Você está na página 1de 13

c  c  



  
  
 
 
  


SOMOS FEITOS DE TEMPO
ë Somos seres históricos Ƌ produzimos a nós
mesmos e a cultura a que pertencemos.

ë Estamos inseridos no tempo Ƌ


estabelecemos relações sociais, não nos
compreendemos fora de nossa prática
social e esta encontra-
encontra-se mergulhada em
um contexto histórico-
histórico-social concreto.
Sobre a HISTÓRIA DA
EDUCAÇÃO

w  A HISTÓRIA DA EDU AÇÃ


STRUÍS ITERPRETAÇÕES SRE
AS AEIRAS PELAS QUAIS S PS
TRASITE SUA ULTURA E RIA AS
ISTITUIÇÕES ES LARES E AS TERIAS
QUE AS RIETA.Ƒ (p. 20)
A HISTÓRIA DA HISTÓRIA
   !"#$
) povos tribais - fazer história é recontar os
mitos, os acontecimentos sagrados.
2) Grécia antiga Ƌ narrativas míticas Ƌ cada herói
encontra--se sob a proteção de um dos deuses
encontra
do limpo.
3) Séculos  e I a. . Ƌ historiê significava
investigação Ƌ fazer história é descrever os
fatos não se esquecendo dos grandes eventos
gloriosos e extraordinários. Heródoto é
considerado o wpai da HistóriaƑ.
4) História como um movimento cíclico.
A HISTÓRIA DA HISTÓRIA
HISTÓRIA DERA E TEPRÂEA
) Iluminismo Ƌ Século XIII Ƌ história se faz pela
descrição linear dos fatos no tempo, segundo as
relações de causa e efeito.
2) Séculos XIX e XX Ƌ visão cientificista do positivismo Ƌ a
reconstituição do wfato históricoƑ deve ser feita por
meio de técnicas cientificamente objetivas que
permitam a crítica rigorosa dos documentos.
3) Hegel Ƌ wa história não é a simples acumulação e
justaposição de fatos acontecidos no tempo, mas
resulta de um processo cujo motor interno é a
contradição dialéticaƑ
dialéticaƑ (p.22)
4) Karl arx Ƌ a história deve ser analisada a partir de
fatores materiais, econômicos, técnicos e da luta de
classes. É preciso entender a história a partir do que os
indivíduos produzem os bens necessários à sua vida.
ë A partir de  2 (fundadores arc loch e
Lucien Febvre
Febvre)) - inicia um movimento
denominado wEscola de AnnalesƑ
AnnalesƑ ou
wEscola de AnaisƑ que buscava um
intercâmbio da história com as diversas
ciências sociais e psicológicas. omportava
várias matrizes teórico-
teórico-metodológicas.
utros representantes foram Ƌ Fernand
raudel e Jacques Le Goff.
Goff.
A AUTORA DESTACA DOIS
ASPECTOS
A) A diversidade metodológica não deve ser
entendida como fragilidade da história como
ciência, mas, ao contrário, como esforço para
definir caminhos da investigação rigorosa.
) Sempre é bom conhecer a orientação
epistemológica em que se fundamenta o
pesquisador, para melhor compreender a
interpretação das fontes consultadas e para
que possamos, nós mesmos, nos posicionar
criticamente. (p. 24)
HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO
ë Apenas no século XIX os historiadores
começaram a se interessar por uma história
sistemática e exclusiva da educação.
ë onhece--se melhor a história da pedagogia
onhece
do que propriamente das práticas efetivas de
educação.
ë o rasil Ƌ  ensino de história da educação
passa a fazer parte do currículo dos cursos
de magistério a partir das reformas de  30.
ë "%

&'&('Ƌ implantação
"%

&'&('Ƌ
das universidades e criação das faculdades
de educação Ƌ é dada a oportunidade de
se desenvolver pesquisa e elaboração de
monografias e teses.
irian Jorge Warde afirma de que wHá
indícios de que nos anos 50 começa a se
esboçar na USP, a partir do setor de
Educação e, posteriormente, da relação
entre este setor e o entro Regional de
Pesquisa Educacional, o RPE/SP, algo
como um projeto de construção de uma
história da educação brasileira, autônoma,
apoiada em levantamentos documentais
originais, capaz de recobrir o processo de
desenvolvimento do sistema público de
ensino.Ƒ (p. 25)
ë "%

&)'&*'Ƌ ditadura militar
"%

&)'&*'Ƌ
Ƌ por um lado houve o fechamento de
escolas experimentais e centros de pesquisa,
por outro lado, a reforma universitária trouxe
o benefício da criação de cursos de pós-
pós-
graduação e ocorreu a conseqüente
fermentação intelectual resultando em
inúmeras teses, entre elas as focadas em
educação. (p. 25)
ë "%
&+'&&'
"%
&+'&&'Ƌ Ƌ ampliam as
discussões de temas educacionais e
incrementam--se a produção científica.
incrementam
HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO
wA história da educação é um dos meios
mais eficazes para cultivar um saudável
ceticismo, que evita a ƍagitaçãoƎ e
promove a ƍconsciência críticaƎƑ. (p. 2 )
wUma das funções principais do historiador
da educação é compreender a lógica de
wmúltiplas identidadesƑ locais, étnicas,
culturais e religiosas.Ƒ (p. 2 )
ATIVIDADE
ë QUE FS?
Percurso pessoal e profissional

ë  FS?
Percurso pessoal e profissional

ë QUAL  ALR DAS FTES PARA A


HISTÓRIA DA SUA IDADE E D SEU
PAÍS?