Você está na página 1de 9

s d o

d ic a
p e r 0 2 0
Su 0 / 2
1 0 41
r e t o
dec
co m ba s
so
Tira
a &
a cer d
RÍDICOS
iro
L
OS JU
CURS
n te
Mo
SUMÁRIO
Super dicas do
decreto
10410/2020
3 Segurados obrigatórios
3 Segurados facultativos
3 Manutenção da qualidade
de segurado
3 São dependentes
4 Inscrição de segurado
4 Retificação de CNIS
5 Perda da qualidade de
segurado
5 Carência
6 Independe de carência
6 Mudança na contagem
6 Novas regras para o
salário de benefício
6 Período concomitantes
6 Aposentados por
incapacidade permanente
7 Aposentadoria especial
8 Rompimento do trabalho
com a aposentadoria
8 Dever do advogado
8 Processo administrativo
9 Indenização de
contribuições prescritas
Segurados obrigatórios
Art. 9, §26 – Inclui aquele que exerce a atividade de MEI
como segurado obrigatório
§27 – Inclui cônjuges que mantém vínculo empregatício terão
reconhecido a qualidade de segurado, exceto o doméstico.
(OBS: Na IN77 art.8, §2º - só era possível aos cônjuges
contratados por sociedade em nome coletivo como sócio).

Segurados facultativos
Art. 11, §5 – O segurado poderá contribuir facultativamente
durante os períodos de afastamento (exemplo: Auxílio de
benefício por incapacidade temporária – Auxílio-doença) ou
de inatividade, desde que não receba remuneração.

Manutenção da qualidade de segurado

Art. 13, § 8º – O segurado que receber remuneração inferior


ao limite mínimo mensal do salário de contribuição somente
manterá a qualidade de segurado se efetuar os ajustes de
complementação, utilização e agrupamento a que se referem
o § 1º do art. 19-E e o § 27-A do art. 216."

São dependentes:

Art. 16, §3º – Atenção! O menor sob guarda não é


considerado dependente, somente o enteado e o menor
tutelado.
PARA FINS DE PENSÃO POR MORTE e DEPENDENTE DE
SEGURADO RECLUSO, serão necessárias INÍCIO de provas
materiais que sejam da época dos fatos e de um período não
superior a 2 anos antes do fato.

3
Inscrição de segurado
Art. 18, §5º – não será permitida a inscrição post mortem de
segurado contribuinte individual e nem de segurado
facultativo.

Retificação de CNIS

É feita sempre através de documentos e nunca somente


através de testemunhas (art 142).

Art. 19B – quando não constarem informações de vínculos


no CNIS ou houver dúvidas sobre as informações existentes,
o referido período somente será computado por meio de
apresentação de documentos contemporâneos, desde que
contenham menção de data de início e fim.

Art. 19B, §2º – PERMITE ALTERAÇÃO DOS VÍNCULOS


com apresentação de cópias simples dos documentos sem a
necessidade de autenticação.

Art. 19C até 19F – detalham sobre as várias normas


concernentes ao reconhecimento dos vínculos como
empregado, doméstico, CI e segurado especial.

Art. 19C, §2º – AGORA O TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO NÃO


SERÁ MAIS COMPUTADO OS DIAS E SIM POR
COMPETÊNCIA, desde que haja contribuição igual ou
superior ao salário mínimo.

Art. 19E, §1º – Para fins de manutenção, qualidade de


segurado, tempo de contribuição, carência serão exigidos
que os salários de contribuição correspondam ao salário
mínimo.
4
Quando isso não ocorrer o segurado terá 3 opções:
Complementar a contribuição – até o dia 15 do Mês
subsequente, ou a partir dessa data com juros.
Utilizar o excedente superior ao SM de uma competência
(do mesmo ano civil) para completar aquela que ficou
inferior.
Agrupar os salários inferiores ao limite mínimo (do
mesmo ano civil)

§7º – oferece a opção do dependente recolher a contribuição


complementar até ao valor de um salário mínimo nas
contribuições do falecido instituidor de pensão.
ATENÇÃO! NÃO É POSSÍVEL CONTRIBUIR APÓS O
ÓBITO, MAS APENAS COMPLEMENTAR.

Perda da qualidade de segurado

Art. 27A – Quando houver a perda de qualidade de


segurado, as contribuições anteriores a à perda apenas serão
computadas para fins de carência após o cumprimento de
metade do número de contribuições exigidas para a aquisição
do benefício.

Carência

Art. 28, II – recolhimento em atraso não contará como


carência.
§ 4º – apenas a partir da 1º competência paga em dia será
considerada para carência em casos de perda da qualidade
de segurado.

5
Independe de carência

Art 30, §2º – rol de doenças que isentam a carência.

Mudança na contagem

Art. 32, §22ª – o período contributivo após 13/11/2019 será


contado apenas por competência (Mês/Ano).

Novas regras para o salário de

benefício

Art. 32, §4º – ganhos habituais do segurado empregado, sob


forma de moeda corrente ou de utilidades (desde que
recolhido contribuição previdenciária), serão considerados
para o cálculo do SB.
Quando inexistir SC, será considerado no calculo de SB o
salário mínimo vigente.

Períodos concomitantes

Art. 34 – os períodos concomitantes terão os salários


somados para fins de cálculo de SC.

Aposentados por incapacidade

permanente

Art. 46 – A administração poderá rever todos os benefícios


inclusive os concedidos judicialmente.
§1 – obrigatoriedade de se submeter ao exame pericial.

6
§2º, II e III – após completar 55 anos de idade e passados 15
anos da data de concessão da aposentadoria por
incapacidade permanente ou do auxílio e também completar
60 anos estará isento de perícia médica
§3º, I – só não estará isento de nova perícia nos casos de
requerimento de auxílio de terceiro para o acréscimo de 25%
no valor do SB.
§5º – O segurado com AIDS fica dispensado da avaliação
que trata o caput do art, 46.
ATENÇÃO! AIDS é diferente de HIV. Os portadores de HIV
deverão sim passar por exame médico pericial.

Aposentadoria especial

Art. 64 – efetiva exposição a agentes químicos, físicos e


biológicos prejudiciais à saúde, ou a associação desses
agentes de foram permanente, não ocasional e nem
intermitente, VEDADA a caracterização por CATEGORIA
PROFISSIONAL OU OCUPAÇÃO (observa-se que não
entraram os agentes perigosos).

Art. 66 – No caso de exercícios de duas atividades especiais


sujeitas a agentes químicos, físicos e biológicos prejudiciais a
saúde, ou À associação desses agentes, sem completar em
quaisquer delas o prazo mínimo exigido (15, 20 ou 25 anos),
os períodos de exercícios serão somados após conversão,
hipótese em que será considerada a atividade preponderante
para efeito de enquadramento.

ATENÇÃO! O que acabou foi a conversão de tempo


especial em comum, a conversão de tempo especial em
especial continua valendo mesmo com a EC 103/2019.

7
Art. 68§4º – Agentes cancerígenos quando comprovado o
uso de EPI e EPC eficiente, será descaracterizada a efetiva
exposição.

RETIFICAÇÃO DE PPP – Art.68, §10 – o trabalhador e seu


preposto terão acesso ao PPP e poderá inclusive,
SOLICITAR A RETIFICAÇÃO de informações que estejam
em desacordo com a realidade do ambiente de trabalho.

Rompimento do trabalho com a

aposentadoria

Art. 153A – Haverá rompimento do vínculo que gerou a


aposentadoria quando for decorrente de cargo, emprego ou
função pública que gerou o referido tempo de contribuição.
ATENÇÃO! Se o requerimento foi anterior a 13/11/2019 não
gera rompimento do vínculo.

Dever do advogado

Art. 154, §2º – será objeto em dívida ativa se sabia ou


deveria saber da origem do benefício pago indevidamente por
fraude dolo ou coação.
ATENÇÃO! O advogado será responsável juntamente com
seu cliente, fique alerta!

Processo administrativo
Art. 176, §§1 e 2 – a falta de documentação não pode
implicar em recusa de requerimento, mas se não cumprir a
exigência poderá a autarquia decidir sem análise do mérito, o
que obstará o recurso para o CRPS e também o ingresso de
ação judicial por falta de interesse de agir.
8
§6º – haverá REAFIRMAÇÃO DA DER, no caso de
documentos apresentados após decisão proferida pelo INSS.

Art.176E – a poderá conceder benefício mais vantajoso ou


diverso do requerido desde que haja documentos no
processo que assegurem esse reconhecimento.

Indenização de contribuições prescritas

Art. 239, §8ºA – Nas indenizações de contribuições


prescritas anteriores a 14 de outubro de 1996, não incidirão
juros moratórios e multa.

@previdenciandonapratica
fb.com/previdenciandonapratica 9