NORMAS E CRITÉRIOS NACIONAIS DE AVALIAÇÃO

JULHO/2007

AVALIAÇÃO DOS INDICADORES DO PERFIL NUTRICIONAL
Para a avaliação do Índice de Massa Corporal (IMC), o PROESP-BR utiliza como
referência os valores críticos para a classificação do estado nutricional para crianças e
jovens brasileiros propostos por CONDE e MONTEIRO (2006). De acordo com esses
critérios, as crianças e jovens brasileiros são classificados entre 4 categorias conforme
o IMC: Baixo Peso, Normal, Excesso de Peso e Obesidade. As tabelas 1 e 2 apresentam
os valores de referência para avaliação do IMC.
Tabela 1 – Critérios de referência para definição de Baixo Peso, Excesso de Peso e Obesidade
para o sexo masculino (CONDE e MONTEIRO, 2006)
Idade
BP
Normal
EP
OB
7 anos
< 12,96
12,96 – 17,87
17,87 – 21,83
> 21,83
8 anos
< 12,91
12,91 – 18,16
18,16 – 22,69
> 22,69
9 anos
< 12,95
12,95 – 18,57
18,57 – 23,67
> 23,67
10 anos
< 13,09
13,09 – 19,09
19,09 – 24,67
> 24,67
11 anos
< 13,32
13,32 – 19,68
19,68 – 25,58
> 25,58
12 anos
< 13,63
13,63 – 20,32
20,32 – 26,36
> 26,36
13 anos
< 14,02
14,02 – 20,99
20,99 – 26,99
> 26,99
14 anos
< 14,49
14,49 – 21,66
21,66 – 27,51
> 27,51
15 anos
< 15,01
15,01 – 22,33
22,33 – 27,95
> 27,95
16 anos
< 15,58
15,58 – 22,96
22,96 – 28,34
> 28,34
17 anos
< 16,15
16,15 – 23,56
23,56 – 28,71
> 28,71
BP = Baixo Peso; EP = Excesso de Peso; OB = Obesidade

Tabela 2 – Critérios de referência para definição de Baixo Peso, Excesso de Peso e Obesidade
para o sexo feminino (CONDE e MONTEIRO, 2006)
Idade
BP
Normal
EP
OB
7 anos
< 13,10
13,10 – 17,20
17,20 – 19,81
> 19,81
8 anos
< 13,07
13,07 – 17,49
17,49 – 20,44
> 20,44
9 anos
< 13,16
13,16 – 17,96
17,96 – 21,28
> 21,28
10 anos
< 13,40
13,40 – 18,63
18,63 – 22,32
> 22,32
11 anos
< 13,81
13,81 – 19,51
19,51 – 23,54
> 23,54
12 anos
< 14,37
14,37 – 20,55
20,55 – 24,89
> 24,89
13 anos
< 15,03
15,03 – 21,69
21,69 – 26,25
> 26,25
14 anos
< 15,72
15,72 – 22,79
22,79 – 27,50
> 27,50
15 anos
< 16,35
16,35 – 23,73
23,73 – 28,51
> 28,51
16 anos
< 16,87
16,87 – 24,41
24,41 – 29,20
> 29,20
17 anos
< 17,22
17,22 – 24,81
24,81 – 29,56
> 29,56
BP = Baixo Peso; EP = Excesso de Peso; OB = Obesidade

Fonte:

Gaya, Adroaldo e Silva, Gustavo. PROJETO ESPORTE BRASIL. MANUAL DE APLICAÇÃO DE
MEDIDAS E TESTES, NORMAS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. PROESP-BR. Porto Alegre. Julho. 2007

Bom 30 – 38 30 – 39 30 – 39 31 – 40 31 – 40 31 – 41 31 – 41 32 – 41 32 – 42 33 – 42 33 – 42 Excelência ≥ 39 ≥ 40 ≥ 40 ≥ 41 ≥ 41 ≥ 42 ≥ 42 ≥ 42 ≥ 43 ≥ 43 ≥ 43 Tabela 4 – Valores de referência para avaliação da flexibilidade para o sexo feminino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos Fonte: M. Fraco < 19 < 19 < 19 < 19 < 19 < 19 < 19 < 19 < 19 < 19 < 19 Fraco 19 – 22 19 – 22 19 – 22 19 – 23 19 – 23 19 – 23 19 – 23 19 – 23 19 – 23 19 – 23 19 – 23 Razoável 23 – 25 23 – 26 23 – 26 24 – 27 24 – 27 24 – 28 24 – 28 24 – 28 24 – 28 24 – 28 24 – 28 Bom 26 – 29 27 – 30 27 – 30 28 – 31 28 – 31 29 – 32 29 – 32 29 – 33 29 – 33 29 – 33 29 – 33 M.NORMAS E CRITÉRIOS NACIONAIS DE AVALIAÇÃO JULHO/2007 AVALIAÇÃO DOS INDICADORES DE APTIDÃO FÍSICA Para avaliação da aptidão física de crianças e jovens brasileiros na faixa etária entre 7 a 17 anos o PROESP-BR adota um sistema referenciado em normas. As tabelas de número 3 a 18 apresentam os valores de referência para avaliação da aptidão física. Porto Alegre. PROESP-BR. 2007 . NORMAS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. Quadro 1 – Normas e Categorias para Avaliação da Aptidão Física Valores em Percentil Categorias de Aptidão Física Valores inferiores ao percentil 20 Valores entre o percentil 20 e 40 Valores entre o percentil 40 e 60 Valores entre o percentil 60 e 80 Valores entre o percentil 80 e 98 Valores iguais ou superiores ao percentil 98 Muito Fraco (norma utilizada como critério referenciado ao risco à saúde) Fraco (norma utilizada como critério referenciado para AFH de Baixa exigência) Razoável (norma utilizada como critério referenciado para AFH de Média Exigência) Bom (norma utilizada como critério referenciado para AFH) Muito Bom (norma utilizada como critério referenciado Condição Atlética) Excelente (norma utilizada como critério para definição de talento motor) Flexibilidade (Teste de Sentar-e-alcançar com Banco) Tabela 3 – Valores de referência para avaliação da flexibilidade para o sexo masculino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos M. Gustavo. Bom 30 – 36 31 – 38 31 – 39 32 – 41 32 – 42 33 – 42 33 – 43 34 – 43 34 – 43 34 – 43 34 – 43 Excelência ≥ 37 ≥ 39 ≥ 40 ≥ 42 ≥ 43 ≥ 43 ≥ 44 ≥ 44 ≥ 44 ≥ 44 ≥ 44 Gaya. MANUAL DE APLICAÇÃO DE MEDIDAS E TESTES. Julho. Tendo como referência os padrões da população brasileira estratificada por idade e sexo. Fraco < 18 < 18 < 18 < 18 < 18 < 18 < 18 < 18 < 18 < 18 < 18 Fraco 18 – 21 18 – 21 18 – 21 18 – 21 18 – 22 18 – 22 18 – 22 18 – 22 18 – 22 18 – 22 18 – 22 Razoável 22 – 25 22 – 25 22 – 25 22 – 25 23 – 25 23 – 26 23 – 26 23 – 26 23 – 26 23 – 27 23 – 27 Bom 26 – 29 26 – 29 26 – 29 26 – 30 26 – 30 27 – 30 27 – 30 27 – 31 27 – 31 28 – 32 28 – 32 M. PROJETO ESPORTE BRASIL. Adroaldo e Silva. definem-se seis categorias de aptidão física conforme sugere o Quadro 1.

Julho. 2007 . PROJETO ESPORTE BRASIL. Bom 38 – 49 38 – 49 38 – 49 39 – 49 39 – 49 39 – 49 39 – 49 40 – 49 40 – 49 41 – 49 41 – 49 Excelência ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 Tabela 6 – Valores de referência para avaliação da flexibilidade para o sexo feminino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos Fonte: M. Porto Alegre. MANUAL DE APLICAÇÃO DE MEDIDAS E TESTES. Adroaldo e Silva. PROESP-BR. Fraco < 25 < 25 < 25 < 25 < 25 < 25 < 25 < 25 < 25 < 25 < 25 Fraco 25 – 28 25 – 28 25 – 28 25 – 28 25 – 29 25 – 29 25 – 29 25 – 29 25 – 29 25 – 29 25 – 29 Razoável 29 – 33 29 – 33 29 – 33 29 – 33 30 – 33 30 – 34 30 – 34 30 – 34 30 – 34 30 – 35 30 – 35 Bom 34 – 37 34 – 37 34 – 37 34 – 38 34 – 38 35 – 38 35 – 38 35 – 39 35 – 39 36 – 40 36 – 40 M. NORMAS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO.NORMAS E CRITÉRIOS NACIONAIS DE AVALIAÇÃO JULHO/2007 Flexibilidade (Teste de Sentar-e-alcançar sem Banco) Tabela 5 – Valores de referência para avaliação da flexibilidade para o sexo masculino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos M. Gustavo. Fraco < 26 < 26 < 26 < 26 < 26 < 26 < 26 < 26 < 26 < 26 < 26 Fraco 26 – 29 26 – 29 26 – 29 26 – 30 26 – 30 26 – 30 26 – 30 26 – 30 26 – 30 26 – 30 26 – 30 Razoável 30 – 33 30 – 34 30 – 34 31 – 35 31 – 35 31 – 36 31 – 36 31 – 36 31 – 36 31 – 36 31 – 36 Bom 34 – 37 35 – 38 35 – 38 36 – 39 36 – 39 37 – 41 37 – 41 37 – 42 37 – 42 37 – 42 37 – 42 M. Bom 38 – 49 39 – 49 39 – 49 40 – 49 40 – 49 42 – 49 42 – 49 43 – 49 43 – 49 43 – 49 43 – 49 Excelência ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 ≥ 50 Gaya.

Gustavo. MANUAL DE APLICAÇÃO DE MEDIDAS E TESTES. Bom 27 – 40 29 – 41 30 – 42 31 – 43 32 – 43 33 – 44 34 – 45 35 – 46 35 – 47 35 – 48 36 – 48 Excelência ≥ 41 ≥ 42 ≥ 43 ≥ 44 ≥ 44 ≥ 45 ≥ 46 ≥ 47 ≥ 48 ≥ 49 ≥ 49 Gaya.NORMAS E CRITÉRIOS NACIONAIS DE AVALIAÇÃO JULHO/2007 Força-resistência Abdominal (Sit Up’s) Tabela 7 – Valores de referência para avaliação da força-resistência abdominal para o sexo masculino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos M. Fraco < 14 < 15 < 16 < 17 < 18 < 19 < 19 < 20 < 20 < 20 < 21 Fraco 14 – 18 15 – 19 16 – 20 17 – 21 18 – 22 19 – 23 19 – 23 20 – 24 20 – 24 20 – 24 21 – 25 Razoável 19 – 21 20 – 23 21 – 24 22 – 25 23 – 26 24 – 27 24 – 28 25 – 29 25 – 29 25 – 29 26 – 30 Bom 22 – 26 24 – 28 25 – 29 26 – 30 27 – 31 28 – 32 29 – 33 30 – 34 30 – 34 30 – 34 31 – 35 M. Julho. NORMAS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. Adroaldo e Silva. PROJETO ESPORTE BRASIL. Porto Alegre. PROESP-BR. 2007 . Bom 29 – 39 32 – 42 34 – 44 36 – 46 38 – 48 39 – 50 41 – 52 43 – 54 44 – 56 46 – 58 47 – 59 Excelência ≥ 40 ≥ 43 ≥ 45 ≥ 47 ≥ 49 ≥ 51 ≥ 53 ≥ 55 ≥ 57 ≥ 59 ≥ 60 Tabela 8 – Valores de referência para avaliação da força-resistência abdominal para o sexo feminino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos Fonte: M. Fraco < 16 < 18 < 20 < 21 < 23 < 25 < 26 < 28 < 29 < 30 < 30 Fraco 16 – 19 18 – 21 20 – 23 21 – 25 23 – 27 25 – 29 26 – 30 28 – 32 29 – 33 30 – 34 30 – 34 Razoável 20 – 23 22 – 25 24 – 28 26 – 29 28 – 31 30 – 33 31 – 35 33 – 36 34 – 38 35 – 39 35 – 40 Bom 24 – 28 26 – 31 29 – 33 30 – 35 32 – 37 34 – 38 36 – 40 37 – 42 39 – 43 40 – 45 41 – 46 M.

Adroaldo e Silva. Bom 173 – 210 201 – 246 228 – 280 254 – 311 278 – 341 300 – 367 320 – 391 339 – 411 355 – 428 369 – 441 381 – 450 Excelência ≥ 211 ≥ 247 ≥ 281 ≥ 312 ≥ 342 ≥ 368 ≥ 392 ≥ 412 ≥ 429 ≥ 442 ≥ 451 Gaya. Porto Alegre. Gustavo.NORMAS E CRITÉRIOS NACIONAIS DE AVALIAÇÃO JULHO/2007 Força Explosiva de Membros Superiores (Arremesso de Medicineball) Tabela 9 – Valores de referência para avaliação da força explosiva de membros superiores para o sexo masculino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos M. Julho. 2007 . NORMAS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. Fraco < 132 < 148 < 165 < 181 < 198 < 215 < 232 < 249 < 266 < 284 < 302 Fraco 132 – 146 148 – 166 165 – 186 181 – 206 198 – 225 215 – 243 232 – 260 249 – 277 266 – 293 284 – 308 302 – 322 Razoável 147 – 156 167 – 181 187 – 205 207 – 228 226 – 250 244 – 270 261 – 289 278 – 306 294 – 322 309 – 336 323 – 347 Bom 157 – 172 182 – 200 206 – 227 229 – 253 251 – 277 271 – 299 290 – 319 307 – 338 323 – 354 337 – 368 348 – 380 M. Bom 201 – 231 221 – 265 245 – 302 273 – 343 307 – 388 345 – 437 388 – 488 435 – 543 488 – 601 545 – 662 607 – 726 Excelência ≥ 232 ≥ 266 ≥ 303 ≥ 344 ≥ 389 ≥ 438 ≥ 489 ≥ 544 ≥ 602 ≥ 663 ≥ 727 Tabela 10 – Valores de referência para avaliação da força explosiva de membros superiores para o sexo feminino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos Fonte: M. MANUAL DE APLICAÇÃO DE MEDIDAS E TESTES. PROJETO ESPORTE BRASIL. PROESP-BR. Fraco < 149 < 160 < 174 < 192 < 213 < 238 < 267 < 301 < 340 < 384 < 434 Fraco 149 – 162 160 – 176 174 – 194 192 – 216 213 – 241 238 – 271 267 – 305 301 – 344 340 – 389 384 – 438 434 – 494 Razoável 163 – 178 177 – 195 195 – 216 217 – 241 242 – 271 272 – 305 306 – 343 345 – 385 390 – 432 439 – 483 495 – 538 Bom 179 – 200 196 – 220 217 – 244 242 – 272 272 – 306 306 – 344 344 – 387 386 – 434 433 – 487 484 – 544 539 – 606 M.

Porto Alegre. Adroaldo e Silva. PROESP-BR. Bom 132 – 157 141 – 167 150 – 177 159 – 187 168 – 197 177 – 206 186 – 216 196 – 226 205 – 236 214 – 246 224 – 256 Excelência ≥ 158 ≥ 168 ≥ 178 ≥ 188 ≥ 198 ≥ 207 ≥ 217 ≥ 227 ≥ 237 ≥ 247 ≥ 257 Tabela 12 – Valores de referência para avaliação da força explosiva de membros inferiores para o sexo masculino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos Fonte: M. Bom 118 – 146 128 – 155 137 – 164 145 – 172 151 – 179 156 – 186 160 – 191 162 – 195 163 – 198 163 – 199 163 – 199 Excelência ≥ 147 ≥ 156 ≥ 165 ≥ 173 ≥ 180 ≥ 187 ≥ 192 ≥ 196 ≥ 199 ≥ 200 ≥ 200 Gaya. MANUAL DE APLICAÇÃO DE MEDIDAS E TESTES. PROJETO ESPORTE BRASIL. Julho. NORMAS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO.NORMAS E CRITÉRIOS NACIONAIS DE AVALIAÇÃO JULHO/2007 Força Explosiva de Membros Inferiores (Salto Horizontal) Tabela 11 – Valores de referência para avaliação da força explosiva de membros inferiores para o sexo masculino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos M. 2007 . Gustavo. Fraco < 86 < 95 < 102 < 109 < 114 < 118 < 120 < 121 < 122 < 122 < 122 Fraco 86 – 95 95 – 104 102 – 113 109 – 120 114 – 125 118 – 130 120 – 133 121 – 135 122 – 135 122 – 135 122 – 135 Razoável 96 – 105 105 – 115 114 – 123 121 – 131 126 – 136 131 – 141 134 – 145 136 – 147 136 – 148 136 – 148 136 – 148 Bom 106 – 117 116 – 127 124 – 136 132 – 144 137 – 150 142 – 155 146 – 159 148 – 161 149 – 162 149 – 162 149 – 162 M. Fraco < 98 < 106 < 114 < 122 < 130 < 138 < 145 < 152 < 159 < 166 < 172 Fraco 98 – 109 106 – 117 114 – 126 122 – 134 130 – 143 138 – 151 145 – 159 152 – 167 159 – 175 166 – 182 172 – 190 Razoável 110 – 120 118 – 129 127 – 137 135 – 145 144 – 154 152 – 162 160 – 171 168 – 180 176 – 189 183 – 198 191 – 207 Bom 121 – 131 130 – 140 138 – 149 146 – 158 155 – 167 163 – 176 172 – 185 181 – 195 190 – 204 199 – 213 208 – 223 M.

21 ≤ 5.57 ≤ 6.91 7.02 > 7. MANUAL DE APLICAÇÃO DE MEDIDAS E TESTES.30 > 8.92 6.57 – 6. Bom 6.69 5.11 – 6.16 – 6.94 > 6.52 > 7.14 7.75 – 5. 2007 .51 – 6.12 7.52 7.51 > 7.36 ≤ 5. Adroaldo e Silva.34 7.77 – 7.14 6.31 – 6.58 – 6.17 6. Fraco > 8.19 6.02 > 7.33 6.80 – 6.02 – 7.90 – 7.09 ≤ 4.44 ≤ 5.51 Fraco 8.60 – 6.75 – 5.53 – 8.49 Fraco 8.96 Razoável 8.42 ≤ 5.58 – 6.82 – 5. Fraco > 8.95 – 6.93 7.91 5.97 6.55 6.53 6.17 6.17 M.74 ≤ 5.11 ≤ 5.29 7.24 – 5.41 – 4.20 – 6.19 6.34 6.37 5.61 6.48 7.48 – 4.78 7.03 6.87 7.13 – 5.68 6. Julho.86 > 8.06 – 6. PROJETO ESPORTE BRASIL.93 7.31 – 7.14 6.58 – 7.21 7.72 8.96 7.58 5.95 ≤ 5.67 – 6.80 > 6.83 6.51 6.57 – 4.90 ≤ 4.36 – 6.35 – 5.42 M.91 ≤ 5.51 – 6.16 – 5.52 6.78 8.37 6.50 – 6.53 > 8.45 6.68 > 7.02 – 7.16 – 5.22 5.68 6.52 > 7. NORMAS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO.43 6.57 > 6. Gustavo.76 6.25 6.67 > 6.43 6.73 ≤ 5.67 – 6.92 – 6.54 ≤ 5.59 6.02 – 5.99 ≤ 4.51 6.59 6.75 6.28 – 6.53 7.07 7.25 > 8.76 – 7.16 – 5.13 – 5.31 – 5.90 Excelência ≤ 6.96 6.33 ≤ 6.74 6.58 > 7.68 – 5.89 Tabela 14 – Valores de referência para avaliação da agilidade para o sexo feminino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos Fonte: M.10 5.49 – 6. PROESP-BR.00 5.49 5.32 – 5.17 7. Porto Alegre.61 ≤ 5.42 Gaya.92 – 6.51 – 6.02 – 6. Bom 7.61 7.52 – 6.92 – 6.76 > 7.52 –6.17 6.82 – 7.18 ≤ 5.89 ≤ 4.52 6.71 6.52 – 5.51 > 7.86 – 8.95 – 6.97 7.43 Excelência ≤ 6.32 6.81 – 5.00 7.70 – 6.25 – 7.18 – 5.59 Bom 7.58 – 6.93 7.44 7.68 – 7.62 6.95 – 6.60 – 7.51 – 6.NORMAS E CRITÉRIOS NACIONAIS DE AVALIAÇÃO JULHO/2007 Agilidade (Teste do Quadrado) Tabela 13 – Valores de referência para avaliação da agilidade para o sexo masculino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos M.76 Bom 7.42 ≤ 5.51 – 7.91 – 5.96 – 6.82 6.27 – 6.11 – 6.99 – 6.70 6.03 7.94 – 6.31 > 7.05 Razoável 7.04 – 5.90 5.77 – 6.52 – 7.50 – 5.12 6.33 – 6.86 – 6.71 – 7.96 – 5.32 8.47 – 7.82 > 7.11 > 6.99 – 7.25 6.67 – 6.51 ≤ 5.16 – 5.43 – 7.36 6.92 6.96 7.58 7.28 7.30 – 7.69 – 5.13 – 6.24 – 5.00 8.

42 3.96 4.00 – 3.52 – 4.58 ≤ 3.09 M.96 – 3.18 4.87 3.95 Bom 4.15 – 4.61 – 3. 2007 .71 3.73 3.62 3. Fraco > 4.45 – 4.18 3.70 – 3.17 > 4.60 3.94 – 4.79 Tabela 16 – Valores de referência para avaliação da velocidade para o sexo feminino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos Fonte: M.41 – 4.44 3.18 4.51 3.97 – 3.17 – 3.01 4.47 – 4.94 – 3.04 4.49 3.83 – 3.74 4.79 4.84 3.50 – 3.86 4.24 4.70 M.20 4.21 4.19 – 3. NORMAS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO.91 – 3.99 ≤ 3.80 3.72 – 3.70 3.21 3.78 – 4.39 ≤ 3. Bom 4.04 ≤ 3.26 4.48 – 2.94 – 3.39 > 5.38 3.30 – 4.60 4.56 – 4.60 – 3. Gustavo.63 – 4.04 ≤ 3.33 – 3.05 3.08 – 3.78 – 4.17 – 3.32 4.51 > 4.79 – 4.56 ≤ 3.42 4.31 – 4.17 – 3.73 – 4.25 3.56 > 4.39 – 5.04 Gaya.48 4.45 > 4.80 Excelência ≤ 3.50 – 4.98 > 4. Julho.72 – 3.86 3.07 3.06 > 3.59 – 3.25 – 4. Fraco > 5.10 4.06 – 3.97 ≤ 2.20 – 2.05 3.01 4.95 4.94 > 4.17 – 3.04 ≤ 3.18 4.70 3.85 ≤ 2.57 3.20 – 3.06 ≤ 2.50 > 4.18 4.59 4.28 Bom 4.94 – 3.96 – 3.11 4.23 – 4.69 – 3.14 3.95 4.35 4.78 > 4.13 – 2.08 3.64 4.77 4.95 4.NORMAS E CRITÉRIOS NACIONAIS DE AVALIAÇÃO JULHO/2007 Velocidade de Deslocamento (Corrida de 20m) Tabela 15 – Valores de referência para avaliação da velocidade para o sexo masculino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos M.37 – 2.16 4.14 ≤ 3.77 – 3.50 > 4.05 Excelência ≤ 3.51 – 4.82 3.98 3.65 > 4.97 4.61 3.41 – 3.54 – 3.76 ≤ 3.43 ≤ 3.69 – 3.17 ≤ 3.26 4.28 – 2.95 – 3.89 – 3.97 > 3.61 > 4.53 4.71 – 3.59 – 4.50 Razoável 4.85 – 3.30 3.09 – 3.34 – 4.79 – 3.15 – 3.79 > 4.50 Fraco 5.92 4. MANUAL DE APLICAÇÃO DE MEDIDAS E TESTES.45 4.50 – 4. Porto Alegre.91 3.09 4.61 – 4.78 3.07 ≤ 3.25 – 3.03 – 3. PROESP-BR.29 3.79 ≤ 2.94 – 3.50 – 4.33 4.05 3.69 – 3.17 – 3.97 4. Bom 4.10 – 3.83 – 3.81 3.34 3.86 – 3.32 – 4.01 5.90 ≤ 2.29 ≤ 3.00 – 3.08 – 2.45 – 4.69 – 3.72 3.65 – 4.30 > 4. PROJETO ESPORTE BRASIL.27 – 3.80 – 3.24 ≤ 3.70 3.89 > 3. Adroaldo e Silva.17 – 3.81 ≤ 2.79 Fraco 4.40 3.50 – 4.00 – 4.49 – 3.50 > 4.73 3.00 4.18 Razoável 5.15 3.46 4.55 3.15 > 4.98 – 4.83 > 3.44 – 4.

Julho.NORMAS E CRITÉRIOS NACIONAIS DE AVALIAÇÃO JULHO/2007 Capacidade Cardiorrespiratória (Corrida/caminhada em 9 minutos) Tabela 17 – Valores de referência para avaliação da capacidade cardiorrespiratória para o sexo masculino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos M. MANUAL DE APLICAÇÃO DE MEDIDAS E TESTES. Fraco < 886 < 922 < 953 < 979 < 1000 < 1017 < 1028 < 1035 < 1037 < 1037 < 1037 Fraco 886 – 996 922 – 1041 953 – 1081 979 – 1114 1000 – 1140 1017 – 1159 1028 – 1170 1035 – 1173 1037 – 1173 1037 – 1173 1037 – 1173 Razoável 997 – 1073 1042 – 1137 1082 – 1191 1115 – 1233 1141 – 1265 1160 – 1285 1171 – 1295 1174 – 1295 1174 – 1295 1174 – 1295 1174 – 1295 Bom 1074 – 1191 1138 – 1261 1192 – 1322 1234 – 1372 1266 – 1411 1286 – 1437 1296 – 1448 1296 – 1448 1296 – 1448 1296 – 1448 1296 – 1448 M. PROESP-BR. Adroaldo e Silva. Gustavo. Bom 1192 – 1489 1262 – 1573 1323 – 1646 1373 – 1706 1412 – 1753 1438 – 1785 1449 – 1801 1449 – 1801 1449 – 1801 1449 – 1801 1449 – 1801 Excelência ≥ 1490 ≥ 1574 ≥ 1647 ≥ 1707 ≥ 1754 ≥ 1786 ≥ 1802 ≥ 1802 ≥ 1802 ≥ 1802 ≥ 1802 Gaya. PROJETO ESPORTE BRASIL. Fraco < 930 < 986 < 1040 < 1093 < 1144 < 1194 < 1241 < 1286 < 1329 < 1369 < 1407 Fraco 930 – 1068 986 – 1136 1040 – 1201 1093 – 1263 1144 – 1321 1194 – 1375 1241 – 1426 1286 – 1471 1329 – 1512 1369 – 1547 1407 – 1576 Razoável 1069 – 1182 1137 – 1259 1202 – 1333 1264 – 1402 1322 – 1466 1376 – 1525 1427 – 1578 1472 – 1625 1513 – 1665 1548 – 1698 1577 – 1724 Bom 1183 – 1282 1260 – 1380 1334 – 1470 1403 – 1554 1467 – 1630 1526 – 1696 1579 – 1754 1626 – 1801 1666 – 1836 1699 – 1860 1725 – 1870 M. 2007 . Bom 1283 – 1539 1381 – 1658 1471 – 1765 1555 – 1867 1631 – 1961 1697 – 2047 1755 – 2126 1802 – 2196 1837 – 2259 1861 – 2314 1871 – 2361 Excelência ≥ 1540 ≥ 1659 ≥ 1766 ≥ 1868 ≥ 1962 ≥ 2048 ≥ 2127 ≥ 2197 ≥ 2260 ≥ 2315 ≥ 2362 Tabela 18 – Valores de referência para avaliação da capacidade cardiorrespiratória para o sexo feminino Idade 07 anos 08 anos 09 anos 10 anos 11 anos 12 anos 13 anos 14 anos 15 anos 16 anos 17 anos Fonte: M. NORMAS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. Porto Alegre.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful