Você está na página 1de 5

B 3.2.

O Império Português no Século XVI


Devido à expansão marítima, no século XVI, Portugal detinha um
grande império que se estendia desde os arquipélagos atlânticos até aos
territórios africano, asiático e americano.

3.2.1. O arquipélago da Madeira


- Colonização, recursos naturais e actividades económicas
O arquipélago da Madeira já era conhecido em 1419, mas ainda não
tinha sido reclamada a sua posse por nenhum reino. Como era despovoado, D.
Henrique organizou a sua colonização a partir de 1425.
Ordenou a divisão das ilhas em capitanias, entregando a sua gestão
aos seus “descobridores” que passaram a ser os capitães-donatários. Estes
tinham a obrigação de promover o povoamento e explorar os recursos
naturais existentes.
Na madeira, os primeiros colonos eram na sua maioria algarvios e
minhotos. Mais tarde, também apareceram estrangeiros como os flamengos,
ingleses e genoveses.

-Recursos naturais e actividades económicas


Os colonos começaram por aproveitar a madeira e a riqueza das suas
águas (peixe em abundância). Devido ao clima ameno e à abundância de água,
introduziram as culturas de cereais, da vinha, das plantas tintureiras e da
cana-de-açúcar.
A produção de açúcar tornou-se rapidamente a actividade mais
lucrativa para Portugal.

3.2.1. O arquipélago dos Açores


- Colonização, recursos naturais e actividades económicas
O arquipélago dos açores também era despovoado. D. Henrique foi o
responsável pela organização da sua colonização a partir de 1439, ordenando
a divisão do arquipélago em capitanias.
Os primeiros colonos nos açores eram, na sua maioria, das do Minho,
do Algarve e das Beiras. Mais tarde, também apareceram estrangeiros,
principalmente flamengos.

1
- Recursos naturais e actividades económicas
As terras nos Açores eram férteis para a produção de cereais e de
plantas tintureiras, muito procuradas nos mercados europeus.
A humidade dos solos permitiu o crescimento dos pastos onde se
desenvolveu a pecuária e, em consequência, a produção de lacticínios, ainda
hoje uma tradição açoriana.
Tanto a Madeira como os Açores representaram um importante papel
no decurso da expansão marítima através da sua estratégica posição
geográfica. Ao longo dos séculos XV e XVI serviram de apoio à navegação
atlântica e de local de abastecimento das embarcações.

1. Quais as acções levadas a cabo pelo Infante D. Henrique para colonizar


o arquipélago da Madeira?
2. Refere as principais culturas introduzidas pelos colonos nas ilhas do
arquipélago da Madeira.
3. O que é a colonização?
4. Explica de que forma a humidade que se faz sentir no arquipélago dos
Açores influencia as actividades económicas.

3.2.3. Os territórios em África


Os portugueses encontraram África no inicio do século XV, que já era
povoada por pessoas de raça negra que viviam do aproveitamento dos
recursos naturais. Os povos africanos tinham um modo de vida diferente
dos portugueses, tinham diferentes etnias, costumes e dialectos.
Ao longo dos séculos XV e XVI, o comércio constituiu para Portugal o
principal objectivo nos contactos com o continente africano. Por isso, foram
construídas junto à costa, fortalezas e fundadas feitorias, onde se
comercializavam produtos como o ouro, o marfim (presas de elefante), a
malagueta e principalmente, escravos.
Os portugueses estabeleceram relações pacíficas com os chefes
locais, contactos que viriam a favorecer o desenvolvimento comercial,
fazendo destas zonas pontos de apoio á navegação no Atlântico e no Indico.
A fixação de alguns portugueses nas áreas litorais e nas ilhas deu
lugar à troca de culturas, facto que se faz sentir ainda nos nossos dias:
vários países africanos da actualidade falam português e as suas populações
seguem a religião católica.

2
- Cabo Verde e S. Tomé e Príncipe – entrepostos do tráfico
negreiro
Também Cabo Verde e S. Tomé e Príncipe foram divididos em
capitanias e a sua colonização entregue a capitães-donatários.
Os solos secos de Cabo Verde e as doenças tropicais que atingiam
sobretudo os Europeus, dificultaram o seu rápido aproveitamento
económico. Por isso, o povoamento destas ilhas, foi realizado com o recurso
a escravos comprados ou capturados na costa africana.
O facto de estas ilhas estarem entre África e a América, fez com
que estas ilhas fossem importantes para o tráfico de escravos, que era um
dos negócios mais rentáveis da expansão.

5. Refere um dos negócios mais rentáveis para os portugueses em África.


6. Quais os produtos comercializados pelos portugueses em África?
7. Justifica a necessidade de construção de feitorias por portugueses na
costa africana.
8. O que dificultou o aproveitamento económico dos arquipélagos de S.
Tomé e Príncipe e Cabo Verde?

3.2.4. Os territórios em Ásia


No século XVI os portugueses encontraram no Oriente usos,
costumes e religiões bastantes diferentes e exóticos, mas com um
desenvolvimento técnico superior ao europeu em várias áreas. Entre estas
brilhantes culturas, salientamos a indiana, a chinesa e a japonesa.

- O domínio económico do oceano Índico


A descoberta do caminho marítimo para a Índia possibilitou aos
portugueses a exploração comercial das especiarias e dos produtos de luxo
asiáticos.
Para garantir a presença dos portugueses no oriente e facilitar a
organização política e militar destes territórios, o rei D. Manuel I criou o
cargo de vice-rei ou governador-geral que o representasse nessas terras
distantes e que garantisse o controlo português sobre o comércio.
O primeiro vice-rei da Índia foi D. Francisco Almeida que governou de
1505 a 1509. O seu substituto no cargo, Afonso de Albuquerque, era um

3
homem destemido que traçou um objectivo claro para o controlo do Índico:
dominar importantes cidades situadas em pontos estratégicos do Oriente.
Assim, conquistou Goa, em 1510, Malaca, em 1511, e Ormuz, em 1515.
De Malaca, enviou uma frota até às ilhas da Indonésia, que
possibilitaram explorar as ilhas Molucas e descobriu Timor em 1515. Os
portugueses estenderam na época as suas relações comerciais à China que
nos concede Macau, em 1557.
Portugal trazia do Oriente: especiarias (canela, pimenta e noz-
moscada), pedras preciosas, sedas, perfumes, madeiras exóticas e
porcelanas.
E levavam para o Oriente: moedas em ouro e prata, cobre e chumbo.
Com o objectivo de converter os povos orientais à fé cristã, foram
missionários que seguiam nas naus da carreira da Índia. S. Francisco de
Xavier, da Companhia de Jesus, destacou-se pela sua acção evangelizadora e
de missionação. Estes missionários, construíram igrejas e escolas e
acabaram por te rum papel muito importante na transmissão de
conhecimentos entre a Europa e a Ásia.

3.2.5. Os territórios na América


Quando foi descoberto em 1500, o Brasil era um território com
densas florestas, povoadas por índios organizados em tribos que se
dedicavam à agricultura, á caça, à pesca e à recolecção.

- A colonização do Brasil
Inicialmente, o rei português não achou interessante a colonização do
Brasil. Contudo, em 1534, durante o reinado de D. João III, deu-se a divisão
do território em 15 capitanias, entregues a capitães-donatários que estavam
obrigados a defender, a povoar e a aproveitar os recursos naturais do solo
brasileiro.
No entanto, houve rivalidade e conflitos entre os vários capitães-
donatários, o que obrigou o rei a abandonar o sistema de colonização.
Em 1549, foi criado o Governo-geral do Brasil e nomeado Tomé de
Sousa como governador-geral, com poderes políticos e militares sobre as
capitanias. Foi nesta altura que os portugueses fixaram a primeira capital do
Brasil na cidade de S. Salvador da Baía.

4
- Os recursos naturais e as actividades económicas
Os primeiros produtos a serem comercializados para a Europa foram
o pau-brasil (usado em tinturaria) e os animais exóticos.
As características do clima e do solo brasileiro permitiram, mais
tarde, o cultivo da cana-de-açúcar, que passou rapidamente a ser o principal
produto do comércio.
Como era necessária muita mão-de-obra para a produção do açúcar,
foram trazidos escravos africanos para trabalharem no cultivo e fabrico do
açúcar.
Também foram enviados missionários para o Brasil, como o Padre
António Vieira, que se dedicou à transmissão da fé cristã, ao ensino e à
protecção dos indígenas contra a escravatura.

9. Dá exemplo de três especiarias comercializadas pelos Portugueses na


Ásia.
10. Refere o papel dos missionários.
11. Como foi organizado o controlo sobre o comércio no oceano Índico?
12. Refere os nomes dos primeiros vice-reis da Índia.
13. Como estavam organizados os povos que habitavam o Brasil à data da
sua descoberta pelos portugueses?
14. Qual o sistema de colonização adoptado após 1549 no Brasil?
15. Refere os produtos brasileiros que inicialmente foram comercializados
para a Europa.
16. Por que razão foram levados escravos africanos para o Brasil?