Você está na página 1de 123

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA

Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
17 DIRETRIZES PARA REFORMAR A EDUCAÇÃO NO BRASIL

O QUE É A ECI
A ECI - Educação Clássica Integrada - é uma Abordagem Pedagógica Tradicional dividida em
quatro eixos essenciais: Tradição, Disciplina, Ciências e Tecnologia. Neste sentido, a
Educação Tradicional considera fundamental a transmissão dos conhecimentos científicos,
o desenvolvimento das virtudes, valores e princípios para a formação de mentes brilhantes
e cidadãos íntegros.

VALORES E PRINCÍPIOS
Nossos valores e princípios integram os pilares que sustentam a civilização ocidental ente
eles os direitos naturais à Liberdade (com normas justas), Propriedade Privada e Vida, para
a formação de homens justos e livres.

OBJETIVO
Nosso objetivo é estabelecer bases e diretrizes para substituir a Lei nº 9.394, de 20 de
dezembro de 1996, que rege a Educação Básica e Ensino Técnico no Brasil e para combater
a agenda globalista do Ministério da Educação, baseada no Relatório para a UNESCO da
Comissão Internacional sobre Educação: “Um Tesouro a descobrir” e “Os quatro pilares da
Educação”, extinguindo, deste modo, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e o Novo
Ensino Médio, modelos educacionais dos governos Lula e Dilma, os quais impõem aos
nossos alunos ideologias políticas, reengenharia social e, principalmente, a cultura do
emburrecimento, por intermédio da aplicação da Pedagogia Pós-moderna e teorias de
aprendizagem socioconstrutivistas de Jean William Fritz Piaget (1896-1980) - Biólogo e
autor da teoria Construtivista; Emilia Beatriz María Ferreiro Schavi (Buenos Aires, 1936) -
Psicóloga e mãe do letramento social, que, inclusive, alterou os rumos da verdadeira

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
alfabetização no Brasil, Lev Vygotsky (1896-1934) - psicólogo bielo-russo; Paulo Reglus
Neves Freire (1921 -1997) educador, pedagogo e filósofo brasileiro, autor da Pedagogia
Crítica-Marxista do Oprimido e Judith Butler (Cleveland, Ohio, 1956), Filósofa,
disseminadora da Ideologia de Gênero e, assim, resgatar os verdadeiros métodos de
alfabetização e ensino, promovendo a verdadeira educação no Brasil.

METODOLOGIA DE ENSINO
Nossa metodologia de ensino-aprendizagem abrange todos os processos, metodologias
ativas, instrumentos de avaliação de desempenho e os métodos mais bem elaborados e
avançados da História da Humanidade, para o aprimoramento da técnica e formação
estudantil.

FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO
Nossa Filosofia de Educação é pautada na busca pela prosperidade, orgulho próprio,
produtividade, ordem e progresso e dispõe de dezessete pontos estratégicos, importantes,
para o aprimoramento da Educação Pública.

EDUCAÇÃO RACIONAL
Nosso projeto trabalha para a promoção de uma Educação racional, que abre portas para
o mercado de trabalho na formação de futuros técnicos, especialistas, empreendedores,
mas, acima de tudo, trabalha para a formação de homens e mulheres comprometidos com
os valores da Pátria, Família e Trabalho.

QUAIS SÃO AS 17 BASES E DIRETRIZES DA ECI?

1- NOVO MAGISTÉRIO

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Implementação do Magistério em nível Técnico para a Formação de Professores
Alfabetizadores do Ensino Infantil (do 1° ao 3° ano do Ensino Fundamental I).

2- RESGATE DOS MÉTODOS TRADICIONAIS DE ALFABETIZAÇÃO


Formação dos professores nos métodos de alfabetização mistos (Grafemas e Fonemas -
para o aperfeiçoamento técnico da Leitura e Escrita), Língua Portuguesa, Matemática e
Instrumentos de Avaliação de Desempenho. Essa formação, deverá ser uma extensão do
Ensino Médio, em curso técnicos presenciais, semipresenciais, ou à distância.

3- PROJETO MÃES ALFABETIZADORAS E LIBERAÇÃO DO HOMESCHOOLING


Capacitação de mães de alunos nos métodos mistos de alfabetização (grafemas e fonemas,
treino da escrita, soletração e memorização), que desejem reforçar a alfabetização dos
seus filhos na educação domiciliar, por intermédio de cursos presenciais, plataformas
digitais e EAD.
Justificativa: O Homeschooling é um mercado independente, o qual não deve sofrer
interferência ou regulação governamental, que se auto regulará ao ser liberado, no
entanto, faz-se necessário um programa de apoio às famílias que desejem ensinar seus
filhos nos métodos corretos de alfabetização em casa.

4- FAMÍLIA NA ESCOLA
Implementação do Conselho de Pais e Mentoria para a formação do Comitê de Crises, para
apoiar o Corpo Docente e Gestor nas atividades escolares, extracurriculares,
aconselhamento de alunos, revisão e aprovação do material didático e mediação de
conflitos.

5- NOVA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA ECI

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Formação de Professores do 1° ao 9° ano e Ensino Médio em Educação Clássica Integrada,
para melhorar a capacidade do Ensino-Aprendizagem da Rede Pública.

6- CAPACITAÇÃO DOS PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO, MÉDIO E TÉCNICO


Capacitação de Professores da Rede Pública em Gramática, Lógica e Retórica (Trivium),
Matemática, Geometria, Música e Astronomia (Quadrivium), Avaliação Diagnóstica e
Avaliação Formativa, Rubricas e Feedback em Plataformas Digitais na própria Escola de
origem.

7- CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES E DIRETORES


Contratação e Demissão direta de Professores nos municípios, com foco no Currículo,
Meritocracia, Especialização Específica nas Áreas de Conhecimentos e Avaliação de
Desempenho Profissional (sem concurso público).

Contratação de diretores formados em Administração e Gestão Escolar para melhorar a


eficiência no uso dos recursos públicos, desenvolvendo Projetos, Planejamento e
estratégias para administrar os recursos humanos e financeiros da Escola (sem concurso
público).

8- CURRÍCULO
Implementação da Grade Curricular "Paideia", a partir das sete disciplinas essenciais que
fazem parte do Trivium e Quadrivium, pelo estudo da Língua Portuguesa e Literatura:
Gramática, Lógica e Retórica; Exatas: Matemática, Geometria, Música e Astronomia;
História Natural, que inclui: Biologia, Botânica e Zoologia, Geografia, Paleontologia,
Ecologia, Bioquímica, Geologia, Física e Meteorologia; Filosofia Antiga; Ofícios ou Trabalhos
Manuais, para despertar nos alunos o interesse pelo Trabalho; Educação Moral, Cívica e

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Ética (respeito aos símbolos da Pátria, professores e elaboração de objetivos e
planejamento de vida); Belas Artes: Dança, Instrumentalização, Artes Plásticas e Pintura -
a partir da educação clássica, erudita; Esportes Coletivos, Individuais e Artes Marciais;
Língua Inglesa, Economia Doméstica (Planejamento Financeiro e Sustentabilidade);
Tecnologia, Robótica e Empreendedorismo e Projetos criativos sobre mobilidade urbana,
maquetes, arquitetura, energias limpas, saneamento básico entre outros; Cursos de Latim
e Teologia; (Facultativos), para o desenvolvimento dos conhecimentos científicos,
habilidades, atitudes, cidadania, ajudando assim, na formação do caráter e Identidade
Intelectual dos alunos.

9- REGIMENTO ESCOLAR (SISTEMA ORGANIZACIONAL)


Implementação do Regimento Escolar, para estabelecer regras e normativas claras sobre a
disciplina dos alunos, comportamento dos professores, participação dos pais e organização
administrativa escolar.

10- FEIRAS CIENTÍFICAS, JOGOS ABERTOS ESCOLARES, CONCURSOS LITERÁRIOS


Implementação das Feiras de Ciências e Tecnologia, Jogos Abertos, Concursos de Redação
para o desenvolvimento da oratória e gêneros literários e o aperfeiçoamento da Leitura,
Fala e Escrita.

11- SAÚDE NA ESCOLA


Implementação da Semana da Saúde com Campanhas voltadas para a Higiene Bucal,
Vacinação e Prevenção de Doenças, com profissionais altamente habilitados da Área
médica, com a autorização dos pais.

12- CIÊNCIAS E TECNOLOGIA E EMPREENDEDORISMO

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Implementação de Plataformas Digitais, Módulos de Ciências, Tecnologia, Robótica e
Startups a partir do 9° ano do Ensino Fundamental ao 3 ano do Ensino Médio e Cursos
Específicos Profissionalizantes no Ensino Técnico.

13- PARCERIA COM VOLUNTÁRIOS DA SOCIEDADE CIVIL E INICIATIVA PRIVADA


Parcerias com a Iniciativa Privada e Voluntários da Sociedade Civil para reformas prediais,
doação de equipamentos e materiais didáticos, implementação de bibliotecas e
laboratórios, Estágios, Feiras Científicas, para a introdução dos jovens no mercado de
trabalho, treinamentos de Alunos, professores e Famílias.

14- MATERIAL DIDÁTICO NA PREVENÇÃO DA INOCÊNCIA DAS CRIANÇAS


Formação de Equipe para o desenvolvimento, aprimoramento e elaboração de Livros e
materiais didáticos (papel e digital), que respeite a idade e a inocência das crianças contra
o marxismo cultural, ideologia de gênero e tenha coerência com a grade curricular.

Capacitação dos Professores nas Tecnologias da informação e comunicação (TDIC), que


abrangem todos os recursos tecnológicos, aplicativos e plataformas digitais de primeiro
mundo.

15- LAYOUT ESCOLAR


Elaboração de Layout (Planta da Escola) por engenheiros e arquitetos, para a padronização
mínima da escola.
Implementação de salas de aulas temáticas, estúdios de música e dança, rádio e tv, quadras
esportivas, sanitários masculinos e femininos, laboratórios, áreas de descanso,
alimentação e biblioteca.

16- MERITOCRACIA NA ESCOLA

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Implementação de Bônus anual, Premiação de Medalhas e Intercâmbio Científico para
Professores e Alunos que se destacarem em Projetos voltados para cada disciplina ou áreas
de atuação.

17- ACADEMIA DO CONHECIMENTO

Implementação da Academia do Conhecimento para a elaboração de Debates - para


despertar no aluno o apreço pela pluralidade de ideias e o estudo de um amplo referencial
teórico e científico, que passa pela Literatura Inglesa e Portuguesa, Liberalismo Econômico
e Capitalismo, Filosofia Grega (antiga), grandes autores e filósofos contemporâneos,
Direito Romano, Moral, grandes civilizações e impérios, e sobre os maiores cientistas,
invenções e descobertas da Humanidade, para garantir a Pluralidade de Ideias em sala de
aula e reequilibrar a Balança do Conhecimentos no ambiente escolar.

A Educação Tradicional é a mãe de todas as pedagogias.

Selma Palenzuela
Pós- Graduanda em Educação
Formada em Recursos Humanos
Coordenadora do Projeto ECI - Educação Clássica Integrada
WhatsApp: (11) 97693-3774

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
DISPÕE sobre O Programa Federal “Educação Clássica Integrada”, que estabelece
parâmetros e diretrizes para a Educação Básica - Fundamental e Médio para a participação
das famílias nas atividades escolares e dá outras providências:

A Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, LDB 9.394/96 e a Convenção


Americana de Direitos Humanos, estabelecem:

CF Art. 205: “A educação, direito de todos e dever do Estado e da Família, será promovida
e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da
pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”. Art.
226: “A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado”. LDB 9.394/96 Art. 1º
“A educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na
convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos
sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais, Art. 2º A educação,
dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de
solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu
preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.” Art. 22. “A
educação básica tem por finalidades desenvolver o educando, assegurar-lhe a formação
comum indispensável para o exercício da cidadania e fornecer-lhe meios para progredir no
trabalho e em estudos posteriores.” Pacto San José, Art. 19 “Toda criança tem direito às
medidas de proteção que a sua condição de menor requer por parte da sua família, da
sociedade e do Estado”.

DA ABORDAGEM PEDAGÓGICA

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
O Programa “Educação Clássica Integrada” abrange os processos formativos que se
desenvolvem na vida familiar, escolar e na sociedade, define parâmetros de qualidade,
normas, diretrizes, regimentos, fundamentos e propósitos, criando mecanismos de
proteção à infância e juventude.

EPISTEMOLOGIA

A ECI - Educação Clássica Integrada é uma marca registrada e abordagem pedagógica


INOVADORA, desenvolvida, especialmente, para resgatar o papel da escola na transmissão
dos conhecimentos científicos, os métodos científicos, a valorização do professor pela
meritocracia (dedicação ao trabalho).

Nosso objetivo é trabalhar a partir da pluralidade de ideias, empreendedorismo, ética e


alta cultura, elementos essenciais para o bom desenvolvimento dos alunos no ambiente
escolar.

Neste sentido, integra o ensino da Linguagem em todos os seus aspectos epistemológicos,


metodologias ativas e didáticas, belas artes, literatura, ofícios, novas tecnologias,
tecnologia digital de informação e comunicação, instrumentos de avaliação, feiras
científicas, disciplinas essenciais, currículo, conteúdo programático, filosofia de vida,
filosofia organizacional, filosofia civilizacional, filosofia da escola, filosofia da educação,
filosofia das famílias e filosofia de governo (esta última para atender as diretrizes básicas
do sistema de ensino brasileiro atual), na formação de mentes brilhantes,
empreendedoras, cientistas, ou seja, indivíduos íntegros, conscientes e capazes de assumir
a sua responsabilidade individual perante a nossa sociedade.

MISSÃO, VISÃO FILOSÓFICA E POLÍTICA

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Missão – Formação de um cidadão Integro, Proteção da Família, Compromisso com o
desenvolvimento Econômico e Respeito aos símbolos da Pátria.

Filosofia Política - acreditamos no respeito ao direito natural do ser humano à vida, à


liberdade e à propriedade privada.

Nesta abordagem, buscamos uma sabedoria prática, que integra os saberes e sabe deles
dispor sempre que necessário.

ESTRUTURAÇÃO

A estruturação da abordagem pedagógica da Escola Clássica Integrada alinha objetivos,


método, ferramentas, currículo, filosofia de vida, filosofia de educação, filosofia das
famílias e filosofia de governo.

CURRÍCULO ECI

O conceito de currículo integrado é fundamentado no estudo das sete artes ou disciplinas


liberais, divididas em Trivium (as artes liberais da mente), que abrange o estudo da
Gramática, a Lógica e a Retórica e o Quadrivium (as artes liberais da matéria, ou das coisas),
que abrange o estudo da Matemática (ou Aritmética), a Geometria, a Música e a
Astronomia (ou Cosmologia).

Inspirado na Paideia, uma denominação do sistema de educação e formação ética da Grécia


Antiga, que incluía temas como Ginástica, Gramática, Retórica, Música, Matemática,
Geografia, História Natural e Filosofia, objetivando a formação de um cidadão perfeito e
completo, capaz de liderar e ser liderado e desempenhar um papel positivo na sociedade.
Mortimer Adler (1902-2001), um filósofo aristotélico estadunidense, foi o grande

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
responsável pela implementação da Paideia na educação básica dos Estados Unidos,
salvando, assim, a educação norte americana da total decadência, resultado da pedagogia
moderna. Adler acreditava, que existe um modo de aprender e de ensinar, em espaços e
tempos específicos.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Justificativa: Platão pensava que "a essência de toda a verdadeira educação ou paideia é a
que dá ao homem o desejo e a ânsia de se tornar um cidadão perfeito e o ensina a mandar
e a obedecer, tendo a justiça como fundamento"

Na ECI, os estudantes aprendem os conteúdos de cada disciplina com profundidade, em


salas temáticas, pela observação da natureza, em laboratórios e, por intermédio dos
conteúdos programáticos, minuciosamente, selecionados de acordo com a corrente
política e filosófica racional, pela Maiêutica Socrática que, consiste na multiplicação de
perguntas, induzindo o interlocutor na descoberta de suas próprias verdades e na
conceituação geral de um objeto, ou melhor, um método de investigação do conhecimento
através da “técnica de trazer a luz” no qual, por meio de sucessivas questões, se chega à
verdade. Exemplo: Cadeira. Faz parte das disciplinas essenciais do ensino fundamental: 1-
Língua Portuguesa (Alfabetização, Gramática, Lógica, Retórica, Literatura, Linguagens e
Códigos); 2- Inglês, 3- Matemática, 4- Música (Teoria Musical - aplicação da matemática,
gramática, lógica e retórica no estudo da linguagem musical), 5- Ciências (Biologia, Física e
Química), 6- Geometria, 7- Astronomia, 8- História Natural, 9- Filosofia e 10- Educação
Física (aulas práticas e teórica) para o desenvolvimento da coordenação motora,
importante para manter a qualidade de vida, em todas os ciclos – do primeiro ao nono ano.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
A grade curricular abrange as disciplinas complementares para cada ciclo: 1- Ofícios, 2-
Tecnologia e Inovação, 3- Esportes Coletivos, Individuais e Artes Marciais, 4- Educação
Moral, Cívica e Ética, 5- Economia Doméstica, Empreendedorismo e Planejamento
Financeiro, 6- Belas Artes, 7- OSPB (Organização Social e Política), divididas entre o primeiro
e o nono ano.

Nas Belas Artes, o professor tem a obrigatoriedade de levar o aluno ao conhecimento da


alta cultura por intermédio da Literatura, danças eruditas, como: Ballet Clássico, Dança
Moderna e Dança Contemporânea; Teatro, Instrumentalização Musical (constituídos de
quatro famílias: madeiras, cordas, metais e percussão e pela voz), para o desenvolvimento
das aptidões, habilidades sonoras, visual, cultural e a sociabilização, aulas de canto no
repertório Lírico, de Câmara e Solo, estudo da Pintura, História da Arte e aulas práticas,
artes plásticas, ou seja, o estudo das artes visuais para o aprendizado da complexidade das
linguagens e códigos e do aperfeiçoamento da estética pela pesquisa sobre a linha do
tempo da história, sistematicamente.

No estudo dos Ofícios o aluno deverá aprender sobre artesanato e outras artes manuais,
como marcenaria, bordado, corte e costura, design de moda, alfaiataria, disciplinas
relacionadas a parte mecânica do desenvolvimento psicomotor. O professor deverá
elaborar projetos pedagógicos, utilizando metodologias ativas na teoria e prática para
despertar no aluno o apreço pelo trabalho.

No estudo de Tecnologia e Inovação, o aluno deverá aprender Ciências da Computação,


Aulas Práticas de Informática e Robótica. O professor deverá integrar o uso das Tecnologias
Digitais de Informação e Comunicação (TDIC), além de propor o desenvolvimento de jogos,
programas, aplicativos, mídias sociais, aulas de Fotografia e Cinema.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
O Estudo de Economia Doméstica, Empreendedorismo e Planejamento Financeiro será
voltado para o planejamento financeiro familiar, aulas básicas de contabilidade,
empreendedorismo, desenvolvimento de planilhas, projetos, aulas práticas (exemplo:
visita a feiras livres para analisar os preços dos produtos). O Professor deverá desenvolver
material teórico e prático para desenvolver a percepção do aluno sobre Economia e
Consumo.

A Escola Clássica Integrada leva em consideração a individualidade do aluno, na formação


das virtudes, a dignidade e o direito de aprender sobre todas as áreas de conhecimento
humano e considera essencial o desenvolvimento das habilidades e competências
inerentes às janelas de oportunidades de cada faixa etária.

Na disciplina de Esportes Coletivos e Individuais, que não é o mesmo que Educação Física
(Segundo Rodrigues (2003) refere-se ao desenvolvimento cognitivo como o processo que
leva a mudanças qualitativas no modo de pensar e raciocinar do ser humano. Dessa forma,
as atividades nas aulas de Educação Física, possibilitam estímulo ao aspecto cognitivo,
sendo um dos períodos de melhor aquisição da capacidade de aprendizagem. A falta dessas
atividades pode levar o aluno ter um raciocínio mais lento, já nos esportes coletivos e
Individuais, segundo Mattos e Neira (2007) os jogos e brincadeiras da cultura corporal de
movimento são fontes inesgotáveis para uma efetiva construção do conhecimento quando
articuladas aos conteúdos escolares promovem a interação da criança com outras pessoas,
adquirem diversas experiências, organizam pensamentos, aprendem a tomar decisões,
desenvolvem o pensamento abstrato e criam diferentes maneiras de jogar, brincar e
possibilitando a criança apropriar-se de conhecimentos e habilidades no âmbito da
linguagem, da cognição, dos valores e da socialização.), o professor, deverá identificar a
vocação e talento dos alunos para formar grupos e times para a prática desportiva. São

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
considerados esportes coletivos: futebol, volleyball, basquete, handball, etc. e individuais:
ginástica olímpica, natação e xadrez entre outros.

Na Educação Clássica, a lógica (ou dedução) é a arte de pensar; a gramática, a arte de


escrever (de inventar símbolos e combiná-los para expressar um pensamento); a retórica (
ou argumentação), a arte de comunicar o pensamento de uma mente a outra, ou de
adaptar a linguagem à circunstância; a aritmética (matemática), ou teoria do número (a
medição de quantidades discretas em movimento), são as artes da quantidade descontínua
ou número; a geometria, ou teoria do espaço, e a astronomia, uma aplicação da teoria do
espaço, são as artes da quantidade contínua ou extensão.

Na disciplina de Educação Moral, Cívica e Ética o professor deverá abordar a moral a partir
do estudo da Filosofia Grega, Direito Romano e a Moral, pilares que formam a civilização
ocidental e, também, as questões éticas (prática do bem) e cidadania, importantes para o
convívio pacífico na sociedade, além de ensinar aos alunos regras claras de etiqueta,
protocolo, cerimonial em respeito às comemorações cívicas e símbolos da pátria.

A Educação Clássica Integrada deverá oferecer salas de aulas temáticas equipadas para o
estudo de cada disciplina, laboratórios de pesquisa, bibliotecas, estúdio de música para a
prática instrumental, coral e dança, salas de informática com internet para pesquisas, áreas
para a prática desportiva, artes marciais, reflexão, alimentação e descanso.

As escolas de ensino integral deverão promover intervalos recreativos para descanso,


brincadeiras e três refeições (café da manhã, almoço e lanche da tarde), respeitando as
faixas etárias dos menores para os maiores, ordenadamente, assim como o uso adequado
dos banheiros masculinos e femininos.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
As aulas de Educação Física, devem ser realizadas uma hora por dia, na quadra em dias
ensolarados e na área interna em dias chuvosos. A ginástica laboral deverá ser adotada em
sala de aula para melhorar a disposição física e postura dos alunos.

Na disciplina de OSPB, o aluno terá a oportunidade de estudar as características


geopolíticas do Brasil, as instituições da sociedade brasileira e a organização do Estado,
a Constituição, os processos democráticos, os direitos políticos e deveres do cidadão.

Constituem-se fatores essenciais para o funcionamento deste programa:

➢ a viabilização do Currículo da ECI (Educação Clássica Integrada), a implementação


das metodologias ativas e tecnologias digitais de informação e comunicação;
➢ a capacitação de professores, voluntários e demais agentes da escola no modelo da
Educação Clássica Integrada;
➢ a padronização dos temas transversais de acordo com o currículo e cosmovisão das
famílias;
➢ o desenvolvimento dos conteúdos programáticos das disciplinas para cada ciclo
escolar;
➢ a implementação do calendário escolar;
➢ a viabilização de parcerias entre a iniciativa privada, voluntários e outras esferas
que compõem a sociedade;
➢ a ampliação da participação das famílias na escola nas atividades curriculares;
➢ a criação de novas disciplina
➢ o estudo da tradição e dos pilares que formaram a civilização ocidental;
➢ o estudo de todos os períodos históricos que formaram a civilização ocidental;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ o treinamento da leitura, fala e escrita no ensino da Linguagem e, também, pelo
aprofundamento do estudo da gramática, da lógica e da retórica;
➢ a dedicação dos professores no processo de ensino e aprendizagem.

JUSTIFICATIVA: Os temas transversais não estão previstos na grade curricular anual,


facilitando o processo de entrada dos conteúdos ideológicos e doutrinação na rede púbica
de ensino, para tanto, devem ser, previamente analisados e padronizados.

CARACTERÍSTICAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

Professores e pais capacitados no método de alfabetização mista, Integração da criança e


da família ao ambiente escolar com atividades lúdicas; jogos, recursos, como o caderno de
caligrafia para o desenvolvimento da letra cursiva; História da Escrita, ou Início de
Alfabetização; Leitura e Escrita de forma gradual, Matemática, Robótica, Economia
Doméstica, Educação Moral, Cívica e Ética e Educação Física.

CURRÍCULO INTEGRADO – (1º ano ao 5º ano)

➢ Primeiro ano – Domínio da Leitura e Escrita pelo método de alfabetização mista:


• Linguagem falada (fonética, estudo do som);
• Linguagem Escrita (ortografia, estudo da grafia correta); Significado das palavras
(semântica, estudo do significado);
• Literatura Infantil - leitura de contos; caderno de caligrafia, soletração e
Matemática.

Do Segundo ao quinto ano

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ língua portuguesa (gramática, soletração e vocabulário, treino da escrita, cópia e
memorização)
➢ Matemática;
➢ Ciências e Tecnologia;
➢ Educação Física;
➢ Belas Artes, Literatura;
➢ Língua Inglesa;
➢ Maquetes.

CURRÍCULO INTEGRADO - PAIDEIA (DO 2º ao 9º e Ensino MÉDIO)

As disciplinas da ECI deverão ser distribuídas gradativamente no Fundamental I e II, e


Médio, de acordo com os ciclos escolares e os conteúdos elaborados por especialistas
idôneos e cientistas formados em cada área de conhecimento.

➢ Língua Portuguesa – Gramática, Lógica, Retórica e Literatura ou Gêneros Literários;


➢ Língua inglesa: Gramática e Literatura;
➢ Matemática: Álgebra, Geometria, Pré-cálculo, Estatística;
➢ Filosofia Antiga – Platão, Aristóteles entre outros Filósofos;
➢ Latim (facultativo).
➢ História Natural:
➢ Astronomia - ciência natural que estuda corpos celestes (como estrelas, planetas,
cometas, nebulosas, aglomerados de estrelas, galáxias) e fenômenos que se
originam fora da atmosfera da Terra (como a radiação cósmica de fundo em micro-
ondas). Preocupada com a evolução, a física, a química e o movimento de objetos
celestes, bem como a formação e o desenvolvimento do universo;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ Música (teoria musical) - A música clássica é uma ferramenta na formação do
caráter moral da juventude – A música deve ser trabalhada desde a primeira
infância com repertório bem estruturado, de modo que seu intelecto seja
maximamente desenvolvido (Mantovani, Dante);

Justificativa: “As obras dos grandes mestres da música universal são todas estruturadas
a partir de princípios fundamentais como equilíbrio, harmonia, simetria, clareza e
perfeição formal”.

➢ Belas Artes (Pintura, Dança e Instrumentalização);


➢ Arqueologia ciência que estuda as culturas e os modos de vida das diferentes
sociedades humanas - do passado e presente - a partir da análise de vestígios
materiais. É uma ciência social que estuda as sociedades através de seus restos
materiais, sejam estes móveis — como por exemplo um objeto de arte — ou
objetos imóveis — como é o caso das estruturas arquitectónicas. Incluem-se
também no seu campo de estudos as intervenções feitas pelo homem no meio
ambiente;
➢ Biologia - a ciência que estuda a vida e os organismos vivos. A biologia está dividida
em vários campos especializados que abrangem a morfologia, fisiologia, anatomia,
comportamento, origem, evolução e distribuição da matéria viva, além dos
processos vitais e das relações entre os seres vivos;
➢ Botânica - A botânica (do grego botané, que significa "planta", que deriva, por sua
vez, do verbo boskein: "alimentar") ou biologia vegetal é o estudo científico da vida
das plantas e algas. Como um campo da biologia, a botânica abrange uma miríade
de disciplinas científicas que estudam crescimento, reprodução, metabolismo,
desenvolvimento, doenças e evolução da vida das plantas;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ Zoologia - A zoologia (proveniente do grego Ζώο, zoon "animal", e λόγος, -logos
"estudo") ou biologia animal é o ramo e especialidade da biologia que estuda os
animais.
➢ Paleontologia - (do grego palaiós= antigo + óntos= ser + lógos= estudo) é a
especialidade da biologia que estuda a vida do passado da Terra e o seu
desenvolvimento ao longo do tempo geológico, bem como os processos de
integração da informação biológica no registro geológico, isto é, a formação dos
fósseis;
➢ Geografia (superfície terrestre e a distribuição de fenômenos na paisagem,
biodiversidade);
➢ Paleontologia - (do grego palaiós= antigo + óntos= ser + lógos= estudo) é a
especialidade da biologia que estuda a vida do passado da Terra e o seu
desenvolvimento ao longo do tempo geológico, bem como os processos de
integração da informação biológica no registro geológico, isto é, a formação dos
fósseis;
➢ Ecologia - é a especialidade da biologia que estuda o meio ambiente e os seres vivos
que vivem nele, ou seja, é o estudo científico da distribuição e abundância dos seres
vivos e das interações que determinam a sua distribuição. As interações podem ser
entre seres vivos e/ou com o meio ambiente. A palavra "Ökologie" deriva da junção
dos termos gregos "oikos", que significa casa, e "logos", que quer dizer "estudo".
Foi criada pelo cientista alemão Richard Kilber para designar a ciência que estuda
as relações entre seres vivos e meio ambiente;
➢ Bioquímica – é a ciência e tecnologia que estuda e aplica a química da vida e os
processos químicos que ocorrem nos organismos vivos. De maneira geral, ela
consiste no estudo da estrutura molecular e função metabólica de biomoléculas,

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
biopolímeros e componentes celulares e virais,
como proteínas (proteômica), enzimas (enzimologia), carboidratos, lipídios, ácidos
nucléicos (biologia molecular) entre outros;
➢ Geologia - do grego γη- (geo-, "a terra") e λογος (logos, "palavra", "razão")[1] é a
ciência que estuda a crosta terrestre, a matéria que a compõe, seu mecanismo de
formação, as alterações que ocorre desde sua origem e a estrutura que sua
superfície possui atualmente. É uma das ciências da Terra;
➢ Física - (do grego antigo: φύσις physis "natureza") é a ciência que estuda a natureza
e seus fenômenos em seus aspectos mais gerais. Analisa suas relações e
propriedades, além de descrever e explicar a maior parte de suas consequências.
Busca a compreensão científica dos comportamentos naturais e gerais do mundo
em nosso torno, desde as partículas elementares até o universo como um todo.
Com o amparo do método científico e da lógica, e tendo a matemática como
linguagem natural, esta ciência descreve a natureza através de modelos científicos.
É considerada a ciência fundamental, sinônimo de ciência natural: as ciências
naturais, como a química e a biologia, têm raízes na física. Sua presença no
cotidiano é muito ampla, sendo praticamente impossível uma completíssima
descrição dos fenômenos físicos em nossa volta;
➢ Meteorologia - A meteorologia é uma das ciências que estudam a atmosfera
terrestre, que tem como foco o estudo dos processos atmosféricos e a previsão do
tempo. Estuda os fenômenos que ocorrem na atmosfera e as interações entre seus
estados dinâmicos, físico e químico, com a superfície terrestre subjacente;
➢ Educação Física – Para a formação do caráter moral, postura e coordenação motora
- Ginástica Olímpica, Artes Marciais, Esportes Coletivos e Individuais;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ Ofícios para colocar o estudante em contato com as atividades mecânicas e ao
mundo do trabalho.

DISCIPLINAS CONTEMPORÂNEAS:

➢ Rádio, Jornal e TV – Para o treino da comunicação, linguagens visuais e auditivas;


➢ Módulos de Tecnologia e Inovação;
➢ Módulos de Empreendedorismo e Startup;
➢ Liberalismo Econômico;
➢ Economia Doméstica.

DISCIPLINAS FORMATIVAS:

➢ Educação Moral, Cívica e Ética – Cerimonial da Bandeira, Conhecendo os Símbolos


da Pátria, Constituição; Leis e Projetos de Cidadania
➢ Saúde e Bem Estar Social - Higiene, etiqueta (bons modos) e higiene bucal.
➢ Disciplina Positiva – Para Pais, Professores e Alunos
➢ Os 7 passos para ajudar seu filho a iniciar um projeto de vida:

• Sendo responsável;
• Qual o meu objetivo?
• Façamos o que é importante;
• Criando um ambiente onde todos ganham;
• Coloque-se no lugar do outro (Empatia);
• Coopere com sinergia para crescer;
• Aplique o que aprendeu continuamente.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
ESTÁGIOS:

➢ Para Alunos, a partir do 2º ano do Ensino Médio para concorrer ao programa de


estágio em parcerias entre a Escolas e iniciativa privada.

FORMAÇÃO DA IDENTIDADE INTELECTUAL E COGNITIVA DO ALUNO

Na ECI, o método misto de alfabetização, é o mais indicado, pois, abrange a linguagem


falada (som) e a linguagem escrita (notação). Na Ciência, a fonética ou estudo do som;
ortografia ou estudo da grafia correta, cujos significados formam a semântica ou estudo do
significado. (O Trivium, Natureza e função da linguagem, 2008, p. 41), além de trabalhar
com musicalização, tecnologia, estética, reflexão, disciplina, colaboração e literatura de
qualidade.

Na ECI, os professores de cada disciplina têm a missão e incumbência de preparar tarefas


de casa, posteriormente corrigi-las e, sempre, informar aos pais quando o aluno não
cumprir com as suas responsabilidades estudantis. E, também, devem trabalhar a
memorização dos conteúdos por intermédio de cópias, ditados, leituras individuais e em
grupo, assim como, aplicar produções individuais dissertativas-argumentativas. O
aperfeiçoamento da escrita pelo treino da letra cursiva é a expressão e a continuidade do
pensamento de cada indivíduo.

A prática da letra cursiva, somente é possível em caderno de caligrafia, nos primeiros anos
de alfabetização, pode ser trabalhada a partir da lição de casa com a ajuda da família, para
promover o fortalecimento do vínculo familiar, a postura, a estética, a disciplina, o domínio
da linguagem escrita e, para o desenvolvimento da identidade intelectual do aluno

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
* Os métodos sintéticos de alfabetização têm mais de dois mil anos. A utilidade das letras
e seu conhecimento precoce atendiam a uma necessidade durante a Antiguidade: as letras
serviam para marcar as notas musicais. (BELLENGER, 1979).

Observação: A Escola deverá comunicar, aos pais e responsáveis, casos de defasagem de


aprendizagem e, juntos, desenvolverem um programa de reforço específico.

TRIVIUM E GRAMÁTICA

“Educação vem do latim educere, que significa “conduzir para fora”, apontando para a
doutrina central que Sócrates, sob pena de Platão, elucidou tão claramente – o
conhecimento é parte inerente e intrínseca da estrutura de nossa alma. O Trivium da
linguagem está estruturado sobre os valores fundamentais e objetivos da verdade, da
Beleza e da Bondade. Seus três temas são: a Gramática, que assegura a boa estrutura da
linguagem; a Lógica, para encontrar a verdade; a Retórica, para o belo uso da linguagem
ao expressar a verdade”. (O Quadrivium, 2014).

Funções da linguagem (recursos de ênfase que atuam segundo a intenção do produtor da


mensagem, cada qual abordando um diferente elemento da comunicação. O
linguista Roman Jakobson divide as funções da linguagem em seis componentes: Emissor:
quem fala; Receptor: com quem se fala; Mensagem: o que se fala; Referente ou contexto:
assunto da mensagem; Canal ou contato: veículo da mensagem; Código: sistema de
linguagem);

Figuras de linguagem (figuras de estilo ou figuras de retórica são estratégias que o orador
(ou escritor) pode aplicar ao texto para conseguir um determinado efeito na interpretação

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
do ouvinte (ou leitor). Podem relacionar-se com
aspectos semânticos, fonológicos ou sintáticos das palavras afetadas.);

Literatura (é a técnica de compor e expor textos escritos, em prosa ou em verso, de acordo


com princípios teóricos e práticos; o exercício dessa técnica ou da eloquência e poesia. A
palavra Literatura vem do latim "litteris" que significa "Letras", e possivelmente uma
tradução do grego "grammatikee".);

Gramática relacionada à semântica (é o estudo dos significados, não só da palavra, mas


das orações, frases, símbolos e imagens, entre outros significantes. Esse estudo da
gramática está muito associado com a sintaxe.);

Ortografia (é a parte da gramática normativa que ensina a escrever corretamente as


palavras de uma língua.).

PRODUÇÃO DE TEXTOS E GÊNEROS LITERÁRIOS

Um dos maiores equívocos na Pedagogia Moderna é a preparação do aluno para realizar


uma redação medíocre para o ENEM.

Neste aspecto, na ECI, todos os processos de ensino são adaptados para que os professores
possam levar o aluno ao conhecimento dos mais variados gêneros literários, aplicá-los no
ENEM, mas, sobretudo, para que sejam aplicados para a vida, para comunicar o seu próprio
pensamento, livre arbítrio e emoções.

Neste sentido, os gêneros textuais são classificados conforme as características comuns


que os textos apresentam em relação à linguagem e ao conteúdo entre os quais,
destacamos:

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Gênero épico ou narrativo (Épico; Fábula; Epopeia; Novela; Conto; Crônica; Ensaio;
Romance.) Gênero lírico (Elegia; Ode; Écloga; Soneto.); Gênero dramático (Auto (teatral);
Comédia; Tragédia; Tragicomédia; Farsa.) entre outros que possam existir dentro da Língua
Portuguesa.

TÉCNICAS PARA APLICAÇÃO DA LINGUAGEM

A ORATÓRIA é conjunto de regras que constituem a arte do bem dizer, a arte da eloquência
e, especificamente, no Trivium é a arte de pensamento, que alia a gramática, a lógica e a
retórica.

Na Academia do Conhecimento, ECI, a oratória é trabalhada a partir da leitura de gêneros


clássicos literários encontrados nas grandes obras da Literatura Portuguesa, Inglesa e
Brasileira, como poesias, contos, fábulas, discursos, artigos científicos, textos filosóficos,
mitologia grega, etc.

Na dimensão da LÓGICA, a linguística é o conjunto de alterações ou ampliações que uma


palavra agrega ao seu sentido literal (denotativo), por associações linguísticas de diversos
tipos (estilísticas, fonéticas, semânticas), ou por identificação com algum dos atributos de
coisas, pessoas e seres da natureza.

Na dimensão da RETÓRICA é considerada a emoção (conotação), a arte da negociação, da


aplicação da ironia, a arte da eloquência, de bem argumentar, do convencimento e
persuasão, do uso e abuso dos elementos estéticos, das rimas, etc.

Esse conjunto de artes é essencial para a aprendizagem da comunicação e expressão,


leitura e interpretação de textos.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Na ECI o aluno aprende a diferença entre um texto literário, o discurso científico, ensaístico,
didático e, o discurso jornalístico. Os discursos cujo objetivo é informar e normatizar (Leis)
não são os lugares apropriados para que se pratique uma linguagem tendendo para a
linguagem literária. Pode causar ruído na comunicação. No entanto, no Direito, de acordo
com a visão clássica, a oratória é uma técnica de comunicação pública, realizada de forma
estruturada e deliberada, com objetivos específicos para libertar ou condenar um inocente.

DOS PROPÓSITOS DA ECI

Considera-se propósitos acadêmicos da Educação Clássica Integrada:

➢ a racionalidade do estudante;
➢ a busca pela compreensão sobre a melhor forma de trabalhar com os conteúdos
curriculares, aproveitando-se das circunstâncias e métodos para integrar os saberes
e dar ao estudante uma visão realista e consistente dos assuntos que merecem ser
tratados no âmbito acadêmico e científico;
➢ a identificação do propósito acadêmico de cada assunto de forma essencial para
que seja atingida a excelência em relação ao conteúdo programático do ensino
infantil e fundamental em cada ano letivo;
➢ a busca de uma sabedoria prática, que integra os saberes e sabe dele dispor sempre
que necessário;
➢ a promoção de uma educação racional, de tal maneira, que ao longo de sua vida o
estudante seja capaz de expressar sua própria opinião com sabedoria;
➢ a responsabilidade que norteia a elaboração do currículo em relação aos métodos
e ferramentas de ensino e aprendizagem, a valorização das características
individuais dos estudantes e dos contextos nos quais estão inseridos e a
interdisciplinaridade, que qualifica o que é comum em cada disciplina;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ A alfabetização pela técnica fonológica (grafema (símbolo/letra) e fonema
(articulação do som, análise morfológica e sintática)), pela coordenação motora e
consciência fonológica;
➢ A obrigatoriedade do ensino da letra cursiva no primeiro ano do ensino
fundamental I, como forma de ajudar o aluno a treinar a escrita, para escrever e
formar frases com propriedade, desenvolver competências, habilidades, atitudes,
concentração, coordenação motora e a estética, virtudes, essenciais, para a
formação da cidadania e dignidade humana.

Considera-se propósito moral ou social da ECI:

➢ a busca por aspectos que constroem a realidade social dividida por aqueles que a
integram, dando forma a relações e estabelecendo valores e normas;
➢ a conduta moral e postura social dos professores mediantes aos educandos;
➢ identificação dos aspectos e propósitos morais dos conteúdos ministrados em sala
de aula;
➢ a influência das famílias no desenvolvimento do caráter estudantil, agregando valor
ao bom andamento das atividades escolares;
➢ a preservação da privacidade e inocência dos alunos;
➢ a responsabilidade com a construção do saber do estudante;
➢ a solidariedade, a coragem e a perseverança;
➢ o desenvolvimento dos relacionamentos interpessoais, como papel social na
formação dos estudantes, professores e administradores da escola;
➢ a participação do voluntariado.

Considera-se propósito espiritual da ECI:

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ a busca por aspectos tangíveis (objetos ou símbolos que fazem parte do seu
contexto) e intangíveis (ideias, normas que regulam o comportamento humano e a
religiosidade) que agregaram valor à nossa cultura;
➢ a capacidade de contribuir para a formação cultural, social, espiritual e intelectual;
➢ a busca pelo conhecimento transcendental;
➢ o exercício da gratidão;
➢ a busca pela sabedoria;
➢ a honra;
➢ a lealdade;
➢ o trabalho;
➢ a valorização da vida em toda a sua plenitude;
➢ o autoconhecimento.

JUSTIFICATIVA SOBRE O ENSINO RELIGIOSO - Na Educação Clássica Integrada, o estudante


possui quatro dimensões indissociáveis: a biológica, a social, a psicológica e a espiritual, as
quais devem ser trabalhadas simultaneamente. O Estado laico tem a finalidade de proteger
o direito dos estudantes, das famílias e das igrejas de promoverem, em seus respectivos
âmbitos de influência, a educação moral e espiritual com base em suas crenças, de forma
facultativa.

DOS DIREITOS À APRENDIZAGEM

Considera-se direitos de aprendizagem da ECI:

➢ a busca pela perfeição da Língua Portuguesa (leitura, escrita e falada) e o apreço


pela norma culta;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ a busca pela perfeição da Língua Inglesa, escrita e falada por meio da gramática a
partir dos seis anos de idade, para que o aluno possa ter acesso aos mais variados
conteúdos acadêmicos, literaturas e ao mercado profissional globalizado;
➢ a busca pelo aperfeiçoamento da língua escrita, simultaneamente, com a leitura,
como meio essencial para que ele possa expressar as suas ideias e desenvolver
trabalhos científicos;
➢ a dedicação dos professores e alunos, obedecendo princípios de solidariedade e de
humildade;
➢ a liberdade para discordar dos autores, desde que os estudem e traga-se um
referencial teórico capaz de os contrapor;
➢ a participação da família na educação;
➢ a reflexão do estudante sobre seus talentos individuais, vocações e preparação para
sua vida futura;
➢ a utilização do tempo e dos recursos da escola com sabedoria;
➢ o acesso à alta cultura pelo conjunto de produtos culturais e artísticos nacionais e
internacionais inseridos nas culturas ocidental e oriental, por meio de apuração
técnica, tradição, beleza estética e linguagem saudável;
➢ o acesso à pesquisa científica, artigos, projetos e documentos históricos;
➢ o acesso ao conhecimento pleno, na busca pela verdade e de todas as versões dos
fatos;
➢ o desenvolvimento das competências, habilidades, atitudes e das múltiplas
inteligências.

FILOSOFIA ECI

Considera-se o pensamento filosófico da ECI:

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ a busca por aspectos tangíveis (objetos ou símbolos que fazem parte do seu
contexto) e intangíveis (ideias) que agregaram valor ;
➢ a razão, o propósito e autoestima (RAND, Ayn); - A Razão como sua única
ferramenta para o conhecimento; O Propósito como sua escolha pela felicidade,
para que essa ferramenta seja utilizada para alcançá-la e, a Autoestima, como a
inviolável certeza de que sua mente é competente para pensar e que sua pessoa é
digna de ser feliz - o que significa ser digna de viver;
➢ a busca pelo conhecimento transcendental (conhecimento sobre as faculdades
cognitivas (Kant);
➢ a busca pela sabedoria (Filosofia);
➢ a valorização da vida em toda a sua plenitude;

Valores implicam e requerem de todas as virtudes humanas:

➢ Racionalidade (Livre Arbítrio (Faculdade do uso da razão), identificação de valores


e de caminhos);
➢ Independência;
➢ Integridade;
➢ Honestidade;
➢ Justiça;
➢ Produtividade;
➢ Orgulho;
➢ Percepção Sensorial (Tudo aquilo que percebemos ou pela visão e audição);
➢ Lei da Identidade (características de tudo aquilo que existe e são passíveis de
qualificação e quantificação);
➢ Lei da Causalidade – Causa e Efeito;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ Consciência (sentido ou percepção que o ser humano possui do que é moralmente
certo ou errado em atos e motivos individuais.);
➢ Propósitos e Ideias;
➢ Tabula Rasa (todas as informações são captadas pelos sentidos – códigos visuais e
auditivos que conhecemos como Linguagem para formar os conceitos e ideias) A
Linguagem é a maior invenção humana.
➢ Método Científico Indutivo – que construímos conceitos e princípios, através do que
percebemos, validando as ideias, confrontando-as com a realidade e com a lógica,
revendo nossos pensamentos e nossas premissas, até que não existam mais
contradições. Esses são os métodos que médicos diagnosticam, tratam e curam
doenças, artistas criam músicas ou obras artísticas para reproduzir [...] e assim que
filósofos descobrem a natureza do universo e do homem e crianças aprendem a
linguagem;
➢ Ética – estabelece quais são os valores morais que devem nortear nossa ação para
a preservação da nossa existência. A própria vida é um padrão moral que devemos
nos guiar.
➢ Racionalidade é o reconhecimento de que a existência existe, e que nada pode ser
mais importante que o ato de a perceber, ou seja, pensar. Nada pode alterar a
realidade, e a razão é um absoluto que não permite o descompromisso.
➢ A Independência é o reconhecimento do fato de que a responsabilidade de pensar
é sua, e nada pode ajudá-lo a fazê-lo. Nenhum substituto pode pensar por alguém,
assim como nenhum suplente pode viver a nossa vida. A pior forma de
autodegradação e autodestruição é a subordinação de nossa mente a de um outro.
➢ Integridade é o reconhecimento de que nada pode falsificar a nossa própria
consciência. Assim como a Honestidade é o reconhecimento de que não se pode

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
falsificar a existência. De que o homem é uma entidade indivisível. Uma unidade
integrada de dois atributos: matéria e consciência. E ele não pode permitir brecha
alguma entre corpo e mente, entre ação e pensamento, entre vida e convicções. Ele
não pode sacrificar suas convicções aos desejos dos outros, mesmo que toda a
humanidade o suplique e o ameace.
➢ Justiça é o reconhecimento, de que não se pode falsificar o caráter do homem,
assim como você não pode falsificar o caráter da natureza. Neste aspecto, o homem
tem que ser tratado pelo o que é e arcar com todas as consequências dos seus atos.
Assim como não se paga um preço mais alto por um pedaço de entulho, do que por
uma peça de metal precioso, não se pode valorizar um homem corrupto da mesma
forma que se valoriza um herói.
➢ "Produtividade é a aceitação da moralidade, o reconhecimento do fato de que
vocês optam por viver; de que o trabalho produtivo é o processo por meio do qual
a consciência do homem controla sua existência, um processo constante de
aquisição de conhecimento, um dar forma à matéria para adequá-la aos objetivos
que se tem, um processo de traduzir uma ideia em forma concreta, um refazer da
Terra à imagem dos valores que se tem”. PARA RAND, TRABALHADORES SÃO
PRODUTORES, E NÃO PARASITAS. Na ECI, estudantes e professores devem ser
produtivos.
➢ Orgulho é o reconhecimento de que você é o seu maior valor, e que, como todos os
valores humanos, ele deve ser conquistado. Todos os objetivos alcançáveis a você,
o objetivo que torna todos os outros possíveis, é o da criação do teu próprio caráter.
De que o teu caráter, tuas ações, teus desejos, tuas emoções, são produtos das
premissas sustentadas pela tua mente. De que, assim como um homem deve
produzir os valores físicos, de que necessita para manter sua vida, ele também deve

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
adquirir os valores de caráter que fazem sua vida valer a pena. De que, assim como
o homem é um ser que gera sua própria riqueza, ele também é um ser que gera sua
própria alma.

Fonte: (RAND, Ayn. A Revolta de Atlas. Trad. de Paulo Henriques Britto. Rio de Janeiro:
Sextante, 2010. p. Volume III, p. 340-343.)

PRINCÍPIOS E VALORES DO ESTUDANTE NA ECI

• Sucesso
• Responsabilidade
• Solidariedade
• São princípios e valores essenciais para o desenvolvimento do aluno ao longo do
seu processo educativo.

JUSTIFICATIVA – Tábula Rasa - “Para Locke, as crianças não são dotadas de motivação
natural para o aprendizado. É necessário oferecer o conhecimento a elas de modo
convidativo - mediante jogos, por exemplo. E, embora desse primazia teórica às sensações,
não via nelas função didática: educar com prêmios e punições (para provocar prazer e mal-
estar) seria manter os pequenos no estágio mais primário do entendimento humano. Levá-
los a pensar faria com que rompessem a dependência dos sentidos. Embora não
descartasse a possibilidade de castigos, inclusive corporais, Locke afirmava que seu uso
poderia fazer com que as crianças se tornassem adultos frágeis e medrosos.

No livro Alguns Pensamentos Referentes à Educação, Locke afirma que "é possível levar,
facilmente, a alma das crianças numa ou noutra direção, como a água". Formar um aluno,
sob o aspecto intelectual ou moral, seria exclusivamente um resultado do trabalho das

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
pessoas que os educam - pais e professores, a quem caberia sobretudo dar o exemplo de
como pensar e se comportar, treinando a criança para agir adequadamente. O aprendizado
deveria ser feito por meio de atividades. A ideia era que a criança, pelo hábito, acabaria
por entender o que está fazendo. Para Locke, a educação ideal seria promovida em casa,
por um preceptor, papel que ele próprio desempenhou para os filhos de alguns amigos.”

Neste sentido, na ECI, acreditamos que a participação da Família na Educação moral das
crianças é essencial para o seu desenvolvimento cognitivo e humano e, nesta perspectiva,
os pais, são as autoridades que estão acima dos professores, os quais, devem respeitar a
liberdade de crença de cada criança e família, cabendo ao docente, tão somente, o dever
de ensinar os conteúdos de cada disciplinas, técnicas e teorias, ora estabelecidas e
aprovadas por esses responsáveis no início do ano letivo. Sendo assim, o Currículo, é um
contrato e o caminho, o qual, deve ser percorrido pelos professores, pais e alunos durante
o período escolar.

DOS FUNDAMENTOS DA ECI

São considerados fundamentos e princípios da ECI:

➢ a boa administração (ou gestão) do tempo e dos recursos escolares;


➢ a busca pela sabedoria, que atravessa o processo de ensino e aprendizagem e
permeia as instâncias de autoridades responsáveis pela educação na comunidade
escolar;
➢ a busca pelo saber em todas as áreas do conhecimento humano;
➢ a liberdade para pesquisar, refletir, aprender, integrar os conhecimentos, vivenciar
e influenciar positivamente;
➢ a liberdade de consciência e de crença;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ a liberdade para conquistar;
➢ o comprometimento com o dever;
➢ a meritocracia;
➢ a resiliência e a perseverança;
➢ o respeito à propriedade pública e privada;
➢ a busca pela qualidade nos processos de aprendizagem;
➢ a valorização do trabalho (manual, criativo, intelectual, artístico, filantrópico e
voluntário;
➢ a vocação do estudante;
➢ as iniciativas individuais;
➢ o amor à família (vínculo familiar);
➢ o respeito à pátria;
➢ o contrato (ou pacto) realizado no início do ano letivo entre a escola, famílias e
estudantes;
➢ o professor pesquisador;
➢ o respeito à individualidade do estudante;
➢ o respeito às leis e autoridades.

DOS OBJETIVOS DA ECI

A Educação Clássica Integrada tem como objetivos:

➢ aliar propósitos morais e virtudes ao processo educacional;


➢ capacitar o corpo docente e prepará-lo para restaurar a cultura da nossa nação
formando uma nova geração de empreendedores, cientistas e pensadores;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ defender o direito do aluno de aprender com excelência e educar a criança para
uma vida íntegra e para as suas virtudes e vocações;
➢ educar com dedicação e inspirar o aluno pelo exemplo;
➢ elevar a autoestima dos alunos e dos professores por intermédio do
reconhecimento;
➢ honrar a prática docente e resgatar a figura do Mestre (professor);
➢ preparar as famílias para educar as crianças em valores de integridade;
➢ preparar e qualificar o educando para ser útil para si mesmo, sociedade, família,
trabalho e comunidade acadêmica;
➢ respeitar as soberanias de cada esfera que compõem a sociedade civil e o governo;
➢ restabelecer o vínculo entre família e escola;
➢ zelar pela dignidade humana do professor, do estudante, da família e de todos as
pessoas envolvidas no processo educacional.

DAS FINALIDADES DA ECI

A Educação Clássica Integrada terá por finalidade:

➢ aperfeiçoar a leitura, a fala e a escrita formal dos educandos a partir dos 4 anos de
idade na educação infantil;
➢ assegurar o direito da criança ao aprendizado da leitura clara, eficaz e eficiente a
partir dos 4 anos de idade;
➢ corrigir o temperamento e maus-hábitos dos estudantes pelo exemplo;
➢ iluminar o entendimento dos alunos;
➢ integrar a família ao ambiente escolar de forma participativa;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ preparar os educandos para serem úteis em sua vida estudantil e vocação
profissional futura.

Os estabelecimentos de ensino têm a responsabilidade de articular-se com as famílias e a


comunidade, criando processos de integração entre a sociedade e a escola. (Lei 9394/96
Art. 12 Inciso VI), desde que não firam a integridade das crianças.

A família, é a responsável natural pela formação acadêmica, moral e cívica dos filhos, em
acordo com suas próprias crenças a luz do Art. 5º da Constituição Federal.

As famílias têm a função social de participar ativamente da educação dos seus filhos, em
casa e na escola de acordo com os seus valores éticos, morais e princípios.

Devido à degradação moral e do processo de doutrinação ideológica que tomou conta de


grande parte da nossa sociedade, a ECI trabalha com o direito natural da família para
exercer ações de prevenção relacionados aos conteúdos empregados no ensino público.

IMPLEMENTAÇÃO DO CURRÍCULO ECI

A Educação Clássica Integrada – ECI, será implementada por intermédio da capacitação dos
professores do Ensino Básico e Médio.

A Educação Clássica Integrada tem como objetivo a formação do indivíduo íntegro, livre e
responsável, capacitado para buscar e trabalhar com dignidade pelo desenvolvimento
contínuo do seu próprio caráter, de suas competências acadêmicas e vocacionais e de suas
potencialidades física, intelectual, emocional, vocacional e espiritual, de forma a ser útil
para si mesmo e para a sociedade, cumprindo, assim, o propósito da sua existência.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Na ECI, a correção da gramática, a lógica e retórica fazem parte da interdisciplinaridade, ou
seja, devem ser corrigidas em todos os trabalhos escritos, projetos e seminários.

Os propósitos acadêmicos de cada disciplina devem estar alinhados à pesquisa científica,


às teorias estudadas e publicadas por grandes teóricos, aos fatos, períodos e datas
históricas, invenções, e ao conteúdo programático, definido no início de cada ano letivo.

No ensino da leitura, o propósito acadêmico é fundamental para a aquisição de


conhecimento em todas as disciplinas e áreas da vida.

A matemática deve ser ensinada com seriedade, utilizando-se mecanismos e métodos de


estudo alinhados ao contexto histórico e moral desta disciplina.

Na ECI, o professor deverá identificar o propósito acadêmico, moral e espiritual em todas


as disciplinas e conteúdo que ministrar, por intermédio da interdisciplinaridade.

A Matemática e as Ciências em geral, devem ser percebidas em conjunto e devem ser


estudadas de acordo com leis racionais e fundamentações teóricas.

O estudo da Biologia (ciência que estuda a vida e os organismos vivos, sua estrutura,
crescimento, funcionamento, reprodução, origem, evolução, distribuição, bem como suas
relações com o ambiente e entre si; biociência, ciências biológicas e, outras ciências
especializadas, que compreende a ecologia, a bioquímica, a genética, a zoologia e a
botânica) será obrigatória e o seu ensino gradativo de acordo com o currículo desenvolvido
para cada ciclo e ano letivo.

Na Educação Clássica Integrada, o estudante terá acesso a quatro aspectos distintos


relacionados às teorias da criação do Universo e do Homem entre elas o Criacionismo, o

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Big-Bang, a Teoria da Evolução e o Design Inteligente, não cabendo ao professor definir
qual teoria é pior ou melhor, verdadeira ou falsa, sendo parte da competência do docente
apenas levá-las ao conhecimento do estudante, por intermédio da pesquisa científica.

Professores, devem identificar os propósitos morais dos conteúdos e agirem de forma


responsável e consciente do tipo de influência que os conteúdos exercem na formação do
caráter do estudante.

O desenvolvimento moral do estudante deve fazer parte do dia-a-dia da escola.

Na ECI, o professor é responsável pela formação integral da geração futura.

A Educação Clássica Integrada considera que o ser humano possui direitos inalienáveis os
quais decorrem dos propósitos de sua existência, portanto, é necessário que ele seja
educado com vistas ao cumprimento desses mesmos propósitos para que ambos sejam
respeitados.

DAS IMPLEMENTAÇÃO DAS NOVAS DISCIPLINAS

Municípios e Estados deverão incluir nos Planos de Educação no currículo escolar a


disciplina de Educação Moral e Cívica (EMC) e Ética;

A disciplina de Educação Moral e Cívica e Ética tem finalidade formativa e visa despertar o
aluno para a prática das virtudes e o desejo de uma vida digna.

Na EMC o aluno tem a oportunidade de aprender sobre o exercício pleno da cidadania, a


conhecer os símbolos da Pátria e as leis que regem o nosso país.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
A EMC terá o caráter formativo e o propósito de ensinar o aluno sobre o funcionamento
das diferentes esferas da sociedade para ele possa viver uma vida correta e justa.

Nesta disciplina, a escola organizará visitas monitoradas em instituições que representam


as diversas esferas da nossa sociedade para que os alunos possam compreender as
atribuições do Estado e demais esferas quanto ao seu papel social.

Considera-se objetivos da EMC:

➢ compreender os aspectos da ética, os costumes da sociedade, o legado e as


tradições regionais;
➢ desenvolver o espírito cívico nos alunos;
➢ fortalecer o espírito de unidade nacional e o sentimento de solidariedade humana;
➢ o estudo da Constituição Federal de 1988, e outras leis que regem o país, as regras
sociais, o respeito a si mesmo e ao próximo;
➢ o estudo da ética e da cidadania;
➢ promover a ordem e o progresso;
➢ resgatar os valores cívicos e morais da nação brasileira;
➢ honrar e discernir os símbolos da Pátria.

São considerados símbolos nacionais:

I- a Bandeira;
II- o Brasão de Armas;
III- o Hino;
IV- o Selo.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
A Escola organizará o cerimonial do hasteamento e arriação solene da bandeira e o canto
do hino nacional duas vezes por semana.

Municípios e Estados deverão incluir nos Planos de Educação e no currículo escolar a


disciplina de Organização Social e Política Brasileira (OSPB);

Será o estudo da organização do Estado brasileiro, da Constituição, dos poderes da


República, do mecanismo jurídico e administrativo em suas linhas gerais, dos processos
democráticos, dos direitos políticos, dos deveres do cidadão, suas obrigações civis e
militares.

São consideradas finalidades e objetivos desta disciplina:

➢ desenvolver o saber político, para que o aluno entenda a sua trajetória, desde o seu
nascimento até a sua morte;
➢ ensinar ao aluno a compreender o funcionamento de todas as esferas políticas e
sociais, direitos e deveres, que fazem parte da formação e vida de cada indivíduo;
➢ ensinar aos alunos sobre sistema político eleitoral brasileiro e as suas
peculiaridades, entre outros temas pertinentes a esta disciplina;
➢ organizar visitas monitoradas a diversos órgãos de apoio a cidadania, prefeitura,
câmara municipal, tribunais, entre outros, para que o aluno possa aprender sobre
a os poderes legislativo, executivo e judiciário, emissão de documentos, siglas e
registros e outras peculiaridades inerentes ao exercício da cidadania e esferas da
sociedade;

Municípios e Estados deverão incluir nos Planos de Educação e no currículo escolar a


disciplina de Ofícios.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Uma educação de qualidade pressupõe o ensino de um conjunto de disciplinas capazes de
desenvolver o homem na sua integralidade.

No Programa Educação Clássica Integrada, defendemos uma educação pautada no


desenvolvimento de toda as áreas de conhecimento e dos vários tipos de inteligências
(Linguística; Lógico-matemática; Espacial; Corporal-cinestésica; Interpessoal; Intrapessoal;
Naturalística e Musical), no entanto, consideramos como premissa uma educação pautada
pelos filtros da razão: “o bom, o verdadeiro e o útil.” Ou seja, tanto na música quanto na
dança e nas artes manuais (onde se insere a escrita), é necessário que haja o
direcionamento acadêmico com o propósito claro de ajudar os alunos a desenvolverem
princípios, valores, virtudes, dons, talentos e atitudes.

JUSTIFICATIVA: Entre as pessoas que influenciaram a sociedade, por causa de uma


educação multidisciplinar, citamos: Platão (427 a.C.,) e Leonardo Da Vinci (1452-1519).
Durante a sua infância, o filósofo grego estudou leitura e escrita, música, pintura, poesia e
ginástica, além de ter sido um excelente atleta e, Da Vinci, na sua juventude, destacou-se
como um exímio cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, pintor, escultor,
arquiteto, botânico, poeta e, também, músico.

A disciplina de Ofícios que atravessa a disciplina de Belas Artes inclui conteúdos teóricos e
atividades práticas, como:

I- aulas de artesanato;
II- a origem das cores;
III- aulas de carpintaria;
IV- aulas de corte, costura e design de moda;
V- aulas de patchwork;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
VI- aulas teóricas e práticas de pintura em tela e tecido;
VII- história da arte (Da Pré-história; Antiguidade; Idade Média, Idade Moderna e
Contemporânea);
VIII- técnicas de bordados (aulas teóricas e práticas);
IX- técnicas de construção de maquetes;
X- técnicas de crochê, tricô e bordados;
XI- trabalhos em argila.

Estados, Municípios e estabelecimentos de ensino devem buscar recursos e parcerias, por


meio de convênios junto à iniciativa privada e demais esferas da sociedade civil, a fim de
alcançar os objetivos curriculares da disciplina de Ofícios e Belas Artes.

A ministração da disciplina de Ofícios é reservada ao profissional contratado pela escola ou


via concurso público e aos voluntários com pleno conhecimento nas áreas específicas.

São exigências mínimas as habilitações ou especialidades para o exercício do cargo de


professor de Ofícios:

I- bacharel ou tecnólogo nas áreas de conhecimento específicas;


II- curso de pós-graduação lato sensu será facultativo, devendo o profissional demonstrar
na prática a experiência requerida pela coordenação do Curso em relação ao conteúdo
da disciplina;
III- diploma de nível superior em curso de licenciatura plena ou de licenciatura curta;
IV- professor autodidata (que não possui habilitação em curso superior), com
conhecimento técnico e notório saber.

Estados e Municípios, devem incluir nos Planos de Educação, a disciplina de Belas Artes.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
O ensino de Belas Artes incluirá:

I- danças eruditas, sendo elas: Ballet Clássico, Dança Moderna e Dança Contemporânea;
II- Artes Cênicas e Teatro,
III- Instrumentalização Musical (constituídos de quatro famílias: madeiras, cordas, metais
e percussão e pela voz), para o desenvolvimento das aptidões, habilidades sonoras,
visual, cultural;
IV- aulas de canto e/ou técnicas vocais no repertório Lírico, de Câmara e Solo;
V- o estudo da Pintura pela História da Arte e aulas práticas, artes plásticas;
VI- o estudo das artes visuais;
VII- aulas de instrumentalização;
VIII- aulas de música clássica, erudita, contemporânea, regional, nacional e internacional;
IX- aulas de técnica vocal;
X- aulas de teoria musical e leitura de partituras;
XI- aulas práticas de instrumentos musicais, entre eles madeiras, cordas, metais e
percussão;
XII- história da música clássica, erudita, contemporânea, regional, nacional e internacional;
XIII- Pintura e Artes Plásticas.

JUSTIFICATIVAS: As atividades e conteúdos relacionados às artes cênicas fazem parte da


interdisciplinaridade, transdisciplinaridade e dos temas transversais normatizados no
calendário escolar, ou seja, estão relacionadas aos conteúdos de todas as disciplinas, os
quais compõem a grade curricular, Plano da Escola e Plano Aula.

São consideradas qualificações e atribuições do profissional de Belas Artes da ECI:

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
I- Licenciatura, Bacharelado, Curso Técnico em Escola Livre, Conservatório, Fundações
ou faculdade de Belas Artes em Dança, Teatro e/ou Artes Cênicas, Pintura, Arquitetura,
Artes Visuais, Música entre outros cursos relacionados;
II- No campo da música, amplo conhecimento em repertório, técnicas e gêneros musicais,
clássico, erudito, contemporâneo, regional, nacional e internacional, composição,
interpretação e regência musical, leitura de partituras e pleno conhecimento em teoria
musical.

Observação: Profissional sem diploma em nível superior deve comprovar conhecimento


técnico (teórico e prático), por:

a) carta de recomendação com firma reconhecida;


b) certificado emitido por conservatório ou escola de música;
c) currículo;
d) testes presenciais;
e) trabalhos publicados em sites, redes sociais, entre outros;
f) trabalhos publicados, ou registrados em vídeos.

A disciplina de Música será ministrada durante o horário normal das aulas e sua carga
horária cumprirá exigência mínima estabelecida em Lei, para o cumprimento da carga
horária do ano letivo.

Voluntários deverão combinar com a direção da escola a disponibilidade para aulas.

A escola deve ser criteriosa no aceite do trabalho voluntário, verificando, inclusive,


antecedentes criminais e histórico de maus tratos a crianças.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Estados, Municípios e Estabelecimentos de Ensino, devem incluir no Plano Municipal de
Educação e no currículo escolar competições de dança, canto e teatro.

Caberá ao diretor e professores estabelecer parcerias com as famílias e demais esferas da


sociedade e trabalhar com afinco na organização concertos, peças teatrais, espetáculos, e
atividades culturais.

A escolha do repertório musical e temas teatrais deverão seguir o padrão de qualidade em


relação ao ritmo, a letra e deve respeitar os padrões morais inerentes à idade e inocência
dos alunos.

Caberá ao professor de música ensinar o Hino Nacional, o Hino da cidade, o Hino da


Independência, o Hino da Bandeira, entre outros hinos e músicas cívicas.

A execução do Hino Nacional deverá seguir as normas previstas na Lei 5.700/71.

Caberá ao município convidar os estabelecimentos de ensino, formar e incentivar a


participação de bandas e fanfarras escolares em desfiles, eventos e comemorações da
cidade.

Caberá ao professor de música, formar fanfarras, bandas de música e orquestras e inscrevê-


las em eventos cívicos da cidade e culturais da cidade.

Caberá ao município organizar torneios e/ou campeonatos entre as agremiações de música


(banda, orquestra, coral e fanfarra), com o objetivo de incentivar o estudante a aperfeiçoar
o conhecimento na teoria e na prática musical, elevar a autoestima do aluno e aumentar a
sua participação nas atividades extracurriculares.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Caberá aos estabelecimentos de ensino em parceria com os pais dos alunos organizar
shows de talentos e campeonatos artísticos, de acordo com normas e diretrizes desta lei e
regras da escola.

Caberá aos professores de literatura, história e de outras disciplinas, em parceria com os


alunos desenvolver roteiro, para apresentações teatrais, sobre o descobrimento do Brasil,
o Dia da Independência, a Proclamação da República, entre outros temas relevantes para
o desenvolvimento intelectual dos estudantes.

Parágrafo Único - A preparação dos temas para as peças teatrais, deve seguir os contextos
das disciplinas e considerar as questões geopolíticas, socioculturais (características de cada
região), fatos históricos e científicos de cada época.

É vedado aos professores de música, dança e teatro:

I- ensinar estilos musicais impróprios ao ambiente escolar ou que firam o direito de


consciência dos pais e dos alunos, que possuem linguagem ou ritmos com apelo sexual
ou duplo sentido;
II- ensinar música com letras que façam apologia a crimes que atentam contra a
integridade das crianças, a ordem pública, social e de autoridades constituídas;
III- manifestações artísticas que violem ou vilipendiem símbolos religiosos de quaisquer
profissões de fé;
IV- praticar doutrinação político-partidária e ideológica em trabalhos escolares e temas
transversais;
V- se aproveitar da audiência cativa dos alunos e da sua autoridade para impor a sua
própria vontade ou cultura;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
VI- utilizar o tempo destinado à disciplina para incentivar quaisquer manifestações
políticas ou ideológicas, que utilizem linguagem e expressões corporais impróprias, “nu
artístico”, pornografia adulta ou infanto-juvenil e símbolos religiosos.

Estados, Municípios e estabelecimentos de ensino deverão incluir nos Planos de


Educação e no currículo escolar a disciplina Economia Doméstica, Empreendedorismo e
Planejamento Financeiro.

A disciplina de Economia Doméstica, Empreendedorismo e Planejamento Financeiro,


prepara as crianças para as transformações que estão ocorrendo no mundo globalizado e
ajuda o estudante a refletir sobre as novas formas de consumo, comércio eletrônico,
consumismo, empreendedorismo e modos de lidar com os recursos naturais.

Nesta disciplina, o professor deverá trabalhar com sustentabilidade (do ponto de vista
econômico e a sua influência na produção de bens e serviços), novas tecnologias,
reaproveitamento de materiais recicláveis e uso de fontes de energia limpas e renováveis
(eólica, geotérmica e hidráulica), desperdício de alimentos, água e energia, e também,
ensinará para os alunos sobre as características do Liberalismo Econômico, divisão do
trabalho e a descentralização dos processos de produção, processos de industrialização,
globalização.

Nas aulas práticas, o professor deverá trabalhar com planejamento, agenda, organograma,
cronograma, etiqueta, métodos organizacionais para atividades domésticas e escolares
(para meninos e meninas), desperdício de dinheiro e alimentos, manejo de lixo reciclável
(orgânico, hospitalar, industrial, comercial, verde e eletrônico), planejamento estratégico,
administração do tempo e prazos para entrega de projetos, cultivo de horta comunitária, a

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
diferenças entre a agricultura familiar e agronegócio, produção da cesta básica brasileira e
da exploração dos recursos naturais.

Nas aulas de planejamento financeiro, o professor deverá simular planilhas sobre


orçamento familiar e controle de gastos, fluxo de caixa, poupança, mesada, cartão de
crédito, investimentos, juros e taxas bancárias, salário, renda familiar, previdência privada
e aposentadoria, vestimenta, cesta básica, moeda brasileira e estrangeiras, investimentos,
Tesouro Nacional e Casa da Moeda, gráficos e planilhas (para crianças com iniciação em
informática), culinária, gastronomia, etiqueta à mesa para meninos e meninas, revolução
industrial, capitalismo, contas a pagar e receber, inflação, lucro, juros, taxas entre outros
temas.

DO CALENDÁRIO ESCOLAR – DATAS COMEMORATIVAS

Estados, Municípios e estabelecimentos de ensino, devem incluir nos Planos de Educação


e no Projeto Político Pedagógico as comemorações cívicas brasileiras.

Parágrafo único. A escola organizará eventos e atividades com a finalidade de comemorar


as datas cívicas.

Estados, Municípios e estabelecimentos de ensino, devem incluir nos Planos de Educação


e no Projeto Político Pedagógico jogos e gincanas escolares.

Estados, Municípios e estabelecimentos de ensino, devem incluir nos Planos de Educação


e no Projeto Político Pedagógico o Dia de Ação de Graças, a ser comemorado toda a quarta
quinta-feira do mês de novembro de cada ano letivo.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Justificativa: O "Dia Nacional de Ação de Graças" foi instituído no Brasil pela Lei nº 781, de
17 de agosto de 1949 pelo presidente Eurico Gaspar Dutra. O Decreto nº 57.298, de 19 de
novembro de 1965, regulamenta as comemorações do "Dia Nacional de Ação de Graças”.

Caberá à escola organizar comemorações e atividades pedagógicas sobre a origem e


aspectos do Dia de Ação de Graças.

Estados, Municípios e estabelecimentos de ensino, devem incluir nos Planos de Educação


e no Projeto Político Pedagógico o dia da Bíblia, a ser comemorado na rede pública todo o
dia 10 de dezembro.

Justificativa: O dia da Bíblia surgiu em 1549 na Grã-Bretanha, quando o Bispo Cranmer


incluiu no livro de orações do Rei Eduardo VI um dia especial para que a população
intercedesse em favor da leitura do Livro. A Bíblia Sagrada, além de ser um dos livros mais
antigos e vendidos do mundo, é um livro utilizado na pesquisa científica e/ou investigação
de fatos históricos, base da moral e dos valores judaico-cristãos presentes na sociedade
ocidental, que estão arraigados nos usos e costumes da nação brasileira. Portanto, A Bíblia
deverá ser incluída no acervo bibliográfico e cultural da escola e disponibilizada como
material de pesquisa, bibliográfico e referencial teórico em aulas e durante o
aconselhamento na Capelania ou Mentoria Escolar.

Grandes descobertas no campo da Ciência, Antropologia, Psicologia, Arqueologia, História


e Geografia foram feitas nos últimos séculos a partir de fatos narrados na Bíblia.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Caberá à escola organizar atividades didáticas, rodas de leitura e debates sobre o fato
histórico (linguagem, tradução, imprensa) e demais temas relacionados à liberdade
religiosa prevista na Constituição Federal do Brasil.

Estados, Municípios e estabelecimentos de ensino, devem incluir nos Planos de


Educação e no Projeto Político Pedagógico o dia de Conscientização e Combate ao
“Bullying” no ambiente escolar e virtual.

Justificativa: O Bullying é um termo utilizado para descrever atos de violência física ou


psicológica, intencionais e repetidos, violência verbal praticados por um indivíduo ou grupo
de indivíduos causando dor e angústia, sendo executadas dentro de uma relação desigual
de poder. O “Bullying Escolar” é caracterizado pela perseguição, intimidação e humilhação
praticada entre estudantes por meio de sons, caretas, gestos, agressão verbal ou física e
pela maldade repetitiva e planejada pelo autor e coautores de forma explícita ou anônima.
O “cyberbullying” ou “Bullying escolar”, normalmente, é praticado por estudantes da
mesma faixa etária, que utilizam recursos tecnológicos, como celulares e computadores,
para realizar agressões verbais e escritas repetitivas dentro das redes sociais, que são locais
destinados a encontros virtuais para troca de informações pessoais, fotos, mensagens,
criação de fóruns, grupos de discussão, buscar amigos, trocar ideias e conhecimentos, mas
também podem ser cometidos por pessoas de idades diferentes. O “Bullying” virtual é uma
extensão do que os alunos dizem e fazem na escola, portanto deverá ser seriamente
combatido pela comunidade escolar.

Caberá à Escola organizar palestras e programas de conscientização para alertar aos alunos
nos seguintes termos:

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
I- a Escola organizará rodas de conversas para orientar os alunos sobre crimes
cibernéticos, atos indevidos contra a honra, penalidades e consequências decorrentes
do mau uso dos meios eletrônicos em mídias sociais (internet), previstos no ECA,
Código Civil, Código Penal e a Lei 12.737/2012;
II- a família participará do processo de conscientização, de cursos de formação e combate
ao “Bullying” e “cyberbullying” realizados dentro da escola;
III- casos de omissão da família do aluno envolvido em situação de “Bullying” e
“cyberbullying”, serão encaminhados ao Programa de Mediação de Conflitos Escolar e
cada caso será tratado individualmente pelos conselheiros, pela família e de acordo
com a gravidade à luz da Lei nº 13.185 de 6 de novembro de 2015, que Institui o
Programa de Combate à Intimidação Sistemática;
IV- casos graves com cometimento de crimes e omissão da família serão comunicados ao
Conselho Tutelar e às demais autoridades competentes;
V- no dia de conscientização e combate ao “Bullying” e “Cyberbullying”, as palestras serão
ministradas por profissionais especializados sobre o assunto.

Estados, Municípios e estabelecimentos de ensino, devem incluir nos Planos de Educação


e no Projeto Político Pedagógico o dia de Honra ao Mérito e premiará alunos e
professores que se destacarem durante o ano letivo, atuaram e desenvolveram ações
beneficentes, projetos de sustentabilidade, científicos, artísticos e tiveram excelentes
notas.

O processo de valorização do professor e do estudante, que se dedicam ao processo de


ensino-aprendizagem, respectivamente, deverá fazer parte do Projeto Político Pedagógico
de modo a elevar a autoestima de todos.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
A escola organizará eleições e criará critérios para escolher os professores que se
destacaram durante o ano letivo.

O corpo docente será avaliado nos seguintes pré-requisitos:

I- aplicação do “trivium”;
II- conhecimento, habilidade e atitudes;
III- empreendedorismo;
IV- ideias e projetos inovadores;
V- mediação de conflitos;
VI- organização de feiras científicas, projetos artísticos, sociais e culturais.
VII- planos de aula e projetos;
VIII- relacionamentos interpessoais e comunicação entre pares e superiores hierárquicos,
estudantes, voluntários e conselhos diretivos;
IX- trabalho em equipe.

Estados, Municípios e estabelecimentos de ensino, devem incluir nos Planos de Educação


e no Projeto Político Pedagógico o dia do Professor.

Caberá à escola organizar festas e homenagens pelo Dia do Professor.

Estados, Municípios e estabelecimentos de ensino, devem incluir nos Planos de Educação


e no Projeto Político Pedagógico o dia da Família na Escola.

A data comemorativa deverá ser diferente da data que se refere ao dia dos pais, mães,
avós, crianças entre outros.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
As Famílias serão convidadas a participar de atividades e programações realizadas pelo
corpo docente em parceria com o grêmio estudantil e demais alunos.

Estados, Municípios e estabelecimentos de ensino, devem incluir nos Planos de Educação


e no Projeto Político Pedagógico o dia dos Pais.

Estados, Municípios e estabelecimentos de ensino, devem incluir nos Planos de Educação


e no Projeto Político Pedagógico o dia das Mães.

CALENDÁRIO ESCOLAR - FEIRAS E EVENTOS

Estados, Municípios e estabelecimentos de ensino, devem incluir no calendário escolar


Feiras, Eventos e Projetos Pedagógicos voltados para o uso das tecnologias digitais de
informação e comunicação, cidadania, sustentabilidade, tecnologia e inovação e negócios
regionais.

Os professores deverão trabalhar com os conteúdos, técnicas e fundamentos das


disciplinas ensinadas em sala de aula de forma interdisciplinar na Pedagogia de Projetos.
Temas como agronegócio ou agropecuária, também, devem ser incluídos nos projetos
realizados pelos professores e alunos.

A Escola deverá promover palestras com especialistas/autoridades das mais variadas áreas
científicas e profissionais, para, desta forma, promover a educação por intermédio do
exemplo.

JUSTIFICATIVA: Esta iniciativa tem o caráter de promover e incentivar o interesse dos


alunos pelo desenvolvimento dos conhecimentos científicos e históricos, previamente

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
estudados na teoria, promover a prática de novos saberes e descobertas inerentes às
demandas regionais, nacionais e internacionais das profissões e negócios do século XXI.

Estados, Municípios e estabelecimentos de ensino, devem incluir no calendário escolar a


Semana das Exposições Científicas de Antropologia, Biologia, Geociências, Botânica,
Química e Física.

Estados, Municípios e estabelecimentos de ensino, devem incluir no currículo escolar a


Semana da Filosofia Antiga, História e Geografia.

Caberá ao corpo docente e aos alunos organizarem trabalhos sobre os maiores filósofos da
humanidade, suas teorias, correntes filosóficas, fatos históricos e geográficos.

Os professores deverão organizar Fóruns, debates e seminários sobre os temas a serem


trabalhados.

ACADEMIA DO CONHECIMENTO E DEBATES

A Escola incluirá no Currículo a “Academia do Conhecimento” para debates filosóficos e


literários, que terão por objetivo o treino do “trivium” (gramática, da lógica e da retórica)
e do Quadrivium (Matemática, Música, Geometria e Astronomia).

JUSTIFICATIVA: A Academia do Conhecimento é um Programa Educacional elaborado pela


autora da ECI e, especialmente, elaborado para a formação de um pensador liberal,
íntegro, LIVRE de ideologias amorais e capaz de desenvolver as suas próprias virtudes.

Neste programa o aluno deverá passar por um processo de admissão para que seja
diagnosticado o seu nível de conhecimento e, seguirá uma grade curricular rígida, pré-

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
estabelecida pelos tutores de cada área do conhecimento (filosófico-científico) estudada
em cada disciplina. Trabalhado na interdisciplinaridade, o aluno aprende, participando de
debates, oratórias e apresentação de seminários, projetos científicos, a partir da aplicação
do Trivium, do Quadrivium e de regras e objetivos claros.

A Academia do Conhecimento é pautada na abordagem pedagógica tradicional, inspirada


na Escola Clássica, que passa pelo estudo da Filosofia Grega e seus pensadores,
fundamentos e princípios racionais, os quais fazem parte da identidade da humanidade e
formam os pilares da civilização ocidental entre eles a Filosofia Grega, o Direito Romano e
a Moral, que perpassam o pensamento dos grandes filósofos dos últimos séculos e a
História da Humanidade. Neste sentido, a bibliografia e a pesquisa científica são essenciais
para a busca da verdade, juntamente com o referencial teórico, que consiste no resumo de
discussões já feitas por outros autores sobre determinados temas relevantes para o
desenvolvimento da moral e do caráter estudantil.

Na ECI, o Debate é um modelo de contestação baseado na argumentação, utilizando-se da


lógica e da retórica, onde duas, ou mais, ideias conflitantes são defendidas ou criticadas
com base em argumentos, previamente aprendidos, pesquisados e testados. Neste
sentido, o debate é uma ferramenta da Academia do Conhecimento, levando em
consideração a argumentação, as fontes pesquisadas da informação, a qualidade da
oratória, o (s) autor (es) da teoria ou tese apresentada, os dados estatísticos, a situação
geopolítica entre outros fatores relevantes para obter um debate qualitativo. Inspirado na
Câmara dos Lordes, sua aplicabilidade é essencial para a formação de mentes brilhantes,
futuros parlamentares, políticos em geral, cientistas políticos e não-políticos, filósofos e,
para promover debates científicos, filosóficos, debater leis, temas literários e vários outros.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Uma garantia para a Ciência e a pluralidade de ideias, quase inexistente em regimes
autoritários é a possibilidade de um bom debate de ideias.

Para participar da Academia do Conhecimento, o aluno deverá se inscrever no


departamento responsável.

› A Academia é dividida em três níveis:

› Nível 1 – Calouro ou Básico – Objetivo: LEITURA - O aluno é preparado para ler e


compreender textos complexos com propriedade e acumular uma vasta pesquisa
científica bibliográfica;

› Nível 2 – Especialista – Objetivo: ESCRITA - O aluno é capaz de produzir textos


autorais, sínteses, resumos, redações, artigos científicos, utilizando-se da
gramática.

› Nível 3 – Notável - Objetivo: ORATÓRIA - O aluno é capacitado para aplicar a Lógica


e a Retórica na Oratória– O aluno é capaz de participar de debates acadêmicos e
defender seus trabalhos em seminários, projetos e feiras científicas.

› P.S. Existem regras na academia do conhecimento, como a aquisição de créditos e


sistema de pontuação, os quais serão disponibilizados, caso a escola deseje
trabalhar com este modelo.

Na Academia do Conhecimento ECI, a gramática é considerada a técnica essencial para a


formação da identidade intelectual de um indivíduo íntegro e livre. Neste sentido, a
trabalha com a história da escrita, para que o aluno compreenda que a escrita é uma
tecnologia que foi inventada pelo homem, portanto, precisa ser aprendida, praticada e
aperfeiçoada. A Língua Portuguesa, adaptada ao Trivium trabalha o estudo da Gramática
na sua integralidade pelo reconhecimento da:

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
› Morfologia (estudo da palavra isoladamente, não dentro de uma frase);

› Sintaxe (parte da gramática responsável pelo estudo das funções dos vocábulos em
uma frase ou período);

› Semântica (ramo da linguística que estuda os significados e/ou sentido dos


vocábulos da língua. Do grego, a palavra semântica (semantiká) significa “sinal”);

› Figura de Linguagem (Figuras de Palavras / Figuras de Pensamento) e Figuras de


sintaxe ou de construção;

› Interpretação de texto ou textual (aquilo que o texto literalmente diz - tudo que
está explícito);

› Gêneros textuais (a forma como o texto se apresenta);

› Dissertação argumentativa, objetiva, expositiva, mista e as suas aplicabilidades.

› Norma Coloquial (popular) (a linguagem coloquial apresenta o uso de gírias,


estrangeirismos, abreviações e cria palavras, trabalha a partir do erros de
concordância, os quais não englobam as preocupações com a norma culta e nem
sempre são úteis ao desenvolvimento intelectual humano, muito pelo contrário,
trabalha com a relativização da linguagem, causando confusão social pelos ruídos
de comunicação, por essa norma, proporcionados);

PESQUISA CIENTÍFICA

Na Educação Clássica Integrada as Ciência são trabalhadas dentro da História Natural, a


qual inclui a geografia, paleontologia, ecologia, bioquímica, zoologia, botânica, biologia
geologia, física, astronomia, arqueologia e meteorologia, sendo indissociáveis da
Matemática. Esse conjunto de conhecimentos, são essenciais ao desenvolvimento humano
e devem ser trabalhados pelo professor especialista e, também, a partir da

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Interdisciplinaridade, na elaboração de projetos, peças teatrais produção de artigos
científicos e pela experiência, utilizando métodos empíricos indutivos e outros métodos de
pesquisa.

Na ECI, a Pesquisa científica é um meio obrigatório para o ensino-aprendizagem. Mas, do


que se trata a pesquisa científica?

A Pesquisa Científica é um conjunto de processos metódicos de investigação utilizados por


um pesquisador (mestre e discípulo; professor e aluno; professores e alunos) para o
desenvolvimento de um estudo específico que é comum a duas ou mais disciplinas ou
outros ramos do conhecimento. É o processo de ligação entre as disciplinas.

Exemplo: Qual é a Fórmula da água? Como a água é representada na tabela periódica? Qual
a finalidade da tabela periódica? Qual a importância da água para o Reino Animal? Quantos
dias o homem sobrevive sem água e por quê? Explique, as diferenças químicas entre água
doce e água salgada. A água salgada pode ser transformada em água doce? Desenvolva um
sistema de transformação da água poluída em água potável. Quais experiências e trabalhos
podem ser sugeridos a partir deste elemento em cada ano letivo?

A Pesquisa científica é a aplicação prática de um conjunto de processos metódicos de


investigação utilizados por um pesquisador para o desenvolvimento de um estudo. Ela
caracteriza-se por ser uma investigação extremamente disciplinada, que segue as regras
formais dos procedimentos para adquirir as informações necessárias e levantar as
hipóteses que dão suporte para a análise feita pelo pesquisador (cientista). Neste sentido
o aluno é levado a conhecer a Metodologia Científica, um conjunto de normas, métodos e
procedimentos, São considerados tipos de métodos de pesquisa: Indutivo (Empírico-

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Indutivo) (Bacon, Francis 1561-1626), Quantitativo, Qualitativo, Exploratório, Descritivo,
Explicativo.

O método indutivo (Baconiano) compreende a observação de fatos e/ou fenômenos, a


descoberta da relação entre eles (por intermédio da análise das variáveis, amostras e
estatísticas), preocupando-se com a generalização e amostras tendenciosas que levam o
aluno ao erro e o afasta da verdade. Este método usa a linguagem clara, objetiva e
padronizada em relação aos elementos e os autores que manipulam o objetos (os) na
experiência, usando nomes, classificações e comunicação específica.

Na ECI, o professor deverá ensinar o aluno pesquisar na web o referencial teórico, biografia
dos grandes inventores e bibliografias das grandes descobertas da humanidade, desde a
era antiga, passando pela pré-revolução industrial, revolução industrial, pós-guerras, até a
contemporaneidade.

O aluno deve ser direcionado a pesquisar e reproduzir em sala de aula invenções e


tecnologias que marcaram o desenvolvimento das civilizações oriental e ocidental pela
Pedagogia de Projetos.

“Nada pode existir na mente que não tenha passado antes pelo sentido”. John Locke (1632-
1704).

DEBATES ACADÊMICOS

O corpo docente incumbir-se-á de:

I- ajudar os estudantes a dividirem-se em grupos, contra e a favor e reunir evidências,


que servirão de suporte para cada argumentação;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
II- ajudar os times a escolherem seu representante baseado nas características
necessárias e inerentes ao um debatedor e que atenda aos pré-requisitos da
competição;
III- definir o local dos debates, levando em conta a acústica ou infraestrutura do local.
IV- definir o times e/ou grupos que participarão dos debates;
V- distribuir os temas e os nomes dos respectivos filósofos a serem pesquisados, no
mínimo com trinta dias de antecedência à Feira de Filosofia, para que haja tempo hábil
para os times realizarem suas pesquisas;
VI- esclarecer as regras do debate, considerando tempo de fala, réplica e tréplica, etc.;
VII- Formar um júri para avaliar os debatedores, o trabalho em grupo, com a finalidade de
atribuir nota e fornecer feedback;
VIII- Organizar a premiação dos vencedores do debate.
IX- preparar os alunos em relação à postura, oratória, argumentação, e contra
argumentação que sustentará o debate;

§ 3º Caberá ao Município e aos estabelecimentos de ensino promover torneios e debates


interescolares durante o ano letivo.

Estados, Municípios e Estabelecimentos de Ensino, devem incluir no calendário municipal


e escolar a Semana do Empreendedorismo, Economia Doméstica e Planejamento
Financeiro.

A Feira de Empreendedorismo deverá ser organizada pela própria comunidade escolar em


parceria com empresas voluntárias, instituições sem fins lucrativos entre outros institutos
liberais da região.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
A escola promoverá palestras sobre Empreendedorismo, livre mercado entre outros temas
relacionados ao empreendedorismo.

Durante a feira os alunos deverão apresentar trabalhos científicos, maquetes e seminários.

Os temas dos projetos, seminários e trabalhos científicos serão decididos em sala de aula
pelos próprios professores das disciplinas com a participação dos alunos.

Os professores avaliarão os projetos durante todo o processo de construção do


conhecimento, utilizando a Avaliação Diagnóstica, a Avaliação Formativa, Rubricas e
Feedback.

Os alunos serão avaliados em grupo e individualmente com notas de 0 a 10, no que se


refere ao conhecimento, habilidades, atitudes, planejamento, inovação, criatividade,
interesse e desempenho nas atividades.

Alunos com dispensa médica não serão avaliados ou despontuados.

Estados, Municípios e Estabelecimentos de Ensino, devem incluir no calendário municipal


e escolar a Semana do “Quadrivim” (Matemática, Geometria, Música, Astronomia e
Geometria).

O objetivo da semana do Quadrivium é a realização de apresentação de trabalhos


relacionados à Música, Matemática, Geometria e Astronomia, visando descobrir talentos,
ampliar e despertar o interesse dos alunos, por meio do ensino, que engloba quatro
ferramentas relacionadas à matéria e à quantidade.

Serão avaliados os trabalhos que contemplem:

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
I- Álgebra (Funções e Equações Algébricas);
II- Análise Combinatória e Estatísticas e Probabilidade;
III- Aritmética (Números e Operações);
IV- Concertos de canto coral ou solo;
V- Concertos musicais em cameratas ou solo;
VI- Estatística;
VII- Geometria (Plano, Espacial e Analítica);
VIII- Maquetes;
IX- Matemática Financeira;
X- Palestras;
XI- Projetos inovadores;
XII- Seminários.

Durante a Semana do Quadrivium, a comunidade escolar organizará, “Olimpíadas de


Matemática”, competições de Xadrez e competições de Cálculos.

§ 4º A Prefeitura e/ou a Câmera de Vereadores premiará os melhores trabalhos e campeões


em equipe e individual, organizará cerimônias para homenagear e entregar medalhas e
troféus aos alunos e professores que se destacaram nos trabalhos e competições.

Alunos com dispensa médica não são avaliados ou despontuados.

Estados, Municípios e Estabelecimentos de Ensino, devem incluir no calendário municipal


e escolar a Semana das Profissões.

Esta medida visa despertar no aluno o interesse pelas mais variadas profissões e educar
pelo exemplo.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Durante a feira os professores deverão trabalhar os seguintes aspectos:

I- despertar no aluno o interesse pelo trabalho e o desejo do que ele pretende ser no
futuro;
II- Os palestrantes demonstrarão os prós e os contras de cada profissão;
III- responder as dúvidas e curiosidades dos alunos.

Caberá à escola convidar profissionais de diversas áreas de atuação, mediar palestras e


mesas de debates sobre as características de cada profissão de forma positiva, com a
finalidade de ensinar a criança pelo exemplo.

A coordenação pedagógica e corpo docente organizarão em parceria com institutos e


psicólogos, testes vocacionais, para testar os interesses e aptidões dos estudantes, a fim de
indicar uma ou mais possíveis vocações no aluno testado.

Alunos com dispensa médica não são avaliados ou despontuados nesta atividade.

Estados, Municípios e Estabelecimentos de Ensino incluirão no calendário municipal e


escolar a Semana do Trivium (Gramática, Lógica, Retórica).

Na semana do Trivium os professores e alunos organizarão atividades literárias, concursos


e peças teatrais.

Caberá à escola realizar as seguintes atividades:

I- concursos internos de gêneros textuais-literários, prosa, retórica, entre outros.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Os gêneros literários dos trabalhos dos alunos serão avaliados a partir da norma culta da
nossa Língua Portuguesa, que incluirá:

I- Coerência;
II- Coesão Textual;
III- Criatividade;
IV- Estilística;
V- Linguagem ou estilo literário;
VI- Morfologia;
VII- Ortografia;
VIII- Pontuação;
IX- Pontuação;
X- Redação;
XI- Semântica e Sintaxe, entre outros pontos a serem considerados.

§ 4º Durante a Semana do Trivium a escola poderá criar pontos e fixar períodos para a
arrecadação de livros.

§ 5º A comunidade escolar, organizará cerimônias de premiação para homenagear os


alunos que se destacaram na disciplina de Língua Portuguesa e que apresentaram bom
desempenho no “trivium” e projetos literários durante o ano letivo.

§ 6º Alunos com dispensa médica não serão avaliados ou despontuados nestas atividades.

Estados, Municípios e Estabelecimentos de Ensino, devem incluir no calendário escolar a


Semana da Agricultura, Arquitetura e Urbanismo e Saneamento Básico.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Na semana de Feiras Regionais, estudantes, devem apresentar projetos e soluções para os
diversos problemas de infraestrutura do Brasil, a relação entre o campo e a cidade, e,
também, apresentar trabalhos que remetem a alta cultura e beleza estética, encontradas
na arquitetura nacional em mundial.

Estados, Municípios e Estabelecimentos de Ensino, devem incluir no calendário e escolar


a Semana de Ciências, Tecnologia, Inovação e Robótica.

Nesta semana, os alunos, devem apresentar projetos direcionados ao mundo tecnológico


e inovações.

O Estados, Municípios e Estabelecimentos de Ensino, devem incluir no calendário e


escolar a Semana das Artes Manuais e Cultura Brasileira e Internacional.

Nesta semana, os alunos, devem apresentar trabalhos manuais, pratos e vestimentas


típicas, artes regionais, sobre os descobridores, povos imigrantes e migrantes e outros
povos imigrantes, que contribuíram para a formação da cultura brasileira.

Estados, Municípios e Estabelecimentos de Ensino, devem incluir no calendário e escolar


a Semana dos Jogos Escolares, Dança, Teatro e Artes Marciais.

Durante a semana de jogos escolares, Dança e Teatro e Artes Marciais, os professores


deverão organizar com os alunos, competições, atividades, apresentações e palestras
sobre o mundo desportivo, dança, teatro, e artes marciais.

Este Programa estabelece normas em defesa da infância contra situações degradantes e


abusivas, imagens e material pornográfico, propagandas e mensagens impróprias ao seu

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
entendimento de acordo com os artigos constitucionais, do Código Penal e do Estatuto da
Criança e do Adolescente os quais determinam:

JUSTIFICATIVA: A Constituição Federal de 1988, dispõe, art. 21, XVI - exercer a classificação,
para efeito indicativo, de diversões públicas e de programas de rádio e televisão; art. 220,
§ 3º, II: estabelecer os meios legais que garantam à pessoa e à família a possibilidade de se
defenderem de programas ou programações de rádio e televisão que contrariem o
disposto no art. 221, bem como da propaganda de produtos, práticas e serviços que
possam ser nocivos à saúde e ao meio ambiente; art. 221, IV - respeito aos valores éticos e
sociais da pessoa e da família; art. 227 - É dever da família, da sociedade e do Estado
assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à vida,
à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade,
ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo
de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.

O Estatuto do menor e do adolescente – ECA Lei n.º 8.069, de 13 de julho de 1990, dispõe:
art. 78. As revistas e publicações contendo material impróprio ou inadequado a crianças e
adolescentes deverão ser comercializadas em embalagem lacrada, com a advertência de
seu conteúdo; Parágrafo único. As editoras cuidarão para que as capas que contenham
mensagens pornográficas ou obscenas sejam protegidas com embalagem opaca; art. 79.
As revistas e publicações destinadas ao público infanto-juvenil não poderão conter
ilustrações, fotografias, legendas, crônicas ou anúncios de bebidas alcoólicas, tabaco,
armas e munições, e deverão respeitar os valores éticos e sociais da pessoa e da família;
Art. 232. Submeter criança ou adolescente sob sua autoridade, guarda ou vigilância a
vexame ou a constrangimento: Pena - detenção de seis meses a dois anos; art. 241-E. Para
efeito dos crimes previstos nesta Lei, a expressão “cena de sexo explícito ou pornográfica”

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
compreende qualquer situação que envolva criança ou adolescente em atividades sexuais
explícitas, reais ou simuladas, ou exibição dos órgãos genitais de uma criança ou
adolescente para fins primordialmente sexuais.

O Código Penal - Decreto-Lei Nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940, dispõe: art. 218-A.


Praticar, na presença de alguém menor de 14 (catorze) anos, ou induzi-lo a presenciar,
conjunção carnal ou outro ato libidinoso, a fim de satisfazer lascívia própria ou de outrem.

Parágrafo único: Os livros recebidos por doação, devem passar por revisão de conteúdo
pelos pais e corpo docente, conforme dispositivos desta lei e vetados, a qualquer tempo,
por decisão dos conselhos escolares.

Estados, Municípios e Estabelecimentos de Ensino, devem incluir no calendário e escolar a


Semana de Biologia, Saúde, Botânica e Arqueologia.

Caberá aos pais dos estudantes decidir se desejam incluir no calendário escolar, palestras
sobre higiene pessoal e prevenção de doenças sexualmente transmissíveis entre outros
temas que envolvem a privacidade das crianças e adolescentes.

É vedada a inclusão ou ministração de matéria, no currículo escolar, plano da escola, plano


de ensino, plano de aula, nas atividades extracurriculares, na transversalidade, temas que
abordem, orientação sexual, sexualidade, identidade de gênero, gênero neutro, ideologia
de gênero, androginia, a teoria “queer”, ou quaisquer outras modalidades contempladas
na diversidade sexual dos adultos.

I- a escola convidará médicos, enfermeiros e especialistas da área da saúde para


ministrar as palestras, quando solicitadas pelos pais sobre Higiene Pessoal e Bucal;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
II- os organizadores de feiras relacionadas as áreas da saúde deverão considerar a faixa
etária dos participantes e atuar de modo a impedir a exposição de crianças e
adolescente a conteúdos inadequados;
III- palestrantes e professores deverão utilizar o ponto de vista científico para abordar
temas e solicitar trabalhos didáticos, respeitando às faixas etárias, a inocência das
crianças e a liberdade de crença e de pensamento dos pais e responsáveis pelos alunos.

Todo o material didático, apostilas e panfletos a ser distribuídos nas palestras e “stands”
serão revisados previamente pelo Conselho de Pais e, vetados, caso não sejam adequados
à faixa etária ou violem a inocência das crianças.

JUSTIFICATIVA: a Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, dispõe em seu Art. 22, garante, “aos
pais incumbe o dever de sustento, guarda e educação dos filhos menores, cabendo-lhes
ainda, no interesse destes, a obrigação de cumprir e fazer cumprir as determinações
judiciais/Parágrafo único. A mãe e o pai, ou os responsáveis, têm direitos iguais e deveres
e responsabilidades compartilhados no cuidado e na educação da criança, devendo ser
resguardado o direito de transmissão familiar de suas crenças e culturas, assegurados os
direitos da criança estabelecidos nesta Lei”. (Incluído pela Lei nº 13.257, de 2016)

São vedadas ao professores e palestrantes:

I- utilizar em feiras, eventos ou aulas expositivas, material didático que contenha cenas
explícitas ou que insinuem ato e/ou orientação sexual;
II- realizar atividades lúdicas ou demonstração de imagens pornográficas;
III- fazer apologia à pedofilia e zoofilia;
IV- expor cenas de sexo explícito;
V- manipular instrumentos, produtos ou brinquedos de uso erótico;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
VI- realizar palestras sobre Ideologia de gênero, Identidade de gênero, gênero neutro e
orientação sexual;
VII- simular relação ou ato sexual de qualquer orientação, inclusive heterossexual entre
professores, atores ou alunos;
VIII- imprimir e distribuir material impróprio para menores de 18 anos.

A educação sexual, é um direito privado, individual e os assuntos que a norteiam


pertencem à esfera familiar, ou seja, não deverá fazer parte do currículo escolar ou dos
temas transversais.

Estados, Municípios e Estabelecimentos de Ensino incluirão no calendário e escolar a Feira


Anual de Ciências e Tecnologia Digital de Informação e Comunicação (TDIC);

JUSTIFICATIVA: Com o advento da globalização, um dos processos de aprofundamento


internacional da integração econômica, social, cultural e política, é o de que o aluno do
século XXI precisa estar em sintonia com o uso de novas tecnologias e conhecer os seus
mais variados usos e recursos. Quando pensamos em redução de custos, mobilidade
urbana, meio-ambiente, produção de ciência e inovações, automaticamente, pensamos,
de que forma poderemos alcançar estes objetivos. E de que forma incentivar que os
estudantes sejam criativos e empreendedores, senão contando a história dos grandes
inventores do passado e do futuro? Só teremos novos cientistas atuando em prol da
humanidade, se incentivamos nas crianças o interesse pela Ciência e Tecnologia. A
Tecnologia não é estática, ela está inserida no nosso dia-a-dia, nos meios de comunicação,
nas relações familiares, profissionais e escolares, portanto, é importante que saibamos
utilizá-las e desenvolvê-las, adequadamente.

INCLUSÃO DIGITAL E NOVAS TECNOLOGIAS

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Caberá à Escola promover a inclusão digital e o acesso dos estudantes às novas
tecnologias, inovações, por meio de capacitação, cursos de informática e palestras sobre
o uso correto das tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC).

É dever dos professores e gestores da Escola:

➢ Criar parcerias com empresas, entidades não governamentais e comerciantes da


região para a captação de equipamentos eletrônicos, material-didático, programas
de computação, computadores, tablets, entre outros recursos de informática.
➢ Facilitar e buscar recursos para a implementação de laboratórios de informática na
escola.
➢ Incentivar os alunos a desenvolverem projetos de rádio, TV e comunicação
utilizando a Internet, redes sociais, aplicativos e plataformas educacionais.
➢ Implementar plataformas digitais e jogos educacionais para apoiar os professores e
alunos no ensino e aprendizagem.
➢ Organizar feiras e exposições sobre projetos científicos, maquetes, invenções,
relacionados às áreas de sustentabilidade, mecânica, engenharia, robótica,
urbanismo, telecomunicação, inovação, mobilidade urbana, entre outras.
➢ Organizar um curso de robótica para o estudo da ciência e técnica da concepção,
construção e utilização de robôs.
➢ Ensinar aos estudantes, técnicas de construção de maquetes a partir do
aproveitamento de materiais recicláveis.
➢ Captar recursos para a Feira de Tecnologia.
➢ Convidar profissionais e empresas de todas as áreas para participar da Feira de
Tecnologia.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ Ajudar os alunos na montagem de estandes, painéis de debate e decorações
temáticas.
➢ Auxiliar os alunos a conseguir empréstimos de equipamentos e invenções, antigas
e contemporâneas para colocar em exposição na Escola.
➢ Promover palestras sobre os principais inventores da história mundial e nacional e
principais inventos que perpassaram pelas eras antiga, industrial, moderna e pós-
moderna.
➢ Aplicar Avaliação Diagnóstica e a Avaliação Formativa para orientar, ensinar,
supervisionar e corrigir o projeto durante todo o seu percurso e acompanhar o
desenvolvimento de todos os alunos.
➢ Avaliar os trabalhos dos alunos por intermédio de Rubricas e Feedback para dar
retorno sobre o desempenho dos alunos.
➢ Avaliar os projetos desenvolvidos, durante todo o processo de construção do
conhecimento, utilizando a Avaliação Diagnóstica, a Avaliação Formativa, Rubricas
e Feedback.
➢ Avaliar conhecimento, habilidades, atitudes, planejamento, inovação, criatividade,
interesse e desempenho nas atividades.

Obs.: Alunos com dispensa médica não serão avaliados ou despontuados.

Estados, Municípios e Estabelecimentos de Ensino, devem incluir no calendário escolar a


Semana da Cidadania.

Caberá à escola organizar palestras, eventos e atividades sobre as novas Leis de trânsito e
prevenção de acidentes em via públicas e de pedestres, descarte do lixo entre outros temas
escolhidos pelos professores e alunos.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
JUSTIFICATIVA: Esta medida visa criar um senso de cidadania nos estudantes e o respeito
à vida.

DO RESTABELECIMENTO DA DISCIPLINA E DA ORDEM

São atribuições das famílias (pais e responsáveis):

I- contribuir de forma reflexiva e responsável sobre o processo de elaboração do Projeto


Político Pedagógico da escola;
II- estabelecer parâmetros entre a prática educativa no lar e a prática docente prevista
no currículo escolar;
III- participar dos processos de escolha dos temas transversais ora inseridos na escola pelo
corpo docente, coordenadores pedagógicos, voluntários, organizações não-
governamentais, planos municipais, estaduais e federais de educação, com poder de
veto;
IV- realizar a mediação entre os valores da criança e da escola de forma pacífica;
V- revisar o material didático distribuído no sistema de ensino, seja pelo Ministério da
Educação – MEC, instituições educacionais, organizações não governamentais, civis ou
outros órgãos ligados ao governo, para assegurar ao ambiente escolar, o direito à
liberdade de consciência e de crença dos estudantes.

Corpo docente, coordenadores e administradores da escola têm a responsabilidade de


zelar pela ordem e pela disciplina dentro do ambiente escolar.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
O Projeto Político Pedagógico deve ser preparado com excelência e garantir o padrão de
qualidade previstos nos dispositivos desta lei a luz do Art. 206 Inciso VII da Constituição
Federal de 1988.

É incumbência dos gestores da escola criarem mecanismos para zelar pela integridade física
dos estudantes, famílias, voluntários, professores, demais funcionários que participam da
escola.

É responsabilidade dos gestores da escola manter a disciplina e a ordem no


estabelecimento de ensino em prol do bem comum e encarar a disciplina como uma
virtude a ser desenvolvida na vida dos estudantes.

Caberá aos diretores e coordenadores dos respectivos estabelecimentos de ensino


elaborar regulamentos internos, apresentá-los aos pais e estudantes no início do ano letivo
para que sejam cumpridos.

É dever dos gestores da escola promover a cooperação entre as famílias e escola com o
objetivo de estabelecer relacionamentos pacíficos na comunidade escolar.

É dever dos educandos buscar realizar todas as atividades curriculares e extracurriculares


com honestidade e comprometimento, zelar pela escola e respeitar seus professores,
colegas e demais membros da comunidade escolar.

JUSTIFICATIVA: A finalidade de regulamentos e regras claras colaboram para o bom


andamento dos processos educativos e colabora para a prevenção, correção, punição de
atos de violência e reparação do patrimônio público e privado em conformidade com os

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Artigos: 99, 100, 112, 113, 114, 115 e 116, da Lei 8.069, de 13 de julho de 1990, que dispõe
sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA e dá outras providências.

DA COLAÇÃO DE GRAU E FORMATURA

Este Programa torna obrigatória a cerimônia de Colação de Grau ou conclusão de ciclo e o


Baile de Formatura dos alunos do ensino infantil e fundamental.

I- a cerimônia de colação de grau (ou conclusão de ciclo) e o baile de formatura, serão


realizados ao final do ano letivo no próprio estabelecimento de ensino, respeitando os
aspectos socioculturais e condição financeira das famílias dos alunos;
II- o baile de formatura será organizado pela administração escolar e/ou corpo diretivo
em parceria com o corpo docente, conselho de pais, grêmio estudantil e, se desejar,
em parceria com a iniciativa privada.

JUSTIFICATIVAS: A cerimônia de colação de grau (ou conclusão de ciclo) e o baile de


formatura têm por finalidade reconhecer o sucesso e o esforço alcançados pelos alunos,
durante o ano letivo, elevando a autoestima das famílias. A valorização do certificado de
conclusão gera a expectativa positiva para que os estudantes de todas as séries e/ou ciclos
tenham o mesmo desejo de se tornarem partícipes desta conquista.

Caberá a cada estabelecimento de ensino estabelecer as normas definidoras relacionadas


ao cerimonial da colação de grau e o Baile.
A arrecadação de valores, recursos e doações deverão ser definidas em acordo com o
conselho fiscal e as arrecadações de mensalidades dos estudantes, devem estar em acordo
com as famílias. Sendo assim:

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
I- Os próprios estudantes poderão formar bandas de música e participar ativamente da
organização, decoração e demais iniciativas que norteiam os eventos de formatura.
II- Os responsáveis pela escola terão o dever e a responsabilidade de supervisionar os
alunos durante a organização, cerimônia, baile e garantir a segurança dos estudantes, a
ordem do evento e a beleza estética e musical, características da Educação Clássica
Integrada.

É vedada a contratação de grupos, bandas ou DJ com o objetivo claro de tirar vantagens do


estabelecimento de ensino, dos pais e estudantes, visto que, essas alternativas, devem ser
definidas junto ao conselho escolar e corpo diretivo.

DA MEDALHA DE HONRA AO MÉRITO E TÍTULO DE CIDADÃO HONORÁRIO

Este Programa cria o título de cidadão honorário a ser conferido aos professores, diretores,
coordenadores, alunos, escolas, empresários, artistas, personalidades, instituições cívicas,
filantropos e organizações não governamentais, que atingiram o reconhecimento público
das suas atividades educacionais ou atuaram em favor do desenvolvimento social e
educacional local.

Este Programa cria a medalha de honra ao mérito a ser conferida aos alunos, professores e
escolas, que se destacaram na educação clássica integrada, e que desenvolveram projetos
específicos para o desenvolvimento da leitura e da escrita durante o ano letivo. Neste caso,
os resultados deverão ser comprovados.

As normas definidoras, critérios para o recebimento de honrarias e homenagens oferecidas


pelo município e estabelecimento de ensino, serão discutidas no âmbito dos conselhos de
pais, estabelecimentos de ensino, secretarias de educação, unidade de assuntos

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
institucionais, demais órgãos técnicos e auxiliares da administração pública e pela Câmara
de Vereadores.

O título de cidadão honorário e medalhas de honra ao mérito serão conferidos aos


vencedores em evento anual, programado pelo Governo Federal, Estados e Municípios
contará com a participação dos responsáveis pela administração pública, membros e
demais autoridade da sociedade civil.

Os estabelecimentos de ensino terão autonomia para organizar competições, concursos


internos, premiações durante todo o ano letivo;

É livre a participação de patrocinadores em eventos organizados pelos estabelecimentos


de ensino, Prefeitura, Câmera de Vereadores, assim como o uso e veiculação da sua marca
por intermédio de publicidade nas mídias oficiais, jornais locais e redes sociais.

DAS ATRIBUIÇÕES E RELAÇÕES HIERÁRQUICAS DA EDUCAÇÃO CLÁSSICA INTEGRADA

A estrutura funcional da escola clássica compreende os núcleos de atividade, conforme sua


competência.

Compete aos núcleos e conselhos escolares se organizarem hierarquicamente e


administrativamente, de modo a facilitar a implementação de projetos e melhorias no
ambiente escolar.

A estrutura hierárquica ou organizacional dos estabelecimentos de ensino, se dará da


seguinte forma:

I- Corpo Diretivo (Diretores e assistentes);

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
II- Secretaria, administração e demais servidores;
III- Conselho Fiscal;
IV- Coordenação Pedagógica (Técnicos e assistentes);
V- Corpo Docente (concursados, estagiários e assistentes);
VI- Conselho de Pais e Responsáveis;
VII- Capelania Escolar;
VIII- Psicólogos;
IX- Voluntários;
X- Grêmio Estudantil.

DAS GARANTIAS DO PROGRAMA EDUCAÇÃO CLÁSSICA INTEGRADA

Estados e Municípios, devem garantir a liberdade para ensinar e aprender.

O Professor respeitará o limite entre a prática de ensinar a didática e dará ao educando a


liberdade de realizar a pesquisa científica e de conhecer todos os lados de uma mesma
história;

O professor respeitará a liberdade de consciência e crença dos alunos;

Estados e Municípios, por meio de recursos da União, doações e parcerias com a


iniciativa privada, devem promover e priorizar a instalação de Bibliotecas em todas as
escolas da rede pública e providenciarão a renovação, diversificação e ampliação do
acervo escolar.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Estados e Municípios, devem adotar como prática educativa, os métodos tradicionais de
transmissão de conhecimento, metodologias ativas e instrumentos de avaliação para medir
o desempenho de professores, gestores e alunos.

A Educação Clássica será aliada a métodos inovadores e tecnológicos de ensino com o


intuito de estabelecer um padrão de qualidade no programa educacional.

Na ECI, professores e gestores, devem passar por reciclagem, capacitação e treinamentos


sobre a nova abordagem de ensino.

INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO

A ECI trabalha com três tipos específicos e modernos de avaliação. Sendo elas: A Avaliação
Formativa, Somativa e Diagnóstica.

A avaliação formativa é a componente indispensável e indissociável da prática pedagógica.


Suas múltiplas funções se consubstanciam na orientação e regulação do processo ensino-
aprendizagem no âmbito da aprendizagem significativa. A Avaliação Formativa, Rubricas e
Feedback, trabalha no acompanhamento, desenvolvimento cognitivo, desempenho
individual e coletivo dos alunos, durante todo o processo de ensino e aprendizagem,
mediante a objetivos claros e metas a serem alcançadas;

Avaliação Somativa – que são as Provas Quinzenais, Testes Aleatórios, Provas Bimestrais,
Semestrais e Finais;

Avaliação Diagnóstica – avaliação de conhecimento e reconhecimento cognitivo no início


de cada ano letivo para a preparação de um plano de reforço ou recuperação para os
alunos que apresentarem atraso intelectual ou de acompanhamento do conteúdo. A

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
avaliação diagnóstica, também, busca analisar preliminarmente o aluno, antes da sua
inscrição em um determinado curso, atividade ou disciplina. Auxilia na identificação ou
avaliação de conhecimentos específicos e dificuldades de aprendizagem e cognitivas, por
exemplo: Avaliar o aluno no primeiro ano do ensino fundamental para examinar o grau de
alfabetização.

CAPACITAÇÃO E TREINAMENTO DOCENTE

Na ECI, Professores e gestores, devem ser capacitados na Avaliação Diagnóstica, Avaliação


Formativa, Quadro de Rubricas.

JUSTIFICATIVAS: A Avaliação Diagnóstica, Avaliação Formativa e Rubricas, são métodos


pedagógicos de ensino os quais têm a finalidade de diagnosticar a falta de conhecimento e
realizar o desenvolvimento dos alunos durante todo o processo de ensino-aprendizagem.

PEDAGOGIA DE PROJETOS

A Pedagogia de Projetos pode ser definida como um método no qual a classe se ocupa em
atividades proveitosas e com propósitos definidos, é o ensino através da experiência. Neste
método o aluno é colocado em contato com projetos concretos, que o ajudará a
desenvolver competências, habilidades e atitudes.

JUSITIFICATIVA - Pedagogia de Projetos e Construção de Maquetes para elevar o padrão de


qualidade do ensino e aprendizagem teórico e aplicação destes conhecimentos pela
experiência.

A construção de maquete é um excelente recurso didático a ser trabalhado na


transdisciplinaridade e na interdisciplinaridade. Neste processo, professores de todas as

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
disciplinas, voluntários e estudantes contribuem com ideias e os projetos podem ser
desenvolvidos por equipes ou individualmente de acordo com os objetivos propostos pelo
professor ou corpo docente. Neste sentido, trabalhar com projeto de maquete é uma
oportunidade de aliar teoria, prática e pesquisa científica, além de envolver o manejo de
materiais diversos e o acesso a várias áreas de conhecimento.

Neste aspecto, a Escola deve trabalhar em parceria com empresas e voluntários, capazes
de contribuir com projetos educacionais inovadores, que incentivem a prática da leitura, o
raciocínio lógico que envolvem os cálculos matemáticos, a geometria, engenharia, o
desenho artístico e industrial entre outros.

O Ensino-aprendizagem será ministrado nas escolas do nosso município, respeitando o


conhecimento científico, da origem do mundo e da vida e será pautado nos pilares
acadêmicos/educacionais previstos nos dispositivos desta lei.

O ensino da Leitura e da escrita será a prioridade para os professores de todas as matérias,


pais e responsáveis legais dos alunos.

A Coordenação Pedagógica providenciará aulas de reforço, acompanhamento e a


introdução de técnicas inovadoras e metodologias de ensino, para os alunos que
apresentarem dificuldade no aprendizado da leitura e da escrita, durante o ano letivo;

A coordenação pedagógica providenciará a inclusão dos pais em cursos e palestras


realizados pelo corpo docente, diretor e palestrantes convidados pela escola, sobre temas
relacionados ao desenvolvimento infantil, a importância da participação dos pais nas
tarefas escolares, prevenção de violência familiar, alcoolismo, drogas, “Bullying”, entre
outros.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
A escola abrirá espaço para as famílias organizarem cursos de artesanato e demais
programas com a finalidade de tornar as famílias mais produtivas e para ajudá-las a
conquistar outras formas e fontes de renda.

O ensino e aprendizagem da Educação Clássica Integrada se pautará em seis pilares


basilares da sociedade: Ciências, Filosofia Grega, Moral Judaico-Cristã, Direito Romano.

DA CAPACITAÇÃO DOS PROFESSORES

A capacitação dos professores deverá ser realizada por Instituto ou pessoa física com
plenos conhecimentos nos métodos, ferramentas, abordagens de ensino pautadas na
Escola Clássica Integrada, metodologias ativas e tecnologias digitais de informação e
comunicação, contidas no material didático deste Programa.

Escolas Particulares interessadas no Programa de capacitação da ECI (Educação Clássica


Integrada) poderão se cadastrar nos programas de treinamento oferecidos pela Prefeitura,
destinados às escolas públicas, porém, os custos com treinamentos e material didático
serão de total responsabilidade da própria rede particular.

Estados e Municípios são responsáveis pela capacitação dos professores da rede pública de
ensino na Avaliação Diagnóstica, Avaliação Formativa e Rubricas e na contratação de
professores com plenos conhecimentos nas respectivas disciplinas previstas no Currículo
da ECI.

DOS DEVERES E DIREITOS DOS ESTADOS E MUNICÍPIO E DOS ESTABELECIMENTOS DE


ENSINO

São deveres e direitos dos Estados, Municípios e dos estabelecimentos de ensino:

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
I- conferir menção honrosa aos alunos que se destacaram durante o ano letivo, seja por
meio de projetos inovadores, feiras científicas e culturais, projetos sociais, avaliação
de desempenho, notas, atividades curriculares e extracurriculares;
II- conferir menção honrosa aos professores que se destacaram, desenvolveram projetos
e métodos educacionais inovadores, ou que contribuíram para a evolução e a
educação dos alunos durante o processo de ensino e aprendizagem;
III- criar concursos e incentivar competições escolares dentro da escola e entre os
estabelecimentos de ensino.
IV- promover a capacitação e treinamento dos professores na abordagem de ensino e
aprendizagem ECI, metodologias ativas e tecnologias digitais de informação e
comunicação após a aprovação desta lei;
V- promover cursos de capacitação e reciclagem para os professores, agentes da
administração, coordenação, voluntários e demais funcionários de órgãos técnicos e
auxiliares da educação na escola e da administração pública;
VI- tratar o professor com o respeito e a cordialidade que lhe são devidos, considerando-
o como um cidadão-modelo para o município e a comunidade escolar.

DOS DIREITOS DOS PAIS E RESPONSÁVEIS

São deveres e direitos dos pais e responsáveis:

I- ajudar a administração da escola a organizar festas, eventos, colação de grau, série ou


ciclo e baile de formatura;
II- ajudar a organizar atividades curriculares e extracurriculares, quando houver;
III- ajudar os alunos, ativamente, nos deveres de casa, projetos científicos e sociais da
escola;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
IV- ajudar os professores e demais agentes da escola a corrigir o mau comportamento dos
alunos;
V- contribuir positivamente para o aprendizado dos estudantes nas atividades
curriculares;
VI- contribuir, para que professor possa ensinar a matéria tranquilamente;
VII- ensinar aos alunos a colaborar com a organização da sala de aula e do estabelecimento
de ensino;
VIII- opinar e vetar conteúdos inadequados relacionados aos conteúdos e aos temas
transversais, considerados nocivos à escola e ao aluno de acordo com a LEI Nº 8.069,
de 13 de julho de 1990, que dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá
outras providências;
IX- orientar aos educandos, para que respeitem o professor e demais agentes da escola;
X- orientar aos educandos, para que se comportem adequadamente no ambiente
escolar;
XI- participar do conselho de pais de alunos quando eleito em Assembleia Geral;
XII- reconhecer a dignidade humana e a autoridade do professor, colaborando de forma
proativa para o exercício do seu ofício;
XIII- reforçar o comprometimento dos alunos com a vida escolar.
XIV- respeitar o corpo docente, administradores, coordenadores, voluntários, autoridades
constituídas e demais agentes da escola a luz do Art. 331 da LEI N.º 2.848/1940, do
Código Penal que prevê pena em caso de desacato contra o funcionário público.

DOS DIREITO E DEVERES DO CORPO DIRETIVO DA ESCOLA

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
A Direção da escola é o núcleo executivo que organiza, autoriza, coordena e supervisiona
todas as atividades desenvolvidas no âmbito da unidade escolar em parceria com o corpo
docente e demais conselhos da escola.

São atribuições do Diretor da Escola e de seus assistentes:

➢ administrar os recursos financeiros com eficiência e sabedoria;


➢ analisar o desempenho dos professores e coordenadores pedagógicos e traçar
planos estratégicos para alcançar os resultados previstos no processo de ensino e
aprendizagem do Plano Escola;
➢ assegurar a compatibilização do Plano Escola em sintonia com as diretrizes e
normativas das instituições educacionais e órgãos vinculados;
➢ assegurar a participação da escola em atividades cívicas, culturais, sociais e
desportivas da comunidade;
➢ assegurar o cumprimento da legislação em vigor bem como dos regulamentos,
diretrizes e normas emanadas da administração superior;
➢ avaliar previamente e autorizar projetos científicos, sociais, de música e artísticos
de acordo com a cosmovisão das famílias e em complementariedade ao currículo
escolar;
➢ controlar o recebimento e consumo de gêneros alimentícios destinados à merenda
escolar;
➢ convocar assembleia para eleição do Conselho de Pais e integrá-lo aos demais
conselhos deliberativos e corpo docente da escola;
➢ coordenar a elaboração do Plano Escola;
➢ coordenar as atividades relativas à manutenção e conservação do prédio escolar,
mobiliário e equipamento da escola;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ coordenar o Projeto Político Pedagógico – PPP, em consonância com os aspectos e
objetivos desta lei e cosmovisão das famílias;
➢ criar condições e estimular experiência para o aprimoramento do processo
educativo;
➢ criar um comitê permanente para mediar conflitos escolares;
➢ criar um modelo de rubricas para acompanhar o desempenho dos professores e
fornecer feedback mediante os resultados obtidos;
➢ criar um organograma que represente, simultaneamente, os diferentes elementos
e grupos de trabalho sob a sua administração, distribuir funções e tarefas
respectivas ao Plano Político Pedagógico e demais atividades escolares e
extracurriculares;
➢ elaborar o relatório anual de resultados da escola ou coordenar sua elaboração;
➢ elaborar um inventário com todos os recursos e bens doados e/ou fornecidos à
escola pela iniciativa privada;
➢ elaborar um planejamento financeiro com a previsão de gastos para o ano letivo;
➢ estabelecer espaços para o convívio e prática de esportes, refeições e leitura para
alunos, voluntários, funcionários e professores;
➢ facilitar e mediar a participação de voluntários nos projetos de transversalidade da
escola de acordo com a cosmovisão das famílias;
➢ fazer uma gestão eficiente dos suprimentos e recursos das feiras e eventos, festas,
atividades extracurriculares, palestras, cantina e refeitório;
➢ garantir a implementação da Escola Clássica Integrada;
➢ garantir o bom funcionamento da organização;
➢ implementar e coordenar o Programa de Mediação de Conflitos escolares;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ incentivar e mediar o trabalho em equipe entre os professores, coordenadores,
Capelania, voluntários e a família em busca de bons resultados;
➢ mediar a participação das famílias na escola, organizando eventos, palestras e
reuniões a fim de esclarecer os objetivos do Projeto Político Pedagógico e das
normas estabelecidas nos dispositivos desta lei;
➢ medir a evasão escolar e encaminhar os alunos com faltas e baixo rendimento para
aconselhamento no Programa de Mediação de Conflitos Escolares e para participar
de atividades extracurriculares;
➢ organizar e convocar as atividades de planejamento no âmbito da escola;
➢ organizar e coordenar as atividades de natureza social;
➢ organizar eventos e palestras direcionados aos pais;
➢ participar de cursos de capacitação para gestores e administradores da rede escolar
para aperfeiçoar a administração de pessoal e aplicação dos recursos da escola;
➢ prestar contas ao conselho fiscal e registrar em livro ou ata pública o fluxo de caixa
com entradas e saídas dos recursos financeiros públicos e doações feitas ao
estabelecimento de ensino.
➢ prever os recursos físicos, materiais, humanos e financeiros para atender às
necessidades da escola a curto, médio e longo prazo;
➢ promover a integração entre a escola, a família, entidades da sociedade civil e
iniciativa privada;
➢ promover o continuo aperfeiçoamento dos recursos humanos, físicos e materiais
de escola;
➢ promover um ambiente harmonioso e propício para aprendizagem;
➢ proporcionar condições para a integração entre a família e a escola;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ proporcionar condições para a participação de órgãos e entidades públicas e
privadas de caráter cultural, educativo, assistencial bem como de elementos da
comunidade nas programações da escola de acordo com a cosmovisão das famílias;
➢ subsidiar o planejamento educacional com exatidão, sistematização e fluxo dos
dados necessários ao planejamento do sistema escolar;
➢ supervisionar, avaliar e controlar a execução do Plano Escola;
➢ tratar a todos os professores e voluntários com isonomia;
➢ zelar pela manutenção do estabelecimento de ensino;
➢ zelar pela manutenção e conservação dos bens patrimoniais.

DO CONSELHO FISCAL

A direção da Escola formará um Conselho Fiscal – um colegiado formado pelo conselho de


pais e responsáveis, corpo diretivo, corpo docente, grupo de voluntários, com vistas a
acompanhar a aplicação dos recursos públicos e privados (bens materiais e verbas doadas).

São consideradas atribuições do Conselho Fiscal:


➢ acompanhar a execução de projetos (implementação, melhorias, reformas e
manutenção);
➢ acompanhar o recebimento e aplicação de recursos doados junto aos órgãos
competentes;
➢ acompanhar os extratos bancários;
➢ atuar com transparência na apresentação e/ ou acompanhamento dos relatórios
financeiros emitidos pelos integrantes da comunidade escolar.
➢ fiscalizar os preços e compras de serviços, materiais e equipamentos;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ orientar e/ou aconselhar o diretor sobre a destinação das verbas e recursos da
escola e corrigir rumos;
➢ participar da elaboração do planejamento financeiro anual;
➢ prever, monitorar e aprovar o orçamento escolar;

DOS DEVERES E DIREITOS DO COORDENADOR PEDAGÓGICO (NA VERDADE ESSA FUNÇÃO


DEVERIA DESAPARECER POR QUESTÕES DE AGENDA IDEOLÓGICA)

O núcleo de apoio técnico-pedagógico compreende o conjunto de funções destinadas a


proporcionar suporte técnico às atividades docentes e discentes e participar ativamente
das decisões da escola, coordenando e organizando as atividades pedagógicas que forem
da sua competência.

JUSTIFICATIVA: De acordo com este Programa, as atribuições da coordenação pedagógica


têm caráter colaborativo e técnico, sendo que as decisões e elaboração do Projeto Político
Pedagógico, Plano Escola, Plano Aula e Plano de Ensino,são de competência dos diretores,
professores, voluntários e da família.

São Atribuições do coordenador pedagógico:

➢ acompanhar, avaliar e controlar o desenvolvimento da programação curricular e


demais projetos extracurriculares;
➢ assegurar o fluxo de informações entre as várias instâncias do sistema de
supervisão e dos conselhos escolares;
➢ avaliar os resultados do ensino no âmbito da escola;
➢ coordenar a programação e execução das atividades de recuperação de alunos;
➢ coordenar a programação e execução das reuniões dos Conselhos de Classe;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ destinar ao corpo docente, local e material adequado, para que ele possa organizar
e reorganizar o seu trabalho didático, desenvolver projetos, atividades e planos de
aula, com criatividade, qualidade e de acordo com os dispositivos desta lei;
➢ elaborar a programação das atividades da sua área de atuação, assegurando
articulação com as demais programações do núcleo de apoio técnico-pedagógico
em sintonia com a cosmovisão das famílias;
➢ assessorar a direção da escola nas decisões relativas às seguintes atividades:
➢ agrupamento de alunos;
➢ elaboração do Plano Escola, coordenando as atividades de planejamento quanto
aos aspectos curriculares.
➢ escolha de Professores Coordenadores;
➢ estabelecimento e organização das atividades;
➢ interpretar a organização didática da escola para as famílias e para a comunidade
escolar;
➢ matrículas e transferências;
➢ organização de horário de aulas e do calendário escolar;
➢ prestar assistência técnica aos professores, visando assegurar a eficiência;
➢ eficácia do desempenho dos mesmos e melhoria dos padrões de ensino:
• propondo sistemática de avaliação;
• propondo técnicas e procedimentos.
➢ propor e coordenar atividades de aperfeiçoamento e atualização de professores;
➢ providenciar mesas, computadores, internet, material didático e recursos
audiovisuais, para que os professores tenham condições de se aprofundar na
pesquisa dos conteúdos e possam preparar um bom plano de ensino;
➢ supervisionando as atividades propostas.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ agendar reuniões para tratar da organização de feiras, eventos, palestras e temas
transversais de acordo com as normativas previstos nesta lei;
➢ colaborar para o aperfeiçoamento de leitura e escrita dos professores de todas as
matérias;
➢ comunicar aos pais por escrito e detalhadamente, sobre data, local e tema,
referente às saídas monitoradas e atividades extracurriculares;
➢ elaborar relatório de suas atividades e participar da elaboração do relatório anual
da escola;
➢ estimular os professores para cumprirem os objetivos educacionais e princípios
previstos nos dispositivos desta lei;
➢ facilitar a participação dos pais e responsáveis pelos alunos no processo de ensino
e aprendizagem escolar;
➢ manter a política de portas abertas para os pais e responsáveis;
➢ mediar o bom relacionamento entre o corpo diretivo, conselho de pais, voluntários
e demais agentes da administração escolar;
➢ motivar os professores a extraírem o melhor de cada matéria estudada com a
finalidade de formar com excelência futuros cientistas, inventores, pensadores,
profissionais e políticos íntegros;
➢ não expor ou desautorizar o professores, pais e responsáveis na frente dos
estudantes para evitar a exposição desnecessária do docente e demais autoridades
no ambiente escolar;
➢ organizar palestras motivacionais e com temas relevantes para os professores, pais
e responsáveis pelos alunos;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ planejar palestras motivacionais e treinamentos para desenvolver virtudes,
inteligência emocional, relacionamento intra e interpessoal, conhecimentos,
habilidades e atitudes (CHA) do corpo docente e diretivo;
➢ valorizar o trabalho individual dos professores e formar equipes para realizar o
planejamento e execução de trabalhos motivacionais;

DOS DIREITOS E DEVERES DOS PROFESSORES

Integram o Corpo Docente todos os professores e auxiliares com exercício na escola.

Corpo docente, além de outras previstas na legislação, têm as seguintes atribuições:

➢ acompanhar de forma assertiva o desenvolvimento das aptidões e projetos


desenvolvidos pelos alunos;
➢ aplicar feedback respectivo aos erros e acertos realizados pelos alunos, buscando
sempre o aperfeiçoamento dos trabalhos e atividades desempenhadas pelos
alunos;
➢ buscar identificar as necessidades e carência de ordem social, psicológica, material
ou de saúde dos alunos, encaminhando os respectivos problemas para os
conselhos, e que estes, contribuam para a melhoria da vida escolar do aluno;
➢ buscar o aperfeiçoamento pessoal, profissional e o aprofundamento científico,
relacionado às disciplinas que lecionar e, também, contribuir com o trabalho de
equipe no Plano Escola;
➢ candidatar-se aos cargos, concursos e prêmios oferecidos pelo município e pelo
estabelecimento de ensino;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ colaborar para o bom desempenho do processo de orientação educacional,
atuando inclusive, como professor conselheiro, quando for eleito ou designado na
forma do regimento da escola;
➢ contribuir, em sua esfera de atuação, para o prestígio da escola;
➢ diagnosticar erros e corrigir os rumos referente à sua prática didática e ao
comportamento dos alunos;
➢ elaborar atividades produtivas, que beneficiem o aprendizado dos alunos;
➢ elaborar e executar os planos de aula, atividades e afins;
➢ encaminhar para aconselhamento e correção de postura, alunos que apresentarem
comportamento inadequado, defasagem na aprendizagem ou que cometeram
algum delito;
➢ ensinar aos alunos o bom comportamento dentro e fora de sala de aula, regras e
normas para o estabelecimento do bom convívio no ambiente escolar e na
sociedade;
➢ evitar o uso inapropriado de neologismos, gírias e palavras inadequadas, a fim de,
incentivar os alunos a se comunicarem de forma correta e culta;
➢ honrar aos pais e demais familiares dos estudantes e integrá-los ao processo
educativo;
➢ incentivar os alunos à prática da leitura, da lógica, gramática e retórica;
➢ inserir o uso das Tecnologias digitais de informação e comunicação – TDIC (recursos
audiovisuais, internet, bibliotecas digitais e acervos virtuais) nos planos de aulas
expositivas, para aperfeiçoar a percepção de aprendizagem e interação dos alunos
com os conteúdos;
➢ manter todos registros escolares e diários de bordo atualizados e prestar contas
conforme as normas estabelecidas;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ manter um canal de comunicação sempre aberto entre os pais e responsáveis pelos
alunos;
➢ ministrar os conteúdos das matérias com responsabilidade e integridade;
➢ participar com entusiasmo das atividades coletivas e cívicas da cidade;
➢ participar da elaboração do Plano Escolar;
➢ participar das decisões referentes às atividades dos alunos;
➢ participar de atividades cívicas, culturais, e educativas da comunidade escolar;
➢ participar de planos de carreira e demais benefícios da sua profissão;
➢ participar de treinamentos, cursos, palestras de capacitação reciclagens
promovidas pelo município em parceria com as entidades responsáveis e
especialistas das áreas relacionadas a este Programa Educacional;
➢ participar dos Conselhos de classe sempre que convocado e participar ativamente
da organização escolar e pedagógica da escola;
➢ promover a ética e a alta cultura, de acordo
com os conceitos da Educação Clássica Integrada;
➢ promover a arte e a alta cultura em acordo com as boas práticas pedagógicas, visão
histórica dos fatos, sempre em busca da verdade;
➢ realizar a correção da norma culta em todas as matérias que lecionar e atividades
didáticas;
➢ realizar um levantamento semanal dos alunos que apresentaram problemas com
frequência escolar e encaminhá-los para o aconselhamento e solução do problema;
➢ respeitar a audiência cativa dos alunos, valores morais e de crença das famílias;
➢ respeitar a dignidade do aluno, enquanto ser individual no ambiente escolar;
➢ respeitar a pluralidade de ideias, e diferentes pensamentos filosóficos sobre o
conteúdo da matéria, mantendo um debate de alto nível, honesto e respeitoso, sem

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
abrir mão do direcionamento disciplinar em casos de desrespeito a sua autoridade,
por incompatibilidade ou divergências acaloradas entre os alunos;
➢ respeitar as hierarquias no ambiente escolar e a opinião das famílias;
➢ transmitir o conhecimento acadêmico, a fim de contribuir para o
desenvolvimento intelectual e futuro profissional dos alunos.

É vedado aos professores (efetivos ou temporários), auxiliares, voluntários e


administradores das escolas levar os estudantes para reuniões de diretórios políticos,
manifestações de rua (partidárias ou não), comícios, showmícios, ou à quaisquer outros
atos políticos e manifestações artísticas, sem a autorização dos pais.

DOS DIREITOS E DEVERES DOS ALUNOS

O corpo discente é constituído por todos os alunos matriculados na escola, aos quais se
aplicam as disposições do regimento disciplinar escolar.

São direitos e deveres dos alunos:

➢ acatar humildemente os aconselhamentos e a correção dos professores, pais,


responsáveis, agentes e demais autoridades da escola;
➢ ajudar a reparar danos provenientes de atos de vandalismo e mau comportamento
com meios alternativos, ora definidos pelo Corpo Diretivo e Conselho Escolar;
➢ colaborar para um ambiente limpo, organizado e harmonioso;
➢ comparecer pontualmente e de forma participante às atividades que lhe forem
atribuídas;
➢ contribuir para o seu próprio desenvolvimento intelectual e comportamental;
➢ contribuir em sua esfera de atuação para o prestígio da escola;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ cooperar para a boa conservação do patrimônio escolar, concorrendo, também,
para a manutenção de boas condições de asseio de suas dependências;
➢ devolver os materiais didáticos, de escritório e livros, ora emprestados pela
Biblioteca da Escola, professores e colegas de classe;
➢ entregar os deveres de casa, projetos e tarefas extracurriculares com pontualidade
e capricho;
➢ formular petições ou representar sobre assuntos pertinentes à sua vida escolar,
quando as regras da escola permitirem tal representação;
➢ honrar aos pais, responsáveis e familiares dentro e fora do ambiente escolar;
➢ manter um comportamento social adequado, tratando servidores da escola e
colegas com civilidade e respeito;
➢ não participar de movimentos de indisciplina coletiva;
➢ não portar material que represente perigo para a sua saúde, segurança e
integridade física e moral de outros alunos, professores e demais agentes da escola;
➢ obedecer a todas as normas estabelecidas pelo código disciplinar da escola e as
determinações dos seus professores e demais agentes da escola;
➢ observar rigorosa honestidade na execução de quaisquer provas ou trabalhos
escolares;
➢ participar de concursos, premiações, e homenagens de honra ao mérito, de acordo
com as normas e regras pré-estabelecidas pela escola e pelo município, decorrente
do excelente desempenho obtido durante o ano letivo;
➢ portar a identificação escolar expedida pela escola, apresentando-a sempre que for
requisitada;
➢ receber atendimento adequado por parte dos serviços assistenciais quando carente
de recursos;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
➢ receber atendimento de primeiros-socorros quando vítima de acidente no
ambiente escolar;
➢ recorrer e solicitar revisão dos resultados das avaliações, provas e do seu
desempenho geral, de acordo com as normas estabelecidas pelos professores,
secretaria e pelo regimento da escola;
➢ reunir-se com os seus colegas para organizar agremiações e campanhas de cunho
educativo nas condições estabelecidas ou aprovadas por esta lei e pelas regras
estabelecidas pelos gestores da escola;
➢ submeter-se à aprovação dos superiores a realização de atividades de iniciativa
pessoal ou de grupos, no âmbito da escola;
➢ ter asseguradas as condições necessárias ao desenvolvimento
de suas potencialidades na perspectiva social e individual;
➢ ter asseguradas as condições adequadas de aprendizagem no que se refere aos
recursos humanos, físicos e didáticos;
➢ ter assegurado os direitos constitucionais e previstos na legislação que protegem as
liberdades fundamentais e a integridade das crianças e adolescentes.

DO GRÊMIO ESTUDANTIL - FINALIDADES, DIREITOS, DEVERES E ELEGIBILIDADE

Esta lei cria o grêmio estudantil com a finalidade de representar os estudantes da escola.

Parágrafo Único - O grêmio é uma organização sem fins lucrativos que representa o
interesse dos estudantes para fins cívicos, culturais, educacionais, desportivos e sociais.

O Grêmio Estudantil terá por finalidade representar os alunos da escola em ações voltadas
para filantropia, cidadania, apoio nas atividades curriculares e extracurriculares, sob a

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
coordenação, direcionamento e supervisão do corpo diretivo, coordenação pedagógica e
corpo docente.

A direção da escola será responsável por convocar eleições internas para a formação de
grêmio estudantil e representantes de classe.

Será elegível para o grêmio estudantil e representante de classe, o aluno:

I- com frequência igual ou maior do que 75%, ou seja, que possua o total de horas letivas
para aprovação, conforme Parecer CNE/CEB nº 5/97;
II- que apresente bom comportamento no ambiente escolar e familiar;
III- que está em dia com as provas regulares;
IV- que está em dia com os deveres de casa e trabalhos escolares;
V- que estiver regularmente matriculado no ensino municipal fundamental;
VI- que possuir média igual ou maior do que 7,00;
VII- que respeite os professores e demais autoridades, incluindo a família.

São atribuições do Grêmio Estudantil e representantes de classe:

I- ajudar nas atividades curriculares e extracurriculares;


II- ajudar os professores, voluntários e demais autoridades da escola na organização de
eventos, formatura, colação de grau, festas, palestras, e feiras escolares;
III- colaborar com a organização e planejamento de aulas práticas.

É vedado aos membros do grêmio estudantil e aos representantes de classe:

I- decidir sobre visitas monitoradas, temas transversais e demais atividades


extracurriculares;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
II- organizar ocupações e participar de manifestações político-partidárias;
III- organizar ou realizar qualquer manifestação e/ou atividade de forma independente.

DO PROGRAMA DE MEDIAÇÃO DE CONFLITOS ESCOLARES

O Programa de Mediação de Conflitos Escolares foi desenvolvido para realizar a mediação


e aconselhamento em situações atípicas e recorrentes no ambiente escolar.

A mediação é conceituada como um método de resolução de conflitos no qual um ou mais


mediadores, imparciais e neutros, facilitam a comunicação entre as pessoas em busca de
uma solução satisfatória para o problema.

JUSTIFICATIVA: O Programa de Mediação Escolar, é um processo flexível para os estudantes


e educadores e uma ótima ferramenta para melhorar a convivência no ambiente e na
comunidade escolar, com a finalidade de evitar maiores desgastes e o desperdício de
recursos públicos e o tempo de autoridades de instâncias superiores. A mediação também
tem um caráter pedagógico e contribui com a difusão da cultura de paz, da não-violência e
da resolução pacífica dos conflitos.

São Integrantes do Programa de Mediação:

I- Diretor;
II- Conselho de Pais;
III- Corpo Docente;
IV- Capelão ou Mentor;
V- Psicólogo;
VI- Coordenador Pedagógico.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
DO CONSELHO DE PAIS E DEVER MORAL DA FAMÍLIA

Este Programa cria, de forma permanente, o Conselho de Pais e Responsáveis, com o


objetivo de reforçar a participação da família nas decisões e atividades curriculares da
escola.

JUSTIFICATIVA: O Conselho de Pais é o braço que representa a família no tripé que sustenta
a escola, em caráter educacional, com a função de aconselhar, acompanhar o
desenvolvimento dos estudantes, supervisionar o material didático, fiscalizar a aplicação
dos recursos, públicos e privados, destinados à escola e a participação da sociedade civil
no ambiente escolar.

A organização e eleição do conselho se dará da seguinte forma:

I- a direção da escola convocará eleições no início do ano letivo, ou, a partir da aprovação
deste estatuto;
II- cada classe de alunos deverá indicar um representante legal (pais de alunos) para que
participem das eleições, como candidatos;
III- As eleições poderão ser organizadas pelo Grêmio Estudantil, desde que siga todas as
normativas, respectivas à ordem democrática, e as eleições sejam supervisionadas
pelo corpo diretivo;
IV- A escolha dos conselheiros será feita por meio de voto secreto, ou por aclamação da
maioria dos pais, responsáveis legais, alunos e professores presentes na eleição;
V- Os candidatos deverão apresentar propostas compatíveis com o projeto da escola;
VI- A Eleição será realizada anualmente;
VII- O Conselho será eleito em primeiro turno, cabendo ao corpo diretivo e/ou docente
realizar o desempate;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
VIII- O conselho será formado por conselheiros, suplentes, primeiro e segundo secretários.

É vedada a eleição de presidente, com o propósito de evitar o desvio de finalidade do


conselho.

DAS ATRIBUIÇÕES ADMINISTRATIVAS DOS CONSELHEIROS E DA ESCOLA

Caberá ao conselho representar a vontade dos pais, mediante a escola e durante a


elaboração do Projeto Político Pedagógico (PPP), do Currículo e das atividades curriculares,
seja na escolha dos temas transversais, ou na organização dos eventos.

Os secretários do conselho têm a incumbência de registrar todas as reuniões, em ata, e


comunicar para a direção da escola todas decisões, registrar e encaminhar à diretoria da
escola reivindicações sobre aspectos que integram a escola;

o corpo diretivo da escola tem a incumbência de arquivar toda as atas e comunicar


formalmente todas as decisões do conselho para a comunidade escolar;

O conselho de pais tem a finalidade de contribuir para o fortalecimento da cidadania e


ações de solidariedade da escola.

Conselheiros que não cumprirem com as suas funções de forma ética e colaborativa, serão
substituídos pelo primeiro suplente e, assim, sucessivamente.

São vedadas aos conselheiros:

I- a realização de campanha e propaganda política partidária dentro da escola;


II- coagir ou subornar, funcionários públicos para obter alguma vantagem;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
III- contribuir para doutrinação político-partidária ou ideológica dos alunos;
IV- contribuir para o mau comportamento dos alunos;
V- desrespeitar os funcionários da escola nas atribuições das suas funções;
VI- articular ou incentivar a participação dos estudantes em ocupações irregulares
dentro da escola.

É considerada gestão participativa:

I- a participação democrática dos pais na gestão da escola;


II- a parceria entre conselho e professores na elaboração de atividades curriculares e
dos eventos da escola;
III- a participação do conselho em mutirões para ajudar na limpeza e manutenção da
escola;
IV- a convocação e realização de assembleias para pleitear, discutir, ou vetar assuntos
relacionados a vida escolar dos estudantes;
V- ações que protejam as crianças contra conteúdos pornográficos, os quais violem a
inocência das crianças e a liberdade de crença e consciência das famílias,
professores e alunos;
VI- a participação da família na mediação de crise e conflitos ocorridos na escola;
VII- a participação na revisão e recebimento do material didático e livros distribuídos
pelo Ministério da Educação (MEC), apostilas elaboradas pelo corpo docente,
materiais de palestras desenvolvidos e distribuídos por organizações não
governamentais (ONG’s) e de demais entidades que trabalhem com temas
transversais na rede estadual de ensino;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
VIII- o direito ao veto, a qualquer tempo, sobre ações, campanhas, palestras ou
panfletos que firam a liberdade de consciência e de crença dos pais e alunos, que
contenham imagens pornográficas ou que façam apologia à pedofilia;
IX- a proteção da criança e do adolescente referente a distribuição de material didático
que contenha imagens pornográficas ou que façam apologia à pedofilia;
X- a participação dos pais dos alunos em eventos oficiais, cerimônias e reuniões
internas e externas da escola;
XI- o acompanhamento do conselho em atividades externas, verificação e a aprovação
da classificação indicativa.

DA CAPELANIA OU MENTORIA ESCOLAR

Este Programa, cria o serviço de Capelania e/ou Mentoria Escolar, objetivando o apoio
espiritual e social aos estudantes, pais e mestres da escola.

O Mentor ou Capelão atuará em sintonia e/ ou parceria com diretor da escola, Conselho


de Pais, Corpo Docente e demais integrantes da organização escolar, realizando palestras
e atividades motivacionais, de aconselhamento individual ou em grupo, de acordo com a
sua própria programação e oportunidade.

O capelão ou mentor deverá cumprir todos os pré-requisitos estabelecidos nesta lei.

O Capelão ou mentor poderá ser um funcionário contratado pela escola ou um voluntário,


conforme previsto nesta lei.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Professores e voluntários participarão dos cursos de capacitação e formação na Escola
Clássica Integrada, ora oferecidos para os professores da rede pública municipal em
cumprimento aos princípios de isonomia.

O curso de Capelania e Mentoria será ministrado por Instituições Religiosas; Institutos


Bíblicos e Universidades cadastradas em cada região, em parceria com Municípios e
Estados.

A Capelania e Mentoria Escolar, manterá um livro de registros e prestará contas para a


diretoria escolar.

A Capelania ou Mentoria participará do Programa de Mediação de Conflitos Escolar, com o


objetivo de oferecer conselhos individuais e palestras para os pais, professores e alunos.

Caberá ao estabelecimento de ensino prestar suporte administrativo ao Capelão ou Mentor


escolar e trata-los de acordo com o princípio de isonomia.

Caberá ao estabelecimento de ensino disponibilizar ao capelão ou mentor:

I- acesso à biblioteca;
II- computadores, material de informática e equipamentos para impressão;
III- material de escritório e didáticos;
IV- recursos audiovisuais;
V- Sala de aula ou espaço de convivência;
VI- sala para descanso e refeição.
VII- sala para palestras e aconselhamentos.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
VIII- JUSTIFICATIVAS: O serviço de Capelania e Mentoria Escolar é um instrumento
voluntário de aconselhamento e suporte alicerçado nos princípios doutrinários,
colaborando na formação intelectual, espiritual, e social de todos os membros da
comunidade escolar.
IX- A LDBEN nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996, estabelece as diretrizes e bases da
educação nacional, dispõe em seu Art. 33. “O ensino religioso, de matrícula facultativa, é
parte integrante da formação básica do cidadão e constitui disciplina dos horários
normais das escolas públicas de ensino fundamental, assegurado o respeito à diversidade
cultural religiosa do Brasil, vedadas quaisquer formas de proselitismo”. (Redação dada
pela Lei nº 9.475, de 22.7.1997) / § 1º Os sistemas de ensino regulamentarão os
procedimentos para a definição dos conteúdos do ensino religioso e estabelecerão as
normas para a habilitação e admissão dos professores. (Incluído pela Lei nº 9.475, de
22.7.1997)

SEGURANÇA DO TRABALHO ESCOLAR

A Segurança Escolar terá por objetivo garantir um ambiente seguro, sustentável e sem
problemas estruturais.

A segurança do trabalho deve fazer parte do Projeto Político Pedagógico (PPP) da escola,
assim como, programas de manutenção, medidas de prevenção, palestras, simulação de
emergências, segurança e brigada escolar.

O Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) é obrigatório a todas as empresas


que possuem funcionários contratados desde 1994. O PPRA visa analisar os mais diversos
ambientes de trabalho para detectar situações de risco que podem ocasionar acidentes de
trabalho ou doenças ocupacionais e oferecer medidas de prevenção.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
A direção da escola deve viabilizar a capacitação e formação dos professores, conselhos e
voluntários nos aspectos relacionados à segurança do trabalho, por intermédio de
palestras, oficinas e treinamentos com pessoal especializado, entre outras medidas e
projetos de conscientização e prevenção.

A Escola poderá coordenar um projeto para implementação e eleição de uma Comissão


Interna de Prevenção de Acidentes – a ser denominada CIPA Escolar.

DA SEGURANÇA E RONDA ESCOLAR INTERNA

O diretor da escola organizará rondas internas, diárias, para verificar irregularidades ou


ilícitos no ambiente escolar e criará um setor de “achados e perdidos” e procedimentos de
identificação e devolução dos bens aos seus respectivos proprietários.

A administração da escola recorrerá às autoridades competentes e denunciará crimes e


ilícitos ocorridos no ambiente escolar.

DA DISCIPLINA, ORGANIZAÇÃO E BEM-ESTAR ESCOLAR

É responsabilidade de toda a comunidade escolar, formada pelos alunos, corpo docente,


coordenadores, diretor, voluntários e pela família, a observância e o cumprimento das
normas de limpeza e higiene, a organização da escola e a promoção de um ambiente
respeitoso e acolhedor.

A direção recorrerá aos pais e responsáveis pelos estudantes e aos conselhos da escola nos
casos de mau comportamento dos alunos, desacato aos professores e demais agentes da
escola, e encaminhará o infrator para receber aconselhamento no Programa de Mediação

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
de Conflitos, para que o problema seja solucionado em acordo com os dispositivos desta
lei.

O professor desacatado passará por um processo de acompanhamento psicológico e


aconselhamento de Capelania dentro do Programa de Mediação de Conflitos, previsto nos
dispositivos desta lei.

Estados e Municípios, devem oferecer encaminhamento, apoio e tratamento psicológico


gratuito na rede pública de saúde, ou, nos estabelecimentos de ensino, para os
professores e demais agentes da escola, vítimas de atos ou crimes de violência verbal
e/ou física, durante o exercício das suas funções.

São atribuições gerais de todos os agentes da administração escolar, corpo docente, e


coordenadores pedagógicos da escola, administrar com responsabilidade os recursos
financeiros e não-financeiros da escola;

I- disseminar boas práticas e atitudes compatíveis com a visão geral da Escola Clássica
Integrada;
II- ensinar as crianças a zelar pelo ambiente escolar;
III- zelar pelo patrimônio público da escola e pelos estabelecimentos de ensino.

É vedado ao corpo diretivo e docente da escola:

I- proibir o acesso dos pais e responsáveis nas dependências da escola;


II- tomar decisões unilaterais sobre materiais didáticos, temas transversais e a aplicação
de recursos financeiros;

DA BRIGADA ESCOLAR

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Estabelece a criação do Programa de Brigada Escolar – Defesa Civil na Escola.

A formação de brigada escolar visa construir uma cultura de prevenção contra incêndio,
pânico e acidentes e adequar as edificações escolares às normas de segurança.

A participação do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil na escola contribui para prevenção


educação pelo exemplo, conforme previsto nesta lei.

Estados e Municípios, em parceria com o Comando do Corpo de Bombeiros da cidade


organizarão uma série de treinamentos, visitas monitoradas ao quartel e palestras sobre
prevenção de incêndio e acidentes no ambiente doméstico e escolar.

O Treinamento para a brigada escolar abrangerá:

➢ a importância dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s);


➢ intoxicação por ingestão indevida de produtos químicos, fumaça e o risco de
alergias;
➢ manipulação inadequada de produtos químicos;
➢ perigos de vazamento de gás, curto circuito, entre outras ocorrências;
➢ prevenção de Incêndios e acidentes no ambiente doméstico e escolar;
➢ perigos de instalações elétricas irregulares;
➢ simulação de pedido de socorro, número das centrais de atendimento e saída de
emergências;
➢ carregamento de celulares e equipamentos eletrônicos;
➢ simulação para evacuação de emergência (primeiros socorros).

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Os treinamentos serão realizados nos estabelecimentos de ensino em parceria com o
Corpo de Bombeiros da região e Defesa Civil, de acordo com as normas vigentes;

A direção do estabelecimento de ensino nomeará entre os alunos e professores,


representantes para participar da Brigada Escolar.

DA PARCERIA COM O PROERD

Estados e Municípios, devem fazer parcerias com o PROERD, e promover um curso anual
de Prevenção de Drogas e Violência.

JUSTIFICATIVA: Desde 1983, o programa D.A.R.E./PROERD tem liderado as ações de


prevenção ao abuso de drogas, através dos esforços colaborativos entre a Polícia Militar, o
sistema de educação e as teorias científicas sobre prevenção são certamente o diferencial
desse programa. Na década de 1990 a Polícia Militar do Estado de São Paulo sensibilizada
pelo crescente crime de tráfico de drogas e com os crimes decorrentes de uso, associada
ao clamor de pais e familiares que buscavam soluções imediatas para parentes
dependentes químicos quando da intervenção policial, fez com que a Instituição
direcionasse parte de seu efetivo para a prevenção primária ao uso de drogas, assim o
Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência.

O objetivo do Programa é prevenir o uso e abuso de drogas, através da orientação e


conscientização dos efeitos provocados pela dependência de substâncias químicas, sejam
elas lícitas ou ilícitas.

O PROERD desenvolve um conjunto de ações preventivas contra as drogas e a violência,


apoiando iniciativas com a família, estudantes e professores, sendo aplicado aos alunos de

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
forma dinâmica e divertida, além de oferecer várias atividades interativas, participação de
grupos e aprendizado cooperativo, que foram projetados para estimularem os estudantes
a resolverem os principais problemas na sua vida, como autoconhecimento e
autogerenciamento, tomada de decisão segura, responsável e saudável, compreensão dos
outros (alteridade), habilidades de comunicação e relacionamento interpessoal e
habilidade de lidar com desafios e responsabilidades.

O intuito é encorajar as crianças, em idade escolar, a ampliar suas alternativas positivas


para evitarem o uso de drogas e a prática da violência.

O PROERD oferece estratégias para desenvolvimento da competência social, noções de


cidadania, habilidades de comunicação, autoestima, tomada de decisões, resolução de
conflitos e objetivo de vida.

Os materiais utilizados e como são obtidos e disponibilizados ao público-alvo

Os materiais utilizados pelo policial PROERD na aplicação das aulas são fornecidos pela
Diretoria de Polícia Comunitária e de Direitos Humanos (DPCDH), e consistem em livros do
estudante e álbum seriado que conduzem o aluno de forma positiva e com a clareza
necessária para cada faixa etária, assim como para os pais e instrutores, visando uma
abordagem atualizada sobre o problema das drogas e da violência.

São 10 lições, de 45 (quarenta e cinco) a 60 (sessenta) minutos, a serem ministradas,


obrigatoriamente, pelo Policial Militar fardado, nas Escolas Estaduais, Municipais e
Particulares, nos 5º e 7º anos do Ensino Fundamental, sendo cada aula aplicada 01 (uma)
vez por semana, durante o trimestre letivo.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Propicia um desenvolvimento pessoal do aluno abordando aspectos da vida como um todo,
enaltecendo e reforçando as posturas adequadas, possibilitando o aluno interagir em seu
grupo de forma crítica, criativa e dinâmica.

DOS TEMAS TRANSVERSAIS

Corpo docente e demais instâncias responsáveis pelo sistema de ensino municipal,


administração e coordenação da escola, têm o dever de zelar pela inviolabilidade da honra
dos estudantes de acordo com as seguintes diretrizes:

I- informando às famílias sobre os temas transversais, os quais serão trabalhados


durante o ano letivo;
II- mantendo a assertividade na elaboração dos planos de ensino, plano de escola,
conteúdos curriculares, atividades pedagógicas e planos de aula;
III- Solicitando a autorização dos pais e responsáveis todas as vezes que forem realizadas
atividades que não estão previstas no Currículo, como por exemplo, visita a museus e
demais atividades que ocorrem fora do espaço escolar.

A Escola trabalhará a transversalidade (temas transversais e atividades extracurriculares)


de forma padronizada e com assuntos, previamente, autorizados pelos pais e revisados
pelo Conselho Escolar.

Para autorizar palestras sobre saúde, higiene pessoal e prevenção de doenças sexualmente
transmissíveis no ambiente escolar, o diretor e demais autoridades constituídas da escola
deverão observar as seguintes premissas:

I- comunicação prévia e o recolhimento da autorização dos pais;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
II- a base científica do conteúdo;
III- a coerência do conteúdo;
IV- a distribuição de preservativos será autorizada por escrito pelos pais e responsáveis
por escrito, cabendo aos conselhos definir com as famílias, sobre a necessidade de
campanhas desta natureza no ensino infantil e fundamental I e II;
V- a faixa etária do aluno;
VI- a habilitação dos profissionais convidados a palestrar e/ou ministrar o conteúdo;
VII- a inocência do aluno;
VIII- a relevância do material didático e objetos para demonstração;
IX- eventos desta natureza, somente serão realizados mediante a autorização por escrito
e pela maioria dos pais dos alunos.

São vedadas aos Estados e Municípios, organizações não0governamentais, empresas


particulares, filantrópicas, e demais membros da sociedade, a distribuição de brinquedos,
preservativos ou bonecos que possuem órgãos genitais similares ao órgão humano, tanto
do gênero feminino ou masculino na rede municipal de ensino.

Caberá à escola comunicar aos pais, por escrito e de forma detalhada, os temas das feiras,
excursões, passeios, exposições, visitas a museus, cinema e teatros, planetários, mostras
culturais e de quaisquer atividades externas ou extracurriculares.

A participação em passeios se dará de forma facultativa e os pais deverão autorizar por


escrito tais atividades.

Estados e Municípios devem fornecer transporte e lanches para passeios e atividades


extracurriculares.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Alunos com licença médica estão dispensados de participar de Feiras Culturais, Científicas
e de quaisquer outras atividades.

No período em que estiverem atestados, os alunos não serão avaliados ou despontuados.

INFRAESTRUTURA, LAYOUT DA ESCOLA E PARCERIAS C/ A SOCIEDADE CIVIL

Na ECI o layout das escolas, devem ser desenhados para atender as necessidades de ensino
e aprendizagem de professores e alunos.

APRENDER os fundamentos de cada disciplina, na teoria, pelas aulas expositivas e, na


prática, em SALAS TEMÁTICAS E LABORATÓRIOS, pelas metodologias ativas, projetos –
fazem parte da aprendizagem, sistemática que elevam a qualidade do ensino.

A partir do sexto ano letivo, o aluno deve ser levado a conhecer os fundamentos teóricos
de cada disciplina, ao mesmo tempo, que é inserido no campo da práxis por intermédio de
projetos, utilizando-se das TDIC (Tecnologias de Informação e Comunicação), como meio
para busca da aprendizagem e desenvolver projetos nas áreas de Mobilidade Urbana,
Energia Eólica, Placas Solares, Drones, Tecnologia para as áreas rurais entre outros.

A ECI leva em consideração a educação pelas experiências e pelo exemplo, por isso,
incentiva parceiras com a sociedade civil, desde que essas parcerias (projetos oferecidos),
levem em consideração o padrão mínimo de qualidade, diretrizes governamentais, o
currículo e a inocência das crianças e adolescentes.

Fazem parte das parcerias desejáveis, o PROERD - O Programa Educacional de Resistência


às Drogas; Bombeiros e Associações de Assistência Social, Apoio Médico, Dentário e
Psicológico e Empresas da Indústria e Comércio.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
DA PARCERIA COM A INICIATIVA PRIVADA

A ECI – Escola Clássica Integrada dispõe de mecanismos para a parceria entre os


estabelecimentos de ensino e a inciativa privada à luz da Lei nº 9.394, DE 20 de dezembro
de 1996, Art. 1º, Incisos I, II, V, VI, Art. 14 Incisos II, Art. 15, Art. 68 Incisos IV e V e Art.
205 da Constituição Federal de 1988.

JUSTIFICATIVA - A parceria entre os estabelecimentos de ensino da rede municipal e a


iniciativa privada visa melhorar a infraestrutura e dependências escolares, a fim de, criar
espaços lúdicos, áreas de recreação e convivência, salas de aulas e para o aperfeiçoamento
do ensino e aprendizagem, aquisição de material didático e equipamentos, possibilitar a
implementação de laboratórios de ciências, bibliotecas e demais melhorias relacionadas
aos aspectos gerais da escola. Por isso, viabiliza a parceria e a doação de produtos e
serviços, entre a esfera privada, voluntários, demais esferas da sociedade civil e
estabelecimentos de ensino.

São considerados produtos e serviços fornecidos e/ou prestados pela iniciativa privada:

I- a capacitação de professores, gestores, coordenadores e voluntários;


II- a doação de recursos didáticos e livros;
III- a implementação de bibliotecas, espaços de leitura, laboratório de Ciências, entre
outras salas de estudos;
IV- a implementação de novas metodologias de ensino;
V- a manutenção física dos equipamentos e mobiliários;
VI- doação e instalação de equipamentos de segurança e vistorias;
VII- manutenção, conservação, reforma e ampliação predial dos estabelecimentos de
ensino;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
VIII- os mutirões de limpeza e reformas dos estabelecimentos de ensino;
IX- palestras e cursos de aperfeiçoamento para os docentes;
X- palestras e cursos extracurriculares ou de formação profissional para o corpo discente
e para família;
XI- patrocínio de eventos culturais, feiras científicas, colação de grau, baile de formatura
entre outros;
XII- doação de equipamentos, mobiliários e materiais pedagógicos, ou, de apoio
educacional, a saber:
a) ábaco e jogos didáticos referente a todas as matérias;
b) equipamentos esportivos;
c) fantoches, tecidos e baús de alfabetização;
d) uniformes;
e) globo físico e político do mundo;
f) instrumentos musicais;
g) kits de astronomia, química, geometria e mapas;
h) laboratório de biologia;
i) laboratório portátil de matemática;
j) materiais para artesanato, pintura e oficinas de artes;
k) materiais recicláveis;
l) material de escritório e papelaria;
m) mesas e tabuleiros de xadrez;
n) mesas, cadeiras, estantes, decoração, lixeiras e eletrodomésticos, entre outros
equipamentos.
o) microscópios, instrumentos e kits para laboratório escolar e projetos de ciências;
p) modelos anatômicos, simuladores e materiais pedagógicos para estudos e pesquisas;

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
q) quadros magnéticos, quadro de aviso, lousas, flanelógrafos;
XIII- Recursos de tecnologia da informação e comunicação, recursos e tecnologias
educacionais, equipamentos elétricos e eletrônicos e respectivos componentes, a
saber:
a) aparelho de TV, rádio, microfone, caixa de som, entre outros;
b) aplicativos e plataformas educacionais;
c) data show, telão;
d) lousa e material digital;
e) recursos audiovisuais;
f) recursos auditivos;
g) recursos visuais;
h) software, hardware e materiais de informática;
XIV- entre outros serviços solicitados pela direção escolar

DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

As despesas decorrentes da presente lei (material didático, apostilas treinamentos,


capacitação de professores e demais agentes da educação) serão patrocinadas pelos
Estados e Municípios, após a sua aprovação.

Este programa deverá ser impresso no formato livreto, distribuída para os diretores na rede
pública municipal, utilizada para consultas, e, em treinamentos nos estabelecimentos de
ensino.

Este programa deverá ser disponibilizado e encaminhada para as escolas, professores,


secretárias e demais órgãos públicos, como documento (arquivo) digital (PDF)

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
Justificativa: O Programa “Educação Clássica Integrada” é um Projeto Educacional que tem
como proposta integrar a família a escola, melhorar os conteúdos curriculares e formar um
cidadão livre, empreendedor e capaz de tomar conta do seu próprio destino. Cada linha
deste programa foi elaborado a partir de direitos e deveres previstos na Constituição
Federal de 1988, na Convenção Americana sobre direitos humanos, assinada na
Conferência Especializada Interamericana sobre Direitos Humanos, San José, Costa Rica,
em 22 de novembro de 1969, da qual o Brasil é signatário, na LEI Nº 9.394, de 20 de
dezembro de 1996 que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e o modelo
de Educação Clássica, baseado nas pesquisas e escritos da irmã Miriam Joseph Rauh, C.S.C.,
PhD (1898–1982) sobre o Trivium e o Quadrivium. De acordo com Rego (1996. P. 97), “a
família, entendida como o primeiro contexto de socialização, exerce indubitavelmente,
grande influência sobre a criança e o adolescente. A atitude dos pais e suas práticas de
criação e educação são aspectos que interferem no desenvolvimento individual e,
consequentemente, influenciam o comportamento da criança na escola”. Para Tiba (2006,
p. 188), “a cada uma, família e escola cabe cumprir a parte que lhe compete, mesmo que
possa haver algumas áreas de confluência e superposições, pois para a escola, seus alunos
são transeuntes curriculares; para os pais, seus filhos são para sempre”.

Selma Conte França Palenzuela


Formada em Recursos Humanos – Pós-graduanda na área da Educação
Contato: (11) 97693-3774
Selma.palenzuela@hotmail.com

© Todos os textos, imagens, gráficos, animações, vídeos, músicas, sons e outros materiais
são protegidos por direitos autorais e outros direitos de propriedade intelectual

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
pertencentes ao Projeto Educação Clássica Integrada. É expressamente proibida a
reprodução deste material com intuito lucrativo, seja de forma parcial ou total; conforme
lei 9.610/98 (sobre Direitos Autorais). Plágio é crime com pena prevista em lei.

Referências Bibliográficas:

SERTILLANGES, A. D. - A Vida Intelectual - Seu Espírito, Suas Condições, seus Métodos - Col.
Educação Clássica. É Realizações

CARPEAUX, Otto Maria - 1900-1978– História da Literatura Ocidental. História da literatura


ocidental, volume I, volume II, volume III e volume IV

JAEGER, Werner Whilhelm - 1888-1961 Paideia A Formação do Homem Grego. Tradução


Artur M. Pereira.

ARISTÓTELES – Metafisica, Ética a Nicomaco, Poética

ARISTÓTELES – Retórica

PLATÃO – A Republica

PLATÃO – O Banquete

NUNES, Ruy Afonso da Costa - História da Educação na Antiguidade Cristã – USP

ALMEIDA, Napoleão Mendes de, 1991-1998 – Gramática Latina, curso único e completo 29
edição – SP Saraiva - 2000.

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
ADLER, Mortimer J. 1902-2001 Como ler livros: O guia clássico para leitura inteligente – São
Paulo – É Realizações.

ROSENSTOCK-HUESSY, Eugen, 1888-1973 - A origem da linguagem / Eugen Rosenstock-


Huessy ; edição e notas, Olavo de Carvalho e Carlos Nougué ; introdução, Harold M.
Stahmer e Michael Gorman-Thelen ; tradução, Pedro Sette Câmara, Marcelo De Polli
Bezerra, Márcia Xavier de Brito e Maria Inês Panzoldo de Carvalho.- Rio de Janeiro : Record,
2002.

JOSEPH, Mirian 1898-1982 – O Trivium: As artes liberais da Lógica, Gramática e Retórica:


Entendendo a Natureza e a função da Linguagem. – São Paulo – É Realizações.

MARTINEU, John (Org.) – Quadrivium: As quatro artes liberais clássicas da aritmética, da


geometria, da música e da cosmologia. São Paulo: É Realizações, 2014.

CLARK, Kevin / JAIN, Ravi Scott The Liberal Arts Tradition: A Philosophy of Christian Classical
Education – Classical Academic Press

CHESTERTON, G.K. – Ortodoxia - Ortodoxia / Gilbert K. Chesterton ; traduzido por Almiro


Pisetta. — 2a ed. — São Paulo: Mundo Cristão, 2012. — (Clássicos) Título original:
Orthodoxy ISBN 978-85-7325-505-8

CHESTERTON, G K., 1874-1936 O homem eterno/G. K. Chesterton; traduzido por Almiro


Pisetla. — São Paulo: Mundo Cristão, 2010. Título original. The Everlasting Man ISBN 978-
85-7325-590-4

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
CHESTERTON, G K., 1874-1936 O que há de errado com o mundo/G. K. Chesterton;
TRADUÇÃO LUÍZA MONTEIRO DE CASTRO SILVA DUTRA. — São Paulo: Mundo Cristão,
2010.

ELIOT, T.S. - Christianity and Culture the Idea of a Christian Society AND Notes towards the
Definition of Culture

C.S. Lewis – Cristianismo Puro e Simples. Tradução | Álvaro Oppermann e Marcelo Brandão
Cipolia Revisão de tradução | Luiz Gonzaga de Carvalho Neto e Marcelo Brandão Cipolla |
Revisão técnica | Ornar de Souza - Martins Fontes – São Paulo 2005

C. S. Lewis - A abolição do homem, ou, Reflexões sobre a educação, especialmente sobre o


ensino de inglês nas últimas séries / C. S. Lewis ; tradução Remo Mannarino Filho ; revisão
da tradução Luiz Gonzaga de Carvalho Neto ; revisão técnica Geuid Dib Jardim. - São Paulo
Martins Fontes, 2005.

Thomas Oden, After Modernity, Then What?

E.K. Rand, Founders of the Middle Ages

William Bennett, The Educated Child

Tully, D. (2005). The Schools We Need and Why We Don’t Have Them, by E.D. Hirsch, Jr..
Journal of Catholic Education, 8 (3).

Mortimer J. Adler, REFORMING EDUCATION, THE OPENING OF THE AMERICAN MIND


Edited by Geraldine Van Doren

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
AGOSTINHO – Princípios da Dialética

AGOSTINHO - Saint Augustine - On Christian Doctrine, in Four Books Publisher: Grand


Rapids, MI: Christian Classics Ethereal Library Rights: Public Domain CCEL Subjects: All; Early
Church; Theology; Classic LC Call no: BR65. A655 E5 LC Subjects: Christianity Early Christian
Literature. Fathers of the Church, etc. On Christian Doctrine, in Four Books by Saint
Augustine

BAUER, Susan Wise - Como Educar Sua Mente – O Guia Para Ler e Entender os Grandes
Autores – É Realizações

BAUER, Susan Wise - The Well-Trained Mind: A Guide to the Classical Education”,

ESOLEN, Anthony – Dez Maneiras de destruir a imaginação do seu filho. Campinas – SP Vida
Editorial, 2017 Educação Fundamental.

CASTLE, E. B. - Ancient Education and Today - Pelican Books Editora AND Penguin Books,
1969

GENE, Edward Veith, Jr. and Andrew Kern, Classical Education: Towards the Revival of

American Schooling

A Revolta do Atlas – Ayn Rand

O Trivium – Sister Miriam Joseph

TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA


Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485
TRADIÇÃO, DISCIPLINA, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA
Este projeto possui direitos autorais e foi registrado no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)
sob o número 914988190 06/07/2018 Nº da Revista: 2485