Você está na página 1de 3

a.

Balanço de energia do condensador e refervedor


Os balanços energéticos a serem realizados no condensador e no
refervedor dependem dos dados de entalpia específica em condições de
saturação em diferentes temperaturas, como apresenta a Tabela AA, havendo
a necessidade da interpolação de alguns pontos para uma definição mais
assertiva dos valores nas temperaturas de operação do projeto.

Tabela AA. Entalpia específica em condições de saturação para os


componentes Benzeno e Tolueno (kJ/kg)

Benzeno Tolueno
T (°C)
Liquido Vapor Liquido Vapor
80,00 -150,00 243,30 -118,30 266,40
81,88 -146,39 245,52 -114,58 268,99
83,38 -143,51 247,29 -111,61 271,06
85,00 -140,40 249,20 -108,40 273,30
95,00 -120,60 261,10 -88,10 287,30
98,55 -113,42 265,29 -80,78 292,35
100,00 -110,50 267,00 -77,80 294,40
105,00 -100,40 273,00 -67,20 301,70
108,81 -92,62 277,50 -59,12 307,19
110,00 -90,20 278,90 -56,60 308,90

No caso do condensador, foram consideradas as temperaturas de saída


do destilado (81,9 ºC) e do topo (83,4 ºC). Além disso, foi considerado o
balanço de massa no condensador total, levando em conta a razão de refluxo
(r) determinada como a razão entre a corrente de refluxo na coluna (R) pela
corrente de destilado retirado da coluna (D), como é apresentado nas
equações abaixo.

R
r=
→ R=rD xxx
D
V =R+ D=( rD )+ D=D(1+r ) xxx

Dessa forma, o balanço energético do condensador para cada


componente pode ser definido pela equação xxx, sendo sua soma o balanço
total do sistema.

Q C =D(1+r )(−∆ H v )
i sati
xxx
Para o refervedor, foi considerado que o líquido de resíduo está em
equilíbrio com a corrente de vapor de retorno a coluna, além de ser um
refervedor parcial, com um estágio de equilíbrio. Seja a perda de calor no
processo nula, para o balanço de energia, é considerado o balanço total da
coluna, levando em conta as frações molares de cada componente em cada
ponto.

F h F +Q R =Dh D + B h B +QC → Q R =D h D +Bh D +QC −F h F xxx

Dessa forma, a Tabela CC apresenta o balanço de energia do


condensador e do refervedor para o projeto.

Tabela CC. Balanço de energia do condensador e refervedor.

Qi (kJ/h) Qi (kW)
Condensador -4984896 -1385
Refervedor 4802737 1334

Com o balanço de energia dos equipamentos, foi possível determinar o


consumo de água no condensador e de vapor no refervedor. No primeiro caso,
considerou-se a temperatura de entrada e de saída de água de 30 ºC e 60 ºC,
respectivamente. Além disso, um CP de 4,19 kJ/(kg.K). Dessa forma, temos

Cp ∆ T kg xxx
Q C = ṁCp ∆ T → ṁ= → ṁ=39657,1 → ṁ=39,7 t/h
QC h

Já no refervedor, foi considerada a utilização de vapor saturado a 1 Mpa


com ΔHcond = 2015,1 kJ/kg.

QR kg
Q R=ṁ ∆ H cond → ṁ= → ṁ=2383,4 → 2,4 t /h xxxxx
∆ H cond h