Você está na página 1de 3

Pistola

A aplicação de tinta através da pistola da pistola convencional de ar comprimido é um


dos métodos que apresenta maior taxa de produtividade, ficando atrás apenas da aplicação
com a utilização da pistola airless( pistola hidráulica). A pistola convencional tem uma taxe
de produtividade de 60m²/h enquanto a pistola airless apresenta uma taxa de produtividade
de 250m²/h. Entretanto as pistolas convencionais são consideravelmente mais baratas do que
as pistolas do tipo airless.

Foto xxxx pistola de ar comprimido.


Fonte:http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-702536134-pistola-pintura-gravidade-bico-15mm-copo-600m
l-v8-garantia-_JM. Acessado em 12/10/2015

Uma das vantagens da pistola convencional é a qualidade da película do filme de tinta


obtida com a utilização desses equipamentos, em relação à película obtida com a utilização
dos rolos ou das trinchas. Com a pistola convencional é possível conseguir uma
uniformidade excelente da película de tinta, além de serem capazes de produzir um filme de
tinta com espessura muito pequena, que não seria possível de se alcançar com a utilização do
rolo ou da trincha.

A espessura do filme de tinta pode apresentar sensíveis variações dependendo do


estado físico da tinta aplicada, ou seja, quando
qu ando a tinta ainda está no estado líquido (molhada)
ela apresenta uma espessura maior do que depois de seca. Isso ocorre devido à evaporação do
solvente. Esse efeito de perda de espessura deve ser levado em conta na hora da aplicação e
ser devidamente compensado pelo pintor.

A pistola convencional apresenta dificuldades para conseguir uma película de tinta


com espessura grossa, pois como já foi mencionado, a tinta deve ser diluída para poder ser
aplicada. Por esse motivo e pouco recomendada para aplicação d e revestimento de espessura
elevada. A pistola convencional, em alguns casos, também não é recomendada para pintura
em locais abertos com grandes incidências de vento. O que ocasionaria um desperdício de
tinta desnecessário.

Também não é recomendável que se utilize a pistola de ar comprimido para pintura


em locais fechados, podendo acarretar vários riscos a segurança. Esses riscos vão desde o
risco de intoxicação do pintor até mesmo o de incêndio.

A pintura com a pistola convencional apresenta algumas dificuldades no tocante a


 preparação da tinta, pois a tinta deve ser diluída na proporção exata, não podendo ficar muito
espessa o que dificultaria a aplicação ocasionando o entupimento da pistola , bem como não
deve ficar muito diluída pois ocasionaria o escorrimento da tinta na superfície a ser pintada.

Segundo o curso de pintura industrial da empresa Aprietojato, (Aprietojato, métodos


de aplicação de pintura, parte 11, pg 4) as técnicas corretas de aplicação à pistola são as
seguintes:

“A pistola deve ser posicionada com o leque de fluído constituído de tinta e ar,
incidindo perpendicularmente em relação à superfície a pintar e deslocada em
movimentos de ida e volta paralelos àquela superfície. Neste movimento de ida e
volta, deve haver uma sobreposição da passada subsequente para que haja
continuidade da película aplicada. A sobreposição deve ser da ordem de 50%. A
distancia do bico da pistola à superfície deve oscilar entre 150 à 200 mm. A
aplicação com a pistola muito próxima da superfície causa o defeito de
escorrimento da película e, com a pistola muito distante, o defeito de
sobreaplicação ou overspray (depósitos sobre a superfície em forma de pó ou
grânulos). A velocidade de passagem do leque de fluído em um sentido e outro
também pode causar tais defeitos.”
Foto xxxx –  aplicação com pistola de ar comprimido.
Fonte:https://www.faa.gov/regulations_policies/handbooks_manuals/aircraft/amt_airframe_handbook/media/
ama_Ch08.pdf . Acessado em 12/10/2015