Você está na página 1de 88

Transmissão Automática - MERCEDES 722.

Manual de Reparações

Transmissão
Automática
MERCEDES
722.7

www.brasilautomatico.com.br
1
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

www.brasilautomatico.com.br
2
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Introdução

A finalidade deste manual é oferecer ao técnico reparador de transmissões


automáticas, a maior quantidade de informações possíveis sobre a
transmissão automática MERCEDES 722.7.

As informações aqui contidas são as mais completas e atualizadas até o


momento da produção deste manual. Para simplificar seu uso, os termos
técnicos aqui utilizados para identificar peças e componentes da
transmissão automática são os mais comuns possíveis.

Este manual cobre os procedimentos de diagnóstico, desmontagem,


reparação, descrição dos componentes internos, vistas explodidas,
montagem e especificações.

Os padrões de segurança devem sempre ser observados, para evitar


acidentes pessoais ou danos aos veículos. Utilize somente ferramentas
apropriadas e siga as recomendações do fabricante quanto à aplicação
das mesmas.

Aproveite toda esta informação e conte conosco!

Brasil Automático Treinamentos e Manuais Técnicos


“A sua referência em Câmbio Automático”
site: www.brasilautomatico.com.br
e-mail: atendimento@brasilautomatico.com.br

www.brasilautomatico.com.br
3
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

www.brasilautomatico.com.br
4
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

CONTEÚDO

Introdução ..................................................................................................................................... 7
Disposição e Identificação dos Componentes Mecânicos ........................................................... 9
Disposição dos Componentes Elétricos ..................................................................................... 11
Disposição dos Componentes da Parte Hidráulica .................................................................... 12
Disposição dos Componentes do Comando Central .................................................................. 13
Fluxo de Força na 1ª Marcha ...................................................................................................... 14
Fluxo de Força na 2ª Marcha ...................................................................................................... 14
Fluxo de Força na 3ª Marcha ...................................................................................................... 15
Fluxo de Força na 4ª Marcha ...................................................................................................... 15
Fluxo de Força na 5ª Marcha ...................................................................................................... 16
Embreagem Multi Discos ............................................................................................................ 16
Remoção e Instalação do Conversor de Torque ........................................................................ 19
Regulagem do Cabo Seletor de Marchas ................................................................................... 20
Função Shift-Lock (Travamento da Alavanca) ........................................................................... 21
Regulagem dos Cabos do Sistema Shift-Lock ........................................................................... 22
Lavagem das Tubulações e Radiador de Óleo ........................................................................... 23
Verificando e Completando o Nível de Óleo da Transmissão..................................................... 25
Remoção, Instalação e Montagem da Bomba de Óleo ............................................................... 27
Remoção das Engrenagens da Transmissão ............................................................................. 28
Desmontagem da Transmissão .................................................................................................. 28
Remoção e Instalação do Retentor da Carcaça do Conversor de Torque ................................. 30
Remoção e Instalação da Carcaça do Conversor de Torque na Carcaça da Transmissão
Automática .............................................................................................................................. 31
Medir e Ajustar a Folga da Árvore Primaria ................................................................................ 33
Medir e Ajustar Folga Axial da Árvore Secundária ..................................................................... 37
Medir e Ajustar Folga Axial da Árvore Intermediária ................................................................... 39
Medir e Ajustar Folga Axial do Eixo da Marcha-Ré .................................................................... 41
Medir e Ajustar a Pré Tensão dos Rolamentos Cônicos do Diferencial ..................................... 43
Remoção e Instalação do diferencial .......................................................................................... 46
Desmontagem e Montagem do Diferencial ................................................................................. 47
Desmontagem e Montagem da Árvore Primária ......................................................................... 49
Desmontagem e Montagem da Árvore Intermediária .................................................................. 50

www.brasilautomatico.com.br
5
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Desmontagem da Árvore Secundária ......................................................................................... 51


Desmontagem e Montagem da Embreagem de Discos K1, K2 e KR ......................................... 52
Desmontagem e Montagem da Embreagem de Discos K3 ........................................................ 54
Desmontagem e Montagem da Embreagem de Discos K4 ........................................................ 56
Desmontagem e Montagem da Embreagem de Discos K5 ........................................................ 58
Remoção e Instalação da Unidade de Comando Eletro Hidráulica (Corpo de Válvulas) ........... 60
Remoção e Instalação da Unidade de Comando Central da Alavanca ...................................... 62
Desmontagem e Montagem do Comando Central ...................................................................... 63
Remoção e Instalação do Cabo Shift-Lock da Chave de Ignição (Travamento da Alavanca) ... 64
Remoção e Instalação do Cabo Shift-Lock do Pedal do Freio .................................................... 65
Remoção e Instalação do Cabo da Alavanca Seletora da Transmissão Automática ................. 66
Remoção e Instalação do Eixo da Alavanca Shift-Lock (Chave) ............................................... 67
Remoção e Instalação do Eixo da Alavanca Shift-Lock ............................................................. 68
Remoção e Instalação do Mecanismo de Bloqueio de Estacionamento..................................... 70
Remoção e Instalação dos Retentores da Alavanca Shift-Lock e Seleção de Grupo ................ 71
Remoção e Instalação dos Retentores dos Semi-Eixos ............................................................ 72
Remoção e Instalação dos Semi-Eixos Dianteiros ..................................................................... 73
Remoção e Instalação do Rolamento da Carcaça da Transmissão Automática ........................ 75
Módulo de Comando da Transmissão Automática (TCM) – Comando Frontal da Transmissão
(FGS) ..................................................................................................................................... 77
Esquema Elétrico ........................................................................................................................ 79
Códigos de Falha ........................................................................................................................ 80
Condição de Emergência da Transmissão Automática .............................................................. 81
Caixa em Operação de Emergência Hidráulica .......................................................................... 81
DICAS (Com Relação à Problemas da Transmissão) ................................................................ 81
Orientação para Adaptação da Transmissão Automática .......................................................... 83

www.brasilautomatico.com.br
6
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

TRANSMISSÃO AUTOMÁTICA 722.7 – MERCEDES BENZ

Descrição
A transmissão automática 722.7 Mercedes Benz possui 5 marchas, controladas eletronicamente, possuindo
embreagem de lock-up no conversor de torque. As relações da transmissão são realizadas pela conjugação das
engrenagens movidas e motrizes nos eixos, sendo a 4ª e 5ª marchas relações de sobremarchas para maior
economia. O comando da caixa é gerenciado eletronicamente, comandadas pelo acionamento das respectivas
embreagens de discos e acionadas hidraulicamente.

Vantagens

1. Baixo consumo de combustível


2. Conforto
3. Durabilidade e confiabilidade elevadas
4. Menor custo de manutenção

As carcaças da caixa e do conversor de torque são feitas em liga leve de alumínio, fixadas uma à outra através de
parafusos, e a bomba de óleo é ligada à carcaça do conversor.

A parte mecânica da engrenagem de entrada é composta do eixo de acionamento que possui as engrenagens da
3ª e 4ª marchas, árvore intermediária com as engrenagens para a 1ª e 2ª marchas além da marcha à ré, assim como
a árvore de saída com a engrenagem da 5ª marcha.

Para cada engrenagem de marcha existe uma embreagem de discos hidráulicos, na carcaça da transmissão
automática, sendo que o diferencial também é incorporado à carcaça da transmissão.

Na parte inferior da carcaça, está fixado o corpo de válvulas. O fechamento do corpo de válvulas constitui o cárter
da transmissão, em aço estampado.

Através dos furos no eixo de acionamento, a pressão hidráulica é conduzida para aplicar o lock-up do conversor
de torque e para as embreagens K3 e K4. A pressão de óleo para as embreagens K2 e KR é conduzida através
da árvore intermediária. Além disso, a embreagem K5 recebe pressão hidráulica através de um furo na árvore
de saída.

Todos os pontos de apoio e as embreagens de discos múltiplos são lubrificados individualmente.

As engrenagens de bloqueio de estacionamento (trava park) e a engrenagem de ré são confeccionadas de uma só


peça forjada, dispostas sobre o eixo da marcha à ré.

www.brasilautomatico.com.br
7
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Informação ao Técnico:
Indicação de Marcha (A1P12) no painel de
instrumentos (A1):
Informa ao motorista a marcha selecionada ou a posição
da alavanca seletora.

Indicação de defeito:
A monitoração do sistema reconhece através do módulo
de comando da transmissão automática as falhas
ocorridas. Se a letra “F” aparecer no painel, indica que o
sistema entrou no modo “emergência”.

www.brasilautomatico.com.br
8
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Disposição e Identificação dos Componentes Mecânicos

1a. Carcaça do conversor 15. Respiro


2. Filtro de óleo 18. Corpo de válvulas
3. Árvore intermediária 34. Chaveta de bloqueio da trava de direção
4. Árvore de saída 35. Chaveta de bloqueio do pedal de freio
5. Eixo de acionamento 36. Setor dentado
9. Eixo da marcha à ré 50. Cárter de óleo
10. Engrenagem da marcha à ré 62. Garra da trava de estacionamento
11. Engrenagem da trava de estacionamento 63. Cone
12. Diferencial 64. Guia

www.brasilautomatico.com.br
9
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Disposição e Identificação dos Componentes Mecânicos (continuação)

1. Carcaça da transmissão 22. Engrenagem da 1ª marcha


1a. Carcaça do conversor 23. Embreagem de discos múltiplos K2
3. Árvore intermediária 24. Engrenagem da 2ª marcha
4. Árvore de saída 25. Embreagem de discos múltiplos K3
5. Engrenagem de acionamento da 5ª marcha 26. Engrenagem da 3ª marcha
6. Bomba de óleo 28. Embreagem de discos múltiplos K4
7. Conversor de torque 29. Engrenagem da 4ª marcha
12. Diferencial 30. Embreagem de discos múltiplos K5
13. Engrenagem de acionamento do diferencial 31. Engrenagem da 5ª marcha
16. Embreagem de lock-up do conversor de torque 32. Embreagem de discos múltiplos KR
21. Embreagem K1 de discos múltiplos 33. Engrenagem da marcha à ré

www.brasilautomatico.com.br
10
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Disposição dos Componentes Elétricos

19. Carcaça do corpo de válvulas


67. Conector elétrico
Y3/7. Dispositivo elétrico de comando FGS
Y3/7n1. Sensor de rotação da transmissão
Y3/7n2. Módulo de comando frontal da transmissão
Y3/7s1. Contato do bloqueio de partida
Y3/7y1. Solenóide PWM de mudança 1ª/ 4ª
Y3/7y2. Solenóide PWM de mudança da 3ª
Y3/7y3. Solenóide PWM de mudança 2ª/ 5ª/ Ré
Y3/7y4. Solenóide PWM de aplicação do lock-up
Y3/7y5. Solenóide PWM de controle de pressão de linha

www.brasilautomatico.com.br
11
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Disposição dos Componentes da Parte Hidráulica

19. Carcaça do corpo de válvulas


51. Válvula seletora
74a. Válvula reguladora de pressão primária
74b. Válvula reguladora de pressão secundária
74c. Mola
Rs14. Válvula reguladora 1/4
SS14. Válvula de mudança 1/4
Rs3. Válvula reguladora 3
RS-Kub. Válvula reguladora de aplicação do lock-up
Rs-pA. Válvula reguladora de pressão de linha
Rs-Schm. Válvula reguladora de lubrificação
Rs-VD. Válvula reguladora de pressão de lubrificação
SS25. Válvula de mudança 2/5

www.brasilautomatico.com.br
12
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Disposição dos Componentes do


Comando Central

49. Apoio da alavanca


56. Esquema de seleção de marchas
60. Alavanca seletora de marchas
66. Interruptor seletor de programas
A61. Módulo de reconhecimento de marchas
Y66/1. Solenóide de bloqueio da alavanca seletora

Relação de Transmissão

Marcha Relação K1 K2 K3 K4 K5 KR

1ª 3,625 X

2ª 2,090 X

3ª 1,314 X

4ª 0,902 X

5ª 0,721 X

Ré -3,673 X

www.brasilautomatico.com.br
13
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Fluxo de Força na 1ª Marcha


O eixo de acionamento, aciona a árvore intermediária
pela engrenagem da 5ª marcha, que está ligada à
engrenagem da 1ª marcha através da embreagem K1.
O movimento giratório é transmitido para a árvore de
saída, que transmite o torque pela engrenagem motriz
do diferencial (13) para a engrenagem movida do
diferencial (14).
— Embreagem K1 conectada hidraulicamente.

3. Árvore intermediária
4. Árvore de saída
5. Eixo de acionamento
13. Engrenagem motriz do diferencial
14. Engrenagem movida do diferencial
16. Conversor de torque
21. Embreagem de discos múltiplos K1
22. Engrenagem da 1ª marcha
31. Engrenagem da 5ª marcha

Fluxo de Força na 2ª Marcha


O eixo de acionamento aciona a árvore intermediária
pela engrenagem da 5ª marcha, que está ligada à
engrenagem da 2ª marcha através da embreagem K2.
O movimento giratório é transmitido para a árvore de
saída, que transmite o torque pela engrenagem motriz
do diferencial (13) para a engrenagem movida do
diferencial (14).
— Embreagem K2 conectada hidraulicamente.

3. Árvore intermediária
4. Árvore de saída
5. Eixo de acionamento
13. Engrenagem motriz do diferencial
14. Engrenagem movida do diferencial
16. Conversor de torque
23. Embreagem de discos múltiplos K2
24. Engrenagem da 2ª marcha
31. Engrenagem da 5ª marcha

www.brasilautomatico.com.br
14
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Fluxo de Força na 3ª Marcha


A embreagem de discos K3 conectada une o eixo de
acionamento com a engrenagem da 3ª marcha. O
movimento giratório é transmitido para a árvore de saída
que transmite o torque pela engrenagem motriz do
diferencial para a engrenagem movida do diferencial.
— Embreagem K3 conectada hidraulicamente.

4. Árvore de saída
5. Eixo de acionamento
13. Engrenagem motriz do diferencial
14. Engrenagem movida do diferencial
16. Conversor de torque
25. Embreagem de discos múltiplos K3
26. Engrenagem da 3ª marcha

Fluxo de Força na 4ª Marcha


A embreagem de discos K4 conectada une o eixo de
acionamento com a engrenagem da 4ª marcha. O
movimento giratório é transmitido para a árvore de saída
que transmite o torque pela engrenagem motriz do
diferencial que por sua vez movimenta a engrenagem
movida do diferencial.
— Embreagem K4 hidraulicamente conectada.

4. Arvore de saída
5. Eixo de acionamento
13. Engrenagem motriz do diferencial
14. Engrenagem movida do diferencial
16. Conversor de torque
28. Embreagem de discos múltiplos K4
29. Engrenagem da 4ª marcha

www.brasilautomatico.com.br
15
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Fluxo de Força na 5ª Marcha


A embreagem de discos K5 conectada une o eixo de
acionamento com a engrenagem da 5ª marcha. O
movimento giratório é transmitido para a árvore de saída
que transmite o torque para a engrenagem motriz do
diferencial, e daí para a engrenagem movida do
diferencial.

— Embreagem K5 hidraulicamente ligada.

4. Árvore de saída
5. Eixo de acionamento
13. Engrenagem motriz do diferencial
14. Engrenagem movida do diferencial
16. Conversor de torque
30. Embreagem de discos múltiplos K5
31. Engrenagem da 5ª marcha

Embreagem Multi Discos

3)Árvore intermediária
24)Engrenagem da marcha
77)Porta discos interno
78)Porta discos externo
79)Disco interno
80)Disco externo
81)Êmbolo
82)Furo
89)Mola de retorno

Existe uma embreagem para cada engrenagem de marcha, composta de diversos discos internos sobre um porta
disco interno, e os discos externos sobre um porta discos externos.

www.brasilautomatico.com.br
16
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

ATENÇÃO:
SEMPRE Remover e Instalar a Transmissão com o Conversor de Torque

1. Parafuso torx 12. Mancal intermediário


3. Parafuso torx 13. Cabo seletor de marchas
4. Cabo massa 14. Cabo de travamento da alavanca (Trava de ignição)
5. Suporte do motor 15. Cabo de travamento da alavanca (Pedal do freio)
6. Parafuso 17. Parafuso
8. Acoplamento de 5 pólos 18. Tampão de plástico
9. Tubulação de óleo 19. Suporte
10. Tubo de abastecimento de óleo 20. Botões de ajuste
11. Bujão de escoamento de óleo

Sequência de Remoção da Transmissão 722.7 NOTA:


1. Desconectar o cabo massa da bateria; O conversor de torque não possui bujão de escoa-
mento de óleo.
2. Remover o reservatório de água do limpador do pára-
Caso o óleo da transmissão estiver queimado ou
brisa; contaminado por partículas de desgaste, o radiador
3. Remover o parafuso (6) e separar a coluna de direção e as tubulações deverão ser limpas.
do acoplamento de direção; Caso seja verificada a existência de limalhas no óleo
4. Remover o filtro de ar; da transmissão, o conversor de torque terá de ser
substituído, pois a lavagem não elimina completa-
5. Introduzir o suporte para remoção do motor; mente este tipo de impureza, podendo ocasionar fu-
6. Remover o revestimento inferior do compartimento turos danos à transmissão.
do motor; Na instalação, substituir o anel de vedação do bujão
do cárter da transmissão.
7. Remover o bujão de escoamento do óleo (11) do
cárter da transmissão e escoar o óleo;

www.brasilautomatico.com.br
17
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

8. Com uma chave de fenda adequada, pressionar o 21. Separar os cabos de travamento da alavanca (14,15)
semi-eixo dianteiro esquerdo para fora da no compartimento do motor;
transmissão; 22. Remover o suporte (19) do cabo de seleção de
NOTA: marchas do câmbio automático;

Na hora da instalação, introduzir cuidadosamente o 23. Remover o tubo de abastecimento de óleo (10)
semi-eixo no estriado da caixa de mudanças, até verificando o anel O-ring e substituindo-o se
seu encaixe total. necessário;
24. Remover os parafusos sextavados (17) do
9. Remover o suporte do semi-eixo dianteiro esquerdo; conversor de torque. Para isto, remover os tampões
10. Soltar (não retirar) os parafusos (3) do suporte do de plástico (18);
eixo dianteiro; 25. Remover os parafusos (1) e soltar o flange da
11. Soltar o coxim de borracha dianteiro do sistema de transmissão automática do bloco do motor;
escapamento;
NOTA:
12. Baixar o conjunto motor / transmissão;
Baixar o motor e retirar a transmissão por baixo e
NOTA: inclinada.
Baixar o conjunto 80 mm no máximo. NOTA:
Na instalação, controlar o assentamento das luvas
13. Remover os parafusos do motor de partida; de ajuste do bloco do motor. As luvas devem estar
montadas no bloco do motor (2 peças).
14. Remover o suporte da tubulação de óleo do suporte
do motor (5);
26. Remover o conversor de torque.
15. Remover o cabo massa (4) e o suporte do motor (5)
dianteiro esquerdo; NOTA:
Na instalação, engraxar levemente as saliências
NOTA:
dos mancais da árvore de manivelas.
Posição de instalação indicada pelos pinos de fi-
xação.
Sequência de Instalação da Transmissão 722.7
16. Remover o mancal intermediário (12) do semi-eixo 1. A instalação se dá na ordem inversa da remoção;
dianteiro; 2. Regular o cabo da seletora;
NOTA: 3. Regular os cabos de travamento da alavanca;
Verificar o retentor na carcaça da transmissão auto- 4. Codificar novamente com um scanner o módulo
mática e se necessário, substituí-lo. dianteiro da transmissão (FGS);

NOTA:
17. Apoiar a caixa de mudanças com o elevador;
Somente em caso de substituição da transmissão
NOTA: automática por uma nova.
Antes da instalação de apoio do câmbio, remover os
dois parafusos (1) de fixação do câmbio. 5. Verificar o nível de óleo da transmissão automática
e completar se necessário.
18. Desconectar a tomada de 5 pólos (8);
19. Remover as tubulações de óleo (9) para o radiador
na transmissão, e tampar as tubulações;
20. Soltar o cabo de seleção de marchas (13) da
alavanca seletora;

NOTA:
Posicione para isto a alavanca seletora na posição
“P”.
Na instalação, engraxar levemente o terminal esféri-
co.

www.brasilautomatico.com.br
18
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Tabela de Torques

Motor de partida Parafuso com sextavado interno do motor de partida junto à transmissão 20 Nm

Mancal do motor,
Parafuso do suporte dianteiro do motor na caixa de mudanças 55 Nm
suporte do motor

Cárter de óleo da T/A Cárter de óleo da T/A - Bujão de escoamento do óleo no cárter 22 Nm

Arrefecimento do óleo Parafuso Oco ou porca da capa da tubulação do radiador de óleo, carcaça do
30 Nm
da T/A conversor e da transmissão automática

Parafusos da caixa de mudanças no motor 20 Nm


Transmissão automática
Parafuso do suporte do cabo de seleção de marchas na transmissão automática 8 Nm

Conversor de torque Parafusos do conversor de torque na placa de arrasto (M8) 42 Nm

Suporte do eixo
Parafuso do suporte do eixo dianteiro na carroceria (M12) 120 Nm
dianteiro

Árvore primária Parafuso do mancal intermediário do semi-eixo dianteiro direito no bloco do motor 20 Nm

Caixa de direção Parafuso do acoplamento da direção à coluna de direção 20 Nm

Remoção e Instalação do Conversor de


Torque
Remoção
1. Aparafusar as hastes de apoio (H) sobre o conversor
de torque.
2. Remover o conversor de torque.

NOTA:
Caso o óleo da transmissão esteja queimado ou con-
taminado por limalhas, a tubulação de óleo e o radi-
ador devem ser limpos completamente.
NOTA:
Caso existam limalhas metálicas no óleo da trans-
missão, o conversor de torque deve ser substituído.

Instalação
1. Lubrificar com Molikote o pino do mancal da árvore
de manivelas.

NOTA:
Na instalação, girar o conversor nos dois sentidos,
para que os dentes se encaixem.
NOTA:
Para a colocação do conversor de torque, verificar a
altura de instalação na carcaça do conversor.

www.brasilautomatico.com.br
19
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Verificação da Altura de Instalação do


Conversor de Torque na Carcaça
Com um calibre de profundidade, medir a distância “A”
entre a carcaça da transmissão e a fixação do conversor.

Altura de
instalação do Distância até a carcaça da
21,5 mm
conversor de transmissão automática
torque

IMPORTANTE
Se não for garantido o correto assentamento do
conversor de torque na carcaça da transmissão au-
tomática, pode-se danificar o próprio conversor e a
bomba de óleo.

Regulagem do Cabo Seletor de Marchas


Antes da regulagem na transmissão, o cabo seletor de
marchas deve estar encaixado na alavanca de seleção
e o regulador rápido (1) aberto.

NOTA:
Para abrir o regulador, pressioná-lo para baixo utili-
zando uma ferramenta adequada, até encaixar.

1. Colocar a alavanca de seleção na posição “D”.


2. Destravar a cinta da carcaça (seta) com uma
ferramenta adequada.

NOTA:
O regulador (1) fecha e trava o cabo de mudança.

Se após o procedimento a alavanca ficar presa ou


pesada, repetir a operação.

www.brasilautomatico.com.br
20
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Função Shift Lock


(Travamento da Alavanca)
Funções que servem como freio de estacionamento e A segurança do veículo é feita mecanicamente através
segurança contra movimentos involuntários do veículo. do travamento da engrenagem do bloqueio de
Fazem parte o bloqueio de estacionamento, travamento estacionamento.
da direção, que através dos cabos, produzem uma
combinação entre bloqueio de estacionamento, pedal
do freio e trava de direção.

1. Cabo do pedal do freio 10. Eixo de junção


2. Cabo da trava de direção 11. Cone
3. Rolete 12. Guia
4. Pedal do freio 13. Trava de bloqueio do estacionamento
5. Alavanca de bloqueio 14. Eixo da marcha a ré
6. Placa entalhada 15. Engrenagem de bloqueio de estacionamento
7. Mola de torção 16. Contato de ignição
8. Trava do bloqueio de freio 17. Mola de pressão
9. Trava do bloqueio de direção

www.brasilautomatico.com.br
21
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Regulagem dos Cabos do Sistema


Shift-Lock
Antes de regular os cabos do shift-lock, regular o cabo
de seleção de marchas.
1. Colocar na posição “O” a chave de ignição no
comutador de ignição;
2. Colocar a alavanca seletora na posição “P”;
3. Pré tensionar os cabos de shift-lock (14, 15), para
isso, pressionar e manter os botões de regulagem,
agrupar (seta) os cabos shift-lock, e então soltar os
botões de regulagem (20);
4. Para regular os cabos shift-lock (14, 15) já pré
tensionados, apertar os botões de regulagem (20);
5. Testar funcionamento.

NOTA:
A alavanca seletora só pode ser movimentada na
posição “2” do comutador de ignição, exceto a posi-
ção “P”.
NOTA:
A chave de ignição só pode ser retirada na posição
“P” da alavanca seletora.

Casos estas funções não forem possíveis de serem


realizadas, repetir o procedimento de regulagem.

www.brasilautomatico.com.br
22
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Lavagem das Tubulações e Radiador de Óleo

1. Conexão de pressão
2. Bomba
3. Reservatório
4. Peça de conexão
A. Sentido de conexão para sugar o óleo
B. Sentido de conexão para enxaguar

Sugar o óleo
1. Conectar a bomba (2) com a conexão de vácuo no
reservatório (3).
2. Encaixar a mangueira de plástico na conexão (1) e
introduzi-la até embaixo no cárter pelo tubo de
abastecimento de óleo.
3. Acionar a bomba. O óleo sugado fluirá para o
reservatório.

www.brasilautomatico.com.br
23
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

1. Conexão de pressão
2. Bomba
3. Reservatório
5. Tubulação de entrada do óleo no radiador da transmissão
6. Tubulação de retorno do óleo transmissão-radiador

Limpeza e enxágüe
1. Conectar a bomba (2) com a conexão de vácuo no 4. Conectar a segunda mangueira de plástico na
reservatório (3); segunda tubulação do radiador de óleo e coletar o
2. Abastecer o reservatório (3) com querosene; óleo da transmissão.
3. Encaixar a mangueira de plástico na conexão (1) e NOTA:
com a respectiva peça de conexão (4) aparafusar
Se necessário, fixar a mangueira de plástico com
em um dos tubos do radiador de óleo e enxaguar uma braçadeira sobre a conexão.
com querosene;

NOTA:
Observar o fluxo livre de querosene e em seguida,
aplicar ar comprimido na radiador e nas tubula-
ções de óleo.

www.brasilautomatico.com.br
24
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Verificando e Completando o Nível de Óleo da Transmissão

Abastecer a transmissão com óleo NOTA:


1. Remover o pino de segurança (1) quebrando a placa No primeiro abastecimento, completar com a
do pino de segurança com uma chave de fenda e quantidade restante de óleo.
pressionar o pino que ficou na capa;
2. Remover a placa de fechamento (2); Verificando e completando o nível do óleo
3. Abastecer a transmissão com óleo. 1. Deixar a transmissão automática atingir a
NOTA: temperatura de trabalho. Durante o aquecimento,
selecionar todas as marchas e voltar a alavanca na
O veículo deve estar na horizontal.
posição “D”.
No primeiro abastecimento, colocar aproxima-
damente 5,5 litros de transmissão, ou após a troca NOTA:
abastecer 4,0 litros antes de dar a partida. Na primei-
ra partida do motor, deixar funcionando o motor com Após a transmissão atingir a temperatura de traba-
a alavanca seletora na posição “P” em marcha lenta. lho, aguardar 2 minutos e verificar o nível de óleo
com o motor em funcionamento e alavanca seletora
na posição “P” ou “N”.

www.brasilautomatico.com.br
25
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

2. Verificar a temperatura do óleo da transmissão. NOTA:


A temperatura da transmissão deve ser lida com a
NOTA: alavanca seletora nas posições P, R, N ou D.
Aplicar o freio de serviço.
3. Introduzir a vareta de medição novamente e verificar
o nível. Se necessário, completar o nível.
NOTA:
A indicação do nível de óleo deve estar entre as
NOTA:
marcas 2 e 4 da vareta de medição, quando a trans-
missão estiver com uma temperatura aproximada Se o nível estiver acima do recomendado, retirar o
de 30oC. excesso de óleo, pois a falta ou o excesso de fluido
causam falhas de funcionamento e danos à trans-
NOTA: missão automática.

A indicação do nível deve estar entre as marcas 8 e 4. Colocar a capa de fechamento (2) no tubo de
12 da vareta de medição, quando a trans-missão abastecimento de óleo e encaixar um novo pino de
estiver com uma temperatura entre 70oC e 80oC.
segurança (1).
5. Verificar a estanqueidade da transmissão automática.

www.brasilautomatico.com.br
26
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remoção, Instalação e Montagem da Bomba de Óleo

1. Parafuso
2. Parafuso
3. Tampa da bomba de óleo
4. Engrenagem movida da bomba
5. Engrenagem motriz da bomba
6. Anel O-ring
7. Anel trava
8. Carcaça do conversor de torque
9. Chapa intermediária

Remoção e Instalação NOTA:


1. Remover as engrenagens; Conforme a necessidade, substituir as engrenagens,
se houver desgaste.
2. Soltar os parafusos (1, 2);
NOTA:
3. Retirar a tampa da bomba de óleo (3) da carcaça do
conversor (8); Na instalação, introduzir as engrenagens de modo a
que o chanfro fique voltado para a carcaça da bomba.
NOTA:
Verificar o anel O-ring (6) e o retentor radial da car- 5. Remover o anel trava (7) e a chapa intermediária
caça do conversor, substituindo-os se necessário na (9);
hora da instalação.
6. O procedimento de instalação é o inverso do
4. Remover as engrenagens (4,5) da bomba de óleo; procedimento de remoção.

Torques:

Parafuso da bomba à carcaça do conversor (M8x35) 20 Nm


Bomba de óleo
Parafuso da bomba à carcaça do conversor (M6x27) 8 Nm

www.brasilautomatico.com.br
27
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remoção das Engrenagens da Transmissão

1. Árvore intermediária 13. Embreagem de discos da 5ª marcha


4. Árvore secundária 14. Engrenagem motriz do diferencial
5. Árvore primária 15. Engrenagem da 1ª marcha
7. Engrenagem da 3ª marcha 16. Embreagem de discos da 1ª marcha
8. Embreagem de discos da 3ª marcha 17. Engrenagem da marcha à ré
9. Embreagem de discos da 4ª marcha 18. Embreagem de discos da marcha a ré
10. Engrenagem da 4ª marcha 19. Engrenagem da 2ª marcha
11. Engrenagem de motriz da 5ª marcha 20. Embreagem de discos da 2ª marcha
12. Engrenagem da 5ª marcha 21. Anéis de teflon
22. Anel de teflon

Desmontagem da Transmissão
Remoção 5. Remover a carcaça do conversor (2) do cavalete de
montagem e prender em uma morsa o equipamento
1. Remover a carcaça do conversor de torque;
de fixação (1);
2. Remover o conjunto do diferencial;
6. Desaparafusar as barras roscadas (1a) e retirar a
3. Introduzir o dispositivo de suporte do conjunto (1) carcaça do conversor (2);
nas árvores da transmissão;
7. Separar o cursor de posicionamento (1b) deslizando
4. Fixar o dispositivo de suporte (1) com as hastes no sentido da seta;
roscadas (1ª) na carcaça do conversor (2);
8. Remover as árvores da transmissão com as
engrenagens.
www.brasilautomatico.com.br
28
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

1. Dispositivo de fixação 3. Árvore intermediária


1a. Barras roscadas 4. Árvore secundária
1b. Cursor de posicionamento 5. Árvore primária
1c. Alojamento do eixo da marcha a ré 6. Engrenagem do eixo da marcha a ré
1d. Alojamento da árvore intermediária 7. Rolamento de roletes da árvore secundária
1e. Alojamento da árvore secundária 8. Rolamento de roletes do eixo da marcha a ré
1f. Alojamento da árvore primária A. Medida da distância do dentado da árvore
2. Carcaça do conversor de torque primária até o alojamento do conversor de torque

Instalação
1. Aplica graxa nas ranhuras da árvore secundária (5) 6. Colocar a carcaça do conversor (2) e fixar com as
e da arvore intermediária (3) e introduzir os anéis de hastes roscadas (1) no equipamento de posi-
teflon (21) nas ranhuras; cionamento (1);
2. Preencher com graxa a ranhura da árvore primária NOTA:
(4) e introduzir o anel de teflon (22);
Na montagem da carcaça do conversor, observar o
3. Colocar a engrenagem (6) com rolamentos de roletes correto assentamento dos anéis de teflon.
(8) no prato do alojamento do equipamento de
NOTA:
fixação e posicionamento;
A carcaça do conversor só estará completamente
4. Colocar as árvores da transmissão com as engrenagens
colocada quando a distância A estiver a aproxima-
sobre o equipamento de posicionamento e juntar o
damente 3 mm.
cursor de posicionamento (1b);
5. Posicionar o rolamento de roletes (7) na árvore 7. Montar a carcaça do conversor (2) sobre o cavalete
secundária; de montagem;
NOTA: 8. Desaparafusar as barras roscadas (1ª) e retirar o
Observar a posição de instalação. O colar existente dispositivo de posicionamento (1);
na gaiola dos roletes deve estar voltado para a car- 9. Montar a carcaça da transmissão e a carcaça do
caça do conversor. conversor.

www.brasilautomatico.com.br
29
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remoção e Instalação do Retentor da


Carcaça do Conversor de Torque
1. Remover a transmissão automática com o conversor
de torque;
2. Fixar a transmissão no cavalete de montagem;
3. Remover o retentor com uma ferramenta apropriada;

NOTA:
Montar o retentor com a ferramenta instaladora até
encostar na carcaça do conversor de torque. Aplicar
óleo de transmissão (ATF) no lábio de vedação do
retentor.

4. Para instalar a caixa, siga o procedimento inverso


da desmontagem.

www.brasilautomatico.com.br
30
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remoção e Instalação da Carcaça do Conversor de Torque na Carcaça da


Transmissão Automática

1. Carcaça da transmissão automática 6. Parafuso


2. Carcaça do conversor 7. Rolamento de agulhas
3. Parafuso 8. Arruela batente
4. Junta 9. Cavilha
5. Peça guia 10. Arruela batente

Remoção NOTA:
1. Remover a transmissão com o conversor de torque; Na instalação, se uma das carcaças tiverem sido
substituídas, deve ser ajustada a folga axial de todas
2. Fixar a transmissão em um cavalete de montagem; as árvores assim como a pré-tensão dos rolamentos
3. Remover o corpo de válvulas; do diferencial.
4. Remover os parafusos (10);
5. Soltar o parafuso (5); 7. Remover o rolamento de agulhas (7) e a arruela
batente (8) da árvore secundária;
6. Remover a carcaça da transmissão automática (1)
da carcaça do conversor de torque (2); 8. Remover a arruela batente (10).

NOTA: NOTA:
Limpar bem as superfícies de contato. Atentar para a posição de montagem da arruela ba-
tente.
Na instalação, a cavidade da peça guia (5) ao ser
introduzida, deve estar voltada para a lingüeta
da trava de estacionamento, e deve-se substituir
a junta (4).

www.brasilautomatico.com.br
31
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Instalação
1. A instalação deverá obedecer a ordem inversa da
desmontagem.

Tabela de Folgas do Conjunto de Engrenagens

Folga axial entre a árvore primária e a carcaça da transmissão automática 0,15 a 0,3 mm

Folga axial entre a árvore secundária e a carcaça da transmissão 0,25 a 0,4 mm

Folga axial entre a árvore intermediária e a carcaça da transmissão 0,25 a 0,4 mm

Folga axial entre o eixo da engrenagem de marcha à ré e a carcaça da transmissão 0,35 a 0,5 mm

Pré tensão do rolamento cônico do diferencial 0,26 mm

Tabela de Torques

Parafuso da carcaça da transmissão automática na carcaça do conversor 25 N m

Parafuso da carcaça da transmissão automática no eixo da marcha à ré 20 N m

www.brasilautomatico.com.br
32
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medir e Ajustar a Folga da Árvore Primaria

1. Carcaça da transmissão automática


2. Carcaça do conversor
3. Rolamento radial
4. Árvore primária
A. Altura do eixo na carcaça do
conversor com o rolamento radial
B. Profundidade da carcaça da
transmissão
C. Folga medida sem arruela de
compensação
D. Espessura da junta

1. Montar placa de apoio (P) na carcaça da transmissão (1);


2. Soltar parafusos de regulagem (R) até que a placa de apoio encoste na carcaça da transmissão (1).

www.brasilautomatico.com.br
33
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medição da Profundidade da Carcaça da Transmissão – Cálculo da Medida “B”

A medida “B” é a distância entre a superfície de apoio do


rolamento até a superfície do flange da carcaça da
transmissão. Para efetuar esta medição, primeiramente,
deve-se remover a arruela de compensação.
1. Colocar o apoio paralelo (AP) sobre a superfície do
flange da carcaça da transmissão (1);
2. Inserir o cálibre de profundidade sobre o apoio
paralelo (AP), ir até a superfície do flange da carcaça
da transmissão e zerar o calibre;
3. Ir até a superfície de apoio do rolamento da carcaça
da transmissão e anotar o valor medido.

www.brasilautomatico.com.br
34
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medição da Altura da Árvore – Calculo da Medida “A”

A medida “A” compreende a distância entre a face do NOTA:


rolamento até a superfície do flange da carcaça do Deve ser colocado com a superfície de apoio para
conversor. Para uma correta medição, antes da cima.
instalação do mordente (AM), certifique-se que as
superfícies de apoio e separação da carcaça do 6. Colocar o mordente (7) sobre o rolamento radial (3);
conversor estejam limpas e sem riscos ou estrias. 7. Com o calibre de profundidade (6), ir até o centro do
1. Apoiar a carcaça do conversor (2) sobre os calços; mordente (7) e anotar o valor medido;
2. Inserir a árvore primária (4) na carcaça do conversor (2); 8. Deduzir a medida real do mordente da altura do eixo
3. Montar o sobreposto (AM) na carcaça do conversor (2); medido.

4. Ir com o calibre de profundidade (6) até a superfície NOTA:


do flange da carcaça do conversor (2) e colocar o A dimensão real do mordente deve ser lida no
calibre (6) em zero; mordente.
5. Colocar o rolamento radial (3) sobre a árvore
primária;

Cálculo da espessura das arruelas de compensação


Calcular a altura do eixo A:

Exemplo:
Altura medida do eixo 182,05 mm
- Dimensão real do mordente - 26,00 mm
Medida A da altura do eixo 156,05 mm

www.brasilautomatico.com.br
35
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Cálculo da folga C:

Exemplo:
Profundidade da carcaça da transmissão (medida “B”) 156,75 mm
+ Espessura da junta “D” (0,25 mm) + 0,25 mm
- Altura do eixo (Medida “A”) - 156,05 mm
Folga medida “C” 0,95 mm

Determinar espessura da arruela de compensação:

Exemplo:
Folga medida “C” 0,95 mm
- Folga nominal - 0,15 mm
Espessura da arruela de compensação “S” 0,80 mm

A arruela de compensação está disponível como peça de reposição nas espessuras “S” de 0,2; 0,3 e 0,5 mm.
Podem ser combinadas entre si até duas arruelas de compensação.

www.brasilautomatico.com.br
36
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medir e Ajustar Folga Axial da Árvore Secundária

1. Carcaça da Transmissão Automática


2. Carcaça do conversor
3. Rolamento axial
4. Árvore secundária
5. Arruela de compensação
A. Altura do eixo na carcaça do
conversor com rolamento axial
B. Profundidade da carcaça da
transmissão
C. Folga medida sem arruela de
compensação
D. Espessura da junta
E. Folga nominal com arruela de
compensação

- Montar a placa de apoio na carcaça da transmissão.

Medir a Profundidade da Carcaça da Transmissão – Cálculo da Medida “B”

A medida “B” é a distância entre a superfície de apoio do 2. Inserir o cálibre de profundidade sobre o apoio
rolamento da carcaça da transmissão até a superfície paralelo (AP), ir até a superfície do flange da carcaça
do flange da carcaça da transmissão. da transmissão e zerar o calibre;
1. Colocar o apoio paralelo (AP) sobre a superfície do 3. Ir até a superfície de apoio do rolamento da carcaça
flange da carcaça da transmissão (1); da transmissão e anotar o valor medido.

www.brasilautomatico.com.br
37
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medir a Altura da Árvore – Cálculo da Medida “A”

A medida “A” é a medida entre o rolamento axial até a 5. Medir a espessura da arruela de compensação (5);
superfície da flange da carcaça do conversor. 6. Colocar e comprimir o rolamento axial (3) e a arruela
1. Apoiar a carcaça do conversor (2) sobre os calços; de compensação (5) sobre a árvore secundária (4);
2. Inserir a árvore primária (4) na carcaça do conversor (2); 7. Com o cálibre de profundidade (6), ir até a superfície
3. Montar o sobreposto (SB) na carcaça do conversor (2); superior da arruela de compensação (5) e deduzir
do valor medido a espessura da arruela de
4. Ir com o cálibre de profundidade (6) até a superfície
compensação (5);
da flange da carcaça do conversor (2) e colocar o
calibre (6) em “0”; 8. Anotar o valor medido.

Cálculo da espessura das arruelas de compensação:


Cálculo da folga C:

Exemplo:
Profundidade da carcaça da transmissão (medida “B”) 174,45
+ Espessura da junta “D” (0,25 mm) + 0,25 mm
- Altura do eixo (Medida “A”) - 174,55 mm
Folga medida “C” 1,15 mm

Determinar espessura da arruela de compensação:

Exemplo:
Folga medida “C” 1,15 mm
- Folga nominal - 0,25 mm
Espessura da arruela de compensação “S” 0,90 mm

A arruela de compensação está desponível como peça de reposição nas espessuras “S” de 0,6 até 1,5 mm em
escala de 0,1 mm.

www.brasilautomatico.com.br
38
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medir e Ajustar a Folga Axial da Árvore Intermediária

1. Carcaça da Transmissão Automática


2. Carcaça do conversor
3. Rolamento radial
4. Árvore intermediária
A. Altura do eixo na carcaça do conversor
com rolamento radial
B. Profundidade da carcaça da transmissão
C. Folga medida sem arruela de
compensação
D. Espessura da junta

- Montar a placa de apoio na carcaça da transmissão.

Medir a Profundidade da Carcaça da Transmissão – Cálculo da Medida “B”

A medida “B” é a distância entre a superfície de apoio do 2. Inserir o cálibre de profundidade sobre o apoio
rolamento da carcaça da transmissão até a superfície paralelo (AP), ir até a superfície do flange da carcaça
da flange da carcaça da transmissão. Para efetuar esta da transmissão e zerar o calibre;
medição, primeiramente, deve-se remover a arruela de
3. Ir até a superfície de apoio do rolamento da carcaça
compensação.
da transmissão e anotar o valor medido.
1. Colocar o apoio paralelo (AP) sobre a superfície do
flange da carcaça da transmissão (1);

www.brasilautomatico.com.br
39
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medir a Altura do Eixo – Cálculo da Medida “A”

A medida “A” compreende a distância entre a face do 5. Colocar o rolamento radial (3) sobre árvore
rolamento até a superfície da flange da carcaça do intermediária (4);
conversor. Para uma correta medição, antes da
NOTA:
instalação do mordente (AM), certifique-se de que as
superfícies de apoioe separação da carcaça do Deve ser colocado com a superfície de apoio para cima.
conversor estejam limpas e sem riscos ou estrias.
6. Colocar o mordente (7) sobre o rolamento radial (3);
1. Apoiar a carcaça do conversor (2) sobre os calços;
7. Com o cálibre de profundidade (6), ir no centro do
2. Inserir a árvore intermediária (4) na carcaça do mordente (7) e anotar o valor medido;
conversor (2);
8. Deduzir a medida real do mordente da altura do eixo
3. Montar o sobreposto (AM) na carcaça do conversor; medido.
4. Ir com o cálibre de profundidade (6) até a superfície
NOTA:
da flange da carcaça do conversor (2) e colocar o
calibre (5) em “0”; A dimensão real do mordente deve ser lida no
mordente.

Cálculo da espessura das arruelas de compensação:


Calcular altura do eixo A:
Determinar espessura da arruela de compensação:
Exemplo:
Exemplo:
Altura medida do eixo 180,05 mm
Folga medida “C” 1,35 mm
- Dimensão real do mordente - 26,00 mm
- Folga nominal - 0,15 mm
Medida “A” da altura do eixo 154,85 mm
Espessura da arruela de 1,10 mm
compensação “S”
Cálculo da folga C:
Exemplo:
Arruela de compensação está disponível como peça de
Profundidade da carcaça da
reposição nas espessuras “S” de 0,2; 0,3 e 0,5 mm.
transmissão (medida”B”) 155,95 mm Podem ser combinadas entre si até duas arruelas de
+ Espessura da junta “D” (0,25 mm) + 0,25 mm compensação.
- Altura do eixo (Medida “A”) - 154,05 mm
Folga medida “C” 1,35 mm

www.brasilautomatico.com.br
40
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medir e Ajustar a Folga Axial do Eixo da Marcha-Ré

1. Carcaça da Transmissão Automática


2. Carcaça do conversor
3. Rolamento radial
4. Engrenagem da marcha-ré
5. Arruela batente
6. Eixo da marcha-ré
A. Distância entre a superfície do flange da
carcaça do conversor até a arruela batente (5)
B. Folga nominal com a arruela de compensação
C. Profundidade da carcaça da caixa de mudanças
D. Espessura da junta

- Montar a placa de apoio na carcaça da transmissão.

Medir a Altura da Árvore – Cálculo da Medida “A”

A medida “A” compreende a distância da flange da carcaça da flange da carcaça do conversor (2) e colocar o
da transmissão até a superfície superior da arruela batente. cálibre (7) em “0”;
Para uma correta medição, verificar para que as superfícies 3. Colocar a engrenagem da marcha-ré (4) com o
de apoio do mordente e de separação da carcaça do rolamento radial (3) e a arruela batente (5) sobre o
conversor estejam limpas e sem riscos ou estrias. eixo da marcha-ré;
1. Montar o sobreposto (AM) na carcaça do conversor (2); 4. Ir com o cálibre de profundidade (7) até a superfície
2. Ir com o cálibre de profundidade (7) até a superfície superior da arruela batente (5) e anotar a medida.

www.brasilautomatico.com.br
41
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medir Profundidade da Carcaça da Transmissão – Cálculo da Medida “B”

A medida “C” é a distância da superfície de encosto da 2. Inserir o cálibre de profundidade (7) sobre o apio
carcaça da transmissão até a superfície do flange da paralelo (AP), ir até a superfície do flange da carcaça
carcaça da transmissão. da transmissão e colocar o cálibre em “D”;
1. Colocar o apoio paralelo (AP) sobre a superfície do 3. Ir até a superfície de encosto da carcaça da trans-
flange da carcaça da transmissão (1); missão e anotar o valor medido.

Cálculo da folga B:

Exemplo:
Profundidade da carcaça da transmissão (medida “C”) 26,95 mm
+ Espessura da junta “D” (0,25 mm) + 0,25 mm
- Altura do eixo (Medida “A”) - 26,35 mm
Folga medida “B” 0,85 mm

Determinar espessura da arruela de compensação:

Exemplo:
Folga medida “B” 0,85 mm
- Folga nominal - 0,35 mm
Espessura da arruela de compensação “S” 0,5 mm

A arruela de compensação está disponível como peça de reposição nas espessuras “S” de 0,2; 0,3 e 0,5 mm.

www.brasilautomatico.com.br
42
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medir e Ajustar a Pré Tensão dos Rolamentos Cônicos do Diferencial

1. Carcaça da transmissão automática


2. Carcaça do conversor
3. Diferencial
4. Discos de compensação
A. Profundidade da carcaça do conversor
B. Profundidade da carcaça da transmissão
C. Profundidade total da carcaça
D. Altura do eixo com rolamento cônico
E. Espessura da arruela de compensação

— Montar a placa de apoio na carcaça do conversor

Medir a Profundidade da Carcaça do Conversor – Calculo da Medida “A”

A medida “A” é a distância da superfície de apoio do 2. Inserir o calibre de profundidade (5) sobre o apoio
rolamento da carcaça do conversor até a superfície do paralelo (AP), ir até a superfície do flange da carcaça
flange da carcaça do conversor. do conversor e zerar o calibre;
1. Colocar o apoio paralelo (AP) sobre a superfície do 3. Trazer a superfície de apoio do rolamento da carcaça
flage da carcaça do conversor (2); do conversor e anotar o valor medido.

www.brasilautomatico.com.br
43
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medir a Profundidade da Carcaça da Transmissão – Calculo da Medida “B”

A medida “B” é a distancia da superfície de apoio do 2. Inserir o calibre de profundidade(5) sobre o apoio
rolamento da carcaça da transmissão até a superfície paralelo (AP), ir até a superfície do flange da carcaça
do flange da carcaça da transmissão. da transmissão e zerar o calibre;
1. Colocar o apoio paralelo (AP) sobre a superfície do 3 Ir até a superfície de apoio do rolamento e anotar o
flage da carcaça da transmissão (1); valor medido.

Medição da Altura do Eixo – Medida “D”

Medida auxiliar “G” 2. Girar várias vezes o diferencial, para compensar os


assentamentos nos rolamentos cônicos;
A medida “G” é a medida entre a superfície superior do
dispositivo de pressão (Pr) até a peça de pressão, NOTA:
necessária para medir a altura do eixo. Através da força da mola é gerada a pré tensão ne-
1. Colocar o diferencial com o rolamento cônico e as cessária sobre as pistas.
pistas no dispositivo de pressão (Pr) e fechar o fuso 3. Com o calibre de profundidade (5) calcular a medida
até a posição “Block”; auxiliar “G” e anotar o valor medido.
www.brasilautomatico.com.br
44
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medida “D”:
A medida “D” é a distância entre o eixo da superfície de apoio da pista esquerda até a superfície de apoio da pista
direita.
Exemplo:
Medida “I” (dimensão real do dispositivo de pressão) 287,94 mm
- medida “G” (dimensão auxiliar medida) - 136,56 mm
- peça de pressão “H” (25 mm) - 25,00 mm
Altura o eixo “D” 126,38 mm

Calculo da profundidade total da carcaça “C”


A medida é dada pela profundidade da carcaça do conversor somada à profundidade da carcaça da transmissão
mais a espessura da junta.
Exemplo:
Medida “A” (profundidade da carcaça do conversor) 58,55 mm
+ medida “B” (profundidade da carcaça da transmissão) + 69,46 mm
+ espessura da junta (0,25 mm) + 0,25 mm
Profundidade total da carcaça “C” 128,26 mm

Determinar espessura da arruela de compensação “F”


Exemplo:
Profundidade total da carcaça 128,26 mm
- altura do eixo medido (medida “D”) - 126,39 mm
+ pré tensão (0,26 mm) + 0,26 mm
Espessura da arruela de compensação “F” 2,13 mm

NOTA:
A espessura calculada deve estar entre 0,93 e 2,13 mm.
A arruela de compensação (4) está disponível como peça de reposição nas espessuras que variam entre 0,96 até
2,16 mm, em escala de 0,04 mm.
A espessura calculada da arruela deve ser arredondada na próxima espessura maior da arruela.

www.brasilautomatico.com.br
45
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remoção e Instalação do Diferencial


1. Remover a carcaça da transmissão da carcaça do
conversor (3);
2. Remover o reservatório de compensação (2) na
carcaça do conversor (3);

NOTA:
Torque dos parafusos do reservatório de compensa-
ção do conversor: 5 Nm.

3. Remover o diferencial lateralmente;


4. Remover o rolamento cônico do diferencial;
5. Remover as pistas externas do rolamento cônico da
carcaça do conversor, assim como na transmissão.

Instalação
1. Medir e ajustar a pré tensão dos rolamentos cônicos
do diferencial;

NOTA:
Na substituição do diferencial (1) ou dos rolamentos
do diferencial, a pré tensão dos rolamentos deve ser
medida e ajustada.

2. Instalar as pistas externas do rolamento cônico da


carcaça do conversor de torque assim como na
transmissão;
3. Instalar o rolamento cônico do diferencial;
4. Montar lateralmente o diferencial (1);
5. Instalar o reservatório de compensação (2) na
carcaça do conversor (3);
6. Instalar a carcaça da transmissão na carcaça do
conversor (3).

www.brasilautomatico.com.br
46
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Desmontagem e Montagem do Diferencial


Este procedimento só é necessário quando for preciso executar reparos no diferencial.

1. Carcaça do diferencial
2. Bucha de fixação
3. Pinos dos satélites
4. Engrenagens satélites
5. Arruela esférica de plástico
6. Arruelas de compensação
7. Engrenagens planetárias

Desmontagem do Diferencial
1. Remover a coroa;

NOTA:
Antes de removê-la utilizando uma ferramenta apro-
priada, marcá-la em relação à carcaça do diferencial.
Na instalação, aquecer a coroa até 100OC e obser-
var as marcações na coroa e na carcaça do diferen-
cial, feitas anteriormente.
2. Fixar a carcaça do diferencial (7);
3. Remover a luva de fixação (2) e o pino das satélites
(3) utilizando um mandril;
4. Remover as engrenagens satélites (4) com a arruela
esférica (5) e as engrenagens planetárias (7) com
as arruelas de encosto (6);

NOTA:
Inserir e girar o mandril de montagem (M) até que as
engrenagens satélites (4) estejam verticalmente na
abertura.
Remover as engrenagens satélites (4) com a arruela
esférica de plástico (5).
Retirar as engrenagens planetárias (7) com a arrue-
la de compensação (6).
5. Verificar todas as peças e substituir o que for
necessário.

NOTA:
As peças que tiverem superaquecido ou engriparem,
devem ser substituídas.

www.brasilautomatico.com.br
47
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Montagem
1. Instalar as engrenagens planetárias (7) com as
arruelas de compensação (6) e as engrenagens
satélites (4) com as arruelas esféricas de plástico (5);
Na substituição do diferencial ou dos rolamentos do
diferencial a pré tensão dos rolamentos do diferencial
deve ser medida e ajustada.
2. Encaixar o mandril de montagem (M) nos furos da
carcaça do diferencial;
3. Montar as duas engrenagens planetárias (7) com as
arruelas de compensação (6) sobre o mandril de
montagem;
4. Colocar as engrenagens satélites (4) com as
arruelas esféricas de plástico, juntas e precisamente
opostas, na carcaça do diferencial e montar girando
o mandril (M);
5. Colocar o mandril na carcaça do diferencial para a
fixação das engrenagens satélites e arruelas
esféricas, ao invés do pino das satélites.

www.brasilautomatico.com.br
48
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Desmontagem e Montagem da Árvore Primária

1. Árvore primária 9. Rolamento radial


2. Rolamento axial 10. Engrenagem da 4ª marcha
3. Engrenagem da 3ª marcha 11. Rolamento axial
4. Anel trava 12. Engrenagem constante
5. Rolamento axial 13. Rolamento radial
6. Arruela batente 14. Rolamento radial
7. Arruela batente 15. Alimentação da pressão de óleo para a embreagem K4
8. Rolamento axial 16. Alimentação de pressão de óleo para a embreagem K3

Remoção 9. Retirar a engrenagem da 4ª marcha(10) com o


rolamento radial (9) e rolamento axial (11);
1. Desmontar as engrenagens.
10. Retirar o rolamento axial (8) e o disco de arraste (7);
11. Desmontar a embreagem de discos K4;
Desmontagem e Montagem
12. Medir e ajustar a folga da embreagem.
1. Antes da remoção, identificar todos os componentes
para que sejam mantidas as posições originais;
Instalação
2. Remover os rolamentos radiais 13 e 14, relativos à
engrenagem da 3ª marcha; Medir e ajustar a folga axial da árvore primária.
3. Retirar a engrenagem da 3ª marcha junto com o Folga axial entre a árvore e a transmissão:
rolamento axial (2);
0,15 a 0,3 mm
4. Retirar o rolamento axial (5);
Pré tensão do rolamento cônico do diferencial:
5. Desmontar a embreagem de discos K3;
0,26 mm
6. Medir e ajustar a folga da embreagem;
Instalar as engrenagens.
7. Remover o anel trava (4);
8. Remover prensando a engrenagem (12);

www.brasilautomatico.com.br
49
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Desmontagem e Montagem da Árvore Intermediária

1. Árvore intermediária 12. Rolamento radial


2. Anel trava 13. Rolamento axial
3. Engrenagem constante 14. Engrenagem da 1ª marcha
4. Rolamento axial 15. Rolamento radial
5. Engrenagem da 2ª marcha 16. Rolamento axial
6. Rolamento radial 17. Arruela batente
7. Rolamento axial 18. Anel trava
8. Arruela batente 19. Alimentação da pressão de óleo para a embreagem K1
9. Arruela batente 20. Alimentação da pressão de óleo para a embreagem K2
10. Rolamento axial 21. Alimentação da pressão de óleo para a embreagem KR
11. Engrenagem da marcha à ré

Remoção 9. Desmontar a embreagem de discos K1;

1. Remover as engrenagens. 10. Medir e ajustar a folga da embreagem de discos K1;


11. Retirar o disco de arraste (17);
12. Retirar a engrenagem da 1ª marcha (14) com o
Desmontagem e Montagem rolamento radial (15) e rolamento axial (16);
1. Antes da remoção, identificar todos os componentes 13. Retirar a engrenagem da marcha à ré (11) com o
para que sejam mantidas suas posições originais; rolamento radial (12) e rolamento axial (13);
2. Remover o anel trava (2), prensando a engrenagem 14. Retirar o rolamento axial (10) e o disco de arraste (9);
frontal (3); 15. Desmontar a embreagem de discos KR;
3. Retirar a engrenagem da 2ª marcha (5) com o 16. Medir e ajustar a folga da embreagem de discos KR.
rolamento radial (6) e rolamento axial (4);
4. Retirar o rolamento axial (7) e o disco de arraste (8);
5. Desmontar a embreagem de discos K2;
Instalar
6. Medir e ajustar a folga da embreagem de discos K2; 1. Medir e ajustar a folga axial da árvore primária.
7. Remover o anel trava (18); Folga entre a árvore e transmissão: 0,25- 0,4 mm
8. Separar por pressão a embreagem de discos K1; Pré tensão do rolamento cônico do diferencial: 0,26 mm

www.brasilautomatico.com.br
50
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Desmontagem da Árvore Secundária

1. Árvore secundária 7. Rolamento radial


2. Anel trava 8. Rolamento axial
3. Arruela batente 9. Alimentação da pressão de óleo
4. Rolamento axial para a embreagem K5
5. Engrenagem da 5ª marcha 10. Prato da mola
6. Rolamento radial 11. Mola de disco

Remoção Montagem
1. Remover as engrenagens. 1. Introduzir o rolamento axial (8) na árvore secundária.
2. Montar a embreagem de discos K5;

Desmontagem 3. Introduzir o prato da mola (10) e a mola (11) na


embreagem de discos K5;
1. Antes de remover, identificar todos os componentes 4. Introduzir a engrenagem da 5ª marcha (5) com o
para que sejam mantidas as posições originais; rolamento radial (6, 7), o rolamento axial (4) e a
2. Remover o anel trava (2), prensando a embreagem arruela de encosto (3) na embreagem de discos K5;
de discos (5); 5. Prender a engrenagem da 5ª marcha (5) e a embre-
3. Retirar a engrenagem da 2ª marcha (5) com o agem de discos K5 com uma cinta de borracha;
rolamento radial (6) e o rolamento axial (4); 6. Prensar com um mandril a engrenagem da 5ª marcha
4. Retirar o prato da mola (10) e mola (11); e a embreagem de discos K5 na árvore secundária;
5. Desmontar a embreagem de discos K5; 7. Instalar o anel trava (2) e retirar a fita de borracha.
6. Retirar o disco de arraste (3);
7. Retirar a engrenagem da 5ª marcha (5) com seus Instalação
rolamentos radiais (6, 7) e rolamento axial (4);
Medir e ajustar a folga axial da árvore primária.
8. Retirar o rolamento axial (8).
Folga entre a arvore e a transmissão: 0,25 – 0,4 mm
Pré tensão do rolamento cônico do diferencial: 0,26 mm
www.brasilautomatico.com.br
51
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Desmontagem e Montagem da Embreagem de Discos K1, K2 e KR

1. Cubo
2. Suporte dos discos externos
3. Anel trava
4. Anel trava
5. Disco final
6. Discos externos
7. Discos internos
8. Mola de disco
9. Prato da mola
10. Mola de disco
11. Êmbolo
12. Anel de vedação
13. Anel de vedação

Desmontagem 3. Os chanfros devem apontar para a superfície de


vedação;
1. Remover o anel trava (4) e disco final (5), discos
externos (6) e discos internos (7) do suporte dos 4. Instalar o êmbolo (11);
discos externos (2); 5. Instalar a mola de disco (10) e o prato da mola (9);
2. Retirar a mola prato (8); 6. Comprimir a mola de disco (10) com o auxílio de um
3. Comprimir a mola de disco (10) com um dispositivo dispositivo de pressão e instalar o anel trava (3);
de pressão e remover o anel trava (3); 7. Centralizar o prato da mola;
4. Remover o prato da mola (9) e a mola de disco (10); 8. Introduzir a mola de disco (8) com a ondulação
5. Remover o êmbolo (11). apontando para o conjunto de discos;
9. Introduzir de modo alternado os discos externos (6)
e os discos internos (7) no suporte dos discos
Montagem externos (2);
1. Antes da instalação dos novos discos, mergulhar os 10. Começar com o disco externo (6). Instalar os discos
discos em ATF por pela menos uma hora; de modo que a guarnição de atrito aponte sempre
2. Substituir os anéis de vedação (7, 8); para o anel trava;
11. Montar o disco de saída (5) e instalar o anel trava (4).

www.brasilautomatico.com.br
52
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medição e Ajuste da Folga das Embreagens de Discos K1, K2 e KR

Para o teste, submeter a uma carga de 10 N o disco A folga “L” é regulável por diferentes espessuras do anel
externo (5) no sentido da seta, medindo com um calibre trava “S” (4)
de profundidade as medidas “A” e “B”. Durante o O anel (4) está disponível em espessuras que variam de
procedimento, o anel trava (4) deve encostar na 0,1 em 0,1 mm entre 1,7 e 3,2 mm.
superfície superior de apoio da ranhura no suporte do
disco externo (2).
Folga da embreagem de discos K2 e K1: 0,5 a 0,7 mm
Folga da embreagem de discos KR: 1,0 a 1,2 mm
Cálculo de “L”:

Medida “A”
- Medida “B”
- Espessura do anel trava “S”
Folga “L”

www.brasilautomatico.com.br
53
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Desmontagem e Montagem da Embreagem de Discos K3

1. Anel trava
2. Disco final
3. Mola de disco
4. Discos externos
5. Discos internos
6. Anel trava
7. Arruela batente
8. Prato da mola
9. Mola de disco
10. Êmbolo
11. Suporte dos discos externos
12. Anel de vedação
13. Anel de vedação
14. Anel de vedação
15. Árvore primária

Desmontagem 3. Os chanfros devem apontar para a superfície de


vedação;
1. Remover o anel trava (1) e disco final (2), discos
externos (4), e discos internos (5) do suporte de 4. Instalar o êmbolo (10);
discos externos (11); 5. Instalar a mola prato (9), o prato da mola (8) e arruela
2. Retirar a mola prato (3); batente (7);

3. Comprimir a mola de disco (9) com um dispositivo 6. Comprimir a mola prato (9) com um dispositivo de
de pressão e remover o anel trava (6); pressão e instalar o anel trava (6);

4. Remover a arruela batente (7), prato da mola (8) e 7. Introduzir a mola prato (3) com a ondulação
mola de disco (9); apontando para o conjunto de discos;

5. Remover o êmbolo (10). 8. Introduzir de modo alternado os discos externos (4)


e os discos internos (5) no suporte dos discos
externos (11);
Montagem 9. Começar com o disco externo fino sem a guarnição
1. Antes da instalação dos novos discos, mergulhar os de atrito. Introduzir os discos externos e internos de
discos em ATF por pelo menos uma hora; maneira alternada, de tal modo que a guarnição de
atrito aponte sempre para o anel trava;
2. Substituir os anéis de vedação (12, 13, 14);
10. Introduzir o disco final (2) e instalar o anel trava.

www.brasilautomatico.com.br
54
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medição e Ajustagem da Folga da Embreagem de Discos K3

Medir com um calibre a folga “L” de K3 e K4, submeter


simultaneamente o disco externo (2) a uma carga de
aproximadamente 10 N no sentido da seta. A folga “L” é
ajustável de acordo com a espessura do anel trava (1).
No procedimento, o anel trava (1) deve encostar na
superfície superior de apoio da ranhura no suporte do
disco externo.
O anel trava está disponível nas espessuras “S” de 1,7
até 2,9 mm em escala de 0,3 mm.

www.brasilautomatico.com.br
55
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Desmontagem e Montagem da Embreagem de Discos K4

1. Anel trava
2. Disco final
3. Mola de disco
4. Discos externos
5. Discos internos
6. Anel trava
7. Prato da mola
8. Mola de disco
9. Êmbolo
10. Suporte dos discos externos
11. Anel de vedação
12. Anel de vedação
13. Anel de vedação
14. Árvore primária

Desmontagem 3. Os chanfros devem apontar para a superfície de


vedação;
1. Remover o anel trava (1) e disco final (2), discos
externos (4) e discos internos (5) do suporte dos 4. Instalar o êmbolo (9);
discos externos (10); 5. Instalar a mola disco (8), prato da mola (7);
2. Retirar a mola prato (3); 6. Comprimir a mola prato (8) com um dispositivo de
3. Comprimir a mola prato (8)com um dispositivo de pressão e instalar o anel trava (6);
pressão e remover o anel trava (6); 7. Introduzir a mola prato (3) com a ondulação apon-
4. Remover o prato da mola (7) e a mola de disco (8); tando para o conjunto de discos;

5. Remover o êmbolo (9). 8. Introduzir de maneira alternada os discos externos


(4) e os discos internos (5) no suporte dos discos
externos (10);
Montagem 9. Começar com o disco externo fino sem a guarnição
1. Antes da instalação dos novos discos, mergulhar os de atrito. Introduzir os discos externo e internos
discos em ATF por pelo menos uma hora; seguintes, de tal maneira que a guarnição de atrito
aponte sempre para o anel trava;
2. Substituir os anéis de vedação (11, 12, 13);
10. Introduzir o disco final (2) e instalar o anel trava (1).

www.brasilautomatico.com.br
56
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medição e Ajuste da Folga da Embreagem de Discos K4

Medir com um calibre a folga “L”de K3 e K4. Submeter O anel trava está disponível nas espessuras “S” de
simultaneamente o disco externo (2) a uma carga de 1,7 a 2,9 mm em escala de 0,3 mm.
aproximadamente 10 N no sentido da seta. A folga “L” é
ajustável de acordo com a espessura do anel trava (1).
Folga da embreagem de discos K4: 0,5 – 0,9 mm
No procedimento, o anel trava (1) deve encostar na
superfície superior de apoio da ranhura no suporte do
disco externo.

www.brasilautomatico.com.br
57
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Desmontagem e Montagem da Embreagem de Discos K5

1. Anel de vedação
2. Disco final
3. Discos internos
4. Anel de vedação
5. Cubo
6. Suporte dos discos externos
7. Discos externos
8. Anel trava
9. Êmbolo

Desmontagem 2. Substituir os anéis de vedação (1, 4);

1. Remover o anel trava; 3. Os chanfros devem apontar para a superfície de


vedação;
2. Remover os discos externos (7) e os discos internos
(3) do suporte dos discos externos (6); 4. Instalar o êmbolo (9);

3. Remover o êmbolo (9). 5. Introduzir de maneira alternada os discos externos


(7) e os discos internos (3) no suporte dos discos
externos (6);
Montagem 6. Instalar os discos de maneira que a guarnição de
1. Antes da instalação dos novos discos, mergulhar os atrito aponte sempre para o anel trava;
discos em ATF durante uma hora pelo menos; 7. Introduzir o disco final (2) e instalar o anel trava (8).

www.brasilautomatico.com.br
58
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Medição e Ajuste da Folga da Embreagem de Discos K5

Medir com um calibre a folga “L” de K5. Submeter O anel trava está disponível nas espessuras “S” de 1,7 a
simultaneamente o disco externo (2) a uma carga de 3,2 mm em escala de 0,3 mm.
aproximadamente 10 N no sentido da seta. A folga “L” é
ajustável de acordo com a espessura do anel trava (1).
Folga da embreagem de discos K5: 1,0 a 1,4 mm
No procedimento, o anel trava (1) deve encostar na
superfície superior de apoio da ranhura no suporte dos
discos externos.

www.brasilautomatico.com.br
59
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remoção e Instalação do Corpo de Válvulas

1. Carcaça da transmissão automática


2. Pino de ajuste
3. Unidade do corpo de válvulas
4. Filtro de óleo
5. Junta
6. Cárter de óleo
7. Ímã
8. Parafusos de fixação
9. Bujão de escoamento de óleo
10. Parafusos de fixação

Remoção 9. Observar a posição dos filtros, válvulas retentoras


de pressão, cartucho dos filtros, posição de
1. Colocar a alavanca seletora de marchas na posição “P”;
instalação da válvula seletora.
2. Transmitir os dados de codificação do comando da
transmissão frontal (FGS) ao scanner. Conectar o NOTA:
scanner e fazer a leitura da memória de falhas. (DTCs); Na instalação, tomar cuidado para que o pino de
NOTA: ajuste penetre no furo da carcaça da transmissão.

Apenas em caso de substituição do corpo de válvulas. Instalação


3. Remover o bujão de escoamento de óleo (9) do cárter 1. A instalação se dá na ordem inversa da remoção;
e escoar o óleo; 2. Transferir os dados de codificação memorizados no
NOTA: scanner ao novo corpo de válvulas (FGS) – Em caso
de substituição do corpo de válvulas somente;
Na instalação, substituir o anel de vedação do bujão.
3. Conectar o scanner e fazer a leitura da memória de
4. Limpar as proximidades do cárter; falhas;
5. Remover o parafuso (8); NOTA:
6. Remover o cárter de óleo (6) com sua junta (5); Somente em caso de substituição do corpo de válvulas.
NOTA: 4. Verificar o nível de óleo da transmissão e completar
Conforme o estado, substituir a junta. se necessário;
5. Executar a adaptação do comando da transmissão
7. Retirar o filtro de óleo (4);
(FGS) com o scanner.
8. Remover o corpo de válvulas (3) removendo os
parafusos de fixação (10); NOTA:
Somente em caso de substituição do corpo de válvulas.

www.brasilautomatico.com.br
60
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Torques recomendados:
Bujão de escoamento de óleo do cárter: 22 Nm
Parafusos do cárter na carcaça da transmissão automática: 8 Nm
Parafusos de fixação do corpo de válvulas na carcaça da transmissão automática: 8 Nm

Posição de Instalação da Válvula Seletora (Manual)

1. Carcaça da transmissão
2. Válvula seletora
3. Corpo de válvulas

Disposição dos Filtros e das Válvulas de Retenção de Pressão

1. Filtro
2. Válvula de retenção de pressão
3. Cartucho do filtro

www.brasilautomatico.com.br
61
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remoção e Instalação da Unidade de Comando Central da Alavanca

1. Cabo de seleção
2. Grampo trava
3. Comando central
4. Parafuso de fixação
5. Pino de segurança
C. Conector de reconhecimento de marcha

Remoção 9. Remover o cabo de seleção (1) do comando central (3);

1. Remover a cobertura da alavanca de mudanças; 10. Remover o grampo de segurança (2).

2. Remover o comando central traseiro;


3. Remover o revestimento dianteiro do console central; Instalação
4. Remover o conector de reconhecimento de marcha C; 1. Instalar na ordem inversa da remoção.
5. Colocar a alavanca seletora na posição “P”;
6. Remover os parafusos de fixação (4);
Torque recomendado:
7. Na instalação, regular o cabo de seleção;
Parafuso de fixação do comando central na carroceria:
8. Inclinar o comando central (3) para o lado e remover
o pino de segurança (5) do cabo de seleção; 8Nm

www.brasilautomatico.com.br
62
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Desmontagem e Montagem do Comando Central

1. Anel O-ring
2. Cobertura
3. Fita de cobertura
4. Comando central
5. Chapa suporte
TM – Trava magnética

Desmontagem 4. Soltar a cobertura (2) (setas);

1. Remover o comando central; 5. Remover a fita de cobertura (3).

2. Remover o comando da trava magnética (TM);


3. Destrava a chapa suporte (5) do comando central Montagem
(4) e remover a trava magnética (TM) girando no
1. A montagem deve-se dar na ordem inversa da
sentido anti-horário;
desmontagem.

www.brasilautomatico.com.br
63
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remoção e Instalação do Cabo Shift-Lock da Chave de Ignição


(Travamento da Alavanca)

Remoção 11. Soltar os botões da coifa de vedação e passar o cabo


pela parede frontal.
1. Desconectar o cabo massa da bateria;
2. Empurrar a luva de plástico (1) através do destrava-
mento dos ressaltos de fixação e desacoplar o cabo Instalação
shift-lock;
1. Deve-se instalar o cabo na ordem inversa da
3. Executar este passo somente quando o cabo shift- desmontagem;
lock não for removido completamente;
2. Regular os cabos shift-lock.
4. Na instalação, antes de acoplar, tensionar a mola de
regulagem no botão de regulagem; Teste funcional

5. Soltar o cabo shift-lock (3) na transmissão automática 1. Colocar a chave de ignição na posição “0”;
da alavanca shift-lock; 2. A alavanca seletora somente poderá ser desen-
6. Comprimir o grampo de plástico (4) e remover do gatada na posição “P” com a chave de ignição na
suporte; posição “2” e o pedal de freio acionado;
7. Remover a cobertura sobre o difusor de ar do lado 3. A chave de ignição só poderá ser removida com a
do motorista; alavanca seletora na posição “P” (veículos até 02/
8. Remover o interruptor combinado; 2001);

9. Tirar a luva de plástico da chave de ignição e remover 4. A chave de ignição só poderá ser removida com a
a cobertura do tubo da coluna de direção; alavanca seletora na posição “P” e o pedal de freio
não acionado. (Veículos após Março de 2001).
10. Comprimir os ressaltos de fixação (setas) e soltar o
cabo shift-lock (3) da chave de ignição;

1. Luva de plástico 3. Cabo shift-lock


2. Botão de regulagem 4. Grampo de plástico

www.brasilautomatico.com.br
64
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remoção e Instalação do Cabo Shift-Lock do Pedal do Freio

Remoção 6. Remover o grampo de plástico (seta) do suporte do


pedal do freio, comprimindo os ressaltos de fixação
1. Empurrar a luva plástica (2) através do destravamento
no grampo de plástico;
dos ressaltos de fixação e desacoplar o cabo shift-
lock; 7. Desenganchar o cabo (3) do suporte mancal do pedal
do freio;
2. Este passo só deve ser executado quando o cabo
shift-lock não for removido completamente; 8. Soltar os botões da coifa de vedação (5) e passar o
cabo pela parede frontal.
3. Na instalação, antes de acoplar o cabo, tensionar a
mola de regulagem no botão de regulagem;
4. Soltar o cabo shift-lock (3) na transmissão automática Instalação
da alavanca shift-lock;
1. Instale o cabo na ordem inversa da remoção;
5. Comprimir o grampo plástico (4) e remover do
2. Regular o cabo shift-lock.
suporte;

1. Botão de regulagem 3. Cabo shift lock 5. Coifa de vedação


2. Luva de plástico 4. Grampo de plástico

www.brasilautomatico.com.br
65
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remoção e Instalação do Cabo da Alavanca Seletora da Transmissão Automática

Remoção 11. Remover o suporte do cabo de seleção na trans-


missão automática;
1. Remover a cobertura da alavanca seletora;
12. Comprimir a coifa de vedação para fora da parede
2. Remover o console central traseiro;
frontal;
3. Remover a cobertura do console central;
13. Remover o cabo de seleção pelo compartimento
4. Remover o console central dianteiro; interno.
5. Remover o comando central;
6. Remover a travessa de reforço no assoalho do
Instalação
veículo;
7. Baixar o motor com o suporte do eixo dianteiro; 1. Instale o cabo na ordem inversa da remoção.

8. Engatar a alavanca seletora na posição “P”; Torque recomendado


9. Soltar o cabo da alavanca seletora; Parafuso de fixação do suporte do cabo de seleção e
10. Na instalação, aplicar levemente uma camada de grupo na transmissão automática: 8 Nm
graxa no terminal esférico;

1. Grampo trava
2. Cabo de seleção de marchas
3. Coifa de vedação
4. Suporte P. Posição de estacionamento
5. Suporte R. Marcha a ré
6. Alavanca de seleção de marchas N. Neutro
D. Posição de marchas a frente

www.brasilautomatico.com.br
66
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remoção e Instalação do Eixo da Alavanca Shift-Lock (Chave)

1. Eixo da alavanca shift-lock (chave)


2. Eixo da alavanca seletora
3. Eixo da alavanca shift-lock (freio)
4. Parafuso de fixação
5. Placa entalhada
6. Parafusos de fixação
7. Trava
8. Mola

Remover 8. Soltar a mola (8) da trava (7);

1. Remover a transmissão com o conversor de torque; 9. Remover o eixo da alavanca Shift-Lock (3) da carcaça
da transmissão, utilizando um mandril apropriado.
2. Fixar a caixa em um cavalete;
3. Remover unidade de comando eletrohidráulica; NOTA:
4. Remover a carcaça da transmissão da carcaça do Marcar o eixo da alavanca Shift-Lock (3) em relação
conversor; a carcaça da transmissão.
Na instalação, observar a posição de montagem do
5. Remover parafuso (4); eixo (3).
6. Remover da carcaça da transmissão a alavanca de
seleção, utilizando um mandril apropriado; Instalação
NOTA: 1. Instalação na ordem inversa a remoção.
Marcar o eixo da alavanca seletora (2) em relação a Parafuso da placa entalhada na alavanca seletora:
carcaça da transmissão. 8Nm
Parafuso da trava na alavanca Shift-Lock:
7. Solte o parafuso (6);
8Nm

www.brasilautomatico.com.br
67
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remover e Instalar o Eixo da Alavanca Shift-Lock

1. Eixo da alavanca Shift-Lock (chave)


2. Eixo da alavanca Shift-Lock (freio)
3. Placa entalhada
4. Alavanca seletora
5. Parafuso
6. Trava
7. Mola
8. Chave soquete
9. Gancho de montagem

www.brasilautomatico.com.br
68
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remover Instalar
1. Desengatar os cabos shift-lock do eixo da alavanca; 1. Introduzir a alavanca shift-lock (1) na carcaça da
2. Remover unidade de comando eletrohidráulica; transmissão;

3. Colocar o eixo da alavanca seletora na posição “P”; 2. Levar o eixo da alavanca seletora (4) na posição “P”.

4. Remover parafuso (5b); 3. Aparafusar parafuso (5a);

5. Desenganchar mola (7) com o gancho de montagem NOTA:


(9) da trava (6b); Girar o eixo da alavanca shift-lock (1) até ser possí-
6. Retirar a árvore da alavanca de mudanças e bloqueio vel colocar o parafuso (5a).
(2) da carcaça de transmissão e remover trava;
4. Levar o eixo da alavanca seletora (4) na posi-
7. Remover parafuso (5a);
ção “D”;
NOTA: 5. Desencaixar mola (7) da trava (6a) com o gancho de
Girar a alavanca Shift-Lock (1) até ser possível colo- montagem;
car o soquete (8), sobre o parafuso (5a). 6. Levar o eixo da alavanca seletora (4) na posição “P”;

8. Colocar o eixo da alavanca seletora (4) na posição 7. Introduzir o eixo da alavanca shift-lock (2) na carcaça
“D” para que a trava (6a) permaneça fixada na da transmissão e montar a trava (6b);
posição de montagem e desenganchar a mola (7) 8. Desencaixar mola (7) da trava (6b) com o gancho de
com o gancho de montagem; montagem;
9. Remover o eixo da alavanca do shift-lock (1) da NOTA:
carcaça da transmissão.
Conduzir gancho de montagem sob a mola e girar o
gancho em 90o. Após, puxar a mola e enganchar.

9. Aparafusar parafuso (5b);


10. Instalar unidade de comando eletrohidráulica;
11. Engatar os cabos shift-lock no eixo da alavanca;
12. Regular os cabos;
13. Verificar o nível de óleo da transmissão e completa-
lo se necessário.
Parafuso da trava na alavanca Shift-Lock:
8 Nm

www.brasilautomatico.com.br
69
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remover e Instalar Mecanismo de Bloqueio de Estacionamento

1. Trava do bloqueio de estacionamento


2. Cavilha
3. Mola

Remover
1. Remover engrenagens.
2. Destacar a trava do bloqueio de estacionamento (1).

Instalar
1. Instalação na ordem inversa a remoção.

NOTA:
Observar posição de montagem da mola (3).

www.brasilautomatico.com.br
70
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remover e Instalar Retentores da Alavanca Shift-Lock e Seleção de Grupo

Remover
1. Remover o eixo da alavanca shift-lock e seleção de
grupo;
2. Remover os retentores da carcaça da transmissão
automática com uma ferramenta apropriada.

Instalação
1. Instalação na ordem inversa a remoção.

NOTA:
Instalar os retentores na carcaça da transmissão com
uma luva apropriada até o encosto.
Aplicar o óleo da transmissão no lábio de vedação
do retentor.

www.brasilautomatico.com.br
71
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remover e Instalar os Retentores dos


Semi-Eixos
Remover
1. Remover e instalar os semi-eixos dianteiros;
2. Com uma ferramenta apropriada, remover o retentor
(R) da carcaça da transmissão.

A. 12 mm, distância entre mandril e carcaça do conversor Instalação


B. 14 mm, distância entre mandril e carcaça da caixa
1. Instalação se dá na ordem inversa da remoção.

NOTA:
Montar o retentor (R) com o auxílio do mandril (M)
até encostar na carcaça do conversor ou da trans-
missão automática.
Aplicar óleo da caixa de mudanças no lábio de
vedação do retentor.

R. Retentor

M. Mandril

www.brasilautomatico.com.br
72
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remover e Instalar os Semi-Eixos Dianteiros

1d. Parafuso torx dianteiro 3. Semi-eixo dianteiro esquerdo 5b. Anel trava
1t. Parafuso torx traseiro 4. Semi-eixo dianteiro direito
2. Porca com colar 5a. Parafusos

Remover NOTA:
1. Remover a porca com colar (2); O semi-eixo não deve ser puxado, pois a força de
torção da caixa de mudanças destruiria a articula-
2. Desparafusar os parafusos torx (1d), (1t) e retirar a ção inutilizando o semi-eixo.
bandeja inferior do suporte do eixo dianteiro;
7. Remover o semi-eixo dianteiro (4);
NOTA: 8. Comprimir o semi-eixo dianteiro esquerdo (3) para
Remover a cobertura no suporte do eixo dianteiro fora da caixa de mudanças com uma chave de fenda
para facilitar o acesso aos parafusos (1d). adequada;
3. Desparafusar os parafusos torx (1d), (1t) e retirar a NOTA:
bandeja inferior do suporte do eixo dianteiro;
O semi-eixo não deve ser puxado, pois a força de
4. Extrair os semi-eixos dianteiros do cubo; torção da caixa de mudanças destruiria a articula-
5. Remover o suporte mancal do eixo intermediário de ção inutilizando o semi-eixo.
semi-eixo direito (4), no bloco do motor; O anel trava (5b) deve ter tensão prévia suficiente.

6. Com uma chave de fenda apropriada, retirar o semi- 9. Remover o semi-eixo dianteiro esquerdo (3).
eixo direito (4) da caixa de mudanças;

www.brasilautomatico.com.br
73
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Instalação
1. Instalação se dá na ordem inversa a remoção. Introduzir cuidadosamente o semi-eixo dianteiro di-
reito (4) no estriado da caixa de mudanças.
NOTA:
Substituir parafusos auto-travantes e repassar as
A abertura do anel trava (5b) deve indicar para baixo roscas no bloco do motor.
na montagem. Introduzir cuidadosamente o semi-
eixo dianteiro esquerdo (3) no estriado da caixa de Substituir as porcas da bandeja.
mudanças até a mesma encaixar. Substituir e travar a porca com colar.
Verificar o estado das coifas, e substituí-las se ne-
cessário.

Parafuso da bandeja no suporte do eixo dianteiro 105 Nm

1ª etapa = 180 Nm

2ª etapa = soltar 180 Nm


Porca com colar da árvore primária na flange do semi-eixo dianteiro
3ª etapa = 80 Nm

4ª etapa = 45º

Parafuso do mancal intermediário do semi-eixo dianteiro direito no bloco do motor 20 Nm

www.brasilautomatico.com.br
74
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remover e Instalar o Rolamento da Carcaça da Transmissão Automática

Mancal do Rolamento da
Árvore Primária
1) Carcaça da transmissão automática
2) Mancal de rolamento
E) Extrator
M) Mandril de montagem

Mancal do Rolamento da
Árvore Intermediária
1) Carcaça da transmissão automática
4) Mancal de rolamento
E) Extrator
M) Mandril de montagem

Mancal do Rolamento da
Árvore Primária
1) Carcaça da transmissão automática
3) Mancal de rolamento
Ea) Extrator
Eb) Extrator
M) Mandril de montagem

www.brasilautomatico.com.br
75
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Remover 3. Medir e ajustar a folga axial da árvore secundária;

1. Remover as engrenagens; 4. Instalar prensando com o mandril (M) o rolamento


(3) na carcaça da transmissão automática;
2. Fixar a transmissão;
3. Retirar com o extrator (E) o rolamento (2) da carcaça NOTA:
da transmissão automática; Posição de instalação: identificação do casquilho
4. Retirar com o extrator (Ea) e peça de apoio (Eb) o volatado para baixo.
rolamento (3) da carcaça da transmissão (1); 5. Medir e ajustar a folga axial da árvore intermediária;
5. Retirar com o extrator (E) o mancal de rolamento (4) 6. Instalar prensando com o mandril (M) o rolamento
da carcaça da transmissão automática. (4) na carcaça da transmissão automática;

NOTA:
Instalar Posição de instalação: identificação do casquilho
1. Medir e ajustar a folga axial da árvore primária; volatado para baixo.

2. Instalar prensado com o mandril (M) o rolamento (2) 7. Instalar engrenagens.


na carcaça da transmissão automática;

NOTA:
Posição de instalação: identificação do casquilho
volatado para baixo.

www.brasilautomatico.com.br
76
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Módulo de Comando da Transmissão Automática (TCM)


Comando Frontal da Transmissão (FGS)

Sinais de Entrada e Saída


1) Tomada de diagnóstico
2) Módulo elétrico de comando (Y3/7)
3) Comando frontal da transmissão (FGS) – (Y3/7n2)
4) Sensor de rotação de acionamento da transmissão automática (Y3/7n1)
5) Contato de bloqueio de partida (Y3/7s1)
6) Válvula eletromagnética de comando da 3ª marcha (Y3/7y2)
7) Válvula eletromagnética da pressão de comando (Y3/7y5)
8) Válvula eletromagnética de comando da 1ª / 4ª marchas (Y3/7y1)
9) Válvula eletromagnética de comando da 2ª / 5ª marchas (Y3/7y3)
10)Válvula eletromagnética de aplicação da embreagem do conversor de torque (lock-up)

www.brasilautomatico.com.br
77
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Linha de Dados CAN NOTA:


1) Comando frontal da transmissão FGS – (Y3/7n2) Falha reconhecida

2) Aparelho de comando do ar condicionado (N19) 5. Módulo de reconhecimento de marcha (A61);


3) Módulo de comando do sistema de tração (N47) NOTA:
4) Módulo de comando MSM (N3/5) Interruptor kick-down, posição da alavanca seletora,
5) Instrumentos combinados (A1) interruptor do programa W/S.
6) Módulo de reconhecimento de marcha (A61) 6. Módulo de comando MSM (N3/5);

NOTA:
O módulo de comando frontal da transmissão FGS está
Carga do motor, rotação do motor, posição do pedal
integrado com o dispositivo elétrico de comando (y3/7)
do acelerador, deslocamento do comando, estado
e calcula a condição atual de serviço do veículo, coman- do motor.
dando diversos sistemas considerando conforto e
situação de condução. 7. Módulo de comando do sistema de tração (N47);

NOTA:
Recebe dados de: Rotação da roda, deslocamento do comando, esta-
1. Sensor de rotação de acionamento da transmissão do da tração.
automática (Y3/7n1); 8. Aparelho de comando do sistema de ar condicionado.
2. Contato de bloqueio de partida (Y3/7s1);
NOTA:
3. Sensor de temperatura do óleo da transmissão
Situação do compressor do ar condicionado.
NOTA:
O módulo de comando frontal da transmissão FGS
Tem ligação com a linha de dados no compartimen- também atua sobre as válvulas eletromagnéticas (Y3/
to do motor 7y1), (Y3/7y2), (Y3/7y3), (Y3/7y4), e (Y3/7y5).
4. Instrumentos combinados (A1); As falhas reconhecidas podem ser acessadas e
apagadas através do comando de diagnóstico.

www.brasilautomatico.com.br
78
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Esquema Elétrico

www.brasilautomatico.com.br
79
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Códigos de Falha
Código de
Possível causa Possível solução
falha

P 1840 Falha no circuito da válvula eletromagnética Y3/7y1 - circuito 1/4 Substituir comando eletrohidráulico Y3/7

P 1841 Falha no circuito da válvula eletromagnética Y3/7y2 - circuito 3 Substituir comando eletrohidráulico Y3/7

P 1842 Falha no circuito da válvula eletromagnética Y3/7y3 - circuito 2 / 5 / R Substituir comando eletrohidráulico Y3/7

Falha no circuito da válvula eletromagnética ponte do conversor


P 1843 Substituir comando eletrohidráulico Y3/7
(Y3/7y4)

P 1844 Falha no circuito da válvula eletromagnética Y3/7y5 Substituir válvula de comando Y3/7y5

P 1849 Tensão de alimentação do sensor de rotação (Y3/n1) Substituir comando eletrohidráulico Y3/7

Falha no sensor de rotação (Y3/7n1), ou interrupção de alimentação


P 1850 Substituir comando eletrohidráulico Y3/7
do sensor

Defeito no sensor de temperatura da caixa de mudanças no módulo


P 1857 Substituir comando eletrohidráulico Y3/7
de comando (Y3/7n2)

P 1858 Contato do bloqueio de partida inoperante (Y3/7s1) Substituir comando eletrohidráulico Y3/7

P 1859 Falha na tensão de alimentação, terminal 87 Condutores e conexões

P 1860 Rotação da roda traseira direita não plausível (CAN) Fazer leitura da memória de falhas do sistema de tração

P 1861 Rotação da roda traseira esquerda não plausível (CAN) Fazer leitura da memória de falhas do sistema de tração

P 1862 Rotação da roda dianteira direita não plausível (CAN) Fazer leitura da memória de falhas do sistema de tração

P 1863 Rotação da roda dianteira esquerda não plausível (CAN) Fazer leitura da memória de falhas do módulo do motor

P 1864 Valor do pedal do acelerador não plausível (CAN) Fazer leitura da memória de falhas do módulo do motor

P 1865 Valor do torque ajustado do motor não plausível (CAN) Fazer leitura da memória de falhas do módulo do motor

P 1866 Rotação do motor do módulo do motor não plausível (CAN) Fazer leitura da memória de falhas do módulo do motor

P 1867 Valor do torque do motor não plausível (CAN) Fazer leitura da memória de falhas do módulo do motor

Este código pode ser ignorado quando não foram


P 1868 Valor de atitude do módulo do motor não plausível (CAN)
armazenadas falhas no comando do motor

P 1869 Torque máximo indicado pelo módulo do motor não plausível (CAN) Fazer leitura da memória de falhas do módulo do motor

P 1870 Valor da temperatura de óleo do motor não plausível (CAN) Fazer leitura da memória de falhas do módulo do motor

P 1871 Valor real da borboleta do motor não plausível (CAN)) Fazer leitura da memória de falhas do módulo do motor

Comunicação do módulo de reconhecimento de marcha interrompida Fazer leitura da memória de falhas do módulo de
P 1872
ou posição da alavanca seletora não plausível (CAN) reconhecimento de marcha

P 1876 Comunicação com o sistema de tração interrompida (CAN) Fazer leitura da memória de falhas do sistema de tração

P 1877 Comunicação com a eletrônica do motor interrompida (CAN) Fazer leitura da memória de falhas do módulo do motor

Fazer leitura da memória de falhas do sistema de ar


P 1878 Comunicação com o sistema de A/C interrompida (CAN)
condicionado

P 1883 Curva característica da válvula não programa Substituir comando eletrohidráulico (Y3/7)

P 1886 Pressão das válvulas fora de especificação Substituir comando eletrohidráulico (Y3/7)

Válvulas presas na posição de pressão, pressão de mudança muito


P 1887 Substituir comando eletrohidráulico (Y3/7)
alta (emergência hidráulica 1)

Válvulas presas na posição de pressão, pressão de mudança muito


P 1888 Substituir comando eletrohidráulico (Y3/7)
baixa (emergência hidráulica 2)

Pressão do regulador 2 / 5 / R muito baixa (transmissão patina) -


P 1889 Substituir comando eletrohidráulico (Y3/7)
emergência hidráulica 3

Substituir comando eletrohidráulico (Y3/7), substituir


P 1890 Acoplamento ponte do conversor: fechamento inadmissível
conversor de torque

Substituir comando eletrohidráulico (Y3/7), substituir


P 1891 Acoplamento ponte do conversor: absorção de potência muito alta
conversor de torque

Retorno de informação da proteção da transmissão do módulo de


P 1892 Fazer leitura da memória de falhas do módulo do motor
comando do motor não recebido

Pressão de acionamento muito alta, embreagem errada acoplada -


P 1893 Substituir comando eletrohidráulico (Y3/7)
emergência hidráulica 4

P 1894 - 1903 Falha no módulo de comando (Y3/7n2) Substituir comando eletrohidráulico (Y3/7)
www.brasilautomatico.com.br
80
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Condição de Emergência da Transmissão Automática

Efeito Emergencia hidráulica 3


1. Com a alavanca seletora na posição “D” a Pressão na válvula reguladora 2/5/R muito baixa ou
transmissão muda ou permanece na 5ª marcha; pressão na válvula eletromagnética PWM3 (Y3/7y3)
2. Com a alavanca seletora na posição “R” a muito alta.
transmissão permanece em marcha à ré; CODIGO DE FALHA P 1889
3. A pressão de trabalho sobe ao valor máximo;
4. O lock-up dentro do conversor de torque é desapli- Neste caso a transmissão é acionada livre de carga até
cado. que o programa de mudanças admita a 3ª marcha.
Para que ainda seja possível andar com o veículo até o Mudança para a marcha à ré: possível
reparo, a 2ª marcha e a marcha à ré podem ser
engrenadas através do corpo de válvulas, bastando para
isto obedecer à seguinte seqüência: Emergencia hidráulica 4
1. Parar o veículo; Pressão da válvula eletromagnética PWM 1/4 (Y3/7y1)
2. Colocar a alavanca seletora na posição “P” (não é ou PWM 3 (Y3/7y3) muito alta, devido ao acionamento
necessário desligar o motor; de uma embreagem errada.

3. Aguardar 10 segundos; CÓDIGO DE FALHA P 1893

4. Colocar a alavanca seletora na posição “D” (a


segunda marcha já estará aplicada); Neste caso a transmissão está, por parte do comando,
5. Colocar a alavanca seletora na posição “R” (a marcha engrenada (eletricamente) livre de carga, condicionada
à ré já estará aplicada). à 3ª ou 4ª marchas.
Mudança para a marcha à ré: possível

Caixa em Operação de Emergência


Hidráulica DICAS (Com Relação à Problemas da
Transmissão)
Emergência hidráulica 1
Códigos de falha P1886, P1887, P1889, P1893
Válvula de mudança 1/4 ou 2/5 travada na posição de
aplicação, pressão de válvula de mudança muito alta. Sintomas
CÓDIGO DE FALHA P1887
- Marcha pretendida não é conseguida.
Neste caso, com a alavanca seletora na posição “D”, o
Possível causa:
programa de mudanças da transmissão tenta engatar a
1. Bomba de óleo defeituosa;
3ª marcha. Caso não seja possível, a transmissão fica
em neutro (livre de carga). 2. Arrastador do seletor (em “P” ou “N”) danificado;
Mudança para marcha à ré: possível 3. Seletor preso na posição “P” ou “N”;
4. Parafusos de comando eletrohidráulico (Y3/7) soltos;
5. Falta do filtro de óleo;
Emergencia hidráulica 2
6. Placa de arrasto quebrada.
Válvula de mudança 1/4 ou 2/5 presa em posição de
Possível solução:
pressão, pressão da válvula de mudança muito baixa.
1. Substituir bomba de óleo;
CÓDIGO DE FALHA P1888
2. Substituir arrastador do seletor;
Neste caso a transmissão é acionada sem carga até
que o programa de mudanças admita a 1ª ou a 2ª 3. Substituir comando eletrohidráulico;
marchas. 4. Verificar aperto dos parafusos do comando
Mudança para a marcha à ré: possível eletrohidráulico;
5. Instalar filtro de óleo;
6. Substituir placa de arrasto, verificar alinhamento da
transmissão com o motor.

www.brasilautomatico.com.br
81
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Sintomas Vazamento na carcaça da transmissão


- Transmissão bloqueada. Possível causa:
- Ruídos elevados. 1. Carcaça trincada ou junta danificada.
- Transmissão não engata 2ª marcha. Possível solução:
Possível causa: 1. Substituir transmissão.
1. Embreagem K1 ou K5 queimadas;
2. Defeito no rolamento do diferencial. Ruídos – Motor apaga
Possível solução:
- O motor pára ao se engatar alguma marcha.
1. Executar manutenção de acordo com as instruções
- Ruídos na posição “P” e “N”.
de reparo.
- Nenhum código armazenado.
Possível causa:
Qualidade da troca de marchas
1. Cursor regulador de aplicação do lock-up preso;
Possível causa: 2. Válvula eletromagnética de aplicação do lock-up (Y3/
1. Adaptação da transmissão. 7y4) danificada ou travada;
Possível solução: 3. Embreagem do conversor danificada.
1. Se depois de realizado o ajuste básico do módulo Possível solução:
da transmissão não for resolvido o problema, 1. Substituir comando eletrohidráulico (corpo de
substituir o comando eletrohidráulico (corpo de válvulas);
válvulas).
2. Substituir conversor de torque.

Problemas com a redução do kick-down


Motor não liga após substituição do comando
Possível solução: eletrohidráulico (Corpo de válvulas)
1. Verificar regulagem do motor. Possível causa:
1. Dados codificados do antigo módulo não transferidos
Vazamento de óleo para o módulo novo.
Possível solução:
Possível causa:
1. Transferir os dados.
1. Excesso de óleo na transmissão, forçando o óleo a
sair pelo respiro;
2. Vazamento na região do cárter. Transmissão em modo emergência – Código P1844
Possível solução: Possível causa:
1. Corrigir o nível de óleo; 1. Falha no circuito das válvulas de comando.
2. Substituir a junta do cárter ou o cárter (caso esteja Possível solução:
deformado).
1. Remover, substituir, instalar a válvula de comando.

Vazamento de óleo pela carcaça do conversor de


Caixa patina a partir da 1ª marcha
torque
Possível causa:
Possível causa:
1. Carcaça do pistão K1 trincada pelo trabalho da
1. Flange do conversor rompido;
pressão de comando.
2. Bomba de óleo com vazamento.
Possível solução:
Possível solução:
1. Substituir carcaça do pistão K1 ou conjunto de
1. Substituir conversor de torque, e verificar alinha- embreagem.
mento entre motor e caixa;
2. Vedar ou substituir bomba de óleo.

www.brasilautomatico.com.br
82
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Orientação para Adaptação da Transmissão Automática

A adaptação é feita para otimizar o conforto durante as Adaptação do tempo de enchimento e da


trocas de marcha e proteção dos componentes da pressão de enchimento da transmissão
transmissão. Para realizar a adaptação, é necessário
Condições Necessária:
satisfazer as seguintes condições:
1. Desligar o ar condicionado. Nota 1:
2. Conectar o scanner. Durante a operação de mudança, não deverá ocor-
rer nenhuma grande alteração de funcionamento do
3. Verificar a temperatura do óleo da transmissão.
veículo.
Observações
- Antes da substituição da transmissão automática, ter NOTA 2:
em mãos o resultado dos testes rápidos. A operação de mudança não poderá ser interrompi-
- Após a substituição ou manutenção da transmissão, da (alternar avanços de marcha com reduções de
realizar uma viagem de teste e avaliar as trocas. Se marcha)
necessário, readaptar o comando considerando as
condições de adaptação. NOTA 3:
Após o término dos procedimentos de adaptação, é Durante a operação, não poderá haver nenhum ci-
indispensável deixar o motor funcionando por aproxi- clo de carga (mudança de tração/avanço)
madamente um (1) minuto para que os valores
armazenados no scanner sejam transferidos para a
memória do módulo de comando. NOTA 4:
Deverá haver intervalo de no mínimo 1 segundo en-
tre as trocas.
Otimização da operação de comando/engate
1. Acionar o pedal de freio; Troca de 1ª para 2ª = Adapta embreagem K2

2. Acionar e aguardar a alavanca seletora de “N” para Troca de 2ª para 3ª = Adapta embreagem K3
“D”, até que ocorra a transmissão de força; Troca de 3ª para 4ª = Adapta embreagem K4
3. Acionar e aguardar a alavanca seletora de “D” para Troca de 4ª para 5ª = Adapta embreagem K5
“N” e aguardar aproximadamente dois (2) segundos;
4. Acionar e aguardar a alavanca seletora de “N” para Procedimento (exemplo de troca de 1ª para 2ª marcha)
“R” até que ocorra a transmissão de força;
1. Delimitar em “1” a alavanca seletora de marchas;
5. Posicionar a alavanca seletora na posição “N”;
2. Conduzir com uma rotação do motor de aproxima-
6. Repetir esta seqüência no mínimo cinco (5) vezes. damente 2.000 RPM (máx. 2.500 RPM);
3. Manter rotação e torque do motor;
Otimização da função “Engate sem força 4. Liberar em “2” a alavanca seletora;
da transmissão” e “Engate de uma posição 5. Aguardar até que a troca seja executada;
de marcha) 6. Delimitar em “2” a alavanca seletora com a mesma
1. Deixar o veículo rodar em uma superfície plana; rotação do motor para a 1ª marcha;
2. Manter o veículo freado por 30 segundos; 7. Aguardar pelo menos três (3) segundos;
3. Soltar o freio de serviço e deixar o veículo rodar em 8. Repetir a seqüência cinco (5) vezes.
ponto morto;
4. Repetir a seqüência no mínimo cinco (5) vezes. NOTA 5:
Para a adaptação das demais trocas, o processo
descrito deve ser observado considerando os limi-
tes da alavanca seletora.

www.brasilautomatico.com.br
83
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Adaptação das mudanças de redução Otimização da adaptação de mudanças


1. Acelerar o veículo até ocorrer a mudança para a 3ª
ascendentes com carga mínima
marcha; 1. Acelerar o veículo até a 5ª marcha e mantendo a
2. Parar o veículo pisando-se no pedal do freio de rotação do motor em 2.000 RPM e torque do motor
maneira gradual; de 35 Nm.
3. Não executar nenhuma redução através da alavanca 2. Manter esta condição por aproximadamente 120
seletora; segundos.
4. Repetir a seqüência cinco (5) vezes. Otimização da adaptação de mudanças
ascendentes com carga máxima
Otimização da adaptação de mudanças 1. Acelerar o veículo até a 5ª marcha e mantendo a
ascendentes rotação de 1.500 RPM e torque do motor de 35 Nm;
2. Manter uma aceleração constante até atingir 2.500
1. Acelerar o veículo até 3.000 RPM em 5ª marcha;
RPM e torque do motor de 110 Nm;
2. Deixar o veículo rodar em desaceleração até que a
3. Repetir a seqüência três (3) vezes.
rotação do motor atinja 1.500 RPM;
3. Repetir a seqüência três (3) vezes.

Observações
Adaptação do acoplamento ao neutro - Antes de executar os reparos na transmissão auto-
(qualidade das mudanças) mática, fazer a leitura completa da memória de
1. Conduzir o veiculo até 3ª marcha pressionando-se falhas.
levemente o pedal do acelerador; - Após a realização dos trabalhos de reparo, realizar
2. Repetir a seqüência cinco (5) vezes. sempre uma viagem de teste, onde o veículo deve
alcançar velocidades superiores a 50 km/h, evitando
percursos com subidas ou descidas acentuadas.
- Para realizar os testes, transmitir os dados de
codificação e realizar a adaptação da transmissão,
recomenda-se o uso dos aparelhos HHT e STAR
DIAGNOSIS da Mercedes Benz.

www.brasilautomatico.com.br
84
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

ANOTAÇÕES

www.brasilautomatico.com.br
85
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

ANOTAÇÕES

www.brasilautomatico.com.br
86
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

ANOTAÇÕES

www.brasilautomatico.com.br
87
Transmissão Automática - MERCEDES 722.7

Todo o conteúdo deste manual está protegido pelas leis


internacionais de direitos autorais. Sua utilização para
divulgação, duplicação ou qualquer outro fim, sem prévia
autorização de seus criadores, é proibida, com o infrator
ficando sujeito às penalidades previstas pela lei.

e-mail: atendimento@brasilautomatico.com.br
telefax: (11) 4227-6742 / 4229-1268

www.brasilautomatico.com.br
88