Você está na página 1de 3

Ficha 3

Parte 1 · Módulo 7
1. As transformações das primeiras décadas do século XX
1.4. Mutações nos comportamentos e na cultura

Grupo I O imperador glorifica a arte académica, que


Questão 1 se alicerça no conceito de belo que a
Segundo Ortega Y Gasset (Doc. 1): civilização greco-
• a) vive-se um clima de anomia já que, na -latina transmitiu à arte ocidental. Esta
sociedade conceção de arte prescreve os modelos a
massificada, o Homem comum não procura seguir e exige ao artista uma técnica
valores sólidos. rigorosa, que lhe permita dar às suas obras
uma aparência de realidade. A este conceito
Questão 2 tradicional de arte, Guilherme II contrapõe a
Referir três alterações da condição “liberdade” de alguns artistas mais
feminina impulsionadas pela situação arrojados, que, segundo afirma, “degenera
retratada no cartaz (Doc. 2). em excessos, licenciosi-dade e presunção”.
• Devido à forma como enfrentou os
desafios da guerra, a mulher obteve: Questão 2
– o reconhecimento do seu valor pessoal e Associar as obras apresentadas nos
social; Docs. 2 a 6 (coluna A) com as
– o acesso a profissões socialmente correntes vanguardistas que constam
respeitadas; na coluna B.
– o direito de participação política (sufrágio). • a) 3; b) 7; c) 4; d) 5; e) 6

Questão 3 Questão 3
Interpretar, à luz da doutrina da Desenvolver o tema:
psicanálise, o desenho da capa da As vanguardas ou a desconstrução da
revista Der Spiegel (Doc. 3). arte académica
• O desenho remete para os diferentes • Introdução: referência ao modernismo,
níveis de consciência. À tona, representada enquanto vanguarda cultural que
pela face, está o consciente, de traços revolucionou as artes no início do século.
reconhecíveis, racionais e âmbito limitado; Novos temas:
submersa, encontra-se a vasta zona do • Escolher três
inconsciente, feita de todas as vivências
– temas pesados, que chocam o espectador,
passadas, que, por vezes, podem adquirir
com cariz marcadamente social: morte,
formas monstruosas e torturantes. Embora
sexo, miséria social, angústia…
permaneçam esquecidas (escondidas pela
água), essas vivências são parte integrante (expressionismo) – Doc. 2;
do psiquismo do indivíduo, que não pode – representações do absurdo, que pretende
libertar-se delas. ser um fator de destruição do próprio
conceito de arte (dadaísmo) – Doc. 4;
Questão 4 – retratos de mundos oníricos, surreais, que
Nomear a conceção científica a que se brotam da interioridade do artista
refere Bertrand Russel na última frase (surrealismo) – Doc. 6;
do texto (Doc. 4). – representações abstratas, que procuram
• Relativismo científico. suscitar sensações/emoções
(abstracionismo) – Doc. 5;
Grupo II – representação do ruído e do movimento
Questão 1 (futurismo).
Esclarecer o conceito de arte patente Utilização da cor:
no discurso do imperador Guilherme II • Escolher três
(Doc. 1). – cores fortes, puras e contrastantes
(Fauvismo e Expressionismo) – Doc. 2;

Um novo Tempo da História – 12º ano – Soluções do Caderno do Aluno


– não correspondência entre o real e a cor • b) o dinamismo universal.
aplicada OU cor aplicada com inteira
liberdade (Fauvismo e Expressionismo) –
Doc. 2;
– papel secundário da cor, resvalando para
uma quase monocromia (cubismo analítico) Questão 3
– Doc. 3; Outros temas caros ao futurismo são:
– protagonismo da cor, considerada capaz • d) a cidade e a máquina.
de, só por si, suscitar beleza e despertar
sensações (Abstracio-nismo) – Doc. 5. Questão 4
Futuristas e cubistas partilham:
• a) a fragmentação do objeto.
Inovações na forma e na técnica:
• Escolher três Questão 5
– simplificação do desenho e das formas; Apresentar três aspetos do Manifesto
geometrização (fauvismo, expressionismo, que permitam incluir o futurismo nas
cubismo) – Docs. 2 e 3; vanguardas artísticas do princípio do
– esbatimento dos volumes (fauvismo, século XX.
expressio-nismo); • Escolher três
– substituição da perspetiva tradicional pela – rejeição clara da arte académica (“A
visão simultânea, fragmentada e justaposta construção dos quadros foi, até aqui,
dos diferentes ângulos do objeto (futurismo, estupidamente tradicional”);
cubismo) – Doc. 3; – proclamação de que não há regras na arte
– utilização de novos materiais: papéis (“nada é absoluto em arte”);
colados e outros objetos até aí estranhos ao – adoção de novas temáticas – o
mundo da arte (cubismo, dadaísmo, movimento/ dinamismo universal (“tudo se
surrealismo) – Doc. 4. move, tudo corre” “um cavalo em corrida
não tem quatro patas, mas vinte”);
– rejeição da arte como reprodução da
Grupo III
realidade (“um retrato não deve assemelhar-
Questão 1
se ao modelo”);
O futurismo:
– proclamação da interioridade do pintor
• c) manifestou-se primeiro na poesia e
como objeto da obra de arte (“o pintor
estendeu-se aos mais variados ramos da
transporta em si paisagens que quer fixar na
arte.
tela”);
– adoção de novos ângulos de visão /
Questão 2
rejeição do “quadro-janela (“colocaremos o
Segundo o Manifesto, o principal tema
espectador no centro do quadro”).
que se oferece ao pintor futurista é:

Um novo Tempo da História – 12º ano – Soluções do Caderno do Aluno