Você está na página 1de 22
FACULDADE DE MÚSICA DO ESPÍRITO SANTO MAURÍCIO DE OLIVEIRA CURSO DE LICENCIATURA EM MÚSICA
FACULDADE DE MÚSICA DO ESPÍRITO SANTO MAURÍCIO DE
OLIVEIRA CURSO DE LICENCIATURA EM MÚSICA

Educação Musical através do teclado de Maria de Lourdes Junqueira Gonçalves e Cacilda Borges Barbosa

Felipe Rangel e Wilsander Gomes Cunha Prof.ª Marlene Betzel Luxinger
Felipe Rangel e Wilsander Gomes Cunha
Prof.ª Marlene Betzel Luxinger

UMA PARTE DA TRAJETÓRIA PESSOAL E MUSICAL, PROFª. MARIA DE LOURDES.

Sua primeira professora de música foi a irmã;

Estudos de piano começaram em Manaus;

Mudou para o Mato Grosso e teve aulas com um cônsul italiano;

Aos 13 anos, no RJ, teve aula de piano com a Profª. Maria Tereza Nunes;

Foi aluna do Prof. Sá Pereira no curso de Pedagogia Musical;

Estudou com Magdalena Tagliaferro e Ilara Gomes Grosso;

Interesse pelo trabalho de piano em grupo;

Contato com Louise Bianchi e Francis Clark, por carta.

UMA PARTE DA TRAJETÓRIA PESSOAL E MUSICAL, PROFª. MARIA DE LOURDES.

Em 1970 obteve bolsa pela Fullbright para fazer estágio de observação (4 meses, EUA)

Antes da publicação de seus livros, a Profª. Maria de Lourdes utilizava com seus alunos o livro de Louise Bianchi, Robert Place, Francis Clark e o trabalho da Profª. Angela Diller.

EDUCAÇÃO MUSICAL ATRAVÉS DO TECLADO EM 8 VOLUMES:

4 volumes: Manual do Professor

4 volumes: Livro do Aluno

1º Volume Musicalização

2º Volume Leitura nas teclas brancas

3º Volume Leitura nas teclas brancas e pretas

4º Volume Habilidades Funcionais

Público-alvo é em geral formado para crianças; todavia no decorrer do trabalho, encontra-se diversas colocações referentes ao público adulto.

MUSICALIZAÇÃO (1º VOLUME) LIVRO DO PROFESSOR

Enfoque na execução, criação e percepção;

Ensino individual ou em grupo;

Planejamento;

Equipamentos;

Forma de atuação do professor em aula;

Processo de aprendizado.

1º VOLUME MUSICALIZAÇÃO - LIVRO DO ALUNO

CAPÍTULO I: EXPERIÊNCIAS E DESCOBERTAS

Topografia do teclado partindo do cluster;

DESCOBERTAS  Topografia do teclado partindo do cluster;  Exercícios de recortar e colar para demonstrar

Exercícios de recortar e colar para demonstrar os parâmetros do som;

Subindo e descendo com as duas mãos, sendo indicado através de

gráfico.

para demonstrar os parâmetros do som;  Subindo e descendo com as duas mãos, sendo indicado

CAPÍTULO 2: SONS LONGOS E CURTOS (GRAFIA)

Convenções:

R = sons que se repetem; S = sons que sobem; D = sons que descem;

V e V = sons que vão e voltam.

R = sons que se repetem; S = sons que sobem; D = sons que descem;

Exercício:

R = sons que se repetem; S = sons que sobem; D = sons que descem;

CAPÍTULO 3: MÃO EM POSIÇÃO FECHADA

Os sons longos e curtos são dispostos de forma ascendente e descendente.

O som que anda sozinho

Os sons longos e curtos são dispostos de forma ascendente e descendente. O som que anda

Numeração dos dedos

Os sons longos e curtos são dispostos de forma ascendente e descendente. O som que anda

CAPÍTULO 4: A NOTA REDONDA

Substituição pelas figuras musicais;

A NOTA REDONDA  Substituição pelas figuras musicais;  Uso das teclas brancas.  Ênfase no

Uso das teclas brancas.

Ênfase no ver, tocar e ouvir;

Uso das teclas brancas.  Ênfase no ver, tocar e ouvir;  As notas ainda são

As notas ainda são distribuídas espacialmente em planos;

CAPÍTULO 5: O ARCO

O arco, conforme a autora, significa a posição ideal para a forma da mão;

Consciência do dedilhado e exercícios técnicos;

Um dedo em cada tecla;

Repertório a 4 mãos.

Exercício João Teimoso

do dedilhado e exercícios técnicos;  Um dedo em cada tecla;  Repertório a 4 mãos.
do dedilhado e exercícios técnicos;  Um dedo em cada tecla;  Repertório a 4 mãos.

CAPÍTULO 2: O SALTO

Salto = Intervalo de terça;

Saltos ascendente e descendente;

Toque uma tecla, salte uma e toque a seguinte;

Dizendo vai e volta, tocar usando os dedos 3-1-3, 4-2-4 e 5-3-5;

Propõe exercícios de criação;

Leitura rítmica com (tá).

O PASSO

Introdução da segunda maior ou tom

Introdução da mínima pontuada

(h. ) tá-a-a.

Leitura rítmica no piano e fora do piano

Substitui os nomes passo e salto por segundas e terças

Localização e nomenclatura das teclas (dó, ré, mi e fá) e

posteriormente (fá, sol, lá e si)

Substitui os diagramas pelas claves de sol e de fá

2º VOLUME ETAPA DE LEITURA NAS TECLAS BRANCAS Manual do Professor

Processos de leitura musical no teclado

Processos de leitura pelo dó central; Múltiplas tonalidades; Pelo intervalo

A metodologia do estudo de piano na etapa de leitura Planejamento quantitativo e qualitativo; Frequência das aulas; Ênfase na leitura a primeira vista

2º VOLUME ETAPA DE LEITURA NAS TECLAS BRANCAS Manual do Aluno

Capítulo 1: pauta dupla Localização do (dó 1, dó 3, dó 5); Exercícios para localizar notas na pauta dupla e no teclado.

Capítulo 2: o dó central

Inicio do trabalho com compasso.

Compassos binários, ternários, quaternários, quinários, sempre com a semínima de unidade de tempo.

Capítulo 3: demorando mais

Introdução de semibreve e ligaduras.

2º VOLUME ETAPA DE LEITURA NAS TECLAS BRANCAS

Capítulo 4: Saltando mais longe, salto de 5ª Na pauta Localização dos (dós 1, 2, 3, 4 e 5) Diferentes ligaduras; Legato e staccato.

Capítulo 5: O salto de 4ª - Melódico e harmônico Introdução das pausas de (semínima, semibreve e mínima) e dinâmicas.

3º VOLUME LEITURA NAS TECLAS BRANCAS E PRETAS Livro do Professor

Retorna o intervalo de segunda, representando-o como degrau para introduzir o conceito de semitom (meio-degrau);

Com o intenso processo de experimentação com os meio-degraus acima e abaixo surgem os sinais de sustenidos e bemóis e suas funções;

Utilização de cartões para desenvolver a leitura a primeira vista de forma progressiva.

3º VOLUME LEITURA NAS TECLAS BRANCAS E PRETAS Livro do Aluno

Capítulo 1 O Meio Degrau Introdução do meio-tom (notas brancas, pretas ou duas da mesma cor); Utilização do # e b para indicar se a nota subiu ou desceu; Exercícios de ligado e staccato; Repertório com cações utilizando acidentes porém sem armadura de clave.

Capítulo 2 Degrau Inteiro Introdução do conceito de tom; Vivencia dos sinais de dinâmica no repertório proposto.

Capítulo 3 Mais longe e mais depressa Introdução do intervalo de 6ª e do grupo; Introdução dos intervalos de 7ª e 8ª e a pausa de colcheia; Outros sinais como fermata, acento( >).

3º VOLUME LEITURA NAS TECLAS BRANCAS E PRETAS Livro do Aluno

Capítulo 4 Combinando tons e semitons Pentacórdio maior

Introdução dos ritmos:

Escala pentatonica.

maior Introdução dos ritmos: Escala pentatonica.  Capítulo 5 – A linguagem dos sons Alusão ao

Capítulo 5 A linguagem dos sons Alusão ao texto literário para desenvolver frases musicais;

Pergunta e resposta;

Emprego do pedal; Estimulo de composição utilizando sugestões:

- Música aleatória, filme em preto e branco

4º VOLUME HABILIDADES FUNCIONAIS Livro do Professor

Formação do solista

Abertura para a música popular

4º VOLUME HABILIDADES FUNCIONAIS Livro do Aluno

EXPLORAÇÃO Nº 1:

O teclado e os pentacórdios maiores (em todos os tons)

EXPLORAÇÃO Nº 2:

Melodias a uma, ambas e/ou 4 mãos;

EXPLORAÇÃO Nº 3:

Transposição;

EXPLORAÇÃO Nº 4:

Frases e formas

EXPLORAÇÃO Nº 5:

Desenhos rítmicos

4º VOLUME HABILIDADES FUNCIONAIS Livro do Aluno

EXPLORAÇÃO Nº 6:

A escala diatônica Maior, escalas com sustenidos.

EXPLORAÇÃO Nº 7:

Outro modo de usar o idioma diatônico, modo menor, qualidade da terça

EXPLORAÇÃO Nº 8:

Introdução da tríade maior e dos padrões rítmicos.

EXPLORAÇÃO Nº 9:

Harmonização e leitura de cifras, introdução a harmonia básica.

EXPLORAÇÃO Nº 10:

Nossa mão e a extensão das melodias; Polegar como multiplicador de dedos; Acorde dominante e invertido.