Você está na página 1de 23

Curso de Formação em Ayurveda  Rio de Janeiro

Módulo I
Professor: Fernando Tremelo
Fevereiro 2017
A origem do Ayurveda

 É um sistema médico tradicional mais antigo da humanidade.


 Iniciou como uma tradição oral que se estima cerca de 6000 a.C.
 Devido as invasões foi perdido fontes preciosas da história da Índia

 Evidências arqueológicas da
presença do ser humano no sul
da Ásia a partir da Era Paleolítica
(7.000 a.C.)
 Pintura encontrada em Madhya
Pradesh, realizada no período
Mesolítico que foi fixado entre 15.000 a 6.000 a.C.1*

1
*Fonte texto de Dominic Wujastyk “Medicine in India”.
Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 2
 Escavações das cidades da chamada civilização do Vale do Indu, hoje região do Paquistão e o
estado de Gujarat.
 Escavação dos sítios arqueológicos, como Mohenjo Daro (3.200 a 1900 a.C.).
 Evidências de planejamento urbano e saneamento público, ruas largas, pavimentadas e extensos
sistemas de drenagem.

Os Arianos e o Período Védico

 Por volta de 1500 a.C., a Índia foi “invadida” pelas tribos árias, povos nômades vindos do Irã, que
ocuparam a região, dominando a civilização hindu que se formava. Teve início, então, o Período
Védico, que durou até 500 a.C.
 O termo ariano foi confundido com o significado ‘claro’, ‘de aparência clara’. Porém, ariano refere-
se a arya (do Sânscrito), ou uma consciência clara para Deus, não às pessoas brancas.

Vedas
 Os vedas são escritos sagrados que possuem hinos religiosos e foram mais tarde fonte de princípios
filosóficos. As referências médicas mais antigas são os hinos védicos. Foi sendo transmitido via
Parampara.
 O nosso conhecimento da medicina védica é proveniente de dois Vedas: o Rig Veda e o Atharva
Veda. No Rig Veda existiam ainda hinos dedicados a deidades de cura.
 Originalmente, apenas três: Rig, Yajus e Sama Vedas.
 A palavra Veda significa conhecimento e é o fundamento sobre o qual se origina o Ayurveda.

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 3


Atharva Veda

 - 1200 a.C.
 Referências sobre nervos e os vasos sanguíneos na fisiologia,
declarações sobre centenas de artérias e milhares de veias.
 Indicações de doenças através de 114 hinos dedicados a assuntos
médicos dentre os tópicos podemos citar: ferimentos, febre,
hanseníase, cardiopatia, cefaleia, reumatismo, lepra,
envenenamento, epilepsia, tuberculose entre outras.
 Está contido o Ayurveda

A história do Ayurveda

acyutananda govinda vishno narayanamrta


roganme nasayaseshan asu dhanvantare
...
"Ó Senhor Dhanvantari, grande médico e autor
do Ayurveda, sempre na forma de felicidade.
ó Vishnu, ó Govinda, ó Narayana,
invocando a ti
com qualquer um dos nomes,
destrua as minhas doenças rapidamente." *

om namo bhagavate vasudevaya


dhamvantaraye amrtakasahastaya
sarvamayavinasanaya trailokya
nathaya mahavisnave svaha
...
"Minhas saudações ao Senhor Dhanvantari,
que está em todo lugar na forma de inteligência.
Saudações àquele que é o senhor de todo o Universo,
que destrói todas as doenças e carrega em uma das suas mãos
o pote do néctar da imortalidade." *
...

As traduções aqui apresentadas foram extraídas do livro Orações Milenares - vivendo com inteligência, de autoria da
professora Glória Arieira.

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 4


• Ayus (Vida) Veda (conhecimento)
• Corpo – Sarira
• Sentidos – Indryas
• Mente – Sattwa
• Espírito – Atma

Definição de saúde para o Ayurveda: “A pessoa sadia é aquela que apresenta equilíbrio dos princípios
vitais (doshas) e das enzimas metabólicas (agnis), além de um adequado funcionamento dos tecidos
(dhatus), dos produtos secundários e do metabolismo (catabólitos) e das excretas orgânicas (malas), e
que experimenta a felicidade no espírito e na mente”.

 Chegou no Brasil em 1985, e se desenvolveu principalmente em Goiânia no Hospital de


Medicina Alternativa
 Há duas décadas vem se tornando popular no ocidente, resultado do renascimento do
Ayurveda na Índia, no século XX (muito se perdeu na Era Pré-Védica)
 Intensificado após a libertação da Índia da dominação Britânica em 1947
 Fortemente presente na Europa e Estados Unidos

Situação do Ayurveda na Índia

Hospitais 2.398
Leitos 42.963
Médicos 453.661
Universidades 294
Vagas (capacidade de admissão) 11.225
Tempo de estudo 5½

Fonte: Ministério da saúde e bem estar – Governo da Índia

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 5


Universidade de Gujarat Hospital AVP Coimbatore Aulas de Yoga no AVP

A história do Ayurveda

 Ênfase na relação entre o ser humano e o meio ambiente, o


homem e a natureza este é visto como um microcosmo do
universo e possui todos os elementos básicos deste universo.
 As doenças são resultado da quebra desta harmonia e o objetivo
do tratamento é resgatar este equilíbrio perdido.
 Médico é chamado de Vaidya.
 Dhanvantarie “Deus da medicina”.

BRAHMA  DAKSA  ASWINS  INDRA

 Rishis (sábios) Bharadwaja – Samhitas – Compêndios clássicos


 Escola de Atreya: Desenvolveu a escola de medicina interna e teve discípulos importantes para a
história do Ayurveda: Agnivesa (Agnivesa Tantra)
 Posteriormente o texto foi revisado pelo sábio Caraka e deu origem a “bíblia do Ayurveda, o
Caraka Samhita (ocorrendo na mesma época dos Yoga Sutras de Patanjali).

Brahma
Daksa
Aswins
Indra
Bharadwaja / Agnivesa

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 6


Caraka Samhita Dhanvantarie Susruta Asthanga
Medicina Interna Samhita Samhita Hridaya

 O profissional viajava de cidade em cidade, administrando


medicamentos e ensinando medicina
 Caraka = Médicos errantes e professores de medicina
 Caraka Samhita

Caraka Samhita

• Origem do Ayurveda / Considerada Bíblia do Ayurveda


• Diagnóstico: causas e sintomas
• Fisiologia: metodologia e ética
• Corpo: anatomia e embriologia
• Órgãos sensoriais: prognóstico
• Chikitsa: tratamento
• Kalpa: farmácia
• Siddhi: terapia de purificação

Susruta Samhita

• Compêndio cirúrgico
• Detalha 125 instrumentos cirúrgicos feitos de
madeira, pedras e outros materiais.
• Descreve 72 enfermidades dos olhos, incluindo o
tratamento de vários tipos de conjuntivite e
glaucoma.
• Descreve a anatomia humana com cadáveres.

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 7


• Ervas anestésicas e antidepressivas.
• Descrição dos pontos marmas.

Ashtanga Hridaya
• Maior compêndio de Ayurveda descrevendo as 8 especialidades:
Kayachikitsa: Medicina Interna
Shalyatantra: Cirurgia
Shalakya Tantra: Oftalmologia ENFERMIDADES
Kaumarabhirithya: Ginecologia e Pediatria
Agadatantra: Toxicologia
Bhutavidya: Psiquiatria
Rasayana: Rejuvenecimento
PREVENÇÃO
Vajikarana: Medicina reprodutiva e Afrodisíacos

Samkhya

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 8


Samkhya

A filosofia da Índia é composta por seis Dársanas, ou escolas filosóficas, descritas abaixo com seus
respectivos fundadores:

• Samkhya - Kapila;
• Nyaya - Gautama;
• Vaisheshika – Kanada
• Mimamsa – Jaimini
• Yoga – Patanjali.
• Vedanta – Badarayana.

Yoga

• Sistematizado por Patanjali


• Compreende 4 ramos principais:
Hatha Yoga
Raja Yoga
Jnãna Yoga
Kriya Yoga
Karma Yoga
Bhakti Yoga

Qual a relação do Yoga com o Ayurveda?

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 9


Indicações Bibliográficas
Ayurveda: A Cultura de Ayurveda -
Bem Viver Saúde e Longevidade na
Márcia de Luca e Tradição Milenar
Lúcia Barros da Índia
Editora Cultura
Danilo Maciel Carneiro
Editora Pensamento

Ayurveda e a Terapia Medicina Ayurvédica


Marma - Pontos de para a Mulher
Energia no Tratamento Atreya
Editora Pensamento
Por Meio da Ioga
Dr. Avinash Lele
Dr. Subhash Ranade
David Frawley
Editora Madras

Ayurveda - A Medicina
Ayurveda - O Caminho da Indiana que promove a
Saúde saúde integral
Maria Inês Marino Vinod Verma
Walkyria A. Giusti Dambry Best Seller - 336 páginas
Editora Gaia

Ayurveda - A Ciência da A Tradição do Ayurveda


Longa Vida Aderson Moreira da Rocha
Editora Águia Dourada
Edson D'Angelo
Janner Rangel Côrtes
Editora Madras – 760 páginas

O Sabor da Harmonia Essência da Saúde


Laura Pires Danilo Maciel Carneiro
Editora Rocco

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 10


Ayurveda - A ciência Textbook of Ayurveda
da Autocura Vol. 1
Dr. Vasalant Lad Dr. Vasalant Lad
Editora Ground

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 11


PANCHAMAHABUTHAS
Os cinco grandes elementos

akasha – éter
vayu – ar
tejas – fogo
jala – água
pritvi – terra

“O ser humano é um microcosmo do universo e também


é constituído pelos mesmos cinco elementos. O ayurveda
estuda a influência destes cinco elementos no universo e
no ser humano.”
“De acordo com o Ayurveda, tudo no universo é
composto pelos cinco elementos. Desde uma célula em nosso
corpo, o ar que respiramos, formações rochosas, oceanos,
montanhas, até objetos de uso cotidiano, como nossas roupas,
eletrodomésticos, assim como nossas emoções, sentimentos e
os alimentos que ingerimos.”

“O Homem e o Universo possuem uma mesma essência, por isso as pessoas devem buscar o
equilíbrio e a saúde com a natureza e as forças universais. A filosofia Védica ancestral atribui à
Criação a vibração do som cósmico eterno Aum. No momento da Criação, quando do início da
vibração sutil fundamental, ocorreu a manifestação individualizada de cada elemento.
“No princípio, o primeiro elemento sutil a se manifestar foi o Som (Shabda) e através de sua
vibração poderosa gerou-se o ESPAÇO (Akasha), o Vazio. Dentro do ESPAÇO a vibração ou
pulsação do som se transformou na existência do AR (Vayu). A pulsação e atrito do AR geraram
o calor irradiado. Este é o conceito de FOGO (Agni).
“Devido ao calor irradiado a Consciência fundamental inerente ao som primordial se fundiu em
ÁGUA (Lala). A partir da Terra, todos os corpos orgânicos foram criados. A Natureza é o

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 12


resultado da manifestação de todos os elementos, a partir do Éter. O Homem, como parte da
Natureza, apresenta em seu corpo todos os cinco elementos”.

AYURVEDA, A CIÊNCIA DA AUTOCURA, Vasant Lad

O ELEMENTO ÉTER OU ESPAÇO: AKASHA

• E onipresente e onipenetrante no universo


• Contém os outros quatro elementos e todos os objetos do universo
• Separa ou diferencia numerosos objetos assim como as diferentes
partes do objeto
• Suas qualidades são: expansão ilimitada, separação, integração e a
segregação, convergência e a divergência. Não hidratação, leveza,
suavidade, maciez, inatividade, claridade, ausência de movimento,
temperatura nem fria nem quente
• O ouvido como sentido e como órgão sensorial
• Representado pelos espaços no nosso corpo físico. Espaços da boca, nariz, trato
gastrointestinal, espaço tecidual e celular.
• No átomo o grande espaço entre o núcleo e a órbita dos elétrons é representado pelo elemento
éter.

O ELEMENTO AR: VAYU

• Ar é o elemento de movimento
• Contém oxigênio, o qual é vital para a existência de
todas as entidades
• Exerce um efeito refrescante sobre os outros elementos
e objetos
• Seu sentido especial é o tato e seu órgão especial é a
pele
• Controla todas as atividades do corpo, os pulsos e todos os componentes gasosos. O ar
inspirado e expirado e todas as funções do corpo.
• Suas propriedades são: leveza, aspereza, claridade, movimento ativo e centrífugo, sem forma.

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 13


• Colabora com os outros elementos no estímulo.
• Presente nos movimentos corporais, pulsação do coração e movimento respiratório.
• Movimento dos impulsos nervosos.
• Promove a leveza corporal.

O ELEMENTO FOGO: TEJAS

• A fonte de fogo no corpo físico é o metabolismo


• Promove a função digestiva e da matéria cinzenta do cérebro
(inteligência).
• Propriedade "energia": leveza, aspereza, agudeza, claridade,
calor, secura e luminosidade, também se expande
amplamente e tem uma alta velocidade.
• Ativa a retina para perceber a luz.
• Este elemento é responsável pela temperatura corporal, regula a digestão e metabolismo,
processo de pensamento, sangue e visão.
• O fogo relaciona-se com a visão.

O ELEMENTO ÁGUA: JALA

• Propriedades: solidez, fluidez, maciez, aderência, frieza,


grande tamanho das moléculas, viscosidade, umidade,
movimento descendente devido a força gravitacional.
• Seu sentido particular é o gosto e seu órgão
característico é a língua.
• Manifesta-se no corpo físico como as secreções, plasma
e líquidos (saliva, secreções, suor, liquor)
• O elemento água é vital para um bom funcionamento dos sistemas fisiológicos.
• O elemento água relaciona-se com a vitalidade dos tecidos corporais.
• O elemento água relaciona-se ao sabor.

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 14


O ELEMENTO TERRA: PRITHIVI

• Representa a nossa estrutura física.


• Simbolismo da coesão do corpo físico.
• Todas as estruturas sólidas são derivadas da terra.
• Peso, dureza, aspereza, firmeza, densidade, lento.
• Está contida no tecido ósseo e muscular.
• O elemento terra relaciona-se ao olfato.

OS CINCO ELEMENTOS E SUAS MANIFESTAÇÕES NO CORPO HUMANO

ESPAÇO (Akasha) - SOM


Espaço cranial, espaços intercraniais, espaços sinoviais, espaços ventriculares, espaços torácicos,
trato respiratório, trato gastrointestinal, veias, ligamentos, espaços sinápticos, espaços
intercelulares, canais celulares, tubos, poros, orelhas.

AR (Vayu) - TOQUE som + toque


Pulmões, colón, respiração, circulação, movimentos do citoplasma, movimentos dos
cromossomas, moléculas de DNA / RNA, ações voluntárias e involuntárias, movimento dos
neurônios, pele.

FOGO (Tejas) - VISÃO som +toque + visão


Estômago, enzimas digestivas, fígado, neurotransmissores, metabolismo celular, ácidos
nucleicos, componentes de digestão de cada tecido segundo o Ayurveda (Agni e Dhatus), olhos.

ÁGUA (Jala) - SABOR som + toque + visão + sabor


Fluido peritonial, urina, suor, plasma, sangue, saliva, sucos digestivos, fluido pleural, citoplasma.

TERRA (Prithivi) - ODOR som + toque + visão + sabor + odor


Ossos pélvicos, estrutura do esqueleto, ossos, cartilagens, músculos, tendões, unhas, cabelos,
dentes, carne, pele, fezes.

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 15


SISTEMA TRIDOSHA
O que são os Doshas?

• O princípio Bioregulador.
• O que perturba ou é passível de ser perturbado.
• São constituídos dos 5 elementos.
• Dependendo do elemento que é predominante é definido o Dosha.
• Os 3 Doshas contêm dos 5 elementos em sua constituição em diferentes proporções.

VATA: AR E ÉTER
PITTA: FOGO E ÁGUA
KAPHA: ÁGUA E TERRA

Semelhante aumenta semelhante

• Cada dosha possui os cinco elementos básicos da natureza, porém dois deles predominam
formando as suas qualidades e características principais, e as funções dos doshas estão
diretamente ligadas a predominância destes elementos no corpo físico.
• Vata controla todos os movimentos corporais e mentais. A causa de qualquer movimento desde
a célula até o pensamento é controlado por Vata.
• Pitta comanda todas as transformações: metabolismo, visão e sensorial.

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 16


• Kapha possui uma influência estabilizadora e estrutural além de lubrificar os tecidos.

VATA
Formado por ar e éter (espaço vazio).
Representa a energia do movimento.
Governa o piscar dos olhos, movimento de músculos e tecidos, pulsação do coração, impulsiona
os alimentos no TGI, favorece a formação do suco gástrico, função intestinal, memória, fluxo de
pensamentos e consciência do momento presente.
Energia relacionada ao movimento (do corpo e da mente).
Energia que embasa as atividades voluntárias e involuntárias do corpo.
Força que impulsiona, que faz com que os outros dois doshas possam desempenhar suas
funções.
Estimula todos os órgãos sensoriais a perceber e reconhecer as sensações (percepção e
cognição)
Exerce um efeito ressecante no corpo, assim como sobre o Pitta dosha e o Kapha dosha.
Estimula o movimento e a atividade
Vata é o dosha dominante, já que controla os movimentos e as a funções do Pitta e do Kapha,
de todos os tecidos corporais e dos produtos de dejetos do corpo.

Seco, leve, frio, áspero, sutil, móvel, límpido, adstringente, claro


Em equilíbrio: Criatividade, flexibilidade, frescor, leveza e felicidade
Em desequilíbrio: Medo, nervosismo, ansiedade, tremores, espasmos.

PITTA
Representa a energia de transformação.
Possui a função de decompor os alimentos, digestão, metabolismo, preparação para a
assimilação.
No cérebro, Pitta controla o conhecimento, transformação e comparação dos dados,
discernimento e conclusão.
O fogo corporal.
Responsável por toda atividade transformação (física e mental), manutenção da temperatura
corporal e visão.
Regula a ação das enzimas digestivas, as envolvidas no metabolismo;

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 17


Regula o brilho da pele, dos olhos e dos cabelos.
Governa a inteligência e o intelecto, sendo necessária para que haja o processo de
compreensão.

Quente, aguçado, leve, móvel, líquido, oleoso, agudo, pungente,


penetrante
Em equilíbrio: Apetite regular, vitalidade, energia, ação
Em desequilíbrio: Frustração, raiva, critica, inveja, queimação
Hipertensão, doenças cardíacas

KAPHA
Simboliza a energia estrutural.
Lubrifica os tecidos e protege os órgãos.
Promove estabilidade inclusive cerebral para um bom funcionamento da mente.
Semelhante a uma panela que mantém os alimentos e o fogo necessário para uma boa digestão.
Kapha dá força, estabilidade e resistência, tanto física como psicológica, e promove emoções
humanas e capacidades, tais como o amor, compaixão, empatia, compreensão, perdão,
lealdade e paciência.
Uma função muito importante do Kapha Dosha no corpo humano é a que governa a imunidade
e a resistência às doenças; a sua energia promove autocura e o processo no avanço de
autorreparação.

Pesado, frio, líquido, oleoso, viscoso, denso, estático, nebuloso,


límpido.
Em equilíbrio: Força, vigor, estabilidade, amor, calma, perdão.
Em desequilíbrio: Apego, ganância, luxúria, doenças do sistema
respiratório, falta de energia.

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 18


Mudanças ANABÓLICAS são Kapha, METABÓLICAS são Pitta e CATABÓLICAS são Vata.

VATA PITTA KAPHA

Pesado
Seco Quente
Úmido
Frio Penetrante
Devagar
Móvel e agitado Claro
Denso
Leve Líquido
Macio
Áspero Macio
Pegajoso
Claro Móvel
Estático
Duro Oleoso
Duro
Sutil Odor forte
Resistente

OS TRÊS DOSHAS E O CLIMA

Clima úmido, montanhoso e chuvoso aumenta Kapha.


Clima frio e seco com pouca chuva promove desequilíbrio de Vata.
Clima quente e úmido leva a agravação de Pitta.

Localização dos Doshas no corpo humano

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 19


PRAKRITI / PRAKRUTI

PRAKRUTI, do Sânscrito, é um termo que significa “natureza” ou “primeira criação”.

No Ayurveda, este termo se refere à expressão dos Cinco Elementos da Natureza, que formam
nossa Constituição Física e Mental, já no momento da concepção.

No momento da concepção os Doshas predominantes no esperma (Shukra) e no óvulo (Artava)


determinam a Constituição Individual.

A combinação dos cinco elementos na ocasião do nascimento permanece constante toda vida. A
Prakritti nunca muda.

Prakruti define a forma do comportamento do indivíduo e suas respostas para os desafios


internos e externos.

Baseados nas permutações e combinações possíveis dos três Doshas podem ser formados dez
tipos de constituição essencial.

PREDOMINÂNCIA DE UM DOSHA

Constituição Vata, Constituição Pitta ou Constituição Kapha.


Os indivíduos classificados como “predominância de um Dosha”, ou Ekadosha Prakruti são
aqueles que apresentam uma participação mais elevada de um Dosha em relação a outros dois
na sua Prakruti.
Esses indivíduos devem ser particularmente atentos a perturbações do seu Dosha dominante,
pois quando este está em desequilíbrio, torna-se mais difícil uma abordagem terapêutica para
restabelecer o estado original.

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 20


PREDOMINÂNCIA DE DOIS DOSHAS

Constituição Vata-Kapha ou Kapha-Vata, Constituição Pitta-Vata ou Vata Pita, Constituição Pitta-


Kapha ou Kapha Pita.
Os indivíduos classificados como “predominância de dois Doshas” são aqueles que apresentam
participação elevada de dois Doshas na sua Prakriti, enquanto o terceiro tem uma
presença/atuação não tão marcante.
O nome do Dosha que vêm por primeiro, é o que predomina. Ex: constituição Pita-Kapha –
indivíduo com o Dosha Pita predominante.

EQUILÍBRIO DOS TRÊS DOSHAS

Constituição Vata-Pitta-Kapha idêntica.


Os indivíduos classificados como “predominância de três Doshas”. Essa é uma constituição
muito rara. É conhecida como tridosha, Sannipata ou Mammisra Prakruti

TODAS AS COMBINAÇÕES POSSÍVEIS DE CONSTITUIÇÕES AYURVÉDICAS

VATA
PITTA
KAPHA
VATA-KAPHA
KAPHA-VATA
VATA-PITTA
PITTA-VATA
PITTA-KAPHA
KAPHA-PITTA
VATA-PITTA-KAPHA

Como definir a constituição?


Como funciona o Diagnóstico Ayurvédico?

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 21


Fenótipo / Funcional / Psicológico

VIKRUTI/ VIKRITI

VIKRUTI é um termo em Sânscrito que significa “Constituição adquirida e causa da desarmonia


atual”. Ou, para simples entendimento, estado de desequilíbrio.

A Vikruti de um indivíduo reflete seu constante processo qualitativo e quantitativo de


desequilíbrio do perfil dos três Doshas, ou de seu Perfil Tridosha.

Vikruti não significa necessariamente um estado ou presença de uma doença, mas pode ser o
indicativo de uma potencialidade para o desenvolvimento de um estado vicioso, que pode levar
o indivíduo a manifestação de uma doença.

O conhecimento do paradigma Prakruti / Vikruti se constitui no ponto primordial para um


tratamento no Ayurveda. A saúde, de acordo com os princípios do Ayurveda, é definida como
aquele estado de equilíbrio dos Doshas. A VrikrUti incomoda, a Prakriti é a natureza.

Indivíduos com PRAKRUTI VATA têm pré-disposição a doenças classificadas como típicas de
Vata, como:
• Artrite
• Osteoporose
• Definhamento, com perda muscular notado a partir da terceira idade
• Dor ciática, constipação, insônia, ansiedade
• Desequilíbrios emocionais
Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 22
Indivíduos com PRAKRUTI PITTA têm pré-disposição a doenças classificadas como típicas de
Pitta, como:
• Hiperacidez
• Diarreia
• Quadros inflamatórios em geral
• Bronquite
• Gastrite
• Colite

Indivíduos com PRAKRUTI KAPHA têm pré-disposição a doenças classificadas como típicas de
Kapha, como:
• Congestão
• Tosses úmidas
• Baixo metabolismo
• Ganho de peso
• Diabetes

Até nosso próximo encontro!!!

Curso de Formação em Ayurveda – Rio de Janeiro  Módulo I l  fevereiro 2016 Página 23