Você está na página 1de 2

Homofobia

o que é ? --- Homofobia significa aversão irreprimível, repugnância, medo, ódio, preconceito que algumas pessoas,
ou grupos nutrem contra os homossexuais, lésbicas, bissexuais e transexuais.

A homofobia pode ter causas culturais e religiosas. Por exemplo, alguns católicos, protestantes, judeus,
muçulmanos, e fundamentalistas assumem tendências homofóbicas.

História

O termo Homofobia foi empregado pela primeira vez em 1971, pelo psicólogo nova-iorquino George Weinberg em
sua obra intitulada “Sociedade e a Saúde Homossexual” (1972), na qual afirma que as pessoas que alimentam a
homofobia possuem problemas psicológicos, propondo, dentre outras medidas, a retirada do termo
“homossexualidade” da lista de doenças.

Nas civilizações antigas de Grécia e Roma, a homossexualidade era praticada por muitos e vista de forma natural.

Entretanto, as religiões judaico-cristãs foram as propulsoras e propagadoras da intolerância contra os homossexuais


relações consideradas atos de perversão o que levou a inúmeras mortes, amputações, castrações, multas, e ainda,
diversas torturas psicológicas e físicas.
Esses ideais preconceituosos (homofobia) foram alimentados durante muitos séculos, os quais, mais tarde, a
homossexualidade passa a ser considerada uma patologia, doença mental, problema genético e uma aberração.

Hoje em dia o tema homofobia tem demostrado a importância de traçar ações de conscientização, punição e,
sobretudo, do esclarecimento de diversas dúvidas sobre o assunto, visto o aumento da violência causadas
principalmente pela ignorância e/ou intolerância de muitas pessoas que participam de grupos culturais e sociais com
ideais racistas, além de muitas religiões que compartilham esse tipo de preconceito.

-------------------------------------------------------------

estudos apontam que a Europa é um dos continentes do mundo onde os direitos dos homossexuais são mais
reconhecidos e atendidos.

Segundo pesquisas recentes, os países do ocidente (europeus, anglófonos e latinos) são apontados como os que
aceitam melhor a homossexualidade (Espanha e Alemanha, as primeiras da lista); e os países muçulmanos e da
África subsaariana são os menos tolerantes com os temas da homossexualidade.

cerca de 80 países a relação homossexual é considerada crime e, nos casos mais extremos, levados à prisão perpétua
ou pena de morte (cerca de 7 países);

Se por um lado nota-se a intolerância extrema por esse tipo de relação, outras nações do mundo se demonstram a
frente dos preconceitos de forma que a partir de 2001, ficou estabelecido a legalização do casamento civil entre
pessoas do mesmo sexo nos seguintes países: África do Sul, Portugal, Espanha, Países Baixos, Bélgica, Nova
Zelândia, Noruega, Islândia, Suécia, Canadá, Argentina e o Reino Unido.

podemos entender a complexidade do fenômeno da homofobia que compreende desde as conhecidas “piadas” para
ridicularizar até ações como violência e assassinato. A homofobia implica ainda numa visão patológica da
homossexualidade, submetida a olhares clínicos, terapias e tentativas de “cura”.
Apesar das conquistas no campo dos direitos, a homossexualidade ainda enfrenta preconceitos. O reconhecimento
legal da união homoafetiva não foi capaz de acabar com a homofobia, nem protegeu inúmeros homossexuais de
serem rechaçados, muitas vezes de forma violenta.

Curiosidades
O termo de origem inglesa “Gay” que significa literalmente “alegre”, era inicialmente utilizado para designar
homens que se relacionavam com outros, entretanto, o termo tomou uma dimensão maior, de forma que hoje
abrange os dois gêneros: homens e mulheres.
O "Dia Mundial contra a Homofobia" é comemorado dia 17 de maio.