Você está na página 1de 4

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI

COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL


DISCIPLINA: CIÊNCIAS DOS MATERIAIS
PROF. Dr. CLECIO DANTAS
ALUNO:________________________________________

LISTA DE EXERCÍCIOS III

1 Quais são os níveis de ordenação dos átomos em um sólido e como diferem


entre si?

2 O que se entende por estrutura cristalina de um material?

3 Determine os parâmetros pelos quais se define um cristal.

4 O que é a célula unitária de uma rede cristalina.

5 Quantos e quais são os sistemas cristalinos? Como diferem entre si? Quais são
suas características?

6 O que é parâmetro de rede da célula unitária?

7 Faça uma lista de metais com estrutura cristalina hexagonal, outra com metais
CFC e CCC.

8 Quantos tipos de células unitárias são conhecidas. Que são redes de Bravais?

9 Qual o número de átomos (ou número de pontos de rede) das células unitárias
do sistema cúbico para metais?

10 Determine as relações entre o raio atômico e o parâmetro de rede para o


sistema cúbico em metais.

11 Número de coordenação: o que é e do que depende? Quais são os números


de coordenação nas células unitárias dos metais?

12 O que é fator de empacotamento em uma célula unitária? Calcule o fator de


empacotamento para as células cúbicas para metais.

13 Calcule a densidade do FeCFC e FeCCC.

14 Quantas células unitárias estão presentes em um centímetro cúbico do NiCFC?


15 O que é alotropia? O que é anisotropia?

16 O que é distância interplanar.

17 Determine os índices de Miller para as direções das Figuras 1 e 2. b)


Determine os índices de Miller para os planos das Figuras 3 e 4.

Figura 1 Figura 2 Figura 3 Figura 4

18 O lantânio tem uma estrutura CFC abaixo de 865oC com a = 5.337 A, mas tem
uma estrutura CCC com a = 4,26 A acima de 865°C. Calcule a troca de volume
quando La passa por 865°C. La expande ou contrai se lhe fornece energia a essa
temperatura?

19 Calcule a densidade linear e o fator de empacotamento linear nos sistemas: a)


CS para a direção [011] e b) CCC para a direção [111], supondo ligações
metálicas entre os átomos e que o parâmetro de rede seja 4 Å.

20 Para um metal hipotético com parâmetro de rede de 0,4 nm, calcule a


densidade planar: a) de um plano (101) para a célula CCC. b) do plano (020) de
uma célula CFC.

21 Para o cobre: qual é o espaçamento de repetição (vetor de Burgers) dos


átomos na direção [211]?

22 Como podem apresentar-se os compostos cerâmicos de estrutura AX?


Descreva-os.

23 Como podem apresentar-se os compostos cerâmicos de estrutura AmXp?


Descreva-os.

24 Como podem apresentar-se os compostos cerâmicos de estrutura AmBnXp?


Descreva-os.

25 Defina a constante de Madelung. Qual é seu significado físico?


26 Dentre os compostos iônicos NaCl, CaF2 e Al2O3, qual apresenta maior
energia de ligação? Por quê?

27 Baseado na razão entre os raios e a necessidade de balanço de cargas da


estrutura cúbica, qual o arranjo atômico do CoO?
28 Baseado no raio iônico, determine o número de coordenação esperado para os
seguintes compostos: a)FeO b)CaO c)SiC d)PbS e)B2O3

29 Calcule a densidade do composto CdS.

30 Descreva a estrutura cristalina do Al2O3.

31 Descreva a estrutura cristalina tipo perovskita. Cite um exemplo.

32 Descreva a estrutura cristalina tipo espinélio. Cite um exemplo.

33 Descreva a estrutura cristalina “cúbica tipo diamante”. Cite exemplos de


materiais que cristalizam nessa estrutura.

34 Comente a cristalinidade de materiais poliméricos.

35 Descreva a estrutura não-cristalina dos vidros. O que são pontes-de-oxigênio e


modificadores de redes?

36 Como pode-se obter informações sobre estrutura cristalina de materiais a partir


da difração de raio-X?

37 Para as estruturas cristalinas CCC, CFC e HC, segundo a Lei de Bragg


descreva quando a difração ocorre e quando não ocorre. Explique.

38 Nos exercícios em que você calculou a densidade teórica de metais ou


compostos, esta difere dos valores que você obtém na prática analisando sólidos
mesmo com porosidade nula. A que se deve a diferença? E qual sua
conseqüência?

39 Que tipo de defeitos podem ocorrer num cristal. Quais são os defeitos
pontuais? Descreva-os.

40 Classifique os defeitos pontuais quanto à forma, origem e estequiometria.

41 O que são defeitos: a) não-estequiométricos?

42 O que são defeitos extrínsecos e intrínsecos?

43 O que é íon aliovalente e íon isovalente?


44 Calcule o número de vacâncias por cm3 e o número de vacâncias por átomo
de cobre (a) a temperatura ambiente e (b) a 1084oC (justo acima do ponto de
fusão. 83,6 kJ são necessários para produzir uma vacância no cobre.)

45 Quais as conseqüências de um defeito tipo Frenkel na rede, por exemplo, do


MgO?
46 Supondo o parâmetro de rede do CsCl de 4,0185 A e a densidade de 4,285
Mg/m3, calcular o número de defeitos Schottky por célula unitária.

47 O que é a notação de Kröger-Vink. Utilize esta notação para representar: a)


vacância de um cátion Mg+2 em MgO; b) vacância de um cátion Cs+ em NaCl; c)
vacância de um ânion O-2 em NiO; d) Al substituindo íon Ni em NiO; e) Mg
substituindo Ni em NiO; f) Mg+2 substituindo Na em NaCl; g) Mg intersticial em
MgO e O em um interstício de Al2O3

48 O que são discordâncias e como podem ocorrer?

49 Qual o significado do vetor de Burgers? Qual a relação entre a discordância e a


direção do vetor de Burgers para cada tipo de discordância?

50 Defina grão. O que é contorno de grão. Que tipo defeito é considerado um


contorno de grão?

51°Como pode a superfície de um cristal ser considerado um defeito da estrutura


cristalina?

52 O que são defeitos volumétricos?

53 Cite algumas propriedades influenciadas diretamente pela presença de


defeitos.