Você está na página 1de 14

Exercícios propostos

TEMA V. A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS,


NOVAS OPORTUNIDADES
5.1. Os desafios para Portugal do alargamento da União Europeia

GRUPO 1

1. Selecione a letra da chave que corresponde a cada uma das afirmações seguintes.

Afirmações Chave
1. Condições necessárias para a adesão à UE que incluem aspetos
políticos, económicos e jurídicos.
2. Estabelece limites para as emissões de partículas microscópicas,
A. Acervo comunitário
libertadas pelos automóveis e camiões.
B. Risco de pobreza
3. Inclui as regiões desfavorecidas que beneficiam de cerca de 80% dos
C. Critérios de adesão da UE
fundos destinados à Política Regional.
D. Diretiva CAFE
4. Percentagem de habitantes com um rendimento inferior a 60% do
E. Objetivo convergência
rendimento médio nacional.
5. Conjunto de leis e normas da UE que cada país deve transpor para a
sua legislação nacional.

2. Classifique, como verdadeira ou falsa conda uma das seguintes afirmações. Corrija as afirmações
consideradas falsas mantendo-as na afirmativa.

a) O Tratado de Maastricht foi assinado em Outubro de 2007, durante a última presidência portuguesa
da União Europeia, numa cidade francesa.
b) A Comissão Europeia é responsável pela execução das decisões do Parlamento e do Conselho e
assegura a gestão corrente da União Europeia: aplicar as políticas, executar os programas e utilizar os
fundos.
c) O reforço da posição da União Europeia no contexto político internacional e no mercado mundial é
um dos aspetos positivos dos alargamentos de 2004 e 2007.
d) As primeiras medidas comunitárias no domínio ambiental datam de finais dos anos 50 e a Política
Ambiental foi importante desde o Tratado de Roma.
e) As alterações climáticas tornam o tempo mais instável, trazendo mais tempestades e secas e, com
elas, inundações e escassez de água.

3. Selecione a opção de resposta correta para as seguintes questões.

3.1. Tratado que conferiu às medidas ambientais o estatuto de política comunitária foi o
A. Tratado de Maastricht. C. Tratado de Nice.
B. Tratado de Lisboa. D. Tratado de Amesterdão.

Exercícios propostos 1/14


TEMA V. A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS, NOVAS OPORTUNIDADES
3.2. São consideradas regiões desfavorecidas as que têm um PIB/habitante em PPC inferior a:
A. 50% da média comunitária. C. 60% da média comunitária.
B. 75% da média comunitária. D. 70% da média comunitária.

4. Responda às perguntas que se seguem.

4.1. Equacione os últimos alargamentos em termos de oportunidades para a União Europeia e para
Portugal.
4.2. Sugira implicações do provável próximo alargamento com a adesão do maior dos países candidatos.
4.3. Indique, para cada um dos domínios prioritários de intervenção em matéria ambiental, à sua
escolha, a finalidade e três das principais medidas.
4.4. Comente a afirmação: “A Política do Ambiente é o exemplo de uma política em construção”.
4.5. Enquadre as regiões portuguesas no contexto comunitário.

GRUPO 2

Leia o seguinte texto e observe o mapa que representa a UE-27, antes da adesão da Croácia em 2013.

1. Indique três alterações políticas, verificadas na


Europa na década de 90 do século XX, após a queda do
Muro de Berlim.
2. Mencione cinco dos novos países que passaram a
integrar a União Europeia em 2004--2007.
3. Refira três condições, decididas na Cimeira de
Copenhaga em 1993, de adesão de novos países à
União Europeia.
4. Comente a frase sublinhada, focando as principais
implicações que decorrerão para Portugal do
alargamento da União Europeia.

GRUPO 3

Leia com atenção o texto.

Exercícios propostos 2/14


TEMA V. A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS, NOVAS OPORTUNIDADES
1. A atual União Europeia foi criada através da assinatura do Tratado de
(A) Roma. (B) Maastricht. (C) Nice. (D) Lisboa.

2. Em 2007, os países que passaram a integrar a União Europeia foram


(A) Hungria e Malta. (C) Bulgária e Roménia.
(B) Lituânia e Chipre. (D) Eslovénia e República Checa.

3. Em 1993, o Conselho Europeu definiu os critérios de adesão dos países candidatos à União Europeia.
Uma das condições impostas refere-se ao “acervo comunitário”, segundo o qual os países candidatos
(A) devem dispor de instituições estáveis que garantam a democracia e o Estado de direito.
(B) devem ter capacidade de concorrência económica no âmbito do mercado da União Europeia.
(C) devem implementar medidas que garantam os direitos humanos e protejam as minorias.
(D) devem adotar integralmente o corpo legislativo da União Europeia, transpondo-o para os respetivos
direitos internos.

4. Os últimos alargamentos da União Europeia refletiram-se em Portugal através do(a)


(A) aumento do Investimento Direto Estrangeiro.
(B) perda da quota de mercado das exportações.
(C) implantação de empresas de mão de obra intensiva.
(D) aumento da produtividade nos setores da indústria e da agricultura.

5. Com a assinatura do Tratado de Maastricht foi criada a Política Comum do Ambiente (PCA), que
passou a constituir uma das prioridades da União Europeia. A criação da Rede Natura 2000, no âmbito
da PCA, teve como objetivo
(A) contribuir para assegurar a biodiversidade através da conservação de habitats naturais da fauna e
da flora selvagens.
(B) a implementação de uma estratégia para salvar mares e oceanos europeus, protegendo os recursos
marítimos e as atividades económicas relacionadas.
(C) a aplicação de princípios de sustentabilidade ao ambiente urbano, de forma a melhorar a qualidade
de vida da população residente.
(D) a promoção de estratégias à escala da União Europeia para a reciclagem de resíduos.

Exercícios propostos 3/14


TEMA V. A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS, NOVAS OPORTUNIDADES
GRUPO 4

No mapa estão representados os Estados-membros da União Europeia em 2013.

1. Os últimos países que aderiram à UE


foram
(A) a Eslováquia, a Croácia e a Hungria.
(B) a Estónia, a Letónia e a Finlândia.
(C) a Suécia, a Roménia e a Polónia.
(D) a Bulgária, a Roménia e a Croácia.

2. A Eslovénia, a Lituânia e o Chipre


aderiram à UE em
(A) 2004. (C) 2007.
(B) 1995. (D) 2000.

3. O alargamento da UE a um conjunto mais


vasto de países representa uma oportunidade política e económica porque permite
(A) a redução dos fundos estruturais e o aumento da concorrência.
(B) a expansão do mercado único e o reforço da posição da União a nível mundial.
(C) o aumento significativo da superfície e da população total.
(D) maior heterogeneidade económica, social e cultural.

4. Os novos Estados-membros apresentam algumas vantagens em relação a Portugal porque possuem


(A) melhores infraestruturas e estruturas produtivas.
(B) maior poder de compra e produtividade reduzida.
(C) mais mão de obra e maior estabilidade política e económica.
(D) mão de obra mais instruída e com remuneração média inferior.

5. A preservação ambiental tem assumido uma importância crescente na UE, tendo-se refletido ao longo
do tempo nos tratados de
(A) Roma e Amesterdão. (C) Berlim e Amesterdão.
(B) Maastricht e Amesterdão. (D) Roma e Nice.

GRUPO 5

Leia atentamente o texto que se segue

Exercícios propostos 4/14


TEMA V. A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS, NOVAS OPORTUNIDADES
1. Os países que aderiram à União Europeia no quinto alargamento foram
(A) Roménia e Bulgária.
(B) Estónia, Letónia, Lituânia, Polónia, República Checa, Eslováquia, Eslovénia, Hungria, Malta e Chipre.
(C) Áustria, Suécia e Finlândia.
(D) Reino Unido, Irlanda e Dinamarca.

2. Um aspeto positivo do alargamento da União Europeia, para os países aderentes, é


(A) perda de soberania por parte dos novos Estados-Membros.
(B) a gestão financeira passar a ser da exclusiva responsabilidade da UE.
(C) consolidação de democracias estáveis com instituições democráticas e aumento do respeito pelas
minorias.
(D) aumento da inércia no combate ao desemprego.

3. Um dos desafios que se colocou a Portugal com a entrada de novos membros da Europa do Leste na
União Europeia foi
(A) deslocação dos centros de decisão da União Europeia para esses novos membros.
(B) aumento dos apoios comunitários aos países da Europa do Sul.
(C) livre circulação de trabalhadores com menor formação profissional.
(D) deslocação do investimento e do emprego para os novos Estados-Membros.

4. Em 2013, o último alargamento da União Europeia foi a um país


(A) Báltico. (B) Escandinavo. (C) Balcânico. (D) Alpino.

5. Um dos entraves à entrada da Turquia na União Europeia é


(A) o facto de grande parte do território da Turquia se encontrar no continente africano.
(B) a quebra dos direitos do Homem (pena de morte).
(C) o facto de ser um país que tem uma elevada dimensão.
(D) a integração plena de direitos das minorias.

GRUPO 6

Observe o mapa.

1. Localize, identificando no mapa:


a. três países fundadores da União Europeia;
b. os países que aderiram em 2004;
c. os países que aderiram em 2007;
d. o último Estado-membro e respetiva data de adesão.
2. Refira os critérios definidos pelo Conselho Europeu para a
adesão de novos países.
3. Mencione dois instrumentos de apoio comunitário à
adesão.
4. Refira as oportunidades/desafios que o alargamento a Leste trouxe para Portugal e para a União
Europeia.
Exercícios propostos 5/14
TEMA V. A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS, NOVAS OPORTUNIDADES
GRUPO 7

1. A afirmação «A adesão de novos Estados-membros à UE depende de determinadas condições a


cumprir antes da adesão, relacionadas com aspetos naturais políticos e económicos» é
(A) verdadeira, pois a adesão depende dos três tipos de critérios acima enunciados.
(B) falsa, pois a adesão depende de critérios políticos, económicos e jurídicos.
(C) falsa, pois a adesão depende de critérios naturais, políticos e jurídicos.
(D) verdadeira, pois a adesão depende de critérios a cumprir antecipadamente.

2. A preparação para adesão de um novo Estado-membro prevê a adoção do acervo comunitário que
consiste num conjunto
(A) de objetivos da UE que cada país deve transpor para a sua gestão diária.
(B) de programas/instrumentos comunitários de ajuda financeira à pré-adesão.
(C) de leis e normas da UE que cada país deve transpor para a sua legislação nacional.
(D) de instrumentos de apoio técnico e financeiro à preparação dos candidatos.

3. A afirmação «Os sucessivos alargamentos da UE abriram um leque de oportunidades» é


(A) falsa, pois os alargamentos trouxeram muitas desvantagens e um empobrecimento em termos
gerais.
(B) verdadeira, pois permitiram a expansão do mercado único e o reforço da posição da UE no contexto
político internacional.
(C) falsa, pois permitiram a expansão do mercado único e o reforço da posição da UE no contexto
político internacional.
(D) verdadeira, pois permitiram a expansão do mercado único e criaram maior heterogeneidade
económica e cultural.

4. O alargamento da UE aos países de Leste trouxe alguns desafios para Portugal, como
(A) a redução dos fundos estruturais e a maior concorrência para as exportações nacionais.
(B) o alargamento do mercado e a possibilidade de internacionalização da economia portuguesa.
(C) a redução dos fundos estruturais e a participação no maior mercado comum do mundo.
(D) o alargamento do mercado consumidor e a concorrência na captação de investimento estrangeiro.

5. A persistência de desigualdades entre países da UE levou ao desenvolvimento da Política Regional


Comunitária que tem como objetivos fundamentais
(A) apoiar as regiões mais favorecidas e periféricas, reforçando a coesão económica e social da UE e de
cada Estado-membro.
(B) a redução do emprego, da pobreza e dos problemas sociais, bem como a promoção da igualdade de
oportunidades.
Exercícios propostos 6/14
TEMA V. A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS, NOVAS OPORTUNIDADES
(C) apoiar o crescimento económico e o emprego, promovendo as disparidades regionais e a
cooperação transfronteiras.
(D) a redução das diferenças entre as regiões, o desenvolvimento equilibrado do território e a
promoção da igualdade de oportunidades.

GRUPO 8

Leia atentamente ao texto que e segue.

1. Os últimos três países que integraram a UE em janeiro de 2007 e julho de 2013 foram
(A) Estónia, Bulgária e Turquia. (C) Letónia, Lituânia e Roménia.
(B) Bulgária, Roménia e Croácia. (D) Estónia, Letónia e Croácia.

2. Os alargamentos sucessivos da UE proporcionaram a este espaço um conjunto de oportunidades,


como, por exemplo
(A) uma diminuição acentuada dos fluxos migratórios internos e uma maior estabilidade política a
Leste.
(B) uma maior homogeneidade cultural e uma diminuição acentuada dos fluxos migratórios externos.
(C) um aumento substancial do número de consumidores e uma maior homogeneidade cultural.
(D) um aumento substancial do número de consumidores e uma maior estabilidade política a Leste.

3. Um dos objetivos da UE é a redução das suas disparidades regionais. Para tentar alcançar esse
objetivo foram tomadas medidas, como
(A) a melhoria dos salários nas regiões com PIB per capita inferior à média comunitária.
(B) a distribuição igualitária dos fundos comunitários por todas as regiões deprimidas.
(C) uma maior atribuição de fundos comunitários às regiões com um PIB per capita mais baixo.
(D) a fixação, nas áreas rurais, dos imigrantes oriundos do espaço extracomunitário.
Exercícios propostos 7/14
TEMA V. A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS, NOVAS OPORTUNIDADES
4. A adesão dos países PECO à UE dependeu do cumprimento de um conjunto de critérios, dos quais se
destacam
(A) a adoção de uma segunda língua oficial e a proteção das minorias.
(B) a necessidade de se manterem na UE durante um período de 10 anos e integrarem a Zona Euro.
(C) o respeito pelos Direitos Humanos e a proteção das minorias.
(D) o respeito pelos Direitos Humanos e a integração no espaço Schengen.

5. Comente a afirmação que se segue:


“O alargamento a leste constitui simultaneamente uma oportunidade e um desafio.”

GRUPO 9

O mapa representa os países da União Europeia em 2014.

1. A Reforma da PAC de 2014 abrange em 2014


(A) 27 Estados-membros. (C) 25 Estados-membros.
(B) 28 Estados-Membros. (D) 15 Estados-membros.

2. Em 2013 a UE alargou o seu território com a adesão da


(A) Bulgária. (B) Roménia. (C) Croácia. (D) Sérvia.

3. Os países candidatos e potenciais candidatos à UE localizados nos Balcãs são


(A) Islândia, Turquia e Kosovo.
(B) Albânia, Bósnia e Hersegovina, Macedónia, Kosovo, Montenegro e Sérvia.
(C) Turquia, Bósnia e Hersegovina, Macedónia, Islândia, Montenegro e Sérvia.
(D) Albânia, Bósnia e Hersegovina, Turquia, Kosovo, Montenegro e Sérvia.

Exercícios propostos 8/14


TEMA V. A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS, NOVAS OPORTUNIDADES
4. Os critérios de adesão definidos pelo Conselho Europeu para os PECO são
(A) políticos, económicos e jurídicos. (C) políticos jurídicos e culturais.
(B) políticos, económicos e culturais. (D) económicos, jurídicos e culturais.

5. O alargamento da Uniao Europeia é uma oportunidade para


(A) alargar o mercado comum, favorecendo o investimento e a criação de emprego.
(B) estender a prosperidade e estabilidade a um reduzido número de Estados.
(C) diminuir a influência da UE no contexto mundial.
(D) unificar os 12 Estados-membros.

GRUPO 10

1. Refira duas vantagens do alargamento da União Europeia aos PECO.


2. Mencione as consequências do estabelecimento de novas fronteiras no território comunitário.
3. Refira os impactos do alargamento da UE aos PECO para Portugal.
4. Explicite a importância do alargamento da UE para Portugal, atendendo aos aspetos positivos.

5.2. A valorização ambiental em Portugal e a Política Ambiental Comunitária

GRUPO 11

Assinale com verdadeiro (V) ou falso (F) as seguintes afirmações. Corrija as afirmações falsas mantendo-
as na afirmativa.

1. Portugal aderiu à União Europeia em 1986.


2. Os “critérios de Copenhaga” definem as condições a que os países que pretendem aderir à União
Europeia devem obedecer.
3. Os últimos países a aderirem à União Europeia foram a Noruega, a Turquia e a Suíça.
4. A economia portuguesa beneficiou com o alargamento da União Europeia para 27 países.
5. A União Europeia opôs-se vigorosamente à assinatura do Protocolo de Quioto, uma vez que os
princípios defendidos iriam prejudicar o sector industrial europeu.
6. O princípio poluidor-pagador é considerado um dos pilares da política ambiental da União Europeia.
7. A Rede Natura constitui um programa ambiental europeu que tem como principal objetivo a
recuperação dos espaços verdes urbanos.
8. Os POOC têm como principal objetivo aumentar a rentabilidade dos portos marítimos.
9. O Programa Polis tem como objetivo melhorar as condições de vida nas cidades.
10.A proteção da biodiversidade constitui uma das áreas prioritárias de intervenção ambiental definidas
pela União Europeia.

Exercícios propostos 9/14


TEMA V. A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS, NOVAS OPORTUNIDADES
GRUPO 12

Leia com atenção o texto apresentado.

1. Mencione dois programas adotados pela União Europeia em matéria de Ambiente.


2. Identifique, com base no texto, o principal problema ambiental que é necessário resolver.
3. Justifique a importância da Política Ambiental da União Europeia nas tomadas de decisão a nível
mundial.

GRUPO 13

1. Desenvolvimento sustentável
(A) é um desenvolvimento que responde às necessidades do presente sem pôr em risco a satisfação
das necessidades das gerações vindouras.
(B) implica agir de forma a que o crescimento de hoje não ponha em perigo as possibilidades de
crescimento das gerações atuais.
(C) encerra duas componentes – económica e ambiental – que é necessário equilibrar ao equacioná-lo
ao nível político.
(D) implica agir de forma a que o crescimento de hoje ponha em perigo as possibilidades de
crescimento das gerações futuras.

2. Definir e executar uma política de gestão integrada da água, inscreve-se na Diretiva-Quadro da Água,
que visa, por exemplo
(A) evitar a progressiva degradação dos recursos hídricos, protegendo e melhorando o estado das
águas.
(B) promover a utilização irracional da água, baseada numa proteção a longo prazo dos recursos
hídricos.

Exercícios propostos 10/14


TEMA V. A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS, NOVAS OPORTUNIDADES
(C) contribuir para aumentar os efeitos das cheias e das secas.
(D) assegurar o aumento gradual da poluição das águas.

3. A Rede Fundamental de Conservação da Natureza inclui


(A) a reserva agrícola nacional e a rede natura 2000. (C) os PDM.
(B) os POOC. (D) as áreas protegidas de âmbito local.

4. A Rede Nacional de Áreas Protegidas visa


(A) proteger e valorizar as paisagens humanizadas e o património natural construído.
(B) estabelecer a rede ecológica de áreas de espécies protegidas.
(C) criar uma área com paisagens naturais, seminaturais e humanizadas de interesse regional e local.
(D) proteger as áreas terrestres e águas interiores e marítimas.

5. A Rede Natura 2000


(A) é fundamental na defesa da biodiversidade e visa proteger os habitats naturais, a fauna e a flora
selvagens.
(B) inclui apenas as Zonas de Conservação de Natureza.
(C) inclui apenas as Zonas de Proteção Especial.
(D) não inclui o meio marinho.

GRUPO 14

Leia atentamente o texto que se segue.

1. Explique em que consiste o programa Life+.


2. Justifique a necessidade de promoção de uma verdadeira política ambiental na União Europeia.
3. Aponte dois dos principais desafios que se colocam à Europa em termos ambientais.

5.3. As regiões portuguesas no contexto das políticas regionais da União Europeia

Exercícios propostos 11/14


TEMA V. A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS, NOVAS OPORTUNIDADES
GRUPO 15

Leia atentamente o texto seguinte.

1. O último país a aderir à União Europeia foi


(A) Chipre. (B) Croácia. (C) Roménia. (D) Bulgária.

2. A adesão à UE é um processo complexo e demorado que depende do cumprimento de um conjunto


de critérios, entre os quais
(A) a existência de uma economia de mercado fechada e a proteção das minorias.
(B) a proteção das minorias e a aceitação da maioria da legislação da União Europeia.
(C) a existência de uma economia de mercado fechada e o respeito pelos direito humanos.
(D) a existência de uma democracia estável e o respeito pelos direito humanos.

3. Os alargamentos sucessivos da União Europeia proporcionaram


(A) a expansão do Mercado Único e o reforço da posição da União no contexto internacional.
(B) maior homogeneidade económica, social e cultural e maiores oportunidades económicas.
(C) maiores oportunidades políticas e económicas e redução do Mercado Único da União.
(D) maior heterogeneidade económica, social e cultural e perda de oportunidades económicas.

4. A Política Regional Comunitária, com o objetivo de reduzir as desigualdades entre as regiões, inclui
medidas como
(A) promover a recuperação das regiões com menor desenvolvimento.
(B) apoiar apenas a regiões industriais, urbanas e rurais com dificuldades.
(C) ajudar os países com um PIB inferior a 70% da média comunitária.
(D) ajudar as regiões com reduzidas infraestruturas e taxas de desemprego.

5. As políticas da União abrangem também a valorização ambiental, tendo como domínios prioritários,
entre outros
(A) a natureza e biodiversidade e o tratado de Amesterdão.
(B) as alterações climáticas e a natureza e biodiversidade.
(C) os recursos naturais e a Lei de Bases do Ambiente.
(D) as alterações climáticas e o tratado de Maastricht.

Exercícios propostos 12/14


TEMA V. A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS, NOVAS OPORTUNIDADES
GRUPO 16

Observe atentamente o gráfico que se segue

1. Defina fundo estrutural.


2. Descreva a situação ilustrada no gráfico anterior, comparando a situação de Portugal com a dos
outros parceiros comunitários.
3. Identifique duas consequências negativas da adesão de Portugal à União Europeia.
4. Comente a afirmação que se segue.
As disparidades de desenvolvimento na União Europeia subsistem, apesar dos elevados montantes
oriundos dos fundos estruturais e de coesão.
Estruture a resposta de acordo com os seguintes pontos:
– principais fundos existentes;
– posição do território nacional;
– elegibilidade por parte das regiões portuguesas.

GRUPO 17

1. Refira os principais objetivos da Política de Coesão para 2014-2020.


2. Mencione os instrumentos financeiros da Política de Coesão.
3. Refira o instrumento financeiro responsável pelo financiamento à formação e aprendizagem ao longo
da vida, luta contra a pobreza e promoção da inclusão social.

Exercícios propostos 13/14


TEMA V. A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS, NOVAS OPORTUNIDADES
4. O mapa representa as regiões nacionais elegíveis de acordo com o Fundo de Coesão para 2014-2020.

De acordo com o Fundo de Coesão para o período 2014-2020:


4.1. Refira os domínios temáticos dos FEEI.
4.2. Identifique as regiões com um:
a) PIB < 75% da média da UE27.
b) PIB entre 75% e 90% da média da UE27.
c) PIB > 90% da média da UE27.

Exercícios propostos 14/14


TEMA V. A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS, NOVAS OPORTUNIDADES