Você está na página 1de 2

ESCOLA ESTADUAL UNIÃO DO POVO DE CIDADE NOVA

ALUNO:
DISCIPLINA: SÉRIE TURMA TURNO DATA:
NOTA
FILOSOFIA 3º ANO
PROFESSOR:

ATIVIDADE AVALIATIVA CIRO DIAS

TEMA: POLÍTICA E DEMOCRACIA

1. A canção a seguir, de autoria de Renato Russo, veicula certa visão sobre a nação brasileira. Leia-a (de
preferência ouça-a) com atenção para responder às questões.

Que país é este


Nas favelas, no Senado, Mato grosso, nas Gerais Piada no exterior,
Sujeira pra todo lado, E no Nordeste tudo em paz. Mas o Brasil vai ficar rico,
Ninguém respeita a Na morte eu descanso, Vamos faturar um milhão,
Constituição, Mas o sangue anda solto, Quando vendermos todas as
Mas todos acreditam no futuro Manchando os papéis e almas
da nação. documentos fiéis Dos nossos índios num leilão.
Que país é esse? Ao descanso do patrão. Que país é esse?
No Amazonas, no Araguaia, Que país é esse?
Na Baixada fluminense, Terceiro mundo, se for,

(Legião Urbana, Que país é este 1978/1987, 1987.)

a) De acordo com os dois primeiros versos da canção, a pergunta "Que país é este?" se destinaria a
todos os brasileiros ou a um grupo específico? Justifique.

b) Uma das características de uma nação é que seus integrantes habitam um território demarcado,
em que prevalecem certas peculiaridades culturais. Aponte e explique a passagem da canção em que se
percebe que, geográfica e culturalmente, o Brasil é uma nação.

c) Geralmente associamos a ideia de nação a valores altamente positivos, como união, igualdade e
justiça. Ao traçar um retrato da nação brasileira, o compositor reafirma ou rejeita essa visão? Justifique.

2. Uma das preocupações dos cientistas políticos é definir com precisão seu objeto de estudo. Como
vimos em aula, muitos tentam fazê-lo identificando as finalidades da atividade política. A respeito disso,
Norberto Bobbio diz:

“A Política não tem fins perpetuamente estabelecidos, e muito menos um fim que os
compreenda a todos e que possa ser considerado como o seu verdadeiro fim: os fins da
Política são tantos quantas são as metas que um grupo organizado se propõe, de acordo com
os tempos e circunstâncias”.
Compare agora a declaração de Bobbio com esta estrofe camoniana:
“Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, Muda-se o ser, muda-se a confiança; Todo o
mundo é composto de mudança, Tomando sempre novas qualidades”.

A estrofe de Camões cita uma característica das sociedades humanas que podemos associar à
dificuldade de definir a política pelos seus fins. Qual seria essa característica?

3. Conforme a charge à direita e os seus


conhecimentos de mundo responda:

a) Para você é certo dizer que existe igualdade


entre os homens?

b) Em que sentido os homens podem ser


considerados iguais ou não? Dê exemplos: