Você está na página 1de 32

ÉTICA, LEGISLAÇÃO E EXE. PROF.

EM ENFERMAGEM

Simulado: SDE0120_SM_201501298461 V.1 Fechar

Aluno(a): RUTH CRISTINA COSTA Matrícula: 201501298461

Desempenho: 4,0 de 8,0 Data: 03/09/2015 14:37:37 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201501534213)


Acerca das responsabilidades e deveres relacionados ao sigilo profissional, são hipóteses em que o profissional
de enfermagem não precisa manter segredo sobre fato sigiloso(Exceto) de que tenha conhecimento em razão
de sua atividade profissional. Discorra sobre a questão do profissional, quando o mesmo não precisa manter
sigilo.(qual seria a situação?)

Sua Resposta: O sigilo profissional pode ser revelado nos casos em que possa acarretar danos ou riscos de
morte ao cliente (paciente).

Compare com a sua resposta: Quando o fato seja de conhecimento público.

2a Questão (Ref.: 201502038387)


Desde os tempos mais remotos, como o homem desenvolveu a ideia de trabalho?

Sua Resposta: Desde os tempos mais remotos, o homem desenvolveu suas atividades em função das
necessidades sociais. Ao longo dos séculos, com o progresso do conhecimento, houve uma organização do
trabalho e, assim, surgiram as profissões. A profissão pode ser definida como um saber aplicado à prática, que
surge em razão de uma necessidade social.

Compare com a sua resposta: As atividades entendidas como trabalho foram desenvolvidas em função das
necessidades sociais. Ao longo dos séculos, com o progresso do conhecimento, houve uma organização do
trabalho e, assim, surgiram as profissões.

3a Questão (Ref.: 201501515017) Pontos: 0,0 / 1,0

Maria Ana é uma enfermeira que exerce suas atividades em um hospital privado. A mesma achou por melhor
realizar um concurso para outro Estado , e assim ampliar suas capacidades profissionais e implementar o
processo de Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE),em outra unidade hospitalar. Baseado nas
considerações da Resolução da Sistematização da Assistência de Enfermagem, a enfermeira deve saber que:

CONSIDERANDO que a Sistematização da Assistência de Enfermagem ¿ SAE, sendo atividade não é


privativa do enfermeiro, não utiliza método e estratégia de trabalho empírico para a identificação das
situações de saúde/doença, subsidiando ações de assistência de Enfermagem que possam contribuir
para a promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde do indivíduo, família e comum.
A Consulta de Enfermagem Compreende o histórico (entrevista), exame físico, diagnóstico, prescrição e
evolução de enfermagem e evolução em prontuário médico
CONSIDERANDO que a Implementação da SAE constitui, efetivamente, melhora na qualidade da
Assistência de Enfermagem.
CONSIDERANDO a Institucionalização da SAE como teoria de um processo de trabalho adequado às
necessidades da comunidade não é como modelo assistencial a ser aplicado em todas as áreas de
assistência à saúde pelo enfermeiro.
A Consulta de Enfermagem Compreende o histórico (entrevista), exame físico, diagnóstico, prescrição e
evolução de enfermagem e evolução médica.

Gabarito Comentado.

4a Questão (Ref.: 201501502742) Pontos: 0,0 / 1,0

Com relação ao segredo profissional referente ao menor de idade,(a criança)para o profissional de Enfermagem,
o conteúdo do Segredo é tudo o que se refere ao cliente/paciente, família, funcionários e empresa em que
trabalha. Exceto

d) Pode ser revelado nos casos em que possa acarretar danos ou riscos ao menor.
e) Não pode ser revelado nos casos em que possa acarretar danos ou riscos ao menor
a) A sua manutenção é uma das responsabilidades do profissional de enfermagem;
b) pode ser revelado caso seja solicitado por pais ou responsáveis, em qualquer hipótese;
c) Não pode ser revelado quando o menor tenha capacidade de discernimento, mesmo quando
solicitado pelos responsáveis;

Gabarito Comentado. Gabarito Comentado.

5a Questão (Ref.: 201501943834) Pontos: 1,0 / 1,0

Foram criados os Conselhos Federal e Regionais de Enfermagem, constituindo em seu conjunto Autarquias
Federais, vinculadas ao Ministério do Trabalho e Previdência Social. Em cada Estado existe um Conselho
Regional, os quais estão subordinados ao Conselho federal, que é sediado no Rio de Janeiro e com Escritório
Federal em Brasília.

Em 22 de Agosto de 1973, através da Lei 7.905,


Em 28 de Janeiro de 1973, através da Lei 5.905,
Em 12 de julho de 1973, através da Lei 5.905,
Em 25 de julho de 1973, através da, Lei n.º 10.507/02
Lei Nº 7.498/86 Dispõe sobre a regulamentação do exercício da Enfermagem

6a Questão (Ref.: 201501450147) Pontos: 1,0 / 1,0

O Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem dispõe sobre direitos, deveres, responsabilidades, proibições
e infrações, entre outros assuntos. Baseando-se no Código, analise as afirmativas a seguir. I - É proibida a
recusa da execução de atividades que não sejam de sua competência legal. II - Não são permitidas as
participações em movimentos reivindicatórios por melhores condições de assistência, trabalho e remuneração.
III - É permitido suspender as atividades, individual ou coletivamente, quando a instituição pública ou privada
não oferecer condições mínimas para o exercício profissional, ressalvados os casos de urgência e emergência. IV
- É dever prestar à clientela uma assistência livre de riscos decorrentes de imperícia, negligência e imprudência.
Estão corretas as afirmativas:

I e III, apenas.
I e II, apenas;
III e IV, apenas;
I e IV, apenas;
II e IV, apenas;

Gabarito Comentado.
7a Questão (Ref.: 201501442086) Pontos: 1,0 / 1,0

Para estar habilitado ao exercício legal da profissão na administração pública direta e indireta, federal, estadual,
municipal, do Distrito Federal e dos Territórios, o enfermeiro e todo o pessoal de enfermagem, necessariamente,
precisam estar registrados na seguinte entidade de classe:

Associação Brasileira de Enfermagem.


Sindicato Regional de Enfermagem.
Associação dos Servidores Públicos.
Conselho Federal de Enfermagem
Conselho Regional de Enfermagem.

Gabarito Comentado.

8a Questão (Ref.: 201501943831) Pontos: 1,0 / 1,0

Foi fundada em agosto de 1926, sob a denominação de "Associação Nacional de Enfermeiras Diplomadas
Brasileiras". Como entidade de direito privado, de caráter científico e assistencial, regida pelas disposições do
Estatuto, Regulamento Geral ou Regimento Especial em 1929, na cidade de Montreal, no Canadá, foi admitida
no Conselho Internacional de Enfermeiras (ICN).

ABEN E COFEN - Associação Brasileira de Enfermagem


ABEN - Associação Brasileira de Enfermagem
COFEN - CONSELHO FEDERAL DE ENFERMAGEM
COREN - Conselho Federal de Enfermagem
COREN - Conselho Regional de enfermagem

9a Questão (Ref.: 201501502912) Pontos: 0,0 / 1,0

O profissional de enfermagem pode recusar-se a executar prescrição medicamentosa e terapêutica, nas


seguintes situações, EXCETO:

b) Quando não conste o número de registro do profissional do responsável;


d) Por não concordar com o tratamento prescrito
e) Em casos de extrema urgência
a) Quando não conste a assinatura do responsável;
c) No caso de identificação de erro ou ilegibilidade;

Gabarito Comentado. Gabarito Comentado.

10a Questão (Ref.: 201501441540) Pontos: 0,0 / 1,0

Assinale a única alternativa correta:

Os Conselhos (COREN E COFEN) são órgãos disciplinadores da profissão e de associação obrigatória.


São funções do Sindicato: Representar legalmente a categoria;Defender o interesse da profissão;Lutar
pelos direitos sociais e econômicos;Lutar pela valorização da força de trabalho da
Enfermagem;Disciplinar e fiscalizar a profissão.
ABEN é uma sociedade civil, sem fins lucrativos. É uma entidade de direito privado, de caráter cultural,
científico e político, regida por um estatuto com prazo e vigência indeterminada. Nela se associam
individual e obrigatoriamente enfermeiro (os), técnicos de enfermagem e demais profissionais como
sócios efetivos, além de estudantes dos cursos de graduação em enfermagem como sócios especiais.
O Conselho Federal e os Conselhos Regionais não são órgãos disciplinadores do exercício profissional de
enfermeiros e das demais profissões compreendidas nos serviços de enfermagem.
A ABEN luta em defesa da classe, promovendo o desenvolvimento técnico, científico, cultural e político e
por isso, a associação é obrigatória.

ÉTICA, LEGISLAÇÃO E EXE. PROF. EM ENFERMAGEM

Simulado: SDE0120_SM_201501298461 V.1 Fechar

Aluno(a): RUTH CRISTINA COSTA Matrícula: 201501298461

Desempenho: 6,0 de 8,0 Data: 20/10/2015 00:11:14 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201501442568)


Gestante chega em generoso trabalho de parto com perda de liquido amniótico, sangramento intenso. Após
cuidadosa avaliação a Enfermeira obstetra confirma que existe distócia e há necessidade de aplicar anestesia
local e fazer episiotomia. Levando-se em consideração a resolução do COFEN 223/99 que dispõe sobre a
atuação da Enfermeira na Assistência a mulher no ciclo gravídico Puerperal, responda: Ela pode fazer esse
procedimento ou deve esperar o médico? Justifique.

Sua Resposta: De acordo com a resolução do COFEN 223/99, é permitodo a realização dos procedimentos sem a
presença do médico. Art. 1º ¿ A realização do Parto Normal sem Distocia é da competência de Enfermeiros, e
dos portadores de Diploma, Certificado de Obstetriz ou Enfermeiro Obstetra, bem como Especialistas em
Enfermagem Obstétrica e na Saúde da Mulher; Art. 3º - c) realização de episiotomia, episiorrafia e aplicação de
anestesia local, quando couber.

Compare com a sua resposta: Sim, ela pode fazer esses procedimentos. Está respaldada pela resolução do
COFEN 223/99 que dá amparo legal para a Enfermeira obstetra, obstetriz e especialista em enfermagem
obstétrica para prestar assistência à parturiente e no parto normal. Identificando as distócias e tomando
providências até a chegada do médico além de realização e episiorrafia e aplicação de anestésico local.

2a Questão (Ref.: 201501452169)


No cumprimento de Prescrição Medicamentosa/Terapêutica à Distância, segundo a resolução do COFEN
225/2000 é vedado ao Profissional de Enfermagem aceitar, praticar, cumprir ou executar prescrições
medicamentosas/terapêuticas oriundas de qualquer profissional de saúde através de rádio, telefonia ou meios
eletrônicos, onde não conste a assinatura dos mesmos. Mas, não se aplica ao artigo que assim dispõe os casos
de urgência na qual, efetivamente, haja iminente e grave risco de vida do cliente. Nessa situação, o que deverá
fazer o Profissional de Enfermagem?

Sua Resposta: O profissional fará o procedimento e de acordo com a resolução: Art. 3º- Ocorrendo o previsto no
artigo 2º, obrigatoriamente deverá o Profissional de Enfermagem, elaborar Relatório circunstanciado e
minucioso, onde deve constar todos os aspectos que envolveram a situação de urgência, que o levou a praticar
o.

Compare com a sua resposta: Caso ocorra essa situação, obrigatoriamente o Profissional de Enfermagem
deverá elaborar um relatório circunstanciado e minucioso, onde deve constar todos os aspectos que envolveram
a situação de urgência que o levou a praticar o ato.
3a Questão (Ref.: 201502078274) Pontos: 0,0 / 1,0

Sobre a Resolução COFEN nº 1456/2014, temos artigos que se complementem entre si quando pensamentos
em um atendimento de urgência, na qual, efetivamente, haja iminente e grave risco de vida do cliente. Quais
são estes artigos?

Art. 3º e Art 5º.


Art.1º e Art.4º.
Art. 1º e Art.2º.
Art.1º e Art.3º.
Art. 1º e Art 7º.

4a Questão (Ref.: 201501962651) Pontos: 1,0 / 1,0

Uma cliente deu entrada na emergência trazida por familiares desacordada ou inconsciente. Segundo o
protocolo do ACLS - CABDE enfermeiro chamou pela consciência e a paciente não respondeu, em seguida C -
verificou o pulso carotídeo - constatou ausência do pulso- chamou o médico - trouxe o carrinho de parada -
iniciou imediatamente massagem cardíaca 30X 2 ventilações com ambú e O2 - realizou punção venosa - e o
médico pediu que se administrasse 3ml de adrenalina endovenosa- como o enfermeiro estava ventilando o
técnico que preparou a medicação - neste caso o enfermeiro deve aplicar a medicação preparado por outro
profissional:

Não se aplica ao artigo anterior as situações de urgência, na qual, efetivamente, haja iminente e grave
risco de vida do cliente.
Por não concordar com a medicação prescrita no caso da parada cardíaca - deve-se administrar
adrenalina, atropina e gluconato de Na;
É vedado ao profissional de Enfermagem aceitar, praticar, cumprir ou executar prescrições
medicamentosas/ terapêuticas oriundas de qualquer profissional da área de saúde, através de rádio,
telefonia ou meios eletrônicos, onde não conste a assinatura dos mesmos.
nenhumas das anteriores
Quando não conste a assinatura do responsável médico não se deve aplicar a medicação;

Gabarito Comentado.

5a Questão (Ref.: 201502078273) Pontos: 1,0 / 1,0

Tendo como base o Art. 1º da Resolução COFEN nº 1456/2014, assinale a alternativa correta:

Art. 1º - É vedado ao profissional de Medicina aceitar, praticar, cumprir ou executar prescrições


medicamentosas/ terapêuticas oriundas de qualquer profissional da área de saúde, através de rádio,
telefonia ou meios eletrônicos, onde não conste a assinatura dos mesmos.
Art. 1º - É vedado ao profissional de Enfermagem aceitar, praticar, cumprir ou executar prescrições
medicamentosas/ terapêuticas oriundas de qualquer profissional da área de saúde, através somente de
rádio, onde não conste a assinatura dos mesmos.
Art. 1Oº - É liberado ao profissional de Enfermagem aceitar, praticar, cumprir ou executar prescrições
medicamentosas/ terapêuticas oriundas de qualquer profissional da área de saúde, através somente de
rádio, onde não conste a assinatura dos mesmos.
Art. 1º - É vedado ao profissional de Enfermagem aceitar, praticar, cumprir ou executar prescrições
medicamentosas/ terapêuticas oriundas somente do profissional médico, através de rádio, telefonia ou
meios eletrônicos, onde não conste a assinatura dos mesmos.
Art. 1º - É vedado ao profissional de Enfermagem aceitar, praticar, cumprir ou executar prescrições
medicamentosas/ terapêuticas oriundas de qualquer profissional da área de saúde, através de rádio,
telefonia ou meios eletrônicos, onde não conste a assinatura dos mesmos.
6a Questão (Ref.: 201502075819) Pontos: 1,0 / 1,0

Um paciente foi atendido na emergência em um episódio de parada cardíaca, foi realizado segundo o protocolo
do ACLS ¿ massagem ventilação (30X02), 10 ampolas de adrenalina solicitado verbalmente pelo médico. Foi
realizado manobras de ressuscitação com êxito pela equipe médica.

Nos casos de emergência , não se necessita da prescrição escrita pelo médico, somente verbal; situação
de risco iminente e grave de vida para o cliente. A situação de parada cardíaca é uma situação de
emergência.
Nos casos de emergência , não se necessita da prescrição escrita pelo médico, somente verbal; situação
de risco iminente e grave de vida para o cliente. A situação de convulsão é uma situação de emergência.
Logo após a parada cardíaca não será necessário relatório de enfermagem;
Nos casos de emergência , se necessita da prescrição escrita pelo médico, somente verbal; situação de
risco iminente e grave de vida para o cliente. A situação de convulsão é uma situação de emergência.
nenhuma das anteriores
Art. 3º - Ocorrendo o previsto no artigo 2º, obrigatoriamente deverá o profissional de Enfermagem
elaborar relatório circunstanciado e minucioso, onde devem constar todos os aspectos que envolveram a
situação de urgência, que o levou a praticar o ato vedado pelo artigo 1º. Logo após a parada cardíaca
deverá ser feito um relatório minucioso pelo enfermeiro;

7a Questão (Ref.: 201501962476) Pontos: 1,0 / 1,0

É vedado ao profissional de Enfermagem aceitar, praticar, cumprir ou executar prescrições medicamentosas/


terapêuticas oriundas de qualquer profissional da área de saúde onde não conste a assinatura dos mesmos.

Somente por telefone ou celular


Exceto por Meio eletrônico ou radio.
Exceto por radio, telefone, celular ou meios eletrônicos.
Através de radio, telefone, celular ou meios eletrônicos.

Gabarito Comentado. Gabarito Comentado.

8a Questão (Ref.: 201502075832) Pontos: 1,0 / 1,0

CONSIDERANDO que o estágio curricular supervisionado é definido pela legislação educacional vigente como
¿atividades de aprendizagem social, profissional e cultural, proporcionadas aos estudantes de ensino técnico e
de graduação pela participação em situações reais de vida e de trabalho de seu meio, sendo realizada na
comunidade em geral ou junto a pessoas jurídicas de direito público ou privado sob a responsabilidade e
coordenação de instituição de ensino¿; Descreva a Lei que dispõe sobre indicativos para a realização de estágio
curricular supervisionado de estudantes de enfermagem de graduação e do nível técnico da educação
profissional;

RESOLUÇÃO COFEN-358/2009 - Revogada pela RESOLUÇÃO COFEN Nº 371/2010.


RESOLUÇÃO COFEN-298/2005 - Revogada pela RESOLUÇÃO COFEN Nº 371/2010.
RESOLUÇÃO COFEN-299/2010 - Revogada pela RESOLUÇÃO COFEN Nº 371/2010.
RESOLUÇÃO COFEN-299/2005 - Revogada pela RESOLUÇÃO COFEN Nº 371/2010.
RESOLUÇÃO COFEN-209/2005 - Revogada pela RESOLUÇÃO COFEN Nº 371/2010.
9a Questão (Ref.: 201502025308) Pontos: 0,0 / 1,0

A.B.S., 46 anos, sexo feminino, foi vítima de atropelamento por colisão frontal em via pública. Uma pessoa
passou pelo local e chamou o serviço de urgência SAMU ligando pelo 192. A vítima estava consciente no local,
conversando como o socorrista, queixando-se de dor na perna direita, respiração e pulso pérvios. Suspeita-se
de fratura de tíbia à palpação. O serviço chegou no local e fez a estabilização da paciente na prancha longa,
colar cervical e HEAD BLOCK e acesso venoso em MSE para SF 0,9% 500ml. Pelo ATLS - ABCDE da vida -
Descreva abaixo qual a função do atendimento pré-hospitalar?

Todo serviço de atendimento prestado no ambiente intra-hospitalar à clientela vítima de situações


clínicas e traumáticas, que chegam a UPA - unidade de pronto atendimento.
Todo serviço de atendimento prestado no ambiente intra-hospitalar à clientela vítima de situações
clínicas e traumáticas, que chegam a UPA - unidade de pronto atendimento. Os quadros agudos de
natureza clínica, psicológica e psiquiátrica, ocorridos fora do ambiente hospitalar deverão ser
previamente analisados pela equipe da emergência.
O atendimento pré-hospitalar pode ser definido como a assistência prestada, em um primeiro nível de
atenção, aos portadores de quadros agudos, de natureza clínica, traumática e psiquiátrica, ocorridos fora
do ambiente hospitalar, evitando sequelas e até mesmo a morte.
Todo serviço de atendimento prestado no ambiente pré-hospitalar e intra-hospitalar à clientela vítima de
situações clínicas e traumáticas.
O atendimento pré-hospitalar pode ser definido como a assistência personalizada prestada, em quadros
agudos de natureza clínica, psicológica e psiquiátrica, ocorridos fora do ambiente hospitalar, evitando
sequelas e até mesmo a morte.

10a Questão (Ref.: 201501514242) Pontos: 1,0 / 1,0

O Conselho Federal de Enfermagem, no uso de suas atribuições a que alude a Lei nº 5.905/73 e a Lei 7.498/86,
e tendo em vista deliberação do Plenário em sua reunião ordinária Nº 318, realizada em
02/05/2004;CONSIDERANDO a Constituição da República Federativa do Brasil, nos artigos 197 e 199;
CONSIDERANDO a Lei 9.434/97, que dispõe sobre a remoção de órgãos tecidos e parte do corpo humano para
fins de transplantes e tratamentos; CONSIDERANDO o Decreto nº 2.268/97, que regulamenta a Lei dos
Transplantes e cria o Sistema Nacional de Transplantes; CONSIDERANDO a Lei nº 10.211/2001, que altera a Lei
9.434/97; CONSIDERANDO a Lei 7.498/86 e Decreto nº 9.4406/87, respectivamente no artigo 11, inciso I,
alíneas "i", "j", "l", e "m" e artigo 8º, inciso I, alíneas "g' e "h", inciso II, alíneas "m", "n", "o", "p" e "q";
CONSIDERANDO o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, aprovado pela Resolução do COFEN Nº
240/2000; CONSIDERANDO a Resolução do Conselho Federal de Medicina nº 1.489/87, que estabelece o
diagnóstico de morte encefálica; CONSIDERANDO a Resolução COFEN Nº 272/2002, que dispõe sobre a
Sistematização da Assistência de Enfermagem; CONSIDERANDO A Resolução COFEN Nº 200/97, que dispõe
sobre a atuação dos Profissionais de Enfermagem em Transplantes; CONSIDERANDO a Portaria GM/MS nº
3.407, de 05 de agosto de 1998, que estabelece o Regulamento Técnico do Sistema Nacional de Transplantes;
CONSIDERANDO a Portaria GM/MS Nº 901, de 16 de agosto de 2000, que cria a Central Nacional de Captação
de Órgãos (CNNCDO); CONSIDERANDO a Portaria GM/MS nº 91, de 23 de janeiro de 2001, que estabelece o
Funcionamento da Central Nacional de Captação de Órgãos (CNNCDO); CONSIDERANDO a Portaria GM/MS Nº
92, de 23 de janeiro de 2001, que trata da Busca Ativa e Captação de Órgãos. RESOLVE DO DOADOR
CADÁVER.RESOLUÇÃO COFEN-292/2004 - Normatiza a atuação do Enfermeiro na Captação e Transplante de
Órgãos e Tecidos.Com base na Resolução.Marque a opção correta abaixo.

Artigo 1º Ao Enfermeiro incumbe planejar, executar, coordenar,supervisionar e avaliar os Procedimentos


de Enfermagem prestados aos doadores de órgãos e tecidos, através dos seguintes procedimentos:
Notificar as Centrais de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos-CNNCDO a existência de potencial
doador, Entrevistar o responsável legal do doador, solicitando o consentimento livre e esclarecido por
meio de autorização da doação de Órgãos e Tecidos, por escrito e Garantir ao responsável legal o direito
de discutir com a famíliasobre a doação, prevalecendo o consenso familiar.
No Artigo 4º Ao Enfermeiro não incumbe aplicar a SAE em todas as fases do processo de doação e
transplante de órgãos e tecidos ao receptor e família, que inclui o acompanhamento pré e pós-
transplante (no nível ambulatorial) e transplante (intra-hospitalar)
Artigo 4º Ao Enfermeiro incumbe aplicar a SAE em todas as fases do processo de doação e transplante de
órgãos e tecidos ao receptor e família, que inclui o acompanhamento pré e pós-transplante (no nível
ambulatorial) e transplante (intra-hospitalar), dentre os quais se destacam: Identificar os Diagnósticos
de Enfermagem de risco, reais e bem estar do receptor (NANDA 2002/2003); Fazer intervenção de
Enfermagem, tratamento e/ou prevenção, evitandocomplicações e/ou minimizando os riscos que possam
interferir no transplante e Integrar receptor e família no contexto hospitalar.
Artigo 3º Planejar e implementar ações que visem a otimização de doação e captação de órgãos,tecidos e
ossos, para fins de transplantes, dentre as quais se destacam: Desenvolver e participar de pesquisas
relacionadas com o processo de doação e transplante.
Não se faz a Notificação do doador para a família, pois, o segredo profissional é absoluto e restrito.

ÉTICA, LEGISLAÇÃO E EXE. PROF. EM ENFERMAGEM Lupa

Fechar

Exercício: SDE0120_EX_A1_201501298461 Matrícula: 201501298461

Aluno(a): RUTH CRISTINA COSTA Data: 08/10/2015 20:36:01 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201501573717) Fórum de Dúvidas (1 de 2) Saiba (0)

Leia com atenção a definição a seguir: "É um conjunto de normas de conduta que deverão ser postas em prática
no exercício de qualquer profissão, sendo o compromisso do homem para o seu exercício tido como
fundamental, respeitando seu semelhante, regulando o desempenho das profissões para o seu maior êxito".
Podemos afirmar que esta definição é correspondente a:

Moral
Normas deontologicas
Ética profissional
Valores

Gabarito Comentado

2a Questão (Ref.: 201501451024) Fórum de Dúvidas (1 de 2) Saiba (0)

A Lei que dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem é, EXCETO:

a de Nº. 7.498, de 25 de junho de 1986


a que estabelece que a enfermagem e suas atividades auxiliares somente podem ser exercidas por
pessoas legalmente habilitadas e inscritas no Conselho Regional de Enfermagem com jurisdição fora da
área onde ocorre o exercício
a que estabelece no seu Art.1º, que é livre o exercício da enfermagem em todo território nacional
observadas as disposições da Lei
a que estabelece que a Enfermagem e suas atividades auxiliares somente podem ser exercidas por
pessoas legalmente habilitadas e inscritas no Conselho Regional de Enfermagem com jurisdição na área
onde ocorre o exercício.
a lei que define as categorias que pertencem à enfermagem, bem como as atribuições que lhes
competem

Gabarito Comentado

3a Questão (Ref.: 201501451012) Fórum de Dúvidas (1 de 2) Saiba (0)


Relacione a 2ª coluna de acordo com a 1ª, e marque a alternativa CORRETA, no que diz respeito ao Código de
Ética dos Profissionais de Enfermagem. (1) Princípios Fundamentais (2) Dos Direitos (3) Das Responsabilidades
(4) Dos Deveres (5) Das Proibições ( ) Recusar a execução de atividades que não sejam de sua competência
legal. ( ) Profissional de Enfermagem presta assistência à saúde visando a promoção desta no ser humano como
um todo. ( ) Negar Assistência de Enfermagem em caso de Urgência ou Emergência. ( ) Assegurar ao paciente
uma Assistência de Enfermagem livre de danos decorrentes de imperícia , negligência ou imprudência. ( )
Cumprir e fazer cumprir os preceitos éticos e legais da profissão A alternativa que apresenta a seqüência
CORRETA de correlações é:

2,3,5,4,1
2,1,5,3,4
4,1,2,3,5
4,1,5,2,3
5,3,2,1,4

4a Questão (Ref.: 201501943762) Fórum de Dúvidas (1 de 2) Saiba (0)

Em uma emergência deu entra um paciente politraumatizado trazido pelo corpo de bombeiros vítima de
atropelamento; o mesmo estava estabilizado - protocolo do ATLS - suporte de oxigênio (máscara de venturi -
90% de O2 e monitorização cardíaca, acesso venoso; O mesmo teve piora do quadro e apresentou uma parada
cardíaca; Segundo o código de ética está proibido para o profissional de enfermagem;

Art. 40 - Dar assistência de Enfermagem em caso de urgência ou emergência. Art. 43 - Abandonar


o cliente em meio a tratamento sem garantia de continuidade da assistência
Art. 42 - Negar assistência de Enfermagem em caso de urgência ou emergência. Art. 43 -
Abandonar o cliente em meio a tratamento sem garantia de continuidade da assistência
Art. 40 - Negar assistência de Enfermagem em caso de emergência. Art. 41 - Abandonar o cliente
em meio a tratamento sem garantia de continuidade da assistência
Art. 10 - Negar assistência de Enfermagem em caso de atendimento em equipes profissionais; Art.
11 - Abandonar o cliente em meio a tratamento sem garantia de continuidade da assistência
Art. 42 - Dar assistência de Enfermagem em caso de urgência ou emergência. Art. 43 - Assistir o
cliente em meio a tratamento sem garantia de continuidade da assistência

5a Questão (Ref.: 201501942609) Fórum de Dúvidas (1 de 2) Saiba (0)

Desde então, passou a designar os preceitos doutrinários relativos às diversas profissões ou situações sociais.
Modernamente, fala-se em deontologias particularizadas, conforme o campo profissional que se aplica,
especificamente, a um conjunto de normas de conduta. A palavra deontologia foi usada pela primeira vez por:

Jeremy Morgam, em seu livro Deontology or Science of Morality, em 1833.


livro Deontology or Science of Studant, em 1834. Sebastian Ruts
Jeremy Benthan, em seu livro Deontology or Science of Morality, em 1834.
John Benthan, em seu livro Deontology or Science of Studant, em 1834.
Eduartd Benthan, em seu livro Deontology or Science of Morality, em 1837.
6a Questão (Ref.: 201501942613) Fórum de Dúvidas (1 de 2) Saiba (0)

Consiste em estar sempre focando os nossos atos e pensamentos no Evangelho, seguindo-o com todo o nosso
fervor, de toda a nossa alma, com toda a força do nosso ser, fazendo ao próximo o que gostaríamos que nos
fizessem. Desta forma consiste na Lei:

Lei Natural e Jurídica - lei que trata de todas as coisas que amparam o crescimento espiritual do
homem conduzindo-lhe à perfeição.
Lei Jurídica - lei que trata de todas as coisas que amparam o crescimento espiritual do homem
conduzindo-lhe à individualidade.
Lei Natural e Jurídica - é uma fração da ordem moral, consequentemente um meio a serviço do
homem
Lei Natural - é uma fração da ordem moral, consequentemente um meio a serviço do homem
Lei Natural - lei que trata de todas as coisas que amparam o crescimento espiritual do homem
conduzindo-lhe à perfeição.

ÉTICA, LEGISLAÇÃO E EXE. PROF. EM ENFERMAGEM Lupa

Fechar

Exercício: SDE0120_EX_A2_201501298461 Matrícula: 201501298461

Aluno(a): RUTH CRISTINA COSTA Data: 08/10/2015 21:01:56 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201501441540) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

Assinale a única alternativa correta:

A ABEN luta em defesa da classe, promovendo o desenvolvimento técnico, científico, cultural e político e
por isso, a associação é obrigatória.
O Conselho Federal e os Conselhos Regionais não são órgãos disciplinadores do exercício profissional de
enfermeiros e das demais profissões compreendidas nos serviços de enfermagem.
Os Conselhos (COREN E COFEN) são órgãos disciplinadores da profissão e de associação obrigatória.
ABEN é uma sociedade civil, sem fins lucrativos. É uma entidade de direito privado, de caráter cultural,
científico e político, regida por um estatuto com prazo e vigência indeterminada. Nela se associam
individual e obrigatoriamente enfermeiro (os), técnicos de enfermagem e demais profissionais como
sócios efetivos, além de estudantes dos cursos de graduação em enfermagem como sócios especiais.
São funções do Sindicato: Representar legalmente a categoria;Defender o interesse da profissão;Lutar
pelos direitos sociais e econômicos;Lutar pela valorização da força de trabalho da
Enfermagem;Disciplinar e fiscalizar a profissão.

Gabarito Comentado

2a Questão (Ref.: 201501442664) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

O exercício legal de profissionais de enfermagem somente é reconhecido se houver registro no:


no Conselho Regional de Enfermagem.
no Sindicato Nacional dos Trabalhadores.
na Federação Nacional dos Enfermeiros,Técnicos e Auxiliares de Enfermagem.
na Associação Brasileira de Enfermagem, em âmbito regional.
na Cooperativa Nacional dos Trabalhadores de Enfermagem

Gabarito Comentado

3a Questão (Ref.: 201501943834) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

Foram criados os Conselhos Federal e Regionais de Enfermagem, constituindo em seu conjunto Autarquias
Federais, vinculadas ao Ministério do Trabalho e Previdência Social. Em cada Estado existe um Conselho
Regional, os quais estão subordinados ao Conselho federal, que é sediado no Rio de Janeiro e com Escritório
Federal em Brasília.

Lei Nº 7.498/86 Dispõe sobre a regulamentação do exercício da Enfermagem


Em 25 de julho de 1973, através da, Lei n.º 10.507/02
Em 22 de Agosto de 1973, através da Lei 7.905,
Em 12 de julho de 1973, através da Lei 5.905,
Em 28 de Janeiro de 1973, através da Lei 5.905,

4a Questão (Ref.: 201501442047) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

De acordo com o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, consta das relações com as organizações
empregadoras, que é direito do profissional, EXCETO:

receber vantagens de instituições e empresas, além do que lhe é devido, como forma de garantir a
assistência de enfermagem diferenciada.
registrar no prontuário informações referentes ao processo de cuidar de pessoas.
suspender suas atividades, individual ou coletivamente, quando a instituição pública ou privada para a
qual trabalha não oferecer condições dignas para o exercício profissional.
desenvolver suas atividades profissionais em condições de trabalho, que promovam a própria segurança
e a da pessoa, família e coletividade sob seus cuidados.
dispor de material e equipamentos de proteção individual e coletiva, segundo as normas vigentes.

Gabarito Comentado

5a Questão (Ref.: 201501943831) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

Foi fundada em agosto de 1926, sob a denominação de "Associação Nacional de Enfermeiras Diplomadas
Brasileiras". Como entidade de direito privado, de caráter científico e assistencial, regida pelas disposições do
Estatuto, Regulamento Geral ou Regimento Especial em 1929, na cidade de Montreal, no Canadá, foi admitida
no Conselho Internacional de Enfermeiras (ICN).
COFEN - CONSELHO FEDERAL DE ENFERMAGEM
COREN - Conselho Federal de Enfermagem
ABEN - Associação Brasileira de Enfermagem
ABEN E COFEN - Associação Brasileira de Enfermagem
COREN - Conselho Regional de enfermagem

6a Questão (Ref.: 201501450147) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

O Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem dispõe sobre direitos, deveres, responsabilidades, proibições
e infrações, entre outros assuntos. Baseando-se no Código, analise as afirmativas a seguir. I - É proibida a
recusa da execução de atividades que não sejam de sua competência legal. II - Não são permitidas as
participações em movimentos reivindicatórios por melhores condições de assistência, trabalho e remuneração.
III - É permitido suspender as atividades, individual ou coletivamente, quando a instituição pública ou privada
não oferecer condições mínimas para o exercício profissional, ressalvados os casos de urgência e emergência. IV
- É dever prestar à clientela uma assistência livre de riscos decorrentes de imperícia, negligência e imprudência.
Estão corretas as afirmativas:

I e II, apenas;
I e III, apenas.
II e IV, apenas;
III e IV, apenas;
I e IV, apenas;

ÉTICA, LEGISLAÇÃO E EXE. PROF. EM ENFERMAGEM Lupa

Fechar

Exercício: SDE0120_EX_A3_201501298461 Matrícula: 201501298461

Aluno(a): RUTH CRISTINA COSTA Data: 08/10/2015 21:16:10 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201501514762) Fórum de Dúvidas (1 de 4) Saiba (0)

Segredo profissional - Crime contra a inviolabilidade dos segredos, consistente em revelar alguém, sem justa
causa, fato de conhecimento restrito a reduzido número de pessoas, de que tem ciência em razão de função,
ministério, ofício ou profissão, desde que da revelação possa resultar dano a outrem. Vide divulgação de
segredo. Violação de segredo profissional - Crime contra a inviolabilidade dos segredos (pessoa) consistente em
revelar a alguém, sem justa causa, fato conhecido de número restrito de pessoas, de que tem ciência em razão
de função, ministério, ofício ou profissão, e cuja revelação possa produzir dano a outrem.A Inobservância do
Segredo Profissional pela equipe de enfermagem.Refletir sobre a ética é contribuir para aumentar a reflexão
sobre a ação humana, tornando-nos mais sensíveis e mais sensatos, porque ela nos aproxima da realidade e
nos torna mais conscientes das ações que praticamos em qualquer espaço da nossa vida. Sobre o Segredo
Profissional assinale a opção correta.

O segredo profissional deve ser mantido inclusive nos casos previstos na Lei
O segredo profissional deve ser mantido inclusive nos casos que não estão previstos na Lei
O segredo profissional deve ser mantido apenas pelo enfermeiro responsável pela equipe.
O segredo profissional está regulamentado no Artigo 29 do Código de Ética dos Profissionais de
Enfermagem
O segredo profissional deve ser mantido no local de trabalho, podendo ser compartilhado fora da
atividade profissional

Gabarito Comentado

2a Questão (Ref.: 201501517743) Fórum de Dúvidas (1 de 4) Saiba (0)

Podemos dizer em qualquer um dos casos, para que se integre a figura do crime, é necessário que a conduta
contrária ao dever conduza a um resultado de DANO ou PERIGO. Não haverá dano, seja pessoal, material ou
moral. Portanto o profissional enfermeiro deve ser prudente, cuidadoso e conhecedor de sua profissão em seu
pleno exercício.Com base no parágrafo, Marque a opção correta sobre segredo profissional na prática do
enfermeiro.

A revelação ADEQUADA de um segredo ou inadvertidos comentários em corredores ou enfermarias


pode prejudicar a recuperação do paciente, pode trazer intranqüilidade ou desespera-lo, podendo
não leva-lo a prática de um suicídio.
Nenhuma das alternativas acima estão corretas
O enfermeiro defronta-se com situações que pode revelar o segredo, outras que é obrigado a
quebrar o segredo, e outras que é impedido de revelar, por ser tratar de funcionário antigo do
hospital.
O Princípio da Legalidade, que é um preceito constitucional, a observância da legislação civil e penal
e, o interesse de ordem moral e social,não são os sustentáculos norteadores da conduta
profissional.
A privacidade e a intimidade são direitos inalienáveis e a(o) enfermeira(o) tem obrigação de
considerar como confidencial todas as informações que possui sobre seu cliente.

Gabarito Comentado

3a Questão (Ref.: 201501442676) Fórum de Dúvidas (1 de 4) Saiba (0)

Em relação à conduta ética dos profissionais de enfermagem, é um direito do enfermeiro junto à pessoa, família
e coletividade:

prestar assistência sem discriminação de qualquer natureza.


ter acesso às informações relacionadas à pessoa, necessários ao exercício profissional.
executar ou participar da assistência à saúde sem o consentimento da pessoa.
registrar no prontuário do paciente as informações indispensáveis ao processo de cuidar.
negar assistência em situação que se caracterize como emergência

Gabarito Comentado

4a Questão (Ref.: 201501442078) Fórum de Dúvidas (2 de 4) Saiba (0)

Tomando por base o Código de Ética dos profissionais de enfermagem, é correto afirmar que:
o enfermeiro exerce a profissão com relativa autonomia,reconhecendo que deve se subordinar às
decisões médicas, conforme legislação recentemente aprovada;
o enfermeiro deve desligar o respirador, antecipando a morte de uma paciente em estágio terminal de
câncer, visando evitar um sofrimento inútil;
o enfermeiro deve evitar falta cometida por imperícia, imprudência ou negligência;
o enfermeiro não pode ser responsabilizado, durante o seu plantão, por negligência ou imperícia
cometida por auxiliar de enfermagem do seu setor;
o enfermeiro deve conter um adulto enfartado que se recusa a ser submetido a um cateterismo cardíaco,
desde que o médico tenha prescrito o procedimento e decidido realizá-lo mesmo sem o consentimento do
paciente.

Gabarito Comentado

5a Questão (Ref.: 201501514757) Fórum de Dúvidas (1 de 4) Saiba (0)

Segredo profissional - Crime contra a inviolabilidade dos segredos, consistente em revelar alguém, sem justa
causa, fato de conhecimento restrito a reduzido número de pessoas, de que tem ciência em razão de função,
ministério, ofício ou profissão, desde que da revelação possa resultar dano a outrem. Vide divulgação de
segredo. Violação de segredo profissional - Crime contra a inviolabilidade dos segredos (pessoa) consistente em
revelar a alguém, sem justa causa, fato conhecido de número restrito de pessoas, de que tem ciência em razão
de função, ministério, ofício ou profissão, e cuja revelação possa produzir dano a outrem.A Inobservância do
Segredo Profissional pela equipe de enfermagem diz respeito a assuntos.(Artigo 29 do Código de Ética dos
Profissionais de Enfermagem), Marque a opção correta.

Relativos aos serviços e equipamentos utilizados para a assistência de enfermagem


Relacionados com os pacientes e seu estado de saúde
Relacionados com o paciente e a Instituição, em razão do próprio trabalho.
Relacionados com os pacientes em seus domicílios e na comunidade
Crime contra a inviolabilidade dos segredos e da coletividade

Gabarito Comentado

6a Questão (Ref.: 201501516238) Fórum de Dúvidas (1 de 4) Saiba (0)

O Profissional de Enfermagem respeita a vida, a dignidade e os direitos humanos, em todas as suas dimensões.
O Profissional de Enfermagem exerce suas atividades com competência para a promoção do ser humano na sua
integralidade, de acordo com os princípios da ética e da bioética. O Profissional de Enfermagem exerce suas
atividades com competência para a promoção da saúde do ser humano na sua integridade, de acordo com os
princípios da ética e da bioética. O enfermeiro, é obrigado a guardar o segredo profissional sobre o que toma
conhecimento no exercício pleno de sua profissão, assume o dever de:Marque a opção correta abaixo, a respeito
do segredo profissinal.

Não garantir a qualidade e assegurar a continuidade dos cuidados das actividades que delegar,
assumindo a responsabilidade pelos mesmos; Abster-se de exercer funções sob influência de substâncias
susceptíveis de produzir perturbação das faculdades físicas ou mentais e revelando o segredo
profissional.
Procurar adequar as normas de qualidade dos cuidados às necessidades concretas da pessoa; Manter a
atualização esporádica dos seus conhecimentos empíricos e utilizar de forma competente as tecnologias,
sem esquecer a formação permanente e aprofundada nas ciências humanas e ao segredo profissional.
Nenhuma das afirmativas acima contemplam o segredo profissional
Assegurar, por todos os meios ao seu alcance, as condições de trabalho que permitam exercer a
profissão com dignidade e autonomia, comunicando, através das vias competentes para o enfermeiro, e
que o mesmo mantenha o segredo que lhe fora confiado.
O enfermeiro procura, em todo o ato profissional, a excelência do exercício, assumindo o dever de: Não
analisar regularmente o trabalho efetuado e reconhecer eventuais falhas que mereçam mudança de
atitude de coletividade no segredo profissional.

ÉTICA, LEGISLAÇÃO E EXE. PROF. EM ENFERMAGEM Lupa

Fechar

Exercício: SDE0120_EX_A4_201501298461 Matrícula: 201501298461

Aluno(a): RUTH CRISTINA COSTA Data: 08/10/2015 21:56:39 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201501442670) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

O Decreto Lei nº 94.406/87, que regulamenta a Lei do Exercício Profissional da Enfermagem, determina, entre
outras atribuições, como atividades privativas do enfermeiro:

planejamento, organização, coordenação e execução dos Serviços de Atendimento Médico de Urgência


(SAMU).
planejamento, organização, coordenação dos postos de saúde e das unidades de saúde da família;
planejamento, organização, coordenação, execução e avaliação dos serviços de enfermagem;
planejamento, auditoria, execução e avaliação das instituições conveniadas com a rede de serviços do
Sistema Único de Saúde (SUS);
planejamento, organização, coordenação e execução dos procedimentos de enfermagem;

Gabarito Comentado

2a Questão (Ref.: 201501502917) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

A incapacidade, a falta de habilidade específica para a realização de uma atividade técnica ou científica, não
levando o agente em consideração o que sabe ou deveria saber. Este termo se revela pela ignorância,
inexperiência ou inabilidade sobre a arte ou profissão que pratica. É uma forma culposa (diferentemente da
dolosa, que exige a intenção), que gera responsabilidade civil e/ou criminal pelos danos causados. A inabilidade,
a falta de experiência ou conhecimentos práticos necessários ao exercício da sua profissão constitui um ato:

d) descuidoso.
a) negligente.
b) imprudente.
c) imperícia.
e) omisso

Gabarito Comentado

3a Questão (Ref.: 201501951990) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)


Pai cruel, ao receber o boletim de seu filho (de 10 anos) e constatar o seu baixo aproveitamento escolar, com o
propósito de corrigi-lo, agride a criança com um cabo de vassoura, abusando do exercício do direito de correção,
resultando-lhe lesão corporal de natureza leve. A hipótese caracteriza o crime de:

Abuso de autoridade
Lesão corporal de natureza leve.
Tortura
Constrangimento ilegal.
Maus-tratos

4a Questão (Ref.: 201501442668) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

De acordo com a lei do exercício profissional, o auxiliar de enfermagem pode exercer legalmente as seguintes
funções:

prestar assistência à parturiente e ao parto normal, identificando distocias obstétricas;


observar, reconhecer e descrever sinais e sintomas, ao nível de sua qualificação;
atuar em programas de vigilância epidemiológica.
realizar consulta de enfermagem;
prestar cuidados diretos de enfermagem a pacientes em estado grave com risco de vida;

Gabarito Comentado

5a Questão (Ref.: 201501513359) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

O Conselho Federal de Enfermagem ¿ Em sua Resolução 300-(Revogada pela Resolução 375/2011 - COFEN, no
exercício de sua competência, consignada no artigo 8º, inciso I da Lei 5.905, de 12 de julho de 1973, tendo em
vista a deliberação do Plenário em sua 327ª Reunião Ordinária.CONSIDERANDO a Constituição da República
Federativa do Brasil, promulgada em 05 de outubro de 1988, nos artigos 5º, inciso XIII e artigo 197, perante A
Lei 7.498, de 25 de junho de 1986, que regulamenta o Exercício da Enfermagem em seus artigos: Resolve:
Marque a alternativa incorreta.

Art. 1º Fixar os valores mínimos dos Honorários pela Prestação de Serviços de Enfermagem,
constante da TABELA anexa ao Sindicato de Enfermagem de toda Jurisdição
O Técnico de Enfermagem deverá desenvolver a Sistematização da Assistência de Enfermagem como
forma de registro e anotações pertinentes à profissão e aos respectivos profissionais de Enfermagem.
Art 2º ¿ O Enfermeiro deverá desenvolver a Sistematização da Assistência de Enfermagem como
forma de registro e anotações pertinentes à profissão e aos respectivos profissionais de Enfermagem.
Art. 3º ¿ A Assistência de Enfermagem Pré -Hospitalar, tem que estar alicerçados em Protocolos
Técnicos específicos, devidamente assinados pelo Diretor Técnico e pelo Enfermeiro Responsável
Técnico de Enfermagem da Instituição ou Empresa.
Parágrafo Único ¿ Toda Assistência de Enfermagem em atendimento em Unidades Móveis de UTI e
Suporte Avançado de Vida (terrestre, aérea ou aquática) tem que ser prestada pelo Enfermeiro.
6a Questão (Ref.: 201501517786) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

Podemos dizer que em algumas situações onde o segredo profissional pode ser quebrado como o consentimento
da pessoa, o dever legal ou a existência de uma justa causa; que é avaliada pela verificação entre os interesses
individuais e públicos, entre riscos individuais e benefícios sociais. Com base no parágrafo, Marque a opção
correta sobre segredo profissional na prática do enfermeiro.

Nenhuma das alternativas acima estão corretas


A revelação ADEQUADA de um segredo ou inadvertidos comentários em corredores ou enfermarias pode
prejudicar a recuperação do paciente, pode trazer intranqüilidade ou desespera-lo, podendo não leva-lo
a prática de um suicídio.
No caso de moléstias compulsórias, o profissional de saúde tem obrigação de notificar e as instâncias
sanitárias evitando a propagação e prejuízo à coletividade.
O Princípio da Legalidade, que é um preceito constitucional, a observância da legislação civil e penal e, o
interesse de ordem moral e social,não são os sustentáculos norteadores da conduta profissional.
Os grandes questionamentos a esse respeito são: O que revelar? A quem revelar? Quando revelar? Não
revelar em hipótese alguma.

ÉTICA, LEGISLAÇÃO E EXE. PROF. EM ENFERMAGEM Lupa

Fechar

Exercício: SDE0120_EX_A5_201501298461 Matrícula: 201501298461

Aluno(a): RUTH CRISTINA COSTA Data: 09/10/2015 07:39:57 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201501442590) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

Assinale a resposta correta. No serviço de hemoterapia a resolução de COFEN 200/97 estabelece que os
técnicos e auxiliares de Enfermagem:

só poderão trabalhar nesse tipo de serviço se fizerem curso de aperfeiçoamento com no mínimo 40
horas. Ficando a Enfermeira como responsável, respeitando as atribuições estabelecidas na lei do
exercício profissional.
terão suas funções estabelecidas pela coordenação médica do centro ou do hospital, cabendo ao
Enfermeiro supervisionar e fiscalizar suas ações e seu desempenho alem de ofertar aperfeiçoamento
profissional através de cursos, reciclagens e estágios em instituições afins, respeitando as atribuições
estabelecidas na lei do exercício profissional.
terão suas funções coordenadas pelo Enfermeiro responsável técnico e ou Enfermeiro de serviço de
hemoterapia ou transplante de medula óssea, respeitada as atribuições capituladas na lei do exercício da
enfermagem
só poderão trabalhar nesse tipo de serviço realizando tarefas secundarias, como: preparação de leitos;
auxilio nos banhos; não podendo atuar de fora direta por se tratar de cuidado complexo e especifico
tendo que ficar os cuidado a cargo do Enfermeiro

Gabarito Comentado

2a Questão (Ref.: 201501442557) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)


O COFEN em sua resolução de nº 200/ 97 que dispõe sobre a atuação dos profissionais de enfermagem em
hemoterapia e transplante de medula óssea, estabelece como uma das competências desse profissional é,
"Promover e difundir medidas de saúde preventivas e curativas através da educação (...), objetivando a saúde e
segurança dos mesmos". A quem o Enfermeiro deve destinar essas medidas de saúde?

somente aos receptores


à família e aos receptores
à família e comunidade em geral
somente aos doadores
a doadores, receptores, família e comunidade em geral

Gabarito Comentado

3a Questão (Ref.: 201501514958) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

O enfermeiro na sua prática assistencial realiza o processo de enfermagem e cumpre os requisitos necessários
para o cuidado especializado buscando a qualidade e autonomia. Baseado na RESOLUÇÃO COFEN N° 272/2002 -
Dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem ¿ O Artigo 3º - descreve que a Sistematização da
Assistência de Enfermagem - SAE deverá ser registrada formalmente no prontuário do paciente/cliente/usuário,
devendo ser composta por:

Prescrição de enfermagem ou plano de cuidados de, entrevista ou anamnese ¿ coleta de dados ,


exame físico céfalo-caudal, (podal), plano de cuidados de enfermagem e resultados esperados do
cuidado de enfermagem
Nenhuma das afirmativas acima, contempla a Resolução 272/02 da Sistematização da Assistência de
Enfermagem (SAE)
Entrevista ou anamnese ¿ coleta de dados , exame físico céfalo-caudal, diagnóstico de enfermagem
Prescrição de enfermagem ou plano de cuidados de enfermagemResultados esperados do cuidado de
enfermagem e terapêutica.
Entrevista ou anamnese ¿Prescrição de enfermagem ou plano de cuidados de enfermagem são
Resultados esperados do cuidado de enfermagem e da terapêutica.
Entrevista ou anamnese ¿ coleta de dados , diagnóstico de enfermagem, Prescrição de enfermagem,
resultados esperados do cuidado de enfermagem e terapêutica.

Gabarito Comentado

4a Questão (Ref.: 201501502742) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

Com relação ao segredo profissional referente ao menor de idade,(a criança)para o profissional de Enfermagem,
o conteúdo do Segredo é tudo o que se refere ao cliente/paciente, família, funcionários e empresa em que
trabalha. Exceto

c) Não pode ser revelado quando o menor tenha capacidade de discernimento, mesmo quando
solicitado pelos responsáveis;
e) Não pode ser revelado nos casos em que possa acarretar danos ou riscos ao menor
b) pode ser revelado caso seja solicitado por pais ou responsáveis, em qualquer hipótese;
a) A sua manutenção é uma das responsabilidades do profissional de enfermagem;
d) Pode ser revelado nos casos em que possa acarretar danos ou riscos ao menor.

Gabarito Comentado Gabarito Comentado


5a Questão (Ref.: 201501515017) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

Maria Ana é uma enfermeira que exerce suas atividades em um hospital privado. A mesma achou por melhor
realizar um concurso para outro Estado , e assim ampliar suas capacidades profissionais e implementar o
processo de Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE),em outra unidade hospitalar. Baseado nas
considerações da Resolução da Sistematização da Assistência de Enfermagem, a enfermeira deve saber que:

CONSIDERANDO que a Implementação da SAE constitui, efetivamente, melhora na qualidade da


Assistência de Enfermagem.
A Consulta de Enfermagem Compreende o histórico (entrevista), exame físico, diagnóstico, prescrição e
evolução de enfermagem e evolução médica.
A Consulta de Enfermagem Compreende o histórico (entrevista), exame físico, diagnóstico, prescrição e
evolução de enfermagem e evolução em prontuário médico
CONSIDERANDO a Institucionalização da SAE como teoria de um processo de trabalho adequado às
necessidades da comunidade não é como modelo assistencial a ser aplicado em todas as áreas de
assistência à saúde pelo enfermeiro.
CONSIDERANDO que a Sistematização da Assistência de Enfermagem ¿ SAE, sendo atividade não é
privativa do enfermeiro, não utiliza método e estratégia de trabalho empírico para a identificação das
situações de saúde/doença, subsidiando ações de assistência de Enfermagem que possam contribuir para
a promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde do indivíduo, família e comum.

Gabarito Comentado

6a Questão (Ref.: 201501502726) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

1.A Enfermagem e suas atividades Auxiliares somente podem ser exercidas por pessoas legalmente habilitadas
e inscritas no Conselho Regional de Enfermagem com jurisdição na área onde ocorre o exercício.O
planejamento, organização, coordenação, execução e avaliação dos serviços da assistência de enfermagem é
uma atribuição do caráter

Privativo do médico.
Nenhuma das alternativas acima
Comum aos profissionais da enfermagem
Privativo do enfermeiro
Comum ao enfermeiro e ao técnico de enfermagem apenas;

ÉTICA, LEGISLAÇÃO E EXE. PROF. EM ENFERMAGEM Lupa

Fechar

Exercício: SDE0120_EX_A6_201501298461 Matrícula: 201501298461

Aluno(a): RUTH CRISTINA COSTA Data: 24/10/2015 20:26:19 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201501962471) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)


O carácter normativo é tanto aplicável para profissionais de enfermagem. Com relação a regulamentação para
os estudantes marque a opção correta abaixo:

A norma para estudante de enfermagem ainda está para ser regulamentada.


Não existe norma regulamentadora para estudantes de enfermagem.
A norma regulamentadora é diferente para estudantes e profissionais de enfermagem.
Nenhuma das respostas anteriores.
A norma regulamentadora é a mesma para estudantes e profissionais de enfermagem.

2a Questão (Ref.: 201501513348) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

Na Resolução COFEN-225/00,Que dispõe sobre cumprimento de Prescrição medicamentosa/Terapêutica à


distância. O Plenário do Conselho Federal de Enfermagem-COFEN, no uso das suas atribuições legais e
regimentais, em cumprimento ao deliberado na ROP 282; CONSIDERANDO ser dever profissional, cuidar do
cliente sob nossa responsabilidade, oferecendo ao mesmo uma Assistência de Enfermagem segura e livre de
riscos. O Cofen Resolve:Marque com um X a opção incorreta.

Art. 1º- Não é vedado em hipótese alguma ao Profissional de Enfermagem aceitar, praticar, cumprir ou
executar medicamentosas/terapêuticas, oriundas de qualquer Profissional da Área de Saúde, através de
rádio, telefonia ou meios eletrônicos, onde não conste a assinatura dos mesmos
O Técnico de Enfermagem deverá desenvolver a Sistematização da Assistência de Enfermagem como
forma de registro e anotações pertinentes à profissão e aos respectivos profissionais de Enfermagem.
Art. 1º- Não é vedado em hipótese alguma ao Profissional de Enfermagem aceitar, praticar, cumprir ou
executar medicamentosas/terapêuticas, oriundas de qualquer Profissional da Área de Saúde, através de
rádio, telefonia ou meios eletrônicos, onde não conste a assinatura dos mesmos Art. 2º - Não se aplica
ao artigo anterior as situações de urgência, na qual, efetivamente, haja iminente e grave risco de vida do
cliente.
A Assistência de Enfermagem Pré -Hospitalar, tem que estar alicerçados em Protocolos Técnicos
específicos, devidamente assinados pelo Diretor Técnico e pelo Médico Responsável. Técnico de
Enfermagem da Instituição ou Empresa.
Art. 4º- Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação, revogando disposições em contrário.

Gabarito Comentado Gabarito Comentado

3a Questão (Ref.: 201501962651) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

Uma cliente deu entrada na emergência trazida por familiares desacordada ou inconsciente. Segundo o
protocolo do ACLS - CABDE enfermeiro chamou pela consciência e a paciente não respondeu, em seguida C -
verificou o pulso carotídeo - constatou ausência do pulso- chamou o médico - trouxe o carrinho de parada -
iniciou imediatamente massagem cardíaca 30X 2 ventilações com ambú e O2 - realizou punção venosa - e o
médico pediu que se administrasse 3ml de adrenalina endovenosa- como o enfermeiro estava ventilando o
técnico que preparou a medicação - neste caso o enfermeiro deve aplicar a medicação preparado por outro
profissional:

Não se aplica ao artigo anterior as situações de urgência, na qual, efetivamente, haja iminente e grave
risco de vida do cliente.
Por não concordar com a medicação prescrita no caso da parada cardíaca - deve-se administrar
adrenalina, atropina e gluconato de Na;
nenhumas das anteriores
É vedado ao profissional de Enfermagem aceitar, praticar, cumprir ou executar prescrições
medicamentosas/ terapêuticas oriundas de qualquer profissional da área de saúde, através de rádio,
telefonia ou meios eletrônicos, onde não conste a assinatura dos mesmos.
Quando não conste a assinatura do responsável médico não se deve aplicar a medicação;

Gabarito Comentado

4a Questão (Ref.: 201501962639) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

É vedado ao profissional de Enfermagem aceitar, praticar, cumprir ou executar prescrições medicamentosas/


terapêuticas oriundas de qualquer profissional da área de saúde, através de rádio, telefonia ou meios
eletrônicos, onde não conste a assinatura dos mesmos.

Não se aplica ao artigo anterior as situações de urgência, na qual, efetivamente, haja iminente e
grave risco de vida do cliente.
Por não concordar com o tratamento prescrito para o paciente.
Quando não conste a assinatura do responsável;
nenhumas das anteriores
Deve administrar medicações aprovadas pelo programa de saúde da família - tuberculose e
hanseníase

Gabarito Comentado

5a Questão (Ref.: 201501962476) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

É vedado ao profissional de Enfermagem aceitar, praticar, cumprir ou executar prescrições medicamentosas/


terapêuticas oriundas de qualquer profissional da área de saúde onde não conste a assinatura dos mesmos.

Somente por telefone ou celular


Através de radio, telefone, celular ou meios eletrônicos.
Exceto por radio, telefone, celular ou meios eletrônicos.
Exceto por Meio eletrônico ou radio.

Gabarito Comentado Gabarito Comentado

6a Questão (Ref.: 201501966034) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

Um paciente foi atendido na emergência com uma ferida corto-contusa de 5 cm no terço médio do antebraço
esquerdo ¿ segundo o ATLS ¿ deve-se conter o sangramento com compressão direta no ferimento e elevação do
membro - puncionar o acesso venoso para soroterapia prevenção do choque hipovolêmico. Em relação a ferida
será feita limpeza com SF 0,9% e clorexidina degermante. Em seguida será feita sutura ou síntese do ferimento.
Na assistência clínica o enfermeiro só poderá realizar sutura somente:

Saúde da mulher realização de episiotomia, episiorrafia e aplicação de anestesia local, quando couber
na emergência em feridas corto-contusas acima de 3 cm com hemorragia;
nenhumas das anteriores
- saúde da mulher não poderá realizar episiotomia, episiorrafia e aplicação de anestesia local no parto;
realizará sutura com acompanhamento do cirurgião assistente na emergência nas feridas corto-
contusas na face e nos MMss e MMiis.
ÉTICA, LEGISLAÇÃO E EXE. PROF. EM ENFERMAGEM Lupa

Fechar

Exercício: SDE0120_EX_A7_201501298461 Matrícula: 201501298461

Aluno(a): RUTH CRISTINA COSTA Data: 24/10/2015 22:18:46 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201501514872) Fórum de Dúvidas (3) Saiba (0)

O enfermeiro Pedro, com convicção religiosa contrária à transfusão de sangue, em seus plantões noturnos,
procura evitar ao máximo que as prescrições de transfusão sanguínea sejam executadas, independentemente
do consentimento dos pacientes e de seus familiares. De acordo com as considerações do parágrafo, a conduta
do enfermeiro constitui:

É considerado aceitável desde que a indicação da hemoterapia não seja emergencial.


É considerado correto porque o profissional pode impor aos outros sua maneira de pensar,
principalmente quando houver risco de morte.
É considerado incorreto porque o profissional não pode impor aos outros sua maneira de pensar,
principalmente quando houver risco de morte.
Tem respaldo ético, pois o profissional deve decidir, de acordo com a sua consciência, sobre a sua
participação ou não na hemoterapia.
Tem respaldo ético legal, se o procedimento foi aprovado, anteriormente, por documento expedido
pelo COREN da jurisdição do enfermeiro e por autorização judicial.

Gabarito Comentado

2a Questão (Ref.: 201501442633) Fórum de Dúvidas (2 de 3) Saiba (0)

Paciente jovem 22 anos vitima de acidente de automóvel é diagnosticada como morte cerebral conforme a
legislação em vigor. É solicitado a Enfermeira do setor que fale com a família sobre a doação de órgãos e
tecidos. Obervando a resolução COFEN 292/2004 ela poderá falar com o responsável legal, e solicitar a
autorização para doação de órgãos e tecidos por escrito?

Sim, pela resolução do COFEN o Enfermeiro poderá fazer esse tipo de abordagem acompanhado
de outro profissional
Sim, ela deverá chamar o psicólogo para acompanhá-la uma vez que a lei não lhe permite fazer
esse tipo de abordagem.
Não, ela deverá chamar o psicólogo da unidade, uma vez que ele é a única pessoa legalmente
habilitada para realizar essa tarefa.
Sim, ela poderá falar com o responsável legal e solicitar a autorização para doação de órgãos e
tecidos por escrito.
não, ela deverá solicitar ao medico do plantão que fale com a família, uma vez que legalmente
somente o medico pode fazer essa solicitação a família.
3a Questão (Ref.: 201501513402) Fórum de Dúvidas (3) Saiba (0)

O Conselho Federal de Enfermagem ¿ Cofen, no uso de suas atribuições legais e regimentais ,CONSIDERANDO o
princípio da igualdade de direitos, preconizada pela Constituição Federativa do Brasil, promulgada em 05 de
outubro de 1988; CONSIDERANDO o disposto no art. 11, da Lei 7498, de 25 de junho de 1986, e o art. 8º do
Decreto nº. 94406, de 28 de junho de 1987, que definem as atribuições do Enfermeiro; CONSIDERANDO o
disposto na Lei 9394/96, que dispõe sobre as Diretrizes e Bases da Educação Nacional; CONSIDERANDO o
disposto na Resolução Cofen 146/92, que dispõe sobre a obrigatoriedade de haver Enfermeiro em todas as
unidades de serviço onde são desenvolvidas ações de enfermagem durante o período de funcionamento da
instituição de saúde,CONSIDERANDO o disposto na Resolução CNE/CES 03/2001, que dispõe sobre as Diretrizes
Curriculares da formação profissional do Enfermeiro. Na RESOLUÇÃO COFEN-303/2005 que Dispõe sobre a
autorização para o Enfermeiro assumir a coordenação como Responsável Técnico do Plano de gerenciamento de
Resíduo. Marque a opção correta.

3º ¿ As Instituições de Saúde, Públicas, particulares e Filantrópicas, não poderão requerer dispensa do


recolhimento da taxa, referente à emissão da C.R.T.
Art. 1º Fixar os valores mínimos dos Honorários pela Prestação de Serviços de Enfermagem, constante
da TABELA anexa ao Sindicato de Enfermagem de toda Jurisdição
4º ¿ As Instituições de Saúde, Públicas, particulares e Filantrópicas, poderão requerer dispensa do
recolhimento da taxa, referente à emissão da C.R.T.
Art. 2º ¿ O Enfermeiro quando designado para exercer a função de responsável pela elaboração e
implementação do PGRSS, deverá apresentar o Certificado de Responsabilidade Técnica ¿ CRT, emitido
pelo Conselho Regional de Enfermagem ao qual está jurisdicionado.
Art. 121 ¿ O requerimento da Anotação de Responsabilidade Técnica deverá estar acompanhado das
seguintes documentações: Denominação e endereço do estabelecimento prestador de Assistência de
Enfermagem a que se refere a ANOTAÇÃO, bem como da respectiva instituição ou empresa proprietária,
mantenedora ou conveniente;Nome do(a) Enfermeiro(a) e número de inscrição no COREN; Endereço
residencial do(a) Enfermeiro(a), bem como indicação precisa de sua jornada de trabalho; Cópia do
comprovante de recolhimento, pelo enfermeiro(a), do valor da anuidade correspondente ao exercício
anterior, caso estivesse inscrito, na Autarquia.

4a Questão (Ref.: 201501514848) Fórum de Dúvidas (2 de 3) Saiba (0)

Paciente que foi transplantado, tendo recebido o coração de uma vitima de arma de fogo, retorna a unidade
hospitalar a procura da enfermeira plantonista que acompanhou o doador. Após longos agradecimentos, solicita
que ela diga o nome do doador e o endereço da família para que ele possa ir agradecer pessoalmente pela nova
vida que ganhou. A Enfermeira recusa-se a dar essa informação e o transplantado diz que se necessário irá a
justiça para saber o nome do doador. Assinale a única alternativa correta.

Nesta situação a Enfermeira poderá responder processo judicial por estar negando direito do receptor,
Uma vez que ele recebeu tecido vivo e pode estar sujeito a doenças.
A lei deixa o médico nesses casos livre para decidir se deve ou não fornecer essa informação
solicitada, devendo ela julgar se as intenções do receptor de órgãos são boas ou não e a partir desse
julgamento fornecer ou não os dados.
A Enfermeira agiu em conforme com a lei que garante o anonimato do doador e da sua família.
A Enfermeira poderá sofrer penalidade ética por ir de encontro à lei que garante ao receptor saber o
nome do doador para poder se precaver de possíveis doenças hereditárias.
A lei deixa a Enfermeira nesses casos livre para decidir se deve ou não fornecer essa informação
solicitada, devendo ela julgar se as intenções do receptor de órgãos são boas ou não e a partir desse
julgamento fornecer ou não os dados.

Gabarito Comentado
5a Questão (Ref.: 201501514971) Fórum de Dúvidas (2 de 3) Saiba (0)

Para Luís, a enfermgem é uma profissão que atua em vários setores do hospital. O mesmo teve dúvidas sobre
as especialidades de abragência do profissional enfermeiro e consultou o código de ética dos Profissionais de
Enfermagem. Na Resolução 290/2004, que Fixa as Especialidades de Enfermagem,(algumas delas) que São:

Diagnóstico por Imagem, Doenças Infecciosas, Educação em enfermagem, Ética e Bioética , Emergência
e Microbiologia
Aeroespacial. Assistência ao Adolescente, Atendimento Pré-Hospitalar, Banco de Leite Humano
Cardiovascular, Central de Material e Esterilização, Centro Cirúrgico, Clínica Cirúrgica, Clínica Médica,
Dermatologia, Diagnóstico por Imagem, Doenças Infecciosas, Educação em enfermagem, Ética e Bioética
e Emergência
Especialidades adulto e idoso, saúde do homem ,assistência de enfermagem a criança e ao adolescente ,
Cirurgia do joelho e Cirurgia da articulação mandibular.
Especialidades materno-infantil ,assistência de enfermagem a criança e ao adolescente , Cirurgia do
joelho e Cirurgia Periodontal.
Aeroespacial. Assistência ao Adolescente, Atendimento Pré-Hospitalar, Banco de Leite Humano
Cardiovascular, Central de Material e Esterilização, Centro Cirúrgico, Clínica Cirúrgica e disfunção da
articulação temporomandibular.

Gabarito Comentado

6a Questão (Ref.: 201501513433) Fórum de Dúvidas (2 de 3) Saiba (0)

O Conselho Federal de Enfermagem, no uso de suas atribuições a que alude a Lei nº 5.905/73 e a Lei 7.498/86,
e tendo em vista deliberação do Plenário em sua reunião ordinária Nº 318, realizada em 02/05/2004;
CONSIDERANDO a Constituição da República Federativa do Brasil, nos artigos 197 e 199; CONSIDERANDO a Lei
9.434/97, que dispõe sobre a remoção de órgãos tecidos e parte do corpo humano para fins de transplantes e
tratamentos; CONSIDERANDO o Decreto nº 2.268/97, que regulamenta a Lei dos Transplantes e cria o Sistema
Nacional de Transplantes. RESOLUÇÃO COFEN-292/2004-Normatiza a atuação do Enfermeiro na Captação e
Transplante de Órgãos e Tecidos. Marque a opção correta.

Artigo 6º Ao Enfermeiro incumbe planejar, executar, coordenar, minimizar funções, ser submetido ao
médico coordenador supervisionar e avaliar os Procedimentos de Enfermagem prestados aos doadores de
órgãos e tecidos, através dos seguintes procedimentos.
Para atender o disposto no artigo anterior, o estudante deverá apresentar declaração da Instituição de
Ensino, A inscrição terá validade de 24 meses, podendo ser renovada por iguais períodos até a data de
conclusão do curso.
Durante a entrevista com a família e representante legal, deve fornecer as informações sobre o processo
de captação que inclui: o esclarecimento sobre o diagnóstico da morte encefálica; o anonimato da
identidade do doador para a família do receptor e deste para a família do doador; os exames a serem
realizados; a manutenção do corpo do doador em UTI; a transferência e procedimento cirúrgico para a
retirada; auxílio hospitalar e a interrupção em qualquer fase deste processo por motivo de parada
cardíaca; exames cardíacos ou insistência familiar da doação e da Instituição.
Art. 1º ¿ Fica habilitado o Médico, devidamente inscrito e com situação ético-profissional regular no seu
respectivo Conselho Regional de Medicina, assumir a Responsabilidade Técnica do Plano de
Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde
Artigo 1º Ao Enfermeiro incumbe planejar, executar, coordenar, supervisionar e avaliar os Procedimentos
de Enfermagem prestados aos doadores de órgãos e tecidos, através dos seguintes procedimentos.

ÉTICA, LEGISLAÇÃO E EXE. PROF. EM ENFERMAGEM Lupa

Fechar
Exercício: SDE0120_EX_A8_201501298461 Matrícula: 201501298461

Aluno(a): RUTH CRISTINA COSTA Data: 24/10/2015 22:15:53 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201501514982) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

Na Resolução 300/ 2005 ¿. A lei se destina principalmente para a atuação de enfermagem. Determina um
conceito para o atendimento de pacientes/clientes, visando a qualidade da assistência profissional de
Enfermagem, que contempla a frase abaixo. Marque a opção correta.

Regulamenta a atividade de enfermagem no programa de saúde da família e saúde do homem, e


saúde da criança.
Dispõe sobre a atuação do profissional de Enfermagem no atendimento pré-hospitalar e inter-
hospitalar.
Define as atividade do enfermeiro no tratamento de paciente submetidos as quimioterapia em
oncologia
Regulamenta a atividade de enfermagem no programa de saúde da família e saúde coletiva
Dispõe sobre a atuação do enfermeiro na clínica médica e na sala de recuperação pós-
anestésica.

Gabarito Comentado

2a Questão (Ref.: 201501514242) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

O Conselho Federal de Enfermagem, no uso de suas atribuições a que alude a Lei nº 5.905/73 e a Lei 7.498/86,
e tendo em vista deliberação do Plenário em sua reunião ordinária Nº 318, realizada em
02/05/2004;CONSIDERANDO a Constituição da República Federativa do Brasil, nos artigos 197 e 199;
CONSIDERANDO a Lei 9.434/97, que dispõe sobre a remoção de órgãos tecidos e parte do corpo humano para
fins de transplantes e tratamentos; CONSIDERANDO o Decreto nº 2.268/97, que regulamenta a Lei dos
Transplantes e cria o Sistema Nacional de Transplantes; CONSIDERANDO a Lei nº 10.211/2001, que altera a Lei
9.434/97; CONSIDERANDO a Lei 7.498/86 e Decreto nº 9.4406/87, respectivamente no artigo 11, inciso I,
alíneas "i", "j", "l", e "m" e artigo 8º, inciso I, alíneas "g' e "h", inciso II, alíneas "m", "n", "o", "p" e "q";
CONSIDERANDO o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, aprovado pela Resolução do COFEN Nº
240/2000; CONSIDERANDO a Resolução do Conselho Federal de Medicina nº 1.489/87, que estabelece o
diagnóstico de morte encefálica; CONSIDERANDO a Resolução COFEN Nº 272/2002, que dispõe sobre a
Sistematização da Assistência de Enfermagem; CONSIDERANDO A Resolução COFEN Nº 200/97, que dispõe
sobre a atuação dos Profissionais de Enfermagem em Transplantes; CONSIDERANDO a Portaria GM/MS nº
3.407, de 05 de agosto de 1998, que estabelece o Regulamento Técnico do Sistema Nacional de Transplantes;
CONSIDERANDO a Portaria GM/MS Nº 901, de 16 de agosto de 2000, que cria a Central Nacional de Captação
de Órgãos (CNNCDO); CONSIDERANDO a Portaria GM/MS nº 91, de 23 de janeiro de 2001, que estabelece o
Funcionamento da Central Nacional de Captação de Órgãos (CNNCDO); CONSIDERANDO a Portaria GM/MS Nº
92, de 23 de janeiro de 2001, que trata da Busca Ativa e Captação de Órgãos. RESOLVE DO DOADOR
CADÁVER.RESOLUÇÃO COFEN-292/2004 - Normatiza a atuação do Enfermeiro na Captação e Transplante de
Órgãos e Tecidos.Com base na Resolução.Marque a opção correta abaixo.

Artigo 4º Ao Enfermeiro incumbe aplicar a SAE em todas as fases do processo de doação e transplante de
órgãos e tecidos ao receptor e família, que inclui o acompanhamento pré e pós-transplante (no nível
ambulatorial) e transplante (intra-hospitalar), dentre os quais se destacam: Identificar os Diagnósticos
de Enfermagem de risco, reais e bem estar do receptor (NANDA 2002/2003); Fazer intervenção de
Enfermagem, tratamento e/ou prevenção, evitandocomplicações e/ou minimizando os riscos que possam
interferir no transplante e Integrar receptor e família no contexto hospitalar.
Artigo 3º Planejar e implementar ações que visem a otimização de doação e captação de órgãos,tecidos e
ossos, para fins de transplantes, dentre as quais se destacam: Desenvolver e participar de pesquisas
relacionadas com o processo de doação e transplante.
Não se faz a Notificação do doador para a família, pois, o segredo profissional é absoluto e restrito.
Artigo 1º Ao Enfermeiro incumbe planejar, executar, coordenar,supervisionar e avaliar os Procedimentos
de Enfermagem prestados aos doadores de órgãos e tecidos, através dos seguintes procedimentos:
Notificar as Centrais de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos-CNNCDO a existência de potencial
doador, Entrevistar o responsável legal do doador, solicitando o consentimento livre e esclarecido por
meio de autorização da doação de Órgãos e Tecidos, por escrito e Garantir ao responsável legal o direito
de discutir com a famíliasobre a doação, prevalecendo o consenso familiar.
No Artigo 4º Ao Enfermeiro não incumbe aplicar a SAE em todas as fases do processo de doação e
transplante de órgãos e tecidos ao receptor e família, que inclui o acompanhamento pré e pós-
transplante (no nível ambulatorial) e transplante (intra-hospitalar)

Gabarito Comentado

3a Questão (Ref.: 201502025306) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

A Resolução COFEN no 302/2005 dispõe sobre a Anotação pelo COREN da Responsabilidade Técnica do
Enfermeiro pela gestão do Serviço de Enfermagem de todos os estabelecimentos, onde houver atividade de
enfermagem. Sobre a referida Resolução, é CORRETO afirmar que:

As Instituições de Saúde, Públicas e Filantrópicas, poderão requerer dispensa do recolhimento da taxa,


referente à emissão da Certidão de Responsabilidade Técnica.
Em caso de substituição do Responsável Técnico, em período inferior a seis meses, a direção do
estabelecimento deverá encaminhar ao COREN, dentro de 30 dias, a partir da ocorrência, a eventual
substituição da Anotação da Responsabilidade Técnica, requerida ao COREN pelo novo enfermeiro.
Todo estabelecimento de atividade de Enfermagem, deve obrigatoriamente apresentar Certidão de
Responsabilidade Técnica de Enfermagem, cuja anotação deverá ser requerida pela instituição para qual
o enfermeiro trabalha.
Em caso de atraso no pagamento da anuidade pelo Responsável Técnico da instituição no referido
conselho de classe, será suspensa a Certidão de Responsabilidade Técnica a ao mesmo fica vetado nova
solicitação pelo período de 6 (seis) meses.
A Certidão de Responsabilidade Técnica, deverá ser renovada a cada 6 (seis) meses, após sua emissão.

4a Questão (Ref.: 201502025308) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

A.B.S., 46 anos, sexo feminino, foi vítima de atropelamento por colisão frontal em via pública. Uma pessoa
passou pelo local e chamou o serviço de urgência SAMU ligando pelo 192. A vítima estava consciente no local,
conversando como o socorrista, queixando-se de dor na perna direita, respiração e pulso pérvios. Suspeita-se
de fratura de tíbia à palpação. O serviço chegou no local e fez a estabilização da paciente na prancha longa,
colar cervical e HEAD BLOCK e acesso venoso em MSE para SF 0,9% 500ml. Pelo ATLS - ABCDE da vida -
Descreva abaixo qual a função do atendimento pré-hospitalar?

Todo serviço de atendimento prestado no ambiente pré-hospitalar e intra-hospitalar à clientela vítima de


situações clínicas e traumáticas.
O atendimento pré-hospitalar pode ser definido como a assistência personalizada prestada, em quadros
agudos de natureza clínica, psicológica e psiquiátrica, ocorridos fora do ambiente hospitalar, evitando
sequelas e até mesmo a morte.
Todo serviço de atendimento prestado no ambiente intra-hospitalar à clientela vítima de situações
clínicas e traumáticas, que chegam a UPA - unidade de pronto atendimento.
Todo serviço de atendimento prestado no ambiente intra-hospitalar à clientela vítima de situações
clínicas e traumáticas, que chegam a UPA - unidade de pronto atendimento. Os quadros agudos de
natureza clínica, psicológica e psiquiátrica, ocorridos fora do ambiente hospitalar deverão ser
previamente analisados pela equipe da emergência.
O atendimento pré-hospitalar pode ser definido como a assistência prestada, em um primeiro nível de
atenção, aos portadores de quadros agudos, de natureza clínica, traumática e psiquiátrica, ocorridos fora
do ambiente hospitalar, evitando sequelas e até mesmo a morte.
5a Questão (Ref.: 201502029849) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

A Resolução Cofen nº 303, de 23 de junho de 2005 - Dispõe sobre a autorização para a(o) enfermeira(o)
assumir a Coordenação como responsável técnica(o) do Plano de Gerenciamento de Resíduos e Serviços de
Saúde - PGRSS. Favor identificar algumas ações do enfermeiro:

O Enfermeiro quando designado para exercer a função de responsável pela elaboração e implementação
do Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde, não precisa apresentar o Certificado de
Responsabilidade Técnica, emitido pelo Conselho Regional de Enfermagem.
O Enfermeiro deverá estar atento para sua Responsabilidade Civil e Criminal, determinadas pelos
capítulos 7 e 8 da Lei 11.105/2005.
Fica habilitado o Enfermeiro, devidamente inscrito e com situação ético-profissional regular e os inscritos
com autorização provisória no seu respectivo Conselho Regional de Enfermagem, assumir a
Responsabilidade Técnica do Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde.
O Enfermeiro deverá estar atento para sua Responsabilidade Civil e Administrativa, determinadas pelos
capítulos 7 e 8 da Lei 11.105/2005.
Fica habilitado o Enfermeiro, devidamente inscrito e com situação ético-profissional regular no seu
respectivo Conselho Regional de Enfermagem, assumir a Responsabilidade Técnica do Plano de
Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde.

6a Questão (Ref.: 201502029848) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

A Resolução COFEN nº 304, de 22 de julho de 2005 - Dispõe sobre a atuação da(o) enfermeira(o) na coleta de
sangue do cordão umbilical e placentário. Para Normatizar sua atuação o Enfermeiro:

O Enfermeiro não precisa, obrigatoriamente, fazer parte da Comissão Interna de Biossegurança.


Para atuação nesta atividade, o Enfermeiro não precisa estar devidamente capacitado através de
treinamentos específicos, desenvolvidos pelos Bancos de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário, basta
ter 03 meses de experiência.
O Enfermeiro desenvolverá as atividades específicas em Instituições de baixa complexidade que estejam
em consonância com o artigo 5º da Lei 11.105/2005.
Para atuação nesta atividade, o Enfermeiro deverá estar devidamente capacitado através de
treinamentos específicos, desenvolvidos pelos Bancos de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário.
O Enfermeiro deverá estar atento para sua Responsabilidade Civil e Criminal, determinadas pelos
capítulos 7 e 8 da Lei 11.105/2005.

ÉTICA, LEGISLAÇÃO E EXE. PROF. EM ENFERMAGEM Lupa

Fechar

Exercício: SDE0120_EX_A9_201501298461 Matrícula: 201501298461

Aluno(a): RUTH CRISTINA COSTA Data: 24/10/2015 21:37:39 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201501517784) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)


Existem situações onde o segredo profissional pode ser quebrado como o consentimento da pessoa, o dever
legal ou a existência de uma justa causa; que é avaliada pela verificação entre os interesses individuais e
públicos, entre riscos individuais e benefícios sociais. Com base no parágrafo, Marque a opção correta sobre
segredo profissional na prática do enfermeiro.

Quando não há casos confirmados ou suspeitos de maus tratos a crianças, adolescentes e idosos, existe
a obrigação legal de romper com segredo profissional.
Nenhuma das alternativas acima estão corretas
A informação sobre o estado de saúde é direito do paciente, há um compromisso do profissional e do
serviço de saúde para com o usuário em não negar informações a este, porém a terceiros pagantes
(empregador, seguro de saúde, autoridade policial) caso solicitem estas informações só poderá ser
fornecida com o Consentimento do paciente, representante legal ou da família, em caso de falecimento.
Se não houver pedido de informação nos casos de apuração de crimes relacionados à prestação de
socorro médico ou de omissão de socorro, homicídio ou lesão corporal causados por integrantes da
equipe de saúde, o estabelecimento e os profissionais estão obrigados a revelar as informações
necessárias.
Quando a não ¿ revelação da informação pode pôr em risco a vida de outra(s) pessoa(s) identificável
(eis), o rompimento do segredo profissional não é obrigatório.

Gabarito Comentado

2a Questão (Ref.: 201501516220) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

A Enfermagem compreende um componente próprio de conhecimentos científicos e técnicos, construído e


reproduzido por um conjunto de práticas sociais, éticas e políticas que se processa pelo ensino, pesquisa e
assistência. Realiza-se na prestação de serviços à pessoa, família e coletividade, no seu contexto e
circunstâncias de vida. O aprimoramento do comportamento ético do profissional passa pelo processo de
construção de uma consciência individual e coletiva, pelo compromisso social e profissional configurado pela
responsabilidade no plano das relações de trabalho com reflexos no campo científico e político. O enfermeiro, é
obrigado a guardar o segredo profissional sobre o que toma conhecimento no exercício pleno de sua profissão,
assume o dever de: Marque a opção correta abaixo sobre segredo profissional.

Nenhuma das alternativas acima contemplam o segredo profissional, previsto pelos profissionais de
Enfermagem.
Não considerar confidencial toda a informação acerca do destinatário de cuidados e da família,
qualquer que seja a fonte para o segredo profissional.
Manter em sigilo a informação pertinente só com aqueles que estão implicados no plano terapêutico,
usando como critérios orientadores o bem-estar, a segurança física, emocional e social do indivíduo e
família, assim como os seus direitos.
Divulgar informações confidenciais que lhe fora revelado, acerca do indivíduo e família só nas
situações previstas na lei, devendo, para tal efeito, recorrer a aconselhamento deontológico e jurídico.
Não manter o anonimato da pessoa sempre que o seu caso for usado em situações de ensino,
investigação ou controle da qualidade dos cuidados prestados ao paciente/cliente, em qualquer
situação.

Gabarito Comentado

3a Questão (Ref.: 201501962480) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

O consentimento esclarecido é um processo pelo qual os pesquisadores asseguram que os sujeitos das
pesquisas serão informados exceto sobre:

Os riscos potenciais,
Possíveis desconfortos e incômodos.
Benefícios de participarem de um estudo.
a obrigação de participar até o final da pesquisa.

Gabarito Comentado

4a Questão (Ref.: 201501962494) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

Dois documentos simples orientam e ordenam o desenvolvimento das normas e códigos de ética na investigação
da biomedicina e da saúde: Codigo de Nuremberg e Codigo de Helsinque. Marque a afirmativa incorreta:

Código de Helsinque trabalha as diferenças do ambiente terapêutico e não terapêutico.


Código de Helsinque surgiu na segunda guerra mundial
Código de Nuremberg surgiu na Segunda Guerra Mundial.
Código de Helsinque delineia aspectos da pesquisa envolvendo experimentos com seres humanos
particularmente sobre os benefícios da pesquisa clinica.

Gabarito Comentado

5a Questão (Ref.: 201501962484) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

Sobre o consentimento livre esclarecido marque a afirmativa incorreta. .

Eles devem ser informados quanto a seu pleno direito de desistir do estudo
Deve-se ainda destacar os resultados em que a pesquisa foi conduzida e direcionada para a prática da
assistência em Enfermagem.
Não é necessário falar da pesquisa. Importante é somente esclarecer os riscos que os sujeitos poderão
sofrer.
Necessário apresentar a pesquisa a todos os participantes para verificar o interesse na participação.

6a Questão (Ref.: 201501516232) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

A Enfermagem é uma profissão comprometida com a saúde e qualidade de vida da pessoa, família e
coletividade.O Profissional de Enfermagem atua na promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde,
com autonomia e em consonância com os preceitos éticos e legais. O profissional de enfermagem participa,
como integrante da equipe de saúde, das ações que visem satisfazer as necessidades de saúde da população e
da defesa dos princípios das políticas públicas de saúde e ambientais, que garantam a universalidade de acesso
aos serviços de saúde, integralidade da assistência, resolutividade, preservação da autonomia das pessoas,
participação da comunidade, hierarquização e descentralização político-administrativa dos serviços de saúde. O
enfermeiro, é obrigado a guardar o segredo profissional sobre o que toma conhecimento no exercício pleno de
sua profissão, assume o dever de: Marque opção correta abaixo.

Atendendo aos sentimentos de pudor e interioridade inerentes à pessoa, o enfermeiro assume o dever
de: Respeitar a intimidade da pessoa e protegê-la de ingerência na sua vida privada e na da sua
família.assim, salvaguardando o segredo profissional.
O enfermeiro, ao acompanhar o doente nas diferentes etapas da fase terminal, assume o dever de: Não
defender e não promover o direito do doente à escolha do local e das pessoas que deseja que o
acompanhem na fase terminal da vida. E assim, pós morte, o enfermeiro poderá revelar o segredo que
lhe fora revelado.
Não respeitar e fazer a revelação do segredo profissional diante das manifestações de perda expressas
pelo doente em fase terminal, pela família ou pessoas que lhe sejam próximas;e não Respeitar e não
fazer respeitar o corpo após a morte.
Salvaguardar sempre, no exercício das suas funções e na supervisão das tarefas que delega, a
privacidade, a intimidade e a coletividade da pessoa e assim revelar o segredo que lhe foi confiado.
Nenhuma das afirmativas acima contemplam o segredo profissional.

ÉTICA, LEGISLAÇÃO E EXE. PROF. EM ENFERMAGEM Lupa

Fechar

Exercício: SDE0120_EX_A10_201501298461 Matrícula: 201501298461

Aluno(a): RUTH CRISTINA COSTA Data: 24/10/2015 21:13:58 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201502025311) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

A. V. L, 58 anos estava transitando pela rua quando observou uma pessoa caída desacordada na calçada de
uma via pública. Este profissional de enfermagem não fez nenhum atendimento a vítima e também não chamou
ajuda. Em seguida, chegou outra pessoa que fez o socorro a vítima, ligou para o 192 e realizou o ABC da vida.
O paciente teve parada cardíaca e o socorrista realizou manobras de ressuscitação. Segundo o código de
deontologia o que determina a omissão de socorro?

A omissão de socorro consuma-se quando o agente presta o socorro devido ainda que outro o tenha feito
posteriormente. E como consequência não tenha efetiva lesão da vítima.
A omissão de socorro consuma-se quando o agente não presta o socorro devido a vítima por medo de
errar.
A omissão de socorro consuma-se quando o agente não presta o socorro devido ainda que outro o tenha
feito posteriormente. E como consequência, tenha efetiva lesão da vítima. Além da ausência de
assistência, quando possível de fazê-lo sem risco pessoal, à criança abandonada ou extraviada, ou
pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em iminente perigo; ou não pedir, nesses casos, o socorro da
autoridade pública.
A omissão de socorro consuma-se quando o agente presta o socorro indevido à vítima.
A omissão de socorro consuma-se quando o agente não presta o socorro por ausência de conhecimento
científico.

2a Questão (Ref.: 201502029853) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

Segundo o artigo 135 do nosso Código Penal Brasileiro estará caracterizado a omissão de socorro quando o
agente - Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, à criança abandonada ou
extraviada, ou à pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo; ou não pedir, nesses
casos, o socorro da autoridade pública. Diante da afirmação a natureza do perigo está configurada quando:

Apenas em situação que seja configurada infração administrativa.


A situação se configure um perigo grave e iminente. Ex: Infarto do Miocárdio.
Apenas em situação que seja configurada infração penal.
A situação se configure baixa complexidade e não um perigo qualquer iminente.
Agir de acordo com a necessidade, até em situação de heroísmo.
3a Questão (Ref.: 201502029857) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

(BOM DIA BRASIL - 29/07/14). C. G., de 57 anos, morreu no fim de semana, vítima de uma parada
cardiorrespiratória. Os bombeiros contam que a mulher recebeu os primeiros socorros na ambulância. Ao chegar
ao hospital, foi atendida pelo do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Antes de olhar a paciente,
a médica de plantão teria discutido, alegando que a unidade não tinha médicos. Diante do caso apresentado:

Omissão de Socorro - Segundo o artigo 135 do nosso Código Penal Brasileiro estará caracterizado a
omissão de socorro quando o agente - Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco
pessoal, à criança abandonada ou extraviada, ou à pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em grave
e iminente perigo; ou não pedir, nesses casos, o socorro da autoridade pública.
Segundo o artigo 135 do nosso Código Penal Brasileiro estará caracterizado a omissão de socorro quando
o agente - Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo com risco pessoal, à criança
abandonada ou extraviada, ou à pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo;
ou não pedir, nesses casos, o socorro da autoridade pública.
Segundo o artigo 125 do nosso Código Penal Brasileiro estará caracterizado a omissão de socorro quando
o agente - Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, à criança
abandonada ou extraviada, ou à pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo;
ou não pedir, nesses casos, o socorro da autoridade pública.
Segundo o artigo 135 do nosso Código Penal Brasileiro estará caracterizado a omissão de socorro quando
o agente - Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, à menor, ou à
pessoa incapaz ou ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo; ou não pedir, nesses casos, o
socorro da autoridade pública.
Segundo o artigo 135 do nosso Código Civil Brasileiro estará caracterizado a omissão de socorro quando
o agente - Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, à criança
abandonada ou extraviada, ou à pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo;
ou não pedir, nesses casos, o socorro da autoridade pública.

4a Questão (Ref.: 201501952015) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

A respeito do crime de omissão de socorro, assinale a opção correta.

impossível ocorrer participação, em sentido estrito, em crime de omissão de socorro e no segredo


profissional.
A omissão de socorro classifica-se como crime omissivo próprio e instantâneo.
A criança abandonada pelos pais não pode ser sujeito passivo de ato de omissão de socorro praticado por
terceiros.
O crime de omissão de socorro é admitido na forma tentada.
impossível ocorrer participação, em sentido estrito, em crime de omissão de socorro

5a Questão (Ref.: 201502025309) Fórum de Dúvidas (1) Saiba (0)

A. C. L. enfermeiro de uma unidade hospitalar, está tratando de um paciente com complicações de HIV na
clínica médica. Um paciente internado na mesma clínica perguntou para o profissional enfermeiro qual o
diagnóstico do paciente internado na mesma enfermaria. De acordo com o Código de Ética do Profissional de
Enfermagem qual a conduta do enfermeiro?

revelar o segredo, caso se torne o fato de conhecimento público e em caso de falecimento da


pessoa envolvida.
deve ser obrigatória a revelação do segredo: após o falecimento do paciente portador de HIV.
comparecer perante a autoridade e, se for o caso, declarar seu impedimento de revelar o
segredo sobre o fato.
manter segredo profissional para manter a integridade do paciente envolvido.
revelar o segredo, caso se torne o fato de conhecimento público e após solicitação dos familiares
da pessoa envolvida.

6a Questão (Ref.: 201501951972) Fórum de Dúvidas (1 de 1) Saiba (0)

A respeito do crime de omissão de socorro, marque a opção correta.

O crime de omissão de socorro é admitido na forma tentada


A criança abandonada pelos pais não pode ser sujeito passivo de ato de omissão de socorro praticado por
terceiros
É impossível ocorrer participação, em sentido estrito, em crime de omissão de socorro.
O crime de omissão de socorro é admitido na forma tentada e instantâneo
A omissão de socorro classifica-se como crime omissivo próprio e instantâneo.