Você está na página 1de 3

RESUMO MÁQUINAS ELÉTRICAS

Motores de indução assíncronos

- 90% de todos os motores da indústria

- baixa manutenção, longa vida útil, versatilidade, baixo preço

- rotor: parte do motor que rotacional, onde são induzidas correntes que interagem com o
campo magnético do estator e geram a força que faz o motor girar

Rotor bobinado: composto por um núcleo de ferro ou alumínio, laminado com ranhuras para
alocação de bobinas, e anéis coletores que dão acesso às bobinas. Permite o controle mais
fácil sobre o funcionamento dele. Dá pra controlar o torque e a corrente de partida sem o
auxilio de dispositivos adicionais

- estator: fica estático. A principal função é alojar os enrolamentos que serão ligados à rede
elétrica. É composto pelos enrolamentos e por um núcleo de ferro laminado.tem 3
agrupamentos de enrolamentos, umpra cada fase

Lei de faraday: se há uma espira condutora imersa em campo magnético variável, uma tensão
será gerada nessa espira e, consequentemente induzirá uma corrente.

Força de Lorentz: F=B.i.l

Funcionamento: no estator do motor, há vários eletroímãs gerados pela passagem de


corrente pelos enrolamentos do estator. A tensão alternada gera um campo magnético tbm
alternado, que gira proporcionalmente à frequencia da rede.

Para controlar a velocidade de giro do rotor, basta alterar a frequência da tensão que
energiza o sistema. Ns=60f/p2. P2 SÃO OS PARES DE POLOS.

- o rotor gira no mesmo sentido do campo magnético, mas nunca com a mesma velocidade.
Pois quando ele se aproxima, a intensidade da corrente induzida fica menor (n há variação de
campo magnético). Por isso, o nome é motor assíncrono. Essa diferença percentual é o
escorregamento.

MOTORES DE INDUÇÃO ASSÍNCRONOS – INSTITUTO FEDERAL DE SERGINPE – PROFESSOR LUIZ


MIRANDA

Geradores síncronos

- convertem potencia mecânica em elétrica

- estator: parte fixa, enrolamentos de armadura

- rotor: parte móvel, enrolamento de campo

- corrente dc é aplicada ao enrolamento de campo do rotor, que gera um campo magnético. O


rotor é acionado por uma maquina primaria, produzindo um campo magnético girante no
interior da máquina. Ele induz um conjunto de tensões trifásicas nos enrolamentos do estator.
Máquinas elétricas - fitzgerald

- em sistemas eletromecânicos, energia é armazenada em campos elétricos e magnéticos.


Quando energia do campo é influenciada pela configuração das partes mecânicas que o
delimitam, surgem forças mecânicas que movem os elementos mecânicos.

- dispositivos de conversão de energia operam entre sistemas elétricos e mecânicos. Inclusive


as máquinas rotativas, como geradores e motores.

- LEI DE FARADAY: campo magnético variável no tempo produz campo elétrico no espaço.

- em outras palavras, pode-se dizer que a tensão induzida em uma bobina depende do fluxo
magnético que passa por suas espiras.

- em máquinas rotativas, as tensão são geradas nos grupos de bobinas quando eles giram
dentro de um campo magnético, ou quando um campo magnético gira mecanicamente
próximo dos enrolamentos. Então o fluxo magnético em uma bobina é alterado ciclicamente, e
uma tensão variável no tempo é gerada.

gerador síncrono
monofásico com único enrolamento e 2 polos
trifásicos, 2 polos e 4 polos

- máquinas síncronas: correntes do enrolamento do rotor são fornecidas diretamente na parte


do estator, através de contatos rotativos.

- quando o gerador fornece potencia a uma carga, a corrente de armadura cria no entreferro
uma onda de fluxo magnético que gira na vel síncrona. Esse fluxo reage ao flxo criado pela
corrente de campo, surgindo um conjugado eletromecânico a partir da tendência desses 2
campos magnéticos se alinharem. Uma maquina motriz externa precisa manter a rotação.

- motores de indução: máquinas assíncronas, produzem conjugado só quando a velocidade do


rotor é diferente da velocidade síncrona. As correntes são induzidas nos enrolamentos curto
circuitados do rotor quando ele atravessa a onda de fluxo da armadura.