MODELO DISSOLUÇÃO DE UNIÃO ESTÁVEL

FACULDADES DO CENTRO DO PARANÁ NÚCLEO DE PRATICA JURÍDICA E SERVIÇO SOCIAL AVENIDA INTERVENTOR MANOEL RIBAS, S/N, CENTRO FONE (42) 3646

-457

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUÍZ DE DIREITO DA VARA DE FAMÍLIA DA COMARCA DE PITANGA - PARANÁ.

CELIA APARECIDA MONTEIRO DE RAMOS, brasileira, separada de fato, do lar, portadora da cédula de identidade RG nº.: 9.417.649-2, inscrita no CPF/MF sob nº.: 054.441.63926, residente e domiciliada à Rua Klosowski, nesta comarca de Pitanga/PR, por intermédio de sua procuradora que esta subscreve, atuando pelo núcleo de Prática Jurídica e Serviço Social da UCP – localizado na Av. Interventor Manoel Ribas nº.: 411, Centro, nesta cidade, vem mui respeitosamente perante V. Exa., com fulcro no art. 1.725 do Código Civil.

Propor:

ELAINE MONTEIRO ALENSKI nascida em 20/02/1997 (VINTE DE FEVEREIRO DE MIL NOVECENTOS E NOVENTA E SETE).05. brasileiro. desta união nasceram 4 (quatro) filhos. no município de Boa Ventura de São Roque. agricultor. em frente à Associação. . (cf. nesta comarca de Pitanga/Pr. Dalzotto. (cf. S/N. CENTRO FONE (42) 3646-457 AÇÃO DE DISSOLUÇÃO DE UNIÃO ESTÁVEL COM PARTILHA DE BENS CUMULADA COM ALIMENTOS Em face de José Jurandir Alenski. (cf. EDILENE ALENSKI nascida em 14.FACULDADES DO CENTRO DO PARANÁ NÚCLEO DE PRATICA JURÍDICA E SERVIÇO SOCIAL AVENIDA INTERVENTOR MANOEL RIBAS.2005 (QUATORZE DE FEVEREIRO DE DOIS MIL E CINCO). certidão em anexo). certidão em anexo). Centro. CLEBERTON JOSÉ ALENSKI nascido em 22. (cf. EDILAINE ALENSKI nascida em 04/08/1998 (QUATRO DE AGOSTO DE MIL NOVECENTOS E NOVENTA E OITO). certidão em anexo).2002 (VINTE E DOIS DE MAIO DE DOIS MIL E DOIS). I – DOS FATOS: A autora viveu em regime de união estável com o réu desde o ano de 1995 até a presente data. certidão em anexo).02. residente e domiciliado na Avenida.

1 (um) tanque de lavar roupas no valor de R$ 200. já o menino reside com o pai no município de Boa Ventura de São Roque/PR.00 .1 (uma) mesa com quatro cadeiras de madeira no valor de R$ 150. CENTRO FONE (42) 3646-457 As três meninas ficaram sob a guarda da autora. Atualmente o réu encontra-se no município de Boa Ventura de São Roque/PR.099. .1 (um) fogão à lenha no valor de R$ 200.00 .1 (uma) uma antena parabólica no valor de R$ 400.00 .1 (uma) pia e guarda-louças no valor de R$ 300.00 .1 (um) aparelho de televisão no valor de R$ 300.00 .42.FACULDADES DO CENTRO DO PARANÁ NÚCLEO DE PRATICA JURÍDICA E SERVIÇO SOCIAL AVENIDA INTERVENTOR MANOEL RIBAS.00 . enquanto este simplesmente deixou o lar e levou consigo todos os pertences do casal.04 (Três mil e noventa e nove reais e quatro centavos). Comarca de Pitanga/PR. Após a separação a autora permaneceu sem qualquer bens ou dinheiro deixados pelo réu. no endereço supra.1 (uma) cama de casal e dois colchões de casal adquirida em 12 parcelas de R$ 122. II – DO DIREITO: . S/N. Quando da separação o réu levou consigo todos os bens adquiridos na constância da União estável.1 (um) aparelho de DVD no valor de R$ 80.00 Totalizando um montante de R$ 3. quais sejam: .

salvo contrato escrito entre os companheiros.Mútua Assistência IV – Sustento e guarda dos filhos (. ambos do Código Civil Pátrio: Art.703. S/N.. os cônjuges ou companheiros.1.566 do Código Civil: “São deveres de ambos os Cônjuges: (.703 do Código Civil: Art. CENTRO FONE (42) 3646-457 Consoante reza o art. 1694 – “Podem os parentes. 1. aplica-se às relações patrimoniais. no que couber. o regime de comunhão parcial de bens”. este deverá contribuir mensalmente para o sustento das mesmas. 1694 e 1695. os cônjuges separados judicialmente contribuíram na proporção de seus recursos”.. pedir uns aos outros os alimentos de que .) III. III – DOS ALIMENTOS Conforme dispõe o art..FACULDADES DO CENTRO DO PARANÁ NÚCLEO DE PRATICA JURÍDICA E SERVIÇO SOCIAL AVENIDA INTERVENTOR MANOEL RIBAS.725: “Na união estável.. Considerando que a autora possui a guarda das três filhas do casal e o réu apenas com a guarda do filho. 1.)” No mesmo sentido os art. 1. “Para a manutenção dos filhos. Conforme dispõe expressamente o art.

pede-se: IV – DO PEDIDO I – A total procedência da ação com o reconhecimento e a dissolução da união estável. III – A condenação do réu ao pagamento das custas processuais e honorários advocatícios IV – A fixação da pensão alimentícia no valor de R$ 100. a mãe possui a guarda da maior parte dos filhos. sem desfalque do necessário ao sustento”. Tendo em vista que na situação em tela. à própria mantença. Logo. inclusive para atender às necessidades de sua educação”. II – A citação do réu nos moldes legais. nem pode prover pelo seu trabalho. para cada criança. é visível que cabe ao pai. de quem se reclamam. S/N. querendo. 1695 – “São devidos alimentos quando quem os pretende não tem bens suficientes. totalizando o valor mensal de R$ 200 (duzentos . auxílio material os filhos. conteste o presente feito no prazo legal. uma porcentagem de 18. para que.FACULDADES DO CENTRO DO PARANÁ NÚCLEO DE PRATICA JURÍDICA E SERVIÇO SOCIAL AVENIDA INTERVENTOR MANOEL RIBAS.00 (cem reais). a partilha de bens. e aquele. Art. pode fornecê-los.8% do salário mínimo. já que ele possui a guarda de apenas 1 (um) dos menores. sob pena de revelia. CENTRO FONE (42) 3646-457 necessitem para viver de modo compatível com a sua condição social.

sofrendo reajuste anual. Termos em que Pede Espera Deferimento. CENTRO FONE (42) 3646-457 reais). BRUNO SANTOS ARAÚJO ESTAGIÁRIO/ACADÊMICO . V – A manifestação do Ministério Público na presente ação. 09 de março de 2010.351. conforme variação do salário mínimo vigente.FACULDADES DO CENTRO DO PARANÁ NÚCLEO DE PRATICA JURÍDICA E SERVIÇO SOCIAL AVENIDA INTERVENTOR MANOEL RIBAS.04 (Cinco Mil Quatrocentos e noventa e nove reais e quatro centavos). TATIANA LETICIA GHELLER DOS SANTOS OAB/P0R 53. Pitanga. Dá-se à causa o valor de R$ 5.499. S/N.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful