Você está na página 1de 160

Diário Oficial de Contas

Tribunal de Contas de Mato Grosso


Ano 7 Nº 1366 – Página 1
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

ÍNDICE

SECRETARIA EXECUTIVA DE ADMINISTRAÇÃO.................................................................2


AVISO.............................................................................................................................. 2
SECRETARIA EXECUTIVA DE GESTÃO DE PESSOAS........................................................3
DECISÃO......................................................................................................................... 3
SECRETARIA-GERAL DO TRIBUNAL PLENO.......................................................................3
RELAÇÕES DE DELIBERAÇÕES PLENÁRIAS .............................................................. 3
CONSELHEIRO INTERINO LUIZ HENRIQUE LIMA (Portaria nº 122/2017).........................14
JULGAMENTOS SINGULARES..................................................................................... 14
EDITAL DE NOTIFICAÇÃO/CITAÇÃO............................................................................ 15
CONSELHEIRO INTERINO LUIZ CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017).....................15
DECISÃO....................................................................................................................... 15
CONSELHEIRO INTERINO JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017)................15
DECISÕES..................................................................................................................... 15
CONSELHEIRA INTERINA JAQUELINE JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017)...16
JULGAMENTOS SINGULARES..................................................................................... 16
EDITAL DE NOTIFICAÇÃO/CITAÇÃO............................................................................ 18
CONSELHEIRO INTERINO MOISES MACIEL (Portaria nº 126/2017)..................................18
JULGAMENTO SINGULAR............................................................................................ 18
EDITAL DE NOTIFICAÇÃO/CITAÇÃO............................................................................ 18
AGÊNCIA DE FOMENTO DO ESTADO DE MATO GROSSO SA..........................................18
TRIBUNAL PLENO PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO............................................................................ 18
AGÊNCIA REGULADORA DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DELEGADOS DO MUNICÍPIO DE
SINOP.................................................................................................................................... 18
DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL E FINANCEIRA............................................................18
Presidente Conselheiro Domingos Neto CÂMARA MUNICIPAL DE ALTO ARAGUAIA.......................................................................21
PORTARIA..................................................................................................................... 21
CÂMARA MUNICIPAL DE ALTO GARÇAS........................................................................... 21
Conselheiro Interino Luiz Henrique Lima - Vice-presidente ATO................................................................................................................................ 21
Conselheiro Interino Isaias Lopes da Cunha - Corregedor-geral CAMARA MUNICIPAL DE CUIABA....................................................................................... 21
LEGISLAÇÕES.............................................................................................................. 21
Conselheiro Interino Luiz Carlos Pereira – Ouvidor-geral PORTARIAS................................................................................................................... 22
CÂMARA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO NORTE................................................................22
Conselheiro Interino João Batista Camargo ATOS.............................................................................................................................. 22
Conselheira Interina Jaqueline Jacobsen Marques CÂMARA MUNICIPAL DE JUARA........................................................................................ 25
Conselheiro Interino Moises Maciel PORTARIAS................................................................................................................... 25
CÂMARA MUNICIPAL DE JUÍNA.......................................................................................... 25
LICITAÇÃO.................................................................................................................... 25
PORTARIA..................................................................................................................... 26
Conselheiro Substituto Ronaldo Ribeiro CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM............................................................................. 26
LICITAÇÃO.................................................................................................................... 26
CÂMARA MUNICIPAL DE SINOP.......................................................................................... 26
Secretária-geral do Tribunal Pleno Ligia Maria Gahyva Daoud Abdallah PORTARIA..................................................................................................................... 26
CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO.................................................................................... 26
PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS....................................................................... 27
CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO VALE DO PEIXOTO................................33
PRIMEIRA CÂMARA LICITAÇÕES.................................................................................................................. 33
CONSÓRCIO PÚBLICO DE SAÚDE VALE DO TELES PIRES.............................................34
ATO................................................................................................................................ 34
LICITAÇÃO.................................................................................................................... 34
DEPARTAMENTO DE ÁGUA E ESGOTO DE VÁRZEA GRANDE........................................34
ATO................................................................................................................................ 34
Conselheira Interina Jaqueline Jacobsen Marques - Presidente FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DE ALTO ARAGUAIA............................................35
Conselheiro Interino Luiz Henrique Lima PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO............................................................................ 35
Conselheiro Interino Luiz Carlos Pereira FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DE ARAPUTANGA..................................35
PORTARIA..................................................................................................................... 35
FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES DE BARRA DO
GARÇAS................................................................................................................................ 35
FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES DE NORTELÂNDIA 36
Secretária da Primeira Câmara Elizabet Teixeira Sant'Anna Padilha ATO................................................................................................................................ 36
FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES DE SORRISO.........37
PORTARIA..................................................................................................................... 37
INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO SERVIDOR MUNICIPAL DE ALTA FLORESTA.............37
SEGUNDA CÂMARA INSTITUTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES DE LUCAS DO
RIO VERDE/MT...................................................................................................................... 37
INSTITUTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES DE
RONDONÓPOLIS.................................................................................................................. 39
PREFEITURA MUNICIPAL DE ÁGUA BOA........................................................................... 39
Conselheiro Interino João Batista Camargo - Presidente LICITAÇÕES.................................................................................................................. 39
Conselheiro Interino Isaias Lopes da Cunha PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTA FLORESTA................................................................. 40
Conselheiro Interino Moises Maciel ATOS.............................................................................................................................. 40
PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO ARAGUAIA................................................................. 50
LICITAÇÕES.................................................................................................................. 50
PORTARIA..................................................................................................................... 50
Secretária da Segunda Câmara Renata Arruda Rosas PROCESSO SELETIVO................................................................................................. 51
PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO GARÇAS.................................................................... 51
LICITAÇÕES.................................................................................................................. 51
PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO TAQUARI.................................................................... 51
MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAPUTANGA..................................................................... 51
ATO................................................................................................................................ 51
LICITAÇÃO.................................................................................................................... 51
PREFEITURA MUNICIPAL DE ARENÁPOLIS....................................................................... 52
Procurador-Geral de Contas Getulio Velasco Moreira Filho PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO GARÇAS..........................................................52
ATOS.............................................................................................................................. 52
PORTARIAS................................................................................................................... 52
Procurador-Geral de Contas Substituto Alisson Carvalho de Alencar PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO............................................................................ 53
PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM JESUS DO ARAGUAIA...............................................53
Procurador de Contas Gustavo Deschamps
LEGISLAÇÃO................................................................................................................. 53
Procurador de Contas William Brito LICITAÇÃO.................................................................................................................... 58
PORTARIAS................................................................................................................... 58
PREFEITURA MUNICIPAL DE BRASNORTE....................................................................... 59
LEGISLAÇÕES.............................................................................................................. 59

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 2
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

PREFEITURA MUNICIPAL DE CÁCERES............................................................................ 61 ATO.............................................................................................................................. 127


LICITAÇÃO.................................................................................................................... 61 LICITAÇÃO................................................................................................................... 127
PREFEITURA MUNICIPAL DE CANABRAVA DO NORTE....................................................61 PORTARIAS................................................................................................................. 127
PREFEITURA MUNICIPAL DE CANARANA......................................................................... 63 PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS..................................................................... 128
LEGISLAÇÃO................................................................................................................. 63 PREFEITURA MUNICIPAL DE SINOP................................................................................. 129
PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS....................................................................... 65 ATOS............................................................................................................................ 129
PREFEITURA MUNICIPAL DE CLÁUDIA.............................................................................. 68 LICITAÇÕES................................................................................................................ 134
LICITAÇÃO.................................................................................................................... 68 PORTARIAS................................................................................................................. 135
PREFEITURA MUNICIPAL DE COMODORO........................................................................ 68 PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS..................................................................... 140
ATOS.............................................................................................................................. 68 PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO........................................................................... 146
LICITAÇÃO.................................................................................................................... 72 ATO.............................................................................................................................. 146
PORTARIAS................................................................................................................... 72 PREFEITURA MUNICIPAL DE TAPURAH........................................................................... 147
PREFEITURA MUNICIPAL DE COTRIGUAÇU...................................................................... 87 PORTARIAS................................................................................................................. 147
PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS....................................................................... 87 PREFEITURA MUNICIPAL DE TESOURO.......................................................................... 151
PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ................................................................................ 88 LICITAÇÃO................................................................................................................... 151
LEGISLAÇÃO................................................................................................................. 88 PREFEITURA MUNICIPAL DE VÁRZEA GRANDE............................................................. 151
LICITAÇÃO.................................................................................................................... 88 ATOS............................................................................................................................ 151
PORTARIAS................................................................................................................... 88 PREFEITURA MUNICIPAL DE VERA.................................................................................. 152
PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS....................................................................... 91 LICITAÇÃO................................................................................................................... 152
PREFEITURA MUNICIPAL DE CURVELÂNDIA.................................................................... 93 PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO.......................................................................... 152
LICITAÇÃO.................................................................................................................... 93 PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA BELA DA SANTÍSSIMA TRINDADE..........................158
PREFEITURA MUNICIPAL DE DOM AQUINO...................................................................... 93 LICITAÇÕES................................................................................................................ 158
PREFEITURA MUNICIPAL DE FELIZ NATAL....................................................................... 94 SERVICO AUTONOMO DE AGUA E ESGOTO DE LUCAS DO RIO VERDE......................158
PREFEITURA MUNICIPAL DE FIGUEIRÓPOLIS D'OESTE..................................................94 ATO.............................................................................................................................. 158
PORTARIAS................................................................................................................... 94 LICITAÇÕES................................................................................................................ 160
PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO............................................................................ 95
PROCESSO SELETIVO................................................................................................. 95
PREFEITURA MUNICIPAL DE GUARANTÃ DO NORTE......................................................95
LEGISLAÇÕES.............................................................................................................. 95 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE MATO GROSSO
LICITAÇÃO.................................................................................................................... 99
PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS....................................................................... 99
PREFEITURA MUNICIPAL DE GUIRATINGA...................................................................... 100
PROCESSO SELETIVO............................................................................................... 101 SECRETARIA EXECUTIVA DE ADMINISTRAÇÃO
PREFEITURA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO NORTE.......................................................102
ATOS............................................................................................................................ 102
PREFEITURA MUNICIPAL DE ITANHANGÁ....................................................................... 108
PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAÚBA............................................................................... 111 AVISO
LICITAÇÃO................................................................................................................... 111
PORTARIA.................................................................................................................... 111
PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO..........................................................................111 AVISO DE HOMOLOGAÇÃO DE LICITAÇÃO
PREFEITURA MUNICIPAL DE JUARA................................................................................ 112 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 05/2018
ATO.............................................................................................................................. 112
PREFEITURA MUNICIPAL DE JUÍNA................................................................................. 112 O Presidente do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais,
LICITAÇÃO................................................................................................................... 114 conferidas através do artigo 21, inciso V da Resolução 14/2017 deste Tribunal e artigo 43, inciso VI
PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS..................................................................... 114 da Lei 8.666/1993 e suas alterações, torna pública a HOMOLOGAÇÃO da licitação na modalidade
PREFEITURA MUNICIPAL DE JURUENA........................................................................... 115 Pregão Eletrônico nº 05/2018, constante no processo administrativo nº 36.967-5/2017, cujo objeto
LICITAÇÃO................................................................................................................... 115 é a contratação de serviços contínuos de manutenção preventiva e corretiva de equipamentos
PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE.....................................................115 ativos de rede, para um período de 12 (doze) meses, conforme detalhamento no Termo de
ATOS............................................................................................................................ 115 Referência Realinhado 507/2017, o qual teve como vencedora a empresa STELMAT
LICITAÇÃO................................................................................................................... 116 TELEINFORMATICA LTDA., com os seguintes valores:
PREFEITURA MUNICIPAL DE MARCELÂNDIA.................................................................. 116
LEGISLAÇÕES............................................................................................................ 116
Item Quantidade Unid Qtde Part Valor Valor Valor
PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS..................................................................... 117
Number Mensal Total Anual
PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA CANAÃ DO NORTE.................................................117
Mensal
PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM.................................................................... 118
DECISÃO..................................................................................................................... 118 1 Dual radio 11abgn sv 44 WS- R$ R$ R$
LICITAÇÃO................................................................................................................... 118 3X3:3 MIMO indoor AP3825e 116,55 5.128,2 61.538,4
PORTARIA................................................................................................................... 118 access point with six WS-ANT- 0 0
PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO.......................................................................... 118 externai antenna ports 2DIP-3
PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA NAZARÉ.................................................................. 118 and redundant E/N WS-ANT-
LICITAÇÕES................................................................................................................ 118 data ports (requires 5DIP-3
PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO MUNDO................................................................... 118 externai antennas sold WS-
ATO.............................................................................................................................. 118 separately). PS3X12-
LICITAÇÃO................................................................................................................... 119 2.4GHz Indoor Dipole BR
PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO SANTO ANTÔNIO...................................................119 Antenna for 3715e
ATO.............................................................................................................................. 119 only (3 pack)
PREFEITURA MUNICIPAL DE PARANAÍTA........................................................................ 119 5GHz Indoor Dipole
LICITAÇÕES................................................................................................................ 120 Antenna for 3715e
PREFEITURA MUNICIPAL DE PARANATINGA.................................................................. 121 only (3 pack)
PREFEITURA MUNICIPAL DE PEIXOTO DE AZEVEDO....................................................121 12V Externai Power
PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO.......................................................................... 121 Supply for 3715 Indoor
PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTES E LACERDA........................................................121 Access Points - Brasil
ATOS............................................................................................................................ 121
DECISÃO..................................................................................................................... 121 2 C5210 WLAN sv 1 WS- R$ R$ R$
PORTARIAS................................................................................................................. 122 controller. Manages C5210 2.191,6 2.191,6 26.299,8
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DO NORTE............................................123 100 Access Points, WS- 5 5 0
PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO.......................................................................... 123 expandable to 1000 in APCAP-
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO DOS GAÚCHOS....................................................123 25 or 100 AP 100
PORTARIAS................................................................................................................. 123 increments. GBICS
PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ESPERIDIÃO........................................................123 ordered separately.
LICITAÇÃO................................................................................................................... 123 Requires Regulatory
PREFEITURA MUNICIPAL DE POXORÉU.......................................................................... 124 Domain Key.
PREFEITURA MUNICIPAL DE SALTO DO CÉU................................................................. 124
PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA CARMEM............................................................... 125 3 1 Gb, 1000Base-SX, sv 74 1000BAS R$ R$ R$
ATOS............................................................................................................................ 125 IEEE 802.3 MM, 850 E- SX 29,64 2.193,3 26.320,3
PORTARIA................................................................................................................... 125 nm Short VVave SFP, Hi 6 2
PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA CRUZ DO XINGÚ...................................................125 Length, 220/550 M, LC
PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO.......................................................................... 125 SFP
PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO POVO........................................................125
LICITAÇÃO................................................................................................................... 125 4 10 Gb, 10GBASE-SR, sv 12 SR SFP+ R$ R$ R$
PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO XINGÚ.......................................................126 IEEE 802.3 MM, 850 Module 74,98 899,76 10.797,1
ATOS............................................................................................................................ 126 nm Short VVave 2
PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS QUATRO MARCOS................................126 Length, 33/82 M, LC
LICITAÇÕES................................................................................................................ 126 SFP+
PREFEITURA MUNICIPAL DE SAPEZAL........................................................................... 127

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 3
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

5 10 Gb, 10GBASE-LR, sv 4 LR SFP+ R$ R$ R$ l/O Module - 48 Ports 0248 2.080,0 4.160,0 49.920,0
IEEE 802.3 SM, 1310 Module 128,12 512,48 6.149,76 1000BASE-X via SFP 0 0 0
nm Long Wave Length, and one Typel option
10 Km, LC SFP+ slot (Used in
S3/S4/S6/S8)
6 B5 (24) 10/100/1000 sv 4 X-450- R$ R$ R$
AT- POE RJ45 ports, G2- 474,95 1.899,8 22.797,6 21 S-Series Option sv 2 SOK1208 R$ R$ R$
(4) combo SFP ports, 24P- 0 0 Module (Typel) -4 - 654,15 1.308,3 15.699,6
(2) dedicated stacking 10GE- Ports 10GBASE- X via 0104 0 0
ports and externai BASE SFP+ (Compatible with
RPS conector Typel & Type2 option
slots)
7 B5 (48) 10/100/1000 sv 31 X-450- R$ R$ R$
RJ45 ports, (4) combo G2- 557,52 17.283, 207.397, 22 24 port 10/100/1000 sv 6 B3G124- R$ R$ R$
SFP ports, 48-T- 12 44 B3 Stackble Switch 24 239,58 1.437,4 17.249,7
(2)dedicated stacking 10GE- 8 6
ports and externai BASE
RPS conector 23 24 port 10/100/1000 sv 8 B3G124- R$ R$ R$
POE B3 Stackble 24P 306,25 2.450,0 29.400,0
8 B5 (48) 10/100/1000 sv 9 X-450- R$ R$ R$ Switch 0 0
AT- POE RJ45 ports, G2- 684,23 6.158,0 73.896,8
(4) combo SFP ports, 48-P- 7 4 24 48 port 10/100/1000 sv 3 B3G124- R$ R$ R$
(2)dedicated stacking 10GE- B3 Stackble Switch 48 370,82 1.112,4 13.349,5
ports and externai BASE 6 2
RPS conector
25 B5 (48) 10/100/1000 sv 1 B5G124- R$ R$ R$
9 30CM STACKING sv 21 STK- R$ R$ R$ RJ45 ports, (4) combo 48 641,65 641,65 7.699,80
CABLE - B5/C5 ONLY CAB- 24,61 516,81 6.201,72 SFP ports
SHORT
26 B5 (48) 10/100/1000 sv 3 B5G124- R$ R$ R$
10 1M STACKING CABLE sv 12 STK- R$ R$ R$ RJ45 ports POE , (4) 48P2 666,65 1.999,9 23.999,4
- B5/C5 ONLY CAB- 32,48 389,76 4.677,12 combo SFP 5 0
LONG
R$ 1.349.594,88 (um milhão, trezentos e
11 NMS for up to 50 sv 1 NMS-50 R$ R$ R$ quarenta e nove mil, quinhentos e
Valor Total
devices and up to 500 NMS- 3.101,2 3.101,2 37.215,0 noventa e quatro reais e oitenta e oito
thin APs (includes 100- 5 5 0 centavos).
Console with 25 UG
concurrent users plus
Wireless Manager,
OneView, NAC, ASM, Cuiabá, 22 de maio de 2018.
PM, and IM)

12 Matrix N7 Chassis sv 1 7C107 R$ R$ R$ Conselheiro Gonçalo Domingos de Campos Neto


13.333, 13.333, 159.997, Presidente
15 15 80
* Original assinado nos autos do processo.
13 Matrix E7 and Matrix sv 2 6C207-3 R$ R$ R$
N7 1600 Watt AC 179,15 358,30 4.299,60
Power Supply
SECRETARIA EXECUTIVA DE GESTÃO DE PESSOAS
14 Distributed Forwarding sv 2 7G4282- R$ R$ R$
Engine (Platinum) with 49 7.250,0 14.500, 174.000,
48 10/100/1000 Base- 0 00 00 DECISÃO
TX poorts via RJ45
and 1 Network
Expansion Module
(NEM) slot PROCESSO Nº : 16.855-6/2018
INTERESSADO : ALVINA CÂNDIDA PROENÇA DA CRUZ TAQUES
15 S-Series S8 Chassis sv 2 S8- R$ R$ R$ ASSUNTO : REQUER ABONO DE PERMANÊNCIA
and fan trays (Power CHASSIS 3.971,6 7.943,3 95.319,6
supplies ordered 5 0 0 DECISÃO
separately) …
Posto isso, com base no inciso XXII, do artigo 21 da Resolução nº
16 S-Series AC power sv 4 S-AC-OS R$ R$ R$ 14/2007, acolho o Parecer n° 133/2018 da Consultoria Jurídica Geral e, em consonância com o
supply, 20A, 100- 223,75 895,00 10.740,0 artigo 2º, § 5º, da Emenda Constitucional nº 41, DEFIRO a concessão de abono de permanência à
240VAC input, 0 Sra. ALVINA CÂNDIDA PROENÇA DA CRUZ TAQUES, servidora deste Tribunal, ocupante do
(1200/1600W) (For cargo de Técnico de Controle Público Externo, Classe “D”, Referência 6, a partir de 23.04.2018.
use w/ S3/S4/S6/S8)
Publique-se.
17 S-Series S150 Class sv 2 SK1208- R$ R$ R$
l/O- Fabric Module, 0808-F6 4.995,8 9.991,6 119.899,6 Gabinete da Presidência, em Cuiabá, 11 de maio de 2018.
1280Gbps Load 2 4 8
Sharing - 8 Ports
10GBASE-X via SFP+ Conselheiro DOMINGOS NETO
and two Type2 option Presidente
slots (Used in
S4/S6/S8)

18 S-Series S150 Class sv 2 SK8208- R$ R$ R$ SECRETARIA-GERAL DO TRIBUNAL PLENO


l/O- Fabric Module, 0808-F8 3.305,4 6.610,8 79.329,6
1280Gbps Load 0 0 0
Sharing - 8 Ports
10GBASE-X via SFP+
RELAÇÕES DE DELIBERAÇÕES PLENÁRIAS
and two Type2 option
slots (Used in
S4/S6/S8) RELAÇÃO DE MATÉRIA PARA PUBLICAÇÃO N.º 23/2018 – TRIBUNAL PLENO
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE MATO GROSSO
19 S-Series S130 Class sv 3 ST4106- R$ R$ R$ CONSELHEIRO PRESIDENTE DOMINGOS NETO
l/O Module - 48 Ports 0248 1.816,6 5.449,9 65.399,4 PROCURADOR-GERAL DE CONTAS GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO
10/100/1OOOBASE-T 5 5 0
via RJ45 with PoE Sessão Ordinária do Tribunal Pleno no dia 8 de maio de 2018
(802.3at) and one ____________________________________
Typel option slot (Used
in S3/S4/S6/S8) ACÓRDÃOS
___________________________________
20 S-Series S130 Class sv 2 SG4101- R$ R$ R$

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 4
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

Processo nº 10.286-5/2016
Interessada PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador-
Gestores/Responsáveis Fernanda Pawelec Vieira – Promotora de Justiça da 1ª Promotoria geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO.
Cível da Comarca de Sorriso
Dilceu Rossato – ex- Prefeito Municipal Publique-se.
Lázaro José Gomes Junior – OAB/MT nº 8.194-A, Alcides Ney José
Gomes – OAB/MS nº 8.125 e Camila de Araújo Balduino Medeiros – Sala das Sessões, 8 de maio de 2018.
OAB/MT nº 9.519 – Procuradores
Assunto Comunicação – Análise de conflito de competência (assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)
Relator Nato Conselheiro Presidente DOMINGOS NETO ___________________________________
Sessão de Julgamento 8-5-2018 – Tribunal Pleno
Processo nº 31.212-6/2017
ACÓRDÃO Nº 150/2018 – TP Interessada PREFEITURA MUNICIPAL DE RONDONÓPOLIS
Gestores/Responsáveis José Carlos Junqueira de Araújo
Resumo: PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO. COMUNICAÇÃO Nivia Calzolari
ORIGINADA DE OFÍCIO ENCAMINHADO PELA 1ª PROMOTORIA DE Leandro Junqueira de Pádua
JUSTIÇA CÍVEL DA COMARCA DE SORRISO. ANÁLISE DE Elizângela Morais Silva Ferreira
CONFLITO DE COMPETÊNCIA. ENCAMINHAMENTO DOS AUTOS À Nadir Siqueira
5ª SECEX PARA VERIFICAR A PERTINÊNCIA DE PROPOR Élbio Ferreira Barros
REPRESENTAÇÃO INTERNA. INSTAURADA A REPRESENTAÇÃO Luiz Fernando Índio Souza
INTERNA, A COMPETÊNCIA PARA RELATÁ-LA SERÁ DO RELATOR Anderson Flávio de Godoi
NO ANO EM QUE O PROCESSO FOR AUTUADO. Juliano César Clemente
Assunto Representação de Natureza Interna
Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 10.286-5/2016. Recursos Ordinários – 9.486-2/2018 e 9.622-9/2018
Relator Conselheiro Interino LUIZ HENRIQUE LIMA
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos Sessão de Julgamento 8-5-2018 – Tribunal Pleno
termos do artigo 29, XX, c/c o artigo 30, IX, da Resolução nº 14/2007 (Regimento Interno do
Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto do ACÓRDÃO Nº 156/2018 – TP
Relator Nato e de acordo com o Parecer nº 4.438/2017 do Ministério Público de Contas, em
encaminhar a presente Comunicação, originada do ofício encaminhado pela 1ª Promotoria de Resumo: PREFEITURA MUNICIPAL DE RONDONÓPOLIS.
Justiça Cível da Comarca de Sorriso, à Secretaria de Controle Externo da Quinta Relatoria, REPRESENTAÇÃO DE NATUREZA INTERNA. RECURSOS
vinculada a Conselheira Interina Jaqueline Jacobsen Marques, a fim de que verifique a pertinência ORDINÁRIOS INTERPOSTOS EM FACE DA DECISÃO PROFERIDA
de propor representação interna, na forma da disposição contida no artigo 224, I, “a”, da Resolução POR MEIO DO ACÓRDÃO Nº 465/2017-TP, QUE HOMOLOGOU A
nº 14/2007; e, havendo a instauração da representação interna, com base no artigo 223 da MEDIDA CAUTELAR. NÃO PROVIMENTO.
Resolução nº 14/2007, encaminhar os autos ao Relator da unidade gestora no ano em que o
processo for autuado, sendo que, ocorrendo a propositura da referida representação no ano Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 31.212-6/2017.
corrente, a competência para relatar os respectivos autos será do Conselheiro Interino João Batista
Camargo. ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos
termos do artigo 1°, XVI, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do
Participaram do julgamento os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto do Relator, que oralmente em
LIMA (Portaria nº 122/2017), ISAIAS LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ CARLOS sessão plenária não acolheu o requerimento recebido na data do julgamento, formulado pelo
PEREIRA (Portaria nº 009/2017), JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017), JAQUELINE Procurador-geral do Município, no sentido de retirar da pauta este recurso ordinário e retornar os
JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº 126/2017). autos ao Conselheiro originário para o seu regular processamento, tendo em vista que, de acordo
com o Regimento Interno, o processo não pode voltar ao relator originário sem que o recurso
Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador- contra a cautelar tenha sido julgado, e de acordo com o Parecer nº 997/2018 do Ministério Público
geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO. de Contas em, preliminarmente, conhecer e, no mérito, NEGAR PROVIMENTO aos Recursos
Ordinários constantes dos documentos nº 9.622-9/2018, interposto pelo Sr. Luiz Fernando Índio
Publique-se. Souza - à época presidente da Comissão de Licitação, e nº 9.486-2/2018, interposto pelos Srs.
José Carlos Junqueira de Araújo - à época prefeito municipal de Rondonópolis, neste ato
Sala das Sessões, 8 de maio de 2018. representado pelo procurador Luiz Mário de Barros; Nivia Calzolari - à época secretária municipal
de Infraestrutura, Leandro Junqueira de Pádua - à época secretário municipal de Administração;
(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br) Elizângela Morais Silva Ferreira, Nadir Siqueira e Élbio Ferreira Barros - à época membros da
___________________________________ Comissão de Licitação, sendo os Srs. Anderson Flávio de Godoi e Juliano César Clemente –
respectivamente procurador-geral e procurador adjunto, ambos interpostos em face da decisão
Processo nº 34.820-1/2017 proferida por meio do Acórdão nº 465/2017-TP, que homologou a medida cautelar concedida por
Interessada PREFEITURA MUNICIPAL DE SINOP meio do Julgamento Singular nº 808/LCP/2017, determinando a suspensão imediata da
Gestor/Responsável Juarez Alves da Costa Concorrência Pública nº 03/2017, cujo objeto é a contratação de empresa especializada para
Assunto Pedido de Rescisão conservação de pavimento com aplicação de lama asfáltica em diversas ruas e avenidas do
Relatora Conselheira Interina JAQUELINE JACOBSEN MARQUES Município de Rondonópolis; mantendo inalterados os termos da decisão recorrida, conforme
Sessão de Julgamento 8-5-2018 – Tribunal Pleno fundamentos constantes no voto do Relator; e, por fim, determinando a tramitação urgente deste
processo para o Relator originário, Conselheiro Interino Luiz Carlos Pereira, para o devido
ACÓRDÃO Nº 155/2018 – TP prosseguimento da instrução processual, com fulcro no artigo 89, IX, da Resolução nº 14/2007
(Regimento Interno do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso) e em razão de que o
Resumo: PREFEITURA MUNICIPAL DE SINOP. PEDIDO DE acórdão recorrido foi publicado em 14-12-2017. Encaminhem-se as sugestões proferidas pelo
RESCISÃO. JULGAMENTO PELA PROCEDÊNCIA. RESCISÃO DO Relator, em seu voto, à Corregedoria-geral e à Comissão Permanente de Atualização da Lei
ACÓRDÃO 563/2016-TP PARA EXCLUIR O JULGAMENTO SOBRE Orgânica e do Regimento Interno.
FATOS OCORRIDOS DURANTE O EXERCÍCIO DE 2012, QUE
DEVERÃO SER APRECIADOS PELO RELATOR DO PROCESSO Nº Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino LUIZ HENRIQUE
23.320-0/2015, BEM COMO PARA O REJULGAMENTO DO LIMA (Portaria nº 122/2017).
PROCESSO ORIGINÁRIO Nº 8.496-4/2016, QUE DEVERÁ SER
DEVOLVIDO AO RELATOR. Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO -
Presidente, e os Conselheiros Interinos ISAIAS LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ
Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 34.820-1/2017. CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017), JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017),
JAQUELINE JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos 126/2017).
termos do artigo 29, VII, da Resolução nº 14/2007 (Regimento Interno do Tribunal de Contas do
Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto da Relatora, em julgar Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador-
PROCEDENTE o Pedido de Rescisão proposto pelo Ministério Público de Contas, por intermédio geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO.
do Procurador William de Almeida Brito Júnior, em face da decisão proferida por meio do Acórdão
nº 563/2016-TP (Processo nº 8.496-4/2016), a fim de rescindi-lo, para: 1) excluir o julgamento Publique-se.
sobre os fatos ocorridos durante o exercício de 2012, que deverão ser apreciados pelo Relator do
processo nº 23.320-0/2015, quais sejam: a) reconhecimento de dívidas do exercício anterior sem Sala das Sessões, 8 de maio de 2018.
documentos comprobatórios; e, b) irregularidades no consumo de combustível; e, 2) determinar o
rejulgamento (reabrir a instrução) do processo originário nº 8.496-4/2016, quanto à aquisição de (assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)
refrigerantes por valor superior ao valor de mercado, no termos do artigo 968, I, do Novo Código de ___________________________________
Processo Civil, c/c o artigo 144 da Resolução nº 14/2007, o qual deverá ser devolvido ao Relator.
Encaminhe-se cópia desta decisão à Coordenadoria de Expediente, para providências. Processo nº 22.552-5/2017
Interessadas PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ
Relatou a presente decisão a Conselheira Interina JAQUELINE CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ
JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017). Assunto Representação de Natureza Externa
Relatora Conselheira Interina JAQUELINE JACOBSEN MARQUES
Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO – Sessão de Julgamento 8-5-2018 – Tribunal Pleno
Presidente, e os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE LIMA (Portaria nº 122/2017), ISAIAS
LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017), JOÃO ACÓRDÃO Nº 157/2018 – TP
BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº 126/2017).

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 5
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

Sala das Sessões, 8 de maio de 2018.


Resumo: PREFEITURA E CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ.
REPRESENTAÇÃO DE NATUREZA EXTERNA ACERCA DE (assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)
IRREGULARIDADES NO PROJETO DE LEI Nº 477/2017, QUE DEU ___________________________________
ORIGEM A LEI COMPLEMENTAR Nº 432/2017, QUE CRIOU A
SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA CUIABÁ 300 ANOS. Processos nºs 12.361-7/2012 (61 volumes), 20.294-0/2013 e 17.872-1/2012 - apensos
JULGAMENTO PELA PROCEDÊNCIA. APLICAÇÃO DE MULTA. Interessado FUNDO ESTADUAL DE SAÚDE
RECOMENDAÇÃO À ATUAL GESTÃO. Gestores/Responsáveis Edson Paulino de Oliveira
Mauro Antonio Manjabosco
Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 22.552-5/2017. Lenita Marta Rodrigues da Silva
Vander Fernandes
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos Pedro Henry Neto
termos do artigo 1°, XV, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do Maria Conceição da Encarnação Villa
Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto da Relatora e de acordo com o Wellington Randall Arantes
Parecer nº 1.130/2018 do Ministério Público de Contas em, preliminarmente, conhecer e, no Edmilson Paranhos de Magalhães Filho
mérito, julgar PROCEDENTE a Representação de Natureza Externa acerca de irregularidades no José Carlos Rizoli
Projeto de Lei nº 477/2017, que deu origem à Lei Complementar nº 432, de 11 de julho de 2017, Luiz Fernando Giazzi Nasri
que cria a Secretaria Municipal Extraordinária Cuiabá 300 anos, formulada pela Comissão Fibra Instituto de Gestão e Saúde (antigo Instituto Social Fibra)
Permanente de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária da Câmara Municipal Assunto Contas anuais de gestão do exercício de 2012
de Cuiabá, por intermédio dos Srs. Marcelo Eduardo Bussiki Rondon e Felipe Tanahashi Alves Embargos de Declaração – 9.441-2/2018, 9.444-7/2018, 9.442-0/2018
(Felipe Wellaton) – respectivamente presidente e membro da comissão/ vereadores, em desfavor 9.443-9/2018 e 9.445-5/2018
da Prefeitura Municipal de Cuiabá, gestão do Sr. Emanuel Pinheiro, conforme fundamentos Relator Conselheiro Interino LUIZ HENRIQUE LIMA
constantes no voto da Relatora; e, ainda, nos termos do artigo 75, III, da Lei Complementar nº Sessão de Julgamento 8-5-2018 – Tribunal Pleno
269/2007, c/c os artigos 2º, II, e 3º, II, “a”, da Resolução Normativa nº 17/2016 , aplicar ao Sr.
Emanuel Pinheiro (CPF nº 318.795.601-78) a multa de 6 UPFs/MT, em razão da irregularidade JB ACÓRDÃO Nº 159/2018 – TP
01, devido ao envio de projeto de lei irregular; recomendando à atual gestão que observe o
disposto na Lei de Responsabilidade Fiscal e na Constituição Federal no envio de projeto de lei Resumo: FUNDO ESTADUAL DE SAÚDE. CONTAS ANUAIS DE
para criação de despesa; e que se atente para o disposto no artigo 5º, XXXVI, da Constituição GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2012. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO.
Federal/88 e no artigo 6º da Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro (LINDB), quanto à NÃO PROVIMENTO. APLICAÇÃO DE MULTA AOS RECORRENTES
irretroatividade das leis. A multa deverá ser recolhida com recursos próprios, no prazo de 60 dias. EM RAZÃO DE EMBARGOS MANIFESTAMENTE PROTELATÓRIOS.
O boleto bancário para recolhimento da multa está disponível no endereço eletrônico deste
Tribunal de Contas – http://www.tce.mt.gov.br/fundecontas. Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 12.361-7/2012.

Relatou a presente decisão a Conselheira Interina JAQUELINE ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos
JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017). termos do artigo 1°, XVI, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do
Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto do Relator e de acordo com o
Participaram do julgamento os Conselheiros Interinos LUIZ Parecer nº 279/2018 do Ministério Público de Contas em, preliminarmente, conhecer e, no mérito,
HENRIQUE LIMA (Portaria nº 122/2017), que estava substituindo o Conselheiro Presidente NEGAR PROVIMENTO aos Embargos de Declaração constantes dos documentos nºs 9.441-
DOMINGOS NETO, LUIZ CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017), JOÃO BATISTA CAMARGO 2/2018 (fls. 23.996 a 24.005-TC), 9.444-7/2018 (fls. 23.951 a 23.960-TC), 9.442-0/2018 (fls. 24.008
(Portaria nº 127/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº 126/2017). a 24.017-TC), 9.443-9/2018 (fls. 23.963 a 23.972-TC) e 9.445-5/2018 (fls. 23.975 a 23.993-TC), os
quais foram opostos em face do Acórdão nº 468/2017-TP pelos Srs. Vander Fernandes e Edson
Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador- Paulino de Oliveira – gestores do Fundo Estadual de Saúde à época, Pedro Henry Neto –
geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO. secretário de Estado de Saúde à época, Mauro Antônio Manjabosco - coordenador da Comissão
Permanente de Contratos de Gestão à época, e Lenita Marta Rodrigues da Silva - chefe do Núcleo
Publique-se. Setorial de Finanças à época, neste ato representados pelos procuradores Maurício Magalhães
Faria Júnior – OAB/MT nº 9.839, Maurício Magalhães Faria Neto – OAB/MT nº 15.436, e João Vitor
Sala das Sessões, 8 de maio de 2018. Scedryzk Braga – OAB/MT nº 15.429; mantendo-se inalterados os demais termos da decisão
embargada, conforme fundamentos constantes no voto do Relator; determinando, em atenção à
(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br) necessidade de exatidão dos pronunciamentos, a correção, de ofício, do erro material constante na
___________________________________ redação do voto originário, para fazer constar que a análise das irregularidades atribuídas à Sra.
Lenita Marta Rodrigues refere-se ao pagamento a maior realizado ao Instituto Pernambucano de
Processos nºs 3.561-0/2014 e 10.184-2/2015 - apenso Assistência e Saúde – IPAS; e, ainda, com fundamento no artigo 281 da Resolução nº 14/2007
Interessada PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DO NORTE (Regimento Interno do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), c/c o artigo 1.026 do Código
Gestor/Responsável Emival Gomes de Freitas de Processo Civil, aplicar aos Srs. Pedro Henry Neto (CPF nº 175.068.671-68), Vander Fernandes
Assunto Contas anuais de governo do exercício de 2014 (CPF nº 505.502.681-20), Edson Paulino de Oliveira (432.633.056-20) e Mauro Antônio
Embargos de Declaração – 20.111-1/2017 Manjabosco (489.249.460-72) a multa de 10 UPFs/MT, para cada um, em razão do julgamento dos
Relator Conselheiro Interino ISAIAS LOPES DA CUNHA embargos manifestamente protelatórios; sendo, ainda, interessados nesses autos os Srs. Maria
Sessão de Julgamento 8-5-2018 – Tribunal Pleno Conceição da Encarnação Villa - coordenadora da comissão especial de acompanhamento de
contratos de gestão, neste ato representada pelos procuradores acima mencionados; Wellington
ACÓRDÃO Nº 158/2018 – TP Randall Arantes - diretor da Fundação de Saúde Comunitária de Sinop, neste ato representado
pelos procuradores acima mencionados e também pela procuradora Nádia Ribeiro de Freitas –
Resumo: PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DO NORTE. OAB/MT nº 18.069 (Maurício Magalhães Faria Júnior Advocacia S/S – OAB/MT Nº 392); José
CONTAS ANUAIS DE GOVERNO DO EXERCÍCIO DE 2014. Carlos Rizoli - presidente do Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano, neste ato
REQUERIMENTO DE REVISÃO DO PARECER PRÉVIO Nº 140/2015- representado pelos procuradores acima mencionados e também pelos procuradores Josenir
TP. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. NÃO PROVIMENTO. Teixeira – OAB/SP nº 125.253, Alinne Santos Malhado – OAB/MT nº 15.140 e Naírio Aparecido
Augusto Pereira dos Santos; Edmilson Paranhos de Magalhães Filho – representante legal do
Vistos, relatados e discutidos os autos dos Processos nºs 3.561-0/2014 Instituto Pernambucano de Assistência e Saúde, neste ato representado pelos procuradores
e 10.184-2/2015. Maurício Magalhães Faria Júnior – OAB/MT nº 9.839, Maurício Magalhães Faria Neto – OAB/MT nº
15.436 e Ana Carolina Vianna Stabile – OAB/MT nº 16.821; Luiz Fernando Giazzi Nasri – diretor do
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos Instituto Social Fibra, neste ato representado pelos procuradores Guilherme Von Müller Lessa
termos do artigo 1°, XVI, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do Vergueiro – OAB/SP nº 151.852, Kauy Carlos Lopérgolo de Aguiar – OAB/SP nº 365.473, Marcelo
Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto do Relator e de acordo com o Rapchan – OAB/SP nº 227.680, Tiago da Silveira Galli – OAB/SP nº 206.014-E e Juliana Cristina
Parecer nº 352/2018 do Ministério Público de Contas em, preliminarmente, conhecer e, no mérito, Galzo – OAB/SP nº 213.647-E; e a empresa Fibra Instituto de Gestão e Saúde (antigo Instituto
NEGAR PROVIMENTO aos Embargos de Declaração constantes do documento nº 20.111-1/2017, Social Fibra), representada pelos Srs. Antonio Efro Feltrin – diretor presidente e José Roberto
opostos pelo Sr. Emival Gomes de Freitas, prefeito municipal de Porto Alegre do Norte, neste ato Bianchini – diretor financeiro e administrativo e também pelos procuradores Luiz Antônio de
representado pelos procuradores Rony de Abreu Munhoz - OAB/MT nº 11.972, Ivan Schneider - Almeida Alvarenga – OAB/SP nº 146.770, Maria Isabel de Almeida Alvarenga – OAB/SP nº
OAB/MT nº 15.345 e Seonir Antônio Jorge - OAB/GO nº 38.641, em face da decisão proferida por 130.609, Luciana Pignatari Nardy – OAB/SP nº 166.350, Fabiana Vilhena Moraes Saldanha –
meio do Acórdão nº 247/2017-TP, que julgou parcialmente procedente o Requerimento de Revisão OAB/SP nº 147.247, Carlos Eduardo Jordão de Carvalho – OAB/SP nº 125.189, Luciana Vilhena
do Parecer Prévio nº 140/2015-TP; mantendo inalterados os termos da decisão embargada, Moraes Saldanha Fontolan – OAB/SP nº 158.087, Gisele Beck Rossi – OAB/SP nº 207.545,
conforme fundamentos constantes no voto do Relator. Renata Cassia de Santana – OAB/SP nº 206.988, Fábio Biazzi – OAB/SP nº 135.651, Renato de
Mello Almada – OAB/SP nº 134.340, Caio Eduardo de Aguirre – OAB/SP nº 146.555, Ricardo
Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino ISAIAS LOPES DA Chaves Palombini – OAB/SP nº 255.029, Laura Dias Goes – OAB/SP nº 292.611, André Santana
CUNHA (Portaria nº 124/2017). Navarro – OAB/SP nº 300.043, Nathalia Moreira de França – OAB/SP nº 316.888, Karen Marques
Vieira Santos – OAB/SP nº 218.453, Paula Gecislany Vieira da Silva Gomes – OAB/SP nº 311.938,
Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO - Hellen Almeida Santos – OAB/SP nº 201.529-E, Bianca Cestari, Ana Cristina Nascimento Santos,
Presidente, e os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE LIMA (Portaria nº 122/2017), LUIZ Maurício Aude – OAB/MT nº 4.667-O, Mikael Aguirre Cavalcanti – OAB/MT nº 9.247, Guilherme
CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017), JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017), Abrão Simão de Almeida – OAB/MT nº 14.535 e Rodolfo Ruiz Peixoto – OAB/MT nº 15.869. As
JAQUELINE JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº multas deverão ser recolhidas com recursos próprios, no prazo de 60 dias. Os boletos bancários
126/2017). para recolhimento das multas estão disponíveis no endereço eletrônico deste Tribunal de Contas –
http://www.tce.mt.gov.br/fundecontas.
Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador-
geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO. Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino LUIZ HENRIQUE
LIMA (Portaria nº 122/2017).
Publique-se.

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 6
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO - Renata Fermino de Oliveira


Presidente, e os Conselheiros Interinos ISAIAS LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ Máxima Ambiental Serviços Gerais e Participações Ltda. - EPP
CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017), JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017), Assunto Representação de Natureza Externa
JAQUELINE JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº Embargos de Declaração – 15.363-0/2018
126/2017). Relator Conselheiro Interino MOISES MACIEL
Sessão de Julgamento 8-5-2018 – Tribunal Pleno
Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador-
geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO. ACÓRDÃO Nº 161/2018 – TP

Publique-se. Resumo: PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO TAQUARI.


REPRESENTAÇÃO DE NATUREZA EXTERNA ACERCA DE
Sala das Sessões, 8 de maio de 2018. IRREGULARIDADES NO PROCESSO LICITATÓRIO PREGÃO
071/2017. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. NÃO PROVIMENTO.
(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)
___________________________________ Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 8.956-7/2018.

Processo nº 5.079-2/2015 ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos


Interessado FUNDO ESTADUAL DE SAÚDE termos do artigo 1°, XVI, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do
Gestores/Responsáveis Marco Aurélio Bertúlio das Neves Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto do Relator e de acordo, em
Eduardo Luiz Conceição Bermudez parte, com o Parecer nº 1.147/2018 do Ministério Público de Contas em, preliminarmente,
Benedita Leandro conhecer e, no mérito, NEGAR PROVIMENTO aos Embargos de Declaração constantes do
José Marcos Santos da Silva documento nº 15.363-0/2018, opostos pelo Município de Alto Taquari, por intermédio dos Srs.
Inês de Souza Leite Sukert Fábio Mauri Carbugio – prefeito municipal, e Iran Negrão Ferreira – assessor jurídico, sendo a Sra.
Rejanes Joana Potrich Zen Renata Fermino de Oliveira – pregoeira; e a empresa representante Máxima Ambiental Serviços
Wanderson Aristides Silva Gerais e Participações Ltda. - EPP, neste ato representada pela Sra. Mirela Maria Macedo – sócia
Ciro Rodolpho Pinto de Arruda Gonçalves e pelos procuradores Rony de Abreu Munhoz – OAB/MT nº 11.972, Ivan Schneider – OAB/MT nº
Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano 15.345, Seonir Antônio Jorge – OAB/GO nº 38.641 e Leandro Borges de Souza Sá – OAB/MT nº
Sociedade Beneficente São Camilo (Hospital Regional de Rondonópolis Irmã Elza 20.901, em face da decisão proferida por meio do Julgamento Singular nº 120/MM/2018, o qual
Giovanella) deferiu a medida cautelar que foi homologada pelo Acórdão nº 38/2018-TP, tendo em vista não
Associação Congregação de Santa Catarina (Hospital Regional de Cáceres) apresentar qualquer omissão no voto condutor da decisão embargada; e, ainda, em considerar
Assunto Contas anuais de gestão do exercício de 2015 prejudicada a análise do item “c” do parecer ministerial, cujo conteúdo, porém, deverá ser
Embargos de Declaração – 26.303-6/2017 verificado em momento posterior, na fase específica do artigo 302-A da Resolução nº 14/2007
Relator Conselheiro Interino JOÃO BATISTA CAMARGO (Regimento Interno do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), conforme expresso nos
Revisor Conselheiro Interino ISAIAS LOPES DA CUNHA fundamentos do voto do Relator.
Sessão de Julgamento 8-5-2018 – Tribunal Pleno
Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino MOISES MACIEL
ACÓRDÃO Nº 160/2018 – TP (Portaria nº 126/2017).

Resumo: FUNDO ESTADUAL DE SAÚDE. CONTAS ANUAIS DE Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO –
GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2015. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. Presidente, e os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE LIMA (Portaria nº 122/2017), ISAIAS
NÃO PROVIMENTO. LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017) e
JAQUELINE JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017).
Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 5.079-2/2015.
Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador-
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO.
termos do artigo 1º, XVI, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do
Estado de Mato Grosso), por maioria, acompanhando o voto-vista do Conselheiro Interino Isaias Publique-se.
Lopes da Cunha, em, preliminarmente, conhecer e, no mérito, NEGAR PROVIMENTO aos
Embargos de Declaração constantes do documento nº 26.303-6/2017, opostos pelo Ministério Sala das Sessões, 8 de maio de 2018.
Público de Contas, por intermédio do procurador William de Almeida Brito Júnior, em face da
decisão proferida por meio do Acórdão 320/2017-TP, que julgou as contas anuais de gestão do (assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)
Fundo Estadual de Saúde, exercício de 2015, gestão dos Srs. Marco Aurélio Bertúlio das Neves, ___________________________________
no período de 1º-1 a 4-10-2015, e Eduardo Luiz Conceição Bermudez, no período de 5-10 a 31-12-
2015, sendo os Srs. Benedita Leandro e José Marcos Santos da Silva - diretores dos Hospitais Processo nº 5.571-9/2012 (48 volumes)
Regionais de Colíder e de Alta Floresta à época, respectivamente; Inês de Souza Leite Sukert – Interessada PREFEITURA MUNICIPAL DE VÁRZEA GRANDE
diretora-geral do Hospital Metropolitano de Várzea Grande à época, Rejanes Joana Potrich Zen e Gestores/Responsáveis Sebastião dos Reis Gonçalves
Wanderson Aristides Silva – interventores dos Hospitais Regionais de Sorriso e de Sinop à época, Marcos Martinho Avallone Pires
respectivamente; Ciro Rodolpho Pinto de Arruda Gonçalves – controlador-geral do Estado; o Antônio Gonçalo Pedroso Maninho de Barros
Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano - INDSH, neste ato representado pelos Jefferson Aparecido Pozza Fávaro
procuradores Josenir Teixeira – OAB/SP nº 125.253 e Alline Santos Malhado - OAB/MT nº 15.140, César Augusto da Silva Serrano
sendo o Sr. José Carlos Rizoli – presidente; a Sociedade Beneficente São Camilo - SBCC (Hospital Gemini Projetos, Incorporações e Construções Ltda.
Regional de Rondonópolis Irmã Elza Giovanella), sendo os Srs. Justino Scatolin e Geovani Freitas Assunto Contas anuais de gestão do exercício de 2012
Neves – superintendente e diretor administrativo, respectivamente, este último representado pelos Embargos de Declaração - 9.616-4/2018 e 10.419-1/2018
procuradores Claudinei Marinho Vieira e Stalyn Paniago Pereira – OAB/MT nº 6.115-B; e a Relator Conselheiro Interino LUIZ HENRIQUE LIMA
Associação Congregação de Santa Catarina (Hospital Regional de Cáceres), sendo o Sr. Mário Sessão de Julgamento 8-5-2018 – Tribunal Pleno
Rodrigo Kaoru Utsunomiya – diretor executivo; mantendo-se inalterados os termos da decisão
embargada, conforme fundamentos do voto-vista do Conselheiro Revisor. ACÓRDÃO Nº 162/2018 – TP

Com base no artigo 69, § 3º, da Resolução nº 14/2007 (Regimento Resumo: PREFEITURA MUNICIPAL DE VÁRZEA GRANDE. CONTAS
Interno do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), foi designado como Revisor o ANUAIS DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2012. EMBARGOS DE
Conselheiro Interino ISAIAS LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017). DECLARAÇÃO. NÃO PROVIMENTO.

Vencido o Relator, Conselheiro Interino JOÃO BATISTA CAMARGO Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 5.571-9/2012.
(Portaria nº 127/2017), que votou pelo provimento dos embargos de declaração.
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos
Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO - termos do artigo 1º, XVI, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do
Presidente, e os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE LIMA (Portaria nº 122/2017), LUIZ Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto do Relator e de acordo com o
CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017), JAQUELINE JACOBSEN MARQUES (Portaria nº Parecer nº 329/2018 do Ministério Público de Contas em, preliminarmente, conhecer e, no mérito,
125/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº 126/2017), os quais acompanharam o voto-vista NEGAR PROVIMENTO aos Embargos de Declaração constantes dos documentos nº 9.616-
apresentado pelo Conselheiro Interino ISAIAS LOPES DA CUNHA. 4/2018, de fls. 18.827 a 18.829, e nº 10.419-1/2018, de fls. 18.850 a 18.862, opostos,
respectivamente, pelos Srs. Marcos Martinho Avallone Pires - procurador-geral do Município de
Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador- Várzea Grande à época, neste ato representado pelas procuradoras Ludimila Paula Pereira –
geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO. OAB/MT nº 14.803 e Roxânia Vilela - OAB/GO nº 34.838-A; e Sebastião dos Reis Gonçalves -
prefeito municipal no período de 1º-1 a 30-10-2012, neste ato representado pela procuradora Keilla
Publique-se. Machado – OAB/MT nº 15.359, em face da decisão proferida por meio do Acórdão nº 522/2017-TP,
eis que ausentes as alegadas omissões e/ou contradições, mantendo-se inalterados os termos da
Sala das Sessões, 8 de maio de 2018. decisão embargada, conforme fundamentos constantes no voto do Relator; sendo também
interessados nesses autos os Srs. Antônio Gonçalo Pedroso Maninho de Barros - ex-prefeito
(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br) municipal, neste ato representado pelos procuradores Carlos Raimundo Esteves – OAB/MT nº
___________________________________ 7.255, Vanessa Arruda de Carli Esteves – OAB/MT nº 15.389, Maurício Magalhães Faria Júnior –
OAB/MT nº 9.839, Maurício Magalhães Faria Neto – OAB/MT nº 15.436 e João Vítor Scedryzk
Processo nº 8.956-7/2018 Braga – OAB/MT nº 15.429; Jefferson Aparecido Pozza Fávaro - ex-secretário municipal de
Interessada PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO TAQUARI Educação, neste ato representado pelo procurador João Vitor Scedrzyk Braga – OAB/MT nº
Gestores/Responsáveis Fábio Mauri Carbugio 15.429; e César Augusto da Silva Serrano - chefe da Procuradoria Fiscal à época, sendo seus
Iran Negrão Ferreira advogados os Srs. Claúdia Alves Siqueira – OAB/MT nº 6.217-B e Marcondes Rai Novack –

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 7
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

OAB/MT nº 8.571; e a empresa Gemini Projetos, Incorporações e Construções Ltda., representada Resumo: ATO DE APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA. DENEGAR
pelo Sr. Anildo Lima Barros – sócio administrador, e pelos procuradores Johnan Amaral Toledo – REGISTRO. ILEGALIDADE DO CÁLCULO DE BENEFÍCIO.
OAB/MT nº 9.206 e Garcez Toledo Pizza – OAB/MT nº 8.675.
Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 20.196-0/2013.
Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino LUIZ HENRIQUE
LIMA (Portaria nº 122/2017). ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, por
unanimidade, acompanhando o voto da Relatora e de acordo com o Parecer nº 775/2018 do
Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO - Procurador-geral de Contas Substituto Alisson Carvalho de Alencar, com base no artigo 43, II, da
Presidente, e os Conselheiros Interinos ISAIAS LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso),
CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017), JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017), c/c o artigo 29, XXIV, da Resolução nº 14/2007 (Regimento Interno do Tribunal de Contas do
JAQUELINE JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº Estado de Mato Grosso), em: 1) DENEGAR REGISTRO à Portaria nº 501/2013, do Instituto
126/2017). Municipal de Previdência Social dos Servidores de Cuiabá, publicada no Diário Oficial de Contas
em 28-5-2013, que dispõe sobre a concessão de aposentadoria voluntária, por tempo de
Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador- contribuição, com proventos integrais, à Sra. LUVANIL NUNES XAVIER DUARTE; sendo que
geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO. foram citados nos autos os responsáveis pelo Fundo Municipal de Previdência Social dos
Servidores de Cuiabá, Srs. Bolanger José de Almeida, Fernando Jorge Mendes de Oliveira e
Publique-se. Ozenira Félix Soares de Souza; e, 2) DETERMINAR à atual gestão do órgão de origem que, no
prazo de 15 dias, a contar da publicação desta decisão, faça cessar os pagamentos dos proventos
Sala das Sessões, 8 de maio de 2018. relacionados a aposentadoria voluntária, por tempo de contribuição, com proventos integrais.

(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br) Relatou a presente decisão a Conselheira Interina JAQUELINE
___________________________________ JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017).

Processo nº 17.011-9/2016 Participaram do julgamento os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE


Interessada CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO LIMA (Portaria nº 122/2017), ISAIAS LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ CARLOS
Gestor/Responsável Fábio Gavasso PEREIRA (Portaria nº 009/2017), JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017) e MOISES
Assunto Auditoria de Conformidade MACIEL (Portaria nº 126/2017).
Embargos de Declaração – 25.290-5/2017
Relator Conselheiro Interino JOÃO BATISTA CAMARGO Publique-se.
Sessão de Julgamento 8-5-2018 – Tribunal Pleno
Sala das Sessões, 11 de maio de 2018.
ACÓRDÃO Nº 163/2018 – TP
(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)
Resumo: CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO. AUDITORIA DE ___________________________________
CONFORMIDADE. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO OPOSTOS EM
FACE DA DECISÃO PROFERIDA POR MEIO DO JULGAMENTO Processo n° 18.740-2/2015 e outros
SINGULAR QUE NÃO CONHECEU RECURSO ORDINÁRIO. NÃO Assunto Benefícios Previdenciários
PROVIMENTO. Relator Conselheiro Interino LUIZ HENRIQUE LIMA
Sessão de Julgamento 7 a 11-5-2018 – Tribunal Pleno (Plenário Virtual)
Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 17.011-9/2016.
ACÓRDÃO N° 165/2018 – TP (Plenário Virtual)
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos
termos do artigo 1º, XVI, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do Resumo: ATOS DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS. REGISTRAR.
Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto do Relator, e de acordo com o LEGALIDADE DOS ATOS E DOS CÁLCULOS DOS BENEFÍCIOS,
Parecer nº 1.778/2018 do Ministério Público de Contas em, preliminarmente, conhecer e, no CONFORME LEGISLAÇÃO PERTINENTE.
mérito, NEGAR PROVIMENTO aos Embargos de Declaração constantes do documento nº 25.290-
5/2017, interposto pelo Sr. Fábio Gavasso, à época prefeito municipal de Sorriso, em face da Vistos, relatados e discutidos os referidos processos.
decisão proferida por meio do Julgamento Singular nº 510/JBC/2017, que não conheceu o Recurso
Ordinário interposto em face do Acórdão nº 200/2017-TP, em razão da ausência de omissão e ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, por
contradição, mantendo-se inalterados os termos da decisão embargada, conforme fundamentos unanimidade, acompanhando o voto do Relator e de acordo com os pareceres do Ministério
constantes no voto do Relator. Público de Contas, com base no artigo 43, II, da Lei Complementar n° 269/2007 (Lei Orgânica do
Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), c/c o artigo 29, XXIV, da Resolução n° 14/2007
Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino JOÃO BATISTA (Regimento Interno do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), em REGISTRAR o(s) ato(s)
CAMARGO (Portaria nº 127/2017). de benefícios previdenciários, bem como as respectivas planilhas de proventos de acordo com a
fundamentação legal dos seguintes processos:
Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO -
Presidente, e os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE LIMA (Portaria nº 122/2017), ISAIAS ORDEM DA PAUTA PROCESSOS INTERESSADOS(AS)
LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017), N°S
JAQUELINE JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº
126/2017). 2 18.740-2/2015 LUZIA MÁRCIA DE REZENDE PERSIANI

Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador- 3 13.702-2/2018 IRACILDA RODRIGUES DA SILVA
geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO.
4 11.983-0/2018 RAIMUNDO NONATO GOMES DA SILVA
Publique-se.
5 1.028-6/2014 MARIA DE LOURDES PEREIRA DE SOUSA
Sala das Sessões, 8 de maio de 2018. 6 20.417-0/2014 MARIA DA PENHA PEREIRA CAMURSSI
(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br) 7 9.702-0/2018 ANGELA MARIA DORILEO CALDAS
___________________________________
9 27.407-0/2013 SEBASTIÃO BERNARDES DA SILVA FILHO

10 10.185-0/2018 JESUIRDO SANTOS DA SILVA / VITURINA


FERREIRA DA SILVA
RELAÇÃO DE MATÉRIA PARA PUBLICAÇÃO N.º 11/2018 – PLENÁRIO VIRTUAL
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE MATO GROSSO – TRIBUNAL PLENO 11 15.110-6/2018 CRISTINA DOS SANTOS VIEIRA / JULIANO
CONSELHEIRO PRESIDENTE DOMINGOS NETO TEÓFILO DA SILVA / JOSIELY DA SILVA MANTERO
PROCURADOR-GERAL DE CONTAS GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO
12 15.322-2/2018 JOSÉ PEREIRA SOUZA / DILVA MARIA DE
Sessão do Tribunal Pleno – Plenário Virtual OLIVEIRA SOUZA
Período de 7 a 11 de maio de 2018

___________________________________
Após as anotações de praxe, arquivem-se os autos, com exceção dos
ACÓRDÃOS processos físicos que deverão ser devolvidos ao órgão de origem.
___________________________________
Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino LUIZ HENRIQUE
Processo nº 20.196-0/2013 LIMA (Portaria nº 122/2017).
Interessada LUVANIL NUNES XAVIER DUARTE
Assunto Aposentadoria Voluntária Participaram do julgamento os Conselheiros Interinos ISAIAS LOPES
Relatora Conselheira Interina JAQUELINE JACOBSEN MARQUES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017), JOÃO
Sessão de Julgamento 7 a 11-5-2018 – Tribunal Pleno (Plenário Virtual) BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº 126/2017).

ACÓRDÃO Nº 164/2018 – TP (Plenário Virtual) Publique-se.

Sala das Sessões, 11 de maio de 2018.

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 8
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

25 20.506-0/2014 JOAQUIM RIBEIRO DA SILVA


(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)
___________________________________ 26 16.181-0/2013 SALETE SILVA DO AMARAL

Processo n° 9.503-6/2018 e outros 27 24.856-8/2013 MARIA ALVES PEREIRA


Assunto Benefícios Previdenciários
Relator Conselheiro Interino ISAIAS LOPES DA CUNHA 28 18.963-4/2015 EDNA ESTEVES CARVALHO
Sessão de Julgamento 7 a 11-5-2018 – Tribunal Pleno (Plenário Virtual)
29 20.702-0/2017 NATALIRIA GOUVEIA DA SILVA
ACÓRDÃO N° 166/2018 – TP (Plenário Virtual) 30 8.642-8/2018 MARIA ISABEL LEME
Resumo: ATOS DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS. REGISTRAR. 31 16.786-0/2017 MARIA APARECIDA DE ARAÚJO
LEGALIDADE DOS ATOS E DOS CÁLCULOS DOS BENEFÍCIOS,
CONFORME LEGISLAÇÃO PERTINENTE. 32 10.892-8/2014 RUBENS PARABA RUBÉ / MARLISMAR LEAL
RAMALHO RUBÉ
Vistos, relatados e discutidos os referidos processos.
33 19.889-7/2014 MANOEL DE SOUZA BRAGA / JORGE RAYNE DE
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, por SOUZA BRAGA / ORLANDO MARQUES VIANA /
unanimidade, acompanhando o voto do Relator e de acordo com os pareceres do Ministério SOLENIA DE SOUZA BRAGA
Público de Contas, com base no artigo 43, II, da Lei Complementar n° 269/2007 (Lei Orgânica do
Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), c/c o artigo 29, XXIV, da Resolução n° 14/2007 34 15.813-5/2014 CÉLIO MORAES DE OLIVEIRA / OLGA HAIDER
(Regimento Interno do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), em REGISTRAR o(s) ato(s) OLIVEIRA
de benefícios previdenciários, bem como as respectivas planilhas de proventos de acordo com a
35 14.375-8/2013 FLORIANO PEREIRA PADILHA / ALICE FLORES
fundamentação legal dos seguintes processos:
PADILHA

ORDEM DA PAUTA PROCESSOS INTERESSADOS(AS) 37 11.873-7/2018 TEREZINHA DE SOUZA BRANDÃO GARCIA /


N°S GUMERCINO LOPES DA SILVA

13 9.503-6/2018 JOSÉ MARIA DA SILVA 39 12.551-2/2015 DOMINGOS GUGEL / NAIR ROSSETTO GUGEL

14 9.719-5/2018 UMBERTO DIAS DA SILVA 40 33.599-1/2017 JOVENIL MESSIAS DA SILVA / MARIA KELY
BENEVIDES DE SOUSA MESSIAS
15 9.858-2/2018 LENIZE HELENA HENTSCHKE
43 10.924-0/2013 FRANCINALDA PEREIRA DO NASCIMENTO /
16 12.033-2/2018 GILVAN FERREIRA BARBOSA FRANCISCA ADRIANA OLIVEIRA DE SOUSA /
GLEDSON ALMEIDA GOMES
17 8.341-0/2018 IVONE SALETE SCHMOLLER
44 9.596-6/2018 GENÉZIO MORAES DE ARAÚJO
18 9.934-1/2018 ELZA GONÇALINA DE CAMPOS FEGER
45 12.081-2/2018 IRINEU SANTANA BACA
19 15.323-0/2018 GERALDINO DA CONCEIÇÃO / TARCILA ALMEIDA
DA CONCEIÇÃO 46 12.190-8/2018 RONILSON ALAN DE SOUZA VALE

20 15.111-4/2018 MARIA ELIENE RODRIGUES DA SILVA 47 9.261-4/2014 WEDINEY DOS SANTOS MIRANDA
MAGALHÃES / OIRSON DE MAGALHÃES
48 17.458-0/2016 HENRIQUE LUIS COSTA DE OLIVEIRA E SILVA /
21 9.111-1/2018 MAURO SILVA MACEDO PRISCILA ONO PEDROTTI / IVAR JOSÉ PEDROTTI

Após as anotações de praxe, arquivem-se os autos, com exceção dos Após as anotações de praxe, arquivem-se os autos, com exceção dos
processos físicos que deverão ser devolvidos ao órgão de origem. processos físicos que deverão ser devolvidos ao órgão de origem.

Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino ISAIAS LOPES DA Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino LUIZ CARLOS
CUNHA (Portaria nº 124/2017). PEREIRA (Portaria nº 009/2017).
Participaram do julgamento os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE
Participaram do julgamento os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE LIMA (Portaria nº 122/2017), ISAIAS LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), JOÃO BATISTA
LIMA (Portaria nº 122/2017), LUIZ CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017), JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº 126/2017).
CAMARGO (Portaria nº 127/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº 126/2017). Publique-se.
Publique-se.
Sala das Sessões, 11 de maio de 2018.
Sala das Sessões, 11 de maio de 2018.
(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)
(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br) ___________________________________
___________________________________
Processo n° 28.471-8/2013 e outros
Processo n° 11.389-1/2013 e outros Assunto Benefícios Previdenciários
Assunto Benefícios Previdenciários Relator Conselheiro Interino JOÃO BATISTA CAMARGO
Relator Conselheiro Interino LUIZ CARLOS PEREIRA Sessão de Julgamento 7 a 11-5-2018 – Tribunal Pleno (Plenário Virtual)
Sessão de Julgamento 7 a 11-5-2018 – Tribunal Pleno (Plenário Virtual)
ACÓRDÃO N° 168/2018 – TP (Plenário Virtual)
ACÓRDÃO N° 167/2018 – TP (Plenário Virtual)
Resumo: ATOS DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS. REGISTRAR.
Resumo: ATOS DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS. REGISTRAR. LEGALIDADE DOS ATOS E DOS CÁLCULOS DOS BENEFÍCIOS,
LEGALIDADE DOS ATOS E DOS CÁLCULOS DOS BENEFÍCIOS, CONFORME LEGISLAÇÃO PERTINENTE.
CONFORME LEGISLAÇÃO PERTINENTE.
Vistos, relatados e discutidos os referidos processos.
Vistos, relatados e discutidos os referidos processos.
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, por
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, por unanimidade, acompanhando o voto do Relator e de acordo com os pareceres do Ministério
unanimidade, acompanhando o voto do Relator e de acordo com os pareceres do Ministério Público de Contas, com base no artigo 43, II, da Lei Complementar n° 269/2007 (Lei Orgânica do
Público de Contas, com base no artigo 43, II, da Lei Complementar n° 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), c/c o artigo 29, XXIV, da Resolução n° 14/2007
Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), c/c o artigo 29, XXIV, da Resolução n° 14/2007 (Regimento Interno do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), em REGISTRAR o(s) ato(s)
(Regimento Interno do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), em REGISTRAR o(s) ato(s) de benefícios previdenciários, bem como as respectivas planilhas de proventos de acordo com a
de benefícios previdenciários, bem como as respectivas planilhas de proventos de acordo com a fundamentação legal dos seguintes processos:
fundamentação legal dos seguintes processos:
ORDEM DA PAUTA PROCESSOS INTERESSADOS(AS)
ORDEM DA PAUTA PROCESSOS INTERESSADOS(AS) N°S
N°S
49 28.471-8/2013 ANA MARIA PEREIRA LEITE
22 11.389-1/2013 TERESINHA PIVETTA
50 10.244-0/2018 JOSÉ MARIA DA CRUZ / VALERIA JOSÉ SILVA DA
23 5.175-6/2014 MARIA AUXILIADORA ALENCAR MOTA CRUZ

24 8.271-6/2018 ANA CÂNDIDA DA SILVA FERNANDES 51 22.724-2/2013 ELZIRA ANTÔNIA BARBOSA

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 9
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

57 10.881-2/2018 EDENEA MARIA CURVO DE CARLOS


Após as anotações de praxe, arquivem-se os autos, com exceção dos
processos físicos que deverão ser devolvidos ao órgão de origem. 58 12.058-8/2018 AURÉLIO PESSOA DE CAMPOS

Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino JOÃO BATISTA 59 30.405-0/2013 VALTER DE CARVALHO LIMA
CAMARGO (Portaria nº 127/2017).
60 15.575-6/2018 ANA PAULA FERREIRA MENDES / MANOEL ADÃO
Participaram do julgamento os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE FERREIRA MENDES / MARIA MÔNICA MARTINS
LIMA (Portaria nº 122/2017), ISAIAS LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ CARLOS
PEREIRA (Portaria nº 009/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº 126/2017). 61 15.131-9/2018 CLEIDE DZIOBAK REGINATTO / DAYANA
MARIELLEN SIMÕES GREGÓRIO / DINIZ MARTINS
Publique-se. DE OLIVEIRA

62 9.673-3/2018 EDISON SANDRO DE ARRUDA / DORACI


Sala das Sessões, 11 de maio de 2018. BARBOSA DE OLIVEIRA MORAES / LUCINEIDE
BARBOSA DE MORAES
(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)
___________________________________ 63 11.492-8/2018 CALVARINO ROMÃO DE SOUZA / LUCIANO
ROMÃO DE SOUZA / ANIVALDO ROMÃO DE
Processo n° 25.913-6/2013 e outros SOUZA
Assunto Benefícios Previdenciários
Relatora Conselheira Interina JAQUELINE JACOBSEN MARQUES 64 14.778-8/2018 ALDEMIRO ANTÔNIO CLÁUDIO / ALAIDES DA
Sessão de Julgamento 7 a 11-5-2018 – Tribunal Pleno (Plenário Virtual) SILVA CLÁUDIO

ACÓRDÃO N° 169/2018 – TP (Plenário Virtual) 65 14.723-0/2018 WILSON LEITÃO DE ALMEIDA / GESSI FRANCISCA
DE OLIVEIRA
Resumo: ATOS DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS. REGISTRAR.
LEGALIDADE DOS ATOS E DOS CÁLCULOS DOS BENEFÍCIOS, 66 15.596-9/2018 ISABEL CRISTINA MAIOLINI PEREIRA SANTOS /
CONFORME LEGISLAÇÃO PERTINENTE. GILSON ROBERTO SANTOS JÚNIOR

67 12.751-5/2015 CIRSO LOPES MACHADO / ELZA DE CASTRO


Vistos, relatados e discutidos os referidos processos.
MACHADO
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, por 68 15.416-4/2015 ALDAIR ANTÔNIO BUZANELLO / CLEUSA INÊS
unanimidade, acompanhando o voto da Relatora e de acordo com os pareceres do Ministério CEOLIN BUZANELLO
Público de Contas, com base no artigo 43, II, da Lei Complementar n° 269/2007 (Lei Orgânica do
Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), c/c o artigo 29, XXIV, da Resolução n° 14/2007 69 6.369-0/2015 EUDIRENE MARIA DE SOUZA / POLIANA RIBEIRO
(Regimento Interno do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), em REGISTRAR o(s) ato(s) RODRIGUES / EDER LUIZ GERVÁSIO
de benefícios previdenciários, bem como as respectivas planilhas de proventos de acordo com a
fundamentação legal dos seguintes processos:

Após as anotações de praxe, arquivem-se os autos, com exceção dos


ORDEM DA PAUTA PROCESSOS INTERESSADOS(AS)
processos físicos que deverão ser devolvidos ao órgão de origem.
N°S

53 25.913-6/2013 JACINTA FREITAG SCWEIKART Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino MOISES MACIEL
(Portaria nº126/2017).
54 7.465-9/2018 JULIETA DE MELLO / EINI FERREIRA DA SILVA
Participaram do julgamento os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE
55 14.247-6/2018 BENVINDO DE SOUZA PASSOS / CUSTÓDIA LIMA (Portaria nº 122/2017), ISAIAS LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ CARLOS
RODRIGUES DOS PASSOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017) e JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017).
56 27.188-8/2013 MARIA ROSA DE JESUS SILVA Publique-se.

Sala das Sessões, 11 de maio de 2018.


Após as anotações de praxe, arquivem-se os autos, com exceção dos (assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)
processos físicos que deverão ser devolvidos ao órgão de origem. ___________________________________
Relatou a presente decisão a Conselheira Interina JAQUELINE
JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017).
RELAÇÃO DE MATÉRIA PARA PUBLICAÇÃO N.º 24/2018 – TRIBUNAL PLENO
Participaram do julgamento os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE MATO GROSSO
LIMA (Portaria nº 122/2017), ISAIAS LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ CARLOS CONSELHEIRO PRESIDENTE DOMINGOS NETO
PEREIRA (Portaria nº 009/2017), JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017) e MOISES PROCURADOR-GERAL DE CONTAS GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO
MACIEL (Portaria nº 126/2017).
Sessão Ordinária do Tribunal Pleno no dia 15 de maio de 2018
Publique-se. ___________________________________

Sala das Sessões, 11 de maio de 2018. RESOLUÇÃO DE CONSULTA


___________________________________
(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)
___________________________________ Processo nº 34.891-0/2017
Interessada PREFEITURA MUNICIPAL DE SINOP
Processo n° 10.881-2/2018 e outros Assunto Consulta
Assunto Benefícios Previdenciários Relator Conselheiro Interino MOISES MACIEL
Relator Conselheiro Interino MOISES MACIEL Sessão de Julgamento 15-5-2018 – Tribunal Pleno
Sessão de Julgamento 7 a 11-5-2018 – Tribunal Pleno (Plenário Virtual)
RESOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 6/2018 – TP
ACÓRDÃO N° 170/2018 – TP (Plenário Virtual)
Ementa: PREFEITURA MUNICIPAL DE SINOP. CONSULTA.
Resumo: ATOS DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS. REGISTRAR. EDUCAÇÃO. LIMITE. BASE DE CÁLCULO. MANUTENÇÃO E
LEGALIDADE DOS ATOS E DOS CÁLCULOS DOS BENEFÍCIOS, DESENVOLVIMENTO DO ENSINO. EDUCAÇÃO ESPECIAL.
CONFORME LEGISLAÇÃO PERTINENTE. TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS A ENTIDADES SOCIAIS.
INCLUSÃO. As despesas custeadas com recursos oriundos de
Vistos, relatados e discutidos os referidos processos. transferência de recursos públicos para entidades privadas sem fins
lucrativos, que atuem exclusivamente na modalidade de educação
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, por especial, realizadas por meio de termos de colaboração ou de fomento
unanimidade, acompanhando o voto do Relator e de acordo com os pareceres do Ministério de que trata a Lei nº 13.019/2014, com o objetivo de custear despesas
Público de Contas, com base no artigo 43, II, da Lei Complementar n° 269/2007 (Lei Orgânica do da Educação Especial, podem ser consideradas como despesas com
Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), c/c o artigo 29, XXIV, da Resolução n° 14/2007 manutenção e desenvolvimento do ensino (MDE), para fins de aferição
(Regimento Interno do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), em REGISTRAR o(s) ato(s) do percentual mínimo anual de aplicação de recursos em Educação
de benefícios previdenciários, bem como as respectivas planilhas de proventos de acordo com a estabelecido no caput do art. 212 da CF/88, desde que o objeto da
fundamentação legal dos seguintes processos: parceria observe estritamente o que dispõem os arts. 60, 70 e 71 da Lei
nº 9.394/96 (LDB).
ORDEM DA PAUTA PROCESSOS INTERESSADOS(AS) Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 34.891-0/2017.
N°S

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 10
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE MATO GROSSO, nos Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador-
termos do artigo 1º, XVII, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO.
do Estado de Mato Grosso), e do artigo 29, VIII, da Resolução nº 14/2007 (Regimento Interno do
Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), resolve, por unanimidade, acompanhando o voto Publique-se.
do Relator, que acolheu o voto-vista do Conselheiro Luiz Henrique Lima, o qual acatou a sugestão
apresentada pelo Conselheiro Isaias Lopes da Cunha, quanto à adequação do título da ementa Sala das Sessões, 15 de maio de 2018.
apresentada, ao seu conteúdo, no que diz respeito a substituição da expressão "entidades
filantrópicas", assim como acolheu o conteúdo do voto-vista do Conselheiro Isaias Lopes da (assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)
Cunha, e de acordo, em parte, com o Parecer nº 6.369/2017 do Ministério Público de Contas, ___________________________________
responder ao consulente que as despesas custeadas com recursos oriundos de transferência de
recursos públicos para entidades privadas sem fins lucrativos, que atuem exclusivamente na Processo nº 10.028-5/2016
modalidade de educação especial, realizadas por meio de termos de colaboração ou de fomento Interessada PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO
de que trata a Lei nº 13.019/2014, com o objetivo de custear despesas da Educação Especial, Assunto Representação de Natureza Externa
podem ser consideradas como despesas com manutenção e desenvolvimento do ensino (MDE), Relatora Conselheira Interina JAQUELINE JACOBSEN MARQUES
para fins de aferição do percentual mínimo anual de aplicação de recursos em Educação Sessão de Julgamento 15-5-2018 – Tribunal Pleno
estabelecido no caput do art. 212 da CF/88, desde que o objeto da parceria observe estritamente o
que dispõem os arts. 60, 70 e 71 da Lei nº 9.394/96 (LDB). O inteiro teor desta decisão está ACÓRDÃO Nº 173/2018 – TP
disponível no site: www.tce.mt.gov.br.
Resumo: PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO.
Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino MOISES MACIEL REPRESENTAÇÃO DE NATUREZA EXTERNA ACERCA DE
(Portaria nº 126/2017). IRREGULARIDADES NA CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº 5/2016.
JULGAMENTO PELA PROCEDÊNCIA. RESTITUIÇÃO DE VALORES
Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO - AOS COFRES PÚBLICOS. APLICAÇÃO DE MULTAS. INABILITAÇÃO
Presidente, os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE LIMA (Portaria nº 122/2017), ISAIAS PARA O EXERCÍCIO DE CARGO EM COMISSÃO OU FUNÇÃO DE
LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017) e CONFIANÇA. DETERMINAÇÕES E RECOMENDAÇÃO À ATUAL
JAQUELINE JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017) e o Conselheiro Substituto RONALDO GESTÃO. DETERMINAÇÃO À SECEX-OBRAS PARA A INCLUSÃO DE
RIBEIRO, que estava substituindo o Conselheiro Interino JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº ITENS NOS PLANOS ANUAIS DE FISCALIZAÇÃO E DE ATIVIDADES.
127/2017). ENCAMINHAMENTO DE CÓPIA DOS AUTOS AO MINISTÉRIO
PÚBLICO ESTADUAL E À UNIDADES DE CONTROLE INTERNO.
Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador-
geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO. Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 10.028-5/2016.

Publique-se. ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos


termos do artigo 1°, XV, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do
Sala das Sessões, 15 de maio de 2018. Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto da Relatora e de acordo, em
parte, com o Parecer nº 3.069/2017 do Ministério Público de Contas em, preliminarmente,
(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br) conhecer e, no mérito, julgar PROCEDENTE a Representação de Natureza Externa acerca de
____________________________________ irregularidades na Concorrência Pública nº 5/2016, que tem por objeto a “contratação de empresa
especializada na execução dos serviços de transporte dos resíduos sólidos domiciliares e
ACÓRDÃOS comercial, e empresa especializada na execução de serviço de transbordo e destinação final dos
___________________________________ resíduos sólidos domiciliares e comercial”, formulada pela empresa LOC – Service Comércio e
Serviços Ltda., por intermédio do Sr. Valmir de Sousa Pereira – sócio representante, em desfavor
Processo nº 16.506-9/2018 da Prefeitura Municipal de Sorriso, gestão, à época, do Sr. Dilceu Rossato, sendo os Srs. Marisete
Interessada CÂMARA MUNICIPAL DE CONFRESA Marchioro Barbieri - presidente da Comissão Permanente de Licitação à época, neste ato
Assunto Representação de Natureza Interna representados pelos procuradores Lázaro José Gomes Júnior - OAB/MT nº 8.194-A, Alcides Ney
Homologação de Medida Cautelar José Gomes - OAB/MS nº 8.125 e Camilla de Araújo Balduíno Medeiros - OAB/MT nº 9.519;
Relator Conselheiro Substituto LUIZ HENRIQUE LIMA Emerson Aparecido de Faria - ex-secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos, Marcelo
Sessão de Julgamento 15-5-2018 – Tribunal Pleno Antonio de Oliveira - engenheiro sanitarista à época, Andréia Cristiane Heck Lazarini Faxo e
Simone Terezinha Andreani - ex-membros da Comissão Permanente de Licitação, Roberto Carlos
ACÓRDÃO Nº 171/2018 – TP Dambros - ex-assessor jurídico, neste ato representados pela procuradora Camilla de Araújo
Balduíno Medeiros - OAB/MT nº 9.519; e a empresa Sanorte Saneamento Ambiental Ltda., neste
Resumo: CÂMARA MUNICIPAL DE CONFRESA. REPRESENTAÇÃO ato representada pelos procuradores Maria Tereza Zandavalli Lima - OAB/SC nº 22.673 e Thiago
DE NATUREZA INTERNA ACERCA DE IRREGULARIDADES NA Felipe Etges - OAB/SC nº 16.473-B (Etges e Zandavalli Lima Advogados Associados - OAB/SC nº
SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O CARGO DE CONTADOR, VIA 2.462/2015), sendo o Sr. Laercio Sandrin - sócio administrador, conforme fundamentos constantes
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 001/2018. no voto da Relatora; determinando aos Srs. Emerson Aparecido de Faria (CPF nº 709.638.431-
HOMOLOGAÇÃO DE MEDIDA CAUTELAR ADOTADA 68) e Marcelo Antonio de Oliveira (CPF nº 600.575.211-15) e à empresa Sanorte Saneamento
SINGULARMENTE. DETERMINAÇÃO À ATUAL GESTÃO. Ambiental Ltda. (CNPJ nº 10.242.459/0001-55) que restituam aos cofres públicos municipais, em
solidariedade, o montante de R$ 2.761.642,68, que devem ser atualizados monetariamente
Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 16.506-9/2018. considerando a data do fato gerador o dia da realização do último pagamento (27-12-2017), diante
do superfaturamento do Contrato nº 98/2016 (irregularidades 05 e 06 – JB 02, JB 99), ficando,
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos desde logo, autorizada a adoção de medida alternativa de devolução, mediante compensação
termos do artigo 82, parágrafo único, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal desse débito nas próximas medições da execução desse ajuste, caso haja a prorrogação de sua
de Contas do Estado de Mato Grosso), c/c os artigos 79, IV, e 302 da Resolução nº 14/2007 vigência; e, nos termos do artigo 75, III, da Lei Complementar nº 269/2007, c/c os artigos 286, II, e
(Regimento Interno do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), por unanimidade, 287 da Resolução nº 14/2007, 3º, II, “a”, § 3º, e 7º da Resolução Normativa nº 17/2016, aplicar a
acompanhando o voto do Relator e de acordo com o Parecer nº 1.416/2018 do Ministério Público seguintes multas: 1) aos Srs. Emerson Aparecido de Faria e Marcelo Antonio de Oliveira e à
de Contas, em HOMOLOGAR a Medida Cautelar adotada por meio do Julgamento Singular nº empresa Sanorte Saneamento Ambiental Ltda., para cada um, a multa na quantia de 10% sobre o
284/LHL/2018, divulgado no DOC do dia 20-4-2018, sendo considerada como data da publicação o valor apurado no dano ao erário, em decorrência das irregularidades de natureza grave JB 02 e JB
dia 23-4-2018, edição nº 1345, nos autos da presente Representação de Natureza Interna acerca 99 (impropriedades 5 e 6); 2) aos Srs. Emerson Aparecido de Faria e Marcelo Antonio de Oliveira,
de irregularidades na seleção de candidatos para o cargo de contador, via Processo Seletivo para cada um, as multas a seguir relacionadas, que totalizam 38 UPFs/MT: a) 6 UPFs/MT em
Simplificado nº 001/2018, formulada em desfavor da Câmara Municipal de Confresa, gestão do Sr. decorrência da irregularidade de natureza grave GB 09, abertura de procedimento licitatório relativo
Cristiano Lorscheiter Rocha, cuja decisão determinou: 1) à Câmara Municipal de Confresa, na a obras e serviços sem detalhamento de custos unitários (impropriedade 01); b) 20 UPFs/MT em
pessoa de seu gestor, que suspendesse imediatamente todos os atos decorrentes do Processo decorrência da irregularidade de natureza grave GB 99, fraude ao caráter competitivo do
Seletivo Simplificado nº 001/2018, referente à contratação temporária de contador para atuar na procedimento licitatório, por meio de direcionamento da licitação (impropriedade 02); c) 6 UPFs/MT
Câmara Municipal; 2) a notificação, por meio eletrônico, do Sr. Cristiano Lorscheiter Rocha, sobre a em decorrência da irregularidade de natureza grave GB 99, ausência de Anotação de
decisão e para que enviasse cópia das inscrições deferidas no Processo Seletivo, no prazo de 5 Responsabilidade Técnica (ART), referente ao projeto básico da Concorrência Pública nº 005/2016
(cinco) dias; e, 3) a citação do referido gestor, em consonância com o artigo 227, § 1º, da (impropriedade 03); e, d) 6 UPFs/MT em decorrência da irregularidade de natureza grave GB 06,
Resolução nº 14/2007, enviando-lhe cópia da Representação de Natureza Interna e do Julgamento realização de processo licitatório ou contratação de bens e serviços com preços comprovadamente
Singular, a fim de que pudesse se manifestar, no prazo de 15 (quinze) dias, sobre os fatos superiores aos de mercado - sobrepreço (impropriedade 04); 3) ao Sr. Roberto Carlos Dambros
apontados, advertindo-o de que o silêncio poderia implicar na declaração de revelia para todos os (CPF nº 405.419.591-15) as multas a seguir relacionadas, que totalizam 26 UPFs/MT: a) 20
efeitos legais, na forma do parágrafo único do artigo 6° da Lei Complementar n° 269/2007; e, por UPFs/MT em decorrência da irregularidade de natureza grave GB 99, fraude ao caráter competitivo
fim, de acordo, em parte, com o Parecer do Ministério Público de Contas, em determinar ao gestor do procedimento licitatório, por meio de direcionamento da licitação (impropriedade 02); e, b) 6
que, em caráter excepcional e de forma analógica, aplique os ditames da Súmula nº 003 deste UPFs/MT em decorrência da irregularidade de natureza grave GB 99, ausência de Anotação de
Tribunal, visando garantir que os serviços de contabilidade da Câmara sejam desempenhados pelo Responsabilidade Técnica (ART), referente ao projeto básico da Concorrência Pública nº 005/2016
Contador da Prefeitura Municipal, até o julgamento de mérito desta Representação de Natureza (impropriedade 03); e, 4) às Sras. Marisete Marchioro Barbieri (CPF nº 651.470.061-68), Andréia
Interna. Cristiane Heck Lazarini Faxo (CPF nº 907.909.791-87) e Simone Terezinha Andreani (CPF nº
411.310.701-78), para cada um, as multas a seguir relacionadas, que totalizam 32 UPFs/MT: a) 6
Relatou a presente decisão o Conselheiro Substituto LUIZ HENRIQUE UPFs/MT em decorrência da irregularidade de natureza grave GB 09, abertura de procedimento
LIMA (Portaria nº 122/2017). licitatório relativo a obras e serviços sem detalhamento de custos unitários (impropriedade 01); b)
20 UPFs/MT em decorrência da irregularidade de natureza grave GB 99, fraude ao caráter
Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO – competitivo do procedimento licitatório, por meio de direcionamento da licitação (impropriedade
Presidente, e os Conselheiros Interinos ISAIAS LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ 02); e, c) 6 UPFs/MT em decorrência da irregularidade de natureza grave GB 99, ausência de
CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017), JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017), Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), referente ao projeto básico da Concorrência Pública
JAQUELINE JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº nº 005/2016 (impropriedade 03); e, ainda, em condenar, com base no artigo 81 da Lei
126/2017). Complementar 269/2007, os Srs. Emerson Aparecido de Faria e Marcelo Antonio de Oliveira à
inabilitação para o exercício de cargo em comissão ou função de confiança na Administração

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 11
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

Pública, pelo período de 5 anos, contados da data da publicação desta decisão, em virtude da do Processo Seletivo Simplificado nº 01/2017 sem justa comprovação de excepcional interesse
gravidade dos fatos evidenciados nas irregularidades GB 99, GB 06 e JB 02, referentes às falhas público, conforme fundamentação exposta na íntegra do voto do Relator. Os responsáveis por esta
de direcionamento do processo de contratação da empresa Sanorte Saneamento Ambiental Ltda., Prefeitura ficam advertidos no sentido de que eventual reincidência no descumprimento das
de elaboração das planilhas orçamentárias com sobrepreço e de pagamentos superfaturados, o determinações legais feitas por este Tribunal poderá ensejar o julgamento irregular das contas de
que pode ser enquadrado como ato de improbidade administrativa, tipificado no artigo 10, V e XII, gestão do exercício de 2018, conforme dispõe o artigo 194, § 1º, da Resolução nº 14/2007. As
da Lei nº 8.429/1992; determinando à atual gestão que: 1) elabore, nos próximos procedimentos multas deverão ser recolhidas com recursos próprios, no prazo de 60 dias. Os boletos bancários
licitatórios, o regular planilhamento do custo individualizado dos itens que compõem o objeto da para recolhimento das multas estão disponíveis no endereço eletrônico deste Tribunal de Contas –
licitação, como prescreve o artigo 7º, § 2º, II, da Lei nº 8.666/1993; 2) realize, nos próximos http://www.tce.mt.gov.br/fundecontas.
procedimentos licitatórios, o registro da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) dos
profissionais responsáveis pela elaboração do Projeto Básico, nos moldes prescritos na Lei nº Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino JOÃO BATISTA
6.496/1977, nas Resoluções nºs 425/1988 e 1.025/2009 do CONFEA e na Súmula 260 do Tribunal CAMARGO (Portaria nº 127/2017).
de Contas da União; 3) promova a retenção de eventual saldo contratual remanescente, até que
seja efetivada a completa reparação do dano ao erário diagnosticado nesta Representação, ante a Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO –
possibilidade de execução de novas medições não auferidas no último Relatório Técnico da Presidente, e os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE LIMA (Portaria nº 122/2017), ISAIAS
Secretaria de Controle Externo de Obras e Serviços de Engenharia; e, 4) promova a realização de LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017),
termo supressivo do Contrato nº 98/2016, limitando o valor a R$ 51,50 por tonelada de resíduo JAQUELINE JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº
sólido depositado no aterro sanitário da contratada, até o prazo final de vigência desse ajuste; e, 126/2017).
por fim, recomendando à atual gestão que adote as providências necessárias à formação de um
consórcio com as municipalidades vizinhas, as quais também utilizam do aterro sanitário da Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador-
empresa Sanorte Saneamento Ambiental Ltda., em observância à Lei nº 11.445/2007, que geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO.
regulamenta tanto as diretrizes nacionais para o saneamento básico como a constituição da gestão
associada na execução dessa espécie de atividade. Os responsáveis por esta Prefeitura deverão Publique-se.
ficar cientes no sentido de que o não pagamento das multas implicará na inclusão de seus nomes
no Cadastro de Inadimplentes deste Tribunal e na relação dos inelegíveis, a qual é enviada ao Sala das Sessões, 15 de maio de 2018.
Tribunal Regional Eleitoral, além do encaminhamento de cópia dos autos à Procuradoria-Geral do
Estado - PGE/MT para execução dos débitos, nos termos do artigo 79 da Lei Complementar nº (assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)
269/2007 e do artigo 294 da Resolução nº 14/2007. As restituições de valores e as multas deverão __________________________________
ser recolhidas com recursos próprios, no prazo de 60 dias. Os boletos bancários para
recolhimento das multas estão disponíveis no endereço eletrônico deste Tribunal de Contas – Processo nº 13.954-8/2016
http://www.tce.mt.gov.br/fundecontas; e, por fim, determinando à Secretaria de Controle Externo Interessada PREFEITURA MUNICIPAL DE TORIXORÉU
de Obras e Serviços de Engenharia deste TCE/MT que efetue a inclusão do Pregão Presencial nº Assunto Auditoria de Conformidade
72/2015 de Nova Mutum, da Concorrência Pública nº 01/2015 de Lucas do Rio Verde e da Relator Conselheiro Interino JOÃO BATISTA CAMARGO
Concorrência Pública nº 01/2016 de Sinop, no Plano Anual de Fiscalização e no Plano Anual de Sessão de Julgamento 15-5-2018 – Tribunal Pleno
Atividades, referentes ao exercício de 2017, para que seja procedida a realização dos respectivos
procedimentos fiscalizatórios sobre esses processos de contratação, com o fim de averiguar os ACÓRDÃO Nº 175/2018 – TP
indícios de irregularidades noticiados pelos defendentes, conforme orientam a Resolução
Normativa nº 15/2016 deste Tribunal, e os artigos 89, II, e 148, I, da Resolução nº 14/007. Resumo: PREFEITURA MUNICIPAL DE TORIXORÉU. AUDITORIA DE
Encaminhe-se cópia desta decisão à citada Secretaria, para conhecimento e providências quanto CONFORMIDADE REALIZADA COM OBJETIVO DE FISCALIZAR AS
à determinação acima exposta. Encaminhe-se cópia digitalizada dos autos: a) ao Ministério DESPESAS COM COMBUSTÍVEIS E A MANUTENÇÃO DA FROTA E
Público Estadual, para adoção das providências cabíveis; e, b) às Unidades de Controle Interno SERVIÇOS MÉDICOS. CONHECIMENTO DA AUDITORIA. APLICAÇÃO
das Prefeituras Municipais de Nova Mutum, Lucas do Rio Verde, Sinop e Itanhangá, para DE MULTAS. DETERMINAÇÕES À ATUAL. GESTÃO.
conhecimento. DETERMINAÇÃO PARA A INSTAURAÇÃO DE TOMADA DE CONTAS.
ENCAMINHAMENTO DE CÓPIA DO VOTO DO RELATOR À
Relatou a presente decisão a Conselheira Interina JAQUELINE COMISSÃO PERMANENTE DE ATUALIZAÇÃO DA LEI ORGÂNICA E
JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017). DO REGIMENTO INTERNO. ENCAMINHAMENTO DE CÓPIA DOS
AUTOS AO MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL.
Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO –
Presidente, e os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE LIMA (Portaria nº 122/2017), ISAIAS Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 13.954-8/2016.
LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017), JOÃO
BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº 126/2017). ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos
termos do artigo 1º, IV, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do
Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador- Estado de Mato Grosso), c/c o artigo 30-E, XIV, § 1º, da Resolução nº 14/2007 (Regimento Interno
geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO. do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto do
Relator e de acordo, em parte, com o Parecer nº 4.491/2017 do Ministério Público de Contas, em:
Publique-se. 1) CONHECER a presente Auditoria de Conformidade realizada com objetivo de fiscalizar os atos
de gestão do exercício de 2016 referentes as despesas com combustíveis e a manutenção da frota
Sala das Sessões, 15 de maio de 2018. e serviços médicos na Prefeitura Municipal de Torixoréu, sob a responsabilidade dos Srs. Inês
Moraes Mesquita Coelho, Rafael Barilli Sá e Odoni Mesquita Coelho – respectivamente atual e ex-
(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br) prefeitos municipais, este último representado pelos procuradores Flaviano Kleber Taques
___________________________________ Figueiredo - OAB/MT nº 7.348, Aleandra Francisca de Souza - OAB/MT nº 6.249 e Marcelo Pereira
de Lucena - OAB/MT nº 16.528 (Flaviano Taques Advogados Associados - OAB/MT nº 256); Eurice
Processos nºs 15.114-9/2017 e 12.704-3/2017 - apenso dos Santos de Freitas - pregoeira à época, Ilton José dos Santos - coordenador da Coordenadoria
Interessada PREFEITURA MUNICIPAL DE CÁCERES de Transporte Escolar à época, Valdeni Alves de Figueiredo - secretário de Administração e
Assunto Representação de Natureza Interna Finanças à época, Luana Patrícia Mendonça Campos - chefe do Setor de Almoxarifado à época,
Relator Conselheiro Interino JOÃO BATISTA CAMARGO Tiago Timo Oliveira - coordenador de Programas e Serviços Sociais à época, Petronio Rodrigues
Sessão de Julgamento 15-5-2018 – Tribunal Pleno de Oliveira - secretário de Viação e Obras à época, Sebastião José Macedo - operador de máquina
à época, Carlos Roberto Nogueira - coordenador de Compras de Bens e Serviços à época,
ACÓRDÃO Nº 174/2018 – TP Geraldo Pereira da Silva - diretor de Patrimônio à época, João José de Sousa - coordenador de
Agricultura Familiar e Assentamento Rural à época, Valdenor Viana Ribeiro - coordenador de
Resumo: PREFEITURA MUNICIPAL DE CÁCERES. Atendimento Médico à época, Sebastião Matias da Silva - motorista à época, Silvio de Sousa
REPRESENTAÇÃO DE NATUREZA INTERNA ACERCA DE Figueiredo - secretário de Administração e Finanças à época; e da empresa Baliza Comércio de
IRREGULARIDADES NO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº Derivados de Petróleo Ltda., sob a responsabilidade do Sr. Jandir Luiz Rohden, neste ato
01/2017. JULGAMENTO PELA PROCEDÊNCIA. APLICAÇÃO DE representado pelos procuradores Sidnei Guedes Ferreira - OAB/MT nº 7.900, Marçal Yukio Nakata
MULTAS. DETERMINAÇÃO À ATUAL GESTÃO. - OAB/MT nº 8.745-B, Filipe Bruno dos Santos - OAB/MT nº 17.327, e Renan Phelipe Santos Vilela
- OAB/MT nº 21.310 (Guedes e Nakata Advogados - OAB/MT nº 233); 2) APLICAR as seguintes
Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 15.114-9/2017. multas, nos termos do artigo 75, III, da Lei Complementar nº 269/2007, c/c os artigos 286, § 2º, da
Resolução nº 14/2007, e 3º, II, § 3º, da Resolução Normativa nº 17/2016: 2.1) ao Sr. Petrônio
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos Rodrigues de Oliveira (CPF nº 208.728.011-87) as multas a seguir relacionadas, que totalizam 81
termos do artigo 1º, XV, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do UPFs/MT: a) 30 UPFs/MT pela sua incidência no Achado nº 2.4 - desvio de finalidade no uso de
Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto do Relator e de acordo, em bem público (irregularidade classificada como BB99); b) 15 UPFs/MT pela prática do Achado nº
parte, com o Parecer nº 4.450/2017 do Ministério Público de Contas em, preliminarmente, 2.11.2.1 - ineficiência do controle interno pelo descumprimento das normas do sistema de
conhecer e, no mérito, julgar PROCEDENTE a Representação de Natureza Interna acerca de transportes (norma de gaveta) (irregularidade classificada como EB 05 e EB 06); c) 15 UPFs/MT
irregularidades no Processo Seletivo Simplificado nº 01/2017, formulada em desfavor da Prefeitura pelo cometimento do Achado nº 2.11.2.2 - inexistência de controles específicos da frota previstos
Municipal de Cáceres, gestão do Sr. Francis Maris Cruz, neste ato representado pelo procurador na norma interna: de bordo; de entrada e saída dos veículos e máquinas do pátio da Prefeitura; de
José Renato de Oliveira Silva - OAB/MT nº 6.557, sendo os Srs. Roger Alessandro Pereira ordens de serviços; de manutenções da frota (requisições, autorizações de compras de peças,
Rodrigues e Wilson Massahiro Kishi – respectivamente secretários municipais de Saúde e de pneus e serviços), e de apuração dos custos com manutenção por bem para a gestão do custo
Governo à época; determinando à atual gestão que se abstenha de prorrogar qualquer contrato benefício da frota (irregularidade classificada como EB 05 e EB 06); d) 15 UPFs/MT pela execução
celebrado com os aprovados no Processo Seletivo Simplificado nº 01/2017, e realize concurso do Achado nº 2.11.2.4 - divergências de valores, de quantidades e de tipo de combustível entre as
público para o preenchimento desses cargos no prazo máximo de 240 (duzentos e quarenta) ordens de entrega e as notas fiscais pagas e abastecimentos sem a respectiva ordem de entrega
dias, desde que respeitados os limites de despesas com pessoal, estabelecidos na Lei de de combustível (irregularidade classificada como EB 05 e EB 06); e, e) 6 UPFs/MT pela
Responsabilidade Fiscal; e, ainda, nos termos do artigo 289, II, da Resolução nº 14/2007 consumação do Achado nº 2.11.2.5 - preenchimento das planilhas de controle do consumo médio
(Regimento Interno do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso), c/c os artigos 2º, II, e 3º, II, de combustível com base em dados não fidedignos (irregularidade classificada como EB 05 e EB
“a”, da Resolução Normativa nº 17/2016, aplicar ao Sr. Francis Maris Cruz (CPF nº 103.605.221- 06); 2.2) ao Sr. Sebastião José Macedo (CPF nº 535.021.831-04) as multas a seguir relacionadas,
49) a multa no valor correspondente a 6 UPFs/MT; e ao Sr. Roger Alessandro Pereira Rodrigues que totalizam 21 UPFs/MT: a) 6 UPFs/MT pela prática do Achado nº 2.4 - desvio de finalidade no
(CPF nº 865.446.591-34) a multa no valor correspondente a 10 UPFs/MT, em razão da realização uso de bem público (irregularidade classificada como BB 99); e, b) 15 UPFs/MT pela execução do

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 12
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

Achado nº 2.11.2.4 - divergências de valores, de quantidades e de tipo de combustível entre as saída dos veículos e máquinas do pátio da Prefeitura; de ordens de serviços; de manutenções da
ordens de entrega e as notas fiscais pagas e abastecimentos sem a respectiva ordem de entrega frota referentes à requisições, autorizações de compras de peças, pneus e serviços; de apuração
de combustível (irregularidade classificada como EB 05 e EB 06); 2.3) à Sra. Eurice dos Santos dos custos com manutenção por bem para a gestão do custo benefício da frota (irregularidade
Freitas (CPF nº 240.527.281-49) as multas a seguir relacionadas, que totalizam 22 UPFs/MT: a) 6 classificada como EB 05 e EB 06); k) observe as normas de rotinas internas e de controle de
UPFs/MT em virtude da prática do Achado nº 2.5 - ausência de pesquisas de preços no Pregão sistemas administrativos quanto à emissão de autorizações com as respectivas informações
Presencial SRP nº 011/2014 (irregularidade classificada como GB 03 e GB 13); b) 10 UPFs/MT em obrigatórias - Achado nº 2.11.2.3 - autorizações emitidas sem as informações obrigatórias (KM/HM,
virtude da prática do Achado nº 2.6 - superfaturamento dos Contratos nºs 069/2015 e 039/2016, em condutor, placa ou nº de identificação, assinaturas, fornecedor, etc.) - irregularidade classificada
decorrência de declaração de propostas vencedoras com preços superiores aos balizados no como EB 05 e EB 06; l) efetive a implantação do sistema de controle interno, com a elaboração
termo de referência dos Pregões Presenciais SRP nºs 012/2015 e 001/2016, respectivamente; e, das normas respectivas, e cobre do fiscal de contratos a efetiva fiscalização do cumprimento das
c) 6 UPFs/MT em razão do cometimento do Achado nº 2.7 - não exigência de comprovação de avenças pactuadas, o que deve ser feito por meio da confecção de relatórios detalhados da
qualificação econômica do licitante no edital dos Pregões Presenciais SRP nºs 011/2014, situação da frota, bem como a interação deste com o controle interno no desempenho das
006/2015, 012/2015 e 001/2016 (irregularidade classificada como GB 18); 2.4) aos Srs. Inês atividades - Achado nº 2.11.2.4 - divergências de valores, de quantidades e de tipo de combustível
Moraes Mesquita Coelho (CPF nº 496.548.701-00) e Silvio de Sousa Figueiredo (CPF entre as ordens de entrega e as notas fiscais pagas e abastecimentos sem a respectiva ordem de
545.717.071-34), para cada um, as multas a seguir relacionadas, que totalizam 30 UPFs/MT: a) 15 entrega de combustível (irregularidade classificada como EB 05 e EB 06); e, m) efetive a
UPFs/MT pela incidência no Achado nº 2.8 - fracionamento de despesas de um mesmo objeto e implementação da norma de controle interno, e acompanhe a padronização de procedimentos
compras diretas com dispensa indevida de licitação na aquisição de peças, pneus e serviços para rotineiros referente ao preenchimento das planilhas de controle do consumo médio de combustível
a manutenção da frota da Prefeitura (irregularidade classificada como GB 05); e, b) 15 UPFs/MT de acordo com a Instrução Normativa STR nº 001/2010 - Sistema de Transportes - Decreto nº
diante da prática do Achado nº 2.10 - ausência de controle orçamentário por não observância das 052/2010 - Achado nº 2.11.2.5 - preenchimento das planilhas de controle do consumo médio de
fases da despesa (irregularidade classificada como FB 99); 2.5) aos Srs. Odoni Mesquita Coelho combustível com base em dados não fidedignos (irregularidade classificada como EB 05 e EB 06);
(CPF nº 424.622.901-68) e Rafael Barilli Sá (CPF nº 953.197.781-04), para cada um, as multas a e, 4) DETERMINAR ao Setor de Licitações da Prefeitura Municipal de Torixoréu que tome as
seguir relacionadas, que totalizam 36 UPFs/MT: a) 15 UPFs/MT pela prática do Achado nº 2.8 - precauções no momento do julgamento e classificação das propostas ofertadas, de acordo com a
fracionamento de despesas de um mesmo objeto e compras diretas com dispensa indevida de pesquisa de preço imposta na lei de licitação - Achado nº 2.6 - superfaturamento dos Contratos nºs
licitação na aquisição de peças, pneus e serviços para a manutenção da frota da Prefeitura 069/2015 e 039/2016 em decorrência de declaração de propostas vencedoras com preços
(irregularidade classificada como GB 05); b) 6 UPFs/MT pela incidência no Achado nº 2.9 - superiores aos balizados no termo de referência dos Pregões Presenciais SRP nºs 012/2015 e
ausência de pesquisas de preços nas compras diretas de peças, pneus e serviços para a 001/2016, respectivamente (irregularidade classificada como GB 06 e GB 13); DETERMINANDO à
manutenção da frota da Prefeitura (irregularidade classificada como GB 03 e GB 13); e, c) 15 Secretaria de Controle Externo competente, nos termos do artigo 230 da Resolução nº 14/2007,
UPFs/MT pelo cometimento do Achado nº 2.10 - ausência de controle orçamentário por não que instaure Tomada de Contas para apurar responsabilidade por ocorrência de provável dano à
observância das fases da despesa (irregularidade classificada como FB 99); 2.6) ao Sr. Valdeni administração pública municipal de Torixoréu, com apuração de fatos, quantificação do eventual
Alves de Figueiredo (CPF nº 262.021.151-49) as multas a seguir relacionadas, que totalizam 45 dano, identificação dos responsáveis e obter o respectivo ressarcimento, com relação aos Achados
UPFs/MT: a) 15 UPFs/MT pela consumação do Achado nº 2.8 - fracionamento de despesas de um nº 2.1 (pagamento de combustível não entregue pelo fornecedor – irregularidade classificada como
mesmo objeto e compras diretas com dispensa indevida de licitação na aquisição de peças, pneus BA 01, HB 15, JB 03 e JB 10), e nº 2.2 (pagamento de combustível com preços revistos
e serviços para a manutenção da frota da Prefeitura (irregularidade classificada como GB 05); b) irregularmente – irregularidade classificada como JB 02). As multas deverão ser recolhidas com
15 UPFs/MT por ter cometido o Achado nº 2.10 - ausência de controle orçamentário por não recursos próprios, no prazo de 60 dias. Os boletos bancários para recolhimento das multas estão
observância das fases da despesa (irregularidade classificada como FB 99); e, c) 15 UPFs/MT pela disponíveis no endereço eletrônico deste Tribunal de Contas -
efetivação do Achado nº 2.11.2.4 - divergências de valores, de quantidades e de tipo de http://www.tce.mt.gov.br/fundecontas. Encaminhe-se cópia do voto do Relator à Comissão
combustível entre as ordens de entrega e as notas fiscais pagas e abastecimentos sem a Permanente de Atualização da Lei Orgânica e do Regimento Interno, para que se avalie a
respectiva ordem de entrega de combustível (irregularidade classificada como EB 05 e EB 06); 2.7) pertinência de alteração da Resolução Normativa nº 17/2016, no sentido de sejam redefinidos os
ao Sr. Carlos Roberto Nogueira (CPF nº 130.111.031-00) a multa de 15 UPFs/MT, pela prática do critérios para a aplicação de multas, diante da sua incongruência com o artigo 75 da Lei
Achado nº 2.11.2.3 - autorizações emitidas sem as informações obrigatórias (KM/HM, condutor, Complementar nº 269/2007, haja vista que os limites atuais acabam por se mostrar irrisórios em
placa ou nº de identificação, assinaturas, fornecedor, etc.) - irregularidade classificada como EB 05 casos como este, além de tratarem as sanções da mesma maneira em situações díspares, em
e EB 06; 2.8) ao Sr. Geraldo Pereira da Silva (CPF nº 208.688.711-68) as multas a seguir afronta ao princípio da proporcionalidade. Encaminhe-se cópia digitalizada dos autos ao Ministério
relacionadas, que totalizam 36 UPFs/MT: a) 15 UPFs/MT em decorrência de sua incidência no Público Estadual, para as providências que entender necessárias, devido à caracterização de atos
Achado nº 2.11.2.3 - autorizações emitidas sem as informações obrigatórias (KM/HM, condutor, públicos que importam em improbidade administrativa que causam prejuízo ao erário, conforme
placa ou nº de identificação, assinaturas, fornecedor, etc.) - irregularidade classificada como EB 05 dispõe o artigo 10, XIII, da Lei nº 8.429/1992. Encaminhe-se cópia desta decisão à Gerência de
e EB 06; b) 15 UPFs/MT em razão da prática do Achado nº 2.11.2.4 - divergências de valores, de Protocolo, para autuar a citada Tomada de Contas, nos termos da Orientação Normativa nº
quantidades e de tipo de combustível entre as ordens de entrega e as notas fiscais pagas e 02/2015.
abastecimentos sem a respectiva ordem de entrega de combustível (irregularidade classificada
como EB 05 e EB 06); e, c) 6 UPFs/MT pela consumação do Achado nº 2.11.2.5 - preenchimento Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino JOÃO BATISTA
das planilhas de controle do consumo médio de combustível com base em dados não fidedignos CAMARGO (Portaria nº 127/2017).
(irregularidade classificada como EB 05 e EB 06); e, 2.9) aos Srs. Ilton José dos Santos (CPF nº
453.019.641-00), João José de Sousa (CPF nº 240.567.581-15), Sebastião Matias da Silva (CPF Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO -
nº 162.289.441-34) e Valdenor Viana Ribeiro (CPF nº 274.775.921-00), a multa de 15 UPFs/MT, Presidente, e os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE LIMA (Portaria nº 122/2017), ISAIAS
para cada um, pelo cometimento do Achado nº 2.11.2.4 - divergências de valores, de quantidades LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017),
e de tipo de combustível entre as ordens de entrega e as notas fiscais pagas e abastecimentos JAQUELINE JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº
sem a respectiva ordem de entrega de combustível (irregularidade classificada como EB 05 e EB 126/2017).
06); 3) DETERMINAR à atual gestão da Prefeitura Municipal de Torixoréu, ou a quem lhe suceder,
que: a) designe fiscais de contratos em número proporcional à quantidade deles e segregue as Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador-
funções de atesto, liquidação e pagamento de despesas, de acordo com os artigos 62 e 63 da Lei geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO.
nº 4.320/1964 - Achado nº 2.1 - pagamento de combustível não entregue pelo fornecedor
(irregularidade classificada como BA 01, HB 15, JB 03 e JB 10; b) observe os procedimentos Publique-se.
processuais, licitatórios e operacionais, de forma a respeitar os princípios previstos no artigo 37,
caput, da Constituição Federal, bem como o artigo 66 da Lei nº 8.666/1993 - Achado nº 2.2 - Sala das Sessões, 15 de maio de 2018.
pagamento de combustível com preços revistos irregularmente (irregularidade classificada como
JB 02); c) confira sempre o preço constante nas notas fiscais com o preço contratado nos (assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)
procedimentos de liquidação das despesas - Achado nº 2.3 - pagamento de combustível com __________________________________
preços superiores aos contratados (irregularidade classificada como JB 02); d) exija do setor de
licitação a obrigatória documentação relativa à habilitação econômico-financeira dos licitantes, em Processos nºs 2.068-0/2014 e 11.048-5/2014 - apenso
cumprimento aos artigos 27 e 31 da Lei de Licitações - Achado nº 2.7 - não exigência de Interessada CÂMARA MUNICIPAL DE LUCAS DE RIO VERDE
comprovação de qualificação econômica do licitante no edital dos Pregões Presenciais SRP nºs Gestor/Responsável Airton Callai
011/2014, 006/2015, 012/2015 e 001/2016 (irregularidade classificada como GB 18); e) implemente Assunto Contas anuais de gestão do exercício de 2014
rotinas e procedimentos para otimizar o planejamento das aquisições a serem realizadas no Recurso Ordinário – 2.050-8/2016
exercício, estimando o valor global das contratações de objetos idênticos ou de mesma natureza, a Relator Conselheiro Interino JOÃO BATISTA CAMARGO
fim de efetuar o processo licitatório na modalidade adequada, evitando-se o fracionamento de Sessão de Julgamento 15-5-2018 – Tribunal Pleno
despesas - Achado nº 2.8 - fracionamento de despesas de um mesmo objeto e compras diretas
com dispensa indevida de licitação na aquisição de peças, pneus e serviços para a manutenção da
frota da Prefeitura (irregularidade classificada como GB 05); f) faça constar dos processos de
contratação direta a elaboração do orçamento estimado para a identificação exata dos valores ACÓRDÃO Nº 176/2018 – TP
praticados no mercado, tendo em vista que esta pesquisa de preços de mercado exige o número
mínimo de três cotações válidas - Achado nº 2.9 - ausência de pesquisas de preços nas compras Resumo: CÂMARA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE. CONTAS
diretas de peças, pneus e serviços para a manutenção da frota da Prefeitura (irregularidade ANUAIS DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2014. RECURSO
classificada como GB 03 e GB 13); g) cumpra rigorosamente as etapas para formalização das ORDINÁRIO. NÃO PROVIMENTO.
despesas, de acordo com a Lei nº 4.320/1964, especialmente o prévio empenho das despesas -
Achado nº 2.10 - ausência de controle orçamentário por não observância das fases da despesa Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 2.068-0/2014.
(irregularidade classificada como FB 99); h) adote providências no sentido de aperfeiçoar seus
procedimentos de controle para que o fato apontado não se repita - Achado nº 2.11 - ineficiência do ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos
controle interno pelo descumprimento das normas do sistema de transportes (norma de gaveta) - termos do artigo 1º, XVI, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do
irregularidade classificada como EB 05 e EB 06; i) cumpra os procedimentos estabelecidos na Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto do Relator e de acordo, em
Instrução Normativa STR nº 001/2010, supervisione a aplicação de normas de controles internos parte, com o Parecer nº 5.152/2016 do Ministério Público de Contas em, preliminarmente,
do sistema de transportes, e evite casos de reincidência no apontamento relatado - Achado nº conhecer e, no mérito, NEGAR PROVIMENTO ao Recurso Ordinário constante do documento nº
2.11.2.1 - ineficiência do controle interno pelo descumprimento das normas do sistema de 2.050-8/2016, interposto pelo Sr. Airton Callai, ex-presidente da Câmara Municipal de Lucas do Rio
transportes (norma de gaveta) - irregularidade classificada como EB 05 e EB 06; j) realize a Verde, neste ato representado pelos procuradores Paulo Cézar Rebuli – OAB/MT nº 7.565 e Ronan
estruturação do controle interno, de acordo com as normas que regem a administração pública, de Oliveira Souza – OAB/MT nº 4.099, em face da decisão proferida por meio do Acórdão nº
tendo em vista que as falhas ocorridas neste apontamento foram devido à inexistência de normas 3.612/2015-TP, uma vez que não existe fatos e fundamentos para ensejar sua reforma integral;
prévias para que se efetivasse o devido controle da frota municipal - Achado nº 2.11.2.2 - mantendo inalterados os termos da decisão recorrida, conforme fundamentos constantes no voto
inexistência de controles específicos da frota previstos na norma interna: de bordo; de entrada e do Relator.

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 13
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)


Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino JOÃO BATISTA __________________________________
CAMARGO (Portaria nº 127/2017).
Processo nº 20.580-0/2017
Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO - Interessado TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO
Presidente, e os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE LIMA (Portaria nº 122/2017), ISAIAS Assunto Representação de Natureza Interna
LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017), Relator Conselheira Interino LUIZ HENRIQUE LIMA
JAQUELINE JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº Sessão de Julgamento 15-5-2018 – Tribunal Pleno
126/2017).
ACÓRDÃO Nº 178/2018 – TP
Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador-
geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO. Resumo: TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO.
REPRESENTAÇÃO DE NATUREZA INTERNA ACERCA DA AUSÊNCIA
Publique-se. DE NOMEAÇÃO DE CANDIDATO APROVADO NO CONCURSO
PÚBLICO Nº 01/2015, PARA VAGA DE TÉCNICO JUDICIÁRIO.
Sala das Sessões, 15 de maio de 2018. JULGAMENTO PELA IMPROCEDÊNCIA.

(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br) Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 20.580-0/2017.
__________________________________
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos
Processos nºs 25.764-8/2017 e 15.388-5/2017 - apenso termos do artigo 1°, XV, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do
Interessada SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto do Relator e de acordo com o
DESENVOLVIMENTO HUMANO DE CUIABÁ Parecer nº 5.252/2017 do Ministério Público de Contas em, preliminarmente, conhecer e, no
Assunto Representação de Natureza Interna mérito, julgar IMPROCEDENTE a Representação de Natureza Interna acerca da ausência de
Relatora Conselheira Interina JAQUELINE JACOBSEN MARQUES nomeação de candidato aprovado no Concurso Público nº 01/2015, para vaga de técnico judiciário,
Sessão de Julgamento 15-5-2018 – Tribunal Pleno formulada em desfavor do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso, gestão do Des. Rui
Ramos Ribeiro, sendo a Sra. Simone Borges da Silva – coordenadora de Controle Interno , pela
ACÓRDÃO Nº 177/2018 – TP ausência de direito subjetivo de nomeação a candidato classificado em cadastro de reserva em
vaga pelo sistema de cotas raciais, conforme fundamentos constantes no voto do Relator.
Resumo: SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E
DESENVOLVIMENTO HUMANO DE CUIABÁ. REPRESENTAÇÃO DE Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino LUIZ HENRIQUE
NATUREZA INTERNA ACERCA DE IRREGULARIDADES NA LIMA (Portaria nº 122/2017).
CONTRATAÇÃO DE PESSOAL POR TEMPO DETERMINADO.
JULGAMENTO PELA PROCEDÊNCIA. APLICAÇÃO DE MULTAS. Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO –
DETERMINAÇÃO E RECOMENDAÇÃO À ATUAL GESTÃO, INCLUÍDA Presidente, os Conselheiros Interinos ISAIAS LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ
A SUGESTÃO APRESENTADA PELO CONSELHEIRO LUIZ CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017), JAQUELINE JACOBSEN MARQUES (Portaria nº
HENRIQUE LIMA, QUANTO À DETERMINAÇÃO PARA QUE O 125/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº 126/2017) e o Conselheiro Substituto RONALDO
GESTOR DEMONSTRE AS PROVIDÊNCIAS ADOTADAS PARA A RIBEIRO, que estava substituindo o Conselheiro Interino JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº
REALIZAÇÃO DO CERTAME A CADA 60 DIAS, ASSIM COMO A 127/2017).
SUGESTÃO APRESENTADA PELO CONSELHEIRO JOÃO BATISTA
PARA QUE O CERTAME SEJA REALIZADO EM 240 DIAS. Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador-
geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO.
Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo nº 25.764-8/2017.
Publique-se.
ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos
termos do artigo 1°, XV, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do Sala das Sessões, 15 de maio de 2018.
Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto da Relatora, alterado oralmente
em sessão plenária no sentido de acolher a sugestão apresentada pelo Conselheiro Interino Luiz (assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br)
Henrique Lima, quanto à determinação para que o gestor demonstre as providências adotadas __________________________________
para a realização do concurso público a cada 60 dias, assim como a sugestão apresentada pelo
Conselheiro Interino João Batista Camargo para que o concurso público seja realizado em 240 Processos nºs 1.425-7/2014 e 10.925-8/2014 - apenso
dias, diferentemente do que estava exposto no seu voto constante dos autos (180 dias), e de Interessada PREFEITURA MUNICIPAL DE CONFRESA
acordo com o Parecer nº 1.035/2018 do Ministério Público de Contas em, preliminarmente, Gestores/Responsáveis Gaspar Domingos Lazari
conhecer e, no mérito, julgar PROCEDENTE a Representação de Natureza Interna acerca de Marizangela Junker Jardim Belle
irregularidades na contratação de pessoal por tempo determinado, formulada em desfavor da Assunto Contas anuais de gestão do exercício de 2014
Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano de Cuiabá, gestão dos Srs. Recurso Ordinário – 2.118-0/2016
José Rodrigues Rocha Júnior (exercícios 2013/2016) e Wilton Coelho Pereira (exercício 2017), Relator Conselheiro Interino LUIZ HENRIQUE LIMA
este último representado pela procuradora Francismeire Pedrosa da Silva - OAB/MT nº 7.173, Sessão de Julgamento 15-5-2018 – Tribunal Pleno
sendo o Sr. Emanuel Pinheiro – prefeito municipal, conforme fundamentos constantes no voto da
Relatora; e, nos termos do artigo 286, II, da Resolução nº 14/2007 (Regimento Interno do Tribunal ACÓRDÃO Nº 179/2018 – TP
de Contas do Estado de Mato Grosso), c/c o artigo 3º, II, “a”, da Resolução Normativa nº 17/2016,
aplicar aos Srs. Wilton Coelho Pereira (CPF nº 314.581.731-00) e José Rodrigues Rocha Júnior Resumo: PREFEITURA MUNICIPAL DE CONFRESA. CONTAS
(CPF nº 815.913.221-20) a multa de 10 UPFs/MT, para cada um, pela infração descrita como KB ANUAIS DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2014. RECURSO
01_ Pessoal_Grave_01; determinando à atual gestão que: a) adote providências necessárias à ORDINÁRIO. PROVIMENTO. ALTERAR O MÉRITO DAS CONTAS
realização de concurso público para o preenchimento dos cargos previstos na Lei Complementar PARA JULGÁ-LAS IRREGULARES E APLICAR NOVAS MULTAS AO
Municipal nº 385/2015, bem como atenda as necessidades permanentes da Secretaria, no prazo EX-GESTOR. MANUTENÇÃO DOS DEMAIS TERMOS DA DECISÃO
de 240 dias; b) interprete o disposto no artigo 2º, V, da Lei Municipal nº 4.424/2003, conforme a RECORRIDA.
Constituição Federal, no sentido de que eventuais contratações temporárias observem o disposto
no artigo 37, IX, da Constituição da República; e, c) demonstre e este Tribunal de Contas as Vistos, relatados e discutidos os autos dos Processos nºs 1.425-7/2014
providências adotadas para a realização do concurso público a cada 60 dias; e, por fim, e 10.925-8/2014.
recomendando à atual gestão que os contratos temporários, ainda vigentes, sejam prorrogados
até que os aprovados no concurso público, a ser realizado pela Secretaria, tomem posse em seus ACORDAM os Senhores Conselheiros do Tribunal de Contas, nos
cargos. O responsável por esta Secretaria deverá ficar alerta no sentido de que o não cumprimento termos do artigo 1°, XVI, da Lei Complementar nº 269/2007 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do
do disposto nesta decisão ensejará a inclusão de seu nome no cadastro de inadimplentes deste Estado de Mato Grosso), por unanimidade, acompanhando o voto do Relator, em, preliminarmente,
Tribunal e o envio de cópia dos autos para execução judicial, nos termos do artigo 293 e §§ 1º, 2º e conhecer e, no mérito, dar PROVIMENTO ao Recurso Ordinário constante do documento nº 2.118-
3º, da Resolução nº 14/2007 (Regimento Interno do Tribunal de Contas do Estado de Mato 0/2016, interposto pelo Ministério Público de Contas, por intermédio do Procurador William de
Grosso). As multas deverão ser recolhidas com recursos próprios, no prazo de 60 dias. Os boletos Almeida Brito Júnior, em face da decisão proferida por meio do Acórdão nº 284/2015-PC, que
bancários para recolhimento das multas estão disponíveis no endereço eletrônico deste Tribunal de julgou as contas anuais de gestão da Prefeitura Municipal de Confresa, exercício de 2014, gestão
Contas – http://www.tce.mt.gov.br/fundecontas. do Sr. Gaspar Domingos Lazari, sendo a Sra. Marizangela Junker Jardim Belle – contadora à
época, para: 1) alterar o mérito das contas e julgá-las Irregulares, nos termos do artigo 194, I e II,
Relatou a presente decisão a Conselheira Interina JAQUELINE § 1º, da Resolução nº 14/2007 (Regimento Interno do Tribunal de Contas do Estado de Mato
JACOBSEN MARQUES (Portaria nº 125/2017). Grosso); e, 2) aplicar ao Sr. Gaspar Domingos Lazari (CPF nº 302.602.641-72) novas multas no
valor total equivalente a 49 UPFs/MT, nos termos do artigo 75, III e VIII, da Lei Complementar nº
Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO - 269/2007, c/c o artigo 3º, II, “a”, e III, “a”, da Resolução Normativa nº 17/2016, da seguinte forma:
Presidente, e os Conselheiros Interinos LUIZ HENRIQUE LIMA (Portaria nº 122/2017), ISAIAS a) 10 UPFs/MT em decorrência do fracionamento de despesas, item 03, Licitação_Grave_05; b) 6
LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017) e UPFs/MT em decorrência da ausência de orçamentos demonstrando o custo unitário relativo ao
JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017). objeto do Convite nº 03/2014 e Pregões nºs 01, 14 e 41/2014, subitem 5.2; c) 6 UPFs/MT em
decorrência da especificação imprecisa e/ou insuficiente do objeto da licitação, item 06, GB 15,
Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador- Licitação_Grave_15; d) 6 UPFs/MT em decorrência das irregularidades relativas as exigências de
geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO. habilitação jurídica das licitantes, item 09, GB 20, Licitação_Grave_20; e) 6 UPFs/MT em
decorrência da realização de despesa sem emissão de empenho prévio, item 15, JB 09,
Publique-se. Despesa_Grave_09; f) 6 UPFs/MT em decorrência da divergência entre as informações enviadas
por meio físico e/ou eletrônico, item 25, MB 03, Prestação Contas_Grave_03; g) 3 UPFs/MT em
Sala das Sessões, 15 de maio de 2018. decorrência do envio de documentos ilegíveis e/ou em desconformidade com o exigido pelas
normas deste Tribunal, item 26, MC 05, Prestação Contas_Moderada; e, h) 6 UPFs/MT em

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 14
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

decorrência da ausência de condições adequadas e de disponibilização de documentos ao


Conselho do Fundeb, iItem 27, NB 06, Diversos_Grave_06; mantendo os demais termos da Requer o provimento do recurso para afastar a multa equivalente a 11
decisão recorrida, conforme fundamentos constantes no voto do Relator. As multas deverão ser (onze) UPFs/MT, nos termos do artigo 75, IV da Lei Complementar nº 269/2007 e do artigo 3º,
recolhidas com recursos próprios, no prazo de 60 dias. Os boletos bancários para recolhimento inciso I, alínea “a”, da Resolução nº 17/2016.
das multas estão disponíveis no endereço eletrônico deste Tribunal de Contas –
http://www.tce.mt.gov.br/fundecontas. Após juízo positivo de admissibilidade, submeteu-se o recurso à análise
da Secretaria de Controle Externo, que se manifestou pelo provimento do Agravo em razão do
Relatou a presente decisão o Conselheiro Interino LUIZ HENRIQUE cumprimento das determinações emanadas do Acórdão nº 639/2016-TP.
LIMA (Portaria nº 122/2017).
O Ministério Público de Contas, por meio do Parecer nº 928/2018, da
Arguiu sua suspeição a Conselheira Interina JAQUELINE JACOBSEN lavra do Procurador de Contas Willian de Almeida Brito Júnior, opinou preliminarmente pelo
MARQUES (Portaria nº 125/2017), com fundamento nos artigos 6º e 144 da Resolução nº 14/2007. conhecimento e, no mérito, pelo provimento integral do Recurso de Agravo, porquanto a finalidade
da Tomada de Contas Especial foi alcançada por meios alternativos, obstando-se possível dano ao
Participaram do julgamento o Conselheiro DOMINGOS NETO - erário.
Presidente, os Conselheiros Interinos ISAIAS LOPES DA CUNHA (Portaria nº 124/2017), LUIZ
CARLOS PEREIRA (Portaria nº 009/2017) e MOISES MACIEL (Portaria nº 126/2017) e o É o relatório.
Conselheiro Substituto RONALDO RIBEIRO, que estava substituindo o Conselheiro Interino JOÃO
BATISTA CAMARGO (Portaria nº 127/2017). Decido.

Presente, representando o Ministério Público de Contas, o Procurador- Inicialmente, registra-se que o Agravo preenche os requisitos de
geral GETÚLIO VELASCO MOREIRA FILHO. admissibilidade necessários ao seu regular processamento previstos no artigo 68 da Lei
Complementar nº 269/2007 e no artigo 270, inciso II do Regimento Interno do TCE/MT.
Publique-se.
Assim, passo à análise do mérito.
Sala das Sessões, 15 de maio de 2018.
A questão está em saber se as irregularidades imputadas ao Sr. Rogers
(assinaturas digitais disponíveis no endereço eletrônico: www.tce.mt.gov.br) Elizandro Jarbas podem ser consideradas descaracterizadas e, com isso, afastar a aplicação de
__________________________________ multa por descumprimento das determinações fixadas no Acórdão nº 639/2016-TP.

Ressalto que os gestores devem observância às decisões proferidas no


âmbito desta Corte de Contas em sua forma e conteúdo. Ocorre que, no caso, há certa
CONSELHEIRO INTERINO LUIZ HENRIQUE LIMA (Portaria nº singularidade, porquanto no trâmite processual da Representação de Natureza Interna não se
122/2017) observou o cumprimento pelo ora agravante da obrigação exarada no Acórdão nº 639/2016-TP. Em
que pese a determinação ter sido regularizada por via outra que não pelo procedimento de Tomada
de Contas Especial, o conhecimento e provimento do agravo são medidas que se impõem.
JULGAMENTOS SINGULARES
Nessa linha é o entendimento da Equipe Técnica que considerou
supridas as exigências contidas no Acórdão nº 639/2016-TP pelo Gestor e encaminhou os Ofícios
n. os 351/2017/GAB/SESP e 356/2017/GAB/SESP, dispensando assim a instauração do
JULGAMENTO SINGULAR Nº 384/LHL/2018
procedimento de Tomada de Contas Especial:
PROCESSO Nº: 15.531-4/2017
PRINCIPAL: SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA
No mesmo sentido se posiciona o Ministério Público de Contas:
ASSUNTO: RECURSO DE AGRAVO
GESTOR: ROGERS ELIZANDRO JARBAS
RELATOR: CONSELHEIRO INTERINO LUIZ HENRIQUE LIMA
Com essas considerações, em consonância com a Equipe Técnica e
com o Parecer nº 928/2018, da lavra do Procurador de Contas Willian de Almeida Brito Júnior, e,
Trata-se de Agravo interposto pelo Sr. Rogers Elizandro Jarbas contra
nos termos do art. 68, § 2º da Lei Complementar nº 26/2007 e dos artigos 270, inciso II e 275, §2º
decisão singular nº 913/LHL/2017, que conheceu e julgou procedente a Representação de
da Resolução 14/2007, conheço do recurso e em juízo de retratação dou provimento ao agravo
Natureza Interna por descumprimento do Acórdão nº 639/2016-TP que determinou a instauração
para:
de Tomada de Contas Especial nos seguintes termos:
I – julgar improcedente a Representação de Natureza Interna proposta
1.NA 01. Diversos Gravíssima 01. Descumprimento de determinações
pela Secretaria de Controle Externo da 1ª Relatoria em desfavor do Senhor Rogers Elizandro
com prazo, exaradas pelo TCE-MT em decisões singulares e/ou acórdãos (art. 262, parágrafo
Jarbas, ex-Secretário de Estado de Segurança Pública, pelo cumprimento das determinações
único da Resolução 14/2007 - RITCE).
fixadas no Acórdão nº 369/2016-TP;
1.1. Determinação letra “d”: instaure Tomada de Contas Especial, na
II – afastar a multa no valor equivalente a 11 (onze) UPFs/MT aplicada
forma do artigo 156, § 1º, da Resolução nº 14/2007, a fim de levantar o total de diárias ainda
ao Sr. Rogers Elizandro Jarbas, ex-Secretário de Estado de Segurança Pública, nos termos do
pendentes de prestação de contas, identificar e notificar os servidores responsáveis, e comprovar a
artigo 75, IV da Lei Complementar nº 269/07 e do artigo 3º, I, “a”, da Resolução nº 17/2016.
efetiva realização da prestação de contas ou, acaso não realizada, o desconto ou restituição dos
valores, devendo encaminhar as conclusões a este Tribunal no prazo de 90 dias.
Publique-se.
1.2. Determinação letra “e”: instaure Tomada de Contas Especial, na
Após o trânsito em julgado, arquive-se.
forma do artigo 156, § 1º, da Resolução nº 14/2007, a fim de levantar o total de adiantamentos
ainda pendentes de prestação de contas, identificar e notificar os servidores responsáveis e
comprovar a efetiva realização da prestação de contas ou, acaso não realizada, o desconto ou
restituição dos valores, devendo encaminhar conclusões a este Tribunal no prazo de 90 dias. JULGAMENTO SINGULAR Nº 387/LHL/2018

A decisão singular nº 931/LHL/2017, por sua vez, fixou as sanções pelo PROCESSO Nº: 193-7/2017
descumprimento do Acórdão em questão: PRINCIPAL: GABINETE DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS
(...) INTERESSADO: TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE MATO GROSSO
I) (...) ASSUNTO: ACOMPANHAMENTO SIMULTÂNEO
II) (...)
III) aplicar multa no valor equivalente a 11UPFs/MT ao Sr. Rogers Tratam os autos de Acompanhamento Simultâneo com vistas a verificar
Elizandro Jarbas, ex-Secretário de Estado de Segurança Pública nos termos do artigo 75, IV da Lei a efetividade e a tempestividade das providências adotadas pelos gestores, em atendimento às
Complementar nº 269/07 e artigo 3º, I, “a”, da Resolução nº 17/2016, em razão da caracterização disposições contidas na Resolução Normativa nº 15/2016-TCE/MT, notadamente aquelas
da irregularidade classificada como NA01; e constantes nos artigos. 11, § 4º e art. 13.

O agravante busca a reforma da decisão sob o argumento de que o Art. 11. São atividades do acompanhamento simultâneo as análises de:
julgamento singular se deu com base em formalismo exacerbado, porquanto entende que cumpriu
as determinações utilizando-se de outros meios que não a instauração de um procedimento de § 4º A análise do cumprimento das determinações exaradas pelo
Tomada de Contas Especial. TCE/MT objetiva verificar a efetividade e a tempestividade das providências adotadas pelos
fiscalizados e será realizada por meio de ações de acompanhamento quando constarem
Defende assim a aplicação da teoria do alcance da finalidade de um ato determinações com prazo determinado ou quando o cumprimento exigir providência específica,
ou procedimento administrativo, por entender que sanou as impropriedades apontadas no Acórdão desde que não haja determinação para abertura de processo específico de monitoramento do
cumprimento da decisão conforme previsto no art. 15 desta Resolução.
nº 639/2016-TP e informou a este Tribunal, por meio dos Ofícios n.os 351/2017/GAB/SESP e
356/2017/GAB/SESP. Art. 13. As informações, relatórios, notas de auditoria, alertas e demais
produtos do acompanhamento simultâneo serão registrados ou anexados ao Processo de
Alega que os ofícios trouxeram os documentos considerados pendentes Acompanhamento Simultâneo autuado para cada unidade gestora fiscalizada.
no Relatório de Contas Anuais de Gestão da SESP, no exercício de 2015, a saber: as prestações
de contas de diárias e adiantamentos. Parágrafo único. Ao final do exercício ou do período da relatoria, e
consoante o resultado do acompanhamento simultâneo de cada o constante do processo de
Acrescenta que, por ocasião do julgamento singular, a informação de acompanhamento simultâneo, o Secretário de Controle Externo proporá:
cumprimento do Acórdão prestada no Ofício nº 1336/2017/GAB/SESP não foi observada; vale
dizer, ausência de pendências aptas a ensejar as penalidades impostas.

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 15
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

I. o arquivamento dos autos, após análise da pertinência ou não de CONSELHEIRO INTERINO LUIZ CARLOS PEREIRA (Portaria nº
abertura de Representação de Natureza Interna dos achados detectados no curso do exercício e
que não foram objetos de representações; 009/2017)
II. o apensamento ao processo de contas anuais de gestão, caso a
unidade gestora fiscalizada esteja na matriz de julgamento daquele exercício.
DECISÃO
O Processo de Acompanhamento Simultâneo foi instaurado para
analisar informações e documentos enviados pelo Gabinete de Assuntos Estratégicos, sob a
responsabilidade do Tribunal de Conta do Estado de Mato Grosso.
DECISÃO Nº 317/LCP/2018
Após análise pela Secretaria de Controle Externo da 1ª Relatoria , a
unidade de instrução, por meio do Secretário de Controle Externo Sr. Francisney Liberato Batista
PROCESSO Nº: 13.173-3/2018
Siqueira, manifestou-se pelo arquivamento dos autos.
ASSUNTO: REPRESENTAÇÃO NATUREZA INTERNA
ÓRGÃO: CONSÓRCIOINTERMUNICIPALDEDESENVOLVIMENTO ECONÔMICO
O Ministério Público de Contas, por meio do Parecer nº 1.108/2018 , da
E SOCIAL DO VALE DO RIO CUIABÁ
lavra do Procurador de Contas Alisson Carvalho de Alencar, opinou pelo arquivamento dos autos.
GESTOR: VALDECIR KEMER– Presidente REPRESENTADOARCÍLIO JESUS
DA CRUZ – ex-Presidente
É o Relatório.
Sobrevém os autos com informação da Gerência de Controle de
Decido.
Processos Diligenciados (Doc. n.º 9247/2018) dando conta de que o Ofício n.° 42/2018,
endereçado ao Sr. Arcílio Jesus da Cruz, ex-Presidente do Consórcio Intermunicipal de
A matéria em exame comporta Julgamento Singular, nos termos do
Desenvolvimento Econômico e Social do Vale do Rio Cuiabá, foi postado nos Correios na data de
artigo 90, II, da Resolução Normativa nº 14/2017 – TCE, motivo pelo qual passo à análise do
09/05/2018, e após três tentativas de entrega, foi devolvido com a informação “Ausente”.
presente Acompanhamento Simultâneo.
É o Relatório. Decido.
A Resolução Normativa nº 15/2016 aprovou diretrizes para o novo
modelo de fiscalização do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, sendo o
Prefacialmente, esclareço que em buscas no sistema interno desta
Acompanhamento Simultâneo o instrumento de fiscalização utilizado para examinar a legalidade e
Corte de Contas, bem como junto ao site da Receita Federal e no Cadastro Único – CADUN,
legitimidade dos atos de gestão dos jurisdicionados, bem como para avaliar o desempenho dos
averiguei que é apontado como atual endereço, aquele contido no Ofício n.º 42/2018.
órgãos e entidades quanto aos aspectos constitucionais dos atos praticados.
Ademais, pontuo que não há informações acerca de outra localidade do
Dentre as atividades do Acompanhamento Simultâneo, estão a análise
Representado, demonstrando, assim, que este se encontra em lugar incerto e não sabido por este
do cumprimento das determinações exaradas pelo TCE/MT e a verificação da efetividade e
Tribunal.
tempestividade das providências adotadas pelos fiscalizados.
Assim, em observância ao artigo 259 do Regimento Interno do TCE-MT,
Analisando os autos, verifico que não existem quaisquer documentos
encaminhem-se os autos à Gerência de Registro e Publicação para realizar a citação, via edital, do
que apontem irregularidades.
ex-Presidente do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico e Social do Vale do Rio
Cuiabá.
Conclusão.
Por fim, encaminhem-se os autos à Gerência de Controle de Processos
Diante do exposto e em consonância com o entendimento técnico e
Diligenciados, para o aguardo da manifestação ou a certificação do decurso do prazo.
ministerial acerca da não pertinência de propositura de Representação Interna, e não havendo nos
autos documentos e/ou relatório que noticie ou evidencie irregularidades capazes de justificar o
Cumpra-se.
prosseguimento do processo, determino o seu arquivamento, nos termos do artigo 13, I, da
Resolução Normativa nº 15/2016.
EDITAL DE CITAÇÃO
Dispositivo.
Nos termos do inciso III, do artigo 59, da Lei Complementar n.º
269/2007, CITO o Sr. Arcílio Jesus da Cruz, ex-Presidente do Consórcio Intermunicipal de
Diante do exposto, e nos termos do artigo 1º, XV, da Lei Complementar
Desenvolvimento Econômico e Social do Vale do Rio Cuiabá, atualmente em lugar incerto e não
nº 269/2007 e artigo 29, V, da Resolução nº 14/2007, acolho o Parecer nº 1.108/2018 do Ministério
sabido, para que, no prazo de 15 (quinze) dias, contados da data da publicação desta citação,
Público de Contas, da lavra do Procurador Alisson Carvalho de Alencar, para:
apresente sua defesa acerca do Relatório Técnico Preliminar, elaborado pela Secretaria de
Controle Externo da 5ª Relatoria, nos autos da Representação de Natureza Interna n.º 13.173-
I) conhecer do presente Acompanhamento Simultâneo do Cumprimento
3/2018.
de Determinação do Gabinete de Assuntos Estratégicos, sob a responsabilidade desta Corte de
Contas;
Alerte-se de que a ausência de manifestação no prazo estipulado
implicará em revelia para todos os efeitos processuais, conforme dispõe o artigo 6º, parágrafo
II) arquivar o Acompanhamento Simultâneo, nos termos do artigo 13, I,
único, da Lei Complementar n.º 269/2007.
da Resolução Normativa nº 15/2016 e artigo 90, II, segunda parte, da Resolução Normativa nº
14/2007 (RI/TCE/MT), tendo em vista a ausência de irregularidades relevantes para
Outrossim, informo que, de acordo com o artigo 263 e o parágrafo 3º do
prosseguimento do feito, demonstrando-se descabida a propositura de Representação de Natureza
artigo 264, do Regimento Interno deste Tribunal de Contas (Resolução Normativa n.º 14/2007), o
Interna.
prazo será contínuo, não se interrompendo nos finais de semana e feriados.
Publique-se.
Publique-se.

EDITAL DE NOTIFICAÇÃO/CITAÇÃO
CONSELHEIRO INTERINO JOÃO BATISTA CAMARGO (Portaria nº
127/2017)
EDITAL DE NOTIFICAÇÃO Nº 276/LHL/2018
DECISÕES
PROCESSO Nº: 13.018-4/2016
INTERESSADA: CÂMARA MUNICIPAL DE APIACÁS
ASSUNTO: CONCURSO PÚBLICO
RESPONSÁVEL: JOSÉ EDER DA LUZ
DECISÃO N° 318/JBC/2018
Reitero os termos do Ofício nº 59/2018 e cito Vossa Senhoria em
conformidade com os artigos 89.VII; 140; 256, § 2º; 257, IV e 264,III, § 2º, da Resolução nº 14/2007 PROTOCOLO Nº : 8.051-9/2018
(Regimento Interno do TCE/MT), para que apresente , no prazo de 15 (quinze) dias , alegações de PRINCIPAL : MATO GROSSO PREVIDÊNCIA
defesa acerca do Relatório Técnico , a serem protocoladas neste Tribunal de Contas. ASSUNTO : REQUERIMENTO
INTERESSADO : OTONIEL RIBEIRO DE ARAÚJO
Ressalto que o não atendimento à diligência, dentro do prazo acima GESTOR : RONALDO ROSA TAVEIRA
cominado, enseja a aplicação das sações regimentais, nos termos do artigo 75 da Lei RELATOR : CONSELHEIRO INTERINO JOÃO BATISTA DE CAMARGO JÚNIOR
Complementar nº 269/2007 e do artigo 289 da Resolução nº 14/2007 e da aplicação dos efeitos da
revelia. Trata-se de documento formulado pelo Sr. RONALDO ROSA TAVEIRA,
no qual requer a dilação do prazo para manifestação, referente ao
Solicito que consigne em sua resposta o número do citado processo. Processo nº 8.051-9/2018.

Após, encaminhe-se à Gerência de Controle de Processos Diligenciados Isto posto, defiro o pedido acima e prorrogo o prazo para manifestação
para aguardar a manifestação. por mais 15 (quinze) dias, ressaltando que o mesmo será computado a partir do dia útil
imediatamente seguinte ao término do prazo anteriormente concedido, de acordo com o artigo 267,
Publique-se. parágrafo único da Resolução Normativa nº 14/2007 (RITCE-MT).

Publique-se.

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 16
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

Documento / Informação Dispositivo Normativo


Qtde. Dias Valor da Infringido
Após, encaminhe-se à Gerência de Controle de Processos Diligenciados Situação
em Atraso Multa (UPF's)
para aguardar manifestação ou decurso de prazo.
Abertura de Concurso Público Art. 4º, IX, “b” e § 3º,
1 (realizado pela UG) nº IV, da Resolução
DECISÃO N° 319/JBC/2018 00000000001/2016 em Enviado TCE-MT nº 14/2007
293
01/02/16 - Processo nº atrasado 4.0 (Regimento Interno).
PROCESSO Nº : 9.845-0/2018 215783/2016
ÓRGÃO : MATO GROSSO PREVIDENCIA
INTERESSADO : RONALDO ROSA TAVEIRA 2 Homologação de Concurso Art. 4º, IX, “b” e § 3º,
ASSUNTO : APOSENTADORIA Público (realizado pela UG) nº IV, da Resolução
RELATOR : CONSELHEIRO INTERINO JOÃO BATISTA DE CAMARGO JÚNIOR 00000000001/2016 em Enviado 163 2.0 TCE-MT nº
14/06/16 - Processo nº atrasado 14/2007 (Regimento
Trata-se de ofício nº 421/MTPREV/2018 formulado pelo senhor Ronaldo 215783/2016 Interno).
Rosa Taveira, Diretor-Presidente do MTPREV, no qual solícita a dilação do prazo de manifestação,
para atender ao solicitado no processo nº 9.845-0/2018, referente à aposentadoria concedida ao Total 01/06/00
Sr. Wilson Antônio Caxito.

Isto posto, defiro o pedido acima e prorrogo o prazo para manifestação Fonte: Aplic, Control-P, Geo-Obras e LRF Cidadão.
por mais 15 (quinze) dias, ressaltando que o mesmo será computado a partir do dia útil
imediatamente seguinte ao término do prazo anteriormente concedido, de acordo com o artigo 267, Em cumprimento ao princípio do contraditório e da ampla defesa, o
parágrafo único da Resolução Normativa nº 14/2007 (RITCE-MT). Senhor Mauro Mendes Ferreira foi devidamente citado, por meio do Ofício 2/2018/GCIJJM, bem
como do Edital de Citação 55/JJM/2018, divulgado no Diário Oficial de Contas – DOC, do dia
16/02/2018, edição 1301, todavia não apresentou defesa, razão pela qual foi declarada sua revelia,
Publique-se. por meio do Julgamento Singular 189/JJM/2018, divulgado no Diário Oficial de Contas – DOC, do
dia 15/03/2018, edição 1321. (Doc. 46928/2018).

Após, encaminhe-se à Gerência de Controle de Processos Diligenciados Ato contínuo, os autos retornaram à SECEX de Atos de Pessoal e
para aguardar manifestação ou decurso de prazo. RPPS, que concluiu pela manutenção das inadimplências apontadas no Relatório Técnico
Preliminar e pela procedência desta Representação de Natureza Interna, em face da
irregularidade:
DECISÃO N° 320/JBC/2018
MB_02 PRESTAÇÃO DE CONTAS_GRAVE_02. Descumprimento do
PROCESSO Nº : 8.272-4/2018 prazo de envio de prestação de contas, informações e documentos obrigatórios ao TCE-MT (art.
ÓRGÃO : FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDENCIA SOCIAL DOS SERVDIORES 70, parágrafo único, da Constituição Federal; arts. 207, 208 e 209 da Constituição Estadual;
DE MIRASSOL D'OESTE Resolução Normativa TCE nº 36/2012; Resolução Normativa TCE nº 01/2009; art. 3º da Resolução
INTERESSADO : RONALDO ROSA TAVEIRA Normativa TCE nº 12/2008; arts. 164, 166, 175 e 182 a 187 da Resolução Normativa TCE nº
ASSUNTO : APOSENTADORIA 14/2007).
RELATOR : CONSELHEIRO INTERINO JOÃO BATISTA DE CAMARGO JÚNIOR
O Ministério Público de Contas, por meio do Parecer 1290/2018, de
Trata-se de ofício nº 22/2018 formulado pela senhora Fátima Borghi autoria do Excelentíssimo Procurador de Contas Gustavo Coelho Deschamps, opinou pela
Martins, Diretora Executiva do Mirassol-PREVI, na qual requer dilação do prazo de manifestação procedência da Representação de Natureza Interna, com aplicação de multa ao responsável e
por mais 30 (trinta) dias no processo nº 8.272-4/2018. recomendação à atual gestão.

Isto posto, defiro em parte o pedido acima e prorrogo o prazo para É o Relatório.
manifestação por mais 15 (quinze) dias, ressaltando que o mesmo será computado a partir do dia
útil imediatamente seguinte ao término do prazo anteriormente concedido, de acordo com o artigo Decido.
267, parágrafo único da Resolução Normativa nº 14/2007 (RITCE-MT).
Inicialmente, reitero a Decisão Singular que recebeu esta
Representação de Natureza Interna, tendo em vista o preenchimento dos requisitos de
Publique-se. admissibilidade estabelecidos no artigo 224, inciso II, alínea “a”, do RITCE/MT.

Observo, ainda, que o presente processo pode ser decidido pela via
Após, encaminhe-se à Gerência de Controle de Processos Diligenciados singular, por se tratar de envio intempestivo de documentos obrigatórios a este Tribunal, com base
para aguardar manifestação ou decurso de prazo. no artigo 90, III, do RITCE-MT.
Ressalto que, as informações de remessa obrigatória são fundamentais
para o exercício do Controle Externo pela Equipe de Auditoria deste Tribunal. O não envio ou o
envio intempestivo compromete e prejudica a análise da globalidade dos atos de gestão praticados
CONSELHEIRA INTERINA JAQUELINE JACOBSEN MARQUES pela entidade.
(Portaria nº 125/2017)
No presente caso o ex-Prefeito, embora tenha sido citado, como já
relatado anteriormente, não apresentou defesa.

JULGAMENTOS SINGULARES Destaco que as informações obrigatórias devem ser enviadas por meio
eletrônico ao Tribunal de Contas, uma vez que são fundamentais para o exercício do Controle
Externo pela Equipe de Auditoria.

JULGAMENTO SINGULAR Nº 385/JJM/2018 Ademais, o envio intempestivo ou não envio das informações e
documentos obrigatórios para este Tribunal de Contas constitui infração administrativa.

PROCESSO Nº: 37.398-2/2017 Assinalo que é de conhecimento geral, especialmente daqueles que
ASSUNTO: REPRESENTAÇÃO DE NATUREZA INTERNA militam na Administração Pública, que o Gestor Público deve orientar sua atividade nos princípios
REPRESENTANTE: SECRETARIA DE CONTROLE EXTERNO DE ATOS DE PESSOAL E estabelecidos na Constituição Federal. Por essa razão, entendo que, além de infringir o princípio
RPPS da transparência, o Gestor também violou o da legalidade.
REPRESENTADA: PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ
RESPONSÁVEL: MAURO MENDES FERREIRA – EX-PREFEITO MUNICIPAL Isso porque, a remessa de documentos ao Tribunal, estabelecida em
norma plenamente vigente, não pode ser desrespeitada pelo Gestor Público, sobretudo quando
Trata-se de Representação de Natureza Interna proposta pela SECEX não há sequer, defesa ou justificativas.
de Atos de Pessoal e RPPS, em desfavor da Prefeitura Municipal de Cuiabá, sob a
responsabilidade, à época, do Senhor Mauro Mendes Ferreira, em razão do descumprimento do Em última análise, o não envio ou envio intempestivo de informações de
prazo de envio de documentos e informações de remessa obrigatória ao Tribunal de Contas. natureza obrigatória, interferem, inclusive, no exercício do Controle Externo, o que deve ser
combatido por este Tribunal.
Preliminarmente, com base no artigo 89, IV, da Resolução Normativa Assim, no meu entendimento ambas as inadimplências, envio com
14/2007, destaco que foram preenchidos os requisitos de admissibilidade previstos nos artigos atraso de 293 dias da Abertura de Concurso Público 1/2016 e envio intempestivo de 163 dias da
219, e 224, II, da citada Resolução, por esse motivo houve manifestação pelo recebimento e Homologação de Concurso Público 1/2016, são passíveis de aplicação de multa ao ex-gestor.
processamento desta Representação de Natureza Interna.
Diante dos fundamentos explicitados nos autos, acolho a manifestação
Em sede de Relatório Preliminar (Doc. 339764/2017), a Equipe Técnica do Ministério Público de Contas, CONHEÇO desta Representação de Natureza Interna, proposta
informou que a Prefeitura Municipal de Cuiabá enviou intempestivamente ao Tribunal de Contas os em desfavor da Prefeitura Municipal de Cuiabá, sob a responsabilidade, à época, do Senhor Mauro
documentos, abaixo descritos, de responsabilidade do Senhor Mauro Mendes Ferreira: Mendes Ferreira.

Quanto ao MÉRITO, julgo-a PROCEDENTE, com aplicação de multa no


valor total de 6 UPFs/MT, ao Senhor Mauro Mendes Ferreira, ex-Prefeito Municipal de Cuiabá,
sendo:

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 17
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

a) 4 UPFs/MT referente ao envio com atraso da Abertura de Concurso Decido.


Público 1/2016, nos termos do artigo 75, VIII, da Lei Orgânica deste Tribunal c/c artigo 286, VII do
RITCE/MT, devidamente dosada com base no artigo 4º, inciso I, alínea “a”, da Resolução Inicialmente, reitero a Decisão Singular que recebeu esta
Normativa TCE/MT 17/2016; Representação de Natureza Interna, tendo em vista o preenchimento dos requisitos de
admissibilidade estabelecidos no artigo 224, inciso II, alínea “a”, do RITCE/MT.
b) 2 UPFs/MT pelo envio intempestivo da Homologação do Concurso
Público 1/2016, nos termos do artigo 75, VIII, da Lei Orgânica deste Tribunal c/c artigo 286, VII do Observo, ainda, que o presente processo pode ser decidido pela via
RITCE/MT, devidamente dosada com base no artigo 4º, inciso I, alínea “a”, da Resolução singular, por se tratar do envio intempestivo de documentos obrigatórios a este Tribunal, com base
Normativa TCE/MT 17/2016. no artigo 90, III, do RITCE-MT.

Cabe, ainda, recomendação à atual gestão da Prefeitura Municipal de Em sua defesa, o Gestor confirma que houve atraso no envio de
Cuiabá, para que remeta a este Tribunal, tempestivamente, as informações que está obrigada. documentos relacionados à abertura do Concurso Público 1/2016, no entanto alegou que não
houve dano ao erário, tampouco que agiu de má-fé.
Informo que a multa deverá ser recolhida aos cofres do Fundo de
Reaparelhamento e Modernização do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, no prazo de Requereu, que fosse considerado, no julgamento do processo, os
60 dias, a contar da publicação da presente decisão, com fulcro no artigo 286, § 3º, do Regimento princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, com a finalidade de afastar a multa decorrente
Interno do TCE-MT. do atraso.

Informo, ainda, que o respectivo boleto bancário para pagamento da Frise-se que o envio intempestivo ou não envio das informações e
multa, encontra-se disponível no endereço eletrônico (http://www.tce.mt.gov.br/fundecontas) deste documentos obrigatórios para este Tribunal de Contas, constitui infração administrativa.
Tribunal.
Analisando os autos, fica evidente que os argumentos da defesa não
Alerto ao Responsável que o não cumprimento do disposto nesta merecem acolhida.
decisão ensejará a inclusão de seu nome no cadastro de inadimplentes deste Tribunal de Contas e
o envio de cópia dos autos para execução judicial, nos termos do artigo 293 e §§ 1º, 2º e 3º, do Ressalto que é de conhecimento geral, especialmente daqueles que
Regimento Interno do TCE-MT. militam na Administração Pública, que o Gestor Público deve orientar suas atividades nos
princípios estabelecidos na Constituição Federal. Por essa razão, entendo que, além de infringir o
princípio da transparência, o Gestor também violou o da legalidade.
Publique-se.
Pois, a remessa de documentos ao Tribunal, estabelecida em norma
plenamente vigente, não pode ser desrespeitada pelo Gestor Público, ainda mais quando as
justificativas não são suficientes.

JULGAMENTO SINGULAR 386/JJM/2018 Assim, a meu ver, com a finalidade de reprimir a violação legal e
estimular bons comportamentos, impõe-se aplicar ao gestor multa de 4 UPFs/MT, pelo envio com
atraso de documentos ao TCE/MT, com fulcro no art. 75, VIII, da Lei Orgânica deste Tribunal c/c
PROCESSO Nº: 36.490-8/2017 art. 286, VII do RITCE/MT, devidamente dosada com base no art. 4º, inciso I, alínea “a”, da
ASSUNTO: REPRESENTAÇÃO DE NATUREZA INTERNA Resolução Normativa17/2016.
REPRESENTANTE: SECRETARIA DE CONTROLE EXTERNO DE ATOS DE PESSOAL E
RPPS Diante dos fundamentos explicitados nos autos, acolho a manifestação
REPRESENTADA: PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO FÉLIX DO ARAGUAIA do Ministério Público de Contas, CONHEÇO a presente Representação de Natureza Interna,
RESPONSÁVEL: JOSÉ ANTÔNIO DE ALMEIDA - EX-PREFEITO proposta em desfavor da Prefeitura Municipal de São Félix do Araguaia, sob a responsabilidade do
Senhor José Antônio de Almeida.
Trata-se de Representação de Natureza Interna proposta pela SECEX
de Atos de Pessoal e RPPS, em desfavor da Prefeitura Municipal de São Felix do Araguaia, sob a Quanto ao MÉRITO, julgo-a PROCEDENTE, com aplicação de multa no
gestão do Senhor José Antônio de Almeida, em razão do descumprimento do prazo de envio de valor total de 4 UPFs/MT, ao Senhor José Antônio de Almeida, ex-Prefeito de São Félix do
documentos e informações de remessa obrigatória ao Tribunal de Contas. Araguaia, pelo envio com atraso de documentos ao TCE/MT, com fulcro no art. 75, VIII, da Lei
Orgânica deste Tribunal c/c art. 286, VII do RITCE/MT, devidamente dosada com base no art. 4º,
Preliminarmente, com base no artigo 89, IV, da Resolução Normativa inciso I, alínea “a”, da Resolução Normativa17/2016.
14/2007, destaco que foram preenchidos os requisitos de admissibilidade previstos nos artigos
219, e 224, II, da citada Resolução, por esse motivo houve manifestação pelo recebimento e Informo que a multa deverá ser recolhida aos cofres do Fundo de
processamento desta Representação de Natureza Interna. Reaparelhamento e Modernização do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, no prazo de
60 dias, a contar da publicação da presente decisão, com fulcro no artigo 286, § 3º, do Regimento
Em sede de Relatório Preliminar (Doc. 333363/2017), a Equipe Técnica Interno do TCE-MT.
informou que a Prefeitura Municipal de São Félix do Araguaia enviou ao Tribunal de Contas, com
atraso, o documento, abaixo descrito, de responsabilidade do Senhor José Antônio de Almeida: Cabe, ainda, recomendação à atual gestão da Prefeitura Municipal de
São Félix do Araguaia, para que remeta a este Tribunal, tempestivamente, as informações que está
Documento / Informação Dispositivo Normativo obrigada.
Qtde. Dias Valor da Infringido
Situação Informo, ainda, que o respectivo boleto bancário para pagamento da
em Atraso Multa (UPF's)
multa, encontra-se disponível no endereço eletrônico (http://www.tce.mt.gov.br/fundecontas) deste
Tribunal.
Abertura de Concurso Público Art. 4º, IX, “b” e § 3º,
1 (realizado pela UG) nº IV, da Resolução Alerto ao Responsável que o não cumprimento do disposto nesta
00000000001/2016 em Enviado 61 TCE-MT nº 14/2007 decisão ensejará a inclusão de seu nome no cadastro de inadimplentes deste Tribunal de Contas e
23/09/16 - Processo nº atrasado 4.0 (Regimento Interno).
o envio de cópia dos autos para execução judicial, nos termos do artigo 293 e §§ 1º, 2º e 3º, do
218987/2016 Regimento Interno do TCE-MT.
Total 4.0
Publique-se.
Fonte: Aplic, Control-P, Geo-Obras e LRF Cidadão.

Em cumprimento ao princípio do contraditório e da ampla defesa, o


Senhor José Antônio de Almeida foi devidamente citado, por meio do Ofício 210/2017/GCIJJM, e JULGAMENTO SINGULAR Nº 389/JJM/2018
apresentou suas justificativas tempestivamente (Doc. 20445/2018).

Ato contínuo, os autos retornaram à SECEX de Atos de Pessoal e PROCESSO Nº: 32.727-1/2017
RPPS, para análise da defesa apresentada, e esta manifestou-se conclusivamente pela ÓRGÃO: SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA
manutenção da inadimplência apontada no Relatório Técnico Preliminar e pela procedência desta ASSUNTO: TOMADA DE CONTAS ESPECIAL – REFERENTE AO TERMO DE
Representação de Natureza Interna, em face da irregularidade: CONCESSÃO DE AUXÍLIO 46/2013 – PROJETO “MOVIMENTO
LAMBADÃO 2013”
MB_02 PRESTAÇÃO DE CONTAS_GRAVE_02. Descumprimento do GESTORES: LEANDRO FALLEIROS RODRIGUES CARVALHO – EX-SECRETÁRIO
prazo de envio de prestação de contas, informações e documentos obrigatórios ao TCE-MT (art. GILBERTO LUIZ CANAVARROS NASSER – SECRETÁRIO
70, parágrafo único, da Constituição Federal; arts. 207, 208 e 209 da Constituição Estadual; RESPONSÁVEL: EDUARDO PEREIRA – CONVENENTE
Resolução Normativa TCE nº 36/2012; Resolução Normativa TCE nº 01/2009; art. 3º da Resolução
Normativa TCE nº 12/2008; arts. 164, 166, 175 e 182 a 187 da Resolução Normativa TCE nº Trata-se de Tomada de Contas Especial, encaminhada pelo Senhor
14/2007). Leandro Falleiros Rodrigues Carvalho, ex-Secretário, instaurada pela Secretaria de Estado de
Cultura, em razão da ausência de prestação de contas do Termo de Concessão Auxílio
O Ministério Público de Contas, por meio do Parecer 1282/2018, 46/2013/SEC, firmado entre a mencionada Secretaria e o Senhor Eduardo Pereira, que tinha por
subscrito pelo Procurador de Contas Gustavo Coelho Deschamps, opinou pela procedência da objeto o projeto “Movimento Lambadão 2013”.
Representação de Natureza Interna, bem como pela aplicação de multa ao responsável.
Em atendimento ao princípio constitucional do devido processo legal, o
É o Relatório. Senhor Eduardo Pereira, foi citado para apresentar defesa, por meio dos Ofícios 34/2018/GCIJJM

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 18
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

e 215/2018/GCIJJM, encaminhados via AR e, posteriormente, conforme o artigo 259 do RITCE/MT, FERNANDO COELHO BENÍCIO (CONTROLADOR INTERNO)
por meio do Edital de Citação 241/JJM/2018, publicado no Diário Oficial de Contas em 3/5/2018, ASSUNTO: CUMPRIMENTO DE DECISÃO
edição 1351. Todavia, permaneceu inerte, deixando transcorrer o prazo regimental.

É o Relatório. Na condição de Relator do processo em epigrafe, NOTIFICO o Sr. Alcino


Pereira Barcelos, Prefeito Municipal de Pontes e Lacerda e o Sr. Fernando Coelho Benício,
Decido. Controlador Interno, para que, no prazo de até 15 (quinze) dias, a contar da data da publicação
deste edital, manifeste-se acerca dos apontamentos contidos no Relatório Técnico, emitido pela
Diante do exposto, em conformidade com o artigo 6º, parágrafo único, Secretaria de Controle Externo da 6ª Relatoria, referente à análise do cumprimento de
da Lei Complementar 269/2007 c/c o artigo 140, § 1º, da Resolução Normativa 14/2007, declaro a determinações constantes no Acórdão 3241/2015 – TP (Processo nº 1.687-0/2014), protocolada
REVELIA do Senhor Eduardo Pereira. sob o n° 11.087-6/2017.

A resposta a ser encaminhada a este Tribunal deve consignar o número


Publique-se. do citado processo, e conter os documentos necessários à sua instrução.

Alerta-se que a ausência de manifestação, dentro do prazo estipulado,


implicará em consequente prosseguimento dos autos.
EDITAL DE NOTIFICAÇÃO/CITAÇÃO
Publique-se.

EDITAL DE CITAÇÃO Nº 274/JJM/2018

FISCALIZADOS
PROCESSO Nº: 16.875-0/2018
ASSUNTO: REPRESENTAÇÃO DE NATUREZA INTERNA
REPRESENTANTE: SECRETARIA DE CONTROLE EXTERNO DA 1ª RELATORIA
REPRESENTADA: CÂMARA MUNICIPAL DE BRASNORTE AGÊNCIA DE FOMENTO DO ESTADO DE MATO GROSSO SA
RESPONSÁVEIS: ROBERTO ANTÔNIO DE CARVALHO - PRESIDENTE
EDSON KOKOJISKI – EX-PRESIDENTE

Nos termos do artigo 59, III, da Lei Complementar 269/2007, CITO os PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO
Senhores Edson Kokojiski, ex-Presidente da Câmara Municipal de Brasnorte e Roberto Antônio de
Carvalho, atual Presidente, para que no prazo de 15 dias, contados da data da publicação desta
citação, apresentem manifestação acerca dos apontamentos constantes no Processo de
Representação de Natureza Interna (16.875-0/2018), conforme exposto no Relatório Técnico O Conselho de Administração de Administração da Agência de Fomento
elaborado pela Secretaria de Controle Externo da 1ª Relatoria. do Estado de Mato Grosso, resolve Rerratificar o ANEXO I publicado no Diário Oficial de Contas n.
1365, de 22/05/2018, páginas 16 e 17.
Decorrido o prazo sem manifestação, o Tribunal de Contas dará
prosseguimento aos trâmites processuais, conforme prescreve o parágrafo único, do artigo 6º, da Onde se lê:
Lei Complementar 269/2007. Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso S/A – DESENVOLVE
MT, em Cuiabá-MT, 21 de maio de 2017.
ANEXO I – RESOLUÇÃO 019/2018/CAD – DESENVOLVE MT
Publique-se.
Leia-se:
Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso S/A – DESENVOLVE
MT, em Cuiabá-MT, 21 de maio de 2018.
CONSELHEIRO INTERINO MOISES MACIEL (Portaria nº 126/2017) ANEXO I – RESOLUÇÃO 020/2018/CAD – DESENVOLVE MT

JULGAMENTO SINGULAR
AGÊNCIA REGULADORA DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DELEGADOS
DO MUNICÍPIO DE SINOP
JULGAMENTO SINGULAR Nº 388/MM/2018
DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL E FINANCEIRA
PROCESSO Nº: 21.546-5/2017
ASSUNTO: REPRESENTAÇÃO DE NATUREZA INTERNA
INTERESSADA: CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA XAVANTINA
GESTOR: JOÃO MACHADO NETO

Tratam-se os autos de processo de Monitoramento realizado na Câmara


Municipal de Nova Xavantina, tendo como objetivo avaliar o cumprimento dos requisitos de
Transparência Ativa contemplados no monitoramento do TAG 30/2016/2016/LAI.

Em respeito ao princípio do contraditório e da ampla defesa, o Gestor


Sr. João Machado Neto, foi devidamente citado, por meio do Ofício nº 92/2018 GAB-CS-MM.

Não obstante validamente citado, o Gestor deixou de se manifestar no


prazo legal, operando-se, assim, a sua revelia, conforme disposto no art. 140, § 1º, do Regimento
Interno do Tribunal de Contas de Mato Grosso.

Ante ao exposto, declaro revel o Sr. João Machado Neto, Gestor da


Câmara Municipal de Nova Xavantina, para os fins processuais, nos termos do parágrafo único do
art. 6º da LC nº. 269/2007, c/c § 1º, do art. 140 da Resolução nº. 14/2007.

Publique-se.

EDITAL DE NOTIFICAÇÃO/CITAÇÃO

EDITAL DE NOTIFICAÇÃO Nº 275/MM/2018

PROTOCOLO Nº: 11.087-6/2017


PRINCIPAL: PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTES E LACERDA
INTERESSADOS: ALCINO PEREIRA BARCELOS (GESTOR)

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 19
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

AGER -
AGENCI
A
REG.SE
RVIÇOS
PUBLIC
OS -
2018

MATO
GROSS
O

BALANÇ
O Página 1 de
Exercício: 2018
FINANC .: 1
EIRO

ANEXO
13 - LEI R$
Nº 1,00
4.320/64

R E C
DESPES
EITA
AS
S

R$ R$ R$ R$ R$ R$

ORCAMENTA ORCAMENT
RIA ARIA

Impostos,
545.
Taxas e 772.96
129, 0,00 0,00 Administração 0,00 0,00
Contribuições 3,14
51
de Melhoria

Receita 2.40 547.5 547.537,4 Encargos 5.451,2 778.4 778.41


Patrimonial 7,90 37,41 1 Especiais 8 14,42 4,42

INTERFERE
INTERFEREN
NCIA
CIA
FINANCEIR
FINANCEIRA
A

INTERFERÊ
TRANF.FINAN
NCIA 0,00 0,00 0,00 0,00
CEIRA PREVI
FINANCEIRA

EXTRA - EXTRA -
ORCAMENTA ORCAMENT
RIA ARIA

RESTOS A
IRRF - 17.9
PAGAR 39.445, 39.44 39.445
Funcionalism 62,6 0,00
EXERC. 44 5,44 ,44
o 9
ANTERIOR

IRRF -
414, IRRF - 14.496,
Pessoa 0,00 0,00 0,00
16 Funcionalismo 73
Juridica

INSS -
5.74 IRRF - Pessoa
SERVIDORE 0,00 329,36 0,00 0,00
2,12 Juridica
S

PREVI -
11.2
PREVIDENCI INSS - 4.300,2
62,6 0,00 0,00 0,00
A SERVIDORES 9
4
MUNICIPAL

Previ -
INSS -
847, Previdencia 8.446,9
PESSOA 0,00 0,00 0,00
00 Municipal - 8
JURIDICA
Servidor

INSS -
1.27
ISSQN 0,00 PESSOA 635,25 0,00 0,00
7,75
JURIDICA

IRRF -
5.03 42.54
PESSOA 42.541,64 ISSQN 764,16 0,00 0,00
5,28 1,64
FISICA

RESTOS A IRRF - 3.776,4 32.74 32.749

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 20
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

PESSOA
PAGAR 6 9,23 ,23
FISICA

30.7
Valor 30.78 COMPENSA
87,7 30.787,77
Liquidado 7,77 CAO
7

353.
Valor a 353.6 353.698,8 Obrigações 64.531, 64.53 64.531
698,
Liquidar 98,86 6 Contratuais 28 1,28 ,28
86

SALDO
COMPESACA
PARA MES
O
SEGUINTE

Obrigações 64.53 CONTA 605.90 605.9 605.90


0,00 64.531,28
Contratuais 1,28 MOVIMENTO 7,23 07,23 7,23

SALDO DO
EXERCICIO
ANTERIOR

CONTA 481.9 481.950,6


0,00
MOVIMENTO 50,64 4

1.521.047, 1.521.
TOTAL TOTAL
60 047,60

SINO
P,30
de
abril
de
2018

José
Carlos
Almir
Eduardo Bruna da
o
Mateos da Cruz Duarte
Mulle
Rocha
r

Diret
Tesoureiro Contadora
or

CRC MT-
018073/O-0

www.duralexsi
OR 844
stemas.com.br

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 21
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

CÂMARA MUNICIPAL DE ALTO ARAGUAIA


WILSON PEREIRA DA SILVA JOSÉ PETRÍLIO G. BORGES
1º Secretário 2º Secretário

PORTARIA
CAMARA MUNICIPAL DE CUIABA

Portaria nº. 018/2018


ATO Nº. 662/2018
“Nomear DEORIDES CAPISTRANO DE ALENCAR, aprovado no
Concurso Público 001/2013 e dá outras Providências”.
O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ, USANDO DAS
ATRIBUIÇÕES QUE LHE SÃO CONFERIDAS PELO REGIMENTO INTERNO,
O Sr. Jorge Antônio de Melo, Presidente da Câmara Municipal de Alto
Araguaia, Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições Legais, RESOLVE:
R E S O L V E:
Art.1º - Nomear, em caráter efetivo, o Sr. DEORIDES CAPISTRANO
Exonerar Ozanil Rondon Soares do cargo em comissão de Assessor
DE ALENCAR, portador do RG n. 0230317-5 SJ/MT e inscrito no CPF sob o n. 314.459.341-91 ,
Parlamentar Externo V CTMD - CM 07, a partir de 01/05/2018.
no cargo de AGENTE PARLAMENTAR DE VIGILÂNCIA E RECEPÇÃO, tendo em vista sua
aprovação no Concurso Público, realizado de acordo com o Edital do Concurso n.º 001/2013.
REGISTRADO, PUBLICADO, CUMPRA-SE.
GABINETE DA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA
Art. 2º - Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação,
MUNICIPAL DE CUIABÁ.
revogadas as disposições em contrário.
EM CUIABÁ – MT, 22 DE MAIO DE 2018.
Art. 3º - Registre- se, Publique -se e Cumpra-se.
VEREADOR JUSTINO MALHEIROS NETO– PV
Alto Araguaia – MT, 22 de Maio de 2018.
PRESIDENTE

Jorge Antônio de Melo


Presidente LEGISLAÇÕES

CÂMARA MUNICIPAL DE ALTO GARÇAS DECRETO LEGISLATIVO Nº 208, DE 22 DE MAIO 2018.

CONCEDE O TÍTULO DE CIDADÃO CUIABANO AO SENHOR JOSÉ


LEVY FIDELIX DA CRUZ.
ATO
A Câmara Municipal de Cuiabá, no uso de suas atribuições exclusivas
aprovou e o Presidente, com base no artigo 16, IV da Lei Orgânica do Município, promulga o
seguinte Decreto Legislativo:
ATO N.º 003/2018
Art. 1º Fica concedido o Título de Cidadão Cuiabano ao Senhor JOSÉ
LEVY FIDELIX DA CRUZ.
DISPÕE SOBRE A CONVOCAÇÃO DE CANDIDATOS Art. 2º Este Decreto Legislativo entra em vigor na data da sua
CLASSIFICADOS EM CONCURSO PÚBLICO. publicação.

Palácio Paschoal Moreira Cabral, Cuiabá - MT


A MESA DIRETORA DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALTO GARÇAS, Em, 22 de maio de 2018.
Estado de Mato Grosso, anuênio de 2018, no uso de suas atribuições legais e de conformidade
com o artigo 18 Parágrafo III da Lei Orgânica do Município combinado com o art. 27, II, “D” do
Regimento Interno desta Casa de Leis, e nos termos do Edital de Concurso Público n.º 001/2017, VEREADOR JUSTINO MALHEIROS
com base nas motivações/considerando abaixo: PRESIDENTE

CONSIDERANDO que, houve a homologação do Concurso Público em


data de 15/05/2018, via DECRETO LEGISLATIVO N.º 001/2018, pelos membros da Mesa Diretora; DECRETO LEGISLATIVO Nº 209, DE 22 DE MAIO 2018.

CONSIDERANDO que, existe a necessidade de suprir as vagas CONCEDE O TÍTULO DE CIDADÃO CUIABANO AO SENHOR EDSON
existentes no seu quadro de pessoal, assim, ANGELLO.

RESOLVE: A Câmara Municipal de Cuiabá, no uso de suas atribuições exclusivas


aprovou e o Presidente, com base no artigo 16, IV da Lei Orgânica do Município, promulga o
Art. 1º - Ficam convocados os candidatos abaixo relacionados a seguinte Decreto Legislativo:
comparecerem ao Edifício Sede desta Câmara Municipal, no prazo de 30 (trinta) dias a contar da
publicação deste ato, de acordo com o artigo 18 §. 1º do Estatuto dos Servidores Públicos Art. 1º Fica concedido o Título de Cidadão Cuiabano ao Senhor EDSON
Municipais de Alto Garças - MT, Lei nº 292/1990, para tratarem de assuntos de seu interesse. ANGELLO.

Parágrafo Único - O não comparecimento do candidato no prazo Art. 2º Este Decreto Legislativo entra em vigor na data da sua
estipulado neste artigo implicará na sua desclassificação sendo considerado desistente de vaga. publicação.

Art. 2º - Os candidatos convocados são os seguintes: Palácio Paschoal Moreira Cabral, Cuiabá - MT
Em, 22 de maio de 2018.
NOME DO CANDIDATO CARGO CLASSIFICAÇÃO

Rosimar Alves da Silva Contador 1º Colocado - VEREADOR JUSTINO MALHEIROS


Aprovado PRESIDENTE

Gustavo Fortunato Agente Administrativo 1º Colocado -


Nogueira Baldo Aprovado DECRETO LEGISLATIVO Nº 210, DE 22 DE MAIO 2018.

CONCEDE O TÍTULO DE CIDADÃO CUIABANO AO SENHOR


LUPÉRCIO CABRAL SANTOS.
Art. 3º - Este ato entra em vigor na data de sua publicação, revogando-
se as disposições em contrário. A Câmara Municipal de Cuiabá, no uso de suas atribuições exclusivas
aprovou e o Presidente, com base no artigo 16, IV da Lei Orgânica do Município, promulga o
Edifício Sede do Poder Legislativo, Gabinete da Presidência, em 22 de seguinte Decreto Legislativo:
maio de 2018.
Art. 1º Fica concedido o Título de Cidadão Cuiabano ao Senhor
LUPÉRCIO CABRAL SANTOS.
JORGE HENRIQUE C. KONRAD JESULINA DE M. C. SOUZA
Presidente Vice-Presidente Art. 2º Este Decreto Legislativo entra em vigor na data da sua
publicação.

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 22
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

Palácio Paschoal Moreira Cabral, Cuiabá - MT PORTARIA Nº. 142/2018


Em, 22 de maio de 2018.
O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ, USANDO
DAS ATRIBUIÇÕES QUE LHE SÃO CONFERIDAS PELO REGIMENTO INTERNO,
VEREADOR JUSTINO MALHEIROS
PRESIDENTE R E S O L V E:

Conceder à servidora Janaina Rodrigues dos Santos Reis, Técnico


DECRETO LEGISLATIVO Nº 211, DE 22 DE MAIO 2018. Legislativo, 30 (trinta) dias de férias, referente ao período aquisitivo 2017/2018, a partir de
22/05/2018.
CONCEDE O TÍTULO DE CIDADÃO CUIABANO AO SENHOR
ANDERSON CARVALHO MATOS. REGISTRADA, PUBLICADA, CUMPRA-SE.
GABINETE DA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA
A Câmara Municipal de Cuiabá, no uso de suas atribuições exclusivas MUNICIPAL DE CUIABÁ.
aprovou e o Presidente, com base no artigo 16, IV da Lei Orgânica do Município, promulga o EM CUIABÁ – MT, 21 DE MAIO DE 2018.
seguinte Decreto Legislativo:
VEREADOR JUSTINO MALHEIROS NETO – PV
Art. 1º Fica concedido o Título de Cidadão Cuiabano ao Senhor PRESIDENTE
ANDERSON CARVALHO MATOS.

Art. 2º Este Decreto Legislativo entra em vigor na data da sua PORTARIA Nº. 143/2018
publicação.
O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ, USANDO
Palácio Paschoal Moreira Cabral, Cuiabá - MT DAS ATRIBUIÇÕES QUE LHE SÃO CONFERIDAS PELO REGIMENTO INTERNO,
Em, 22 de maio de 2018.
R E S O L V E:
VEREADOR JUSTINO MALHEIROS
PRESIDENTE Conceder à servidora Aline de Paula Moreira Fedatto, Enfermeiro,
30 (trinta) dias de férias, referente aos períodos aquisitivos 2013/2014 e 2016/2017, a partir
de 23/05/2018.

PORTARIAS REGISTRADA, PUBLICADA, CUMPRA-SE.


GABINETE DA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA
MUNICIPAL DE CUIABÁ.
PORTARIA Nº. 139/2018 EM CUIABÁ – MT, 21 DE MAIO DE 2018.

O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ, USANDO VEREADOR JUSTINO MALHEIROS NETO – PV


DAS ATRIBUIÇÕES QUE LHE SÃO CONFERIDAS PELO REGIMENTO INTERNO, PRESIDENTE

R E S O L V E:
PORTARIA Nº. 144/2018
Conceder ao servidor Fabio Brandão de Souza, Técnico Legislativo,
30 (trinta) dias de férias, referente aos períodos aquisitivos 2015/2016 e 2016/2017, a partir O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ, USANDO
de 01/06/2018. DAS ATRIBUIÇÕES QUE LHE SÃO CONFERIDAS PELO REGIMENTO INTERNO,

REGISTRADA, PUBLICADA, CUMPRA-SE. Considerando o Ato GP Nº 827/2017, o qual autoriza, pelo período
GABINETE DA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA de 17/04/2017 a 16/04/2018, a cessão da servidora Ozanil Rondon Soares Pereira, matrícula
MUNICIPAL DE CUIABÁ. n° 2974356;
EM CUIABÁ – MT, 21 DE MAIO DE 2018.
R E S O L V E:
VEREADOR JUSTINO MALHEIROS NETO – PV
PRESIDENTE Art. 1° Informar a Srª Ozanil Rondon Soares Pereira, matrícula n°
2974356 o seu retorno para o órgão de origem, a partir de 01/05/2018.

PORTARIA Nº. 140/2018 REGISTRADA, PUBLICADA, CUMPRA-SE.


GABINETE DA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA
O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ, USANDO MUNICIPAL DE CUIABÁ.
DAS ATRIBUIÇÕES QUE LHE SÃO CONFERIDAS PELO REGIMENTO INTERNO, EM CUIABÁ – MT, 22 DE MAIO DE 2018.

R E S O L V E: VEREADOR JUSTINO MALHEIROS NETO – PV


PRESIDENTE
Conceder ao servidor Pedro Ciriaco da Silva Filho, Técnico
Legislativo, 30 (trinta) dias de férias, referente ao período aquisitivo 2017/2018, a partir de
04/06/2018.
CÂMARA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO NORTE
REGISTRADA, PUBLICADA, CUMPRA-SE.
GABINETE DA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA
MUNICIPAL DE CUIABÁ. ATOS
EM CUIABÁ – MT, 21 DE MAIO DE 2018.

VEREADOR JUSTINO MALHEIROS NETO – PV ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 003/2018


PRESIDENTE
Pelo presente instrumento particular, nesta cidade de Ipiranga do Norte,
Estado de Mato, na sede da Câmara Municipal de Ipiranga do Norte, de um lado a Câmara
PORTARIA Nº. 141/2018 Municipal de Ipiranga do Norte, Estado de Mato Grosso, CNPJ n.º 07.221.699/0001-69, isento
de inscrição estadual, localizada na Avenida Vitória, n.º 972, Centro, Ipiranga do Norte – MT, CEP
O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ, USANDO 78578-000, neste ato representado pelo Presidente, o Sr. PEDRO ALESSANDRO ALVES DO
DAS ATRIBUIÇÕES QUE LHE SÃO CONFERIDAS PELO REGIMENTO INTERNO, NASCIMENTO, brasileiro, casado, vereador, portador da cédula de identidade RG n° 1590511
SSP/PB e CPF n° 917.904.334-87, doravante denominado “CONTRATANTE”, e do outro lado a
R E S O L V E: empresa M A M DI MATEOS PAPELARIA – ME, inscrita no CNPJ sob o n.°12.848.340/0001-56, e
Inscrição Estadual n°13.406688-0, estabelecida na Rua daos Girassois, quadra 63, sala02, centro,
Conceder ao servidor Carlos Lisboa Rodrigues, Técnico Ipiranga do Norte CEP:78578-000 neste ato representada pelo Sra. Marisa Aparecida Mathiazi Di
Legislativo, 30 (trinta) dias de férias, referente ao período aquisitivo 2017/2018, a partir de Mateos, portador da Cédula de Identidade RG n.°78473614, SESP/PR e CPF/MF n.°036.625.189-
01/06/2018. 96, doravante denominada “PROMITENTE FORNECEDORA”, nos termos do artigo 15 da Lei
Federal 8.666 de 21 de junho de 1993, Lei Federal n° 10.520/2002, com o Decreto n°003/2010,
REGISTRADA, PUBLICADA, CUMPRA-SE. que regulamenta o Pregão Presencial e Registro de Preços no Município de Ipiranga do Norte - MT
GABINETE DA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA e das demais normas legais aplicáveis e, considerando o resultado do PREGÃO PRESENCIAL N°
MUNICIPAL DE CUIABÁ. 004/2018, para REGISTRO DE PREÇOS, firmam a presente Ata de Registro de Preços,
EM CUIABÁ – MT, 21 DE MAIO DE 2018. obedecidas as disposições da Lei Federal n°8.666/93, suas alterações posteriores e as condições
seguintes:
VEREADOR JUSTINO MALHEIROS NETO – PV CLÁUSULA PRIMEIRA: DO OBJETO
PRESIDENTE 1.1“Registro de Preços para Futura e Eventual AQUISIÇÃO, COM
FORNECIMENTO PARCELADO, DE MATERIAIS DE EXPEDIENTE PARA ATENDER A
DEMANDA DA CÂMARA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO NORTE-MT”, conforme Termo de

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 23
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

Referência em anexo ATENDER A DEMANDA DA CÂMARA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO 2.1 – A presente ata de registro de preços terá vigência de 12 meses a
NORTE-MT”, conforme Termo de Referência em anexo. partir da assinatura.
ITEM DESCRIÇÃO DO QUANTIDA MARCA VALOR VALOR EMPRESA 2.2 - Nos termos do § 4º do artigo 15 da Lei Federal nº 8.666/93, durante
OBJETO DE UNITARIO TOTAL VENCEDORA o prazo de validade desta Ata de Registro de Preços, a Câmara Municipal de Ipiranga do Norte-MT
não será obrigado a aquisição, exclusivamente por seu intermédio, os materiais referidos na
1 Papel A4, 30 CHAMEX R$ 231,00 R$ M A M Di cláusula primeira, podendo utilizar, para tanto, outros meios, desde que permitidos em lei, sem que,
medindo 6.930,00 Mateos desse fato, caiba recurso ou indenização de qualquer espécie à empresa detentora.
(210X297) mm, Papelaria -Me 2.3 - Em cada aquisição decorrente desta Ata, serão observadas, quanto
na cor extra ao preço, as cláusulas e condições constantes do edital do PREGÃO PRESENCIAL nº 004/2018,
branca, pesando que a precedeu e integra o presente instrumento de compromisso, independente de transcrição,
75g/m. Caixa c/10 por ser de pleno conhecimento das partes.
resmas cada.
CLÁUSULA TERCEIRA: DO PAGAMENTO
2 Borracha - de 1 MERCUR R$ 16,00 R$ 16,00 M A M Di 3.1. Os pagamentos serão efetuados conforme utilização, e em até 15
látex natural, para Mateos dias após a emissão da nota fiscal devidamente atestada pelo Fiscal de Contrato, através de
lápis e grafite, Papelaria -Me depósito bancário em conta corrente da CONTRATADA, preferencialmente em bancos oficiais tais
formato como Banco do Brasil S/A e Caixa Econômica Federal.
retangular, 3.2 A Empresa fornecedora deverá indicar no corpo da Nota Fiscal,
número 40, descrição dos produtos entregues, o número e nome do banco, agência e número da conta onde
branca escolar, deverá ser feito o pagamento, preferencialmente Banco do Brasil S/A;
com 40 Unidades. 3.3. Caso constatado alguma irregularidade nas Notas Fiscais, estas
serão devolvidas ao fornecedor, para as necessárias correções, com as informações que
3 Lápis grafite- em 1 LEO E R$ 28,80 R$ 28,80 M A M Di motivaram sua rejeição, sendo o pagamento realizado após a reapresentação das notas
madeira, formato LEO Mateos fiscais/faturas.
redondo, 2hb, Papelaria -Me 3.4. Apresentar juntamente com a NFe o Certificado de Regularidade do
medindo 170 mm, FGTS, a Certidão CND da Previdência Social, a CND da SEFAZ e Certidão Negativa de Débitos
na cor, preta, com Trabalhistas
72 unidades. 3.5. Nenhum pagamento isentará o contratado das suas
responsabilidades e obrigações, nem implicará aceitação definitiva dos produtos adquiridos.
17 Grampos para 5 JOCAR R$ 6,10 R$ 30,50 M A M Di 3.6. As despesas bancárias decorrentes de transferência de valores
grampeador 26/6- OFFICE Mateos para outras praças serão de responsabilidade da contratada.
caixa com 5000 Papelaria -Me
unidades cada. CLÁUSULA QUARTA: DA ENTREGA E DO PRAZO
Galvanizado 4.1 As entregas serão feitas na Câmara Municipal de Ipiranga do Norte,
de forma parcelada conforme a necessidade da Câmara Municipal, através de Solicitação, Pedido
28 Estilete- em 2 JOCAR R$ 2,00 R$ 4,00 M A M Di
ou Autorização de fornecimento na quantidade solicitada;
plástico lamina de OFFICE Mateos
4.2. Os itens deverão ser entregues na Câmara Municipal de Ipiranga do
aço carbono, com Papelaria -Me
Norte – MT, na Avenida Vitoria, nº972, Centro, Ipiranga do Norte-MT, em até 05 (cinco) dias após a
largura de 18,00
solicitação.
mm.
4.3 A ata de registro de preços terá validade de 12 meses a partir da sua
assinatura.
31 400 Folhas, 40 LEONORA R$ 6,00 R$ M A M Di 4.4 Os itens licitados somente serão adquiridos se houver eventual
sendo 4 blocos 240,00 Mateos necessidade de aquisição da Câmara Municipal de Ipiranga do Norte – MT.
de 100 folhas. Papelaria -Me 4.5 A Administração rejeitará, no todo ou em parte, a entrega dos
Cada de 38 mm produtos em desacordo com as especificações exigidas.
50 mm 4.5.1 Caso o produto não corresponda ao exigido no instrumento
convocatório (edital e anexos), a licitante vencedora deverá providenciar no prazo máximo de 05
36 Pasta plástica 1 LEONORA R$ 4,00 R$ 4,00 M A M Di (cinco) dias contados da data da notificação expedida por esta Câmara Municipal, a sua
com elástico 55 Mateos adequação, visando o atendimento das especificações, sem prejuízo da incidência das sanções
mm Papelaria -Me previstas no instrumento convocatório e na Lei n. 8.666/93.
CLÁUSULA QUINTA: DAS OBRIGAÇÕES
56 Apontador de 6 FABER R$ 1,30 R$ 7,80 M A M Di 5.1 - Da Câmara Municipal:
lápis - de metal, CASTELL Mateos 5.1.1- Atestar nas notas fiscais e/ou faturas a efetiva entrega do objeto
simples, sem Papelaria -Me desta Ata, conforme ajuste representado pela nota de empenho;
deposito 5.1.2- Aplicar à detentora da Ata penalidades, quando for o caso;
5.1.3- Prestar à detentora da Ata toda e qualquer informação, por estas
58 Umedecedor de 10 JAPAM R$ 2,70 R$ 27,00 M A M Di solicitadas, necessárias à perfeita execução da nota de empenho;
dedos-suporte de STAMP Mateos 5.1.4- Efetuar o pagamento à detentora da Ata no prazo avençado, após
plástico, tipo Papelaria -Me a entrega da nota fiscal, devidamente atestada, no setor competente;
creme, a base de 5.1.5- Notificar, por escrito, à detentora da Ata da aplicação de qualquer
gel, contendo 12 sanção.
g cada. 5.1.6- Conferir e Fiscalizar a execução ou aquisição do objeto licitado.
5.2 - Da Detentora da Ata:
60 Grafite- com 6 JOCAR R$ 1,80 R$ 10,80 M A M Di
5.2.1- Fornecer o objeto nas especificações e com a qualidade exigida;
espessura/diâmet OFFICE Mateos
5.2.2- Pagar todos os tributos, despesas e custos que incidam ou
ro de 0.5 mm Papelaria -Me
venham a incidir, direta ou indiretamente, sobre os produtos fornecidos;
(2b), na cor preta,
5.2.3- Manter, durante a validade da Ata, as mesmas condições de
acondicionado
habilitação;
em estojo
5.2.4- Aceitar, nas mesmas condições, os acréscimos ou supressões
contendo 12
que se fizerem necessários no quantitativo do objeto, até o limite de 25% (vinte e cinco por cento)
unidades cada.
do valor contratado;
63 Envelope 6 DÉO R$ 25,00 R$ M A M Di 5.2.5- Fornecer o objeto nos termos estipulados na proposta preços e
Plástico- para 150,00 Mateos edital de licitação.
saco plástico, Papelaria -Me 5.2.6 A Detentora da Ata se compromete em substituir os itens que não
tamanho A4, com estiverem dentro de TODAS as especificações citadas no Termo de Referência do Edital, em até
4 furos, com 05 (Cinco) dias contados da data de notificação expedida pela Câmara Municipal.
espessura de 5.2.6.1 A Câmara Municipal de Ipiranga do Norte se compromete em
0.15mm – 100 devolver à Detentora da Ata de Registro de Preços os produtos que não estiverem de acordo com
unidades cada. as especificações deste termo de referência no prazo de 10 (Dez) dias úteis a contar de seu
recebimento, sem arcar com eventuais despesas (fretes, encargos, tributos, etc.) que venham
64 Extrator de 2 JOCAR R$ 2,00 R$ 4,00 M A M Di incidir sobre a devolução.
Grampos- em OFFICE Mateos 5.2.7 Os Detentores da ata deverão apresentar os ITENS conforme
inox, tipo Papelaria -Me descrição citada no item 1.1 da presente ata de registro de preços, dentro de seu prazo de
espátula. validade.

71 Elástico - de 2 REDBOR R$ 3,50 R$ 7,00 M A M Di CLÁUSULA SEXTA: DAS CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO


borracha, nr 18 Mateos 6.1- Os contratos de aquisição decorrentes da presente Ata de Registro
super amarelo c/ Papelaria -Me de Preços serão formalizados pela retirada da nota de empenho ou Nota de Autorização de
50g. Cada Despesa pela detentora.
6.2 - A detentora da presente Ata de Registro de Preços será obrigada a
TOTAL R$ 7.459,90 atender todos os pedidos efetuados durante a vigência desta Ata, mesmo que a entrega deles
decorrentes estiver prevista para data posterior à do seu vencimento.
6.3 - Toda aquisição deverá ser efetuada mediante solicitação da
unidade requisitante, a qual deverá ser feita através de nota de empenho ou Nota de Autorização
CLÁUSULA SEGUNDA: DA VALIDADE DO REGISTRO DE PREÇOS
de Despesa.

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 24
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

6.4 - A empresa fornecedora, quando do recebimento da nota de 8.9 - A revisão será precedida de pesquisa prévia no mercado
empenho, deverá colocar, na cópia que necessariamente a acompanhar, a data e hora em que a fornecedor, banco de dados, índices ou tabelas oficiais e/ou outros meios disponíveis para
tiver recebido, além da identificação de quem procedeu ao recebimento. levantamento das condições de mercado, envolvendo todos os elementos para fins de graduar a
justa remuneração do serviço ou fornecimento e no embasamento da decisão de deferir ou rejeitar
CLÁUSULA SÉTIMA: DAS PENALIDADES o pedido;
7.1. O licitante que ensejar o retardamento da execução do certame, 8.10 - Preliminarmente o Órgão Gerenciador convocará todos os
não mantiver a proposta, falhar ou fraudar na execução do objeto licitado, comportar-se de modo fornecedores no sentido de estabelecer negociação visando a manutenção dos preços
inidôneo, fizer declaração falsa ou cometer fraude fiscal garantido o direito prévio da citação e da originariamente registrados, dando-se preferência ao fornecedor de primeiro menor preço e,
ampla defesa, ficará impedido de licitar e contratar com a Câmara de Municipal de Ipiranga do sucessivamente, aos demais classificados, respeitada a ordem de classificação.
Norte, pelo período de 5 (cinco) anos, enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição 8.11 - Não havendo êxito nas negociações para definição de novo preço
ou até que seja promovida a reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a pena. ou as licitantes não aceitarem o preço máximo a ser pago pela Administração, o Órgão
7.2. A penalidade será obrigatoriamente registrada no cadastro de Gerenciador revogará a Ata de Registro de Preços, liberando os fornecedores dos compromissos
fornecedores e, no caso de suspensão de licitar, o Licitante deverá ser descredenciado por igual assumidos, sem aplicação de penalidade.
período, sem prejuízo das demais cominações. 8.12 - Na ocorrência de cancelamento de registro de preço para o item,
7.3 O atraso injustificado na entrega dos itens licitados após o prazo poderá o Gestor da Ata proceder à nova licitação para a aquisição do produto, sem que caiba
preestabelecido no Edital, sujeitará o contratado a multa, na forma estabelecida a seguir: direito de recurso.
a) 0,5% (meio por cento) por dia útil de atraso, sobre o valor da
prestação em atraso até o décimo dia; CLÁUSULA NONA: DO CANCELAMENTO DA ATA DE REGISTRO DE
7.4 Por inexecução total ou execução irregular do contrato de PREÇOS
fornecimento ou de prestação de serviço: 9.1 – A presente ata poderá ser cancelada pela CÂMARA MUNICIPAL,
a) advertência, por escrito, nas falta leves; de comum acordo, sem ônus, que deverá ser feito mediante notificação extrajudicial com
b) multa de 10% (dez por cento) sobre o valor correspondente à parte antecedência mínima de 30(trinta) dias, no caso de descumprimento de quaisquer das cláusulas do
não cumprida ou da totalidade do fornecimento ou serviço não executado pelo fornecedor; documento pelo “PROMITENTE FORNECEDORA”, sendo reconhecido o direito de rescisão
c) Suspensão temporária de participar de licitação e impedimento de administrativa prevista no art. 77 da Lei Federal n.º 8.666/93 e ainda, unilateralmente pela
contratar com a administração pública estadual por prazo não superior a 2 (dois) anos. CÂMARA MUNICIPAL.
d) Declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a 9.2. A presente Ata de Registro de Preços poderá será cancelada,
administração pública municipal, enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou automaticamente, por decurso do prazo de vigência ou quando não restarem fornecedores
até que seja promovida a reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a penalidade. registrados e, por iniciativa do Gestor da Ata quando:
7.5 – A penalidade prevista na alínea “b” do item 7.4 poderá ser aplicada 9.2.1 - a detentora não cumprir as obrigações constantes desta Ata;
de forma isolada ou cumulativamente com as sanções previstas nas alíneas “a”, “c” e “d”, sem 9.2.2 - a detentora não retirar qualquer nota de empenho, no prazo
prejuízo da rescisão unilateral do instrumento de ajuste por qualquer das hipóteses prescritas nos estabelecido e a Administração não aceitar sua justificativa;
artigos 77 a 80 da Lei n° 8.666, de 1993. 9.2.3 - a detentora der causa a rescisão administrativa de contrato
7.6 - Ensejará ainda motivo de aplicação de penalidade de suspensão decorrente de registro de preços, a critério da CÂMARA MUNICIPAL; observada a legislação em
temporária de participação em licitação ou impedimento de contratar com a administração de até vigor;
cinco anos e descredenciamento do Registro Cadastral do Município de Ipiranga do Norte 9.2.4 - em qualquer das hipóteses de inexecução total ou parcial de
solicitante que apresentar documentação falsa, não mantiver a proposta e cometer fraude fiscal, contrato decorrente de registro de preços, se assim for decidido pela CÂMARA MUNICIPAL, com
sem prejuízo das demais cominações legais, nos termos da Lei n° 10.520, de 2002 e Lei n° 8.666, observância das disposições legais;
de 1993. 9.2.5 - os preços registrados se apresentarem superiores aos praticados
7.7 - O fornecedor que não recolher as multas previstas neste artigo, no no mercado, e a detentora não acatar a revisão dos mesmos;
prazo estabelecido, ensejará também a aplicação da pena de suspensão temporária de 9.2.6 - por razões de interesse público devidamente demonstradas e
participação em licitação ou impedimento de contratar com a administração, enquanto não justificadas pela Administração.
adimplida a obrigação. 9.3 - A comunicação do cancelamento do preço registrado, nos casos
7.8 - A aplicação das penalidades previstas nas alíneas “c” e “d” do item previstos neste item, será feita por correspondência com aviso de recebimento, juntando-se o
7.4, será de competência exclusiva do Presidente da Câmara Municipal, facultada a ampla defesa, comprovante ao processo de administração da presente Ata de Registro de Preços. No caso de ser
na forma e no prazo estipulado no item seguinte, podendo a reabilitação ser concedida mediante ignorado, incerto ou inacessível o endereço da detentora, a comunicação será feita por publicação
ressarcimento dos prejuízos causados e após decorrido o prazo de sanção mínima de dois anos. no Órgão Oficial (Tribunal de Contas do Estado), por 01 (uma) vez, considerando-se cancelado o
7.9 - Fica garantido ao fornecedor o direito prévio da citação e de ampla preço e registrado a partir da última publicação.
defesa, no respectivo processo, no prazo de cinco dias úteis, contado da notificação. 9.4 - Pela detentora, quando, mediante solicitação por escrito,
7.10 - As penalidades aplicadas serão obrigatoriamente anotadas no comprovar estar impossibilitada de cumprir as exigências desta Ata de Registro de Preços, ou, a
registro cadastral dos fornecedores do Município de Ipiranga do Norte. juízo da CÂMARA MUNICIPAL, quando comprovada a ocorrência de qualquer das hipóteses
7.11- As importâncias relativas às multas deverão ser recolhidas à conta previstas no artigo 78, incisos XIII a XVI, da Lei Federal nº 8.666/93.
do Tesouro do Município. 9.4.1 - A solicitação da detentora para cancelamento dos preços
registrados deverá ser formulada com antecedência de 30 (trinta) dias, facultada á Administração a
CLÁUSULA OITAVA: DO REAJUSTAMENTO DE PREÇOS aplicação das penalidades previstas na cláusula sétima, caso não aceitas as razões do pedido.
8.1- Os preços registrados serão fixos e irreajustáveis durante a vigência
da Ata de Registro de Preços; CLÁUSULA DÉCIMA: DA AUTORIZAÇÃO PARA AQUISIÇÃO
8.1.1 - Considera-se Preço registrado aquele atribuído aos materiais, 10.1 - As aquisições dos itens objeto da presente Ata de Registro de
incluindo todas as despesas e custos até a entrega no local indicado, tais como: tributos (impostos, Preços serão autorizadas, em cada caso, pelo ordenador de despesa correspondente, sendo
taxas, emolumentos, contribuições fiscais e parafiscais), transporte, embalagens, seguros, mão-de- obrigatório informar ao Departamento de Compras da CÂMARA MUNICIPAL.
obra e qualquer despesa, acessória e/ou complementar e outras não especificadas neste Edital, 10.1.1 - A emissão das notas de empenho, sua retificação ou
mas que incidam no cumprimento das obrigações assumidas pela empresa detentora da ata na cancelamento, total ou parcial serão, igualmente, autorizados pela mesma autoridade, ou a quem
execução da mesma. esta delegar a competência para tanto.
8.2 - Os preços poderão ser revistos nas hipóteses de oscilação de
preços, para mais ou para menos, devidamente comprovadas, em decorrência de situações CLÁUSULA DÉCIMA: DO ORÇAMENTO
previstas na alínea “d” do inciso II e do § 5º do art. 65 da Lei nº 8.666/93 e alterações (situações 11.1 As despesas decorrentes da presente Ata durante sua execução
supervenientes e imprevistas, força maior, caso fortuito ou fato do príncipe, que configurem área correrão por conta de recursos previstos no Orçamento da Câmara Municipal de Ipiranga do Norte.
econômica extraordinária e extracontratual).
8.2.1. O índice a ser utilizado como base para eventuais reajustes será o Elemento de Despesa: 3390.30.00 – Material de Consumo
IGPM/FGV.
8.3 - O Órgão Gerenciador deverá decidir sobre a revisão dos preços ou CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA: VINCULAÇÃO AO EDITAL
cancelamento do preço registrado no prazo máximo de dez dias úteis, salvo motivo de força maior 12.1 Farão parte da presente ata, além de suas expressas cláusulas,
devidamente justificado no processo. independentemente de transcrição no corpo do presente, as instruções contidas no Edital de
8.4 - No caso de reconhecimento do desequilíbrio econômico-financeiro PREGÃO PRESENCIAL Nº. 004/2018, bem como os documentos a ele referentes, além da
do preço inicialmente estabelecido, o Órgão Gerenciador, se julgar conveniente, poderá optar pelo proposta apresentada pela PROMITENTE FORNECEDORA, no certame licitatório.
cancelamento do preço, liberando os fornecedores do compromisso assumido, sem aplicação de
penalidades ou determinar a negociação. CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA: DAS COMUNICAÇÕES
8.5 - Na ocorrência do preço registrado tornar-se superior ao preço 13.1 - As comunicações entre as partes, relacionadas com o
praticado no mercado, O Órgão Gerenciador notificará o fornecedor com o primeiro menor preço acompanhamento e controle da presente Ata, serão feitas sempre por escrito.
registrado para o item ou lote visando a negociação para a redução de preços e sua adequação ao
do mercado, mantendo o mesmo objeto cotado, qualidade e especificações. CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA: DA FISCALIZAÇÃO
8.6 - Dando-se por infrutífera a negociação de redução dos preços, o 14.1 A fiscalização da ata de registro de preços será realizada pela
Órgão Gerenciador desonerará o fornecedor em relação ao item e cancelará o seu registro, sem Câmara Municipal de Ipiranga do Norte através de servidor(a) devidamente designado através da
prejuízos das penalidades cabíveis. Portaria n.°004/2018.
8.7 - Simultaneamente procederá a convocação dos demais 14.2 A fiscalização realizada pela Câmara Municipal não exclui
fornecedores, respeitada a ordem de classificação visando estabelecer igual oportunidade de responsabilidade da detentora da ata pela perfeita execução do empenho, ficando a mesma
negociação. obrigada a substituir, no todo ou em parte, o objeto contratado, se a qualquer tempo se verificarem
8.8 - Quando o preço registrado tornar-se inferior aos praticados no vícios, defeitos ou incorreções.
mercado, e o fornecedor não puder cumprir o compromisso inicialmente assumido poderá,
mediante requerimento devidamente instruído, pedir revisão dos preços ou o cancelamento de seu CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA: DA LEGISLAÇÃO APLICAVEL
registro. 15.1 - A presente Ata de Registro de Preço obedece aos termos de
8.8.1 - A comprovação, para efeitos de revisão de preços ou do pedido Edital de Pregão Presencial n.°004/2018, bem como da proposta de preço apresentada pela
de cancelamento do registro, deverá ser feita por meio de documentação comprobatória da Promitente Fornecedora e ao que determina a Lei Federal 8.666 de 21 de Junho de 1993, a Lei
elevação dos preços inicialmente pactuados, mediante juntada de planilha de custos, lista de n.°10.520/2002, os Decretos Municipais n° 003/2010 e 010/2013, bem como suas alterações
preços de fabricantes, notas fiscais de aquisição, de transporte, encargos, etc, alusivas à data da posteriores.
apresentação da proposta e do momento do pleito, sob pena de indeferimento do pedido.

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 25
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA: DA MANUTENÇÃO DAS CONDIÇÕES Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação,
DE HABILITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO revogadas as disposições em contrário.
16.1 - A CONTRATADA deverá manter durante a execução do contrato,
em compatibilidade com as obrigações por ele assumidas, todas as condições de habilitação e Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Juara, Estado
qualificação exigidas na licitação. de Mato Grosso, em 22 de maio de 2018.

CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA: DA CARONA Registre-se! Publique-se! Cumpra-se!


17.1. Nos termos do art. 6° do Decreto n.°010, de 12 de março de 2.013,
fica facultado aos órgãos ou entidades desse Município e demais municípios interessados a
adesão a essa ata de registro de preço. Ver. João Batista Rissotti
Presidente
17.2 As aquisições ou contratações adicionais a que se refere essa ata,
não poderão exceder por órgão ou entidade os 100%(cem por cento) dos quantitativos registrados
na ata de registro de preço nos termos do decreto nº010/2013. Portaria n.º 098/2018
CLÁUSULA DÉCIMA OITAVA: DAS DISPOSIÇÕES FINAIS Concede Licença Prêmio à Servidora Amara Moreira da Silva
18.1 - Integram esta Ata, o edital do PREGÃO PRESENCIAL nº Ramos.
004/2018 a proposta da empresa M A M DI MATEOS PAPELARIA – ME classificada em 1º lugar
no certame supranumerado. João Batista Rissotti, Presidente da Câmara Municipal de Juara,
18.2 - Os casos omissos serão resolvidos de acordo com a Lei Federal Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas por Lei;
nº 8.666/93 e 10.520/02, no que não colidir com a primeira e as demais normas aplicáveis.
Subsidiariamente, aplicar-se-ão os princípios gerais de direito. R E S O L V E:
CLÁUSULA DÉCIMA NONA: DO FORO Art. 1º Concede à servidora Amara Moreira da Silva Ramos, portadora
19.1 - As partes elegem o foro da Comarca de Sorriso – MT, como único do RG nº 1022510-2 SSP/MT e CPF nº 571.488.641-00, efetiva no cargo de Agente de Serviços
competente para dirimir quaisquer ações oriundas desta Ata com exclusão de qualquer outro, por Gerais, Licença Prêmio pelo período de 60 (sessenta) dias, a partir desta data, referente ao
mais privilegiado que seja. período aquisitivo de 14/10/2011 a 14/10/2016.
E, por haverem assim pactuado, assinam, este instrumento na presença
das testemunhas abaixo. Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogada
as disposições em contrário.
Ipiranga do Norte – MT, 14 de maio de 2018.
Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Juara, Estado
de Mato Grosso, em 22 de maio de 2018.
Pedro Alessandro Alves do Nascimento
PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL Registre-se! Publique-se! Cumpra-se!
CNPJ N.º 07.221.699/0001-69

Ver. João Batista Rissotti


Marisa Aparecida Mathiazi Di Mateos Presidente
M A M DI MATEOS PAPELARIA – ME
CNPJ N.°12.848.340/0001-56
Portaria n.º 099/2018
Edital nº 006 de 22 de Maio de 2018 Dispõe sobre a conversão de licença prêmio em abono pecuniário à
Servidora Selma Ferreira.
DISPÕE SOBRE A REVOGAÇÃO DA CONVOCAÇÃO DE CANDIDATO
APROVADO NO CONCURSO PÚBLICO Nº. 01/2016 DA CÂMARA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO João Batista Rissotti, Presidente da Câmara Municipal de Juara,
NORTE – MT. Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas por Lei;
O Presidente da Câmara Municipal de Ipiranga do Norte - MT, Estado de Considerando o Art. 1º-A da Lei Municipal nº 1.739, de 09 de março de
Mato Grosso, Sr. Pedro Alessandro Alves do Nascimento, no uso das atribuições legais que lhe 2006, que dispõe sobre a conversão em pecúnia de licença prêmio de servidor;
confere a Lei Orgânica do Município, considerando o interesse público, da autotutela administrativa
em que a Administração pode rever seus atos; Considerando o Requerimento da Servidora Selma Ferreira, que ocupa
Considerando que o Edital nº 003/2018, convocando o segundo o cargo de Coordenadora Financeira.
colocado do Concurso Público 001/2016, foi publicado somente no diário oficial do município
(TCE/MT) em 23 de Abril de 2018 e o prazo de 30 (trinta) dias para regularização de documentos R E S O L V E:
pessoais e para posse, contou-se desta data de publicação,
Art. 1º Converter 90 (noventa) dias de Licença Prêmio da servidora
RESOLVE: Selma Ferreira, portadora do RG nº 28.293.668-3 SSP/SP e do CPF nº 170.828.758-27, que
exerce o cargo de Coordenadora Financeira, em abono pecuniário, referente ao período aquisitivo
Art. 1°. Revogar o Edital nº 004/2018 de convocação do terceiro de 12/12/2008 a 12/12/2013.
colocado no Concurso Público nº 001/2016, tendo em vista que o prazo de apresentação de
documentação e posse do segundo colocado somente se encerrará dia 23 de Maio de 2018. Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogada
as disposições em contrário.
Art. 2º. Este Edital entra em vigor na data de sua publicação.
Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Juara, Estado
Gabinete da Presidência da Câmara Municipal, 22 de Maio de 2018. de Mato Grosso, em 22 de maio de 2018.

Registre-se! Publique-se! Cumpra-se!


Pedro Alessandro Alves do Nascimento
Presidente da Câmara Municipal
Ver. João Batista Rissotti
Presidente
CÂMARA MUNICIPAL DE JUARA
CÂMARA MUNICIPAL DE JUÍNA
PORTARIAS

LICITAÇÃO
Portaria n.º 097/2018

Dispõe sobre a nomeação de servidor. AVISO DE PREGÃO PRESENCIAL N° 001/2018


João Batista Rissotti, Presidente da Câmara Municipal de Juara, O Pregoeiro designado pela Portaria n.º 03/2018, por determinação do
Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas por Lei; Exmo. Sr. Sandro Candido da Silva, Presidente da Câmara Municipal de Juína, torna público, que
fará realizar em sessão pública, licitação na modalidade de PREGÃO PRESENCIAL, do tipo
R E S O L V E: MENOR PREÇO POR ITEM, afim de REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E EVENTUAL
AQUISIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTICIOS, MATERIAIS DE LIMPEZA, COPA E COZINHA E GÁS
Art. 1º Nomear a Senhora Francelina Silva Neide da Conceição, P13 ATENDENDO AS NECESSIDADES DA CAMARA MUNICIPAL DE JUINA, ESTADO DE MATO
portadora do RG nº 1067863-8 SSP/MT, e do CPF nº 667.225.431-53, para exercer o cargo de GROSSO, CONFORME TERMO DE REFERENCIA, estando a sessão pública prevista para dia
Auxiliar de Recepção junto a Secretaria Legislativa da Câmara Municipal de Juara, Estado de Mato 06/06/2018, às 09:00 horas, na sala de reuniões da Câmara Municipal de Juína, situada na
Grosso, a partir desta data. Avenida Dos Jambos,519n, Praça Tancredo de Almeida Neves, Centro, Juína-MT.

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 26
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

O Edital poderá ser retirado no endereço acima citado, das 07:00 às PORTARIA
13:00 horas, de segunda a sexta-feira, ou baixado no site www.juina.mt.leg.br Maiores informações
pelo Telefone (66)3566-8900, e-mail: compras@juina.mt.leg.br
PORTARIA Nº 026/2018
Juína-MT, 22 de MAIO de 2018.
Designa os servidores que menciona como responsáveis pela
implantação do Sistema SIGESP-MT na Câmara Municipal de Sinop.
DENER PEREIRA DA ROSA
Pregoeiro Oficial
O Presidente da Câmara Municipal de Sinop – Estado de Mato Grosso,
Câmara Municipal de Juína
no uso de suas atribuições legais, e considerando:

1) Que a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Sinop, com vista ao


PORTARIA princípio da economicidade e buscando a melhoria da eficiência da Administração Pública,
determinou a implantação de software gratuito no Poder Legislativo, desenvolvido pelo Tribunal de
Contas do Estado de Mato Grosso, para gerir as áreas de planejamento, contabilidade, financeira e
PORTARIA Nº 19/2018 administrativa;

O Presidente da Câmara Municipal de Juína, Estado de Mato Grosso, 2) Que o Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso determina que
Sandro Cândido da Silva, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com o artigo 30, para a implantação do referido sistema, o Poder Legislativo deve, através de portaria, designar
incisos ll da Lei Orgânica do Município de Juína c.c. artigo 18, inciso I, artigo 20, inciso VII, alínea servidores para acompanhar, gerenciar e administrar a sua implantação;
“c” do Regimento Interno da Câmara Municipal de Juína (resolução n.º 4/2016 de 8/11/2016).
RESOLVE:
CONSIDERANDO o fator merecimento, devido ao bom desempenho e
produtividade para o servidor público municipal; Art. 1º Designar os servidores efetivos Ingo Groeler, Marcieli Rosangela
CONSIDERANDO o tempo de efetivo serviço prestado ao município; Gomes e Priscilla Vieira Leitzke como responsáveis pela implantação do Sistema SIGESP-MT na
CONSIDERANDO o requerimento apresentado pelo servidor Dener Câmara Municipal de Sinop.
Pereira da Rosa o qual solicitou enquadramento (promoção horizontal) para a Classe “D” em
conformidade com o artigo 37 da Lei Complementar n.º 1751/2017 de 19/7/2017. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
CONSIDERANDO que todos os documentos apresentados pelo
interessado estão de acordo e pautados de legalidade. Art. 3º Ficam revogadas as disposições em contrário.

R E S O L V E: CÂMARA MUNICIPAL DE SINOP


ESTADO DE MATO GROSSO
Art. 1.º Fica declarada a Promoção Horizontal do servidor Dener Em, 07 de março de 2018
Pereira da Rosa, movimentando-se para a classe “D” nível de carreira 9, da tabela
correspondente ao cargo do Anexo IV da Lei n.º Lei Complementar n.º 1751/2016 de 19/7/2017.
Ademir Bortoli
Parágrafo único: A promoção que trata o artigo anterior deverá ser Presidente
levada ao conhecimento do setor de contabilidade e RH para as devidas providências.

Art. 2º Esta portaria entrará em vigor na data de sua publicação, PORTARIA Nº 056/2018
retroagindo seus efeitos a 9 de maio de 2017.
Designa o servidor Francisco da Silva Alencar como Fiscal das Atas de
Art. 3º Essa Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Registro de Preço nº 02/2018 e 03/2018.

Registra-se; O Presidente da Câmara Municipal de Sinop – Estado de Mato Grosso,


no uso de suas atribuições legais, atendendo o que determina o artigo 67 e parágrafos da Lei nº
Publique-se; 8.666/93, de 21 de junho de 1993;
Cientifique; e,
Cumpra-se. RESOLVE:

Gabinete da Presidente da Câmara Municipal de Juína, Palácio dos Art. 1º Designar o servidor Francisco da Silva Alencar como Fiscal das
Pioneiros aos vinte e um dias do mês de maio do ano de dois mil e dezoito (2018). Atas de Registro de Preço nº 02/2018 e 03/2018, cujo objeto é a “aquisição de água mineral para
atender as necessidades da Câmara Municipal de Sinop”.

Sandro Cândido da Silva Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
Presidente
CÂMARA MUNICIPAL DE SINOP
ESTADO DE MATO GROSSO
Em, 22 de maio de 2018
CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM

Ademir Debortoli
LICITAÇÃO Presidente

EXTRATO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO nº 004/2018 CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO


OBJETO: Contratação de empresa especializada na prestação de
Serviços de Jardinagem
PORTARIA Nº 088/2018
VALOR GLOBAL: R$ 7.800,00
Data: 22 de maio de 2018.
FUNDAMENTO LEGAL: artigo 24, inciso II, da Lei Federal nº 8666/93 e
Designa a servidora Janete Roefero Aro como Fiscal Titular e a
art. 3ª da Lei Municipal nº 2.074/17.
servidora Iracema Aparecida de Oliveira Mineiro, como Fiscal Suplente, dos Contratos nºs
018/2018, 019/2018, 020/2018 e 021/2018 da Câmara Municipal de Sorriso e dá outras
EMPRESA CONTRATADA: MARCELINO MEOTTI - ME
providências.
CNPJ Nº 05.939.663/0001-90
O Excelentíssimo Senhor FÁBIO GAVASSO, Presidente da Câmara
Municipal de Sorriso, Estado de Mato Grosso, no uso das atribuições que lhe são conferidas por
HOMOLOGO.
Lei, e
Nova Mutum – MT, 18 de Maio de 2018.
Considerando a necessidade de atender o dispositivo do Artigo 67 da
Lei 8.666/1993,
Airton Pessi
RESOLVE:
Presidente
Câmara Municipal de Nova Mutum
Art. 1º Designar a servidora Janete Roefero Aro, para exercer a função
de Fiscal Titular e a servidora Iracema Aparecida de Oliveira Mineiro, como Fiscal Suplente, dos
Contratos nºs 018/2018, 019/2018, 020/2018 e 021/2018, Processo Administrativo nº 015/2018,
CÂMARA MUNICIPAL DE SINOP que tem como objeto a aquisição de materiais de limpeza copa/cozinha para a Câmara Municipal
de Sorriso – MT, no Exercício 2018.

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 27
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Papel toalha- crepado, Inter
folhado com 02 dobras, no
Câmara Municipal de Sorriso, Estado de Mato Grosso, em 22 de maio 40 tamanho 22 x 19 cm, absorção Pacote 250 Propel 17,50 4.375,00
de 2018. máxima, na cor branca c/1000
unid.

FÁBIO GAVASSO Saco para lixo domestico - de


Presidente 46 polietileno, com capacidade de 20 Rolo/Pct 120 Itaqui 12,00 1.440,00
litros, 100 unid.

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS Valor total R$ 17.717,00 (dezessete mil setecentos e dezessete reais).

CLAUSULA TERCEIRA – DA CONTRATAÇÃO


3.1. Para a presente contratação foi instaurado processo administrativo
ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 010/2018 – BELAFORTE
nº 015/2018 com fundamento nas Leis nº 10.520/02 e 8.666/93 e no Decreto nº 7892 de 23 de
COMERCIAL LTDA
janeiro de 2013.
3.2. Regularmente convocado para retirar e assinar esta Ata de Registro
ATA DE REGISTRO DE PREÇOS que entre si celebram a CÂMARA
de Preços, o fornecedor cumprirá fazê-lo no prazo mínimo de 03 (três) dias úteis, prorrogáveis por
MUNICIPAL DE SORRISO/MT e as empresas vencedoras do certame licitatório referente ao
uma única vez, se houver justificativa aceita pela Câmara, sujeitando-se às penalidades legalmente
Pregão Presencial nº 007/2018, tendo por objeto “REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E
estabelecidas.
EVENTUAL AQUISIÇÃO DE MATERIAIS DE LIMPEZA, COPA/COZINHA PARA A CÂMARA
MUNICIPAL DE SORRISO – MT EXERCÍCIO DE 2018”., conforme condições e especificações
CLÁUSULA QUARTA - DA VALIDADE DA ATA DE REGISTRO DE
constantes neste edital e seus Anexos.
PREÇOS
4.1. O registro de preços constante desta Ata firmada entre a Câmara e
A CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO, inscrita no C.N.P.J. sob o nº.
as empresas que apresentaram as propostas classificadas em 1º lugar em consequência do
03.238.755/0001-17, situada na AV. “Porto Alegre, Nº2615 - Centro – CEP: 78.890-000 - Município
presente certame, terá validade pelo prazo de 12 (doze) meses contados a partir da assinatura da
de Sorriso, neste ato representado pelo Presidente da Câmara Municipal senhor Fabio Gavasso,
referida Ata de Registro de Preços.
brasileiro, casado, RG 1314202-0 SSP/MT e CPF n. 903.624.111-15, residente e domiciliado na
4.2. O prazo de validade da Ata de Registro de Preços será conforme a
cidade de Sorriso, CEP 78.890-000, nesta cidade, com obediência geral a Lei nº 10.520 de
disposição do Art. 12 do Decreto 7892/2013, O prazo de validade da ata de registro de preços não
17/07/2002, pelo Decreto nº 3.555, de 08/08/2000, Lei Complementar 123/2006 e subsidiariamente
será superior a doze meses, incluídas eventuais prorrogações.
pela Lei nº 8.666 de 21/06/1993 e, das demais normas legais aplicáveis, em face da classificação
4.3. Durante o prazo de validade da ARP, a CÂMARA MUNICIPAL DE
das propostas apresentadas no Pregão Presencial nº 007/2018 para Registro de Preços,
SORRISO/MT não ficará obrigada a adquirir os produtos exclusivamente pelo SRP, podendo
homologada pela Câmara Municipal, RESOLVEM registrar os preços das empresas vencedoras
realizar nova licitação quando julgar oportuno e conveniente, ou mesmo proceder às aquisições por
que incidirá no valor dos Produtos, nas quantidades estimadas anuais, de acordo com a
dispensa ou inexigibilidade, se for o caso, nos termos da legislação vigente, não cabendo qualquer
classificação por ela alcançada, atendendo as condições previstas no Instrumento Convocatório e
tipo de recurso ou indenização à empresa signatária do SRP.
seus Anexos e as constantes desta Ata de Registro de Preços, para formação do SISTEMA DE
4.4. A partir da vigência da Ata de Registro de Preços, o fornecedor se
REGISTRO DE PREÇOS - SRP destinado a contratações futuras sujeitando-se as partes às
obriga a cumprir, na íntegra, todas as condições estabelecidas, ficando sujeito, inclusive, às
normas constantes das Leis e Decretos supracitados e em conformidade com as disposições a
penalidades pelo descumprimento de qualquer de suas cláusulas.
seguir.
CLÁUSULA QUINTA - DO PREÇO
CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO
5.1. O preço unitário registrado para a empresa signatária deste
1.1. O objeto IMEDIATO do presente instrumento é de registrar o
instrumento é aquele constante na Planilha Demonstrativa de Preços e Classificação, conforme
PREÇO UNITÁRIO obtido na licitação PREGAO PRESENCIAL Nº 007/2018; O objeto IMEDIATO
cláusula segunda desta ARP.
do presente instrumento é de registrar o PREÇO UNITÁRIO obtido na licitação PREGAO
CLÁUSULA SEXTA - MODO DE RECEBIMENTO
PRESENCIAL Nº 007/2018; enquanto o objeto MEDIATO será contratação futura da empresa
6.1. O recebimento provisório ocorrerá no momento da entrega ao
BELAFORTE COMERCIAL LTDA, visando o fornecimento dos produtos constantes do aludido
Responsável da Secretaria requisitante que verificará e confrontará qualidade do produto entregue
Termo de Referência que acompanhou o Edital da citada licitação e a proposta de preços que ora o
com o especificado no Termo de Referência.
integra.
6.2. O recebimento definitivo deverá ocorrer após a conferência dos
1.2. As quantidades a serem fornecidas constantes do Termo de
produtos.
Referência que acompanhou o Edital da licitação são estimadas, podendo, nos limites do § 1º do
6.3. Em se verificando vícios ou defeitos nos produtos, o fornecedor será
art. 65 da LLC, ser acrescidas de conformidade com a demanda do período de vigência desta Ata
informado para corrigi-lo imediatamente, ficando nesse período interrompida a contagem do prazo
de Registro de Preços.
para recebimento definitivo.
1.2.1. Em relação à eventuais decréscimos, não se aplica a regra
6.4. A informação ao fornecedor sobre vícios ou defeitos na entrega dos
contida no artigo 65, § II, inciso II, da Lei nº 8.666/93, podendo a CÂMARA MUNICIPAL DE
produtos será realizada pelo Gestor da ARP.
SORRISO adquirir quantidade inferior ao estimado, sem necessidade de anuência da signatária da
ARP.
CLÁUSULA SÉTIMA – OBRIGAÇÕES GERAIS DO FORNECEDOR
7.1. Manter, durante a vigência da ARP, todas as condições de
CLÁUSULA SEGUNDA - DA CLASSIFICAÇÃO DA EMPRESA
regularidade fiscal, trabalhista e previdenciária exigidas no edital de licitação respectivo.
2.1. Empresa vencedora:
7.2. Executar fielmente o objeto desta ARP, comunicando,
Empresa: BELAFORTE COMERCIAL LTDA
imediatamente, ao representante legal da Câmara qualquer fato impeditivo de seu cumprimento.
CNPJ:. 24.296.486/0001-15 I.E.:. 13617827-8
7.3. Responder às notificações no prazo estabelecido.
Endereço Rua Genésio Roberto Baggio, nº 155 Bairro Centro
7.4. Efetuar a execução do objeto licitado, ainda que em quantidades
Cidade: Sorriso/MT CEP: 78.890-000 Telefone: 066 35446462
diferentes ao previsto no Termo de Referencia.
e-mail: belafortecomercial@gmail.com
7.5. Manter durante a execução do ARP todas as condições de
Representante legal: Pedro Ivo Pacheco Agustini
habilitação exigidas em Edital.
R.G: 1.759.819 SSP/SC CPF: 707.703.529-87
Valor Valor CLÁUSULA OITAVA - OBRIGAÇÕES ESPECIAIS DO ÓRGÃO
Item Descrição Unit Qt Marca
Unitário Total GERENCIADOR
Copo descartável 50 ml c/ 50 pct 8.1. Gerenciar ARP através do Setor de Compras.
7 Caixa 12 Coposul 74,00 888,00 8.2. Cancelar, parcial ou totalmente, a ARP.
com 100 unid. Normas da ABNT
Copo descartável 180 ml c/ 25 pct
8 Caixa 55 Coposul 68,00 3.740,00 CLÁUSULA NONA – DO CANCELAMENTO DA ATA DE REGISTRO DE
de 100 unid. Normas da ABNT
PREÇOS
Aguá sanitária - solução aquosa, 9.1. A Ata de Registro de Preços poderá ser cancelada, total ou
galão 5 litros, composição a base parcialmente, de forma unilateral pela CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO/MT, quando:
14 5000 ml 80 Audax 9,80 784,00
de hipoclorito sódio ou cálcio, a) O fornecedor não dispuser a substituir os produtos que vierem a
2%pp a 2,5% pp apresentar defeitos de qualidade;
15 Álcool em gel para as mãos Unid. 70 Audax 5,80 406,00 b) O fornecedor não cumprir as obrigações constantes deste
Instrumento;
16 Álcool Tradicional uso doméstico 1000 ml 150 Audax 5,20 780,00 c) O fornecedor, na execução da ARP, incorrer numa das hipóteses
LA DE AÇO - composto de aço enumeradas no artigo 78 da Lei n. 8.666/93;
carbono, acondicionado em saco d) Por razões de interesse público devidamente demonstrado e
23 Pacote 50 Azulin 1,60 80,00 justificado nos autos;
plástico, embalado em pacote de
60 g contendo 08 unidades e) Não aceitar reduzir seu preço registrado, na hipótese de este se
tornar superior àqueles praticados no mercado;
Inseticida domestico - aerossol, f) tiver presentes razoes de interesse público.
27 baixa toxidade, com solvente a Unid. 80 Ultrainset 8,10 648,00 9.2. O cancelamento da Ata de Registro de Preços, nas hipóteses
base de agua, sem CFC 300ml. previstas assegurando o contraditório, será comunicado ao fornecedor e publicado na Imprensa
36 Pano de chão 80 x 90 feltro - Cinza Unid. 120 Martins 8,80 1.056,00 Oficial.
Papel higiênico de boa qualidade -
CLÁUSULA DÉCIMA – DO PAGAMENTO
folha dupla, gofrado, picotado, na
39 UNIT 800 Senior 4,40 3.520,00 10.1. Os pagamentos serão efetuados à adjudicatária em até 05 (cinco)
cor branca, medindo 30mx10cm
dias após a apresentação da Nota Fiscal devidamente atestada pelo responsável do recebimento
c/4 unid
dos serviços, cumpridas todas as exigências deste edital e da ata de registro de preços;

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 28
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

10.1.1. Havendo atraso nos pagamentos, sobre a quantia devida incidirá CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
juros moratórios, à razão de 0,01% (zero vírgula zero um por cento) ao dia de atraso, calculados 15.1. O fornecedor obriga-se a manter em compatibilidade com as
em relação ao atraso verificado. obrigações por ele assumida, todas as condições de habilitação e qualificação exigidas na licitação
10.2. Constatando-se qualquer incorreção na Nota Fiscal, bem como e a cumprir fielmente as Cláusulas ora avençadas, e ainda com as normas previstas na Lei n.
qualquer outra circunstância que desaconselhe o seu pagamento, o prazo para pagamento 8.666/93 e legislação complementar, durante a vigência desta Ata de Registro de Preços.
constante do item acima fluirá a partir da respectiva regularização.
10.3. A CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO não efetuará pagamento de CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA - DA PUBLICAÇÃO
título descontado ou por meio de cobrança em banco, bem como os que forem negociados com 16.1. Para eficácia do presente instrumento, a Contratante providenciará
terceiros por intermédio da operação de “factoring”. seu extrato de publicação na Imprensa Oficial do Estado, em conformidade com o disposto no art.
10.4. A CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO efetuará o pagamento por 20 do Decreto nº 3.555/2000.
meio de cheque nominal ou transferência bancária.
10.5. A nota fiscal deverá ser emitida em nome da CÂMARA MUNICIPAL CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA - DO FORO
DE SORRISO/MT, inscrita no CNPJ sob o nº 03.238.755/0001-17. 17.1. Fica eleito o Foro de Sorriso/MT para dirimir quaisquer
10.6. As despesas bancárias decorrentes de transferência de valores controvérsias advindas da execução desta Ata de Registro de Preços.
para outras praças serão de responsabilidade do CONTRATADO; 17.2. E por estarem de acordo, depois de lidos e assinados, as partes
10.7. O pagamento efetuado ao contratado não o isentará de suas firmam o presente ARP em 02(duas) vias de igual teor e forma, para um só efeito legal, na forma
responsabilidades vinculadas a prestações dos serviços, especialmente aquelas relacionadas com do art. 60 da Lei nº 8.666/93.
a qualidade e garantia dos serviços oferecidos. Sorriso/MT, 22 de Maio de 2018.
10.8. Toda Nota Fiscal deverá ser entregue em duas vias;
10.9. No preço a ser pago deverão estar inclusas todas as despesas
inerentes a: salários, encargos sociais, tributários, trabalhistas e comerciais, produtos, enfim todas FABIO GAVASSO
as despesas necessárias ao fornecimento do objeto desta licitação. PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO
10.10. A CÂMARA efetuará a retenção dos impostos e encargos legais
sobre as Notas Fiscais, quando for o caso. Empresas adjudicatárias:

CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA – DAS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS


11.1. O descumprimento injustificado das obrigações assumidas nos BELAFORTE COMERCIAL LTDA
termos desta ARP sujeita a licitante vencedora a multas, consoante o caput e §§ do art. 86 da Lei CNPJ:. 24.296.486/0001-15
nº 8.666/93 e alterações posteriores, incidentes sobre o valor Adjudicado, na forma seguinte: Pedro Ivo Pacheco Agustini
11.1.2. A inexecução do Contrato é considerada infração grave, já que CPF: 707.703.529-87
importa no descumprimento do Objeto licitado incidindo todas as sanções legais.
11.2. Sem prejuízo das sanções cominadas no art. 87, I, III e IV, da Lei
8.666/93, pela inexecução total ou parcial do objeto adjudicado, a Administração poderá garantida ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 011/2018 – SORRISO
a prévia e ampla defesa, aplicar à licitante vencedora multa de até 10% (dez por cento) sobre o SUPERMERCADOS LTDA
valor adjudicado;
11.3. Se a adjudicatária recusar-se a assinar a ARP injustificadamente ATA DE REGISTRO DE PREÇOS que entre si celebram a CÂMARA
ou entregar o produto sem apresentar situação regular no ato da assinatura do mesmo, garantida MUNICIPAL DE SORRISO/MT e as empresas vencedoras do certame licitatório referente ao
prévia e ampla defesa, se sujeita às seguintes penalidades: Pregão Presencial nº 007/2018, tendo por objeto “REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E
11.3.1. Multa de até 10% sobre o valor adjudicado. EVENTUAL AQUISIÇÃO DE MATERIAIS DE LIMPEZA, COPA/COZINHA PARA A CÂMARA
11.3.2. Suspensão temporária de participar de licitações e impedimento MUNICIPAL DE SORRISO – MT EXERCÍCIO DE 2018”., conforme condições e especificações
de contratar com a CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO/MT, por prazo de até 2 (dois) anos constantes neste edital e seus Anexos.
11.3.3. Declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a
Administração Pública. A CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO, inscrita no C.N.P.J. sob o nº.
11.4. A licitante, adjudicatária ou contratada que deixar de entregar ou 03.238.755/0001-17, situada na AV. “Porto Alegre, Nº2615 - Centro – CEP: 78.890-000 - Município
apresentar documentação falsa exigida para o certame, ensejar o retardamento da execução de de Sorriso, neste ato representado pelo Presidente da Câmara Municipal senhor Fabio Gavasso,
seu objeto, não mantiver a proposta, falhar ou fraudar na execução do contrato, comportar-se de brasileiro, casado, RG 1314202-0 SSP/MT e CPF n. 903.624.111-15, residente e domiciliado na
modo inidôneo ou cometer fraude fiscal, garantida prévia e ampla defesa, ficará impedida de licitar cidade de Sorriso, CEP 78.890-000, nesta cidade, com obediência geral a Lei nº 10.520 de
e contratar com esta Câmara pelo prazo de até 02 (dois) anos. 17/07/2002, pelo Decreto nº 3.555, de 08/08/2000, Lei Complementar 123/2006 e subsidiariamente
11.5. A multa, eventualmente imposta à adjudicatária, será pela Lei nº 8.666 de 21/06/1993 e, das demais normas legais aplicáveis, em face da classificação
automaticamente descontada da fatura a que fizer jus, acrescida de juros moratórios de 1% (um das propostas apresentadas no Pregão Presencial nº 007/2018 para Registro de Preços,
por cento) ao mês. Caso a contratada não tenha nenhum valor a receber desta Câmara, ser-lhe-á homologada pela Câmara Municipal, RESOLVEM registrar os preços das empresas vencedoras
concedido o prazo de 5 (cinco) dias úteis, contados de sua intimação, para efetuar o pagamento da que incidirá no valor dos Produtos, nas quantidades estimadas anuais, de acordo com a
multa. Após esse prazo, não sendo efetuado o pagamento, seus dados serão encaminhados ao classificação por ela alcançada, atendendo as condições previstas no Instrumento Convocatório e
órgão competente para que seja inscrita na dívida ativa do Município, podendo, ainda a seus Anexos e as constantes desta Ata de Registro de Preços, para formação do SISTEMA DE
Administração proceder à cobrança judicial da multa. REGISTRO DE PREÇOS - SRP destinado a contratações futuras sujeitando-se as partes às
11.6. As multas previstas nesta seção não eximem a adjudicatária da normas constantes das Leis e Decretos supracitados e em conformidade com as disposições a
reparação dos eventuais danos, perdas ou prejuízos que seu ato punível venha causar à seguir.
Administração.
11.7 Se a Contratada não proceder ao recolhimento da multa no prazo CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO
de 5 (cinco) dias úteis, contados da intimação, o respectivo valor será descontado dos créditos que 1.1. O objeto IMEDIATO do presente instrumento é de registrar o
esta possuir com esta Câmara, e se estes não forem suficientes, o valor que sobejar será PREÇO UNITÁRIO obtido na licitação PREGAO PRESENCIAL Nº 007/2018; O objeto IMEDIATO
encaminhado para inscrição em Dívida Ativa e execução pela CÂMARA MUNICIPAL DE do presente instrumento é de registrar o PREÇO UNITÁRIO obtido na licitação PREGAO
SORRISO/MT; PRESENCIAL Nº 007/2018; enquanto o objeto MEDIATO será contratação futura da empresa
11.8 Do ato que aplicar penalidade caberão recurso, no prazo de 05 SORRISO SUPERMERCADOS LTDA, visando o fornecimento dos produtos constantes do aludido
(cinco) dias úteis, a contar da citação da intimação, podendo a Administração reconsiderar sua Termo de Referência que acompanhou o Edital da citada licitação e a proposta de preços que ora o
decisão ou nesse prazo encaminhá-la devidamente informada para a apreciação e decisão integra.
superior, dentro do mesmo prazo. 1.2. As quantidades a serem fornecidas constantes do Termo de
Referência que acompanhou o Edital da licitação são estimadas, podendo, nos limites do § 1º do
CLÁUSULA DECIMA SEGUNDA – DO REAJUSTE E CORREÇÃO art. 65 da LLC, ser acrescidas de conformidade com a demanda do período de vigência desta Ata
MONETÁRIA de Registro de Preços.
12.1. Os preços propostos não serão objeto de revisão entre as partes. 1.2.1. Em relação à eventuais decréscimos, não se aplica a regra
12.2. Durante a vigência da Ata de Registro de Preços não haverá contida no artigo 65, § II, inciso II, da Lei nº 8.666/93, podendo a CÂMARA MUNICIPAL DE
correção monetária. SORRISO adquirir quantidade inferior ao estimado, sem necessidade de anuência da signatária da
ARP.
CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA – DOCUMENTOS APLICÁVEIS
13.1. Esta Ata de Registro de Preços vincula-se às disposições contidas CLÁUSULA SEGUNDA - DA CLASSIFICAÇÃO DA EMPRESA
nos documentos a seguir especificados, cujos teores são conhecidos e acatados pelas partes: 2.1. Empresa vencedora:
a) Edital de Pregão Presencial nº 007/2018 e Termo de Referência; Empresa SORRISO SUPERMERCADOS LTDA.
b) Ata da Sessão Pública; CNPJ: 14.953.277/0001-43 I.E.: 13.116.116-4.
c) Proposta escrita do fornecedor e/ou recomposição de preços, caso Endereço Avenida Natalino João Brescansin. Nº 220. Bairro Centro.
houver. Cidade: Sorriso/MT. CEP: 78.890-000. Telefone: (066) 3544-1666
e-mail: supersorriso@terra.com.br.
CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA - DAS PRERROGATIVAS DO ÓRGÃO Representante legal: CHARLES WEIS
GERENCIADOR R.G: 4144537. CPF: 937.894.081-15.
14.1. A CONTRATADA reconhece os direitos do CONTRATANTE,
relativos a presente ARP, a seguir especificados:
Valor Valor
a) Modifica-la unilateralmente, para melhor adequação às finalidades do Item Descrição Unit Qt Marca
Unitário Total
interesse público, nos termos do artigo 65 da Lei nº 8.666 de 21.06.93, respeitados os direitos da
CONTRATADA; 2 Adoçante dietético 200 ml Unid. 15 Zero cal 6.65 99,75
b) Extingui-la, unilateralmente, nos casos especificados no inciso I do Café em pó torrado e moído com
artigo 79 da Lei nº 8.666/93; 3 selo ABIC, pacote 500 gramas, Unid. 430 Brasileiro 11,60 4.988,00
c) Aplicação das sanções motivadas pela inexecução total ou parcial da tradicional, embalado a vácuo.
ARP;
d) Fiscalização da execução do ajuste. 4 Chá - camomila, constituído de Caixa 130 Leão 7,40 962,00
florais inteiros, de espécimes

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 29
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

vegetais genuínos dessecados, de CLÁUSULA OITAVA - OBRIGAÇÕES ESPECIAIS DO ÓRGÃO


cor amarela pardacenta, com GERENCIADOR
aspecto cor cheiro e sabor próprios, 8.1. Gerenciar ARP através do Setor de Compras.
isento de sujidades, parasitas e 8.2. Cancelar, parcial ou totalmente, a ARP.
larvas, acondicionado em sache.
CLÁUSULA NONA – DO CANCELAMENTO DA ATA DE REGISTRO DE
Agua mineral – natural com gás, PREÇOS
acondicionada em garrafa pet, 9.1. A Ata de Registro de Preços poderá ser cancelada, total ou
10 Pacote 180 Purrissima 18,40 3.312,00
tampa c/rosca e lacre, contendo parcialmente, de forma unilateral pela CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO/MT, quando:
500 ml, pacote com 12 unidades a) O fornecedor não dispuser a substituir os produtos que vierem a
Guardanapo - de papel, folha apresentar defeitos de qualidade;
simples macia de primeira b) O fornecedor não cumprir as obrigações constantes deste
13 Pacote 300 Milli 1,85 555,00
qualidade, medindo (30 x 30) cm na Instrumento;
cor branca, gofrado, virgem c) O fornecedor, na execução da ARP, incorrer numa das hipóteses
enumeradas no artigo 78 da Lei n. 8.666/93;
Carga de gás GLP acondicionado Supergasb
20 Unid. 36 106,80 3.844,80 d) Por razões de interesse público devidamente demonstrado e
em botijão de 13 kg tipo doméstico ras
justificado nos autos;
Desinfetante - para vasos e loucas e) Não aceitar reduzir seu preço registrado, na hipótese de este se
sanitárias, limpador, desinfetante, 2000 tornar superior àqueles praticados no mercado;
21 150 Vorel 4,60 690,00
desincrustante, acondicionado de ml f) tiver presentes razoes de interesse público.
forma adequada 9.2. O cancelamento da Ata de Registro de Preços, nas hipóteses
Acendedor - palito de fosforo extra previstas assegurando o contraditório, será comunicado ao fornecedor e publicado na Imprensa
25 Caixa 15 Paraná 6,15 92,25 Oficial.
longo, em madeira 200 palitos
Acendedor – tipo isqueiro, de CLÁUSULA DÉCIMA – DO PAGAMENTO
29 plástico, tamanho grande, Unid. 15 Bic 5,40 81,00 10.1. Os pagamentos serão efetuados à adjudicatária em até 05 (cinco)
combustível a base de fluido dias após a apresentação da Nota Fiscal devidamente atestada pelo responsável do recebimento
Sabão em pó, para limpeza dos serviços, cumpridas todas as exigências deste edital e da ata de registro de preços;
44 pesada, em utilização para 1 Kg 150 Brilhante 7,90 1.185,00 10.1.1. Havendo atraso nos pagamentos, sobre a quantia devida incidirá
limpezas diversas juros moratórios, à razão de 0,01% (zero vírgula zero um por cento) ao dia de atraso, calculados
em relação ao atraso verificado.
Saco para lixo domestico - de
Rolo 10.2. Constatando-se qualquer incorreção na Nota Fiscal, bem como
47 polietileno, com capacidade de 50 80 Dajo 16,40 1.312,00
/Pct qualquer outra circunstância que desaconselhe o seu pagamento, o prazo para pagamento
litros, 50 unid.
constante do item acima fluirá a partir da respectiva regularização.
10.3. A CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO não efetuará pagamento de
título descontado ou por meio de cobrança em banco, bem como os que forem negociados com
Valor total R$ 17.121,80 (dezessete mil cento e vinte e um real e oitenta terceiros por intermédio da operação de “factoring”.
centavos). 10.4. A CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO efetuará o pagamento por
meio de cheque nominal ou transferência bancária.
CLAUSULA TERCEIRA – DA CONTRATAÇÃO 10.5. A nota fiscal deverá ser emitida em nome da CÂMARA MUNICIPAL
3.1. Para a presente contratação foi instaurado processo administrativo DE SORRISO/MT, inscrita no CNPJ sob o nº 03.238.755/0001-17.
nº 015/2018 com fundamento nas Leis nº 10.520/02 e 8.666/93 e no Decreto nº 7892 de 23 de 10.6. As despesas bancárias decorrentes de transferência de valores
janeiro de 2013. para outras praças serão de responsabilidade do CONTRATADO;
3.2. Regularmente convocado para retirar e assinar esta Ata de Registro 10.7. O pagamento efetuado ao contratado não o isentará de suas
de Preços, o fornecedor cumprirá fazê-lo no prazo mínimo de 03 (três) dias úteis, prorrogáveis por responsabilidades vinculadas a prestações dos serviços, especialmente aquelas relacionadas com
uma única vez, se houver justificativa aceita pela Câmara, sujeitando-se às penalidades legalmente a qualidade e garantia dos serviços oferecidos.
estabelecidas. 10.8. Toda Nota Fiscal deverá ser entregue em duas vias;
10.9. No preço a ser pago deverão estar inclusas todas as despesas
CLÁUSULA QUARTA - DA VALIDADE DA ATA DE REGISTRO DE inerentes a: salários, encargos sociais, tributários, trabalhistas e comerciais, produtos, enfim todas
PREÇOS as despesas necessárias ao fornecimento do objeto desta licitação.
4.1. O registro de preços constante desta Ata firmada entre a Câmara e 10.10. A CÂMARA efetuará a retenção dos impostos e encargos legais
as empresas que apresentaram as propostas classificadas em 1º lugar em consequência do sobre as Notas Fiscais, quando for o caso.
presente certame, terá validade pelo prazo de 12 (doze) meses contados a partir da assinatura da
referida Ata de Registro de Preços. CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA – DAS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS
4.2. O prazo de validade da Ata de Registro de Preços será conforme a 11.1. O descumprimento injustificado das obrigações assumidas nos
disposição do Art. 12 do Decreto 7892/2013, O prazo de validade da ata de registro de preços não termos desta ARP sujeita a licitante vencedora a multas, consoante o caput e §§ do art. 86 da Lei
será superior a doze meses, incluídas eventuais prorrogações. nº 8.666/93 e alterações posteriores, incidentes sobre o valor Adjudicado, na forma seguinte:
4.3. Durante o prazo de validade da ARP, a CÂMARA MUNICIPAL DE 11.1.2. A inexecução do Contrato é considerada infração grave, já que
SORRISO/MT não ficará obrigada a adquirir os produtos exclusivamente pelo SRP, podendo importa no descumprimento do Objeto licitado incidindo todas as sanções legais.
realizar nova licitação quando julgar oportuno e conveniente, ou mesmo proceder às aquisições por 11.2. Sem prejuízo das sanções cominadas no art. 87, I, III e IV, da Lei
dispensa ou inexigibilidade, se for o caso, nos termos da legislação vigente, não cabendo qualquer 8.666/93, pela inexecução total ou parcial do objeto adjudicado, a Administração poderá garantida
tipo de recurso ou indenização à empresa signatária do SRP. a prévia e ampla defesa, aplicar à licitante vencedora multa de até 10% (dez por cento) sobre o
4.4. A partir da vigência da Ata de Registro de Preços, o fornecedor se valor adjudicado;
obriga a cumprir, na íntegra, todas as condições estabelecidas, ficando sujeito, inclusive, às 11.3. Se a adjudicatária recusar-se a assinar a ARP injustificadamente
penalidades pelo descumprimento de qualquer de suas cláusulas. ou entregar o produto sem apresentar situação regular no ato da assinatura do mesmo, garantida
prévia e ampla defesa, se sujeita às seguintes penalidades:
CLÁUSULA QUINTA - DO PREÇO 11.3.1. Multa de até 10% sobre o valor adjudicado.
5.1. O preço unitário registrado para a empresa signatária deste 11.3.2. Suspensão temporária de participar de licitações e impedimento
instrumento é aquele constante na Planilha Demonstrativa de Preços e Classificação, conforme de contratar com a CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO/MT, por prazo de até 2 (dois) anos
cláusula segunda desta ARP. 11.3.3. Declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a
Administração Pública.
CLÁUSULA SEXTA - MODO DE RECEBIMENTO 11.4. A licitante, adjudicatária ou contratada que deixar de entregar ou
6.1. O recebimento provisório ocorrerá no momento da entrega ao apresentar documentação falsa exigida para o certame, ensejar o retardamento da execução de
Responsável da Secretaria requisitante que verificará e confrontará qualidade do produto entregue seu objeto, não mantiver a proposta, falhar ou fraudar na execução do contrato, comportar-se de
com o especificado no Termo de Referência. modo inidôneo ou cometer fraude fiscal, garantida prévia e ampla defesa, ficará impedida de licitar
6.2. O recebimento definitivo deverá ocorrer após a conferência dos e contratar com esta Câmara pelo prazo de até 02 (dois) anos.
produtos. 11.5. A multa, eventualmente imposta à adjudicatária, será
6.3. Em se verificando vícios ou defeitos nos produtos, o fornecedor será automaticamente descontada da fatura a que fizer jus, acrescida de juros moratórios de 1% (um
informado para corrigi-lo imediatamente, ficando nesse período interrompida a contagem do prazo por cento) ao mês. Caso a contratada não tenha nenhum valor a receber desta Câmara, ser-lhe-á
para recebimento definitivo. concedido o prazo de 5 (cinco) dias úteis, contados de sua intimação, para efetuar o pagamento da
6.4. A informação ao fornecedor sobre vícios ou defeitos na entrega dos multa. Após esse prazo, não sendo efetuado o pagamento, seus dados serão encaminhados ao
produtos será realizada pelo Gestor da ARP. órgão competente para que seja inscrita na dívida ativa do Município, podendo, ainda a
Administração proceder à cobrança judicial da multa.
CLÁUSULA SÉTIMA – OBRIGAÇÕES GERAIS DO FORNECEDOR 11.6. As multas previstas nesta seção não eximem a adjudicatária da
7.1. Manter, durante a vigência da ARP, todas as condições de reparação dos eventuais danos, perdas ou prejuízos que seu ato punível venha causar à
regularidade fiscal, trabalhista e previdenciária exigidas no edital de licitação respectivo. Administração.
7.2. Executar fielmente o objeto desta ARP, comunicando, 11.7 Se a Contratada não proceder ao recolhimento da multa no prazo
imediatamente, ao representante legal da Câmara qualquer fato impeditivo de seu cumprimento. de 5 (cinco) dias úteis, contados da intimação, o respectivo valor será descontado dos créditos que
7.3. Responder às notificações no prazo estabelecido. esta possuir com esta Câmara, e se estes não forem suficientes, o valor que sobejar será
7.4. Efetuar a execução do objeto licitado, ainda que em quantidades encaminhado para inscrição em Dívida Ativa e execução pela CÂMARA MUNICIPAL DE
diferentes ao previsto no Termo de Referencia. SORRISO/MT;
7.5. Manter durante a execução do ARP todas as condições de 11.8 Do ato que aplicar penalidade caberão recurso, no prazo de 05
habilitação exigidas em Edital. (cinco) dias úteis, a contar da citação da intimação, podendo a Administração reconsiderar sua
decisão ou nesse prazo encaminha-la devidamente informada para a apreciação e decisão
superior, dentro do mesmo prazo.

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 30
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

1.2. As quantidades a serem fornecidas constantes do Termo de


CLÁUSULA DECIMA SEGUNDA – DO REAJUSTE E CORREÇÃO Referência que acompanhou o Edital da licitação são estimadas, podendo, nos limites do § 1º do
MONETÁRIA art. 65 da LLC, ser acrescidas de conformidade com a demanda do período de vigência desta Ata
12.1. Os preços propostos não serão objeto de revisão entre as partes. de Registro de Preços.
12.2. Durante a vigência da Ata de Registro de Preços não haverá 1.2.1. Em relação à eventuais decréscimos, não se aplica a regra
correção monetária. contida no artigo 65, § II, inciso II, da Lei nº 8.666/93, podendo a CÂMARA MUNICIPAL DE
SORRISO adquirir quantidade inferior ao estimado, sem necessidade de anuência da signatária da
CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA – DOCUMENTOS APLICÁVEIS ARP.
13.1. Esta Ata de Registro de Preços vincula-se às disposições contidas
nos documentos a seguir especificados, cujos teores são conhecidos e acatados pelas partes: CLÁUSULA SEGUNDA - DA CLASSIFICAÇÃO DA EMPRESA
a) Edital de Pregão Presencial nº 007/2018 e Termo de Referência; 2.1. Empresa vencedora:
b) Ata da Sessão Pública; Empresa SUPERMERCADO IRMÃOS MALDANER LTDA.
c) Proposta escrita do fornecedor e/ou recomposição de preços, caso CNPJ: 01.020.470/0001-80, I.E.: 13.166.477-8.
houver. Endereço AVENIDA TANCREDO NEVES. nº 104. Bairro CENTRO.
Cidade: SORRISO/MT. CEP: 78.890-000.Telefone: (066) 3544-1221
CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA - DAS PRERROGATIVAS DO ÓRGÃO e-mail: real.super@uol.com.br.
GERENCIADOR Representante legal: MOACIR JOSÉ MALDANER
14.1. A CONTRATADA reconhece os direitos do CONTRATANTE, R.G: 1.655.131. CPF: 526.214.999-53.
relativos a presente ARP, a seguir especificados:
a) Modificá-la unilateralmente, para melhor adequação às finalidades do Valor
interesse público, nos termos do artigo 65 da Lei nº 8.666 de 21.06.93, respeitados os direitos da Item Descrição Unit Qt MARCA Valor Total
Unitário
CONTRATADA;
b) Extingui-la, unilateralmente, nos casos especificados no inciso I do Açúcar Cristal especial 2 Kg,
artigo 79 da Lei nº 8.666/93; marca do fabricante, prazo de
c) Aplicação das sanções motivadas pela inexecução total ou parcial da validade, marcas e carimbos
1 Unid. 430 Barralcool 3,75 1.612,50
ARP; oficiais, registro no ministério da
d) Fiscalização da execução do ajuste. agricultura ou ministério da
saúde.
CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS Chá – Tostado Natural,
15.1. O fornecedor obriga-se a manter em compatibilidade com as constituído de folhas novas,
obrigações por ele assumida, todas as condições de habilitação e qualificação exigidas na licitação brotos, de espécimes vegetais
e a cumprir fielmente as Cláusulas ora avençadas, e ainda com as normas previstas na Lei n. genuínos dessecados, de cor
8.666/93 e legislação complementar, durante a vigência desta Ata de Registro de Preços. verde pardacenta, com aspecto
5 Caixa 100 Leão 6,85 685,00
cor, cheiro e sabor próprios,
CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA - DA PUBLICAÇÃO isento de sujidades, parasitas e
16.1. Para eficácia do presente instrumento, a Contratante providenciará larvas, acondicionado em sache,
seu extrato de publicação na Imprensa Oficial do Estado, em conformidade com o disposto no art. embalado em caixa de papel
20 do Decreto nº 3.555/2000. cartão – 25 saches.
Chá tostado sabores pêssego,
CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA - DO FORO
Limão, Canela, Laranja,
17.1. Fica eleito o Foro de Sorriso/MT para dirimir quaisquer
constituído de frutos de pêssego,
controvérsias advindas da execução desta Ata de Registro de Preços.
com aspecto, cor, cheiro e sabor
17.2. E por estarem de acordo, depois de lidos e assinados, as partes
próprios, aroma idêntico ao
firmam o presente ARP em 02(duas) vias de igual teor e forma, para um só efeito legal, na forma 6 Caixa 150 Leão 6,75 1.012,50
natural, isento de sujidades,
do art. 60 da Lei nº 8.666/93.
parasitas e larvas, acondicionado
em sache de papel, atóxico,
Sorriso/MT, 22 de Maio de 2018.
fechado, embalado em caixa de
papelão apropriada. 25 saches
FABIO GAVASSO Água mineral - natural sem gás,
PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO acondicionada em garrafa pet,
11 Pacote 320 Puríssima 13,70 4.384,00
tampa c/ rosca e lacre, contendo
Empresas adjudicatárias: 500 ml pacote com 12 unidades.
Aparelho para odorizador de
SORRISO SUPERMERCADOS LTDA 17 Unid. 20 Bom Ar 48,00 960,00
ambiente Automático.
CNPJ: 14.953.277/0001-43
CHARLES WEIS Detergente líquido lava louças 1ª
22 500 ml 100 Ypê 1,75 175,00
CPF: 937.894.081-15 linha
Erva mate chimarrão - tipo pn-1
composição: Pacote com 1 kg
28 Unid. 450 Cor e Sabor 14,00 6.300,00
ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 012/2018 SUPERMERCADO erva mate e açúcar, não contem
IRMÃOS MALDANER LTDA glúten
Limpador Uso Geral multiuso-
ATA DE REGISTRO DE PREÇOS que entre si celebram a CÂMARA 30 Unid. 180 Ypê 3,00 540,00
500 ml
MUNICIPAL DE SORRISO/MT e as empresas vencedoras do certame licitatório referente ao
Pregão Presencial nº 007/2018, tendo por objeto “REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E Refil - para odorizador aerossol
EVENTUAL AQUISIÇÃO DE MATERIAIS DE LIMPEZA, COPA/COZINHA PARA A CÂMARA de ambientes, 250 ml,
250
MUNICIPAL DE SORRISO – MT EXERCÍCIO DE 2018”., conforme condições e especificações 35 automático, principio ativo álcool 40 Bom Ar 38,40 1.536,00
ml
constantes neste edital e seus Anexos. etílico a 39,4%, fragrâncias
diversas, baixa toxidade
A CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO, inscrita no C.N.P.J. sob o nº. Pedra sanitária - tipo de 35
03.238.755/0001-17, situada na AV. “Porto Alegre, Nº2615 - Centro – CEP: 78.890-000 - Município gramas, embalada em plástico
41 Unid. 160 Nota 10 1,54 246,40
de Sorriso, neste ato representado pelo Presidente da Câmara Municipal senhor Fabio Gavasso, transparente, com suporte para
brasileiro, casado, RG 1314202-0 SSP/MT e CPF n. 903.624.111-15, residente e domiciliado na colocação
cidade de Sorriso, CEP 78.890-000, nesta cidade, com obediência geral a Lei nº 10.520 de Rodo (puxa e seca) rodo de
17/07/2002, pelo Decreto nº 3.555, de 08/08/2000, Lei Complementar 123/2006 e subsidiariamente 43 alumínio reforçado, 80 cm, cabo Unid. 20 Start 57,50 1.150,00
pela Lei nº 8.666 de 21/06/1993 e, das demais normas legais aplicáveis, em face da classificação em alumínio com 1,50 ou 1,30 m.
das propostas apresentadas no Pregão Presencial nº 007/2018 para Registro de Preços,
homologada pela Câmara Municipal, RESOLVEM registrar os preços das empresas vencedoras Vassoura - de cerdas de nylon
que incidirá no valor dos Produtos, nas quantidades estimadas anuais, de acordo com a tipo leque, cabo de madeira
51 Unid. 16 Dalcin 9,00 144,00
classificação por ela alcançada, atendendo as condições previstas no Instrumento Convocatório e revestido em plástico, medida da
seus Anexos e as constantes desta Ata de Registro de Preços, para formação do SISTEMA DE base 20 cm,
REGISTRO DE PREÇOS - SRP destinado a contratações futuras sujeitando-se as partes às Vassoura - de cerda de palha(tipo
normas constantes das Leis e Decretos supracitados e em conformidade com as disposições a caipira), cabo de madeira,
seguir. 52 Unid. 8 Colider 19,00 152,00
medida da base 30cm, com base
de arame
CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO
1.1. O objeto IMEDIATO do presente instrumento é de registrar o
PREÇO UNITÁRIO obtido na licitação PREGAO PRESENCIAL Nº 007/2018; O objeto IMEDIATO
do presente instrumento é de registrar o PREÇO UNITÁRIO obtido na licitação PREGAO Valor total R$ 18.897,40 (dezoito mil oitocentos e noventa e sete reais e
PRESENCIAL Nº 007/2018; enquanto o objeto MEDIATO será contratação futura da empresa quarenta centavos).
SUPERMERCADO IRMÃOS MALDANER LTDA, visando o fornecimento dos produtos constantes
do aludido Termo de Referência que acompanhou o Edital da citada licitação e a proposta de CLAUSULA TERCEIRA – DA CONTRATAÇÃO
preços que ora o integra.

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 31
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

3.1. Para a presente contratação foi instaurado processo administrativo 10.6. As despesas bancárias decorrentes de transferência de valores
nº 015/2018 com fundamento nas Leis nº 10.520/02 e 8.666/93 e no Decreto nº 7892 de 23 de para outras praças serão de responsabilidade do CONTRATADO;
janeiro de 2013. 10.7. O pagamento efetuado ao contratado não o isentará de suas
3.2. Regularmente convocado para retirar e assinar esta Ata de Registro responsabilidades vinculadas a prestações dos serviços, especialmente aquelas relacionadas com
de Preços, o fornecedor cumprirá fazê-lo no prazo mínimo de 03 (três) dias úteis, prorrogáveis por a qualidade e garantia dos serviços oferecidos.
uma única vez, se houver justificativa aceita pela Câmara, sujeitando-se às penalidades legalmente 10.8. Toda Nota Fiscal deverá ser entregue em duas vias;
estabelecidas. 10.9. No preço a ser pago deverão estar inclusas todas as despesas
inerentes a: salários, encargos sociais, tributários, trabalhistas e comerciais, produtos, enfim todas
CLÁUSULA QUARTA - DA VALIDADE DA ATA DE REGISTRO DE as despesas necessárias ao fornecimento do objeto desta licitação.
PREÇOS 10.10. A CÂMARA efetuará a retenção dos impostos e encargos legais
4.1. O registro de preços constante desta Ata firmada entre a Câmara e sobre as Notas Fiscais, quando for o caso.
as empresas que apresentaram as propostas classificadas em 1º lugar em consequência do
presente certame, terá validade pelo prazo de 12 (doze) meses contados a partir da assinatura da CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA – DAS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS
referida Ata de Registro de Preços. 11.1. O descumprimento injustificado das obrigações assumidas nos
4.2. O prazo de validade da Ata de Registro de Preços será conforme a termos desta ARP sujeita a licitante vencedora a multas, consoante o caput e §§ do art. 86 da Lei
disposição do Art. 12 do Decreto 7892/2013, O prazo de validade da ata de registro de preços não nº 8.666/93 e alterações posteriores, incidentes sobre o valor Adjudicado, na forma seguinte:
será superior a doze meses, incluídas eventuais prorrogações. 11.1.2. A inexecução do Contrato é considerada infração grave, já que
4.3. Durante o prazo de validade da ARP, a CÂMARA MUNICIPAL DE importa no descumprimento do Objeto licitado incidindo todas as sanções legais.
SORRISO/MT não ficará obrigada a adquirir os produtos exclusivamente pelo SRP, podendo 11.2. Sem prejuízo das sanções cominadas no art. 87, I, III e IV, da Lei
realizar nova licitação quando julgar oportuno e conveniente, ou mesmo proceder às aquisições por 8.666/93, pela inexecução total ou parcial do objeto adjudicado, a Administração poderá garantida
dispensa ou inexigibilidade, se for o caso, nos termos da legislação vigente, não cabendo qualquer a prévia e ampla defesa, aplicar à licitante vencedora multa de até 10% (dez por cento) sobre o
tipo de recurso ou indenização à empresa signatária do SRP. valor adjudicado;
4.4. A partir da vigência da Ata de Registro de Preços, o fornecedor se 11.3. Se a adjudicatária recusar-se a assinar a ARP injustificadamente
obriga a cumprir, na íntegra, todas as condições estabelecidas, ficando sujeito, inclusive, às ou entregar o produto sem apresentar situação regular no ato da assinatura do mesmo, garantida
penalidades pelo descumprimento de qualquer de suas cláusulas. prévia e ampla defesa, se sujeita às seguintes penalidades:
11.3.1. Multa de até 10% sobre o valor adjudicado.
CLÁUSULA QUINTA - DO PREÇO 11.3.2. Suspensão temporária de participar de licitações e impedimento
5.1. O preço unitário registrado para a empresa signatária deste de contratar com a CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO/MT, por prazo de até 2 (dois) anos
instrumento é aquele constante na Planilha Demonstrativa de Preços e Classificação, conforme 11.3.3. Declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a
cláusula segunda desta ARP. Administração Pública.
11.4. A licitante, adjudicatária ou contratada que deixar de entregar ou
CLÁUSULA SEXTA - MODO DE RECEBIMENTO apresentar documentação falsa exigida para o certame, ensejar o retardamento da execução de
6.1. O recebimento provisório ocorrerá no momento da entrega ao seu objeto, não mantiver a proposta, falhar ou fraudar na execução do contrato, comportar-se de
Responsável da Secretaria requisitante que verificará e confrontará qualidade do produto entregue modo inidôneo ou cometer fraude fiscal, garantida prévia e ampla defesa, ficará impedida de licitar
com o especificado no Termo de Referência. e contratar com esta Câmara pelo prazo de até 02 (dois) anos.
6.2. O recebimento definitivo deverá ocorrer após a conferência dos 11.5. A multa, eventualmente imposta à adjudicatária, será
produtos. automaticamente descontada da fatura a que fizer jus, acrescida de juros moratórios de 1% (um
6.3. Em se verificando vícios ou defeitos nos produtos, o fornecedor será por cento) ao mês. Caso a contratada não tenha nenhum valor a receber desta Câmara, ser-lhe-á
informado para corrigi-lo imediatamente, ficando nesse período interrompida a contagem do prazo concedido o prazo de 5 (cinco) dias úteis, contados de sua intimação, para efetuar o pagamento da
para recebimento definitivo. multa. Após esse prazo, não sendo efetuado o pagamento, seus dados serão encaminhados ao
6.4. A informação ao fornecedor sobre vícios ou defeitos na entrega dos órgão competente para que seja inscrita na dívida ativa do Município, podendo, ainda a
produtos será realizada pelo Gestor da ARP. Administração proceder à cobrança judicial da multa.
11.6. As multas previstas nesta seção não eximem a adjudicatária da
CLÁUSULA SÉTIMA – OBRIGAÇÕES GERAIS DO FORNECEDOR reparação dos eventuais danos, perdas ou prejuízos que seu ato punível venha causar à
7.1. Manter, durante a vigência da ARP, todas as condições de Administração.
regularidade fiscal, trabalhista e previdenciária exigidas no edital de licitação respectivo. 11.7 Se a Contratada não proceder ao recolhimento da multa no prazo
7.2. Executar fielmente o objeto desta ARP, comunicando, de 5 (cinco) dias úteis, contados da intimação, o respectivo valor será descontado dos créditos que
imediatamente, ao representante legal da Câmara qualquer fato impeditivo de seu cumprimento. esta possuir com esta Câmara, e se estes não forem suficientes, o valor que sobejar será
7.3. Responder às notificações no prazo estabelecido. encaminhado para inscrição em Dívida Ativa e execução pela CÂMARA MUNICIPAL DE
7.4. Efetuar a execução do objeto licitado, ainda que em quantidades SORRISO/MT;
diferentes ao previsto no Termo de Referencia. 11.8 Do ato que aplicar penalidade caberão recurso, no prazo de 05
7.5. Manter durante a execução do ARP todas as condições de (cinco) dias úteis, a contar da citação da intimação, podendo a Administração reconsiderar sua
habilitação exigidas em Edital. decisão ou nesse prazo encaminha-la devidamente informada para a apreciação e decisão
superior, dentro do mesmo prazo.
CLÁUSULA OITAVA - OBRIGAÇÕES ESPECIAIS DO ÓRGÃO
GERENCIADOR CLÁUSULA DECIMA SEGUNDA – DO REAJUSTE E CORREÇÃO
8.1. Gerenciar ARP através do Setor de Compras. MONETÁRIA
8.2. Cancelar, parcial ou totalmente, a ARP. 12.1. Os preços propostos não serão objeto de revisão entre as partes.
12.2. Durante a vigência da Ata de Registro de Preços não haverá
CLÁUSULA NONA – DO CANCELAMENTO DA ATA DE REGISTRO DE correção monetária.
PREÇOS
9.1. A Ata de Registro de Preços poderá ser cancelada, total ou CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA – DOCUMENTOS APLICÁVEIS
parcialmente, de forma unilateral pela CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO/MT, quando: 13.1. Esta Ata de Registro de Preços vincula-se às disposições contidas
a) O fornecedor não dispuser a substituir os produtos que vierem a nos documentos a seguir especificados, cujos teores são conhecidos e acatados pelas partes:
apresentar defeitos de qualidade; a) Edital de Pregão Presencial nº 007/2018 e Termo de Referência;
b) O fornecedor não cumprir as obrigações constantes deste b) Ata da Sessão Pública;
Instrumento; c) Proposta escrita do fornecedor e/ou recomposição de preços, caso
c) O fornecedor, na execução da ARP, incorrer numa das hipóteses houver.
enumeradas no artigo 78 da Lei n. 8.666/93;
d) Por razões de interesse público devidamente demonstrado e CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA - DAS PRERROGATIVAS DO ÓRGÃO
justificado nos autos; GERENCIADOR
e) Não aceitar reduzir seu preço registrado, na hipótese de este se 14.1. A CONTRATADA reconhece os direitos do CONTRATANTE,
tornar superior àqueles praticados no mercado; relativos a presente ARP, a seguir especificados:
f) tiver presentes razoes de interesse público. a) Modifica-la unilateralmente, para melhor adequação às finalidades do
9.2. O cancelamento da Ata de Registro de Preços, nas hipóteses interesse público, nos termos do artigo 65 da Lei nº 8.666 de 21.06.93, respeitados os direitos da
previstas assegurando o contraditório, será comunicado ao fornecedor e publicado na Imprensa CONTRATADA;
Oficial. b) Extingui-la, unilateralmente, nos casos especificados no inciso I do
artigo 79 da Lei nº 8.666/93;
CLÁUSULA DÉCIMA – DO PAGAMENTO c) Aplicação das sanções motivadas pela inexecução total ou parcial da
10.1. Os pagamentos serão efetuados à adjudicatária em até 05 (cinco) ARP;
dias após a apresentação da Nota Fiscal devidamente atestada pelo responsável do recebimento d) Fiscalização da execução do ajuste.
dos serviços, cumpridas todas as exigências deste edital e da ata de registro de preços;
10.1.1. Havendo atraso nos pagamentos, sobre a quantia devida incidirá CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
juros moratórios, à razão de 0,01% (zero vírgula zero um por cento) ao dia de atraso, calculados 15.1. O fornecedor obriga-se a manter em compatibilidade com as
em relação ao atraso verificado. obrigações por ele assumida, todas as condições de habilitação e qualificação exigidas na licitação
10.2. Constatando-se qualquer incorreção na Nota Fiscal, bem como e a cumprir fielmente as Cláusulas ora avençadas, e ainda com as normas previstas na Lei n.
qualquer outra circunstância que desaconselhe o seu pagamento, o prazo para pagamento 8.666/93 e legislação complementar, durante a vigência desta Ata de Registro de Preços.
constante do item acima fluirá a partir da respectiva regularização.
10.3. A CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO não efetuará pagamento de CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA - DA PUBLICAÇÃO
título descontado ou por meio de cobrança em banco, bem como os que forem negociados com 16.1. Para eficácia do presente instrumento, a Contratante providenciará
terceiros por intermédio da operação de “factoring”. seu extrato de publicação na Imprensa Oficial do Estado, em conformidade com o disposto no art.
10.4. A CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO efetuará o pagamento por 20 do Decreto nº 3.555/2000.
meio de cheque nominal ou transferência bancária.
10.5. A nota fiscal deverá ser emitida em nome da CÂMARA MUNICIPAL CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA - DO FORO
DE SORRISO/MT, inscrita no CNPJ sob o nº 03.238.755/0001-17.

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 32
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

17.1. Fica eleito o Foro de Sorriso/MT para dirimir quaisquer convencional, com cerdas flexível, sem
controvérsias advindas da execução desta Ata de Registro de Preços. alça, cabo de plástico, medindo 30 cm, na Import
17.2. E por estarem de acordo, depois de lidos e assinados, as partes cor branca
firmam o presente ARP em 02(duas) vias de igual teor e forma, para um só efeito legal, na forma
do art. 60 da Lei nº 8.666/93. 31 Luvas Forradas de Látex - Grande Par 45 Talge 2,70 121,50
32 Luvas Forradas de Látex - Media Par 45 Talge 2,70 121,50
Sorriso/MT, 22 de Maio de 2018.
33 Luvas Forradas de Látex - Pequena Par 45 Talge 2,70 121,50
Ultra
34 Odorizador de Ambiente 400 ml 150 9,60 1.440,00
FABIO GAVASSO fresh
PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO 37 Pano de Limpeza Flanelado 40x60 Unid. 70 Daltextil 5,00 350,00
Empresas adjudicatárias: Pano de copa e cozinha - de algodão liso Tecelage
38 (para prato), medindo 43 x 67 cm, na cor Unid. 50 m 5,05 252,50
SUPERMERCADO IRMÃOS MALDANER LTDA branca, 100% algodão. Martins
CNPJ: 01.020.470/0001-80 Vassouram- plástica para jardim (24
MOACIR JOSÉ MALDANER 42 Unid. 8 Belfix 20,19 161,52
dentes com cabo)
CPF: 526.214.999-53
Sabonete - sabonete liquido, neutro,
45 comum para higiene das mãos, conteúdo 5000 ml 10 AUDAX 14,82 148,20
5 litros
ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 013/2018 SUPER UTIL
COMERCIAL LTDA Saco para lixo domestico - de polietileno,
48 Rolo/Pct 80 Plasnorte 13,90 1.112,00
com capacidade de 100 litros, 25 unid.
ATA DE REGISTRO DE PREÇOS que entre si celebram a CÂMARA Saponáceo - liquido, em frasco plástico 1ª
49 300ml 150 Audax 3,75 562,50
MUNICIPAL DE SORRISO/MT e as empresas vencedoras do certame licitatório referente ao linha
Pregão Presencial nº 007/2018, tendo por objeto “REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA E Toalha de rosto - toalha de rosto -
EVENTUAL AQUISIÇÃO DE MATERIAIS DE LIMPEZA, COPA/COZINHA PARA A CÂMARA 50 medindo (50x75) cm, nas cores variadas, Unid. 30 Daltextil 7,25 217,50
MUNICIPAL DE SORRISO – MT EXERCÍCIO DE 2018”., conforme condições e especificações
composto por no mínimo 90% de algodão
constantes neste edital e seus Anexos.

A CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO, inscrita no C.N.P.J. sob o nº.


03.238.755/0001-17, situada na AV. “Porto Alegre, Nº2615 - Centro – CEP: 78.890-000 - Município Valor total R$ 8.803,97 (oito mil oitocentos e três reais e noventa a sete
de Sorriso, neste ato representado pelo Presidente da Câmara Municipal senhor Fabio Gavasso, centavos).
brasileiro, casado, RG 1314202-0 SSP/MT e CPF n. 903.624.111-15, residente e domiciliado na
cidade de Sorriso, CEP 78.890-000, nesta cidade, com obediência geral a Lei nº 10.520 de CLAUSULA TERCEIRA – DA CONTRATAÇÃO
17/07/2002, pelo Decreto nº 3.555, de 08/08/2000, Lei Complementar 123/2006 e subsidiariamente 3.1. Para a presente contratação foi instaurado processo administrativo
pela Lei nº 8.666 de 21/06/1993 e, das demais normas legais aplicáveis, em face da classificação nº 015/2018 com fundamento nas Leis nº 10.520/02 e 8.666/93 e no Decreto nº 7892 de 23 de
das propostas apresentadas no Pregão Presencial nº 007/2018 para Registro de Preços, janeiro de 2013.
homologada pela Câmara Municipal, RESOLVEM registrar os preços das empresas vencedoras 3.2. Regularmente convocado para retirar e assinar esta Ata de Registro
que incidirá no valor dos Produtos, nas quantidades estimadas anuais, de acordo com a de Preços, o fornecedor cumprirá fazê-lo no prazo mínimo de 03 (três) dias úteis, prorrogáveis por
classificação por ela alcançada, atendendo as condições previstas no Instrumento Convocatório e uma única vez, se houver justificativa aceita pela Câmara, sujeitando-se às penalidades legalmente
seus Anexos e as constantes desta Ata de Registro de Preços, para formação do SISTEMA DE estabelecidas.
REGISTRO DE PREÇOS - SRP destinado a contratações futuras sujeitando-se as partes às
normas constantes das Leis e Decretos supracitados e em conformidade com as disposições a CLÁUSULA QUARTA - DA VALIDADE DA ATA DE REGISTRO DE
seguir. PREÇOS
4.1. O registro de preços constante desta Ata firmada entre a Câmara e
CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO as empresas que apresentaram as propostas classificadas em 1º lugar em consequência do
1.1. O objeto IMEDIATO do presente instrumento é de registrar o presente certame, terá validade pelo prazo de 12 (doze) meses contados a partir da assinatura da
PREÇO UNITÁRIO obtido na licitação PREGAO PRESENCIAL Nº 007/2018; O objeto IMEDIATO referida Ata de Registro de Preços.
do presente instrumento é de registrar o PREÇO UNITÁRIO obtido na licitação PREGAO 4.2. O prazo de validade da Ata de Registro de Preços será conforme a
PRESENCIAL Nº 007/2018; enquanto o objeto MEDIATO será contratação futura da empresa disposição do Art. 12 do Decreto 7892/2013, O prazo de validade da ata de registro de preços não
SUPER UTIL COMERCIAL LTDA, visando o fornecimento dos produtos constantes do aludido será superior a doze meses, incluídas eventuais prorrogações.
Termo de Referência que acompanhou o Edital da citada licitação e a proposta de preços que ora o 4.3. Durante o prazo de validade da ARP, a CÂMARA MUNICIPAL DE
integra. SORRISO/MT não ficará obrigada a adquirir os produtos exclusivamente pelo SRP, podendo
1.2. As quantidades a serem fornecidas constantes do Termo de realizar nova licitação quando julgar oportuno e conveniente, ou mesmo proceder às aquisições por
Referência que acompanhou o Edital da licitação são estimadas, podendo, nos limites do § 1º do dispensa ou inexigibilidade, se for o caso, nos termos da legislação vigente, não cabendo qualquer
art. 65 da LLC, ser acrescidas de conformidade com a demanda do período de vigência desta Ata tipo de recurso ou indenização à empresa signatária do SRP.
de Registro de Preços. 4.4. A partir da vigência da Ata de Registro de Preços, o fornecedor se
1.2.1. Em relação à eventuais decréscimos, não se aplica a regra obriga a cumprir, na íntegra, todas as condições estabelecidas, ficando sujeito, inclusive, às
contida no artigo 65, § II, inciso II, da Lei nº 8.666/93, podendo a CÂMARA MUNICIPAL DE penalidades pelo descumprimento de qualquer de suas cláusulas.
SORRISO adquirir quantidade inferior ao estimado, sem necessidade de anuência da signatária da
ARP. CLÁUSULA QUINTA - DO PREÇO
5.1. O preço unitário registrado para a empresa signatária deste
CLÁUSULA SEGUNDA - DA CLASSIFICAÇÃO DA EMPRESA instrumento é aquele constante na Planilha Demonstrativa de Preços e Classificação, conforme
2.1. Empresa vencedora: cláusula segunda desta ARP.
Empresa SUPER UTIL COMERCIAL LTDA.
CNPJ: 15.392.562/0001-03 I.E.: 13.452.060-02. CLÁUSULA SEXTA - MODO DE RECEBIMENTO
Endereço AVENIDA NATALINO JOÃO BRESCANSIN. nº 1014. Bairro 6.1. O recebimento provisório ocorrerá no momento da entrega ao
CENTRO. Responsável da Secretaria requisitante que verificará e confrontará qualidade do produto entregue
Cidade: SORRISO/MT. CEP: 78.890-000.Telefone: (066) 3544-9736 com o especificado no Termo de Referência.
e-mail: superutilsorriso@hotmail.com 6.2. O recebimento definitivo deverá ocorrer após a conferência dos
Representante legal: EDINO GNOATTO produtos.
R.G: 4.990.531-9 SSP/MT. CPF: 655.515.169-20. 6.3. Em se verificando vícios ou defeitos nos produtos, o fornecedor será
informado para corrigi-lo imediatamente, ficando nesse período interrompida a contagem do prazo
Valor Valor para recebimento definitivo.
Item Descrição Unit Qt Marca 6.4. A informação ao fornecedor sobre vícios ou defeitos na entrega dos
Unitário Total
produtos será realizada pelo Gestor da ARP.
Água mineral - natural sem gás,
acondicionada em garrafão polipropileno,
9 Unid. 200 Kaninde 11,00 2.200,00 CLÁUSULA SÉTIMA – OBRIGAÇÕES GERAIS DO FORNECEDOR
tampa de pressão e lacre, contendo 20
7.1. Manter, durante a vigência da ARP, todas as condições de
litros, sem vasilhame
regularidade fiscal, trabalhista e previdenciária exigidas no edital de licitação respectivo.
Garrafa – garrafa térmica, revestida em 7.2. Executar fielmente o objeto desta ARP, comunicando,
12 inox, ampola de vidro temperado, com Unid. 18 Invicta 94,00 1.692,00 imediatamente, ao representante legal da Câmara qualquer fato impeditivo de seu cumprimento.
tampa, alça e rosca e pressão. 1.9l. 7.3. Responder às notificações no prazo estabelecido.
Globo 7.4. Efetuar a execução do objeto licitado, ainda que em quantidades
18 Aromatizante p/ carro 60 ml Unid. 10 7,95 79,50 diferentes ao previsto no Termo de Referencia.
Brasil
7.5. Manter durante a execução do ARP todas as condições de
Baldes - em plástico, com capacidade de habilitação exigidas em Edital.
19 Unid. 15 Arqplast 8,65 129,75
17 litros
Esponja para limpeza - tipo dupla face, CLÁUSULA OITAVA - OBRIGAÇÕES ESPECIAIS DO ÓRGÃO
medindo no mínimo de 100x70x20 mm, GERENCIADOR
24 Unid. 50 Plastgran 0,83 41,50 8.1. Gerenciar ARP através do Setor de Compras.
com formato retangular, poliuretano com
bactericida, na cor verde/amarela 8.2. Cancelar, parcial ou totalmente, a ARP.
26 Escova para limpeza - vaso sanitário, Unid. 15 Inga 3,50 52,50

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 33
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

CLÁUSULA NONA – DO CANCELAMENTO DA ATA DE REGISTRO DE 12.2. Durante a vigência da Ata de Registro de Preços não haverá
PREÇOS correção monetária.
9.1. A Ata de Registro de Preços poderá ser cancelada, total ou
parcialmente, de forma unilateral pela CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO/MT, quando: CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA – DOCUMENTOS APLICÁVEIS
a) O fornecedor não dispuser a substituir os produtos que vierem a 13.1. Esta Ata de Registro de Preços vincula-se às disposições contidas
apresentar defeitos de qualidade; nos documentos a seguir especificados, cujos teores são conhecidos e acatados pelas partes:
b) O fornecedor não cumprir as obrigações constantes deste a) Edital de Pregão Presencial nº 007/2018 e Termo de Referência;
Instrumento; b) Ata da Sessão Pública;
c) O fornecedor, na execução da ARP, incorrer numa das hipóteses c) Proposta escrita do fornecedor e/ou recomposição de preços, caso
enumeradas no artigo 78 da Lei n. 8.666/93; houver.
d) Por razões de interesse público devidamente demonstrado e
justificado nos autos; CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA - DAS PRERROGATIVAS DO ÓRGÃO
e) Não aceitar reduzir seu preço registrado, na hipótese de este se GERENCIADOR
tornar superior àqueles praticados no mercado; 14.1. A CONTRATADA reconhece os direitos do CONTRATANTE,
f) tiver presentes razoes de interesse público. relativos a presente ARP, a seguir especificados:
9.2. O cancelamento da Ata de Registro de Preços, nas hipóteses a) Modifica-la unilateralmente, para melhor adequação às finalidades do
previstas assegurando o contraditório, será comunicado ao fornecedor e publicado na Imprensa interesse público, nos termos do artigo 65 da Lei nº 8.666 de 21.06.93, respeitados os direitos da
Oficial. CONTRATADA;
b) Extingui-la, unilateralmente, nos casos especificados no inciso I do
CLÁUSULA DÉCIMA – DO PAGAMENTO artigo 79 da Lei nº 8.666/93;
10.1. Os pagamentos serão efetuados à adjudicatária em até 05 (cinco) c) Aplicação das sanções motivadas pela inexecução total ou parcial da
dias após a apresentação da Nota Fiscal devidamente atestada pelo responsável do recebimento ARP;
dos serviços, cumpridas todas as exigências deste edital e da ata de registro de preços; d) Fiscalização da execução do ajuste.
10.1.1. Havendo atraso nos pagamentos, sobre a quantia devida incidirá
juros moratórios, à razão de 0,01% (zero vírgula zero um por cento) ao dia de atraso, calculados CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
em relação ao atraso verificado. 15.1. O fornecedor obriga-se a manter em compatibilidade com as
10.2. Constatando-se qualquer incorreção na Nota Fiscal, bem como obrigações por ele assumida, todas as condições de habilitação e qualificação exigidas na licitação
qualquer outra circunstância que desaconselhe o seu pagamento, o prazo para pagamento e a cumprir fielmente as Cláusulas ora avençadas, e ainda com as normas previstas na Lei n.
constante do item acima fluirá a partir da respectiva regularização. 8.666/93 e legislação complementar, durante a vigência desta Ata de Registro de Preços.
10.3. A CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO não efetuará pagamento de
título descontado ou por meio de cobrança em banco, bem como os que forem negociados com CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA - DA PUBLICAÇÃO
terceiros por intermédio da operação de “factoring”. 16.1. Para eficácia do presente instrumento, a Contratante providenciará
10.4. A CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO efetuará o pagamento por seu extrato de publicação na Imprensa Oficial do Estado, em conformidade com o disposto no art.
meio de cheque nominal ou transferência bancária. 20 do Decreto nº 3.555/2000.
10.5. A nota fiscal deverá ser emitida em nome da CÂMARA MUNICIPAL
DE SORRISO/MT, inscrita no CNPJ sob o nº 03.238.755/0001-17. CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA - DO FORO
10.6. As despesas bancárias decorrentes de transferência de valores 17.1. Fica eleito o Foro de Sorriso/MT para dirimir quaisquer
para outras praças serão de responsabilidade do CONTRATADO; controvérsias advindas da execução desta Ata de Registro de Preços.
10.7. O pagamento efetuado ao contratado não o isentará de suas 17.2. E por estarem de acordo, depois de lidos e assinados, as partes
responsabilidades vinculadas a prestações dos serviços, especialmente aquelas relacionadas com firmam o presente ARP em 02(duas) vias de igual teor e forma, para um só efeito legal, na forma
a qualidade e garantia dos serviços oferecidos. do art. 60 da Lei nº 8.666/93.
10.8. Toda Nota Fiscal deverá ser entregue em duas vias;
10.9. No preço a ser pago deverão estar inclusas todas as despesas Sorriso/MT, 22 de Maio de 2018.
inerentes a: salários, encargos sociais, tributários, trabalhistas e comerciais, produtos, enfim todas
as despesas necessárias ao fornecimento do objeto desta licitação.
10.10. A CÂMARA efetuará a retenção dos impostos e encargos legais FABIO GAVASSO
sobre as Notas Fiscais, quando for o caso. PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO

CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA – DAS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS Empresas adjudicatárias:


11.1. O descumprimento injustificado das obrigações assumidas nos
termos desta ARP sujeita a licitante vencedora a multas, consoante o caput e §§ do art. 86 da Lei
nº 8.666/93 e alterações posteriores, incidentes sobre o valor Adjudicado, na forma seguinte: SUPER UTIL COMERCIAL LTDA
11.1.2. A inexecução do Contrato é considerada infração grave, já que CNPJ: 15.392.562/0001-03
importa no descumprimento do Objeto licitado incidindo todas as sanções legais. EDINO GNOATTO
11.2. Sem prejuízo das sanções cominadas no art. 87, I, III e IV, da Lei CPF: 655.515.169-20.
8.666/93, pela inexecução total ou parcial do objeto adjudicado, a Administração poderá garantida
a prévia e ampla defesa, aplicar à licitante vencedora multa de até 10% (dez por cento) sobre o
valor adjudicado;
11.3. Se a adjudicatária recusar-se a assinar a ARP injustificadamente CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO VALE DO PEIXOTO
ou entregar o produto sem apresentar situação regular no ato da assinatura do mesmo, garantida
prévia e ampla defesa, se sujeita às seguintes penalidades:
11.3.1. Multa de até 10% sobre o valor adjudicado. LICITAÇÕES
11.3.2. Suspensão temporária de participar de licitações e impedimento
de contratar com a CÂMARA MUNICIPAL DE SORRISO/MT, por prazo de até 2 (dois) anos
11.3.3. Declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO VALE DO PEIXOTO
Administração Pública. AVISO DE ABERTURA DE LICITAÇÃO
11.4. A licitante, adjudicatária ou contratada que deixar de entregar ou PREGÃO PRESENCIAL - SRP Nº 006/2018
apresentar documentação falsa exigida para o certame, ensejar o retardamento da execução de
seu objeto, não mantiver a proposta, falhar ou fraudar na execução do contrato, comportar-se de O CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DA REGIÃO DO VALE
modo inidôneo ou cometer fraude fiscal, garantida prévia e ampla defesa, ficará impedida de licitar DO PEIXOTO, através da Equipe de Pregoeiro, torna-se público que realizará no próximo dia 15
e contratar com esta Câmara pelo prazo de até 02 (dois) anos. de junho de 2018, às 08:00 horas, na Sede do Consórcio, o PREGÃO PRESENCIAL SRP Nº
11.5. A multa, eventualmente imposta à adjudicatária, será 006/2018, com objeto de REGISTRO DE PREÇO PARA FUTURA E EVENTUAL
automaticamente descontada da fatura a que fizer jus, acrescida de juros moratórios de 1% (um CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA HABILITADA PARA FORNECIMENTO DE
por cento) ao mês. Caso a contratada não tenha nenhum valor a receber desta Câmara, ser-lhe-á MEDICAMENTOS, MATERIAL MÉDICO HOSPITALAR, E RADIOLÓGICOS EM ATENDIMENTO
concedido o prazo de 5 (cinco) dias úteis, contados de sua intimação, para efetuar o pagamento da AO HOSPITAL REGIONAL DE PEIXOTO DE AZEVEDO, CONSTANTES NO TERMO DE
multa. Após esse prazo, não sendo efetuado o pagamento, seus dados serão encaminhados ao REFERÊNCIA – anexo I, TUDO EM CONFORMIDADE COM AS DISPOSIÇÕES NO EDITAL E
órgão competente para que seja inscrita na dívida ativa do Município, podendo, ainda a SEUS ANEXOS, QUE O INTEGRAM E COMPLEMENTAM, PARA TODOS OS EFEITOS
Administração proceder à cobrança judicial da multa. JURÍDICOS LEGAIS, em atendimento ao Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região do
11.6. As multas previstas nesta seção não eximem a adjudicatária da Vale do Peixoto, localizado na Travessa Bartolomeu Dias, nº 269, Bairro Alvorada, Cep: 78.530-
reparação dos eventuais danos, perdas ou prejuízos que seu ato punível venha causar à 000, na Cidade de Peixoto de Azevedo/MT, conforme EDITAL Nº 010/2018, que poderá ser
Administração. adquirido pelo e-mail: cisvaledopeixoto@gmail.com, ou baixado gratuitamente no seguinte
11.7 Se a Contratada não proceder ao recolhimento da multa no prazo endereço eletrônico: www.cisvaledopeixoto.com.br, e maiores informações no Setor de Licitações,
de 5 (cinco) dias úteis, contados da intimação, o respectivo valor será descontado dos créditos que de segunda a sexta–feira, das 07h às 11h e 13h às 17h, ou pelo fone (66) 3575-2489.
esta possuir com esta Câmara, e se estes não forem suficientes, o valor que sobejar será
encaminhado para inscrição em Dívida Ativa e execução pela CÂMARA MUNICIPAL DE Peixoto de Azevedo MT, 22 de Maio de 2018.
SORRISO/MT;
11.8 Do ato que aplicar penalidade caberão recurso, no prazo de 05
(cinco) dias úteis, a contar da citação da intimação, podendo a Administração reconsiderar sua ACIOMAR MARQUES CARVALHO
decisão ou nesse prazo encaminhá-la devidamente informada para a apreciação e decisão Pregoeiro
superior, dentro do mesmo prazo.

CLÁUSULA DECIMA SEGUNDA – DO REAJUSTE E CORREÇÃO


MONETÁRIA CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO VALE DO PEIXOTO
12.1. Os preços propostos não serão objeto de revisão entre as partes. AVISO DE CREDENCIAMENTO DE SERVIÇOS MÉDICOS
EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA n° 004/2018

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 34
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

Inscrição n° 10/2018

O CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DA REGIÃO DO VALE


DO PEIXOTO, por meio de sua Presidente da Comissão Permanente de Licitação, torna público a CONSÓRCIO PÚBLICO DE SAÚDE VALE DO TELES PIRES
todos os interessados que a empresa M L GOIS FERREIRA ME (CNPJ nº 30.371.523/0001-49),
fora julgada APTA ao Edital N° 009/2018 da Chamada Pública n° 004/2018 para os serviços
médicos, no segmento de PRESTAÇÃO DE SERVIÇO MÉDICO NA ÁREA DE ATO
GINECOLOGIA/OBSTETRICIA, A SER REALIZADO NO HOSPITAL REGIONAL DE PEIXOTO DE
AZEVEDO, do respectivo chamamento público, produzindo desde já seus efeitos legais.
CONSÓRCIO PÚBLICO DE SAÚDE VALE DO TELES PIRES
Peixoto de Azevedo/MT, 21 de maio de 2018. INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO Nº 007/2017 - CREDENCIAMENTO
007/2017
12º RATIFICAÇÃO
VIVIAN LUCAS CASSIANO
Presidente – CPL O Presidente do Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires, Sr. Ari
Genezio Lafin, torna público, que tendo concordado com a justificativa apresentada pela
Assessoria Jurídica, no processo de Inexigibilidade de Licitação Nº 007/2017 - Credenciamento Nº
MICHELE MOCHI DOS ANJOS 007/2017, Credenciamento para prestação de serviços especializados na área de saúde, sendo
Secretária Executiva do CISVP CONSULTAS E EXAMES, para atendimento da demanda dos 15 (quinze) municípios integrantes
do Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires, de forma complementar da cobertura dos
serviços prestados pelas rede Municipais de Saúde/Sistema Único de Saúde, à pacientes
CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO VALE DO PEIXOTO encaminhados pelos Municípios, a Empresa: CLINICA MÉDICA DE PNEUMOGIA DE ITABUNA
AVISO DE CREDENCIAMENTO DE SERVIÇOS MÉDICOS LTDA EPP, inscrita no CNPJ com o nº 04.488.622/0001-61, em conformidade com as disposições
EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA n° 004/2018 contratuais, onde formulou-se expediente de Inexigibilidade de Licitação com fulcro nas
Inscrição n° 11/2018 disposições do art. 25 da Lei 8.666/93, RATIFICA a justificativa apresentada e autoriza a
contratação referida.
O CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DA REGIÃO DO VALE
DO PEIXOTO, por meio de sua Presidente da Comissão Permanente de Licitação, torna público a SEGUEM PROCEDIMENTOS HABILITADOS A SEREM
todos os interessados que a empresa TAVEIRA & DELAGIUSTINA LTDA-ME (CNPJ nº CREDENCIADOS, CONFORME TERMO DE REFERENCIA DO EDITAL DE CREDENCIAMENTO
10.589.532/0001-60), fora julgada APTA ao Edital N° 009/2018 da Chamada Pública n° 004/2018 Nº 007/2017:
para os serviços médicos, no segmento de PRESTAÇÃO DE SERVIÇO MÉDICO NA ÁREA DE
GINECOLOGIA/OBSTETRICIA, A SER REALIZADO NO HOSPITAL REGIONAL DE PEIXOTO DE EMPRESA: CLINICA MÉDICA DE PNEUMOGIA DE ITABUNA LTDA
AZEVEDO, do respectivo chamamento público, produzindo desde já seus efeitos legais. EPP
CNPJ nº 04.488.622/0001-61
Peixoto de Azevedo/MT, 21 de maio de 2018.
CONSULTAS ESPECIALIZADAS
VIVIAN LUCAS CASSIANO PROCEDIMENTO VALOR UNITÁRIO
Presidente – CPL CONSULTA EM PNEUMOLOGISTA R$ 120,00
EXAMES
MICHELE MOCHI DOS ANJOS PROCEDIMENTO VALOR UNITÁRIO
Secretária Executiva do CISVP ESPIROMETRIA OU PROVA DE FUNCAO PULMONAR
R$ 130,00
COMPLETA COM BRONCODILATADOR COM LAUDO

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO VALE DO PEIXOTO


AVISO DE CREDENCIAMENTO DE SERVIÇOS MÉDICOS
EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA n° 004/2018 Sorriso-MT, 22 de maio de 2018
Inscrição n° 12/2018

O CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DA REGIÃO DO VALE Ari Genezio Lafin


DO PEIXOTO, por meio de sua Presidente da Comissão Permanente de Licitação, torna público a Presidente
todos os interessados que a empresa DE RESENDE & FARIA LTDA-ME (CNPJ nº
16.541.758/0001-77), fora julgada APTA ao Edital N° 009/2018 da Chamada Pública n° 004/2018
para os serviços médicos, no segmento de PRESTAÇÃO DE SERVIÇO MÉDICO NA ÁREA DE LICITAÇÃO
PEDIATRIA, A SER REALIZADO NO HOSPITAL REGIONAL DE PEIXOTO DE AZEVEDO, do
respectivo chamamento público, produzindo desde já seus efeitos legais.
CONSORCIO PÚBLICO DE SAÚDE VALE DO TELES PIRES
Peixoto de Azevedo/MT, 21 de maio de 2018.
EDITAL
PREGÃO PRESENCIAL Nº 002/2018
VIVIAN LUCAS CASSIANO
Objeto: Contratação de Empresa Especializada em Gestão de Saúde
Presidente – CPL
Pública, Assessoria, capacitação, Desenvolvimento Profissional e Educação Continuada, para
atender as Secretarias Municipais de Saúde dos 15 municípios integrantes deste Consórcio.
MICHELE MOCHI DOS ANJOS
Data: 08/06/2018
Secretária Executiva do CISVP
Entrega Envelopes e do credenciamento: Das 8:30 h às 9 h
Abertura dos Envelopes: 09:00 horas
Local: Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires – situado na
TERMO DE RATIFICAÇÃO Avenida Blumenau, 500, Jardim Amazônia- Sorriso/MT. CEP 78.890-000.
Inexigibilidade de Licitação n° 024/2018 Edital Completo: Disponível na sede do Consórcio Público de Saúde
Vale do Teles Pires e no Site www.consorciovaledotelespires.com.br.
O Consorcio Intermunicipal de Saúde da Região do Vale do Peixoto, por
meio de sua Secretária Executiva, torna pública a ratificação do procedimento de inexigibilidade de Sorriso- MT, 22 de maio de 2018.
licitação em epígrafe, visando a contratação da empresa D.M.B. DA SILVA, (CNPJ/MF nº
29.987.569/0001-74), no valor global de R$ 41.100,00 (QUARENTA E UM MIL E CEM REAIS),
tendo como fundamento o artigo 25, caput da Lei Federal n° 8.666/93, tendo como objeto os itens Angélica Tamara dos Santos
da Relação de Serviços Médicos em CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO MÉDICO CLINICO GERAL Pregoeira
PLANTONISTA, SENDO 24 (VINTE E QUATRO) PLANTÕES DE 12 (DOZE) HRS FERIADO E
FINAIS DE SEMANA e CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO MÉDICO CLINICO GERAL
PLANTONISTA, SENDO 12 (DOZE) PLANTÕES DE 12 (DOZE) HRS DURANTE A SEMANA do
respectivo chamamento público e do Anexo I do Edital nº 004/2018 da Chamada Pública n° DEPARTAMENTO DE ÁGUA E ESGOTO DE VÁRZEA GRANDE
002/2018, que dispõe sobre credenciamento dos serviços por preço fixo.

Peixoto de Azevedo/MT, 27 de ABRIL de 2018. ATO

VIVIAN LUCAS CASSIANO AVISO DE INCLUSÃO DE ADENDO


Presidente – CPL PREGÃO PRESENCIAL Nº. 004/2018

O Diretor Presidente do Departamento de Água e Esgoto de Várzea


MICHELE MOCHI DOS ANJOS Grande/MT, no uso de suas atribuições, torna público e para conhecimento dos Licitantes e de
Secretária Executiva do CISVP quem mais possa interessar que: O processo Licitatório Modalidade PREGÃO PRESENCIAL N°

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 35
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

004/2018, SISTEMA REGISTRO DE PREÇO tendo como objeto: Futura e eventual contratação direito a paridade, conforme o processo do PREVIARA n.º 002/2018, a partir desta data, até
de empresa especializada no fornecimento de Materiais Elétricos, para atender a demanda do posterior deliberação.
Departamento de Água e Esgoto do município de Várzea Grande – MT, sofreu adequação no
Termo de Referencia, conforme Adendo e seu anexo, ficando ratificada a data de realização Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua assinatura,
do certame prevista para o dia 28 de maio de 2018, às 09h 00min (horário de Mato Grosso). retroagindo seus efeitos a partir de 01 de maio de 2018, revogados as disposições em contrárias.
O ADENDO encontra-se disponível no site www.daevg.com.br.
Registre, publique e cumpra-se.
Várzea Grande-MT, 22 de maio de 2018.
Araputanga – MT, 17 de maio de 2018.

RICARDO AZEVEDO ARAÚJO


DIRETOR PRESIDENTE - DAE/VG MARIONY SOARES DE OLIVEIRA
Diretora Executiva
Previara
FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DE ALTO ARAGUAIA HOMOLOGO:

JOEL MARINS DE CARVALHO


PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO Prefeito Municipal

EDITAL Nº 001/2018 FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES DE


PROCESSO ELEITORAL CONSELHO FISCAL E CURADOR
EDITAL COMPLEMENTAR Nº 02
BARRA DO GARÇAS

A Comissão Eleitoral, nomeada pela Portaria nº. 276, de 20 de Abril de


2018, para conduzir o Processo Eleitoral dos CONSELHOS FISCAL E CURADOR do Fundo PORTARIA N.º 135/2018
Municipal de Previdência Social dos Servidores de Alto Araguaia, para o biênio de 2018/2019, no
uso de suas atribuições legais, torna pública a Relação de Candidatos Registrados Aptos para a “Dispõe sobre a concessão do benefício de Aposentadoria Por Tempo
escolha dos membros dos conselhos: De Contribuição á servidora Sra. Neuza Nemerski.”

CARGO – CONSELHO FISCAL O Prefeito do Município de BARRA DO GARÇAS, Estado de Mato


Deusdete Teodoro de Resende Grosso, no uso de suas atribuições legais e,
Juracy Candido Xavier
Manoel Messias de Souza Lima Com fundamento no Art. 6º, I, II, III e IV da Emenda Constitucional nº.
Samuel Coresma Vieira 41/2003, de 19.12.2003, e artigo 40, § 5º da Constituição Federal de 1988 c/c o art. 12, § 3º e
Sebastião Elias Filho artigo 81, I, II, III e IV da Lei Municipal n.º 083/2004, de 27 de Dezembro de 2004, que rege a
Valdevino Martins Pinheiro previdência municipal,

Resolve:
CARGO – CONSELHO CURADOR
Claudia Cezar de Azevedo Art. 1º Conceder o benefício de Aposentadoria por Tempo de
Fabiano Fialho de Rezende Contribuição, a servidora Sra. NEUZA NEMERSKI, portadora da cédula de identidade RG nº.
Gilcimar Aparecido Moraes Siqueira 0697179-2 SESP/MT e CPF nº. 468.608.861-53, efetiva no cargo de PROFESSOR, com uma
Gonçalo Jesus de Souza jornada de 30 horas, Classificada no PCCS Classe “C”, Nível “06”, lotada na Secretaria Municipal
Jeane Oliveira Borges de Educação na Prefeitura de Barra do Garças/MT, com proventos INTEGRAIS e com PARIDADE,
José Carlos Monteiro conforme processo administrativo do BARRA-PREVI, n.º 2018.04.00180P, a partir desta data até
Liane dos Santos Barbosa posterior deliberação.
Nelcy Pio Peron
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação,
revogadas as disposições em contrário.
Esta Relação de Candidatos Registrados Aptos encontram-se a
disposição dos interessados no Quadro Mural da Prefeitura de Alto Araguaia, Câmara Municipal e Registre-se, publique-se, cumpre-se.
Previmar, bem como no endereço eletrônico: www.altoaraguaia.mt.gov.br Barra do Garças - MT, 17 de Maio de 2018.

Alto Araguaia - MT, 22 de Maio de 2018.


Roberto Angelo de Farias
Prefeito Municipal

Paula Dayane Souza Santos Dercionil Teodoro de Resende


Presidente Membro PORTARIA N.º 136/2018

“Dispõe sobre a concessão do benefício de Aposentadoria Por Tempo


De Contribuição a servidora Sra. Ivone Cecília Alves.”
Thabata Larissa Leal Magalhaes Waldschmidt
Membro O Prefeito do Município de BARRA DO GARÇAS, Estado de Mato
Grosso, no uso de suas atribuições legais e,

Com fundamento no Art. 6º, I, II, III e IV da Emenda Constitucional nº.


FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DE ARAPUTANGA 41/2003, de 19.12.2003, c/c o art. 81, I, II, III e IV da Lei Municipal n.º 083/2004, de 27 de
Dezembro de 2004, que rege a previdência municipal,

PORTARIA Resolve:

Art. 1º Conceder o benefício de Aposentadoria Por Tempo De


Contribuição, a servidora Sra. IVONE CECÍLIA ALVES, portadora da cédula de identidade RG nº.
PORTARIA N.º 043/2018 2019677/2.A VIA DGPC/GO e CPF nº. 481.762.571-68, efetiva no cargo de Apoio Administrativo
Educacional, com uma jornada de trabalho de 40 horas, classificada no PCCS Classe “A”, Nível
“Dispõe sobre a concessão do benefício de aposentadoria por invalidez “09”, lotada na Secretaria Municipal de Educação na Prefeitura de Barra do Garças/MT, com
do Sr. Genilson Batista de Oliveira”. proventos INTEGRAIS e com PARIDADE, conforme processo administrativo do BARRA-PREVI,
n.º 2018.04.00119P, a partir desta data até posterior deliberação.
A Diretora Executiva do PREVIARA, Instituto Municipal de Previdência
Social dos Servidores Públicos do Município de Araputanga, Estado de Mato Grosso, no uso de Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação,
suas atribuições legais nos termos do Art. 6-A, § único, da emenda constitucional n. º 41, com revogadas as disposições em contrário.
redação determinada pela emenda constitucional de n. º 70, de 29 de março de 2012, Art. 12,
inciso “I”, alínea “a”, da Lei Municipal n. º 636/2005, de 03 de junho de 2005. Registre-se, publique-se, cumpre-se.
Barra do Garças - MT, 17 de Maio de 2018.
Resolve,

Art. 1º Conceder o benefício de aposentadoria por invalidez ao Roberto Angelo de Farias


servidor Sr. Genilson batista de Oliveira, portador do RG. n.º 0643119-4 - SSP/MT e inscrito no Prefeito Municipal
CPF n.º 420.192.491-20, e Título de Eleitor n.º 12076681864, Zona “041”, Seção “0023”, efetivo no
cargo de Vigia, Classe “E”, Grau “03”, lotado na Secretaria Municipal de Educação e Cultura,
com matricula n.º 052, contando com um total de 10.361 dias, ou seja, 28 (vinte e oito) anos 04
(quatro) meses e 21 (vinte e um) dias de contribuições, com proventos proporcionais e sem PORTARIA N.º 137/2018

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 36
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

“Dispõe sobre a concessão do benefício de Aposentadoria por Invalidez


ao Servidor Sr. Hermes Pereira de Sousa” PORTARIA N.º 140/2018
O Prefeito do Município de Barra do Garças, Estado de Mato Grosso, no “Dispõe sobre a concessão do benefício de Aposentadoria Por Tempo
uso de suas atribuições legais e nos termos do artigo 40, §1º, inciso I, § 3º e § 17 da Constituição De Contribuição a servidora Sra. Julia da Silva Varjão.”
Federal de 1988, com redação dada pela EC 41/2003 c/c art. 12, inciso I, alínea “a” e art. 14,
ambos da Lei Complementar Municipal 083/2004, que rege a Previdência Municipal, O Prefeito do Município de BARRA DO GARÇAS, Estado de Mato
Grosso, no uso de suas atribuições legais e,
Resolve:
Com fundamento no Art. 6º, I, II, III e IV da Emenda Constitucional nº.
Art. 1º Conceder o benefício de Aposentadoria por Invalidez, ao Sr. 41/2003, de 19.12.2003, c/c o art. 81, I, II, III e IV da Lei Municipal n.º 083/2004, de 27 de
HERMES PEREIRA DE SOUSA, brasileiro, portador do RG nº 0482617-5 SSP/MT e CPF nº Dezembro de 2004, que rege a previdência municipal,
329.279.401-34, servidor efetivo no cargo de Agente de Saúde Ambiental, com uma jornada de
trabalho de 40 horas, classificado no PCCS Classe “A”, Nível “4”, lotado na Secretaria Municipal de Resolve:
Saúde na Prefeitura de Barra do Garças, com proventos integrais à media aritmética obtida,
conforme processo administrativo do BARRA-PREVI, n.º 2018.03.00170P. Art. 1º Conceder o benefício de Aposentadoria Por Tempo De
Contribuição, a servidora Sra. Julia da Silva Varjão, portadora da cédula de identidade RG nº.
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, 612394 SSP/MT e CPF nº. 378.287.701-20, efetiva no cargo de Atendente de Enfermagem, com
revogadas as disposições em contrário. uma jornada de trabalho de 40 horas, classificada no PCCS Classe “A”, Nível “09”, lotada na
Secretaria Municipal de Saúde na Prefeitura de Barra do Garças/MT, com proventos INTEGRAIS e
Registre-se, publique-se, cumpre-se. com PARIDADE, conforme processo administrativo do BARRA-PREVI, n.º 2018.04.00134P, a partir
desta data até posterior deliberação.
Barra do Garças/MT, 18 de Maio de 2018.
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação,
revogadas as disposições em contrário.
ROBERTO ÂNGELO DE FARIAS
Prefeito Municipal Registre-se, publique-se, cumpre-se.
Barra do Garças - MT, 18 de Maio de 2018.

PORTARIA N.º 138/2018


Roberto Angelo de Farias
“Dispõe sobre a concessão do benefício de Aposentadoria por Invalidez Prefeito Municipal
Permanente ao Servidor Sr. Valmir Gomes de Souza.”

PORTARIA N.º 141/2018


O Prefeito do Município de Barra do Garças, Estado de Mato Grosso, no
uso de suas atribuições legais e nos termos do artigo 6º - A da EC 41/2003, com redação dada “Dispõe sobre a concessão do benefício de Aposentadoria por Idade à
pela EC 70/2012, c/c art. 12, inciso I, alínea “a” da Lei Complementar Municipal 083/2004, que rege servidora Sra. Ana Maria dos Santos.”
a Previdência Municipal,
O Prefeito do Município de Barra do Garças, Estado de Mato Grosso, no
Resolve: uso de suas atribuições legais e,
Art. 1º Conceder o benefício de Aposentadoria por Invalidez Considerando o preenchimento dos pressupostos legais contidos no art.
Permanente ao Sr. Valmir Gomes de Souza, brasileiro, portador do RG nº 340500 SSP/MT e CPF 40, § 1º, inciso III, alínea “b”, § 3º, e § 17 da Constituição Federal de 1988, com redação dada pela
nº 284.240.931-00, servidor efetivo no cargo de Auxiliar de Serviços Gerais, com uma jornada de Emenda Constitucional n.º 41/2003, c/c art. 12, inciso III, alínea “b” da Lei Complementar Municipal
trabalho de 40 horas, classificado no PCCS Classe “A”, Nível “9”, lotado na Secretaria Municipal de n.º 083 de 27 de dezembro de 2004, que rege a Previdência Municipal,
Obras e Viação na Prefeitura de Barra do Garças, com proventos proporcionais, conforme
processo administrativo do BARRA-PREVI, n.º 2018.03.00105P. RESOLVE:
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, Art. 1º Conceder o benefício de Aposentadoria por Idade à servidora
revogadas as disposições em contrário. Sra. ANA MARIA DOS SANTOS, portadora da cédula de identidade RG n.º 0552096-7 SSP/MT e
inscrita no CPF sob o n.º 986.589.051-87, efetiva no cargo de Auxiliar De Serviços Gerais, com
Registre-se, publique-se, cumpre-se. uma jornada de trabalho de 40 horas, Classificada no PCCS na Classe “A”, Nível “09”, lotado na
Secretaria de Obras e Viação da Prefeitura de Barra do Garças - MT, com proventos proporcionais
Barra do Garças/MT, 18 de Maio de 2018. contidos na planilha de cálculo de proventos, conforme processo administrativo do BARRA -
PREVI, n.º 2018.02.00131P, a partir desta data até posterior deliberação.
Roberto Ângelo De Farias Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação,
Prefeito Municipal revogadas as disposições em contrário.

Registre-se, publique-se, cumpra-se.


PORTARIA N.º 139/2018
Barra do Garças/MT, 18 de Maio de 2018.
“Dispõe sobre a concessão do benefício de Aposentadoria Por Tempo
De Contribuição á servidora Sra. Ruth de Oliveira Luiz.”
Roberto Ângelo de Farias
O Prefeito do Município de BARRA DO GARÇAS, Estado de Mato Prefeito Municipal
Grosso, no uso de suas atribuições legais e,

Com fundamento no Art. 6º, I, II, III e IV da Emenda Constitucional nº.


41/2003, de 19.12.2003, e artigo 40, § 5º da Constituição Federal de 1988 c/c o art. 12, § 3º e FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES DE
artigo 81, I, II, III e IV da Lei Municipal n.º 083/2004, de 27 de Dezembro de 2004, que rege a NORTELÂNDIA
previdência municipal,

Resolve: ATO
Art. 1º Conceder o benefício de Aposentadoria por Tempo de
Contribuição, a servidora Sra. RUTH DE OLIVEIRA LUIZ, portadora da cédula de identidade RG
nº. 1267391 2.A VIA SSP/GO e CPF nº. 284.150.861-72, efetiva no cargo de PROFESSOR, com AVISO DE RETIFICAÇÃO DE PUBLICAÇÃO DE LICITAÇÃO -
uma jornada de 40 horas, Classificada no PCCS Classe “C”, Nível “09”, lotada na Secretaria TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2018
Municipal de Educação na Prefeitura de Barra do Garças/MT, com proventos INTEGRAIS e com
PARIDADE, conforme processo administrativo do BARRA-PREVI, n.º 2018.04.00164P, a partir A Comissão Permanente de Licitação-CPL da Prefeitura Municipal de
desta data até posterior deliberação. Nortelândia-MT, vem, através deste, comunicar aos interessados que será realizada Licitação na
modalidade Tomada de Preços, com o seguinte objeto:“PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, APLICAÇÃO DE PAVIMENTO EM PRÉ-MISTURADO A FRIO – PMF RUAS DOM AQUINO, 21
revogadas as disposições em contrário. DE ABRIL, VER. TIBURCIO G. PORTELA, BAHIA, MATO GROSSO, CUIABÁ, JOÃO PESSOA,
QUINTINO BOCAIÚVA E AV. CAMPO GRANDE”, conforme descrito no Edital e anexos, com
Registre-se, publique-se, cumpre-se. recursos oriundos do com recursos provenientes DA SECRETARIA DE ESTADO DAS CIDADES-
Barra do Garças - MT, 18 de Maio de 2018. SECID, Convênio sob o nº 1024-2017 . Tipo: menor preço global. Data de abertura: 08 de JUNHO
de 2018. Horário: 07:30 horas. Local: Avenida Prefeito João Macaúba, 82, Centro, Nortelândia-MT -
CEP: 78430-000. O edital completo e seus anexos estarão disponíveis na sede da Prefeitura,
Roberto Angelo de Farias telefone (65) 3346-1411, ou no site www.nortelandia.mt.gov.br licitações.
Prefeito Municipal

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 37
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

Nortelândia-MT, 22 de maio de 2018. Marinéia da Silva Munhoz


Prefeita Municipal

Edna Alves da Silva


Presidente da CPL
INSTITUTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS
SERVIDORES DE LUCAS DO RIO VERDE/MT
FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES DE
SORRISO PORTARIA N.º 144/2018

“Dispõe sobre a concessão do benefício AUXÍLIO-DOENÇA da servidora


PORTARIA MARIA DAS GRAÇAS DE ALMEIDA.”

A Sra. JULIANA TIRLONI PINTO, Diretora Executiva do PREVILUCAS -


Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de LUCAS DO RIO VERDE, Estado de
PORTARIA N.º 141/2018
MT, no uso de suas atribuições legais e nos termos do Art. 17, da Lei Municipal nº. 2697 de 16 de
Outubro de 2017, que rege a previdência municipal, resolve:
“Dispõe sobre a retificação do Termos da portaria nº 027/2018 a qual
concede o benefício de Aposentadoria Por Invalidez em favor da Servidora Sr.ª Ceni Aparecida
Art. 1º Conceder o benefício AUXÍLIO-DOENÇA, a servidora Sra. MARIA
Groff”.
DAS GRAÇAS DE ALMEIDA, efetiva no cargo de PROFESSORA DE LINGUA PORTUGUESA 30
HORAS, lotada na PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE, com vencimentos
O Diretor Executivo do PREVISO - Fundo Municipal de Previdência
integrais, a partir de 10 de MAIO de 2018 e término em 23 de AGOSTO de 2018, conforme
Social dos Servidores do Município de Sorriso, Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições
processo administrativo do PREVILUCAS, n.º 2018.05.12615R4.
legais e nos termos do Art. 40, § 1º, inciso I, da Constituição da República Federativa do Brasil,
com redação data pela Emenda Constitucional n.º 41/2003, de 19 de dezembro de 2003; Lei
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de 10/05/2018, revogadas as
Complementar n.º 138/2011 de 26 de Agosto de 2011, que dispõe sobre o Plano de Cargos,
disposições em contrário.
Carreiras e Vencimentos Aplicáveis aos Profissionais do Sistema Único de Saúde do Município de
Sorriso - MT; Art. 12, inciso I, alínea “a”, combinado com o Artigo 14 da Lei Complementar n.º
Registre-se, publique-se, cumpre-se.
170/2013 de 08 de Maio de 2013, que rege o Regime Próprio de Previdência Social de Sorriso/MT.
LUCAS DO RIO VERDE - MT, 16/05/2018.
Resolve,
JULIANA TIRLONI PINTO
Art. 1º Conceder o benefício de Aposentadoria Por Invalidez em favor
Diretora Executiva do PREVILUCAS
da Sr.ª Ceni Aparecida Groff, portadora do RG nº 4.913.664-1 SSP/PR e do CPF nº 825.886.009-
72, efetiva no cargo de Técnico em Enfermagem, Classe “A”, Nível “III”, lotada na Secretaria
Municipal de Saúde e Saneamento, a referida servidora conta com 3.141 dias trabalhados, ou seja,
08 anos, 07 meses e 11 dias, com Proventos Integrais da Média de Contribuição, conforme o PORTARIA N.º 145/2018
processo do PREVISO n.º 2018.06.00000001.
“Dispõe sobre a concessão do benefício AUXÍLIO-DOENÇA da servidora
Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, com LOURDES HELENA ALVES DE OLIVEIRA.”
efeitos retroativos a 07 de Fevereiro de 2018, revogadas as disposições em contrário.
A Sra. JULIANA TIRLONI PINTO, Diretora Executiva do PREVILUCAS -
Registre, publique e cumpra-se. Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de LUCAS DO RIO VERDE, Estado de
MT, no uso de suas atribuições legais e nos termos do Art. 17, da Lei Municipal nº. 2697 de 16 de
Sorriso - MT, 22 de Maio de 2018. Outubro de 2017, que rege a previdência municipal, resolve:

Art. 1º Conceder o benefício AUXÍLIO-DOENÇA, a servidora Sra.


ALCEMAR ROSA DOS SANTOS LOURDES HELENA ALVES DE OLIVEIRA, efetiva no cargo de MERENDEIRA, lotada na
Diretor Executivo em Exercício SECRETARIA MUN. DE EDUCAÇÃO, com vencimentos integrais, a partir de 28 de ABRIL de 2018
e término em 24 de MAIO de 2018, conforme processo administrativo do PREVILUCAS, n.º
2018.05.15023R1.
HOMOLOGO: ARI GENÉZIO LAFIN
Prefeito Municipal Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de 28/04/2018, revogadas as
disposições em contrário.

Registre-se, publique-se, cumpre-se.


INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO SERVIDOR MUNICIPAL DE ALTA LUCAS DO RIO VERDE - MT, 16/05/2018.
FLORESTA
JULIANA TIRLONI PINTO
Diretora Executiva do PREVILUCAS
PORTARIA Nº 018/2018-DE

O Diretor Executivo do INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO SERVIDOR


MUNICIPAL DE ALTA FLORESTA – IPREAF, no uso de suas atribuições legais previstas no inciso PORTARIA N.º 146/2018
VII do Artigo nº 56, da Lei nº 1.418/2005, de 09 de novembro de 2005, e tendo em vista o Parecer
exarado pelo Procurador do Município no Processo nº 009/2018, “Dispõe sobre a concessão do benefício AUXÍLIO-DOENÇA da servidora
BENEDITA APARECIDA DA SILVA FERREIRA.”
R E S O L V E:
A Sra. JULIANA TIRLONI PINTO, Diretora Executiva do PREVILUCAS -
Conceder, a JOECIANE DA SILVA LUCA, brasileira, solteira, portadora Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de LUCAS DO RIO VERDE, Estado de
do RG nº 2392571-0-0 SSP/MT e inscrita no CPF/MF sob o nº 060.753.111-81, PENSÃO POR MT, no uso de suas atribuições legais e nos termos do Art. 17, da Lei Municipal nº. 2697 de 16 de
MORTE (Temporária), em virtude do falecimento de sua genitora, a servidora SUELI MARIA DA Outubro de 2017, que rege a previdência municipal, resolve:
SILVA, matrícula nº 040873, cargo: AGENTE DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA - Perfil Profissional:
Auxiliar de Serviços Gerais, Classe D - Nível 5, lotado na Secretaria de Gestão, Finanças e Art. 1º Conceder o benefício AUXÍLIO-DOENÇA, a servidora Sra.
Planejamento da Prefeitura Municipal de Alta Floresta, falecida em 20/04/2018, com fulcro no Art. BENEDITA APARECIDA DA SILVA FERREIRA, efetiva no cargo de PROFESSOR 30HS, lotada na
40, § 7º, inciso II, da Constituição Federal de 05/10/1988, com a redação dada pela Emenda PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE, com vencimentos integrais, a partir de 09
Constitucional nº 41, de 19/12/2003; Art. 2º, inciso II, da Lei nº 10.887, de 18/06/2004; e Art. 16, de MAIO de 2018 e término em 07 de JUNHO de 2018, conforme processo administrativo do
inciso II, da Lei nº 1418/2005, de 09/11/2005, correspondendo ao valor do subsídio do cargo efetivo PREVILUCAS, n.º 2018.05.14996R1.
na data anterior a morte do segurado, com efeitos retroativos à data de seu falecimento nos termos
do Art. 17, e rateada em partes iguais entre os dependentes de acordo com o Art. 18, da referida Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de 09/05/2018, revogadas as
Lei, reajustável anualmente na forma do Art. 15 da Lei nº 10.887, de 18/06/2004, c.c. § 3º do Art. disposições em contrário.
16 e Art. 24, da Lei nº 1418/2005
Registre-se, publique-se, cumpre-se.
Alta Floresta, Estado de Mato Grosso, em 18 de maio do ano de dois mil LUCAS DO RIO VERDE - MT, 16/05/2018.
e dezoito.

JULIANA TIRLONI PINTO


Valmir Guedes Pereira Diretora Executiva do PREVILUCAS
Diretor Executivo

H O M O L O G O: PORTARIA N.º 147/2018


Em 18 de maio de 2018.
“Dispõe sobre a concessão do benefício AUXÍLIO-DOENÇA da servidora
SELMA MARIA DE ARAUJO.”

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 38
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de 27/05/2018, revogadas as


A Sra. JULIANA TIRLONI PINTO, Diretora Executiva do PREVILUCAS - disposições em contrário.
Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de LUCAS DO RIO VERDE, Estado de
MT, no uso de suas atribuições legais e nos termos do Art. 17, da Lei Municipal nº. 2697 de 16 de Registre-se, publique-se, cumpre-se.
Outubro de 2017, que rege a previdência municipal, resolve: LUCAS DO RIO VERDE - MT, 21/05/2018.

Art. 1º Conceder o benefício AUXÍLIO-DOENÇA, a servidora Sra.


SELMA MARIA DE ARAUJO, efetiva no cargo de PROFESSOR ENSINO INFANTIL, lotada na JULIANA TIRLONI PINTO
PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE, com vencimentos integrais, a partir de 10 Diretora Executiva do PREVILUCAS
de MAIO de 2018 e término em 05 de JUNHO de 2018, conforme processo administrativo do
PREVILUCAS, n.º 2018.05.14967R1.
PORTARIA N.º 152/2018
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de 10/05/2018, revogadas as
disposições em contrário. “Dispõe sobre a concessão do benefício AUXÍLIO-DOENÇA da servidora
MARGARETH PEREIRA DOS SANTOS.”
Registre-se, publique-se, cumpre-se.
LUCAS DO RIO VERDE - MT, 17/05/2018. A Sra. JULIANA TIRLONI PINTO, Diretora Executiva do PREVILUCAS -
Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de LUCAS DO RIO VERDE, Estado de
MT, no uso de suas atribuições legais e nos termos do Art. 17, da Lei Municipal nº. 2697 de 16 de
JULIANA TIRLONI PINTO Outubro de 2017, que rege a previdência municipal, resolve:
Diretora Executiva do PREVILUCAS
Art. 1º Conceder o benefício AUXÍLIO-DOENÇA, a servidora Sra.
MARGARETH PEREIRA DOS SANTOS, efetiva no cargo de PROFESSORA DE PEDAGOGIA 30
PORTARIA N.º 148/2018 HORAS, lotada na PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE, com vencimentos
integrais, a partir de 26 de MAIO de 2018 e término em 09 de JUNHO de 2018, conforme processo
“Dispõe sobre a concessão do benefício AUXÍLIO-DOENÇA da servidora administrativo do PREVILUCAS, n.º 2018.05.15078P.
VANILZA DE PAULA FURLANETO.”
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de 26/05/2018, revogadas as
A Sra. JULIANA TIRLONI PINTO, Diretora Executiva do PREVILUCAS - disposições em contrário.
Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de LUCAS DO RIO VERDE, Estado de
MT, no uso de suas atribuições legais e nos termos do Art. 17, da Lei Municipal nº. 2697 de 16 de Registre-se, publique-se, cumpre-se.
Outubro de 2017, que rege a previdência municipal, resolve: LUCAS DO RIO VERDE - MT, 21/05/2018.

Art. 1º Conceder o benefício AUXÍLIO-DOENÇA, a servidora Sra.


VANILZA DE PAULA FURLANETO, efetiva no cargo de MERENDEIRA, lotada na PREFEITURA JULIANA TIRLONI PINTO
MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE, com vencimentos integrais, a partir de 24 de MAIO de Diretora Executiva do PREVILUCAS
2018 e término em 09 de JUNHO de 2018, conforme processo administrativo do PREVILUCAS, n.º
2018.05.15071P.
PORTARIA N.º 153/2018
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de 24/05/2018, revogadas as
disposições em contrário. “Dispõe sobre a concessão do benefício AUXÍLIO-DOENÇA da servidora
ROSEMEIRE FERNANDES.”
Registre-se, publique-se, cumpre-se.
LUCAS DO RIO VERDE - MT, 17/05/2018. A Sra. JULIANA TIRLONI PINTO, Diretora Executiva do PREVILUCAS -
Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de LUCAS DO RIO VERDE, Estado de
MT, no uso de suas atribuições legais e nos termos do Art. 17, da Lei Municipal nº. 2697 de 16 de
JULIANA TIRLONI PINTO Outubro de 2017, que rege a previdência municipal, resolve:
Diretora Executiva do PREVILUCAS
Art. 1º Conceder o benefício AUXÍLIO-DOENÇA, a servidora Sra.
ROSEMEIRE FERNANDES, efetiva no cargo de TECNICO EM ENFERMAGEM, lotada na
PORTARIA N.º 149/2018 PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE, com vencimentos integrais, a partir de 15
de MAIO de 2018 e término em 08 de JULHO de 2018, conforme processo administrativo do
“Dispõe sobre a concessão do benefício SALÁRIO-MATERNIDADE da PREVILUCAS, n.º 2018.05.15075P.
servidora CARINA PARRA DA SILVA.”
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de 15/05/2018, revogadas as
A Sra. JULIANA TIRLONI PINTO, Diretora Executiva do PREVILUCAS - disposições em contrário.
Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de LUCAS DO RIO VERDE, Estado de
MT, no uso de suas atribuições legais e nos termos dos Artigos 28 e 29, da Lei Municipal n.º Registre-se, publique-se, cumpre-se.
2697/2017, de 16 de Outubro de 2017, que rege a previdência municipal, resolve: LUCAS DO RIO VERDE - MT, 21/05/2018.

Art. 1º Conceder o benefício SALÁRIO-MATERNIDADE, à servidora Sra.


CARINA PARRA DA SILVA, efetiva no cargo de PROFESSOR 30HS, lotada na SECRETARIA JULIANA TIRLONI PINTO
MUN. DE EDUCAÇÃO, com vencimentos integrais, a partir de 09 de MAIO de 2018 e término em Diretora Executiva do PREVILUCAS
05 de SETEMBRO de 2018, conforme processo administrativo do PREVILUCAS, n.º
2018.08.15083P.
PORTARIA N.º 154/2018
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de 09/05/2018, revogadas as
disposições em contrário. “Dispõe sobre a concessão do benefício AUXÍLIO-DOENÇA do servidor
PAULO CESAR HARTMANN.”
Registre-se, publique-se, cumpre-se.
LUCAS DO RIO VERDE - MT, 17/05/2018 A Sra. JULIANA TIRLONI PINTO, Diretora Executiva do PREVILUCAS -
Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de LUCAS DO RIO VERDE, Estado de
MT, no uso de suas atribuições legais e nos termos do Art. 17, da Lei Municipal nº. 2697 de 16 de
JULIANA TIRLONI PINTO Outubro de 2017, que rege a previdência municipal, resolve:
Diretora Executiva do PREVILUCAS
Art. 1º Conceder o benefício AUXÍLIO-DOENÇA, ao servidor Sr. PAULO
CESAR HARTMANN, efetivo no cargo de ASSISTENTE SOCIAL, lotado na PREFEITURA
PORTARIA N.º 151/2018 MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE, com vencimentos integrais, a partir de 23 de MAIO de
2018 e término em 07 de JUNHO de 2018, conforme processo administrativo do PREVILUCAS, n.º
“Dispõe sobre a concessão do benefício AUXÍLIO-DOENÇA da servidora 2018.05.15073P.
JULIANA MYRTES BALBINO DOS SANTOS LIMA.”
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de 23/05/2018, revogadas as
A Sra. JULIANA TIRLONI PINTO, Diretora Executiva do PREVILUCAS - disposições em contrário.
Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de LUCAS DO RIO VERDE, Estado de Registre-se, publique-se, cumpre-se.
MT, no uso de suas atribuições legais e nos termos do Art. 17, da Lei Municipal nº. 2697 de 16 de LUCAS DO RIO VERDE - MT, 21/05/2018.
Outubro de 2017, que rege a previdência municipal, resolve:

Art. 1º Conceder o benefício AUXÍLIO-DOENÇA, a servidora Sra. JULIANA TIRLONI PINTO


JULIANA MYRTES BALBINO DOS SANTOS LIMA, efetiva no cargo de AUXILIAR DE SERVICOS Diretora Executiva do PREVILUCAS
GERAIS ESCOLAR, lotada na PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE, com
vencimentos integrais, a partir de 27 de MAIO de 2018 e término em 09 de JULHO de 2018,
conforme processo administrativo do PREVILUCAS, n.º 2018.05.15076P. PORTARIA N.º 155/2018

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 39
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

“Dispõe sobre a concessão do benefício AUXÍLIO-DOENÇA da servidora


MARIA INES MALDANER WERLANG.” Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de 14/05/2018, revogadas as
disposições em contrário.
A Sra. JULIANA TIRLONI PINTO, Diretora Executiva do PREVILUCAS -
Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de LUCAS DO RIO VERDE, Estado de Registre-se, publique-se, cumpre-se.
MT, no uso de suas atribuições legais e nos termos do Art. 17, da Lei Municipal nº. 2697 de 16 de LUCAS DO RIO VERDE - MT, 22/05/2018
Outubro de 2017, que rege a previdência municipal, resolve:

Art. 1º Conceder o benefício AUXÍLIO-DOENÇA, a servidora Sra. MARIA JULIANA TIRLONI PINTO
INES MALDANER WERLANG, efetiva no cargo de TECNICO EM ENFERMAGEM, lotada na Diretora Executiva do PREVILUCAS
SECRETARIA MUN. DE SAÚDE, com vencimentos integrais, a partir de 28 de ABRIL de 2018 e
término em 02 de MAIO de 2018, conforme processo administrativo do PREVILUCAS, n.º
2018.05.15070P.
INSTITUTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de 28/04/2018, revogadas as SERVIDORES DE RONDONÓPOLIS
disposições em contrário.

Registre-se, publique-se, cumpre-se. PORTARIA Nº 2.052 - DE 21 DE MAIO DE 2018


LUCAS DO RIO VERDE - MT, 21/05/2018.
ROBERTO CARLOS CORRÊA DE CARVALHO, Diretor Executivo do
IMPRO - Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores Públicos de Rondonópolis/MT, no
JULIANA TIRLONI PINTO uso de suas atribuições legais que lhe são conferidas na Lei 4.614, de 25/08/2005, publicada no
Diretora Executiva do PREVILUCAS Diário Oficial do Município de Rondonópolis aos 31/08/2005,

CONSIDERANDO o Decreto n.º 8.575/2018, que determina a


PORTARIA N.º 156/2018 intervenção temporária no IMPRO;

“Dispõe sobre a concessão do benefício AUXÍLIO-DOENÇA da servidora RESOLVE:


MARIA INES MALDANER WERLANG.”
Artigo 1º - Prorrogar a suspensão das atividades do IMPRO durante o
A Sra. JULIANA TIRLONI PINTO, Diretora Executiva do PREVILUCAS - período de 02 (dois) dias úteis, em face da pretensa intervenção perpetrada pelo Decreto n.º
Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de LUCAS DO RIO VERDE, Estado de 8.575/2018.
MT, no uso de suas atribuições legais e nos termos do Art. 17, da Lei Municipal nº. 2697 de 16 de
Outubro de 2017, que rege a previdência municipal, resolve: Artigo 2º - No período referido no artigo anterior, estarão suspensos
todos os prazos relativos aos atos que eventualmente devam ser praticados nos processos em
Art. 1º Conceder o benefício AUXÍLIO-DOENÇA, a servidora Sra. MARIA trâmite no âmbito do IMPRO, sejam eles disciplinares, administrativos, benefícios previdenciários
INES MALDANER WERLANG, efetiva no cargo de TECNICO EM ENFERMAGEM, lotada na ou quaisquer outros.
SECRETARIA MUN. DE SAÚDE, com vencimentos integrais, a partir de 18 de MAIO de 2018 e
término em 08 de SETEMBRO de 2018, conforme processo administrativo do PREVILUCAS, n.º Artigo 3º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação,
2018.05.15087P. retroagindo seus efeitos a data de 21/05/2018..

Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de 18/05/2018, revogadas as Rondonópolis, 21 de maio de 2018.
disposições em contrário.

Registre-se, publique-se, cumpre-se. ROBERTO CARLOS CORRÊA DE CARVALHO


LUCAS DO RIO VERDE - MT, 21/05/2018. DIRETOR EXECUTIVO DO IMPRO

JULIANA TIRLONI PINTO


Diretora Executiva do PREVILUCAS
PREFEITURA MUNICIPAL DE ÁGUA BOA

PORTARIA N.º 157/2018 LICITAÇÕES

“Dispõe sobre a concessão do benefício AUXÍLIO-DOENÇA da servidora


MARCIA ALINE DE OLIVEIRA BORDA.” RESULTADO DE LICITAÇÃO.
MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 019/2018
A Sra. JULIANA TIRLONI PINTO, Diretora Executiva do PREVILUCAS -
Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de LUCAS DO RIO VERDE, Estado de O Pregoeiro da Prefeitura Municipal de Água Boa, Estado de Mato
MT, no uso de suas atribuições legais e nos termos do Art. 17, da Lei Municipal nº. 2697 de 16 de Grosso, designado pelo Decreto Nº. 3136/2018, torna público o resultado da sessão que se
Outubro de 2017, que rege a previdência municipal, resolve: realizou na data de 02/05/2018, licitação na modalidade de Pregão Presencial Para Registro de
Preços, teve como vencedora a empresa: MAXIMA AMBIENTAL SERVIÇOS GERAIS E
Art. 1º Conceder o benefício AUXÍLIO-DOENÇA, a servidora Sra. PARTICIPAÇÕES LTDA, CNPJ: 07.657.198/0001-20.
MARCIA ALINE DE OLIVEIRA BORDA, efetiva no cargo de MONITORA CRECHE, lotada na
PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE, com vencimentos integrais, a partir de 09 Água Boa M/T, 22 de maio de 2018.
de MAIO de 2018 e término em 13 de JUNHO de 2018, conforme processo administrativo do
PREVILUCAS, n.º 2018.05.14946R2. Marcos da Silva
Pregoeiro
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de 09/05/2018, revogadas as
disposições em contrário.
RESULTADO DE LICITAÇÃO E REABERTURA DE PRAZO
Registre-se, publique-se, cumpre-se. MODALIDADE LEILÃO 002/2018
LUCAS DO RIO VERDE - MT, 21/05/2018.
A Leiloeira Administrativa da Prefeitura Municipal de Água Boa, Estado
de Mato Grosso, designada pelo Decreto 3180/2018; torna público o resultado da sessão marcada
JULIANA TIRLONI PINTO para o dia 22/05/2018 foi: DESERTA.
Diretora Executiva do PREVILUCAS
Reabre-se o prazo para apresentação de habilitação e proposta de
preço para o dia 08/06/2018, as 8h30min, na sede da Prefeitura Municipal.
PORTARIA N.º 158/2018
Água Boa, 22 de maio de 2018.
“Dispõe sobre a concessão do benefício SALÁRIO-MATERNIDADE da
servidora RIVALUZIA LINHARES DOS SANTOS.”
Ivania Cezira Volpi
A Sra. JULIANA TIRLONI PINTO, Diretora Executiva do PREVILUCAS - Leiloeira Administrativa
Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de LUCAS DO RIO VERDE, Estado de
MT, no uso de suas atribuições legais e nos termos dos Artigos 28 e 29, da Lei Municipal n.º
2697/2017, de 16 de Outubro de 2017, que rege a previdência municipal, resolve: PREFEITURA MUNICIPAL DE ÁGUA BOA
PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇO 015/2018
Art. 1º Conceder o benefício SALÁRIO-MATERNIDADE, à servidora Sra.
RIVALUZIA LINHARES DOS SANTOS, efetiva no cargo de AGENTE COMUNITARIO DE SAUDE, A Prefeitura Municipal de Água Boa, estado de Mato Grosso, através de
lotada na PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE, com vencimentos integrais, a seu Pregoeiro Oficial, nomeado pelo Decreto nº. 3161/2018, comunica aos interessados que será
partir de 14 de MAIO de 2018 e término em 10 de SETEMBRO de 2018, conforme processo aberta licitação na modalidade de Pregão Eletrônico, que será regida pelo Decreto nº. 1738/2005 e
administrativo do PREVILUCAS, n.º 2018.08.15086P.

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 40
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

pela Lei nº. 10.520 de 17 de julho de 2.002, com aplicação subsidiária da Lei nº. 8.666/93 e suas CAMINHÃO TRUCK COM CAPACIDADE MÍNIMA DE 23.000 KG, ALCANCE HORIZONTAL
alterações posteriores e demais disposições aplicáveis. MÍNIMO DE 12 METROS.

MODALIDADE: Pregão Eletrônico para Registro de Preço nº. 015/2018.


OBJETO: Futura e eventual aquisição de materiais e insumos para a DECRETO N.º 165/2018
UCT – Unidade de Coleta e Transfusão de Sangue da Secretaria de Saúde de Água Boa-MT.
DATA: 07/06/2018. SÚMULA: “DISPÕE SOBRE A NOMEAÇÃO DE SERVIDORES
HORÁRIO DE BRASÍLIA: 08h30min. PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA/MT, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”.
ENDEREÇO ELETRÔNICO: www.comprasgovernamentais.gov.br
MARINÉIA DA SILVA MUNHOZ, Prefeita Municipal de Alta Floresta,
O Edital contendo as instruções estará à disposição dos interessados na Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais,
sede da Prefeitura Municipal de Água Boa MT, no horário das 07h30min às 11h30min e das
13h30min às 17h30min horas, no site da prefeitura, www.aguaboa.mt.gov.br, no DECRETA:
www.comprasgovernamentais.gov.br e através do e-mail licitacao@aguaboa.mt.gov.br.
Art. 1º. - Fica NOMEADA a senhora MARCIA OLIVEIRA TRINDADE
Água Boa-MT, 22 de maio de 2018. para ocupar o cargo de CHEFE DE PROJETOS DA JUVENTUDE, lotada na Secretaria de Esporte,
Cultura e Juventude do Município de Alta Floresta-MT. Padrão DATS-1.
Ivania Cezira Volpi Art. 2º. - Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação e/ou
Pregoeira afixação.

Art. 3º. - Revogam-se as disposições em contrário.


PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTA FLORESTA
PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTA FLORESTA/MT, Em 22 de maio de
2018.

ATOS
MARINÉIA DA SILVA MUNHOZ
Prefeita Municipal em Exercício
EDITAL DE AUDIÊNCIA PÚBLICA

A PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTA FLORESTA, Estado de Mato O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito
Grosso, nos termos do Art. 48, Parágrafo Único da Lei de Responsabilidade Fiscal nº 101/2000, público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central,
convida a população em geral, para através dos diversos seguimentos sociais a participarem da na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07,
Audiência Pública do RREO – Relatório Resumido de Execução Orçamentária relativo ao 1º neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
Quadrimestre/2018, que será realizada no dia 28/05/2018 (segunda-feira) às 09:00 horas na sala extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT,
de reuniões do PROCON, localizado na Av. Ariosto Da Riva nº 3.113 – Centro, Alta Floresta MT. pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
Alta Floresta – MT., 21 de maio de 2018 Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação.

NOME : SUELI HELENA CORDEIRO– CPF: 35327715191


Marinéia da Silva Munhoz
Prefeita em Exercício
TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES
MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
ATÉ A
AVISO SUSPENSÃO DE LICITAÇÃO
PRESENTE
PREGÃO PRESENCIAL Nº 018/2018
DATA
A Prefeitura Municipal de Alta Floresta, através de seu Pregoeiro Oficial, IMPOSTO 5529 022.013.003 412754/2013 2013 257,91
torna público que está suspenso o Pregão nº 018/2018, objeto: REGISTRO DE PREÇOS PARA PREDIAL E .001
FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO PARA ATENDER NA: TERRITORIAL
PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA, OPERAÇÃO TAPA-BURACO, RECAPEAMENTO, LAMA URBANO
ASFÁLTICA, MICRO-PAVIMENTO, ADUELAS DE CONCRETO, PONTES DE CONCRETO,
BUEIROS DE CONCRETO, BASE DE CONCRETO E CONSTRUÇÃO E REFORMA DE MEIO IMPOSTO 5529 022.013.003 421512/2014 2014 246,17
FIO, SARJETAS E CALÇADAS DE CONCRETO DO MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA/MT, para PREDIAL E .001
análise minuciosa do quantitativo e uma possível alteração no termo de referencia. A nova data da TERRITORIAL
sessão pública será informada através dos mesmos meios de divulgação utilizados anteriormente. URBANO
Outras informações poderão ser obtidas junto a Comissão de Licitação pelo telefone (66) 3512-
3112. Local: Sala de Licitação da Prefeitura Municipal de Alta Floresta – Situada à Travessa Álvaro
Teixeira Costa, nº 50, Centro – Alta Floresta – MT. CEP 78.580-000.

ALTA FLORESTA-MT, 22 de Maio de 2018. IMPOSTO 5529 022.013.003 432464/2015 2015 235,89
PREDIAL E .001
TERRITORIAL
PAULO FERNANDO DO NASCIMENTO MARTINS URBANO
Pregoeiro Oficial
IMPOSTO 5529 022.013.003 11237688/2016 2016 220,43
PREDIAL E .001 11237689/2016
PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTA FLORESTA/MT TERRITORIAL 11237690/2016
URBANO
EXTRATOS DE CONTRATOS IMPOSTO 5529 022.013.003 11259186/2017 2017 212,59
CONTRATOS PREDIAL E .001
TERRITORIAL
EXTRATO DO CONTRATO Nº 039/2018 DATA: 17/05/2018. URBANO
CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTA FLORESTA-MT. CONTRATADA: M.DIESEL
CAMINHÕES E ÔNIBUS LTDA FUNDAMENTO LEGAL: PREGÃO PRESENCIAL Nº 015/2018
VALOR: R$ 334.900,00 PRAZO: 15/05/2018 À 15/05/2019. OBJETO: AQUISIÇÃO DE 03 (TRÊS)
CAMINHÕES NOVOS E COLETORES COMPACTADORES DE LIXO PARA A UTILIZAÇÃO NA O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito
COLETA NO PERÍMETRO URBANO DE ALTA FLORESTA – MT. público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central,
na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07,
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
EXTRATO DO CONTRATO Nº 040/2018 DATA: 17/05/2018. extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT,
CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTA FLORESTA-MT. CONTRATADA: EXTRA pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
MÁQUINAS S/A FUNDAMENTO LEGAL: PREGÃO PRESENCIAL Nº 015/2018 VALOR: R$ 05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
579.000,00 PRAZO: 15/05/2018 À 15/05/2019. OBJETO: AQUISIÇÃO DE 03 (TRÊS) CAMINHÕES Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação.
NOVOS E COLETORES COMPACTADORES DE LIXO PARA A UTILIZAÇÃO NA COLETA NO
PERÍMETRO URBANO DE ALTA FLORESTA – MT.
NOME-:ANA AUREA PEREIRA –CPF: 14689316287

EXTRATO DO CONTRATO Nº 041/2018 DATA: 17/05/2018. TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES
CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTA FLORESTA-MT. CONTRATADA: M.DIESEL MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
CAMINHÕES E ÔNIBUS LTDA FUNDAMENTO LEGAL: PREGÃO PRESENCIAL Nº 017/2018 ATÉ A
VALOR: R$ 285.500,00 PRAZO: 15/05/2018 À 15/05/2019. OBJETO: AQUISIÇÃO DE 01 PRESENTE

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 41
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

DATA IMPOSTO 5590 022.016.019. 11259211/2017 2017 357,42


PREDIAL E 001
IMPOSTO 6707 026.003.021 431876/2015 2015 480,80 TERRITORIAL
PREDIAL E .001 URBANO
TERRITORIAL
URBANO

IMPOSTO 6707 026.003.021 11239040/2016 2016 248,73 O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito
PREDIAL E .001 11239041/2016 público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central,
TERRITORIAL 11239042/2016 na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07,
URBANO neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT,
pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
IMPOSTO 6707 026.003.021 11259722/2017 2017 239,85 Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação.
PREDIAL E .001
TERRITORIAL NOME: ROSEMARY DA LUZ– CPF: 49640674168
URBANO

TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES


MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito ATÉ A
público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central, PRESENTE
na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07, DATA
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT,
pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e IMPOSTO 5404 022.003.016.0 415800/2013 2013 430,13
Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação. PREDIAL E 01
TERRITORIAL
NOME: ELEN VALENTIN ALVES DE SOUZA– CPF: 01772586161 URBANO

IMPOSTO 5404 022.003.016.0 423660/2014 2014 410,48


TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES PREDIAL E 01
MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS TERRITORIAL
ATÉ A URBANO
PRESENTE
DATA IMPOSTO 5404 022.003.016.0 11259148/2017 2017 348,76
PREDIAL E 01
IMPOSTO 5623 022.018.003.0 423225/2014 2014 276,71 TERRITORIAL
PREDIAL E 01 URBANO
TERRITORIAL
URBANO

IMPOSTO 5623 022.018.003.0 435115/2015 2015 265,17 O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito
PREDIAL E 01 público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central,
TERRITORIAL na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07,
URBANO neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT,
IMPOSTO 5623 022.018.003.0 11237602/2016 2016 579,30 pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
PREDIAL E 01 11237603/2016 05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
TERRITORIAL 11237604/2016 Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação.
URBANO
NOME: RODRIGO BIBIANO CHICA – CPF: 92879225191

IMPOSTO 5623 022.018.003.0 11259219/2017 2017 558,70


PREDIAL E 01 TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES
TERRITORIAL MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
URBANO ATÉ A
PRESENTE
DATA

IMPOSTO 5539 022.014.004.0 421939/2014 2014 444,27


O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito PREDIAL E 01
público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central, TERRITORIAL
na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07, URBANO
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT, IMPOSTO 5539 022.014.004.0 433820/2015 2015 425,72
pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de PREDIAL E 01
05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e TERRITORIAL
Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação. URBANO

IMPOSTO 5539 022.014.004.0 11237673/2016 2016 455,24


NOME: JOSE MESSIAS GOMES DA SILVA – CPF: 23479906915 PREDIAL E 01 11237674/2016
TERRITORIAL 11237675/2016
URBANO
TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES
MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
ATÉ A IMPOSTO 5539 022.014.004.0 11259191/2017 2017 439,07
PRESENTE PREDIAL E 01
DATA TERRITORIAL
URBANO
IMPOSTO 5590 022.016.019. 419813/2014 2014 312,12
PREDIAL E 001
TERRITORIAL
URBANO O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito
público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central,
IMPOSTO 5590 022.016.019. 432649/2015 2015 299,08 na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07,
PREDIAL E 001 neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
TERRITORIAL extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT,
URBANO pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
IMPOSTO 5590 022.016.019. 11237661/2016 2016 373,60 Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação.
PREDIAL E 001 11237662/2016
TERRITORIAL 11237663/2016 NOME: SETEMBRINO BORBA – CPF: 33265410900
URBANO
TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 42
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS IPTU


ATÉ A IMPOSTO 166 001.008.018.0 432021/2015 2015 1.687,80
PRESENTE PREDIAL E 01
DATA TERRITORIAL
URBANO –
IMPOSTO 6290 023.028.015 413973/2013 2013 220,13 IPTU
PREDIAL E .001
TERRITORIAL IMPOSTO 168 001.008.020.0 11231508/2016 2016 465,38
URBANO PREDIAL E 01
TERRITORIAL
IMPOSTO 6290 023.028.015 432989/2015 2015 201,29 URBANO –
PREDIAL E .001 IPTU
TERRITORIAL IMPOSTO 168 001.008.020.0 11231509/2016 2016 458,69
URBANO PREDIAL E 01
IMPOSTO 6290 023.028.015 11237882/2016 2016 214,18 TERRITORIAL
PREDIAL E .001 11237883/2016 URBANO –
TERRITORIAL 11237884/2016 IPTU
URBANO IMPOSTO 168 001.008.020.0 11231510/2016 2016 453,75
PREDIAL E 01
TERRITORIAL
IMPOSTO 6290 023.028.015 11259449/2017 2017 204,89 URBANO –
PREDIAL E .001 IPTU
TERRITORIAL
URBANO IMPOSTO 166 001.008.018.0 11231553/2016 2016 495,25
PREDIAL E 01
TERRITORIAL
URBANO –
O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito IPTU
público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central, IMPOSTO 166 001.008.018.0 11231554/2016 2016 488,15
na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07, PREDIAL E 01
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e TERRITORIAL
extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT, URBANO –
pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de IPTU
05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação. IMPOSTO 166 001.008.018.0 11231555/2016 2016 482,88
PREDIAL E 01
NOME: EDNALVA DE JESUS FREIRE– CPF: 58126511168 TERRITORIAL
URBANO –
IPTU
TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES
MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS IMPOSTO 168 001.008.020.0 11262725/2017 2017 1.328,90
ATÉ A PREDIAL E 01
PRESENTE TERRITORIAL
DATA URBANO –
IPTU
IMPOSTO 12205 023.029.019. 420074/2014 2014 684,05 IMPOSTO 166 001.008.018.0 11262723/2017 2017 1.402,75
PREDIAL E 000 PREDIAL E 01
TERRITORIAL TERRITORIAL
URBANO URBANO –
IPTU
IMPOSTO 12205 023.029.019. 11237968/2016 2016 612,74
PREDIAL E 000 11237969/2016
TERRITORIAL 11237970/2016
URBANO O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito
público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central,
na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07,
IMPOSTO 12205 023.029.019. 11259546/2017 2017 593,85 neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
PREDIAL E 000 extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT,
TERRITORIAL pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
URBANO 05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação.

NOME: BEATRIZ M.Z.FELIX DE ABREU – CPF: 178.051.802-10

O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito


TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES
público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central,
MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07,
ATÉ A
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
PRESENTE
extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT,
DATA
pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e IMPOSTO 210 001.011.001.0 399188/2012 2012 718,54
Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação. PREDIAL E 01
TERRITORIAL
NOME: EDISON MARTINS GOMES – CPF: 148.840.891-20 URBANO – IPTU
IMPOSTO 210 001.011.001.0 399189/2012 2012 712,90
TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES PREDIAL E 01
MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS TERRITORIAL
ATÉ A URBANO – IPTU
PRESENTE IMPOSTO 210 001.011.001.0 399190/2012 2012 708,52
DATA PREDIAL E 01
IMPOSTO 168 001.008.020.0 420323/2014 2014 1.743,47 TERRITORIAL
PREDIAL E 01 URBANO – IPTU
TERRITORIAL IMPOSTO 210 001.011.001.0 413913/2013 2013 2.038,15
URBANO – PREDIAL E 01
IPTU TERRITORIAL
IMPOSTO 166 001.008.018.0 421610/2014 2014 1.761,19 URBANO – IPTU
PREDIAL E 01 IMPOSTO 210 001.011.001.0 423320/2014 2014 1.943,93
TERRITORIAL PREDIAL E 01
URBANO – TERRITORIAL
IPTU URBANO – IPTU
IMPOSTO 168 001.008.020.0 431968/2015 2015 1.670,77 IMPOSTO 210 001.011.001.0 432359/2015 2015 1.862,73
PREDIAL E 01 PREDIAL E 01
TERRITORIAL TERRITORIAL
URBANO –

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 43
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

URBANO – IPTU ATÉ A


IMPOSTO 210 001.011.001.0 11262738/2017 2017 1.218,33 PRESENTE
PREDIAL E 01 DATA
TERRITORIAL IMPOSTO 14612 067.003.013. 398081/2012 2012 222,63
URBANO – IPTU PREDIAL E 000
TERRITORIAL
URBANO –
IPTU
O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito
público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central, IMPOSTO 14612 067.003.013. 398082/2012 2012 220,86
na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07, PREDIAL E 000
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e TERRITORIAL
extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT, URBANO –
pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de IPTU
05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e IMPOSTO 14612 067.003.013. 398083/2012 2012 219,54
Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação. PREDIAL E 000
TERRITORIAL
NOME: SERGIO ROQUE MARCHIORO – CPF: 336.222.649-34 URBANO –
IPTU
TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES IMPOSTO 14612 067.003.013. 415720/2013 2013 840,72
MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS PREDIAL E 000
ATÉ A TERRITORIAL
PRESENTE URBANO –
DATA IPTU
IMPOSTO 14585 067.002.002.0 397117/2012 2012 243,95 IMPOSTO 14612 067.003.013. 423466/2014 2014 798,07
PREDIAL E 00 PREDIAL E 000
TERRITORIAL TERRITORIAL
URBANO – URBANO –
IPTU IPTU
IMPOSTO 14585 067.002.002.0 397118/2012 2012 242,02 IMPOSTO 14612 067.003.013. 434540/2015 2015 765,04
PREDIAL E 00 PREDIAL E 000
TERRITORIAL TERRITORIAL
URBANO – URBANO –
IPTU IPTU
IMPOSTO 14585 067.002.002.0 397119/2012 2012 240,56 IMPOSTO 14612 067.003.013. 11245927/2016 2016 241,45
PREDIAL E 00 PREDIAL E 000
TERRITORIAL TERRITORIAL
URBANO – URBANO –
IPTU IPTU
IMPOSTO 14585 067.002.002.0 414563/2013 2013 933,68 IMPOSTO 14612 067.003.013. 11245928/2016 2016 237,97
PREDIAL E 00 PREDIAL E 000
TERRITORIAL TERRITORIAL
URBANO – URBANO –
IPTU IPTU
IMPOSTO 14585 067.002.002.0 420038/2014 2014 886,75 IMPOSTO 14612 067.003.013. 11245929/2016 2016 235,41
PREDIAL E 00 PREDIAL E 000
TERRITORIAL TERRITORIAL
URBANO – URBANO –
IPTU IPTU
IMPOSTO 14585 067.002.002.0 435320/2015 2015 850,06 IMPOSTO 14612 067.003.013. 11262069/2017 2017 687,26
PREDIAL E 00 PREDIAL E 000
TERRITORIAL TERRITORIAL
URBANO – URBANO –
IPTU IPTU
IMPOSTO 14585 067.002.002.0 11245904/2016 2016 268,29
PREDIAL E 00
TERRITORIAL O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito
URBANO – público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central,
IPTU na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07,
IMPOSTO 14585 067.002.002.0 11245905/2016 2016 264,46 neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
PREDIAL E 00 extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT,
TERRITORIAL pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
URBANO – 05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
IPTU Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação.
IMPOSTO 14585 067.002.002.0 11245906/2016 2016 261,59
NOME: F.B.RODRIGUES JUNIOR-ME – CPF/CNPJ: 12.467.915/0001-
PREDIAL E 00
90
TERRITORIAL
URBANO –
IPTU TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES
IMPOSTO 14585 067.002.002.0 11262063/2017 2017 769,49 MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
PREDIAL E 00 ATÉ A
TERRITORIAL PRESENTE
URBANO – DATA
IPTU TAXA DE - - 406664/2012 2012 442,19
LOCALIZAÇÃO E
FUNCIONAMENTO
O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito TAXA DE - - 423778/2014 2014 535,86
público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central, LOCALIZAÇÃO E
na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07, FUNCIONAMENTO
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e TAXA DE - - 429905/2015 2015 508,55
extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT, LOCALIZAÇÃO E
pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de FUNCIONAMENTO
05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação. TAXA DE - - 11251191/2016 2013 1.165,65
LOCALIZAÇÃO E
NOME: CARLOS SERGIO MARQUES – CPF: 353.254.451-20 FUNCIONAMENTO
TAXA DE - - 11252822/2016 2016 487,10
TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES LOCALIZAÇÃO E
MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS FUNCIONAMENTO

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 44
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

TAXA DE - - 11266708/2017 2017 381,98


LOCALIZAÇÃO E O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito
FUNCIONAMENTO público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central,
na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07,
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT,
O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central, 05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07, Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação.
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT, NOME: MEDTRAUMA CENTRO ESP. EM ORTOPEDIA E
pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de TRAUMATOLOGIA LTDA – CPF/CNPJ: 15.397.179-0001-30
05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação.
TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES
NOME: DORACI DOS SANTOS – CPF: 569.914.521-49 MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
ATÉ A
PRESENTE
TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES DATA
MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
ATÉ A 2100 - - - 427191/2014 2014 14.434,43
PRESENTE I.S.S.Q.N. -
DATA EVENTUAL
200 - ALVARÁ - - - 407003/2012 2012 734,08 2100 - - - 427192/2014 2014 15.499,90
TAXA DE I.S.S.Q.N. -
LOCALIZAÇÃO EVENTUAL
E 4102 - - - 11254781/2016 2016 15.499,90
FUNCIONAME I.S.S.Q.N -
NTO - DIVIDA DIVIDA ATIVA
ATIVA
4102 - - - 11254782/2016 2016 14.434,43
300 - IMPOSTO - - 408035/2012 2012 584,24 I.S.S.Q.N -
SOBRE DIVIDA ATIVA
SERVIÇO DE
QUALQUER
NATUREZA
O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito
300 - IMPOSTO - - 409152/2013 2013 479,75 público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central,
SOBRE na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07,
SERVIÇO DE neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
QUALQUER extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT,
NATUREZA pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
200 - ALVARÁ - - - 417228/2013 2013 699,44 05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
TAXA DE Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação.
LOCALIZAÇÃO
E NOME: S.M. P COMERCIO DE ARTIGOS DE PESCA E CAMPING
FUNCIONAME LTDA-ME – CPF/CNPJ: 22.165.887/0001-00
NTO - DIVIDA
ATIVA TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES
200 - ALVARÁ - - - 424323/2014 2014 669,82 MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
TAXA DE ATÉ A
LOCALIZAÇÃO PRESENTE
E DATA
FUNCIONAME 4600 - - - 436800/2015 2016 453,40
NTO - DIVIDA MULTAS POR
ATIVA AUTO DE
300 - IMPOSTO - - 426549/2014 2014 538,81 INFRAÇÃO
SOBRE PROCON
SERVIÇO DE
QUALQUER
NATUREZA O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito
300 - IMPOSTO - - 427566/2015 2015 511,62 público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central,
SOBRE na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07,
SERVIÇO DE neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
QUALQUER extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT,
NATUREZA pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
200 - ALVARÁ - - - 429823/2015 2015 635,65 Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação.
TAXA DE
LOCALIZAÇÃO NOME: JOSE DA SILVA CAVALHER – CPF: 299.433.101-20
E
FUNCIONAME
NTO - DIVIDA TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES
ATIVA MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
ATÉ A
200 - ALVARÁ - - - 11252021/2016 2016 608,89
PRESENTE
TAXA DE
DATA
LOCALIZAÇÃO
E IMPOSTO 12230 007.014.001.0 430247/2015 2015 231,59
FUNCIONAME PREDIAL E 01
NTO - DIVIDA TERRITORIAL
ATIVA URBANO –
IPTU
4102 - - - 11254947/2016 2016 483,69
I.S.S.Q.N - IMPOSTO 566 003.004.012.0 11232068/2016 2016 425,73
DIVIDA ATIVA PREDIAL E 01
TERRITORIAL
200 - ALVARÁ - - - 11265082/2017 2017 572,97
URBANO –
TAXA DE
IPTU
LOCALIZAÇÃO
E IMPOSTO 566 003.004.012.0 11232069/2016 2016 419,62
FUNCIONAME PREDIAL E 01
NTO - DIVIDA TERRITORIAL
ATIVA URBANO –
IPTU
4102 - - - 11267288/2017 2017 462,03
I.S.S.Q.N - IMPOSTO 566 003.004.012.0 11232070/2016 2016 415,10
DIVIDA ATIVA PREDIAL E 01

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 45
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

TERRITORIAL IMPOSTO 10698 023.033.006.0 11238149/2016 2016 134,89


URBANO – PREDIAL E 00
IPTU TERRITORIAL
IMPOSTO 566 003.004.012.0 11257278/2017 2017 1.215,71 URBANO –
PREDIAL E 01 IPTU
TERRITORIAL IMPOSTO 10698 023.033.006.0 11238150/2016 2016 132,94
URBANO – PREDIAL E 00
IPTU TERRITORIAL
URBANO –
IPTU
O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito IMPOSTO 10698 023.033.006.0 11238151/2016 2016 131,53
público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central, PREDIAL E 00
na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07, TERRITORIAL
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e URBANO –
extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT, IPTU
pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de IMPOSTO 10698 023.033.006.0 11259518/2017 2017 387,49
05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e PREDIAL E 00
Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação. TERRITORIAL
URBANO –
NOME: ODAIR DE PIERI MACHADO – CPF: 929.580.791-04 IPTU

TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES


MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
ATÉ A O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito
PRESENTE público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central,
DATA na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07,
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
IMPOSTO 10695 023.033.003.00 423533/2014 2014 210,11 extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT,
PREDIAL E 1 pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
TERRITORIAL 05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
URBANO – Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação.
IPTU
IMPOSTO 10695 023.033.003.00 435579/2015 2015 201,29 NOME: ADEMIR CORDEIRO – CPF: 251.500.309-53
PREDIAL E 1
TERRITORIAL TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES
URBANO – MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
IPTU ATÉ A
IMPOSTO 10695 023.033.003.00 11238143/2016 2016 63,54 PRESENTE
PREDIAL E 1 DATA
TERRITORIAL IMPOSTO 5961 023.005.009.0 411623/2013 2013 434,20
URBANO – PREDIAL E 01
IPTU TERRITORIAL
IMPOSTO 10695 023.033.003.00 11238144/2016 2016 62,60 URBANO –
PREDIAL E 1 IPTU
TERRITORIAL IMPOSTO 5961 023.005.009.0 432012/2015 2015 397,02
URBANO – PREDIAL E 01
IPTU TERRITORIAL
IMPOSTO 10695 023.033.003.00 11238145/2016 2016 61,92 URBANO –
PREDIAL E 1 IPTU
TERRITORIAL IMPOSTO 5961 023.005.009.0 11238260/2016 2016 154,59
URBANO – PREDIAL E 01
IPTU TERRITORIAL
IMPOSTO 10695 023.033.003.00 11259516/2017 2017 181,41 URBANO –
PREDIAL E 1 IPTU
TERRITORIAL IMPOSTO 5961 023.005.009.0 11238261/2016 2016 152,34
URBANO – PREDIAL E 01
IPTU TERRITORIAL
URBANO –
IPTU
O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito IMPOSTO 5961 023.005.009.0 11238262/2016 2016 150,70
público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central, PREDIAL E 01
na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07, TERRITORIAL
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e URBANO –
extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT, IPTU
pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de 4102 - 5961 023.005.009.0 11254870/2016 2016 282,17
05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e I.S.S.Q.N - 01
Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação. DIVIDA ATIVA
NOME: JUNIOR VIEIRA PEREIRA – CPF: 847.448.041-87 IMPOSTO 5961 023.005.009.0 142643/2017 2014 134,82
PREDIAL E 01
TERRITORIAL
TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENT ANOS VALORES URBANO –
MUNICIPAL MUNICIPAL OS ATUALIZADO IPTU
S ATÉ A
PRESENTE IMPOSTO 5961 023.005.009.0 142644/2017 2014 134,81
DATA PREDIAL E 01
TERRITORIAL
IMPOSTO 10698 023.033.006.0 416043/2013 2013 470,22 URBANO –
PREDIAL E 00 IPTU
TERRITORIAL
URBANO – IMPOSTO 5961 023.005.009.0 142645/2017 2014 133,82
IPTU PREDIAL E 01
TERRITORIAL
IMPOSTO 10698 023.033.006.0 419709/2014 2014 445,90 URBANO –
PREDIAL E 00 IPTU
TERRITORIAL
URBANO – IMPOSTO 5961 023.005.009.0 11259355/2017 2017 441,34
IPTU PREDIAL E 01
TERRITORIAL
IMPOSTO 10698 023.033.006.0 434754/2015 2015 427,38 URBANO –
PREDIAL E 00 IPTU
TERRITORIAL
URBANO – IMPOSTO 5961 023.005.009.0 11266465/2017 2017 381,98
IPTU PREDIAL E 01

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 46
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

TERRITORIAL URBANO –
URBANO – IPTU
IPTU IMPOSTO 14392 023.037.018.0 11238034/2016 2016 231,83
IMPOSTO 5961 023.005.009.0 11267412/2017 2017 269,52 PREDIAL E 00
PREDIAL E 01 TERRITORIAL
TERRITORIAL URBANO –
URBANO – IPTU
IPTU IMPOSTO 14392 023.037.018.0 11238035/2016 2016 228,42
PREDIAL E 00
TERRITORIAL
URBANO –
O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito IPTU
público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central, IMPOSTO 14392 023.037.018.0 11238036/2016 2016 225,96
na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07, PREDIAL E 00
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e TERRITORIAL
extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT, URBANO –
pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de IPTU
05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação. IMPOSTO 14392 023.037.018.0 11259559/2017 2017 666,60
PREDIAL E 00
NOME: MIGUEL MANOEL DOS SANTOS FILHO – CPF: 384.588.021- TERRITORIAL
04 URBANO –
IPTU
TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES
MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
ATÉ A O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito
PRESENTE público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central,
DATA na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07,
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
IMPOSTO 10453 023.030.007.0 419309/2014 2014 223,31 extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT,
PREDIAL E 01 pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
TERRITORIAL 05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
URBANO – Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação.
IPTU
IMPOSTO 10453 023.030.007.0 434432/2015 2015 391,48 NOME: AIRES SOBRINHO BRITO – CPF: 241.275.901-49
PREDIAL E 01
TERRITORIAL TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES
URBANO – MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
IPTU ATÉ A
IMPOSTO 10453 023.030.007.0 11237914/2016 2016 71,88 PRESENTE
PREDIAL E 01 DATA
TERRITORIAL IMPOSTO 10944 023.037.002.0 415458/2013 2013 502,82
URBANO – PREDIAL E 00
IPTU TERRITORIAL
IMPOSTO 10453 023.030.007.0 11237915/2016 2016 70,79 URBANO –
PREDIAL E 01 IPTU
TERRITORIAL IMPOSTO 10944 023.037.002.0 422658/2014 2014 476,82
URBANO – PREDIAL E 00
IPTU TERRITORIAL
IMPOSTO 10453 023.030.007.0 11237916/2016 2016 70,01 URBANO –
PREDIAL E 01 IPTU
TERRITORIAL IMPOSTO 10944 023.037.002.0 434347/2015 2015 457,07
URBANO – PREDIAL E 00
IPTU TERRITORIAL
IMPOSTO 10453 023.030.007.0 11259460/2017 2017 205,12 URBANO –
PREDIAL E 01 IPTU
TERRITORIAL IMPOSTO 10944 023.037.002.0 11237980/2016 2016 144,29
URBANO – PREDIAL E 00
IPTU TERRITORIAL
URBANO –
IPTU
O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito IMPOSTO 10944 023.037.002.0 11237981/2016 2016 142,18
público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central, PREDIAL E 00
na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07, TERRITORIAL
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e URBANO –
extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT, IPTU
pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e IMPOSTO 10944 023.037.002.0 11237982/2016 2016 140,65
Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação. PREDIAL E 00
TERRITORIAL
NOME: UBIRAJARA BATISTA SERRA – CPF: 406.055.071-04 URBANO –
IPTU
TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENT ANOS VALORES
MUNICIPAL MUNICIPAL OS ATUALIZADO
S ATÉ A O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito
PRESENTE público interno, com sede administrativa à Travessa Álvaro Teixeira Costa, nº 50, Canteiro Central,
DATA na Cidade e Comarca de Alta Floresta/MT, devidamente inscrito no CNPJ 15.023.906/0001-07,
neste ato representando pela Procuradoria Jurídica, com o intuito de solucionarmos amigável e
IMPOSTO 14392 023.037.018.0 414710/2013 2013 820,25 extrajudicialmente os possíveis débitos inscritos na divida ativa do Município de Alta Floresta/MT,
PREDIAL E 00 pedimos, encarecidamente, que Vossa Senhoria, ou quem a represente, compareça no prazo de
TERRITORIAL 05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
URBANO – Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação.
IPTU
IMPOSTO 14392 023.037.018.0 420454/2014 2014 766,13 NOME: JOAO CARLOS BATISTA RODRIGUES – CPF: 616.855.771-72
PREDIAL E 00
TERRITORIAL TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES
URBANO – MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
IPTU ATÉ A
IMPOSTO 14392 023.037.018.0 434314/2015 2015 734,31 PRESENTE
PREDIAL E 00 DATA
TERRITORIAL

Publicação Oficial do Tribunal de Contas de Mato Grosso – Lei Complementar 475 de 27 de setembro de 2012
Coordenação:SECRETARIA GERAL DO TRIBUNAL PLENO: Telefone (65) 3613-7678 - e-mail: doc_tce@tce.mt.gov.br
Rua Conselheiro Benjamin Duarte Monteiro, S/N, Edifício Marechal Rondon – Centro Político Administrativo – Cuiabá-MT – CEP 78049-915
Diário Oficial de Contas
Tribunal de Contas de Mato Grosso
Ano 7 Nº 1366 – Página 47
Divulgação quarta-feira, 23 de maio de 2018 Publicação quinta-feira, 24 de maio de 2018

IMPOSTO 10572 023.020.002.0 11265510/2017 2017 572,97 05 (cinco) dias, à sede da Prefeitura Municipal de Alta Floresta/MT, na Procuradoria Jurídica e
PREDIAL E 01 Departamento de Dívida Ativa, no horário das 7h às 13h, no intuito de regularizar sua situação.
TERRITORIAL
URBANO – NOME: EDMIR FERREIRA ARAUJO JUNIOR – CPF: 832.778.971-68
IPTU
TRIBUTO MATRÍCULA INSCRIÇÃO LANÇAMENTOS ANOS VALORES
MUNICIPAL MUNICIPAL ATUALIZADOS
O MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA – MT, pessoa jurídica de direito