Você está na página 1de 5
HISTÓRIA –QUESTÕES COMPLEMENTARES 01. (FUVEST) "Após ter conseguido retirar da nobreza o poder político que

HISTÓRIA –QUESTÕES COMPLEMENTARES

01. (FUVEST) "Após ter conseguido retirar da nobreza o poder político que ela detinha enquanto ordem, os soberanos a

atraíram para a corte e lhe atribuíram funções políticas e diplomáticas". Esta frase, extraída da obra de Max Weber, "POLÍTICA COMO VOCAÇÃO", refere-se ao processo que, no Ocidente:

a) destruiu a dominação social da nobreza, na passagem da Idade Moderna para a Contemporânea.

b) estabeleceu a dominação social da nobreza, na passagem da Antiguidade para a Idade Média.

c) fez da nobreza uma ordem privilegiada, na passagem da Alta Idade Média para a Baixa Idade Média.

d) permitiu ao Estado dominar politicamente a nobreza, na passagem da Idade Média para a Moderna.

02. (UFMG) Leia o texto.

"Por enquanto, ainda el-rei está a preparar-se para a noite. Despiramno-os camaristas, vestiram-no com o trajo da função e do estilo, passadas as roupas de mão em mão tão reverentemente como relíquias santas, e isto se passa na presença de outros criados e pagens, este que abre o gavetão, aquele que afasta a cortina, um que levanta a luz, outro que lhe modera o brilho, dois que não se movem, dois que imitam estes, mais uns tantos que não se sabe o que fazem nem porque estão. Enfim, de tanto se esforçarem todos ficou preparado el-rei, um dos fidalgos retifica a prega final, outro ajusta o cabeção bordado." (SARAMAGO, José. MEMORIAL DO CONVENTO.)

Nesse texto Saramago descreve o cotidiano na corte no período de consolidação do Estado Moderno. Todas as alternativas referem-se ao Absolutismo Monárquico, EXCETO:

a) A classe dominante, durante toda a época moderna, não era mais a mesma do período feudal tanto política quanto

economicamente.

b) A história do Absolutismo Monárquico é a história da lenta reconversão da nobreza a um papel parasitário, o que lhe

permitiu regalias.

c) A nobreza passou por profundas transformações no período monárquico de centralização, mas nunca foi desalojada do

poder político. d) O Absolutismo era um rearranjo do aparelho de dominação, destinado a sujeitar as massas camponesas, que

sublevadas questionavam o papel tradicional da nobreza.

03. (FUVEST) No processo de formação dos Estados Nacionais da França e da Inglaterra podem ser identificados os

seguintes aspectos:

a) fortalecimento do poder da nobreza e retardamento da formação do Estado Moderno

b) ampliação da dependência do rei em relação aos senhores feudais e à Igreja

c) desagregação do feudalismo e centralização política

d) diminuição do poder real e crise do capitalismo comercial

04.

(FCC-SP)

O

Ato

de

Supremacia,

promulgado

por

Henrique

VIII,

na

Inglaterra,

contribuiu

para:

a)

divulgar

intensamente

a

doutrina

calvinista

no

país,

sobretudo

na

região

da

Escócia.

b)

iniciar

a

expansão

externa,

formando,

assim,

as

bases

do

império

colonial

inglês.

c) promover

a

 

reforma

anglicana,

ao

mesmo

tempo

que

contribuiu

para

a

centralização

do

governo.

d) catolicismo

implantar

o

 

no

reino,

o

que

foi

acompanhado

de

repressão

aos

reformistas.

e) restaurar os antigos direitos feudais, que foram limitados pela Magna Carta de 1215.

05. (Fuvest-SP) "O puritanismo era uma teoria quase tanto quanto uma doutrina religiosa. Por isso, mal tinham

desembarcado naquela costa inóspita [ sociedade."

Essa

tentativa:

a) malograda dos puritanos franceses de fundarem no Brasil uma nova sociedade, a chamada França Antártida.

J

o primeiro cuidado dos imigrantes (puritanos) foi o de se organizar em

na

América,

de

A.

de

Tocqueville,

diz

respeito

à

passagem

de

A

democracia

b) malograda

dos

puritanos

franceses

de

fundarem

uma

nova

sociedade

no

Canadá.

c) bem-sucedida dos

puritanos

ingleses

de

fundarem

uma

nova

sociedade

no

Sul

dos

Estados

Unidos.

d) bem-sucedida dos puritanos ingleses de fundarem uma nova sociedade no Norte dos Estados Unidos, na chamada

Nova Inglaterra.

06. (Fatec-SP) A Revolução Inglesa de 1688 – a Revolução Gloriosa – assinala um momento significativo na adoção dos princípios do liberalismo. Entre as medidas adotadas então, e que confirmam essa afirmação, destacam-se:

OFICIGOFICIGOFICIGOFICIG

Prof.Prof.Prof.Prof. GeorgeGeorgeGeorgeGeorge Santos,Santos,Santos,Santos, JoãoJoãoJoãoJoão MªMªMªMª FragaFragaFragaFraga eeee LucasLucasLucasLucas DonatoDonatoDonatoDonato

1

a) a exclusão da nobreza do Parlamento, garantindo-se assim a maioria da burguesia, e a

a) a exclusão da nobreza do Parlamento, garantindo-se assim a maioria da burguesia, e a abolição das sociedades por

ações na organização das empresas industriais.

b) o reconhecimento da Declaração de Direitos, limitando o poder do rei em face do Parlamento, marcando a ascensão

burguesa.

c) a revogação dos Atos de Navegação, que protegiam determinados grupos mercantis, e o reconhecimento do direito de

organização para os trabalhadores urbanos.

d) a abolição dos tributos feudais da posse da terra e dos censos eleitorais para o preenchimento das cadeiras do

Parlamento.

07.

a) desestimulou a economia da metrópole e conduziu ao fim do monopólio de comércio.

b) contribuiu para o crescimento demográfico da população indígena, concentrada nas áreas de mineração.

c) eliminou a participação do Estado nos lucros obtidos e beneficiou exclusivamente a iniciativa privada.

d) dizimou a população indígena e destruiu as estruturas agrárias anteriores à conquista.

e) impôs o domínio político e econômico dos criollos.

(Fuvest-SP)

No

século

XVI,

a

conquista

e

ocupação

da

América

pelos

espanhóis:

08. (FEI-SP) As idéias iluministas que tinham por base o culto da razão e a crença nas leis naturais:

a) eram favoráveis a uma organização estamental da sociedade.

b) propiciavam um embasamento teórico ao sistema monárquico, em qualquer uma de suas modalidades (constitucional,

parlamentar ou absolutista).

c) eram contrárias à libertação das colônias da América.

d) propunham uma política econômica liberal.

09. (Cesgranrio-RJ) "[

política entre elas e a Grã-Bretanha já está e deve estar totalmente dissolvida." (Thomas Jefferson, Declaração de Independência, 1776.) A afirmação de liberdade e independência contida no trecho acima relaciona-se:

Estas colônias unidas são, e têm o direito a ser, Estados livres e independentes e toda ligação

]

a) ao propósito das colônias do Norte de se separarem do Sul escravista, em função dos entraves que a organização

social sulina criava ao desenvolvimento capitalista.

b) ao interesse dos colonos norte-americanos em se alinharem com a França revolucionária, que lhes oferecia

oportunidades mais ricas e proveitosas para as trocas comerciais.

c) à reação dos colonos, sustentada nas idéias dos filósofos iluministas, contra o reforço das medidas de exploração

colonial imposto pela Inglaterra.

d) ao propósito de alcançar a autonomia política, embora preservando o monopólio comercial, que favorecia a economia

das colônias do Norte

10. (FCBH-MG) "O homem é o modelo do mundo. A experiência é a mestra das coisas."

Leonardo da Vinci

Com relação ao Renascimento artístico, literário e científico, elemento típico do período de transição do feudalismo ao capitalismo, podem ser feitas as seguintes afirmativas, exceto:

a) Os humanistas tiveram um papel extremamente importante na difusão das idéias renascentistas.

b) A reflexão sobre problemas humanos levou o homem renascentista à análise de sua própria individualidade, num

esforço de autoconhecimento.

c) A visão de mundo político-religiosa medieval continuava a ser o elemento fundamental para a compreensão do homem

e do mundo.

d) A riqueza proveniente do comércio financiou artistas, cientistas, arquitetos, que passaram a ser contratados para dar

forma às novas realidades sociais.

e) O racionalismo passou a ser a pedra de toque da mentalidade renascentista, estimulando o nascimento da ciência

moderna.

11. (ESAM-RN) O Ato de Navegação (1651), votado pelo Parlamento inglês, no período de Cromwell, criou uma situação

nova no comércio mundial, determinando, em conseqüência:

a) um bloqueio das nações do Mediterrâneo, que se julgavam prejudicadas pela Inglaterra.

b) um conflito armado entre as colônias exportadoras, que se sentiram altamente prejudicadas.

c) uma revolta da aristocracia rural inglesa, que se julgara preterida nos seus interesses.

d) um entrechoque armado com a Holanda, que pretendia a hegemonia do comércio marítimo.

12 - Segui, 6 brasileiros, o exemplo dos habitantes da zona tórrida

estabelecer seu

governo

debaixo

do

melhor

Imital os valentes das seis províncias que viram

dos

sistemas

-

o

representativo.

2

OFICIGOFICIGOFICIGOFICIG

GeorgeGeorgeGeorgeGeorge Santos,Santos,Santos,Santos, JoãoJoãoJoãoJoão MªMªMªMª FragaFragaFragaFraga eeee LucasLucasLucasLucas DonatoDonatoDonatoDonato

Este manifesto de 27/07/1824, de Pais de Andrade, conclama apoio à Confederação do Equador que

Este manifesto de 27/07/1824, de Pais de Andrade, conclama apoio à Confederação do Equador que se relacionou:

a) aos anseios de formação de um Estado republicano, desvinculado do Império, fundado numa organização federativa,

como reação à política centralista e autoritária de D. Pedro I.

b) à luta pela superação do caráter colonial da economia nordestina, em um país politicamente Independente, visando

obter maior autonomia no comércio internacional.

c) à ausência de Integração regional do pais, que dificultava o relacionamento do governo central com províncias e às

fortes tensões entre campo e a cidade que caracterizam a região.

d) à prosperidade da produção açucareira no Nordeste e à manutenção da influência política dos senhores de engenho no

cenário nacional, através de sua participação nas Cortes.

13 - Considerando o processo de emancipação e a organização do Estado brasileiro durante o Primeiro Reinado, é

possível afirmar que:

a) os grandes problemas da política brasileira, depois da independência, foram a negação do direito de voto aos

analfabetos e o desrespeito costumaz aos resultados das urnas.

b) a participação popular na política nacional foi restringicla por mecanismos institucionais, como o regime eleitoral indireto

e censitário, e pela repressão do governo.

c) a tranqüilidade polftica dos primeiros anos do Império deveu-se, principalmente, à total ausência do povo da política

nacional, o que resultou, no entanto, na formação de um regime elitista e autoritário.

d) o país vivia uma permanente tensão entre uma Monarquia discricionária e os interesses populares, que só não resultou

em movimentos revolucionários devido à falta de lideranças interessadas em organizar o povo.

14 - A maioridade antecipada de D. Pedro II era considerada interessante pelos grupos políticos porque:

a)descentralizaria o poder, facilitando a pacificação das rebeliões que ocorriam nas províncias.

b) a aristocracia rural, exportadora e escravista, esperava centralizar o poder através da Monarquia, para pôr fim às

manifestações populares e resolver institucionalmente as suas próprias divergências.

c) o Estado brasileiro estava plenamente consolidado durante o Período Regencial sem ameaças aos interesses da

aristocracia rural, exportadora e escravista,

d) isso afastaria a necessidade da aristocracia rural ter de resolver as dificuldades que surgiam, deixando tudo nas mãos

do Imperador.

15- (CFTMG) Foi um dos fatores que levaram o Brasil à queda da monarquia e à instauração do regime republicano

a) o radicalismo da jovem oficialidade militar, que propunha uma ampla revolução social.

b) a participação do setor industrial no movimento republicano, reivindicando uma política pública de austeridade financeira.

c) o descontentamento dos proprietários de terra com a libertação dos escravos sem indenização.

d) a necessidade , por parte dos fazendeiros do café, de obterem a autonomia dos estados através da implantação do

federalismo.

16 - (UFRN) Durante o século XIX, no Brasil, desenvolveu-se uma campanha em favor da abolição da escravidão negra. A

culminância dessa deu-se com a Lei Áurea, em 1888. Ao ser extinta a escravidão, os libertos

a) permaneceram nas mesmas condições de vida, dada a inexistência de uma política governamental que os integrasse à

sociedade.

b) iniciaram negócios próprios, inserindo-se no mercado capitalista, graças a subsídios do governo.

c) ocuparam postos no mercado de trabalho capitalista, em razão da política governamental de educação formal.

d) foram alvo de atitudes segregacionistas da sociedade branca, dificultando-lhes a ascensão social em razão das

disposições previstas nas leis abolicionistas.

17 - (MAKENZIE) O povo assistiu aquilo bestializado, atônito, surpreso, sem conhecer o que significava. Muitos

acreditavam sinceramente estar vendo uma parada. (Aristides Lobo)O texto refere-se à Proclamação da República, em 15

de novembro de 1889. Podemos, então, concluir que:

a) o movimento contou com sólido apoio popular, luta armada e resistência violenta dos monarquistas.

b) a proclamação vitoriosa resultou da conjugação de parte do exército, fazendeiros do oeste paulista e classes médias

urbanas.

c) a Guerra do Paraguai não teve relação com o crescimento das idéias republicanas e positivistas, fundamentais para o

advento da república.

OFICIGOFICIGOFICIGOFICIG

Prof.Prof.Prof.Prof. GeorgeGeorgeGeorgeGeorge Santos,Santos,Santos,Santos, JoãoJoãoJoãoJoão MªMªMªMª FragaFragaFragaFraga eeee LucasLucasLucasLucas DonatoDonatoDonatoDonato

3

 
 

d)

o Terceiro Reinado era visto de forma positiva e otimista pela população, já que a Princesa Isabel tinha uma liderança

expressiva, apesar dos valores patriarcais da época.

 

18- (FGV) Caracterizou-se por "encilhamento" a política econômica que:

a) levou o país a uma crise inflacionária pela emissão de moeda, sem lastro-ouro e com escassos empréstimos estrangeiros, gerando inúmeras falências;

b)

pôde acomodar os primeiros anos da República à estabilização e ao investimento em políticas públicas, principalmente

educacionais;

c)

levou o país a pedir empréstimos para a reorganização do parque industrial e para a exploração da borracha na região

amazônica;

d)

pôde acomodar, por aproximadamente 50 anos, uma economia ainda dependente, permitindo a aplicação de recursos

em serviços públicos.

19- (FATEC) "Cabo de enxada engrossa as mãos – o laço de couro cru, machado e foice também. Caneta e lápis são

ferramentas muito delicadas. A lida é outra: labuta pesada, de sol a sol, nos campos e nos currais (

)

Ler o quê? Escrever

o quê? Mas agora é preciso: a eleição vem aí e o alistamento rende a estima do patrão, a gente vira pessoa." (Palmério, Mario. VILA DOS CONFINS) Com base no texto é correto afirmar que, na República velha,

a)

o predomínio oligárquico, embora vinculado à manipulação do processo eleitoral, estava longe de estabelecer qualquer

compromisso entre "patrão" e empregados.

b)

a campanha eleitoral levada a cabo pelos chefes políticos locais visava a atingir, principalmente, os trabalhadores

urbanos já alfabetizados e menos embrutecidos pela "labuta pesada".

 

c)

a transformação operada no trabalhador durante o período eleitoral representava a marca de um sistema político que

estendia o poder dos grandes proprietários rurais, dos "campos e currais", aos municípios e daí, à capital do Estado.

d)

o período eleitoral era o único momento em que os chefes locais se voltavam para os seus subordinados, impondo-lhes

seus candidatos e dispensando-os dos trabalhos que "engrossavam as mãos".

 

20- (CFTSC) O período da História do Brasil compreendido entre 1889 e 1930 é denominado por muitos historiadores de República Velha. Neste período, diversas revoltas e movimentos sociais ocorreram. Leia atentamente as seguintes afirmativas sobre essas revoltas e movimentos sociais:

I. A Guerra do Contestado (1912-1916) ocorreu na fronteira entre Paraná e Santa Catarina.

 

II.

Antônio Conselheiro foi o principal líder da Revolta de Canudos, a qual reuniu milhares de pessoas, entre elas,

sertanejos que não possuíam terras, ex-escravos e pequenos proprietários pobres.

 

III.

A Revolta da Vacina ocorreu no Rio de Janeiro em virtude do excesso de ações tomadas em nome da modernização e

das péssimas condições de vida de grande parte da população, que teve como estopim a obrigatoriedade da vacina contra a varíola.

IV.

A Revolta da Chibata denunciava o rígido código de disciplina da marinha, que punia as faltas graves com chibatadas,

além da má alimentação e dos miseráveis soldos (salários) que os marinheiros

 

recebiam.

Assinale a alternativa CORRETA:

a) Apenas a proposição IV é verdadeira.

b) Apenas as proposições I e II são verdadeiras.

 

c) Apenas as proposições I, II e IV são verdadeiras.

d) Todas as proposições são verdadeiras.

21- (CFTMG) O Convênio de Taubaté (1906), firmado entre os governadores de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, tinha como objetivo

a) promover investimentos baseados em capitais externos no País, por meio do controle cambial.

 

b) estimular o desenvolvimento da indústria de bens de consumo não duráveis na região Sudeste.

c) criar mecanismos políticos eficazes para a intervenção do Estado no mercado de produção cafeeira.

d) diversificar a produção agrícola brasileira para o atendimento aos pequenos produtores rurais.

GABARITO 01.D 02.C 03.C 04.C 05.D 06.B 07.D 08.D 09.C 10.C 11.D 12.A 13.B 14.B 15.D 16.A 17.B 18.A 19.D 20.D 21.C

 

4

OFICIGOFICIGOFICIGOFICIG

GeorgeGeorgeGeorgeGeorge Santos,Santos,Santos,Santos, JoãoJoãoJoãoJoão MªMªMªMª FragaFragaFragaFraga eeee LucasLucasLucasLucas DonatoDonatoDonatoDonato

OFICIGOFICIGOFICIGOFICIG Prof.Prof.Prof.Prof. GeorgeGeorgeGeorgeGeorge Santos,Santos,Santos,Santos, JoãoJoãoJoãoJoão

OFICIGOFICIGOFICIGOFICIG

Prof.Prof.Prof.Prof. GeorgeGeorgeGeorgeGeorge Santos,Santos,Santos,Santos, JoãoJoãoJoãoJoão MªMªMªMª FragaFragaFragaFraga eeee LucasLucasLucasLucas DonatoDonatoDonatoDonato

5