Você está na página 1de 6

06/11/2017

Perigo: Sufocamento

Segurança em Unidades
Armazenadoras

Perigos e Prevenção
Descarga
de grãos
1,5 m³/min

Andar sobre grãos quando esta ocorrendo a descarga do silo


pessoa ser sugada e ficar submersa em apenas 8 segundos

Perigo: Sufocamento Perigo: Sufocamento


Ponte de grãos
(crosta de grãos
vazio deteriorados, Parede
mofados) de
grãos

Andar sobre crosta de grãos (ponte falsa sobre Quando grãos deteriorados formam coluna vertical
“parede” há risco de desmoronamento.
cavidade oca) = a pessoa pode ficar submersa
Use longas hastes de madeira e fique acima dos grãos
Use cinto/colete devidamente ancorado.

Perigo: Sufocamento por CO/CO2 Perigo: Sufocamento por CO2


CO/CO2 CO2 produzidos pela
[CO2] = 10%  Causa Secador
sonolência, dor de cabeça, respiração de grãos,
fornalha fungos e insetos e
vertigem, zumbido no
ouvido Silo combustão (fornalha)
CO2
[CO2] = 40%  morte
imediata
CO2 CO2 Poço de elevadores

CO2=gás inodoro + pesado que o ar (empurra-o para fora) CO2 acumula-se na parte mais baixa do terreno (poços,
CO= gás inodoro + leve que o ar fossas, moegas, silo subterrâneos, silos, etc...) ou em
Abra as janelas e aberturas para boa ventilação espaços confinados (silos aéreos, tulhas, container, etc...)

1
06/11/2017

Gases Tóxicos Gases Tóxicos


CO, CO2, NO2, CH4, H2S, PH3 CO, CO2, NO2, CH4, H2S, PH3
CO - gás incolor, mais leve que o ar (menos NO2 – gás mais denso que o ar, incolor em
denso), proveniente de processo incompleto de baixas concentrações e marrom-amarelado em
combustão e de decomposição orgânica, Causa alta concentração. Origina-se de explosões,
morte se presente em 67% da hemoglobina. incêndios e decomposição orgânica; combina-se
CO2 - gás incolor, inodoro, mais denso que o ar, com a umidade do ar formando ácidos que
origina-se de combustões e respiração (grãos, prejudicam pulmões, causando dispnéia, tosse,
insetos, microorganismos). Acima de 10% causa taquicardia, hipotensão, cianose, coma e óbito.
sonolência, dor de cabeça, vertigem, zumbido no Consequências comuns da intoxicação são
ouvido, perda de sentidos; mas acima de 40% causa
bronquite e pneumonia.
morte imediata.

Gases Tóxicos Gases Tóxicos


CH4 (metano) – gás incolor, formado em PH3 (fosfina ou fosfeto de hidrogênio) – gás
processo de fermentação/putrefação, pouco tóxico. tóxico inseticida dos grãos armazenados.
Quando misturado ao O2 , a 67ºC, é detonante. Inflamável. Se inalado pode causar ânsias,
H2S – gás incolor, inflamável, mais denso que o ar, vômitos, fadiga, dor torácica, irritação das vias
tem odor característico de ovo podre, origina-se aéreas, edema pulmonar e hipotensão
de processos putrefativos, sendo conhecido como
gás de esgoto. Causa asfixia por impedir trocas
gasosas (O2 e CO2) pela hemoglobina. Se inalado Detector de gases
em alta concentração causa perda de consciência, tóxicos portátil
cianose e convulsões, e em baixas concentrações
causa irritação ocular, fotofobia, edema palpebral,
visão de halo luminoso em torno de luzes.

Perigo: Lesão de Coluna PRECAUÇÕES


Puxar pessoa corda com nós
parcialmente
submersa pode escadas (corrente/fixa) PENDURADAS AO TELHADO
lesionar a coluna tubulação (rota de fuga)

OBS:
--As Escadas verticais fixadas na parede
exterior com mais de 6m de altura devem ser
equipadas com uma gaiola (reduz o risco de
queda).

--As escadas verticais devem ter plataformas


A força necessária para puxar com corda uma pessoa de repouso localizadas a cada 9m.
parcialmente submersa pode causar lesão em sua
coluna

2
06/11/2017

PRECAUÇÕES PRECAUÇÕES
 Não entre no silo no momento de carga/descarga.
 Treine a equipe (Segurança do trabalho).
 Cuidado com altas pilhas de grãos ensacados. Faça
pilhas com base mais larga e menos alta.
 Bloqueie a chave de energia para que ninguém
consiga acionar equipamentos quando alguém
trabalha dentro do silo.
 Sempre trabalhe em 3 pessoas. Duas podem puxar
com corda uma pessoa enquanto outra pede ajuda.
 Cuidado com grãos deteriorados que formam massa
compacta, em forma de crosta com cavidades.
 Seja cauteloso quando andar sobre os grãos. Há
poucas chances de sobrevivência se a crosta quebrar
e você mergulhar em grãos fluidos ou quentes.

RESGATE RESGATE
 Se alguém submergir nos grãos, socorra com rapidez  Usar um tambor com as duas extremidades
 Se a pessoa está totalmente submersa, acione a cortadas para por em torno da vítima. O tambor
ventilação do secador/aeração para mover ar para o pode reduzir a pressão do grão sobre a vítima presa.
silo, supondo sempre que a pessoa possa estar viva.  Entre no silo com uma corda e um cinto de
 A maneira mais bem-sucedida de remover segurança para que possam levá-lo para fora em
rapidamente uma vítima é fazer aberturas em torno caso de acidente.
da base do silo, a cerca de 1,5m de altura (Cuidado,  Não tente resgatar ninguém em uma atmosfera
pois se fizer muitos buracos, o silo pode entrar em deficiente em oxigênio.
colapso, caindo sobre você). As aberturas escoam os
grãos, reduzindo o volume de grãos rapidamente.
 Corte a parede lateral do silo usando a pá frontal de
um trator, uma serra abrasiva ou um formão.
Maçarico é um último recurso devido aos perigos de
incêndio e explosões da poeira e do gás fumigante.

PERIGOS À SAÚDE EQUIPAMENTOS PERIGOSOS


Poeira
Pó dos grãos e esporos de fungos = causam problemas Rosca-sem-fim
respiratórios (bronquite, tuberculose, alergias,...) Perigo se ser preso, pela parte móvel. Roupas também
 Use EPI, máscara filtrante/óculos. podem se prender na rosca.
 Ventile o local  Afaste as crianças do equipamento
 Use cerca/avisos em torno do equipamento

Gás fumigante
Gás fosfina = tóxico
 Use máscara adequada.
 Ventile o ambiente.
 Use detector de gases

3
06/11/2017

PERIGOS DE EXPLOSÃO PERIGOS DE EXPLOSÃO


Pó/Poeira em Suspensão
Grãos danificados soltam pó durante
manuseio que são altamente combustíveis.
As deflagrações (esse tipo de explosão)
ocorrem se houver 4 elementos:
Combustível + oxigênio + recinto fechado + ignição
Pó em O2 Silo
Suspensão
50 a 150 g m-3

Explosão

PERIGOS DE EXPLOSÃO PERIGOS DE EXPLOSÃO


Temperaturas de ignição da nuvem de poeira (ºC):
- calor produzido pelo atrito (metais) > açúcar em pó = 400
- calor de motores elétricos, > amido de milho = 350
Fontes - faíscas de ferramentas elétricas > arroz = 450
> cacau 19% gordura = 240
de - acúmulo de cargas eletrostáticas
> café instantâneo = 350; café torrado = 270
ignição - curtos circuitos /sobrecarga elétrica > canela = 230
- descargas atmosféricas (raio) > casca de amêndoa = 210
- descuido com aparelho de solda > casca de amendoim = 210
- CIGARRO – ISQUEIRO > casca de arroz = 220
- lâmpadas incandescentes (filamento) > casca de coco = 220
> casca de noz de cacau = 370
- faíscas em ventiladores e peças
> casca de semente de pêssego = 210
girantes > casca de noz preta = 220
> celulose = 270; celulose alfa = 300

EXPLOSÃO em Fábrica de açúcar EXPLOSÃO- Pó/Poeira - Prevenção


(Estado da Geórgia/USA - 2008)  Use exaustores de pó sobre os equipamentos
 Limpeza das instalações (aspirador de pó)
 Limpeza dos equipamentos de captação de
pó (Ciclones, filtros, ...)
 Limpeza dos grãos (pré-limpeza);
 Aspergir óleo sobre os grãos na esteira;
 Manutenção periódica de equipamentos
(lubrificação) e dos cabos elétricos;
 Cuidado com ferramentas elétricas e solda;
 Substituir peças metálicas por plásticas
(caçambas dos elevadores);
 Aterramento para eletricidade estática
 Manter UR>50% (clima seco é explosivo)
 Treinamento de equipe

4
06/11/2017

PERIGOS DE EXPLOSÃO
Gases:
Gás fumigante Fosfina
Gás fosfina = tóxico e inflamável
Use máscara adequada
Use detector de gases
Ventile o ambiente

PERIGOS DE EXPLOSÃO COLAPSO DE SILOS

A formação de pontes ou crostas de grãos


deteriorados provoca excesso de carga
nas paredes do silo = queda da abóbada

COLAPSO DE SILOS COLAPSO DE SILOS

Saída excêntrica não projetada = erro humano Saída excêntrica não projetada = erro humano

5
06/11/2017

COLAPSO DE SILOS

COLAPSO
DE SILO

Porto de
Vera Cruz
-México-

Silo Cargil - Juan Francisco Ibarra/Argentina