curva) cores)
M Mode
Dynamic Range (Faixa Power (Potência) Harmonic (Harmônica)
(Modo M)
dinâmica) Reject Level (Nível de Negative (Negativo)
Mapa cinza rejeição) Página ant./seg.
Loop Size (Tamanho do Velocidade
loop)

Cine Speed (Velocidade de Cine/Loop Trim Last Pos (Última


cine) Cine Save (Salvar cine) posição de corte)
Freeze Corte Primeira Cine Play (Reprodução de Página ant./seg.
(Congelar) Trim Last (Fim do corte) cine)
Auto IMT (Esp.Med-Int. Trim First Pos (Posição
automático) inicial de corte)

3 Edit and Preview Area (Área de edição e visualização): usado para posicionar o item que foi
selecionado na lista de itens de menu. Selecione um botão ou o botão será ativado assim que for
selecionado.

4 Menu de programação

Mode Select (Seleção do modo): usado para alterar a guia de modo. Selecione um modo girando
XX
o botão [1] abaixo do menu de programação.

Default Setting (Configuração padrão): pressione o botão [2] do menu programação para
XX
restaurar as configurações padrão.

Delete (Excluir): pressione o botão [3] do menu de programação para excluir o item selecionado.
XX
Disponível somente quando um botão da área de edição e visualização é selecionado.

7-91
Manual de operação

User Presets (Ajustes do usuário): pressione o botão [4] do menu de programação para salvar
XX
o menu configurado como um arquivo separado. Os arquivos salvos podem ser abertos e
acessados posteriormente,

User Presets (Ajustes do usuário): edite o ajuste do usuário pressionando o botão [4] do menu
XX
de programação. Os ajustes existentes são exibidos na lista de configurações do usuário.

[Figura 7.52 Ajustes do usuário]

−− Load (Carregar): aplica o ajuste do usuário selecionado ao equipamento.

−− Save (Salvar): salva as configurações atuais no ajuste do usuário selecionado.

−− Save As (Salvar como): salva as configurações atuais como um novo ajuste do usuário.

−− Rename (Renomear): altera o nome do ajuste do usuário selecionado.

−− Delete (Excluir): exclui o ajuste do usuário selecionado.

−− Close (Fechar): sai da janela User Presets (Ajustes do usuário).

Apply (Aplicar): pressione o botão [5] do menu de programação para aplicar o menu configurado
XX
ao equipamento. O equipamento deve ser reiniciado para que a alteração entre em vigor.

Close (Fechar): pressione o botão [6] do menu de programação para sair do modo de edição do
XX
menu.

NOTA: os menus configurados pelo usuário e os ajustes de usuário podem ser submetidos a
backup e restauração.

7-92
Capítulo 8
Manutenção

‹‹Ambiente operacional.....................................8-3

‹‹Manutenção do equipamento........................8-4
Limpeza e desinfecção...........................................................8-4
Verificação da precisão...........................................................8-6

‹‹Gerenciamento da bateria..............................8-7
Substituição da bateria..........................................................8-7
Recarregamento da bateria..................................................8-8
Armazenagem da bateria......................................................8-9
Descarte da bateria..................................................................8-9

‹‹Gestão de dados............................................ 8-10


Backup das configurações do usuário............................8-10
Backup das informações do paciente.............................8-10
Software.....................................................................................8-10
Capítulo 8 Manutenção

Ambiente operacional
Ao instalar este equipamento, preste atenção ao seguinte:

CUIDADO:
XX
A disposição do equipamento próximo a geradores, aparelhos de raio X ou cabos de
radiodifusão pode resultar em ruídos na tela e imagens com interferências. O compartilhamento
da fonte de alimentação com outros dispositivos elétricos também pode causar ruído.
XX
Se o equipamento usar uma fonte de alimentação CA, use somente o adaptador designado.

NOTA: é recomendado usar o adaptador de CA para garantir uma fonte de alimentação constante.

Evite o excesso de umidade.


„„

Evite expor o equipamento à luz solar direta.


„„

Evite expor o equipamento a alterações extremas de temperatura.


„„

As condições ideais para o equipamento são índices de temperaturas entre aproximadamente 10° C e
„„
30°C e umidade entre aproximadamente 30% e 75%.

Evite instalar o equipamento próximo a equipamentos de aquecimento.


„„

Evite instalar o equipamento em um local empoeirado e/ou mal ventilado.


„„

Evite locais com vibrações frequentes.


„„

Evite expor o equipamento a substâncias químicas ou gases.


„„

8-3
Manual de operação

Manutenção do equipamento
NOTA: a vida útil esperada deste equipamento é de 7 anos.

Limpeza e desinfecção
O uso de um equipamento de limpeza ou agente de esterilização inadequado pode danificar o
equipamento. Tenha as seguintes informações em mente:

AVISO:
XX
Desligue o equipamento e desconecte o cabo de alimentação da tomada antes de limpar e
desinfetar, caso contrário, há risco de choque elétrico ou incêndio.
XX
Use sempre luvas e óculos de proteção ao limpar e desinfetar o equipamento.

 Limpeza
CUIDADO:
XX
Não pulverize equipamentos de limpeza diretamente no exterior do equipamento. Isso pode
descolorir ou danificar o equipamento.
XX
Não use substâncias químicas como cera, benzeno, álcool, tíner de pintura, inseticida,
desodorantes em aerossol, lubrificantes e detergentes

Console
„„
Use um pano macio e umedecido com sabão ou detergente líquido neutro para limpar as
superfícies externas do equipamento.

Limpeza do monitor
„„
Passe um pano seco macio na superfície do LCD. Limpe qualquer sujeira do painel LCD. Passe o
pano de duas a três vezes ou mais em uma direção.

NOTA: para obter informações sobre a limpeza e a desinfecção do transdutor e do kit de biópsia,
consulte o "Capítulo 9. Transdutores".

8-4
Capítulo 8 Manutenção

 Desinfecção

CUIDADO: use apenas os desinfetantes recomendados nas superfícies do equipamento.

Recomenda-se o uso de um desinfetante com a autorização 510(k) do FDA. Para a lista de


desinfetantes, consulte a seção “Informações de detergente, desinfetante e gel de ultrassom” no
capítulo Transdutor.

Desligue o equipamento e desconecte o cabo de alimentação da tomada.

1. Misture a solução desinfetante compatível com o equipamento de acordo com a concentração


especificada no rótulo de instruções.

2. Limpe a superfície externa do equipamento de acordo com as instruções fornecidas com o


desinfetante.

3. Deixe a superfície secar naturalmente ou use uma toalha esterilizada, de acordo com as instruções
no rótulo do desinfetante.

8-5
Manual de operação

Verificação da precisão
NOTA: o usuário deverá assegurar que as inspeções de segurança sejam executadas a cada 2 anos
de acordo com as exigências de segurança do padrão EN 60601-1. Somente equipes treinadas
podem executar essas inspeções de segurança.

O estado de manutenção do equipamento pode afetar as medidas obtidas ao usar o equipamento. O


equipamento deve ser mantido em ótimo estado para garantir medições seguras.

Para garantir a operação ideal do equipamento, realize uma verificação de precisão todos os anos. Este
manual inclui as equações e tabela referentes à exatidão de medida no "Capítulo 5. Medidas e cálculos".

8-6
Capítulo 8 Manutenção

Gerenciamento da bateria
A bateria é perecível e seu desempenho diminuirá ao longo do tempo. Quando a duração da carga da
bateria estiver reduzida a menos da metade do tempo de quando ela foi comprada, substitua-a.

CUIDADO:
XX
O período de garantia básica para baterias é de seis meses.
XX
A Samsung Medison recomenda substituir a bateria uma vez por ano.

NOTA: para tirar dúvidas sobre a compra da bateria, entre em contato com o departamento de
manutenção da Samsung Medison.

Substituição da bateria

 Remoção da bateria
Remova a bateria do seguinte modo:

1. Desligue o equipamento e desconecte o cabo de alimentação da tomada.

2. Abra a tampa da bateria na parte inferior do equipamento e remova a bateria.

AVISO: remova a bateria se você não pretender usar o equipamento. Deixar o equipamento sem usar
e não conectado a uma tomada por um período prolongado pode esgotar a carga da bateria por
completo, impossibilitando seu recarregamento. Além disso, permitir que a bateria fique totalmente
descarregada pode causar problemas de comunicação no equipamento.

 Instalação da bateria
Conecte a bateria do seguinte modo:

1. Desligue o equipamento e desconecte o cabo de alimentação da tomada.

2. Abra a tampa da bateria na parte inferior do equipamento e insira a bateria.

CUIDADO: não misture os terminais da bateria.

3. Assim que a bateria tiver sido inserida, aguarde dez segundos antes de ligar o equipamento.

8-7
Manual de operação

Recarregamento da bateria
A conexão do adaptador de CA iniciará a recarga da bateria automaticamente. A bateria será
recarregada mais rápido se o MySono U6 estiver desligado ou no modo de economia de energia.

AVISO:
XX
Se a mensagem de bateria fraca for exibida durante a utilização do equipamento, salve as
informações do diagnóstico imediatamente e conecte o adaptador AC assim que possível.
XX
Antes de conectar o adaptador de CA, verifique se o plugue está conectado na direção certa.
Forçar o adaptador no equipamento na direção errada pode danificar o equipamento.
XX
Não recarregue a bateria usando nenhum outro método diferente do que foi descrito neste
manual. Isso poderá causar incêndio ou explosão.

[Figura 8.1 Conexão do adaptador de CA]

A bateria deve ser carregada e descarregada nos seguintes intervalos de temperatura:

Status Temperatura ambiente

Carga 0°C a 45°C

Descarga -10°C a 50°C

CUIDADO: a temperatura de carregamento ideal está entre 0°C e 40°C. A bateria poderá
superaquecer se a temperatura ambiente for muito alta ou poderá demorar muito mais do que o
normal para recarregar se a temperatura for muito baixa.

NOTA: se estiver usando a bateria como fonte de alimentação, verifique o ícone da bateria
mostrado na tela para descobrir qual é a carga restante. Para obter mais informações sobre os
ícones da bateria, consulte a seção Bateria no "Capítulo 2. Introdução".

8-8
Capítulo 8 Manutenção

Armazenagem da bateria
Se você planeja não usar sua unidade MySono U6, remova a bateria da unidade e armazene-a
separadamente. Os intervalos de temperatura de armazenagem são os seguintes:

Duração da armazenagem Temperatura ambiente

Menos de um mês -10°C a 60°C

1 a 3 meses -10°C a 45°C

4 a 12 meses -10°C a 30°C

Para obter mais informações sobre como armazenar e usar a bateria, consulte a seção "Ambiente
operacional" deste capítulo.

CUIDADO: se você estiver usando a bateria pela primeira vez ou usando uma bateria que não foi
usada por mais de três meses, carregue totalmente e descarregue a bateria algumas vezes antes de
usar.

Carregar completamente e descarregar


DICAS! 1. Insira uma bateria totalmente carregada no MySono U6 e aguarde até a bateria descarregar por
completo para desligar o equipamento.
−− Uma bateria totalmente carregada levará aproximadamente uma hora para descarregar por
completo.
−− O indicador de status da bateria mudará de verde para laranja conforme a bateria descarregar.
2. Conecte o adaptador de CA e recarregue a bateria por completo. Quando a bateria estiver
totalmente recarregada, o indicador de status ficará verde.
−− O recarregamento total de uma bateria totalmente descarregada leva aproximadamente três
horas. Esse tempo poderá dobrar se o equipamento estiver em uso enquanto a bateria estiver
sendo recarregada.
3. Descarregue a bateria mais uma vez até o equipamento desligar.

Descarte da bateria
O descarte da bateria deve ser realizado por um técnico de manutenção ou um revendedor autorizado
da Samsung Medison.

AVISO: tome cuidado ao descartar a bateria. Em particular, a incineração da bateria pode levar a
incêndio ou explosão sem controle.

8-9
Manual de operação

Gestão de dados
CUIDADO: impactos no equipamento ou erros internos podem levar à perda de arquivos de
informações sobre configurações do usuário ou pacientes. Por isso, faça backup das informações
regularmente.

Backup das configurações do usuário


Mantenha sempre uma cópia (backup) de todas as informações relacionadas às configurações de
usuário em caso de perda de dados. Os clientes não podem fazer backup das configurações de usuário
do equipamento. Entre em contato com o departamento de manutenção da Samsung Medison para
obter suporte para o backup. No entanto, os clientes podem fazer backup das configurações do usuário
na tabela IG usada nas medidas obstétricas. Para obter uma descrição mais detalhada, consulte o
"Capítulo 7. Utilitários" e, especificamente, a seção "Obstetrícia".

Backup das informações do paciente


O programa SONOVIEW pode ser usado para fazer backup das informações básicas e imagens dos
pacientes. Os dados são salvos no equipamento por padrão e o usuário também pode optar por
salvar os dados em um local específico. Se for necessário reinstalar o equipamento devido à falha do
equipamento etc., a equipe do departamento de manutenção da Samsung Medison restaurará as
informações básicas e imagens do paciente salvas no equipamento. Para obter uma descrição mais
detalhada, consulte o "Capítulo 6. Gerenciamento de imagens" e, especificamente, a seção "Gravação e
transferência de imagens".

Software
Seu software talvez precise ser modificado para aprimorar o desempenho do equipamento. Você não
pode modificar o software sozinho. Um representante de manutenção da Samsung Medison o ajudará
com quaisquer modificações no software.

CUIDADO: é possível que pequenas atualizações no software sejam realizadas sem aviso prévio do
fabricante.

Caso ocorram erros no equipamento operacional (Windows™) ou se você desejar atualizá-lo, siga as
instruções do fabricante do equipamento operacional.

8-10
Capítulo 9
Transdutores

‹‹Transdutores.....................................................9-3
Gel de transmissão do ultrassom.....................................9-11
Uso de preservativo...............................................................9-12
Precauções de segurança do transdutor.......................9-13
Limpeza e desinfecção do transdutor............................9-15

‹‹Biópsia............................................................. 9-24
Componentes do kit de biópsia.......................................9-24
Uso do kit de biópsia.............................................................9-25
Limpeza e desinfecção do kit de biópsia......................9-27
Montagem do kit de biópsia..............................................9-29
Capítulo 9 Transdutores

Transdutores
O transdutor é um dispositivo que envia e recebe ultrassom para a aquisição de dados da imagem. Ele
também é chamado de sonda ou dispositivo de varredura.

O equipamento limita a temperatura de contato do paciente a 43° Celsius e os valores de saída acústica
aos respectivos limites da FDA dos EUA. Um circuito com fusível de proteção da energia protege contra
condições de sobrecorrente. Se o circuito de proteção do monitor de energia sentir uma condição
de sobrecorrente, a corrente contínua para o transdutor será desligada imediatamente, o que evita o
superaquecimento das superfícies do transdutor e limita a saída acústica.

 Lista de transdutores
O equipamento de imagem de ultrassom usa transdutores para obter dados gráficos do corpo
humano e mostrá-los na tela. Use sempre transdutores específicos da aplicação para obter imagens
da melhor qualidade. Também é importante configurar os ajustes com as melhores opções para o
órgão específico em que se está fazendo a varredura.

Aplicações e ajustes do transdutor


„„
Os transdutores, as aplicações e os ajustes disponíveis para o equipamento são os seguintes:

Transdutores Aplicação Ajuste

Abdomen (Abdômen) General (Geral), Renal

C2-5 Gynecology
General (Geral)
(Ginecologia)

OB General (Geral), FetalHeart (Coração fetal) e Early (OB precoce)

Abdomen (Abdômen) General (Geral), Renal

Gynecology
C2-8 General (Geral)
(Ginecologia)

OB General (Geral), FetalHeart (Coração fetal) e Early (OB precoce)

Pediatric (Pediatria) General (Geral), NeoHead (Cabeça neonatal)


C4-9
Vascular General (Geral)

Pediatric (Pediatria) General (Geral), NeoHead (Cabeça neonatal)


CF4-9
Vascular General (Geral)

9-3
Manual de operação

Transdutores Aplicação Ajuste

Musculoskeletal
General (Geral)
(Músculo-esquelético)

LN5-12 Small Parts (Pequenas


General (Geral), Breast (Mama)
partes)

Vascular General (Geral)

Abdomen (Abdômen) General (Geral)

P2-4 Cardiac (Cardíaco) General (Geral)

TCD (DTC) General (Geral)

Abdomen (Abdômen) General (Geral)

P3-7AC Cardiac (Cardíaco) General (Geral)

TCD (DTC) General (Geral)

Abdomen (Abdômen) General (Geral)

SP3-8 Cardiac (Cardíaco) General (Geral)

TCD (DTC) General (Geral)

Gynecology
Adnexa (Anexo), Uterus (Útero)
(Ginecologia)
EVN4-9
OB 1st Trimester (1o. Trimestre)

Urology (Urologia) General (Geral)

Abdomen (Abdômen) General (Geral), Renal

Gynecology
3DC2-6 General (Geral)
(Ginecologia)

OB General (Geral), Early (OB precoce), Fetal Heart (Coração fetal)

Urology (Urologia) General (Geral)

OB General (Geral), Early (OB precoce)


3D4-9
Gynecology
General (Geral)
(Ginecologia)

CW2.0 Cardiac (Cardíaco) General (Geral)

NOTA:
XX
Além dos ajustes padrão, os usuários também podem criar até cinco ajustes pessoais que
podem ser acessados selecionando User 1-5 (Usuário 1-5).
XX
Para obter mais informações sobre os ajustes consulte o Capítulo 3. Início do diagnóstico.

9-4
Capítulo 9 Transdutores

Lista de funções
„„
As funções disponíveis baseadas no tipo de transdutor e de aplicação em uso no MySono U6 são
as seguintes:

PI Biopsy
Transdutores Aplicação HAR SCI DMR+ Q-SCAN ECG
(IP) (Biópsia)

Abdomen (Abdômen) O O X O O X O
Gynecology
C2-5 O O X O O X O
(Ginecologia)
OB O O X O O X O

Abdomen (Abdômen) O O X O O X O
Gynecology
C2-8 O O X O O X O
(Ginecologia)
OB O O X O O X O

Pediatric (Pediatria) X X X O O X X
C4-9
Vascular X X X O O O X

Pediatric (Pediatria) X X X O O X X
CF4-9
Vascular X X X O O X X
Musculoskeletal
O X O O O X O
(Músculo-esquelético)
LN5-12 Small Parts (Pequenas
O X O O O X O
partes)
Vascular O X O O O O O

Abdomen (Abdômen) O O X O O X X
P2-4 Cardiac (Cardíaco) O O X O O O X

TCD (DTC) O O X O O X X

Abdomen (Abdômen) O O X O O X X
P3-7AC Cardiac (Cardíaco) O O X O O O X

TCD (DTC) O O X O O X X

Abdomen (Abdômen) O O X O O X X
SP3-8 Cardiac (Cardíaco) O O X O O O X

TCD (DTC) O O X O O X X

9-5
Manual de operação

PI Biopsy
Transdutores Aplicação HAR SCI DMR+ Q-SCAN ECG
(IP) (Biópsia)

Gynecology
X X X O O X O
(Ginecologia)
EVN4-9
OB X X X O O X O

Urology (Urologia) X X X O O X O

Abdomen (Abdômen) O O X O O X O
Gynecology
3DC2-6 O O X O O X O
(Ginecologia)
OB O O X O O X O

Urology (Urologia) O X X O O X O

OB O X X O O X O
3D4-9
Gynecology
O X X O O X O
(Ginecologia)
CW2.0 Cardiac (Cardíaco) X X X X X O X

TDI PD TDW CW
Transdutores Aplicação CM DPDI (IPDD) 3D/4D
(IDT) (DP) (ODT) (DC)

Abdomen (Abdômen) X X O O X X X

Gynecology (Ginecologia) X X O O X X X
C2-5 X (exceto O (exceto
Fetal Heart Fetal Heart
OB X O X X X
(Coração (Coração
fetal)) fetal))

Abdomen (Abdômen) X X O X X X

Gynecology (Ginecologia) X X O X X X
C2-8 X (exceto O (exceto
Fetal Heart Fetal Heart
OB X O X X X
(Coração (Coração
fetal)) fetal))

Pediatric (Pediatria) X X O O X X X
C4-9
Vascular X X O O X X X

Pediatric (Pediatria) X X O O X X X
CF4-9
Vascular X X O O X X X

9-6
Capítulo 9 Transdutores

TDI PD TDW CW
Transdutores Aplicação CM DPDI (IPDD) 3D/4D
(IDT) (DP) (ODT) (DC)

Musculoskeletal (Músculo-
X X O O X X X
esquelético)

LN5-12 Small Parts (Pequenas


X X O O X X X
partes)

Vascular X X O O X X X

Abdomen (Abdômen) X X O O X O X

P2-4 Cardiac (Cardíaco) O O X X O O X

TCD (DTC) X X O O X O X

Abdomen (Abdômen) O X O O X O X

P3-7AC Cardiac (Cardíaco) O O X X O O X

TCD (DTC) O X O O X O X

Abdomen (Abdômen) O X O O X O X

SP3-8 Cardiac (Cardíaco) O O X X O O X

TCD (DTC) O X O O X O X

Gynecology (Ginecologia) X X O O X X X

EVN4-9 OB X X O O X X X

Urology (Urologia) X X O O X X X

Abdomen (Abdômen) X X O O X X O

3DC2-6 Gynecology (Ginecologia) X X O O X X O

OB O X O X X X O

Urology (Urologia) X X O O X X O

3D4-9 OB X X O O X X O

Gynecology (Ginecologia) X X O O X X O

CW2.0 Cardiac (Cardíaco) X X X X X O X

9-7
Manual de operação

NOTA:
Legenda

Har: Imagem harmônica IDT: Tissue Doppler (Doppler tissular)


IP: Inversão de pulso PD: Doppler de potência
SCI: Spatial Compound Imaging IPDD: Diagnóstico por imagem Doppler de
Q Scan (Varredura rápida): Varredura rápida Potência Direcional

ECG: Diagnóstico por gráfico de eletrocardiograma ODT: onda de doppler tissular

CM: Modo M + Color CW: Onda contínua

9-8
Capítulo 9 Transdutores

 Tabelas de IT (índice térmico)


Os valores de IT exibidos na barra de título da tela podem mudar dependendo do transdutor ou
da aplicação. Há disponíveis os seguintes índices térmicos: tecido mole (ITpm), osso (ITo) e osso
craniano (IToc). O equipamento foi configurado para exibir o índice térmico adequado com base no
transdutor e na aplicação utilizados. Consulte a tabela a seguir:

Tabelas de IT
Transdutores Aplicação Predefinições
(índice térmico)

Abdomen (Abdômen) General (Geral), Renal TIs (ITPM)

Gynecology (Ginecologia) General (Geral) TIs (ITPM)


C2-5
General (Geral), Early (OB
OB TIs (ITPM)
precoce)

FetalHeart (Coração fetal) TIb

Abdomen (Abdômen) General (Geral), Renal TIs (ITPM)

Gynecology (Ginecologia) General (Geral) TIs (ITPM)


C2-8
General (Geral), Early (OB
OB TIs (ITPM)
precoce)

FetalHeart (Coração fetal) TIb

Pediatric (Pediatria) General (Geral) TIs (ITPM)

NeoHead (Cabeça
TIc (ITO)
neonatal)
C4-9
Abdomen (Abdômen) General (Geral) TIs (ITPM)

Vascular General (Geral) TIs (ITPM)

Pediatric (Pediatria) General (Geral) TIs (ITPM)

NeoHead (Cabeça
CF4-9 TIc (ITO)
neonatal)

Vascular General (Geral) TIs (ITPM)

Musculoskeletal (Músculo-
General (Geral) TIs (ITPM)
esquelético)

LN5-12 General (Geral), Breast


Small Parts (Pequenas partes) TIs (ITPM)
(Mama)

Vascular General (Geral) TIs (ITPM)

9-9
Manual de operação

Tabelas de IT
Transdutores Aplicação Predefinições
(índice térmico)

Abdomen (Abdômen) General (Geral) TIs (ITPM)

P2-4 Cardiac (Cardíaco) General (Geral) TIs (ITPM)

TCD (DTC) General (Geral) TIs (ITPM)

Abdomen (Abdômen) General (Geral) TIs (ITPM)

P3-7AC Cardiac (Cardíaco) General (Geral) TIs (ITPM)

TCD (DTC) General (Geral) TIs (ITPM)

Abdomen (Abdômen) General (Geral) TIs (ITPM)

SP3-8 Cardiac (Cardíaco) General (Geral) TIs (ITPM)

TCD (DTC) General (Geral) TIs (ITPM)

Adnexa (Anexo), Uterus


Gynecology (Ginecologia) TIs (ITPM)
(Útero)

EVN4-9 1st Trimester (1o.


OB TIb
Trimestre)

Urology (Urologia) General (Geral) TIs (ITPM)

Abdomen (Abdômen) General (Geral), Renal TIs (ITPM)

Gynecology (Ginecologia) General (Geral) TIs (ITPM)


3DC2-6
General (Geral), Early (OB
OB TIs (ITPM)
precoce)

Fetal Heart (Coração fetal) TIb

Urology (Urologia) General (Geral) TIs (ITPM)

General (Geral), Early (OB


3D4-9 OB TIs (ITPM)
precoce)

Gynecology (Ginecologia) General (Geral) TIs (ITPM)

CW2.0 Cardiac (Cardíaco) General (Geral) TIs (ITPM)

9-10
Capítulo 9 Transdutores

Gel de transmissão do ultrassom


O uso de um gel de ultrassom inapropriado pode danificar o transdutor. Para a transmissão apropriada
do feixe acústico, use apenas o gel de transmissão do ultrassom aprovado pela Samsung Medison.

AVISO:
XX
Não use óleo mineral, soluções à base de óleo ou outros materiais não aprovados porque eles
podem causar danos ao transdutor.
XX
Não use géis que contenham um dos seguintes agentes:
−− Acetona
−− Metanol
−− Álcool etílico desnaturado
−− Óleo mineral
−− Iodo
−− Lanolina
−− Quaisquer loções ou gel contendo substâncias aromáticas

9-11
Manual de operação

Uso de preservativo
É recomendável usar preservativos para aplicações clínicas de natureza invasiva, inclusive nos
procedimentos intraoperatórios, transretais, transvaginais e biópsias.

A Samsung Medison não fornece os preservativos. Os preservativos adequados devem ser adquiridos
separadamente.

 Instalação do preservativo
AVISO:
XX
Mantenha os preservativos sempre esterilizados.
XX
Os preservativos são descartáveis. Não os reutilize.
XX
Se você rasgar ou sujar os preservativos após uso, limpe e desinfete o transdutor.
XX
Em aplicações neurocirúrgicas, use um transdutor desinfetado com gel e use um preservativo
esterilizado sem pirogênio.
XX
Se de alguma forma o preservativo estéril for comprometido durante as aplicações
neurocirúrgicas envolvendo pacientes portadores da doença de Creutzfeldt-Jakob, o transdutor
não poderá ser esterilizado com sucesso por nenhuma classificação de desinfecção.
XX
Algumas luvas contêm látex de borracha natural e talco, o que pode causar reações alérgicas em
algumas pessoas. Consulte o Alerta médico da FDA de 29 de março de 1991.

1. Coloque luvas esterilizadas. Retire o preservativo da embalagem e preencha-o com gel de


acoplamento acústico.

2. Insira o transdutor no preservativo e puxe a ponta de látex para cobrir o transdutor por completo.
Se possível, cubra também o cabo do transdutor.

3. Verifique se não existem bolhas de ar dentro do gel de ultrassom. Caso necessário, fixe o
preservativo no transdutor e no seu cabo.

4. Descarte o preservativo após seu uso.

9-12
Capítulo 9 Transdutores

Precauções de segurança do transdutor


CUIDADO:
XX
Não aplique choque mecânico ao transdutor.
XX
Não coloque o cabo do transdutor no chão onde as rodas do equipamento e outras partes
possam passar por cima. Não aplique força excessiva para curvar ou puxar o cabo.
XX
Não coloque o transdutor submerso em substâncias inapropriadas, como álcool, água sanitária,
cloreto de amônio e peróxido de hidrogênio.
XX
Não exponha o transdutor a temperaturas de +50°C ou mais elevadas.

O transdutor pode ser facilmente danificado quando usado inadequadamente ou quando entrar em
contato com determinadas substâncias químicas. Siga sempre as instruções no manual do usuário para
a inspeção do cabo do transdutor, a superfície de borracha e lentes antes e depois de cada uso.

Verifique se há fissuras, partes quebradas, vazamentos e pontas afiadas. Caso haja algum dano, pare
imediatamente o uso do transdutor e entre em contato com o Departamento de suporte ao cliente
da Samsung Medison. O uso de transdutores danificados pode resultar em choques elétricos e outros
riscos aos pacientes e/ou usuários.

 Uso e controle de infecção do transdutor


AVISO: nenhum tratamento ou exame neurocirúrgico deve ser realizado em pacientes com a
doença de Creutzfeldt-Jakob (uma doença viral grave). Se o transdutor foi usado em um paciente
desses, ele não poderá ser esterilizado por nenhum método.

CUIDADO: a lavagem e a desinfecção devem ser realizadas para prevenir infecção. Isso é de
responsabilidade do usuário que administra e mantém os procedimentos de desinfecção do
equipamento. Utilize sempre detergentes e preservativos aprovados legalmente.

O equipamento de imagem ultrassonográfica usa ultrassom e entra em contato direto com o


paciente quando está em uso. Dependendo do tipo de exame, esse contato pode ser feito em
vários locais, inclusive a pele comum ou o local de transfusão de sangue durante um procedimento
cirúrgico.

O método mais eficiente para evitar a infecção entre os pacientes é usar cada transdutor apenas uma
vez. No entanto, os transdutores talvez precisem ser reutilizados por serem complexos e caros. Por
isso, use os preservativos e outros itens de proteção e siga todas as instruções de segurança para
reduzir ao máximo o risco de infecção entre pacientes.

9-13
Manual de operação

 Choques elétricos
O transdutor usa energia elétrica. No caso de contato com materiais condutivos, haverá risco de
choques elétricos ao paciente ou ao usuário.

AVISO:
XX
É necessário que o departamento de serviço técnico da Samsung Medison verifique o
equipamento regularmente para a presença de curto-circuitos.
XX
Não coloque o transdutor submerso em líquido.
XX
Não deixe o transdutor cair, nem aplique choque mecânico.
XX
Verifique o gabinete, a saída de tensão, a superfície de borracha e as lentes para verificar a
ocorrência de danos e qualquer problema funcional antes e depois de cada uso.
XX
Não aplique força excessiva para torcer, puxar ou curvar o cabo do transdutor.
XX
O fusível de proteção da carga de energia protege o transdutor e o aparelho contra
sobrecorrente. Se o circuito de proteção para monitoramento de carga de energia detectar uma
sobrecarga, o transdutor será desligado imediatamente para evitar o superaquecimento de sua
superfície e para restringir a saída da carga de potência do ultrassom.
XX
A temperatura do equipamento para estabelecer contato com o paciente está limitada a 43°C. A
potência de ultrassom produzida (AP&I) está de acordo com os padrões da FDA dos EUA.

9-14
Capítulo 9 Transdutores

Limpeza e desinfecção do transdutor


O uso de um equipamento de limpeza ou agente de esterilização inadequado pode danificar o
equipamento.

AVISO:
XX
Use sempre luvas e óculos protetores ao limpar e desinfetar os transdutores.
XX
Verifique o gabinete, a saída de tensão, a superfície de borracha e a lente para verificar a
ocorrência de danos e qualquer problema funcional depois de limpar e desinfetar o transdutor.

 Informações de detergente, desinfetante e gel de ultrassom


Selecione o detergente, desinfetante ou gel de ultrassom adequados com base nas tabelas que se
seguem. Todos os transdutores são testados segundo os critérios de IPX 7.

9-15
9-16
Tipo

P2-4
C4-9
C2-8
C2-5

SP3-8
CF4-9

3D4-9

CW2.0
Nomes

LN5-12

P3-7AC

EVN4-9

3DC2-6
Ingrediente ativo
S
T-Spray II





S
T-Spray










W
Sani-Cloth HB









Amônia

W
Sani-Cloth Plus
Manual de operação

quaternária
W
(N-alquil) Sani-Cloth Active
W
Septiwipes
W

Cleanisept Wipes
L

Ster-Bac Blu


S

Transeptic Spray


S

Incidin Foam
Desinfetantes

Super Sani-Cloth


W

Sani-Cloth Germicidal
IPA
W

Asepti-Wipes
W

Asepti-Wipes II
W

CaviWipes
W

MetriWipes
L

● NA Cidex 2%


Tipo

P2-4
C4-9
C2-8
C2-5

SP3-8
CF4-9

3D4-9

CW2.0
Nomes

LN5-12

P3-7AC

EVN4-9

3DC2-6
Ingrediente ativo
L
Orto-ftalaldeído Cidex OPA 2), 3), 6)











2)

x
Cidex Plus










2)

L
Metricide



L
Omnicide (28)



L
Omnicide 14NS
L
Omnicide - FG2





L

Nuclean






Glutaraldeído
L

Wavicide-01 3)








L

Sekusept Extra


L
Desinfetantes

Salvanios pH 7
L

Salvanios pH10
L

Steranios 2%
S

Surfaces Hautes


Surfactante não
L

Sekusept Plus
iônico
L

Milton







Capítulo 9 Transdutores

Hipoclorito de
sódio
L

Água sanitária a 5,25%

9-17
9-18
Tipo

P2-4
C4-9
C2-8
C2-5

SP3-8
CF4-9

3D4-9

CW2.0
Nomes

LN5-12

P3-7AC

EVN4-9

3DC2-6
Ingrediente ativo
L

x
NA Virkon


L

x
Sporox




Peróxido de hidrogênio

x
x
Sporox II


Manual de operação

L
Gigasept
Succindialdeído,
formaldeído 3)

x
x
Gigasept AF


Desinfetantes

L
Bersteinsaure Gigasept FF




Solução em gluconato de
L

Hibitane


clorohexidina
P

Ácido paracético PeraSafe


Dodecilfenol etoxilado,
Enzol





xileno de sulfonato de sódio

NA Alkazyme
L

Cidezyme



Enzimas proteolíticas
L
Limpador