Você está na página 1de 6

07-02-2011 Reciclagem de Plásticos

Reciclagem de Plásticos
...Plásticos são materiais formados pela união de grandes cadeias moleculares chamadas polímeros, sua
reciclagem é muito importante, pois nos traz muitos benefícios...

sábado, 24 de março de 2007


APRESENTAÇÃO
Este blogger foi desenvolvido como atividade de pesquisa acadêmica,
na disciplina de Informática Aplicada pelos acadêmicos Rubens Vieira
Filho e Bruno Henrique Schmidt do curso de Engenharia Ambiental da
Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC - a fim de buscar um
maior conhecimento sobre o sistema de reciclagem de plásticos.
Arquivo do blog
Postado por Reciclagem às 23:59 0 comentários ▼ 2007 (12)
▼ Março (12)
INTRODUÇÃO
APRESENTAÇÃO
Os materiais conhecidos como “plásticos” são na realidade artefatos
INTRODUÇÃO
fabricados a partir de resinas sintéticas, que são por sua vez
produzidas através de matérias-primas de origem natural, como o O QUE É PLÁSTICO
petróleo, o gás natural, o carvão ou o sal comum. Apesar da enorme MATÉRIA-PRIMA
produção de “plásticos”, a sua fabricação consome aproximadamente
CICLO DA VIDA DO PLÁSTICO
5% do petróleo, por ser um derivado deste, produzido
comercialmente no mundo. As resinas sintéticas são comercializadas CLASSIFICAÇÃO DOS
sob a forma de pó, grânulos, líquidos ou em solução, os quais, após DESCARTES DOS PLASTICOS
aplicação de calor e pressão, se transformam nos produtos tão RECICLAGEM DO PLÁSTICO
conhecidos no nosso dia-a-dia. A utilização dos artefatos plástico em
POR QUE RECICLAR
quase todos os setores da economia, tais como: construção civil,
agrícola, de calçados, móveis, alimentos, têxtil, lazer, QUANTO É RECICLADO
telecomunicações, eletroeletrônicos, automobilístico, médico- VANTAGENS DA RECICLAGEM
hospitalar e distribuição de energia, cresceu de forma rápida, CURIOSIDADES SOBRE
gerando grande quantidade de resíduo plástico. Em conseqüência, RECICLAGEM DE PLÁSTICOS
veio a preocupação com a deposição no meio ambiente. A reciclagem
CONCLUSÃO
surgiu como uma maneira de reintroduzir no sistema uma parte da
matéria (e da energia), que se tornaria lixo. Assim desviados, os
resíduos são coletados, separados e processados para serem usados
Colaboradores
como matéria-prima na manufatura de bens, os quais eram feitos Reciclagem de Plásticos
anteriormente com matéria prima virgem. Com a crescente utilização Reciclagem
de artefatos plásticos, tem causado grandes problemas quanto ao
seu destino final, justificando, assim, o desenvolvimento de estudos
sobre o reaproveitamento deste material. Um dos maiores problemas
é que este tipo de material ocupa grandes volumes em aterros
sanitários, dificultando a compactação e a decomposição de materiais
biologicamente degradáveis, uma vez que, criam camadas
impermeáveis que afetam as trocas de líquidos e gases gerados no
processo de biodegradação da matéria orgânica. A degradação dos
plásticos é muito lenta, comprometendo a vida útil dos locais de
deposição de lixo, portanto o processo de reciclagem é considerado
uma possibilidade para minimizar esses problemas, pois assim
deixam de ser jogados centenas de toneladas de plásticos no meio
ambiente evitando a contaminação do mesmo.

Postado por Reciclagem às 23:58 0 comentários


http://reciclagem-unisc.blogspot.com/ 1/6
07-02-2011 Reciclagem de Plásticos

O QUE É PLÁSTICO

De acordo com http://www.simpep.com.br, plásticos são


materiais formados pela união de grandes cadeias moleculares
chamadas polímeros, que, por sua vez, são formadas por moléculas
menores, chamadas monômeros. Os plásticos são produzidos através
de um processo químico chamado polimerização, que proporciona a
união química de monômeros para formar polímeros. Os polímeros
podem ser naturais ou sintéticos. Os naturais, tais como algodão,
madeira, cabelos, chifre de boi, látex, entre outros, são comuns em
plantas e animais. Os sintéticos, tais como os plásticos, são obtidos
pelo homem através de reações químicas.

Postado por Reciclagem às 23:56 2 comentários

MATÉRIA-PRIMA
Segundo publicado no site (http://www.ambientebrasil.com.br),
a matéria-prima do plástico é o petróleo. Este é formado por uma
complexa mistura de compostos. Pelo fato de estes compostos
possuírem diferentes temperaturas de ebulição, é possível separá-los
através de um processo conhecido como destilação ou
craqueamento. A fração nafta é fornecida para as centrais
petroquímicas, onde passa por uma série de processos, dando
origem aos principais monômeros, como, por exemplo, o eteno.

Postado por Reciclagem às 23:55 1 comentários

CICLO DA VIDA DO PLÁSTICO


FILME - Após ser separado do lixo, o plástico filme é enfardado para
a reciclagem. Na recicladora, o material passa pelo aglutinador, uma
espécie de batedeira de bolo grande que aquece o plástico pela
fricção de suas hélices, transformando em uma espécie de farinha.
Em seguida, é aplicada pouca água para provocar um resfriamento
repentino que resulta na aglutinação: as moléculas dos polímeros se
contraem, aumentando sua densidade, transformando o plástico em
grãos. Assim, ele passa a ter peso e densidade suficientes para
descer no funil da extrusora, a máquina que funde o material e o
transforma em tiras. Na última etapa, elas passam por um banho de
resfriamento e são picotados em grãos chamados "pellets", que são
ensacados e vendidos para fábricas de artefatos plásticos.
PLÁSTICO RÍGIDO - Depois de separado, enfardado e estocado, o

http://reciclagem-unisc.blogspot.com/ 2/6
07-02-2011 Reciclagem de Plásticos
plástico é moído por um moinho de facas e lavado para voltar ao
processamento industrial. Após a secagem, o material é transferido
para o aglutinador, que tem a forma de um cilindro contendo hélices
que giram em alta rotação e aquecem o material por fricção,
transformando-o numa pasta plástica. Em seguida, é aplicada água
em pequena quantidadepara provocar resfriamento repentino, que
faz as moléculas dos polímeros se contraírem, aumentando sua
densidade. Assim, o plástico adquire a forma de grânulos e entra na
extrusora, máquina que funde e dá aspecto homogêneo ao material
que é transformado em tiras (spaghetti). Na última etapa, as tiras de
material derretido passam por um banho de resfriamento, que as
solidificam. Depois, são picotadas em grãos, chamados "pellets",
vendidos para fábricas de artefatos plásticos, que podem misturar o
material reciclado com resina virgem para produzir novas
embalagens, peças e utensílios. É possível usar 100% de material
reciclado.

Fonte: http://www.reviverde.org.br

Postado por Reciclagem às 23:54 0 comentários

CLASSIFICAÇÃO DOS DESCARTES DOS


PLASTICOS
Reciclagem primária ou pré-consumo
É a conversão de resíduos plásticos por tecnologia convencionais de
processamento em produtos com características de desempenho
equivalentes às daqueles produtos fabricados a partir de resinas
virgens. A reciclagem pré-consumo é feita com os materiais
termoplásticos provenientes de resíduos industriais, os quais são
limpos e de fácil identificação, não contaminados por partículas ou
substâncias estranhas.

Reciclagem secundária ou pós-consumo


É a conversão de resíduos plásticos de lixo por um processo ou por
uma combinação de operações. Os materiais que se inserem nesta
classe provêm de lixões, sistemas de coleta seletiva, sucatas, etc.
são constituídos pelos mais diferentes tipos de material e resina, o
que exige uma boa separação, para poderem ser aproveitados.

Reciclagem terciária
É a conversão de resíduos plásticos em produtos químicos e
combustíveis, por processos termoquímicos (pirólise, conversão
catálica). Por esses processos, os materiais plásticos são convertidos
em matérias-primas que podem originar novamente as resinas
virgens ou outras substâncias interessantes para a indústria, como
gases e óleos combustíveis.
Fonte: http://www.ambientebrasil.com.br/

Postado por Reciclagem às 13:24 0 comentários

RECICLAGEM DO PLÁSTICO

http://reciclagem-unisc.blogspot.com/ 3/6
07-02-2011 Reciclagem de Plásticos

Segundo o site (http://www.reviverde.org.br/), o lixo brasileiro


contém de 5 a 10% de plásticos, conforme o local. São materiais
que, como o vidro, ocupam um considerável espaço no meio
ambiente. Plásticos são derivados do petróleo, produto importado
(60% do total no Brasil). A reciclagem do plástico exige cerca de 10%
da energia utilizada no processo primário.Do total de plásticos
produzidos no Brasil, só reciclamos 15%.( Um dos empecilhos é a
grande variedade de tipos de plásticos). Os plásticos recicláveis são:
potes de todos os tipos, sacos de supermercados, embalagens para
alimentos, vasilhas, recipientes e artigos domésticos, tubulações e
garrafas de PET, que convertida em grânulos é usada para a
fabricação de cordas, fios de costura, cerdas de vassouras e
escovas.Os não recicláveis são: cabos de panela, botões de rádio,
pratos, canetas, bijuterias, espuma, embalagens a vácuo, fraldas
descartáveis.A fabricação de plástico reciclado economiza 70% de
energia, considerando todo o processo desde a exploração da
matéria-prima primária até a formação do produto final. Além disso,
se o produto descartado permanecesse no meio ambiente, poderia
estar causando maior poluição. Isso pode ser entendido como uma
alternativa para as oscilações do mercado abastecedor e também
como preservação dos recursos naturais, o que podendo reduzir,
inclusive, os custos das matérias primas. O plástico reciclado tem
infinitas aplicações, tanto nos mercados tradicionais das resinas
virgens, quanto em novos mercados.O plástico reciclado pode ser
utilizado para fabricação de: garrafas e frascos, exceto para contato
direto com alimentos e fármacos;
- Baldes, cabides, pentes e outros artefatos produzidos pelo processo
de injeção;
- "Madeira - plástica";
- Cerdas, vassouras, escovas e outros produtos que sejam
produzidos com fibras;
- Sacolas e outros tipos de filmes;
- Painéis para a construção civil.

Postado por Reciclagem às 13:14 1 comentários

quinta-feira, 22 de março de 2007


POR QUE RECICLAR
Como observado no site (http://www.ajudabrasil.org), a
reciclagem de materiais é muito importante, tanto para diminuir o
acúmulo de dejetos, quanto para poupar a natureza da extração
inesgotável de recursos. Além disso, reciclar causa menos poluição
ao ar, à água e ao solo. O consumidor pode auxiliar no processo de
http://reciclagem-unisc.blogspot.com/ 4/6
07-02-2011 Reciclagem de Plásticos
reciclagem das empresas. Se separarmos todo o lixo produzido em
residências, impedimos que a sucata se misture aos restos de
alimentos, o que facilita seu reaproveitamento pelas indústrias. Dessa
forma, evitamos também a poluição.

Postado por Reciclagem às 17:13 0 comentários

QUANTO É RECICLADO
Segundo o site (http://www.plastico.com.br/revista), a
reciclagem de plásticos pós-consumo no Brasil é de 17,5%. A
estimativa é do programa Plastivida, da Associação Brasileira da
Indústria Química (Abiquim), que radiografou essa atividade no país
(nos estados da Bahia, Ceará, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio
Grande do Sul e na Grande São Paulo) entre 1999 e 2003. Trata-se
de um percentual muito positivo em comparação à taxa européia que
gira em torno de 22%. Hoje, o Brasil já superou, por exemplo,
Portugal e Grécia, cujos índices estão abaixo de 5%.
O potencial do mercado de reciclagem de plásticos é grande: a
capacidade instalada da indústria já alcança cerca de 340 mil
toneladas/ano e movimenta, em valor de produção, mais de R$ 200
milhões anuais. Em 2001, a produção de plásticos atingiu 3,7 milhões
de toneladas e, em 2002, chegou a 3,9 milhões de toneladas.
Segundo estudos do Plastivida, no Rio Grande do Sul, o índice de
reciclagem pós-consumo é de 27,6%; no Ceará, 21,3%; no Rio de
Janeiro, 18,6%; na Grande São Paulo, 15,8%; na Bahia, 9,4%; e em
Minas Gerais, 5,6%.

Postado por Reciclagem às 17:10 0 comentários

VANTAGENS DA RECICLAGEM
—Cada 50 quilos de papel usado transformado em papel novo evita
que uma árvore seja cortada. Pense na quantidade de papel que
você já jogou fora até hoje e imagine quantas árvores você poderia
ter ajudado a preservar.
— Cada 50 quilos de alumínio usado e reciclado evita que sejam
extraídos do solo cerca de 5.000 quilos de minério, a bauxita.
Quantas latinhas de refrigerante você já jogou fora até hoje? Saiba
também que uma lata de alumínio leva de 80 a 100 anos para
decompor-se.
— Com um quilo de vidro quebrado faz-se exatamente um quilo de
vidro novo. E a grande vantagem do vidro é que ele pode ser
reciclado infinitas vezes. Em compensação, quando não é reciclado, o
vidro pode demorar um milhão de anos para decompor-se.
— A reciclagem favorece a limpeza da cidade, pois o morador que
adquire o hábito de separar o lixo dificilmente o joga nas vias
públicas.
— A reciclagem dá oportunidade aos cidadãos de preservarem a
natureza de uma forma concreta. Assim, as pessoas se sentem mais
responsáveis pelo lixo que geram.

Fonte: http://www.ajudabrasil.org

Postado por Reciclagem às 17:05 1 comentários

http://reciclagem-unisc.blogspot.com/ 5/6
07-02-2011 Reciclagem de Plásticos
CURIOSIDADES SOBRE RECICLAGEM DE
PLÁSTICOS
Em vista no site (http://www.proartecultural.org.br) o consumo
anual de plásticos no Brasil gira em torno de (19 kg/hab). O volume é
relativamente baixo se comparado aos índices de outros países,
como Estados Unidos (100 kg/hab) e a média na Europa (80
kg/hab.). No campo da reciclagem, 15% dos plásticos rígidos e filmes
retornam à produção brasileira como matéria-prima, o que equivale
a 200 mil t/ano. Nos Estados Unidos, este número é quase cinco
vezes maior.

Conforme citado no site (http://www.cetsam.senai.br/bolsa), a


presença dos plásticos é de vital importância, pois aumenta o
rendimento da incineração de resíduos municipais. O calor pode ser
recuperado em caldeira, utilizando o vapor para geração de energia
elétrica e/ou aquecimento.Testes em escala real na Europa
comprovaram os bons resultados da co-combustão dos resíduos de
plásticos com carvão, turfa e madeira, tanto técnica, econômica,
como ambientalmente. A queima de plásticos em processos de
reciclagem energética reduz o uso de combustíveis. A reciclagem
energética é realizada em diversos países da Europa, EUA e Japão e
utiliza equipamentos da mais alta tecnologia, cujos controles de
emissão são rigidamente seguros, anulando riscos à saúde ou ao
meio ambiente.

Postado por Reciclagem às 16:37 1 comentários

terça-feira, 20 de março de 2007


CONCLUSÃO
Durante muito tempo, o homem extraiu do meio ambiente o que bem
quis, sem se preocupar em repor o que dele retirava ou, ao menos,
em garantir que, no futuro, ainda houvesse o que dele extrair.
Os recursos naturais, parecem inesgotáveis, mas vão começar a
rarear; espécies e mais espécies de animais estão extinguindo ou
ameaçados de extinção. A industrialização cresce cada dia mais, e
com isso a poluição aumenta em níveis nunca vistos, com isso tudo o
próprio homem está ameaçando a Terra.
Mas ainda é possível reverter esse quadro. Cada vez mais, no mundo
todo, surgem iniciativas, as mais diversas para a preservação da
natureza e do meio ambiente. Leis controlam empresas e indivíduos
para que a poluição não afogue a humanidade em sua própria
sujeira. Uma das maneiras mais importantes de lutar para que nosso
planeta continue habitável e belo é a reciclagem. Reciclar é tornar a
usar o que já foi usado, em alguns casos, infinitas vezes. Assim, não
é preciso tirar da natureza, novamente, aquilo que ela já nos deu.
Reciclar é combater o desperdício. É garantir o futuro.

Postado por Reciclagem às 13:41 5 comentários

Início

Assinar: Postagens (Atom)

http://reciclagem-unisc.blogspot.com/ 6/6