Você está na página 1de 3

ESCOLA PROFISSIONAL DA

APRODAZ
COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL

Comunicação Interpessoal foi uma UFCD/UC de 50h leccionada pela formadora


Carla Cabral. Nesta unidade de formação os temas abordados foram o processo de
comunicação, os estilos de comunicação, a empatia, a escuta activa, a paralinguística e
as barreiras à comunicação.

No primeiro tema leccionado aprendi que os elementos que constituem o processo


de comunicação são o emissor (o que emite ou transmite a mensagem), o receptor
(aquele a quem se dirige a mensagem), a mensagem (conteúdo da comunicação,
conjunto de sinais com significado), o código (conjunto de sinais e regras que permite
transformar o pensamento em informação), o canal ou meio (suporte que serve de
veículo a uma mensagem), o contexto (conjunto das variáveis que rodeiam e
influenciam a situação da comunicação), o ruído e redundância (factores que afectam
em maior ou em menor grau a transmissão e recepção da mensagem) e o feedback (dar
informação de retorno).

De seguida a formadora ensinou que existem quatro estilos de comunicação: o


passivo, que consiste numa pessoa que tende a ignorar os seus direitos e os seus
sentimentos, assim como a evitar os conflitos a todo o custo e é uma pessoa que
dificilmente diz não quando lhe pedem alguma coisa, porque pretende agradar a todos; o
manipulador, que considera-se hábil nas relações interpessoais, apresentando discursos
diferentes consoante os interlocutores a quem se dirige e assume um comportamento
calculista em que não são dadas a conhecer as verdadeiras intenções; o agressivo, que
ignora e desvaloriza sistematicamente o que os outros dizem e fazem, domina e
valoriza-se à custa dos outros; o assertivo sabe ouvir os outros, admite os seus pontos de
vista e procura de forma construtiva cooperar com estes, um líder assertivo não
pressiona, manipula ou culpabiliza os elementos da equipa, aceita que estes possam ter
reacções positivas ou negativas e sabe dar feedback construtivo, porque tem
autoconfiança em si próprio.

Depreendi que a empatia é a capacidade que temos de nos colocarmos no lugar


dos outros e mais do que a simpatia é o segredo de uma boa comunicação; que a escuta
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ
Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
ESCOLA PROFISSIONAL DA
APRODAZ
COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL

activa é uma atitude de disponibilidade para receber as mensagens dos outros e tentar
compreendê-las e implica um papel activo, sem escutar não haverá descodificação nem
interpretação; que a paralinguística é uma das componentes da comunicação não-verbal
e corresponde ao modo de falar, é muito importante porque é mais verdadeira do que a
linguagem verbal, é mais difícil de a controlar e transparece mais facilmente os
pensamentos, sentimentos e emoções.

As barreiras à comunicação foi um dos últimos temas a ser abordado nesta


unidade de competência. Com frequência a comunicação processa-se deficientemente
ou não se realiza. Todos nós, já várias vezes, fomos confrontados com mal entendidos
tendo dado significados bastante diferentes daqueles que nos pretendiam transmitir, e
isto acontece porque à medida que nos fomos desenvolvendo, elaboramos uma
aprendizagem individual, significativa faz de nós um ser diferente do outro. Adquirimos
uma forma própria de pensar, sentir e reagir às mais diversas situações. Aprendi que
existem barreiras pessoais (surgem das emoções, valores e limitações humanas), físicas
(barulhos físicos e psicológicos) e semânticas (as palavras tem tantos significados que
muitas vezes são mal-entendidas). Existem também barreiras ao nível do emissor e do
receptor, do contexto, do meio, do código e da mensagem.

Para demonstração dos meus conhecimentos fiz três testes e dois trabalhos de
grupo. O primeiro trabalho teve como tema o processamento humano da informação,
em que referimos o processamento fonético, o processamento literal e o pensamento
reflexivo. No segundo trabalho elaboramos um questionário sobre o aborto, fizemos os
inquéritos e depois elaboramos os gráficos dos resultados obtidos. Achei dois trabalhos
muito interessantes, na medida em que foi uma forma diferente de aprender a matéria.

Ao longo destas 50h a formadora mostrou ser uma pessoa extremamente


prestável, ajudando sempre a quem necessitasse do seu apoio. Foi uma das formadoras
que tive muito prazer em trabalhar, por ser uma óptima profissional mas ao mesmo
tempo muito humana.

Comunicar é a troca de ideias, sentimentos, experiências entre pessoas que


conhecem o significado daquilo que se diz e do que se faz, assim a minha prestação nas
redes sociais em que estou inserida, sejam elas reais ou virtuais, dependem do estilo de
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ
Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
ESCOLA PROFISSIONAL DA
APRODAZ
COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL

comunicação que utilizo. Para comunicar da forma mais eficaz, devo utilizar um estilo
assertivo, pois através deste conseguirei relacionar-me da melhor forma com as pessoas
que pertencem às minhas redes sociais. Este estilo é o mais adequado, pois é benéfico
para mim, para as pessoas com quem comunico e até mesmo para a relação
estabelecida.

Eduarda Carreiro, nº10

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com