Você está na página 1de 4

03.

(Mack-2005)

O IMPÉRIO DO MEDO
E.E.E.P JÚLIA GIFFONI
GEOGRAFIA As potências inflam e distorcem a ameaça do terror
PROF: FRANCISCO OLIVEIRA para fazer dela um instrumento de poder. E a mídia
dispõe-se a ajudá-las a infantilizar e submeter as
DE OLHO NO ENEM!!! massas. Carta Capital

01. (UFSCar-2003) Avaliando o ataque aéreo aos A indiferença


EUA, em 2001, o sociólogo Octávio Ianni afirmou:
Primeiro levaram os comunistas,
Quando analisamos os acontecimentos de 11 de Mas eu não me importei com isso,
setembro, precisamos resgatar o sentido de Eu não sou comunista.
história. Quando vistos isoladamente, os atentados Em seguida levaram alguns operários,
perdem vários significados e parecem coisa de um Mas eu não me importei com isso,
‘bando de fanáticos’... Mas, na realidade, os Eu também não era operário.
atentados foram apenas um fato em uma cadeia Depois prenderam os sindicalistas,
muito complexa de acontecimentos. (Revista Ciência Mas eu não me importei com isso,
Hoje, setembro de 2002) Eu não sou sindicalista.
Depois agarraram os sacerdotes
Assinale a alternativa que contém um fato que faz Mas como eu não sou religioso,
parte desta complexa cadeia. Também não me importei.
Agora estão me levando,
A) Crescente interferência dos EUA na política Mas já é tarde.
interna de outros países. Bertold Brechet
B) Aumento dos conflitos geopolíticos entre os EUA
e os novos países industriais.
C) Interesse dos EUA em explorar economicamente
as extensas terras do Afeganistão.
D) Competição entre os EUA e o Japão pelo domínio
geopolítico sobre a Ásia.
E) Interesse dos ex-países socialistas em dominar
geopoliticamente o mundo.

02. (UFMG-2005) Na atualidade, o terrorismo vem-


se constituindo em uma preocupação crescente no
cenário internacional. Considerando-se essa
informação, é INCORRETO afirmar que os atos
terroristas

A) instituem uma nova forma de agressão ao


O texto de Carta Capital, o poema e a ilustração
patrimônio humano e material de um país, sem que
sugerem que
algum outro Estado possa ser formalmente
responsabilizado pelo ato.
A) com a ameaça externa, ou mesmo interna, o Estado
B) levam à perda do significado das fronteiras, uma
é obrigado a implantar leis mais rígidas para manter
vez que o combate e a prevenção contra tais atos têm
a segurança de seu povo.
sido organizados, de forma conjunta, no âmbito
B) as populações do mundo todo estão amedrontadas
regional ou continental.
com a ameaça do terrorismo e exigem de seus
C) são protagonizados por atores que não se
governos uma atitude severa em relação aos possíveis
subordinam às instituições supranacionais
responsáveis.
legitimadas como promotoras da paz e da segurança
C) o Estado usa a ideia de um suposto inimigo comum,
do Planeta.
um outro sistema econômico ou social e outras etnias
D) trazem instabilidade às populações de países
ou religiões etc, para implantar um terrorismo de
desenvolvidos, que usufruem de serviços públicos
Estado, restringindo as liberdades individuais de sua
eficientes, de elevado padrão de vida e de
população.
instituições democráticas consolidadas.
D) é com atitude de indiferença que o Estado lida com 05. (ENEM) A Unesco condenou a destruição da
a possível ameaça do comunismo ou do terrorismo, antiga capital assíria de Nimrod, no Iraque, pelo
causando na população a sensação de insegurança. Estado Islâmico, com a agência da ONU considerando
E) é dever do Estado garantir o bem-estar de sua o ato como um crime de guerra. O grupo iniciou um
população e adotar medidas preventivas quanto a processo de demolição em vários sítios arqueológicos
qualquer ameaça comunista ou terrorista dentro de em uma área reconhecida como um dos berços da
suas fronteiras. civilização. (Unesco e especialistas condenam destruição de cidade
assíria pelo Estado Islâmico. Disponivel em: http://oglobo.globo.com.
Acesso em: 30 mar. 2015 (adaptado).
04. (ENEM 2003) No dia 7 de outubro de 2001,
O tipo de atentado descrito no texto tem como
Estados Unidos e Grã-Bretanha declararam guerra ao
consequência para as populações de países como o
regime Talibã, no Afeganistão. Leia trechos das
Iraque a desestruturação do(a)
declarações do presidente dos Estados Unidos,
George W. Bush, e de Osama Bin Laden, líder
A) homogeneidade cultural.
muçulmano, nessa ocasião:
B) patrimônio histórico.
George Bush:
C) controle ocidental.
Um comandante-chefe envia os filhos e filhas dos
D) unidade étnica.
Estados Unidos à batalha em território estrangeiro
E) religião oficial.
somente depois de tomar o maior cuidado e depois de
rezar muito. Pedimos-lhes que estejam preparados
06. (FUVEST 2018) Às vésperas da Cúpula do G20,
para o sacrifício das próprias vidas. A partir de 11 de
que teve início em 07 de julho de 2017, em Hamburgo,
setembro, uma geração inteira de jovens americanos
teve uma nova percepção do valor da liberdade, do na Alemanha, a chanceler alemã, Angela Merkel,
seu preço, do seu dever e do seu sacrifício. Que Deus discursou no Parlamento e referiu-se a atores
continue a abençoar os Estados Unidos. políticos importantes no cenário mundial, conforme
os trechos transcritos a seguir.
Osama Bin Laden:
Quem pensa que os problemas deste mundo podem
Deus abençoou um grupo de vanguarda de ser resolvidos com o isolacionismo e o
muçulmanos, a linha de frente do Islã, para destruir protecionismo está cometendo um enorme erro.
os Estados Unidos. Um milhão de crianças foram Somente juntos podemos encontrar as respostas
mortas no Iraque, e para eles isso não é uma questão certas às questões centrais dos nossos tempos
clara. Mas quando pouco mais de dez (...) Não podemos esperar até que a última pessoa
foram mortos em Nairóbi e Dar-es-Salaam, o na Terra esteja convencida da evidência científica
Afeganistão e o Iraque foram bombardeados e a das mudanças climáticas. Em outras palavras: o
hipocrisia ficou atrás da cabeça dos infiéis acordo climático (de Paris) é irreversível e não
internacionais. Digo a eles que esses acontecimentos negociável.
dividiram o mundo em dois campos, o campo www.jb.com.br/pais/notícias.
dos fiéis e o campo dos infiéis. Que Deus nos proteja
deles. Analise as três afirmações seguintes, quanto aos
(Adaptados de O Estado de S. Paulo, 8/10/2001) objetivos e ao teor desses trechos do discurso.

Pode-se afirmar que I. Podem ser entendidos como uma crítica à saída dos
EUA do acordo sobre as mudanças climáticas
A) a justificativa das ações militares encontra construído na COP21 de 2015, em Paris, à época
sentido apenas nos argumentos de George W. Bush. assinado pelo ex-presidente Barack Obama. A saída
B) a justificativa das ações militares encontra foi justificada pelo atual presidente Donald Trump,
sentido apenas nos argumentos de Osama Bin Laden. afirmando que o acordo seria prejudicial à economia
C) ambos apóiam-se num discurso de fundo religioso americana.
para justificar o sacrifício e reivindicar a justiça. II. Trata-se de um elogio à recente postura de
D) ambos tentam associar a noção de justiça a valores algumas autoridades do Reino Unido, o qual, em seu
de ordem política, dissociando-a de princípios processo denominado Brexit, pretende proteger a
religiosos. economia britânica, mas sem afetar seus
E) ambos tentam separar a noção de justiça das compromissos financeiros com o acordo de Paris de
justificativas de ordem religiosa, fundamentando-a 2015 e os relacionados com as questões estratégicas
numa estratégia militar. coletivas da Comunidade Europeia.
III. Faz-se uma crítica direta à França, que, mesmo 09. (FUVEST) Observe a tabela:
tendo sido a sede da COP21 de 2015, vem
continuamente desobedecendo a esse acordo, pois
contraria as metas firmadas de emissão de CO2 em
suas atividades industriais.

Está correto o que se afirma em

A) I, apenas.
B) II, apenas.
C) I e III, apenas.
D) II e III, apenas.
E) I, II e III

07. (ENEM 2009) O ano de 1968 ficou conhecido


pela efervescência social, tal como se pode
comprovar pelo seguinte trecho, retirado de texto
sobre propostas preliminares para uma revolução
cultural: “É preciso discutir em todos os lugares e
com todos. O dever de ser responsável e pensar
politicamente diz respeito a todos, não é privilégio de
uma minoria de iniciados. Não devemos nos
surpreender com o caos das ideias, pois essa é a
condição para a emergência de novas ideias. Os pais
do regime devem compreender que autonomia não é
uma palavra vã; ela supõe a partilha do poder, ou seja, Os dados apresentados na tabela se explicam, dentre
a mudança de sua natureza. Que ninguém tente outros fatores,
rotular o movimento atual; ele não tem etiquetas e
não precisa delas”. A) pela industrialização significativa em estados do
Journal de la comune étudiante. Textes et documents. Paris: Nordeste do Brasil, sobretudo aquela ligada a bens
Seuil, 1969 (adaptado) de consumo.
B) pela forte demanda por força de trabalho criada
pela expansão cafeeira nos estados do Sudeste do
Os movimentos sociais, que marcaram o ano de 1968, Brasil.
C) pela democracia racial brasileira, a favorecer a
A) foram manifestações desprovidas de conotação convivência pacífica entre culturas que, nos seus
política, que tinham o objetivo de questionar a rigidez continentes de origem, poderiam até mesmo ser
dos padrões de comportamento social fundados em rivais.
valores tradicionais da moral religiosa. D) pelos expurgos em massa promovidos em países
B) restringiram-se as sociedades de países que viviam sob regimes fascistas, como Itália,
desenvolvidos, onde a industrialização avançada, a Alemanha e Japão.
penetração dos meios de comunicação de massa e a E) pela supervalorização do trabalho assalariado nas
alienação cultural que deles resultava eram mais cidades, já que no campo prevalecia a mão de obra de
evidentes. origem escrava, mais barata.
C) resultaram no fortalecimento do conservadorismo
político, social e religioso que prevaleceu nos países
ocidentais durante as décadas de 70 e 80. 08. (FUVEST) Leia o texto e observe a imagem.
D) tiveram baixa repercussão no plano político,
apesar de seus fortes desdobramentos nos planos Numa guerra não se matam milhares de pessoas.
social e cultural, expressos na mudança de costumes Mata-se alguém que adora espaguete, outro que é
e na contracultura. gay, outro que tem uma namorada. Uma acumulação
E) inspiraram futuras mobilizações, como o de pequenas memórias... .
pacifismo, o ambientalismo, a promoção da equidade Nós que aqui estamos, por vós esperamos. Direção
de gêneros e a defesa dos direitos das minorias. de Marcelo Masagão. Brasil, 1999.
A partir do texto e da imagem, pode-se afirmar
corretamente que

A) a história das guerras se resume a um teatro de


combates travados no front por estadistas e
militares.
B) os relatos que abordam os conflitos apenas com
base nos tratados e armistícios são parciais e
limitados.
C) o fim dos impérios, a xenofobia e a consolidação
do projeto federativo garantiram a paz mundial.
D) a banalização da morte e a experiência do exílio
expressam a retração dos nacionalismos nos séculos
XX e XXI.
E) as políticas de inclusão foram capazes de controlar
os fluxos migratórios globais

GABARITO

01. 02. 03. 04. 05.

06. 08. 09.

“As raízes do estudo são amargas, mas seus frutos


são doces.”
(Aristóteles)