Você está na página 1de 2

atividade espiritual que gravita em torno da questão do seu destino.

A ciência que
ensina a dominar as energias cósmicas é uma serva util; divinizada, devorará os
seus adoradores. Erigir-lhe altares é prostrar-se ante um ídolo, feitura de mãos
frágeis; pedir-lhe palavras de vida eterna é envolver a primeira e mais essencial
das questões humanas num silêncio de morte. Da difusão desta mentalidade, que sob o
cuíto da ciência, disfarça um ateísmo intratável e um materiahsmo in- -discutido e
injustificado,

Efetivamente, muitas vezes o homem se engana a si, antes de enganar os outros.


Dominado por sua opinião favorita, atormentado pelo
desejo de achar provas que dela estabeleçam a
verdade, estuda os objetos, não para compreender, mas para ter razão.
Jaime Balmes - O Critério
===========
Louis Lavelle
A Consciência de Si

Vivemos diante de uma testemunha


para a qual nada está oculto e que é muito mais perspicaz que nós
mesmos: o olhar de Deus. Só ele atravessa todas as aparências e
descobre nosso ser verdadeiro.

A presença da morte nos faz ver tudo em sua dimensão


mais verdadeira porque nos libera de todo interesse. Revela-nos
nossos pensamentos verdadeiros, isto é, os que se encontravam em
nós sem que estivéssemos claramente conscientes deles e que nos
assombramos de não ter sabido tornar mais visíveis.

Quem está unido a Deus não conhece pressa nem impaciência;


quaisquer que sejam as tristezas que o instante proporciona, sabe
ficar no lugar que lhe é designado pela ordem da natureza. Mede
a extensão de sua tarefa atual, ama sua humildade, aplica a ela
sua vontade e em seus limites faz caber o ilimitado. É neles que
experimenta as grandes alegrias de ser, de ver, de agir e de amar.

Louis Lavelle
A Consciência de Si
=============

Jose Ortega Y Gasset


A Rebelião das Massas

Vivemos em um tempo que se sente fabulosamente capaz para realizar, mas que não
sabe o que realizar. Domina todas as coisas, mas não é dono de si mesmo. Sente-se
perdido em sua própria abundância. Com mais meios, mais saber, mais técnicas que
nunca, o mundo atual vai como o mais infeliz que tenha havido: puramente ao
acaso.xxxxxxxxxxxx

O homem médio encontra-se com "ideais" dentro de si,


mas carece da função de idear. Nem sequer suspeita qual é o elemento sutilíssimo
em que as ideias vivem. Quer opinar, mas não quer aceitar as condições e supostos
de todo opinar. Daqui que suas "ideias" não sejam efetivamente senão apetites ou
palavras, como as romanças musicais.
=============
Michael Oakeshott - Ser Conservador
Por outro lado, a atitude adolescente é, amiúde, predominantemente temerária e
experimental; quando somos jovens, não há nada que nos pareça mais atractivo que
correr riscos.
Das muitas implicações que poderiam ser aqui mencionadas, referirei uma que, julgo,
é mais relevante: que a política é uma atividade desadequada para os jovens, não
devido aos seus vícios mas sim devido ao que eu considero serem as suas virtudes.
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
========================
C.S Lewis
A Abolição do Homem
Numa espécie de mórbida ingenuidade,
extirpamos o órgão e exigimos a sua função. Produzimos homens sem peito e esperamos
deles virtude e iniciativa. Caçoamos da honra e nos chocamos ao encontrar traidores
entre
nós. Castramos e ordenamos que os castrados sejam férteis.
==============

Christopher Dawson - Progresso e Religião

Nossa civilização está se tornando disforme e moribunda porque perdeu suas raízes e
não possui mais ritmo vital e equilíbrio.

As barreiras definitivas entre os povos não são as de raça, de língua ou de região,


mas que compreendem as diferenças de visão espiritual e de tradição [...] Há uma
concepção diferente da realidade, padrões morais e estéticos diferentes. Em uma
palavra, um mundo interior diferente.

Portanto, o cristianismo no século XIII, tinha se organizado como uma vasta unidade
internacional fundada em uma base mais eclesiástica do que política.[...] Toda a
educação e toda cultura literária, toda arte e todos os temas do bem-estar social,
como ajuda aos pobres e cuidado com os doentes, foram incluídos na esfera de
influência a Igreja.

É o impulso religioso que fornece a força coesiva que unifca uma sociedade e uma
cultura. As grandes civilizações do mundo não produzem as grande religiões como um
subproduto cultural; de forma muito real, as grande religiões são as fundações
sobre as quais as grandes civilizações se assentam. Uma sociedade que perdeu sua
religião mais cedo ou mais tarde torna-se uma sociedade que perdeu sua cultura.

A religião é a grande força dinâmica na vida social, e as mudanças vitais na


civilização estão sempre vinculadas a mudanças nas crenças e ideais religiosos. A
secularização da sociedade, envolve a desvitalização da sociedade.xxxxxxxxx
=======================

Se se retira de uma cultura a religião que lhe é própria e qua a gerou, rouba-se o
seu coração.

Quando a política pretende ser redentora, promete demais. Quando quer fazer a obra
de Deus, não se torna divina, mas demoníaca.xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx