P. 1
Demonstração das Variações Patrimoniais

Demonstração das Variações Patrimoniais

|Views: 3.307|Likes:
Publicado poronlymarcus

More info:

Published by: onlymarcus on Mar 22, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/27/2013

pdf

text

original

5 - DEMONSTRAÇÃO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS A Demonstração das Variações Patrimoniais evidencia as alterações ocorridas no patrimônio da União durante o período

, resultantes ou independentes da execução orçamentária e revela o Resultado Patrimonial, que pode ser positivo ou negativo, dependendo do resultado líquido das variações positivas e negativas Na Tabela II.44, a seguir, sintetiza-se a estrutura desse demonstrativo, cuja apresentação encontrase no Volume II - Balanços e Demonstrações Orçamentárias dos Órgãos e Entidades Federais. Para as análises a seguir, foram excluídas da Demonstração das Variações Patrimoniais, valores que na consolidação da gestão Orçamento Fiscal e da Seguridade Social são, pela sua variação ativa, compensáveis com outros valores situados na variação passiva, ou seja, um fato que faça surgir uma variação ativa para um órgão pode gerar simultaneamente uma variação passiva para outro, desta maneira, de forma consolidada estes valores se compensam, não existindo para o órgão consolidado a variação ativa e a variação passiva deste fato.
TABELA II.44 – DEMONSTRAÇÃO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS - DETALHAMENTO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS UNIÃO - 2003 E 2002 R$ milhões VARIAÇÕES ATIVAS Orçamentárias Receitas Mutações Ativas Resultado Extra-Orçamentário Receitas Extra-Orçamentárias Acréscimos Patrimoniais Resultado Patrimonial Déficit TOTAL VARIAÇÕES PASSIVAS Orçamentárias Despesas Mutações Passivas Resultado Extra-Orçamentário Despesas Extra-Orçamentárias Decréscimos Patrimoniais Resultado Patrimonial Superávit TOTAL FONTE – SIAFI/Secretaria do Tesouro Nacional VALOR 2003 1.455.937 918.530 537.407 759.801 1.736 758.065 0 0 2.215.738 VALOR 2003 1.375.935 876.457 499.479 780.785 5.108 775.677 59.018 59.018 2.215.738 2002 2.509.404 674.928 361.198 2.422.667 9.181 1.604.824 0 0 4.932.071 2003 62,1 39,6 22,5 35,2 0,2 35,0 2,7 2,7 100,0 2002 2.587.103 721.923 391.902 2.091.731 2.184 1.280.885 253.237 253.237 4.932.071 2003 65,7 41,5 24,3 34,3 0,1 34,2 0,0 0,0 100,0 % 2002 50,9 13,7 7,3 49,1 0,2 32,5 0,0 0,0 100,0 % 2002 52,5 14,6 7,9 42,4 0,0 26,0 5,1 5,1 100,0

A-45

RELAÇÃO DOS VALORES EXCLUÍDOS EM FUNÇÃO DE DUPLICIDADE NA CONSOLIDAÇÃO DOS BALANÇOS R$ milhões VARIAÇÕES ATIVAS Orçamentárias Interferências Ativas Transferências Recebidas Resultado Extra-Orçamentários Interferências Ativas Transferências Recebidas TOTAL VARIAÇÕES PASSIVAS Orçamentárias Interferências Passivas Transferências Concedidas Resultado Extra-Orçamentários Interferências Passivas Transferências Concedidas TOTAL FONTE - SIAFI/Secretaria do Tesouro Nacional VALOR 2003 2.047.058 2.047.058 2.047.058 817.387 817.387 817.387 2.864.445 VALOR 2003 2.047.058 2.047.058 2.047.058 817.387 817.387 817.387 2.864.445 2003 1.473.278 1.473.278 1.473.278 808.662 808.662 808.662 2.281.940 71,5 71,5 71,5 28,5 28,5 28,5 100,0 2002 1.473.278 1.473.278 1.473.278 808.662 808.662 808.662 2.281.940 2003 71,5 71,5 71,5 28,5 28,5 28,5 300,0 % 2003 64,6 64,6 64,6 35,4 35,4 35,4 100,0 % 2002 64,6 64,6 64,6 35,4 35,4 35,4 300,0

5.1 - Variações Ativas Orçamentárias As Variações Ativas Orçamentárias compreendem: a) receitas que representam a arrecadação líquida dos recursos, em cumprimento às Leis pertinentes; b) Interferências Ativas que significam as Incorporações e Desincorporações de Receitas e Despesas entre as Unidades Gestoras, mantendo correlação com as Interferências Passivas; e c) Mutações Ativas que refletem o equilíbrio do resultado de gestão de cada Unidade Gestora, em virtude da execução orçamentária, basicamente das operações de resgate de créditos recebidos e aquisições de bens e valores. 5.2 – Variações Ativas Extra-Orçamentárias A composição das Variações Ativas Extra-Orçamentárias está demonstrada por: a) Interferências Ativas que denotam as Transferências de Bens e Valores entre Unidades Gestoras, independentes da execução orçamentária, representadas pelas movimentações de Bens Móveis, Materiais de Consumo e Outros Valores e que no exercício registraram valores significativos em relação ao exercício anterior, oriundos de transferências de saldos financeiros entre unidades gestoras, mas que, não produziu impacto no resultado consolidado, destacando a transferência do estoque da dívida pública entre unidades gestoras dentro do mesmo órgão, Secretaria do Tesouro Nacional. b) Acréscimos Patrimoniais que retratam as variações ocorridas em função das Incorporações de Créditos, Baixa de Obrigações e os ajustes correspondentes. Considera-se neste item o registro da reavaliação, a maior, dos imóveis da União baixados nas Mutações Passivas, cuja diferença representa o valor real das mesmas. Este grupo é responsável pela maior variação líquida da demonstração e para melhor visibilidade, detalha-se a seguir:
A-46

TABELA II.45 – RESULTADO PATRIMONIAL - DETALHAMENTO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS DA UNIÃO- 2003 E 2002 R$ milhões VARIAÇÕES Acréscimos Patrimoniais Incorporação de Ativos Ajustes de Bens, Valores e Créditos Desincorporação de Passivos Ajustes de Obrigações Valorização Diversas Ajustes Monetários do Balanço Resultado de Equivalência Patrimonial Ajustes de Exercícios Anteriores TOTAL FONTE – SIAFI/Secretaria do Tesouro Nacional 221.528 297.314 73.081 142.554 0 17 22.878 693 758.065 139.234 336.382 424.826 357.760 0 28 16.457 6.198 1.280.885 1,6 0,9 0,2 0,4 0,0 0,6 1,4 0,1 5,2 VALOR 2003 (a) 2002 (b) % a/b

Dos Acréscimos Patrimoniais, destacam-se os Ajustes de Bens, Valores e Créditos, cujo montante é composto, principalmente, por juros capitalizados, que representam o valor de juros adicionados ao capital de empréstimos e financiamentos no valor de R$ 91.889 milhões; e pelo valor das atualizações da Dívida Ativa inscrita no valor de R$ 84.646 milhões. 5.3 - Variações Passivas Orçamentárias Nas Variações Passivas Orçamentárias estão consideradas: a) despesas que representam a execução da dotação orçamentária, em cumprimento às determinações legais; b) Interferências Passivas que demonstram as Incorporações e Desincorporações de despesas e receitas entre as Unidades Gestoras, mantendo correlação com as Interferências Ativas; e c) Mutações Passivas que refletem o equilíbrio do resultado de gestão, de cada Unidade Gestora, em virtude da execução orçamentária. 5.4 – Variações Passivas Extra-Orçamentárias Na composição das Variações Passivas Extra-Orçamentárias são consideradas: a) Interferências Passivas que refletem as Transferências de Bens e Valores entre as Unidades Gestoras, independentes da execução orçamentária, representadas pelas movimentações de Bens Móveis, Materiais de Consumo e Outros Valores; e b) Decréscimos Patrimoniais que representam as variações ocorridas em função das Baixas de Créditos, Incorporação de Obrigações e ajustes correspondentes, incluindo as correções da Dívida Interna e Externa e as transferências do Resultado do Banco Central e da Dívida Pública. Nesse grupo, consta também o registro das baixas da reavaliação dos Bens Imóveis da União, inicialmente contabilizadas a maior. Para maior visibilidade dessas informações, detalha-se, abaixo, os itens que compuseram esses decréscimos.

A-47

TABELA II.46 – RESULTADO PATRIMONIAL - DETALHAMENTO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS DA UNIÃO - 2003 E 2002 R$ milhões VARIAÇÕES Decréscimos Patrimoniais Desincorporação de Ativos Ajustes de Bens, Valores e Créditos Incorporação de Passivos Ajustes de Obrigações Ajustes Monetários do Balanço Resultado de Equivalência Patrimonial Ajustes de Exercícios Anteriores TOTAL FONTE – SIAFI/Secretaria do Tesouro Nacional 187.953 117.934 174.017 265.628 62 21.113 8.971 775.677 393.110 113.084 427.772 632.745 38 30.453 7.622 1.604.824 0,5 1,0 0,4 0,4 1,6 0,7 1,2 5,8 VALOR 2003 (a) 2002 (b) % a/b

Dentre os decréscimos patrimoniais destacam-se os Ajustes de Obrigações que são apropriação de encargos, referentes a Títulos, de curto e longo prazos, tais como CFT-A, CET-D,CFT-E, LFT, LFT-A, LFT-B, no valor de R$ 79.540 milhões e apropriação cambial não financeira no valor de R$ 44.937 milhões. 5.5 - Resultado Patrimonial O Resultado Patrimonial é a diferença entre as Variações Patrimoniais Ativas e as Passivas e representa as alterações patrimoniais do exercício. Em 2003, registrou-se superávit de R$ 59.018 milhões, resultante da diferença positiva entre as variações ativas orçamentárias e as variações passivas orçamentárias, ou seja, receitas orçamentárias e mutações ativas maiores que as despesas orçamentárias e mutações passivas.
TABELA II.47 – RESULTADO PATRIMONIAL - DETALHAMENTO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS DA UNIÃO - 2003 E 2002 R$ milhões VARIAÇÕES LÍQUIDAS Orçamentárias Receitas - Despesas Mutações Ativas - Passivas Resultado Extra-Orçamentário Receitas - Despesas Extra-Orçamentárias Acréscimos - Decréscimos Patrimoniais Resultado Patrimonial Superávit Déficit Variações Ativas Variações Passivas SUPERÁVIT DO EXERCÍCIO FONTE – SIAFI/Secretaria do Tesouro Nacional VALOR 2003 (a) 80.002 42.074 37.928 (20.984) (3.372) (17.612) (59.018) 59.018 0 2.215.738 2.156.720 59.018 2002 (b) 77.699 46.995 30.704 (330.936) (6.997) 323.939 (253.237) 0 (253.237) 4.678.834 4.932.071 (253.237) % a/b 1,0 0,9 1,2 0,1 0,5 (0,1) 0,2 0,0 0,0 0,5 0,4 (0,2)

A-48

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->