Você está na página 1de 7

Manejo sugerido para pacientes com

suspeita de COVID-19

JUNHO 2020
1 – FLUXOGRAMA DE ATENDIMENTO DE PACIENTES SUSPEITOS DE COVID-19
ENFERMAGEM

ORIENTAR PACIENTE A COLOCAR A


TOTEM

PACIENTE ADMITIDO COM SINTOMAS


MÁSCARA CIRÚRGICA E HIGIENIZAR AS
RESPIRATÓRIOS
MÃOS
CLASSIFICAÇÃO
ENFERMAGEM

ENCAMINHAR PACIENTE PARA RECEPÇÃO QUE REALIZA A EQUIPE PERMANECE


CLASSIFICA O PACIENTE CONFORME ABERTURA DE PRONTUÁRIO COM SINALIZAÇÃO DE ESPECIALIDADE PARAMENTADA CONFORME
PROTOCOLO DE MANCHESTER SD. GRIPAL DIRETRIZ

ENCAMINHA PACIENTE PARA 1-ABRIR E SEGUIR PRESCRIÇÃO PADRÃO : COVID PRONTO


RECEPÇÃO

ESPERA 4 ATENDIMENTO :
ABERTURA DE PRONTUÁRIO (CONSULTÓRIOS 8 E 9)
2- COLETA SWAB COVID PCR VIA MV-PEP E NOTIFICAR EM
PRONTUÁRIO A INDICAÇÃO DE COLETA DE H1N1

OBS 1 : CONSIDERAR ATBTERAPIA :O USO DE AZITROMICINA 500


MG VO 1X/DIA 7 DIAS + CEFTRIAXONE 1 GRAMA 12/12 HS (SE
SUGESTIVO DE INFECÇÃO BACTERIANA SECUNDÁRIA)
*AVALIAR CRITÉRIOS DE ENCAMINHAR PARA
ATENDIMENTO OBS 2: SOLICITAR EX LABORATORIAIS DESCRITOS NA PRESCRIÇÃO
INTERNAÇÃO: ENFERMARIA ( A)
SEM PADRÃO E SE NECESSÁRIO DEMAIS EXAMES À CRITÉRIO MÉDICO
MÉDICO 2 CRITÉRIOS MAIORES OU
NECESSIDADE DE (COORTE),
1 CRITÉRIO MAIOR E 2 MANTER A MÁSCARA OBS 3: AVALIAR HEMOCULTURA (SE SEPSE OU CHOQUE SÉPTICO).
IOT
MENORES OU NO PACIENTE.
3 CRITÉRIOS MENORES INTERNAR E OBS 4: A GASOMETRIA DEVERÁ OBRIGATORIAMENTE SER AVALIADO
PELA EQUIPE MÉDICA APÓS RESULTADO
SOLICITAR
NÃO SIM TRANSFERÊNCIA VIA EXAMES DE IMAGEM: SOLICITAR RX TÓRAX E TC TÓRAX SE
SisATIH NECESSÁRIO

OBS: NÃO RECOMENDADO USO DE CORTICÓIDE E USO DE


MÉDICO

COM
INALADORES CONVENCIONAIS (INDICAÇÃO DE B2 INAL)
NECESSIDADE DE
PACIENTE COM SÍNDROME GRIPAL : IOT

- ORIENTAR RETORNO IME DIATO SE PIORA CLÍNICA


- ORIENTAR MEDIDAS DE ISOLAMENTO ENFERMEIRO : COLETA SWAB 1
EQUIPE DA SALA TRANSFERIR PACIENTE
- PRESCRIÇÃO DE ANALGÉSICO/ ANTITÉRMICO, SALA DE IOT DO ACIONAR AMOSTRA COMBINADA (NASAL E
VERMELHA PARA SALA AMARELA,
- AVALIA R AZITROMICINA 500 MG VO 1X/DIA 5 DIA S A CM (SE ISOLAMENTO EQUIPE DA SALA OROFARINGE), IMPRIME PEDIDO DE
SUSPEITA DE INFECÇÃO SE CUNDÁRIA ETC) REALIZA IOT INTERNAR E
VERMELHA COLETA, IDENTIFICA MATERIAL E
FORNECE R ATE STADO POR 14 DIAS A PARTIR DO INÍCIO SOLICITAR
ENCAMINHA PARA O LABORATÓRIO
DOS SINTOMAS TRANSFERÊNCIA VIA
MÉDICO: SINALIZA NO PRONTUÁRIO
SEG UIR FLUXOG RAMA DE PACIENTE SINTOMÁ TICO LEVE SISATIH
A COLETA
2-CRITÉRIOS PARA INTERNAÇÃO HOSPITALAR DE PACIENTES SUSPEITOS DE COVID-19
Critérios maiores
● Síndrome Gripal
(Ao menos 2 dos seguintes por mais de 2 dias consecutivos: Febre / Dor de garganta / Coriza / Mialgia /
Cefaléia, Tosse seca fora do habitual / Perda de olfato ou paladar)
● Saturação O2 < 94% em ar ambiente, em repouso, ou piora da oxigenação basal em pacientes hipoxêmicos
crônicos.
Critérios menores
●FR >24 ipm em ar ambiente, em repouso.
●Dispnéia aos esforços.
●Disfunção orgânica aguda (Instabilidade hemodinâmica, leucometria abaixo de 2000 leucócitos totais,
hepatopatia, insuficiência renal, rebaixamento do nível de consciência).
●TC de tórax com padrão de pneumonia em organização bilateral e/ou vidro fosco periférico, predominante
em lobos inferiores.
●Ausência de outras causas presumíveis para alterações encontradas.
Definição de caso suspeito para internação em área COVID-19:

●2 critérios maiores
●1 critério maior e 2 menores
●3 critérios menores

Obs 1: Nos casos leves de síndromes gripais s e m i n d i c a ç ã o d e i n t e r n a ç ã o devemos o r i e n t a r repouso, hidratação,


alimentação adequada, além de analgésicos e antitérmicos , conforto e isolamento domiciliar. E em pacientes com fatores de risco para
complicações, e diante da possibilidade de síndrome gripal por outros vírus, como a Influenza, deve ser avaliado o uso de Oseltamivir
75mg VO/2x dia por 5 dias
Obs 2:
O isolamento social é indicado por 14 dias a partir do início dos sintomas, ou de orientação dos órgãos sanitários locais.
3- FLUXOGRAMA DE ATENDIMENTO DE FUNCIONÁRIOS DA ÁREA DE SÁUDE COM SUSPEITA DE COVID-19

ENFERMAGEM
DO TOTEM COLABORADOR COM RETIRA SENHA , DISPONIBILIZA
SINTOMAS MÁSCARA COM ORIENTAÇÃO DE
RESPIRATÓRIOS HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS
CLASSIFICAÇÃO
ENFERMAGEM

CLASSIFICADO COLABORADOR É ENCAMINHADO PARA RECEPÇÃO QUE REALIZA ABERTURA DE


CONFORME PROTOCOLO PRONTUÁRIO COM SINALIZAÇÃO DE ESPECIALIDADE SD. GRIPAL
MANCHESTER É OBRIGATÓRIO A APRESENTAÇÃO DO CRACHÁ DA INSTITUIÇÃO DE SAÚDE EM
QUE TRABALHA
RECEPÇÃO

COLABORADOR É
ABERTURA DO
ENCAMINHADO PARA ESPERA
PRONTUÁRIO
4 (CONSULTÓRIOS 8 E 9)

1. COLETA DE SWAB COVID PCR


NO MV PEP E
PREENCHER AUTORIZAÇÃO DE
FUNCIONÁRIO COM SÍNDROME SUSPEITA DE EXAMES E MENCIONAR QUE
ATENDIMENTO MÉDICO SIM SIM
GRIPAL COVID-19? PACIENTE É FUNCIONARIO

2. FORNECER ATESTADO MÉDICO


POR 14 DIAS A PARTIR DO INÍCIO
PREENCHIMENTO DO DOS SINTOMAS
NÃO SINAN (O QUAL SERÁ VALIDADO PELA
NÃO
MEDICINA OCUPACIONAL A
DEPENDER DO RESULTADO DO
SWAB)
MÉDICO

SINTOMAS
RETORNO AO TRABALHO COM SIM 3. SE GRUPO DE RISCO:
CONDUÇÃO DA HÁ 3 DIAS?
ORIENTAÇÃO DO USO OSETALMIVIR 75 MG VO 12/12
PATOLOGIA CONFORME
OBRIGATÓRIO DE MÁSCARA H 5 DIAS
HIPÓTESE DIAGNÓSTICA
CIRÚRGICA 4. SINTOMÁTICOS
NÃO

1.RETORNO NO HPSC EM 3 DIAS PARA COLETA DE SWAB COVID PCR (NO RETORNO, O PACIENTE DEVERÁ SEGUIR FLUXO NORMAL
DE ATENDIMENTO, COM ABERTURA DE NOVA FICHA. NÃO FORNECER SOLICITAÇÃO DE EXAME PARA COLETA POSTERIOR
2. PRESCRIÇÃO DE SINTOMÁTICOS
3. SE GRUPO DE RISCO: PRESCRIÇÃO DE OSETALMIVIR 75 MG VO 12/12 H 5 DIAS
4. ORIENTAÇÃO DE RETORNO IMEDIATO SE PIORA OU AGRAVAMENTO
5. FORNECER ATESTADO MÉDICO POR 3 DIAS

OBS: Em caso de colaborador assintomático com histórico de contato domiciliar com caso Suspeito ou
confirmado COVID-19: Fornecer atestado médico de 14 dias à partir do início dos sintomas.

4- EXAMES COMPLEMENTARES
Exames laboratorias

 Hemograma ( linfopenia é frequente em COVID-19)


 Função renal, eletrólitos, transaminases, gasometria, CPK, DHL, PCR, TP/TTPA )

Exames radiológicos: Realizar exame de imagem e de acordo com o julgamento clínico

 RX tórax adiciona poucos dados diagnósticos relacionados a COVID-19. A presença de lesões unilaterais,
derrame pleural e cavitações sugerem outros diagnósticos diferenciais.
 Tc tórax é mais sensível e recomendada para casos graves ou em pacientes com doença pulmonar estrutural
Padrões altamente sugestivos - pneumonia em organização, opacidades em vidro fosco ou consolidações
circundadas por vidro fosco periféricas, bilaterais e predominantes em lobos inferiores, pavimentação em
mosaico. Lesões cavitárias, árvore em brotamento, lesões predominantemente unilaterais e derrame pleural
bilateral são pouco indicativos de COVID-19.
 Atenção: IC, pneumocistose e DPOC podem apresentar padrões tomográficos semelhantes a COVID-
19, reduzindo o poder diagnóstico deste exame na presença dessas comorbidades

 Hemocultura: nos casos sepse e choque séptico ( conforme já prescrito no protocolo sepse )
5- Proposta Terapêutica para pacientes internados confirmados ou com quadro clínico evidente de COVID-19
 Considerar tratamento para pneumonia comunitária e/ou Influenza A H1N1:
● Ceftriaxone, 1g EV 12/12h por 7 dias associado
● Azitromicina, 500mg VO 1x/dia por 7 dias e
● Oseltamivir, 75mg VO 12/12h por 5 dias

 Para todos os pacientes internados com suspeita de COVID-19, plaquetas > 50.000 e ausência de sangramentos ativos:
● Heparina não-fracionada, 5000UI SC de 8/8h se peso >60kg
● Heparina não-fracionada, 5000UI SC de 12/12h se peso <60kg
Obs1: Monitorizar sangramentos e plaquetas e suspender se < 50.000 ou sangramento ativo.
Obs2: Pacientes com COVID-19 estão mais sujeitos a fenômenos tromboembólicos, devendo-se sempre haver suspeita clínica e
investigação diagnósticas precoces e início de anticoagulação plena nesses casos. Em particular, instabilidade hemodinâmica e/ou
hipoxemia grave não justificada pelo acometimento de ampla área pulmonar são sinais que sugerem trombose da microvasculatura
pulmonar. Nesses casos, considerar:
● Enoxaparina 1mg/kg SC de 12/12h em pacientes menos graves e com clearance de creatinina > 30 ml/min.
OU
● Heparina não-fracionada, 333 UI/kg SC na primeira dose, seguida de 250 UI/kg SC de 12/12h, sem necessidade de monitorizar
coagulograma. (Preferir este esquema em pacientes mais graves e/ou com clearance de creatinina < 30 ml/min.)
Obs 3 :
O uso de corticóide tem sido indicado em casos reservados. Na fase inicial de viremia e alterações agudas virais (podendo
obviamente acometer pulmões) a corticoterapia não está indicada.
O benefício do uso de corticoterapia sistêmica pode ser considerado na fase mais tardia (após 7 dias) predominantemente
inflamatória (reação do corpo induzida pelo vírus e desproporcional a ele).
5- Referências Bibliográficas

● MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Atenção Especializada à Saúde. Departamento de Atenção Hospitalar, Urgência e Domiciliar.
Coordenação Geral de Urgência. Força Nacional do Sistema Único de Saúde. Protocolo de Tratamento do Novo Coronavírus (2019-
nCoV). Brasília, DF: MS, 2020. 31 p.

● WHO. Coronavirus. Geneva: World Health Organization; 2020 (https://www.who.int/health- topics/coronavirus)

● CARUSO, Damiano et. al.Chest CT Features of COVID-19 in Rome, Italy. Radiology. Itália, de 06 de abril de 2020.

● Nota Técnica GVIMS/ GGTES/ ANVISA No 04/2020, de 31 de março de 2020.

● Centro Europeu para Controle e Prevenção de Doenças (ECDC), Novel coronavirus (SARS-CoV-2)
- Discharge criteria for confirmed COVID-19 cases, de 10 de março de 2020. https://www.ecdc.europa.eu/en/publications-
data/novel-coronavirus-sars-cov-2-discharge- criteria-confirmed-covid-19-cases

● Fundação Oswaldo Cruz - Fiocruz, Orientações sobre o uso da Cloroquina para tratamento de pacientes infectados com SARS-CoV-
2, agente etiológico da Covid-19, de 03 de Abril de 2020.
https://portal.fiocruz.br/sites/portal.fiocruz.br/files/documentos/orientacoes_sobre_a_cloroqui na_nota_tecnica_.p