Você está na página 1de 2

IBES

Disciplina: Fundamentos da Administração


Professora: Ângela Assis
Texto 01

O perfil do Administrador Moderno

No cenário de grandes mudanças econômicas, como as que recentemente vem se


desenrolando no mundo inteiro, não é difícil admitir-se a necessidade de mudança do perfil do
Administrador. Avançar lado a lado com a competitividade global requer no mínimo uma
reflexão sobre o assunto. Destaca-se como função primordial do administrador moderno
exercer um modelo de liderança baseada em princípios que a sociedade atual valoriza, tais
como: inspirar uma visão compartilhada e futurística, com o apoio conquistado de outros;
desafiar o processo, experimentando e correndo riscos, numa busca incessante de
oportunidades; capacitar colegas e subordinados, cultivando um ambiente de colaboração e
fortalecimento das relações pessoais; encorajar as emoções, principalmente aquelas de
reconhecimento de contribuições e comemoração de conquistas; modelar um novo caminho
baseado no exemplo e na conquista de pequenas vitórias.
Algumas das qualidades e características dos Administradores do Futuro em grande
parte, continuam sendo as mesmas que sempre foram, ou seja: a inteligência, elevado nível de
energia pessoal, capacidade e vontade de crescer constantemente, disciplina, liderança, etc. O
que se ressalta aqui não é apenas a necessidade maior da multi-disciplinaridade e da
constante atualização sobre técnicas e ferramentas modernas da gestão, mas sim de outros
aspectos, talvez até mais importantes. Dentre eles ressalta-se: o da confiança e carisma que o
administrador desperta na comunidade onde atua; o da sabedoria com que potencializa a
criatividade de uma equipe; o da forma clara, objetiva e diplomática com que se comunica,
favorecendo um bom relacionamento; o da sensibilidade em compartilhar seus conhecimentos
com modéstia e simplicidade, compreendendo e respeitando as diferentes opiniões.
A visão futurística cultuada nos dias atuais apresenta uma concepção bem diferente do
que preconizava a Administração Científica. Nas últimas duas décadas ocorreu uma
transformação surpreendente da “razão do negócio”,abandonando a cultura de manufatura e
adotando a prestação de serviços. Tornou-se cada vez mais evidente a necessidade do
Administrador adotar estratégias de Marketing e,conseqüentemente, de explorar suas
habilidades de conhecimento e relacionamento com o mercado, principalmente elevando a
“postura ética” da empresa e do profissional ao nível de garantia de competência e qualidade.
Por outro lado, a sociedade reconhece, como líderes dos novos tempos, os
profissionais de Administração que demonstram grande credibilidade pessoal e excepcional
competência administrativa, ressaltando mais o que realizam do que aquilo que falam, mais a
experiência e competência do que o título e posição, mais o que modificam do que aquilo que
controlam, mais a mentalidade que constróem do que as metas que definem.

Referências Bibliográficas:
FILHO, Luis Moreira Oliveira, de. O perfil do administrador moderno. Disponível em
http://br.groups.yahoo.com/group/adm_russas/message/637; acessado em 07 de fevereiro de
2008.
IBES
Disciplina: Fundamentos da Administração
Professora: Ângela Assis
Texto 01

II – OS NOVOS DESAFIOS
No novo século que se inicia, complexas exigências requerem mudanças conceituais em
muitos setores da sociedade. Dentre os principais desafios encontra-se a nova concepção do
trabalho, uma vez que as rotinas físicas e intelectuais estão sendo, passo a passo, assimiladas
por robôs e computadores. Não se trata meramente de uma questão de empregabilidade, mas
sim da perda da função social dos profissionais, aliada ao desafio de promover uma
transformação organizacional que contemple o trabalho, a cultura, a economia, o governo e,
finalmente, o negócio. Os governos, mais do que contemplarem questões de nacionalismo,
deverão compreender mais as mudanças do cenário político internacional e as novas fronteiras
digitais dos países. Fornecer subsídios a um maior número de pessoas e o acesso às redes de
informação internacionais, eliminando intermediários e criando um novo comércio mundial. Ao
mesmo tempo que novas tendências mundiais estão moldando as características dos
profissionais do futuro,impondo-lhes desafios a enfrentar e vencer, solicitam destes a resolução
de problemas como o das sobrecarregadas obrigações sociais, econômicas e ambientais. Mais
do que o progresso tecnológico, será o aprimoramento do próprio ser humano a força motriz
capaz de incutir valores pessoais como: integridade, honestidade, lealdade a princípios,
autoconfiança e auto-estima, tenacidade, criatividade e automotivação,ao perfil profissional dos
Administradores dos Novos Tempos.

BIBLIOGRAFIA
DRUCKER, P. F.
O Líder do Futuro. 6ª ed., SP, Futura, 1996.
BARBIERI, J. C.
Desenvolvimento e Meio Ambiente. RJ, Vozes, 1998.
CARNEIRO, J. G. P.
Uma Visão da Ética Profissional. SP, Pioneira,
1998.
COURE, M. L.
Formação e Ideologia do Administrador de Empresas.
SP, Cortez, 1998.
RODRIGUEZ, C.
Ética e Cidadania. SP, Moderna, 1994