Você está na página 1de 2

PARECER/CSA/RJ/18-2008

EMENTA: Cobrança de alunos via SMS. Legalidade.


Alteração da redação das mensagens.

Trata-se de consulta formulada pelo XXXXXXX, com fins de


obter orientação acerca de cobrança de mensalidades em aberto via SMS
(Short Message Service).

I – DA COBRANÇA VIA SMS

1. Inicialmente, cabe destacar que não existe qualquer vedação


legal acerca do uso de métodos de cobrança utilizando meios tecnológios
modernos, tais com o SMS.

2. Entretanto, cabe ressaltar que, nos termos do Art. 42 do Código


de Defesa do Consumidor, o consumidor inadimplente não será exposto a
ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça.

3. Destacam-se abaixo, os modelos inicialmente propostos pela


Instituição para as mensagens de cobrança.

1° envio:

Prezado aluno, consta em nosso sistema mensalidade(s) em aberto. Caso


tenha efetuado o pagament,o desconsidere o SMS e, por favor, entre em
contato conosco para a devida atualização.
2° envio:

Caro aluno, conforme já informado, constam no financeiro mensalidade(s)


em aberto. Caso tenha efetuado o pagamento desconsidere o SMS ou ligue.

3° envio:

Estimado aluno, na forma dos dois comunicados anteriores, ainda não


registramos o pagamento da(s) mensalidade(s) em aberto. Favor entrar em
contato em 48 horas.

4. Ante o exposto, aconselhamos a modificação da redação das


mensagens para a proposição acima, evitando, desta forma, futuros
questionamentos jurídicos acerca do procedimento adotado pela Instituição.

É o parecer.

Rio de Janeiro, 01 de outubro de 2008.


Digitally signed by Thiago Graça Couto

Thiago Graça Couto DN: cn=Thiago Graça Couto, o=OAB-RJ 150.279,


ou=Advogado, email=thiagocouto@gmail.com, c=BR
Date: 2009.01.04 22:47:05 -03'00'

Thiago Graça Couto


OAB/RJ nº. 150.279