Você está na página 1de 53

AZULEJOS,

QUADRADOS MÁGICOS,

LABIRINTOS,

CAMPAS

Dalgimar Beserra de Menezes


Ana Maria Rebouças Freire
Lívia Freire de Menezes
Adriano Freire de Menezes

2011
Dalgimar Beserra de Menezes
Ana Maria Rebouças Freire
Lívia Freire de Menezes
Adriano Freire de Menezes

AZULEJOS, QUADRADOS MÁGICOS, LABIRINTOS & CAMPAS

2011
Copyright ©2011 by Menezes DB, Freire AMR, Menezes LF & Menezes AF.

Diagramação e Arte Final: Lívia Menezes, Leonardo Menezes e Adriano Menezes

M54a
Menezes, Dalgimar Bezerra de
Azulejos, Quadrados Mágicos, Labirintos, Campas./Dalgimar Beserra
de Menezes; Ana Maria Freire de Menezes; Lívia Freire de Menezes;
Adriano Freire de Menezes.—Fortaleza, 2011.
49 p.; Il.
ISBN:
1. Viagens - relatos 2. Homenagens históricas I. Menezes, Ana Maria
Freire de II. Menezes, Lívia Freire de III. Menezes, Adriano Freire de VI.
Título
CDD –B 869.8
PREFÁCIO

Os desenhos deste livreto são realizados por duas crianças de 7 anos de idade,
ambas reconhecidamente sem talento pictórico. Chegam a ser horríveis (os desenhos),
mas o que é que se há de fazer?
Ilustram uma pequena viagem, que se inicia em Fortaleza, passa por Lisboa,
chega a Coimbra, alcança o Porto; daqui vai a Paris, depois, num TGV, a Nîmes. O que
vem depois é volta.
Toda a tarefa foi realizada num mês, o de janeiro de 2011.
São incluídos textos de mensagens eletrônicas, e raras fotografias, também
realizadas pelos autores.
De algum modo, os mal traçados desenhos rendem homenagem a Afonso
Menezes (1916 – 26/11/2010), Valter Freire (1917-10/03/2010) e Celi Rebouças (1922-
01/07/2009), recentemente falecidos, pais das duas crianças. Pois, no meio da viagem,
assistem ao Réquiem de Mozart, na Madeleine.
A cosmovisão é, por suposto e por óbvio, de adultos.
Os acabamentos são efetuados por Lívia Freire de Menezes e Adriano Freire de
Menezes.

Zinho da Gangorra
Ninha da Assunção
1
2
______________________________
* Reparar no bacalhau: desenho de Ninha

3
TORRE DE BELÉM
PÔR-DO-SOL
8 de janeiro de 2011

Foto: Freire, AMR

4
TORRE DE BELÉM
PÔR-DO-SOL
8 de janeiro de 2011

“A JANGADA DE PEDRA”

Foto: Freire, AMR

5
CAMÕES NO MOSTEIRO DOS JERÔNIMOS
AO LADO, MENEZES DB

O poeta não vê o Meneis, cego é seu olho direito

Foto: Freire AMR

6
___________________________
Galut é .............................................................................................................................

7
8
9
ALEXANDRE HERCULANO: O BOBO. “Bom Bibas!” “Dom Bibas!”
Leitura de Zinho, aos 13 anos, bem como a do Rimance da Dama dos Pés de Cabra

10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
TRÊS GERAÇÕES

ÓLEO SOBRE TELA DE ZINHO DA GANGORRA


2009

NA PAREDE, À DIREITA: MADAME RÉCAMIER


À ESQUERDA, NA JANELA: A INDESEJADA
Foto: Freire, AMR

23
24
25
26
QUAI DES ORFÈVRES
MAIGRET & ANA

Foto: Menezes, DB

27
Em 13 de janeiro de 2011 14:49, <dalgimar@agevir.com.br> escreveu:

Por favor, Libia


Se voce ainda receber este ja/ja, avise ao Grand Hotel Saint Michel que vamos chegar depois
de meia noite, uma vez que nosso aviao atrasou ua boa hora. Estamos no Aeroporto do Porto,

dalgimar,
conde da Gangorra.

Em 13 de janeiro de 2011 18:14, <liviafmenezes@gmail.com> escreveu:

Oi Pai,
Vou mandar um email agora para o Hotel, não se preocupe.
Boa viagem.

Lívia
Filha do conde da Gangorra

28
Em 15 de janeiro de 2011 21:17, <dalgimar@agevir.com.br> escreveu:

Livia
Por cerca de um mês planejei o que fiz hoje.
Levei sua mae a uma margem do Sena que se chama Quai des Orfevres
- E entao?
.............................................
Fomos um pouco mais aa frente em que o grande predio diante de nos se dizia:TRIBVNAL
CORRECTIONNEL.....
- E agora?
......................................................................................................;
O tempo fluindo devagar, mas sem hesitacao, como as aguas do Rio que os romanos chamavam
Sequana.
Dai eu resolvi encenar um pequeno ato de peca.
Deixei sua mae na margem do Rio, fui ate a calcada da Instituicao, e vim dai fumando um
charuto e conversando com o Janvier:
- Janvier, vamos ali em frente tomar um calvados..........
Ana, nada.
Repare que eu representei a peca novamente.
Ela nada percebia
Entao, Levei-a a uma placa comemorativa em que ela teria de resolver o problema, antes que a
jogasse no Sena.
E ai, como vai?

Lembrancas ao Adriano
A Ana manda lembrancas para a Fatima

29
Em 16 de janeiro de 2011 19:42, <liviafmenezes@gmail.com> escreveu:

Oi Pai,
Essa é fácil. Como a mãe após ler todos os Simenon não pode ter percebido?
Sei que em dois livros (dos que já li) um corpo surge no Sena: "Maigret e o corpo sem cabeça"
e o outro não consigo recordar, mas sei que envolve um barco, dois irmãos (irlandeses?).
Lembranças a Janvier.
Já estão em Nimes?
Abraços,
Lívia

Em 17 de janeiro de 2011 18:30, <dalgimar@agevir.com.br> escreveu:

Livia
Comprei dois volumes de romances do Simenon, Edicoes de 1944.
Agora me diga onde os comprei, quem mos vendeu aas margens do Sena
Sua mae quer saber o nome do perfume do Adriano
Estamos em Nimes.
dalgimar

30
Em 17 de janeiro de 2011 18:48, <liviafmenezes@gmail.com> escreveu:

Pai, então você comprou o livro com os buquinistas (Bouquinistes) que estão às margens do
Sena desde o século XVI.
Segue uma imagem que tirei em 2009 quando aí estive.
Diga para a mamãe que vou perguntar o nome para o Adriano ainda hoje e envio.
Vocês chegam aqui na sexta?
Lívia

Em 19 de janeiro de 2011 14:22, <dalgimar@agevir.com.br> escreveu:

Recebi sua mensagem de ontem, porem, na hora de respondela o computador aqui do Hotel
deu uma pane, a tela ficou tao preta quanto a minha alma no meio do inferno; e adeus.
Seguimos amanha para Paris e sexta por suposto estaremos em casa.
Gostei das respostas e ilustracoes sobre os vendedores de bouquins.
Copiei o nome dos perfumes.
dalgimar, 19/01/2011

31
32
33
Tabuleiro de damas e de xadrez: The Murders in the Rue Morgue

crédito://www.donalchanner.co.uk/in_stock.html

34
Firo de Zinho, jogado com caroços de feijão e caroços de milho.

35
Poe EA: “Residing in Paris during the spring and part of the summer of 18--, I there
became acquainted with a Monsieur C. Auguste Dupin. This young gentleman was of
an excellent—indeed of an illustrious family, but ……………………………………...”

36
37
38
39
40
41
42
ARENAS DE NÎMES

TOUREIRO E TOURO

Foto: Freire AMR

43
44
45
46
47
48
49