Você está na página 1de 5

Universidade Federal de Uberlândia

Faculdade de Engenharia Elétrica


Experimental de Transformadores

Aula 3:
Ensaio em Vazio de um
Transformador
Trifásico

Professor: José Roberto Camacho

Tutores: Ana Camila Ferreira Mamede


Adelício Maximiano Sobrinho

Alunos: Tiago Garcia Candido Matrícula :11321EEL013


Bianca Barbieri Matrícula: 11221EEL018
Cecília Rodrigues de Moraes Matrícula :11511EEL049

Uberlândia, 25 de Maio de 2017


Objetivos
Nosso objetivo com este experimento é verificar a qualidade de uma
amostra de óleo isolante de transformador, o qual foi adequadamente colhido no
laboratório de ensaio de transformadores, a fim de verificar somente para fins
didáticos em qual categoria o óleo se enquadra.
Além disto devemos desenvolver o conhecimento para manipulação,
segurança e procedimentos para com o equipamento o qual irá nos fornecer a
tensão na qual ocorre a ruptura da rigidez dielétrica do óleo sob distância de 0,1
pol.

Introdução teórica
A grande maioria dos transformadores os quais temos contato são refrigerados
a óleo, podendo eles serem de dois tipos (específicos para a isolação): mineral
ou vegetal, visto que o óleo Askarel foi banido devido a seus agentes
cancerígenos.
Contudo, com o passar dos anos o óleo perde parte de sua função isolante, e
isso pode ocorrer devido a vários fatores como:

Contaminação com umidade


 Aquecimento excessivo
 Acidulação devido ao contato com metais oxidados
Desta forma, analisar a qualidade do óleo se torna essencial para
o transformador, pois caso não, pode-se gerar pequenos curtos
internos no mesmo, pois a sua isolação não está adequada.
O equipamento que será usado para o ensaio, submete o óleo
entre dois contatos elétricos a uma distância de 0,1 pol, e deve aplicar
uma tensão crescente a uma taxa de 3 KV por segundo. Em nosso
ensaio isso não foi possível com exatidão devido o equipamento ser
manual.

Os resultados para analisar a tensão de ruptura amostrada e a


qualidade do óleo se dão sobre a seguinte tabela:
Preparação:
Materiais :

• 1 transformador trifásico;
• 3 amperímetros com escalas apropriadas;
• 1 voltímetro com escala apropriada;
• 2 wattímetros de escalas apropriadas;
• 1 varivolt trifásico.

Montagem:

Figura 1: Esquema de montagem para ensaio a vazio

Para realização do teste, foi utilizado um transformador trifásico com as


características encontradas abaixo:
Análise de segurança
Por se tratar de um equipamento de alta tensão, sabemos que a segurança deve
ser um fator analisado em primeira instância, pois pode gerar um grande risco a
vida do operador.
Contudo o equipamento utilizado dispõe de vários artifícios e proteções para
garantir que o usuário não sofra qualquer dano. Mas mesmo assim deve-se
atentar aos procedimentos:

 Nunca ligar o transformador na rede, antes de se certificar que todas as


ligações tenham sido feitas, e que o circuito esteja ligado adequadamente,
conforme manda o roteiro.
 Certificar ao ligar o equipamento que ele esteja devidamente aterrado.
 Antes de desligar qualquer fio para a troca de montagem, certificar-se de
que o Varivolt esteja desligado, e não esteja jogando tensão na rede a ser
alterada.
 Após a energização do circuito, ter cuidado ao entrar em contato com
qualquer parte física do experimento.
 Ter cuidado com roupas inadequadas no laboratório, e devidamente
calçado com sapatos isolantes, evitar o uso de bermudas e chinelos.
 O operador da chave de energização, deve se assegurar que nenhum dos
componentes do grupo esteja fazendo alguma alteração no circuito antes
de ligar a chave.
 Nunca deixar crianças ou pessoas que não foram devidamente instruídas
próximas a máquina ou mesmo dentro do laboratório.
 Sempre que se realizar o ensaio, estar acompanhado de alguém que
tenha experiência.
 Demais normas para segurança e trabalho com eletricidade citadas na
NR10.

Questões propostas:
5. Por que uma das correntes obtidas pelos amperímetros não apresenta o
mesmo valor das outras duas?
As correntes são diferentes devido ao fato que a distância média magnética entre
a fase do meio ser menor do que a distância média magnética das demais fases.

6. Por que o ensaio em vazio deve ser realizado alimentando-se o enrolamento


de baixa tensão?
7. Justificar a diferença entre os três valores de K (Kn, KP laca, K Ensaiado) e
definir cada um deles.
8. Com base nos dados do teste em vazio e na sua capacidade de julgar os
resultados o que ´e melhor para o sistema de energia elétrica equipado com
muitos transformadores: transformadores operando sempre com muita folga
(superdimensionados) ou transformadores operando no limite de sua
capacidade? Explique.
9. Desenhe o circuito equivalente do transformador (ramo s´erie e ramo paralelo),
considerando somente a parte magn´etica. Inserir nos desenhos os valores
calculados.

Referências :
Lima de Aguiar, A.; Camacho, J.; Prado da Silva, E. Roteiro para
Laboratório de Transformadores-Aulas Práticas e Ensaios.. 3.
ed. Uberlandia: [s.n.].

NR 10 - SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS


EM ELETRICIDADE. Disponível em:
<http://www.ccb.usp.br/arquivos/arqpessoal/1360237189_nr10a
tualizada.pdf>. Acesso em: 26 abr. 2017.