Você está na página 1de 51

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

NÚMEROS INTEIROS, OPERAÇÕES E PRINCIPAIS PROPRIEDADES.

O conjunto dos números inteiros ( Ζ ) está contido no conjunto dos números reais, assim como os conjuntos dos números naturais, racionais ou fracionários e irracionais, e é representado por

Ζ = {

No conjunto dos

números inteiros destacam-se os subconjuntos:

-3,

-2, -1, 0, 1, 2, 3, 4,

}.

Ζ * = conjunto dos inteiros não nulos

Ζ + = conjunto dos inteiros não negativos

Ζ = conjunto dos inteiros não positivos

Ζ + * = conjunto dos inteiros positivos

Ζ * = conjunto dos inteiros negativos

As principais operações com números inteiros são: Adição, subtração, multiplicação e divisão. Estudaremos agora as principais propriedades que envolvem os números inteiros.

ADIÇÃO

Os termos da adição são denominados parcelas e o resultado da adição é a soma ou total.

Ex:

7

+

3

=

10

1ª parcela

2ª parcela

soma ou total

A ordem das parcelas não altera a soma.

Ex: 7 + 3 = 3 + 7 = 10

O zero é chamado elemento neutro da adição.

Ex: 0 + 4 = 4 + 0 = 4

Exercício 01 (COVEST) A tabela ao lado ilustra uma operação correta de adição, onde as parcelas e a soma estão expressas no sistema de numeração decimal e x, y e z são dígitos entre 0 e 9. Quanto vale x + y + z?

A) 17

B) 18

C) 19

D) 20

E) 21

0 e 9. Quanto vale x + y + z? A) 17 B) 18 C) 19

1

SUBTRAÇÃO

Os termos da subtração são denominados minuendo, subtraendo e resultado da operação de subtração é o resto ou diferença.

Ex:

7

3

=

4

minuendo

subtraendo

resto ou diferença

A ordem dos termos altera a subtração.

Se a ≠≠≠≠ b ⇒⇒⇒⇒

a – b

≠≠≠≠ b – a

A soma do minuendo com o subtraendo e resto é igual ao dobro do minuendo.

M + S + R = 2.M

A subtração é a operação inversa da adição, ou seja,

M – S = R M = R + S

Qualquer adição ou subtração de dois números inteiros resulta sempre um número inteiro, dizemos então que essas operações estão bem definidas em Ζ ou, que o conjunto Ζ é fechado para as operações de adição e subtração.

Representação de um número inteiro

A cada número, associamos um ponto de uma reta. Sobre esta reta, existe um ponto 0 (zero) denominado origem, a partir do qual medimos, à sua esquerda os números inteiros negativos e, à sua direita, os positivos, assim:

inteiros negativos e, à sua direita, os positivos, assim: • Na reta, os números inteiros aumentam

Na reta, os números inteiros aumentam da

esquerda para a direita, ou seja, qualquer número

inteiro é maior que um outro que esteja à sua esquerda.

Ex: 2 > -3, veja!

um outro que esteja à sua esquerda. Ex: 2 > -3, veja! • O zero é

O zero é menor que qualquer inteiro positivo e maior que qualquer inteiro negativo.

Ex: 0 <

3, mas 0 > -100

Todo número negativo é menor que qualquer número positivo.

Ex: -1000 < 1

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

Módulo ou Valor Absoluto

Podemos associar o valor absoluto de um número, à distância desse número ao 0 (zero), quando consideramos a representação dele na reta, logo o valor absoluto de um número

.

nunca é negativo e o representamos por (Lê-se: módulo de n)

n

Exemplos: - 5 = 5 ; - 8 = 8 ; 0 = 0 ;
Exemplos:
- 5
= 5 ;
- 8
= 8
;
0
= 0
;
4
= 4 .

Números Simétricos ou Opostos

Dois números são simétricos se têm mesmo módulo e sinais contrários. Veja!

– 5 e 5 são simétricos ou opostos.

O oposto de 7 é – 7.

O oposto de zero é o próprio zero.

Dois números simétricos têm sempre o mesmo

Adições e Subtrações com Números Inteiros

A maneira mais prática de calcularmos adições e subtrações com números inteiros é fazendo as somas de forma separada. Veja nos exemplos seguintes:

Ex 1 : Calcular o valor da expressão:

– 3 + 5 – 10 + 15 – 6 + 8.

Solução.

Basta fazermos duas somas separadas:

- uma só com os números positivos: (1º passo)

5 + 15 + 8 = + 28

- uma só com os números negativos: (2º passo)

(– 3 ) + (– 10 ) + (– 6 ) = – 19

Atenção!

Ao somarmos números de mesmos sinais, somamos os módulos e repetimos, à esquerda do resultado, o sinal desses números.

2

- Então escrevemos os dois totais encontrados, lado

a lado, atribuindo o sinal do número com maior módulo. (3º passo)

28 – 19 = + 9 ou

– 19 + 28 = + 9.

Atenção!

Ao somarmos números inteiros de sinais contrários, subtraímos os seus módulos e escrevemos, à esquerda do resultado, o sinal do número inteiro de maior módulo.

Ex 2 : Calcular o valor da expressão:

– 12 + 6 – 23 + 13 – 15 + 20 – 1.

Solução.

1º passo:

6 + 13 + 20 = 39

2º passo:

– 12 + (– 23 ) + (– 15 ) + (–1 ) = – 51

3º passo:

39 – 51 = – 12

ou

– 51 + 39 = – 12

MULTIPLICAÇÃO

multiplicação são

denominados fatores ou multiplicando (1º fator)

e multiplicador (2º fator) e o resultado da multiplicação é o produto.

Ex:

25

x

4

=

100

1º fator

2º fator

produto

O produto de dois números inteiros é sempre um

número inteiro, ou seja,

multiplicação está bem definida em Ζ.

a operação de

A ordem dos fatores não altera o produto.

a x b = b x a

O número 1 é o elemento neutro da multiplicação.

1 x a = a x 1

Podemos distribuir um fator pelos termos de uma adição qualquer.

a x ( b

+

c )

=

a x b

+

a x c

Podemos distribuir um fator pelos termos de uma subtração qualquer.

a x ( b

c )

=

a x b

a x c

módulo. Ex:

- 4

=

4

= 4.

Os

termos

de

uma

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

enumerar as páginas de um livro de 235 páginas?

DIVISÃO

Os

quatro

números

inteiros

envolvidos

 

na

divisão são o

dividendo

(

D

),

o

divisor

(

d

),

o quociente ( q ) e o

Na divisão inteira de D por d 0, existirá um único par de inteiros, q e r, tais que:

resto ( r ).

único par de inteiros , q e r , tais que: resto ( r ). ↓

divisão acima é denominada “Divisão euclidiana”.

A

O

resto nunca pode ser negativo.

O

divisor nunca pode ser 0 (zero).

O

maior resto possível é uma unidade menor que

o

divisor, ou seja,

r = d – 1 .

Ex 1 : Na divisão inteira de 50 por 7, temos:

Ex 2 : Na divisão inteira de – 50 por 7, temos:

Ex 2 : Na divisão inteira de – 50 por 7, temos: ↓ ↓ • Na

Ex 2 : Na divisão inteira de – 50 por 7, temos: ↓ ↓ • Na

Na divisão de D por d, se r = 0, temos D = q x d e

a divisão é denominada exata.

Se a divisão de D por d 0 for exata, dizemos que D é divisível por d ou que D é múltiplo de d ou ainda que d é divisor de D ou d é fator de D ou d divide D.

3

Ex: 32 ÷ 4 = 8

32 é divisível por 4

divide 32

é divisor de 32

32 é múltiplo de 4

4

4

 

Multiplicações e Divisões com Números Inteiros

Nas multiplicações e divisões de dois números inteiros é necessário observar os sinais dos termos envolvidos na operação.

Veja!

SINAIS IGUAIS +

SINAIS OPOSTOS

(

+ 3 ) . ( + 5 ) = + 15

(

+ 3 ) . ( – 5 ) = – 15

(

– 3

) . ( – 2 ) = + 6

(

– 3 ) . ( + 2 ) = – 6

(

–15 ) ÷ ( – 5 ) = + 3

(

–15 ) ÷ ( + 5 ) = – 3

(

+ 20 ) ÷ ( + 4 ) = + 5

(+ 20 ) ÷ ( – 4 ) = – 5

Exercício 03 (UNIVASF/08) Se hoje é domingo, qual

será o dia da semana, passados 100 dias a partir de hoje?

A) segunda-feira

B) terça-feira

C) quarta-feira

D) quinta-feira

E) sexta-feira

Exercício 04 (FCC –TRT-PI/2010) Seja XYZ um

número inteiro e positivo em que X, Y e Z representam os algarismos das centenas, das dezenas e das unidades, respectivamente. Sabendo que 36 935 ÷ (XYZ) = 83, é correto afirmar que

A) X = Z

B) X . Y = 16

C) Z − Y = 2X

D) Y = 2X

E) Z = X + 2

Exercício

02

Quantos

algarismos

usamos

para

D = q . d + r

em que 0 r

d

7 x 7 + 1 = 50

e

0 1

7

-8 x 7 + 6 = - 50

e

0

6

7

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

Marisa, juntamente com o filho Júnior, de 6 anos de idade, foi a um restaurante que serve comida a quilo. A balança do restaurante estava com defeito e só funcionava para pesos superiores a 700g. Assim, depois de se servirem, eles pesaram os pratos dois

a dois e os resultados foram os seguintes: Pedro e

Marisa = 1,50 kg; Pedro e Júnior = 1,20 kg; Marisa e

Júnior = 0,90 kg. Nessa situação, considerando que

o restaurante cobra R$ 16,90 por 1 kg de comida, é correto afirmar que

71 nenhum dos pratos pesou mais que 800 g.

72 dois dos pratos pesaram, cada um, mais que 850 g.

73 Pedro comeu tanto quanto Marisa e Júnior juntos.

74 a despesa com a refeição dos três foi superior a R$ 30,00.

Exercício 06 (CORREIOS/08) o valor da expressão 2 - 3{2 - [(-3 + 2).(3 - 5)]} – 1 é:

A) - 2

B) - 1

C) 1

D) 2

Conjunto dos Divisores de um Número Inteiro

Já vimos que um número inteiro m 0 é divisor de outro inteiro n quando existe um inteiro p tal que n = m . p. Sendo assim, podemos indicar o conjunto dos divisores de um número inteiro n por

D ( n ) = { m ∈ Ζ ; p ∈ Ζ tal que

m . p = n }.

Ex 1 : D (– 15) = { ± 1, ± 3; ± 5; ± 15 } Ex 2 : D ( 24) = {± 1; ± 2; ± 3; ± 4; ± 6; ± 8; ± 12; ± 24}

O conjunto dos divisores de um número inteiro é um conjunto finito.

O maior divisor de um número inteiro n é

O 1 é o menor divisor positivo de todo e qualquer número.

D ÷÷÷÷ 1 = D

n

.

O zero não pode ser divisor de nenhum número.

O zero é divisível por qualquer número não nulo.

4

Conjunto dos Múltiplos de um Número Inteiro

O conjunto dos múltiplos de um número inteiro n é formado pelo produto desse número n por todos os números inteiros.

M ( n ) = { 0; ± 1n; ± 2n; ± 3n; ± 4n; ± 5n;

Ex: M ( 3 ) = { 0; ± 3; ± 6; ± 9; ± 12;

}

}

Qualquer número é múltiplo de 1.

O zero é múltiplo de todo número.

O zero tem somente um múltiplo: M ( 0 ) = { 0 }

Critérios de Divisibilidade

Um critério de divisibilidade é uma regra que permite saber se um número é ou não divisível por outro.

Divisibilidade por 2

Um número é divisível por 2 quando é par, ou seja, quando o seu algarismo das unidades é 0, 2 4, 6 ou 8.

Ex: 3.764 é divisível por 2.

Divisibilidade por 3

Um número é divisível por 3 quando a soma dos valores absolutos dos seus algarismos resulta num número divisível por 3.

Ex: 2496 é divisível por 3 , pois 2 + 4 + 9 + 6 = 21 que é divisível por 3.

Divisibilidade por 4

Um número é divisível por 4 quanto termina por dois zeros ( 00) ou os dois algarismos da direita formam um número divisível por 4.

Ex: 124 e 4.500 são divisíveis por 4.

Divisibilidade por 5

Um número é divisível por 5 quando o seu algarismo das unidades é 0 ou 5.

Ex: 1.245 é divisível por 5.

Divisibilidade por 6

Um número é divisível por 6 quando é múltiplo de 2 e de 3 simultaneamente, ou seja, quando é par e divisível por 3. Ex: 120 é divisível por 6, pois é par e 1 + 2 + 0 = 3.

Exercício

05

(CESPE/MP-08)

O

casal

Pedro

e

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

Divisibilidade por 7

Um número é divisível por 7 quando a diferença entre a sua quantidade de dezenas e o dobro do valor do seu algarismo das unidades é divisível por 7.

Ex: 266 é divisível por 7, pois 26 – 2 x 6 = 26 – 12 = =14, que é divisível por 7.

Divisibilidade por 8

Um número é divisível por 8 quanto termina por três zeros ( 000) ou os três algarismos da direita formam um número divisível por 8.

Ex: 1.024 e 45.000 são divisíveis por 8.

Divisibilidade por 9

Um número é divisível por 9 quando a soma dos valores absolutos dos seus algarismos resulta um número divisível por 9.

Ex: 7.902 é divisível por 9 , pois 7 + 9 + 0 + 2 = 18, que é divisível por 9.

Divisibilidade por 10, 100, 1000, etc.

Um número é divisível por 10, 100, 1000, etc. quando termina por 1, 2, 3, etc. zeros à direita.

Ex: 23.000, 4.300 e 3.780 são, respectivamente, divisíveis por 1000, 100 e 10.

Divisibilidade por 11

Um número é divisível por 11 quando a diferença entre a soma dos algarismos de ordem ímpar (a partir das unidades) e a soma dos algarismos de ordem par (a partir das dezenas ) resulta um número divisível por 11.

Ex: 13.816 é divisível por 11, pois

(s.i.)

= 15 – 4 = 11, que é divisível por 11.

6 + 8 + 1= 15

(s.p.) =

e

1

+

3

=

4

(s.p.), fazendo (s.i.)

Divisibilidade por 12

Um

número

é

divisível

por

12

quando

é

divisível por 3 e por 4 simultaneamente.

Ex:

1 + 2 + 0 = 3.

120 é divisível por 12, pois termina por 20 e

Divisibilidade por 13

Um número é divisível por 13 quando a soma das suas dezenas com o quádruplo do algarismo das unidades resulta num número divisível por 13.

5

Ex: 598 é divisível por 13, pois 59 + 4 x 8 = 59 + 32 = 91, se você ainda não percebeu que 91 é divisível por 13, faça: 9 + 4 x 1 = 13 que é divisível por 13.

Divisibilidade por 15

Um

número

é

divisível

por

15

quando

é

divisível por 3 e por 5 simultaneamente.

Ex: 1005 é divisível por 15, 1 + 0 + 0 + 5 = 6 .

Divisibilidade por 25

pois termina por 5 e

Um número é divisível por 25 quando os seus dois algarismos da direita formam 00, 25, 50 ou 75.

Ex: 1.525, 6.000, 3.450 e 175 são divisíveis por 25.

Exercício

07

(UNIVASF/07)

Qual

o

dígito

das

unidades do produto 1x3x5x

x101x103,

cujos

fatores são os naturais ímpares, de 1 até 103?

A) 1

B) 5

C) 3

D) 7

E) 9

Conjunto dos Números Primos

Um número inteiro n é primo (n 0), quando tem, exatamente, quatro divisores, que são:

–1, 1, – n e n, ou seja,

n é primo D( n ) = { –1, 1, – n, n}

é

denominado composto. Exemplos: – 3, 5, – 11 e 13

são inteiros primos.

Caso

n

admita

outros

divisores,

n

Hoje, apesar de se conhecer diversas funções que descrevem os números primos, o método mais prático para a obtenção de primos é o “Crivo de Eratóstenes”. Eratóstenes ( 273 – 192 a.C.), bibliotecário de Alexandria, famoso por sua descoberta acurada da circunferência da Terra, por seu mapa do mundo, então conhecido e pelo método de isolar os números primos num dado conjunto de números naturais, que eram dispostos em ordem crescente em uma tábua, sendo furados os números compostos. A tábua com diversos furos, tinha a semelhança de uma peneira, daí o nome Crivo.

Todos os primos são ímpares, exceto o número 2, que é único número natural par e primo, pois todos os outros números pares são múltiplos de 2.

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

Reconhecimento de um Número Natural Primo

Para reconhecermos se um número é primo,

devemos dividi-lo pelos sucessivos números primos:

2, 3, 5, 7, 11, 13, 17,

exato ou um quociente não exato e menor ou igual

ao divisor. Exemplo: Verificar se o número 71 é primo.

solução

, até obter um quociente

o número 71 é primo. solução , até obter um quociente Obtivemos na última divisão, o

Obtivemos na última divisão, o quociente 6, menor que o divisor 11, o que nos garante que 71 é primo.

Fatoração de um Número Natural

Todo número composto não nulo admite uma única decomposição em fatores primos (sem levar em consideração a ordem dos fatores). Esse é um dos teoremas demonstrados por Gauss.

Fatorar um número significa decompor este número num produto de fatores primos.

Quantidade de Divisores de um Número Inteiro

Se a decomposição de um número natural composto n é

n =

(p

1 )

a

.

(p

2 )

b . (p

3 )

c (p

n )

q

em que p 1, p 2 , p 3 ,

e a, b, c,

, p n são os fatores primos de n

, q são os seus respectivos expoentes,

então o número de divisores naturais do número n é dado por:

(Nº de divisores naturais)

= (a + 1).( b + 1).( c + 1)

(q + 1)

Logo o total de divisores inteiros do número n é o dobro do número de divisores naturais, ou seja,

(Nº de divisores inteiros) = 2.(a + 1 ).( b + 1 ).( c + 1 )

( q + 1 )

6

número 180?

Exercício 09 (CORREIOS) Determine a sentença falsa:

A) 770 é divisível por 7

B) 13 é divisor de 260

C) O maior múltiplo de 9, menor que 100 é 99

D) 204 é divisível por 24

Exercício 10 (PM-PE/09) Carlos e Pedro são alunos muito aplicados em matemática. Certo dia, Carlos

perguntou a Pedro se ele sabia resolver a seguinte questão: Determine o algarismo das unidades do

número

chegando ao resultado correto. Qual foi o resultado

a que Pedro chegou?

(8325474) 642 . Pedro resolveu o problema,

A) 4

B) 2

C) 5

D) 6

E) 1

Mínimo Múltiplo Comum (M.M.C.)

O Mínimo Múltiplo Comum (MMC) de dois ou mais números inteiros e não nulos, é o menor

número inteiro positivo, que é múltiplo de todos

os números dados.

Exemplo: Dados os números 3, 4 e 6, temos:

M(3) = {0,± 3, ± 6, ± 9,±±±± 12, ± 15, ± 18, ± 21,±±±± 24,

M(4) = {0, ± 4; ± 8, ±±±± 12, ± 16, ± 20, ±±±± 24, ±28, M(6) = {0, ± 6, ±±±±12, ± 18, ±±±± 24, ± 30, ± 36, ± 42,

}

M(3) M(4) M(6) = {0, ± 12, ± 24,

MMC(3,4,6) = 12

}

}

}

Existem outras maneiras de encontrar o MMC: Por decomposição em fatores primos e por fatoração simultânea.

Exercício

08

Quantos

divisores

naturais

tem

o

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

terminal rodoviário a cada 4 dias. Um segundo ônibus chega ao terminal a cada 6 dias e um terceiro, a cada 7 dias. Numa ocasião, os três ônibus chegaram ao terminal juntos. A próxima vez em que chegarão juntos novamente, ao terminal, ocorrerá depois de:

A) 60 dias

B) 35 dias

C) 124 dias

D) 84 dias

E) 168 dias

plantões regularmente, o primeiro a cada 6 dias, o segundo a cada 8 dias e o terceiro a cada 10 dias, inclusive aos sábados, domingos feriados. Se no dia 12/06/01 os três fizeram plantão, a próxima coincidência de data em seus plantões é

A) 10/08/01

B) 12/08/01

C) 10/09/01

D) 10/10/01

E) 12/10/01

Exercício 13 (PM-PE/09) Três ciclistas A, B e C treinam em uma pista. Eles partem de um ponto P da pista e completam uma volta na pista ao passarem novamente pelo mesmo ponto P. O ciclista A gasta 30 seg , o ciclista B, 45 seg, e o ciclista C, 40 seg, para dar uma volta completa na pista. Após quanto tempo, os três ciclistas passam juntos, no ponto P, pela terceira vez consecutiva?

A) 18 min.

B) 25 min.

C) 30 min.

D) 15 min.

E) 20 min.

7

Máximo Divisor Comum (M.D.C.)

O Máximo Divisor Comum de dois ou mais números inteiros e não nulos, é o maior número inteiro, que é divisor de todos os números dados.

Exemplo: Dados os números 12, 18 e 30, temos:

D(12) = {±±±± 1, ±±±± 2, ±±±± 3, ± 4, ±±±± 6, ± 12} D(18) = {±±±± 1, ±±±± 2, ±±±± 3, ±±±± 6, ± 9, ±18} D(30) = {±±±± 1, ±±±± 2, ±±±± 3, ± 5, ±±±± 6, ± 10, ± 15, ± 30} D(12) D(18) D(30) = {±±±± 1, ±±±± 2, ±±±± 3, ±±±± 6}

MDC(12,18,30) = 6

Existem outras maneiras de encontrar o MDC: Por decomposição em fatores primos e pelo método das divisões sucessivas.

Exercício 14 (CORREIOS/08) O M.D.C. de 28 e 84

é

A)

B)

C)

D)

E)

4.

14.

7.

28.

21.

Exercício 15 (UFPE) Uma escola deverá distribuir um total de 1260 bolas de gude amarelas e 9072 bolas de gude verdes entre alguns de seus alunos. Cada aluno contemplado receberá o mesmo número de bolas amarelas e o mesmo número de bolas verdes. Se a escola possui 300 alunos e o maior número possível de alunos da escola deverá ser contemplado, qual o total de bolas que cada aluno contemplado receberá?

A) 38

B) 39

C) 40

D) 41

E) 42

Se o MDC(a,b) = 1, então a e b são denominados primos entre si. Ex: 10 e 21 são primos entre si.

Quaisquer dois números consecutivos são primos entre si. Ex: MDC(28,29) = 1.

Se a é múltiplo de b, então o MMC(a,b) = a. Ex: MMC(6,12) = 12

Se a e b são primos entre si, então o MMC(a,b) = a.b

MDC(a,b) . MMC(a,b) = a . b

Exercício

11

(UFPE)

Um

ônibus

chega

a

um

Exercício

12

(PM-BA/01)

Três

policiais

fazem

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

EXERCÍCIOS PROPOSTOS

CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY EXERCÍCIOS PROPOSTOS 01. (UNIVASF) João folga em seu trabalho de 20

01. (UNIVASF) João folga em seu trabalho de 20

em 20 dias e Maria de 12 em 12 dias. Numa certa semana, João folgou na segunda-feira e Maria na sexta-feira. A partir dessa sexta feira em que Maria folgou, o número de dias decorridos até que eles folguem no mesmo dia, pela segunda vez, será:

A) 60

D) 124

B) 78

E) 142

C) 96

02. (CORREIOS/08) Um termômetro marcava - 4

graus pela manhã, mas, à tarde, a temperatura aumentou para 6 graus. Houve, portanto, uma variação de:

A) 2 graus

B) 10 graus

C) 24 graus

D) 1,5 grau

03. (FCC – Agente Penitenciário-BA/2010) O

menor número possível de lajotas quadradas inteiras necessárias para revestir um painel retangular, com 1,62 m de comprimento por 0,90 m de largura, como mostra a figura abaixo, é

A) 14

B) 18

C) 36

D) 45

E) 92

mostra a figura abaixo, é A) 14 B) 18 C) 36 D) 45 E) 92 04.

04. (CESGRANRIO) Três maçãs e uma pêra

equilibram-se, em uma balança, com treze ameixas. Cinco ameixas e uma maçã, juntas, equilibram-se com uma pêra. Considerando que todas as frutas de mesma natureza têm a mesma massa, o número de ameixas necessário para equilibrar a pêra é:

A) 2

D) 7

B) 8

E) 4

C) 6

05.

(CORREIOS/08)

A

raiz

da

equação

10x + [4x - (x + 3)] = 10 é:

A) 1

B) 2

C) 3

D) 0

8

06. (FCC – TCE-SP/2010) De gosto muito duvidoso,

Alfonso, a fim de distrair-se, estava escrevendo a sucessão dos números naturais – começando do zero − quando sua esposa o chamou para jantar, fazendo com que ele interrompesse a escrita após escrever certo número. Considerando que, até parar, Alfonso havia escrito 4 250 algarismos, o último número que ele escreveu foi

A) 1 339.

D) 1 599.

B) 1 353.

E) 1 729.

C) 1 587.

07. (CESGRANRIO – BB/2010) De acordo com o

Plano Nacional de Viação (PNV) de 2009, a malha de estradas não pavimentadas de Goiás tem 62.868km a mais do que a malha de estradas pavimentadas. Sabe-se, também, que a extensão total, em quilômetros, das estradas não pavimentadas supera em 393km o sêxtuplo da extensão das estradas pavimentadas. Quantos quilômetros de estradas pavimentadas há em Goiás?

A) 12.495

D) 12.886

B) 12.535

E) 12.912

C) 12.652

08. (FCLC) As idades de Caio e Cayane somam

27 anos, as de Cayane e Carla Eduarda 19 anos e as de Caio e Carla Eduarda 20 anos. A idade de Cayane é:

A) 6 anos

D) 14 anos

B) 8 anos

E) 15 anos

C) 13 anos

09. (UFPB) Tenho 20 cédulas de R$ 5,00 e de

R$ 10,00, no total de R$ 115,00. O número de cédulas de R$ 5,00 que tenho é:

A) 2

D) 18

B) 15

E) 19

C) 17

10. (CORREIOS) Qual é o menor número que é

maior que 100 e é múltiplo comum de 3 e de 4 ?

A) 96

B) 102

C) 104

D) 108

11. (FACAPE/08.2) Com base no produto dos números 315456 × 7054931, podemos afirmar que o resto da divisão do mesmo por 6 corresponde a:

A) 0

D) 3

B) 1

E) 4

C) 2

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

12. (UFC) Um número positivo N, de dois

algarismos, é tal que, ao inverterem-se os dois algarismos, o novo número assim formado excede N em 27 unidades. Se a soma dos algarismos de N

é igual a 11 qual o valor de N?

A)

47

D) 83

B)

74

E) 65

C)

38

13.

(UEFS) Numa empresa que promove eventos,

existem 108 faxineiras, 60 garçons e 84 ajudantes de cozinha. Se cada equipe de trabalho deve conter

o

mesmo número X de faxineiras, o mesmo número

Y

de garçons e o mesmo número Z de ajudante de

cozinha, o número máximo de equipes que se podem formar é igual a:

A)

6

D) 15

B)

9

E) 30

C)

12

14.

(UEFS) João e Maria se “conheceram” numa

sala de bate papo, na internet, no dia 30 de dezembro de 1999. Como João só acessa essa sala de 3 em 3 dias, e Maria, de 5 em 5 dias, o próximo “encontro” dos dois poderá ocorrer em janeiro de 2000, no dia.

A)

14

D) 25

B)

15

E) 30

C)

18

15.

(TTN) Certa quantidade de sacos precisa ser

transportada e para isto dispõe-se de jumentos. Se colocarmos dois sacos em cada jumento, sobram treze sacos; se colocarmos três sacos em cada jumento sobram três jumentos. Quantos sacos precisam ser carregados?

A)

18

D) 36

B)

19

E) 57

C)

27

16.

(BNB/07) Dentre os serviços que um BANCO

presta à comunidade, há três pelos quais cobra as taxas X, Y e Z em reais. Ao final do expediente de um dia de trabalho, os caixas A, B e C anotaram os valores recebidos referentes às taxas supracitadas:

A 5X

+

4Y

+

7z

=

127,90

B X

+

2Y

+

Z

=

77,50

C 3X

+

3Y

+

Z

=

113,20

Logo, a soma das taxas X + Y + Z é, em real, igual

a:

A)

35,40

D) 33,80

B)

46,20

E) 36,70

C)

44,70

9

17. (CORREIOS/08) O maior múltiplo de 8 e menor

que 1000 é:

A)

800

D) 998

B)

88

C)

992

18.

(BNB/04) Uma agência bancária vende dois

tipos de ações. O primeiro tipo é vendido a R$ 1,20 por cada ação e o segundo a R$ 1,00. Se um investidor pagou R$ 1.050,00 por mil ações, então necessariamente ele comprou:

A) 300 ações do primeiro tipo

B) 300 ações do segundo tipo

C) 250 ações do primeiro tipo

D) 250 ações do segundo tipo

E) 200 ações do primeiro tipo

19. (PM-PE/09) Resolvendo o sistema abaixo, é

CORRETO afirmar que 2xy é igual a

A)

6

B)

24

 


x

+ = 4

y

C)

16

2

10

D)

20

  x

+ = 3

y

E)

18

12

5

20.

(CORREIOS/08) O M.M.C. de 32 e 18 é

A) 288.

D) 576.

B) 144.

E) 720.

C) 432.

21. (UNIVASF/09) Em um teste contendo 30 questões, cada questão certa vale 3 pontos, e cada erro vale -1 ponto. Se um estudante respondeu todas as questões, e teve nota 46, quantas questões ele errou?

A)

8

D) 11

B)

9

E) 12

C)

10

22.

(BB/09) A Fundação Banco do Brasil apóia,

financeiramente, projetos educacionais e culturais em muitas cidades do Brasil. Considere que, em determinada região, o total dos recursos destinados a um projeto de dança clássica e a um projeto de agroecologia tenham sido iguais ao quíntuplo dos recursos destinados a um projeto de alfabetização; que a soma dos recursos destinados aos projetos de alfabetização e de dança clássica tenham sido de R$ 40.000,00; e que a diferença entre os recursos destinados aos projetos de agroecologia e alfabetização tenham sido de R$ 20.000,00. Nessa situação, é correto afirmar que os recursos destinados

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

47 ao projeto de dança clássica foram superiores a R$ 29.000,00.

48 aos projetos de dança clássica e agroecologia foram inferiores a R$ 59.000,00.

49 aos três projetos foram superiores a R$ 70.000,00.

23. (CORREIOS) Um casal tem filhos e filhas. Cada

filho tem o número de irmãos igual ao número de irmãs. Cada filha tem o número de irmãos igual ao dobro do número de irmãs. Qual é o total de filhos e filhas do casal?

A)

3

D) 7

B)

4

C)

5

24.

(PM-Ba/07) Uma lesma encontra-se no fundo de

um poço de 15 metros de profundidade. Suponha que durante o dia, ela suba exatamente 3 metros e à noite, quando está dormindo, ela escorrega exatamente um metro pela parede do poço. Nessas condições, quantos dias essa lesma levaria para ir do fundo ao topo desse poço?

A)

6

D) 9

B)

7

E) 10

C)

8

25.

(TTN) Para enumerar as páginas de um livro de

468 páginas, quantos algarismos são escritos?

A) 468

D) 1324

B) 936

E) 1428

26. (FUVEST) No alto de uma torre de uma emissora de televisão duas luzes piscam com freqüências diferentes. A primeira pisca 15 vezes por minuto e a segunda pisca 10 vezes por minuto. Se num certo instante as luzes piscam simultaneamente, após quantos segundos eles voltarão a piscar simultaneamente?

A) 12

D) 15

B) 10

E) 30

GABARITO - PROPOSTOS

01 C

10

D

19

D

02 B

11

A

20

A

03 D

12

A

21

D

04 D

13

C

22

E,E,C

05 A

14

A

23

D

06 A

15

E

24

B

07 A

16

A

25

C

08 C

17

C

26

A

09 C

18

C

 

10

NÚMEROS

PRINCIPAIS PROPRIEDADES

FRACIONÁRIOS

OPERAÇÕES

E

O conjunto dos números racionais ou

fracionários ( Q ) é o conjunto dos números que

podemos representar na forma p q , com p ∈ Ζ e

q

definições:

Ζ

*,

para os

quais

adotam-se as seguintes

a

b

a c

b

d

c

d

ad + bc

bd

a

b

c a.c

d b.d

No conjunto dos racionais, destacam-se os

subconjuntos:

Q* = conjunto dos racionais não nulos Q + = conjunto dos racionais não negativos

Q

Q * + = conjunto dos racionais positivos Q * = conjunto dos racionais negativos

= conjunto dos racionais não positivos

denominador e se a e b forem primos entre si,

é uma

fração irredutível. Ex: as frações

irredutíveis, mas 8 6 não.

3 7

e

5

9

O inverso multiplicativo de b a , com b a

a

b

b

a

.

0 é

são

b ,

a

a

d

c , para b a
d

a

 

c

racionais não nulos.

e

d

• Ζ ⊂ Q, pois todo inteiro pode ser representado na

b a , que é denominada fração aparente.

forma

Ex

1 :

– 3 =

3

1

;

21

7

I) igualdade:

=

ad = bc

II) adição:

+

=

III) multiplicação:

x

=

Na

fração

b a ,

a

é

o

numerador

e

b

é

o

C) 1296

isto é, se mdc(a,b) = 1, dizemos que

b a

tal que

x

= 1

C) 20

b

:

=

b

x

c

Ex

2 :

3 =

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY Representação Decimal x Exercício 18
MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY
Representação Decimal
x
Exercício 18 (BNB/07) O número racional
tem as
y
Quando dividimos o numerador pelo
denominador de uma fração, podemos encontrar um
decimal exato, quando há sempre uma quantidade
finita de casas decimais ou um decimal não exato e
periódico (dízima periódica), quando ocorre uma
seqüência finita, de algarismos que se repetem
indefinidamente. Exemplos:
seguintes características: a soma dos quadrados
dos termos x e y é igual a 241 e o quadrado da
soma dos termos x e y é 361. Logo, o produto de x
por y é igual a
A) 45
B) 30
C) 60
3
=
3 : 4 = 0,75
→ decimal exato
D) 90
4
E) 75
1
=
0,333
= 0,3
→ decimal periódico
3
11
= 1,8333
= 1,83
→ decimal periódico
6
31
Exercício
19
(PM-PE/04)
dados
os
números
= 0,031
→ decimal exato
1000
5
3
7
, podemos afirmar
4
2
6
que
Número Misto
b
A) A < B < C
É todo número da forma
a
em que a,b ∈
c
B) C < A < B
b ac + b .
b
C) C < B < A
D) A < C < B
c c
c
E) B < A < C
Exercício 16 Encontre as frações geratrizes:
SISTEMA MÉTRICO DECIMAL
a) 0,25
b) 0,777
c) 0,252525
Para medir uma grandeza devemos
compará-la com outra de mesma espécie chamada
de unidade padrão. Para efetuarmos operações
com unidades de medidas diferentes, devemos,
antes, convertê-las para uma mesma unidade de
medida. Antes de tudo devemos conhecer alguns
prefixos usados na Matemática, Física, Química,
Engenharia e em outras ciências exatas.
d) 1,222
e) 0, 2555
f) 1,37444
exa ( E ) → 10 18 ;
peta ( P ) → 10 15 ;
tera ( T ) → 10¹² ;
giga ( G ) → 10 9 ;
mega ( M ) → 10 6 ;
quilo ( K ) →→→→ 10 3
hecto ( h ) →→→→ 10²
;
;
deca ( da ) →→→→ 10¹ ;
deci ( d ) → 10 -1
;
centi ( c ) → 10 -2 -
;
0,045 ÷ 1,32, com quatro algarismos após a vírgula
mili ( m ) → 10 -3
;
é
micro ( µ ) → 10 -6
nano ( n ) → 10 -9 ;
;
A)
0,0257
o
B)
0,0340
C)
0,0358
D)
0,0352
E)
0,0371
ângstron ( A ) → 10 -10 ;
pico ( p ) → 10 -12 ;
femto ( f ) → 10 -15 ;
atto ( a ) → 10 -18
11

Ζ ; c ∈ Ζ*, tal que

a

=

a +

=

racionais

A =

,

B =

e

C =

Exercício

17

(CORREIOS/06)

O

resultado

de

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

No estudo das medidas de comprimento, capacidade, massa, superfície e volume, costuma- se usar a escala abaixo:

superfície e volume , costuma- se usar a escala abaixo: Observe que, no centro da escala

Observe que, no centro da escala aparece o símbolo da unidade padrão (U.P.) de cada sistema de medida, à direita, os seus submúltiplos:

deci – d, centi – c,

– m,

mili

e à esquerda, os seus múltiplos:

deca – da, hecto – h, quilo – k.

Observe as escalas abaixo:

Medidas de comprimento

– k. Observe as escalas abaixo: Medidas de comprimento Medidas de capacidade Medidas de massa tonelada

Medidas de capacidade

escalas abaixo: Medidas de comprimento Medidas de capacidade Medidas de massa tonelada → 1 ton =

Medidas de massa

de comprimento Medidas de capacidade Medidas de massa tonelada → 1 ton = 1000kg Medidas de

tonelada 1 ton = 1000kg

Medidas de superfície

massa tonelada → 1 ton = 1000kg Medidas de superfície 12 Medidas agrárias Unidade Padrão: are

12

Medidas agrárias

Unidade Padrão: are a

1ha = 1 hm² = 10000m² 1a = 1dam² = 100m² 1ca = 1m²

Medidas de volume

1 a = 1dam² = 100m² 1c a = 1m² Medidas de volume Relação entre volume,

Relação entre volume, capacidade e massa

A água destilada (pura), a uma temperatura

de 4º C, que ocupa um volume de 1dm³ ou 1 litro de capacidade, tem massa 1kg.

1 dm³

=

1000 cm³ = 1 litro

1000 m³ = 1000 litros

1 cm³ = 1 ml

1 dm³ 1 litro 1kg , quando a água tem 4º de temperatura.

Conversão das unidades de comprimento, capacidade e massa

É feita se deslocando a vírgula o mesmo

número de casas, e no mesmo sentido que corresponde à mudança.

Exercício 20 Transforme:

a) 12 dal em l

b) 12 cm em m

c) 12 mg em dag

d) 0,75 l em ml

e) 0,75 m em km

f) 0,75 g em mg

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

Conversão das unidades de superfície e volume

Converta:

g) 453,235 em dm²

h) 453,235 em hm²

i) 453,235 em dam³

j) 453,235 em cm³

metros de altura, e seu amigo Pedro, 12 centímetros a mais. A altura de Pedro, em centímetros é:

A) 167 centímetros

B) 162 centímetros

C) 160 centímetros

D) 161 centímetros

EXERCÍCIOS PROPOSTOS

160 centímetros D) 161 centímetros EXERCÍCIOS PROPOSTOS 27. (CORREIOS/08) O cubo de 0,2 é: A) 0,8

27.

(CORREIOS/08) O cubo de 0,2 é:

A)

0,8

D) 0,0008

B)

0,08

C)

0,008

28.

Os 3/7 dos 4/11 de um número são 480. Calcule

esse número.

A)

3080

D) 3060

B)

3800

E) 4800

C)

3600

29.

(BB) Retirei, inicialmente, uma quinta parte de

minha conta bancária. Depois saquei uma quarta parte do resto e ainda sobraram R$ 750,00. Qual era o saldo inicial, em reais?

A) 1275

D) 10200

B) 1250

E) 960

C) 1225

13

30. (MPU) Que horas são agora, se 1/4 do tempo

que resta do dia é igual ao tempo já decorrido?

A) 8 horas

D) 6h 48 min

B) 4 horas

E) 5h 48 min

C) 4h 48 min

31. (CORREIOS/08) Uma prova de Matemática

contém 50 questões. Um aluno acertou 10 7

questões. Esse aluno errou:

das

A)

B)

C)

35

32

18

D) 15

15

(CORREIOS/08) A fração equivalente a 24

tem numerador 10 é:

que

A)

B)

C)

10

13

10

8

10

16

10

D) 16

33.

um tanque vazio. Se apenas a primeira torneira for aberta, ao máximo, o tanque encherá em 24 horas. Se apenas a segunda torneira for aberta, ao máximo, o tanque encherá em 48 horas. Se as duas torneiras forem abertas ao mesmo tempo, ao máximo, em quanto tempo o tanque encherá?

(SEFAZ/09) Existem duas torneiras para encher

A)

12 horas

D) 24 horas

B)

20 horas

E) 30 horas

C)

16 horas

34.

(TTN) Uma caixa d`água com capacidade para

960 m³ possui uma tubulação que a alimenta e que a enche em 7 horas. Possui também um “ladrão” que a esvazia em 12 horas. Com a água jorrando, enchendo a caixa, e o “ladrão” funcionando simultaneamente, em que tempo a caixa d`água ficará cheia?

A)

16h 8min

D) 14h 48min

 

B)

16h 48min

 

E) 16h 28min

C)

14h 8min

35.

(CORREIOS/08)

O

valor

de

y

na

equação

y +

y

=

21

é:

2

2

A) 3

 

D) 7

B) 4

C) 6

Exercício

21

(CORREIOS/08)

Daniel

tem

1,55

32.

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

36. (CEF) Se A é o número misto

2

1

2

, calcule 12A².

A)

75

D) 90

B)

80

E) 95

C)

85

37.

(PM-Ba/01) Um soldado iniciou seu plantão

quando eram decorridos 2/5 de um dia e o encerrou quando eram decorridos 7/9 do mesmo dia. Se parou 1 hora e 50 minutos para almoçar, ele trabalhou, nesse dia, durante um período de

A)

7h 36 min

 

D) 7h 4 min

 

B)

7h 28 min

E) 7 horas

 

C)

7h 14 min

 

38.

(CORREIOS/08)

O

valor

de

x

da

equação

7x +

x

4(x

+

1)

=

16

é:

 

3

 

A)

2

D) 8

B)

4

C)

6

39.

(TJ/RS – 2005) Um advogado ingressou com

uma ação de cobrança no valor de R$ 100.000,00. A ação foi julgada procedente em parte, sendo o ganho do cliente de 8/10 do valor pleiteado. Como os honorários do advogado foram contratados em 1/4 do valor que o cliente viesse a receber, quanto sobrou para o cliente?

A)

R$ 6.000,00

D) R$ 40.000,00

B)

R$ 8.000,00

E) R$ 60.000,00

C)

R$ 20.000,00

40.

(CORREIOS/06) A divisão de 11,025 por 0,7

resulta no valor

A)

15,75

D) 15,55

B)

15,25

E) 15,15

C)

14,95

41.

(CORREIOS/08) A distância percorrida pelos

atletas na maratona de São Paulo é 42 km, essa distância, em centímetros, é:

A) 420 cm

B) 4200 cm

C) 42000 cm

D) 4200000 cm

42. (BB) 100 dm x 0,1 dam x 100 mm =

A) 0,010m³

D) 1m³

B) 10m³

E) 0,100m³

C) 100m³

14

43. (INSS/05) Um terreno de 1km² será dividido em

5 lotes, todos com a mesma área. A área de cada lote, em m², será de:

A) 1000

D) 200000

B) 2000

E) 100000

C) 20000

44. (CORREIOS/06) Uma torta de morangos, dividida em pedaços iguais, foi colocada à venda em uma confeitaria. Em meia hora, 3/4 da torta já haviam sido vendidos, restando apenas 6 pedaços. Em quantos pedaços a torta foi dividida?

A)

6

D) 24

B)

7

C)

30

45.

(BNB/04) Sejam x e y números reais dados por

suas representações decimais

x

y

= 0,111111

= 0,999999

Pode-se afirmar que:

A) x + y = 1

D) 1/(x+y) = 0,9

B) x – y = 8/9

E) xy = 1

C) xy=0,9

46. (CORREIOS/06) Escolha uma alternativa para indicar, entre as igualdades apresentadas, a verdadeira

A) 0,16 = 0,4 B) 0,2 ÷ 0,1 = 0,2 4 C) > 3 /
A) 0,16 = 0,4
B) 0,2 ÷ 0,1 = 0,2
4
C) > 3 / 5
7

D) nenhuma delas é verdadeira

PROPOSTOS

27

C

37

C

28

A

38

C

29

B

39

E

30

C

40

A

31

A

41

D

32

D

42

D

33

C

43

E

34

B

44

D

35

D

45

D

36

A

46

A

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

RAZÃO

0,

chamamos de razão de a para b, ou simplesmente razão entre a e b, nessa ordem, ao quociente

Dados dois números a e

b, com

b

a que também pode ser indicado a : b .
b

a → antecedente

b → conseqüente

a

c

d

36km/h percorre a cada segundo:

A) 24 m

B) 12 m

C) 15 m

D) 10 m

Razões especiais

escala =

comprimento no desenho

comprimento real

(escala)

2 =

área no desenho

área real

distância percorrida

velocidade média= tempo gasto para percorrê - la

densidade =

massa do corpo

volume do corpo

densidade demográfica =

densidade demográfica =

número de habitantes

área

PROPORÇÃO

Dadas as razões b a e d , à sentença

c

a =

b

chamamos de proporção.

a e d → extremos

b e c → meios

15

Propriedade Fundamental

Em toda proporção, o produto dos meios é igual ao produto dos extremos.

c a = ⇒ b.c = a.d b d Outras propriedades
c
a =
⇒ b.c = a.d
b d
Outras propriedades

I)

II)

III)

IV)

V)

VI)

VII)

a

c

a

±

b

c

±

d

 

=

=

b

d

a

c

a

c

a

±

b

c

±

d

 

=

=

b

d

b

d

a

c

a

±

b

a

 

=

=

b

d

b

±

d

b

 

a

c

a

±

b

c

 

=

=

 

b

d

b

±

d

d

a

c

a

.

c

a

2

b

=

d

b

.

d

=

b

2

a

c

a

.

c

c

2

b

=

d

b

.

d

=

d

2

a

c

e e

a

c

±

±

 

a

e

   
 

=

=

 

=

=

=

b

d

f f

b

±

d

±

 

b

f

c proporção
d

múltipla.

A quarta proporcional de três números dados, a, b e c, é o número x que forma, nesta ordem, com os outros três a proporção

c a = b x
c
a =
b
x

Exemplo: A quarta proporcional entre 2, 6 e 9 é o número x, tal que

2

9

6

=

x

2x = 6.9

2x = 54

x

= 27.

Proporção contínua é aquela em que os meios são iguais. O valor comum dos meios é chamado média proporcional (média geométrica) dos extremos e o último termo dessa proporção é a terceira proporcional.

Exemplo: A terceira proporcional entre 3 e 27 é o

número x, tal que

3

x

=

x

27

x 2 = 3.27 x 2 = 81 x =

entre 3 e 27 é o número x, tal que 3 x = x 27 ⇒

81 x = 9.

Exercício

22

(CORREIOS/08)

Um

automóvel

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

x

+ 4

25 + x

proporção

 

é:

=

9

12

A) 59

B) 60

C) 61

D) 62

DIVISÃO PROPORCIONAL

Divisão em partes diretamente proporcionais

Dividir

um

número

N

em

partes

,

diretamente proporcionais aos números x,y,z,

significa encontrar os números X, Y, Z,

, tais que

X Y Z = = = x y z
X
Y
Z
=
=
=
x
y
z

e X + Y + Z +

= N

diretamente proporcionais aos números 3, 4 e 5.

R$ 3.375,00 em partes A, B e C, proporcionais respectivamente, a 3, 5 e 7, a parte correspondente a C é igual a

A) R$ 675,00.

B) R$ 1.125,00.

C) R$ 2.025,00.

D) R$ 1.575,00.

E) R$ 1.350,00

16

Divisão em partes inversamente proporcionais

Dividir

um

número

N

em

partes

,

inversamente proporcionais aos números x,y,z,

significa encontrar os números X, Y, Z,

,

tais que

X =

Y

=

Z

=

X.x

=

Y.y

=

Z.z

=

1

1

1

 

x

y

z

 

e

X + Y + Z +

= N

Dividir um número N em partes inversamente proporcionais a outros números dados, significa dividir esse número N, em partes diretamente proporcionais aos inversos desses números.

premiar, no primeiro dia útil de cada mês, os três

primeiros fregueses que chegarem ao seu estabelecimento, dividindo Cr$ 507 000, 00 em

partes inversamente proporcionais a 2 4 , 1 3 2 e 1,2.

Nessas condições, o prêmio de menor valor a ser pago será de:

1

A) Cr$ 110.000,00

B) Cr$ 118.905,54

C) Cr$ 225.000,00

D) Cr$ 222.947,00

E) Cr$ 120.000,00

Exercício

23

(CORREIOS/08)

O

valor

de

x

na

Exercício

24

Dividir

o

número

24

em

partes

Exercício

25

(CORREIOS/08)

Dividindo-se

Exercício

26

(TTN)

Um

comerciante

deseja

MATEMÁTICA BÁSICA E FINANCEIRA PARA CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY

EXERCÍCIOS PROPOSTOS

CONCURSOS – PROFESSOR CARLOS CLEY EXERCÍCIOS PROPOSTOS 47. (UNIFOR) A planta de uma cidade foi desenhada

47. (UNIFOR) A planta de uma cidade foi desenhada na escala 1 : 40 000, o que significa que as medidas reais são iguais a 40 000 vezes às medidas correspondentes na planta. Assim, 4 cm da planta correspondem a uma medida real de

A)

0,16 km

D) 160 km

B)

1,6 km

E) 1600 km

C)

16 km

48.

(UFC) O valor de x