Você está na página 1de 6

Instrumentos de coleta de dados familiares

GENOGRAMA (Idealizado por Murray Bowen em 1954)


O genograma é a representação gráfica da família. Nele são representados os diferentes
membros da família, o padrão de relacionamento entre eles e as suas principais
morbidades
Podem ser acrescentados dados como ocupação, hábitos, grau de escolaridade e dados
relevantes da família, entre outros, de acordo com o objetivo do profissional.

A demonstração gráfica da situação permite que o indivíduo pare e reflita sobre a dinâmica
familiar, os problemas mais comuns que a afligem e o enfrentamento do problema pelos
membros da família.

O genograma possui dois elementos fundamentais:

 Os elementos estruturais trazem as informações relativas a composição familiar,


data de nascimento, grau de escolaridade, ocupação, hábitos, patologias, mortes e
separações.
 Os elementos funcionais mostram a dinâmica functional da familia, como a familia
se relaciona, como reagem frente a dificuldades e stress por exemplo.

Regras básicas para elaboração do genograma

 Simbologia padrão
 Representação de pelo menos tres gerações
 Inicio com a represental do casal e filhos
 Indicação do ciclo vital da família
 Representação das relações familiares
 Indicação de fatores de stress
 Cronologia de idades (dos mais velhos para os mais novos)

Níveis de informação do genograma


1. Traçado da estrutura familiar (representação dos diferentes elementos da família,
como eles estão biologicamentte ou legalmente ligados entre sí. As figuras
2. representam as pessoas e as linhas representam as relações

3. Registro de informações:
3.1.Informações demográficas: data de nascimento e morte, profissão, grau de
parentesco. As idades deverão ser colocadas junto as figuras.
3.2.Informações sobre o funcionamento: anotar os da nascimento, casamento,
doenças graves, separação, mudança de cidade entre outros
3.3.Eventos críticos: anotar todos os eventos marcantes na família como morte
Situações indicadas para utilização do genograma:

1. Sintomas inespecíficos
2. Utilização excessive dos serviços de saúde
3. Doença crônica
4. Isolamento
5. Problemas emocionais graves
6. Situações de risco familiar
7. Mudanças de ciclo de vida
8. Resistência ao tratamento ou dificuldades de aceitar o diagnóstico
9. Alterações nos papeis familiares por eventos agudos

Qual a contribuição do genograma?

 Permite que a equipe de saúde conheça o indivíduo em seu contexto familiar e a


influência da família em sua vida;
 Conhecer as doenças mais frequentes na família e o padrão de repetição das
mesmas, possibilitando ações efetivas de promoção de saúde nos seus
descendentes;
 Conhecer e explorar junto a familiares as suas crenças e padrões de
comportamento.
 Tem valor diagnóstico e terapêutico
ECOMAPA

O Ecomapa, também conhecido como ecograma, é um

instrumento de avaliação familiar, realizado através de

representação gráfica das ligações de uma família às

pessoas e/ou estruturas sociais do meio em que habita.

Identifica os padrões organizacionais da família e a

natureza das suas relações com o meio, mostrando-

nos o equilíbrio entre as necessidades e os recursos

familiares