Você está na página 1de 11

CURSO PARA COOPERADOR ICED

GUIA DE
INFORMAÇÕES DO
OBREIRO

Nome:_________________________________________________________________________

Data de Nasc.: __/__/______ Data Batismo: __/__/______

End. Res.:_____________________________________________________________ Nº_____

Bairro: ___________________________________ Tels.:___________________________

1
Mantenha seu curso sempre atualizado. (F5)
CURSO PARA COOPERADOR ICED

CURSO PARA COOPERADOR:

O QUE SIGNIFICA COOPERAR / COOPERADOR?

cooperar - Conjugar
(latim cooperor, -aris)

v. intr.
1. Prestar cooperação.
2. Operar simultânea ou coletivamente; colaborar.

cooperador |ô|
(latim cooperator, -oris)

adj. s. m.
Que ou o que coopera.

O COOPERADOR:

Cooperador oferece a todos os líderes e pastores de igrejas ou de


pequenos grupos de trabalhos a oportunidade de terem seus ideários
valorizados, imprimindo o respeito, o orgulho e a dignidade da prática do
ensino cristão.

A ética da identidade será o coroamento de um processo de


permanente prática de valores ao longo do desenvolvimento do projeto
pedagógico do cristão.

Dentre as atribuições Cooperador estão: auxiliar a confeccionar os


registros de diplomas e certificados dos habilitados ou formados em Cursos
Teológicos, desafios, e contribuir diretamente com os líderes que tem
funções importantes, além de financeiramente ser um dos que sustentam a
obra de Deus.

A MISSÃO VISIONÁRIA E OBJETIVA: COOPERADOR

Representar toda a comunidade de membros da Igreja Cristã


Esperança Divina, independente de suas origens, perante os poderes
público, privados federais e/ou em juízo, e fora dele, nos assuntos de

2
Mantenha seu curso sempre atualizado. (F5)
CURSO PARA COOPERADOR ICED

interesse da classe, defendendo no que couber em direito a sua garantia


legal.

COOPERADOR EXISTE PARA VALORIZAR SEUS LÍDERES.

Como Representantes da Igreja Cristã Esperança Divina, intervindo


para que os métodos apresentados tornem-se absolutos na sua importância
tradicional religiosa.

Conceituando verdadeira utilização psicológica pastoral ao humano


centro social, transformando as curas por seu intermédio, produzindo sua
formação concreta exegética e hermenêutica agregando às diversas
camadas sociais e eclesiásticas.

Cooperador visa entre outras coisas criar e desenvolver os


princípios morais, espirituais e culturais Cristãos. O Cooperador deve
sempre apoiar, ajudar no que tange a ética da sociedade cristã, onde quer
que esteja.

COOPERADOR, A BÍBLIA ENSINA...

"E, chegados a Salamina, anunciavam a palavra de Deus nas sinagogas


dos judeus; e tinham também a João como cooperador."

Atos 13.5

"Saudai a Priscila e a Áqüila, meus cooperadores em Cristo Jesus,"


Romanos 16.3

"Saudai a Urbano, nosso cooperador em Cristo, e a Estáquis, meu amado."


Romanos 16 .9

"Saúdam-vos Timóteo, meu cooperador, e Lúcio, Jasom e Sosípatro, meus


parentes." Romanos 16.21

"Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e


edifício de Deus."
I Coríntios 3.9

3
Mantenha seu curso sempre atualizado. (F5)
CURSO PARA COOPERADOR ICED

"Não que tenhamos domínio sobre a vossa fé, mas porque somos
cooperadores de vosso gozo; porque pela fé estais em pé."
II Coríntios 1.24

"Quanto a Tito, é meu companheiro, e cooperador para convosco; quanto


a nossos irmãos, são embaixadores das igrejas e glória de Cristo."
II Coríntios 8.23

"Julguei, contudo, necessário mandar-vos Epafrodito, meu irmão e


cooperador, e companheiro nos combates, e vosso enviado para prover às
minhas necessidades." Filipenses 2.25

"E peço-te também a ti, meu verdadeiro companheiro, que ajudes essas
mulheres que trabalharam comigo no evangelho, e com Clemente, e com os
outros cooperadores, cujos nomes estão no livro da vida."
Filipenses 4.3

"E Jesus, chamado Justo; os quais são da circuncisão; são estes


unicamente os meus cooperadores no reino de Deus; e para mim têm sido
consolação."
Colossenses 4.11

"E enviamos Timóteo, nosso irmão, e ministro de Deus, e nosso


cooperador no evangelho de Cristo, para vos confortar e vos exortar
acerca da vossa fé;"
I Tessalonicenses 3.2

"Marcos, Aristarco, Demas e Lucas, meus cooperadores."


Filemom 1.24

"Portanto, aos tais devemos receber, para que sejamos cooperadores da


verdade."
III João 1.8

COOPERADORES DE DESTAQUE BÍBLICO:

Podemos então destacar aqui pessoas que tiveram o papel de


cooperar com outras, entre as várias personalidades do Antigo e Novo
Testamento, citamos Arão e Moisés (Êxodo 4), Moisés e Josué (Números
27 e 32, Deuteronômio 31, 32 e 34), Elias e Eliseu (I Reis 19, II Reis 2 e

4
Mantenha seu curso sempre atualizado. (F5)
CURSO PARA COOPERADOR ICED

3), João (Atos 13.5), Priscila e Áquila (Romanos 16.3), Urbano


(Romanos 16.9), Timóteo (Romanos 16.21), Tito (II Coríntios 8.23),
Epafrodito (Filipenses 2.25), Marcos, Aristaco, Demas e Lucas (Filemon
1.24) entre outros que não são mencionados como cooperadores, mas
fizeram este papel de cooperar.

O cooperador antes de tudo, deve saber onde deseja chegar.


Entendendo que a escola é o melhor caminho para chegar ao posto de
diácono, evangelista, missionário, presbítero e pastor. A quebra de degraus
“pode” significar amputar o restante do crescimento.

As tarefas de um cooperador estão baseadas em ensinar, aplicar a


palavra e contribuir para que o evangelho seja pregado.

NOSSA HISTÓRIA PRESENTE:

Um dos fatos mais delicados quanto à obra de Deus em geral, é que


um grande número de líderes não saibam cooperar. Nas posições de
Missionários, Evangelistas ou Pastores, muitos querem apenas o “título”, a
carteirinha que comprova a função ou ministério em exercício. Muitos
correm em busca de um certificado teológico como se fossem um produto
ou empresa que necessita ser “atestada” para serem reconhecidas. Tais
líderes acabam parando no meio da caminhada, e seus sonhos e projetos
acabam num curto espaço de tempo. Estes fatos estão ligados a ausência do
“espírito de cooperador”. Em qualquer nomeclatura eclesiástica, o crente
deve sempre cooperar com o Reino de Deus.

O novo obreiro de Cristo deve antes mesmo de desejar alguma coisa


na igreja, saber das suas reais condições e possibilidades. No entanto,
nunca pare quando as condições forem ruins, ou se ainda, não vê
possibilidades. Para alguma coisa dar certo, é preciso ser testada, e depois
aprovada.

O trabalho de cooperação em todos os tempos surtiram efeitos


positivos na igreja. Exemplos destes foram registrados na nossa história
atual da Igreja Cristã Esperança Divina. Nas campanhas onde foram
adquiridos bens, o processo de cooperação da igreja, sendo através de
membros ou daqueles que apenas freqüentam, foram importantes.

5
Mantenha seu curso sempre atualizado. (F5)
CURSO PARA COOPERADOR ICED

Podemos imaginar que o processo de cooperação na igreja é bem


semelhante aos das formigas, que, ao se unirem para carregar suas cargas, o
objetivo é alcançado mais cedo. No reino das formigas existem aquelas
com mais capacidades de cortar, sobem nos galhos de uma árvore,
enquanto outras com capacidade menor e distintas, carregam as folhas que
suportam para dentro dos seus depósitos ou câmaras secretas.

Foi analisando a extensão da terra e as dificuldades nela encontrada


que Jesus disse aos seus discípulos: “Rogai pois ao Senhor da seara, que
mande mais ceifeiros para sua seara” – Mateus 9.38. Tal mensagem
mostra que sozinho, era inviável Jesus consolidar seu ministério terreno,
por isto levantou seguidores, discípulos, apóstolos, doutores, etc. Este
processo em que milhares de pessoas estão inseridas são resultados das
orações e ensinamentos de Jesus e do trabalho da Igreja Primitiva.

Hoje ao olhar o campo extenso do nosso município de Leopoldina,


tenho a mesma percepção de Jesus: ESTÁ FALTANDO OBREIROS!
Temos 942 km² de terras, mas não temos 100 igrejas, e apenas um número
surreal de 6 mil evangélicos, 11% da população leopoldinense . É mesmo
triste! Esta realidade é vista assim: “Muitas igrejas superlotadas, mas que
pouco ou ninguém enviam para evangelizar e cooperar com o Reino de
Deus. Também muitas igrejas vazias que não estão preocupadas em trazer
os perdidos, convertê-los para que auxiliem nos processos de cooperação
com o evangelho”.

Na igreja atualmente muitos querem pregar, cantar, tocar ou ir nas


caravanas a algum lugar. Mas sabemos que isto não é o suficiente. Então
surge a pergunta: “O que tenho que fazer?”. No entanto esquecem de
contribuir no processo alheio. Ser bem sucedido no que faz, depende de
contribuir no que os outros estão fazendo, é uma lei do relacionamento.

Observamos a forma infantil que muitos cristãos deixam de cooperar.


Assim dizem: “Não vou fazer nada”, “não tem o nome da minha igreja”,
“não to ganhando”, “não vou tirar o culto para atender eles...”. Isto é fácil
ser detectado principalmente nas lideranças diversas de Leopoldina. Em
outro momento, as justificativas para a não cooperação é fruto de crises nas
amizades, idéias e comportamentos. “Se fulano estiver lá, eu não vou”,
“não vou porque não penso como ele” e ou “não misturo com bandidos”.
As crises existentes nas igrejas atualmente, é uma armadilha do diabo, que
6
Mantenha seu curso sempre atualizado. (F5)
CURSO PARA COOPERADOR ICED

valendo-se das irreverências do povo cristão, os impede de serem


abençoados. Não bastando as citações anteriores, quando a não cooperação
entre os irmãos, outras delas também mostram a infantilidade. “Estou
cansado”, “cheguei atrasado”, “estava doente”, “chegou visita na hora de
sair”, entre outras que imprimem a vontade de não cooperar. A ação
deliberada de não cooperar e tecer justificativas falsas, só levam o obreiro
ao fracasso espiritual.

A verdade é que quando se trata da obra de Deus, muitas vezes o


homem não leva a obra de Deus a sério. Não pode faltar o serviço secular,
que o patrão manda embora, mas não teme a Deus quando deixa de
cooperar.

Na nossa casa quando alguém deixa de cooperar, a coisa fica


extremamente complicada. Assim como a dona de casa cuida da parte bruta
do lar, os filhos fazem as tarefas leves e o marido é o sustentador de todos
os pilares da família, o cooperador deve agir, procurando sustentar todos os
líderes com sua cooperação.

PORTEIRO – COOPERANDO PARA A SEGURANÇA NO CULTO


Porteiro, também encarregado de portaria, é a designação
da profissão onde o trabalhador deve ficar na entrada de
um estabelecimento para proteger a entrada indevida de estranhos. Este
local é designado como portaria.

Este profissional vigia


dependências,
áreas públicas e privadas, com a
finalidade de prevenir, controlar e
combater delitos como roubos, porte
ilícito de armas e munições, e outras
irregularidades. Estes trabalhadores
zelam pela segurança das pessoas, do
patrimônio e pelo cumprimento das
leis e regulamentos; recepcionam e
controlam a movimentação de pessoas em áreas de acesso livre e
restrito; fiscalizam pessoas, cargas e patrimônio; escoltam pessoas e
mercadorias. Controlam objetos e cargas, vigiam parques e reservas
florestais, combatendo inclusive focos de incêndio. Comunicam-se

7
Mantenha seu curso sempre atualizado. (F5)
CURSO PARA COOPERADOR ICED
via rádio ou telefone e prestam informações ao público e aos órgãos
competentes.

Na França é muito usado o termo concierge para designar uma


pessoa responsável por uma casa, o que corresponderia antes
ao zelador. A designação também é usada para uma pessoa,
encarregada de orientar os hóspedes de um hotel e também prestar
informações sobre os mais variados aspectos da cidade que está sendo
visitada pelos hóspedes. A função do concierge é justamente orientar os
hóspedes para lhes proporcionar uma estada agradável e bem sucedida
na cidade visitada.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Porteiro

O porteiro deve ser simpático, alegre e receptivo, mas zeloso pela


portaria da igreja, pelo estacionamento, por quem estiver sob sua
responsabilidade. É da responsabilidade do porteiro, atentar para as pessoas
que estão entrando na igreja, impedindo que pessoas desordeiras entrem na
igreja, ou que cheguem ao púlpito da igreja, mesmo que queira falar com o
pastor. O porteiro deve cooperar para a segurança de todas pessoas que
entram na igreja para cultuar a Deus. Na nossa cidade é alto o índice de
bêbados, andarilhos, ou pessoas drogadas que passam pelas igrejas e
acabam tirando a paz no ambiente de liturgias. O porteiro não pode usar de
agressão física a qualquer pessoa, mas usando apenas a força física para
imobilizar qualquer pessoa alterada, que esteja colocando em riscos a
segurança das demais. Alterações psicológicas que são visíveis no
indivíduo, podem seguir de oração a acionar a polícia militar, que dará os
procedimentos cabíveis.

QUEM PODE SER UM COOPERADOR?

Cooperar não exige um grau de instrução, cor e posição social.


Todos podem contribuir sendo um cooperador. Cooperar é algo que todos
devem exercer, independente da posição. Muitos podem cooperar em
oração, outros financeiramente e assim por adiante. Importante é que, todos
devem cooperar para o bem do seu próximo. Até mesmo aqueles que ainda
não são crentes (cristãos ou evangélicos) assim conhecidos, podem
contribuir com a obra. Vejamos que muitas vezes o ministério de Jesus teve

8
Mantenha seu curso sempre atualizado. (F5)
CURSO PARA COOPERADOR ICED

a passagem de exaltação exercida por pessoas que não eram judeus, e que,
ou não seguiam a doutrina do Deus vivo.

QUESTIONÁRIO DO COOPERADOR:

Agora, após algumas informações já estudadas, responda as


perguntas, e não se esqueça, todos os versículos mencionados à cima
devem ser lidos com o texto total para a compreensão do serviço do
cooperador.

1) – Qual é a tarefa do cooperador?

a) Auxiliar departamentos. b) Servir a mesa do Senhor.

c) Organizar o culto. d) Cuidar da recepção.

e) Contribuir com os líderes. f) Todas as alternativas estão


certas.

2) – Quais destes homens foram cooperadores um do outro?

a) Priscila, Áquila e José. b) Priscila, Áquila e Paulo.

c) Jesus, Elias e Moisés. d) Josué, Arão e Jonas.

e) Alexandre, Paulo e José. f) João, Jesus e Adão.

3) – Qual é o primeiro passo para quem está iniciando um ministério?

a) Presbítero. b) Evangelista.

c) Missionário. d) Pastor.

e) Cooperador. f) Diácono.

9
Mantenha seu curso sempre atualizado. (F5)
CURSO PARA COOPERADOR ICED

4) – Qual é a origem da palavra cooperador?

a) Grego. b) Espanhol.

c) Aramaico. d) Latim

e) Inglês. f) Português.

5) – O que significa cooperar?


a) Alimentar forças b) Assistir.

c) Auxiliar outras pessoas. d) Trabalho cansativo.

d) Recompensa divina. f) Salvação pelo trabalho.

6) – Analisando as ansiedades e onde deseja chegar, como você avalia o


início do seu ministério de
cooperador?

a) Exerço na prática. b) Preciso me qualificar.

c) Preciso melhorar. d) Não exerço ainda na prática.

e) Tenho dificuldades. f) Tenho facilidades nesta área


de cooperador.

7) – Qual nota você daria para suas funções e trabalhos atualmente como
cooperador (a)?

a) Zero (0) b) Dois (2)

c) Cinco (5) d) Sete (7)

e) Nove (9) f) Dez (10)

10
Mantenha seu curso sempre atualizado. (F5)
CURSO PARA COOPERADOR ICED

8) – Seu nome pode ser anunciado na próxima separação de


cooperadores?

a) Sim b) Não

c) Tenho Dúvidas

Por:
Josué dos S. de Oliveira
Pastor Presidente

11
Mantenha seu curso sempre atualizado. (F5)