Você está na página 1de 11

09/04/2010

Técnicas Radiográficas Técnicas Radiográficas Intrabucais Intrabucais
Técnicas Radiográficas
Técnicas Radiográficas
Intrabucais
Intrabucais
Técnicas Radiográficas Técnicas Radiográficas Intrabucais Intrabucais l Periapical l Interproximal l Oclusal
Técnicas Radiográficas
Técnicas Radiográficas
Intrabucais
Intrabucais
l
Periapical
l
Interproximal
l
Oclusal
Exame dodo paciente Exame paciente l Anatomia l Estado geral dos arcos dentários - presença ou
Exame dodo paciente
Exame
paciente
l
Anatomia
l
Estado geral dos arcos dentários -
presença ou não de dentes (outras
técnicas)
l
Próteses removíveis
l
Óculos
l
Idade e tipo do paciente
Radiografia Periapical Radiografia Periapical
Radiografia Periapical
Radiografia Periapical
Técnica do Paralelismo Técnica do Paralelismo
Técnica do Paralelismo
Técnica do Paralelismo
Técnica dodo Paralelismo Técnica Paralelismo l O filme é mantido por um posicionador e colocado na
Técnica dodo Paralelismo
Técnica
Paralelismo
l O filme é mantido por um posicionador
e colocado na boca paralelamente ao
longo eixo do dente
l O feixe de raios X deve ser direcionado
perpendicular ao dente e ao filme

09/04/2010

09/04/2010 Incisivos Centrais Superiores Incisivos Centrais Superiores 2
09/04/2010 Incisivos Centrais Superiores Incisivos Centrais Superiores 2
09/04/2010 Incisivos Centrais Superiores Incisivos Centrais Superiores 2
09/04/2010 Incisivos Centrais Superiores Incisivos Centrais Superiores 2
09/04/2010 Incisivos Centrais Superiores Incisivos Centrais Superiores 2
Incisivos Centrais Superiores Incisivos Centrais Superiores
Incisivos Centrais Superiores
Incisivos Centrais Superiores

09/04/2010

Incisivo Lateral ee Canino Incisivo Lateral Canino Superiores Superiores
Incisivo Lateral ee Canino
Incisivo Lateral
Canino
Superiores
Superiores
Pré Molares Superiores Pré Molares Superiores
Pré Molares Superiores
Pré Molares Superiores
Molares Superiores Molares Superiores
Molares Superiores
Molares Superiores
Incisivos Inferiores Incisivos Inferiores
Incisivos Inferiores
Incisivos Inferiores
Canino Inferior Canino Inferior
Canino Inferior
Canino Inferior
Pré Molares Inferiores Pré Molares Inferiores
Pré Molares Inferiores
Pré Molares Inferiores

09/04/2010

Molares Inferiores Molares Inferiores
Molares Inferiores
Molares Inferiores
09/04/2010 Molares Inferiores Molares Inferiores Técnica da Bissetriz Técnica da Bissetriz 4
09/04/2010 Molares Inferiores Molares Inferiores Técnica da Bissetriz Técnica da Bissetriz 4
09/04/2010 Molares Inferiores Molares Inferiores Técnica da Bissetriz Técnica da Bissetriz 4
09/04/2010 Molares Inferiores Molares Inferiores Técnica da Bissetriz Técnica da Bissetriz 4
Técnica da Bissetriz Técnica da Bissetriz
Técnica da Bissetriz
Técnica da Bissetriz

09/04/2010

Técnica da Bissetriz Técnica da Bissetriz l O filme é colocado o mais próximo do dente,
Técnica da Bissetriz
Técnica da Bissetriz
l
O filme é colocado o mais próximo do
dente, sem curvar
l
Imaginar a bissetriz formada entre o
longo eixo do dente e do filme
l
O feixe de raios X deve ser direcionado
perpendicular a bissetriz imaginária
09/04/2010 Técnica da Bissetriz Técnica da Bissetriz l O filme é colocado o mais próximo do
Incidência Perpendicular àà Incidência Perpendicular Bissetriz Bissetriz
Incidência Perpendicular àà
Incidência Perpendicular
Bissetriz
Bissetriz
Incidência Perpendicular aoao Incidência Perpendicular Filme Filme
Incidência Perpendicular aoao
Incidência Perpendicular
Filme
Filme
Incidência Perpendicular aoao Incidência Perpendicular Dente Dente
Incidência Perpendicular aoao
Incidência Perpendicular
Dente
Dente
Técnica da Bissetriz Técnica da Bissetriz l Posição da cabeça do paciente l Manutenção do filme
Técnica da Bissetriz
Técnica da Bissetriz
l
Posição da cabeça do paciente
l
Manutenção do filme
l
Ângulos Verticais
l
Ângulos Horizontais
l
Área de Incidência

09/04/2010

Posição da Cabeça Posição da Cabeça l Apoiada no encosto l PSM perpendicular ao plano horizontal
Posição da Cabeça
Posição da Cabeça
l
Apoiada no encosto
l
PSM perpendicular ao plano horizontal
l
Maxila: Plano trágus – asa do nariz
(Camper) paralelo ao plano horizontal
l
Mandíbula: Plano trágus-comissura
labial paralela ao plano horizontal
09/04/2010 Posição da Cabeça Posição da Cabeça l Apoiada no encosto l PSM perpendicular ao plano
09/04/2010 Posição da Cabeça Posição da Cabeça l Apoiada no encosto l PSM perpendicular ao plano
09/04/2010 Posição da Cabeça Posição da Cabeça l Apoiada no encosto l PSM perpendicular ao plano
Manutenção dodo filme Manutenção filme l Maxila: – polegar da mão oposta – mão aberta l
Manutenção dodo filme
Manutenção
filme
l
Maxila:
– polegar da mão oposta
– mão aberta
l
Mandíbula:
– indicador da mão oposta
– mão fechada
Ângulos Verticais Ângulos Verticais
Ângulos Verticais
Ângulos Verticais

09/04/2010

09/04/2010 Ângulos Horizontais Ângulos Horizontais l O feixe central de raios X deve ser direcionado paralelamente
09/04/2010 Ângulos Horizontais Ângulos Horizontais l O feixe central de raios X deve ser direcionado paralelamente
Ângulos Horizontais Ângulos Horizontais l O feixe central de raios X deve ser direcionado paralelamente às
Ângulos Horizontais
Ângulos Horizontais
l O feixe central de raios X deve ser
direcionado paralelamente às
superfícies interproximais dos dentes
09/04/2010 Ângulos Horizontais Ângulos Horizontais l O feixe central de raios X deve ser direcionado paralelamente
Áreas de incidência Áreas de incidência l Deve coincidir com o centro da região a ser
Áreas de incidência
Áreas de incidência
l Deve coincidir com o centro da região a
ser radiografada
l O objetivo é atingir o filme na sua
totalidade
09/04/2010 Ângulos Horizontais Ângulos Horizontais l O feixe central de raios X deve ser direcionado paralelamente

09/04/2010

PARALELISMO PARALELISMO distância focal = 40cm BISSETRIZ BISSETRIZ distância focal = 20cm
PARALELISMO
PARALELISMO
distância focal = 40cm
BISSETRIZ
BISSETRIZ
distância focal = 20cm
09/04/2010 PARALELISMO PARALELISMO distância focal = 40cm BISSETRIZ BISSETRIZ distância focal = 20cm Vantagens da Técnica
Vantagens da Técnica Vantagens da Técnica dodo Paralelismo Paralelismo l Menor distorção l Melhor observação dos
Vantagens da Técnica
Vantagens da Técnica
dodo Paralelismo
Paralelismo
l
Menor distorção
l
Melhor observação dos detalhes anatômicos
l
Independe da posição da cabeça do paciente
l
Ângulos Verticais e horizontais determinados
pelo posicionador
l
Facilidade na incidência do feixe de raios X
l
Menor sobreposição do processo zigomático
Desvantagens da Técnica Desvantagens da Técnica dodo Paralelismo Paralelismo l O posicionador pode causar desconforto l
Desvantagens da Técnica
Desvantagens da Técnica
dodo Paralelismo
Paralelismo
l
O posicionador pode causar desconforto
l
Dificuldade de posicionamento devido à
anatomia
l
Biossegurança
Vantagens da Técnica Vantagens da Técnica da Bissetriz da Bissetriz l Posicionamento mais confortável l Posicionamento
Vantagens da Técnica
Vantagens da Técnica
da Bissetriz
da Bissetriz
l Posicionamento mais confortável
l Posicionamento mais simples
Desvantagens da Técnica Desvantagens da Técnica da Bissetriz da Bissetriz l Maior distorção l Encurtamentos e
Desvantagens da Técnica
Desvantagens da Técnica
da Bissetriz
da Bissetriz
l
Maior distorção
l
Encurtamentos e alongamentos de imagem
l
Não possibilita avaliação do periodonto
l
Sobreposição do processo zigomático
l
Habilidade do operador (angulações)
l
Posicionamento da cabeça do paciente

09/04/2010

Radiografia Interproximal Radiografia Interproximal
Radiografia Interproximal
Radiografia Interproximal
Radiografia Interproximal Radiografia Interproximal l Cáries Interproximais l Avaliação do periodonto l Avaliação das restaurações
Radiografia Interproximal
Radiografia Interproximal
l
Cáries Interproximais
l
Avaliação do periodonto
l
Avaliação das restaurações
09/04/2010 Radiografia Interproximal Radiografia Interproximal Radiografia Interproximal Radiografia Interproximal l Cáries Interproximais l Avaliação do periodonto
Radiografia Interproximal Radiografia Interproximal l Região posterior: Pré Molares e Molares l Manutenção do filme pela
Radiografia Interproximal
Radiografia Interproximal
l
Região posterior: Pré Molares e Molares
l
Manutenção do filme pela oclusão na aleta
ou no posicionador
l
Aleta centralizada no filme
l
Picote voltado para Linha Média
Radiografia Interproximal Radiografia Interproximal l Posicionamento correto da cabeça do paciente l Angulação vertical: 5º a
Radiografia Interproximal
Radiografia Interproximal
l
Posicionamento correto da cabeça do
paciente
l
Angulação vertical: 5º a 8º
l
Angulação horizontal: feixe central paralelo
às faces proximais
l
Área de incidência: abranger todo filme
09/04/2010 Radiografia Interproximal Radiografia Interproximal Radiografia Interproximal Radiografia Interproximal l Cáries Interproximais l Avaliação do periodonto

09/04/2010

Radiografia Oclusal Radiografia Oclusal
Radiografia Oclusal
Radiografia Oclusal
Radiografia Oclusal Radiografia Oclusal l Exame de áreas mais extensas l Pacientes edêntulos l Áreas com
Radiografia Oclusal
Radiografia Oclusal
l
Exame de áreas mais extensas
l
Pacientes edêntulos
l
Áreas com lesões
l
Dentes inclusos ou impactados
l
Glândulas salivares
l
Fraturas
l
Sutura Intermaxilar
Manutenção dodo filme Manutenção filme l Oclusão (suavemente) l Pacientes edêntulos: – maxila: polegares – mandíbula:
Manutenção dodo filme
Manutenção
filme
l
Oclusão (suavemente)
l
Pacientes edêntulos:
– maxila: polegares
– mandíbula: indicadores
l
Picote voltado para fora da cavidade
bucal
09/04/2010 Radiografia Oclusal Radiografia Oclusal Radiografia Oclusal Radiografia Oclusal l Exame de áreas mais extensas l
Radiografia Oclusal Radiografia Oclusal l Maxila – Total – Incisivos – Canino – Pré Molares e
Radiografia Oclusal
Radiografia Oclusal
l
Maxila
– Total
– Incisivos
– Canino
– Pré Molares e Molares
– Túber
– Seio Maxilar
Radiografia Oclusal Radiografia Oclusal l Mandíbula – Total – Parcial – Sínfise
Radiografia Oclusal
Radiografia Oclusal
l
Mandíbula
– Total
– Parcial
– Sínfise

09/04/2010

Oclusal Oclusal -- Maxila Maxila Ângulo Ângulo Região Filme Incidência Vertical Horizontal Perpendicular Total Incisivos Canino
Oclusal
Oclusal -- Maxila
Maxila
Ângulo
Ângulo
Região
Filme
Incidência
Vertical
Horizontal
Perpendicular
Total
Incisivos
Canino
PM e M
Tuber
Seio
Maxilar
65º
Glabela
ao PSM
Paralelo ao
65º
Ápice Nasal
PSM
Paralelo ao
Infra
Orbitário
F.
65º
45º
PSM
Paralelo ao
F.
65º
90º
PSM
Paralelo ao
45º
135º
Infra
Orbitário
3cm post. CPE
PSM
Paralelo ao
F.
Infra
80º
PSM
Orbitário
Oclusal Oclusal -- Mandíbula Mandíbula Ângulo Ângulo Região Filme Incidência Vertical Horizontal Porção mediana Perpendicular Total
Oclusal
Oclusal -- Mandíbula
Mandíbula
Ângulo
Ângulo
Região
Filme
Incidência
Vertical
Horizontal
Porção mediana
Perpendicular
Total
-90º
do assoalho
ao PSM
bucal
Paralelo ao
Lado de
Parcial
-90º
PSM
interesse
Paralelo ao
Sínfise
-55º
Sínfise
PSM
Glabela Forame Infra Orbitário Ápice Nasal Sínfise Mentual Assoalho Bucal
Glabela
Forame Infra
Orbitário
Ápice
Nasal
Sínfise
Mentual
Assoalho Bucal
3cm posterior à comissura palpebral externa
3cm posterior
à comissura
palpebral
externa
09/04/2010 Oclusal Oclusal -- Maxila Maxila Ângulo Ângulo Região Filme Incidência Vertical Horizontal Perpendicular Total Incisivos
09/04/2010 Oclusal Oclusal -- Maxila Maxila Ângulo Ângulo Região Filme Incidência Vertical Horizontal Perpendicular Total Incisivos