Você está na página 1de 12

a

1 ) Para o circuito abaixo determine: a) corrente de entrada eficaz (i RMS)? b) corrente eficaz nos diodos
(iD RMS)? c) Esboce as formas de onda indicadas. Considere Np = Ns.

i( t )
t
ID 1
t
ID 2

R := 1

⌠ 2
ou simplesmente

1
⋅⎮
⎛ 2 ⋅ 220 ⋅ sin( θ )⎞ dθ 220
a) IRMS := ⎜ ⎟ IRMS :=
2⋅ π ⎮
⌡ ⎝ R ⎠ 1
0 Resposta: IRMS = 220 (A)

π
⌠ 2

1
⋅⎮
⎛ 2⋅ 220 ( )⎞ d
b) IDRMS := ⎜ ⋅ sin θ ⎟ θ Resposta: IDRMS = 155.563 (A)
2⋅ π ⎮
⌡ ⎝ R ⎠
0
c) Simule o circuito acima para obter todas as formas de onda.

2a) Para o circuito abaixo desenhe a forma de onda da corrente ib indicada na figura e determine o seu
valor eficaz. (2.0 pontos)

ILmed = 10 A

Apartir do livro ou do curso virtual as formas de onda no circuito acima podem ser obtidas, a
corrente ib apresenta uma forma similar a representada abaixo.

Onde ILmed = 10 A


⌠ 3 2π
1 ⎮ 2 1 ⌠ ⎮ 2
IbRMS := ⋅⎮ 10 dθ + ⋅ ( −10) dθ
2π ⌡0 2π ⎮4π
⌡ Resposta: IbRMS = 8.165 (A)
3
3a Questão:
Para o circuito da figura abaixo determine:

(a) A forma de onda da tensão na carga;


(b) A forma de onda da corrente na carga;
(c) A forma de onda da corrente no diodo 2 iD2;
(d) O valor médio da tensão na carga;

π
⌠2
2 ⎮ 80
Vlmed := ⋅⎮ ⋅ x dx
2⋅ π π Vlmed = 26.667

3 ⌡π
6

(e) O valor eficaz da corrente na carga;


Dado que a carga possui um indutor de elevado valor a corrente de carga é constante e
igual a Ilmed. Logo neste caso particular Ilmed é igual a IlRMS.

Vlmed
Ilmed = Sendo: R := 12
R

Vlmed
Ilmed := Ilmed = 2.222 IlRMS := Ilmed
R

(f) A potência entregue a carga;

2
P := R⋅ IlRMS P = 59.259

(g) Os diodos deste retificador trifásico poderiam ser implementados com diodos cuja
tensão reversa fosse de VBR = 100 V?
( x ) Sim ( ) Não
Justifique:
Porque a tensão de linha não irá superar a tensão de operação dos diodos.

(h) Qual o valor da tensão média no indutor L = ? Resp. ZERO VOLTs


Sendo o valor máximo das três fontes de tensão triangulares E = 40 V, o resistor de
carga R = 12 e a indutância do indutor L muito elevada.
(i) Determine o valor da resistência térmica do dissipador (Rth da), considerando:
−3
Ta := 30 Tj := 180 VTo := 0.85 rf := 30⋅ 10 Rjd := 1.0

Ilmed Ilmed
IDmed := IDRMS :=
3 3

IDmed = 0.741 IDRMS = 1.283

2
PD := VTo⋅ IDmed + rf ⋅ IDRMS PD = 0.679

Tj − Ta
Rda := − Rjd Rda = 219.909
PD

4 a) No circuito da figura abaixo o diodo SKN 45 montado sob um dissipador alimenta uma carga resistiva.
Calcule o valor mínimo da resistência R de modo que a temperatura da junção não ultrapasse o valor limite
de 180oC.
COLOQUE A SUA RESPOSTA AQUI! R=________________________
V(t)

110 V
+

IT1 v(t) V

R
π/2 3π/2 +

-110 V -

VTO rf Ta R thjc R thcd Rthda


0,85 V 50 mΩ 60 oC 0,5 oC/W 1,0 oC/W 3,5oC/W

−3
Rjc := 0.5 Rcd := 1.0 Rda := 3.5 Ta := 60 Tj := 180 rf := 50⋅ 10

Rja := Rjc + Rcd + Rda R := 1 VTo := 0.85

Como R é desconhecido empregam-se as variáveis auxiliares dmed e drms para o


equacionamento do problema. Como R é constante basta que se divida por R estas variáveis
auxiliares para que os valores médio e eficaz da corrente que circula pelos diodos possa ser
determinada, assim:

π π
1 ⌠ 1 ⌠ 2
dmed := ⋅ ⎮ 110 dθ drms := ⋅ ⎮ 110 dθ
2⋅ π ⌡ 0 2⋅ π ⌡ 0

dmed = 55 drms = 77.782

2 Tj − Ta
Perdas = VTo⋅ Idmed + rf ⋅ Idrms ou Perdas :=
Rja

2
+ rf ⋅ ⎛⎜
dmed drms ⎞
VTo⋅ ⎟ = Perdas Perdas = 24
R ⎝ R ⎠

Given

2 2
VTo⋅ dmed⋅ R + rf ⋅ drms = Perdas⋅ R
Find( R) → ( −2.7074492102206415002 4.6553658768873081669 )

R = 4.65

a
5 ) Para o circuito da figura abaixo esboce as formas de onda solicitadas nos itens a, b e c, utilizando as
formas de onda da figura abaixo. Todos os itens têm o mesmo peso. Considere Vo= 110 V.
a) Tensão na carga VR1.
b) Da tensão no diodo D3 (VT3).
c) Da corrente no diodo D3.
d) Determine o valor da tensão média no resistor R1.
Resposta:__________________________
e) Qual a corrente eficaz no resistor R1 de 7 ohms.
Resposta:__________________________
f) Qual a potência dissipada no resistor R1 de 7 ohms.
Resposta:__________________________

Dados: Vo := 110 R := 7

Resposta dos itens (a, b e c)

Tensão no diodo 3 vD3

Corrente no Diodo 3 iD3

Resposta item (d):


Cálculo da tensão média na carga.


⌠ 6
1 ⎮
VLmed := ⋅⎮ 2 ⋅ Vo⋅ sin( θ ) dθ VLmed = 128.65
2⋅ π ⎮π

3 6
ou VLmed := 1.17⋅ Vo VLmed = 128.7

Resposta item (e):


Cálculo da corrente eficaz na carga.

⎡ 5π ⎤
⎢⌠ 6 ⎥
2
1 ⎢⎮ ( )
⎛ 2⋅ Vo⋅ sin θ ⎞ dθ⎥
ILRMS := ⋅ ⎢⎮ ⎜ ⎟ ⎥ ILRMS = 18.683
⎢⌡π ⎝
2⋅ π ⎮ R ⎠ ⎥
3 ⎢ ⎥
⎣ 6 ⎦

Resposta item (f):


Cálculo da potência dissipada na carga.

Podemos calcular a partir da definição, isto é, do cálculo do valor médio da potência


instantânea, conforme segue:


⌠ 6 2
1 ⎮ ( 2 ⋅ Vo⋅ sin( θ ) ) 3
P := ⋅⎮ dθ P = 2.443 × 10
2⋅ π ⎮ R
3 ⌡π
6

Ou diretamente a partir da definição P = ILRMS^2 * R.

2 3
P := ILRMS ⋅ R P = 2.443 × 10

De forma aproximada também se pode aceitar para fins de prova o emprego da tensão
média na carga dado que no livro texto do Prof. Ivo Barbi esta é feita indistintamente
(a pesar de equivocada).

2
VLmed 3
P := P = 2.366 × 10
R
a
6 ) Para o circuito abaixo desenhe as formas de onda da tensão na carga VL, da corrente nos diodos D2 e
D3 (i D2 e iD3), tensão no diodo D2 (VD2) e da corrente iB indicada na figura e determine o seu valor eficaz.

iB iS3 iS2 iD2

V D2 VL

iD3 VL

Sabendo que: a figura acima representa a evolução das tensões de fase e de linha do sistema em estudo, a
corrente de carga é igual ILmed = 100 A, e que o número de espiras dos enrolamentos primário e secundário
são iguais.

Determine:
a) A máxima tensão aplicada aos diodos;
b) A máxima corrente que irá circular pelos diodos;
c) O valor médio da corrente que circula pelos diodos;
d) O valor eficaz da corrente que circula pelos diodos;
e) O valor médio da tensão na carga;
f) Sabendo-se que a carga é composta na realidade por um circuito RL no qual o indutor pode ser
considerado infinito determine o valor do resistor R;
g) A potência entregue a carga;
h) A potência aparente no primário do transformador;
Dados: Das formas de onda do sistema trifáco se observa que o pico
das tensões de linha é de aproximadamente 600V. Logo:

ILmed := 100 600


Vo :=
3⋅ 2
Respostas:

Item a: VDmax := 3 ⋅ 2 ⋅ Vo VDmax = 600

Item b: IDmax := ILmed IDmax = 100


⌠ 6
1 ⎮
Item c: IDmed := ⋅⎮ ILmed dθ IDmed = 33.333
2 ⋅ π ⎮π

ou 6

ILmed
IDmed := IDmed = 33.333
3

Item d: 5π
⌠ 6
1 ⎮ 2
IDRMS := ⋅⎮ ILmed dθ IDRMS = 57.735
2 ⋅ π ⎮π

6
ou

ILmed
IDRMS := IDRMS = 57.735
3

Item e:

⌠ 6
1 ⎮
VLmed := ⋅⎮ 2 ⋅ Vo⋅ sin( θ ) dθ VLmed = 286.479
2⋅ π ⎮π

3 6

ou
VLmed := 1.17⋅ Vo VLmed = 286.59

Item f: Sabendo que a tensão média no indutor é nula se conclui facilmente que toda a
tensão é aplicada ao resistor R, logo conhecendo-se VLmed e ILmed aplica-se a lei de
ohm.
VLmed
R := R = 2.866
ILmed

Item g: Cálculo da potência dissipada na carga.

Podemos calcular a partir da definição, isto é, do cálculo do valor médio da potência


instantânea, conforme segue:


⌠ 6
1 ⎮
P := ⋅⎮ ILmed⋅ ( 2 ⋅ Vo⋅ sin( θ ) ) dθ 4
2⋅ π ⎮π P = 2.865 × 10

3 6 Vo = 244.949 ILmed = 100
Ou diretamente a partir da definição P = ILRMS^2 * R. Como neste caso ILmed = ILRMS
dado que se trata de uma fonte de corrente constante.

2 4
P := ILmed ⋅ R P = 2.866 × 10

Item h:

A corrente que circula pelo primário do transformador é somente a componente alternada


da corrente que circula pelo secundário. ip= is(CA)

⎡ 5π 13π ⎤
⎢⌠ ⌠ 6 ⎥
6 2 2
1 ⎢⎮ ⎛ 2 ⋅ ILmed ⎞ ⎮ ⎛ −ILmed ⎞ ⎥
IpRMS := ⋅ ⎢⎮ ⎜ ⎟ dθ + ⎮ ⎜ ⎟ dθ⎥ IpRMS = 47.14
2⋅ π ⎮ ⎝ 3 ⎠ ⎮ ⎝ 3 ⎠
⎢⌡π ⌡5π

⎢ ⎥
⎣ 6 6 ⎦

4
S := 3 ⋅ Vo⋅ IpRMS S = 3.464 × 10

7a) Dado o circuito retificador mostrado abaixo, esboce as formas de onda da tensão e da corrente na
carga. Determine o dissipador que deve ser utilizado ( Rth da ) no diodo para garantir que a temperatura da
junção não ultrapasse os 190oC. Sabendo-se que:
L = 10 mH
Ve = 2 220 sen (173,2 t)
Z iLef ⎛ wL ⎞ +
I ef = φ = tan −1 ⎜ ⎟ +
2 Vo ⎝ R⎠
iL = ?
VL = ?
Z = ( wL) 2 + R2 Ve R = 1Ω
1 − cos 2 X
sen 2 X =
2 - -
2 Vo ⎧ ⎫
− ωt

iL (ω t ) = ⎨ sen φ e + sen ( ω t − φ ) ⎬
tg φ

R + X L2 ⎩
2

Ta= 30oC VTO= 0,75V rf=30 mΩ Rth jd = 1,0 oC

Dados:
−3
R := 1 Vo := 220 ω := 173.2 L := 10⋅ 10 β := π

−3
VTO := 0.75 rf := 30⋅ 10 Tj := 190 Ta := 30 Rjd := 1
φ := atan⎜
⎛ ω ⋅L ⎞ 180
⎟ φ⋅ = 59.999 graus
⎝ R ⎠ π
Determinação numérica do ângulo beta.
Given

⎛ −β ⎞
2 ⋅ Vo ⎜ φ ⎟
⋅ ⎝ sin( φ) ⋅ e + sin( β − φ) ⎠ = 0
tan ( )
2 2 2
R + ω ⋅L

180
β := Find( β ) β⋅ = 244.237 graus
π

Determinação numérica das correntes média e eficaz no diodo.

β

⎮ ⎛ −θ ⎞
1 ⎮ 2 ⋅ Vo ⎜ φ ⎟
⋅ ⎝ sin( φ) ⋅ e + sin( θ − φ) ⎠ dθ
tan ( )
IDmed := ⋅
2⋅ π ⎮ 2 2 2 IDmed = 71.04
⎮ R + ω ⋅L

0

β
⌠ 2

⎮ ⎡⎢ ⎛ −θ ⎞⎤⎥
1 ⎮ 2 ⋅ Vo ⎜ φ ⎟
⋅ ⎝ sin( φ) ⋅ e + sin( θ − φ)⎠⎥ dθ
tan ( )
IDRMS := ⋅ ⎢
2⋅ π ⎮ ⎢ R2 + ω 2⋅ L2 ⎥

⌡ ⎣ ⎦
0

IDRMS = 100.802

Ou usando o ábaco que se encontra acima no canto inferior direito. Para o qual é
necessário apenas conhecer o valor de φ = 60 graus.

Imd := 0.48 Ief := 0.65


Realizando a correta desparametrização obtem-se:
2 ⋅ Vo⋅ Ief
2 ⋅ Vo⋅ Imd IDRMS :=
IDmed := 2 2 2
2 2 2 R + ω ⋅L
R + ω ⋅L

IDmed = 74.672 VALORES APROXIMADOS IDRMS = 101.118

2
PD := VTO⋅ IDmed + rf ⋅ IDRMS PD = 362.753

Tj − Ta
Rja := − Rjd Rja = −0.559
PD
Um valor negativo do dissipador implica em dizer que o diodo em questão
não pode ser empregado para a aplicação.
12a) Dois diodos são conectados em paralelo, como mostrado abaixo, com resistências de divisão de
corrente. As curvas características são mostradas na figura abaixo. A corrente total é IT = 200 A. A tensão
sobre o diodo e sua resistência é v = 2,5 V. Determinar os valores das resistências R1 e R2 se a corrente
for dividida igualmente pelos diodos.

Dado que a corrente em ambos os diodos deve ser a mesma (100 A) e que
os diodos tem características distintas é possível determinar a queda de
tensão em cada diodo empregando as curvas características de ambos.

Assim:
Vd1 := 1 Vd2 := 2 I := 100 R1 := 1 R2 := 1

Given
R1⋅ I + Vd1 = 2.5

R2⋅ I + Vd2 = 2.5

⎛ 0.015 ⎞
Find( R1 , R2) = ⎜ − 3⎟
⎝ 5 × 10 ⎠
13a) Considere a seguinte estrutura:

Considere os seguintes parâmetros dos diodos : VTO = 0,85 V; rT = 11 mΩ; Rjc = 2 oC/W; Rcd = 1 oC/W.
Considerando o transformador ideal, calcular:
(a) A potência perdida em cada diodo;
(b) A resistência térmica dos dissipadores, tomando Tj = 150 oC e Ta = 40 oC;
(c) A relação de transformação do Transformador; (NT = ? :1)
(d) As tensões no primário e no secundário (Vp e Vs eficazes) e as correntes no primário e no secundário
(Ip e Is eficazes) do transformador;
(e) Qual a potência consumida na carga;
(f) Qual a potência aparente na entrada do transformador;
(g) Calcule o fator de potência da estrutura;

Dados:
−3
Rjc := 2 Voprimario := 380 R := 2 E := 200 L := 50⋅ 10

1
Rcd := 1 N1 := 1 ILmed := 50 F := 60 T :=
6F
−3
VTo := 0.85 rf := 11⋅ 10 Tj := 150 Ta := 40 NP := 100

Respostas:

L −3
τ := τ = 0.025 T = 2.778 × 10
R

Como τ >> T pode-se assumir MCC, isto comportamento de fonte de corrente.

Item a:

ILmed ILmed
IDmed := IDRMS :=
3 3

IDmed = 16.667 IDRMS = 28.868

2
PD := VTo⋅ IDmed + rf ⋅ IDRMS PD = 23.333

Item b:

Tj − Ta
Rja := − Rjc − Rcd Rja = 1.714
PD

Determinação da tensão média na carga, como a tensão média no indutor é nula a tensão
média na carga pode ser obtida diretamente da soma da tensão da bateria e da queda de
tensão no resistor, conforme representado a continuação.

VLmed := R⋅ ILmed + E logo: VLmed = 300


A partir desta constatação o próximo passo lógico é a determinação da tensão de fase no
secundário do transformador. Para tanto dois caminhos são possíveis:
1) A través da forma de onda da tensão na carga deduz-se a expressão da tensão média.
2) Conhecendo-se esta expressão emprega-se diretamente.


⌠ 3
1 ⎮
VLmed = ⋅⎮ 3 ⋅ 2 ⋅ Vo⋅ sin( θ ) dθ
2⋅ π ⎮π VLmed = 2.34⋅ Vo

6 3

Portanto, é fácil determinar a tensão eficaz do secundário do transformador Vo.

VLmed
Vosecundario := Vosecundario = 128.205
2.34

Dado que no primário são aplicados 380 V se obtem facilmente a relação de


transformação do transformador.

Voprimario = 380

Vosecundario⋅ NP
NS := NS = 33.738
Voprimario

Reposta do item c:

Resposta do item e:
VLmed = 300 ILmed = 50
A potência entregue a carga é PLmed
4
PLmed := VLmed⋅ ILmed PLmed = 1.5 × 10

Resposta do item f:

A partir da forma de onda da corrente no primário do transformador, mostrada abaixo


se pode calcular a potencia no primário é importante lembrar que a amplitude da
corrente se ve modificada pela relação de transformação.
ILmed⋅ NS
Iprimax := Iprimax = 16.869
NP

⎛ 5⋅ π 11⋅ π ⎞
⎜⌠ 6 ⌠ 6 ⎟
1 ⎜⎮ 2 ⎮ 2 ⎟
IpRMS := ⋅ ⎮ Iprimax dθ + ⎮ Iprimax dθ IpRMS = 13.774
2 ⋅ π ⎜ ⎮π ⎮ 7⋅ π

⎜⌡ ⌡ ⎟ ou
⎝ 6 6 ⎠
⎛ 2⋅ π ⎞
⎜⌠ 3 ⎟
2 ⎜⎮ 2 ⎟
IpRMS := ⋅ ⎮ Iprimax dθ IpRMS = 13.774
2 ⋅ π ⎜ ⌡0 ⎟
⎝ ⎠
Tendo em vista a definição de FP tem-se:

T
1 ⌠
⋅ ⎮ p ( t ) dt
P Pativa T ⌡ 0 P
FP = = = =
S Paparente T T VRMS⋅ IRMS
1 ⌠ 2 1 ⌠ 2
⋅ ⎮ v ( t ) dt ⋅ ⋅ ⎮ i ( t ) dt
T ⌡0 T ⌡0

Como o presente retificador é trifásico a potência aparente é constituída pela soma das
potencias nos três primários.
4
Spri := 3Voprimario⋅ IpRMS Spri = 1.57 × 10

PLmed
FP := FP = 0.955
Spri

PRINCIPAIS FORMAS DE ONDA TEÓRICAS