Você está na página 1de 18

EU SOU BATISTA!

TRAZENDO A MEMÓRIA A NOSSA IDENTIDADE


OBJETIVOS

• CONHEÇA MELHOR SUA DENOMINAÇÃO


• CONHECER QUEM SOMOS
• CONHECER O QUE CREMOS
• RESPONDER OS QUESTIONAMENTOS HEREGES
• DEFENDER SUA IDENTIDADE DENOMINACIONAL
• ZELAR PELA SUA IGREJA
CLASSIFICAÇÃO DOS ENSINOS

DOUTRINA

GOVERNO

PRÁTICAS
DOUTRINA

• DINSTINTIVOS BATISTAS
• PRINCIPIOS BATISTAS
• DECLARAÇÃO DOUTRINÁRIA
DISTINTIVOS BATISTAS

• O QUE NOS FAZ DIFERENTES


Para definir a temática do trimestre,
poderíamos afirmar que:

pios batistas, são o pensamento,


ude e o comportamento do crente
ce do mundo que o cerca,

lastreados nas dout


que a Palavra de Deu
expõe e e

seja, o agir... e o... pensar do crist


PRINCÍPIOS
• RESUMO DAS NOSSAS PRINCIPAIS CRENÇAS
• 1 - Princípio do Senhorio de Jesus Cristo
• 2 - Princípio da Autoridade da Bíblia
• 3 - Princípio da igreja composta de membros regenerados
• 4 - Princípio da igreja como comunidade local
• 5 - Princípio da igreja separada do Estado
• 6 - Princípio da liberdade religiosa e de consciência
• 7 - Princípio da competência do indivíduo
e de sua responsabilidade diante de Deus
• 8 - Princípio da igreja evangelística e missionária
1 - Princípio do
senhorio de Jesus
Cristo

• O senhorio de Jesus Cristo na vida cristã do


indivíduo e na vida da igreja é determinante
para a nossa continuidade como igreja. Nós
vivemos numa sociedade na qual, usando a
linguagem de Paulo, “há muitos deuses, e
muitos senhores”, exigindo a lealdade de cada
um de nós e da igreja. (Colossenses 1;18)
2 - Princípio da
autoridade da Bíblia

• Significa que apenas as Escrituras, que


são os registros escritos da auto-
revelação de Deus aos homens, possuem
autoridade suficiente para guiar o
indivíduo na sua crença e no seu
comportamento. A Bíblia é a nossa regra
de fé e prática. (2 Timóteo 3:16,17)
3-Princípio da igreja
composta de membros
regenerados

• Esse princípio batista de que os membros


da igreja local devem ser regenerados e
biblicamente batizados deriva das páginas
do Novo Testamento (Mt 3.5,6; At
2.38,41; 8.12,36-38; 10.47,48; 16.31-
33; 18.8; 19.4,5).
4 - Princípio da
igreja como
comunidade local
• A eclesiologia batista fundamenta sua
prática eclesiástica no conceito de igreja local
porque é nela que o crente serve a Deus, ao
próximo e à sua comunidade. Segundo a
leitura de Atos, foi por meio da igreja local
que os cristãos primitivos “perseveravam na
doutrina dos apóstolos, na comunhão, no
partir do pão e nas orações” (At 2.42).
Praticavam a mutualidade no amor cristão (At
4.32-35) e anunciavam a Palavra de Deus (At
5.42; 6.1).
7 - Princípio da
competência do indivíduo
e sua responsabilidade
diante de Deus

• Significa que ele pode conhecer a vontade


divina por meio da revelação das
Escrituras, tornando-se responsável
diante de Deus. Isso significa uma
responsabilidade individual e direta no seu
relacionamento com o Criador (Romanos
14:12)
8 - Princípio da
igreja evangelística
e missionária
• Os batistas ensinam que “o evangelismo é
a proclamação do juízo divino sobre o
pecado, e das boas-novas da graça divina
em Jesus Cristo”, assim como missões “é
a extensão do propósito redentor de Deus
através do evangelismo e do serviço
cristão além das fronteiras da igreja
local”. (Mateus 28: 18-20)
DECLARAÇÃO DOUTRINÁRIA

• Capítulo 1 – As Escrituras Sagradas


• Capítulo 12 – A Mordomia
• Capítulo 2 - Deus • Capítulo 13 – A Evangelização e
• Capítulo 3 – O Homem missões
• Capítulo 14 – A Educação religiosa
• Capítulo 4 – O Pecado • Capítulo 15 – A Liberdade religiosa
• Capítulo 5 – A Salvação
• Capítulo 16 – A Ordem social
• Capítulo 6 – A Eleição • Capítulo 17 – A Família
• Capítulo 7 - O reino de Deus
• Capítulo 18 – A Morte
• Capítulo 8 - A igreja • Capítulo 19 – Os Justos e ímpios
• Capítulo 9 - O batismo e a ceia do
Senhor
• Capítulo 10 - O dia do Senhor

• Capítulo 11 – O Ministério da Palavra


O GOVERNO DAS IGREJAS
BATISTAS
• NATUREZA DIVINA E HUMANA
• SEPARAÇÃO COM O ESTADO
• CONGREGACIONAL DEMOCRÁTICA (TEOCRÁTICA)
• AS ASSEMBLÉIAS DA IGREJA
• OFICIAIS DA IGREJA
• LITURGIA: SOLENE E CELEBRATIVA
• USO DO CANTOR CRISTÃOS E DO HCC
OFICIAIS DA IGREJA LOCAL

• Definição: A Bíblia ensina apenas dois oficiais na igreja –


pastor e diácono. Os termos – “pastor”, “Ancião”, “bispo”,
ou “presbítero” – referem-se ao mesmo cargo. Os dois
ofícios, pastor e diácono dentro da igreja local existem não
como uma hierarquia de fora ou sobre a igreja local.
Escrituras: 1 Timóteo 3: 1-13; Atos 20: 17-38; Filipenses 1: 1.
ORDENANÇAS

• Definição: A igreja local deve praticar duas ordenanças (1) o


batismo dos crentes por imersão em água que é a
identificação do indivíduo com Cristo na Sua morte,
sepultamento e ressurreição, e (2) Ceia do Senhor, ou a
comunhão que é um memorial em comemoração à Sua
morte pelos nossos pecados.
Escrituras: Mateus 28: 19, 20 ; 1 Coríntios 11: 23-32.
PRÁTICAS

• DUAS ORDENANÇAS DA IGREJA


• BATISMO
• CEIA
• A IGREJA NO MUNDO
• EVANGELIZAÇÃO – LIBERDADE RELIGIOSA
• EDUCAÇÃO – SECULAR E RELIGIOSA (ENSINO
TEOLÓGICO)
• AÇÃO SOCIAL -